Page 1

~å ç ë jornalminuano.com.br BAGÉ, quinta-feira, 27 de junho de 2019 - ANO XXV Nº 6 262 | R$ 2,00

ÁGUA

ESPECIAL

Consulta popular destina R$ 40 mil para Lavras do Sul

ETA e barragens de Bagé passam por inspeção da Vigilância Vistoria busca garantir fornecimento de hídrico com qualidade para a população

Roteiro levou estudantes de Jornalismo aos estúdios e redações de veículos de Porto Alegre

Pág. 5

Pág. 7

Págs. 10 e 11

Recurso anunciado pelo Estado prevê investimentos para a agricultura familiar

REPRODUÇÃO JM

RECURSO

Reportagem detalha viagem de acadêmicos ao Intercom

FABIO CAMPOS/ ESPECIAL JM

ENERGIA ELÉTRICA

IBAMA AUTORIZA OPERAÇÃO DA PAMPA SUL

Após ser sincronizada no Sistema Interligado Nacional, em maio, a Usina Termelétrica Pampa Sul recebeu, este mês, a licença de operação. Expectativa, agora, é pelo início oficial da geração de energia a partir da queima do carvão mineral extraído em Candiota.

Pág. 3

Previsão do tempo

3ºC

16ºC

EMPREENDEDOR - Soma destaca serviços multidisciplinares

Pág. 6


02

Opinião

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 27 DE JUNHO DE 2019

Luiz Coronel

35 anos de liberdade

O que fizemos com os nossos 35 anos da mais absoluta liberdade? Não pretende-se supri-la, nem limitá-la. “A liberdade nós só sabemos defini-la quando a perdemos”. Lutamos para conquistá-la, mas devemos perceber, imersos no labirinto de nossos dias, que somos um país pré-adolescente, que aproveitou o recreio para saquear a portinhola das merendas, derrubar as traves do campo de futebol, fazer das salas de aula uma fuzarca. Devemos constatar que nós estamos edificando nosso país sobre solo movediço, escorregadio, resultante da forma perdulária com que exercemos a nossa liberdade. Obsessões – Se não tivermos nossas certezas sob permanente suspeita de erro, tornamos nossas convicções em obsessões. Pensar grande – Se não fossem os grandes sonhos não existiriam as pirâmides, o Louvre, as catedrais góticas, a obra de Oscar Niemeyer. Quem pensa pequeno, morre agachado. O futuro não indaga o preço, usufrui das dádivas que as obras trouxeram. Estádios – A Arena do Grêmio custou, ao que me consta, dois terços do custo de edificação do Estádio Mané Garrincha, em Brasília. Por isso, se diz que aquele estádio, onde o vento enfrenta os fantasmas, constitui-se no mais gigantesco monumento à corrupção. 36 partidos – Não se fazem bons pratos com 36 ingredientes,

nem um parlamento com 36 partidos. Quando Jesus foi convidado a definir o diabo, ele deu o nome: legião. Argentinos – Torcer contra a Argentina é uma postura tribal. Necessidade de um inimigo para unificar a nossa tribo. – Contra a Argentina torço pela Rússia, China, Cochinchina. Esquecem o quanto a Argentina faz parte de nossa cultura. O tango, Gardel, Piazzolla, Luís Carlos Borges e até Guevara, se assim quiserem. Meu Deus! Que leva de sentimentos gratuitos acumulamos! Hoje – Hoje, os moradores da calçada da esquerda recusam aceitar os jatos d’água que viriam lavar suas paredes encardidas. Já os moradores da rua direita, querem que pistolas e munições estejam disponíveis qual pipoca no parque, baguete na padaria. Hoje, a esperança se abriga sob a marquise dos edifícios, esperando que passe a chuva. Anulação – Se anulados fossem todos os processos nos quais juízes e promotores confabularam, dialogaram, haveria um cataclismo, um tsunami processual no país. Folhas de processos voando, bailando pelos ares. Juízes em pane pelos corredores dos tribunais. Prisioneiros libertos. Desembargadores invadindo clínicas psiquiátricas, escrivães tomando barbitúricos e sedativos de canudinhos. Escritor

FAT - Jornal Minuano | CNPJ: 87415725/0012-81 Endereço: Av. Marechal Floriano, 2050 - CEP 96400-011 - Bagé/RS Telefones: Redação (53) 3242-7693 - Assinaturas 3241-6377 www.jornalminuano.com.br | redacaominuano@gmail.com | facebook.com/jornalminuanobage

GERENTE COMERCIAL Adriana Robaina

EDITOR-CHEFE Felipe Valduga

Editor assistente - Sidimar Rostan • Reportagem - Viviane Becker - Melissa Louçan - Jaqueline Muza - Rochele Barbosa - Yuri Cougo Dias • Chargista Cláudio Falcão • Revisão - Helena Pereira • Repórter fotográfico - Antônio Rocha - Tiago Rolim de Moura • Diagramação - Luís Mário Pereira - Vinícius Silva • Assistente comercial - Angelina Britto • Executiva de Contas Dulce Dias • Assinaturas - Paula Freitas • Distribuição - Marcos Goulart • Administrativo - Lidiane Selaje Marques • Colaboradores - José Carlos Teixeira Giorgis - Marcelo Teixeira - José Artur M. Maruri dos Santos - Norberto Dutra - Airton Gusmão - Dilce Helena dos Santos - Fernando Risch - João L. Roschildt • Impressão - Gráfica UMA (Grupo RBS) - Porto Alegre/RS Laboratório de

Jornalismo

Coordenador do Curso de Jornalismo

Glauber Pereira

Os artigos assinados não refletem, necessariamente, a posição do jornal. Por isso, a editoria não se responsabiliza pelas opiniões emitidas.

João L. Roschildt

joaoroschildt.jornalminuano@outlook.com

Coronelismo ideológico

Uma autoimagem, muito bem maquiada pelo minha opinião e meu antagonismo”. Apesar da oposiprogressismo, transita ao redor de uma fantasiosa su- ção de “Cironel”, o fato é que ele foi condenado pelo perioridade moral em seus discursos. Em razão disso, Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo a pagar para a ampla maioria de seus adeptos, o esquerdis- R$ 38 mil de indenização por danos morais ao menmo possui uma face tenra, delicada e suficientemen- cionado vereador. Mas o político, que é amplamente aclamado pela te amorosa para transformar o mundo em um lugar melhor. No reino das virtudes da esquerda, defender “intelectualidade” esquerdista universitária como um a igualdade, a diversidade, a tolerância e a “justiça indivíduo altamente preparado para as funções públisocial” (um enorme pleonasmo que presta serviços cas, mesmo que tenha afirmado, na época da última a baixo custo para as ideologias coletivistas) são as pré-campanha presidencial, que a Venezuela é uma democracia, não parou por aí. Na sequência de comprovações de seu ótimo caráter político. Aos sua participação, ao comentar a ideia de seus antagonistas, resta-lhes a representaHoliday para acabar com o Dia da Consção do “lado sombrio da Força”. Aos seus ciência Negra, “Cirão da Massa” não No entanto, o teste de “gravidez poupou críticas: “[...] um serviçal do moral” de um progressista, aquele antagonistas, branqueamento, um serviçal do preque comprova se o sujeito está ou resta-lhes a conceito [...] é um traidor da negrinão gestando as qualidades autoatrirepresentação tude”. Coppolla, com ar de espanto, buídas, ocorre quando ele é submedo “lado sombrio indagou se um negro que é contra as tido a uma real discordância. Não a cotas raciais poderia ser visto como um uma divergência entre iguais, como da Força traidor da causa. Ciro, direto como lhe é comumente se vê. Mas sim àquela que de costume (um registro que também seropõe efetivamente os pensamentos. É ve como elogio... sem ironias), foi enfático e nesse instante que as inúmeras “grávidas de Taubaté” mostram que não estão esperando dar a luz declarou, com muita convicção, que um negro que é contra as cotas raciais e uma mulher que é contra as a quadrigêmeos. O ex-candidato a presidente da República, Ciro teses feministas, não podem ser vistos de outra forma Gomes, em 24/06/2019, protagonizou um dispa- que não traidores. Para mentes utópicas e distópicas, que necessirate típico de... Ciro Gomes. Em uma entrevista ao Morning Show, da Jovem Pan, o também conhecido tariam de medicamentos para além do uso tópico, a “coroné” Ciro, ao ser questionado pelo sereno Caio adesão a determinadas agendas políticas fixa o grau Coppolla a respeito da referência que havia feito, há de dignidade de um indivíduo. Para os portadores das um ano, ao vereador de São Paulo, Fernando Holiday flâmulas progressistas, a liberdade no uso das facul(negro), designando-o de “capitãozinho do mato”, se dades da razão é algo que nunca pode ultrapassar as aproveitaria a oportunidade no programa para reite- cercas e arames farpados do coletivismo. Nada asrar a ofensa ou se retratar, ele disparou: “Não [...]; eu sombroso, afinal, uma das características fundamennão ofendi ninguém. [...] é meu direito de cidadão, tais do esquerdismo é negar, na prática, tudo aquilo especialmente de cidadão da luta política, expressar que defendem com uma linda e rotunda retórica. Professor do curso de Direito da Urcamp

Cláudio Falcão

Charge Florêncio e a Vigiagua

falcaobage58@gmail.com


Cidade

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 27 DE JUNHO DE 2019

03

Usina Termelétrica Pampa Sul recebe licença de operação do Ibama

Com capacidade instalada de 345 megawatts e investimento total de R$ 2,5 bilhões, a Usina Termelétrica Pampa Sul (Miroel Wolowski) recebeu a Licença de Operação (LO) do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). O pedido de foi protocolado em março. Ontem, a empresa publicou um edital informando a liberação da Licença de Operação, com validade de 10 anos. O documento também contempla a Barragem e o Reservatório J2, a Linha de Transmissão de 525 quilowatts (UTE Pampa Sul - Subestação Candiota) e a Correia Transportadora de Carvão, com capacidade de 550 toneladas hora T/h. Na ocasião em que a usina fez a solicitação da Licença para o Ibama, foi encaminhado um relatório que reuniu todas as informações sobre os programas e condicionantes ambientais desenvolvidos pela área de meio ambiente da Usina, desde o início das obras, em 2015, até março de 2019. Conforme preconiza a legislação do setor elétrico, a liberação da LO, pelo Ibama, é necessária para que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) emita a autorização para a entrada em operação comercial da usina.

FOTOS SIMÔNI COSTA/ ESPECIAL JM

Estrutura está autorizada a gerar energia

Uso da correia transportadora também foi liberado

Eletricidade a partir do carvão de Candiota A Pampa Sul, termelétrica a carvão, erguida em Seival, no município de Candiota, é fruto do leilão de energia A-5 de 28 de novembro de 2014, quando a Tractebel Energia adquiriu o direito de operação da nova Usina por 25 anos, a partir de 2019. Nos últimos quatro anos, o canteiro de obras movimentou milhares de traba-

lhadores. Segundo informações repassadas pelo gerente regional da Engie Brasil no Rio Grande do Sul, Renato Schmidt Barbosa, em média 67% da mão de obra foi oriunda do Rio Grande do Sul, dos quais 45% foi do município de Candiota, 19% de Bagé, 7% de Pinheiro Machado e 5% de Hulha Negra. Os demais, 24%,

foram de outros municípios do Estado. A expectativa é que, durante a operação comercial da Pampa Sul, sejam mantidos, aproximadamente, 400 postos de trabalho diretos e indiretos. Para a usina, somente de trabalhadores diretos são, aproximadamente, 100 postos de trabalho.


04

Campo & Negócios

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 27 DE JUNHO DE 2019

Arrozeiros contestam ações do governo federal para a cadeia produtiva

A Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz) enviou comunicado contestando informações do governo federal sobre o setor arrozeiro que vêm circulando na internet. Em recente áudio disponibilizado em redes sociais atribuído à ministra da Agricultura, Tereza Cristina, a dirigente ressaltou ações realizadas pelo Executivo Federal. Entretanto, a entidade afirma que a elevação dos preços de mercado do saco de arroz, de R$ 38,00 para R$ 43,00, é decorrente da forte quebra de safra no Rio Grande do Sul e redução de área plantada nos demais Estados, não sendo resultado de qualquer medida do governo, uma vez que foram colhidas 1,5 milhão de tonelada a menos na atual safra. Conforme a Federarroz, o aumento do preços não é motivo de comemoração pelos arrozeiros, pois o produtor de arroz segue tra-

balhando em imenso prejuízo, devido ao custo de produção exorbitante e influência negativa do Mercosul. “Ressaltamos que os preços do saco de arroz seriam ainda muito menores se não fossem as terríveis perdas de produção que atingiram os produtores, razão pela qual a Federarroz reforça a orientação de que o produtor reduza drasticamente o plantio, sob pena de aumentar os imensos prejuízos colhidos ao longo dos últimos anos, fato que levará o país, inquestionavelmente, a perder a autossuficiência na produção de arroz”, reafirma o comunicado. A Federarroz menciona, ainda, que a esperada e comemorada abertura do comércio para o México se revela inócua, pois os custos das taxas de entrada do arroz no país impedem a efetivação de qualquer negócio. “Além disso, em que pese inúmeras solicitações de adotar fiscalizações quali-

tativas nas fronteiras e no varejo apresentadas pelo setor, o Governo Federal não adotou qualquer medida com objetivo de minimizar as diferenças qualitativas da produção nacional e com o produto importado, situação que está acabando com o setor orizícola gaúcho”, ressalta a nota. A entidade frisa que o Executivo Federal não realizou ações direcionadas capazes de amenizar os prejuízos das enchentes que assolaram o setor no início do ano, uma vez que os produtores encontraram amparo no âmbito das limitações dos agentes financeiros, em especial o Banco do Brasil. “Por derradeiro, o Governo Federal precisa adotar, com coragem e liderança, medidas aptas a efetivamente solucionar os problemas que estão por inviabilizar a cultura de arroz no Estado”, reforça a Federarroz.

Aberto prazo para inscrições da raça Jersey na Expointer

Com o objetivo de ampliar a participação da raça, na Expointer 2019, a Associação de Criadores de Gado Jersey do Rio Grande do Sul (ACGJRS) deu início às inscrições dos animais para a edição deste ano, que acontece de 24 de agosto a 1º de setembro, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio. Para a 42ª Expointer, a entidade prepara uma série de atrações, como a realização da quarta Etapa do Circuito Nacional da Raça Jersey 2019 – Etapa Expointer, a penúltima do circuito nacional. “O circuito nacional, que, na etapa da Expointer, contará com o apoio da Associação dos Criadores de Gado Jersey do Brasil, é um evento para mostrar a força da Raça Jersey no Brasil, onde participam os melhores exemplares da raça e estamos orgulhosos de sediar esse importante evento”, destaca o presidente da ACGJRS, Darcy Bitencourt.

Outra novidade que a ACGJRS levará para a Expointer 2019 é uma premiação especial para o criador que participar do Concurso Leiteiro e de Sólidos, como explica Bitencourt.”Neste ano, a Associação Gaúcha destinará R$ 6.000 para o Concurso Leiteiro e Sólidos. Essa premiação é para estimular o expositor a participar tanto do concurso quanto da exposição”, destaca. A qualidade e composição do leite cru são fatores primordiais que afetam diretamente o rendimento, a inocuidade e as características sensoriais dos derivados lácteos, tendo em vista que nenhum processo tecnológico é capaz de melhorar a qualidade da matéria-prima. Nesse quesito, a raça Jersey possui vantagens, pois produz o leite com maior quantidade de sólidos como proteína, vitaminas, minerais e gordura. Comparado com o leite de outras raças, o leite Jersey pode conter

até 18% mais proteína e 29% a mais de gordura e, em média, 20% a mais de cálcio. Ainda dentro da programação da Expointer, a ACGJRS realizará atividades na Casa do Jersey RS para destacar e promover as vantagens da raça na produção do leite de qualidade. “Divulgar os atributos da raça é o nosso maior compromisso. Assim como a valorização dos animais controlados zootecnicamente através do registro genealógico, controle leiteiro e pontuação”, afirma Bitencourt. As inscrições dos animais da raça Jersey podem ser feitas no site da ACGJRS até o dia 19 de julho. O formulário de inscrição está disponível no site da associação, http://www.jerseyrs. com.br/. Após preenchido, o documento deve ser enviado por e-mail para jerseyrs@terra.com.br ou o criador pode entregar pessoalmente na sede da entidade em Pelotas.


Fogo Cruzado

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 27 DE JUNHO DE 2019

Fuca solicita prioridade para obra da Escola Arthur Damé

Em reunião com o secretário estadual de Obras e Habitação, José Stédile, o vereador Rafael Rodrigues (Fuca), do PT, formalizou um pedido de prioridade para a conclusão do projeto elétrico do refeitório da Escola Estadual de Ensino Fundamental (EEEF) Arthur Damé. “Pedi para que fizesse contato com o coordenador responsável, que é de Pelotas, no sentido de garantir agilidade no processo. Ele foi receptivo à demanda. Agora, aguardamos retorno”, destaca o petista. A licitação para a obra do refeitório, que será construído, onde hoje há uma sala de madeira, na escola, depende da finalização de um projeto elétrico. A instituição conta com recurso de R$ 150 mil, provenientes do Programa Autonomia Financeira 2018, des-

DIVULGAÇÃO

Petista apresentou demanda ao secretário estadual

tinado a reformas e ampliação de 349 escolas da rede pública estadual. “Por enquanto, não adianta

cobrar da secretaria da Educação se o projeto ainda não está pronto”, pondera Fuca.

Deputados apresentam pareceres favoráveis às privatizações da CEEE e CRM DIVULGAÇÃO

CRM mantém mina de carvão em Candiota

Os pareceres favoráveis aos projetos de lei que tratam sobre a desestatização da Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica (CEEE-D), da Companhia Estadual de Geração e Trans-

missão de Energia Elétrica (CEEE-GT), da Companhia Rio-grandense de Mineração (CRM) e a Companhia de Gás do Estado do Rio Grande do Sul (Sulgás), foram entregues na Comissão de

Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa, na terça-feira. As posições dos parlamentares ainda serão votadas pelo colegiado. O deputado Sergio Turra, do Progressistas, relator da proposta da CEEE; Luciano Zucco, do PSL, relator da proposta da CRM; e Elizandro Sabino, do PTB, relator da proposta da Sulgás, protocolaram relatórios sem qualquer mudança no texto original, elaborado pelo Palácio Piratini. Recusadas pelos relatores, emendas apresentadas por parlamentares da oposição determinavam que os projetos deveriam conter a modelagem financeira, a análise aprofundada sobre a operação e o mercado da empresa, bem como a análise de informações contábeis, patrimoniais, financeiras, tributárias, legais e trabalhistas dos passivos e passivos potenciais.

Justiça eleitoral aprova contas do Solidariedade de Bagé A prestação de contas do diretório bajeense do Solidariedade, referente ao exercício de 2018, foi aprovada pela Justiça

Eleitoral. A decisão assinada pela juíza Naira Melkis Pereira Caminha, observa que ‘não foram verificadas a existência de

falhas e omissões que comprometam as contas, estando atendidas, portanto, todas as exigências da legislação eleitoral’.

@sidimarrostan sidimar_frostan@hotmail.com

05

Sidimar Rostan

Decretos estaduais em desuso serão revogados Mais de 18 mil normas, publicadas entre 1989 e 2014, serão avaliadas por um grupo de trabalho do Conselho Estadual de Desburocratização e Empreendedorismo, coordenado pela secretaria estadual de Governança e Gestão, formado por seis pastas do Executivo e seis representantes da sociedade civil, incluindo Sebrae. O governo do Estado estima que a primeira etapa deve ser concluída em agosto, com o chamado ‘revogaço’ de, aproximadamente, 120 decretos desatualizados.

O Palácio Piratini também projeta ampliar a adesão de municípios gaúchos à RedeSimples. Atualmente, 161 cidades estão integradas ao sistema que facilita a abertura de micro e pequenas empresas. A meta é alcançar mais 100 cidades até agosto. Todos os órgãos estaduais que emitem permissões para a abertura de um negócio no Estado já estão integrados (JucisRS), Receita Federal, Corpo de Bombeiros, Vigilância Sanitária, Meio Ambiente e Secretaria da Fazenda.

Governo conclui pagamento de R$ 40 mil da Consulta Popular para Lavras do Sul O governo do Estado, por meio da Secretaria de Governança e Gestão Estratégica, concluiu o pagamento de R$ 1.580.295,74 para 19 projetos da Consulta Popular, destinados a qualificar áreas de agricultura familiar, regionalização do turismo e energia no campo. As propostas foram votadas em 2017 e executadas em 2018. Para Lavras do Sul, foram liberados R$ 40,8 mil para aquisição de insumos. A Consulta Popular 2019,

com a indicação da verba total disponível, projetos a serem votados, áreas abrangidas e datas do pleito, está sendo elaborada pela secretaria em parceria com os Conselhos Regionais de Desenvolvimento (Coredes). Anualmente, o governo fixa o valor submetido à deliberação da população. A quantia é distribuída entre as regiões de acordo com critérios como quantidade de habitantes e Índice de Desenvolvimento Socioeconômico (Idese).


06

Empreendedor

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 27 DE JUNHO DE 2019

TIAGO ROLIM DE MOURA

LolliCreative

Sabe aquela festa do pijama que a criançada adora? Agora, a Lolli pode realizar no conforto da casa dos clientes, com tudo que os pequenos têm direito: segurança, diversão e um lanche gostoso. Interessados em solicitar orçamento podem entrar em contato através dos telefones (53) 3311 1171 e (53) 997 130 384, ou direto na LolliCreative, na rua General Sampaio, nº 374.

Aapecan

Aproveitar uma tarde fria para saborear várias delícias e, além disso, ajudar quem precisa. Essa é a ideia do segundo Café Colonial Solidário, que acontece no dia 7 de julho. O evento beneficente será realizado a partir das 16h, no Grupo de Artes Nativas Campo Aberto, na rua Paulino Ponsati, nº 685, no bairro Popular. Adquira seu ingresso por R$ 20 na unidade da Aapecan, na rua Dr. Breno Ferrando, nº 2325, ou pelo (53) 32419929. Sabrina, Catiele e Josiane estão à frente da empresa

Soma oferece atendimento multidisciplinar

Atuante desde janeiro de 2012, o Serviço de Orientação Multidisciplinar da Aprendizagem (Soma) surgiu em Bagé com uma proposta diferenciada, pioneira no seguimento de avaliações e atendimentos multidisciplinares na cidade. A ideia das sócias, Sabrina Carrion Vieira (neuropsicopedagoga), Josiane Rodrigues (psicóloga) e Catieli Malaguês Marques (psicóloga), era atender às necessidades dos indivíduos, desde bebês até idosos, de uma forma global. A ideia foi tão bem recebida que, um ano depois, foi necessário ampliar a estrutura física e o quadro de colaboradores. Hoje, a empresa oferece atendimentos com fonoaudióloga, terapeuta ocupacional, musicista, psicóloga, psicopedagoga, neuropsicopedagoga, psicomotricista, nutricionista e professor de música.

“Nossos serviços funcionam da seguinte forma: o cliente ou familiar do cliente nos procura e então fazemos uma anamnese inicial. Logo após, se o mesmo não tem hipótese diagnóstica, fazemos avaliações detalhadas, com foco na capacidade cognitiva, personalidade e outras possibilidades, fazemos visitas às escolas (se for o caso) e a devolução dos dados levantados”, explica a psicóloga. Em seguida, o indivíduo avaliado é encaminhado para suas necessidades dentro ou fora da empresa. O Soma conta, também, com uma equipe de apoio escolar diferenciada, que auxilia profissionais da área clínica, conforme a demanda. Ou seja, os clientes são atendidos de forma multidisciplinar com atendimentos individuais ou combo (mais de um terapeuta ou mais

de um paciente) por sessão, dependendo da demanda. “Gostamos de dizer que o nosso diferencial está na palavra: humanização”, aponta. Além disso, o Soma conta, também, com uma sala de cursos, onde são realizadas atividades ministradas por profissionais da empresa ou de fora, que apresentam cursos de diversos seguimentos e público-alvo, especialmente os voltados para saúde e neuroaprendizagem. Josiane ressalta que o acompanhamento dos pacientes e alunos da Soma vai além das fronteiras: “Assim, também são conferidas palestras, orientações e acompanhamento dos pacientes nas escolas, em cidades vizinhas, que contam com a parceria e qualidade dos serviços prestados para que se consigam os melhores resultados”, diz.

SESI

Estão abertas as inscrições para a Educação de Jovens e Adultos (EJA) do Serviço Social da Indústria (Sesi-RS) na cidade de Bagé e região. O curso é destinado a pessoas que, por algum motivo, pararam de estudar, e engloba os anos finais do Ensino Fundamental (6º ao 9º anos) e Ensino Médio. A EJA foi elaborada especialmente para o trabalhador da indústria, do setor da construção civil e seus dependentes, com método flexível e adaptado à vida dos profissionais e às necessidades do mundo do trabalho. O estudante acessa a plataforma a distância quando e onde quiser, e conta com os professores para tirar dúvidas e orientar os estudos. Para os industriários e seus dependentes, o curso é gratuito e 80% à distância. As aulas presenciais, nas quais é possível ter mais explicações e aprofundar os assuntos, são realizadas em polos de apoio espalhados por diferentes cidades do Estado, além de Bagé, Bento Gonçalves, Canela, Caxias do Sul, Erechim, Farroupilha, Gravataí, Guaporé, Igrejinha, Lajeado, Novo Hamburgo, Panambi, Parobé, Passo Fundo, Pelotas, Porto Alegre e Rio Grande. Mais informações pela Central de Relacionamento: 0800518555 e no link www.sesirs.org.br/eja.

Aniversariantes

Anna Ebert Hamm Ayla Queren Irigoi Bernar Paiva Caroline Martins Deise Adriana Fialho de Bello Deivid Nobrega Fátima Conde Marques Gilherme Betervide Rodrigues Ian Cougo Martini Júlia Goulart Azambuja Lorenzo Gomes Azambuja

Maria Cristina Girogis de Macedo Maria de Fátima Conde Marques Maria Neuza Fará Marinei Portácio Moisés Guerra Acosta Farias Narciso Adelar Brixner Júnior Pedro Jerri Mesquita Rita Stela Mertens Roberto Ferreira Valentina Martins da Silva


Cidade

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 27 DE JUNHO DE 2019

07

Inspeção do Vigiagua fiscaliza ETA e barragens de Bagé FOTOS DIVULGAÇÃO

centes, e no controle do uso do solo nas respectivas bacias hidrográficas contribuintes. Ainda serão realizadas vistorias na rede de distribuição e reservatórios. Todo o trabalho deve durar de três a quatro semanas e está sendo coordenado pelos técnicos da Secretaria da Saúde do Estado, Daniel Teixeira, agente de combate às endemias, e Cléber Vilmar

Moraes, auxiliar de saneamento. Pelo Daeb, a atividade está sendo acompanhada pelo diretor de captação e tratamento da autarquia, Maiquel Vieira. “O controle de um órgão externo nas nossas atividades ajuda a deixar mais transparente o trabalho desenvolvido pelo Daeb. Além disso, nos auxilia a sempre estarmos implantando melhorias”, afirma Vieira.

Equipe visitou, ontem, a Sanga Rasa

A Vigilância Ambiental da Secretaria da Saúde do Estado deu início aos trabalhos de inspeção anual na Estação de Tratamento de Água. A atividade de rotina faz parte do Programa Nacional de Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Hu-

mano (Vigiagua). O objetivo é garantir o fornecimento de água com qualidade para a população, em cumprimento à Legislação Federal (Portaria 2914/11, do Ministério da Saúde). Somente ontem, por exemplo, foram realizadas visitas às

barragens que abastecem a cidade. Além disso, em conjunto com o corpo técnico do Departamento de Água, Arroios e Esgoto de Bagé (Daeb), estão sendo avaliadas as propostas que serão implementadas no Programa de Proteção dos Mananciais, suas nas-

Avaliação atende requisitos de legislação federal


ww

V

Coworking: Bando Coletivo Criativo

Para quem não sabe, o coworking - essa proposta nova que foi lançada em Bagé, através da iniciativa do Bando Coletivo Criativo - consiste em um novo modelo de trabalho. A proposta, inédita da cidade, tem o objetivo de incentivar a troca de ideias, compartilhamento, networking e colaboração entre diferentes profissionais de diferentes áreas, mas com objetivos em comum, reunidos em um mesmo espaço físico. Essa semana, o primeiro coworking de Bagé recebeu a visita dos alunos do curso técnico de Administração de Empresas do Senac. O professor Ângelo Dutra, o querido Bolinho, professor de música, esteve entre os profissionais que recebeu a turma.

Acadêmicos de

O coordenador do curso de J nalismo da Urcamp, Glauber Pere anualmente, promove imersões ao u verso jornalístico. Na semana passa junto aos acadêmicos, integrou visi técnicas ao Metro Jornal, da Band, a estúdios da RBS TV, à Gaúcha ZH e D rio Gaúcho, à rádio Guaíba e ao Mus Hipólito José da Costa.

Fest In Company Coworking: Bando Coletivo Criativo

Só quem tem filho sabe que a realização deles é muito mais satisfatória e nos traz muito mais felicidade que nossas próprias realizações. A festa de aniversário dos pequenos é algo esperado e desejado com muito afinco. A Fest In Company está com agenda aberta, oferecendo decorações completa, salão amplo, brinquedos com acompanhamento de monitores, som e valores acessíveis. Informações no Whats 981311812.

Com o diretor do Metro Jornal, da Rede Band, Maicon Bock

"Projeto Salvar Vidas"

No dia 10 de junho, o Grupo de Apoio à Pediatria da Santa Casa deu inicio à obra há muito planejada pela equipe de voluntários: a construção de uma passarela unindo a Unidade Pediátrica do SUS às CTIs (Neonatal e Pediátrica). O projeto arquitetônico é do Francisco Lucas, que também atuará como voluntário, e a construção ficou a cargo do engenheiro Rafael Hendler, através de sua empresa. A professora Martimiana Vargas, mentora do Grupo, salienta que o "Projeto Salvar Vidas", como assim o denomina, é de suma importância. Reduzirá em dois terços a distância a ser percorrida entre esses setores de nosso hospital. Parabéns a todos os envolvidos!

Feliz Dia!

Hoje é dia de festa para Éder Peruzzo, Roberta Arozi e Maria Cristina Giorgis. Na sexta-feira vai ter festa para Manuela Lacerda, Paula Machado Abero Ferraz e Ana Paula Pereira. No sábado, a comemoração será para Helena Collares Nogueira, Liliana Ducos e Marcia Severo. E, no domingo, terá comemoração especial para Luíza Tort Pereira e Anelise Morelli Machado Lucas.


BAGÉ, 27 DE JUNHO DE 2019

ww.jornalminuano.com.br

08/09

Vivi Becker viviminuano@hotmail.com

Jornalismo em visitas técnicas # BARÔ BAR E PESTISCOS - Olha o que vem por aí, no Barô, nesta sexta-feira: muito samba e pagode com Som da Cor e Celinho e Banda Trio Acústico. E, no sábado, mais duas atrações: Daniel Romero y Los Del Fuego e Clave. Contatos para reserva (53) 3242-8379 ou 9.9971.8379 (WhatsApp). Bar aberto a partir das 20h. Música ao vivo a partir das 22h.

Joreira, uniada, itas aos Diáseu

# BOLINHO WHATS PREMIUM - Na sexta-feira, o show fica por conta de Fabiano e Trio. E no sábado, Pretinho básico anima os frequentadores do Bolinho Whats Premium. Solicitação de pedidos para serem entregues em casa podem ser feitas pelo Whats 999539715.

Nos estúdios da RBS TV, com o repórter Bernardo Bortoloto

# GALERIA PUB - Nesta sexta-feira, tem show com a banda Velho Abajour a partir das 21h. No sábado, a noite rola com as melhores melodias de Mila Centena & Luíza Mello. E no domingo, a partir das 17h, a galeria Pub já estará com as portas abertas esperando o público. # BOTECO DA BOHEMIA - Amanhã, sexta-feira, a noite será embalada pelo som especialíssimo da banda Parei na Kebrada, a partir das 22h. No domingo, Nirliane vem direto de Dom Pedrito para mostrar seu som aos bajeenses a partir das 20h30min. # MAD HOUSE - O mais novo pub da cidade, localizado na Tupy Silveira, nº 1740, abre de segunda-feira a sábado, das 15h30min à meia-noite, oferecendo o melhor da culinária uruguaia. As noites de sexta-feira e sábado serão regadas à música ao vivo. Amanhã, vai ter show com Tainá e Júlio Saraçol e, no sábado, terá Marcos Gomez. # SANTO PUB - A noite de sexta-feira promete muita diversão com show do Pretinho Básico e, no domingo, tem apresentação especial do Grupo Resenha.

Gaúcha ZH

# LOS ANGELES PUB - Hoje, a noite rola com acústico de Guilherme Corrêa. Sexta-feira Helen Jandrey inicia a festa e na sequencia tem show com Trio Nenhum de Nós. No sábado, às 21h30min, quem faz seu som é Luciano Peres e, logo mais, às 23h30min, tem Alta Tensão. O domingo é de classic rock. # BH.1320 PUB - Hoje, quinta-feira, a noite será com o melhor da música brasileira com Gilmar Pastel. Na sexta-feira vai rolar Iuri Brose e na abertura Roger Lima. O sábado tem Tributo a Bon Jovi com a banda Faherenheit. #GABANA - No sábado, no palco do Gabana, tem dois super shows da terrinha: o balanço do Samba Rock e o sertanejo do Talvane, além da música boa do DJ Enevax. # MALP CHOPERIA E BOLICHE - Hoje, o show é com Rodrigo Flores, Kadinho & Banda e mais o repertório animado do DJ Hyra. Na sexta-feira, tem Roda de Samba Rock & Cia (SRC) e, no sábado, a noite será especial com apresentação de diversas bandas da cidade, que estarão reunidas em prol de um causa solidária. Reservas pelo 999971800. # VALLEY - A noite da Cervejada Sertaneja terá show com Estela e Mariano e mais Grupo Resenha e DJ Hyra.


10

Cidade

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 27 DE JUNHO DE 2019

Intercom Sul: experiência e conhecimento em uma viagem voltada à Comunicação Se para muitos o feriadão foi de descanso, para o curso de Jornalismo da Urcamp, os três dias de folga foram transformados em imersão no universo da comunicação e da troca de experiências. Entre professores, acadêmicos e egressos, um grupo saiu de Bagé rumo à Capital gaúcha para participar do 42º Intercom Sul, que, neste ano, foi sediado na UniRitter. Entre apresentações de trabalho, palestras e visitas técnicas, a mala dos participantes voltou com uma bagagem insubstituível: a do conhecimento. Alguns momentos foram marcantes, como o encantamento dos estudantes nos prédios visitados. Um dos acadêmicos, Samuel Oliveira, resolveu analisar se a sua digital já estaria cadastrada nos veículos de comunicação e, na hora da despedida, testou o registro de ponto da Gaúcha ZH, RBS TV e Jornal Metro, ficando engraçadamente decepcionado. “É, não foi dessa vez. Quem sabe na próxima”, brincava arrancando gargalhadas dos colegas e professores que já esperavam pela cena, que acabou se tornando obrigatória. Quem também deu o que falar foi Alexandre Bastos, do primeiro módulo da Graduação I. Além de sua playlist um tanto quanto cômica, falou em rimas durante toda viagem, sendo, inclusive, desafiado por um funcionário da RBS TV, que é conhecido pela excelência com que canta, acerca dos mais diversos assuntos. A saída de Bagé foi às 2h, de quarta para quinta-feira, e viajar a noite inteira não foi um problema para Yuri Cougo Dias, que às 9h já estava preparado para defender o seu tema na categoria ‘Intercom Júnior’. Analisando a maneira como a Zero Hora havia retratado a Copa do Mundo de 2018. O egresso do curso de Jornalismo e atual repórter da editoria de Esportes do Jornal MINUANO, ainda aproveitou o estudo para pensar sobre os desafios do jornalismo impresso em um momento onde as redes sociais têm a informação de forma ágil e conteúdos na

FOTOS REPRODUÇÃO JM

Comitiva partiu rumo ao evento na madrugada da quinta-feira passada

íntegra, tudo em tempo real. Na abertura oficial do evento, o jornalista Felipe Pena roubou a cena quando, em sua palestra ‘A guerra semiótica contemporânea’, trouxe questões sobre a situação do Brasil e o papel da imprensa em todas as circunstâncias. Ao final, ele contou ‘A fábula dos cotovelos invertidos’. A narrativa diz que um jornalista queria conhecer o inferno. Ele ligou para o assessor de imprensa do diabo, e, lá chegando, viu pessoas em excelente estado, todas felizes e cantantes, e que não precisavam trabalhar. Porém, todas tinham os cotovelos invertidos. Portanto, morriam de fome, pois não conseguiam colocar a comida na boca. Ao ficar extremamente assustado com o que visualizou, ligou para o assessor de imprensa do céu, e subiu. Também, ao adentrar, estavam pessoas nas mesmas circunstâncias: felizes, can-

Os 25 anos do Jornal MINUANO foram contextualizados por Cristiane e Pereira

tantes e que não precisavam trabalhar. Fez o que todo jornalista e ser humano faria: olhou diretamente para os cotovelos e eles, também, eram invertidos. Porém, a grande diferença para que no céu as pessoas não morressem de fome, é que lá um levava a comida na boca do outro. Ao finalizar a história, Felipe Pena resume a comunicação: “Essa é a diferença entre o nosso céu e nosso inferno. É preciso levar a comida na boca do outro. É fazer com que essa profissão que escolhemos seja a profissão de solidariedade, de empatia, de ajudar o outro. Fazer com que a reação desse sequestro da cognição pública seja uma reação coletiva (...) Para lutar contra os cortes na educação, contra o machismo, contra a homofobia (...) E para isso a gente tem que estudar, pesquisar, entender como essa cognição pública é sequestrada e ver que estratégia de cognição a gente vai usar”.

Cougo avaliou cobertura de Zero Hora na Copa do Mundo de 2018

Pauta: Jornal MINUANO

O segundo dia de Intercom Sul iniciou tendo como pauta o Jornal MINUANO, mantido pela Fundação Attila Taborda FAT/ Urcamp. O periódico bajeense foi objeto de estudo do coordenador do curso de Jornalismo, professor Glauber Pereira, e da professora Cristiane Pereira, contando, ainda, com a pesquisa voluntária das acadêmicas Vitória Severo e Ketherine Acosta. A dupla deu início não apenas ao cronograma do grupo da Urcamp, como também, à sessão três da categoria ‘Divisão Temática de Jornalismo’. Com o tema ‘Jornal MINUANO: 25 anos de jornalismo diário no interior do Rio Grande do Sul’, os autores trouxeram o histórico do jornalismo impresso, destacando, ainda, essa categoria no interior. Abordaram, também, as mudanças como diagramação, estrutura de capa e logotipo do MINUANO, além de fatos importantes, como o de ser o primeiro jornal com um site na cidade, em 2009, quando não se considerava tanto as redes sociais, e a trajetória deste percurso para que hoje tenha um portal com mais de 200 mil acessos mensais. Porém, o que mais chamou a atenção de quem assistia à apresentação, foi quando os professores contaram que o Jornal MINUANO é, também, o laboratório de práticas do curso de Jornalismo. No final dos três trabalhos apresentados na primeira parte da manhã, os autores da Urcamp e outros dois, de outras instituições, iniciaram a mesa de debate acerca das considerações dos presentes. Abismados e encantados, quando abriram para questionamentos, todas as perguntas foram destinadas à Glauber e Cristiane, em sua grande maioria sobre como funcionava o laboratório dentro de um jornal real, que atende a comunidade de Bagé e região. Ao final, a opinião era unânime: a Urcamp estava de parabéns não apenas por ter um jornal, mas, principalmente, pelo incentivo que oferece aos alunos do curso de Jornalismo. O último trabalho apresentado foi do egresso Renan Silveira, com o tema ‘Para entender a hegemonia Grenal: o papel da televisão no agravo da desigualdade entre clubes gaúchos’, na categoria Intercom Júnior.

Silveira falou do papel da televisão na cobertura da dupla Gre-Nal


Cidade

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 27 DE JUNHO DE 2019

11

Visitas técnicas FOTOS REPRODUÇÃO JM

Grupo participou de programa ao vivo da Guaíba

Gaúcha ZH, RBS TV, Jornal Metro, Rádio Guaíba, Casa de Cultura Mário Quintana. Esses foram os ambientes que encantaram os olhos e a imaginação dos futuros jornalistas. Passeando pela redação integrada, visualizando o funcionamento dos grandes estúdios de TV e rádio, e analisando um jornal que foge de todos os padrões, os acadêmicos realizaram as visitas técnicas e colocaram na mala não apenas os livros que compraram, mas também, um conhecimento adquirido através da prática e do exemplo. Na redação integrada da Gaúcha ZH, onde a equipe foi recepcionada e conduzida pelo edi-

Bock apresentou funcionamento do Jornal Metro

tor-chefe do Diário Gaúcho e de Capa ZH - Diego Araujo, o espanto: mais de 200 profissionais circulam diariamente em um espaço cheio de televisores, computadores, mesas e duas sirenes que tocam quando é necessário fazer silêncio para as gravações. Já nos corredores, rádios para todos os gostos e estilos, e aquele sentimento de pegar um microfone e entrar ao vivo, com certeza foi uma das coisas que passou pela mente dos estudantes. Já na RBS TV, o encantamento com a principal mídia de massa do estado. A descoberta do funcionamento dos telejornais, os passeios pelos ambientes de edição, criação e redação, e um ce-

Passagem pelo estúdio do Globo Esporte integrou roteiro

nário perfeito para as fotografias: o estúdio que agrega o Jornal do Almoço e o Globo Esporte. Depois que a turma chegou à conclusão que aquela teria sido a melhor de todas as experiências, algo ainda estava reservado para surpreendê-los: O Jornal Metro. O Metro é um jornal impresso que foge de todos os padrões já estudados pelos acadêmicos da Urcamp. Maicon Bock abriu a redação, no meio do feriadão, apenas para receber a equipe de visitantes. Por lá, o editor-executivo explicou o funcionamento deste jornal que, baseado na TV aberta, rádio e internet, não cobra assinatura. Por lá,

Na telinha, acadêmicos na produção do Jornal do Almoço

o jornal se paga com anúncios e campanhas publicitárias, e esse também é um de seus grandes diferenciais, já que o jornal se adapta facilmente. Já imaginaram receber um jornal dentro de uma caixa de ovo? Pois em seu dia mundial, foi assim que os leitores tiveram acesso ao periódico. A apresentação virou um debate de curiosidades e a despedida foi selada com um convite para que Maicon compareça à Urcamp para uma conversa com os acadêmicos que não puderam se fazer presentes no Intercom. O último dia de visitas técnicas foi no sábado, com um passeio pelo Museu Hipólito José da Cos-

Acadêmicos acompanharam a redação de GaúchaZH

ta, Casa de Cultura Mário Quintana, e, para a surpresa de todos, foram recebidos na bancada da Rádio Guaíba, na presença de Nando Gross, que estava em transmissão para todo Estado. A conversa com os acadêmicos foi ouvida em Bagé, através da rádio Difusora, que estava sintonizada com a emissora em âmbito estadual. O Intercom acabou, mas a troca de fotografias, vídeos, experiências, conhecimentos e gargalhadas ainda estão acontecendo no grupo de WhatsApp da viagem. Por lá, já fica a promessa de que, para a edição de 2020, todos já estão, desde agora, com a mala pronta.

No ponto: descontração de Oliveira após uma das agendas


www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 27 DE JUNHO DE 2019

Edibar

12

Lazer

Palavras Cruzadas

Parte de um porto Prendedor de papel

Enfadar; aborrecer (bras.)

Tipo de agasalho para os ombros

(?) vivos: são estudados pela Biologia

Vogais de "cama" Sufixo de "namorico"

Preposição de origem

Seis, em inglês Tapar; obstruir

Monarca; soberano Orifícios da pele Baralho cigano Tipo de apartamento Vender a crédito Aguenta; suporta

A "outra" no triângulo amoroso Duas vezes milionário

LIBRA

Existe a possibilidade de incluir no seu serviço jeitos novos de executar suas tarefas. Uma boa pedida para o romance é chamar o par para aprender algo novo com você - vale até uma receita!

ESCORPIÃO

BANCO

Bebida dos piratas A mulher acusada

Em (?) de: em defesa de

Acendeu (o fogo) Espaço de 365 dias

Bê Aeronáutica (abrev.)

Se precisa de uma vaga, tente setores ligados a Justiça, área pública ou lugares distantes. No romance, conseguirá perceber que o amor fica mais sólido com o passar do tempo.

Partiu; seguiu

22

Solução 0

Você poderá sentir que sua carreira está crescendo e tomando rumos inesperados. Permita que as novidades sejam incluídas na sua rotina. Talvez conheça alguém que vai despertar seus desejos.

VIRGEM Se trabalha com clientes, poderá notar uma melhora nos rendimentos. Para entrar num romance tem que entender que não pode controlar quem está ao seu lado.

CAPRICÓRNIO Se estiver procurando emprego, deverá encontrar algo no setor de prestação de serviços, cuidados com o corpo, diversão ou atividades infantis. A vida amorosa passa por um período de agitação.

AQUÁRIO Apesar do seu desejo de resolver tudo sozinho(a), vale a pena se aconselhar com colegas de trabalho. Não permita que opiniões divergentes atrapalhem a convivência entre você e o par.

PEIXES Setor profissional em expansão. Talvez o excesso de trabalho reduza seu tempo com a família. No romance, seduza o(a) amado(a) de uma forma carinhosa e apaixonada.

Loterias

LEÃO

Sua mente estará mais ágil e em busca de soluções para problemas no serviço. Tudo azul no romance. A pessoa amada estará em sintonia com esse seu momento de brilho e segurança.

0 2 / (

CÂNCER Você poderá se aconselhar com um parente sobre seu futuro profissional. Oportunidades deverão surgir para quem sonha com negócio próprio. Tome a iniciativa e convide quem paquera para sair.

SAGITÁRIO

6 ( 5 ( 6

GÊMEOS Poderá fazer parcerias profissionais. Talvez seja chamado(a) para trabalhar com algo ligado a dinheiro ou bens. Você e seu amor deverão fazer planos. Dica: revele ao seu par suas fantasias sexuais.

5

Horóscopo

Post-(?), adesivo A "voz" dos sapos

8

TOURO

Você poderá assumir mais tarefas do que consegue dar conta, mas deve receber a ajuda de pessoas próximas. É provável que se encante por uma pessoa misteriosa e comece uma relação secreta.

Programa de micros para editar textos (?) de Pisa, atração da Itália "Monstros (?)", filme da Disney Funcionário que faz pacotes nas lojas

2 8

Com confiança e persistência, conseguirá atingir seus objetivos no emprego. Dia favorável para fazer contatos profissionais e amigos. No amor, não vai querer apenas aventuras.

Ave de lagos Divisão da piscina (pl.)

( 2 6 6 1 2 ( & , 6 1 ( , 7 & $ , & 2 ' / $ ' 2 , ; + 3 2 5 2 ( ( 5 ) , $ 2 / 5 1 $ 5 , $ 7 ( 2

ÁRIES

Papai (?), figura natalina (Folcl.)

) 7 ( / ( 5 $ 5 5 ' 2 5 5 $ $ $ , 0 % $ 2 6 / ( $ 1 7 5 87 $ 3 5 / , 2 ( 5

A Dona do Pedaço - GLOBO - 21h Vivi tenta se desculpar, mas Maria da Paz vai embora. Vivi afirma a Camilo que vai contar para Maria da Paz que Régis é interesseiro. Régis tenta convencer Maria da Paz a continuar com ele. Vivi procura Maria da Paz na fábrica de bolos. Agno treina com Rock. Agno explica para Fabiana seu plano contra Otávio. Jô ajuda Régis a roubar Maria da Paz. Gilda pede para Lyris dar uma oportunidade de trabalho pra Rael. Régis pega o dinheiro do cofre de Maria da Paz. Vivi aconselha Jô a afastar Maria da Paz de Régis. Fabiana ouve uma conversa entre Vivi e Chiclete. Antero confirma que Eusébio é irmão de Juninho. Gilda avisa a Rael que vai arrumar um emprego para ele na construtora. Kim faz perguntas sobre Márcio e Silvia fica desconfiada. Jô se faz de vítima para Téo. Jenifer descobre que o cofre foi roubado.

© Revistas COQUETEL

Maria-(?), doce El. comp. Pessoa muito Direção percorrida de "onipresente": parecida pelos ponteiros com outra tudo do relógio

Adquirir; comprar A mulher que rouba

Sua Opção carência para aumentar causa os seios anemia A pessoa muito magra (pop.) Falhar

3 ( 5 : 2 7 ( 6 ( 0 ; $ $ 0 $ 5 % , $

Verão 90 - GLOBO - 19h30min Vanessa (Camila Queiroz) se incomoda com a troca de olhares entre Quinzinho e Dandara. Diego percebe a angústia de Larissa sobre sua mãe, e comenta com Janice. Moana tenta seduzir João, que deixa claro que os dois são apenas amigos. Mercedes é humilhada por Lidiane e Janaína. Manu tenta convencer João a participar do jantar que Lidiane promoverá para a família, com a presença de Quinzão. Larissa consegue resgatar o objeto desejado por sua mãe com Madá. Filipa não aceita o conselho de Larissa para entregar as joias à Polícia e pede à filha que negocie a venda das mesmas.

www.coquetel.com.br

2/it. 3/six. 4/flat — word. 7/entupir.

Novelas

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

Órfãos da Terra - GLOBO - 18h30min Fauze, Robson e os capangas fogem com a chegada da polícia. Laila conta para Jamil sobre as suspeitas de Bruno, Benjamin e Cibele. Rania obriga Miguel a voltar para casa. Jamil e Laila vão até a loja de Miguel. Tomás encontra um aviso deixado por Robson e Miguel fica apavorado. Dalila se preocupa ao saber que Jamil foi atacado durante a invasão e Paul se irrita. Almeidinha fica cismado com a história de Miguel. Camila tenta falar com o pai sobre as dívidas, mas ele desconversa. Latifa tenta amedrontar Muna. Ester se preocupa com Abner. Almeidinha teme que não possa ajudar Miguel. Paul faz exigências para emprestar dinheiro a Miguel. Jamil desconfia que Miguel esteja com dívidas de jogo.

FEDERAL

LOTOFÁCIL

LOTOMANIA

Sorteio: 05399

Sorteio: 1831

Sorteio: 1980

02 04 05 08 09

00 01 08 09 11 15 16 27 54 58 61 63 67 68 69 78 79 89 93 95

1º prêmio 2º prêmio 3º prêmio 4º prêmio 5º prêmio -

37117 71539 80239 46873 78405

10 12 14 16 18 19 20 21 22 23

DUPLA-SENA

MEGA-SENA

QUINA

Sorteio: 1951

Sorteio: 2162

Sorteio: 5002

11 16 22 30 34 42

17 27 53 78 79

1º- 05 09 32 37 41 49 2º- 10 19 26 33 35 46


Cidade

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 27 DE JUNHO DE 2019

13

Por Mário Pereira Acadêmica de jornalismo da Urcamp

Curso de Direito: 50 anos formando profissionais capacitados para o mercado de trabalho Diante da permanente transformação e do ritmo acelerado de mudanças na sociedade, surgem os conflitos e desajustes e, consequentemente, a necessidade de minimizar essas divergências, condição indispensável para o livre exercício da cidadania. A ciência do Direito é o ramo que estuda as normas obrigatórias que controlam essas relações em sociedade e as normas jurídicas estabelecidas no País. Assim, o curso de Direito da Urcamp forma profissionais capacitados para contribuir na construção dessa sociedade mais justa a todos. Segundo o coordenador do curso de Direito da Urcamp, professor Heron Ungaretti Vaz, a graduação oferecida há 50 anos, pela instituição, sempre promoveu sua estrutura curricular não só no que tange às práticas profissionais do mercado de trabalho, mas na formação de caráter humanístico. O curso também potencializa a avaliação crítica acerca dos problemas individuais e sociais que o profissional for encontrar no caminho. “Esta mudança na forma de pensar do egresso promove bons índices de inserção no mercado de trabalho, no Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e em concursos públicos”, ressaltou Vaz. O coordenador destaca que parte sig-

Geovana disse que sonha em fazer o curso

nificativa dos quadros da magistratura, Ministério Público, Defensoria Pública, Polícia Civil, entre outras instituições, é composta por egressos da instituição. “Os índices de aprovação no Exame da OAB estão, historicamente, acima da média das instituições de Ensino Superior do Rio Grande do Sul e do Brasil”, afirma. Sempre em busca de inovação, o curso inicia em agosto deste ano uma nova fase: a implantação da Graduação I, com o currículo amplamente reestruturado para suprir as demandas do mundo moderno. O novo formato vai proporcionar a criação de um perfil profissional pautado na inovação e no empreendedorismo. “O acadêmico vai praticar o Direito desde o primeiro semestre, unindo teoria e prática em processos de aprendizagem no ensino por competências”, explica o coordenador. Com a mudança, o curso será oferecido já neste Vestibular de Inverno, com uma mensalidade mais acessível e competitiva no mercado, mantendo a qualidade e aulas 100% presenciais. A graduação será oferecida em Bagé, Santana do Livramento, São Gabriel e Alegrete. “Nossa comunidade requer a presença de profissionais qualificados, o que vem ao encontro da expectativa da Urcamp em formar bacharéis comprometidos com a solução das demandas jurídicas locais”, disse. A profissão abre um leque de múltiplas opções: carreira de advocacia, serviços públicos (habilitando para a grande maioria dos concursos) e para a docência. A acadêmica do primeiro semestre Geovana Lucas Camargo, de 18 anos, conta que cursar Direito era um sonho desde o início do Ensino Médio. Em 2019, conquistou uma bolsa integral para estudar na Urcamp, através do Programa Universidade para Todos (ProUni). “Está sendo maravilhosa. Estou gostando muito da forma de aprendizado e, principalmente, dos professores. Saber sobre nossos direitos e deveres está sendo incrível”, enfatiza. Formado no segundo semestre de

FOTOS REPRODUÇÃO JM

Reconhecimento da OAB Em 2016, o curso teve o reconhecimento do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, através da Comissão de Ensino Jurídico, que expediu uma certificação especial - Selo de Qualidade da OAB. A Urcamp foi única instituição de Ensino Superior entre as comunitárias da Região Sul a receber o reconhecimento. “Dos 90 cursos existentes no Estado, apenas oito conquistaram o reconhecimento”, lembrou Vaz.

Núcleo de Prática Jurídica

Atividades práticas integram a graduação

2014, Nícolas Hubert Ott, de 28 anos, ocupa, atualmente, a função de Procurador Jurídico na Prefeitura de Aceguá. Segundo o profissional, a qualidade do curso oferecido pela instituição foi fundamental para sua inserção no mercado de trabalho e uma forte base para sua aprovação no Exame da OAB, no qual obteve aprovação ainda com a graduação em curso. “Ao ingressar, percebi que a imensidão do curso e do próprio Direito é muito maior do que aquilo que a gente imagina. E essa imensidão de características e detalhes é apaixonante. Enquanto isso, desperta cada vez mais o desejo de saber o porquê de cada norma ter sido instituída como foi”, destaca. Para Ott, a Urcamp é uma instituição reconhecida no meio jurídico. “Tive, em poucos anos, após a conclusão do curso, muitas oportunidades na advocacia privada e também pública, o que com certeza é o reflexo do aprendizado e do intenso estudo. O curso de Direito, na forma que eu tive acesso, sem dúvida, embasa grande parte do meu lado profissional e pessoal na atualidade”, relatou.

Aliando o aprendizado à prática, os alunos auxiliam a comunidade com assistência jurídica, resolvendo suas demandas de forma gratuita. O coordenador Heron Vaz ressalta a importância da extensão jurídica permanente promovida pelo Núcleo, realizando mais de cinco mil atendimentos por ano. O serviço é prestado, pelos estagiários, à comunidade carente, com orientação dos professores. O Núcleo de Prática Jurídica da Urcamp foi avaliado com nota máxima na última avaliação do Ministério de Educação.

Jubileu de Ouro

O curso de Direito da Urcamp comemora, em 2019, 50 anos de fundação. As atividades iniciaram em 18 de novembro de 1969, com o Decreto Federal n.º 65.717. As Faculdades Unidas de Bagé (FunBa) receberam autorização de funcionamento da Faculdade de Direito, obtendo reconhecimento pelo Decreto Federal n.º 75.052/74, de 6 de dezembro de 1974. A medida se deu a partir de uma mobilização feita por Attila Taborda, fundador da FAT/Urcamp, junto ao filho, Tarcísio Taborda, entre outras figuras importantes no meio jurídico da época, como o professor Carlos Rodolfo Moglia Thompson Flores, que foi o primeiro diretor da Faculdade de Direito. No ano de 1974, a então Funba formou os primeiros 48 bacharéis em Direito. A turma foi batizada com o nome do professor Davi Ulisses Chaves Simões Pires, o paraninfo foi o professor Carlos Rodolfo Moglia Thompson Flores e o orador, João Bosco Abero. Desde então, o curso formou mais de quatro mil bacharéis, inseridos nas mais variadas carreiras jurídicas. “O número é bastante expressivo considerando o contexto demográfico e socioeconômico da Região da Campanha”, finaliza Vaz.


14

Segurança

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 27 DE JUNHO DE 2019

Pelotão Rodoviário da BM realiza palestra na CEEE

DIVULGAÇÃO

Ação visa orientar sobre prevenção no trânsito

Na segunda-feira, agentes do 2º Pelotão Rodoviário da Brigada Militar realizaram uma palestra sobre Prevenção no Trânsito para os funcionários da Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE). Conforme a equipe de po-

liciais rodoviários, tal ação teve a iniciativa da seção de segurança no trabalho, visando a orientação e conscientização dos colaboradores para evitar acidentes e para buscar um trânsito melhor. O evento reuniu cerca de 25 servidores.

Homem é agredido e assaltado no bairro Ivo Ferronato

Um pedestre registrou, na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), que foi vítima de agressão e roubo, na noite de terça-feira, no bairro Ivo Ferronato. Conforme o boletim de

ocorrência, três homens abordaram o denunciante, na rua Antônio Flores, e o agrediram com chutes e pontapés. Consta que eles levaram a mochila da vítima, com cadernos, fones de ouvido e telefone celular.

Óbitos JOÃO PAULO BAZERQUE PEREIRA, 35 anos, trabalhador autônomo, solteiro. Residia na rua Padre Luiz Botari. Deixa os filhos Murilo e Joaquim. NOEMI MATILDE GOULART DE SOUZA, 85 anos, dona de casa, casada com Manoel Arnaldo de Souza. Residia na rua Miguel Abdala Kalil. Deixa o filho Valter Luiz. JORGE MORAES GARCIA, 58 anos, porteiro, casado com Marisa Rosa Garcia. Residia na rua Professor Miranda, bairro Arvorezinha. Deixa os filhos Caroline e Daniel. VARLI QUADROS GOULART, 81 anos, dona de casa, viúva. Residia na rua Fabrício Pillar. Deixa a filha Sônia Cristina. ERNESTINA ESPINOSA DE OLIVEIRA, 96 anos, enfermeira aposentada, viúva. Residia na rua Félix da Cunha. Deixa o filho Marcos Danilo. MARIA ZILÁ LUIZ DA SILVA, 70 anos, aposentada, casada com Sadi Pedroso da Silva. Residia na avenida Itália. Deixa a filha Sílvia. ELISABETE SOARES SIMÕES, 45 anos, dona de casa, solteira. Residia na rua Barão do Itaqui, bairro Getúlio Vargas. Deixa a filha Sarah.

Vice-governador propõe ações para enfrentamento à violência contra a mulher A violência contra a mulher preocupa a população e diversos órgãos ligados à Segurança Pública, além de entidades que trabalham pelo bem estar e segurança das mulheres. Com o objetivo de contribuir no aprimoramento das políticas públicas em defesa das mulheres, o vice-governador e secretário da Segurança Pública do Rio Grande do Sul, Ranolfo Vieira Júnior, participou de audiência pública da Comissão Externa Destinada a Acompanhar os Casos de Violência Doméstica Contra a Mulher e o Feminicídio no País, da Câmara dos Deputados, na terça-feira. Com o título “Protocolos de atendimento no combate à violência contra a mulher e modelos de sucesso nos Estados”, a iniciativa da deputada Flávia Arruda busca a troca de experiências entre os gestores estaduais. A convite da deputada, Ranolfo abordou, inicialmente, o Programa RS Seguro como uma ação de Estado que visa tornar o RS um local seguro para viver e investir. O terceiro eixo RS Seguro aponta o atendimento qualificado, onde se encaixam diversas ações de combate à violência contra a mulher. “É necessário que as mulheres denunciem, por isso a importância de se investir no atendimento qualificado, para possibilitar que a vítima saia do ciclo da violência doméstica”, afirma.

Ranolfo elogiou a iniciativa apresentada pelo secretário da Segurança Pública do Distrito Federal, Anderson Gustavo Torres, sobre decreto que recolhe armas de servidores da Segurança envolvidos em delitos previstos na Lei Maria da Penha. “Quero saudar essa troca de experiências, em especial a apresentação do Anderson, e vou levar essa iniciativa do Distrito Federal para o Rio Grande do Sul para realizar um estudo que viabilize a aplicação de um decreto similar no meu Estado”, enfatizou. O vice-governador apresentou as iniciativas do Estado, que implementou em 2012 a coordenadoria das Delegacias Especializadas de Atendimento a Mulher (DEAMs) e, desde então, evoluiu as práticas de atendimento a mulher vítima. Em 2019, foi criado o Departamento de Proteção aos Grupos Vulneráveis que, entre outras medidas, engloba as DEAMs e as políticas de prevenção à violência doméstica. O Estado também conta, desde 2012, com a Patrulha Maria da Penha, uma iniciativa da Brigada Militar que realiza visitas regulares as vítimas de violência com medidas protetivas vigentes, visando o acolhimento dessas mulheres. A Sala Lilás, do Instituto-Geral de Perícias, desde 2012, faz parte dessa rede de atendimento especializado para vítimas de violência doméstica.

A Sala Lilás consiste em um espaço de acolhimento para vítimas que aguardam laudo pericial. No início do mês de junho, a Polícia Civil e o Poder Judiciário gaúchos firmaram um compromisso para implementar um padrão de avaliação de risco às mulheres vítimas de violência. A partir do protocolo, assinado no último dia 3 de junho, as 22 Delegacias Especializadas de Atendimento à Mulher (DEAMs) no Estado adotaram um questionário com perguntas objetivas, de múltipla escolha, que permite classificar no momento do registro de uma ocorrência o nível de perigo ao qual a vítima está exposta. Para o segundo semestre deste ano, será implementada a “Sala das Margaridas” nas Delegacias de Pronto Atendimento. O projeto prevê um espaço reservado de acolhimento para mulheres em situação de violência, disponível em tempo integral. Flávia reforçou a necessidade de políticas de prevenção para a redução do assassinato de mulheres em todo o País. “A maioria das mulheres mortas em crimes de feminicídio jamais realizaram denúncias de qualquer tipo. É de extrema importância que tenhamos políticas que reforcem a necessidade de que mulheres que sofram abusos denunciem”, frisa.


Esporte

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 27 DE JUNHO DE 2019

Os planos alvirrubros para garantir o Acesso FOTOS ANTÔNIO ROCHA

Vanderson Pereira adota cautela no discurso

Guarany está invicto na Terceirona

Com a expectativa de um estádio lotado, o Guarany pretende impor seu estilo de jogo e conquistar a tão almejada vaga à Divisão de Acesso de 2020. O confronto deste domingo, às 15h, diante do Gaúcho, tem como propósito sustentar o discurso de melhor campanha da primeira fase. Ciente do compromisso, o técnico Vanderson Pereira evita precipitações e demonstra foco total. E é justamente esse estilo que tem sido adotado desde o início da competição. Inclusive, se

retroceder ao momento em que foi apresentado, ele prometeu um Guarany em condições ideais para os mata-matas, e foi justamente isso que aconteceu. Nos primeiros jogos, o técnico foi alvo de contestações, pelo desempenho apresentado, mesmo com as vitórias conquistadas. Entretanto, no decorrer do campeonato, o treinador promoveu algumas alterações táticas e, no final da primeira fase, conseguiu montar seu padrão ideal. Hoje, Vanderson tem status de

Repórter da Rádio Hulha Negra FM, Nardo Porcellis acredita que dois fatores são essenciais: marcação sólida sobre o meia Adílson e o domínio da posse de bola. “Todas as jogadas do Gaúcho passam pelo Adílson. Se ele for neutralizado e o Guarany controlar a bola, acredito que a vitória virá com tranquilidade”, opina.

Ingressos à venda e “acordo de cavalheiros” técnico invicto, restando uma vitória para o Acesso. Quanto à preparação da semana, o grupo se reapresentou na terça-feira, com um trabalho na academia. Ontem, a comissão técnica promoveu um técnico-tático, de ataque contra defesa. “Será um jogo muito equilibrado, em que o adversário jogará aberto. Novamente, tentaremos neutralizar seus pontos fortes. Esperamos que, pelo menos, um jogador do Departamento Médico seja liberado”, ressalta o treinador.

Até sábado, a direção alvirrubra estará disponibilizando ingressos com preços promocionais. Os moldes serão os mesmos das quartas de final, diante do Santa Cruz: um por R$ 20 e dois por R$ 30. Mulheres, idosos e estudantes pagam R$ 15. O ponto de venda é a Praça do Coreto. Para este jogo, o presidente Tato Moreira afirma que haverá entrada franca para os torcedores do Gaúcho. O gesto é uma retribuição à medida que foi adotada em Passo Fundo, quando os torcedores alvirrubros também foram isentados da cobrança.

Moranguinho é campeão da 3ª Supercopa dos Presidentes Organizada pelo desportista Maicon Mello, a 3º Supercopa dos Presidentes teve o Moranguinho como bicampeão. O vice ficou com o Furacão e o terceiro lugar, com o Independente, de Lavras do Sul. Quanto às premiações individuais, os vencedores foram Garra Jovem, de Candiota (disciplina); Moranguinho (goleador, melhor jogador e melhor técnico); Furacão (goleiro menos vazado). Nessa empreitada, o Clube dos Presidentes contou com o

Futebol amador

apoio de Jornal MINUANO, Óptica Conquistadora, Aquarela Informática, Casa da Fantasia, HD Beer, Rei das Embalagens, Tacos Comida Mexicana, Parada 7, Erva Taura, Artes Design, JG Profissional Isufilmes, Grêmio Esportivo Bagé, Rei da Ala Minuta, Inove Comunicação Visual, Neco Center Games, Cremolato, Mestre Cuca, Unifacvest, AABB, Sejel, Palácio das Chaves, ASM Esportes, Supermercados Nicolini, HD Lanches e Mr. Pança.

No Máster 50 anos, 13ª rodada, os resultados foram Nacional 2x2 Manchester, Grêmio 4x1 Santa Flora, Hulha Negra 13x2 Aimoré, Gente Bem 9x0 Amigos do Arco, São Martim 5x1 União, Caixeiral 5x1 Palmeiras e São Pedro 6x0 Brasil. Nos 60, terceira rodada do returno, Fluminense 2x0 Hulha Negra, Amigos do Arco 1x2 Caieira, Grêmio Subtenentes 2x1 Gente Bem A, Nacional 2x0 Caixeiral e Gente Bem B 1x1 São Pedro. No domingo, ocorreu a primeira rodada da segunda fase do Máster 35. Pela primeira divisão, Industrial 4x0 2º Independente, Roma 2x2 Mascarenhas e Guarani 4x0 Fiorentina. Na segunda divisão, Vasco 1x0 Caieira,

FOTOS ANTÔNIO ROCHA

Equipe também levou prêmios de melhor jogador e treinador

Guarani 2x5 Prado Velho e Passo das Pedras 0x3 Gente Bem. Ao mesmo tempo, também iniciou o Torneio Paralelo 35 A/B, que reúne os times que não se classificaram. O campeão fará uma repescagem com o terceiro colocado da segunda divisão, por uma vaga na primeira. Os placares foram Arvorezinha 6x1 Alvorada Nova, Cohab 3x1 Sergipe e Bairro Ivone 2x2 Canhada. Por fim, teve a quarta rodada do grupo B da 2ª Taça Sejel de Futebol Amador, categoria livre, com Internacional 1x0 Passo das Pedras (1 a 0 nos reservas), Fronteira 1x1 União Floresta (1 a 1 nos suplentes) e Espanha 1x2 Camilo Gomes (1 a 2 nos reservas).

Taça Bagé de Futsal Feminino

A 9ª Taça Cidade de Bagé de Futsal Feminino teve, domingo, as partidas da última rodada, cujos resultados foram Celeste 3x0 Galácticas e Arena Girls 1x3 Benfica. Os jogos de ida da semifinal começam neste domingo, a partir das 18h, no Ginásio Graciano Pereira, com Renovação/Curunilha x Celeste e Galácticas x Benfica. Jogam por dois empates Celeste e Benfica.

Projeto Romanos 8

O projeto Romanos 8, de Aceguá, sagrou-se campeão invicto, recentemente, da Copa Integração, categoria sub-15, em Herval. A equipe também obteve os melhores ataque e defesa. Conquistaram o título os atletas Willian Barg, Robert dos Santos, Jacson Filipine, Patrick Santos, Augusto Seling, Gabriel Medina, Luís Cláudio Barcelos e Dionata Caravaca, Cléber Cavalheiro, Leandro Oliveira, Mateus Branco, Jean Casagrande, Everton Dias, Marciano Casagrande e Romeu Lima.

15

Yuri Cougo Dias

yuricougodias@gmail.com


16

Contracapa

BAGÉ, 27 DE JUNHO DE 2019

www.jornalminuano.com.br

Profile for Jornal Minuano

20190627  

20190627  

Advertisement