Page 1

Alenquer, 15 de Agosto de 2012

92 anos

QUINZENÁRIO REGIONAL INDEPENDENTE Nº 871 (II série) – 15 a 31 de Agosto de 2012

Ano xciI

Preço: 0,90 euros (IVA incluído)

2580 Alenquer TAXA PAGA

Director: Frederico Ferreira

PORTE PAGO

Horta SOCIAL

um caso

de sucesso em alenquer

pág.10

Alenquer

Alenquer

carregado

Arruda

Presépio de Portugal é marca nacional registada

Juventude Popular elege comissão política

Urbanização inacabada alvo de vandalismo e roubo

Jovens vencem concurso nacional “Entre Palavras“

pág. 4

pág. 4

pág. 12

pág. 14


NOVA VERDADE

15 de Agosto de 2012

Menina assassinada pela mãe foi a sepultar no Carregado

Emoção e dor no último adeus a Lara

Câmara de Azambuja reagiu a denúncia dos Bombeiros de Alcoentre

Autarquia alega que água consumida pelos Bombeiros tem que ser contabilizada

fonte: CM

Foi com um misto de emoção, incredulidade e dor que perto de duas centenas de pessoas se despediram a 10 de Agosto no Carregado, da pequena Lara. A menina de seis anos foi assassinada pela mãe na casa onde ambas residiam em Nice, sul de França, em contornos ainda não totalmente esclarecidos. Ana Lúcia Cunha de 37 anos, imigrante em França deveria ter ido para Portugal juntamente com as duas filhas, Vera de sete anos, e Lara de seis. À última da hora terá mudado de ideias, enviando apenas a filha mais velha para casa dos avós maternos em Guizanderia. Na noite do homicídio, Ana Lúcia terá tentado o suicídio com a mesma faca com que matou a pequena Lara, saindo depois para a rua a gritar “matei a minha filha”. Segundo o jornal Correio da Manhã, a homicida continua internada sob detenção na ala psiquiátrica de um hospital do sul de França.

António Passão 917203422 antoniopassao@gmail.com

Rendas sofrem o maior aumento desde 2004

As rendas vão sofrer uma actualização de cerca de 3,3% no próximo ano. É o maior aumento desde 2004, escreve o “Jornal de Negócios” na sua edição de 13 de Agosto. O aumento das rendas vai afectar mais de 627 mil famílias e produz efeitos no mês em que o contrato foi assinado. Em causa estão os inquilinos com contrato de arrendamento posterior a 1966. Esta actualização é a que resulta da lei que faz depender o aumento das rendas da inflação registada no ano anterior (até Agosto). O número final só será conhecido daqui a um mês, quando o Instituto Nacional de Estatística (INE) acabar o seu apuramento, mas até ao mês passado, a taxa estava nos 3,35% e não deverá afastar-se muito

disto, embora possa descer ligeiramente, dada a tendência de desaceleração dos preços. Os aumentos em euros variam muito, consoante o valor da renda. Mas, se tivermos em conta que, para uma renda contratada no final dos anos 80, o valor médio ronda os 120 euros, esta taxa de actualização implicará em média um aumento de 4 euros. Porém, para uma renda contratada depois de 1990, onde o valor médio ronda os 300 euros, a subida será de 10 euros mensais. Contratos mais recentes, nomeadamente em Lisboa, superam frequentemente os 600 euros. Neste caso, o aumento será superior a 20 euros mensais.

GRAFISMO E PAGINAÇÃO – João Teles REDACÇÃO E SECRETARIA – R. Renato Leitão Lourenço, 11 2580-335 ALENQUER. Telef.: 263 732 264. Fax: 263 711 747. E-mail: presepioportugal@gmail.com MAQUETE – © e-dzain.com www.e-dzain.com IMPRESSÃO – Empresa do Diário do Minho TIRAGEM DESTE NÚMERO – 4.000 exemplares ASSINATURAS – Anual Portugal: 16,15 euro Europa: 35,35 euro Resto do Mundo: 45,45 euro Avulso - 0,90 euros N.º Depósito Legal 100328/96 S.R.I.P. n.º 213182/104778 Inscrição na E.R.C. nº 104778

C

M

O D E AL E N ÍP

R

ESPECTÁCULOS PRIVADOS E PÚBLICOS

Subida deverá rondar os 3,3%

DIRECTOR – Frederico Ferreira DIRECTOR ADJUNTO – José Carlos S. M. Rodrigues. CHEFE DE REDACÇÃO – A. Marques da Silva (CO 246). REDACÇÃO – António Pires Vicente (CO 566), Daniela Azevedo (CP 3431), Frederico Ferreira (CP 8332). COLABORADORES – Ana Catarina Viçoso (CP 7703), Ana Clotilde Correia (CP 7221), Nuno Inácio (CP 6280), António Passão, Filipe Rogeiro, Graça Silva (CR 529), Miguel Carvalho, Fernando Luís Pinho, Alves de Sá. TAUROMAQUIA – Joaquim Tapada. CINEMA – Frederico Ferreira. DESPORTO – António Pires Vicente (editor), António Franco (CO 576), Manuel Santos, Mário Franco (CO 574), Nuno Alves, Pedro Filipe Correia (CO 572), Rui Correia , Rui Seabra (TE 207), Vítor M. M. Grilo (CO 247). fotografia – Bruno Félix, Fernando Luís Pinho. REVISÃO – Ludovina Simões. PUBLICIDADE – Ana Falé e Cristina Simões.

UE

vai até SI

fornecido a custo zero. E dizem que as facturas pesadas que os bombeiros de Alcoentre receberam nos últimos meses se devem ao facto dos bombeiros não terem enviado a estimativa da água gasta, no combate às chamas. Adianta também que a situação nada tem a ver com a concessão das águas do município à empresa em causa. Realça que se trata de uma concessão por 30 anos e não uma privatização. Ainda no comunicado, a autarquia diz estarem a ser encetados contactos, entre a empresa abastecedora e os bombeiros para resolver a situação.

Q

O

O comandante dos Bombeiros Voluntários de Alcoentre veio a público denunciar aumento da factura da água, de 100 para 600 euros mensais, alegadamente devido à cobrança da água usada para o combate a incêndios. Na resposta a autarquia de Azambuja esclarece em comunicado, que toda a água consumida tem de ser contabilizada, para um conhecimento real do que é fornecido e para controlo de eventuais perdas. Explica ainda a autarquia que o que é fornecido pela empresa Águas da Azambuja, destinado ao combate a incêndios, é

PROPRIEDADE/edição – Presépio de Portugal – Comunicação Social, Unipessoal, Lda NIPC: 505 710 242 ADMINISTRAÇÃO – Ludovina Simões e José Mauricio NOVA VERDADE – Jornal Quinzenário Ano XC FUNDAÇÃO – «A VERDADE» em 8 de Agosto de 1919 (até 4 de Maio de 1974) por Francisco Machado, Jaime Ferreira e Simão Batoreu; «novA VERDADE» em18 de Maio de 1974, por Renato Leitão Lourenço.

MU N I

2

ÉR IT

O PRA

TA


editorial

por: Frederico Ferreira

15 de Agosto de 2012

NOVA VERDADE

3

O apelo da terra Um pouco por todo o país multiplicamse as Hortas Sociais, com mais ou menos sucesso. O conceito não é novo, e em Lisboa por exemplo, existe há várias décadas em locais como o Vale de Chelas. Em Alenquer o projecto tem pouco mais de dois meses, tempo suficiente contudo para se tomar o pulso à iniciativa. Satisfeitas ambas as partes (autarquia e munícipes) é fácil fazer para já um balanço positivo do projecto, sendo de destacar que dos 14 aderentes, muitos não têm qualquer experiência na horticultura.

Mais do que reflexo da crise, acredito que o sucesso destas hortas é sobretudo um sinal de novos tempos, e de uma mudança de mentalidades que está a germinar na sociedade. Se nos anos 80 e 90 assistimos a um voltar de costas dos portugueses às suas origens rurais, com a proliferação de urbanizações de subúrbio, e ao crescimento do fenómeno da “junk food” ou se preferirem da comida de plástico, o novo milénio parece ficar marcado por um regresso às origens.

Mesmo nos centros comerciais, as lojas de hambúrgueres e pizzas, começam a dar lugar às ofertas de produtos naturais e biológicos. E são também já muitos os que não dispondo de um terreno, convertem as suas varandas em mini-hortas, existindo um sem número de sites na internet que explicam como maximizar o espaço disponível. Cansados de toda a tecnologia, é o regresso à vida simples que se retoma, com a sensação reconfortante de quem chega a casa depois de uma longa viagem.

Já nem os carrinhos de compras escapam! António Pires Vicente

92 anos

Conversa de Café por Frederico Ferreira e Inês Nuno Passos Coelho quer que as eleições se lixem, porque importante é salvar Portugal

flagrantes O furto de carrinhos de compras tem acontecido com frequência nos supermercados da região, estando a preocupar os empresários do sector, que se veem confrontados com prejuízos inesperados e significativos. A estratégia seguida pelos supostos clientes para se apropriarem dos carrinhos passa, geralmente, por realizar compras simbólicas, por exemplo dois ou três garrafões de água, e quando fazem a aproximação à respectiva viatura, depois de arrumarem as compras, realizadas quase sempre a horas de pouco movimento nos parques, aproveitam para “empurrar” os carrinhos para dentro dos automóveis, normalmente carrinhas de caixa fechada. Mas, como um nosso leitor, há dias, testemunhou, num sábado de manhã, num supermercado da sede de concelho, também há quem leve os carrinhos num normalíssimo carro ligeiro de passageiros, com os bancos de trás previamente rebatidos… Não se sabe é qual a finalidade dos carrinhos, se para transportar lenha para a lareira, em casa – como alguém nos alvitrou –, se para vender a algum depósito de sucata. Certo é que o preço de um carrinho de compras de supermercado oscila entre os 80 e os 200 euros, dependendo do peso e da resistência do material.

e vai salvá-lo disso não tenho dúvidas...

... já o mesmo não posso dizer dos portugueses.

POR APENAS

30€ ESTE ESPAÇO PODE SER SEU! LIGUE 263 732 264


4 conversas

à beira-rio

Apanhar o comboio! Alves de Sá

A conversa de hoje acontece na sequência da visita à escola, no dia em que as notas de exame apareceram na pauta. Posso dizer-vos que o alarido foi enorme, “gritinhos e risadas” não faltaram, bem como palmadas nas costas ou beijinhos na face. Mas nesta fotografia nem todos ficaram, ainda que lá estivessem em bicos de pés, espreitando as mesmas folhas de papel, sublinhando com os olhos, vezes sem conta, o nome e a nota. Olhando mais fundo, percebe-se uma primeira divisão entre eles, aconchegam-se a um dos lados os que tiveram aproveitamento, enquanto os outros vão-se afastando com passo envergonhado para que a ausência não seja notada. O primeiro acto para deixar fora de cena alguns amigos de representação conjunta até então, tinha sido dado naquele preciso momento. Tive um professor de psicologia que repetia vezes sem conta que a vida escolar do aluno resumia-se a uma viagem de comboio. Dizia ele que no início de cada ano escolar, os novos alunos, pela mão dos pais, tomavam assento num trem, com destino ao futuro. A viajem, aproveitada para crescerem na formação académica, tinha em todo o percurso várias estações de paragem obrigatória, onde se apeavam todos aqueles que, por falta de aproveitamento, ficavam privados de continuar. Todos os outros continuavam, repetindo-se a cena até à última estação, precisamente aquela onde seria obrigatório mudar de linha. Com alguma imaginação, poderemos perspectivar a vida académica ou a profissional para qualquer um deles, tanto para aqueles que vão saltando fora, como para todos os outros. Pensando nos que ficam pelo caminho, sem rodeios de qualquer espécie ou artifícios de raciocínio para encontrarmos desculpas, teremos de concluir que na maioria das vezes a falta de sucesso começa no dia em que entram no comboio. O jovem passageiro vai viajar sem estar preparado e sem a “bagagem” necessária. A mala da “boa educação” e a da “boa criação” ficam na casa dos pais. Assim, depressa abandonam nas primeiras estações, os inadaptados e os doentes, geralmente por falta de determinados hábitos de postura equilibrada e até alimentares. A diabetes e a obesidade elegem-nos como parceiros privilegiados. Neste universo também coabitam todos aqueles que crescem sem uma boa educação e como tal ignoram por completo a regra, o respeito pelos outros, bem como o dever de obediência às normas de boa conduta e a todas aquelas que dizem respeito ao enquadramento escolar. Por tudo isto, acumulam faltas às aulas e somam vezes sem conta faltas disciplinares, motivo suficiente para saltarem fora do trem, muito antes do apeadeiro final. Quer queiramos quer não, o insucesso na vida escolar dos nossos jovens tem por base, na maioria das vezes, a falta de critério na educação e na criação durante os primeiros anos de crescimento, onde a disciplina, a obediência, a pontualidade e ainda os correctos hábitos alimentares deveriam constituir os principais alicerces de toda a vida futura. Pitágoras, filósofo e matemático Grego deixou-nos o seguinte pensamento: “Educa as crianças e não precisarás de castigar os homens”.

política NOVA VERDADE

15 de Agosto de 2012

Processo de registo foi uma aposta do executivo municipal

“Alenquer, Presépio de Portugal” é marca nacional “Alenquer, Presépio de Portugal” é desde o final do mês de Junho marca nacional registada. O primeiro passo “de um processo longo e burocrático”, que incluiu a criação de um logótipo, e que tem agora de receber a adesão dos empresários e produtores do concelho, esclareceu o presidente da autarquia. Para Jorge Riso trata-se de um projecto que trará benefícios para ambas as partes, criando uma marca distintiva dos produtos de Alenquer, e divulgando o nome do concelho. “O objectivo último é criar um selo de qualidade, que faça a distinção dos produtos de Alenquer. Já temos alguns produtos que levam o nome do concelho, além-fronteiras, nomeadamente os vinhos, mas queremos alargar esse âmbito, a muitos outros produtos de qualidade que felizmente são produzidos aqui”, explicou Jorge Riso. Essencial para o sucesso da iniciativa, é a adesão de em-

presários, e produtores, um trabalho que será colocado em marcha a partir de Setembro. “Depois das férias de Agosto, iremos usar os diversos meios de divulgação que temos ao nosso dispor, para garantir que teremos a maior adesão possível, até porque queremos que esta marca seja o mais abrangente possível, e não esteja associada apenas a uma ou duas marcas, ou produtos”, adiantou. “Acreditamos no potencial do nosso concelho, e pensamos que será vantajoso para o concelho, que verá o seu nome ser divulgado no mercado interno e externo, e também para os produtores que têm assim uma marca distintiva dos seus produtos”. O nome “Alenquer, Presépio de Portugal”, ou “Vila Presépio” tem sido associado à vila desde tempos remotos, muito anterior à construção do presépio sendo várias as explicações para este facto. A mais comummente aceite é pela disposição em encosta do seu casario, embora a construção do seu presépio a partir de finais da década de 1960 tivesse servido para consolidar o epíteto, que é agora reconhecido oficialmente.

IOLANDA BASTOS LIDERA “EQUIPA SEM EXPERIÊNCIA POLÍTICA”

Juventude Popular elege primeiros órgãos no concelho de Alenquer António Pires Vicente

Iolanda Bastos é o primeiro presidente da Juventude Popular (JP) do concelho de Alenquer. O acto eleitoral, a que concorreu uma lista única, teve lugar no passado dia 4 de Agosto, no Carregado, e contou com a presença de Catarina Alves, presidente da Distrital de Lisboa da JP. Advogada estagiária, de 24 anos, e residente na Ota, IoIolanda Bastos, de 24 anos, landa Bastos foi eleita com é advogada estagiária e 70% dos votos dos militantes reside na Ota que participaram no sufrágio. Os restantes dirigentes da JP de Alenquer são: Diogo da Costa Pereira (vice-presidente da comissão política), Gustavo Brites (secretário), Solange Silva e João Lobo (vogais). “Pretendemos acompanhar os jovens de Alenquer; estar sempre ao lado deles, garantindo-lhes todo o apoio necessário, representá-los nos seus interesses e direitos, e portanto criar aqui uma unidade política com a JP para que consigamos alguns progressos ao nível das suas necessidades, particularmente no âmbito da educação e no âmbito social geral”, afirmou ao Nova Verdade a recém-eleita líder da JP de Alenquer.

Reconhecendo que “o actual momento dos jovens portugueses em geral é muito complicado, porque o nosso País atravessa uma crise económico-financeira muito grande, sendo que os jovens estão desmotivados e a maior parte deles não acreditam na política”, Iolanda Bastos assumiu que é objectivo da estrutura concelhia da JP “dar-lhes mais apoio, para que se tornem mais empreendedores e mais confiantes, sobretudo em Alenquer”. Faltando pouco mais de um ano para as eleições autárquicas, Iolanda Bastos admitiu que “alguns elementos da JP venham a fazer parte das listas do CDS-PP para a Câmara de Alenquer”. A criação de uma estrutura partidária concelhia de juventude é a concretização daquele que foi o primeiro objectivo assumido pelo líder do CDS-PP de Alenquer, quando tomou posse em Fevereiro do ano passado. A aposta, segundo Guilherme Coelho, é “trazer mais jovens para a política, motivando-os para a causa pública e, com isso, tornar mais sólida a ‘massa crítica’ do partido no concelho”. “Apesar de a JP ser uma estrutura autónoma, terei sempre uma voz crítica quando verificar que a ‘jota’ está a servir de trampolim politico ao invés de ser um meio para se atingir um fim – a proximidade e mais-valia para a resolução das interrogações dos jovens alenquerenses”, vincou Guilherme Coelho, salientando que a primeira direcção concelhia da JP “é uma equipa sem experiência politica, logo sem vícios, e conto com eles para a ‘batalha’ de 2013”.


sociedade NOVA VERDADE

5

15 de Agosto de 2012

ViniPortugal promove vinho a copo Fonte: CV&A

Promover o serviço de vinho a copo em Portugal, demonstrando as suas inúmeras vantagens e implementando um novo hábito de consumo, é o principal objectivo da Viniportugal no mercado nacional. Para o efeito, a ViniPortugal conseguiu envolver 258 restaurantes a nível nacional na campanha “A Copo!”, que promovem o exercício de boas prácticas de incentivo ao consumo de vinho a copo nos seus estabelecimentos comerciais, desenvolveu duas festas “A Copo!” em Lisboa e no Porto, e vai realizar ao longo deste ano 70 acções de formação. Jorge Monteiro, presidente da ViniPortugal, explica que “A ViniPortugal considera importante investir num processo edu-

cativo para mudar a cultura do vinho em Portugal, promovendo o consumo de vinho de qualidade associado a um consumo mais moderado, mais responsável, proporcionando prazer na degustação. Aposta que está a ser ganha mas é um projecto que tem que durar 5 a 10 anos, pois perdeu-se uma cultura de vinho que tem de ser reconquistada” acrescenta Jorge Monteiro. A ViniPortugal lançou a campanha “A Copo!” em 2010 e desde então tem tentado atrair mais consumidores para o consumo de vinho a Copo, contrariando o estigma negativo que existia em volta do serviço a copo, demonstrando que o serviço facilita ao consumidor o acesso a bons vinhos portugueses a copo e que este serviço está asso-

ciado a técnicas de manutenção da qualidade do vinho. E o canal Horeca é o grande aliado na implementação deste novo hábito de consumo de vinho, beneficiando ao disponibilizar um serviço diferenciador, cada vez mais procurado, que se assume como um factor de fidelização. Em Setembro serão reiniciadas as acções de formação e continuarão a ser avaliados estabelecimentos com vinho a copo. Iniciativas que têm o propósito de sensibilizar, formar e mobilizar o canal Horeca para a implementação de um serviço a copo de qualidade, salientando as vantagens deste consumo e cativando o canal para melhorar o procedimento e optar por listas de vinho a copo de qualidade.

No total estão disponíveis mais de 30 disciplinas

Universidade da Terceira Idade com inscrições abertas até Setembro Estão abertas até 14 de Setembro as inscrições para o ano lectivo 20122013 da Universidade da Terceira Idade de Alenquer. Podem inscrever-se munícipes a partir dos 50 anos, com cerca de 30 disciplinas à escolha, agrupadas em quatro áreas: Ciências Físicas e Naturais, Ciências Sociais e Humanas, Expressões Artísticas e Tecnológicas, e Línguas. As inscrições podem ser efectuadas on-line no site da Câmara Municipal de Alenquer, ou na sede da Universidade na Biblioteca Municipal de Alenquer. As aulas decorrem na Biblioteca, no Auditório Damião de Góis, no Fórum Romeira e no Museu João Mário. Para além da sede de concelho, existem actualmente mais três pólos: na colectividade de Ota, na antiga Escola Básica P3 do Carregado, e na Junta de Freguesia de Ventosa. O valor da inscrição é de 5 euros, a que se juntam 5,50 euros relativos ao seguro anual do aluno, mais 5 euros por cada disciplina (bimestral) escolhida. A UTI de Alenquer foi inaugurada no ano lectivo de 2010/2011 numa iniciativa da autarquia de Alenquer, com o apoio da Rede de Universidades da Terceira Idade (RUTIS). No arranque contou com 240 inscrições, com a disciplina de informática a registar a maior adesão com 150 inscritos.

UTI Alenquer


6 sociedade NOVA VERDADE

15 de Agosto de 2012

Portal do Turismo inclui informação sobre todos os concelhos do país

Alenquer tem novo meio de divulgação “on-line” Alenquer tem um novo meio de divulgação na internet, o Portal do Turismo, um site que se pretende assumir como “uma indispensável ferramenta de apoio ao turismo interno”. Para cumprir esse objectivo o site disponibiliza entre os seus conteúdos, informação detalhada sobre os concelhos de Portugal, entre história local, pontos de interesse, restaurantes, alojamento, percursos, locais de compras, entre outros. No caso especifico de Alenquer, há ainda muita informação a incluir, mas entre os monumentos a visitar surge o castelo de Alenquer, as igrejas de S. Pedro (que alberga o túmulo de Damião de Góis), e da Misericórdia, e o convento de S. Francisco, realçando que se trata do primeiro convento franciscano fundado em Portugal, no ano de 1222. É ainda aconselhada uma visita a Aldeia Galega de Merceana, aos Olhos de

Água em Ota, ao convento de Vila Verde, à serra de Montejunto, ao Alto dos Casais Brancos e à Portela de Vila Verde dos Francos. No capitulo de restaurantes surgem já alguns estabelecimentos, mas no capitulo de lazer surgem apenas algumas modalidades a praticar na serra de Montejunto, entre espeleologia, escalada, rapel, BTT, observação de aves, entre outras. Há ainda algumas fotos, e sugestões de itinerários com origem em diversos pontos do país, para além de um breve resumo da história do concelho, feiras, festas, e procissões, para além de informação relativa ao número de habitantes, densidade populacional, e número de freguesias. O site pode ser visitado em http://www. oportaldeturismo.com, e contém espaço para publicidade institucional e de negócios locais.

“Férias em Movimento”

Uma centena de alunos integraram programa de verão Depois do período da Páscoa, o “Férias em Movimento”, projecto do pelouro da Educação da Câmara Municipal, voltou, nos meses de Junho e Julho, a animar a interrupção lectiva dos alunos das escolas básicas do 1.º ciclo. No Centro Escolar de Alenquer, e na EBI de Abrigada, as crianças que participaram no “Férias em Movimento – Uma aventura no Verão” tiveram actividades de caráter formativo com desporto, música, expressão plástica e dramática e culinária, e também lúdico, com jogos e idas ao cinema, à praia, e à piscina. Destaque ainda para as visitas às quintas do Zacarias e da Regaleira, ao Jardim Zoológico, à Kidzania e ao Parque Aventura do Jamor. Uma novidade no programa de Verão deste ano foi a realização de uma colónia de férias, na Praia Azul, em Torres Vedras, que decorreu de 25 a 29 de Junho, com um grupo de 24 crianças. Com uma participação de cem alunos dos agrupamentos de escolas Damião de Goes e de Abrigada, o “Férias em Movimento” tem como objectivo proporcionar um programa de carácter educativo, cultural, desportivo e recreativo nos períodos de interrupção lectiva – Natal, Páscoa e Verão – implementando respostas ao nível da ocupação dos tempos livres.


sociedade 15 de Agosto de 2012

7

NOVA VERDADE

Instituições À Portuguesa e não só… “Que se lixem…!” J.S.R.

Se algum dia tiver de perder umas eleições em Portugal para salvar o país, como se diz, que se lixem as eleições, o que interessa é Portugal!

Pedro Passos Coelho, 1.º ministro

Esta proposição do 1.º ministro foi proferida num encontro que teve com deputados e membros do governo do

seu partido e amplamente divulgada, em especial pelas televisões que lhe deram imagem e som. E que, ato contínuo, se tornou refrão das mais variadas e desencontradas apreciações nos meios de comunicação social. Apesar do vulgar e pouco elevado “que se lixem”, na boca de um líder político que parece estar a especializar-se nesta terminologia, rotulada pelos comentaristas entre o plebeísmo e a eficácia, o tom é grandiloquente, algo messiânico e trágico: há um país por salvar e alguém que o vai fazer, recebendo em troca a ingratidão eleitoral. Embora condicionada a um “se algum dia”, o 1.º ministro põe em oposição “salvar o país” e “que se lixem as eleições!”, o que significará, no mínimo, que o resultado das mesmas lhe é indiferente. Embora possa não o parecer à primeira vis-

ta, trata-se de uma antinomia que suscita perplexidade. Afinal, “salvar o país”, “salvá-lo” mesmo, não será, pelo contrário, o melhor argumento para ganhar eleições? Incensados em períodos eleitorais pela sua inteligência, achará o 1.º ministro, paradoxalmente, que os portugueses não irão perceber que o país foi “salvo” e irão penalizar nas urnas quem o “salvou”? E, “salvo o país”, não pensará ele que, depois, é necessário continuar a mantê-lo a “salvo”, desinteressando-se disso a partir daí? A pergunta é ingénua, mas não serão as eleições, como em todas as campanhas eleitorais é dito e redito, um preceito democrático essencial na escolha de quem governe, seja o país, os municípios ou as freguesias? Então porquê o politicamente desmobilizador “que se lixem

as eleições!”? Não será a expressão um convite ao abstencionismo que abundantes e lamentosos discursos merecem habitualmente de todos os quadrantes políticos? Em tempos de contenção, esta não deverá também ser aplicável às palavras, sobretudo em declarações públicas dos titulares dos órgãos de soberania? Em contraponto, retenha-se a parte nobre e esquecida nos comentários à oração do 1.º ministro: “o que interessa é Portugal!” Esperemos e desejamos que sim (acrescentando-lhe os portugueses), apesar dos vários exemplos que fazem temer e acreditar que nem sempre é assim, mergulhando o país num clima de permanente preocupação, medo e suspeição e, em muitos casos, de desespero e angústia. Mas isso são outras histórias.

Audiência serviu para expor preocupações do sector

Confederação de empresários foi recebida pelo primeiro-ministro A Confederação Portuguesa das Micro, Pequenas e Médias Empresas (CPPME), esteve reunida com o primeiro-ministro onde partilhou algumas das suas preocupações, face à crise que está a afectar o sector. Alterações na fiscalidade, nomeadamente na cobrança do IVA, e as dificuldades de acesso ao crédito, foram alguns dos temas abordados ao longo das duas horas do encontro, como esclareceu Clementina Henriques, porta-voz da CPPME. “Procurámos transmitir um conjunto de preocupações, que atingem sobretudo os sectores da restauração, e da construção civil, onde se tem registado um número crescente de encerramentos, e pedidos de insolvência”, referiu. “As medidas fiscais têm-se revelado ruinosas, e no nosso entender favorecem a

economia paralela”, acrescentou a responsável. “Manifestámos ainda a nossa preocupação face ao número de empresários que cessaram a sua actividade, e que têm os bens penhorados, e que não têm qualquer protecção social”. Para Clementina Henriques, o facto de terem sido recebidos em audiência, é revelador de alguma abertura ao diálogo por parte do chefe de Governo, mas o resultado acaba por ser pouco animador. “O senhor primeiro-ministro reconheceu razão em algumas das questões levantadas, dizendo que algumas delas estão em análise e, admitiu que outras, no futuro, possam ser objecto de estudo. Não obstante e no essencial, reafirmou a inevitabilidade do encerramento de muitas e muitas empresas e a continuidade da política de

agravamento da situação económica e social”, disse. Numa reunião em Cascais a Confederação aprovou entretanto uma moção a entregar ao primeiro-ministro, onde exige do Governo medidas urgentes “nas áreas da fiscalidade, do crédito e do investimento produtivo com vista a criar condições imprescindíveis à dinamização do mercado interno e da economia, da criação de novos empregos e de mais riqueza nacional”. Segundo a CPPME é a própria “sustentabilidade e sobrevivência dos Micro, Pequenos e Médios Empresários, que está posta em causa” Na moção, a Confederação recorda que as “MPME têm um papel fundamental na economia nacional, pois são as principais responsáveis pela criação do emprego e da riqueza nacional”.


8 sociedade NOVA VERDADE

15 de Agosto de 2012

CHEFE DO ESTADO-MAIOR DA FORÇA AÉREA PRESIDIU À CERIMÓNIA

108 Instruendos da Força Aérea juram Bandeira na Ota A. P. V.

Momento solene do juramento dos novos militares perante o Estandarte Nacional

Cento e oito instruendos, da incorporação nº 1 de 2012, juraram Bandeira, no Centro de Formação Militar e Técnica da Força Aérea (CFMTFA), no passado dia 3 de Agosto, numa cerimónia presidida pelo Chefe do Estado-Maior da Força Aérea, general José Pinheiro. Após cinco semanas de Instrução Básica, onde assimilaram os valores, os deve-

res, a cultura e ética militares, os novos militares da Força Aérea, que ingressaram no serviço militar em regime de contrato, fizeram o Juramento de Bandeira, acto solene através do qual, perante o Estandarte Nacional e na presença das altas patentes militares, dos pais, familiares e amigos, juraram publicamente o seu compromisso para com a Nação.

Durante a cerimónia, a que assistiram também o vice-presidente da Câmara de Alenquer, João Hermínio, e o presidente da Junta de Freguesia de Ota, José Augusto Honrado, o comandante da Esquadrilha de Instrução Básica, tenente Fernandes, dirigiu algumas palavras aos praças que agora iniciam a sua carreira na Força Aérea. Foram, também, distribuídos prémios aos

instruendos melhor classificados. Os novos militares vão agora frequentar cursos, no CFMTFA, de especialistas de mecânicos de material aéreo, armamento, electricidade, electrónica, comunicações, polícia aérea, abastecimento, serviço de saúde e hotelaria.

Acção incidiu sobretudo no uso de cintos, transporte de crianças e telemóveis

676 infracções na Operação Anjo da Guarda da GNR

A GNR registou a 8 de Agosto, dia em que realizou a operação “Anjo da Guarda”, 408 infracções relacionadas com cintos de segurança, 71 com os sistemas de

retenção de crianças e 197 por causa do uso de telemóveis por condutores. No primeiro semestre, a média diária foi de 80 infracções detectadas.

A operação “Anjo da Guarda” envolveu 1823 militares da GNR, decorreu durante todo o dia de quarta-feira, em 93% do território nacional e incidiu, em particu-

lar, sobre a utilização de cintos de segurança, os sistemas de retenção para crianças e o uso de telemóveis durante a condução. A GNR fiscalizou mais de 12 mil condutores. Entre as infracções registadas, um total de 676 incidiram no âmbito da operação “Anjo da Guarda”: 408 relacionaram-se com os cintos de segurança, 71 com os sistemas de retenção de crianças e 197 com o uso de telemóveis, segundo os dados actualizados e definitivos enviados à agência Lusa por esta força de segurança. O capitão João Figueiredo, da GNR, sublinhou que estes números estão “muito acima” da média, o que revela a importância de operações como a do “Anjo da Guarda” e do “muito trabalho” que há ainda a fazer no sentido de “alertar” e “sensibilizar” os condutores para os “perigos e consequências” da má utilização dos cintos de segurança, e de falar ao telemóvel durante a condução. No primeiro semestre deste ano, a GNR detectou, em média, 80 infracções por dia relacionadas com os cintos de segurança e os sistemas de retenção das crianças, e outras 70 ligadas aos telemóveis.


sociedade 15 de Agosto de 2012

9

NOVA VERDADE

Henrique Roma

“A Astrologia é uma ciência que nos dá orientação e ferramentas para resolver problemas”

Henrique Roma é um astrólogo de reconhecido talento, com participação em inúmeras publicações, e programas de televisão, e agora com consultório em Vila Franca de Xira. O próprio admite que lhe é difícil dizer ao

certo quando se começou a interessar pela Astrologia, situando “entre os sete, oito anos”, as suas primeiras incursões na matéria. Seguiu contudo um percurso académico convencional, tirando a licenciatura em História, na Universidade Clássica de Lisboa. Foi professor de liceu até aos 28 anos, altura em que o apelo da astrologia se tornou mais forte. “Nunca deixei a astrologia de parte, mas cheguei a um ponto da minha vida em que tinha de optar. Não foi uma decisão fácil até porque gosto muito de dar aulas, mas decidi seguir a minha verdadeira paixão”, explica. Houve contudo ainda tempo para mais uma licenciatura, desta vez em Psicologia, mas que nunca exerceu. Henrique Roma reconhece que ainda existe algum preconceito em relação à Astrologia, mas diz que tem havido uma evolução, na forma como é encarada pela sociedade. “Muitas pessoas acham que esta é uma forma de enriquecer de forma fácil, mas nem é fácil, nem se enriquece, pelo menos quando a profissão é encarada de forma séria e honesta”, assegura. “Nunca dou mais de quatro a cinco consultas por dia, porque é extremamente desgastante, sobretudo a nível mental, uma vez que é necessária muita concentração”, esclarece. O astrólogo admite também que a imagem da astrologia tem sido prejudicada por pessoas menos honestas, mas diz que há formas de as identificar. “É sempre de desconfiar quando se promete curas ou soluções milagrosas, porque de facto não existem”, sustenta.

“A Astrologia é uma ciência que nos dá orientação, e nos dá ferramentas para resolver problemas, mas nós temos também de fazer a nossa parte. Muitas vezes vêm ter comigo porque querem conquistar uma pessoa, que não lhes liga nenhuma. Mas a Astrologia só lhes diz se têm alguma hipótese, ou se o melhor é esquecer, e eu prefiro dizer sempre a verdade, mesmo quando não é o que as pessoas querem ouvir”, afirma o astrólogo. “Por isso quando lêem anúncios nos jornais que dizem, resolvemos problemas de amor, dinheiro, saúde, etc em apenas três dias, ou melhor é evitar essas pessoas porque não estão a ser honestas”, acrescenta. Henrique Roma não se dedica contudo exclusivamente à Astrologia. Tarot, Reiki, Feng shui ou Cristaloterapia, são outras das áreas em que trabalha, muitas vezes complementares à Astrologia. Questionado se qualquer um se pode dedicar a esta actividade, Henrique Roma, é peremptório ao afirmar que não. “É preciso de facto ter uma sensibilidade especial, uma intuição muito forte, um dom se assim preferirem. De certa forma não é diferente de um cantor por exemplo. Ou seja todos nós sabemos cantar, todos podemos aperfeiçoar a nossa voz, mas há depois o talento que separa os muito bons dos génios, e a genialidade não se ensina, ou temos ou não temos”, exemplifica. Actualmente Henrique Roma tem consultórios em Lisboa, Vila Franca de Xira, e Viana do Castelo mas já percorreu o país de norte a sul, e há quem faça centenas de quilómetros para o consultar. “Felizmente há pessoas que acompanho

há muitos anos, e que trazem depois outras pessoas, e assim sucessivamente. De resto acho que a palavra passada de boca em boca, é ainda a melhor publicidade, e fico muito feliz por saber que há pessoas que só aceitam ser consultadas por mim”, referiu. Sobre que tipo de pessoas o procuram, o astrólogo diz que, ao contrário do que muitas vezes se pensa, não existe um padrão. “Vêm pessoas de todos os estratos sociais, de todas as idades, com as mais variadas profissões. Recebo empresários, advogados, professores, políticos, e mais recentemente comecei mesmo a receber alguns médicos”, revelou. “De resto muitos empresários vêm procurar conselho sobre estratégias, ou medidas a adoptar, e tenho mesmo alguns clientes habituais na área empresarial, que não tomam uma decisão sem me consultar”. Para os mais cépticos Henrique Roma lança o desafio: “que venham até mim de mente aberta, sem ideias pré-concebidas. Nunca falo com as pessoas antes da minha primeira consulta, e tenho apenas os dados básicos; nome, data, hora e local de nascimento. Depois com base nestes dados faço o mapa astral, e só depois de uma leitura dos dados recolhidos é que respondo às perguntas que me quiserem fazer”, concluiu.


10 sociedade NOVA VERDADE

15 de Agosto de 2012

São 14 os beneficiários desta iniciativa pioneira no concelho

Horta Social é caso de sucesso em Alenquer Frederico Ferreira

A primeira horta social de Alenquer, inaugurada em Maio deste ano, é um caso de sucesso, confirmado pela autarquia proprietária do espaço, e pelos utilizadores. Localizado junto à calçada Francisco Carmo (a calçadinha como é conhecida pelos alenquerenses), o terreno foi adquirido pelo município como forma de garantir que se iria manter um espaço verde. “A nossa intenção inicial era construir um parque urbano, hipótese que foi afastada dado os elevados custos de construção, e manutenção”, explicou o presidente da autarquia. A opção pela horta social, acabou por surgir pela “boa receptividade que a iniciativa teve noutros municípios vizinhos”, adiantou Jorge Riso. O terreno sofreu intervenções ao nível das acessibilidades, e limpeza, utilizando os recursos da própria autarquia. “Outra das nossas preocupações era garantir um ponto de água, o que foi conseguido desviando parte da água da nascente da fonte de S. Pedro. Tudo isto foi feito apenas com recurso a mão de obra da autarquia, pelo que acabou por se traduzir num investimento muito reduzido por parte da autarquia”, revelou Jorge Riso. O terreno foi dividido em 14 lotes, actualmente todos ocupados, “embora nuns com mais sucesso do que noutros”, admitiu o presidente. “Um dos aspectos que acho mais interessantes é que muitos dos espaços estão ocupados por jovens casais, que inclusive levam os filhos para ajudar”, referiu. É o caso da família Leonardo, uma das beneficiárias do espaço, que até baptizaram o seu lote com o nome Quinta do Bravo, urbanização da qual são oriundas. Paulo Leonardo o patriarca, estava desempregado quando concorreu, apesar de

não ter qualquer experiência na horticultura. “Tive sempre interesse, mas nunca tinha feito nada semelhante, e até achava que isto não ia dar em nada. A verdade é que as coisas até foram correndo bem, o que tirei da terra já deu para a família toda, e até para dar a alguns amigos”, explicou. Questionado se a horta tem realmente algum impacto na economia da família, ou se não passa de um hobby, Paulo é taxativo. “Tem um impacto e grande, e até posso exemplificar com este canteiro de nabiça que me custou 40 cêntimos. Se fosse a um supermercado comprar um molho de nabiça não me ficava por menos de 1 euro e 80 cêntimos”. Ana Rita Sousa é natural de Lisboa, reside em Abrigada, e trabalha no Carregado. A horta fica assim a meio caminho entre casa e o trabalho, sendo que esta é também a sua primeira experiência de trabalho rural. “Sou o que se chama de uma menina de cidade, que nunca teve contacto com a terra. Quando me mudei para Abrigada pensei em trabalhar num pequeno quintal da casa, mas logo percebi que não conseguia fazer nada naquele terreno que é barro. Esta horta é uma forma de compensar essa desilusão”, explicou. A sua inexperiência tem-lhe valido algumas derrotas, mas compensadas por outra vitórias. “Comecei por cultivar algumas coisas em declive, mas depois percebi que a água escorria toda para fora, e tive de recomeçar. Mas as alfaces por exemplo estão a crescer muito bem, e já retirei algumas”, explica. “De resto acho que é um trabalho muito instintivo, e com mais umas dicas dos «vizinhos», está tudo a correr mesmo muito bem”, afirmou. Paulo Gomes, é um bancário que aos 51 anos está a ter o seu primeiro contacto com

a terra. “Quem concorreu até foi a minha mulher, mas eu acabei por me envolver também até porque é um trabalho que requer cuidados constantes”, explicou. “Mas para além de ter descoberto que gostava mesmo disto, descobri também que é viciante, até porque vamos vendo as coisas a evoluir e o entusiasmo vai crescendo também”, revela. Outro dos apelativos, é o ambiente de camaradagem que se vive entre os utilizadores do espaço. “A maioria de nós são estreantes nisto mas existem pessoas como o senhor Delfim, que sabem os truques todos e nos vão ensinando”. Delfim Mendes há muitos anos que se dedica à horticultura, e é a quem se recorre quando se tem alguma dúvida. No entanto para este sexagenário, o segredo é simples,

para se ter sucesso. “Muito carinho, água com fartura, e estrume”, uma trilogia infalível e que nunca o deixou ficar mal”, referiu. Perante o sucesso desta primeira horta social, Jorge Riso diz que o objectivo passa agora por alargar o projecto a outras freguesias, em particular as de características urbanas. “O nosso objectivo era que a próxima horta fosse no Carregado, mas temos alguns problemas que têm de ser contornados, o primeiro dos quais a água, sendo que está fora de questão usar a água da companhia”, explicou o autarca. “Já tivemos inclusive algumas ofertas de cedência temporária de terrenos, e penso que será uma questão de tempo até ser uma realidade”, concluiu.


sociedade 11 15 de Agosto de 2012

NOVA VERDADE

48 VAGAS PARA TÉCNICO COMERCIAL E 69 PARA TÉCNICO DE LOGÍSTICA

AERLIS promove cursos financiados para jovens no Carregado António Pires Vicente

Mais de uma centena de jovens podem inscrever-se em dois cursos técnicos, com dupla certificação, que a Associação Empresarial da Região de Lisboa (AERLIS) promove a partir de Setembro, no Carregado, ao abrigo de um protocolo com o Instituto de Emprego e Formação Profissional. Os cursos de técnico comercial (48 vagas) e de técnico de logística (69) podem ser frequentados por um total de 117 jovens entre os 16 e os 25 anos, com o 9º ano de escolaridade completo, que receberão uma bolsa de formação e subsídio de alimentação até ao limite de 209 euros ou até ao limite de 293 euros caso tenham direito ao subsidio de transporte. A formação a iniciar em Setembro, que dará direito a equivalência ao 12º ano e a certificado profissional nível IV da União Europeia, será assegurada pela AERLIS e a bolsa de formação será financiada pelo IEFP. Além destes dois cursos técnicos a ministrar no edifício da AERLIS, situado no Lugar da Torre, freguesia do Carregado, a associação empresarial vai promover mais cinco cursos noutros pontos

Os cursos têm início em Setembro

da região de Lisboa, igualmente financiados e com o objectivo de desenvolver e dinamizar cursos de aprendizagem com dupla certificação: Manutenção industrial (Prior Velho/Sacavém), técnico CAD/CAM e técnico comercial (Oeiras), instalações eléctricas e vendas (Sintra), num total de 153 vagas. As inscrições para já estão abertas, podendo ser realizadas através da página da associação empresarial na Internet, com o endereço http://www.aerlis.pt.

Curso de técnico de logística engloba 69 vagas

O protocolo de colaboração entre a AERLIS e o IEFP resulta da necessidade de elevar os níveis de qualificação dos jovens portugueses, permitindo o prosseguimento de estudos e privilegiando a inserção no mercado de trabalho. Os cursos técnicos englobam uma parte teórica e uma parte prática (estágio) nas empresas, garantindo, segundo Vítor Ventura Ramos, presidente da comissão executiva da AERLIS, uma taxa de empregabilidade superior a 80%.

A AERLIS, membro da Confederação Empresarial Portuguesa (CIP), é uma associação sem fins lucrativos, de utilidade pública, criada em Fevereiro de 1992. Com instalações em Oeiras, Sintra e Carregado, desenvolve a sua actuação em seis eixos principais: informação; formação; prestação de serviços; internacionalização; promoção do desenvolvimento regional integrado e representação dos interesses dos associados.

Abrigada

Cidadela Arco-Iris festeja 15 anos com a presença da Presidente do Movimento Focolares A comunidade portuguesa que integra o Movimento dos Focolares, ligado à Igreja Católica, prepara-se para acolher pela primeira vez uma visita da sua presidente, Emmaus Maria Voce. Em comunicado, o organismo internacional explica que a recepção à responsável italiana terá lugar entre os dias 15 e 22 de Agosto, e surge no âmbito da comemoração do 15º aniversário da fundação do seu centro de natividades em Portugal, a “Cidadela Arco-Íris”, situada em Abrigada, no concelho de Alenquer. O programa da passagem de Maria Voce pelo território nacional contará ainda com um “encontro com empresários ligados à Economia de Comunhão” – conceito lançado pela fundadora do MF, Chiara Lubich – no Polo Giosi, e uma reunião geral com os membros do Movimento, dia 19 de Agosto, no Centro Paulo VI, em Fátima. A sua antecessora, Chiara Lubich, fundadora e primeira presidente dos Focolares, visitou Portugal apenas em 1955, com Igino Giordani, co-fundador do Movimento, quando esta nova espiritua-

lidade da Igreja ainda não tinha chegado ao nosso país. Fundado em 1943, na cidade italiana de Trento, o Movimento dos Focolares assumiu-se inicialmente como uma força de renovação espiritual e social no contexto da II Guerra Mundial. Nos anos seguintes, o seu carisma estendeu-se um pouco por todo o mundo, com a aprovação da Santa Sé e o reconhecimento das diversas religiões e organismos internacionais. Actualmente os membros do Movimento em Portugal são cerca de 2000, para além de milhares de aderentes e simpatizantes um pouco por todo o país que têm na Cidadela Arco-íris, um espaço privilegiado de encontro inter-religioso e intercultural,. Segundo o site do Movimento , a Cidadela, fundada em 1997é habitada por cerca de 40 pessoas, entre as quais diversas famílias, que procuram mostrar no seu dia a dia, que “é possível uma convivência pacifica e fraterna entre pessoas das mais variadas idades e condições sociais”.


12 sociedade NOVA VERDADE

15 de Agosto de 2012

POSTOS DE TRANSFORMAÇÃO E TAMPAS DE ESGOTO DA QUINTA DAS VARANDAS SÃO OS ALVOS

Roubo e vandalismo em urbanização inacabada A. P. V.

Tentativa de roubo de tampas de esgoto é bem visível

A urbanização da Quinta das Varandas, em Alenquer, tem sido alvo de roubos e actos de vandalismo, nos últimos tempos, ao nível do mobiliário urbano e das respectivas infra-estruturas. Os postos e transformação e as ligações eléctricas foram completamente desmantelados, enquanto as tentativas de roubo das tampas de esgoto, na senda dos furtos já concretizados nas vizinhas urbanizações do Brandão e das Fontainhas, parecem ter saído, para já, goradas. Situada a Oeste da Nacional 1, numa zona adjacente do Casal de Santo Antó-

nio, a urbanização da Quinta das Varandas comportava até há pouco tempo infra-estruturas rodoviárias, de saneamento e de iluminação pública que faziam inveja a algumas urbanizações do concelho de Alenquer dadas como concluídas. Contudo, a indefinição sobre o avanço da nova urbanização – primeiro, devido às medidas preventivas para salvaguarda de espaços eventualmente necessários para os acessos do famigerado aeroporto da Ota e agora, face à grave crise instalada no sector imobiliário –, levou ao arrastamento do

Postos de tranformação e caixas eléctricas ficaram sem ligações e cablagens

projecto, que parece estar condenado de vez ao insucesso. Certo é que a urbanização, apesar de os promotores em tempos terem criado algumas barreiras físicas (muralhas de terra e blocos de cimento) para impedir o acesso de automóveis, para impossibilitar o acesso de veículos automóveis, tem sido palco de roubos e destruição das respectivas infra-estruturas. As ligações e cablagens eléctricas existentes, nos vários postos de transformação, desapareceram e os autores do furto não se limitaram a levar o material, destruíram

também as caixas e os equipamentos que ficaram. Quanto às tampas dos esgotos, só não levaram o mesmo caminho porque estavam encastradas no solo, com tapete betuminoso, e a tentativa de as retirar do local não terá resultado. O alcatrão que cobria as tampas foi destruído a picareta, conforme é bem visível no local, e dada a falta de vigilância é bem possível que da próxima vez sejam levadas, provavelmente para venda a sucateiros sem escrúpulos, que pagam entre oito a dez cêntimos por quilo de ferro.

Caixa de Crédito Agrícola de Dois Portos foi o alvo

GNR detém três suspeitos de explodir ATM Quatro homens explodiram com gás, na madrugada de 9 de Agosto, a caixa de multibanco da Caixa de Crédito Agrícola de Dois Portos, em Torres Vedras, de onde levaram uma quantia não revelada de dinheiro. Três foram capturados pela GNR a cerca de 80 km, na zona do Poceirão, Setúbal, com o dinheiro, uma caçadeira, botija e fios eléctricos. A forte explosão acordou os moradores da zona, passavam poucos minutos das cinco da manhã, e destruiu a dependência bancária – atacada pela segunda vez no espaço de um ano. Três dos ladrões fugiram com o dinheiro num Rover 214 furtado naquela

zona, ao encontro de um quarto elemento, que os aguardava num Audi A3 – também furtado – junto ao acesso da A8. A GNR de Torres Vedras lançou de imediato um alerta, e os assaltantes tomaram a direcção de Setúbal. Uma hora após o ataque, militares da GNR, que tinham montado uma operação Stop, localizaram um Audi a circular com as luzes apagadas, no Poceirão. A viatura arrancou a alta velocidade, tendo os seus ocupantes tentado, pouco depois, a fuga apeada. Três foram detidos e um está em parte incerta. Os ladrões foram entregues pela GNR à Policia Judiciária.


regional NOVA VERDADE

13

15 de Agosto de 2012

Cadaval

“Mercado Ecorural do Oeste” destinado à venda direta de produtos agrícolas e artesanais

O mercado municipal deverá acolher o futuro Mercado Ecorural

Vai ser implementado, no Cadaval, o “Mercado Ecorural do Oeste”, projeto de cooperação interterritorial, numa parceria da Leader Oeste com o Município do

Cadaval e a Associação de Desenvolvimento da Região da Alta Estremadura. O Mercado Ecorural visa a dinamização da economia local, através da venda direta de

produtos agrícolas e artesanais. Nesse intuito, já abriram inscrições para atribuição de bancas. O “Mercado Ecorural do Oeste – Cada-

val” é um projeto, suportado pelo PRODER – Programa de Desenvolvimento Rural, que encara a produção agrícola em pequena escala como complemento à atividade económica, capaz de gerar não só rendimentos complementares como novas oportunidades de negócio. Tem como objetivo disponibilizar um espaço aos pequenos artesãos e produtores agrícolas locais para venda de artigos e produções, dando, ao mesmo tempo, oportunidade à população de consumir produtos locais. Visa também permitir a venda direta (sem intermediários) de produtos agrícolas frescos e artigos de artesanato. Regenerar, promover e animar o Mercado Municipal do Cadaval é outro dos diversos intuitos desta iniciativa. O Mercado Ecorural consistirá num espaço de venda/animação composto por 17 bancas individuais, cozinha independente e um espaço envolvente comum de animação. A Leader Oeste é a promotora do projeto e legítima proprietária dos equipamentos, mas definirá uma entidade que fará a gestão e coordenação ao longo dos cinco anos de manutenção. Cada banca será ocupada por um único vendedor, fazendo-se a seleção dos interessados mediante inscrição prévia, com base nas condições de acesso pré-estabelecidas. Os produtos a comercializar deverão ser de origem local ou regional


14 regional NOVA VERDADE

15 de Agosto de 2012

Festas em Honra de Nossa Senhora da Salvação “sobrevivem” à crise Daniela Azevedo

Ao longo do ano a concretização das seculares Festas em Honra de Nossa Senhora da Salvação, em Arruda dos Vinhos, foi por várias vezes assombrada pela crise que país e autarquias atravessam e também pela “Lei dos Compromissos”. Contudo, até ao próximo sábado está a decorrer mais uma edição da festa que é já parte integrante da cultura arrudense. O programa, ainda que sem grandes alterações relativamente a anos anteriores, aposta sobretudo no lado religioso e tauromáquico da festa. O Festival de Folclore também esteve assegurado na tarde de sábado, dia 11. Na segunda-feira, dia 13, a par da inauguração da exposição “Necrópole da Igreja de Nossa Senhora da Salvação”, na Galeria Municipal, também o Clube Recreativo Desportivo Arrudense se juntou à festa com mais uma edição do “Baile da Flor”, desta vez animado pela “Revelação Band”, e integrado nas comemorações dos 65 anos do C.R.D.A. Na terça-feira, dia 14, o Clube Tauromáquico Arrudense e o Tratoverde organizam durante a tarde mais uma Festa de Campo, no Casal do César, nas Antas, em Arruda com derriba, toureio a cavalo e a pé e treino de grupos de forcados. O Clube Tauromáquico Arrudense, associado à Ganadaria do Eng.º Jorge de Carvalho, organiza anualmente festas equestres, uma Festa de Campo, treinos para forcados e tentas com a participação de escolas de Toureiro: “O Clube Tauromáquico Arrudense tem organizado jantares e colóquios es-

poradicamente. Contudo o seu objectivo principal é dar a conhecer todas as actividades relacionadas com a criação e selecção do touro bravo, assim como divulgar a contribuição que esta raça dá para a sustentabilidade do meio ambiente. Procura-se promover e divulgar todas as actividades desde as tauromáquicas clássicas, incluindo sempre o toureiro a pé, até às de tauromaquias populares”, referiu o Eng.º Jorge de Carvalho, da Ganadaria Arrudense e do Clube Tauromáquico. O feriado fica marcado pela procissão com a imagem de Nossa Senhora da Salvação, acompanhada pela Banda de Música da Santa Casa da Misericórdia de Arruda dos Vinhos, que ainda actua na noite seguinte. Quinta e sexta-feira, dias 16 e 17, respectivamente, são noites de “festa rija” para os aficionados. Dia 16, às 22h00, realiza-se uma corrida de toiros mista, em homenagem a Ricardo Silva “Pitó”, e no dia seguinte, à mesma hora, há corrida de toiros à portuguesa e XV concurso de ganadarias - Troféu Câmara Municipal de Arruda dos Vinhos. Os festejos encerram no sábado, dia 18, com uma noite de fados na escadaria da Câmara Municipal que conta com as actuações de Célia Leiria, João Paulo, Raquel Peters, Diogo Ferreira e Rodrigo Figueira, acompanhados à guitarra por Pedro Amendoeira e à viola por Carlos Garcia.

Externato João Alberto Faria ganha concurso “Entre Palavras” Daniela Azevedo

Quatro alunos do 8º e 9º ano do Externato João Alberto Faria (EJAF) ganharam, no mês passado, o concurso “Entre Palavras - Fórum e debate de ideias” promovido pelo Jornal de Notícias e integrado no Plano Nacional de Leitura Gonçalo Silva (9ºB), Maria Beatriz Morais (9ºH), Miguel Pinheiro (8º B) e Pedro Carvalho (9ºG) enfrentaram, na final, a equipa de Aveiro. O objectivo deste concurso passa por desenvolver as competências de leitura e argumentação nos alunos do Ensino Básico. É a quarta vez que o Externato participa no concurso, tendo sempre saído vencedor da final distrital de Lisboa. Desta vez, o prémio foi o título nacional. Os arrudenses defenderam, em Braga, a tese sobre o tema da Criatividade. Gonçalo Silva, Beatriz Morais, Miguel Pinheiro e Pedro Carvalho «defenderam

com coesão, qualidade discursiva e um excelente poder argumentativo, mostrando rigor nos argumentos, respeitando a equipa adversária (distrito de Aveiro) e respondendo com rapidez e eficácia às questões colocadas sobre o tema da Poupança, tese proposta para o debate final», descreve a professora Rafaela Godinho, uma das responsáveis pela preparação dos jovens participantes. Os alunos finalistas foram preparados pelas professoras Abigail Neto, Rafaela Godinho, Teresa Simões e Sónia Pino. Todo o trabalho de moderação e preparação que foi feito nos debates intra e interturmas também foi da responsabilidade destas professoras e do professor José Melícias. Para o próximo ano está, novamente, garantida a participação do EJAF no concurso “Entre Palavras”.


CULTURA NOVA VERDADE

15

15 de Agosto de 2012

Programa Onda de Verão continua a animar a zona de Santa Cruz

Pela Área de Comunicação da Câmara Municipal de Torres Vedras Tiago Oliveira 10-8-12

O programa Onda de Verão está a animar a zona de Santa Cruz no intuito de tornar mais agradável e enriquecedora a estadia na mesma durante a época estival. As próximas atividades previstas no âmbito do referido programa, que é organizado pela Câmara Municipal de Torres Vedras, são as seguintes: 18/8 | 17h00 – 24h00 | Feira de Verão | Zona central de Santa Cruz Mostra de doçaria, vinhos, artesanato, antiguidades e outros artigos em cerca de 170 bancas.

18/8 | 21h30 | Passeio Pedestre noturno Sob o brilho das estrelas | Concentração: Posto de Turismo de Santa Cruz Passeio pedestre organizado pelo Académico de Torres Vedras com o apoio da Câmara Municipal de Torres Vedras, com início e fim no Posto de Turismo de Santa Cruz, extensão de 7 kms, duração aproximada de 2 horas e grau de dificuldade 2. 19/8 | 21h30 | Atuações do Rancho Folclórico “Os Rurais do Furadouro” e do Rancho Folclórico de Danças e Cantares de Campelos integradas no ciclo Um Mar de Sons | Ruas pedonais e Parque Municipal de Jogos de Santa Cruz 21/8 | 15h00 | Hora do Conto em torno do livro O

Aquário, da autoria de João Pedro Mésseder| Biblioteca de Praia de Santa Cruz 22/8 | 15h00 | Oficina de construção de postais Rua António Figueiroa Rego (Santa Cruz) Inscrições: Biblioteca de Praia de Santa Cruz; ou tlf.: 261 933 543; ou e-mail: bibliotecadepraia@cm-tvedras.pt. 23/8 | 15h00 | Hora do Conto em torno do livro A grande caça ao monstro, da autoria de Norbert Landa| Biblioteca de Praia de Santa Cruz 24/8 | 22h00 | Atuação da banda de música da Sociedade Filarmónica Aldeia Grandense integrada no ciclo Filarmonias | Parque Municipal de Jogos de Santa Cruz

Filme foi rodado parcialmente em Torres Vedras

“As linhas de Wellington” nos festivais internacionais de cinema O filme “As linhas de Wellington”, do produtor Paulo Branco, vai integrar a programação dos Festivais de Toronto, no Canadá, de San Sebastián, em Espanha, e de Nova Iorque, anunciou a distribuidora Leopardo Filmes. “As linhas de Wellington”, pensado pelo chileno Raul Ruiz e rodado pela companheira do cineasta falecido há um ano, a realizadora Valeria Sarmiento, integra a secção “Special Presentations” do festival canadiano, que decorre de 06 a 16 de setembro. No festival espanhol será estreada a versão televisiva de três episódios. Apresentada extra concurso, a exibição desta versão realizar-se-á no dia 23 de Setembro, na Kursaal 1, a principal sala deste certame na cidade basca. A série televisiva deverá ser exibida na RTP, em data a anunciar, com garantia de estreia noutros países, segundo a produção. O filme será também apresentado no Festival Nova Iorque, que celebra 50 anos e se realiza de 28 de Setembro a 14 de Outubro. Este é “o mais importante Festival dos Estados Unidos e, apesar do seu carácter não competitivo, é uma das principais portas para assegurar a distribuição

comercial norte-americana”, afirma a distribuidora. Todas as apresentações internacionais “serão acompanhadas de uma significativa presença dos principais actores do elenco, quer nacionais quer internacionais”. John Malkovich, Marisa Paredes, Catherine Deneuve, Michel Piccoli e Mathieu Amalric integram o elenco, ao lado dos portugueses Nuno Lopes, Carlotto Cota, Albano Jerónimo, Soraia Chaves, Maria João Bastos e Afonso Pimentel, entre outros, a par de quase cinco mil figurantes. O filme, que será o único título de produção nacional a concurso este ano no Festival de Veneza, estrear-se-á em Portugal a 4 de Outubro e, segundo o produtor, chama a atenção para “um episódio importantíssimo” da História de Portugal. Trata-se de um filme sobre a terceira invasão francesa, em 1810, quando o general Arthur Wellesley, duque de Wellington, liderou um exército anglo-português e utilizou uma linha de fortificações que protegia Lisboa - as Linhas de Torres Vedras -, derrotando os franceses que abandonaram o território em 1814. A produção cinematográfica custou 4,5

milhões de euros, dos quais 1,5 milhões de euros resultaram de financiamento português. Paulo Branco afirmou que conseguiu fazer este filme contando com o argumento de Carlos Saboga e com o retorno do sucesso do filme “Mistérios de Lisboa”, o último rodado por Raul Ruiz, premiado internacionalmente, que garantiu vendas no valor de 1,5 milhões de euros. “As linhas de Wellington” foram rodadas em Portugal, em particular na região

de Torres Vedras, e o presidente da autarquia, Carlos Soares Miguel, disse que o projeto será integrado no plano de estudos dos alunos do ensino secundário, em parceria com o Ministério da Educação. “O filme vai ser objeto de observação e de estudo”, a começar pela região Oeste, disse o autarca. “As linhas de Wellington” têm também estreia marcada em pelo menos 30 salas de cinema, em França, no dia 21 de Novembro.


16 cultura NOVA VERDADE

15 de Agosto de 2012

Roteiro cultural Alenquer Mostra de Produtos Regionais e Agrícolas, 25-08-2012 - 9h00 às 0h00 Inserida no XXIX Festival Nacional de Folclore de Alenquer Local: Parque Urbano da Romeira, Alenquer Programa de Jovens Profissionais da ONU - Até 10-092012 Preenchimento de 150 vagas nos departamentos de Informação Pública, Gestão e Assuntos Económicos e Sociais. Candidaturas até 10 de Setembro Inscreva-se aqui: careers.un.org Workshops “As plantas e habitats da Serra de Montejunto” - Até 01-12-2012 Abordagem taxonómica e interpretativa Preço: 25 € / workshop com certificado de participação A deslocação e refeições ficam a cargo dos participantes. Público-alvo: Profissionais do ensino, das Ciências da Vida, estudantes, licenciados ou público em geral com curiosidade nestes temas. Informações: academia@grupospring.com Organização da AmBioDiv – Valor Natural. Ambiente, Natureza e Sustentabilidade, Lda., com o apoio da câmara municipal Local: Biblioteca Municipal de Alenquer (sessões teóricas) e Serra de Montejunto (sessões práticas) Piscina exterior: Complexo Municipal Victor Santos Até 15-09-2012 Horário: terça-feira, das 11h às 19h, quarta a domingo, das 10h às 19h Local: Complexo Municipal Victor Santos, Alenquer Inscrições 2012/2013 para a Universidade da Terceira Idade - Até 14-09-2012 Podem inscrever-se munícipes com 50 ou mais anos. Para as inscrições são necessários: o bilhete de identidade, o cartão de contribuinte e duas fotografias tipo passe. O valor da inscrição é de 5 euros, a que se juntam 5,50 euros relativos ao seguro anual do aluno + 5 euros por cada disciplina (bimestral) escolhida. Local: Biblioteca Municipal de Alenquer Gala Rainha das Vindimas do Concelho de Alenquer - Até 13-10-2012 Organizada pela câmara municipal Apuramento por freguesia - inscrições e informações na freguesia da área de residência Consulte o regulamento Local: vários, Alenquer Exposição de poesia - 03-09-2012 a 28-09-2012 De Orlando Maia Prudêncio Local: Biblioteca Municipal de Alenquer Exposição colectiva de pintura - 03-09-2012 a 30-092012 Dos alunos da UTI da disciplina de Pintura Local: Museu João Mário, Alenquer

por Graça Silva

Arruda dos Vinhos Seculares Festejos em Honra de Nossa Senhora da Salvação - Festas do Concelho - Até 18 de Agosto 2012 Dia 16 de Agosto – 22h00: Tourada na Praça de Touros Dias 16 e 17 – 10h30: Largada de touros nas ruas da Vila Dia 18 – 22h00: Gala fim de festa com noite de fados na escadaria da Câmara Municipal – Elenco: Célia Leiria, Raquel Peters, João Paulo, Diogo Ferreira, Rodrigo Figueira, Pedro Amendoeira (Guitarra), Carlos Garcia (Viola) No intervalo, entrega dos prémios de Maio mês da gastronomia. Durante os festejos: folclore, desporto, bailes, concertos, exposições de artesanato, pintura, feira agrícola, etc. No Jardim Municipal são montadas tendas que se transformam durante os dias de festa em bares e locais de petiscos. Local: Arruda dos Vinhos

sugestão de

leitura

por Tiago Franco

O sentido do fim

Julian Barnes

Sobral de Monte Agraço Caminhada Nocturna - Descobrir as Linhas ao Luar - Município de Sobral de Monte Agraço - 31 Agosto 2012 Participe nesta aventura com uma envolvência marcada por apontamentos históricos que nos transportarão para a época das invasões napoleónicas. Programa: 21h00:Concentração - Forte do Alqueidão - Núcleo de Apoio ao Visitante 21h30: Partida 23h30: Chegada com convívio Recomendações: Lanterna; Calçado de caminhada; Roupa confortável e adequada ao clima; Mochila (Água, Fruta...). Inscrições até dia 29 de Agosto - CILT| Telf.: 261 942 296 E-mail: cilt@cm-sobral.pt | turismo@cm-sobral.pt Os participantes inscritos até à data limite estarão cobertos por seguro de acidentes pessoais Local: Núcleo de Apoio ao Visitante - Forte do Alqueidão - 20h30 O Corpo de Bombeiros de Sobral de Monte Agraço, com o intuito de angariar fundos para aquisição de equipamento de protecção individual, vai organizar o “ 1º PASSEIO DE AUTOMÓVEIS CLÁSSICOS E MOTOS “, inserido na programação das Festas e Feira de Verão de Sobral de Monte Agraço. Este evento terá lugar no próximo dia 8 de Setembro de 2012 (sábado). O programa consistirá numa exposição em parque fechado (pelas 9h00) junto à Estação Central de Camionagem, seguido de um passeio pelo concelho às 10.00 horas. O evento finalizar-se-á com um almoço convívio. Inscrições: 916 602 890 / 919 232 380 bombeirosobral.eventos@gmail.com Organização: Bombeiros Voluntários de Sobral de Monte Agraço

Com “O Sentido do Fim”, Julian Barnes conseguiu um feito que só está ao alcance dos grandes escritores, vencer o Man Booker Prize de 2011, prémio por muitos considerado como o segundo galardão mais importante da literatura mundial. “Sobre aquilo de que não sabemos falar devemos guardar silêncio.” É já na idade da reforma que Tony vesse obrigado a recordar todo o seu passado. Uma carta de uma solicitadora com o testamento de Adrian Finn, seu amigo de liceu e mais tarde namorado de uma ex-namorada sua, Verónica, leva-o a percorrer as suas memórias. Assim que soube do namoro entre Adrian e Verónica, Tony tinha cortado relações com o casal e desde então não mais tinha tido notícias deles. “Camus disse que o suicídio era a única questão filosófica verdadeira” Adrian era o mais inteligente do seu grupo de amigos, era aquele que tinha o futuro mais promissor, só que, sem razão aparente, comete o suicídio ainda na flor da idade. Será que ao optar pelo suicídio escolhe a via mais simples? Será que cometeu um ato filosófico? Ou será que a situação que vivia era bem mais complexa do que aquilo que aparentemente demonstrava? “Era capaz de jurar solenemente que, se havia mente que nunca perderia o equilíbrio, era a de Adrian. Mas aos olhos da lei, se nos matássemos, eramos loucos por definição pelo menos no momento em que cometíamos o ato” A solidão, o arrependimento pelo odio que sentimos num determinado momento, as mentiras que se contam sobre o sexo, as promessas de amizade eterna que se faz na adolescência e que mais tarde não se cumprem, os amigos e familiares que se contactam só por e-mail ou a imperfeição da nossa memoria são alguns dos outros temas abordados pelo autor. “O que acabamos por recordar nem sempre é igual ao que presenciámos.” Com este livro, Julian Barnes demostra que um pequeno livro pode ser uma grande obra. Boa leitura…


cultura 17 oficina do

15 de Agosto de 2012

fado

NOVA VERDADE

www.oficinadofado.blogspot.com antoniopassao@gmail.com

por António Passão

EM PORTUGAL, AGOSTO É O MÊS DE TRADIÇÃO BRAVURA E FESTA! Cavalos e toiros, um tema tão querido do nosso povo peninsular.

“Inteligência e bravura”, a propósito, quem não conhece a tão vulgar frase de … «passar de cavalo para burro?». De facto, o cavalo tem sido através da história da humanidade, um aliado único do homem, companheiro inseparável tanto, na paz como nas lutas de antanho. De carga ou de tiro e ainda de montaria, de muda ou de posta e até alazão do padre-cura visitador, foi sempre um amigo. É rei o cavalo de Alter, de casta fina do tipo bético-lusitano, como os demais, de temperamento vivo, perspicaz e inteligente. Que o diga o cavaleiro tauromáquico português! Que o diga também o campino das nossas lezírias! Como nos retratão estas belas quadras de Félix Bermudas:

“A NOSSA HISTÓRIA É TODA DE LÉS-A-LÉS, UMA VITÓRIA DO GINETE PORTUGUÊS” “QUEM ANDA A TROTE EM CIMA DUM BOM ALTER, LEVA NO BOTE A MAIS DIFÍCIL MULHER!” Também Frederico de Brito foi autor desta linda pincelada poética: “Nos seus combates taurinos, Jaqueta colada ao ombro, Brilhando ao alto os pampilhos, São mesmo assim os campinos Que passam, como um assombro Entre as hastes dos novilhos” “Na tarde d’Agosto ardente, Sob um sol abrasador, Levou um toiro à manada Como quem leva uma flor Na ponta duma aguilhada! Os campinos, senhores da lezíria e para os quais, cada toiro é um menino com um nome acarinhado …é um estilo de bravura diluído no seu dia-a-dia profissional em que todos se conhecem e se respeitam. O toiro é um animal

leal! Perante tal altivez temos outra prova de bravura – a corajosa e animada acção dos forcados na festa brava. Muitos são os poetas de fado que dedicam a esses valentes, versos sublimes, como estes de Domingos Gonçalves Costa: “Cá para mim a trindade Das coisas bem portuguesas, São o fado e a saudade, Mais uma pega das tesas. Há quem cante bem o fado, Quem beije bem raparigas, Mas isto de ser forcado Não vai com duas cantigas! Num breve resumo, enalteço aqui a festa de toiros, o cavalo lusitano, o campino e o forcado, temas que têm motivado muitos dos nossos poetas fadistas. Finalizo, com uma pequenina e romântica quadra do romancista, poeta e dramaturgo Júlio Dantas, autor de “A Severa”: “À garupa do alazão, Tanto ao teu corpo me uni Que o teu cavalo pensava Que só te levava a ti!” Boas férias e um abraço

OLÉ!

por Joaquim Tapada

COISAS DA FESTA E NOTICIÁRIO TAUROMÁQUICO OS NOSSOS FORCADOS Obviamente, em primeiro lugar, devemos salientar a actuação dos forcados de Alenquer nas corridas que se realizaram a 28 de Julho, na Lourinhã e a 29 de Julho seguinte, na praça de Seia. No sábado os nossos forcados executaram à 1ª. 3 boas pegas a toiros de Felicidade Dias; no domingo os valorosos alenquerenses fecharam-se igualmente muito bem e também à 1ª. nas 3 pegas a toiros de Ascensão Vaz. Estão em boa forma os rapazes comandados por Jorge Vicente que muito têm feito pela nossa Alenquer. Confirmam, assim, a brilhante classificação entre os grupos de forcados na temporada de 2011. OS TOIROS SOFREM ? É talvez a questão mais controversa da Festa, em especial quando os menos preparados, de um e outro lado, fazem a defesa dos seus pontos de vista, muitas vezes por mero palpite e sem o mínimo conhecimento científico do problema. Eu próprio durante muito tempo julguei que o toiro não sofria porque, tal como o ser humano, as dores começam a aparecer mais fortes quando o ferimento ou a lesão arrefecem. “Não lhe dói porque está quente” é uma expressão que se ouve amiúde. Ora,

há tempos li um trabalho isento, de um não taurino, que afirmou perante alguns cientistas: O Toiro não sofre ! Cientificamente está demonstrado que a dor está associada à hipófisis, glândula do cérebro que segrega betaendorfina que em quantidades elevadas tem efeito analgésico e a sensação de dor é muito baixa. É o que sucede com o toiro na arena. Contudo, além da dor há o stress. Através da glândula adrenal é segregado, na parte externa, o cortisol. A mesma glândula segrega internamente a cantecolamina. Ora, a presença de cantecolamina e cortisol são hormonas que marcam o grau de stress que é baixo quando o toiro está na arena. Quando entra na praça é que se detecta mais stress no toiro. Portanto, as expressões “tortura”, “crueldade” e outras tão do agrado dos anti, não correspondem à realidade. PRÓXIMAS CORRIDAS no CAMPO PEQUENO O Campo Pequeno, pela mão hábil e muito taurina de Rui Bento, apresentou as corridas que terão lugar até ao próximo dia 6 de Setembro. Assim : 23 de Agosto - Grande Corrida LUX. Concurso de Pegas e Prémio Lux para o forcado que execute a “Melhor Pega de Ca-

ras”. Homenagem a duas Glórias da Forcadagem : Simão Comenda e Nuno Megre. O cartaz inclui 3 Dinastias Históricas do Toureio a Cavalo Português : João Moura, António Ribeiro Telles, João Salgueiro, Manuel Telles Bastos, praticante Salgueiro da Costa e praticante Miguel Moura que debuta em Lisboa. Forcados Amadores de Cascais, Aposento da Chamusca e Ramo Grande. Toiros da ganadaria Passanha. 30 de Agosto - Grande Corrida TV. Homenagem póstuma ao empresário Manuel Gonçalves e entrega de “Galardão Prestígio 2011”, à Família de Mário Freire. O cartaz não está ainda confirmado. 6 de Setembro - Cartaz com Pablo Hermoso de Mendoza, Rui Fernandes e o rojoneador Manuel Manzanares, que confirma a alternativa. Forcados amadores de Coruche e de Chamusca. Toiros de Maria Guiomar Cortes Moura. No decorrer de Setembro haverá outros espectáculos a anunciar. O preço dos bilhetes está ao abrigo da “Promoção de Verão”. DUAS CORRIDAS AGRADÁVEIS Caldas da Rainha, a 29 de Julho, em Homenagem ao antigo cavaleiro D. Francisco de Mascarenhas. O cartaz incluiu os cava-

leiros Marco José, Brito Paes, Manuel Teles Bastos, Marcos Bastinhas, Tomás Pinto e o praticante Mateus Prieto, sendo de destacar a alegre lide de Marcos e a lide clássica de Telles Bastos. Os forcados de Caldas estiveram bem em especial Francisco Mascarenhas com uma grande pega. Uma casa cheia e um espectáculo bem dirigido por Pedro Reinhardt. Campo Pequeno, a 2 de Agosto. Corrida do Emigrante, que fez esgotar a praça. Um bom curro de Luís Rocha proporcionou uma muito boa corrida, na qual foi confirmada a alternativa da jovem cavaleira Ana Rita que esteve muito alegre e segura. Rui Salvador, Luís Rouxinol, Sónia Matias, Ana Batista e Brito Paes tiveram boas actuações com relevo para Luís Rouxinol e Sónia Matias que foram os mais aplaudidos. Os forcados do Ribatejo, do Aposento do Barrete Verde e de São Manços executaram boas pegas. O veterano Joaquim José Penetra, do Ribatejo despiu a jaqueta, mas, para concretizar a sua pega foi muito massacrado pelo toiro, tendo fracturado uma clavícula. Agostinho Borges, assessorado pelo veterinário José Manuel Lourenço, conduziu a corrida com bom senso.


18 cultura NOVA VERDADE

15 de Agosto de 2012

caixinha de

memórias

por Vítor Grilo

Empresa de Inertes em Alenquer nos anos cinquenta

BURRO VELHO APRENDE LÍNGUAS

“Comunicação é a arte de ser entendido.” PETER USTINOV

Legenda:

Em Cima da Esqª/Dta - Maria Cecília, Isabel, Manuel Romão, António Grilo e Armando. Em Baixo: da Esqª/Dtª - Joaquim Mendes, José João, João Serafim e Fernando Almeida

A foto desta edição vai fazer-nos recordar um grupo de pessoas que trabalhavam na empresa de extracção de inertes, conhecida na altura por “Pedreira do José Nunes”. O local onde foi tirada a foto é exactamente perto da zona de extracção de inertes onde hoje está situada a empresa de automóveis do JM Póvoa no alto da Boavista em Alenquer. Algumas destas pessoas são nossas conhecidas e de quem temos saudades pela influência que tiveram na nossa formação. Uma das senhoras é a Maria Cecília que tinha a “taberna” onde os trabalhadores tomavam as refeições, o Fernando

Almeida era o encarregado e António Grilo um dos motoristas mais antigos da empresa. Os nossos agradecimentos são para a Emília Marques de Almeida, que nos cedeu a foto para a nossa Caixinha de Memórias. Continuamos como sempre disponíveis para qualquer contacto que pode ser feito para Vitor Grilo TM: 966 343 338 e-mail: vitor.grilo@sapo.pt ou directamente na Redacção do jornal Nova Verdade. Voltaremos na próxima edição com mais motivos para recordar, relembrando outros factos e outras personalidades. "

Cupão de Assinatura Nome Morada Localidade Código-Postal Telefone

E-mail

Profissão

Habilitações Literárias

Data de Nascimento

nº de Contribuinte

Desejo receber comodamente no Junto cheque endereço que assinalo o quinzenário Nova Verdade por 1 ano (24 edições) Recorte e envie para: Jornal Nova Verdade Rua Renato Leitão Lourenço, 11 2580-335 Alenquer

ou vale postal à ordem de Presépio de Portugal, Lda. no valor de: 16,15€ (dezasseis euros e quinze cêntimos) PORTUGAL 35,35€ (trinta e cinco euros e trinta e cinco cêntimos) EUROPA 45,45€ (quarenta e cinco euros e quarenta e cinco cêntimos) RESTO DO MUNDO Assinatura

Os dados recolhidos são processados pela Presépio de Portugal, Lda. e destinam-se à gestão de assinaturas e apresentação de propostas futuras. É garantido o acesso aos dados e à sua actualização. Se não pretender receber outras propostas comerciais assinale aqui

»

Como é do conhecimento geral, a história da comunicação já passou por inúmeras fases. Mas a realidade é que, se analisarmos cada uma destas fases de forma isolada, facilmente concluímos que em todas elas a essência da palavra nunca mudou. Comunicação, seja qual for a época ou o contexto, sempre foi a arte de ser entendido. Parando um pouco para pensar nesta definição de comunicação apresentada por Peter Ustinov, recordei uma pequena história que ouvira há alguns anos atrás… Certo dia um sultão sonhou que tinha perdido todos os dentes. Logo que acordou, mandou chamar um vidente para que interpretasse o seu sonho. “Que desgraça, senhor! Cada dente caído representa a perda de um parente de vossa majestade.” De imediato o sultão chamou os guardas e ordenou que lhe dessem cem açoites. Indignado com a primeira interpretação, mandou que trouxessem outro adivinho e contou, novamente, o sonho que tinha tido na noite anterior. Após ouvir o sultão com atenção, disse-lhe: “Sua Excelência! Grande felicidade vos está reservada. O sonho significa que haveis de sobreviver a todos os vossos parentes.” Desta vez o sultão sorriu e mandou dar cem moedas de ouro ao segundo adivinho. Quando o adivinho estava a sair do palácio, um dos cortesãos disse-lhe admirado: “Não é possível! A interpretação que fez foi a mesma que o seu colega. Não entendo por que o primeiro recebeu cem açoites e o senhor cem moedas de ouro.” Esta pequena história serve para facilmente percebermos que, seja qual for o contexto, a ideia que pretendemos comunicar dependerá sempre da forma como a

mensagem é transmitida e que a arte de comunicar é, sem sombra de dúvida, um enorme desafio para as empresas. Restringindo esta definição apenas ao mundo do marketing, facilmente surgem as seguintes dúvidas: estarão as empresas a ser entendidas de forma eficaz pelos seus actuais e potenciais clientes? Será que, nas suas estratégias, os diferentes tipos de instituições estarão a utilizar as palavras certas para comunicar com o seu público-alvo? Se pensarmos bem na história do sultão, facilmente concluímos que, em função do seu público-alvo, as empresas deverão ajustar a sua comunicação. Obviamente que se se dirigirem a um grupo etário jovem ou adulto deverão utilizar uma linguagem que seja familiar ao segmento que visam atingir. Certamente, não é por acaso que marcas como a Yorn e a Frize recorrem a uma linguagem informal e até considerada ousada para as pessoas que se encontram fora do seu público-alvo ou que marcas como EDP ou a Multicare utilizam uma linguagem séria e formal. Para haver uma continuidade na mensagem que se pretende transmitir obviamente que deverá haver uma homogeneidade no tipo de linguagem utilizada em todo o material promocional, quer seja um flyer, outdoor, site ou até num simples atendimento presencial ou telefónico. Desta forma, as empresas deverão parar para pensar sobre que tipo de mensagem pretendem fazer chegar aos seus receptores para que não haja distorções no objectivo pretendido sem nunca se esquecerem que comunicar é a arte de ser entendido…


15 de Agosto de 2012

Necrologia

NOVA VERDADE

"

classificados

ALDEIA GAVINHA

Prazos para a recepção de anúncios: Edições de 1 – Até dia 26 do mês anterior. Edições de 15 – Até dia 10.

Nome

Morada

localidade

Código-Postal

Telefone -

c/foto

+3€

Indique a secção onde pretende ver publicado o seu anúncio: veículos

emprego

oportunidades

vende-se vende-se aluga-se outros + € outros Texto do anúncio (primeira palavra sairá destacada)

oferece-se precisa-se outros

vende-se outros

4:3, modo paisagem, devidamente identificadas, devem ser enviadas para: presepioportugal@gmail.com

c/caixa

imobiliário

2

Seus cunhados, sobrinhos e restante família na impossibilidade de o fazerem directamente, vêm por este meio agradecer profunda e reconhecidamente a todas as pessoas de suas relações e amizades, bem como aqueles que se dignaram acompanhar o seu ente querido à sua última morada no Cemitério de Aldeia Gavinha.

1€ 2€ 3€ cheque / vale postal nº

quantia

Agência Funerária da Merceana, Lda. Telm. 962 386 445

€ Como Anunciar: 1. Escrever o anúncio no quadriculado. Cada letra deve ocupar um só espaço. Deixar um espaço livre entre cada palavra. 2. O cupão deverá ser recortado e enviado em carta ou entregue pessoalmente, com os respectivos valores, iniciando-se a publicação na edição imediatamente a seguir à sua recepção. 3. Este cupão não pode ser fotocopiado. Anúncios sujeitos a confirmação do número de telefone.

CLASSIFICADOS IMóveis ALUGA-SE Espaço para oficina ou armazém. Zona de Alenquer T.: 968 592 464 ALUGA-SE Andar T3 remodelado no Centro de Alenquer T.: 914 711 365 ALUGA-SE Moradia 4 Assoalhadas, em Palaios T.: 966 945 838 e 263 769 468 ALUGA-SE: Espaço comercial óptimo para mini-mercado, escritório ou café. T.: 918 613 506. ALUGA-SE: Moradia Vila Alta muito bonita com vista geral de Alenquer. Bom preço: T.: 918 613 506. ALUGA-SE: Moradia em Pontes de Monfalim T2 com bom pátio. T.: 918 915 365. ALUGA-SE: Em Peniche T2 mobilado ao ano ou para férias. T.: 918 915 365. ALUGA-SE: 3º andar na Rua Alferes Machado Ferrão nº6 no Carregado: T.: 919 189 719. ALUGA-SE : Casa R/C com area 99 m2, com arrumos na Vila Alta, T.: 961 868 348 ou 261 941 120 . ARRENDA-SE: Casa de habitação (T3), em Refugidos (próximo do Carregado) T.: 962 772 153

NASCEU A 23-10-1926 • FALECEU A 28-07-2012

AGRADECIMENTO

Grátis

Recorte e envie para: Jornal Nova Verdade Rua Renato Leitão Lourenço, 11 2580-335 Alenquer

ANTÓNIO MIGUEL ARAÚJO DA COSTA

VENDE-SE: Lote1500 m2 área construção 600 m2 T.: 918 613 506.

VENDE-SE 150m de mangueiras , 2 polgadas e meia. T.: 263 855 119

VENDE-SE Terreno 16000m2 – com projecto aprovado – à saída de Alenquer T.: 919 645 343

VENDE-SE 400m de rede ovilheira. T.: 263 855 119

VENDE-SE Terreno Urbano na Labrugeira, com 3200m2, para 4 moradias, já c/ aprovação camarária, 150.000€. T.: 966 260 584

VENDE-SE Mota Casal, origem automática, precisa de pequena reparação. T.: 918 613 506

VENDE-SE Casa em ruínas para reconstrução, no centro de Alenquer , boas áreas, bom preço T.: 919 036 141 VENDE-SE Apartamento T3, no centro de Alenquer, bom preço T.: 919 036 141

VENDE-SE: Suzuki Samurai irrepreensível preço prateado diesel. T.: 963 047 225. VENDE-SE: Vitara 1900 TD impecavel Pint. Mec. Ar Cond, Alarme. T.: 918 915 365.

oportunidades

emprego

OPORTUNIDADES Vendo Campa no cemitério de S. Francisco- Alenquer, T.: 917 552 396

EMPREGO: Oferece-se para Serviço de Limpezas de Quintais ( Frezes e Cavadeiras) T.: 910 740 020 e 963 336 191

OPORTUNIDADES Casal senior gostava de receber em sua casa, senhora livre,reformada rondando os 65/70 anos e que se sinta só. O objectivo é apenas para fazer companhia. Resposta a este Jornal. OPORTUNIDADES: casa particular aceita Srª idosas vivenda e jardim T.:915 377 200 OPORTUNIDADES: Cavalheiro só, sério, responsavel e com muito amor para dar, procura Srª entre os 50 e 60 anos T.: 969 761 845

19

GUIZANDERIA CARREGADO

LAURA ROSA DOS SANTOS SILVESTRE NASCEU A 28-06-1932 • FALECEU A 02-08-2012

PARTICIPAÇÃO Seu esposo, filho, irmão, neto e restantes familiares, vêm por este meio e na impossibilidade de o fazerem pessoalmente, agradecer muito reconhecidamente a todas as pessoas amigas que por qualquer forma lhe manifestaram o seu profundo pesar e bem assim aos que se dignaram acompanhar a nossa sempre recordada ente querida até ao Cemitério de Cadafais. Agência Funerária Alface, Lda. Alenquer, Telm.: 919 833 953

CASAL DA BARROCA MECA

BUGARREUS/MECA

LEONIDE FONSECA COSTA

VITAL GOMES RIBEIRO

NASCEU A 29-04-1933 • FALECEU A 26-07-2012

PARTICIPAÇÃO Seus filhos, irmã, nora, genros, netos e restantes familiares, vêm por este meio e na impossibilidade de o fazerem pessoalmente, agradecer muito reconhecidamente a todas as pessoas amigas que por qualquer forma lhe manifestaram o seu profundo pesar e bem assim aos que se dignaram acompanhar a nossa sempre recordada ente querida até ao Cemitério de Aldeia Gavinha. Agência Funerária Alface, Lda. Alenquer, Telm.: 919 833 953

TELEFONES ÚTEIS

NASCEU A 08-02-1940 • FALECEU A 28-07-2012

PARTICIPAÇÃO Sua irmã, sobrinhos e restantes familiares, vêm por este meio e na impossibilidade de o fazerem pessoalmente, agradecer muito reconhecidamente a todas as pessoas amigas que por qualquer forma lhe manifestaram o seu profundo pesar e bem assim aos que se dignaram acompanhar o nosso sempre recordado ente querido até ao Cemitério de Meca. Agência Funerária Alface, Lda. Alenquer, Telm.: 919 833 953

GUIZANDERIA

EMPREGO: Precisa-se Farmacêutico(a) para Farmácia Soveral, na Labrugeira. EMPREGO: Sr. Oferece-se como caseiro ou/e tratadores de animais.

LARA ISABEL PEREIRA NEVES NASCEU A 26-09-2005 • FALECEU A 18-07-2012

PARTICIPAÇÃO E AGRADECIMENTO Sua avò e restante família cumprem o doloroso dever de participar o falecimento da sua ente querida. Vêm por este meio agradecer muito reconhecidamente a todas as pessoas que se dignaram incorporar no seu funeral ou que de qualquer outro modo lhes manifestaram o seu profundo pesar. Bem Hajam Agência Funerária Povoense, Lda S.M.Agraço – P.S.Iria – Carregado 261 948 016 – 219 594 594 – 263 853 758


desporto

20

NOVA VERDADE

15 de Agosto de 2012

LOURINHANENSE E RIBEIRA BRAVA SÃO ADVERSÁRIOS NOS PRIMEIROS JOGOS OFICIAIS DA NOVA ÉPOCA

Carregado

abre Taça de Portugal fora e Campeonato em casa A equipa sénior de futebol do Carregado tem a 26 de Agosto o seu primeiro jogo oficial da época 2012/2013, deslocando-se ao reduto do Lourinhanense na primeira eliminatória da Taça de Portugal. O sorteio teve lugar no passado dia 2

de Agosto, na sede Federação Portuguesa de Futebol, onde foi também revelado o calendário da II Divisão / zona Sul. A 2 de Setembro disputa-se a primeira jornada, com o Carregado a receber, no Campo José Lacerda Pinto Barreiros, a equipa madeirense da Ribeira Brava.

FC Ota suspende futebol sénior “devido à conjuntura económica” A. P. V.

Na última época, o FC Ota ficou em 7º lugar no campeonato

O Futebol Clube de Ota, que disputou na última época a 2ª divisão distrital, suspendeu o futebol sénior “devido à conjuntura económica que o País atravessa e que afecta directamente as instituições e entidades que apoiam o clube”, anunciou em comunicado o presidente da direcção, Miguel Ferreira. “Esta decisão foi tomada para que a instituição se mantenha em actividade”, sustentou o dirigente otense, salientando que o clube “correria graves riscos se mantivésse-

mos o plantel sénior com todos os seus custos inerentes”. Miguel Ferreira assegurou que se trata de “uma suspensão temporária”, contando a direcção “reactivar a equipa sénior na época 2013/2014, assim as condições económicas do clube o permitam”. Com 53 anos de história, o Futebol Clube de Ota competiu na última época no Distrital da 2ª Divisão, Série 1,da Associação de Futebol de Lisboa, tendo terminado o campeonato em sétimo lugar.

CAMPEONATO NACIONAL DA II DIVISÃO / ZONA SUL Calendário / 1ª Volta 1ª Jornada 02-09-2012 1º Dezembro-Casa Pia 02-09-2012 Carregado-Ribeira Brava 02-09-2012 Farense-Fut. Benfica 02-09-2012 Fátima-Sertanense 02-09-2012 Mafra-Louletano 02-09-2012 Oriental-Oeiras 02-09-2012 Quarteirense-U. Leiria 02-09-2012 Torreense-Pinhalnovense 2ª Jornada 23-09-2012 Casa Pia-Mafra 23-09-2012 Fut. Benfica-Quarteirense 23-09-2012 Louletano-Fátima 23-09-2012 Oeiras-Torreense 23-09-2012 Pinhalnovense-Farense 23-09-2012 Ribeira Brava-1º Dezembro 23-09-2012 Sertanense-Oriental 23-09-2012 U. Leiria-Carregado

11-11-2012 11-11-2012 11-11-2012 11-11-2012

Quarteirense-Carregado Ribeira Brava-Oriental Torreense-Mafra U. Leiria-Casa Pia

9ª Jornada 25-11-2012 1º Dezembro -Quarteirense 25-11-2012 Casa Pia-Fut. Benfica 25-11-2012 Fátima-Torreense 25-11-2012 Louletano-Pinhalnovense 25-11-2012 Mafra-Farense 25-11-2012 Oriental-Carregado 25-11-2012 Ribeira Brava-U. Leiria 25-11-2012 Sertanense-Oeiras 10ª Jornada 09-12-2012 Carregado-1º Dezembro 09-12-2012 Farense-Fátima 09-12-2012 Fut. Benfica-Ribeira Brava 09-12-2012 Oeiras-Louletano 09-12-2012 Pinhalnovense-Casa Pia 09-12-2012 Quarteirense-Mafra 09-12-2012 Torreense-Sertanense 09-12-2012 U. Leiria-Oriental

3ª Jornada 30-09-2012 1º Dezembro-U. Leiria 30-09-2012 Carregado-Fut. Benfica 30-09-2012 Farense-Oeiras 30-09-2012 Fátima-Casa Pia 30-09-2012 Mafra-Ribeira Brava 11ª Jornada 30-09-2012 Oriental-Torreense 16-12-2012 Casa Pia-Oeiras 30-09-2012 Quarteirense-Pinhalnovense 16-12-2012 Fátima-Quarteirense 30-09-2012 Sertanense-Louletano 16-12-2012 Louletano-Torreense 16-12-2012 Mafra-Carregado 4ª Jornada 16-12-2012 Oriental-1º Dezembro 07-10-2012 Casa Pia-Sertanense 16-12-2012 Rib. Brava-Pinhalnovense 07-10-2012 Fut. Benfica-1º Dezembro 16-12-2012 Sertanense-Farense 07-10-2012 Louletano-Oriental 16-12-2012 U. Leiria-Fut. Benfica 07-10-2012 Oeiras-Quarteirense 07-10-2012 Pinhalnovense-Carregado 12ª Jornada 07-10-2012 Ribeira Brava-Fátima 22-12-2012 1º Dezembro-Mafra 07-10-2012 Torreense-Farense 22-12-2012 Carregado-Fátima 07-10-2012 U. Leiria-Mafra 22-12-2012 Farense-Louletano 22-12-2012 Fut. Benfica-Oriental 5ª Jornada 22-12-2012 Oeiras-Ribeira Brava 14-10-2012 1º Dezembro-Pinhalnovense 22-12-2012 Pinhalnovense-U. Leiria Carregado-Oeiras 14-10-2012 22-12-2012 Quarteirense-Sertanense 14-10-2012 Fátima-U. Leiria 22-12-2012 Torreense-Casa Pia Louletano-Casa Pia 14-10-2012 14-10-2012 Mafra-Fut. Benfica 13ª Jornada 14-10-2012 Oriental-Farense 29-12-2012 Casa Pia-Farense 14-10-2012 Quarteirense-Torreense 29-12-2012 Fátima-1º Dezembro 14-10-2012 Sertanense-Ribeira Brava 29-12-2012 F. Benfica-Pinhalnovense 29-12-2012 Louletano-Quarteirense 6ª Jornada 29-12-2012 Oriental-Mafra 28-10-2012 Casa Pia-Oriental 29-12-2012 Ribeira Brava-Torreense 28-10-2012 Farense-Quarteirense 29-12-2012 Sertanense-Carregado 28-10-2012 Fut. Benfica-Fátima 29-12-2012 U. Leiria-Oeiras 28-10-2012 Oeiras-1º Dezembro 28-10-2012 Pinhalnovense-Mafra 14ª Jornada 28-10-2012 Ribeira Brava-Louletano 06-01-2013 1º Dezembro-Sertanense 28-10-2012 Torreense-Carregado 06-01-2013 Carregado-Louletano 28-10-2012 U. Leiria-Sertanense 06-01-2013 Farense-Ribeira Brava 06-01-2013 Mafra-Fátima 7ª Jornada 06-01-2013 Oeiras-Fut. Benfica 04-11-2012 1º Dezembro-Torreense 06-01-2013 Oriental-Pinhalnovense 04-11-2012 Carregado-Farense 06-01-2013 Quarteirense-Casa Pia 04-11-2012 Casa Pia-Ribeira Brava 06-01-2013 Torreense-U. Leiria 04-11-2012 Fátima-Pinhalnovense 04-11-2012 Louletano-U. Leiria 15ª Jornada 04-11-2012 Mafra-Oeiras 13-01-2013 Casa Pia-Carregado 04-11-2012 Oriental-Quarteirense 13-01-2013 Fátima-Oriental 04-11-2012 Sertanense-Fut. Benfica 13-01-2013 Fut. Benfica-Torreense 13-01-2013 Louletano-1º Dezembro 8ª Jornada 13-01-2013 Pinhalnovense-Oeiras 11-11-2012 Farense-1º Dezembro 13-01-2013 Rib. Brava-Quarteirense 11-11-2012 Fut. Benfica-Louletano 13-01-2013 Sertanense-Mafra 11-11-2012 Oeiras-Fátima 13-01-2013 U. Leiria-Farense 11-11-2012 Pinhalnovense-Sertanense


15 de Agosto de 2012

desporto 21

NOVA VERDADE

Alenquer e Benfica recebe Académica na primeira jornada do campeonato O Sport Alenquer e Benfica

vai começar o Campeonato Nacional II Divisão de hóquei em patins, zona Sul, a jogar em casa. Na primeira jornada, agendada para 6 de Outubro, os encarnados recebem a Académica de Coimbra. O sorteio do Campeonato Nacional II Divisão, para a época 2012/2013.

Com a participarão de 16 equipas na II Divisão, zona Sul ditou os seguintes jogos na primeira ronda: Oeiras – Sesimbra; Campo Ourique – Sintra; Santa Cita – Grândola; Parede – BIR; Nafarros – União Entroncamento; Vasco Gama – SP. Tomar; Alcobacense – Juv. Salesiana; S. Alenquer Benfica – Académica Coimbra.

CAMPEONATO NACIONAL 2.ª DIVISÃO / ZONA SUL DE HÓQUEI EM PATINS

2012 / 2013

Jornada 1: 06/10/12 Jornada 16: 02/02/13 AD Oeiras-GD Sesimbra CA Campo Ourique-HC Sintra ACR Santa Cita-HCP Grândola Parede FC-Biblioteca IR UDC Nafarros-UF Entroncamento HC Vasco Gama-SC Tomar A Alcobacense CD-AJ Salesiana S Alenquer B-AA Coimbra

Jornada 2: 13/10/12 Jornada 17: 09/02/13 GD Sesimbra-S Alenquer B HC Sintra-AD Oeiras HCP Grândola-CA Campo Ourique Biblioteca IR-ACR Santa Cita UF Entroncamento-Parede FC SC Tomar-UDC Nafarros AJ Salesiana-HC Vasco Gama AA Coimbra-A Alcobacense CD

Jornada 3: 20/10/12 Jornada 18: 16/02/13 GD Sesimbra-HC Sintra AD Oeiras-HCP Grândola CA Campo Ourique-Biblioteca IR ACR Santa Cita-UF Entroncamento Parede FC-SC Tomar UDC Nafarros-AJ Salesiana HC Vasco Gama-AA Coimbra S Alenquer B-A Alcobacense CD

Jornada 4: 27/10/12 Jornada 19: 02/03/13 HC Sintra-S Alenquer B HCP Grândola-GD Sesimbra Biblioteca IR-AD Oeiras UF Entroncamento-CA Campo Ourique SC Tomar-ACR Santa Cita AJ Salesiana-Parede FC AA Coimbra-UDC Nafarros A Alcobacense CD-HC Vasco Gama

Jornada 5: 03/11/12 Jornada 20: 09/03/13 HC Sintra-HCP Grândola GD Sesimbra-Biblioteca IR AD Oeiras-UF Entroncamento CA Campo Ourique-SC Tomar ACR Santa Cita-AJ Salesiana Parede FC-AA Coimbra UDC Nafarros-A Alcobacense CD S Alenquer B-HC Vasco Gama

Jornada 6: 10/11/12 Jornada 21: 23/03/13 HCP Grândola-S Alenquer B Biblioteca IR-HC Sintra UF Entroncamento-GD Sesimbra SC Tomar-AD Oeiras AJ Salesiana-CA Campo Ourique AA Coimbra-ACR Santa Cita A Alcobacense CDParede FC HC Vasco Gama-UDC Nafarros

Jornada 7: 17/11/12 Jornada 22: 29/03/13 HCP Grândola-Biblioteca IR HC Sintra-UF Entroncamento GD Sesimbra-SC Tomar AD Oeiras-AJ Salesiana CA Campo Ourique-AA Coimbra ACR Santa Cita-A Alcobacense CD Parede FC-HC Vasco Gama S Alenquer B-UDC Nafarros

Jornada 8: 24/11/2012 Jornada 23: 06/04/13 Biblioteca IR-S Alenquer B UF Entroncamento-HCP Grândola SC Tomar-HC Sintra AJ Salesiana-GD Sesimbra AA Coimbra-AD Oeiras A Alcobacense CD-CA Campo Ourique HC Vasco Gama-ACR Santa Cita UDC Nafarros-Parede FC

Jornada 9: 01/12/12 Jornada 24: 13/04/13 Biblioteca IR-UF Entroncamento HCP Grândola-SC Tomar HC Sintra-AJ Salesiana GD Sesimbra-AA Coimbra AD Oeiras-A Alcobacense CD CA Campo Ourique-HC Vasco Gama ACR Santa Cita-UDC Nafarros S Alenquer B-Parede FC

Jornada 10: 08/12/12 Jornada 25: 27/04/13 UF Entroncamento-S Alenquer B SC Tomar-Biblioteca IR AJ Salesiana-HCP Grândola AA Coimbra-HC Sintra A Alcobacense CD-GD Sesimbra HC Vasco Gama-AD Oeiras UDC Nafarros-CA Campo Ourique Parede FC-ACR Santa Cita

Jornada 11: 15/12/12 Jornada 26: 01/05/13 UF Entroncamento-SC Tomar Biblioteca IR-AJ Salesiana HCP Grândola-AA Coimbra HC Sintra-A Alcobacense CD GD Sesimbra-HC Vasco Gama AD Oeiras-UDC Nafarros CA Campo Ourique-Parede FC S Alenquer B-ACR Santa Cita

Jornada 12: 22/12/12 Jornada 27: 04/05/13 SC Tomar-S Alenquer B AJ Salesiana-UF Entroncamento AA Coimbra-Biblioteca IR A Alcobacense CD-HCP Grândola HC Vasco Gama-HC Sintra UDC Nafarros-GD Sesimbra AD Oeiras-Parede FC ACR Santa Cita-CA Campo Ourique

Jornada 13: 05/01/13 Jornada 28: 18/05/13 SC Tomar-AJ Salesiana UF Entroncamento-AA Coimbra Biblioteca IR-A Alcobacense CD HCP Grândola-HC Vasco Gama HC Sintra-UDC Nafarros GD Sesimbra-Parede FC AD Oeiras-ACR Santa Cita S Alenquer B-CA Campo Ourique

Jornada 14: 12/01/12 Jornada 29: 25/05/13 S Alenquer B-AJ Salesiana AA Coimbra-SC Tomar A Alcobacense CD-UF Entroncamento HC Vasco Gama-Biblioteca IR UDC Nafarros-HCP Grândola Parede FC-HC Sintra ACR Santa Cita-GD Sesimbra CA Campo Ourique-AD Oeiras

Jornada 15: 19/01/12 Jornada 30: 01/06/13 AJ Salesiana-AA Coimbra SC Tomar-A Alcobacense CD UF Entroncamento-HC Vasco Gama Biblioteca IR-UDC Nafarros HCP Grândola-Parede FC HC Sintra-ACR Santa Cita GD Sesimbra-CA C. Ourique AD Oeiras-S Alenquer B


22 desporto

NOVA VERDADE

15 de Agosto de 2012

VITÓRIA FRENTE A SPORTING DE POMBAL (3-0) E DERROTA COM SACAVENENSE (1-0)

Azuis e brancos prosseguem preparação para nova época António Pires Vicente

Desporto No final da segunda semana de preparação com vista á nova época, o Carregado conseguiu, dia 4 de Agosto, o primeiro triunfo da pré-época, ao bater o Sporting de Pombal, por 3-0, em jogo particular disputado no Campo José Lacerda Pinto Barreiros. A equipa de Sérgio Ricardo – jogando ainda com alguns atletas à experiência – abriu a contagem logo a seguir ao intervalo, por intermédio de Mauro. A formação visitante, que compete na III Divisão Nacional, acabou por sofrer mais dois golos na ponta final do desafio, marcados por Henrique Gomes (ex-Moura). A preparação da formação azul e branca prosseguiu no passado sábado, 11 de Agosto, com um jogo frente ao Sacavenense, realizado em Sacavém, que acabou por perder por um golo sem resposta. A exemplo

das partidas anteriores, frente a Benfica B e Sporting de Pombal, o técnico Sérgio Ricardo utilizou uma equipa em cada parte, conseguindo o Sacavenense, da III Divisão, num jogo repartido e nem sempre bem jogado, fazer a diferença em termos de marcador. O próximo jogo particular será no Cartaxo, a 15 de Agosto, e o adversário é o Sport Lisboa e Cartaxo da III Divisão. Será o jogo de apresentação da equipa cartaxeira aos sócios. A fase de preparação culminará com um torneio triangular, a 19 de Agosto, em casa, com jogos de 45 minutos, no sistema de todos contra todos, em que Carregado, Casa Pia e Fabril do Barreiro disputarão o troféu “Vila do Carregado”.

em mo

Não tem tempo para desporto? Ouça

Frente ao Sporting de Pombal, Mauro inaugurou o marcador

“Plantel está fechado”, diz director desportivo O Carregado assegurou mais dois reforços, provenientes do Moura Atlético Clube (III Divisão), ambos para o ataque: Artur Lourenço, de 21 anos, que já vestiu a camisola de Belenenses e Benfica, nos juniores; e Henrique Gomes, também com 21 anos e que fez toda a formação no Sporting.

O clube carregadense anunciou, entretanto, que finalizou um acordo de parceria com a empresa Wise Prosoccer, do Brasil, no âmbito do qual recebe seis atletas para o plantel sénior – Rómulo, Danilo, Diego, Claudinei, Jean e Peter – e dois para a formação júnior, que joga igualmente na 2ª Divisão –

Diego e Allef. Com 30 jogadores às ordens de Sérgio Ricardo, o clube azul e branco, através do director desportivo, Joaquim Andrade, confirmou ao Nova Verdade que “está fechado o plantel para a nova temporada”, o mais extenso da sua história, desde que milita na II Divisão.

Joaquim Andrade dá como fechado o grupo de trabalho

ATLETA DA SOCIEDADE RECREATIVA DO CAMARNAL FECHA ÉPOCA COM “CHAVE D’OURO”

Cristina Ponte vence IV Trail Nocturno da Lagoa de Óbidos A. P. V.

tempos, destacou-se claramente entre as 65 participantes femininas, deixando mesmo as concorrentes directas a larga distância. A segunda classificada foi Dulcínia Silva, da CA Barreira, que concluiu com um tempo de 2:31:57, enquanto Vitorina Mourato, do ACP - Atletismo Clube de Portalegre, ficou na terceira posição, com 2:38:46. Rodolfo Moreira foi outro atleta da Sociedade Recreativa do Camarnal que participou no IV Trail Nocturno da Lagoa de Óbidos, tendo terminado em 15º lugar, com 2h11min50seg. O vencedor da prova foi Diogo Fernandes (individual), que cumpriu o percurso em 1:57:18.

30€ Desporto POR APENAS

em mov

ESTE ESPAÇO PODE SER SEU! LIGUE 263 732 264

Não tem tempo

e-dzain.com

Apesar de alguns contratempos, Cristina Ponte foi imbatível

Cristina Ponte venceu de forma categórica a competição feminina da quarta edição do Trail Nocturno da Lagoa de Óbidos, que se realizou no passado dia 4 de Agosto. A atleta da Sociedade Recreativa do Camarnal, 25ª classificada na geral entre 289 participantes que concluíram a prova, gastou 2h19min41seg para percorrer os 26,5 quilómetros de um trilho muito duro e desgastante, agravado por se percorrer de noite. A dureza da prova, por entre florestas, trilhos, montanhas, carreiros, caniçais, areal e água fez com que Cristina Ponte sofresse duas quedas e duas saídas de rota, que lhe custaram fazer cerca de três quilómetros a mais. Ainda assim, a atleta alenquerense encarou a competição, organizada pelo Clube de Atletismo de Óbidos com a colaboração da câmara local, de uma forma descontraída e, até, nas suas palavras, “divertida”, de acabar a época em que regressou ao atletismo. Apesar dos contra-

RVAlenquer

93.5 100.6

w w w. r a d i o a l e n q u e r. c o m


15 de Agosto de 2012

desporto 23

NOVA VERDADE

BASQUETEBOLISTA ALENQUERENSE PARTICIPA EM FEITO HISTÓRICO PARA PORTUGAL

Simone Costa ajuda selecção sub-18 na conquista do 3º lugar no Europeu A. P. V. A alenquerense Simone Costa integrou a Selecção Nacional feminina de sub-18 que alcançou, no passado dia 5 de Agosto, em Strumica (Macedónia), o 3º lugar na fase final do Campeonato da Europa da categoria (Divisão B), ao vencer a congénere da Hungria por 68-57, resultado que garantiu às jovens jogadoras portuguesas a subida à Divisão A, competição que congrega as melhores selecções europeias. No jogo de atribuição do 3º e 4º lugar, Portugal liderou quase sempre o marcador, contando com a excelente actuação da poste Maria Kostourkova, filha da seleccionadora nacional Maryana Kostourkova, que, a par de Simone Costa (ambas têm 16 anos), é uma das mais promissoras jovens basquetebolistas portuguesas. Nos

dois últimos minutos do jogo, Portugal vencia por 3 de diferença, mas um triplo da base Inês Viana alargou a vantagem nacional para os 6 pontos. Perante a impotência da selecção húngara, Josephine Filipe e Inês Viana sentenciaram a partida da linha de lance-livre. Com o resultado final de 68-57, Portugal conquistou o 3º lugar, garantindo também a subida à Divisão A. Frente à Hungria jogaram e marcaram: Inês Viana (7), Joana Canastra (17), Jessica Costa (-), Nádia Fernandes (0), Simone Costa (0), Laura Ferreira (4), Maria Kostourkova (16), Joana Soeiro (3), Inês Veiga (2), Josephine Filipe (19), Chelsea Guimarães (0) e Ana Santos (0).

Selecção nacional feminina sub18 (Simone Costa é a primeira à direita) envergando a medalha de bronze conquistada

Jovens entre os 15 e 16 anos fizeram a sua estreia na prova

Atletas do GDM na Volta a Portugal de Cadetes O Grupo Desportivo Marmeleirense (GDM) concluiu a Volta a Portugal de Cadetes, com os três atletas inscritos a cumprirem as três etapas da prova. André Crispim, Nuno Onofre e Guilherme Silva são os atletas da GDM/Team Aço que fizeram nesta prova a sua estreia, numa Volta a Portugal. Nuno Alves, coordenador e técnico da GDM, diz que o objectivo foi cumprido na sua totalidade, elogiando a prestação dos seus atletas. “A experiência foi muito positiva, até porque os nossos atletas nunca tinham feito uma prova por etapas”, referiu. “Nas duas primeiras etapas acabaram sempre integrados no pelotão, sendo que o objectivo assumido era concluir todas as etapas”, acrescentou. André Crispim no seu último ano de Cadete, não poderá participar no próximo ano, mas deverá participar na Volta a Portugal de Juniores. “O nosso objectivo enquanto equipa, é proporcionar aos atletas a possibilidade de participarem no maior número de provas possivel. Por isso lá estaremos outra vez no próximo ano com o Nuno Onofre e o Guilherme Silva, e com mais um atleta das Caldas da Rainha, cuja equipa não tem estrutura para participar na prova. E certamente que iremos dar todo o apoio ao André para fazer a sua estrear na Volta a Portugal no escalão de Juniores”, frisou. A 5ª edição da Volta a Portugal de cadetes realizou-se entre 3 e 5 de Agosto, e contou

com a participação de 18 equipas e mais de uma centena de atletas, desenrolando-se as três etapas nos concelhos de Barcelos, Fafe e Vila Nova de Famalicão. André Carvalho (EC Carlos Carvalho)

confirmou o triunfo na prova, depois de ser o terceiro classificado na derradeira etapa de 74,4 quilómetros, entre Roriz e o Monte da Franqueira, que foi ganha pelo colega de equipa João Pereira.

Um dia depois de concluir a prova, André Crispim participou no Circuito de Estrada em Silveira Torres Vedras, onde foi 5º classificado, com o mesmo tempo que o vencedor.


desporto Simone Costa

R. Renato Leitão Lourenço, 11 2580-335 ALENQUER Dep. Comercial: 263 732 264 Redacção: 263 711 051 Fax: 263 711 747

presepioportugal@gmail.com

15 de Agosto de 2012

ajuda selecção sub-18 na conquista do 3º lugar no Europeu pág. 23

Cristina Ponte

encerra época com vitória em Óbidos pág. 22

futebol

Futebol Clube de Ota abandona futebol sénior

pág. 20

CARREGADO abre Taça de Portugal fora e Campeonato em casa pág. 20

hóquei em patins

Alenquer e Benfica recebe Académica na primeira jornada do campeonato pág. 21

Edição 871  

Jornal Nova Verdade

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you