Page 1

O Alvorada

Nova Alvorada do Sul - 1º a 31 de Março de 2014

Página 2

COLUNA DO PASTOR

EDITORIAL

Goste ou não, é Carnaval! O Evangelho sem preço Da Redação O Brasil respira Carnaval. Em alguns Estados, já há algumas semanas; em outros, mais intensamente desde ontem (17). Nestes dias, não há o que falar. Todo mundo usufrui do feriadão, mesmo que não caia ou não goste da folia. Alguns porque literalmente entram no clima e participam da festa momesca em suas mais variadas programações, outros porque, mesmo não gostando de pular Carnaval, aproveitam o feriadão para descansar, viajar ou curtir qualquer outra atividade que realmente gostem de fazer. O fato é que o País para nestes quatro dias. Tudo gira em torno do Carnaval. Na televisão, o foco é mostrar as mais variadas programações país afora. No Rio de Janeiro, os holofotes se voltam aos desfiles na Marquês da Sapucaí. Muita fantasia, gente bonita e samba no pé. Na Bahia, uma imensidão de foliões, espalhados por blocos ou não, saem às ruas, dia e noite, noite e dia, para comemorar a maior e mais popular festa brasileira. Em ou-

tros Estados, segue-se o mesmo ritual, cada um com suas particularidades. Na nossa cidade, muitas pessoas viajam. Os que aqui ficam também gostam de aproveitar os dias conciliando natureza com lazer e diversão com a família e os amigos. Por aqui a programação que reúne um grande número de pessoas costuma acontecer no Parque Nelson Tereré, onde muitos caem na folia. Daqui até a quarta-feira de cinzas tudo o que se falar não ganhará tamanha importância. Nem mesmo polêmicas costumam ficar em evidência. Tudo girará em torno do Carnaval. Depois dele, quem sabe, alguns setores comecem a funcionar com mais afinco. As votações na Câmara e no Senado... As negociações por reajustes salariais... As articulações partidárias... Enfim, o jeito é dar uma pausa geral. Goste ou não goste de Carnaval, não há como fugir dele. Então, o melhor é relaxar, aproveitar e depois que o feriadão passar, “engatar a primeira” e deixar 2014 fluir de fato.

O Alvorada EXPEDIENTE Redação, Administração, Departamento Comercial e Distribuição Rua Dorivaldo M. Nogueira, 1.651 - Nova Alvorada do Sul/MS Fone (67) 9923-7850 | e-mail: j_oalvorada@hotmail.com CGC 15.534.985/0001-02 | Insc. Mun. 293/94 Registrado sob nº 5.853 às folhas 02, do Livro B, Cartório do 1º Ofício de Rio Brilhante/MS Diretora Liliam Márcia Almeida Araújo Jornalista responsável Anderson João Pissin DRT/MS 002 Distribuição Nova Alvorada do Sul e região, Campo Grande, Rio Brilhante, assentamentos e área rural Tiragem 3.000 (Três mil exemplares) A direção não se responsabiliza por artigos assinados ou de origem definidas que expressam unicamente, a opinião de seus autores, a opinião do jornal está expressa no editorial. O material não utilizado não será devolvido. O jornal O Alvorada e filiado a: ADJORI – Associação de Diretores de Jornais do Interior de MS.

*Luiz Galdino Tudo na vida tem o seu preço. O carro tem o seu preço, o açúcar, feijão, o aluguel da casa,prédio comercial etc.. Tudo que você precisa tem o preço, e as vezes temos que trabalhar dobrado para cumprir com os compromissos e podermos desfrutar daquilo que compramos. Quero falar algo a você amigo(a) leitor. Na vida espiritual também é mais ou menos assim: Tudo que você precisa tem um preço. Um preço que não é o seu dinheiro, não é o seu trabalho, enfim, você não compra com coisa deste mundo. Quero poder ter graça de Deus para que estas palavras tenham peso em sua vida, peso de renuncia e transformação em Cristo Jesus. Quando falamos em preço, o maior já foi pago na cruz do calvário, que foi o próprio Jesus Cristo que pagou com a sua própria vida o resgate que nós

precisávamos para voltar a comunhão com Deus. A Bíblia fala que todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus (salvação) Romanos cap.3 vs.23. Jesus já pagou o preço na cruz do calvário, mas hoje temos vivido um tempo de apostasia, onde as pessoas vão as Igrejas,tentar fazer barganha com Deus, e não querem viver um evangelho de renuncia. Jesus disse: Aquele que quiser vir após mim, neguese si mesmo tome cada qual a sua cruz e siga-me ( Mateus cap.16 vs.24). Jesus já pagou o maior preço por nós, basta eu e você viver um evangelho que nos custe algo! Nos custe arrependimento, nos custe o abandono dos pecados, praticas sexuais ilícitas, roubos, adultério, mentiras, fofocas e muitas coisas mais. Tudo depende de nós para vivermos um vida de santificação no espírito. Vive-se infelizmente hoje um tempo onde o temor a Deus já não existe mais, pessoas que se dizem de Cristo estão pecando fazendo aliança com o mundo dando até o dízimo daquilo que é maldito, tentando fazer troca com Deus.

Preste atenção! A justiça de Deus está chegando, não pense que o Senhor não está vendo você! Não é porque você vai a Igreja, tem uma carteirinha de membro, ou até mesmo uma credencial que Deus não está te olhando! Pelas nossas obras seremos condenados ou justificados. Quando vamos a Cristo uma das obras que Cristo faz é nos perdoar, e na medida que nós negamos a nós mesmos Ele nos mostra as nossas imperfeições, aquilo que Ele quer que nós viéssimos a abandonar para que Ele realmente tenha total controle de nossas vidas. Entregue a sua vida a Jesus Cristo! Onde você estiver apenas fale com Ele, deixe que Ele toque em você com o seu amor, com o seu perdão, ai então Ele fará tudo novo. Está é a graça de Deus: Nos perdoar por meio de Cristo Jesus. Até a próxima Se Jesus não voltar! * Pastor da Comunidade Evangélica Adoradores Ágape

momento de fé

Para atingir os degraus da perfeição espiritual, necessitamos de: boa vontade, perseverança, cultura e amor. A primeira condição é primordial, pois, sem ela não passaremos de fracos indecisos. Persistência denota a condição da primeira e, pelas palavras de Jesus, só rezemos salvos se perseveramos até o fim. A cultura nos indica o caminho certo. O amor nos identifica e fortalece. Sem o esforço necessário ao alcance da perfeição, nada faremos. Mas, devagar e sempre deve ser o nosso lema.

O alvorada 531 02  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you