a product message image
{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade

Page 1

anos jornalminuano.com.br

BAGÉ, quarta-feira, 25 de março de 2020 - ANO XXV Nº 6 482 | R$ 2,00

“HOSPITAL DE CAMPANHA”

CORUJÃO SERVIRÁ DE BASE NA LUTA CONTRA O CORONAVÍRUS

Uma articulação anunciada ontem garantirá, para Bagé, pelo menos mais 50 leitos para pacientes na luta contra o Covid-19. A Fundação Attila Taborda, mantendedora da Urcamp e do Hospital Universitário, entre outras instituições, como o Jornal MINUANO, disponibilizou o prédio do Corujão para servir de base no atendimento de pacientes serem atendidos.

Pág. 3

ABASTECIMENTO

EMANCIPAÇÃO

FRONTEIRA

Daeb analisa utilização de água das pedreiras

Pandemia impede festa em Candiota e Hulha Negra Prefeitos são diretos ao dizer que momento não permite sequer planejamento futuro

Barreiras para impedir acesso ao País devem ser mantidas por pelo menos 30 dias

Primeiro dia de fiscalização não detectou irregularidades, mas reforço não é descartado

Pág. 3

Pág. 5

Pág. 7

Pág. 7

Iniciativa pretende utilizar caminhões-pipa para transportar hídrico até pontos críticos

Exército auxilia monitoramento na divisa de Aceguá

TOQUE

Multa por descumprimento pode alcançar R$ 9,7 mil


02

Opinião

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 25 DE MARÇO DE 2020

Luiz Fernando Mainardi

luiz.mainardi@al.rs.gov.br

Estamos todos juntos

02

Cidade

02

Opinião

Faz mais de três meses que o novo casos, de atendimento em nível de UTI. aceitável de demandas hospitalares, de afastamento do trabalho. Em nível estadual, apresentamos, coronavírus atingiu a humanidade a par- E como o vírus é muito contagioso, mes- mantendo com rigor a prática do afastatambém, um conjunto de sugestões, que tir de uma contaminação que começou na mo essa pequena parte será composta mento social. a liberação dos pagamentos de Mas existem outras pessoas, tam- vão desde China, em uma província industrialmen- por muitas pessoas, que poderão precisar www.jornalminuano.com.br BAGÉ, 3 DE FEVEREIRO DE 2020 te importante, com uma capital com o ta- de apoio hospitalar ao mesmo tempo se bém, que não têm condições de parar contas públicas (suspensão de cobranças manho da cidade de São Paulo. E, assim nada for feito para diminuir a curva de sem o apoio do Estado, dos governos. e proibição de cortes no fornecimento Falo de trabalhadores informais, em ge- de água e energia), reforço na atenção como a capital paulista, um centro urba- contágio. É por isso que todo o mundo con- ral, dos mais pobres, daqueles que se aos trabalhadores da saúde (garantia de no com intensa presença na dinâmica de trocas internacionais que caracterizam a cluiu, a partir da experiência no enfren- não trabalharem não terão recursos para EPIs e condições de trabalho seguro), tamento deste e de outros vírus que o manter a existência com um mínimo de garantia de alimentação para estudantes atual economia globalizada. Era evidente, portanto, que a do- antecederam, que a melhor estratégia é o dignidade. Para estes, é preciso uma de escolas públicas que dependem de DIVULGAÇÃO ARQUIVO merenda escolar público para uma especial do Estado, em todas as PESSOAL ença provocada por suspendenesse vírus que tem afastamento social. É isso, e apenas isso, atenção Após a liminar do concurso peloalimentação Munidigna, isenção de ICMS para pequenas suas instâncias. Não é hora de os que permite que a cadeia de conaltíssima capacidade de contágio, tivesse do a realização do processo selecípio, apenas no que se refere ao para microempresários governos economizarem. É empresas, um mundial. É em o que tivoimpacto para médicos, ainda ja- estamos tágios seja rompida e se dimicargocrédito de Engenheiro, nas diverautônomos, etc. hora de fazermos todos os e trabalhadores vendo. Em pouco mais de trêsdemeses, te- nua a curva de adoecimenneiro, uma nova mobilização sas especialidades, e Arquiteto, O que importa é que O importa momenesforços para manter essas mos algo em tornoa de 400 milde infectados tos, permitindo que os que classe suspendeu aplicação atéque decisão final éouque até não que oé Munão é momento para to para críticas e/ou divisões, mas pessoas com dignidade. em todo do o mundo. O impacto uma precisam de atendimento provas concurso público ganhou da nicípio promova a retificação dopara críticas e/ou divisões, todosa aos esforços de que as Com este objetivo, nos somarmos dimensão porque Prefeitura preocupante de Bagé. Desta vez, as a pessoas mais especializado te- mas para nos somarmos edital, fixando remuneração públicas estão fazendo para o PT apresentou em nível autoridades não anticorpos contra o vírus. nham acesso a leitos hosaçãopossuem foi movida pelo Conselho acordo com o piso previsto nas todos aos esforços que frear essa pandemia que nos atacou, nos federal a proposta de uma ÉRegional um vírusdenovo, contraeoAgroqual podemos pitalares e equipamentos Engenharia Leis 5.194/66 e 4950-A/66”. as autoridades públicas ameaça, mas não pode nos paralisar. Por Renda Mínima de um sacontar, atéEstado agora,do apenas com as nossas que serão essenciais para nomia do Rio Grande Com provas previstas para estão fazendo coloquei-me já a da dispolário mínimo para todas as isso, 8inclusive, próprias internas. Essas defesas, a manutenção de suas vido Sul defesas (CREA-RS), Sindicato e 9 de fevereiro, os autores sição do prefeito Divaldo Lara para famílias inscritas no Cadasdas. como sabemos, não são fracas e, em sidos Engenheiros do RS (Senge) e ação classificaram a remunera- ajudar no que for preciso para tro Único (que identifica as faMuitos de nós, entretanto, tuações normais, possuem alta capacidaConselho de Arquitetura e Urbação “desproporcional nãoenfrentar só com os problemas que a nossa cidade terá nestas mílias que precisam de algum auxílio terão dificuldades para cumprir esta de para enfrentar esse tipo de infecção. nismo do Rio Grande do Sul os requisitos da investidura, mas semanas. Combinado com ele, Ocorre que muitos de nós, ou pela idade determinação. Os trabalhadores da saú- do governo) ou que sejam sustentadas próximas (CAU-RS). também com a natureza, complejá e, reforcei juntograu ao governador avançada ou porexplica sofrer Alexanalguma moléstia de, que precisarão se manter ativos para por trabalhadores autônomos, mesmo inclusive, Conforme xidade sobretudo, de resda cidade de mais recurpelosanalisa próximos qua- as demandas que fragilizam as defesas,dotêm maior atender a população, os trabalhadores da que não inscritos, dre lhes Wollmann, presidente ponsabilidade do cargo, afiguWollmann que medida sos para o Fundo Municipal de Saúde e, podecorreção, beneficiar 100 sido setor de energia, comerci- tro meses, o que dificuldade para enfrentar a doença. Bragança segurança, destaca quedo valor oferecido pelo certame Senge, os três órgãos já haviam rando-se manifestamente inconsbusca que até já havia envio Essa renda ários e comerciantes Mesmo que a grande nãoo desrespeito profissional” de bens essenciais, milhões de brasileiros. alertado a Prefeitura sobremaioria o “beira titucional, nulo,o inefi cazdee,alimentos poralvo de notifi cação do mínisindicato emergencialmente, menosqualquer favorecida. sofra qualquer problema frente à con- etc, todos esses precisarão manter algum ma garantirá, mais do que a distribuição para nossa descumprimento da Lei Federal tanto, população inábil a produzir alimentação, o acesso desses de atividadeNão e por mobilização isso precisamos taminação que oem de nível 4950-A/66,(sabemos que determina sa- torno efeito”. juntos. Vamos enfrentar alertamos e aconselhamos. é uma de resposta aos estudo e esforço quenossos o profissio- Estamos essa situação e sairmos dela mais irmãos ao pequeno comércio e às evenser muito agradecidos, solidários e coo85% das pessoas que são infectadas ou lário mínimo profissional. De fomos atendidos. Logo, ajuiza- profissionais, pois “o Conselho nal tem para se formar. Beira o Através da assessoria de unidos e mais dispostos a uma vida baseada tuais medicações necessárias, e permitiperativos com eles. E a melhor forma de não sofrem nada ou apresentam sintomas acordo com a legislação, o piso mos para que se corrija”, desta- não pode ficar omisso” em situa- desrespeito profissional”, aponta. comunicação, a Prefeitura de em valores de solidariedade, rá que todos esse período de pela cooperarmos é fazer a nossa parte esta. para “Com leves), parte édedenós,cacaso previstouma aos pequena profissionais Bagé informou que aindatolerância não foi e Wollmann. ções como justiça e enfrentem A liminar, expedida verdade. Sejamos fortes! escassez com dignidade e garantia de sodiminuir o nível de contágios, achatar tenha contato com o vírus, precisará de R$ 5.988 para jornada de 30 hoO 2º vice-presidente do correção, entramos com o pro- Justiça Federal ainda na sexta- intimada. Assim que ocorrer a brevivência cumprir as requer determinações curva da civil doença e permitir nível oferecido atendimento hospitalar e até,de em alguns ras e R$ 8.982 para jornada cação, a previsão é que o CREA, o aengenheiro Francesso. um O valor (R$ao -feira (31), urgência “para notifi www.jornalminuano.com.br BAGÉ, 2 DE MARÇO DE 2020 Líder ingresse da bancada PT na ALRS 40 horas. “Em 25 de novembro, cisco Bragança, explica que a 1.389,69) é irrisório para todo o que seja suspenso o andamento Executivo comdorecurso.

Liminar suspende realização do concurso da Prefeitura de Bagé para vagas de Engenheiro e Arquiteto

FAT - Jornal Minuano | CNPJ: 87415725/0012-81 Endereço: Av. Marechal Floriano, 2050 - CEP 96400-011 - Bagé/RS Telefones: Redação (53) 3242-7693 - Assinaturas 3241-6377 www.jornalminuano.com.br | redacaominuano@gmail.com | facebook.com/jornalminuanobage

GERENTE COMERCIAL Adriana Robaina

EDITOR-CHEFE Felipe Valduga

Editor assistente - Sidimar Rostan • Reportagem - Viviane Becker - Melissa Louçan - Jaqueline Muza - Rochele Barbosa - Yuri Cougo Dias • Chargista - Cláudio Falcão • Repórter fotográfico - Antônio Rocha - Tiago Rolim de Moura • Diagramação - Luís Mário Pereira - Vinícius Silva • Assistente comercial - Angelina Britto • Executiva de Contas - Dulce Dias • Distribuição - Marcos Goulart • Administrativo - Lidiane Selaje Marques • Colaboradores - José Carlos Teixeira Giorgis - Marcelo Teixeira - José Artur M. Maruri dos Santos - Airton Gusmão - Dilce Helena dos Santos - Fernando Risch - João L. Roschildt • Impressão - Gráfica UMA (Grupo RBS) - Porto Alegre/RS Laboratório de

Jornalismo

Coordenador do Curso de Jornalismo

Glauber Pereira

Os artigos assinados não refletem, necessariamente, a posição do jornal. Por isso, a editoria não se responsabiliza pelas opiniões emitidas.

Nando Cláudio Cláudio Farinha completa Charge Charge Falcão Falcão 15 anos de rádio Florêncio e a nova categoria de habilitação

Há 15 anos presente nas manhãs dos bajeenses, Nando Farinha celebra o debut de seu programa com uma novidade. A partir de hoje, o programa “Agronegócio” passa a ser chamado apenas pelo nome do radialista. Jornalista, radialista, leiloeiro, representante comercial e produtor rural, Nando Farinha estreou nas ondas do rádio em 1º de março de 2005, na Delta 99.7. “Fui pioneiro neste segmento em rádios FM”, relembra. Após 14 anos, trocou de emissora em março de 2019, passando a apresentar o programa semanal na rádio Pop Rock 98.1. Ali, deu continuidade à iniciativa, que vai ao ar de segunda a sexta, das 6h às 8h, sempre mantendo o foco em temas como agronegócio, política, economia, entrevistas e novidades. “Meu orgulho e minha alegria é receber, todos os dias, mensagens de ouvintes dizendo: como é bom te ouvir. Isso não tem preço”, destaca.

Florêncio e o isolamento social

falcaobage58@gmail.com falcaobage58@gmail.com

TIAGO ROLIM DE MOURA

Radialista, na atualidade, comanda programa na Pop Rock Bagé

com a significativa mudança do nome do programa, que agora será conhecido pelo nome do apresentador, mas sempre mantendo o foco dos assuntos que já

ria. Não copio ninguém e mantenho a minha imagem e personalidade, minha conduta e ética sempre na mesma linha. E é pelos meus ouvintes e patrocinadores


Cidade

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 25 DE MARÇO DE 2020

03

Corujão vai se tornar ‘Hospital de Campanha’ para combate ao Covid-19 em Bagé Bagé ganhará um aporte de peso nas ações de combate ao coronavírus. Após registrar sete casos confirmados no município, foi anunciado, na tarde de terça-feira, que o Corujão – prédio pertencente à Fundação Attila Taborda (Fat) – foi disponibilizado e será, momentaneamente, transformado em um Hospital de Campanha para tratamento ao Covid-19. A Fat anunciou que, atendendo a solicitação formalizada pelo secretário municipal de Saúde, Mario Mena Kalil, decidiu colocar à disposição o campus denominado de Corujão, para que o serviço de saúde pública possa utilizar as dependências e respectiva área de estacionamento (campo esportivo), para estabelecer uma base de recepção e retaguarda a pessoas em razão do coronavírus.

O comunicado mencionou que, “neste momento de comoção mundial pela pandemia do Covid-19, se solidariza com a população de Bagé e Região, disponibilizando nossos préstimos institucionais”. No comunicado, a Fat, mantenedora da Urcamp, do Hospital Universitário Doutor Mário Araújo (HU), Museu Dom Diogo de Souza, Museu da Gravura Brasileira, Casa da Menina, bem como do Jornal MINUANO, adianta que o HU “está se ajustando na capacitação técnica e sanitária à recepção de pacientes que exijam isolamento, cujo desenvolvimento dos trabalhos ainda não foi concluído e, considerando que o número de casos infectados aumenta diariamente, impondo a adoção de medidas emergenciais e estratégicas, para disponibilizar,

Mais 50 leitos garantidos Questionado sobre a utilização do espaço, durante coletiva concedida à imprensa, no final da tarde, o prefeito de Bagé, Divaldo Lara, tratou a novidade como uma grande conquista para a cidade, já que, segundo ele,

ampliará a capacidade de tratamento em cerca de 50 leitos. “Foi uma excelente ação em conjunto, Hospital Universitário com a Santa Casa, com articulação com nosso secretário de Saúde. Vamos ter em torno de

TIAGO ROLIM DE MOURA

à Secretaria de Saúde de Bagé, os respiradores instalados no nosocômio e, com isso, desprovendo-se de condições à recepção de pacientes em estado de gravidade de saúde, ficando nossas instalações hospitalares destinadas aos casos que envolvam a menor complexidade”. A direção da FAT-URCAMP-HU, na manifestação, frisa que entende como relevante o comunicado à população de Bagé, “demonstrando o nosso compromisso precípuo com a saúde pública e delegando as deliberações desses nossos atos de disponibilização do Hospital ao entendimento que for estabelecido pela Secretaria de Saúde de Bagé”. O texto é assinado pela presidente da Fat e reitora da Urcamp, Lia Maria Herzer Quintana, “em nome de todos os colaboradores”

Estrutura foi disponibilizada pela Fundação Attila Taborda

Lia, à reportagem, reiterou que, neste momento, é preciso que todos façam a sua parte. “Somos uma instituição sexagenária, que tem como propósito servir à comunidade. Quando não tinha Ensino Superior trouxemos para Bagé.

Agora, simplesmente estamos cumprindo com o nosso dever para superarmos essa pandemia. É o momento de unir forças, inclusive as instituições, para vencermos. Não podemos, todos, deixar de fazer a nossa parte”, frisou.

Atualização de casos

120 a 130 leitos, que compõem leitos para estado gripal e leitos clínicos específicos. Ou seja, específico para o ‘corona’ e para o estado gripal. Vamos alcançar, com o Hospital de Campanha, mais 50 vagas”, destacou.

Também durante a coletiva, o chefe do Executivo atualizou os dados referentes ao coronavírus na cidade. A principal novidade foi quanto ao número de casos descartados, que passou de 8 para

18. Outro dado que chamou a atenção, contudo, foi a elevação de suspeitas, de 42 para 60. Quanto aos infectados, o patamar - até aquele momento - seguia o mesmo de segunda-feira: 7.

O Exército deve disponibilizar seis caminhões-pipa para o abastecimento de água do município. O recurso será captado nas pedreiras. A informação foi confirmada pelo presidente do Legislativo bajeense, vereador Carlos Adriano Carneiro (Esquerda), do PTB. Detalhes sobre a cooperação foram ajustados durante agenda com o diretor do Departamento de Água, Arroios e Esgoto de Bagé (Daeb), Graciano Pereira, e o Tenente do 3º Batalhão Logístico - Batalhão Presidente Mé-

dici (3º B Log), Coronel Lima. O engenheiro químico da autarquia, Maiquel Vieira, destaca que a água será retirada das pedreiras de caminhão, irá para a unidade de tratamento do Exército, onde vai ser tratada e distribuída. O engenheiro ainda enfatizou que a água que chegará em locais considerados críticos e estratégicos, a exemplo dos hospitais, estará dentro dos parâmetros. “A água das pedreiras receberá o tratamento necessário para sair potável dentro dos padrões estabelecidos pelo

Ministério da Saúde”, informa. Pereira informa que, em um segundo momento, a água pode ser tratada no local, em uma estação de tratamento, e jogada na rede, para que abasteça a Zona Leste. Esquerda afirma que a medida representa um esforço ‘no sentido de buscar mais uma alternativa para solucionar a questão do abastecimento de água ‘. “Estamos passando por um período complicado que é necessário ir em buscas de medidas para suprir as necessidades da população”, ressalta.

LAUREN BRASIL / ESPECIAL JM

Exército deve auxiliar no tratamento de água das pedreiras

Detalhes sobre a cooperação foram ajustados durante encontro


04

Cidade

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 25 DE MARÇO DE 2020

Suspensão de atividades da construção civil pode gerar demissões em Bagé

TIAGO ROLIM DE MOURA

Obras na cidade estão sem nenhuma movimentação de trabalhadores

do setor, Marcus Flavius Menezes, salienta que, em seu entendimento, a construção civil não integra o setor de serviços essenciais, e desde sexta-feira, 20, já havia parado as atividades, junta-

mente com o comércio. Menezes afirma que entre o comércio e construção civil cerca de 170 pessoas estão paradas. Ele não projeta demissões, mas enfatiza que terá que aguardar a situação

Camelôs e ambulantes buscam alternativas para superar período de restrições de vendas Desde o dia 19 de março, após a publicação de decreto municipal restringindo atividades comerciais, ambulantes que trabalham nas vias da cidade e os camelôs que atendem nas bancas dos Centros de Integração Comercial (CICs) das avenidas Marechal Floriano e Flores da Cunha, estão com dificuldades de manter suas famílias. Os trabalhadores buscam soluções para superar a situação. Uma das alternativas propostas contra a pandemia é a distribuição, pelo governo federal, de R$ 200 para informais. Mas não são todos que têm o direito de

acessar a verba. O representante dos ambulantes, Cristiano Bitencourt, classifica a situação como difícil. Ele explica que, para conseguir um alento, os trabalhadores estão tentando uma audiência com o prefeito Divaldo Lara, do PTB, para quinta-feira, às 9h. “Somos cerca de 50 famílias. Dependemos dessas vendas e vamos tentar algum valor de auxílio com o prefeito”, disse. Já a representante do CIC da Floriano, Ana Paula Pereira, salienta que no local trabalham 93 famílias. O fechamento, se-

gundo ela, foi imediato,e a maioria dos comerciantes achou a medida positiva, neste momento. Ana Paula explica que desde que assumiu a coordenação, todos os trabalhadores que atuam no CIC foram formalizados como Microempreendedores Individuais (MEI), e, com isso, não podem ter acesso a essa verba federal. Uma das alternativas, segundo ela, é realizar vendas através de classificados na Internet, e com entrega domiciliar. Ana Paula ressalta que cerca de 500 pessoas circulavam pelo local diariamente.

do mercado, avaliando quanto tempo irá permanecer parado. “Vamos tentar negociações de prazos com os fornecedores e buscar a manutenção da saúde e empregos das pessoas”, comenta.

TIAGO ROLIM DE MOURA

Com atividades suspensas pelo prazo de 15 dias, que pode ser prorrogado por força do decreto municipal editado para conter a disseminação do coronavírus (Covid-19), o fechamento de postos de trabalho ronda o setor da construção civil, em Bagé. As demissões já são consideradas por pelo menos uma das principais empresas do ramo. “Ainda não conseguimos definir o que fazer, mas pretendemos usar todos os recursos possíveis, como férias e paralisação das obras”, explica o empresário Luis Fernando Dalé. A empresa parou todas as obras em andamento, inclusive nos canteiros do residenciais Sagrada Família e Nossa Senhora Auxiliadora, do programa Minha Casa, Minha Vida, que estão praticamente concluídos, faltando apenas liberação da Caixa Federal. Dalé salienta que, em sua empresa, a restrição afeta cerca de 240 funcionários fixos e aproximadamente 80 terceirizados. Ele comenta que recebeu a notícia sobre a suspensão das atividades com surpresa. Ao afirmar que irá cumprir a medida, reforça a que situação deve gerar demissões. Para Dalé, a medida de parar a construção civil foi feita de certa forma equivocada, visto que a maioria das obras é realizada em ambiente aberto, sem restrições por decreto estadual. “Estamos muito preocupados. Penso que a economia não pode parar. Mas estamos liberando o pessoal. Muitos são de fora do estado e querem algumas garantias de quando irão voltar”, relata. O diretor de outra grande empresa

Cic está fechado desde sexta-feira


Fogo Cruzado

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 25 DE MARÇO DE 2020

Os decretos de calamidade adotados pelos municípios da região, restringindo o funcionamento de empresas para conter a disseminação do coronavírus (Covid-19), deve gerar impactos nas receitas municipais. A arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), que incide justamente sobre atividades de comércio, prestações de serviço específicas e em industrializações de produtos, por exemplo, começa a apresentar sinais desfavoráveis. Os repasses estaduais e federais representam, em média, 40% do total das receitas dos municípios gaúchos. O ICMS sozinho responde por metade, seguido do Fundo de Participação dos Municípios (16%, que é federal) e do Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). As prefeituras das ainda avaliam os possíveis impactos, mas já estimam perdas.

TIAGO ROLIM DE MOURA

Restrições ao comércio devem refletir nas receitas municipais

Empresas de diferentes ramos estão com atividades suspensas na região

O prefeito de Aceguá, Gerhard Martens (doutor Geraldo), do PSDB, projeta impacto negativo. “Ainda não temos como quantificar. Sabemos, hoje, que os repasses do governo federal e do governo estadual devem cair em torno de 20%. Mas vamos pedir a Deus para que nos proteja desta tão temida epidemia”, disse.

Em Candiota, o prefeito Adriano dos Santos, do PT, destaca que a prefeitura já registrou queda de R$ 20 mil na arrecadação do ICMS. O Executivo deve realizar uma reunião na quarta-feira, 25, para tratar justamente sobre os impactos da crise provocada pelo coronavírus na economia do município.

da Câmara. O edital para o certame que oferece uma vaga para o cargo de oficial legislativo e uma vaga para o cargo de assistente legislativo, mais cadastro reserva, será publicado neste quarta-feira,

pela Fundação Universidade Empresa de Tecnologia e Ciências (Fundatec). “Estamos cumprindo com a legislação eleitoral, visando a reposição dos cargos da Câmara”, pontua.

@sidimarrostan sidimar_frostan@hotmail.com

05

Sidimar Rostan

Corsan vai isentar cobrança para tarifa social em Aceguá, Dom Pedrito e Lavras do Sul

A Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) vai isentar a cobrança dos clientes de tarifa social pelos próximos 90 dias. A empresa também suspendeu os cortes por não pagamento nos próximos 60 dias. Na região, as medidas valem para consumidores de Aceguá, Dom Pedrito e Lavras do Sul. Para também minimizar os riscos, a Corsan suspendeu a atividade da leitura em campo por 15 dias. As faturas serão calculadas com valores relativos à média dos últimos 12 meses e encaminhadas aos clientes pelos Correios, na me-

dida do possível, bem como por meios eletrônicos. A Corsan oferece a possibilidade do pagamento por meio de débito em conta, reforçando a importância do pagamento regular, uma vez que multas e juros sobre atrasos continuam em vigor. A comunicação de vazamentos e interrupções de abastecimento; qualidade da água; vazamento de esgoto; limpeza de fossas; problemas com hidrômetros; troca de endereço de entrega da fatura, envio por e-mail ou em braile podem ser solicitados pelas plataformas digitais da Companhia.

Prefeituras de Candiota e Hulha Negra não têm previsão para Esquerda confirma edital do concurso da Câmara celebrações de emancipação

O presidente do Legislativo bajeense, vereador Carlos Adriano Carneiro (Esquerda), do PTB, confirmou mais uma etapa do cronograma do concurso público para o preenchimento de postos

Deputados integram Comitê Municipal de Acompanhamento do Covid-19

Por convite do prefeito de Bagé, Divaldo Lara, do PTB, os deputados que representam a região na Assembleia Legislativa e na Câmara dos Deputados integraram o Comitê Municipal de Acompanhamento ao Covid-19. O colegiado tem representação dos principais órgãos e entidades do âmbito público e privado da

cidade, a exemplo do Exército, da 7ª Coordenadoria Regional de Saúde, Secretaria Municipal de Saúde, conselhos municipais e entidades de classe ligadas ao comércio e serviços. O Comitê foi formado no dia 16, quando não haviam casos suspeitos no município. Divaldo destaca que convidou os deputados esta-

duais Luís Augusto Lara, do PTB, e Luiz Fernando Mainardi, do PT, além do deputado federal Afonso Hamm, do Progressistas. “Todos prontamente aceitaram o convite e estarão conosco, auxiliando na tomada de decisões para proteger a população neste momento crucial de controle do avanço do vírus”, comentou o petebista.

Candiota e Hulha Negra completam, hoje, 28 anos de emancipação. Com os cronogramas de comemoração suspensos em função dos esforços para conter a disseminação do coronavírus (Covid-19), os dois municípios não têm previsão para realização de celebrações tradicionais, a exemplo do Canto Moleque, festival amador de música nativista. O prefeito de Candiota, Adriano dos Santos, do PT, explica que todos os eventos estão suspensos por tempo indeterminado, justamente para evitar aglomerações. “Qualquer realização das atividades, no futuro, ou reedição delas, vai depender de como vai se comportar as ações a nível de país. Por isso

não temos previsão”, pontua. Santos reafirma que a principal preocupação é conter o avanço do coronavírus. “Quando passar o momento de risco, vamos sentar para debater, principalmente as ações de cultura”, explica. Em Hulha Negra, também não existe previsão de agenda para deliberar sobre os eventos oficiais de comemoração do aniversário do município. O foco da gestão municipal está direcionado às ações de combate à disseminação do coronavírus. Sem poder mensurar a duração da crise gerada pela pandemia, a Prefeitura de Hulha Negra reforça que é ‘momento de ficar em casa’, tomando os cuidados necessários para conter a doença.


06

Cidade

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 25 DE MARÇO DE 2020

Meta é aplicar mais de 4,4 milhões de doses do RS

O segundo lote de vacinas contra influenza já está sendo distribuído aos municípios do Rio Grande do Sul. São mais 450 mil doses para atender à primeira etapa da campanha destinada a idosos e trabalhadores de saúde. Na segunda-feira (23/3), as doses já começaram a ser distribuídas para as 19 Coordenadorias Regionais de Saúde e delas para os municípios. Como se trata de um imunobiológico, a distribuição é feita em etapas, de acordo com a capacidade de armazenamen-

to nos estados e municípios. O cronograma de entrega segue critérios técnicos, e o envio é realizado nos quantitativos necessários para atender ao cronograma e às etapas de vacinação por faixas etárias do público-alvo da campanha. Com essa nova remessa, 50% das doses necessárias para esta etapa da vacinação (pessoas com 60 anos ou mais e trabalhadores da saúde) já foram recebidas, totalizando 900 mil doses de vacinas do Ministério da Saúde.

Grupos prioritários e doses destinadas Conforme estimativa do número de pessoas (meta: 90% de cada público-alvo) REPRODUÇÃO JM

Estado recebe novo lote de vacinas contra a gripe influenza

Início: 23 de março • Pessoas com 60 anos ou mais • 1.467.957 doses • Trabalhadores da saúde • 315.089 doses Início: 9 de abril • Crianças entre 6 meses e 2 anos • 212.244 doses • Crianças entre 2 e 4 anos • 387.607 doses • Crianças de 5 anos • 134.914 doses • Gestantes • 106.124 doses • Puérperas (pós-parto) • 17.435 doses • Indígenas • 24.154 doses • Adultos de 55 a 59 anos • 588.382 doses • Pessoas privadas de liberdade • 23.351 doses • Funcionários do sistema prisional • 7.353 doses Início: 16 de abril • Doentes crônicos • 969.736 doses • Professores • 110.359 doses • Forças de segurança • 40.810 doses

Secretaria de Saúde do RS abre inscrições para contratações emergenciais A Secretaria de Saúde do Estado do RS já está com inscrições online abertas para contratações emergenciais de biólogos, farmacêuticos, enfermeiros e médicos para trabalhar no enfrentamento à epidemia da Covid-19. São dois editais de Processo Seletivo Simplificado: o primeiro contendo quatro vagas para farmacêutico, quatro vagas para biólogo, sete vagas para enfermeiro e duas vagas para médico. O vencimento será R$ 3.473,34, para 30 horas semanais, podendo o profissional ser convocado para trabalhar aos sábados, domingos e feriados. O local de trabalho

será no Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs). O segundo edital traz 20 vagas, podendo ser chamado até o limite de 40, para médico regulador, para atuar com exclusividade no Complexo Regulador Estadual. O vencimento será de R$ 3.473,34, acrescido de 200% de Gratificação de Função Especial, para 30 horas semanais, podendo o profissional ser convocado para trabalhar aos sábados, domingos e feriados. Mais detalhes estão disponíveis no link https://saude. rs.gov.br/contratacoesemergenciais2020

Serginho Moah: “Precisamos nos unir e fazer nossa parte”

DIVULGAÇÃO

TOTAL DE DOSES: 4.405.515

A quarentena mudou a realidade de muitos trabalhadores e fez com que os autônomos buscassem alternativas e adaptassem seus serviços, para continuar garantindo alguma renda. Com a determinação do isolamento, muitos trabalhadores e prestadores de serviços estão usando as redes sociais como aliada, para oferecer seus produtos. Há também quem passou a dar mais atenção a outras oportunidades dentro da sua atividade, como é o caso de Ana Beatriz Rosa Silva, proprietária de um Atelier Escola de Costura. Já na primeira encomenda de máscaras para enfrentamento do coronavírus, ela viu a oportunidade como uma alternativa de renda, neste momento de crise. “Eu não sabia como viveria nesses dias, até que surgiram os primeiros pedidos de máscaras”, declarou. A costureira, com experiência comprovada na área, já havia confeccionado, há alguns anos, esse acessório de proteção para clínicas médicas da

REPRODUÇÃO JM

Autônomos usam tecnologia e criatividade para se manter em meio ao coronavírus Músico aponta atividades que podem ser feitas em casa

Ana passou a confeccionar máscaras para proteção ao Covid-19

cidade. Depois da primeira encomenda, conta ela, surgiram muitas outras, incluindo pedidos para equipes de órgãos públicos que precisam permanecer trabalhando. Agora, a produção tem aumentado a cada dia, devido à demanda. De acordo com Ana,

as máscaras em modelo cirúrgico são feitas em algodão puro e são entregues devidamente lavadas e esterilizadas em equipamento industrial e enviadas por tele-moto. A unidade custa R$ 10,00 e as encomendas podem ser feitas pelo telefone (53) 99107-0800.

Músico e ex-vocalista da banda Papas da Língua, Serginho Moah foi mais outro famoso que mandou recado para Bagé, por meio das redes sociais. É notório que a cidade tem chamado a atenção pelo número de casos, tanto que só fica atrás de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Em vídeo, com a música “Eu Sei”, ao violão, Serginho pede para que quem não tenha nada extremamente importante permaneça dentro de casa. E além do recado referente à proteção contra o surto do coronavírus, adiantou que pretende voltar para tocar em Bagé o mais breve possível. “Estou aqui, nesse momento, para dar um toque para vocês.

Vamos ficar em casa. O mundo está vivendo um momento muito difícil. Precisamos levar a sério essa determinação, segurar essa onda de ir pra rua. Não é fácil, mas precisamos ter consciência. Infelizmente, o coronavírus chegou com muita força em Bagé. Se não tiver nada muito importante, fique em casa, curta a família, veja um filme, leia um bom livro, pegue seu instrumento. É até uma oportunidade para aprender a tocar algum. A gente vai passar por isso, vamos superar. Mas, para isso, precisamos estar unidos. Ainda quero voltar a Bagé para fazer um som para vocês. Daí, estaremos todos juntinhos para curtir”, finaliza Moah.


Segurança

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 25 DE MARÇO DE 2020

DIVULGAÇÃO

07

Exército faz barreiras de restrição de 30 dias em Aceguá

DIVULGAÇÃO

Descumprimento do toque de recolher pode gerar multa de até R$ 9,7mil Quem descumprir o toque de recolher, das 22h às 6h, estabelecido por decreto da prefeitura de Bagé, dentro do esforço para conter a disseminação do coronavírus (Covid-19), pode pagar multas que variam de uma a 10 Unidades de Referência de Preço (URP). Cada URP representa R$ 972,32. A multa, que também se aplica para quem descumprir os outros pontos do decreto, inicialmente pelo prazo de 15 dias, pode ultrapassar R$ 9,7 mil. O decreto prevê que as mutas podem ser aplicadas pelos fiscais. A URP aplicada vai depender da avaliação sobre a gravidade da infração. Na noite de segunda-feira, quando a medida entrou em vigor,

o setor de Vigilância em Saúde fiscalizou comércios que têm horários específicos para funcionarem durante o período de prevenção ao Covid-19. Nenhum estabelecimento descumpriu a determinação ou foi multado pela equipe de aproximadamente 15 pessoas que atuaram no monitorando. O prefeito Divaldo Lara, do PTB, acompanhou o trabalho. Conforme o coordenador da vigilância em saúde, Geraldo Leal Gomes, a população está acatando o decreto. Ele explica que apenas um posto de combustíveis foi encontrado aberto, mas fechou logo em seguida. Gomes salienta que as tele-motos estão funcionando e algumas lancherias no sistema de

delivery. “Por volta de 23h já estava tudo fechado”, disse. Hoje, os postos de combustíveis irão parar às 19h, visto que o último ônibus deve circular às 20h. O coordenador ressalta que o maior problema ainda são os idosos nas ruas, além das pessoas mais esclarecidas que insistem em ir para praças fazer caminhada e exercícios. Entre as indústrias, somente estão funcionando empresas do setor de alimentos, como engenhos e frigoríficos, mas todos com carga horária reduzida, atendendo normas vigentes. “O transporte leva a metade da lotação, álcool em gel no ônibus que leva aos locais e o número reduzido de funcionários e horário de trabalho”, comenta.

Polícia Civil intensifica mobilização de apoio contra o Covid-19 A Polícia Civil intensificou, desde ontem, a mobilização de apoio aos município e aos órgãos de Vigilância Sanitária em todo o Rio Grande do Sul para fiscalização das medidas restritivas determinadas por decretos estaduais que visam reduzir a propagação do novo coronavírus. Os agentes estão indo às ruas para auxiliar servidores das Guardas Municipais e da Brigada Militar para garantir o cumprimento das determinações e orientar sobre os riscos da pandemia causada pelo Covid-19. O objetivo principal é dispersar aglomerações de pessoas a partir do diálogo nas abordagens pelas guarnições, que têm feito rondas nas cidades, além de reali-

zar fiscalizações permanentes ao comércio, orientando sobre a ordem de fechamento para os estabelecimentos que não prestem serviços essenciais – a lista de atividades que devem manter funcionamento foi atualizada nesta segunda-feira (23), com alteração no decreto estadual de calamidade pública. A orientação é a medida inicial em todos os casos, mas a negativa ao atendimento das determinações nos decretos estaduais e municipais resultará em autuação criminal. Nos casos que infringirem a proibição de realizar eventos e reuniões com mais de 30 pessoas ou de descumprimento do dever de isolamento, quarentena e

realização compulsória de exames médicos, são passíveis de penalização pelo artigo 268 do Código Penal – infringir determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa –, com pena de detenção, de um mês a um ano, e multa. Casos em que proprietários de bares e estabelecimentos comerciais que, mesmo após a notificação da autoridade municipal para fechar, insistirem em manter os locais abertos, serão autuados pelo artigo 330 do Código Penal – “desobedecer a ordem legal de funcionário público” –, com pena de detenção, de 15 dias a seis meses, e multa.

Defesa Civil anuncia novo número para cadastros A Defesa Civil de Bagé informa que o número para cadastro para recebimento de alimentos foi alterado. Quem desejar se cadastrar deve entrar em contato somente por mensagem de texto colocando nome e endereços

completos, as duas únicas informações necessárias. O telefone é (53) 99937-7940. A Defesa Civil acrescenta que as pessoas serão atendidas na medida do possível, de acordo com o estoque de mantimentos e

a quantidade recebida como doação e repasse. A instituição destaca, ainda, que as pessoas não devem realizar ligações via telefone, somente por texto. Quem não enviar os dados completos não poderá receber os alimentos.

Óbitos ALTHAYR COSTA SIMÕES PIRES, 94 anos, dona de casa, viúva. Residia na avenida Tupy Silveira. Deixa os filhos Cândido, Ibagé e Maria da Graça.

Operação busca impedir acesso de estrangeiros no território brasileiro

A 3ª Brigada de Cavalaria Mecanizada (3ª Bda C Mec) vem apoiando, em sua área de atuação, as ações da Polícia Federal e Receita Federal, no cumprimento da Portaria Presidencial nº 132, de 22 de março de 2020, que impôs 30 dias de restrição excepcional e temporária de entrada no País, por via terrestre, de estrangeiros provenientes da República Oriental do Uruguai. Na região, as cidades gêmeas de Aceguá possuem militares atuando nesta contenção. Segundo informações do

Exército, foram estabelecidos vários postos de apoio, ao longo da faixa de fronteira, visando a atuação de forma integrada dos órgãos de segurança pública envolvidos nessa missão, nos termos da Portaria vigente. Os militares, segundo comunicado oficial, também servem como instrumento de informação e esclarecimento aos transeuntes usuais da fronteira, tanto brasileiros, como uruguaios, contribuindo no combate à pandemia de Covid-19.

Caminhões levam água até o Presídio de Bagé DIVULGAÇÃO

A 6ª Divisão de Exército, por meio da 3ª Brigada de Cavalaria Mecanizada, anunciou, na tarde desta terça-feira, dia 24, que vem buscando atender às demandas dos municípios, decorrentes do longo período de estiagem, disponibilizando caminhões cisterna, a fim de mitigar as necessidades cotidianas da população. Dentro deste cenário, se inserem as necessidades do sistema prisional de Bagé, o qual vem sendo apoiado com ressuprimento de água.

A iniciativa, divulgou o Exército, busca fazer frente às necessidades básicas de higiene de mais de 600 apenados. “Tal medida reforça o trabalho sinérgico das instituições federais, estaduais, municipais, de segurança e de ordem pública e do Exército Brasileiro, no atendimento da população, incluindo-se na prevenção da transmissão do COVID 19, por intermédio da disponibilização de água para a consumo e higiene”, menciona nota oficial.


08

Contracapa

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 25 DE MARÇO DE 2020

Indicativo é de que Olimpíadas e Paralimpíadas são adiadas Após dias de pressão de váDivisão de Acesso retorne rias frentes do esporte, na manhã entre agosto e setembro de ontem, o presidente do ComiDANIEL ZAPPE/CPB/MPIX

O presidente da Federação gaúcha de Futebol (FGF), Luciano Hocsmann, reuniu-se, na tarde desta terça-feira, dia 24, por meio de videoconferência, com os representantes dos 16 clubes que participam da Divisão de Acesso. E o resultado final da reunião é pelo indicativo de que a competição retorne somente entre agosto e setembro. Contudo, essa decisão só será oficializada nos próximos dias, numa nova reunião, com data a ser definida. Dessa vez, participarão representantes do Sindicato dos Atletas Profissionais do Rio Grande do Sul (Siapergs), Ministério Público (MP) e, claro, dirigentes da FGF e dos 16 times. Em relação ao calendário, é consenso dos clubes pelo adiamento, até porque, nenhuma equipe participa de alguma divisão nacional. Ou seja, há datas disponíveis para realização do certame no segundo semestre. Inclusive, alguns diretores sugerem que a Divisão de Acesso aconteça aos domingos e a Copinha às quartas-feiras. Então, nem

DIVULGAÇÃO

Presidente da FGF deve oficializar decisão nos próximos dias

a Copinha estaria descartada da temporada de 2020. O que dificulta para que a medida seja oficializada é em relação aos contratos dos jogadores e comissão técnica, se ficarão em vigor até o reinício da competição ou se serão suspensos. Por isso, o diálogo estreito com o Sindicato dos Atletas. E a decisão também depende do que o governo federal decidirá, a respeito dos contratos trabalhistas, visto que a Medida Provisória, proposta pelo presidente Jair Bolsonaro ainda não teve um parecer definitivo.

tê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, confirmou o adiamento das Olimpíadas e Paralimpíadas de Tóquio 2020. A decisão foi tomada após teleconferência com o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe. Ainda não há uma nova data, contudo, a tendência é de que a competição ocorra até o verão de 2021. Até a manhã de ontem, a pandemia já tinha registrado mais de 390 mil casos e mais de 17 mil mortes pelo mundo. Conforme dados divulgados pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB), 178 atletas brasileiros já estavam classificados para as Olimpíadas. A estimativa era de que a delegação fosse composta de 250 a 300 representantes. Nas Paralimpíadas, o Comitê Paralímpico Brasileiro afirma que o Brasil tinha assegurado 117 vagas. A estimativa era de que a delegação tivesse 415 pessoas, entre atletas e comissão técnica. Vale lembrar que o nadador bajeense Roberto Alcalde estava buscando classificação para a Paralimpíada. Agora, resta saber como ficará o calendário de competições pré-Tóquio para 2020.

Bajeense Roberto Alcalde buscava classificação para os Jogos

Nota oficial do COI, na íntegra “O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, e o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, realizaram uma conferência por telefone nesta manhã para discutir o ambiente de constantes mudanças com relação ao Covid-19 e as Olimpíadas de Tóquio de 2020. Estiveram juntos ainda Mori Yoshiro, presidente do Comitê Organizador de Tóquio 2020; o ministro olímpico, Hashimoto Seiko; o governador de Tóquio, Koike Yuriko; o presidente da Comissão de Coordenação do COI, John Coates; Diretor Geral do COI, Christophe De Kepper; e o diretor executivo dos Jogos Olímpicos do COI, Christophe Dubi. Bach e Abe expressaram sua preocupação em comum com a pandemia mundial do Covid-19 e o que isso está fazendo na vida das pessoas e com o impacto significativo que está causando nos preparativos dos atletas em todo o mundo para os Jogos. Em uma reunião muito amigável e construtiva, os dois líderes elogiaram o trabalho do Comitê Organizador de Tóquio 2020 e observaram o grande progresso que está sendo feito no Japão para lutar contra o Covid-19. A propagação sem precedentes e imprevisível do surto viu a situação no resto do mundo se deteriorar. Ontem, o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, disse que a pandemia do COVID-19 está “acelerando”. Atualmente, existem mais de 375.000 casos registrados em todo o mundo e em quase todos os países, e seu número está aumentando a cada hora. Nas atuais circunstâncias, e com base nas informações fornecidas hoje pela OMS, o Presidente do COI e o Primeiro-Ministro do Japão concluíram que as Olimpíadas de Tóquio devem ser remarcadas para uma data posterior a 2020, mas não depois do verão de 2021, para proteger a saúde dos atletas, todos os envolvidos nos Jogos Olímpicos e a comunidade internacional. Os líderes concordaram que os Jogos Olímpicos de Tóquio poderiam ser um farol de esperança para o mundo durante esses tempos difíceis e que a chama olímpica poderia se tornar a luz no fim do túnel em que o mundo se encontra atualmente. Portanto, foi acordado que a chama olímpica permanecerá no Japão. Também foi acordado que os Jogos manterão o nome de Jogos Olímpicos e Paralímpicos Tóquio 2020”.

Profile for Jornal Minuano

20200325  

20200325  

Advertisement