Page 1

BAIRRO NOSSO

www.jspisos.com.br

Tele Vendas 3427-0010 jspisos@jspisos.com.br

O jornal da comunidade

04/04 à 15/04/2013 - Edição 25

Compartilhe este exemplar com um amigo

Distribuído em todos os bairros de Joinville

GRÁTIS Fotos: Divulgação

Joinville - SC

Móveis ponta de estoque direto de São Bento do Sul, Móveis Ecologicamente corretos

www.jnbonline.com.br

Festival internacional Sesc Joinville

Pela primeira vez em Joinville, músicos argentinos, uruguaios e brasileiros se reúnem entre os dias 18 e 20 de abril em apresentações e workshops gratuitos, no Sesc e Conservatório Belas Artes

03 Região

14

Rua: XV de Novembro, 7273 - Vila Nova

(47) 3432-9282 neycristofolini

A

15 Boca no Trombone

Do perigo ao desaparecimento

montadora alemã disponibilizou 38 vagas em seu site e está trabalhando com a empresa de recrutamento, Grupo Meta, de Joinville, para montar sua equipe em Araquari. Até 2020, o quadro de funcionários chegará a 6 mil colaboradores. (Leia mais...)

Trecho perigoso Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

DESTAQUES

BMW começa a contratar

Meio Ambiente

Foto: Jacson Carvalho

04

Q

ue agrotóxicos fazem mal para os seres humanos não é novidade. O que talvez ainda não se preste atenção é no prejuízo que acarreta para a vida animal. Pequenas e poderosas, as abelhas têm papel fundamental no ecossistema. (Leia mais...)

T

rabalhador em uma das indústrias do Distrito Industrial, em Joinville, o mecânico de manutenção, Marcelo dos Santos, corre riscos quando precisa retornar do trabalho para casa, especialmente durante a noite, na Rua dos Suíços. (Leia mais...)


Quem ganhou a bike? A ganhadora foi Rejane Maria D’Amore do bairro Boa Vista. Ela enviou a mensagem com a frase “Eu quero ganhar uma bike do JNB”.

Expediente: • Gestor Executivo/Jornalista Responsável: Jacson Carvalho (2452/SRTE-SC) • Marcos Aurélio Costa Executivo de Contas Email: comercial@jnbonline.com.br • Hudson H. Baptista Executivo de Contas Email: hudson@jnbonline.com.br Projeto gráfico e diagramação: Jacson Carvalho

A promoção:

• Ilze Moreira Jornalista - Colunista “Repercussão” Email: ilze.moreira@gmail.com

A promoção foi em comemoração ao primeiro ano do JORNAL NOSSO BAIRRO.

• Ariane Pereira Jornalista - Colunista “Farejando” Email: farejando@jnbonline.com.br • Carlito Cartunista “GÊNIO” Email: carlito@jnbonlie.com.br

O sorteio:

• Geizieli Neumann Colunista “Moda” Email: moda@jnbonline.com.br

O sorteio foi realizado no dia 05 de abril na loja da JOBRASIL da Avenida Getúlio Vargas às 15h.

• Rozane Campos Jornalista - Colunista “Esporte/Aventura” Email: esporteaventura@jnbonline.com.br • Aurélio Ramos Colunista “Esporte Mania” Email: sportmania@jnbonline.com.br • Elaine Cristina Borges Colunista “Turismo” Email: turismo@jnbonline.com.br • Major Coelho Major da PM, Comandante da 2ª Companhia de Aviação da PM-SC Colunista “Polícia” Email: policia@jnbonline.com.br

Padaria

• Camilla Gonçalves Repórter e Revisão de conteúdo Email: jornalismo@jnbonline.com.br • Ingrid Passos Hille Jornalista - Colunista “Prato feito” Email: pratofeito@jnbonline.com.br • Tiago Gancheiro Advogado OAB/SC 35.391 Colunista “Saber Direito” Email: saberdireito@jnbonline.com.br • Bárbara Vicente de Souza Colunista “Saúde” Email: saude@jnbonline.com.br • Rosangela Chiodini Colunista “Emprego” Email: emprego@jnbonline.com.br

Horário de atendimento: Segunda - sábado: 7h30 - 12h30 - 14h00 - 20h00 (* Aos sábados não fechamos para o almoço) Domingos: 7h30 - 12h30

• Gabriela Schiewe Colunista “Política” Advogada OAB/SC 23554 Email: politica@jnbonline.com.br • Patrícia de Melo Colunista “Meio Ambiente” Email: meioambiente@jnbonline.com.br

Açougue

• Tarcísio André Colunista “ClickVips” Email: tarcisio.andre@jnbonline.com.br

Fone: 3034-3727 compras.saomarcos@hotmail.com

Contato: WWW.JNBONLINE.COM.BR Email: jnb@jnbonline.com.br Fone: (47) 9911-1016 O JORNAL NOSSO BAIRRO é publicado quinzenalmente e distribuído deforma gratuita nos bairros de Joinville. Qualquer publicação por parte dos anunciantes e colunistas são de inteira responsabilidade dos que assinam. Filiado:

Edição anterior:

Aceitamos:

Rua: Inambú, 3570 Costa e Silva - Joinville


JOINVILLE

jornalismo@jnbonline.com.br

03

Joinville - 04/04 à 15/04/2013 Camilla Gonçalves

Mais um festival em Joinville 1ª edição do Festival Internacional Aldeia de Todos os Cantos, no Sesc, traz músicos argentinos, uruguaios e brasileiros

rês dias de muita música, workshops e de encontro entre as culturas latinas. A proposta é simples: o público prestigia o evento, pode participar dos workshops e estreita laços com artistas uruguaios, argentinos e brasileiros. Tudo isso irá ocorrer de 18 a 20 de abril, no Sesc em Joinville. As atividades e apresentações são gratuitas e abertas ao público. Como idealizadora do projeto, a cantora joinvilense, Ana Paula da Silva, espera que o público participe e prestigie esses artistas. “Acho muito importante as pessoas se conhecerem, trocarem ideias, e especialmente essa troca cultural mesmo, esse contato com novas músicas, novos artistas”, ressalta. Considerada por críticos brasileiros e europeus como uma das melhores intérpretes da atualidade, Ana Paula da Silva já tem 16 anos de carreira, como intérprete, instrumentista e compositora. O festival faz parte de um projeto enviado por ela ao Mecenato Municipal do Simdec no ano passado. Nesse ano será executado e o Sesc entra na parceria para a realização desse evento dando suporte na acomodação dos artistas e no espaço para suas apresentações. “As apresentação serão em ‘duos’, ou seja, duas apresentações em cada noite, uma apresentação com canções e outra instrumental”, diz Ana Paula. Na expectativa e apostando na divulgação do evento, com rádios de Joinville, outdoors, cartazes espalhados pela cidade e por meio do blog www.aldeiadetodososcantos.blogspot.com, ela conta que há muito tempo deseja fazer essa conexão entre os músicos e público brasileiro. “Todos esses artistas trabalham numa linha independente, tem um casal que vai se apresentar que é super conhecido na Argentina, são meus amigos e artistas de ótima qualidade”, fala. O teatro do Sesc pode receber até 150 pessoas numa mesma apresentação. A entrada é gratuita, mas mesmo assim é necessário a retirada do ingresso uma hora antes de começar a apresentação. “Fazemos a distribuição somente uma hora antes para garantir que as pessoas, realmente, compareçam na apresentação”, explica o técnico de cultura, Alex Maciel Fernandes. O Sesc está localiza-

Fotos: Divulgação

T

Matrículas Abertas

- Valor da Mensalidade R$ 95,00 - Aula uma vez por semana com carga horária flexível - Material didático gratuito

(47) 3422-8735 / 9159-6532

do na Rua Itaiópolis, 470, bairro América. As apresentações ocorrem na quinta, sexta e sábado (18, 19 e 20 de abril) às 20h. Uma das possibilidade é a gravação desse evento que poderá, posteriormente, ser veiculado no canal fechado da TV Senado. “Tenho amigos em Brasília que farão essa filmagem pra nós, e se tudo der certo será passado na televisão”, conta. O festival foi possível, principalmente, por ter sido aprovado no Mecenato Municipal do Simdec, um dos mecanismos de incentivo à cultura dedutíveis do IPTU. Mas, Ana Paula pretende que esse seja o primeiro dos encontros anuais com essa mesma proposta, um festival de encontro de culturas e música. “Já que nesse ano as apresentações serão em duos, penso que poderíamos fazer nos anos seguintes apresentações em trio, ou até mesmo solo, enfim”. Os workshops gratuitos devem ocorrer no Conservatório Belas Artes. De nível baixo a avançado para contra-baixo; workshop de canto e outro sobre prática de conjunto, ritmos latino-americanos. As inscrições já estão abertas e tem capacidade limitada para 20 pessoas.

“Acho muito importante as pessoas se conhecerem, trocarem ideias, e especialmente essa troca de cultura mesmo, esse contato com novas músicas, novos artistas”. “Ana Paula da Silva, cantora”


04 Joinville - 04/04 à 15/04/2013

REGIÃO

jornalismo@jnbonline.com.br

BMW começa a contratar A

Até 2020, o quadro de funcionários chegará a 6 mil colaboradores

ville, para montar sua equipe. Com início da produção em 2014, a empresa vai contratar mil empregados para a fábrica no Estado. Até 2020, o quadro de funcionários chegará a 6 mil colaboradores.

As vagas que estão no site são para cargos executivos à média chefia. A montadora irá investir cerca 300 milhões de euros nos próximos cinco anos na fábrica de Araquari. O início das obras está previsto para Foto: Divulgação

BMW já está contratando funcionários para a fábrica de Araquari. A montadora alemã disponibilizou 38 vagas em seu site e está trabalhando com a empresa de recrutamento, Grupo Meta, de Join-

o segundo semestre de 2013. De acordo com a porta voz da BMW, Gleide Souza, além da contratação local, a montadora também irá trazer funcionários da fábrica localizada na Baviera, na Alemanha. “Não podemos dar um percentual da contratação de mão de obra local, mas a maior parte será da região do Norte de Santa Catarina” afirmou. Entre os pré-requisitos para os cargos de liderança está a fluência em inglês. O diretor regional do Senai em Joinville, Sérgio Roberto Arruda, salientou que esse pré-requisito no início das contratações poderá se tornar uma barreira, mas que no futuro não será um obstáculo. A BMW Group Brasil e o Senai de Joinville irão trabalhar juntos para a qualificação dos funcionários da fábrica. A parceria entre o Senai e a BMW, de acordo com Arruda e Gleide Souza, não foi formalizada, mas já está acontecendo na prática. O setor de Recursos Humanos (RH) está visitando a instituição para conhecer melhor a infraestrutura ofe-

recida pelo Senai aos alunos. No último dia 6 de março ocorreu uma dessas visitas. Junto aos representantes do RH estava presente o diretor da planta Brasil da BMW, Gerald Degen. “Entre as medidas, gostaríamos de formar uma programação com os cursos que nós iremos oferecer para os futuros empregados da BMW” revelou Arruda. Cursos do Senai Com a vinda de novas fábricas do setor automotivo para o Estado, a qualificação do profissional vem sendo cada vez mais valorizada. Arruda disse que esta qualificação também depende das empresas, pois cada tem um modelo de produção. “Hoje oferecemos cursos de base para o setor, como cursos de hidráulica, robótica, processo de usinagem e manutenção”. Além disso, informou que a faixa etária que está buscando por cursos do setor automotivo está entre 17 e 20 anos. [Fonte: economiasc.com.br]

ECONOMIA VERDE E SOLIDÁRIA. ATÉ 300 MIL REAIS PARA PEQUENAS COOPERATIVAS OU ASSOCIAÇÕES.

Quando uma ideia inovadora encontra cooperação e oportunidade, o resultado é desenvolvimento. Programa Economia Verde e Solidária. É o Governo do Estado, em parceria com o BNDES, oferecendo até 300 mil reais para que pequenas cooperativas ou associações possam se modernizar, crescer e produzir mais. Participe. Baixe o edital no site evs.sc.gov.br ou ligue (48) 3665-4870 para mais informações.


POLÍTICA

05

Gabriela Schiewe politica@jnbonline.com.br

Joinville - 04/04 à 15/04/2013

Joinville = retrabalho Dinheiro sendo jogado no lixo com o retrabalho que parece sinônimo de Joinville

Imgem: Divulgação

PLANOS MENSAIS E SEMANAIS HOTELZINHO INFANTIL Aulas Extras de: • Inglês duas vezes por semana • Dança uma vez por semana • Capoeira uma vez por semana

Rua Marechal Hermes, 678 - Glória

C

MICHELAINE

Horário de atendimento: Segunda à Sexta 7h30 - 12h00 13h30 - 18h30 Sábados 7h30 - 12h00 13h30 - 17h00

J

oinville, a maior cidade do Estado de Santa Catarina, continua sem uma gestão eficiente e uma administração de qualidade. Mas, mesmo agora que elegemos um grande administrador para gerir todo o contingente do governo local? É impressionante como os nossos políticos gastam o dinheiro do povo de maneira deliberada, sem estudo técnico, apenas fazem para dar resposta de trabalho, no entanto, essa resposta precipitada, sem embasamento tem, frequentemente, gerado o retrabalho, e retrabalho significa perdas, em todos os aspectos. Quando um trabalho que já foi realizado e precisa ser realizado novamente (retrabalho), em primeiro lugar, dinheiro gasto em dobro (para não dizer em triplo, mas, já é outro assunto), segundo lugar, pessoal que poderia estar executando outro serviço tem que desprender do seu tempo mais uma vez em obra já dantes executada; material que será jogado fora e comprar novo. Percebe-se que se trata de absurdo sem tamanho e, para que não

fiquemos apenas no blá blá blá, vamos ao que interessa. As obras de esgoto que estão sendo realizadas na cidade, na Rua Otto Bohem tiveram que ser refeitas, vez que o encanamento utilizado não era o apropriado e se o trabalho não fosse refeito, não iria escoar e, neste local, praticamente uma bomba atômica (lembram dos bueiros voando no Rio de Janeiro?). Assim, depois da obra ter sido dada como finalizada, foi reaberto e feito tudo de novo. A Anita Garibaldi, Copacabana foram abertas, pelo menos, umas três vezes. Sabe que chega a me dar medo do que está sendo feito ali embaixo? Cruzes! E a tal Operação Tapa Buraco, ai gente, piada, né! Mas é um verdadeiro “tapa buraco”, pois a cobertura que é feita no asfalto dura apenas até a próxima chuva. Será que se colocasse um material de qualidade e que durasse não gastaria bem, mas bem menos do que toda semana estar realizando esse serviço? Agora, como é cediço, retraba-

lho é uma palavra abominável na iniciativa privada, mas na pública, pelo menos aqui em Joinville, é tida como sinônimo da gestão. Isso soa estranho, não acham, já que o atual prefeito, em sua campanha, sempre reforçou a questão de ser um gestor da iniciativa privada e que estaria implementando os pontos positivos da iniciativa privada na pública. É verdade? Aonde? Quando? Hummm, quem sabe na REeleição... RE RE RE!

(47) 3473-7207 Rua Inambú, 2910 - Costa e Silva - Joinville -SC

MOTOS RW SEMPRE O MELHOR PREÇO

A Anita Garibaldi, Copacabana foram abertas, pelo menos, umas três vezes. Sabe que chega a me dar medo do que está sendo feito ali embaixo? Cruzes!

: s a t r e f o s a a ir f n Co

• KIT DE RELAÇÃO AÇO 1045

R$ 39,90 para YBR, TITAN, BIZ

Todos os itens das ofertas, a colocação é grátis!

PNEU DE MOTO A PARTIR DE:

R$ 64,90 dianteiro e traseiro para YBR, TITAN, BIZ

ÓLEO DE MOTO IPIRANGA

R$ 9,90

3422-4301 8483-7050

Rua: Albano Schimidt nº 1189 - Boa Vista - Joinville Em frente à Mecânica Industrial Vick Ltda. após a Vanessa Modas


06

SABER DIREITO Dr. Tiago Gancheiro

saberdireito@jnbonline.com.br

Joinville - 04/04 à 15/04/2013

Práticas Comerciais Abusivas III Imagem: Divulgação

Neste artigo abordaremos três práticas comuns no comércio e aprenderemos se são legais ou não

N

ada mais comum do que comprar alguma coisa na venda da esquina ou no mercado, na padaria, e na hora de pagar ouvir aquela velha frase: “O troco pode ser em balas?”. Pois é, vamos tratar agora sobre essa prática comercial tão comum no nosso dia a dia. A relação de consumo pode ser entendida como a aquisição de um produto ou serviço, e o consequente pagamento pelo mesmo. Todavia nem sempre o valor cobrado pelo produto ou serviço é exatamente o que temos na carteira. Neste caso o fornecedor deve então devolver o troco, que deve ser em dinheiro e não por meio de doces, como de costume. Caso o comerciante não disponha de troco, o mesmo deve arredondar o valor da compra para baixo. Também é ilegal o comerciante “ficar devendo” a quantia do troco ao consumidor, visto que isso caracteriza enriquecimento ilícito em detrimento do consumidor. O fato de o comerciante reter esses “centavos” aumenta seu índice de lucratividade, incorrendo aí no Art. 884 do Código Civil (enriquecimento ilícito). Outra prática comum é a oferta ou liquidação de produtos de mostruário ou com pequenos defeitos. Seja aquela geladeira que estava na exposição e ficou arranhada ou aquela blusa que teve

um “defeitinho” na costura. Se a redução do valor do produto se der por conta de um defeito, esta oferta deve ser feita de maneira clara e ostensiva, deixando o consumidor bem ciente dos defeitos que acompanham o produto. Sendo assim, o consumidor assume o risco da mercadoria pelo estado que se encontra. Vale lembrar que é muito importante constar no verso na nota fiscal o tipo de defeito que o produto possui para efeitos da garantia. Logo, se outro defeito aparecer no produto (não pode ser aquele que você já sabia que possuía) você pode fazer o uso da garantia. Já em relação à troca de produtos, o consumidor deve pensar bem antes de adquirir, visto que a obrigação de troca do produto pelo comerciante, pela lei, somente se dá quando o produto apresenta defeito. O comerciante não é obrigado a trocar o produto do cliente que se arrependeu da cor, modelo ou tamanho. A troca neste caso é uma liberdade do comerciante, sendo aconselhado apenas para questão de fidelização do cliente, bom atendimento, por questão de cortesia ou aproveitar para oferecer novos produtos, mas nunca uma imposição legal. No caso de defeito do serviço ou produto, o fornecedor tem até 30 dias para resolver o problema.

Não sendo o problema resolvido dentro deste prazo são três as opções do consumidor: a substituição do produto por outro igual; a devolução do valor pago pelo mesmo, ou; o abatimento proporcional do preço. O abatimento do preço, por exemplo, pode ser no caso da compra de uma geladeira que, quando você abre a embalagem, vê que ela está com a lateral levemente amassada. Se o consumidor for usá-la ao lado de outro móvel escondendo o amassado e não se importar com isso, pode pedir uma redução no valor pago pelo produto. Essas foram as dicas para um consumidor mais consciente e bem informado. Exija sempre os seus direitos e fique atento aos próximos artigos.

O fornecedor deve devolver o troco, que deve ser em dinheiro e não por meio de doces, como de costume. Caso o comerciante não disponha de troco, o mesmo deve arredondar o valor da compra para baixo.


Jacson Carvalho jnb@jnbonline.com.br

REALIDADE

07 Joinville - 04/04 à 15/04/2013

Você sabe viver em comunidade?

ivemos numa sociedade pós-moderna que não aprendeu a viver em comunidade. A grande população brasileira não faz muito tempo que saiu do campo, as famílias viviam em propriedades rurais, praticamente isoladas. Naquela época, a família tinha a casa, o celeiro, os animais, e o contato era praticamente com as pessoas que ocupavam aquele espaço, pais, filhos e talvez genros e noras. Para se encontrar, um vizinho tinha que andar até dois quilômetros, e lá dificilmente conseguiria conversar com alguém, porque eles normalmente estavam na roça. Esta realidade, para alguns, acontecera há mais de 30 anos, para outros nem tanto tempo assim, tendo em vista que há muitas cidades pequenas ainda, que exercem as mesmas rotinas. Esta transformação está em plena atividade no país, as cidades maiores estão ficando superlotadas, a grande maioria destes jovens estão saindo do campo para buscar melhores condições de vida. É exatamente aí que a realidade aparece. Imagine só: agora esta família que antes vivia longe uma da outra, todos morando juntos. Com o terreno de 360 m², muros baixos e vizinhos por todos os lados. Num apartamento não é diferente, pessoas na garagem, no elevador, na churrasqueira. Para ir ao trabalho, ônibus lotados; de carro, o trânsito interditado; no restaurante há filas; no banco mais ainda. Tudo que você queira fazer é preciso dividir o espaço com alguém, esta é a sociedade em que vivemos. Mas você já parou para pensar se estamos preparados para viver deste jeito? Muitos optaram por esta vida, porém não sabem lidar com ela. Um trabalhador que é vigilante de uma empresa cumpre uma jornada de 12 horas, sendo ela das 19h até às 7h do dia seguinte. Tudo o que ele quer é chegar em casa, tomar uma ducha e cair na cama. Mas, ao lado dele tem um

vizinho que adora escutar um som no último volume. Na outra rua tem um padeiro que acorda às 3h da madrugada para deixar o pão prontinho para todos do bairro tomarem o café da manhã. Logo cedo, quando o padeiro está pegando no sono, vem o vizinho dele de carro, percebe que o portão está fechado e coloca a mão na buzina incansavelmente até a esposa atender. Naquele momento em que a buzina está tocando, aproximadamente 10 moradores correm para ver quem está chamando, pois o barulho é muito próximo. Tudo isso porque todos moram muito perto um do outro. Em outra situação, aquele padeiro pegou um dia de folga e resolveu assar um delicioso churrasco. Ele pega uns tijolos, amontoa contra o muro da vizinha que é dona de casa e adora deixar tudo muito organizado. De repente o padeiro ateia fogo no carvão e toda a fumaça vai para cima da roupa da mulher que está no varal. Esta pequena história é apenas para contextualizar minhas ideias sobre a sociedade em que vivemos. Todos os dias a maioria das ocorrências policiais é para atender reclamações de som alto, briga de vizinhos, de marido e mulher por causa do ciúme também do vizinho e por aí vai. Está na hora de aprendermos a viver em sociedade. Certa vez um amigo me disse uma frase que nunca mais vou esquecer: “O direito do meu punho vai até encontrar na sua cara”. Ou seja, eu tenho liberdade, tenho direitos de cidadão até prejudicar o outro, até desrespeitar o próximo. Pense um pouco na forma que você está vivendo, o que você está fazendo, será que suas atitudes agradam seu vizinho? Seu amigo? Lembro-me que há muito anos, quando trabalhava em uma concessionária de veículo, fiquei muito bravo com meu chefe, hoje agradeço o exemplo. Eu tinha um perfume que para mim era maravilhoso, mas claro, só eu achava aquilo naquele tempo. Na verdade

era um perfume forte, adocicado e horrível. Um belo dia eu tomei banho, me arrumei e me encharquei do bendito perfume. Quando cheguei à loja o meu chefe disse assim: “Vai pra casa, toma banho, não passa o perfume e volta”. Mas, eu questionei, por quê? Ele respondeu: “você lida com todo tipo de pessoa, uns podem gostar outros não, então respeite isso”. Naquele primeiro momento fiquei muito bravo, mas tempos depois entendi a mensagem. Então, já é hora de entendermos que vivemos num amontoado de pessoas e se queremos viver deste jeito temos que aprender a lidar com pessoas de diversos gostos, caso contrário, vamos morrer de estresse. Mas, tudo bem, não está a fim de mudar seu comportamento? Mude para o campo, lá há tranquilidade e pouco vizinhos.

Nesta sociedade pósmoderna as pessoas ficaram individualistas e tudo isso gera uma série de consequências. Uma delas é a falta de convívio, se não há relacionamento não há boa experiência em comunidade. Mas o que é comunidade? É algo comum para todos, empiricamente é onde nos sentimos bem, protegidos, resguardados das coisas ruins. Por isso, há um conceito que uma igreja é uma comunidade, pois lá os membros convivem num grupo, se alguém erra há uma segunda chance, um direito de resposta, de apoio.

Deveria ser assim na comunidade em que vivemos, porém o individualismo não permite mais isto. Outra grande consequência disto tudo é a insegurança, a sociedade não tem mais em quem se apoiar, não consegue confiar em mais ninguém. Vivemos em uma selva de pedras cercada pelo medo, pela desc o n -

fiança e com poucos amigos. Este tema é muito profundo, não será neste espaço que conseguirei esclarecer todas as ideias. Mas reflita sobre, pense e, quem sabe, comece a mudar suas atitudes, antes que as consequências o devore.

José Avelar de Melo Curitiba-PR

TEMPO DE SAÚDE.

SAÚDE NÃO TEM PREÇO OFERECE REMÉDIOS DE GRAÇA E UMA VIDA MELHOR PARA OS BRASILEIROS. O programa Saúde Não Tem Preço do Governo Federal oferece remédios de graça para milhões de brasileiros com hipertensão, diabetes e asma. Ao mesmo tempo em que garante o acesso ao tratamento das doenças, também representa uma economia para esses brasileiros, que podem usar o dinheiro em outras necessidades.

• Mais de 26 mil farmácias credenciadas em todo o Brasil. • Mais de 13 milhões de beneficiados. • Descontos de até 90% em outros itens e medicamentos pelo programa Farmácia Popular. PROCURE UMA FARMÁCIA DA REDE AQUI TEM FARMÁCIA POPULAR E APRESENTE CPF, DOCUMENTO COM FOTO E RECEITA MÉDICA VÁLIDA. MELHORAR SUA VIDA, NOSSO COMPROMISSO.

Imagem: Divulgação

V

A realidade de uma sociedade pós-moderna que enfrenta o individualismo e a inesperiência de conviver nos grandes centros


08

VEÍCULOS

Joinville - 04/04 à 15/04/2013

jornalismo@jnbonline.com.br

JAC J3 JET FLEX

Procurando por carro?

Foto: Divulgação

Uma avaliação apurada do modelo

Que modelo de carro você procura?

3436-0593 9964-3392 chegada dos hatches moderninhos Chevrolet Onix e Hyundai HB20 no fim de 2012 atrapalhou a já difícil vida do JAC J3 no País. A estratégia da marca chinesa para reaquecer as vendas foi apelar para o lado emocional, principal fator de decisão de compra dos brasileiros. O carro foi enfeitado por fora e por dentro e ganhou motor mais forte em uma versão batizada de Jet Flex, que chega às lojas tabelada a R$ 37.490. Seu quatro-cilindros flexível de 1,5 litro que gera até 127 cv e 15,7 mkgf (o mesmo do sedã J5) é o grande trunfo do carro. Com ele o J3 mostra ótimo desempenho em qualquer faixa de rotação e se torna até divertido quando a pista está livre, algo bastante raro hoje em dia. O baixo peso, de 1.070 quilos, também ajuda. O câmbio manual de cinco marchas tem relações boas, mas peca nos engates – nada muito grave, é verdade. Outro destaque do J3 Jet Flex é a ausência do tanquinho de gasolina para as partidas a frio. Segundo informações da fabricante, o motor liga perfeitamente em qualquer temperatura. O hatch seria melhor de dirigir se a direção hidráulica não fosse boba. Imprecisa, tira um pouco da intenção esportiva do compacto, o que é uma pena, pois a suspensão independente simples na dianteira e com dois pontos independentes na traseira trabalha muito bem – há uma leve tendência a sair de frente, mas ela é fácil de controlar. A rolagem da carroceria não é excessiva, mas o conjunto poderia ser um pouco mais firme para diminuir o retorno em buracos. Depois que passa por obstáculos

Foto: Divulgação

Rua Santa Catarina, 588 Bairro Floresta - Joinville -SC

A

como lombadas, por exemplo, o J3 Jet Flex fica mais tempo no sobe e desce do que o ideal. Os freios, com sistema ABS e EBD, são bons, mas o pedal tem curso livre grande. Isso não combina com a proposta esportiva desse JAC. Por fora, para se diferenciar dos outros J3, o Jet Flex traz máscara negra nos faróis, rodas de alumínio de 15 polegadas com desenho exclusivo e faixas laterais, pretas ou brancas, dependendo da cor da carroceria. Atrás, as únicas diferenças são as inscrições “J3 S” e “Jet Flex” coladas na tampa do porta-malas. No interior, o acabamento continua do mesmo nível mediano das outras versões. Assim como nos “irmãos”, a lista de itens de série é ampla, com direito a air bag duplo, sensor de auxilio em manobras e som de ótima qualidade com tocador de MP3. Há ainda boas surpresas, como o novo revestimento mais

aderente dos assentos (com costuras vermelhas) e pedaleiras de alumínio. Também há soleiras com o nome da versão e o painel tem nova iluminação vermelha, ante a azul do J3 “comum”. Tudo para tentar atiçar o instinto esportivo que há em muitos consumidores. Mesmo que o carro tenha motor de 1.499 cm³. [Fonte: http://blogs.estadao. com.br]

Seu quatro-cilindros flexível de 1,5 litro que gera até 127 cv e 15,7 mkgf (o mesmo do sedã J5) é o grande trunfo do carro.


Anuncie no jornal que circula em todos os bairros de Joinville.

jnb@jnbonline.com.br

(47) 9911-1016

www.jnbonline.com.br


Aurélio Ramos

PARA MANÍACOS POR ESPORTE

sportmania@jnbonline.com.br

11

Joinville - 04/04 à 15/04/2013

Futebol

O que fizeram com o time da cidade?

O

lá, amigos do JNB! Na última edição prevíamos que seria quase impossível ao Jec uma classificação para as semifinais do estadual 2013. Uma combinação de vaidades extremas e má gestão são as principais razões de estarmos fora do filé mignon do campeonato. É só buscar lá atrás, nas edições anteriores do JNB, vocês vão achar o título da coluna após a derrota para o Camboriú, ela dizia “Uma derrota que pode custar o ano para o Jec”. E se não forem tomadas sérias decisões no clube poderemos ter um ano negro. Para proteger um

jogador que não é unanimidade faz tempo no clube, o presidente botou no “cadafalso” um bi-campeão pelo clube. Ele fez um jogo de cena e trouxe o Artuzinho com a intenção de tirar o foco de cima do tal jogador “imexível” do clube. Não deu certo, a campanha do returno está sendo pior do que o turno. O ambiente pode ter melhorado para aqueles que são remanescentes da campanha da série C, mas em campo o futebol piorou. E já começam a pipocar informações de que existe certo desconforto dos novos contratados. A Copa do Brasil co-

meçou com o Jec enfrentando o desconhecido Aracruz, pois o Jec quase tomou uma virada do campeão “Capixaba”, uma equipe com a estrutura da A. A. Tupy. Quando o comando de um clube não toma as atitudes corretas no momento exato, não consegue mais arrumar a casa. Temo pelo futuro do Jec, se não acontecer algo realmente importante na forma como são tratadas as coisas no clube, o Jec pode amargar um ano complicado. E do jeito que está manter-se na série B já pode ser uma grande conquista em 2013.

Futsal

Krona tropeça na final da 40ª Taça Brasil

A

Krona Futsal fazia uma brilhante campanha na 40ª Taça Brasil de Futsal realizada em Erechim/RS na primeira semana de abril. Porém, na grande final contra os donos da casa, o Atlântico de Erechim, o time deixou escapar o caneco nos últimos instantes da prorrogação. A Krona Futsal, por ter feito a melhor campanha da competição, chegou com a vantagem de jogar pelo empate na prorrogação. No tempo normal o time de Fernando

Ferreti saiu na frente do placar com o pivô Elisandro, mas não conseguiu segurar o placar até o fim do jogo. Numa bobeira defensiva, o jogador Alemão do “Galo” empatou o jogo. Na prorrogação, o jogo caminhava para o empate quando em mais um erro grotesco da defesa da Krona Futsal, Hector na função de goleiro linha fez o 2 x 1 que deu o título ao time gaúcho. Faltou imposição técnica para

que a equipe da Krona Futsal levasse o Bi da Taça Brasil. O goleiro Tiago, em minha opinião, falhou nos dois gols da equipe do Atlântico. Paciência, o Tiago tem muito crédito, já salvou a Krona Futsal em várias ocasiões. Agora vem a Liga Futsal, o título que está faltando na galeria da Krona Futsal, chegou a hora, a estreia é dia 15 de abril contra o sempre rival AD Jaraguá do Sul. Emoções à vista, minha gente!

Surf

Mineirinho balança o sino em Bell’s e William Cardoso atropela Kelly Slater

N

as lendárias ondas de Bell’s Beach na Austrália, a 2ª etapa do WCT (World Circuit Tour) foi marcante para os surfistas brasileiros. O joinvilense William Cardoso atropelou nada mais, nada menos do que o “interminável” multi campeão Kelly Slater. Numa bateria espetacular, o catarinense impôs uma derrota inapelável ao atleta da Flórida. Para completar a excelente campanha dos “brazucas”, Adriano de Souza de forma espetacular e segura, tornou-se o 1º surfista homem do Brasil a balançar o sino em Bell’s Beach no Rip Curl Pro Bell’s 2013. A primeira vez que alguma atleta balançou o sino em Bell’s foi com a surfista Silvana Lima, dessa vez foi um homem que quebrou o tabu. Desde o começo do evento Mineirinho veio bem, mas na final ele foi cirúrgico, disputou cada onda com o local de Santa Cruz na Califórnia (EUA), Nat Young, que foi um

adversário duríssimo na final. O brasileiro somou um 8,83 e um 7,43 dando-se ao luxo de descartar notas 7,00 e 7,23 contra as duas melhores de Nat Young com um 8,33 e 7,50 que somadas não conseguiram impedir a vitória de Mineirinho. Mais uma vez Felipe Toledo fez uma boa campanha ficando em 9º lugar no evento. Agora o WCT vem para o Brasil no mês de maio na Barra da Tijuca no Rio de Janeiro.

Adriano de Souza de forma espetacular e segura, tornou-se o 1º surfista homem do Brasil a balançar o sino em Bell’s Beach

Resultado do Rip Curl Pro 2013 1 Adriano de Souza (Bra) 2 Nat Young (EUA) 3 Jordy Smith (Afr) 3 Taj Burrow (Aus) 5 Filipe Toledo (Bra) 5 Willian Cardoso (Bra) 5 Mick Fanning (Aus) 5 Kai Otton (Aus) 9 Raoni Monteiro (Bra) 13 Gabriel Medina (Bra) 13 Alejo Muniz (Bra) Ranking do WCT 2013 depois de duas etapas 1 Kelly Slater (EUA) - 11.750 pontos 2 Mick Fanning (Aus) - 11.700 2 Taj Burrow (Aus) - 11.700 4 Adriano de Souza (Bra) - 10.500 5 Joel Parkinson (Aus) - 9.750 5 Nat Young (EUA) - 9.750 7 Jordy Smith (Afr) - 8.250 8 Michel Bourez (Tah) - 7.000 9 Julian Wilson (Aus) - 6.950 9 Bede Durbidge (Aus) - 6.950 9 Kai Otton (Aus) - 6.950 9 Filipe Toledo (Bra) - 6.950 13 Josh Kerr (Aus) - 5.750 13 Jeremy Flores (Fra) - 5.750 13 C. J. Hobgood (EUA) - 5.750 16 Matt Wilkinson (Aus) - 5.700 16 Willian Cardoso (Bra) - 5.700 18 Adrian Buchan (Aus) - 4.500 18 Travis Logie (Afr) - 4.500 18 Brett Simpson (EUA) - 4.500 18 Raoni Monteiro (Bra) - 4.500 18 Adam Melling (Aus) - 4.500 23 Gabriel Medina (Bra) - 3.500 23 Alejo Muniz (Bra) - 3.500

Serviços

• • • • • • •

Ligue agora!

Primeira habilitação Segunda via da CNH Adição de categoria Carteira definitiva Mudança de categoria Reciclagem Renovação da CNH

47) 3027-2786 47) 3029-2786 cfcaventureiro@hotmail.com www.cfcaventureiro.com.br

Rua Tuiuti, 1.694 Avetureiro - Joinville-SC

TEAM CELL ASSISTÊNCIA TÉCNICA

Manutenção e venda Celulares

Games

Computadores Acessórios em Geral (47) 9634 6884 - (47) 8440 4140

Rua: Bem-te-vi - Costa e Silva - Joinville/SC


14

MEIO AMBIENTE Patrícia de Melo

meioambiente@jnbonline.com.br

Do perigo ao desaparecimento

Q

3435-6632

Rua: Tuiuti, 1590, Aventureiro (em frente à Madeireira Sinop)

Gesso Gouveia Todo acabamento em gesso para sua obra! Orçamento grátis:

(47) 3467-6806

15 anos prestando serviço de qualidade! Bairro Aventureiro - Joinville - SC

Rodrigo Gouveia

Sabe quanto custa

anunciar aqui? Promoção:

Agora eu posso! Tamanho 10x12cm

Ligue: (47) 9911-1016 / (47) 3467-5158

www.jnbonline.com.br

Responsáveis por causar medo, agora são as abelhas que correm risco

ue agrotóxicos fazem mal para os seres humanos não é novidade. O que talvez ainda não se preste atenção é no prejuízo que acarreta para a vida animal. Pequenas e poderosas, as abelhas têm papel fundamental no ecossistema. Lembradas sempre pelo dolorido ferrão, elas têm a missão de polinizar a maioria das flores do mundo. A questão é: o que esses insetos e os agrotóxicos têm em comum? A resposta é bem simples: apesar de ainda se estudar os reais efeitos, a principal teoria é de que esses defensores estariam desaparecendo com as colmeias. É isso mesmo, desaparecendo. Isso porque não se acha vestígios das abelhas. Elas não são encontradas mortas ou tomadas por outros insetos. Simplesmente não se encontram mais. A hipótese é de que esses venenos desorientem a abelha responsável por levar a mensagem de onde há áreas para coleta de néctar. Se ela perde a direção não consegue chegar até a colônia, e essa, por consequência, fica enfraquecida. Esse fenômeno, conhecido como Desordem do Colapso das Colônias, não é novo. Em 2006 atingiu a Califórnia, nos Estados Unidos, quando cerca de metade das colmeias sumiram. Depois disso houve registros em diversos países da Europa. Agora, se pararmos para pensar no Brasil, não é difícil prever que, se de fato, os agrotóxicos estão relacionados a esse fenômeno, ele não demoraria para acontecer por aqui. Nosso país é um dos campeões em utilização de agrotóxico. Soja, milho, frutas, tudo aquilo que compramos na verdureira está, geralmente, embebido em agrotóxico. Mas, antes de chegar até a prateleira, ainda na plantação, seriam as abelhas as vítimas. Os estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Piauí, Minas Gerais e São Paulo já têm registros desse fenômeno, que afeta, inclusive, os apicultores. Para tentar reverter a situação, países como França, Itália e Eslovênia suspenderam o uso desses venenos. Apesar de aparentemente não representarem muito, as abelhas têm papel fundamental. Basta pensarmos que cada uma delas visita cerca de dez flores por minuto. Elas fazem uns quarenta voos diariamente, o que no final do dia soma 40 mil flores. Agora esse resultado pode ser multiplicado por 70 mil abelhas, que é a média de uma colmeia. Sim, o cálculo assusta. Em uma frase célebre, o cientis-

Foto: Divulgação

- Corte Masculino - Corte Feminino - Hidratação - Blindagem Capilar - Escova Progressiva - Manicure - Pedicure

(47) 9921-4056

Joinville - 04/04 à 15/04/2013

ta Albert Einstein disse que o dia em que as abelhas desaparecessem a humanidade teria apenas quatro anos de vida. Não vamos criar alarde, mas a situação é crítica. A diminuição desse importante inseto na América do Norte, Europa e agora no Brasil sinaliza que algo está errado. Um estudo da Escola de Saúde Pública de Harvard, envolvendo 20 colmeias mostrou que, em 23 semanas, restavam apenas cinco. Na pesquisa foram injetadas doses menores de inseticidas do que as encontradas comumente. Fatores como desmatamento também são apontados por estudiosos como cruciais para essa desordem. De todo modo é certo que não apenas os agrotóxicos são responsáveis por esse desaparecimento, mas ele tem sim uma parcela de culpa. O fato é que bem ele não faz, nem para nós, nem para os animais. Que os digam as abelhas, 60 milhões de anos de existência para, de repente, sumirem. Assim, envoltas em muito mistério. Se governos e pessoas não tomarem uma atitude é possível que tenhamos que fotografar esses insetos para mostrar para as próximas gerações. Se bem que, se a teoria de Einstein for seguida a risca, não haverá próximas gerações. Conheça as abelhas • Vivem em colmeias de até 80 mil insetos, sendo comandadas por uma única rainha.

• A vida desses insetos tem duração de 28 a 48 dias. • A rainha vive cerca de cinco anos e tem o dobro do tamanho das demais. • Cada colmeia conta com uma média de 400 zangões. • Cada abelha produz cinco gramas de mel por ano. • Apenas as fêmeas trabalham. Os machos são responsáveis por fecundar a rainha. • Com um ferrão na parte traseira, as abelhas operárias atacam quando se sentem ameaçadas. • O ferrão tem farpas que dificultam a retirada da pele e podem causar a morte da abelha, pois em alguns casos ela perde parte do intestino. • Em pessoas alérgicas, ou expostas a diversas picadas, o veneno injetado com o ferrão pode ser letal.

Nosso país é um dos campeões em utilização de agrotóxico. Mas, antes de chegar até a prateleira, ainda na plantação, seriam as abelhas as vítimas.


BOCA NO TROMBONE

Envie sua sugestão de matéria para jornalismo@jnbonline.com.br Joinville - 04/04 à 15/04/2013

15

www.jnbonline.com.br Camilla Gonçalves

Foto: Jacson Carvalho

Trecho perigoso Eu Reclamo Nome: Marcelo dos Santos Profissão: Mecânico de manutenção Bairro: Vila Nova rabalhador em uma das indústrias do Distrito Industrial, em Joinville, o mecânico de manutenção, Marcelo dos Santos, corre riscos quando precisa retornar do trabalho para casa, especialmente durante a noite na Rua dos Suíços. Segundo ele, o trecho que liga os bairros Costa e Silva e Vila Nova, na altura do viaduto que corta a BR101, está abandonado pelo poder público há muito tempo. “Moro desde que nasci no Vila Nova, há 33 anos, e desde que comecei a trabalhar no eixo industrial, em 1998, nunca vi uma iluminação pública nessa rua”, garante. Homens e mulheres, jovens, adultos e crianças, especialmente moradores do bairro Vila Nova utilizam esse trecho da Rua dos Suíços para irem e voltarem do trabalho ou da escola. “Não é um risco só pra mim, é para todos, além disso o mato tá tomando conta da rua”, diz o morador. Santos já contabiliza quatro tentativas de assalto que presenciou. Dessas, duas foram vividas por ele mesmo. “Teve outra vez que consegui ver alguém no mato, acelerei as pedaladas, mas tinha outra pessoa me esperando numa tocaia embaixo do viaduto, onde todo mundo tem que passar, obrigatoriamente”, lembra. Para ele, a situação está

Foto: Jacson Carvalho

T

Mais qualidade Melhor preço inadmissível, é preciso que a segurança pública seja intensificada naquele local. “Se você passar nessa rua perto da meia-noite, não se enxerga um palmo na frente”. Apesar da Rua dos Suíços não ser pavimentada, Santos garante que a população prioriza e necessita nesse momento é de segurança, iluminação. “Preciso passar por aqui todo dia, praticamente, e eu nunca vi uma única viatura fazendo ronda por aqui”, afirma. Segundo ele, os dias de mais risco para os trabalhadores,

é no início do mês, época em que as empresas pagam aos funcionários. “Quase metade dos moradores do Vila Nova trabalha no eixo industrial e precisa passar pelo viaduto da Rua dos Suiços.” “Já pedimos ajuda para o vereador aqui da nossa região, mas ele nunca fez nada. E outra vez o exsecretário regional disse que tínhamos que esperar as obras do Projeto da Almirante Jaceguay, quer dizer, um projeto que nem sequer tem data pra começar”, conclui.

Local será avaliado pela Prefeitura Eu Respondo Nome: Adilson Girardi Função: Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Joinville A equipe de jornalismo do JORNAL NOSSO BAIRRO procurou o departamento de comunicação da Prefeitura de Joinville para expor o problema do leitor Marcelo Santos. Segundo informações da assessoria de imprensa, até o dia 12 de abril uma equipe do setor de iluminação pública da Secretaria

DAVI PEDRAS

de Infraestutura Urbana (Seinfra) irá até o local, Rua dos Suíços, bairro Vila Nova, para fazer uma avaliação e decidir os pontos para a instalação da iluminação pública. “Provavelmente na segunda-feira (15) teremos uma resposta mais exata de o que será feito quanto à iluminação”, afirma Adilson Girardi, jornalista da Prefeitura. Quanto ao problema do mato que cresce e invade a via, essa é uma das atribuições dada às extintas secretarias regionais, agora chamadas de sub-prefeituras. No caso da região do Vila Nova e Costa e Silva, as sub-prefeituras

ainda não foram definidas. “Dentro de 45 dias, segundo o prefeito, essa situação estará resolvida, e a sub-prefeitura tomará conta dessas funções de manutenção”, diz ainda o departamento de comunicação da prefeitura. A pavimentação da Rua dos Suíços está contemplada no Projeto da Almirante Jaceguay, pois o município não tem recurso para essa obra, segundo a Secom. Porém, o projeto ainda não saiu do papel, e a ordem de serviço ainda não foi assinada, pois depende do financiamento do BNDES que também não foi assinado.

(47) 3437-6149 davipedrasdecorativas@gmail.com

Rua: Binário do Iririú (em frente ao terminal)

LANDMANN

SERVIÇOS

• • • •

Limpeza de terrenos Roçadas Capinagem Corte de grama

(47)9953-2204 LANDMANN (47)9953-2204

PEQUENOS FRETES


16

FAREJANDO

Ariane Pereira

Joinville - 04/04 à 15/04/2013

C

A O CLÉCIO UTO LAVAÇÃ

A V L I S E A T & A S B O A C R I E B A R PI • • • • • • •

LAVAÇÃO COMPLETA LAVAÇÃO DE MOTORES CERA ESPELHAMENTO 3M CRISTALIZAÇÃO DE PARA-BRISAS HIGIENIZAÇÃO DE AR CONDICIONADO Polimento

Costa e Silva

Pirabeiraba

Fone: (47) 9644-8990 / (47) 8807-8820

Fone: (47) 3435-1923

Rua: Alícia Bittencourt Ferreira, 514

Rua: Joinville, 13855

farejando@jnbonline.com.br

Adotando um cachorro

om a coluna completando o seu primeiro ano de idade, a essas alturas eu espero já ter convencido alguns dos leitores de que cães vira-latas (minha grande paixão) são tudo de bom. Ao contrário dos cães de raça, que já têm algumas características (doenças, personalidade etc.) conhecidas, um cachorro vira-lata pode ser uma caixinha de surpresas. Ou não. Se você decidiu que um cãozinho abandonado vai passar a fazer parte da sua família, há algumas coisas que você pode fazer para escolher o bichinho que melhor irá se adaptar à sua rotina. - Filhotes são fofinhos, mas... os filhotes têm armas que facilmente derretem o coração dos mais durões. Eles são pequeninos, têm pelos macios e são desajeitadamente engraçados. No entanto, se você pega um filhote de vira-lata, dificilmente poderá prever com precisão o tamanho que ele vai ficar, a não ser que as protetoras que resgataram este filhote conheçam os pais dele. Por isso, se você mora em um apartamento, com espaço limitado, esta pode não ser uma boa opção. Além disso, filhotes exigem mais atenção no começo, pois tudo será muito novo pra ele. Ele pode chorar de noite por falta da mãe e dos irmãozinhos, e quando os dentes estiverem crescendo, vai destruir vários chinelos e sofás. Se você não se importa com nada disso, vá fundo! - Os adultos experientes... muita gente tem várias restrições para adotar cães já adultos, pois às vezes eles podem ter manias difíceis de tirar. No entanto, o tamanho e a personalidade dele já estão formados, por isso, uma boa conversa com o protetor que o resgatou pode esclarecer se ele é calmo ou agitado, se sabe passear na coleira, se costuma fazer xixi no lugar certo, se gosta de crianças e de outros cães. Com a personalidade que você deseja em mente, uma boa conversa pode esclarecer se aquele cão vai ser ou não o novo membro da sua família. Os cães adultos têm uma outra vantagem: dependendo do protetor, já têm todas as vacinas e já estão esterilizados, o que é uma facilidade. - Coisas que você precisa perguntar pra si mesmo, antes de tudo: alguns abrigos e protetores costumam fazer uma entrevista com o candidato a adoção, pois depois de ter resgatado o animal numa situação ruim, o que eles

menos querem é que o bicho entre em apuros novamente. Por isso, antes de tudo, pense: você está preparado para ter um cachorro? Vai ter dinheiro para as despesas veterinárias que surgirem? Vai ter tempo para passear e dar carinho? Todas as pessoas que moram na

sua casa também desejam ter um cachorro? Se você se mudar de casa ou de cidade, você irá fazer de tudo para ficar com o cachorro, como qualquer outro membro da sua família? Se sua resposta é sim para todas essas perguntas, bem-vindo!

Adote:

Branco – porte médio, muito dócil e carinhoso, já está tomando as vacinas V8. Já está esterilizado. Para conhecê-lo, envie um email para viralata@jlle1.com

Donna – porte médio, já está castrada, é muito dengosa e calma. Para conhecê-la, envie um e-mail para viralata@jlle1.com

Atena – porte grande (mais de 30 kg), é muito carinhosa. Tem um problema de visão, mas não é cega. Precisa de um lar amoroso e especial, pois já está desde o ano passado no Abrigo Animal aguardando uma família. Para conhecê-la, envie um e-mail para viralata@jlle1.com


EMPREGO

Rosangela Chiodini emprego@jnbonline.com.br

17

Joinville - 04/04 à 15/04/2013

Perfeccionismo profissional

300 AUXILIARES/OPERADORES DE PRODUÇÃO URGENTE EMPRESAS DE GRANDE E MÉDIO PORTE RECRUTAM PROFISSIONAIS COM DEFICIÊNCIA.

O bom é inimigo do ótimo?

Foto: Divulgação

V

ocê já deve ter escutado alguém dizer: “o ótimo é inimigo do bom”. Eu mesma utilizei esta expressão várias vezes para lembrar que o perfeccionismo pode levar alguém a procrastinar aquilo que precisa ser feito, só porque ainda não conseguiu atingir o nível de performance que estabeleceu para si. Ou pior ainda, conduzi-lo a um estado de paralisia por focar os esforços em coisas com importância menor. Mas, como a vida é cheia de dilemas, num rápido jogo de palavras, também é coerente afirmar: “o bom é inimigo do ótimo”. O consultor americano Jim Collins, em sua obra Empresas Feitas para Vencer, lembra: “Não temos ótimas escolas, principalmente porque temos boas escolas. Poucas pessoas levam vidas ótimas, em grande parte porque é fácil construir uma vida boa... E a grande maioria das empresas jamais se torna excelente só porque já é bastante boa – e é este seu principal problema”. Quando alguém se satisfaz com a situação razoável que vive – seja no trabalho ou em qualquer outro campo da sua existência –, um quadro de conformismo se instala ao redor convidando-o à mediocridade, e retira qualquer chance de que esta pessoa alcance a excelência. Chamo isto de “espírito maomeno”. Nem ótimo, nem péssimo, simplesmente, mais ou menos. Como é caso daqueles alunos que podem tirar nota dez graças ao seu potencial, mas pensam: “Sete já dá para passar. Então, pra quê maior esforço?”. E, deixe-me dizer, que pais são esses que dizem: “sete é ótimo!”? Sete não é ótimo, sete é bom, apenas. E onde fica o incentivo? Onde fica a motivação para que as crianças alcancem mais, superem suas limitações? Crianças sem motivação serão adultos conformados. Aliás, a ambição é fator-chave para quem alcança o ápice em qualquer campo de atuação. Você não comete heresia alguma quando afirma ter objetivos audaciosos e luta por eles. Pelo contrário. Só não confunda ambição com ganância, pois, enquanto esta o faz superar seus limites com determinação, aquela o leva a querer tudo para si. Também cabe destacar que cada vez mais pessoas com potencial de sobra acabam ficando pelo caminho por se tornarem arrogantes e egocêntricas. Ou seja,

CONTRATAÇÕES IMEDIATAS:

ATENÇÃO INDÚSTRIAS DE GRANDE PORTE RECRUTAM: ESTAGIÁRIOS DE NÍVEL TÉCNICO E SUPERIOR PARA DIVERSAS ÁREAS. URGENTE Orcali RH, em parceria com indústria de grande porte de fundição, recruta: ESMERILHADORES; MOTORISTAS DE EMPILHADEIRA; OPERADORES DE CNC. URGENTE

Orcali RH, em parceria com DOCOL METAIS SANITÁRIOS, contrata com urgência: OPERADORES DE PRODUÇÃO PARA DIVERSOS SETORES.

Orcali RH, em parceria com Opentech, contrata: Operador de Monitoramento de Veículos. Vagas para todos os turnos. Não é necessário possuir experiência. Orcali RH, em parceria com Ciser, contrata:

AUXILIARES DE PRODUÇÃO Não é necessário experiência.

Orcali RH, em parceria com empresa FRANKE SISTEMAS DE COZINHAS, contrata com urgência: AUXILIAR DE PRODUÇÃO Não é necessário experiência. Empresa não exige escolaridade.

Orcali RH, em parceria com empresa OTM, contrata: ALMOXARIFE I Vagas para todos os turnos. Não é necessário experiência. Vagas para a empresa Orcali – Joinville:

gente que vê suas pequenas vitórias iniciais como épicas e cuja vaidade lhes impede de continuarem a aprender. A síndrome do “esse cara sou eu”. E não pense que estou me referindo apenas àqueles que ocupam cargos de gestão. Como muitos bons trabalhadores passaram a receber assédio de outras empresas, é comum que conservem baixos temores em relação ao futuro, sejam tentados a reproduzir mais do mesmo e ainda se mantenham pouco receptivos a cobranças. É por isto que ninguém mais se surpreende com a diarista doméstica que diz: “Dona, se não estiver gostando, pode me mandar embora”. Quando este tipo de pensamento se torna coletivo adquire um nome, pacto de mediocridade, e não pense que tal fenômeno se instala em grupos que deliberadamente escolhem cumprir as responsabilidades de modo superficial. Nós o plantamos nas organizações ao concordarmos que as pessoas façam seu trabalho pela metade e fingirmos que nada está acontecendo ou que é aceitável tirar um sete. Em mercados nos quais não há concorrentes de peso também é possível que uma companhia com atributos de excelência possa se acomodar, tornando-se medíocre com o passar do tempo. É o caso

de quem deixa de lançar novos produtos no mercado por saber que os outros igualmente não inovarão nos próximos meses, daí aparece um competidor de classe mundial e fim da história. Logo, é muito melhor atuar em mercados com players de valor, afinal eles fazem a sua empresa evoluir forçosamente. Concordo que temos de celebrar cada conquista obtida, mas não é saudável deixar que a acomodação e o sentimento de dever cumprido se instalem no início ou meio de uma longa caminhada. As pessoas e empresas ótimas só alcançam o patamar de excelência porque conseguem se manter insatisfeitas e crentes de que ainda podem fazer muito melhor, mesmo quando atingem o cume desejado. Se não fosse assim, ainda estaríamos andando de charrete, comunicando via telex e utilizando o mimeógrafo.

Os interessados devem comparecer na Unidade da Back RH em Joinville ou encaminhar currículo para jessica.cunha@orcali.com.br SERVENTE DE LIMPEZA – Para atuar em todos os bairros de Joinville. Necessário possuir disponibilidade de horários. VIGILANTE– Necessário ensino fundamental completo curso de vigilante e reciclagem em dia. Desejável conhecimento na função, para atuar em agência bancária. VAGAS COMERCIAIS: SUPERVISOR COMERCIAL - Necessária experiência em gestão de equipes de vendas e vivência com varejo. COORDENADOR COMERCIAL: Necessária experiência em gestão de equipes de vendas, conhecimento de peças de reposição e estoque. VAGAS OPERACIONAIS/PRODUÇÃO: AJUDANTE DE DEPÓSITO/CARGA E DESCARGA – Não é necessário experiência. AJUDANTE DE OPERAÇÕES/GERAL – Não é necessário experiência. Serviços gerais. AUXILIAR DE COZINHA – Desejável experiência na área e residir em Pirabeiraba ou regiões próximas. AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS – Não é necessária experiência na função. ESTAGIÁRIO – Cursando Administração, Marketing, Química ou Engenharia Mecânica. ESTOFADOR – Ensino fundamental completo. Experiência na função. ESTOQUISTA – Ensino médio completo. Não é necessária experiência na função. EXPEDIÇÃO – Não é necessária experiência na função. Ensino médio completo. OPERADOR DE PRODUÇÃO (PARA FUNDIÇÃO E GALVÂNICA) – Necessário ensino fundamental completo. Desejável experiência na função. VAGAS TÉCNICAS/ESPECIALISTAS: ANALISTA ADMINISTRATIVO JR – Necessário curso superior completo e vivência na função. MECÂNICO DE MANUTENÇÃO – Necessário curso técnico completo e experiência na função. SUPERVISOR DE TELEVENDAS – Necessário superior e experiência na função. Para atuar em indústria de grande porte localizada em São Bento do Sul. TÉCNICO AMBIENTAL – Necessário curso técnico na área. Desejável vivência na função. TÉCNICO DE MANUTENÇÃO – Necessário curso técnico completo em Eletrotécnica, Mecatrônica ou afins. Necessário possuir CNH B.

Gente que vê suas pequenas vitórias iniciais como épicas e cuja vaidade lhes impede de continuarem a aprender. A síndrome do “esse cara sou eu”.

Orcali RH– Unidade Joinville Rua Dona Francisca 952 – Bairro Saguaçú – Joinville. Atendimento de segunda a sexta-feira das 08h às 18h sem fechar para o almoço. Confira a listagem de vagas completas e se cadastre também em nosso site www.orcali.com.br/rh


18 tarcisio.andre@jnbonline.com.br

Joinville - 04/04 à 13/04/2013

Roberto Carlos em Joinville

Após oito anos, o rei esteve novamente marcando sua presença vip na cidade dos príncipes, trazendo um mega show que emocionou a todos os seus fãs

O R$ 99,90

www.getuliochapaquente.com.br

BUFFET

De Segunda à Sábado Com carnes chapeadas e sobremesa

3029-0343

lá, caro leitor da coluna ClickVips do JNB! Fomos confe-

rir para você tudo o que ocorreu na breve passagem do rei aqui em Joinville. Tivemos a presença de um público de aproximadamente cinco mil pessoas que lotou o Centreventos Cau Hansen no dia 03 de abril de 2013, para ver o seu ídolo Roberto Carlos e ouvir suas canções já eternizadas durante os longos anos de sua carreira. E, de acordo com sua agenda, este foi o show que marcou o início da turnê de Roberto Carlos pelo sul do país. Já era próximo das 22h quando o cantor subiu ao palco e iniciou seu gradioso repertório com a música “Emoções”, logo em seguida outros grandes sucessos que abrilhantaram sua trajetória artística como as canções “Eu te amo”, “Além do ho-

rizonte”, “Detalhes”, assim como também a música “Esse cara sou eu”, muito popular atualmente em todo Brasil. Na região sul, além de Joinville, o rei Roberto Carlos realiza suas apresentações em Santa Catarina nas cidades de Blumenau e Florianópolis. Seguindo, posteriormente, para o Rio Grande do Sul com shows em Santa Cruz do Sul, Pelotas, Caxias do Sul e Porto Alegre. Esta é, sem dúvida, uma passagem inesquecível e histórica de um cantor e suas letras românticas que sempre encantam todos os públicos, e que com toda certeza, seu show ficará guardado por muito tempo na memória de todos os seus fãs.

Festa em comemoração de 1 ano do Jornal Nosso Bairro

No dia 05 de abril de 2013 ocorreu no Graer, em Joinville, a festa de confraternização de 1 ano do Jornal Nosso Bairro (JNB). Estiveram presentes colunistas, jornalistas, familiares, vendedores e amigos. Houve também um debate entre os presentes no evento, onde foram discutidas as principais conquistas deste primeiro ano que passou, e os próximos desafios e metas do jornal para o futuro. Temos certeza que com muita dedicação, entusiasmo e trabalho colaborativo de todos, este será mais um ano de grandes realizações e muito sucesso para toda esta fantástica equipe do JNB.

ClickVips – Junto com você cobrindo os melhores eventos da região A beleza radiante de Eliane Roecker (segunda, da esq p/ dir) e amigos no show de Bruno & Marrone realizado na 11ª Festa do Maracujá.

A belíssima Jú Moreira da Costa (primeira, da dir p/ esq) e amigas marcando presença na 11ª Festa do Maracujá.

Reservas e tele-entrega

Confira mais fotos na fan page ClickVips. Acesse: facebook.com/clickvips


TURISMO

19

Elaine Cristina Borges Scalabrini Joinville - 04/04 à 15/04/2013

turismo@jnbonline.com.br

Festilha á tem programa para o próximo final de semana? Mais uma vez teremos um ótimo evento na região norte de Santa Catarina. De 12 a 15 de abril ocorrerá a 25ª edição da Festilha no município de São Francisco do Sul, uma cidade histórica e com lindas praias, bem próximo a Joinville. Este evento já faz parte do calendário da cidade e atrai um público que gosta da cultura e gastronomia local e tem como foco festejar as tradições da ilha. Além de várias atrações culturais que acontecem em diferentes locais da cidade como Praça da Bandeira (Pavilhão Ilha da Paz), Estacionamento do Mercado Municipal (Pavilhão Ilha das Flores), Aterro da Babitonga (Pavilhão Ilha Grande) e Terminal Marítimo de Passageiros (Espaço Cultural), há a arena de shows, localizada no estacionamento turístico, que tem como programação para este ano shows com Benito de Paula no sábado (13/04) às 21h, com Sambô que acontecerá

no domingo (14/04) às 21h e João Neto e Frederico na segunda feira (15/04) às 22h. É importante lembrar que estes shows são pagos e os ingressos também estão à venda em Joinville. A gastronomia da festa também é destaque. Com pratos típicos açorianos que têm como base peixes e frutos do mar, atraindo todos os paladares. Não deixe de provar o pirão com linguiça, bolinho de berbigão ou os croquetes de camarão. Enfim, fica a dica de um passeio para você e sua família! Aproveite!

Não deixe de provar o pirão com linguiça, bolinho de berbigão ou os croquetes de camarão.

Foto: Divulgação

J

São Francisco do Sul


Especializada em todas as marcas FREIOS MOTOR CAIXA DE CÂMBIO INJEÇÃO ELETRÔNICA SUSPENSÃO EM GERAL

Beto Lamin

Super promoção

20

REPERCUSSÃO

Ilze Moreira

repercussao@jnbonline.com.br

Joinville - 29/03 à 13/04/2013

Estado do Rio de Janeiro aprova Lei da Moral e dos Bons Costumes Foto: Divulgação

lamin AUTO MECÂNICA

Troca de óleo + filtro A partir de:

R$ 79,90

3 x nos cartões: Visa ou Master Óleo Mobil 20w 50

Limpeza de injeção com diagnóstico O eletrônico + Kit Injeção + Filtro de Combustível A partir de:

R$ 160,00 3 x nos cartões: Visa ou Master

(47) 3473-5106 (47) 9912-5893 betolamin@hotmail.com

Rua Aracuã, 93 - Próximo à praça do Costa e Silva - Joinville SC

governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, sancionou uma lei que estabelece ou determina que todos os cidadãos de bem sigam o que está previsto nela: o resgate da cidadania e o fortalecimento das relações humanas e, mais, a valorização da família. O projeto de lei, de autoria da deputada Myrian Rios, tem como objetivo principal dar fortalecimento e fazer valer os valores morais, sociais, éticos e espirituais. Myrian Rios, ex- atriz, deu sua justificativa dizendo que nós, cidadãos, estamos cada vez mais nos desvencilhando dos valores morais, sociais, éticos e espirituais. O que isso tem de ruim para a vida dos membros das famílias? Eu posso falar, por que vivemos diante de um fracasso familiar terrível, famílias destruídas em diversos graus e nenhuma atitude está sendo tomada, pelo que temos visto. Myrian, como mulher e mãe, está preocupada com o desgaste dos valores que estão perdidos entre os costumes ditos como modernos. O que ela quer dizer em palavras simples é que, sem esses valores, tudo é permitido. Estamos perdendo o conceito do bom e ruim, do certo e errado, do que pode e não pode, se obedecer aos pais é normal ou careta,

se dormir na casa do namorado, sendo ainda adolescente, é normal... Hoje, tudo em nome do “fugir da violência”. Esta lei aprovada e sancionada no Rio de Janeiro determina que o governo do estado deva fazer convênios e parcerias “articuladas e significativas” com prefeituras e sociedade civil. A lei da moral e dos bons costumes deve dar um sinal às emissoras de televisão que exibem suas novelas que entram na casa dos brasileiros, mostrando a contra mão da moral e dos bons costumes. E o que o governador do Rio de Janeiro vai falar com a emissora que coloca no ar, em horário nobre, os relacionamentos amorosos dos edredons? E aquelas revistas masculinas que exibem corpos nus e ficam expostas nas bancas? É complicado, mas necessário começar a inibir a imagem da liberdade que “tudo se pode fazer”. Nossas crianças estão sabendo de tudo e só não fazem mais porque ainda não conseguem, mas na cabeça está tudo bem claro. O programa deverá envolver a comunidade escolar, a família, lideranças comunitárias, empresas públicas e privadas, meios de comunicação, autoridades locais e estaduais e as organizações não governamentais e comunidades religiosas.

Lendo uma lição bíblica, escrevo aqui a conclusão dos estudos bíblicos sobre a família e sobre o que vem acontecendo com ela neste século. Nunca a família foi tão desafiada pelas forças contrárias da moral e bons costumes como nos dias de hoje. Porém, a vitória da família será confirmada se todos os seus membros tiverem consciência do mal que a vida escravizada vem trazendo para todos. Faz três meses que o Rio de Janeiro aprovou a lei da moral, e nada de muito importante aconteceu até agora. Pergunte ao idoso do que ele sente mais falta, e ele responderá: “do meu neto pedindo a benção antes de sair de casa”.

Estamos perdendo o conceito do bom e ruim, do certo e errado, do que pode e não pode, se obedecer aos pais é normal ou careta, se dormir na casa do namorado, sendo ainda adolescente, é normal...


SAÚDE

21

Bárbara Vicente de Souza saude@jnbonline.com.br

Joinville - 04/04 à 15/04/2013

Saúde masculina

Atendemos os convênios:

Foto: Divulgação

Testosterona baixa

• • • • • • • • • • •

Bradesco Unimed Agemed Vitaserv Assefaz SC-Saúde Sindicatos Planos assistenciais Convênio Werner Particulares Sociais

Horário de atendimento • •

Segunda - sexta / 6h30 - 18h30 Sábado / 7h00 - 12h00

Endereços • •

Rua: Tenente Paulo Lopes, 200 - Bairro: Boa vista (47) 3434-1293

• •

Rua: Tuiuti, 1447 - Bairro: Aventureiro (47) 3467-7152

www.laboratoriowerner.com.br

Sabe quanto custa

anunciar aqui? Qual é o papel da testosterona na saúde masculina? A testosterona é o hormônio sexual mais importante do homem. Dele dependem as características sexuais masculinas como a distribuição de pêlos, desenvolvimento da massa muscular e dos ossos. O cérebro é quem controla a produção de testosterona pelos testículos. A deficiência de testosterona, também chamada de hipogonadismo, pode causar redução do apetite sexual, impotência, infertilidade e aumento das glândulas mamárias (ginecomastia). Com o tempo, pode haver redução dos pêlos corporais, diminuição da massa e da força muscular, desgaste dos ossos (osteoporose), alterações de caráter, perda da energia e redução do tamanho dos testículos. O que pode causar a diminuição da testosterona? A diminuição da testosterona pode ocorrer por lesão dos testículos (como trauma, castração, radiação ou quimioterapia), alterações hormonais (como as doenças da glândula hipófise, níveis elevados de prolactina) e outras enfermidades (Aids, doenças crônicas do fígado e rins, obesidade e diabetes mellitus tipo 2). Alguns medicamentos e outras

condições genéticas (como Síndrome de Klinefelter, hemocromatose, Síndrome de Kallmann, Síndrome de Prader-Willi e distrofia miotônica) podem resultar em diminuição de testosterona. No entanto, em muitos casos não se descobre a causa. Como se faz o diagnóstico da deficiência de testosterona? Durante exame físico pela avaliação dos pêlos corporais, tamanho do pênis e das glândulas mamárias, tamanho e consistência dos testículos e bolsa escrotal. Alguns exames de sangue serão pedidos para comprovar se o nível de testosterona está dentro dos limites da normalidade. Para confirmar diagnóstico, às vezes se faz necessário mais de uma dosagem pela manhã, além de outros exames auxiliares que se façam necessários.

O uso prolongado da testosterona em homens maiores de 50 anos pode levar a alguns riscos: • Elevação glóbulos vermelhos • Apnéia do sono (interrupção da respiração durante o sono) • Aumento da próstata e crescimento do câncer de próstata • Retenção líquida Durante o tratamento com testosterona, os homens de raça negra e os maiores de 40 anos que têm parentes próximos com câncer de próstata e todos os homens com mais de 50 anos, devem fazer controle rigoroso. Os homens que tiveram câncer de glândula mamária, ou que têm suspeita de câncer de próstata, não devem fazer terapia de reposição de testosterona.

Como se trata a deficiência de testosterona? A terapia de reposição da testosterona pode estimular o interesse sexual, melhorar a função erétil, o nível de energia e o humor, estimular o crescimento de pêlos, aumentar a densidade mineral do osso e aumentar a massa muscular. Os métodos de tratamento são com injeções de testosterona.

A terapia de reposição da testosterona pode estimular o interesse sexual, melhorar a função erétil, o nível de energia e o humor, estimular o crescimento de pêlos, aumentar a densidade mineral do osso e aumentar a massa muscular.

- Dra. Suely Keiko Kohara CRM: 5682 – Responsável Técnica - Dra. Goretti Silveira Rodrigues CRM 6175 - Dra. Rejane Baggenstoss CRM 6973 - Dra. Bárbara Vicente de Souza CRM 12403

Rua Alexandre Dohler, 129 Sala 1005 10º andar – Fone: 3028-3894

Promoção:

Agora eu posso! Tamanho 10x12cm

Ligue: (47) 9911-1016 / (47) 3467-5158

www.jnbonline.com.br


MODA

22 Joinville - 04/04 à 15/04/2013

Geizieli Neumann moda@jnbonline.com.br

Botas

Conheça alguns modelos de botas que combinam com você

V

Foto: Divulgação

amos falar de algo que sempre está na moda no inverno, mas, porém, sempre mudando de estilo. As botas elas surgiram na mesma época dos sapatos. Podemos descrevê-la como um sapato comum de cano mais alto que muda o comprimento de acordo com a tendência da moda. Normalmente as botas são feitas de couro, mas também temos outros materiais como a camurça ou até mesmo o courino (imitação do couro).

Alguns tipos de botas: Bota de montaria, que tem um leve salto e cano longo, podemos montar um look mais descontraído e muito confortável. A country, quase o mesmo estilo da de montaria, porém o salto pode variar de pequeno a um pouco maior. Ela tem o estilo mais de vaqueiro, podendo variar na altura do cano. Podemos criar um look com um vestidinho e uma bota. Fica lindo! A over-the-knees são as botas mais sensuais de cano longo e salto bem fino. Esse sapato é ideal para deixar o look mais sedutor ou mais metaleiro, depende da composição de peça que você fará. E aí, meninas, já decidiram qual dessas vocês irão adotar para o inverno? Eu já escolhi as minhas, não vou resistir a uma só!

Márcia & Daniella Toda semana uma nova promoção, confira no facebook

Stúdio da Beleza

facebook.com/MarciaDaniellaStudioDeBeleza

Vem oferta especial DIA DAS MÃES!

Rua: XV de Novembro, 1165 Centro - Joinville - 89201-602

3433-8511


PRATO FEITO

CANTINHO DOS

23

CUIDADOS

Ingrid Passos Hille pratofeito@jnbonline.com.br

P

Coloque mais cor! Foto: Divulgação

ara esta edição, escolhi destacar uma torta muito especial, do livro Petit Larousse do Chocolate. É uma receita de uma das maiores e mais tradicionais escolas de gastronomia do mundo, a Le Cordon Bleu. O grande destaque fica por conta da massa, que é de fazer inveja a qualquer delicatessen. Acompanhe o passo a passo e descubra os sabores dessa delícia verdadeiramente francesa!

• • • •

Playground para as crianças com 100m² Salas amplas e arejadas Turmas separadas por idade Idade de 0 a 10 anos

Horário: 4h00 - 22h00 Cuidamos do seu filho enquanto você trabalha!

3437-7142 9612-4101 Rua: Rio do Ferro, 572 - Santa Bárbara Aventureiro - Joinville

Ingredientes:

Petit Larousse de Chocolate Editora Larousse 2010

Para a massa adocicada: - 120 g de manteiga em temperatura ambiente - 100 g açúcar de confeiteiro - Uma pitada de sal - 1 ovo - 200 g de farinha de trigo peneirada

Foto: Divulgação

Torta com confeitos de chocolate

festas

3465-0997

- 100 g de chocolate amargo - 100 ml de creme de leite fresco - 2 pacotes de confeitos de chocolate com cerca de 60 g cada da de feijão cru. Isso irá evitar que a massa inche. Asse por cerca de 10 minutos, até que a massa esteja ligeiramente corada. Retire a forma do forno e descarte o papel-manteiga com feijão (ou arroz). Reduza a temperatura do forno para 160ºC e asse a torta por mais 10 a 15 minutos. Reserve sobre uma grade de metal. Prepare a ganache: Pique grosseiramente o chocolate e coloque-o em uma tigela. Ferva o creme de leite, então despeje-o sobre o chocolate e misture bem.

FEITO COM AMOR Encomendas: • Bolos • Tortas • Docinhos • Empadão • Salgados fritos • Salgados assados • e muito mais

Para a ganache:

Prepare a massa adocicada: Misture a manteiga em temperatura ambiente com o açúcar e o sal. Incorpore o ovo, depois a farinha de trigo peneirada. Forme uma bola de massa e achate-a levemente. Envolva-a em filme plástico e leve para gelar por 10 minutos. Preaqueça o forno a 168ºC. Unte com manteiga uma forma de torta de 20 cm de diâmetro. Enfarinhe a bancada de trabalho. Abra a massa até obter uma circunferência de 25 cm de diâmetro com 3 mm de espessura. A seguir, coloque-a na forma. Leve para gelar por 10 minutos. Coloque sobre a massa uma folha de papel manteiga ligeiramente maior que a forma. A seguir, preencha-a com uma cama-

s

ta r e b A s la Matrícu

Joinville - 04/04 à 15/04/2013

Entrega em domicílio

Deixe descansar até que a ganache possa ser facilmente espalhada. Despeje então a ganache sobre o fundo da torta e espalhe bem. Disponha os confeitos de chocolate sobre a ganache e leve para gelar por 30 minutos antes de servir.


Promoção imperdível! R$ 32,90

R$ 1,10

R$ 29,90

R$ 73,50

Tubo esgoto 100mm Amanco (barra 6m)

Caixa de luz 4x2 Amanco

Tubo soldável 40mm Amanco (barra 6m)

Tubo soldável 25mm Amanco (barra 6m)

R$ 15,50

Assento sanitário Branco Amanco

R$ 3,75 Joelho 100mm 90° Amanco

TELE-VENDAS

3467-1084 ciroconstrucenter www.ciroconstrucenter.com.br

Avenida Santos Dumont, 6510 - Aventureiro - Joinville/SC

Promoção válida de 01/04 à 30/04/2013

R$ 9,95

Corrugado Reforçado 3/4 Amanco (Rolo 50m)

JORNAL NOSSO BAIRRO  

Edição 25 - Abril/2013

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you