Issuu on Google+

JORNAL

Rondônia / 01 a 07 de abril de 2013 - Edição 93 - Ano III

Rondônia - 01 a 07 de abril de 2013 - Edição 93 - Ano III - R$ 2,50

Empresários cobram ações para o desenvolvimento de Ariquemes Página 08

Empresários de Ariquemes cobraram ações estruturais para o desenvolvimento do município em uma reunião conjunta da Associação Comercial e Industrial (ACIA) e Federação do Comércio de Rondônia (Fecomércio), que contou com a participação da deputada federal Marinha Raupp e do senador da república Valdir Raupp.

Polícia diz não ter pistas dos corpos de família desaparecida há 8 meses Página 08

“Onde há esperança, há vida. Confio em Deus e por isso acredito que ela possa estar viva em algum lugar”, enfatiza a comerciante Maria Rosa Amaral, mãe de Gleiciane do Amaral Teotoni, que

desapareceu com o marido Agnaldo da Silva Gonzales e o filho de 5 anos, Matheus do Amaral Gonzales, há oito meses, em Monte Negro. Cinco pessoas, que foram presas no ano passado,

suspeitas de envolvimento no desaparecimento e execução da família continuam presas na Casa de Detenção de Ariquemes. A Polícia Civil afirma não ter pistas da localização dos corpos.


Opinião

2 In Foco

Venda de armas de fogo caiu 40,6% após Estatuto do Desarmamento A venda de armas caiu 40,6% desde que entrou em vigor o Estatuto do Desarmamento, em 2003. O número foi apresentado nesta segunda-feira (1º) pelo presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Marcelo Neri. Ele também ocupa interinamente a função de ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República. Fundamentados na Pesquisa de Orçamento Familiar do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, os cálculos de Marcelo Neri mostram que, de 2003 para 2009, caiu de 57 mil para 37 mil o número de armas vendidas. A queda foi maior do que 30% no Sudeste, e superior a 50% no Norte e no Nordeste. Na Região Sul houve aumento nas vendas (21%). Ao traçar o perfil do comprador de armas no Brasil, o presidente do Ipea apontou que os homens têm oito vezes mais chances de comprar uma arma de fogo do que as mulheres. Outra característica é a idade: homens e mulheres de 20 a 29 anos têm a proporção 172% maior de compra do que a população 20 anos mais velha. Os analfabetos e os consumidores com até três anos de estudo compram duas vezes mais do que os passaram mais de 12 anos na escola. Pertencer à classe C é outro traço do perfil apontado pelo levantamento. A proporção de compra de armas supera em 7,5% a dos enquadrados nas classe AB e em 103% os da classe E.

Nossa Folha Publicações Ltda. CNPJ - 06.934.246/0001-17 Rua Recife (4ª), 2227 - Setor 03

Ariquemes - Rondônia

Diretor Geral Olavo Subtil Diretor de jornalismo Ivan de Lara SRTE/RO 1225

Webwriting e reportagens Vanderson Pereira Contato

redacao@jornalnossafolha.com contato@jornalnossafolha.com comercial@jornalnossafolha.com

(69) 3536-3854 Distribuido semanalmente em - Porto Velho, Ariquemes, Alto Paraíso, Cujubim, Monte Negro, Buritis, Machadinho D´Oeste, Vale do Anari, Theobroma, Cacaulândia, Rio Crespo, Itapuã D’Oeste, Jaru, Ouro Preto, Ji-Paraná, Presidente Médici, Cacoal, Rolim de Moura, Pimenta Bueno e Vilhena.

Artigos e Colunas são de responsabilidade de quem os assina e não representam nescessariamente a opinião do jornal.

Rondônia / 01 a 07 de abril de 2013 - Edição 93 - Ano III

Artigo

Um rastro de desorganização O mercado aquecido gerou resultados positivos, inflou a estrutura das empresas, mas agora com o desaquecimento começa a cobrar seu preço. De uma forma bastante interessante, um empresário nos perguntava em um encontro: Como desmonto esse circo, demito o palhaço ou vendo o elefante? Gosto dessa imagem, porque também já usei o circo como exemplo de gestão algumas vezes. Como vício de raciocínio, estamos atentos ao palhaço e ao elefante, mas poucas vezes ao circo como um todo, até que a lona venha ao chão! O crescimento empresarial sempre deixa um traço de desorganização. Os motivos são muitos, como a falta de foco operacional, a fragilidade na qualificação da equipe, o impacto da velocidade do crescimento, a falta de domínio técnico pa-

ra a gestão dos novos produtos, canais e clientes, o choque provocado pela necessidade de desenvolvimento de novos modelos mentais em função de uma nova cultura que se estabelece. Assim, o assunto se mostra complexo. Não basta crescer em um período, é preciso consolidar posições. Em momentos de desaquecimento de mercado, o encolhimento gera novos conflitos na gestão. A nova cultura, quando não mantida, não consegue ser substituída pela velha cultura que já não mais existe. Há, com isso, um estado desconhecido que precisa ser administrado. A estrutura inflada, necessariamente, no momento de aquecimento, tem um custo nem sempre suportável com a queda dos negócios, e reduzi-la representa risco para a retomada. Esses são aspectos que envolvem todas as áreas, comercial, produtiva, administrativa e finan-

ceira. Manter a qualidade da gestão, com redução de custos, implica na necessidade de melhoria da produtividade em todos os setores, realizando mais com menos, aspecto que o mercado aquecido nem sempre permite realizar, visto que o foco é vendas e geração de caixa. O paradoxo se apresenta quando vemos que nos momentos de dificuldade e falta de recursos é que soluções são criadas, mantendo no mercado as organizações criativas e eliminado aquelas sem grande talento para gestão de crises. Organizações bem sucedidas são aquelas capazes de criar, inovar, explorando novos canais e segmentos de negócios, reduzindo sua dependência de alguns poucos clientes. A observação de oportunidades de mercado tem levado gestores a manter o foco nos produtos e não nas empresas e suas marcas, com isso, quando há retração, a fragili-

dade do empreendimento se faz presente. Grande parte das empresas brasileiras não tem seu valor avaliado pelo mercado, com isso o conceito de gestão limita-se a lucro e geração de caixa, mostrando-se satisfatório quando positivo, sem uma visão de futuro. Quer para investimento planejado, fusão ou mesmo venda. Essa questão abordei no artigo: Competência em gestão não é conceito é cultura. A busca do ponto de equilíbrio, que demanda a adequação da estrutura operacional, poucas vezes ocorre com ações planejadas, costuma ser mais emocional. Isso ratifica o fato que nossas empresas crescem mais por movimentos de mercado do que por ações estratégicas, aspecto que dificulta a busca de rentabilidade em momentos de queda das vendas.

Glomaron realiza assembleia geral e eventos fraternais em Cacoal A Grande Loja Maçônica do Estado de Rondônia (Glomaron) fez uma grande movimentação da comunidade maçônica na cidade de Cacoal e região, onde se reuniram maçons de todos os municípios de Rondônia. A programação da Glomaron se desenvolveu a partir da noite de sexta-feira, com a sagração do templo da Loja Maçônica Phoenix nº 30, a primeira loja maçônica do Rito de York no Brasil reconhecida pela Grande Loja Maçônica dos Estados Unidos. No sábado, realizou a 4ª Soberana Assembleia Geral da Glomaron durante todo o dia e, no período da noite, o grão-mestre Juscelino Moraes do Amaral, presidiu, ao lado do venerável Adilson José Domingues, sessão solene em comemoração ao jubileu de prata da Loja Maçônica Gonçalves Ledo nº 08. Após a sessão comemorativa aos 25 anos da Gonçalves Ledo nº 08, os maçons e familiares se uniram em um jantar fraternal, com brindes ao jubileu de prata e em comemoração às muitas ações fraternais que os obreiros da Loja vêm realizando desde a sua instalação em 26 de março de 1988. Durante a Soberana Assembleia Geral, presidida pelo grão-mestre Juscelino Moraes do Amaral, os maçons debateram relevantes temas de interesse nacional, como proposta de pro-

jeto de Lei para descriminalizar o uso e a posse de entorpecentes; a questão da PEC 37, que retira do Ministério Público o poder de investigar crimes contra o Poder Público; Moção de Aplauso pelos 300 anos da Maçonaria Universal; comemoração dos 30 anos da Grande Loja em Rondônia, a ser completado em abril de 2015; trabalhos e projetos do Capítulo De Molay e o Congresso Estadual do Conselho da Ordem De Molay, nos dias 28 e 29 de julho deste ano, em Manaus. Também foram abordadas e debatidas as propostas de realização da Assembleia Geral da Confederação da Maçonaria Simbólica Brasileira em Rondônia e o conteúdo da Carta de Manaus, aprovada durante o 8º Encontro de Grão Mestre, realizada naquela cidade no ano

passado, em que solicita o engajamento da Grande Loja Maçônica de Rondônia no movimento pela duplicação da BR-364 no trecho Cuiabá (MT) a Rio Branco (AC) e a conclusão da reabertura da B$ 319 (Porto Velho-Manaus). Polêmica Um dos temas mais polêmicos levado a debate durante a 4ª Soberana Assembleia da Glomaron, foi a proposta de projeto de Lei que tramita nas comissões da Câmara dos Deputados propondo a descriminalização da posse e uso de entorpecentes. Colocada a apreciação da SAG, inúmeros maçons se manifestaram contra o assunto, lembrando que em uma instituição formada por homens livres e de bons costumes não há espaço para apoio a um projeto dessa natureza, até

porque está mais do que demonstrado que a droga escraviza seus dependentes. O apoio solicitado ao anteprojeto de Lei foi rejeitado por ampla maioria da Assembleia, presidida pelo grão-mestre e composta pelas autoridades maçônicas, pelos ex-veneráveis, pelos veneráveis e pelos delegados que representam as 37 lojas maçônicas filiadas a Grande Loja Maçônica do Estado de Rondônia. Por consenso, os participantes da 4ª SAG convergiram para o entendimento de que no momento em que presenciamos o louvável endurecimento da chamada Lei Seca, para enquadrar os que bebem e cometem barbáries ao volante, seria um paradoxo apoiar uma lei que libere o uso de drogas no Brasil.


Rondônia / 01 a 07 de abril de 2013 - Edição 93 - Ano III

Política

3

Prefeito Ernan Amorim empossa novos conselheiros tutelares

Prefeitura renova concessão de mototaxistas

Veja Notícias

Divulgação

O

prefeito Ernan Santana Amorim, (PRTB), empossou na tarde desta quinta-feira (28), os cinco novos conselheiros tutelares do município de Cujubim. A solenidade aconteceu no gabinete da prefeitura e contou com a presença da Presidente

do conselho municipal dos direitos da criança e do adolescente (CMDCA), Andréia Siqueira, presidente da comissão de Eleição dos conselheiros tutelares Marli Dahm, Pastor presidente da Igreja Assembléia de Deus Flavio Inácio, familiares e amigos. Ernan fez questão de

marcar presença, e aproveitou para desejar boa sorte aos cinco conselheiros. Ernan afirmou ainda que a estrutura da Prefeitura estará a disposição para auxiliar com o bom trabalho do Conselho Tutelar e destacou o trabalho da equipe da Assistência no ordenamento, respeito, transparência e

lisura da eleição no dia 17/03 e também a coragem e a determinação de todos e ainda o quanto é importante o Conselheiro Tutelar para a sociedade”. Foram empossados Luiz Mota dos Santos, Maria da Conceição de Souza, Marli das Graças Mendes, Solange de Oliveira, Luiz Carlos.

Deputado Saulo Moreira participa da Abertura das Atividades 2013 da Guarda Mirim de Buritis Divulgação

O deputado estadual Saulo Moreira (PDT) participou, na manhã desta quarta-feira (27), da Abertura das Atividades 2013 da Guarda Mirim de Buritis (GMB). O projeto tem apoio do parlamentar no município e segundo o coordenador da GMB Olivério de Souza Maia (Cabo Maia), tem contribuído no desenvolvimento de jovens entre 12 e 18 anos, transformando-os em cidadãos. Na ocasião, em nome da turma deste ano, a aluna Rafaela Catriqui agradeceu ao deputado por todo apoio que ele tem dado à GMB. Cabo Maia, chamou a atenção da sociedade para o trabalho da Guarda Mirim. “Gostaríamos que todas as pessoas e lideranças políticas, assim como o deputado Saulo Moreira, apoiem estes jovens, que precisam da continuidade deste trabalho da Guarda Mirim”, salientou, comple-

A Prefeitura de Ariquemes entregou na quinta-feira (28/03) em solenidade simples na sede da Associação dos Mototaxistas de Ariquemes (AMOTA), 230 concessões para mototaxistas da cidade. O prefeito Lorival, acompanhado do procurador geral do município, Michel Madella, do secretário de Segurança e Trânsito, Capitão Levi, entregou pessoalmente as concessões aos permissionários. Em suas palavras, o prefeito enfatizou que o pedido dos mototaxistas para que a concessão passe de cinco para dez

anos será estudado pelo departamento jurídico e se legalmente for possível, ele atenderá ao pedido e se possível passará para 15 anos. “Sempre fui um parceiro dos mototaxistas, quando era deputado destinei uma emenda de R$ 50 mil (cinquenta mil reais) para a construção do barracão, e como prefeito essa parceria certamente vai continuar, pois acredito que os mototaxistas prestam um grande serviço para a comunidade, inclusive contribuem para a segurança pública”, disse o prefeito.

Presidente da Caerd visita Ariquemes

Divulgação

mentando que, o parlamentar será convidado de honra para a próxima formatura da GMB como patrono do projeto no município. O deputado Saulo Moreira parabenizou os alunos por frequentarem e levarem o projeto a sério, “pois a estada de vocês na Guarda Mirim será muito importan-

te para o futuro de cada um”. O parlamentar assegurou ainda que continuará apoiando e intervindo em favor da Guarda Mirim de Buritis. A Abertura das Atividades também contou com a presença de policiais militares do Programa de Erradi-

cação às Drogas (Proerd), que trabalham em parceria com a GMB, que iniciou seus trabalhos no município em agosto de 2009 e também atende alunos no Distrito de Jacinópolis. Hoje, de acordo com o Cabo Maia, o projeto presta atendimento há cerca de 600 alunos.

O prefeito de Ariquemes, Lorival Amorim, recebeu na quinta-feira, 28, no gabinete do Centro Administrativo Dr. Carpintero, a Presidente Diretora da Companhia de Águas e Esgotos de Rondônia (Caerd), Márcia Cristina Luna. Durante a reunião, que contou com a presença do secretário de governo, Ari Alves, da assessora espe-

cial do governo do estado, Iacira Azamor, foi discutida a questão do saneamento básico do município. O prefeito Lorival informou que levantamentos e estudos estão sendo feito para que Ariquemes passe a ferecer um saneamento cada fez melhor para toda sua população.


4

Política

Rondônia / 01 a 07 de abril de 2013 - Edição 93 - Ano III


Rondônia / 01 a 07 de abril de 2013 - Edição 93 - Ano III

Prefeito Lorival é o primeiro a fazer o recadastramento Biométrico

Divulgação

Convidado pela presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia, desembargadora Ivanira Feitosa Borges, o prefeito de Ariquemes, Lorival Amorim, foi o primeiro eleitor a realizar o recadastramento no município. Segundo informações do TER, já está tudo preparado para o recadastramento eleitoral dos mais de 62.000 eleitores do Município de Ariquemes e a população deverá comparecer

ao auditório da Prefeitura, localizado na Avenida Tancredo Neves, n.2166, Setor Institucional O TRE informa que a primeira etapa de convocação por bairros vai de 1º de abril ao dia 3 de maio, onde os bairros convocados nesta primeira etapa são: Apoio BR 364, Apoio BR 421, Área de Chácara, Bairro Jamary, Bairro do Trevo, Jardim Alvorada, Jardim América, Jardim Europa, Jardim Monte Ale-

gre, Jardim Paraná, Jardim Paulista, Jardim Paulista II, Jardim Paulistano, Jardim Vitória, Monte Cristo, Nova Londrina, Nova União 03, Nova União 04, São Geraldo, São Dimas, Setor 01, Setor 02, Setor 04, Setor 07 (BNH), Setor de Áreas Especiais, Setor Industrial Jamari, Sítio Boa Vista e Padre João. A Juíza da 07ª Zona Eleitoral de Ariquemes, Deisy Cristhian Ferraz, Coordenadora do recadastra-

mento no Município, e a diretora do TRE, Elizeth Afonso de Mesquita, também acompanharam o início do recadastramento eleitoral . O prefeito lembrou que o recadastramento eleitoral é obrigatório e que é preciso ficar atento para as datas, nas quais a comunidade de cada bairro deverá comparecer a central de atendimento. A central de atendimento funcionará de segunda a sexta, das 8h às 18h. A dinâmica de atendimento seguirá os mesmos parâmetros utilizados em PVH. O eleitor será atendido em duas etapas: primeiramente atualizará seus dados pessoais, tais como telefone, endereço, grau de escolaridade, etc, e, posteriormente, serão recolhidas as digitais, fotografia e a assinatura digital do cidadão.

Política

5

Incra e Terra Legal unem esforços para solucionar conflitos de terras Divulgação

Um grupo de trabalho composto por servidores do Incra de Rondônia e do programa Terra Legal será formado para que haja um avanço na solução dos conflitos de terra no estado. Essa foi a decisão da reunião ocorrida na sexta-feira (22) com o secretário extraordinário de Regularização Fundiária na Amazônia Legal, Sérgio Roberto Lopes, na qual participaram o Incra, governo do estado e Terra Legal. O superintendente do Incra em Rondônia, Luis Flavio Carvalho Ribeiro, destacou que a maioria das terras com conflitos são oriundas dos Contratos de Alienação de Terras públicas (CATP’s), firmados no passado, que atualmente são da competência do Terra Legal, programa de iniciativa do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) com o objetivo de promover a regularização fundiária de ocupações em terras públicas federais

situadas na Amazônia Legal. O CATP tem caráter de título provisório para ocupação da terra pública mediante pagamento de parcelas e cumprimento de projeto agropecuário. Foi muito utilizado nas décadas de 1970 e 1980, período da colonização oficial do estado. Porém, ocorreram diversas situações em que os beneficiários não cumpriram todas as cláusulas, ficando o imóvel sujeito a retornar ao patrimônio público e alvo de ocupação pelos trabalhadores rurais sem terra, que encontram-se em processo judicial. As áreas emergenciais e as propostas de solução foram apresentadas pelo chefe da divisão de Regularização Fundiária do Incra, Cletho Muniz de Brito, que são os acampamentos Che Guevara (fazenda Morimoto), Canaã, Betinho (fazenda Castanhal), Paulo Freire 4 (fazenda Riacho Doce), Setor Chacareiros (área Militão) e Ocupação Novo Plano.


6

Estado

Rondônia / 01 a 07 de abril de 2013 - Edição 93 - Ano III

Edital - Reconhecimento de limite. MARIA ALZIRA RIBEIRO CAVALCANTE, oficiala dos Serviços de Registro de Imóveis, Títulos e Documentos e Civil das Pessoas Jurídicas, por delegação e na forma da Lei, etc.

Confúcio cobra do Denatran regulamentação de lei do uso do semirreboque em motocicletas Divulgação

O

governador Confúcio Moura reivindicou em audiência com o diretor geral do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), Antônio Cláudio Portela, a regulamentação da Lei 10.517/2002, que permite o uso de semirreboque acoplado a motocicleta ou motonetas. O Projeto de Lei apresentado em 1998, pelo então deputa-

do federal Confúcio Moura e sancionada em 2002 pelo presidente Fernando Henrique Cardoso, ainda não está em execução no país. Segundo o governador, já são onze anos que a Lei foi aprovada e até o momento o Denatran não a regulamentou, e isso tem causado muitos prejuízos às empresas que produzem esses reboques, em especial as empresas rondonienses.

“Com a legalização, tenho certeza que vai aumentar a produção do semirreboque no Estado, porque legitima o crédito de financiamento para as empresas, e isso dá uma margem segura para o crescimento empresarial”, disse o governador. Para o diretor geral do Denatran, ainda há questões técnicas e jurídicas para serem sanadas, mas garantiu que até o mês de abril deste ano, a Câ-

mara Temática, que é um órgão consultivo do Contran, dará um parecer técnico sobre o assunto. “Eu tenho a satisfação da lei, mas tenho a tristeza de até hoje ela ainda não está operacionalizada”, afirmou Confúcio. Para ele, esse contato com as autoridades do Denatran é a demonstração viva do interesse do autor da lei com a sua regulamentação.

No uso das atribuições que lhes são conferidas, FAZ SABER que CELINA TERIKO KUBOTANI, brasileira, solteira, do lar, portadora da Cédula de Identidade RG-n° 1.198.710 SSP/PR e inscrita no CPF/MF sob n° 349.625.229-49, residente e domiciliada nesta Cidade, requereu a averbação do georreferenciamento, junto ao imóvel denominado Lote 89 da Gleba Burareiro, situado no Município de Ariquemes-RO, matriculado sob o n° 958, deste Registro Imobiliário. Devido à falta de anuência expressa do titular do imóvel confrontante Lote 68 da Gleba Burareiro, situado no município de Rio Crespo, Comarca de Ariquemes-RO, de matrícula 9.363, fica o seu titular, CLIMATEC ENGENHARIA E INDUSTRIA LTDA, pessoa jurídica de direito privado, devidamente inscrita no CGC/MF sob n° 68.667.864/0001-03 e Registrada na Junta Comercial do Estado de São Paulo sob n° 681213, estabelecida na Rua Pereto, n° 08, Bairro da Tijuca, na cidade e Comarca de Rio de Janeiro-RJ, NOTIFICADO do inteiro teor dos trabalhos técnicos que se encontram arquivados neste serviço Registrai, podendo, nos termos do §2° do artigo 213 da Lei 6.015/73, impugnar fundamentadamente os presentes trabalhos, no prazo legal de 15 dias. O pedido de averbação do georreferenciamento foi instruído com os documentos exigidos conforme Lei 10.267/2001, alterada pelos Decretos 4.449/2002, 5.570/2005 e 7.620/2011, os quais se encontram disponíveis neste serviço Registrai imobiliário para exame e conhecimento do interessado. Nos termos do §4° do artigo 213 da LRP, a falta de impugnação no prazo da notificação resulta na presunção legal de anuência do confrontante ao pedido da referida averbação. Portanto, as opções que a lei confere ao NOTIFICADO são: 1) impugnar fundamentadamente; 2) anuir expressamente; e 3) deixar transcorrer o prazo, aceitando os trabalhos tacitamente. Decorrido o prazo legal sem impugnações, contado da primeira publicação deste edita! que será publicado duas vezes, poderá ser deferida a retificação pretendida. Ariquemes/RO, 25 de Março de 2013


Rondônia / 01 a 07 de abril de 2013 - Edição 93 - Ano III

Política

3


8

Capa

Rondônia / 01 a 07 de abril de 2013 - Edição 93 - Ano III

Empresários querem o desenvolvimento econômico do município de Ariquemes

E

Divulgação

mpresários de Ariquemes cobraram ações estruturais para o desenvolvimento do município em uma reunião conjunta da Associação Comercial e Industrial (ACIA) e Federação do Comércio de Rondônia (Fecomércio), que contou com a participação da deputada federal Marinha Raupp e do senador da república Valdir Raupp. A reunião foi realizada na manhã de quinta-feira (28-03). Entre os assuntos discutidos, a construção de um aeroporto adaptado para receber voos comerciais foi uma das principais reivindicações. “Hoje precisamos viajar mais de 200 km para pegar um voo. Já perdemos grandes investidores porque o nosso município não tem um aeroporto que possa receber voos comerciais”, lembra o presidente da ACIA, Antônio Custódio. O senador Valdir Raupp informou que a Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República (SAC/ PR) já orçou R$ 39 milhões para serem investidos na aviação civil em Ariquemes. Esse dinheiro será utilizado para construção de um ae-

roporto comercial. Presente na reunião, o prefeito de Ariquemes, Lorival Amorim, disse que o projeto do novo aeroporto de Ariquemes deverá ser licitado nos próximos dias pelo Governo do Estado. O superintendente da Fecomércio, Rubens Nascimento, explicou que obras estruturantes estão previstas para Rondônia, como a construção de usinas hidrelétricas, ferrovia, a saída para o Pacífico, e a BR-080 interligando o país, também contemplam a região de Ariquemes. “São obras que direta ou indiretamente beneficiam o município de Ariquemes e neste momento é preciso organização para que o município consiga reter os bônus desse desenvolvimento”, argumenta. Ao término da reunião, os representantes políticos e os empresários se comprometeram em fazer uma cobrança veemente para que as obras de infraestrutura prometidas para serem realizadas em Ariquemes não sejam esquecidas. “Não vamos deixar de lutar pelo desenvolvimento e o crescimento econômico da nossa região”, finaliza Custódio.

Polícia diz não ter pistas dos corpos de família desaparecida há 8 meses G1 RO

“Onde há esperança, há vida. Confio em Deus e por isso acredito que ela possa estar viva em algum lugar”, enfatiza a comerciante Maria Rosa Amaral, mãe de Gleiciane do Amaral Teotoni, que desapareceu com o marido Agnaldo da Silva Gonzales e o filho de 5 anos, Matheus do Amaral

Gonzales, há oito meses, em Monte Negro (RO). Cinco pessoas, que foram presas no ano passado, suspeitas de envolvimento no desaparecimento e execução da família continuam presas na Casa de Detenção de Ariquemes. A Polícia Civil afirma não ter pistas da localização dos corpos.

A comerciante, que reside em Apuí (AM), conta que na época do desaparecimento foi até Monte Negro e ficou 60 dias na região a espera da localização da família. Afirma que Gleiciane vivia há 10 anos com Agnaldo e que os dois mantinham um bom relacionamento.

Sobre o desaparecimento da família, Maria Rosa acredita que foi motivado por inveja. “Tem gente que quer enriquecer a custa dos outros, mas a mão de Deus está sob estas pessoas”, ressalta. O filho do primeiro casamento de Agnaldo Gonzales, o motorista Wagner Araujo Gonzales, de 22 anos, que mora em Ji-Paraná (RO), diz não tem esperanças de encontrar a família viva. “Depois de tudo que a polícia descobriu, in-

felizmente existem poucas chances deles estarem vivos. Tudo que eu queria agora é que os criminosos falassem onde estão os corpos, para que a gente pudesse dar um enterro digno para eles”, destaca Wagner. Wagner relata que mantinha uma boa relação com o pai e que dois meses antes do desaparecimento esteve em Monte Negro. O motorista afirma também que não tinha problemas com a madrasta, Gleiciane,

e que a família era unida. “Lembro sempre do sorriso dele. Meu pai era uma pessoa sempre feliz. Quero que os criminosos paguem pelo que fizeram e fique o resto da vida na cadeia”, desabafa. De acordo com o advogado Valdeni Paranhos, no dia 15 de abril está marcado uma audiência quando serão ouvidas as testemunhas de acusação. Para a audiência com as testemunhas de defesa, ainda não foi definida data.


Rondônia / 01 a 07 de abril de 2013 - Edição 93 - Ano III

9

Cidade

“A vontade do Povo”

Operação da Câmara de Vereadores no Hospital Regional de Ariquemes traz relatório de melhorias

Divulgação

A

noite deste último dia 26 de março pode ter sido um divisor de águas na vida do cidadão ariquemense. Tudo isso por quê os vereadores estão mostrando a que vieram, fiscalizando as ações

do executivo, visando somente auxiliar a administração municipal a prestar um trabalho com excelência para o povo. Uma operação de fiscalização, denominada “A vontade de povo”, foi desencadeada nas depen-

dências do Hospital Regional de Ariquemes. Com o apoio de todos os vereadores, a ação conseguiu trazer à tona uma série de problemas que vem afetando o bom atendimento dentro da unidade de saúde – “O que observamos foi uma estru-

Deputado Adelino Follador cobra mais estrutura para a Caixa Econômica Federal Divulgação

O deputado Adelino Follador (DEM) citou na sessão plenária desta quarta-feira (27) na Assembleia Legislativa, o protesto de funcionários da Caixa Econômica Federal (CEF) para que não seja aberta mais uma agência da instituição em Ariquemes. Ele lembrou que isso aconteceu porque o banco não conta com funcionários suficientes para ampliar a rede de atendimento em diversos municípios. “Já é a segunda vez

que a Caixa Econômica recua, deixando os usuários mal atendidos e exigindo demais dos funcionários, que são pressionados. O Sindicato dos Bancários tomou a iniciativa de interferir na questão. Os funcionários, submetidos a pressões, não conseguem desenvolver atividades como gostariam”, disse Follador. Biblioteca: O parlamentar disse, ainda, que o Palácio Presidente Vargas será desocupado, por isso poderá abrigar a bibliote-

ca municipal. Segundo ele, o prédio da biblioteca está abandonado, por isso o governo do Estado deve colaborar com a cultura. “O arquivo é muito vasto, contém a história de Rondônia. Aquele espaço do palácio pode ser usado para atender a cultura. O prédio é histórico e importante para Rondônia”, acrescentou Adelino Follador. O comando do Executivo será transferido para o Palácio Rio Madeira, que já abriga alguns órgãos.

tura em situação precária, enfermaria sem ventiladores, ar-condicionado há quatro anos sem funcionamento, banheiro em situação deplorável, corredores às escuras e uma rede elétrica defasada”, são as primeiras palavras do relatório

da ação. Segundo o presidente da câmara, vereador Alex Redano, a ação foi definida na ultima hora e a partir de agora serão sempre surpresas em vários órgãos – “Estamos buscando melhorias para o povo de Ariquemes. Somos responsáveis por isso e faremos o nosso trabalho com responsabilidade”, declarou o presidente. O relatório elaborado pelos vereadores aponta dezenas de situações preocupantes. Segundo o relator da ação, vereador Amalec da Costa, algo tem que ser feito urgentemente – “Equipamentos essenciais estão em manutenção. Apenas dois médicos atendem o plantão, o que torna impossível um bom atendimento”, ressaltou Amalec. Outro ponto levantado pelo relator, foi a informação da ausência da Guarda Municipal, que como Agentes Comunitários devem realizar um serviço ostensivo na unidade – “Por diversas vezes somos agredidos verbal e fisicamente por familiares e amigos de pa-

cientes. Não aguentamos mais esta situação. A presença da Guarda Municipal trará, no mínimo uma sensação de segurança para os servidores do HR”, declarou um dos médicos de plantão. O relatório de toda a ação será encaminhada aos órgãos competentes para que sejam tomadas as devidas providências – “Sabemos que o prefeito Lorival tem um compromisso firmado com o povo de Ariquemes e ele não vai deixar essa situação se prorrogar. Não estamos aqui para uma “caça às bruxas”, o que queremos é auxiliar o prefeito para o bem do povo”, finalizou o vereador Amalec da Costa. Uma das maiores preocupações da administração municipal é que, segundo estatística, 60% dos pacientes atendidos no Hospital Regional são de outras cidades. Uma boa parte de Buritis, Machadinho do Oeste, Cujubim e demais cidades do Vale do Jamari, o que torna o atendimento abaixo da média.


12

Rondônia / 01 a 07 de abril de 2013 - Edição 93 - Ano III

Agronegócio

Ariquemes - Rondônia / 10 a 16 de outubro de 2011 - Edição 45 - Ano I

Parceria entre SENAR e Agricultura Familiarno é destaque Suinocultura é uma nova realidade Estado prefeitura traz fartura

na região de Ariquemes

Divulgação

O A

ao campo projeto do Go-

verno da Cooperação para Agricultura implantar Famino liar a principal município deé Colorado do responsável Oeste um frigorífico depela suíprodução dos alimentos nos e pequenos animais que são disponibilizados com estimativa na atualidapara o consumo da28.500 popude para abater até lação brasileira, é o leitões desmamados que ao realmente chega à nossa ano e manter um plantel de mesa.matrizes, Ela é constituída 3.380 vem geranpor pequenos e médios do uma expectativa positiprodutores representa a va no Conesul do Estado. imensa maioria de proNo entanto, a projeção fudutores rurais no Brasil. tura mostra a viabilidade de O segmento detêm se abater até 81.000 20% anidas terrascom e responde por mais/ano 5.500 matri30% da produção global. zes produzindo. O projeto para levantar a estrutura física no valor de R$ 3 milhões já fora licitado pela Associação dos Criadores de Colorado do Oeste. Na segunda etapa vai exigir recursos da ordem de R$ 5 milhões, sendo R$ 3 milhões para aquisição de equipamentos e R$ 2 milhões para fomentar o período de 06 a a produção com aquisição 08 de Fevereiro, de matrizes totalizando R$ no auditório do 8 milhões. CRC-RO, O do SENAR Ainstalação frigorifi-Administração Regional co beneficiará toda a rede Rondônia promoveu o gião sul e central do Estado tendo os municípios de ViEncontro de Aperfeiçoalhena, Cerejeiras, Cabixi, Corumbiara, Chupinguaia e Pimenteiras, como os principais fornecedores de insumos. Somados produ-

zem em torno de 535.143 toneladas milho/ano e soja 468.391 toneladas/ano.

Em alguns produtos básicosNa daopinião dieta do dobrasileiro secretácomo o feijão, mirio de Agricultura,arroz, Pecuária lho, hortaliças, mandioe Regularização Fundiária ca e pequenos animais (Seagri), Evandro Padovachega a ser responsável ni, a região que produz por 60% da produção. 71,7% dos grãos no EstaEm geral, são agricultodo tem condições de manres o que diversifi os ter rebanho comcam farelos produtos cultivados para de milho e soja, insumos diluir custos, básicos para boaaumentar qualidaa renda e aproveitar as de da suinocultura. oportunidades de oferta ambiental e disponibilidaVISÃO FUTURISTA de de mão-de-obra. O prefeito de Colorado UmOeste, projeto audacioso do Anedino Carlos Pereira Júnior, afirma: ‘’sem sombra de dúvidas um projeto desta envergadura vai alavancar o desenvolvimento da região, gerando impactos positivos na geração de emprego e rendas.’’ E acrescenta, “o governador Confúcio Moura, teve uma visão futurista, vai assegurar o homento do Plano Instruciomem do campo no campo nal para 20 instrutores. O com maior poder econômiEncontro foi ministrado co’’. peloJardel facilitador Hélcio LoZilis, empresário pes de Minas Gerais, e produtor de suínos que em trata sobre metodoloColorado do aeste, atualmente cabe-à gia do abatendo SENAR mil quanto ças/ano tem projeto para aumentar a produção para 6 mil cabeças/ano com a implantação do frigorifico. Entusiasmado, ele assegu-

para o fortalecimento do setor agrícola, especialmente o segmento da agricultura familiar, tem sido a tônica da administração municipal de Ariquemes. Com o intuito de proporcionar uma renda a mais no campo e diminuir cada vez mais o êxodo rural, a prefeitura de Ariquemes por meio da Secretaria Municipal de Agricultura já inaugurou mais de 60 agroindústrias

em toda a região – que engloba os municípios de Buritis, Monte Negro, Alto Paraíso, Cacaulândia, Cujubim e Rio Crespo - nos diversos ramos de produção, e segundo o prefeito Márcio Raposo – “É um projeto que vem dando certo. É gratificante quando famílias que firmaram raízes em suas propriedades rurais tiram da terra o seu sustento, fomentando assim a geração de emprego e renda

no campo”, destacou Márcio. Aprendizagem Rural Um dos parceiros mais firmes deste processo de fortalecimento da agricultura familiar é o SENAR – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, que tem como objetivo profissionalizar e melhorar a qualidade de vida do trabalhador, do produtor rural e de sua família. Para alcançar esse objetivo, O

SENAR organiza e executa na comunidade, treinamentos e cursos práticos em diversas áreas ocupacionais. Com o apoio das Secretarias Municipais de Agricultura e Educação de Ariquemes, os produtores rurais tem recebido a formação necessária para a operacionalização e industrialização dos produtos, logo, obtendo um resultado melhor nos produtos que chegam até as nossas mesas.

CONSUMO Na atualidade a população do estado de Rondônia consome mil carcaças de suínos/dia. No entanto, produz apenas 300 carcaças,

as outras 700 vem de Mato Grosso e Paraná. A proposta do governo do Estado e da Associação dos Criadores de Colorado do Oeste é de abater inicialmente 300

cabeças/dia com 800 matrizes alojadas. Na etapa seguinte, ter 2 mil produtores rurais cadastrados produzindo suínos para atender o mercado interno e externo.

Senar Rondônia realiza Encontro de Aperfeiçoamento do Plano Instrucional

N

elaboração do Plano Instrucional que é o instrumento de planejamento do instrutor para atuação na Formação Profissional Rural - FPR e na Promora muitos pequenos e çãoque Social - PS. médios produtores rurais estão aderindo à criação de suínos na região e que a tendência é que esse número continue crescendo.


Rondônia / 01 a 07 de abril de 2013 - Edição 93 - Ano III

Artigo Gorduras na dieta: Óleos, Azeite e Castanhas

As gorduras da dieta são importantes para a saúde humana como fonte de energia, constituinte de estruturas no corpo e também para dar sabor aos alimentos. Como alguns componentes das gorduras alimentares não são produzidos pelos animais mamíferos, os chamados ácidos graxos essenciais (linoléico e linolênico), eles precisam estar na dieta para auxiliar diversas ações, dentre elas o aproveitamento das vitaminas lipossolúveis: A, D, E e K. Na cardiologia, dada a associação do excesso de gorduras na dieta às diversas alterações vasculares, o interesse na qualidade das gorduras tem merecido constantes trabalhos de pesquisas. Os benefícios do consumo dos tipos monoinsaturadas e poliinsaturadas na redução do LDL-colesterol ficou comprovado em uma divulgação feita em setembro de 2011 no Journal European Food Safety Authority (JEFSA). Foram apontados os alimentos fontes de ácidos graxos insaturados tais como castanhas, nozes, óleos vegetais, peixes e margarinas sem ácidos graxos trans como os nutrientes responsáveis por este efeito. A sugestão final do trabalho foi de que: “na dieta se devem diminuir os ácidos graxos saturados (oriundos das carnes gordas, peles de aves, chocolate, ovos, leite, manteiga, cremes, banha) e substituir os ácidos graxos trans (das gorduras hidrogenadas de biscoitos, bolachas e batatas fritas processados”. Também foi afirmada como vantagem explícita do ajuste do consumo dessas gorduras a diminuição na concentração do LDL-colesterol e sua contribuição na redução do risco nas doenças cardiovasculares. Quanto as opções alimentares de boas fontes do ácido graxo monoinsaturado, o azeite de oliva e o óleo de canola devem fazer parte da alimentação diariamente. A utilização do azeite para cozimento e consequente elevação da sua temperatura pode diminuir as suas propriedades benéficas, sendo recomendado o uso em final do preparo de pratos ao fogo ou forno, frios ou quentes. Vale lembrar que a quantidade de calorias de qualquer tipo de gordura é expressiva, pois cada grama fornece 9 (nove) calorias, sendo recomendado o controle do seu consumo.

Saúde

11

Bebidas açucaradas podem matar 180 mil pessoas por ano, diz estudo

A

os apreciadores de refrigerantes e de outras bebidas artificiais açucaradas, um alerta. De acordo com uma pesquisa da Escola de Saúde Pública de Harvard, nos Estados Unidos, 183 mil pessoas morreram no mundo em 2010 por consumi-los, sendo 25 mil só nos Estados Unidos. Os dados são do jornal Daily Mail. Os cientistas analisaram dados com a quantidade de bebidas açucaradas consumidas por idade e sexo. Então, determinaram como as iguarias afetaram taxas de obesidade, diabetes, doenças cardíacas e certos tipos de câncer. Concluiu-se que foram diretamente responsáveis por 133 mil mortes por diabetes, 44 mil por doenças cardiovasculares e 6 mil por câncer em 2010. A Associação Americana de Bebidas criticou publicamente o estudo, alegando que os pesquisadores não poderiam vincular mortes a bebidas açucaradas. “Não mostra que consumir bebidas com adição de açúcar causa doenças crônicas, tais como diabetes, doenças cardiovasculares ou câncer, que são as reais causas de morte entre os indivíduos estudados”, afirmou em um comunicado.

Mas os autores afirmam que os cinco anos de levantamento lhes permitiram tirar conclusões sólidas sobre o assun-

to. “Acho que nossos resultados devem realmente impulsionar políticos a fazerem políticas eficazes para reduzir o consu-

mo de bebida açucarada, uma vez que causam um número significativo de mortes”, disse a pesquisadora Gitanjali Singh.

Casos de dengue estão controlados em Rondônia Divulgação

Os casos de dengue estão controlados em Rondônia, segundo a Agência de Vigilância em Saúde (Agevisa) do estado. Mesmo com menos notificações no mês de março, o trabalho de prevenção e combate ao mosquito transmissor da doença continua. Dados da Agevisa apontam que em fevereiro deste ano o número de notificações passou de três mil, caindo para 584 em março. 90% dos focos do Aedes aegypti estão nas residências. Nove bombas que aplicam o fumacê, veneno para matar o mosquito, estão espalhadas no estado. Além deste trabalho, os agentes

recebem apoio do Exército Brasileiro em Porto Velho e em Guajará-Mirim. Um surto recente em Alvorada do Oeste deixou as autoridades em alerta para evitar a proliferação do mosquito. Para o coordenador estadual Edinaldo Lira Cavalcante, vários municípios têm deixado de informar os casos ao estado, o que atrapalha o controle. “A notificação de casos é o primeiro passo para desenvolver ação de controle. A partir daí, eu articulo as equipes de combate ao vetor, as equipes de assistência ao paciente e, sobretudo, o óbito”, afirma Caval-

cante. Segundo a diretora do órgão, Arlete Baldez, as ações na capital e no interior do estado colocaram a situação sob controle. “Nós ainda estamos em estado de alerta. Alguns municípios estão em situação de risco e alguns precisam do apoio do estado”, diz a coordenadora. Neste ano, a preocupação das autoridades foi o aparecimento da dengue tipo 4, na capital e em Vilhena, que se espalhou por outros municípios. A doença não é mais grave, mas preocupa porque afeta quem já teve outros tipos da doença.


12

Modos e modas Rondônia / 01 a 07 de abril de 2013 - Edição 93 - Ano III

coluna

da Redação

Barriguinha: como esconder O que é que as gordinhas e as magrinhas têm? Barriguinha. Poucas mulheres podem se orgulhar de ter uma genética pri-

vilegiada e ter a barriga firme ou podem ficar horas e horas na academia malhando. Todas as outras cansam de lutar contra es-

sa inimiga da silhueta e deixam a gordurinha perdurar e crescer. O jeito é disfarçá-la.

fazendo a região parecer ainda maior. Boa pedida: saia envelope ou com cintura baixa ou com a frente um pouco drapeada (o detalhe desvia o olhar da barriga).

Boa pedida: blazers curtos e acinturados, porque a cintura justa faz a parte inferior do casaco se abrir sobre a barriga, disfarçando-a. Tailleurs e conjuntos cuja parte de cima cubra parte da de baixo, são bons também.

Blusas

Nota zero: todos os modelos que sejam aderentes, porque as ondulações ficam nítidas. As blusinhas curtinhas e justas, com ou sem manga, também devem ficar fora do seu armário, pois elas terminam exatamente onde o pneu principal, aquele que fica abaixo da cintura, começa. Abandone também o hábito de usar blusas por dentro da calça e jamais exiba a sua barriga mesmo que esteja na moda! Boa pedida: modelos que fiquem para fora da calça ou saia e cubram ligeiramente a barriga. Corpetes com tecidos firme e sustentação escondem a saliência, assim como as batas e blusas justas no busto e largas na altura da barriga. Outras excelentes opções são as blusas franzidas na frente, pois deixam a dúvida se o volume frontal é da roupa ou da barriga, e o cachê-coeur ou as transpassadas.

Vestidos

Nota zero: abandone os justos. Eles só valorizam sua silhueta de pêra. Boa pedida: siga as mesmas recomendações para as blusas. Modelos transpassados e tipo império, que têm a parte de cima com decote quadrado ou corselete. Vestidos retos e soltos ou com cintura baixa também são ótimas pedidas.

Saias

Nota zero: modelos com a cintura franzida. Adivinhe por quê? Elas dão volume onde você não precisa. Saias retas são inadequadas, pois para servir você terá que comprar uma que fique na altura da barriga,

Calça jeans

Nota zero: modelos justos, pois quando você se senta a barriga pula! As barrigudinhas também devem evitar as calças com cintura baixa, porque deixam a barriga totalmente solta. Boa pedida: calças tipo alfaiataria com zíper lateral, reta e sem detalhes na frente. Lingeries modeladoras ajudam muito. Mas se você não fica sem o tradicional modelo jeans, compre calças com cintura baixa um número maior que o seu.

Casaco

Nota zero: qualquer modelo com cinto, tipo parka ou capa de chuva. Você parecerá um colchão amarrado.

Acessórios

Invista em lenços, colares e detalhes que desviem a atenção para o pescoço e colo.

Em resumo:

Não vista blusas com tecidos colantes e brilhantes que chamam a atenção para a região do abdômen. Não vista blusas curtinhas. Não use cintos apertados. Decotes quadrados e corseletes, tanto para blusas como para vestidos, são excelentes. Na praia ou na piscina: prefira maiôs.

Artigo Dicas de moda para ir elegante ao trabalho Uma das coisas necessárias para se dar bem em qualquer emprego é o bom senso, e ele pode ser representado muito bem em suas roupas, sendo que as mesmas podem dizer muito sobre você. As roupas são coisas que devem ser escolhidas com certa medida de cautela, sendo que as mesmas podem tanto servir como um fator positivo para nós como podem ser o que nos joga em um buraco. As empresas valorizam em muito a elegância, mas elas não querem uma pessoa que passe a ideia de sem noção ou vulgar quanto ao exagero com que se arrumam. Por exemplo, uma coisa que é preciso tomar muito cuidado é com a maquiagem, sendo que a mesma se for excessiva pode acabar ficando feio e ate fora de moda, principalmente quando a pessoa trabalha durante o dia, pede-se discrição. Outra coisa importante é saber dosar as coisas, por exemplo, se você for para uma entrevista de emprego, nada de colocar um mega decote e uma calça super justa, não pega bem e pode ser que nem dê tempo de fazer toda a entrevista para decidir se será contratada ou não, sendo que só de olhar para a sua roupa a pessoa já tem uma ideia que não é bem desse perfil que a empresa precisa. Se você não quer fechar as portas para si mesmo, pode ter a certeza de que a melhor coisa que você faz é saber se arrumar, tanto para as entrevistas como para o trabalho mesmo, certamente você não quer levar uma advertência, não é verdade? Então, vale a pena atentar para como se arruma e como se veste, sendo que bom senso é uma das coisas que não mata ninguém e que é muito importante para que se tenha sucesso na carreira. Saiba dosar a maquiagem a roupa e principalmente manter a ética, que com certeza as coisas poderão ser diferentes e você estará sempre elegante e com o emprego garantido, pois a soma do bom gosto com a competência só podem ter este como resultado, o sucesso. Se você estiver sempre prestando atenção em como se veste e se arruma bem como em seu comportamento, pode ter a certeza de que as oportunidades não vão faltar e que você poderá se dar muito bem com isso sempre.


Coluna

Elaborando

Conhecimento

Flash Society coluna

Rondônia / 01 a 07 de abril de 2013 - Edição 93 - Ano III

13

by Bianca de Almeida

Por Daniela C. Oliveira Graeff

Felicidade é saber aproveitar todos os momentos como se fossem os últimos. Uma ótima semana aos leitores da coluna...

Psicóloga 20/2245

NOSSAS ESCOLHAS

A vida cotidiana do século XXI tem se mostrado bastante “impaciente” com relação aos acontecimentos, às mudanças e às situações conflituosas, não apenas dos problemas comuns, mas também da individualidade e capacidade de cada pessoa. Infelizmente, essa “impaciência” do século XXI exige não apenas resultados e respostas rápidas, mas que essas respostas estejam de acordo com o que a maioria da sociedade considera bom ou perfeito. Com essas “cobranças”, os indivíduos (que não se permitem refletir) tendem a querer superar cada vez mais seus potenciais, superar tudo e a qualquer custo seus limites e ideias, para provar para outros indivíduos ou para a própria sociedade que são capazes de estar onde estão. A necessidade de elogio, de ser amado, de ser visto como o “bom” ou “o cara”, de mostrar para os outros que é o melhor ou que faz melhor, tem levado muitas pessoas ao estresse devido ao cansaço físico e mental, tem diagnosticado muitas pessoas como depressivas, tem rotulado muitos como hiperativos, e tem excluído muitos como incompetentes e desinteressados. Mas de quem é o problema? Daquele que quer superar tudo ou daquele que não quer nada? A questão a ser pensada individualmente seria: O que eu faço na minha vida (em relação a qualquer atitude, comportamento, sentimento, ação) eu estou fazendo pensando em me satisfazer pessoalmente ou estou fazendo para “cumprir” ou “tentar cumprir” uma cobrança social, religiosa, dos amigos, da família, do que os outros gostariam ou achariam que fosse melhor para mim? O motivo é claro e simples.... Você escolheu! Independente do que você está passando ou sentindo, e se está te fazendo bem, continue, caso contrário, você escolhe até quando quer continuar passando por isso.

Alex Lima

Empossada na semana passada a

nova presidente da Subseção de Ariquemes da Ordem dos Advogados do Brasil, doutora Cynthia Patrícia Chagas Dias. Na foto com o presidente da Seccional Rondônia (OAB/RO), Andrey Cavalcante.

Fotografados

por Alex Lima, o empresário Nerone Maiolino Simioli e sua esposa Cacau Nardo Simioli comemoram a chegada de sua primogênita, Olívia Nardo Simioli.

Vale

a pena destacar na coluna um dos mais conceituados cabeleireiros da cidade de Ariquemes. O belissímo profissional Luiz Olivetti. Abraços querido...

A belissíma Andressa Caroline Pinheiro esteve de aniversário na última semana. A coluna Flash Society deseja a ela muitas felicidades e muitos anos de vida....

AriquemesAgora.com.br

Quero

parabenizar o grupo de jovens da igreja católica pela belissíma apresentação do Auto da Paixão de Cristo. A peça que foi exibida nas imediações da construção do Teatro Municipal teve sucesso absoluto.


14

Geral

Rondônia / 01 a 07 de abril de 2013 - Edição 93 - Ano III

Polícia

Mundo

Funcionários dos Correios de Cujubim são acusados de simular assalto de quase R$ 300 mil

Vírus usado em arma biológica 'some' no Texas

Ademir de Paula

Divulgação

A

quadrilha foi desmantelada graças a pronta atuação das polícias Civil e Militar de Cujubim com o apoio da Força Nacional de Segurança. A audácia dos marginais que simularam um assalto para desviar a quantia de R$293.580,98 do banco postal que funciona na agência dos correios de Cujubim parece não ter limites. Após ser informado por populares de que um homem teria invadido a agência de Cujubim e munido de uma faca ameaçado uma funcionária e em seguida empreendido fuga os agentes da lei realizaram buscas nas imediações, vindo a lograr êxito na localização do criminoso que se encontrava em uma motocicleta XLR vermelha juntamente com uma mulher na garupa o qual não obedeceu ao comando de parar dos militares. Foi necessário o disparo de alerta para que este parasse a motocicleta uma vez que o

suspeito dava demonstrações de que iria sacar sua arma durante a fuga. Após a prisão do assaltante identificado como Isaque Barbosa de Oliveira de 27 anos e de sua amásia identificada como Edna Lira dos Santos de 21 anos o mesmo resolveu colaborar com os investigadores e acabou entregando a participação da gerente da agência do banco postal de Cujubim e funcionária dos Correios Franciele de Oliveira Moraes que teria arquitetado o plano para simular um assalto e assim justificar o surpreendente desvio da quantia acima apontada. Os policiais apuraram que o marido de Franciele, Clemerson Aparecido Moreira de 30 anos havia estado na agência dos Correios cerca de 10 minutos antes do suposto assalto e levava consigo duas caixas de papelão, sendo que uma delas conteria apenas recipientes de vidro. Uma das testemunhas acabou revelando aos policiais que a acusada Franciele havia

pedido para que ela chegasse 01 hora após seu horário normal de expediente naquele dia e que Franciele teria o hábito de só abrir o cofre após o final do expediente, no entanto pelas imagens do circuito interno de segurança ela realiza esta operação no mesmo momento da chegada de Isaque na agência para realização do suposto assalto, o que acabou aumentando a desconfiança dos investigadores que acompanhavam o caso sobre a possibilidade de um assalto simulado. Isaque também revelou aos policiais que a trama havia sido planejada por Franciele suposta mandante do roubo em cooperação com a zeladora da agência Vilma que teria pedido a sua sobrinha Patrícia Gebert Pinto que escondesse parte do dinheiro em sua residência. Posteriormente os agentes se deslocaram até a residência de Patrícia que revelou que o dinheiro teria sido repassado para Missilene Gebert Pinto

que apontou o paradeiro de quase 50 mil reais que teriam sido desviados da agência dos Correios. As envolvidas no caso denunciaram ainda a participação de Verônica Gebert residente em Machadinho do Oeste que teria dado suporte ao golpe ao negociar a participação da amásia do assaltante Isaque Barbosa. A acusada Franciele revelou ao final que a simulação de assalto e o desvio da quantia de quase 300 mil reais teria ocorrido em razão do envolvimento dela com uma pessoa conhecida como Paulo que teria lhe ameaçado denunciar seu caso amoroso ao seu marido Clemerson caso a mesma não lhe entregasse as quantias em dinheiro. Segundo Franciele ela teria repassado a este Paulo a quantia de R$250 mil reais no entanto a Polícia ainda investiga a participação deste elemento nos fatos. Todos os envolvidos foram encaminhados à Delegacia de Polícia Federal por se tratar de um crime praticado contra os Correios devendo responder pelo crime perante os órgãos da Justiça Federal. As investigações prosseguem na tentativa de localizar o restante do dinheiro, que podem estar escondidos em uma propriedade rural no município. As informações estão no BOP/PM 4710.13.000.00097

Caminhão tomba em cima de carro e mata rondonienses, em Goiânia Rondonia Vip

Duas mulheres e uma criança morreram em um acidente no Jardim Ipiranga, em Goiânia, na tarde desta quinta-feira (28/3). Segundo informações da Polícia Militar, um caminhão carregado com alumínio foi fazer uma curva e tombou sobre o veículo das vítimas, um Ford Escort, com placa de Goiânia, que ficou completamente esmagado. Josenice Oliveira Machado, de 54 anos, Maria Alve Ferreira da Silva, 54 anos, e Josiel Oliveira, de 2 anos, morreram na hora. De acordo com o Corpo

de Bombeiros, somente a criança estava dentro do carro na hora do acidente. As duas mulheres, que estavam fora do carro, morrem prensadas pelo caminhão. O motorista do Ford Escort conseguiu escapar a tempo e sofreu várias escoriações pelo corpo. Após o acidente, o motorista do caminhão fugiu do local sem prestar socorro às vítimas. Para retirar o caminhão de cima do carro, foi preciso usar dois guindastes. Ainda de acordo com o Corpo de Bombeiros, as du-

as pessoas que morreram são de Rondônia e estavam em Goiânia para fazer tratamento de saúde. A reportagem entrou em contato com a polícia de

Goiânia e tentou identificar de qual cidade eram as vítimas, mas a informação só pode ser obtida através da delegacia de trânsito que só funciona em dia útil.

Um vírus usado em armas biológicas misteriosamente desapareceu de um laboratório no Texas, anunciaram na semana passada as autoridades. Responsáveis pelo caso afirmam que o recipiente com guanarito - um agente viral que causa uma febre hemorrágica e pode ser transformado em arma de destruição em massa provavelmente foi destruído e a falta foi percebida numa checagem de rotina. O caso levanta novas questões sobre a segurança de pesquisas com vírus e bactérias usados na produção de armamen-

to biológico. Ao perceberem que o recipiente desaparecera, funcionários do laboratório de Galveston notificaram de imediato a agência federal de controle de doenças (CDC, na sigla em inglês). Autoridades do CDC disseram que é "muito improvável" que o vírus tenha sido roubado. A agência recebe anualmente dezenas de notificações sobre perda de toxinas usadas para a produção de armas biológicas. Entre 2004 e 2010, foram registrados 88 casos incluindo vírus, bactérias e fungos que podem colocar em risco a segurança nacional dos EUA e de vários países.

Internet mundial fica mais lenta após um dos maiores ciberataques da história A internet mundial ficou mais lenta nesta quarta-feira em decorrência da briga entre um grupo que luta contra o avanço do spam e uma empresa que abriga sites, informa a BBC. A disputa atingiu a estrutura central da rede e especialistas em segurança descreveram o evento como um dos maiores ciberataques da história. De acordo com o New York Times, milhões de usuários comuns observaram lentidão em serviços como o Netflix ou não conseguiram acessar determinados sites durante um período curto de tempo. A disputa começou quando o grupo Spamhaus colocou a empresa holandesa Cyberpunker em sua “lista negra”, que é usada por provedores de e- mail para eliminar spam. Segundo a Cyber-

punker, seus serviços se limitam à hospedagem de “qualquer site”, com exceção daqueles que veiculam pornografia infantil ou terrorismo. “Estamos sofrendo este ciberataque por ao menos uma semana”, disse à BBC Steve Linford, executivo-chefe do Spamhaus. “Nosso engenheiros estão fazendo um trabalho imenso em manter-nos de pé. Este tipo de ataque derruba praticamente qualquer coisa”. Linford afirmou que o ataque estava sendo investigado por cinco polícias cibernéticas no mundo. Os autores da ofensiva usaram uma tática conhecida como Negação Distribuída de Serviço (DDoS, na sigla em inglês), que inunda o alvo com enormes quantidades de tráfego, em uma tentativa de deixá-lo inacessível.


Rondônia / 01 a 07 de abril de 2013 - Edição 93 - Ano III

Pimentense empata com o Ariquemes, mas segue líder Plantão Esportivo

O

Futebol do Norte

Pimentense segue sendo a surpresa do Campeonato Rondoniense Chevrolet 2013. O Rubro Negro da BR arrancou um empate na noite deste domingo com o Ariquemes em 2 a 2, no estádio Gentil Valério, em Ariquemes, pela quinta rodada do Estadual. O Pimentense entrou em campo com o objetivo de permanecer na liderança do Estadual 2013. E os visitantes começaram pressionando o Ariquemes, que acuado, se defendia da maneira que podia.

Mas quem abriu o placar foi o Ariquemes. Aos 19 minutos, Kennedy acerta um belo chute de canhota para abrir o placar para os donos da casa. Após o gol, o Ariquemes manteve a postura defensiva, enquanto que o Pimentense pressionava o adversário. Aos 22 minutos, Dudu foi derrubado dentro da área e o árbitro Arnoldo Vasconcelos Figarela assinalou a marcação da penalidade. Na cobrança, Geilson bateu e deixou tudo igual. Aos 30’, a zaga do Pimentense bobeia e a bola

sobra livre para Reginaldo que completa para o fundo das redes para colocar o Ariquemes novamente em vantagem. Depois de sofrer o gol, o Pimentense continuou apresentando grande volume de jogo, porém pecava bastante nas finalizações a gol. Após a volta do intervalo, o Pimentense voltou a campo ligado. E aos 48 segundos de jogo Geílson marcou o segundo do Rubro Negro da BR. Com o resultado, o Pimentense chegou aos oito pontos e lidera o Estadual 2013. Já o Ariquemes chegou aos seis pontos e segue em quarto colocação. Na próxima quinta-feira, o Pimentense receberá o Rolim de Moura, no estádio Luiz Alves Athaídes. Já o Ariquemes folgará no meio de semana e retorna a campo somente no domingo diante do Rolim de Moura, no Cassolão.

Esporte

15

VEC quebra jejum e vence o Ji-Paraná no Portal da Amazônia

Após três jogos sem vitórias, o VEC debutou neste domingo no Campeonato Rondoniense Chevrolet 2013 ao vencer o Ji-Paraná por 2 a 1, no estádio Portal da Amazônia, em Vilhena, pela quinta rodada do Estadual. Buscando uma vitória em casa, o VEC entrou em campo pressionando o adversário. Porém abriu o placar somente aos 32 minutos. Cabixi cobrou escanteio

e Edilsinho completou para o fundo das redes. Para a segunda etapa, as duas equipes retornaram a campo com a proposta de criar oportunidades para marcar. Mas quem chega ao gol é o Lobo do Cerrado. Aos 10 minutos, Thiaguinho lança Edilsinho que tem o trabalho apenas de empurrar a bola para o fundo das redes. Após o segundo gol, a reação do Galo da BR esfriou. E o Ji-Paraná des-

contou apenas aos 47 minutos com o atacante Rafael Pato. Com o resultado, o VEC chegou aos quatro pontos e subiu para a sexta posição. Já o Ji-Paraná caiu para a lanterna da competição, com apenas um ponto. Na próxima quinta-feira, o VEC retorna a campo para enfrentar o Genus, no estádio Gentil Valério, em Ariquemes. Já o Ji-Paraná recebe o Espigão, no Biancão.


Rondônia / 01 a 07 de abril de 2013 - Edição 93 - Ano III


Edição 93