Page 1

~å ç ë jornalminuano.com.br BAGÉ, quarta-feira, 26 de junho de 2019 - ANO XXV Nº 6 261 | R$ 2,00

Contratações voltarão à pauta em extraordinárias

SEGURANÇA

Operação prende dupla por abigeato na região

Câmara deve avaliar 14 propostas sobre autorizações na próxima sexta-feira

Acusados foram detidos durante buscas em Aceguá, Bagé e Candiota

Pág. 5

Pág. 14

DIVULGAÇÃO

POLÍTICA

GUARANY

Artilheiro é aguardado para decisão com o Gaúcho Autor de 9 gols em 8 jogos, Andrei se recupera de uma inflamação no tendão Pág. 15 TIAGO ROLIM DE MOURA

EM ACEGUÁ

ESPERA PELOS FREE SHOPS EM SOLO BRASILEIRO

Após quatro empresas receberem autorização para instalação das primeiras lojas francas em solo brasileiro, recentemente, aumentaram as expectativas sobre o tema em Aceguá, cidade da fronteira que atende aos requisitos para sediar tais empreendimentos. O cenário atual, porém, ainda é de espera por investidores.

Pág. 3

Previsão do tempo

3ºC

12ºC

EMPREENDEDOR - Sesc Bagé destaca oficina de mini livros em escola

Pág. 6


02

Opinião

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 26 DE JUNHO DE 2019

Inicia venda de ingressos para 8ª Edição dos Pianistas de Bagé

ARQUIVO JM

Cerca de 30 colaboradores devem integrar ação em 2019 Desde ontem, estão disponíveis os ingressos para a 8ª Edição dos Pianistas de Bagé. A comercialização está sendo realizada na secretaria do Instituto Municipal de Belas Artes (Imba), por R$ 30. O evento acontece no dia 15 de julho, no salão nobre da instituição.O evento é realizado pela Secretaria de Cultura e Turismo de Bagé (Secult), IMBA e Associação dos Amigos do Instituto Municipal de Belas Artes. De acordo com coordenadora do grupo pianistas de Bagé, Lúcia Antônia Bezerra de Mello, irão participar da apresentação cerca de 30 pianistas, entre eles alunos e ex-alunos e professores do Imba. Ela comenta que esta edição tem como

título “O Melhor dos Pianistas de Bagé” e consiste em um apanhado de músicas das últimas edições. Conforme Lúcia, o concerto é anual e, no repertório, serão apresentados os tangos de Piazzolla, La Cumparsita de Matos Rodriguez e obras de outros compositores como Tchaikovski, Gabriel Fauré, Manuel de Falla, Saint Saens, Radamés Gnattali, entre outros. Segundo a coordenadora, a última edição foi em 2017. “Este ano a apresentação contará com 13 músicas”, disse. Ela relata que os ensaios do grupo iniciaram em março e, de 10 a 14 de julho, todos os pianistas que irão se apresentar no conserto estarão em Bagé para os ensaios gerais.

FAT - Jornal Minuano | CNPJ: 87415725/0012-81 Endereço: Av. Marechal Floriano, 2050 - CEP 96400-011 - Bagé/RS Telefones: Redação (53) 3242-7693 - Assinaturas 3241-6377 www.jornalminuano.com.br | redacaominuano@gmail.com | facebook.com/jornalminuanobage

GERENTE COMERCIAL Adriana Robaina

EDITOR-CHEFE Felipe Valduga

Editor assistente - Sidimar Rostan • Reportagem - Viviane Becker - Melissa Louçan - Jaqueline Muza - Rochele Barbosa - Yuri Cougo Dias • Chargista - Cláudio Falcão • Repórter fotográfico - Antônio Rocha - Tiago Rolim de Moura • Diagramação - Luís Mário Pereira - Vinícius Silva • Assistente comercial - Angelina Britto • Executiva de Contas - Dulce Dias • Assinaturas - Paula Freitas • Distribuição Marcos Goulart • Administrativo - Lidiane Selaje Marques • Colaboradores - José Carlos Teixeira Giorgis - Marcelo Teixeira - José Artur M. Maruri dos Santos Norberto Dutra - Airton Gusmão - Dilce Helena dos Santos - Fernando Risch - João L. Roschildt • Impressão - Gráfica UMA (Grupo RBS) - Porto Alegre/RS Laboratório de

Jornalismo

Coordenador do Curso de Jornalismo

Glauber Pereira

Os artigos assinados não refletem, necessariamente, a posição do jornal. Por isso, a editoria não se responsabiliza pelas opiniões emitidas.

Luiz Fernando Mainardi

Desenvolvimento e o polo carboquímico

Na segunda-feira, 24, estive em Candiota para o lançamento da Frente Parlamentar do Polo Carboquímico. Lá, sintetizei meu posicionamento sobre o assunto, que, aliás, tenho defendido desde que o tema veio à baila. Entendo que, entre vantagens e desvantagens do projeto, devemos procurar um caminho que busque potencializar as vantagens e diminuir ao máximo eventuais efeitos negativos. O tema da produção energética é, sem dúvida, um tema sensível em todo o mundo. Há uma pressão internacional, vinda de vários setores, governamentais ou não, para que as fontes energéticas que produzem CO² sejam abandonadas. A exploração do carvão, principalmente, sofre forte oposição de ambientalistas e defensores de energias limpas. Não podemos fechar os olhos nem os ouvidos para estes argumentos. Mas também vivemos uma realidade muito peculiar e específica no Rio Grande do Sul. Simplesmente porque concentramos aqui, em nosso solo, cerca de 90% de todas as jazidas carboníferas do Brasil. E as exploramos há muito tempo, tendo criado uma cadeia produtiva que possuiu relevância para a nossa economia, principalmente quando falamos da região da Campanha gaúcha. Nossa jazidas ainda têm um potencial de exploração muito significativo e, por óbvio, atraem interesses privados nacionais e internacionais. Discutimos muito isso

quando governamos o Estado, com Tarso Genro. E foi lá, lembro, que a ideia do polo carboquímico começou a ganhar os seus contornos iniciais. O processo carboquímico, que utiliza a fonte energética do carvão para a produção de gás, principalmente, tem vantagens ambientais em relação à utilização tradicional do carvão mineral. As emissões de carbono, nesse processo, são muito menores, mas evidentemente ainda existem, além de não prescindirem do processo de mineração, feito a céu aberto em nossas minas, com as consequências ambientais que todos conhecemos. É preciso, portanto, que tanto o Estado quanto os investidores privados tenham grande consciência sobre as consequências deste projeto, que pode, efetivamente, atrair investimentos e fortalecer a dinâmica econômica da nossa região, mas pode, dependendo de sua gestão, trazer problemas ambientais que afetam a toda a comunidade. Toda a intervenção humana na natureza, principalmente a de minerar e industrializar, traz efeitos ambientais. Felizmente, evoluímos muito em nosso padrão de cuidado e compromisso com a preservação. A conduta que pode ser caracterizada como expoliativa – aquela que não se preocupa com as repercussões negativas destas intervenções humanas – precisa ser, definitivamente, superada. Manter a produção energética com base no carvão, para nós, não

é uma escolha, é uma necessidade. Quem conhece a nossa região, sabe disso. Mas isso não é e não deve ser entendida como uma regra geral. Há locais e ambientes econômicos, geográficos e/ou habitacionais que não podem conviver com esse tipo de produção energética. E isso deve ser debatido de forma transparente com toda a comunidade, ouvindo e cotejando os argumentos de todos os lados. Tenho tranquilidade em dizer que minha opinião está baseada, sempre, em uma avaliação concreta de uma situação concreta. É isso, por exemplo, que faz com que eu tenha uma opinião favorável à mineração do carvão aqui na região da Campanha, mas seja contra a mineração de metais pesados no entorno do rio Camaquã. Aquele projeto que nos ameaça não traz qualquer benefício para a comunidade e pode gerar um desastre ambiental de grandes proporções, afetando o rio e as populações ribeirinhas. Por isso, nosso posicionamento é claro, em defesa do emprego, do desenvolvimento e da dinâmica econômica positiva gerada por novos investimentos em uma cadeia carboquímica. Da mesma forma, somos claros e diretos quando defendemos que estes projetos devem ser precedidos e acompanhados de todos os cuidados ambientais necessários, de forma a se desenvolverem amigavelmente com a natureza e com a vida humana que os cerca. Deputado estadual, líder da bancada do PT da AL

Esta coluna é oferecida a colaboradores que representam diferentes agremiações partidárias. As ideias nela contidas correspondem à exclusiva opinião ou versão de seus autores

Cláudio Falcão

Charge Florêncio e os butiás

falcaobage58@gmail.com


Cidade

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 26 DE JUNHO DE 2019

03

Aceguá à espera de interessados nos free shops brasileiros TIAGO ROLIM DE MOURA

que houve procura por imóveis para locação ou compra, mas no momento não sabemos de interesse de alguma outra empresa”, relata. A regulamentação demorou mais de seis anos para ser efetivada, o que pode ter esmorecido o interesse de alguns investidores. Contudo, a procura foi reacendida, ano passado, com a apresentação do software para viabilizar a implementação das lojas francas, que serve para co-

municação entre os sistemas internos de controle e fiscalização aduaneira da Receita Federal. As lojas francas comercializam produtos oriundos diretamente das indústrias, com isenção de taxas, chegando a um valor mais acessível ao consumidor final. Para as compras também há normas, como o limite de 300 dólares por CPF, por mês. Os investidores devem seguir critérios, como patrimônio líquido igual ou superior a R$ 2 milhões.

Critérios para investidores

Primeiras permissões de instalação em cidades fronteiriças já foram publicadas

Após mais de seis anos de espera e burocracia, quatro empresas receberam autorização para instalar os chamados “free shops” brasileiros no Rio Grande do Sul. As lojas francas serão localizadas em cidades-gêmeas de fronteira, como Jaguarão, Uruguaiana e Barra do Quaraí. Em Aceguá, algumas empresas já demonstraram interesse, mas nada foi efetivado até o momento.

Desde o início de junho, já foram publicadas as primeiras autorizações para abertura de free shops em cidades-gêmeas. Jaguarão e Uruguaiana já haviam recebido autorização para abrigar lojas francas e, na última semana, mais uma autorização para instalação de empresa em Uruguaiana foi emitida, além de Barra do Quaraí, fronteira tríplice com Argentina e Uruguai. As

quatro empresas receberam permissão para operar no regime aduaneiro especial de loja franca em fronteira terrestre. Vice-prefeito de Aceguá, Júlio César Monteiro relembra que, em 2018, duas grandes empresas buscaram informações junto à Prefeitura, além de outras duas empresas da região. “Porém não houve, depois disso, contato direto com a Prefeitura. Sabemos

- Ser pessoa jurídica estabelecida no país que cumpra requisitos de regularidade fiscal; - Não possuir pendências com a Secretaria da Receita Federal do Brasil; - Ter patrimônio líquido igual ou superior a R$ 2 milhões; - Dispor de sistema informatizado para controle de entrada, estoque e saída de mercadorias, de registro e apuração de créditos tributários integrado aos sistemas corporativos da beneficiária, que atenda aos requisitos em ato normativo específico da Coordenação-Geral de Administração Aduaneira.

Aos consumidores - A mercadoria deverá ser retirada do estabelecimento pelo próprio viajante, respeitando limite quantitativo a cada intervalo de um mês: - 12 litros de bebidas alcoólicas; - 20 maços de cigarros; - 25 unidades de charutos ou cigarrilhas; - 250 gramas de fumo preparado para cachimbo; - Limite de compra de 300 dólares ao mês.


04

Campo & Negócios

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 26 DE JUNHO DE 2019

Embrapa lançará tecnologia de tolerância a percevejos na soja A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) lançará, durante a 37ª Reunião de Pesquisa de Soja que será realizada nos dias 26 e 27 de junho, no Buffet Planalto, em Londrina, a inovadora Tecnologia Block, uma linha de cultivares de soja que auxilia o sojicultor no manejo integrado de um dos seus principais inimigos, o complexo de percevejos. “Os percevejos são atualmente uma das pragas mais importantes para a cultura da soja, porque interferem na produtividade e na qualidade dos grãos e das sementes”, avalia o chefe-geral da Embrapa Soja José Renato Bouças Farias. “Por isso, estamos empenhados no desenvolvimento de cultivares de soja com esta tecnologia para auxiliar os produtores que enfrentam dificuldades no campo para manejar esta praga”, avalia. O pesquisador Carlos Arrabal Arias, líder do programa de melhoramento genético de soja

JOVENIL SILVA / EMBRAPA

Inseto ataca grãos e folhas

da Embrapa, e responsável pelo desenvolvimento de genótipos resistentes a insetos diz que a Tecnologia Block amplia a proteção da lavoura ao ataque dessa praga que suga as vagens e os grãos de soja. “As cultivares com a genética Block têm maior tolerância aos percevejos, o que mi-

nimiza a ação destrutiva da praga. Porém, a tecnologia não dispensa o uso de inseticidas, mas permite uma melhor convivência com os insetos no campo”, enfatiza. De acordo com o pesquisador, o uso de cultivares tolerantes aos percevejos permite melhor convivência com os insetos no campo, sendo uma ferramenta importante no Manejo Integrado de Pragas. A Embrapa e a Fundação Meridional irão lançar na safra 2019/20 uma nova cultivar, desenvolvida via melhoramento genético tradicional, e que amplia as opções de cultivares tolerantes a percevejo no mercado. A busca por cultivares de soja com maior tolerância ao ataque de insetos sugadores foi intensificada, em 2016, quando foram avaliadas no campo experimental, da Embrapa, em Londrina, 30 linhagens convencionais e 20 com a tecnologia RR e Intacta. O trabalho de pesquisa envolveu especialmente as equipes que atuam com melhoramento

genético e entomologia. Arias relata que, enquanto o nível de ação definido pela pesquisa atualmente é de dois percevejos por pano de batida, a nova cultivar consegue suportar, pelo menos, o dobro de percevejos, sem afetar a sua produtividade. “Algumas plantas, mesmo na presença de alta população de percevejos, mantiveram a produtividade alta, enquanto que as cultivares suscetíveis ao ataque de percevejos apresentaram perdas importantes”, revela.

Controle

O principal problema dos percevejos é o seu ataque direto ao grão e às vagens da soja, diferentemente das lagartas, por exemplo, que atacam as folhas. “Por isso, existe potencial de perda em produtividade e também em qualidade de produtos que serão gerados como o óleo e a ração animal”, explica o pesquisador Samuel Roggia, da Embrapa Soja. No caso dos produto-

res de semente, o problema é ainda maior, porque o ataque de percevejos afeta o vigor da semente, o que impactará no estabelecimento adequado da futura lavoura. Em particular, o controle do percevejo-marrom (Euschistus heros) tem sido feito principalmente com a utilização de produtos químicos e há vários casos de população da praga que apresentam elevada tolerância a alguns inseticidas. “São populações em que os inseticidas não conseguem controlar tão bem”, diz Roggia. Além disso, comparativamente com outras pragas, o percevejo-marrom ainda não tem disponíveis outras ferramentas como a biotecnologia e o controle biológico aplicado. Quando os percevejos tornam-se resistentes a produtos químicos, o risco de perda é grande. “Por isso, é importante termos cultivares tolerantes a esta praga como ferramenta para ser utilizada no manejo integrado dessa praga”, avalia.

Conseleite prevê queda no preço do leite, de 4,14%, no Rio Grande do Sul O leite deve ter queda em junho no Rio Grande do Sul. Segundo dados divulgados pelo Conseleite/RS, ontem, em reunião na sede da Farsul, em Porto Alegre, o valor de referência projetado para junho é de R$ 1,1297 o litro, valor 4,14% menor do que o consolidado de maio, que fechou em R$ 1,1784. Esta é a primeira vez que o valor de referência registra baixa expressiva em 2019, uma vez que vinha em estabilidade desde dezembro de 2018. Para o presidente do Con-

seleite e do Sindilat, Alexandre Guerra, é preciso levar em conta que o período de safra, quando, tradicionalmente, a produção se eleva no campo, o que pressiona os preços. Por outro lado, argumenta que o consumo das famílias brasileiras está retraído em função do contexto econômico e de um outono e inverno com temperaturas amenas. “O consumidor está em busca de promoções, independentemente da praça onde se atua. Isso é reflexo da estagnação da economia nacio-

nal, que impacta diretamente no setor lácteo”, pontuou. Apesar desse cenário de retração de consumo, Guerra citou que, nos cinco primeiros meses do ano, o valor pago, na prática, ao produtor no campo foi maior do que o previsto pelo Conseleite. “Em um mercado não comprador, esse cenário preocupa em função da baixa margem com que vêm operando a indústria”, alerta. Os dados do Conseleite indicam que a queda em junho também posicionou o produto

Cotações do agronegócio

Oferecimento: Valores em R$

Arroz - saca de 50 kg Soja - saca de 60 kg Milho - saca de 60kg Sorgo - saca de 60 kg Trigo - saca de 60 kg Boi gordo - kg vivo Vaca gorda - kg vivo Vaca de invernar - kg vivo Terneiro - kg vivo Novilho de invernar - kg vivo Referência: 17 a 23/06/2019

42,00 75,50 36,00 28,50 5,20 4,95 4,10 6,20 5,10

Vaquilhona leiteira prenhe - Cabeça Vaca leite primeira cria - Cabeça Cordeiro - kg vivo Capão - kg vivo Ovelha de cria - Cabeça Ovelha consumo - Cabeça Lã cruza I especial - kg Leite - Litro Mel a granel - kg

3.750,00 4.000,00 6,50 5,50 200,00 190,00 8,25 1,44 5,50

Preço médio em Bagé/RS | Fonte: Emater

abaixo do valor real praticado em 2018, uma vez que, até então, os valores de 2019 vinham acima da série do ano anterior. No entanto, no acumulado do ano, de janeiro a junho, o preço do leite, segundo o professor Eduardo Finamore, da UFP, acumula um ganho real de 1,04% acima da inflação do período (IPCA). “A grande questão é como os preços vão se comportar nesse segundo semestre do ano, que vinha com estabilidade”, acrescentou. O presidente do Conseleite

ressalta que o setor – um dos grandes responsáveis pela ramificação de renda no campo - precisa de apoio para minimizar oscilações de preço e garantir margens mínimas de rentabilidade. Entre as alternativas, pontua ele, está a retomada de aquisições por parte do governo ou a adoção de cotas que regulem a pressão dos importados no mercado nacional. “As importações estão maiores do que em 2018. Só em maio em relação a abril, as importações aumentaram 25,5%”, acrescentou.


Fogo Cruzado

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 26 DE JUNHO DE 2019

Câmara deve votar contratações temporárias em sessões extraordinárias

O Legislativo bajeense realiza cinco sessões extraordinárias, na sexta-feira, a partir das 8h15, para apreciar 16 projetos. A pauta inclui 14 propostas que tratam sobre autorizações para contratações temporárias de servidores para a Secretaria Municipal de Assistência Social, Trabalho, Habitação e Direitos do Idoso. As autorizações, que ficaram em vista, na semana passada, com a bancada do PSB, devem permitir as contratações de instrutores/orientadores, assistentes sociais, motoristas, psicólogos, serviços gerais, rondas, monitores, auxiliares e motoristas, para atuação em diferentes estruturas e serviços mantidos pela pasta. Os profissionais deverão desempenhar funções na Proteção Social Básica (Cras – Damé, Cras Ivo Ferronato, Cras – Prado Velho), Programa Criança Feliz, Equipes Volantes e Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos; na Coordenação de Cidadania e Trabalho (Casa de Cursos, Centro de Panificação, Centro Social Urbano e Restaurante Popular); no Albergue Municipal; no Cemitério Municipal de São Martin; na Casa de Acolhimento Yaia Vernieri (Catyve); na Casa do Guri/Lar dos Irmãos Santo Estevão; na Casa do Adolescente; na Casa da Mulher Vítima de Violência; na Coordenadoria da Mulher e Direitos Humanos; na Coordenação Administrativa; na Coordenadoria de Políticas

para a Pessoa Idosa; na Coordenação de Habitação e Cadastros; na Coordenação de Economia Solidária KM 21; e no Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas). Em coletiva de imprensa, na sexta-feira, 18, representantes do Executivo demonstraram apreensão com a tramitação das matérias na Câmara de Vereadores, destacando que a aprovação das contratações emergenciais é necessária em função de apontamento do Ministério Público, vedando serviços prestados por Recibo de Pagamento Autônomo (RPA).

ções previstas para o cargo. Se as proposições forem aprovadas, o processo, que será realizado por comissão especial (formada por cinco servidores públicos), também contará com critério final eliminatório, de conhecimentos práticos. Na justificativa apresentada ao Legislativo, junto às emendas, os líderes do PSB, PT e Rede defendem a utilização de ‘critérios claros, objetivos, previamente definidos e divulgados por edital, que permitam amplo controle da atividade dos examinadores (por meio, inclusive, da possibilidade de interposição de recurso pelos candidatos)’.

Seleção

Agentes de trânsito

Os projetos apresentados pelo governo municipal determinam que as contratações terão caráter emergencial e temporário (pelo prazo de 12 meses) e serão realizadas através de processo de seleção pública simplificada. Emendas assinadas por lideranças do PSB, PT e Rede revelam preocupação com o processo de seleção, determinando, por exemplo, que a mesma deverá ser acompanhada por representante da procuradoria jurídica do município. Os parlamentares propõem critérios para garantir a ampla divulgação do processo. As emendas observam que a seleção será composta por critério inicial e classificatório de avaliação objetiva de conhecimentos vinculados às atribui-

Retirada da pauta, na semana passada, a proposição que confere aos agentes de fiscalização de trânsito e transportes o direito a receber adicional de risco de vida calculado em 75% sobre seu nível básico, retorna à discussão, com uma emenda que promove alterações na redação proposta pelo Executivo. Pela legislação em vigor, os servidores podem receber adicional de 50%.

Plano de Classificação Alterado pela mesa diretora, o texto que altera o Plano de Classificação de Cargos e Remuneração dos servidores da Câmara Municipal de Vereadores de Bagé também pode ser votado nas extraordinárias.

Progressistas reúne lideranças em Bagé

A primeira reunião de trabalho do diretório bajeense do Progressistas, realizada na segunda-feira, contou com lideranças históricas do partido em Bagé. Em clima de mobilização, a presidente da legenda, vereadora Sonia Leite, abriu a agenda da sigla mirando o pleito municipal de 2020. A mesa dos trabalhos foi composta pelo ex-prefeito Carlos Sá Azambuja, Pedro Celso Barcelos, Terêncio Pereira, Anacleto Carvalho, Nelson Leite e Auro

Acevedo. “Estavam presentes filiados históricos do Progressistas”, destaca Sonia. Enquanto busca uma nova sede, assunto que pautou a primeira reunião, o partido utiliza espaço cedido, provisoriamente, por Anacleto e Cleber Carvalho. Durante o encontro, também foram debatidas estratégias para resgatar filiados. Azambuja também apresentou uma espécie de retrospectiva, destacando a contribuição dos prefeitos Progressistas para Bagé.

DIVULGAÇÃO

Azambuja destacou histórico do partido na prefeitura

@sidimarrostan sidimar_frostan@hotmail.com

05

Sidimar Rostan

Lei pode incluir cidades da região na Rota dos Butiazais As cidades de Candiota e Hulha Negra podem ser incluídas na Rota dos Butiazais do Estado do Rio Grande do Sul; roteiro turístico, histórico, cultural, artesanal, gastronômico e ambiental, proposto pelo deputado estadual Eduardo Loureiro, do PDT. O projeto de lei, que tramita na primeira fase de apreciação no parlamento gaúcho, também abrange os municípios de Alegrete, Arambaré, Arroio Grande, Barão do Triunfo, Barra do Ribeiro, Butiá, Canguçu, Caxias do Sul, Encruzilhada do Sul, Erechim, Giruá, Morro Redondo, Mostardas, Osório, Palmares do Sul, Passo Fundo, Porto Alegre, Quaraí, Santa Vitoria do Palmar, Pelotas, Pinhal da Serra, Rio Grande, Santana do Livramento, Tapes, Torres, Vacaria e Viamão. Loureiro menciona, na justificativa apresentada à Assembleia Legislativa, que ‘o butiá é um gênero de palmeiras subtropicais, pertencente à família Arecaceae, que ocorre na América do Sul’. “As espécies desse gênero se distribuem no Brasil, no Paraguai, na Argentina e no Uruguai. No Brasil, as espécies estão distribuídas nas regiões Sul (Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul), Sudeste (Minas Gerais e São Paulo), Centro-Oeste (Distrito Federal, Goiás e Mato Grosso do Sul) e Nordeste (na Bahia). Os ecossistemas de butiazais são reconhecidos por seu valor paisagístico, de biodiversidade e histórico-cultural. As populações naturais dessas palmeiras são conhecidas como butiazais ou palmares. As plantas são denominadas butiazeiros ou de butiás, e os frutos são conhecidos como butiás”, destaca. O parlamentar observa, ainda, que a Rota dos Butiazais já existe, informalmente, ‘sendo exemplar o trabalho de resgate cultural e de fomento à economia local e regional realizado pelos municípios, entidades e instituições parceiras, tais como a Embrapa e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul’. Loureiro reforça que o objetivo, com a

formalização do roteiro, é ‘fomentar o desenvolvimento dos municípios a partir da conservação do ecossistema e de resgates históricos, incrementando a economia, o turismo, e a interligação entre diversas regiões gaúchas e destas com países do Mercosul’.

Desenvolvimento A rota proposta por Loureiro tem, como base, desenvolver, de forma sustentável, o turismo regional; fortalecer, ampliar e desenvolver a produção local nas áreas do turismo, história, cultura, artesanato e gastronomia; implantar mecanismos de educação ambiental e incentivo aos empreendimentos turísticos e econômicos; e incentivar a organização produtiva das comunidades locais relacionadas ao turismo, ao artesanato, a gastronomia e a geração de novas fontes de emprego e renda. A proposição estabelece, como instrumentos eventos turísticos constantes no calendário oficial do Estado, dando autonomia para que conselhos municipais de turismo, secretarias municipais de turismo, associações de municípios, instituições de ensino, entidades representativas de artesãos, de culinaristas, de guias de turismo e as associativas da sociedade civil que visem ao fomento do turismo e da cultura realizem fóruns, formem conselhos e organizem planos regionais.

Autonomia O projeto considera atrativos turísticos todos os locais e eventos de interesse turístico, cultural, histórico, natural, artesanal, gastronômico, religioso e de entretenimento, incluindo lagoas, rios, lagos, cascatas, morros, matas e florestas, sobretudo às áreas com a efetiva presença de butiazeiros. Se a legislação for aprovada, o poder público fica autorizado a firmar parcerias com universidades, empresas públicas de pesquisa, entidades e empresas da iniciativa privada, de modo a apoiar atividades da Rota das Butiazais.


06

Empreendedor

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 26 DE JUNHO DE 2019

Sesc Bagé realiza oficina de mini livros em escola da cidade

DIVULGAÇÃO

Projeto mais leitura segue nos dias 14 e 15 de agosto Alunos de Bagé tiveram a oportunidade de participar de uma oficina sobre construção de minilivros através do projeto Sesc Mais Leitura, que aconteceu este mês, na Escola Estadual Justino Quintana. A oficina, ministrada pela poetisa, artista plástica e artesã Cláudia Gonçalves, teve quatro etapas e reuniu cerca de 100 participantes e teve como objetivo estimular a criação exercitando os sentidos, a concentração e o interesse pelo manuseio dos livros físicos. Os alunos participaram de todas etapas do processo de produção das peças, desde o corte das mini páginas à confecção das capas, passando pelo cuidado com as letras e os desenhos. O projeto Sesc Mais Leitura busca a democratização da leitura e a formação de novos leitores. Com o Sesc Mais Leitura, estudantes gaúchos têm a oportunidade de receber em suas escolas diversos escritores que utilizarão obras das bibliotecas locais do Sesc para debater sobre os temas abordados nos livros escolhidos. Nesta edição, a convidada foi Cláudia Gonçalves, coordenadora de publicações do Proyecto Cultural Sur/Brasil, do Projeto “Poeta, mostra tua cara na escola” e assessora de coordenação do Congresso Brasileiro de Poesia. É membro da Casa do Poeta Rio-Grandense, da

Líder Premium

A loja está com campanha voltada para formaturas e casamentos, com 20% de desconto à vista ou 10% em três vezes, em toda linha social: trajes, ternos, camisas, gravatas, calças sociais e sapatos. A empresa oferece, também, preços especiais nos trajes da Três C, por R$ 299 à vista, e dos Kits da Rafarillo de sapato, cinto, meia e calçadeira, por R$ 199.

Aciba

A parceria com a Empresa Viação Ouro e Prata resulta em 10% de descontos nas passagens intermunicipais, concedido por meio de um vale plus, possibilitando que o usuário faça economia, tanto nas viagens de ida quanto nas de retorno para Bagé. Para garantir o desconto, é necessário comprar a passagem com antecedência na Aciba, podendo ser parcelada em até seis vezes nos cartões de crédito Visa e Mastercard. A Aciba tem condições exclusivas que servem de incentivo para viagens com destino a Porto Alegre.

Educartte Farm

De 22 de julho a 2 de agosto, a equipe da Educartte Farm vai mostrar que chegou para ficar. Com lanche incluso, a proposta é transformar as férias dos pequenos em uma experiência inesquecível. As inscrições devem ser feitas o quanto antes, já que o número de vagas é limitado. Poetisa, artista plástica e artesã Cláudia Gonçalves foi a responsável por orientar o processo de confecção

Casa do Poeta Camaquense e Cônsul do movimento “Poetas del Mundo”, Porto Alegre – RS. Ministra oficinas [talleres _ workshops] em bienais, feiras de livros, escolas, ONGs e centros culturais, além de compor o movimento “Poetas Pela Paz e Justiça Social”. Em sua trajetória poética, tem algumas parcerias musicais, participou de mais de quarenta antologias, tem poemas publicados em vários sites jornais, revistas, e-books, entre outros do Brasil e do Mundo. É autora dos livros “Entrelinhas” Edição artesanal

da Fábrica de Cataventos – MG/ 2011; “Cerne”, Editora PCSUR - RS/ 2015; “Nanico”, mini livro de microcontos, Edição artesanal ArtNano - RS/ 2018. A próxima etapa do Sesc Mais Leitura acontece nos dias 14 e 15 de agosto com a escritora Lélia Almeida. Serão quatro palestras com o tema: Os contos de mistério de Lygia Fagundes Telles, em local ainda a ser definido. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (53) 3242-7600, no site www.sesc-rs.com.br/bage e na página www.facebook.com/sescbage.

Mix Bazar

A Mix Bazar trouxe uma grande variedade de produtos, com mais de cinco mil itens disponíveis, que incluem bijuterias, brinquedos, linha PET, artigos de ferragem, artigos para festas, material escolar e itens para presente. A loja se localiza na rua Sílvio da Silva Tavares, nº 901, no bairro Jardim do Castelo.

Aniversariantes Ada Maria Guimarães Carolina Maurente Mendes Cibele Corrêa de Oliveira Elisson Corrêa Soares Hélen Rossane Alves Mendes Inácio Bitencourt Borba Irineu de Moura Izabela Ventura Jane Klein Ibing João Fernando Franco Marcela Marinho

Marcos Ribeiro Maria Helena Soares Souza Dias Maria Regina Alves Marione Simão Nunes Michele Pacheco Olga Ferreira Percilha de Fátima da Silva Roseane Pereira dos Santos Tanara Bueno da Costa Valle Vanessa Montovani Wanny Medeiros Pinto da Silva

galeria 2 x 7


Cidade

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 26 DE JUNHO DE 2019

DIVULGAÇÃO

Obra de Henrique Tobal é atração da Semana Internacional da Espanha em Porto Alegre Instituto Cervantes Com mais de 200 mil estudantes ao ano, o Instituto Cervantes é a maior instituição mundial dedicada ao ensino de espanhol. Conta com mais de 87 centros em 44 países de todos os continentes. Recebeu o Prêmio Príncipe de Asturias, em 2005, na categoria de Comunicação e Humanidades.

Mostra

A exposição “Henrique Tobal: um gênio espanhol em Bagé” foi inaugurada, ontem, no Instituto Cervantes (na Rua João Caetano, 285, no Bairro Três Figueiras), em Porto Alegre. O evento, que integra a Semana Internacional da Espanha, contou com a presença do embaixador daquele país, Fernando García Casas. A mostra, que tem entrada gratuita, retrata a construção de prédios, através do acervo de plantas, deta-

lhando a riqueza arquitetônica de Henrique Tobal. Toda sua inspiração é fruto da arquitetura espanhola. Tobal se formou em Arquitetura e Escultura na Escola de Belas Artes de Madrid. Em 1911, com 25 anos de idade, chegou a Buenos Aires, de onde seguiu para Porto Alegre. Depois de rápida estada na capital, partiu para Bagé. Foi na Rainha da Fronteira que se tornou conhecido e admirado como arquiteto.

Apresentada no ano passado, aos bajeenses, a exposição “Henrique Tobal: um gênio espanhol em Bagé” conta com a pesquisa histórica da diretora da Casa de Cultura, Heloísa Beckman, em que retrata a construção de prédios, através do acervo de plantas que detalham a riqueza arquitetônica que Tobal trazia de suas inspirações espanholas, além de exemplares da revista Phenix, sob a direção de Túlio Lopes.

07

Quinta edição do Festivinhos Peruzzo fomenta produção e consumo de vinho local No próximo dia 6 de julho, acontece a quinta edição do Festivinhos Peruzzo, que trará o melhor da música e da gastronomia de Bagé. Neste ano, o evento terá parte da renda revertida para a Casa da Menina e o Caminho da Luz. Lindonor Peruzzo Junior, vice-presidente da rede Peruzzo, promotora do evento, destaca que a participação dos bajeenses em eventos como o Festivinho demonstram o interesse na vitivinicultura da região. “Eventos como esse ajudam a divulgar e a trazer um pouco mais da cultura do vinho para a nossa região”, aponta. O setor de vitivinicultura, inclusive, é apontado como um promissor incremento na matriz produtiva, principalmente pelo fato de Bagé estar situada no paralelo 31, o mais apropriado para o cultivo de uvas viníferas finas, o que é uma vantagem para a região. “Preci-

samos de outra matriz para o desenvolvimento econômico e a vitivinicultura está no caminho para isto, desde que possamos trabalhar através de parcerias público-privadas, incentivando a produção e fazendo disso um atrativo turístico, como na Serra Gaúcha. Indústrias e turismo são essenciais para o desenvolvimento regional”, destaca. Quem quiser conhecer um pouco mais sobre a produção de vinho local, além da culinária da região da Campanha e a música tradicional do Pampa, pode adquirir os ingressos em qualquer uma das lojas do Peruzzo. O ingresso é de R$ 50 e inclui uma taça personalizada do evento, além de degustação de massas, queijos e vinhos. O Festivinhos acontece no dia 6 de julho, a partir das 19h, no CTG Prenda Minha, com apresentação de Joca Martins e grupo Sandim.


08

www.jornalmin

BAGÉ, 26 DE JUNHO DE 2019

Vi Otávio Budó fazendo a festa na LolliCreative Recém chegada de Portugal, para alegria de toda a família , a bela Ane, filha da Luana Firme Netto e do Vinícius Fouchy Bellomo Antônia Budó em tarde de diversão na LolliCreative

Rodrigo Bitencourt comemorou seus cinco aninhos, no Espaço Aquarela, recebendo o carinho dos pais Rafael Victor e Josiane e da mana Isabela

Bruna Borges prestigiando a Exposição ”Pelas Mãos do Pampa”, na Casa de Cultura Pedro Wayne


nuano.com.br

BAGÉ, 26 DE JUNHO DE 2019

09

ivi Becker viviminuano@hotmail.com

Sophia comemorou a chegada do seu quarto aniversário no início do mês e festejou junto com os amiguinhos, os pais Lorenzo Cassuriaga e Aline Caldeira e o mano Pedro

Em tarde animada, Anne Giffoni, Luiza Rodrigues, Maria Antônia Souza, Pedro Henrique Macedo e João Marcelo Guterres

Júlia Moraes de Miranda, linda e cheia de estilo, vestindo look da boutique infantil Kanto Kids

Giovanna de Sousa Monteiro, Pedro Villela Rizzato Lopes e Rafaela Colman de Mello em recente evento na Fisio Five Pilates

Anna Beatriz, essa mini mulher maravilha, filha da Ana Cláudia de Almeida e do Alessandro Sousa, comemorou cinco anos na segunda-feira


10

Cidade

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 26 DE JUNHO DE 2019

Obra busca solucionar problema Psicologia realiza Seminário de Práticas de alagamentos no bairro Ivone de Estágio DEIVIDI LEONEL / ESPECIAL JM

A disciplina de Estágio Básico III (Ênfase em Psicologia Organizacional) do curso de Psicologia da Urcamp, através das professoras Adriana Brito e Súsi Barcelos, organiza, junto com os alunos, o Seminário de Apresentação de Práticas de Estágio. O evento, agendado para hoje, a partir das 14h, no Salão de Atos da Urcamp, tem por objetivo proporcionar uma breve explanação das atividades desenvolvidas na área de Psicologia Organizacional nas empresas parceiras, bem como também agradecer pelas parcerias firmadas. Empresas parceiras: Mopar

Assessoria e Consultoria em Recursos Humanos, Postos Balluarte, CTSul, M P Consultoria, CAMAL-Cooperativa Agrícola Aceguá Ltda, Loja da OI-Villar e Rodrigues Telecomunicações, Restaurante Santa Hora, Academia Corpo e Saúde de Dom Pedrito, Raquel Barreto-Gestão de Pessoas e Processos, Hércules Ferragem e Hérculas Cozinha Pró, Casa da Menina, Jornal Minuano, Hospital Universitário, Supermercado Do Dia da Rede Super, RH da URCAMP, Departamento de Segurança, Higiene e Medicina do Trabalho/Biometria/Prefeitura de Bagé.

Bueiros são instalados na rua Doutor Camilo Gomes

O Departamento de Água, Arroios e Esgoto de Bagé (Daeb) está trabalhando, nesta semana, para resolver um problema crítico e histórico de esgoto no bairro Ivone. Os moradores da Rua Doutor Camilo Gomes sofrem pela falta de bueiros. Quando chove, a água e o esgoto invadem as residências, danificando os imóveis. Perante tal cenário, as equipes da autarquia estão implantando 40 metros de bueiros para auxiliar no escoamento pluvial da via. “A situação era lamentável. Por isso priorizamos este serviço”, afirma Valmi Junior Peraça, diretor operacional do Daeb. Ele enfatiza que a demanda por bueiros é muito grande na cidade, mas que, somente nos dois últimos anos, mais de 12 quilômetros já foram instalados nos mais diversos locais. Lucilene Peres das Neves, moradora da região, conta que há anos os moradores passam por esta dificuldade e que, agora, estão com a expectativa de que o problema seja resolvido com a obra de canalização. “Enfrentamos isso há muito tempo. No verão é o mau cheiro muito forte e a proliferação de insetos com o esgoto chegando na porta de casa. Perdi meus móveis mais de uma vez, por isso acabamos levantando o piso da casa e erguendo os móveis com tijolos. Quando chovia, a água e o esgoto chegavam até a canela”, afirma. Já Heron Cavalcanti, morador de outra casa anexa à via, lembra das vezes em que pedia aos vizinhos para não largarem lixo na rua, e que isso piorava ainda mais a situação.


Cidade

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 26 DE JUNHO DE 2019

11

Associação resgata história de moradores do bairro Dois Irmãos TIAGO ROLIM DE MOURA

Escola e Capela foram fundadas em maio de 1949

A Associação de Moradores do bairro Dois Irmãos está realizando o resgate histórico de seus moradores. A primeira homenageada foi à fundadora da Escola Municipal de Ensino Fundamental Nossa Senhora das Graças e incentivadora da criação da capela que leva o mesmo nome, professora Ilza Torales da Cruz. Conforme a presidente da

Mara realiza pesquisa

entidade, Mara Regina Duarte Oliveira, o projeto surgiu para homenagear a escola e capela que completaram, nos dias 14 e 15 de maio, 70 anos de serviços prestados ao bairro. Mara conta que a professora Ilza ajudou a criar a escola e começou o projeto dando aulas particulares em uma casa de madeira. À época, ela conversou com o frei Mário e comentou sua

FOTOS DIVULGAÇÃO

Ilza e Frei Mario durante a inauguração dos prédios

intenção de construir uma escola. De acordo com a presidente, a Vila Dois Irmãos era um local abandonado. Atendendo convite da professora, o frei visitou o local com a finalidade de formar um centro catequético. Mara salienta que foi apurado entre os moradores que, na visita, o religioso se deparou com um enorme galpão abandonado. O espaço foi adqui-

rido. Isso aconteceu no dia 5 de julho de 1948, e, no mesmo ano, foi comprado um terreno escriturado para a Mitra Diocesana. “O velho casarão foi transformado em colégio e capela dedicada à Nossa Senhora das Graças, santa de devoção da professora”, relata. No dia 15 de maio de 1949, foram inaugurados o colégio e a capela. Em procissão automobi-

lística, foi conduzida a imagem da santa e entronizada a padroeira da capela, da comunidade e do bairro. Segundo Mara, a Associação vai seguir as pesquisas. “Não sabemos nada, nem o motivo de se chamar Dois Irmãos”, comenta. Ela pede para que quem tiver informações que possam ajudar na pesquisa, procure a associação.


www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 26 DE JUNHO DE 2019

Edibar

12

Lazer

Palavras Cruzadas

Nascido sob o 1º signo do Zodíaco Tranquilo (gíria)

Faz buraco (na parede)

Fere de leve; arranha Em + o Consumir cigarros

Diego (?), atacante brasileiro

Dá nó em Guia espiritual (p. ext.)

Encher de gente 102, em algarismos romanos

Legal; maneiro (pop.)

Ressentimento Noz, em inglês

LIBRA

Lavanderia (bras.) Divisão de estrebaria Cansativo; difícil (pl.)

BANCO

ESCORPIÃO O dia estará favorável para resolver problemas, zerar a pilha de trabalhos pendentes e lidar bem tecnologia. Talvez sinta atração por alguém que dá aulas ou é especialista em algo.

SAGITÁRIO

CAPRICÓRNIO

PEIXES

Loterias

No serviço, poderá colocar em prática boas soluções. No romance, a dica é sair da rotina, mesmo que seja passeando, na companhia de filhos ou crianças da família. A noite pede troca de carícias.

A boa sorte estará a seu lado e se surgir alguma dificuldade, poderá ser superada com bom humor e criatividade. Está só? Então, prepare-se para conhecer alguém que irá estimular suas iniciativas.

13

Solução

Boas oportunidades para quem trabalha no setor de alimentos, ensino, terapia ou saúde. A sorte está no ar para quem procura sua cara-metade. Entre os lençóis, espere novidades.

AQUÁRIO

Exímio em certa atividade (fig.)

Antônio Dias, pintor

O ambiente profissional estará movimentado. Aguarde as coisas se assentarem antes de tomar decisões. Poderá começar um relacionamento que te ensinará coisas novas, como o desapego.

Poderá descobrir qualidades, que impulsionarão seu progresso no emprego. Talvez encontre um novo amor enquanto estiver fazendo algo corriqueiro, como ir ao supermercado ou usar transporte público.

Otaviano Costa, ator O “eu” de cada um

G A I O L A

Horóscopo

"(?) que a Polícia Vem Aí", comédia

C O R O

VIRGEM Serviços ligados a casa, planejamento, ensino e divulgação de ideias estarão favorecidos. No trabalho, evite que laços de amizade interfiram nas suas decisões. O romance fica cada vez mais forte.

Aroma; cheiro Ponto de mira

O

Na profissão, talvez precise aprender mais sobre seu ofício ou melhorar suas ideias antes de colocá-las em prática. Na vida a dois, auxilie sua cara-metade e permita que ela ajude você também!

Símbolo de rádio

Rosto

E M

LEÃO

Inventar

Deus do Trovão (Mit.)

C O R R A

CÂNCER Sua atenção estará focada no trabalho. Na paquera, repare em pessoas mais velhas, discretas ou que já tenham manifestado interesse por você. Cultive emoções positivas!

(?) Carlos, novelista brasileiro

Equívoco; mal-entendido

A S

GÊMEOS Quem atua com vendas, atende clientes ou lida com questões relacionadas à Justiça vai notar que os negócios irão fluir melhor. Confie mais no(a) amado(a), abra seu coração e ouça seus conselhos.

Estudar de novo

I N T E R R O G A T O R I O

TOURO

Espere proteção se lida com cuidados físicos, psicológicos, e área infantil. Na paquera, deve conhecer alguém que lhe dê a sensação de reencontro, como se vocês já tivessem se conhecido em outra vida.

(?) Garrido, cantor Viagem gratuita

G U R U

ÁRIES Profissionalmente, você deseja alçar vôos mais altos, mas talvez precise de um pouco mais de tempo ou de conhecimento. Se já tiver compromisso, observe os sinais que seu amor lhe envia.

Cadeia (fig.) Em (?): Parte da ina uma vestigação só voz policial

B T A E R G E N L E R T E S A C E M M A N C A R A O R O D R I A N O RA L A FU N V O V O A R I M A C A N A I N TU R A I A AR D

A Dona do Pedaço - GLOBO - 21h Vivi afirma a Chiclete que não vai mais ficar com ele. Kim, Jô, Téo e Márcio depõem sobre o atentado. Márcio engana Kim para fugir dela. Téo leva Jô em casa. Rock fica desconfortável perto de Agno. Vivi revela a Fabiana que esteve com Chiclete. Cosme cobra de Adão sua encomenda. Régis tenta convencer Maria da Paz a jantar na casa de Beatriz. Fabiana tenta disfarçar a irritação quando Otávio e Beatriz se recusam a dar o nome da família para ela. Adão pensa em enviar Mão Santa para fazer o trabalho de Chiclete. Vivi não gosta da forma como Rock fala com Fabiana e sai em defesa da irmã. Régis encontra o cofre no escritório de Maria da Paz. Agno começa a pagar a academia para Rock treinar. Otávio compra uma joia e Vivi questiona o pai.

© Revistas COQUETEL

Raiz Bem-inquadrada formado de nove (pop.) Piso de jardins

Capital do Pará Pronto- Prêmio do segundo socorro colocado

E M R E D A L T H A D Z E P R B A T B A

Verão 90 - GLOBO - 19h30min Mercedes fica encantada por Andreas. Jerônimo promete a Vanessa que será dono da PopTV. Filipa avisa a Carlos que terá que envolver Larissa para conseguir resgatar a galinha de barro. Filipa inventa para Larissa que está doente e precisa das joias que estão escondidas na galinha de barro para fazer uma cirurgia cardíaca. Andreas dá o quadro que arrematou no leilão para Mercedes. Lidiane aprova suas fotos na SexyCat. Mercedes convida Andreas para jantar. Dandara e Quinzinho se encontram.

www.coquetel.com.br

3/nut — zen. 4/thor — três. 5/viana. 6/gaiola. 8/antenado.

Novelas

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

Órfãos da Terra - GLOBO - 18h30min Cibele (Guilhermina Libanio), Bruno e Benjamin acreditam que Dalila, Paul e Basma sejam amigos. Miguel se desespera por não encontrar dinheiro na loja. Paul estranha o comportamento de Dalila. Dalila/Basma procura Jamil. Miguel vai à oficina de Caetano. Cibele, Benjamin e Bruno contam a Laila o que descobriram sobre Paul. Miguel se desespera com a mensagem que recebe de Robson. Jamil discute com Dalila/Basma. Elias implora que Missade volte para casa. Miguel sai apressado com Rania para viajar e tenta despistar o carro de Robson. Davi se despede da família e de Cibele. Dalila beija Paul, mas pensa em Jamil. Robson e seus capangas destroem a loja de Miguel e machucam Jamil. Letícia discute com Faruq. Jamil chega em casa machucado e Laila se preocupa. Ester expulsa Latifa de sua casa.

FEDERAL

LOTOFÁCIL

LOTOMANIA

Sorteio: 05399

Sorteio: 1831

Sorteio: 1980

02 04 05 08 09

00 01 08 09 11 15 16 27 54 58 61 63 67 68 69 78 79 89 93 95

1º prêmio 2º prêmio 3º prêmio 4º prêmio 5º prêmio -

37117 71539 80239 46873 78405

10 12 14 16 18 19 20 21 22 23

DUPLA-SENA

MEGA-SENA

QUINA

Sorteio: 1951

Sorteio: 2162

Sorteio: 5002

11 16 22 30 34 42

17 27 53 78 79

1º- 05 09 32 37 41 49 2º- 10 19 26 33 35 46


Cidade

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 26 DE JUNHO DE 2019

13

Por Ketherine Acosta e Vitória Severo Acadêmicas de Jornalismo da Urcamp

História: incentivo à pesquisa e amor à profissão

A História não serve apenas para estudar sobre o passado. Ela surge para que seja possível ter noção dos acertos e erros cometidos e assim segui-los ou evitá-los. Essa graduação serve para conscientizar o ser humano e suas ações. Afinal, quem conhece seu passado sabe que futuro seguir. Os acadêmicos de História da Urcamp, em Bagé, contam com dois laboratórios para que se possa ter um melhor contato com a disciplina. São eles o Museu Dom Diogo de Souza e o Museu da Gravura Brasileira, onde os alunos desenvolvem as atividades práticas de pesquisa, seleção de fontes, catalogação, arquivística, preservação e mediação. A coordenadora do curso, professora doutora Clarisse Ismério, enfatiza que o currículo da história na Urcamp é único. Segundo ela, através do método Graduação I, a prática é trabalhada o tempo todo e os alunos estudam por grandes áreas temáticas. “Essa divisão por competência não existe em nenhum curso de História de outras universidades, é o nosso diferencial”, ressalta. Ao se formar, o aluno de História vira historiador, professor, pesquisador e preservador de patri-

mônio. Isso abre um leque de oportunidades de mercado de trabalho. O profissional pode atuar em pesquisas, em museus, ser professor de Ensino Fundamental e Médio, trabalhar com turismo, assessoria ou consultoria ao patrimônio, entre outras áreas. A coordenadora explica que, durante as aulas, primeiro se estuda as teorias e, a partir disso, é aperfeiçoada a parte de ensino, pesquisa e preservação.

A paixão pelos fatos O historiador Lasie Winkel se formou no ano passado, na primeira turma do curso de História da Urcamp. Ele relembra o quanto o método de ensino da instituição de ensino ainda o influencia: “Acredito que muito do meu conhecimento, e não me refiro necessariamente ao restrito de História, foi influenciado e fundado nas cadeiras. Continuo com pesquisas e leituras, ainda utilizando o método oriundo da Urcamp”. Winkel também comenta o quanto a profissão é importante e quão apaixonado ele é por ela. “História é algo que jamais deixarei de ser apaixonado. Sou um dos tantos românticos da minha área que en-

xergam na História uma ferramenta de conscientização e formação intelectual e pessoal do aluno. Costumo falar que a História é casada com o tempo e amante do historiador e este tem que ter a compreensão de que ela a todos pertence, porém, o historiador dispõe das ferramentas necessárias para materializar esse casamento em narrativa”, relata. O curso conta com vários projetos de pesquisa e extensão e um deles é o projeto do Patrimônio Digital, em parceria com o Museu Dom Diogo de Souza. Na iniciativa, são desenvolvidas pesquisas e um sistema gestor onde é catalogado todo o acervo do Museu. Uma das pesquisas é a “História da mulher através dos jornais locais”, em que se trabalha a questão feminina na região. A graduação conta, também, com os projetos Oficinas de ensino da história sobre educação patrimonial e o Sarau Noturno. O primeiro, lançou um livro digital em que os colégios municipais estão adotando para suas aulas de história. O outro, o Sarau Noturno, já completa dez anos e tem como ideia contar a história do Cemitério da Santa Casa e seu patrimônio, através de apresentações de alunos

DIVULGAÇÃO/ASCOM

Graduação tem duração de três anos de diversos cursos da Urcamp. O aluno Matheus Feijó comenta sobre os motivos de ter escolhido História e o apoio que ele teve quando entrou na graduação: “Eu sempre gostei de História, pelo fato da curiosidade. É uma área muito ampla e tu pode falar sobre vários assuntos. Uma coisa que senti no curso foi esse apoio, pois, quando estava no segundo semestre eu já estava apresentado trabalho em um congresso internacional e isso foi muito importante”. Ele fala também de como a Gradua-

ção I trouxe mudanças positivas para a Urcamp: “Traz uma aula mais informal, que incentiva o debate em sala de aula e isso acaba chamando mais atenção e aumentando mais a vontade de fazer as atividades. Eu vi essa evolução da Urcamp e isso me deixa muito feliz”. O curso de História da Urcamp tem duração de três anos (seis semestres), com aulas à noite, em Bagé. A carga horária é de 2.800 horas, divididas em aulas práticas e teóricas.


14

Segurança

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 26 DE JUNHO DE 2019

Polícia Civil captura suspeito Operação prende dois investigados por tentativa de homicídio por abigeato na região Leandro Torman Gonçalves, de 35 anos, foi preso preventivamente, ontem, pelos agentes da 2ª Delegacia de Polícia Civil de Bagé. Conforme a investigação, Gonçalves é acusado de ser o autor da tentativa de homicídio, ocorrida no dia 16 de junho, em que Guilherme Gomes Bell foi gravemente ferido por pedradas e socos, que resultaram em sua internação na Santa Casa de Bagé. A prisão ocorreu no bairro Camilo Gomes, em via pública. Após os trâmites, Gonçalves foi encaminhado ao Presídio Regional de Bagé (PRB).

DIVULGAÇÃO

Agentes detiveram suspeito em via pública

Agentes da Delegacia Especializada na Repressão aos Crimes Rurais e Abigeato (Decrab) de Bagé, com apoio de policiais da Delegacia Regional de Bagé, 2ª Delegacia de Polícia Civil e Delegacia de Candiota, cumpriram cinco mandados de busca e apreensão, nos municípios de Aceguá, Candiota e Bagé e prenderam dois homens investigados por abigeato. De acordo com os agentes, as diligências foram fruto de uma investigação de abigeato que vem sendo realizada desde o mês de outubro de 2018. O grupo criminoso, conforme as investigações, é composto por quatro indivíduos, sendo responsável por vários furtos de gado que ocorreram na região de Bagé nos últimos meses. Conforme a polícia, os investigados atuam em abigeatos tanto na modalidade de carneada de gado a campo, como furto de gado vivo (inclusive com carregamento de caminhão). Eles também adquiriam talões de produtores que não estavam mais sendo utilizados (pertencentes a ex-produtores) para transportarem gado furtado. Durante as buscas, foram apre-

FOTOS DIVULGAÇÃO

Ação ocorreu em três municípios

Dupla foi presa em flagrante endidas três armas de fogo, diversas munições, insumos para a fabricação de munições, talões de produtor, e outros objetos que servirão para o encerramento do inquérito policial. Dois dos suspeitos foram presos em flagrante.

O titular da Decrab/Bagé, delegado André Mendes, destacou que, diante das apreensões, representou junto ao Poder Judiciário de Bagé pela prisão preventiva dos quatro homens suspeitos de integrarem a organização criminosa.

Investigado por violência doméstica é detido

Na manhã de ontem, agentes da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) prenderam um homem, de 28 anos, acusado de violência doméstica. De acordo com a delegada Daniela Barbosa de Borba, a prisão preventiva do acusado foi deferida, na tarde de segunda-feira, após ele descumprir

medida protetiva. Ele estaria ameaçando a ex-companheira e perturbando a tranquilidade da vítima. Ao fazerem diligências na residência do investigado, no bairro Malafaia, ele não foi encontrado, sendo avisado que teria que prestar depoimento na Deam. Na manhã de ontem, o homem foi ouvido e preso

na delegacia. “Contra ele tramitam dois inquéritos na delegacia da mulher”, explica a delegada. O casal teve um relacionamento de três anos e, após a separação, o acusado começou a ameaçar e perturbar a vítima, segundo informações da delegada. Após a prisão, ele foi encaminhado ao Presídio Regional de Bagé (PRB).

Homem é preso em flagrante por tráfico de drogas Um homem de 47 anos foi preso, na tarde de segunda-feira, na rua 245, bairro Parque Marília, por agentes da Brigada Militar, acusado de tráfico de drogas. Conforme o registro de ocorrência, o indivíduo estava entregando um pacote para um motociclista. Quando avistou a viatura, ele tentou fugir para o interior do pátio de uma casa, sendo abordado pelos policiais militares. Com ele, foram encontradas 78 gramas de maconha. Na busca à residência do acusado, foram encontradas mais 11 porções de maconha, pesando, ao todo, 18 gramas. Os policiais ressaltaram, ainda, que foram apreendidos R$ 109 em dinheiro, três smartphones, uma balança de precisão, um Playstation

DIVULGAÇÃO

Maconha, telefones, dinheiro e videogame foram apreendidos II, duas câmeras fotográficas e documentos em nome de terceiros. O homem foi preso em flagrante, encaminhado à Delegacia de

Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) e, após a autuação, foi encaminhado ao Presídio Regional de Bagé (PRB).

Ciclista fica ferido em acidente no Trevo do 21 Na tarde de segunda-feira, uma colisão entre uma caminhonete e uma bicicleta, no Trevo do 21, deixou o ci-

clista ferido. Segundo o registro, a vítima, de 60 anos, foi socorrida pelo Samu. O homem teve lesões na cabeça

e nas pernas e precisou ficar sob observação no Pronto-Socorro. O condutor da caminhonete prestou atendimento.


Esporte

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 26 DE JUNHO DE 2019

Andrei joga ou não a decisão contra o Gaúcho?

Atleta atuou até a penúltima rodada da primeira fase

A dúvida que não quer calar: quando o atacante Andrei, decisivo na primeira fase, irá retornar? O jovem artilheiro da Terceirona, com 9 gols em 8 jogos, está afastado das partidas desde os 20 minutos da vitória sobre o Novo Horizonte, por 3 a 0, na penúltima rodada da primeira fase, em 26 de maio. Diagnosticado com uma inflamação no tendão, na parte posterior de uma região conhecida como “pata de ganso”, o jogador pode estar disponível para o confronto decisivo deste domingo, às 15h, diante do Gaúcho, no Estádio Antônio Magalhães Rossell. Neste caso, Andrei seria uma peça fundamental para entrar no segundo tempo e dar um “novo

gás”. Porém, tudo vai depender da evolução do quadro durante a semana. Preparador físico do Guarany, Fabrício Traczinski afirma que, dos três jogadores que estão no Departamento Médico (Kevin, Andrei, Bruno Meuer e Leandro Rodrigues), Andrei é o que tem mais chances de jogar no domingo, pelo menos, por alguns minutos. “Ele segue em tratamento e ainda passará por avaliação. Todos estão com melhoras, mas o que tem mais possibilidade seria o Andrei. No entanto, ele ainda apresenta algumas limitações em alguns movimentos. Para se ter uma certeza, é preciso esperar o decorrer da semana”, salienta. Questionado sobre o tempo necessário para recuperação, Fabrício enfatiza que o período é necessário para evitar que o quadro se agravasse ainda mais. “Queremos que o atleta volte 100%, até porque, se não tratar o processo inflamatório direito, há chance de ocorrer um estiramento, o que seria ainda mais prejudicial”, observa. Quem trabalha diariamente no tratamento de Andrei é o massagista Eduardo Rocha (Mala). Segundo o profissional, o atacante é o único dos três lesionados que tem chance de entrar em campo contra o Gaúcho. No entanto, isso só ocorrerá se o jogador apresentar condições de treinar com bola até amanhã. “Ele apresentou uma melhora, tanto que participou da atividade na academia, hoje (ontem) de manhã. Ele ainda sente um pouco de dor ao dobrar a perna. Se até quinta ele

Marcos Berta é campeão em Caxias do Sul Na edição de ontem, a coluna divulgou o resultado da halterofilista Jane Morales, que depois de 10 anos afastada das competições, venceu o mundial de Caxias do Sul, ao erguer 35kg no power bíceps. Na edição de hoje, o jornal MINUANO traz o resultado do multicampeão Marcos Berta, que adicionou, em Caxias do Sul, mais um troféu para sua galeria. O atleta bajeense sagrou-se campeão ao erguer 140kg, na modalidade terra, pela categoria especial. Este foi o 11º título de Marcos Berta em torneios que têm caráter internacional. Agora, projeta uma competição no Rio de Janeiro, em setembro. “Teve poucos atletas participando, em Caxias do Sul, devido a inscrição ter sido muito cara. Foram cerca de 40. Fiz um peso abaixo do normal, pois, estava com problema de saúde, então, decidi me resguardar. Mas, consegui mais um troféu. No total, são mais de 100 títulos”, enfatiza o multicampeão.

conseguir treinar, poderá ficar no banco”, frisa. E sobre os demais, Mala afirma que o lateral esquerdo Kevin, meia Bruno Meuer e o centroavante Leandro Rodrigues estarão disponíveis somente para uma eventual final. “O Bruno e o Leandro têm problema no músculo frontal da perna. E adiciona-se ao Leandro o fato de já ter 37 anos e ter feito três pré-temporadas no ano. No caso do Kevin, ele abriu dois centímetros na virilha e está em processo de fisioterapia. Se passarmos para a final, todos devem voltar”, conclui. NÚMEROS DO ATACANTE 2ª rodada – Novo Horizonte 0x1 Guarany 34 minutos – 1 gol 3ª rodada – Rio Grande 1x1 Guarany 49 minutos – 1 gol 4ª rodada – Guarany 1x0 Sapucaiense 102 minutos – 1 gol 5ª rodada – Real 0x0 Guarany 95 minutos – 0 gol 6ª rodada – Guarany 1x0 Real 87 minutos – 1 gol 7ª rodada – Guarany 4x1 Rio Grande 78 minutos – 3 gols 8ª rodada – Sapucaiense 1x1 Guarany 91 minutos – 1 gol 9ª rodada – Guarany 3x0 Novo Horizonte 20 minutos - 1 gol TOTAL 8 jogos (556 minutos) – 9 gols MÉDIA – 1 gol a cada 61,7 minutos

Bagé estreia contra o Progresso na segunda fase do Gauchão sub-17 TIAGO ROLIM DE MOURA

DIVULGAÇÃO

Jalde-negro se classificou em quarto

Halterofilista possui mais de 100 títulos

Mesmo com a derrota para o Rio Grande, em casa, por 1 a 0, o Bagé passou para a segunda fase do Gauchão sub-17, encerrando em quarto lugar entre as cinco equipes do grupo, com cinco pontos. A classificação ocorreu graças a derrota do Guarany, para o Brasil, por 2 a 0, em Pelotas. Agora, a equipe do técnico Totonho Padilha estreia na segunda fase neste sábado, contra o Progresso, às 15h, no Estádio Pedra Moura. Dessa vez, são quatro equipes

no grupo: Bagé, Pelotas, Progresso e Rio Grande. Após turno e returno, os dois primeiros passam para as oitavas de final. Para Totonho, embora o mal retrospecto na primeira fase, ele acredita que o jalde-negro pode crescer nesta nova etapa. “Do meu grupo de jogadores, 95% nunca tinham jogado um estadual. Agora, eles tiveram a experiência e já conhecem os adversários. Espero que haja crescimento, inclusive, tenho esperança em me classificar”, destaca.

15

Yuri Cougo Dias

yuricougodias@gmail.com


16

Contracapa

BAGÉ, 26 DE JUNHO DE 2019

www.jornalminuano.com.br

Exército doa cinco mil peças para a Campanha do Agasalho de Bagé

Representantes da prefeitura agradeceram o gesto dos militares

A 3ª Brigada de Cavalaria Mecanizada se engajou na Campanha do Agasalho de Bagé e arrecadou, em suas cinco unidades militares, cerca de cinco mil peças. Ontem, inclusive, foi realizada uma solenidade, no 3º

Batalhão Logístico, para a entrega do material. A cerimônia contou com a primeira-dama do município, Priscila Fischer Lara, o secretário de Assistência Social, Habitação e Direitos do Idoso, Ramão Bogado, a esposa

do general Carlos Augusto Ramires Teixeira, Kennedy Ramires, e a esposa do chefe do Estado Maior da 3º Brigada, Jorge Otávio Domingues Costa, Fabiana Cristina Domingues. Conforme o comandante do

3º Blog, tenente-coronel Marco Antônio de Lima, que representou o general Ramires na solenidade, as peças foram arrecadadas durante dois meses. Ele salientou que o Exército sempre realiza campanhas internas e, em municípios que não há campanhas oficiais, repassa os itens para escolas, asilos e soldados que tenham necessidade. “Incentivamos os militares a doar e nos integramos à iniciativa solidária”, disse. Segundo Priscila, até agora, já foram arrecadadas cerca de 40 mil peças para a Campanha do Agasalho. “Já temos o dobro do ano passado e só temos que agradecer a parceria do Exército, que tem ajudado de forma expressiva nas campanhas”, salienta. Conforme o titular da Smasi, até agora foram distribuídas cerca de 4,5 mil peças, em bairros da cidade, o que contemplou 900 famílias. Ele relatou que a meta de cobertores ainda não foi batida e segue a arrecadação. “Falta em torno de 900 cobertores”, comenta.

TIAGO ROLIM DE MOURA

Comandante Lima salientou que arrecadação é uma iniciativa solidária

Para a Kennedy, a arrecadação das peças é uma ação solidária de integração entre Exército e Prefeitura. Ela destacou o trabalho dos militares e salientou que este ano o diferencial foi a quantidade de peças arrecadadas. “É a mão amiga estendida a sociedade. As equipes realizaram a organização das peças para a entrega”, frisou.

Profile for Jornal Minuano

20190626  

20190626  

Advertisement