Page 1

anos jornalminuano.com.br

BAGÉ, sábado, 23, e domingo, 24 de fevereiro de 2019 - ANO XXIV Nº 6 164 | R$ 2,50 Tiago Rolim de Moura

CONTRAPONTO

SOLIDARIeDADE

CELEBRAÇÃO

Responsável diz que acionou a Justiça para cobrar dívida por serviços executados

Ainda em gestação, pequena Luíza foi diagnosticada com más-formações no coração

Agenda visa destacar novo momento pelo qual passa a Instituição de Ensino Superior

Empresa se manifesta sobre reparos na Justino Quintana

Casal lança campanha para tratamento de bebê

Pág. 7

Urcamp prepara recepção para acadêmicos

Pág. 8

Pág. 9

COMÉRCIO ILEGAL

OPERAÇÃO APREENDE MAIS DE R$ 1 MILHÃO EM PRODUTOS FALSIFICADOS Pelo menos duas cargas contendo milhares de produtos sob suspeita de serem falsificados foram flagradas e apreendidas, na sexta-feira, em Bagé. Investigação, que teve início no começo do ano, estima que materiais, se revendidos, gerariam cifra superior a R$ 1 milhão.

Tiago Rolim de Moura

Pág. 17

EMEI DENER

A NOVA ESCOLA QUE PRESTA UMA HOMENAGEM No dia 23 de março, a rede municipal contará com uma nova Escola: a Emei Dener Assunção. A instituição, que presta homenagem ao exjogador bajeense, que morreu no trágico acidente aéreo com atletas da Chapecoense, em 2016, conta com estrutura moderna, capaz de atender 84 estudantes.

Pág. 3

Previsão do tempo 21ºC 31ºC

Empreendedor - Mercado Restaurante disponibiliza espaços para eventos Pág. 6


02

Opinião

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 23 E 24 DE FEVEREIRO DE 2019

Editorial

redacaominuano@gmail.com www.jornalminuano.com.br

Desfaçatez disfarçada Prática nem tão incomum, pelo menos como se evidencia a cada nova fiscalização mais efetiva, a comercialização de produtos ilegais se caracteriza, por assim dizer, como um dos principais ataques à economia. E não se abrange, neste cenário, simplesmente, os grandes conglomerados, mas qualquer cidadão, de forma empreendedora, decide investir em um negócio próprio. É fato que a carga tributária, ao menos no Brasil, ultrapassa o significado de decência. Segundo o Impostômetro, que calcula os tributos gerados ao longo de um determinado período, somente em 2019, este montante, conforme acompanhamento feito na tarde de sexta-feira, já contabiliza nada menos que R$ 403 bilhões. O que, de acordo com o próprio mecanismo, permitiria a aquisição, veja bem, de mais de 244 mil apartamentos com três dormitórios num dos principais cartões postais do País, o Rio de Janeiro – especificamente no bairro Botafogo.

Acontece que mesmo sabendo que tal carga onera de forma expressiva, não é traçando caminhos ilegais que se justificará o delito. No caso da operação que apreendeu, ontem, milhares de produtos considerados falsificados, mais que atacar a indústria que cumpre as exigências legais, gera empregos e do seu modo, faz a economia gerar, se ataca o próprio consumidor. Sim, por mais que o preço disposto seja mais atrativo, a qualidade do item repassado no negócio dificilmente atenda os requisitos mínimos exigidos pelos órgãos que atestam a qualidade deste ou daquele. Incentivar qualquer prática desse cunho, evidentemente ilegal, ou mesmo se omitir diante de tal constatação, é praticar uma desfaçatez disfarçada, na qual você até pode não integrar o delito, mas não atuando de forma a impedi-lo, fará parte de algo que não é admitido. Isso, aliás, definirá não apenas o julgamento de um cidadão, mas quais tópicos esse mesmo indivíduo poderá cobrar futuramente, seja a quem for.

Marcelo Teixeira

@marcelodct marceloct@ymail.com

A vida é um sopro

A fragilidade e a brevidade da existência humana é sintetizada pela expressão popular que diz que a vida é um sopro. Na tentativa de descobrir a origem, significado e autoria desta expressão, fiz uma breve pesquisa na internet e me deparei com algo pouco comum: o doutor Google não tinha a resposta que eu procurava. Diante deste raro episódio de poucas e desencontradas referências no melhor site de buscas, me senti inspirado e encorajado a especular sobre o significado e origem da frase, cruzando os fragmentos de informações sobre ela. Boa parte dos resultados que aparecem no Google ao pesquisar sobre a expressão, vincula sua origem e significado à Bíblia Sagrada que, em Gênesis 2:7, descreve o início da aventura humana na Terra, através de um sopro de vida dado por Deus nas narinas de Adão. Além de não confirmar o sentido usual que destaca o caráter fugaz da vida humana, esta referência à Bíblia Sagrada, de pronto, me remeteu à forma como a legislação brasileira trata o início da personalidade humana. Nosso Código Civil, mais especificamente no art. 2º, estabelece que nos tornamos pessoas a partir do momento que nascemos com vida. E o nascimento com vida se constata fisicamente pela presença de ar nos pulmões do recém nascido que, até então, estavam repletos de líquido amniótico. Esta disposição legal, mal ou bem, vem de encontro ao referido texto sagrado, ou seja, o ingresso de ar nos pulmões não deixa de ser um

sopro de vida, determinando o início de nossa existência enquanto pessoa (do ponto de vista legal), além, é claro, do início simbólico da existência humana na face da Terra (do ponto de vista bíblico). Será que esta passagem bíblica, que fala do sopro de vida, não é uma metáfora que descreve o início da vida de todos nós? Será que Clóvis Beviláqua, autor do texto legal sobre o início da personalidade, se inspirou no texto bíblico para elaborar este texto? A única certeza que tenho é que o Dr. Google não esclarece nada disso. Ora, se tudo começou e ainda começa com uma coisa tão rápida e invisível quanto um sopro, é mais ou menos como dizer que nós humanos pegamos meio “no tranco”. Uma tragada de ar que faz nosso complexo organismo funcionar de forma autônoma. Sem ele não há vida e sem vida não há pessoa. Na outra ponta, no fim da vida, tudo termina com o último estertor, ou seja, o último sopro, a última respirada, normalmente descrita como um barulho estranho, similar a um ronco, só que fruto de uma expiração que não antecede uma inspiração. Resumindo, então, nossa vida não deixa de ser aquilo que acontece entre dois sopros, o primeiro, que enche nossos pulmões de ar, e o último, que finaliza as atividades do nosso organismo. Concluída essa reflexão especulativa ou esta especulação reflexiva, afirmar que a vida é um sopro ganha uma dimensão ainda maior do que a referida inicialmente. Advogado e professor universitário

FAT - Jornal Minuano | CNPJ: 87415725/0012-81 Endereço: Rua Brigadeiro Mércio, 72 - CEP 96400.720 - Bagé/RS Telefones: Redação (53) 3242-7693 - Assinaturas 3241-6377 www.jornalminuano.com.br | redacaominuano@gmail.com | facebook.com/jornalminuanobage

EDITOR-CHEFE Felipe Valduga

GERENTE COMERCIAL Adriana Robaina

Editor assistente - Sidimar Rostan • Reportagem - Viviane Becker - Cláudio Falcão - Melissa Louçan - Jaqueline Muza - Rochele Barbosa - Yuri Cougo Dias - Augustho Soares (estagiário) • Chargista - Cláudio Falcão • Repórter fotográfico - Antônio Rocha - Tiago Rolim de Moura • Diagramação Luís Mário Pereira - Daniel Cuerda Ferreira • Revisão - Helena Pereira • Assistente comercial - Angelina Britto • Vendedores - Dulce Dias - Fabrício Becker • Assinaturas - Paula Freitas • Distribuição - Marcos Goulart • Administrativo - Lidiane Selaje Marques • Colaboradores - José Carlos Teixeira Giorgis - Marcelo Teixeira - José Artur M. Maruri dos Santos - Norberto Dutra - Airton Gusmão - Dilce Helena dos Santos - Fernando Risch - João L. Roschildt • Impressão - Gráfica UMA (Grupo RBS) - Porto Alegre/RS

Laboratório de

Jornalismo

Coordenador do Curso de Jornalismo

Glauber Pereira

Os artigos assinados não refletem, necessariamente, a posição do jornal. Por isso, a editoria não se responsabiliza pelas opiniões emitidas.

Cláudio Falcão

Charge Florêncio e o contrabando

falcaobage58@gmail.com


Cidade

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 23 E 24 DE FEVEREIRO DE 2019

Emei Dener Assunção se prepara para início de aulas

fotos Tiago Rolim de Moura

Diretora destaca que escola usará metodologia que trabalha a relação do aluno e o ambiente

Escola inicia aulas no dia 7 de março Com estrutura adaptada para receber crianças de zero a seis anos incompletos, a Escola Municipal de Educação Infantil (Emei) Dener Assunção deve iniciar as atividades no dia 7 de março. A informação foi confirmada, na sexta-feira, pela assessoria da Secretaria de Educação e Formação Profissional de Bagé, que também adiantou que a inauguração oficial da instituição será realizada pela pasta no dia 23 de março. Com capacidade para atender 84 crianças, a Emei, localizada próximo à Cohab, foi construída junto ao Residencial São Sebastião. Em primeiro momento, a escola deu preferência às crianças das famílias beneficiadas com as moradias do complexo habitacional, porém, também receberá alunos de outros locais da cidade. Serão oferecidas aulas para o berçá-

rio e maternal em turno integral e pré-escola com turmas distintas, nos períodos da manhã e tarde, conforme repassado à reportagem do Jornal Minuano. Fora que, além das salas de aula com espaço amplo e arejado, a estrutura também conta com seis banheiros para as crianças, sendo três adaptados para deficientes físicos; chuveiros; pias adaptadas para crianças; cozinha com lactário separado; refeitório; lavanderia; pracinha; pátio; vestiários para funcionários e salas de direção e de reuniões. De acordo com a diretora da escola, Adriana Bastos Barbosa Monteiro, para a empresa concluir a obra da escola restam apenas alguns reparos na estrutura, que sofreu com a intempérie no início de janeiro. “Assim que eles entregarem a obra, já vamos começar a arrumar as salas para receber os alunos”, declara.

Vagas sobrando na pré-escola A diretora e a supervisora, Daiane Berwanger, destacam que ainda existem vagas sobrando para a pré-escola. Interessados em matricularem seus filhos na instituição devem ir até a instituição, localizada na rua 429, nº 31, no bairro São Jorge. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 8h ao meiodia e das 13h30 às 17h30min. Para efetivar a matrícula, é importante os pais irem até o local munidos de documentos originais e cópias da Certidão de Nascimento; Carteira de Vacinação; Comprovante de residência; duas fotos 3x4 da criança; Carteira de Identidade e CPF dos pais ou responsáveis e Carteira de Trabalho ou documento comprobatório de emprego registrado em cartório. Mais informações podem ser obtidas com a Central de Vagas da Smed, pelos telefones (53) 32415400 e 32415412.

Homenagem

Estrutura conta com seis banheiros adaptados para crianças

A instituição foi nomeada em uma homenagem ao jogador Dener Assunção, que cresceu na região onde a mesma foi construída. Ele foi uma das vítimas do acidente aéreo com a delegação da Chapecoense, ocorrido em novembro de 2016, na Colômbia, onde o clube disputaria a primeira partida da final da Copa Sul-Americana, organizada pela Confederação SulAmericana de Futebol (Conmebol). O jogador, bajeense, começou a se destacar ainda na Rainha da Fronteira, quando passou pela base do Guarany. Ele saiu de Bagé em 2008, para defender o Grêmio de Porto Alegre. Passou pelo Veranópolis, Vitória, Caxias e Ituano. Quando aconteceu o acidente, o atleta era um dos titulares da Chapecoense e havia sido um dos destaques da semifinal da Copa Sul-americana, disputada contra o San Lorenzo da Argentina.

03


04

Campo & Negócios

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 23 E 24 DE FEVEREIRO DE 2019

Mourão recebe demandas do setor vitivinícola

Uma comitiva do setor vitivinícola brasileiro, composta por produtores e dirigentes de entidades, se reuniu, na tarde de sextafeira, com o vice-presidente da República, Hamilton Mourão. O encontro ocorreu em Caxias do Sul, após a solenidade de abertura da Festa Nacional da Uva, que será promovida no município até o dia 10 de março. Além de apresentar um panorama setorial, o grupo se manifestou favorável à reforma tributária, defendendo que o vinho seja considerado parte da dieta alimentar para fins de enquadramento em alíquotas menores. Foi solicitada a criação de um crédito presumido de 100% do valor do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) gerado. A ideia é que o benefício possa auxiliar na redução do preço de venda dos produtos vitivinícolas brasileiros, na remuneração adequada da atividade e que, também, possa ser investido, por exemplo, no aumento de produção, em estratégias de promoção e divulgação setorial e na moderni-

zação das empresas. “Justificamos esta solicitação para compensar o aumento médio do IPI ocorrido a partir de 2016. Este estímulo, a exemplo de outros já concedidos a outros setores econômicos, poderia ser por um período de 10 anos, o que estimularia a consolidação e o crescimento da vitivinicultura no Brasil”, diz no documento entregue. Ao grupo, o vice-presidente prometeu levar o pleito ao ministro da economia, Paulo Guedes. Ainda sobre medidas para reduzir a tributação de vinhos e espumantes – que corresponde a mais da metade do valor final do produto –, os representantes setorial pediram apoio federal, por meio do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), junto aos governos estaduais para a exclusão dos produtos vinícolas do sistema de Substituição Tributária (ST). Entre as justificativas está a constatação de que o mecanismo da ST onera a indústria nacional por ter que antecipar o recolhimento do Imposto sobre Circulação de

Mercadorias e Serviços (ICMS) antes mesmo da venda para o consumidor final. Além da tributação, entraram na pauta linhas de crédito para financiamentos vitivinícolas, especialmente para comercialização e estocagem da safra com juros controlados e créditos compatíveis com o ciclo de produção; controle e fiscalização nas fronteiras brasileiras para se evitar o contrabando; investimentos de equipamentos para o Laboratório de Referência Enológica (Laren), gerando maior qualidade na inspeção dos produtos nacionais e importados; e a implantação do Cadastro Vitivinícola Nacional, a exemplo do que já é feito no estado Rio Grande do Sul. “O fato do vice-presidente Hamilton Mourão ser gaúcho, conhecer a realidade do Estado e do setor, nos dá um pouco mais de esperança para que ele se solidarize com as nossas demandas. Alguns dos nossos pedidos são históricos e nunca foram atendidos pelos outros governos”, pontua o presidente do Ibravin, Oscar Ló.

Milho deve ter produtividade acima da estimativa inicial, diz Emater Com boa qualidade de grãos, a produtividade do milho deverá ultrapassar a estimativa inicial de 6,8 toneladas por hectare. A informação consta no Informativo Conjuntural da Emater/RS-Ascar, divulgado quinta-feira. De acordo com o levantamento, as regiões da Fronteira Noroeste e Missões já estão com 74%, dos 738 mil hectares cultivados com milho no Estado, colhidos. O Alto Uruguai apresenta 40% da lavoura colhido e a região Serrana recém está iniciando a colheita. Isso representa uma média de 41% já colhido do total da área semeada no Estado e outros 16% com o grão pronto para a colheita. “Em enchimento de grãos, a cultura apresenta

26%”, destaca o Informativo. As áreas de milho destinado à silagem plantadas como primeiro cultivo foram colhidas com bons rendimentos. Nas regiões Celeiro, Noroeste Colonial e Alto Jacuí, o segundo cultivo da cultura para silagem apresenta bom desenvolvimento. Os produtores estão realizando aplicação de adubação nitrogenada em cobertura.

Soja e arroz avançam A soja está em estágio principalmente de enchimento de grãos, com 72% do total da área plantada. Segundo a Emater, “as fases de grão maduro e colhido somam 5% da área cultivada. De maneira geral, a semana apresentou

clima favorável ao desenvolvimento da cultura no Estado, com bom aporte de umidade no solo e temperaturas mais amenas, garantindo o seu potencial produtivo, embora se observe diferencial de potencial entre lavouras”. As condições climáticas da semana, de acordo com o levantamento, também foram favoráveis para a lavoura orizícola, com boa insolação e temperatura, sendo que nos primeiros dias ocorreram temperaturas reduzidas nas madrugadas em algumas regiões. “Também prossegue a aplicação de fungicidas e inseticidas, restrita às áreas em floração. Há expectativas de boa produtividade e produção”, menciona a Emater.


Fogo Cruzado

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 23 E 24 DE FEVEREIRO DE 2019

Onyx confirma apoio para colocar projeto de porte rural de arma em votação

O ministro chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, adiantou, na quinta-feira, durante encontro com o deputado federal Afonso Hamm, do Progressistas, que o governo federal deve ser sensível no âmbito de dar celeridade na aprovação do texto que autoriza o porte de arma de fogo no campo. “Sou o autor da Lei do Porte Rural de Arma (...) Vamos buscar atender, para trazer segurança a quem trabalha, produz, no meio rural, podendo portar de forma responsável”, mencionou Hamm, durante o encontro, realizado em Brasília. “O presidente Bolsonaro assumiu compromissos públicos ao longo da campanha de que o produtor tinha que ser protegido, tinha que ter garantido o direito de ter acesso a arma”, reconheceu Lorenzoni, ao evidenciar o avanço da matéria junto às Comissões de

Reprodução JM

Manifestação ocorreu durante agenda com Afonso Hamm Agricultura e de Segurança Pública. “O deputado Hamm conseguiu vencer duas etapas muitos importantes e ele está em condição de colocar em votação, no regime de urgência, no plenário da Câmara. De acordo com ministro, ali-

ás, não faltará apoio por parte da União. “Nós vamos conversar com o presidente da Casa, para ver se a gente consegue, dentro dos próximos meses, colocá-la para votar em plenário. Não tenho dúvida alguma que será aprovada”, concluiu.

Projeto prevê disciplina de Empreendedorismo nas escolas Passou a tramitar, na Assembleia Legislativa, um projeto de lei, de autoria do deputado estadual Fábio Branco (MDB), que visa instituir a Política Estadual de Empreendedorismo nas escolas técnicas e de nível médio do Estado. A intenção é criar na rede pública um espaço de reflexão sobre as habilidades e competências dos alunos, para que eles possam inserir conceitos de empreendedorismo e inovação nas comunidades em que vivem. “O projeto prevê a inclusão de conteúdos e atividades no projeto pedagógico e no plano escolar. Queremos instituir práticas empreendedoras no processo de ensino e aprendizagem das escolas públicas, para desenvolver características como autonomia e protagonismo nos nossos jovens”, explica Branco. A responsabilidade pela implantação da Política, de acordo com a proposta, caberá às secretarias de Educação e de Inovação,

Marcelo Bertani/Agência ALRS

“O atual cenário econômico requer essa discussão”, sustenta Branco Ciência e Tecnologia do Estado. O prazo estipulado para a regulamentação é de 120 dias, a partir da publicação da lei. “O atual cenário econômico requer essa discussão. Ao buscar técnicas e ferramentas inovadoras, iremos estimular o crescimento profissional de nossos professores e desenvolver no aluno competências para que se torne

protagonista de sua vida e construa uma postura empreendedora frente a comunidade”, acredita o deputado. Publicado no Diário Oficial do dia 20 de fevereiro, o Projeto de Lei Nº 94/2019 segue agora para a análise e parecer da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa.

felipelvalduga@gmail.com

Interino

05

Felipe Valduga

Augusto defende pauta em prol do funcionalismo

Em uma manifestação com direito a mensagens subliminares, o vereador Augusto Lara (PDT) deu a entender que seu partido pode contribuir, de forma direta, com a tramitação de pautas propostas pelo Executivo, na Câmara, desde que as agendas resultem em acréscimos aos servidores públicos municipais. “Nós do PDT, defendemos que a nossa maior riqueza são os serviços públicos. O que retorna para a população. O cidadão faz o concurso e aprimora seu conhecimento. Ele cria as estruturas de conhecer e atender o povo que mais precisa dos serviços do Estado, do Município. (...) Eu defendo os servidores, por que eles atendem o povo pobre”, argumentou na tribuna, durante a sessão da Comissão Representativa, realizada na quinta-feira Já ao Fogo Cruzado, ele mencionou ser importante a tramitação de pelo menos três pautas específicas: o Plano de Carreira, em especial, assim como os reajustes salarial e do vale-alimentação. “Já indiquei ao governo para que atentem às aspirações do nosso partido, que é a defesa do trabalhismo e dos funcionários públicos”, completou em nota enviada à coluna. E atestou: “Se o governo

Divulgação

Pedetista busca tramitação do Plano de Carreira e reajustes salarial e do vale-alimentação abraçar nossas pautas, que passam pela vida dos servidores públicos de Bagé, o partido vai contribuir para fortalecer o governo”. Nos bastidores, aliás, os três temas vêm sendo aventados, vez ou outra, em especial por membros da oposição. O comentário é que o Plano de Carreira, por exemplo, que definiu grande parte do apoio dos municipários na eleição de 2016, mesmo que esteja aparentemente recluso a acertos internos, vem sendo formatado pelo Executivo. Não se sabe, porém, quando deve ser apresentado ao Legislativo.


06

Empreendedor

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 23 E 24 DE FEVEREIRO DE 2019

Mercado Restaurante oferece espaço diferenciado para realização de eventos

Quer um local confortável, com cardápio variado e, de quebra, com uma vista panorâmica espetacular do centro da cidade para seu evento? O Mercado Restaurante tem! Além da deliciosa gastronomia já conhecida dos bajeenses, o espaço ainda conta com uma equipe qualificada e condições especiais para sediar qualquer tipo de evento. Responsável pela assessoria do espaço, Rosane Coutinho explica que o Mercado tem dois espaços disponíveis: o Restaurante Gourmet, que comporta até 150 pessoas, e o Mercado Café, com capacidade para até 70 convidados. Ambos podem ser reservados de forma conjugada ou separada. Os lugares podem ser destinados a qualquer tipo de celebração, desde formaturas, casamentos e aniversários até reuniões comerciais e de clubes de serviço. O cardápio também é diversificado, já que o cliente pode optar entre coquetel, buffet ou empratados, com valores acessíveis. “Temos coquetel a partir de R$ 35, além de buffet e empratados. São opções distintas, que atendem desde o evento mais simples até opções mais sofisticadas, de acordo com o gosto e a necessidade do contratante”, explica. Rosane aponta que alguns dos diferenciais do Mercado é que os dois espaços podem ser reservados sem custo de locação da sala ou da louça utilizada. Outro destaque é que o espaço ainda disponibiliza gratuitamente um garçom por conta da casa. Os profissionais excedentes ficam por conta do contratante. Além disso, os contratantes

fotos Antônio Rocha

Princípio Ativo

Neste verão, cuide da beleza de sua pele e aproveite as delícias da estação. Produtos com desconto de 15%. Fica na Avenida Sete de Setembro, 1281. O contato pode ser feito pelo Whatsapp (53) 999754405.

Ananda Alves Estética

Projeto Verão Sem Canga: pacote 24 sessões de massagem, mais três meses de tratamento com nutricionista, por três parcelas de R$ 299.

Band’s Esportes e Artes A loja está liquidando toda a coleção de verão, com desconto de 30% nas compras à vista e 10% a prazo. Tem opções para todos os gostos e estilos: biquínis, sungas, regatas, bermudas de banho, vestidos de verão, shorts e alpargatas.

Café e Prosa Geek

Este domingo, 24, é o Dia Nacional do RPG. Para comemorar, todos os RPG’s estarão com 50% de desconto à vista. A Café e Prosa está localizada na João Telles, 1228. Equipe destaca variedades de cardápio e possibilidades de uso da estrutura também ganham outras vantagens como registro fotográfico realizado pela coluna social digital RVSocial, parceira do Mercado, e um pernoite no hotel para eventos com mais de 100 convidados. “Um formando ou uma noiva podem utilizar o espaço para se prepararem para a festa, retocar maquiagem e descansar, ou o quarto pode ser cedido a algum convidado de fora da cidade”, conta. Ela destaca, ainda, que o espaço está disponível em duas datas próximas, 9 e 15 de março, e é ideal para recepções de formaturas que costumam ocorrer nesse período. E, além dos eventos, o Mercado já é conhecido na cidade pelo almoço delicioso servido diariamente, com buffet livre e por quilo, além dos grelhados. À noite, o espaço ainda oferece serviço de jantar com opções a la carte e delivery, destinado a quem não abre mão da boa culinária sem sair de casa. “E para adoçar, após o almoço ou janta, temos rapaduras e doce de leite

do Mercado, produtos feitos artesanalmente aqui na campanha gaúcha, sem conservantes ou glúten e que tem como matéria-prima leite de rebanho de Jersey”, ressalta. O Mercado Gourmet funciona na avenida Sete de Setembro, nº 901, no segundo andar do Obino Hotel. Solicitações de orçamento ou mais informações podem ser realizadas através do telefone (53) 99731555.

Estabelecimento funciona na avenida Sete de Setembro, nº 901, no segundo andar do Obino Hotel

Barô Bar e Petiscos

Sábado é dia de Pré-Carnaval no Barô. Uma noite especial, com muita música boa, dois grandes shows, sorteio de brindes e vários convidados: Clave, Celinho & Trio Acústico e Mulato, do Som da Cor. Bar aberto a partir das 20h e música ao vivo a partir das 22h.

Aniversariantes 23 de fevereiro Adir Hernandes Alexandre Micol Almira Pereira Cláudia Alves Branco Borba Fábio Castêncio Felipe Motta Monteiro Noble Izabel Cristina Padilha José Eliseu Azambuja Costa José Nicanor de Souza Jucli Borges Letícia Gomes Malaguez Cruz Marco Antônio Madruga de Oliveira Maria Pia Vacilotto Marilu Leite Norberto Peres Rosete Kohe Tânia Mara Collares Tânia Mara Mosqueira Tatiana da Silva Louzada Soares Terezinha Freitas Nunes Vargas Vera Maria Ferraz

24 de fevereiro Abajuvá Vasconcellos Chaves Amanda Nunes Alessio Carla Muller Rocha Carlos Gustavo Fortes Etchepare Carlos Magno Etchepare Claudionor Castilhos de Leon Cléa Gutierres Flávio Martins Rodrigues Gelton Jardim Ivani Vieira Ferreira Izabeli Robaina Cloque João Costa Neto Maeve Azambuja Simão Mara Maria Galarza Rosa Márcia da Rosa Mendes Margarete Hoffmann Marli Roscoff Adorno Miriam Akagi Neiva Vieira Regina de Fátima Stoll Nogueira Rosilei Meneses Rodrigues Vera Maria Silveira


Cidade

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 23 E 24 DE FEVEREIRO DE 2019

Empresa se manifesta sobre pendências em obra da Escola Justino Quintana

A Sistema Engenharia Ltda emitiu, na sexta-feira, à reportagem do Jornal MINUANO, uma posição sobre a reportagem veiculada no mesmo dia, a respeito da espera pela resolução de reparos estruturais, do prédio, por parte da direção da Escola Estadual de Educação Básica Professor Justino Costa Quintana. A revitalização foi executada pela empresa. De acordo com Emílio Mansur, proprietário da empresa, conforme consta na própria reportagem, a firma não tem pendência com a escola. “Houve, sim, um problema na bomba do motor de água, sendo que a empresa, quando notificada, fez a troca”, declara. Segundo a nota, ele diz que quando a diretora da escola assevera que existem pendências a serem solucionadas, não falta com a verdade. “Existem muitas pendências financeiras por parte do governo Estado e da própria diretoria da escola, que não cumpriram com sua parte no contrato”, afirma. No total, argumenta ele, a empresa elencou quatro pendências por parte do governo Estadual e

gestão da escola. Primeiramente, o sócio proprietário da empresa destaca a falta de pagamento de notas fiscais há mais de um ano emitidas e não pagas. Além disso, também salienta a falta de pagamento de serviços realizados por solicitação da Diretoria da Escola, que foram executados mas não foram pagos até a presente data (sexta-feira)’. “Observa-se que essa despesa é de única responsabilidade da Diretoria da Escola, que solicitou a execução de serviços complementares que o contratante, atualmente, recusa-se a pagar”, conta. Outra questão listada por Mansur foi o não pagamento de obras realizadas, como por exemplo as passarelas da escola, Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas (SPDA) e outros ‘que estão em análise há mais de ano, mas sem qualquer retorno’. Por fim, a firma destaca que ‘apesar de reconhecido pelo contratante, esse não ressarciu a empresa dos custos causados pelo seu inadimplemento, ou pela sua impontualidade nos pagamentos realizados’. “Diante da omissão do

Contratante e de várias pendências com a empresa (contratada), foi ajuizada Demanda Judicial contra o Contratante”, relatou. A empresa salienta que ‘apesar do descaso por parte do governo Estadual e demais envolvidos’, optou por concluir a obra, mesmo enfrentando a falta de repasses e sendo aconselhada pelos próprios engenheiros e demais responsáveis pelo projeto a parar as atividades da obra. “Por decisão exclusivamente da Diretoria, resolvemos assumir o prejuízo e concluímos a obra sem qualquer reconhecimento das demais partes envolvidas, concluindo a maior obra da área da educação na região da campanha”, friza. “Entendemos que, acima de qualquer prejuízo, a reconstrução da escola seria concluída e, atualmente, é um local de formação de novos cidadãos e de novas ideias que permitirão a mudança das relações estabelecidas em nosso País, para evitar, por exemplo, a falta de compromisso por parte do contratante diante do empreendimento que, certamente, beneficiará a geração atual e as futuras”, finaliza.

07

Projeto de saneamento do PAC se aproxima de conclusão Tiago Rolim de Moura

Última etapa de travessias aéreas está sendo instalada no Passo do Onze O projeto de saneamento de Bagé, que conta com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), está cada vez mais perto de ser concluído. Durante esta semana, a empresa Yergata Montagens e Obras Ltda, vencedora da licitação realizada no final de 2017, iniciou a instalação da nona e última travessia aérea, com previsão para ser concluída neste sábado. Segundo informações do Departamento de Água, Arroios e Esgoto (Daeb), responsável pelo empreendimento, com o término desta fase, restará apenas a conclusão da Estação de Bombeamento de Esgoto, que deve ser finalizada no primeiro semestre do ano. A estrutura, situada na avenida General

Artigas, ao lado do cemitério, integra um projeto iniciado em 2010, que também inclui a já realizada Estação de Tratamento de Esgoto Central e seus interceptores. A obra tem como função elevar o esgoto de um terreno de nível baixo para um nível mais alto, até a Estação de Tratamento de Esgoto Central. De acordo com informações do Daeb, a estimativa é que após o término de todas as iniciativas, o município terá 80% de esgoto coletado e 59% de tratado, obtendo, assim, índices superiores aos nacionais. O investimento na obra, que deve beneficiar cerca de 30 mil pessoas, é de R$ 1.009.582,90, recurso do governo federal com contrapartida do município, através do Daeb.


08

Cidade

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 23 E 24 DE FEVEREIRO DE 2019

Casal faz campanha para cirurgias de filha diagnosticada com cardiopatia em exame pré-natal

A bajeense Adrielle Torma, de 22 anos, e o pelotense Letieri Herandorena, de 28, passam por uma situação complicada. Há cerca de um mês, enquanto faziam um exame de rotina pré-natal, em Pelotas, o casal recebeu a notícia de que sua filha Luíza, que tem previsão de nascer no fim de março, foi diagnosticada com cardiopatia, um segmento de más-formações no coração. A partir disso, os dois decidiram iniciar uma campanha, com vaquinha e rifas, que tem como objetivo angariar fundos para o tratamento da menina, que deve passar por uma série de cirurgias. De acordo com a bajeense, após o primeiro diagnóstico ser feito, a médica responsável indicou aos pais para que procurassem um centro especializado em Porto Alegre, onde poderiam encontrar mais recursos para a situação. Após algum tempo, o casal conseguiu contato com o Centro de Medicina Fetal e Anomalias Congênitas, localizado no Hospital da Criança Santo Antônio, no complexo da Santa Casa de Caridade da capital, onde novos testes foram feitos e mais anomalias foram encontradas. “Eu vim para cá

na outra semana e meu pré-natal foi alterado para ser todo feito aqui”, conta Adrielle. Neste primeiro momento, Luíza foi diagnosticada com cardiopatia congênita complexa. Entre as anomalias identificadas estão a dextrocardia, em que o coração está virado para o lado direito do corpo; o isomerismo cardíaco direito (coração espelhado), má formação no ventrículo direito; discordância do ventrículo arterial e defeito septal atrioventricular completo e desbalanceado. A mãe explica que a menina precisará realizar três cirurgias, sendo que a primeira depende das horas iniciais de vida da criança e de como seu coração vai se comportar. Já os demais procedimentos devem ser feitos, respectivamente, quando a criança tiver dois meses e aos cinco ou seis anos de idade. “Tudo depende de como vai ser o nascimento dela. A gente não tem muitas certezas e esse diagnóstico também pode ser alterado porque, pelo feto estar dentro da barriga, algumas coisas ficam ruins de diagnosticar, então é melhor fazer uma ecocardiograma no bebê assim que ele nasce”, enfatiza.

Campanha Segundo Adrielle, todos os tipos de contribuição são bem-vindos, incluindo divulgação do caso para que mais pessoas auxiliem na campanha. A bajeense destaca está sendo feita uma vaquinha que busca arrecadar R$ 7.500, podendo ser acessada através do link: http://vaka. me/465178. Além disso, também estão sendo organizadas rifas pela loteria federal, onde serão sorteados brindes que foram obtidos através de doações de amigos e familiares. Fora que, dependendo de como as coisas andarem, o casal pretende vender doces durante o período de Páscoa. A jovem agradece a todos que estão colaborando e ajudando na divulgação da campanha de arrecadação para sua filha. “Todas as mensagens que temos recebido, de forças e de orações, a gente fica muito grato. O pouquinho que se faz já é muito. A todo mundo que está ajudando, muito obrigada”, declara. Quem quiser contribuir com a causa e desejar mais informações sobre como auxiliar na campanha, pode entrar em contato com Adrielle pelo WhatsApp (53) 999623184 ou através das contas dos pais de Luíza, nos sites de redes sociais.

Divulgação

Letieri Hernandorena, 28 anos, com sua filha Helena, quatro anos, e Adrielle Torma, 22 anos, com a pequena Analu, três anos, aguardam o nascimento de Luíza


Cidade

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 23 E 24 DE FEVEREIRO DE 2019

09

Urcamp projeta recepção aos acadêmicos no reinício do período letivo

A indecisão de qualquer estudante não cessa quando ele consegue optar pela graduação e a profissão que pretende atuar durante a vida. Para muitos, entrar pela primeira vez numa instituição de Ensino Superior nem sempre é fácil. Um outro processo começa e, de repente, tudo é diferente, pois um mundo totalmente novo se inicia e, nesse processo, é natural que o aluno, ao chegar do Ensino Médio, tenha, pelo menos, uma dezena de dúvidas, expectativas, incertezas e até receios. É pensando nisso que a Urcamp projeta oferecer uma recepção diferente aos novos acadêmicos, nesse início de semestre. A programação prevê uma recepção no complexo cultural Dom Diogo de Souza, dia 25 de fevereiro, com o inflável da Urcamp e distribuição, a partir das 18h, de brindes da Instituição aos estudantes. Eles serão recebidos com música, num momento onde haverá uma breve apresentação da gestão, coordenadores de cursos, secretarias e equipe da Central do Aluno, principal referência para os trâmi-

Chrystian Ribeiro/Ascom

Agenda prevê ações entre os dias 25 e 27

tes internos dentro da Instituição. O próximo passo será a exibição de um vídeo que a Urcamp produziu sobre Graduação I, e, às 19h30min, uma palestra com o

consultor Daniel Quintana Sperb, diretor da Be formless Inovação Estratégica. No dia 26, a recepção continua, ainda no complexo, com dis-

tribuição de brindes, só que desta vez a palestra é com o reitor da UniAmérica, Ryon Braga, que irá abordar o tema Graduação I e, em seguida, palestra com um dos ad-

ministradores do Hospital Universitário, o médico Henry Rita, que levará aos estudantes o tema: “HU, um case de sucesso!”. Dia 27, a recepção será para todos, alunos novos e veteranos, no prédio central da Urcamp, às 19h. Além da distribuição de brindes, haverá a presença do DJ Hyra, tocando um playlist pensado para os estudantes da Urcamp e, num segundo momento, música ao vivo durante o intervalo de aula, com o músico Marcos Gomez. Na sexta-feira, 22, a reitora Lia Maria Herzer Quintana;, o vice-reitor, Fábio Paz, e a pró-reitora de Ensino, Virgínia Dreux, se reuniram com os professores dos Campi, que também programam recepção aos alunos, para quartafeira, 27 de fevereiro. Lia destacou o novo momento pelo qual passa a Instituição, o que requer uma grande recepção. “A Urcamp, de dezembro a fevereiro, se preparou para essa nova jornada. Então, retomamos a pleno, repletos de alunos, iniciando com todo o otimismo, as atividades de 2019 “, resumiu.


www.jornalmi

Curtindo os bons momentos da vida

#ORGULHO

Vivi

Foi em La Paloma, no final de semana, que os amigos de longa data, Rose Pinheiro, Carlos Augusto e Tânia Bispo, Maria do Carmo Passos e Teresa Cristina Brasil, festejaram o aniversário da Maria Azambuja. Fiquei sabendo que a festa foi na praia, teve tema mexicano, junto ao fantástico pôr do sol desse cantinho lindo do Uruguai. A comemoração se estendeu em clima de alegria por mais alguns dias.

Brechic acontece neste final de semana Nem o tempo irá atrapalhar a realização de mais uma edição do Brechic no Centro Histórico Vila de Santa Thereza. Neste final de semana, das 16h às 20h, estarão sendo comercializadas peças lindas de marcas conceituadas com preço acessível. Haverá show com o saxofonista Ivan Marques, venda de pastéis e cerveja gelada na cantina.

Ver um filho formado é sempre uma alegria. A imagem registrada pela fotógrafa Rosane Coutinho eternizou a felicidade da administradora do Hotel Obino, Gleidi Cardoso, ao lado do filho Felipe. Eles receberam amigos, no final de semana, no Mercado Restaurante e Eventos, para brindar o fim desta fase e o início da sua promissora carreira profissional na área da educação.

F N p G a T b a R V e c d C


BAGÉ, 23 e 24 DE FEVEREIRO DE 2019

inuano.com.br

i Becker viviminuano@hotmail.com

Em visita ao Brasil Depois de residir na Suíça por muitos anos, a bajeense Jalusa Dornelles, há seis, fixou residência em Paris, onde trabalha e desfruta das belezas da majestosa capital da França. Na semana que vem, ela se despede do Brasil. Mas antes disso, tratou de renovar o visual com o amigo de longa data, o hair stylist Eliézer da Luz.

GRUPO H2.8

B´Day

Festejar a vida é sempre bom. Neste sábado, o parabéns vai para empresária Ana Lúcia Garrastazu Pereira, pelos 36 anos da Farmácia Mistura da Terra. Tatiana Louzada também comemora a data querida, assim como Thaís Gul, Antônio Ricardo Brião Soares (Tala), Vanilson Pudell, Mima Pimentel e Tatiana Ducos Martins Médici. No domingo, o carinho será destinado a Gládis Deble e Ana Cláudia Neves de Freitas.

É lindo de ver a juventude apaixonada pelo mundo da dança. No final de semana, o GRUPO H2.8 de danças urbanas da Cia Edson Silva participou de um evento de nível internacional em Veranópolis. Na foto, os jovens Marina Camilo, Valentina Coradini, Larissa Garcia, o coreógrafo Róger Freitas, Ana Bárbara Godoy, Rillary Freitas e Giovana Infantini.

10/11


12

Cidade

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 23 E 24 DE FEVEREIRO DE 2019

Bajeense é vice-presidente da maior plataforma de análise de crédito do Brasil

Se a sabedoria popular garante que tempos difíceis criam homens fortes, a trajetória do empresário bajeense Flávio Vaz Peralta é um exemplo. Vice-presidente da MultiCrédito, a maior plataforma de análise de crédito, antifraude e big data Divulgação para varejo do Brasil, o caminho de sucesso do empreendedor de 48 anos iniciou na Rainha da Fronteira e chegou até a posição de reconhecimento, que atualmente ocupa. Recentemente, Peralta foi destaque em uma matéria publicada no Blog do Empreendedor, espaço colaborativo do Estadão, que lança luz sobre grandes nomes do empresariado brasileiro.

Conheça, agora, um pouco mais sobre as ideias do empreendedor bajeense e sua trajetória de sucesso, iniciada em um período de crise econômica:

JM - Volta com frequência ou ainda tem família em Bagé? Você iniciou sua trajetória empreendedora na Rainha da Fronteira? Peralta - Tenho parentes e amigos em Bagé. A última visita foi em 2017, para um reencontro com amigos. Minha família iniciou empreendendo aí a partir de uma distribuidora de bebidas e atuou neste ramo por mais de 20 anos. Eu trabalhei com meu pai e meu tio durante um tempo e depois fui construir minha história na cidade de Dom Pedrito, em 1990, quando o negócio da família foi vendido. Lá, iniciei trabalhando com distribuição de bebidas, de alimentos, estúdio fotográfico, serigrafia e um fastfood, tudo em paralelo. Em 1993, recebi destaque no prêmio Homens do Ano na categoria Inovação, quando eu tinha 22 anos, devido à empresa de fastfood, que trazia conceitos inovadores na forma de atender, produzir alimentos e eventos. JM - Como foi o processo de escolha da área de empreendedorismo? Peralta - Foi um processo natural por ter vivido isso todos os dias na minha família e também na convivência com amigos, somado à inquietude de construir algo que movesse pessoas, contribuísse de forma diferente e ainda trouxesse autonomia e flexibilidade. JM - Como teve início e como foi a trajetória até alcançar a vice-presidência de uma das maiores empresas do segmento? Peralta - Depois de uma crise financeira, logo após a implantação do ‘Plano Real’, em 1994, quando percebi que não teria mais condições de crescer e desenvolver como sonhava, decidi mudar para a capital do Estado, isso em 1996. No início, fiz um pouco de tudo. Recomecei como vendedor de produtos de marketing de rede e serviços clínicos. Nesse

período, recebi o convite para entrar na empresa TeleCheque, por indicação de um ex-executivo de banco que acompanhou o meu trabalho em Dom Pedrito. Em 1997, iniciei com o cargo vendedor externo, em Porto Alegre. De lá para cá passei, por muitas funções dentro da empresa. Em 2001, fui morar em São Paulo com o objetivo de desenvolver um projeto de canais de vendas, no cargo de gerente. Essa nova fase foi um imenso desafio, pois não conhecia a cidade, o mercado e muito menos os parceiros do projeto. Mas com muita dedicação e esforço, tivemos um excelente crescimento, o que novamente me levou a crescer na empresa, agora um grupo. Em 2003, me tornei sócio e hoje sou o vice-presidente de negócios do grupo MultiCredito. JM - Qual a visão do Brasil atual, convalescendo da crise e qual projeção de um panorama futuro para o empreendedorismo no país? Peralta - Acredito que o Brasil chegou num ponto muito crítico, como todos os dados e fatos demonstram. Penso que toda crise gera uma oportunidade, sei que podemos fazer algo diferente para passar por tudo isso. Percebo claramente uma transformação na visão e perspectiva das pessoas decidindo empreender, buscando soluções para passarem por este momento do país, inclusive ajudando neste desenvolvimento. Há algumas regiões, no Brasil, em que é possível viver isso mais intensamente, nos Hubs de empreendedorismo, nos centros de inovação e desenvolvimento de startups, assim como nas diferentes aceleradoras que hoje crescem e se multiplicam. E esses Hubs não estão somente nas grandes capitais, há um movimento muito forte em outras regiões do País, como Nordeste e Sul.


Cidade

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 23 E 24 DE FEVEREIRO DE 2019 Tiago Rolim de Moura

Fernando Fagonde

13

fernandofagonde@gmail.com

A revolução da Transformação Digital vem aí

Coleta acontece neste sábado no Hospital Universitário

Hemopel solicita doação de tipos sanguíneos A e O-

Com a proximidade do Carnaval, costuma aumentar a demanda por sangue nos serviços de urgência e emergência. E para garantir que os estoques estejam prontos para atender as necessidades do período, o Hemocentro de Pelotas (Hemopel) realiza a última coleta antes da folia em Bagé, neste sábado, das 8h às 11h e das 13h30min às 15h, no Hos-

pital Universitário (HU) Doutor Mário Araújo, mantido pela Fundação Attila Taborda (Fat). A assistente social do Hemocentro, Gisele Pinto, destaca que a maior necessidade é pelos tipos sanguíneos A e O-, que, segundo ela, geralmente, têm menor índice de captação nas campanhas de doação. “Nosso objetivo é atingir a

meta de 100 bolsas, com o preenchimento de 130 cadastros, porque muitas pessoas acabam sendo inaptas para doar”, conta. Na última campanha, realizada no final de janeiro, foram contabilizados 107 cadastros e 89 bolsas de sangue captadas. Em dezembro, o número foi menor, com 90 cadastros e 72 bolsas coletadas.

QUITANDA

De acordo com o site internetlivestats.com, a cada segundo no mundo, ou, no mesmo tempo que você levou para ler as trê primeiras palavras desta frase, 8.376 tweets são enviados, 77.505 vídeos do youtube são assistidos, 68.249 Gigabytes de dados trafegam pela internet, 72.534 buscas são respondidas pelo Google e 2.771.816 e-mails são enviados. Números impressionantes, principalmente se considerarmos que durante um dia inteiro temos 86.400 segundos. A utilização da internet, que foi criada em 1993, e das tecnologias que a envolvem já alcança 54% da população mundial, isso possibilita que tenhamos, hoje, casas que se conectam aos seus proprietários, geladeiras que identificam que algum item está acabando e já fazem o pedido para o supermercado, panificadoras que se ativam ao comando do smartphone. Atividades como brincar com o cachorro, abrir o portão de casa, ajustar a temperatura do quarto, monitorar o consumo de energia elétrica em tempo real já podem ser realizadas à distância, precisando apenas de uma conexão e um aplicativo, além de muitas outras coisas que estão sendo criadas neste mesmo instante. Empresas centenárias fecharam as suas portas por não conseguirem, de forma ágil, se adaptar às mudanças e empresas com meses de idade da sua fundação, conduzidos por millennials, recebem milhões de dólares, para acelerarem suas startups, com oportunidades de negócio guiados pelo propósito de tornar o mundo melhor, tornar a vida das pessoas mais fácil e o relacionamento entre empresas mais dinâmico. Profissões tradicionais estão sendo substituídas por atividades recentemente criadas e que têm as suas raízes no mundo Vica (Volátil, incerto, complexo e ambíguo) e isso é o que vem trazendo o mundo para o lado da transformação digital. Estudos indicam que a “virada de chave” ocorrerá até o ano de 2025, quando as instituições assumirão basicamente dois papéis, caçador ou presa, os estudantes de hoje estão se preparando para atividades que não existem ainda e os modelos de negócio serão cada

vez mais dinâmicos e inovadores, a gestão das empresas passou pelas etapas 1.0, 2.0 (fordismo) e agora está na gestão 3.0, áreas tradicionais estão sendo transformados pela utilização de inteligência artificial, trabalho remoto, armazenamento na nuvem, software as a service, entre muitos outros. O Uber revolucionou o transporte sem possuir nenhum veículo em sua frota, a AirBNB revoluciona o negócio de hospedagem sem possuir um prédio sequer, as redes sociais faturam milhões com campanhas publicitárias que possuem maior chance de resultado por serem direcionados pelas “curtidas” de seus usuários, aplicativos servem como intermediários entre produtores e consumidores, entregando, além do produto obviamente, valor, ou seja, entregando aquilo que tem importância para o consumidor. Na indústria farmacêutica, medicamentos com nano robôs programados para dirigirem-se ao local exato dos tumores diminuem o tempo de tratamento e aumentam as chances de cura. Inteligências artificiais estão sendo treinadas para atendimentos em consultórios médicos, e dependendo dos sintomas, já possuem autorização para prescrever medicamentos mais simples e tratamentos. Órgãos humanos são impressos, utilizando material genético do próprio paciente, zerando a possibilidade de rejeição do novo órgão e com a chance de acabar com as filas de espera dos transplantes. As Fintechs, empresas que utilizam a tecnologia para cuidar do dinheiro alheio estão forçando instituições bancárias a rever seus conceitos e entregar mais por menos aos seus clientes, correndo o risco de perdê-los para um app. Esta é a revolução da Transformação Digital, estamos no meio do processo de mudança, com um pé na modernidade e um pé no passado, tentando entender ainda o funcionamento desse mundo novo que se apresenta à nossa frente. Uma coisa é certa, Tim Berners Lee jamais imaginou que a Darpanet seria o começo disso tudo, e você, já está preparado para tudo o que está por vir, sua empresa já escolheu de que lado vai ficar em 2025?

Professor de Sistemas de Informaçao da Urcamp

Começo das obras será pela limpeza do local


14

Religião

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 23 E 24 DE FEVEREIRO DE 2019

Airton Gusmão

No Evangelho deste 7º domingo do Tempo Comum, ouvimos: “Jesus disse a seus discípulos: amai os vossos inimigos e fazei o bem aos que vos odeiam, bendizei os que vos amaldiçoam e rezai por aqueles que vos caluniam. O que vós desejais que os outros vos façam, fazei-o também vós a eles. Deus é bondoso também para com os ingratos e maus. Sede misericordiosos, como também o vosso Pai é misericordioso” (Lc 6,27-38). Perguntado sobre por que razão o nosso tempo e a nossa humanidade precisam de misericórdia, o Papa Francisco respondeu: “Porque é uma humanidade ferida, uma humanidade que possui feridas profundas. Não sabe como curá-las ou acredita que não é possível curá-las. E não são apenas as doenças sociais e as pessoas feridas pela pobreza, pela exclusão social, pelas inúmeras escravidões. Também o relativismo fere muitas pessoas: tudo parece igual, tudo parece o mesmo.

José Artur Maruri

Amar como Deus ama

Há mais de meio século Pio XII disse que o drama da nossa época era termos perdido o sentido do pecado, a consciência do pecado. A fragilidade dos tempos em que vivemos é também esta: acreditar que não existe a possibilidade de redenção, alguém que nos dá a mão que nos levanta, um abraço que nos salva, perdoa, anima” (Francisco. O Nome de Deus é a Misericórdia: uma conversa com Andrea Tornielli; 2016, pag. 45-46). A proposta de Jesus parece estar acima de nossas forças. Será ela possível de ser alcançada por um simples mortal. Não é só ser misericordioso, mas misericordioso como o Pai. É da nossa condição humana sentirmos raiva e desejar vingança quando alguém comete uma injustiça contra nós ou contra aqueles que mais amamos. Jesus em sua humanidade experimentou a fome, o medo, a raiva, a dor, o sofrimento, a injustiça, a violência e a tentação. Porém, procurou sempre fazer a vontade

josearturmaruri@hotmail.com bagespirita.blogspot.com.br

Acendamos a luz da vida

“Curai os enfermos, erguei os mortos, purificai leprosos, expulsai daimones; de graça recebestes, de graça dai”. (Mateus 10:8) “Ressuscitai os mortos” – disse- nos o Senhor – mas se é verdade que não podemos ordenar a um cadáver se levante, é justo tentemos o reavivamento daqueles que nos acompanham, muitas vezes, mortificados pela dor ou necrosados pela indiferença. Não nos esqueçamos. Os verdadeiros mortos estão sepultados na carne terrestre. Alguns permanecem no inferno do remorso ou do sofrimento criados por eles mesmos, acreditando-se relegados a supremo abandono; outros jazem no purgatório da aflição a que se arrojaram, desprevenidos, em dolorosas súplicas de auxílio; e ainda outros repousam, inadvertidamente, em supostos céus de adoração religiosa, que, em muitos casos, são simples faixas de ociosidade mental. Aguçai a visão e observemos a infortunada caravana de fantasmas que seguem, vacilantes e enganados, dentro da vida. Há quem morreu sufocado em orgulho vão, no mausoléu da vaidade infeliz. Há quem permaneça cadave-

rizado em sepulcro de ouro, incapaz de um simples olhar à plena luz. Há mortos que vos partilham o pão cotidiano, no túmulo das terríveis ilusões que lhes anulam a existência e há corações paralíticos no catre da crueldade e da incompreensão que nos armam ciladas de angústia, a cada passo, para os quais se faz imprescindível a assistência de nossa devoção fraternal infatigável. Se Cristo penetrou o templo de vossa alma, auxiliemo-los na necessária ressurreição. Acendamos a luz da vida. Trabalhemos no bem, enriquecendo as horas da peregrinação terrena com os melhores testemunhos de nossa boa vontade para com os semelhantes em nome do Mestre da Redenção, para quem o nosso espírito já se inclina, à maneira da planta à procura de sol, de vem que somente irradiando a luz do Amor infinito conseguiremos aniquilar e vencer, na Terra, as densas trevas da morte”. (Referências: “O Evangelho por Emmanuel”. Comentários ao Evangelho Segundo Mateus. Coordenação de Saulo Cesar Ribeiro da Silva. Editado pela Federação Espírita Brasileira no ano de 2017. p. 336-337)

Colaborador da União Espírita Bajeense

do Pai, sendo misericordioso e praticando a justiça do Reino. Por isso, Ele viveu, nos disse e nos deixou a regra de ouro: “O que vós desejais que os outros vos façam, fazei-o também vós a eles. Sede misericordiosos, como também o vosso Pai e misericordioso”. Do Ano da Misericórdia nós ouvimos, refletimos e procuramos viver o que a Palavra de Deus e o Papa Francisco nos pedem: “Jesus declara que a misericórdia não é apenas o agir do Pai, mas torna-se o critério para individuar quem são os seus verdadeiros filhos. Somos chamados a viver de misericórdia, porque, primeiro, foi usada misericórdia para conosco” (O Rosto da Misericórdia, nº 9). Jesus propõe aos seus discípulos e discípulas de ontem e de hoje uma “ética do relacionamento”, baseada no cuidado pelo outro: “Tratem as pessoas como vocês gostariam que elas tratassem vocês”. O modelo de cuidado

Norberto Dutra

nas relações apresentado e vivido por Jesus, encontra-se em Deus, na misericórdia divina. Diante da crescente e avassaladora espiral de violência faz-se necessário olhar para Deus e imitá-lo. Ao olhar para o Deus misericordioso aplacamos a intolerância e a beligerância e produzimos misericórdia por meio de nosso agir e falar. Se Deus é bom para com todos, por que nossa bondade seria seletiva? Jesus nos convida a vivermos relações humanizadas e que humanizem até mesmo aqueles considerados inimigos. A nossa atitude em relação aos outros não pode ser de forma diferente daquela que Cristo viveu e nos ensinou: sejamos misericordiosos como o Pai é misericordioso. Façamos a nossa parte. Sejamos alegres na esperança, fortes na tribulação, perseverantes na oração e solidários com os que sofrem. Um bom final de semana a todos e até uma próxima oportunidade! Pároco da Catedral

O deserto em nossa vida

Eu te conheci no deserto, em terra muito seca. (Oseias 13.5) Antes de qualquer coisa, para que possamos compreender plenamente o que somos no deserto, é necessário que, primeiro, saibamos o que ele é. A palavra de Deus demonstra, por meio de inúmeros relatos e figuras, o que vem a ser o deserto. Segundo os registros das Escrituras, além de ser um local de sequidão e escassez, ele é também uma região improdutiva, infrutífera e impossível de promover vida abundante. Nada encontramos no deserto, nada proporciona alegria ou prazer, nada é capaz de amenizar a dor ou consolar o espírito. Há apenas o cenário inóspito que preenche todo o campo de visão. No entanto, podemos considerar alguns pontos sobre o que o deserto não é: Primeiro, o deserto não é um lugar onde somos deixados abandonados por Deus para que sejamos alvo fácil para a ação de Satanás. A segunda geração dos filhos de Israel viveu no deserto recebeu de Deus esta promessa: E te lembrarás de todo o caminho pelo qual o Senhor, teu Deus, te guiou no deserto estes quarenta anos (Deuteronômio 8.2). Entenda bem: O Senhor não para de agir em nossa vida só porque estamos no deserto. Ele nos conduz por este lugar, e sem Ele, nunca chegaríamos ao outro lado! Além do mais, o deserto não é um lugar onde somos deixados em repouso, de reserva, como em uma prateleira, aguardando até que o Senhor volte a usar-nos. Não é assim que Deus age conosco. Ao contrario, o deserto é um local em que ELE age constantemente em nós. Assim como não conseguimos ver o céu que está oculto por nuvens, o mesmo acontece com o deserto: é difícil ver a mão

de Deus agindo sobre nós quando estamos nele. Segundo, o que deve ficar bem claro é isto: o deserto não é lugar de derrota, pelo menos para aqueles que obedecem a Deus. Jesus, fraco e faminto, sem alguém a quem recorrer ou que o encorajasse, e sem nenhum conforto ou manifestação sobrenatural, foi atacado pelo diabo no deserto ao final de 40 dias ali. Jesus derrotou Satanás usando a Palavra de Deus. O deserto não é o lugar de onde os filhos de Deus saem derrotados; é um lugar de vitória. Como dizem as Escrituras em 2 Coríntios 2.14: E graças a Deus, que sempre nos faz triunfar em Cristo. Enquanto peregrinava no deserto, o povo de Israel era constantemente hostilizado pelas nações ao redor. A ordem era: Lutem! Os israelitas derrotaram os amorreus (Números 21.21-25). Se o propósito de Deus para eles fosse a derrota, Ele não ordenaria que defendessem sua posição. Muitos não conseguiram entrar na Terra Prometida, pois morreram antes. No entanto, não era isso o que Deus pretendia; as mortes ocorreram por causa da desobediência do povo. Espero que esta breve descrição sirva para deixar bem claro que o deserto em nossa vida não é por que fomos desaprovados, ou porque estamos sendo punidos por Deus. Ele tampouco é o local aonde Deus nos leva e deixa-nos vagando sozinhos; mas, sim, é um lugar de vitória, se apenas obedecermos e crermos em Deus! Agora, quero esclarecer do que se trata o deserto. Existem pessoas que se culpam ao chegar lá, achando que Deus as desprezou ou que não está satisfeito com elas. Elas ainda não compreenderam o sentido ou o propósito do deserto em suas vidas. Na Bíblia e em toda a história,

homens e mulheres passaram por este lugar como uma maneira de serem capacitados por Deus, para cumprirem seu propósito. Portanto, o deserto não significa rejeição, mas preparo divino. Quero ensinar você, desde já, que os eventos do Antigo Testamento são prenúncio da aliança feita por Jesus Cristo no Novo Testamento. O deserto é o lugar onde somos firmados no chamado de Deus. Quando estamos nele, a força e as condições das circunstâncias, além do estabelecimento de prioridades significativas para nossa vida espiritual, levam-nos a renovar nosso viver. Assim, o deserto, que a princípio seria um lugar de exaustão e queda, passa a ser um ambiente em que o verdadeiro sentido da vida é valorizado. Dessa forma, reconhecemos nossa identidade como filhos de Deus. Porque para Deus somos o bom cheiro de Cristo (2 Coríntios 2.15). Finalmente, o deserto é o local onde demonstraremos a nós mesmos, ao mundo e ao inimigo que somos criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas (Efésios 2.10). É na sequidão do estio que seremos capazes de mostrar que estamos firmes e alicerçados no Senhor, frutificando no ermo e exibindo o cumprimento da promessa contida no livro de Isaías: Abrirei rios em lugares altos e fontes, no meio dos vales; tornarei o deserto em tanques de águas e a terra seca, em mananciais. (Isaias 41.18). Na próxima mensagem veremos, então, o que somos no deserto! Deus abençoe, até o próximo final de semana! Pastor e presidente da Igreja Assembleia de Deus de Bagé Doutor em Divindade


Cidade

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 23 E 24 DE FEVEREIRO DE 2019

Prazo para declaração do Imposto de Renda irá de 7 de março a 30 de abril A Declaração de Imposto da Pessoa Física deve ser entregue entre 7 de março e 30 de abril de 2019, pela Internet. As regras para a entrega da declaração anual estão em Instrução Normativa da Receita Federal, publicada ontem, no Diário Oficial da União. As informações são da Agência Brasil. Está obrigada a apresentar a declaração a pessoa física residente no Brasil que, no ano-calendário de 2018 tenha recebido rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste na declaração, cuja soma foi superior a R$ 28.559,70 ou tenha recebido rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40 mil. Deve declarar ainda quem obteve, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos sujeito à incidência do imposto ou realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas; quem passou à condição de residente no Brasil em qualquer mês e nessa condição encontrava-se em 31 de dezembro ou quem optou pela isenção do Imposto sobre a Renda incidente sobre o ganho de capital auferido na venda de imóveis residenciais cujo produto da venda seja aplicado na aquisição de imóveis residenciais localizados no País, no prazo de 180 dias, contado da celebração do contrato de venda. No caso da atividade rural, deve declarar quem obteve receita bruta em valor superior a R$

TIAGO ROLIM DE MOURA

Datas foram divulgadas, sexta-feira, no Diário Oficial da União 142.798,50 ou pretenda compensar, no ano-calendário de 2018 ou posteriores, prejuízos de anos-calendário anteriores ou do próprio ano-calendário de 2018. Também deve declarar quem teve em teve, em 31 de dezembro, a posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil. Quem não entregar a declaração está sujeito à multa de 1% ao mês-calendário ou fração de atraso, lançada de ofício e calculada sobre o total do imposto devido nela apurado, ainda que integralmente pago. A multa terá valor mínimo de R$ 165,74 e valor máximo correspondente a 20% do Imposto sobre a Renda devido. A multa mínima será aplicada inclusive no caso de declaração de Ajuste Anual da qual não resulte imposto devido.

José Carlos Teixeira Giorgis Porque hoje é sábado

Ibrahim e a crônica social. A partir da década de cinquenta, instante de desenvolvimento nacional, todo jornal tinha uma coluna social. No Rio luziam Ibrahim Sued, Zózimo Barroso, Jacinto de Tornes; em Porto Alegre, Gilda Marinho, Herton de León. Aqui Rosiméri, Carlos Daunis. Deixando de lado o que alguns considerem frivolidades, a crônica social é especial fonte de memória, pois registra episódios e gente cuja relevância mais tarde será histórica. Assim Gilmar de Quadros, Marcos Pintos, Viviane Becker, Fábio Lucas e novos que ocasionalmente investem nesta atividade serão repositórios para pesquisadores à cata de época, fatos e pessoas em busca do instantâneo de uma época. Ao responder questionário para o Pasquim, perguntado sobre a importância da crônica social Ibrahim diria que ela contribuiu para a educação do povo, de se vestir bem, no sentido de comer bem, de procurar um bom restaurante e outras coisas mais, mas também alimentar a sofisticação da vida, pois a vida sem supérfluo não vale nada, por isso detestava a União Soviética, aonde residira por duas semanas. E que, como o cronista, tinha o faro de jornalista, seguindo o conselho de Roberto Marinho que o aconselhara a jamais deixar de ser também um repórter. Isso o fez “furar” uma notícia, quando publicou, com primazia, que o Emílio Garrastazu Médici substituiria Costa e Silva, o que ninguém mesmo seus mais “fiéis inimigos” conseguiriam negar. Na ocasião, teve sua intuição despertada numa festividade em Porto Alegre, em recepção oferecida a Costa e Silva, em que “puxara um papo” com Médici que achara, discreto, em canto da sala. Amigo também do playboy Jorginho Guinle, que se vangloriava de nunca haver trabalhado, Sued narra o aparecimento da família do interlocutor, vinda da França em 1846, e que, com Cândido Gaffrée, construiria a Doca de Santos, ponto de partida de sua invejável fortuna posterior (Copacabana Palace, Hotel Glória, Fluminense FC, Parque Guinle, Banco Boa Vista, Haras, Automóvel Clube etc.). E a Fundação Gaffrée Guinle, ainda hoje existente no Rio de Janeiro. Causa das crônicas, as revistas brasileiras só falavam de Teresa Sousa Campos, Dolores Guinle, Carmen Mayrink Veiga, Lourdes Catão, Helena Matarazzo, Elsinha Moreira Salles, Yolanda Penteado e outras “panteras”, que disputam o título de “As dez mais”, o que levou Stanislaw Ponte Preta (na verdade, o jornalista Sérgio Porto) a criar, jocosamente, “As dez mais certinhas”, mas com artistas do teatro reboado. Ibrahim tem um busto no Hotel Copacabana, prova de sua notoriedade. Efemérides bajeenses. Esse é o nome de projeto de livro que Mário Nogueira Lopes me entregou para publicar pela Praça da Matriz Editora, o que, lamentavelmente ainda não cumpri, mas que merece publicidade pela meticulosa averiguação feita pelo exemplar jornalista bajeense. Assim, exemplos de: 1. As-

sociações Profissionais: Sociedade de Medicina, 30.7.1928; OAB, Subseção, 14.5.1933; Sindicato dos Bancários, 19.4.1935; União Bajeense de Estudantes Secundários, UBES, 6.5.1948; Sociedade Bajeense de Veterinária, 25.1.1966; Sociedade Bajeense dos Engenheiros Agrônomos, 24.5.1967; ABOREX, 8.6.1968; Núcleo de Engenheiros e Arquitetos, 5.9.1968; Aposentados e Pensionistas, 28.4.1980; Clube dos Bacharéis em Administração, 25.7.1982. 2. Associações de Classe: ACIBA, 13.11.1898; Associação Rural, 20.9.1904; União dos Varejistas, 25.2.1917; Associação dos Criadores de Cavalos Crioulos, 8.2.1932; Sindicato dos Varejistas, 31.3.1947; Criadores de Hereford, 16.10.1989; Mulher Empresária, 20.7.1989, etc. 3. Sociedades Beneficentes: Espanhola, 20.12.1868; Portuguesa, 27.11.1870; Italiana, 1º.1.1871; Protetora dos Artistas, 30.8.1883; União Operária, 1º. 5. 1898; União dos Artistas, 23.11.1906; Pão dos Pobres, 13.6.1942; Liga Feminina de Combate ao Câncer, 20.6.1955; Casa da Amizade, 9.7.1960; APAE, 24.8.1967; etc. 4. Clubes: Caixeiral, 14.10.1884; Comercial, 3.6.1886; Bagé Tênis Clube, 3.4.1934; Recreativo Brasileiro, 3.9.1934; Zíngaros, 2.1.1936; Aeroclube, 2.10.1940; Jóquei Clube, 1.2.1957; Cantegril, 6.12.1959; Círculo Militar, 20.4.1970; Guarany FC, 19.4.1907; Bagé, 5.8.1920. 5. Rotary: Centro, 11.1.1935; Norte, 26.10.1958; Sul, 13.11.1967; Rainha da Fronteira, 26.11.1987; Minuano, (?); Campanha, 3.6.2003; Pampa, 20.6.2001; Rotaract, 15.8.1977; Interact, 25.2.1971, etc. 6. Lions; Centro, 21.4.1956; Dom Diogo, 17.12.1966; Santa Tecla: 8.4.1978; Fraternidade, 7.6.1971. Observo que entidades posteriores a essas não estavam ainda anotadas pelo jornalista, devendo-se agora corrigir ou completar eventuais senões. Nomenclatura eclesiástica. Segundo o jornal “Novo Milênio”, as mais conhecidas nomenclaturas religiosas são: Bispo é a mais alta dignidade (o Arcebispo, é o bispo de uma Arquidiocese), Presbítero, é o termo bíblico atribuído aos sacerdotes, significa “ancião”. Frei, é o membro de uma Ordem, como a Carmelita, Franciscana etc. Padres Religiosos são os padres de uma congregação (salesiano, carlista, jesuíta etc.); Padres Diocesanos, são os padres seculares que não pertencem a nenhuma congregação e se vinculam ao Bispo. Cônego é título honorário que um Bispo concede a um padre. Monsenhor é outro título honorário, mas solicitado pelo Bispo e conferido pelo Papa; Irmãs, pertencem às congregações femininas. A que coordena a casa é a Madre, que pode ser Provençal, quando dirige uma província; ou Geral, quando dirige a congregação. 25º Grupo de Artilharia de Campanha. Esse estabelecimento militar, chamado “Grupo Leite de Castro”, teve já outras denomina-

15

jgiorgis@terra.com.br

ções: Regimento de Artilharia de Campanha (1889); 18º Grupo de Artilharia a Cavalo (1909); 3º Grupo de Artilharia de Artilharia de Campanha a Cavalo (1919); 1ª Bateria do 3º Grupo de Artilharia a Cavalo (1926); 3º Grupo de Artilharia a Cavalo (1935); 1º Grupo do 3º Regimento de Artilharia de Divisão de Cavalaria (1939); 3º Regimento de Artilharia de Divisão de Cavalaria( 1943); 3º Regimento de Artilharia 75 a Cavalo (1946); e 25º Grupo de Artilharia de Campanha (!969). Seus primeiros comandantes foram: major Luiz Gomes Caldeira de Andrade (1889-1890); tenente coronel Ricardo Fernandes da Silva (!890-1891), tenente coronel Luiz Rabello de Vasconcellos (188921892), tenente coronel Antônio Fernandes Barbosa (!892-1893) e tenente coronel João Carlos Lobo Botelho (1894-1895). Entre outros, o major Francisco R. de Andrade Neves (1917-1918), capitão Félix de Azambuja Brilhante (19261927), capitão Orlando Geisel (1933-1933), Tem. Cel. José Bina Machado (1942-1943), Cel. Osmar de Almeida Brandão (1954-1958), Cel. Osmar M. Paixão Cortes (19581966), Rubens Mário C. Jobim (1969-1971), coronel Murilo Edgar Budó (1973-1976), coronel Hugo da Rosa Pêgas (1978-1980); coronel Ary Moreira Pinto (1980-1982), coronel Renato Penteado Teixeira (1984-1986), coronel Cláudio Heráclito Souto (1988-1990), coronel Antonio Carlos L. Carneiro (19901992), coronel Mário L. Rossi Machado (1997-2000), alguns bajeenses, outros vinculados à cidade pelo matrimônio ou por destacada atividade comunitárias e militar. Símbolo do Município. É um escudo português, partido em faixa, de blau (azul), uma ponta de fortaleza, com sua guarita, em ouro. Na parte inferior, em campo de prata, os Cerros de Bagé, em sinopse (verde). Tudo encimado pela coroa mural de quatro torres, de ouro. Sob o escudo, uma banda de goles (vermelho) com a inscrição em ouro: 1811*Bagé. Esse símbolo foi imaginado por Tarcísio Antônio Taborda e aprovado pela Lei Municipal nº 548, de 9 de maio de 1955, sancionada pelo Prefeito Frederico Petrucci. As datas significativas do Município são: 17 de julho de 1811, Fundação; 17 de junho de 1818, Capela Curada; 5 de junho de 1846, Paróquia; 5 de junho de 1846, Vila; 2 de fevereiro de 1847, Instalação do Município; 23 de dezembro de 1858, Comarca; 15 de dezembro de 1859, Cidade; e 25 de junho de 1960, Bispado. Fontes: 1. “20 Anos de Caviar”, de Ibrahim Sued, Bloch Editores, 1972; 2. Efemérides Bajeenses, de Mário Nogueira Lopes, obra não publicada, s/d; 3. “Nomenclatura eclesiástica”, jornal “Novo Milênio, edição de 8.2.1996; 4. “Passagem de Comando. De 1889 a 2001, folheto editado pelo 25º Grupo de Artilharia de Campanha, s/d; 5. “Município de Bajé”, cartão publicado pelo Museu Dom Diogo de Souza, s/d. 6. Acervo documental de George Teixeira Giorgis.


www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 23 e 24 DE FEVEREIRO DE 2019

Verão 90 - GLOBO - 19h30min Durante a festa, João conta a Quinzinho a verdade sobre Jerônimo e desmascara o irmão na frente de todos. Quinzinho expulsa Jerônimo da casa, e João promete ao irmão que provará que foi ele quem roubou os dólares de Celestine. Jerônimo briga com João, que acaba caindo de um barranco. João acorda deitado no deque, com Nicole sem vida a seu lado. Vanessa diz à polícia que foi João quem empurrou a VJ. João é preso pelo suposto assassinato de Nicole, sem saber que foi uma armação de Jerônimo. Quinzinho se impressiona com a frieza de Jerônimo diante da prisão do irmão. Manu confessa a Lidiane seu medo de descobrir que João não é quem ela pensava. João afirma ao delegado que não matou Nicole. Janaína exige que o delegado a deixe falar com João. Jerônimo avisa a Vanessa que ninguém pode saber que os dois estão juntos. Raimundo se dispõe a falar com Pavão para ajudar Janaína. O delegado aguarda o depoimento de Jerônimo.

Horóscopo

O Sétimo Guardião - GLOBO - 21h Mirtes se desespera ao descobrir que Mattoso está hospedado na pousada. Aranha tem uma conversa séria com Stella. Gabriel diz que Murilo precisa confiar em Luz. Sóstenes decide conversar com Murilo, e Luz vai atrás do avô. Eurico é carinhoso com Geandro, que se emociona. Eurico e Marilda procuram Valentina. Firmina teme ao ver Olavo chegar ao restaurante. ÁRIES Necessidade de administrar condutas cheias de negatividade nas relações, o que pode ser difícil. Você tende a criar impedimentos entre si e quem lhe cerca. O melhor a se fazer é sair da defensiva.

TOURO

A pedida é se recolher, nesse momento. Primeiro assegure sua estabilidade emocional para depois expor o que pensa e que pode chocar com os arredores. O dia é de descanso e relaxamento mental.

GÊMEOS O que lhe demanda pensar previamente muito bem sobre vantagens e desvantagens para não comprometer o orçamento. Muitos impulsos podem atrapalhar suas decisões de compra, mais especificamente, as relacionadas ao desfrute do meio social.

CÂNCER Os relacionamentos pessoais são bastante impactados pela sua obsessão em organizar as coisas em casa. Uma administração ruim das demandas domésticas dificulta a coabitação com as pessoas.

LEÃO As interações profissionais com as pessoas estão perturbadas, quando os menores contrastes criam grandes distâncias. As exigências do trabalho pedem ações coletivas, então não colabore para incitar confrontos.

VIRGEM

O período é melindroso para aproveitar as diversões em grupo, porque isso pode causar impactos negativos na sua reputação, bem como na gestão dos seus recursos materiais.

Palavras Cruzadas

Espelho da Vida - GLOBO - 18h30min Alain quase cede às tentativas de sedução de Isabel. Bendita ajuda Cris/Julia e Danilo a se comunicarem. Ana e Flávio leem o diário de Julia e conversam sobre suas vidas passadas. Piedade revela a Padre Luiz sobre a gravidez de Cris/Julia. Lucas beija Mimi para provocar Dora. Gustavo ajuda Maristela a fugir com Henrique para Paris. Em suas sessões com Letícia, Daniel descobre que Danilo teve um filho com Julia. Alain encontra o site de Letícia na internet.

LIBRA Haverá complicações para conciliar suas demandas particulares com seu entorno mais próximo. O excesso de responsabilidades lhe desestabiliza, e essa dinâmica lhe reclama revisar e selecionar.

ESCORPIÃO Enfraquecimento do seu emocional e seu humor instável, pois você está bastante preocupado. Avalie bem suas possibilidades e considere com respeito as recomendações de quem mais confia, quando precisar.

SAGITÁRIO As atuações em grupos ficam comprometidas. Seu emocional fica inflamado nessa fase, então vale se abster de socializar até que você se sinta equilibrado novamente. Poupe-se e seja diplomático.

CAPRICÓRNIO Suas inseguranças vêm à tona quando dificuldades no trabalho abalam seu senso de familiaridade. É sua teimosia frente ao novo que é o maior empecilho, ou seja, o problema está dentro de você.

AQUÁRIO Suas energias se desequilibram. Ao se frustrar, sua imunidade acaba sofrendo um baque e, consequentemente, enfermidades psicossomáticas se manifestam. Tenha práticas saudáveis e descanse.

PEIXES As emoções estão intensas e podem atrapalhar as interações. Acontece um conflito interno no que você sente, e isso causa impacto no convívio social. É melhor se conter para não se expor, e se aquietar.

Loterias

Novelas

Edibar

16

Lazer

FEDERAL

LOTOFÁCIL

LOTOMANIA

Sorteio: 05364

Sorteio: 1779

Sorteio: 1945

02 03 04 06 08

01 02 06 10 12 13 24 29 36 39 44 45 47 48 52 55 58 64 75 84

1º prêmio 2º prêmio 3º prêmio 4º prêmio 5º prêmio -

06160 02924 17730 86201 14573

09 15 18 19 20 21 22 23 24 25

DUPLA-SENA

MEGA-SENA

QUINA

Sorteio: 1905

Sorteio: 2126

Sorteio: 4908

07 12 24 27 39 58

03 12 15 28 44

1º- 18 22 23 24 33 39 2º- 12 15 28 38 42 48


Segurança

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 23 E 24 DE FEVEREIRO DE 2019

17

Draco e PRF apreendem mais de R$ 1 milhão Supermercado em Candiota é assaltado por motociclistas em produtos com sinais de falsificação divulgaçao

Ítens eram transportados em dois ônibus No final da manhã de ontem, agentes da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) e da Polícia Rodoviária Federal de Bagé realizaram a apreensão de milhares de produtos com características de falsificação, oriundos de São Paulo, com destino a Aceguá e ao Uruguai. Conforme o titular da Draco, delegado Cristiano Ritta, a carga vale mais de R$ 1 milhão. Segundo repassado à repor-

tagem, as investigações começaram no início do ano, quando a Polícia Civil descobriu uma rede de comerciantes brasileiros e uruguaios que viajava, semanalmente, até São Paulo, onde compravam grandes quantidades de produtos falsificados, para serem revendidos na fronteira ou no interior do país vizinho. Os policiais acompanharam a chegada dos ônibus e localizaram o depósito das mercadorias. Em um

Homem é flagrado com 13 porções de maconha Hiago Conceição Jardim, de 32 anos, foi preso em flagrante, na madrugada de sexta-feira, na rua Monsenhor Costábile Hipólito, por agentes da Brigada Militar. Com ele, segundo boletim de ocorrência, estavam 13 porções de maconha prontas para a comercialização. Os agentes relataram que es-

tavam em patrulhamento de rotina quando avistaram o acusado vendendo entorpecentes para um jovem. Ao ser feita a abordagem, foram encontrados o entorpecente e R$ 9 em dinheiro. Jardim foi autuado em flagrante na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) e, após, encaminhado ao Presídio Regional de Bagé (PRB).

dos locais, no bairro das Laranjeiras, logo após a chegada do ônibus, um intenso fluxo de brasileiros e uruguaios se formou no local. Eles retiravam pacotes e saiam com destinos diversos. Uma das equipes dos policiais estava na rodovia que liga Bagé a Aceguá e iniciou as abordagens dos veículos. Durante a fiscalização BR, os policiais localizaram um outro ônibus, que trafegava com destino a Aceguá. Na abordagem, foi encontrado o bagageiro lotado de produtos com as mesmas características de falsificação. O delegado Cristiano Ritta informou que a ação integrada da Draco e da Polícia Rodoviária Federal faz parte do plano operacional e de integração para coibir os crimes cometidos na fronteira com o Uruguai. Essa é a segunda grande ação realizada na fronteira, desde o início deste ano. Os produtos apreendidos serão encaminhados para perícia. Todas as pessoas envolvidas foram ouvidas e responderão ao processo em liberdade. Arquivo JM

No final da tarde de quintafeira, um supermercado de Candiota foi alvo de roubo. Segundo o registro de ocorrência, dois homens chegaram ao local em uma motocicleta, armados, e anuncia-

ram o assalto. Segundo as vítimas, os criminosos levaram dinheiro de clientes, documentos e R$ 300 do caixa do estabelecimento. O caso ainda será investigado.

BM prende acusado por roubo a estabelecimento comercial

Agentes da Brigada Militar prenderam, na quinta-feira, por volta das 19h, Guilherme Ferreira Saraiva, de 32 anos, acusado de roubo a estabelecimento comercial. De acordo com os policiais militares, após receberem a informação de que houve um roubo à farmácia, ocorrido na avenida General Osório, cometido por dois homens armados, que andavam em uma motocicleta de cor preta, e que os mesmos teriam se deslocado em direção ao bairro Tarumã, efetuaram as buscas nas redondezas. Em um local informado por testemunhas, os agentes visualizaram um homem com as características repassadas. Feita a abordagem, foram encontradas, com o acusado, duas chaves de motocicleta. Consta que, ao ser questionado, Saraiva afirmou que havia cometido o crime e que a motocicleta estava em

uma residência próxima. No local apontado, foi encontrada a motocicleta utilizada no roubo. Ao questionar qual era a situação da outra chave de motocicleta, que também foi encontrada com ele, o acusado informou que seria a usada no roubo cometido no dia anterior, e que estaria escondida em uma casa no bairro Tarumã. No endereço, a guarnição localizou outra motocicleta, CG/Titan de cor verde com o chassi raspado, e três capacetes, um de cor cinza, utilizado também no roubo do dia anterior. As vítimas dos dois crimes reconheceram Saraiva, pois ele está com o braço quebrado e imobilizado. Diante dos fatos, o homem foi preso em flagrante, encaminhado para a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), onde foi autuado. Após os trâmites, foi levado para o Presídio Regional de Bagé (PRB).

Foragido é preso no bairro Tarumã

Na tarde de ontem, agentes da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) prenderam um indivíduo, de 43 anos, que possuía mandado de prisão expedido pelo Poder Judiciário de Santa Catarina, da comarca de Santa Rosa do Sul.

Óbitos

Segundo divulgado, o acusado estava foragido do sistema penitenciário catarinense, onde é acusado de latrocínio e associação criminosa. Ele foi encontrado em uma residência, no bairro Tarumã, em Bagé. Após a prisão, ele foi recolhido ao Presídio Regional de Bagé (PRB).

FELINA GASSO DAS SANTOS, 91 anos, dona de casa, viúva. Residia na rua Lídia de Castro, bairro Castro Alves. Deixa os filhos Zoila Mary, Loiraci e Zélia Mara. PAULO ALVES GONÇALVES, 70 anos, vigilante aposentado, viúvo. Residia na rua 762, bairro Stand. Deixa a filha Ana Paula. WANDA RITTA, 78 anos, dona de casa, divorciada. Residia na rua Assis Brasil, bairro Estrela Dalva. Deixa a filha Carmen Lúcia.


18

Esporte

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 23 E 24 DE FEVEREIRO DE 2019

Yuri Cougo Dias

yuricougodias@gmail.com

Futebol amador abrirá temporada nos dias 9 e 10 de março

Bagé x Lajeadense: vitória é imprescindível Antônio Rocha

Tiago Rolim de Moura

Nunes cobra reação do grupo

Veteranos começam após Carnaval A Liga Bajeense de Futebol de Veteranos, presidida por Gilnei Feijó, confirmou as datas para abertura do futebol amador: 9 e 10 de março. No Máster 50 anos, os jogos serão aos sábados, às 13h30min, com 30 minutos de tolerância. Estão confirmadas 15 equipes - Amigos do Arco, São Martim, Gente Bem, Grêmio, Aimoré, Manchester, União, Caieira, Santa Flora, São Pedro, Nacional, Palmeiras, Caixeiral, Brasil e Hulha Negra. Nos 35 B, os confrontos serão nos domingos, às 8h30min (com 30 minutos de tolerância).

Fabrício Vianna compete no Pan-Americano de hapkido

Serão 12 times: Vasco, Prado Velho, Ivone, Gente Bem, Guarani, A.Nova, Caieira, Passo das Pedras, Canhada, Sergipe, Real Stand e Camilo Gomes. E nos 35 A, os duelos serão às 11h. Nesta temporada, as 11 equipes são as seguintes: Arvorezinha, Roma, Fiorentina, Cosmos, São Pedro, Stand, Guarani, Segundo Independente, Industrial e Mascarenhas. Agora, resta saber as datas do Master 60 anos e da Taça Sejel de Futebol Amador, categoria livre, ambos organizados pela prefeitura. Divulgação

Faixa preta 6º dan, o atleta bajeense Fabrício Vianna disputa, neste final de semana, o Campeonato Pan-Americano de Hapkido, no ginásio do Cete em Porto Alegre. Organizado pela Confederação Pan-Americana de Hapkido, o torneio deve reunir atleta das partes do continentes, sendo considerado um dos maiores da modalidade. Vianna será o único bajeense a Atleta será único bajeense participar. na competição

Um ponto em dois jogos. Desgaste com saída de treinador. Altas expectativas para o ano e frustração de muitos torcedores. Esse é o cenário do início da jornada do Bagé na Divisão de Acesso. Após a finalização das duas primeiras rodadas, a equipe ocupa a lanterna do grupo A. Embora o campeonato esteja apenas no início, uma reação é imprescindível, ainda mais se a diretoria planeja conquistar uma das duas vagas para o Gauchão de 2020. Mas, para isso, é necessária uma grande reação, em aspectos de ambiente, físicos, táticos e técnicos. E isso começa pela partida deste sábado, às 19h30min, contra o Lajeadense, no estádio Pedra Moura. No entanto, como todas as rodadas da Divisão de Acesso, a missão não será fácil. Adversário tradicional, o Lajeadense vem de dois empates seguidos, contra São Paulo-RG e Cruzeiro. Ou seja, também busca a primeira vitória na competição. Para o confronto, novamente o técnico Márcio Nunes teve apenas um treino, na sexta-feira, à noite, antes da partida. Na quinta-feira, devido ao desgaste do jogo de quarta, à noite, o grupo de jogadores fez somente uma atividade regenerativa. Sobre a derrota em Santa Maria, por 3 a 2, para o Inter-SM, Nunes destaca que a equipe não conseguiu sustentar o futebol apresentado no primeiro tempo, quando o Bagé desceu para o vestiário ganhando por 1 a 0. “Os primeiros

45 minutos foram de ser parabenizados, porém, na segunda etapa, o Inter fez um gol cedo e conseguiu reagir. Depois, até conseguimos chegar ao ataque, mas fomos incompetentes na hora de fazer o gol. O resultado me deixou chateado, pois, pelo que a equipe demonstrou no início, poderíamos ter voltado, no mínimo, com um ponto”, salienta. Sobre a etapa complementar, aliás, Nunes criticou as falhas individuais que originaram os gols do adversário. Ele também destaca como fator negativo a parte física de alguns jogadores. “A Divisão de Acesso é muito equilibrada. Esses tipos de erros não poderão mais acontecer, daqui para frente. Há atletas que ainda não estão, fisicamente, nas condições ideais. O Souza, por exemplo, foi um que teve uma queda de produção na segunda etapa. Tive pouco tempo para treinar o grupo, mas essa é a realidade. Para brigarmos por algo maior, precisamos reagir o quanto antes. Tem que ser no jogo deste sábado, à noite”, manifesta.

Serviço do jogo

Ingressos antecipados custam R$ 15 (idosos e estudantes) e R$ 20 (público em geral). Na hora, sobe para R$ 20 e R$ 30, respectivamente. Sócios, com mensalidade em dia, e crianças de até 12 anos, acompanhados por um responsável, não pagam. Os portões serão abertos às 18h.

Seca de gols Dos 14 jogos realizados nestas duas primeiras rodadas, seis deles terminaram em 0 a 0, o que corresponde a 42,8% do total. A seca tem sido grande na Divisão de Acesso. Até o momento, a redes foram balançadas 17 vezes, uma média de 1,21 gol por jogo. Desde que foi implantado, em 2017, o regulamento com 16 equipes divididas em dois grupos, são os números mais baixos. Em 2018, foram 32 gols em 16 jogos (dois por partida), e, em 2017, 39 em 16 confrontos (média de 2,4). Quem sabe a partir desta terceira rodada, o grito de gol seja narrado por mais vezes. Matheus Beck/Especial JM

Clube busca primeiro triunfo na competição

Ficha técnica BAGÉ X LAJEADENSE Divisão de Acesso – 2ª rodada Sábado, 19h30min, estádio Pedra Moura BAGÉ – Gil Grando, Fabinho Capixaba, André, Diego Rocha e Gustavo Nogy; Jaime, Jefferson Bernardo, Souza, Luiz Eduardo e Weltinho; Maicon Santana. Técnico: Márcio Nunes. LAJEADENSE – Kevin, Bindé, Vítor Dadalt, Du e Guilherme; Igor, Raphael Stard, Marquinhos Guevedi, Ariel e Cristiano; Rafael. Técnico: Serginho Almeida. ARBITRAGEM – Maicon Zuge, auxiliado por Ilson dos Santos Ramires e Matheaus Oreques Votto. Quarto árbitro, Maurício Dalé Granato e delegado, Paulo Ricardo Soller Camacho.


Esporte

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 23 E 24 DE FEVEREIRO DE 2019

Guarany tem primeiro teste da temporada

Juvenil jalde-negro se apresenta na segunda-feira Arquivo JM

fotos Antônio Rocha

Totonho Padilha comandará casamata Vanderson Pereira projeta dois amistosos com times profissionais

Alvirrubro enfrenta União da ASM Com 14 dias trabalhados, o Guarany terá sua primeira “movimentação” da temporada, como define o técnico Vanderson Pereira. Neste sábado, às 16h, no estádio Antônio Magalhães Rossell, o alvirrubro enfrenta o União da ASM, de Santana do Livramento. A equipe também serviu como primeiro teste do Bagé, em 2019. Na ocasião, o jalde-negro venceu por 4 a 0. Antigo Armour, o adversário é composto por vário jovens, em sua maioria, da categoria de base do 14 de Julho. O ingresso tem preço único de R$ 10. Para o confronto, Pereira tem dois desfalques: o meia Vágner Paraguai e o atacante Mayksson, ambos considerados como essenciais no modelo proposto pela comissão técnica. No jogo-treino de hoje, à tarde, o treinador alvirrubro escalará a equipe num tradicional 4-4-2. Contudo, assim que tiver o elenco completo – alguns jogadores ainda devem chegar-, Pereira

deverá atuar num 4-2-4. “Como são poucos dias de trabalho, não dá para exigir tanto da parte técnica e tática. Porém, já precisamos enxergar um esboço de equipe. Depois, faremos mais um jogo-treino contra um time amador e mais dois amistosos contra equipes profissionais”, relata. Embora a Federação Gaúcha de Futebol (FGF) não tenha confirmado, a estreia contra o 12 Horas, de Porto Alegre, deve ocorrer no dia 23 de março, no Antônio Magalhães Rossell. Para o confronto de hoje, o Guarany deve começar a partida com Eder, Ariel, Igor, Alemão e Kevin; Baggio, Josué, Bruno e Cristiano; Diego e Itamar. No segundo tempo, entram todos os atletas disponíveis.

Chegadas e saída Devido a problemas no joelho, a diretoria fez sua primeira

dispensa: o lateral direito Daniel Fonseca. Por outro lado, dois jogadores já estão acertados e chegam na semana que vem. Para repor a saída, vem o lateral direito Marquinhos, ex-Joinville. E o outro é o meia-atacante Edy, 23 anos, vindo do Glória.

Definido o comando do juvenil Após a saída de Totonho Padilha para o Bagé, o Guarany já tem seu substituto. Além da escolinha, Dodô Patron comandará a sub-17. Assumem, junto, a comissão técnica, Tiago Antunes, Marcel Alves e Davi Acosta. Os treinos começarão após o Carnaval. O departamento amador tem o comando de Mário Medina Dornelles. Na primeira fase do estadual, a dupla Ba-Gua caiu num grupo ao lado de Brasil, Rio Grande e Progresso.

Míster Fronteira de Fisiculturismo é cancelado

Por meio de nota oficial, o organizador do Míster Fronteira de Fisiculturismo e Fitness, Cristiano Centena, afirma que a 20ª edição não será realizada em 2019. O segundo mais antigo da modalidade no interior, o evento permaneceu por 19 anos, de forma ininterrupta, em Bagé. “Há

falta de apoio, tanto de órgãos públicos e privados, falta de patrocínio, estrutura para acompanhar as grandes evoluções das competições. Federações e associações, infelizmente, deflagram uma guerra entre si. As competições viraram grandes comércios e negócios. O evento tornou-se inviá-

vel de ser realizado e chancelado, pois deixa de ser autossuficiente. (...) Nos reorganizaremos para tomar um novo caminho e, em 2020, realizar e brindar às duas décadas de existência de um dos mais importantes e tradicionais eventos do Estado”, finaliza Centena.

Atletas de kung fu participam de curso em Porto Alegre

Os professores Sidnei Miranda e Jerônimo Bazerque e o aluno Felipe Moreira, do Kung Fu Tai Chi Louva a Deus do Norte, de Bagé, participaram, em Porto

Alegre, do curso de Dança do Leão, realizado pela Associação Gaúcha de Dança do Leão e do Dragão. A atividade ocorreu nas dependências da academia Garra

Cantegril realiza Taça Davis

A diretoria de tênis do Clube Cantegril, com apoio da Escola Bajeense de Tênis, promove, neste final de semana, a primeira Taça Davis Cantegril. O torneio será interno, com participação de quatro

equipes compostas por cinco homens e uma mulher. Os times levarão os nomes de Estados Unidos, Austrália, Reino Unido e França, os quatro países com mais títulos na competição. Cada confronto terá

de Águia King Jow Pai e no Parque da Redenção, com aulas teóricas e práticas. O trio agradece o apoio das empresas Casa das Embalagens e VRM Telecom.

cinco jogos (três de simples masculino, um de simples feminino e um de duplas masculino). No sábado, acontecem as semifinais, entre Reino Unido x Austrália e EUA x França. A final será no domingo.

19

Sob o comando do técnico Totonho Padilha, a sub-17 do Bagé terá apresentação oficial na segunda-feira, a partir das 14h30min, no estádio Pedra Moura. Após, os atletas se dirigem ao complexo Militão, para o primeiro treino. Além de Padilha, a comissão técnica jalde-negra será composta por Matheus Barbieri (auxiliar técnico), Daniel Nunes Magalhães (preparador físico) e João Carlos Marques, o Jairão (preparador de goleiros). No dia 9 de março, acontece a primeira avaliação. A base jalde-negra jogará o estadual sub-17 e caiu num grupo ao lado de Guarany, Brasil, Pelotas e Rio Grande. A previsão é que o torneio comece no dia 13 de abril.

São Luis é campeão no beach soccer feminino

Divulgação

Equipe se classificou para final em Torres Na final da categoria feminina de Beach Soccer realizada no Militão, do Circuito Sejel de Verão, a equipe do São Luis venceu a Roma por 1 a 0 e conquistou o

campeonato. Com isso, a equipe está classificada para a etapa final dos Jogos de Verão em Torres, que acontecem a partir de 8 de março.


20

Contracapa

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 23 E 24 DE FEVEREIRO DE 2019

A tachã ou tarrã (Chauna torquata) é uma ave anseriforme da família Anhimidae, natural das regiões da Argentina, Uruguai e Bolívia até a região Sul do Brasil. Possui altura média de 80 centímetros e peso em torno de 4 quilos, vivendo em áreas alagadas. Apresenta corpo, pernas e pés grandes em relação à cabeça, pequena e com um penacho na nuca. O pescoço é contornado por uma gola negra e possui um esporão vermelho no cotovelo da asa, visível quando está pousada ou voando, não sendo utilizado como arma de ataque, servindo para comunicação entre as tachãs. Alimenta-se de folhas de plantas aquáticas, capim, gramíneas, artrópodes e qualquer pequeno animal morto que encontre. O casal faz um ninho de folhas, entre o brejo. A fêmea põe de 2 a 3 ovos brancos e o casal reveza-se na incubação, com duração de aproximadamente 45 dias. Os filhotes saem do ninho logo após o nascimento e recebem os cuidados do casal durante 3 a 4 meses. Para saber mais sobre essa ou outras espécies da flora e fauna do Bioma Pampa, entre em contato com o Curso de Ciências Biológicas da Urcamp, pelo telefone (53) 3242 8244, ramal 212.

Bioma em foto

Lize Helena Cappellari/EspecialJM

Biologia

Exemplar da foto foi fotografado no município de Bagé, pela professora do Curso de Ciências Biológicas da Urcamp, Lize Helena Cappellari

Profile for Jornal Minuano

20190223  

20190223  

Advertisement