Page 1

anos jornalminuano.com.br

BAGÉ, quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019 - ANO XXIV Nº 6 161| R$ 2,00

POLÍTICA

ENSINO

Aulas no Bidart começarão após reforma

Sob novo comando, equipe testa formações

Manifestação ocorreu durante abertura oficial do ano letivo da rede municipal Pág. 5

Diretora diz que atividades a partir de 11 de março já contarão com estrutura revitalizada Pág. 13

Com o técnico Márcio Nunes, time volta a campo hoje à noite, contra o Inter de Santa Maria Pág. 15

Divaldo anuncia concurso para professores

JALDE-NEGRO

Antônio Rocha

ALERTA

AUMENTA NÚMERO DE FOCOS DO AEDES AEGYPTI DETECTADOS EM BAGÉ

Quantidade de amostras identificadas já supera metade do número de larvas encontradas ao longo de todo no ano passado. Somente até segunda-feira, foram 191 focos do mosquito transmissor de doenças como dengue, Chikungunya e Zika vírus detectados em 2019. Pág. 3 Tiago Rolim de Moura

SANTA TECLA

NOVO PRAZO PARA REFORMA

Após projetar manutenção na principal avenida de acesso à área central de Bagé, em janeiro, setor de engenharia da unidade de Livramento, do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), informou que uma equipe deve começar intervenção na via entre segunda e terçafeira da próxima semana. Pág. 10

Previsão do tempo

19ºC

32ºC

EMPREENDEDOR - Pré-carnaval do Quitanda Cultural acontece domingo

Pág. 6


02

Opinião

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 20 DE FEVEREIRO DE 2019

Editorial

redacaominuano@gmail.com www.jornalminuano.com.br

Um mosquito que motiva alerta

Em dezembro do ano passado, um levantamento apresentado pelo Ministério da Saúde apontou que nada menos que 47,5% dos municípios brasileiros – ou seja, praticamente a metade - estavam em alerta ou risco de surto para dengue, zika e chikungunya. Como se descobriu, ao longo de muita pesquisa, todas as doenças tem ligação com o mosquito Aedes Aegypti, apontado como o transmissor responsável por elevar a contaminação. Contudo, ao que parece, nem mesmo o alerta anteriormente demonstrado, pelo Ministério, provocou tanta preocupação assim. Claro, todo o verão é de praxe que novas campanhas de conscientização evidenciem que o acúmulo de água parada – ponto ideal para a proliferação do mosquito – precisa ser evitado. Mas será mesmo que isto, nos dias atuais, teria que ser necessário? Que a Chikungunya e o Zika são questões considera-

das mais recentes é fato, por assim dizer. Mas nem a dengue e muito menos o temido Aedes são. Todo mundo sabe, ou deveria, sobre os métodos mais tradicionais para auxiliar no combate ao mosquito. Não deixar pneus a céu aberto, sem outro recipiente qualquer que possa acumular água parada; ou, ainda, preencher os fundos de vasos de plantas ou flores com areia são alguns métodos eficientes e muito práticos. Infelizmente, mais uma vez, cidades do País e, mesmo Bagé, vivem um precoce momento de preocupação. Conforme manchete desta edição, o número de larvas do mosquito encontradas no município, neste pouco mais de um mês e meio, já supera a metade do total detectado ano passado. Pode não ser motivo para temor, e não é, mas é sim para um alerta. Além de exigir ações dos órgãos de fiscalização, é preciso contribuir. Ao menos dentro de casa.

FAT - Jornal Minuano | CNPJ: 87415725/0012-81 endereço: Rua Brigadeiro Mércio, 72 - CeP 96400.720 - Bagé/RS Telefones: Redação (53) 3242-7693 - Assinaturas 3241-6377 www.jornalminuano.com.br | redacaominuano@gmail.com | facebook.com/jornalminuanobage

eDItOR-CheFe Felipe Valduga

GeReNte COMeRCIAl Adriana Robaina

Editor assistente - Sidimar Rostan • Reportagem - Viviane Becker - Cláudio Falcão - Melissa louçan - Jaqueline Muza - Rochele Barbosa - Daiane lima - Augustho Soares (estagiário) • Chargista - Cláudio Falcão • Repórter fotográfico - Antônio Rocha - Tiago Rolim de Moura • Diagramação - Luís Mário Pereira - Daniel Cuerda Ferreira • Assistente comercial Angelina Britto • Vendedores - Dulce Dias - Fabrício Becker • Assinaturas - Paula Freitas • Distribuição - Marcos Goulart • Administrativo Lidiane Selaje Marques • Colaboradores - José Carlos Teixeira Giorgis - Marcelo teixeira - José Artur M. Maruri dos Santos - Norberto Dutra - Airton Gusmão - Dilce helena dos Santos - Fernando Risch - João l. Roschildt • Impressão - Gráfica uMA (Grupo RBS) - Porto Alegre/RS laboratório de

Jornalismo

Coordenador do Curso de Jornalismo

Glauber Pereira

Os artigos assinados não refletem, necessariamente, a posição do jornal. Por isso, a editoria não se responsabiliza pelas opiniões emitidas.

Luiz Fernando Mainardi

Deputado Estadual

Lei Kandir. Cumpra-se!

O Brasil tem as suas peculiaridades, como sabemos. Uma delas é a relatividade da Lei. Quando incide sobre a maior parte da população, ela é impiedosa e objetiva; quando, entretanto, é contra as elites ou contra o governo, seu cumprimento é sempre moroso e aberto a discussões e acordos. Esse é o caso da Lei Kandir, que obriga, repito, obriga à União a restituir aos estados a arrecadação perdida com as isenções de ICMS para produtos exportados. O último capítulo da novela foi a decisão do Supremo Tribunal Federal, publicada em agosto de 2017, que estabelece o prazo de 12 meses para a aprovação de Lei Complementar que estabeleça os critérios da compensação. Como se sabe, passados 20 meses do prazo, o governo ainda tergiversa sobre o assunto. No caso do RS, segundo cálculos da assessoria da bancada do PT na Assembleia Legislativa, a dívida da União era de R$ 59 bilhões, em 2017. Esses valores, evidentemente, caso fossem aportados no Tesouro do estado, tirariam o Rio Grande do Sul do sufoco em que está e criariam condições financeiras para um plano de recuperação financeira e econômica do estado, sem jogar a conta para os funcionários e sem comprometer a capacidade estratégica do estado condensa-

Cláudio Falcão

da em suas empresas públicas. A famosa Lei, que tantos prejuízos causou ao financiamento dos estados exportadores, foi criada durante o governo de FHC para resolver um problema da União, que com o Plano Real passou a ter déficit em sua balança comercial. Para enfrentar esse efeito colateral do plano, o governo resolveu criar uma Lei que obrigava aos estados a concederam isenção total do imposto estadual com o objetivo de incentivar as exportações. E para compensar essas perdas dos estados, ficou estabelecido o ressarcimento da União. Essas compensações, entretanto, nunca integralizaram as perdas. Em 2016, por exemplo, menos de 10% das perdas com as desonerações foram integralizadas. Para o RS, coube algo em torno de R$ 370 milhões, quando o mínimo devido, segundo critérios da proposta aprovada em Comissão Mista do Congresso, seria um valor de R$ 3,96 bilhões, sendo 25% disso dirigido para os municípios, quase R$ 1 bilhão, uma quantia que amenizaria, sem dúvidas, o problema fiscal de todas as prefeituras. Infelizmente, o governo anterior lavou as mãos em relação a essas perdas. Não por falta de aviso, porque insistimos durante todos os quatro anos de que esse era o

melhor caminho para recuperar as finanças públicas. Espero que o atual governo não mantenha a mesma conduta, de afastamento do tema. Em nossa recente visita à Brasília para tratar desse assunto, fomos surpreendidos pelo posicionamento do ministro Onyx Lorenzoni, que sugere a extinção da Lei, deixando a cada estado a concessão ou não dos benefícios aos exportadores. A ideia é ruim porque, como sabemos, significará perda de competitividade de nossa indústria exportadora, onerando muito mais o RS. Além disso, correríamos sérios riscos de perdas com a Guerra Fiscal, já que temos menos condições de encarar uma guerra de subsídios e desonerações com estados como São Paulo, ou mesmo Santa Catarina e Paraná, por exemplo, o que acarretaria perda de setores importantes para a nossa economia. Por esses motivos, estou criando no âmbito da Assembleia Legislativa uma Frente Parlamentar Pela Defesa das Restituições da Lei Kandir, que pretende mobilizar não apenas a comunidade política em torno desta agenda, mas toda a sociedade civil. Recuperar essas perdas, geradas pela União em conluio com autoridades estaduais do passado, é um caminho justo para a recuperação da nossa condição fiscal.

Charge Florêncio e o Aedes Aegypti

falcaobage58@gmail.com


Cidade

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 20 DE FEVEREIRO DE 2019

Em menos de dois meses, Vigilância detecta mais de 190 focos do Aedes Aegypti tIAGO ROlIM De MOuRA

03

Bagé deve sediar agenda da Assembleia sobre plebiscito para privatização de estatais O presidente da Câmara de Vereadores de Bagé, Esquerda Carneiro, do PTB, cumpriu agenda, segundafeira, em Porto Alegre, onde esteve reunido com o presidente da Assembleia Legislativa, Luís Augusto Lara, também do PTB, e com o deputado federal Afonso Hamm, do Progressistas, para tratar de pauta referente a privatização das estatais, em pauta no Palácio do Piratini. Nas tratativas, segundo o vereador, foi decidido que a discussão sobre a realização ou não de um plebiscito para autorizar a disponibilização de tais empresas deve ser debatido junto aos municípios, iniciando, em 15 de março, por Caxias do Sul. Acompanhado de representantes da Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE), da Companhia Rio-grandense de Mineração (CRM)

e do Sindicato dos Mineiros, Carneiro destacou que a intenção é definir o formato adequado sobre a pauta. “Nós queremos saber qual o modelo correto, o que vai acontecer com os funcionários. E eu, enquanto presidente do poder legislativo, busco, através das representações aqui na Assembleia Legislativa, junto ao deputado Lara, garantir os direitos e estabilidade desses funcionários que prestaram concurso”, mencionou. Bagé, de acordo com Carneiro, está entre as 10 cidades que irão receber agendas para discutir sobre a privatização das estatais, especificamente no dia 26 de abril. “Bagé, como uma cidade polo, é referência para os funcionários dessas estatais. Nós temos uma grande responsabilidade enquanto agentes públicos”, ressaltou o presidente da Câmara de Vereadores. DIVulGAÇÃO

Quantidade supera metade do número de amostras identificadas no ano passado

Até a manhã de segundafeira, a iniciativa pública para o combate ao Aedes aegypti já havia identificado, em Bagé, 191 focos do mosquito, desde o início do ano. O número representa aproximadamente a metade da quantidade de constatações do transmissor da dengue, Chikungunya, Zika vírus e Febre Amarela encontrados ao longo de todo o ano passado, quando a equipe detectou cerca de 390 amostras. Para o coordenador de área da Vigilância Ambiental, Valdenir Ferreira Mendes, a situação é preocupante. “Estamos achando muitos focos neste verão, a situação está crítica”, declara. Em reportagem publicada no dia 8 de fevereiro de 2018, por exemplo, o Jornal Minuano noticiou que a Vigilância Sanitária havia identificado apenas 12 amostras. O número poderá aumentar ainda mais nos próximos

dias, vendo que, desde ontem, por uma semana, os agentes de combate às endemias (ACEs) estarão visitando os bairros da cidade para realizar o Levantamento Rápido de Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa), que consiste em uma ampliação no serviço já feito na região central da cidade, para obter a estimativa da infestação pelo vetor da dengue. Atualmente, os bairros com maior incidência na cidade são Getúlio Vargas, Centro, São Judas Tadeu e Mascarenhas de Moraes.

Recursos conquistados

Vale lembrar que, no fim de janeiro, o governo estadual repassou R$ 59.882,41 para Bagé, visando o desenvolvimento de ações e serviços de saúde durante o período do Verão 2018/2019. Os recursos

financeiros são oriundos do Ministério da Saúde, no valor total de R$ 2.473.550,94, destinados para os 232 municípios atingidos pelo Aedes aegypti. Conforme adiantado, anteriormente, pela coordenadora municipal de Vigilância em Saúde, Josiane Parodes, os recursos serão utilizados para o custeio de ações de vigilância do Aedes Aegypti. O plano de ação, segundo ela, prevê a confecção de crachás, aquisição de uniforme e Equipamentos de Proteção Individual (EPI), material de trabalho, bolsas, picaretas, lanternas, tubitos, formulários, planilhas, pipetas e espelhos. Além disso, está prevista a capacitação dos ACEs, dos Agentes Comunitários de Saúde (ACSs) e aquisição de um data show. Os recursos já foram transferidos, através dos Fundos Municipais de Saúde.

Reunião em Porto Alegre culminou no anúncio de evento para 26 de abril


04

Campo & Negócios

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 20 DE FEVEREIRO DE 2019

Prejuízos de produtores com chuvas ultrapassam R$ 2 bi em 2019, diz Farsul Os excessos pluviométricos ocorridos em janeiro geraram a perda de 1.759.840 toneladas nas lavouras de arroz, soja e milho no Rio Grande do Sul, o equivalente a R$ 2,022 bilhões de prejuízo aos produtores. Os números foram apresentados pelo Sistema Farsul na segunda-feira, na sede da entidade, em entrevista coletiva. Conforme o levantamento, o impacto no PIB do Rio Grande do Sul é de R$ 6,678 bilhões. A situação dos últimos anos da cultura arrozeira já havia indicado uma queda de 464 mil toneladas na produção orizícola de 2019 na relação com o último ano, em razão da redução da área plantada. O alto volume de chuvas no início do ano foi responsável, de acordo com a Farsul, por uma diminuição de 683,8 mil toneladas, fazendo com que a safra deste ano seja 1,148 milhão de toneladas menor que 2018. Em valores, os prejuízos decorrentes da situação climática devem chegar a R$ 571,6 milhões. Somente Uruguaiana teve perda de 124,5 mil toneladas. Também registraram números expressivos Alegrete e Dom Pedrito, com 83,6 e 63,1 mil toneladas a menos, respectivamente. Em relação a produtividade, Candiota teve uma queda de 60%. De uma forma geral, o Rio Grande do Sul irá colher 13 sacos a menos por hectare (-8,6%). O presidente do Sistema Farsul, Gedeão Pereira, considera a situação da cultura bastante delicada. “O arroz é uma lavoura que está sem solução. Juntamente com o leite e o trigo sofre o impacto do Mercosul de forma muito forte e isso não tem sido suficientemente equacionado ao longo dos anos. E quando vem uma catástrofe em cima, evidentemente que os problemas se agravam com grande dificuldade, e é o que estamos vivenciando agora”, lamenta. Sobre o tema, o economistachefe do Sistema Farsul, Antônio da Luz, lembra que a Federação já vem trabalhando na busca de alguma alternativa para os problemas que envolvem os arrozeiros. “Tivemos reunião com a indústria do arroz nas últimas semanas, que nos colocou que está disposta a olhar de maneira diferente aos produtores nessa situação. O setor pediu renegociação interna das dívidas

Cotações do agronegócio

Oferecimento: Valores em R$

Arroz - saca de 50 kg Soja - saca de 60 kg Milho - saca de 60kg Sorgo - saca de 60 kg Trigo - saca de 60 kg Boi gordo - kg vivo Vaca gorda - kg vivo Vaca de invernar - kg vivo Terneiro - kg vivo Novilho de invernar - kg vivo Referência: 11/02/2019 a 17/02/2019

39,00 71,00 37,00 28,00 5,10 4,95 4,00 5,60 5,60

Vaquilhona leiteira prenhe - Cabeça Vaca leite primeira cria - Cabeça Cordeiro - kg vivo Capão - kg vivo Ovelha de cria - Cabeça Ovelha consumo - Cabeça Lã cruza I especial - kg Leite - Litro Mel a granel - kg

3.100,00 3.200,00 6,50 5,50 200,00 190,00 8,25 1,12 6,50

Preço médio em Bagé/RS | Fonte: Emater

Reprodução/JM

Levantamento destacou perdas em Candiota e Dom Pedrito e escalonamento na compra, não incidindo apenas na hora da colheita (quando os preços são mais baixos). Mas a negociação é caso a caso, então não temos como medir a efetividade”, comenta. Principal produto agrícola do Estado, a soja também irá colher menos que o previsto em decorrência das condições climáticas de janeiro, diz a Federação. Fatores como chuvas, umidade e luminosidade praticamente anularam o crescimento de produção. A estimativa era de um acréscimo de 1,148 milhão de toneladas para 2019, mas as perdas foram de 1,045 milhão de toneladas, gerando um crescimento real de apenas 102,5 mil toneladas. O resultado final é de uma queda de R$ 1,433 bilhão. Dom Pedrito (92 mil ton) e São Gabriel (91 mil ton) foram os municípios com maior perda em números absolutos da oleaginosa. Candiota registrou um alto índice de queda de produtividade com 35%, sendo superada apenas por Dom Pedrito, com 40%. Pela sua forte penetração, a soja registrou prejuízos em todas as regiões do Estado que irá colher, em média, três sacos a menos por hectare (-5,6%). Apesar de em números menores, o milho também foi impactado pelas condições climáticas. A safra deste ano será de 30,5 mil toneladas menor. São Luiz Gonzaga foi a cidade com maior perda absoluta, registrando 11,3 mil toneladas de quebra. Na produtividade, Palmares do Sul, Cidreira e Capivari do Sul foram os mais, ficando com uma produção média 30% menor cada. A queda foi de menos de um

saco por hectare, ficando na média de 40 Kg (-0,6%). O impacto é de menos R$ 17, 8 milhões na lavoura. Mas não é apenas o produtor que contabilizou perdas com o clima. De acordo com a Farsul, o prejuízo no campo se estende para os outros setores que tem relação direta com as lavouras. Indústrias, serviços e distribuição também são impactadas, fazendo com que a queda no PIB do Rio Grande do Sul seja de R$ 6,678 bilhões. No total, 278 municípios foram atingidos. “Estamos muito preocupados, inclusive tivemos reunião com a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, logo que aconteceu essa catástrofe na metade sul do Rio Grande. Solicitamos a ela que pensasse em algum tipo de securitização para que pudéssemos fazer com que esses produtores retornem ao sistema financeiro. Vários deles não estão mais sendo financiados em função dessas crises recorrentes, especialmente da lavoura arrozeira.”, destaca Pereira. O presidente informa que a Farsul já vem trabalhando para uma revisão das políticas agrícolas, principalmente em relação a securitização. “Para o futuro, haverá mudanças substanciais em cima da política agrícola do governo. Não é possível que o Brasil, com essa agricultura fantástica, continue sem seguro. Nós vivemos uma indústria a céu aberto e outras catástrofes virão. Temos uma grande quantidade de produtores com dificuldades. Se tivéssemos um seguro não haveria essa dificuldade porque no ano seguinte ele estaria plantando de novo”, explica Gedeão Pereira ao justificar o pleito da entidade.


Fogo Cruzado

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 20 DE FEVEREIRO DE 2019

Governador deve pedir reconhecimento da dívida da Lei Kandir hoje Em reunião no Palácio Piratini, na segunda-feira, o presidente da Assembleia Legislativa, Luís Augusto Lara (PTB), acompanhado de deputados de seis bancadas, solicitou ao governador Eduardo Leite que oficialize pedido para que o governo federal reconheça a dívida da União com os estados pela Lei Kandir. O chefe do Executivo ficou de encaminhar a elaboração do documento e o entregar, ainda hoje, ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre, durante reunião sobre a Reforma da Previdência com os demais governadores, em Brasília. A sugestão, conforme Lara, foi dada pelo próprio presidente do Senado na quinta-feira passada, quando comitiva de parlamentares estaduais gaúchos esteve em Brasília para tratar do tema, após manifestação do Tribunal de Contas da União (TCU) de que poderia anular, tanto para frente quanto para trás, a dívida que o governo federal tem com o Rio Grande do Sul. Na ocasião, os parlamentares reuniramse também com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e o presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli. “Ficou claro que há um tendência muito forte de uma regulamentação ainda no primeiro semestre extinguindo a Lei Kandir”, disse Lara. “Nossa questão (porém) é em relação ao passado, ao que nós (RS) temos a receber”, afirmou. Segundo o presidente da Assembleia, embora não haja expectativa entre os deputados de que o governo federal venha a desembolsar recursos, a intenção é que ao me-

Wilson Cardoso\Agência ALRS

Lara sugeriu atitude a Eduardo Leite na segunda-feira nos reconheça a existência da dívida. Embora admita a importância da discussão, Leite lembrou que outras medidas terão de ser tomadas para garantir a retomada do crescimento econômico do Estado. “Não podemos acreditar que a Lei Kandir resolverá tudo”, ponderou o governador.

R$ 58 bilhões em jogo

Em 2017, o STF determinou que o Congresso estabelecesse o valor devido aos estados. O prazo terminou em agosto passado e, desde então, a questão é tratada pelo Tribunal de Contas da União (TCU). Na semana passada, a área técnica do Tribunal concluiu que a União não tem mais obrigação de fazer repasses aos estados por conta da Lei Kandir, o que causou incômodo aos entes federativos, que contavam com o valor como fonte de recursos. A dívida com Rio Grande do Sul, por exemplo, gira em torno dos R$ 58 bilhões. A Lei Kandir, em vigor há 23 anos, desonera as exportações de bens primários e se-

mielaborados do pagamento de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). O tributo é administrado pelos governos estaduais. Estados exportadores, entre os quais o Rio Grande do Sul, se sentem prejudicados pela lei, que culmina na perda de arrecadação devido à isenção do tributo. “Aqui nenhum deputado tem a ilusão de que (o Estado) vá receber dinheiro do governo federal, mas queremos ter a garantia de que o que nós temos a receber se mantenha, esteja consolidado, e que, ali na frente, na hora em que o país puder fazer um encontro de contas com os estados, se possa ter no mínimo um argumento para frear esta que é uma espada na cabeça do Rio Grande do Sul, a iminência de cair a liminar que hoje faz com que o RS não precise pagar as parcelas da dívida com o governo federal”, explicou Lara ao lembrar que “o RS tem que pagar R$ 300 milhões por mês ao governo federal. Não está pagando e, mesmo assim, está com os salários atrasados, imagine se tiver que pagar esta dívida”.

felipelvalduga@gmail.com

Interino

05

Felipe Valduga

Divaldo destaca reajuste ao magistério e anuncia concurso Durante a tradicional abertura do ano letivo da rede municipal de ensino, realizada na noite de segunda-feira, pela Secretaria Municipal de Educação e Formação Profissional, o prefeito de Bagé, Divaldo Lara, destacou uma informação aguardada pela categoria docente. “Diziam que eu não iria pagar o piso do magistério, porque muitas cidades estão abrindo mão do piso; são apenas doze no Estado. Quem disse errou, porque estou mandando o projeto para a Câmara e vocês

vão receber o piso retroativo”, afirmou Divaldo, ao completar: “Eu disse para todos vocês; nenhuma conquista a menos, simplesmente conquistas a mais. E eu estou cumprindo à risca com a minha palavra”. Na mesma oportunidade, o chefe do Executivo ainda relatou que já autorizou a realização de concurso público para atualização dos bancos do magistério ainda neste ano. “Vamos reforçar o time”, anunciou o prefeito. Marcela Mello Padilha/EspecialJM

“Vamos reforçar o time”, mencionou o prefeito durante a abertura do ano letivo


06

Empreendedor

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 20 DE FEVEREIRO DE 2019

Quitanda Cultural Pré-Carnaval acontece neste domingo Quem curtiu a primeira edição do Quitanda Cultural, que celebrou o aniversário de cinco anos do restaurante, vai poder aproveitar a segunda edição, que acontece no próximo domingo. Será uma tarde de gastronomia, cerveja artesanal gelada, música ao vivo e encontro com os amigos ao ar livre. Esta edição pré-carnaval acontece a partir das 15h, em frente ao restaurante, na Bento Gonçalves, 161. O evento conta com música ao vivo, apresentações artísticas, brinquedos para

a criançada, praça de alimentação com food trucks, beer trucks, artesanato, além do Espaço Solidariedade, novamente com a participação do Núcleo Bajeense de Proteção Animal (NBPA) e Lions Bagé Centro. Entre as cervejarias, está confirmada a participação das beers truck do Mão Preta, Kombeer, Bandida Cerveja Artesanal, Doble Chapa. Na praça de alimentação, terá Una Pizza, Umai Sushi Delivery, Jana Passos, Feito na Roça, Sabores da Cris. Já o lounge conta com a

participação das empresas Seu Cão Feliz, Da Hora Orgânicos, Da Lú, Fulana de Tall, Studio Luz, Mi Ventana, Ambienttus, Diulli Pedagoga, Sobreiro Vinos Y Regalos, Única Acessórios. A empresária, Hanie Brum, destaca que não será cobrada entrada, mas o evento estará arrecadando doações de ração, leite, fraldas geriátricas, produtos de higiene e limpeza pessoal e alimentos não perecíveis destinados a entidades assistenciais.

FOtOS DIVulGAÇÃO

Espaço Aquarela O Espaço Aquarela é especializado em bem receber para eventos. Um salão belíssimo, com requinte, bom gosto e estrutura para festas e eventos na cidade, localizado na General Osório, 249. Dia 24 de fevereiro, às 16h, o salão de festas promoverá um baile de carnaval para crianças, abrindo as portas ao público infantil. Garanta seu ingresso, vista fantasia e venha para o espaço aquarela. Mais informações com Laísa, no telefone (53) 99925 44 09. Caia na folia com seu filho: ingressos antecipados no local, sendo R$ 10 o infantil e R$ 15 adulto.

AJE

Na noite de segunda-feira, 18, Daniel Nalério foi eleito presidente da Associação de Jovens Empreendedores de Bagé - AJE. Ele estará à frente da entidade na gestão 2019-2020. O empresário tem 33 anos e é diretor da escola de inglês TopWay. Daniel participa da AJE Bagé há mais de 10 anos e é um incentivador do Empreendedorismo na Região, com amplo conhecimento em Gestão de Equipes, Liderança e Inovação. Nos próximos dias, o presidente eleito apresentará a sua Diretoria e Planejamento Estratégico.

Senac

Que tal buscar uma nova profissão em 2019? Faça o curso de Design de Sobrancelhas e aprenda técnicas de modelagem, modelagem com hena, alisamento e coloração de sobrancelhas. As aulas iniciaram ontem, mas ainda dá tempo de fazer matrícula, com desconto, no site https://bit.ly/2SIDJKn. As aulas acontecem todas as terças e quintas-feiras, à noite.

Tterrasul

Hoje é dia de pré-venda dos primeiros exemplares T-Cross. São poucas unidades e você não pode ficar fora desta! Mais informações através dos telefones (53) 3240 5600 ou 99956 7425

Aniversariantes Abilina Costa Ferreira Adriane Soares dos Santos Aldo da Silva Andrade Alexia Prass da Rosa Ana luiza Cabral Risch Denise Domenechi Pintanelli Glacir Pereira Martins hilda Bittencourt Ruas hilda helena hoppes Isadora Dorneles dos Santos Izabel Cristina Rezende Móglia Lúcia Maria Silva luciane Azambuja Martins

Luiz Carlos etcheverry Manuella Alves torres Maria de lourdes Vieira dos Santos de Quadros Maria luiza Nunes Dalla Vecchia Pedro henrique Borba Barbosa Roberto Carlos Klahr Rodrigo Cauduro Pilon Filho tânia Maria de Oliveira Thirzá Pereira Zanette Vera Beatriz Campestrini Vinicius Campos Pires


Cidade

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 20 DE FEVEREIRO DE 2019

Fiesta de la Patria Gaucha culmina em cooperação entre Bagé e Tacuarembó Uma das maiores e mais tradicionais celebrações do Uruguai, a Fiesta de la Patria Gaucha, foi apresentada aos bajeenses, oficialmente, na manhã de ontem. Em uma reunião no gabinete do vice-prefeito, Manoel Machado, estiveram reunidos a secretária de Cultura e Turismo, Anacarla Flores, o intendente de Tacuarembó, Eber da Rosa, uma comitiva organizadora do evento, e o cônsul do Uruguai em Bagé, Mario Liori, onde selaram a Cooperação Cultural entre os dois municípios. A 33ª edição da Fiesta acontece entre os dias 12 a 17 de março, em Tacuarembó. O evento, tombado como patrimônio cultural, conta com uma extensa programação que inclui provas, concursos e apresentações artísticas. “A vinda dos senhores abre um caminho muito importante para o tradicionalismo gaúcho”, resumiu o vice-prefeito, que recepcionou a comitiva. Já a secretária de Cultura, destacou que é importante “fortalecer esse intercâmbio para que a nossa cultura e tradições sejam fortalecidas”. Ela, aliás, não apenas confirmou participação de uma comitiva bajeense no evento uruguaio, como aproveitou a

Tiago Rolim de Moura

Comitiva uruguaia divulgou evento folclórico na Rainha da Fronteira oportunidade para convidar a comitiva para estar presente na 16ª Festa Internacional do Churrasco, em novembro. “É um evento que, fundamentalmente, celebra a tradição e todos os aspectos da cultura tradicional gaúcha, que abarca no sul do Brasil, Paraguai e Argentina, além do Uruguai. Por isso, procuramos esse ‘hermanamento’ neste encontro com uma cidade tão importante como Bagé”, destacou o intendente de Tacuarembó. Responsável pela intermediação do encontro, Liori destacou que a cooperação entre os dois municípios é uma forma de impulsionar não apenas a festa,

mas também a cultura gaúcha, com todas as peculiaridades comuns a cada país onde é celebrada. O cônsul contou, ainda, que Bagé deve participar do intercâmbio cultural com a apresentação de uma invernada da cidade. Além disso, a festa abre espaço para artistas bajeenses apresentarem seu trabalho, a fim de fortalecer o contato entre os universos distintos da cultura gaúcha. “Além disso, claro, todos estão convidados a prestigiar esta festa belíssima, que atrai muitos visitantes. Um dos pontos altos é o desfile ‘criollo’, em que se apresentam cerca de cinco mil cavalarianos”, adiantou.

07

Barragem e voos comerciais são temas de agenda em Brasília O prefeito de Bagé, Divaldo Lara, acompanhado do presidente da Câmara de Vereadores de Bagé, Esquerda Carneiro, da vereadora Elidiane Lobato e do coordenador de Captação de Recursos, Márcio Pestana, participou de agendas, ontem, em Brasília, para tratar sobre a retomada da barragem da Arvorezinha, assim como dos voos comerciais ligando a Rainha da Fronteira e Porto Alegre. Na reunião com o secretário de Segurança Hídrica, Marcelo Borges, e com o diretor de Obras Hídricas, Stanley Rodrigues Bastos, eles trataram sobre o espaço orçamentário para a barragem da Arvorezinha. Segundo divulgado, R$ 19 milhões estão garantidos para o município e serão enviados por Projeto de Lei Nacional (PLN) para a Câmara, após o recesso parlamentar. Na sequência, uma agenda ocorreu na Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), com a presidente Martha

Seillier, e contou, ainda, com a presença do assessor da presidente da Azul Linhas Aéreas, Ronaldo Veras, que esteve acompanhado de técnicos da empresa. A reunião, segundo o Executivo Municipal, serviu para encaminhar soluções destinadas a agilizar as ações para que os voos comerciais sejam retomados ainda neste quadrimestre, com perspectiva de ocorrer três vezes por semana. “As duas reuniões foram altamente produtivas para os bajeenses. Primeiro, conseguimos dar mais um passo para este sonho antigo, que é a barragem. Novos procedimentos serão realizados nos próximos dias e mais uma etapa será vencida”, declarou Divaldo ao mencionar que, sobre os voos, “realizamos uma reunião para criar soluções entre as partes para termos, muito brevemente, o retorno deste importante serviço para toda comunidade de Bagé e região. Recebemos da Infraero a garantia de disponibilizar todo apoio para isso”.

O jornal que Bagé gosta de ler


10

Cidade

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 20 DE FEVEREIRO DE 2019

Tiago Rolim de Moura

Via não recebe manutenção há mais de um ano

DNIT divulga nova data para início de obras na avenida Santa Tecla Após passar mais de um ano sem manutenção, a avenida Santa Tecla deve ser revitalizada na próxima semana. Segundo informações do setor de engenharia da unidade de Livramento, do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), uma equipe deve chegar a Bagé entre segunda e terça-feira para dar início as obras na principal via de acesso a Rainha da Fronteira. De acordo com informações do setor, a ação de caráter emer-

gencial tem como objetivo tapar os buracos da via com asfalto novo, porém uma posterior reforma completa em pontos desgastados também está sendo planejada pelo Departamento. Vale lembrar que o órgão responsável por administrar e pela manutenção do trecho já havia divulgado, anteriormente, que as obras iniciariam. A projeção era para o fim de janeiro, porém o serviço não foi realizado no período. Com isso, o Governo Mu-

nicipal, que está impossibilitado de realizar ações para que sejam evitados acidentes na pista, entrou com uma ação de responsabilidade para que o serviço fosse feito com urgência. No início do mês, o Jornal Minuano entrou em contato com a unidade local, a qual comunicou que nos próximos dias e de acordo com as condições climáticas, executaria manutenção na avenida Santa Tecla, fato que também não se concretizou.


www.jornalminuano.com.br

Cidade BAGÉ, 20 DE FEVEREIRO DE 2019

11


www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 20 DE FEVEREIRO DE 2019

Deus Salve o Rei - GLOBO - 19h30min Levi fica tenso ao ver Amália tendo reações ao veneno. Catarina sugere a Rodolfo que os pais de Amália sejam interrogados. Catarina aconselha Virgílio a ficar próximo de Diana, prevendo que Amália possa procurar a amiga. Romero avisa a Martinho e a Constância que eles devem ir ao castelo para esclarecimentos. Mirtes conta a lucrécia que Selésio deixará o convento. Constância jura a Rodolfo que não sabe do paradeiro da filha e de Afonso. Mandingueira cuida de Amália, que delira.

Horóscopo

O Outro Lado do Paraíso - GLOBO - 21h Gael se desespera e Xodó afirma que Mariano está morto. Clara teme a estratégia de Patrick para ganhar seu processo. Radu tenta se aproximar de Raquel. Xodó revela a Gael tudo o que viu na noite do assassinato de Mariano. Raquel aconselha Clara a aceitar o acordo proposto por Fabiana. Mercedes abençoa Gael. Beth visita Adriana, mas é hostilizada pela filha. Beth pressiona Jô a fazer o teste de compatibilidade com Adriana. Jô descobre que é compatível com Adriana, mas se recusa a doar seu rim. henrique e Beth rechaçam Jô. Gael encontra o brinco de Mariano nos pertences de Sophia e comprova o relato de Xodó sobre sua mãe.

ÁRIES Mudanças rápidas acontecendo agora mexem com você. Mas no meio de uma situação meio caótica, pode surgir uma boa chance de se aproximar de seus objetivos. Seja paciente, porém ágil.

TOURO

Nem tudo está sob o seu controle, mas o que estiver você precisa segurar firme porque, nos dilemas que está enfrentando, você vai ter que dar a cara a tapa. Progresso significa mudança.

GÊMEOS É necessário avançar, mas o cenário é complexo. Negocie tudo com cuidado e objetividade. Alguma coisa vai ficar para trás, mas é a vida. os esforços de hoje renderão no futuro.

CÂNCER Se as coisas estiverem muito difíceis com alguém, ainda mais se envolver dinheiro, distancie-se para avaliar e considerar alternativas antes de tomar decisões e fazer investimentos.

LEÃO Foco no aqui e agora: você pode ter um bom auxílio ou reconhecimento, o que estimula seu desenvolvimento. Mas vai haver algum distanciamento também. Siga no passo a passo.

VIRGEM tome as atitudes necessárias para um dia a dia mais dinâmico e feliz. Mais um bom momento para cortar hábitos nocivos. Pare de se comparar: valorize seus talentos e assuma seus desafios.

Palavras Cruzadas

Orgulho e Paixão - GLOBO - 18h30min ema celebra o noivado de Amélia e Jorge, e elisabeta e Jane se preocupam com a amiga. elisabeta conforta ema, que afirma que se conformará com o que acredita ser seu destino de solteira. O Motoqueiro Vermelho salva crianças que estavam no cafezal incendiado por Xavier e Virgílio. Darcy comenta com Camilo que desconfia de Susana. o Motoqueiro Vermelho confronta um capanga de Xavier, que acaba o acusando pelo incêndio na frente dos colonos. o Barão se preocupa com ema. estilingue hesita em contar a Jorge sobre a surpresa de ema. elisabeta questiona Jorge sobre sua união com Amélia. Mariana se anima ao ouvir a motocicleta do Motoqueiro Vermelho. ofélia decidir ir até a casa de Rômulo com Cecília e obriga o rapaz a enfrentar Tibúrcio.

LIBRA

Aposte em você, o que pode até significar uma mudança de trabalho ou relacionamento, mas não necessariamente. Mas é claro que isso representa se relacionar de outra forma com a vida.

ESCORPIÃO uma situação tensa pode ser um desgaste emocional e energético. Filtre o que ingere no corpo, pensamentos e emoções. escolha bem suas batalhas, mas você tem com quem contar.

SAGITÁRIO Você não precisa dar provas da sua competência, precisa escolher bem o que tem um bom custo-benefício e se articular com inteligência (emocional). Vale para as questões do coração.

CAPRICÓRNIO os ganhos também têm custos. Pode ser pelo investimento, mas também pelas perdas necessárias para dar lugar ao novo. Menos conservadorismo, mais desapego e experimentação.

AQUÁRIO A lua segue em Aquário e você pode estar resistente. Você é um signo de ideias fixas, o que significa que vai até o fim. Mas é tempo de mudanças e você também precisa mudar.

PEIXES Atenção ao seu caos interior, pois no mundo material tudo precisa estar organizado. Seu desafio continua sendo lidar com as pessoas nesse momento em que tudo está meio fora de controle.

Loterias

Novelas

Edibar

12

Lazer

FEDERAL

LOTOFÁCIL

LOTOMANIA

Sorteio: 05273

Sorteio: 1647

Sorteio: 1855

01 02 04 07 08

03 04 06 10 15 19 20 21 28 45 50 56 57 60 61 64 65 79 80 97

1º prêmio 2º prêmio 3º prêmio 4º prêmio 5º prêmio -

41172 24469 13188 33033 00336

09 10 12 14 15 19 20 22 24 25

DUPLA-SENA

MEGA-SENA

QUINA

Sorteio: 1774

Sorteio: 2029

Sorteio: 4650

06 15 18 33 37 40

02 16 59 71 74

1º- 08 15 16 32 37 41 2º- 11 15 16 20 28 38


Cidade

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 20 DE FEVEREIRO DE 2019

13

Início de aulas na EMEF Bidart é transferido para 11 de março, diz diretora Tiago Rolim de Moura

completa da rede elétrica da escola. A diretora destaca que a reforma deve ser iniciada na segunda-feira, 25 de fevereiro, porém o prédio deve começar a receber os materiais nesta semana. A fiscalização será realizada pela Secretaria de Gestão, Planejamento e Captação e Recursos (Geplan). A transferência das aulas é exclusivamente para a EMEF Bidart, sendo que as demais escolas da rede municipal devem iniciar o ano letivo hoje.

Situação do prédio

Reforma na rede elétrica deve iniciar na próxima segunda-feira Em virtude da reforma em sua rede elétrica, a Escola Municipal de Ensino Fundamental da Fundação Bidart terá o início das aulas transferido para o dia 11 de março. A medida foi informada ao Jornal Minuano, na segunda-

feira, pela diretora da escola, Albéres Ferreira Siqueira. Conforme ela, a definição foi acertada em uma reunião entre a gestão da instituição, com a secretária municipal de Educação e Formação Profissional, Adriana

Lara, e representantes da empresa Sete Construções Eireli, vencedora da licitação e responsável pela obra. Com investimento de R$ 81.902,67, através de recursos do Governo Municipal, a obra consiste na reforma

Prefeitura suspende licitação para aquisição de refeições aos Caps Devido à necessidade de adequações no edital, a Prefeitura de Bagé decidiu suspender o processo licitatório que tem como objetivo criar uma Ata de Registro de preços para o fornecimento de refeições e lanches para os usuários dos Centros de Atenção Psicossocial - Caps AD, Caps I e Caps II. A medida foi divulgada na segunda-feira, por meio de nota emitida pelo setor de Com-

pras e Licitações da Secretaria Municipal de Finanças e Recursos Humanos (Sefir). O certame, na modalidade pregão presencial, estava previsto para ser aberto na manhã de ontem, na sede da Sefir. De acordo com o edital, a Ata de Registro de Preços terá a validade de 12 meses, a contar da sua assinatura, não podendo ser prorrogada. No julgamento, serão escolhidas as propos-

tas com o menor preço e condições definidas no edital. Vale salientar que a existência de preços registrados no processo não obriga o governo municipal a firmar as contratações, sendo que a mesma pode realizar uma licitação específica para o objeto pretendido. Mais informações podem ser obtidas através do email licitacoes@bage.rs.gov. br, das 8h às 14h.

A rede elétrica da Fundação Bidart tem cerca de 80 anos. Durante o período, apenas pequenos reparos foram realizados e com a modernidade e a aquisição recursos necessários para uma instituição de ensino, como computadores, impressoras, notebooks e outros itens, ficou defasada e não suportou

mais toda a carga de energia básica do local. O prédio, que recebe cerca de 350 alunos diariamente, no período letivo, é de propriedade da Santa Casa de Bagé e alugado pela Prefeitura. Recentemente, foi constatado risco elétrico, já que toda a estrutura está comprometida e foi verificada a necessidade de refazer toda a rede. Os valores investidos na empreitada devem ser descontados no valor do aluguel pago pelo Executivo. Em setembro de 2018, os alunos começaram a ter aulas em 14 salas cedidas pela Urcamp, no Campus Corujão. No entanto, como o prédio da escola ainda tinha áreas seguras, a equipe seguia mantendo alguns serviços na estrutura, como alimentação, secretaria, aulas extracurriculares para o período integral dos anos iniciais e oficinas de rádio e teatro.


14

Segurança

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 20 DE FEVEREIRO DE 2019

Restrição de tráfego para veículos de carga começa a valer nesta sexta O Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) estabeleceu o calendário de 2019 para a circulação de veículos especiais nas rodovias estaduais. A medida ocorre, anualmente, por conta do aumento significativo do fluxo de automóveis durante os feriados. No dia 1º de março, a determinação – que entra em vigor em razão do Carnaval – proíbe o trânsito de cargas em períodos específicos para reduzir o número de acidentes na malha viária. A Decisão Normativa nº 121/19 se aplica às Combinações de Veículos de Carga (CVC), Combinações de Transporte de Veículos (CTV) e Combinações de Transporte de Veículos e Cargas Paletizadas (CTVT). Nessas

categorias, enquadram-se os caminhões do tipo bitrem, tritem e rodotrem, entre outros. Também devem obedecer à determinação aqueles que possuem Autorização Especial de Trânsito (AET). A restrição abrange as rodovias de pista simples, que serão fiscalizadas pelo Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM). Além da autuação, os motoristas que trafegarem em horários inapropriados serão impedidos de seguir a viagem até que encerre o horário de restrição. Neste Carnaval, o transporte especial de cargas está proibido na sexta-feira (1º), das 16h às 22h; no sábado (2), entre 6h e 12h; na terça-feira (5), das 16h às 22h; e na quarta-feira (6), das 6h às 12h.

Horários para demais feriados e datas festivas Semana Santa 18 de abril (quinta-feira) - 16h às 22h 19 de abril (sexta-feira) - 6h às 12h 21 de abril (domingo) - 16h às 22h Corpus Christi 20 de junho (quinta-feira) - 6h às 12h 23 de junho (domingo) - 16h às 22h Revolução Farroupilha 19 de setembro (quinta-feira) - 16h às 22h 20 de setembro (sexta-feira) - 6h às 12h 22 de setembro (domingo) - 16h às 22h Proclamação da República 14 de novembro (quinta-feira) - 16h às 22h 15 de novembro (sexta-feira) - 6h às 12h 17 de novembro (domingo) - 16h às 22h Fim de ano (Natal e Rèveillon) 25 de dezembro (quarta-feira) - 14h às 22h 1º de janeiro de 2020 (quarta-feira) - 14h às 22h

Farmácia é assaltada na rua Carlos Barbosa Por volta das 18h20min de segunda-feira, o funcionário de uma farmácia, localizada na rua Carlos Barbosa, comunicou que o estabelecimento comercial foi alvo de um assalto. De acordo com o registro da Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), um homem

chegou no local, com um capacete na cabeça e com um revólver em punho, e anunciou o roubo. Consta que o criminoso levou R$ 180 em dinheiro do caixa e, segundo o funcionário, o acusado, na sequência, fugiu em uma motocicleta de cor verde pela avenida Presidente Vargas.

Acidente na BR-153 deixa condutor ferido

Por volta das 18h40min de segunda-feira, um veículo Clio estava trafegando na BR-153 quando, em uma curva, no KM 562, colidiu contra um guincho que estava parado na pista.

Segundo o motorista, ele não conseguiu “vencer” a curva e acabou atingindo o caminhão. O condutor do Clio ficou lesionado na cabeça, ombro, joelhos e cotovelo.

Óbitos JUREMA CAMARGO LUIZ DA ROSA, 79 anos, dona de casa, casada com Cândido Morais da Rosa. Residia na rua Dr. Veríssimo. GLAUCOS PEREIRA VIRAQUE, 61 anos, aposentado, casado com Rejane de Lima Marinho. Residia na Estrada João Antônio Silveira, bairro Restinga, Porto Alegre/RS. JOSÉ RIBAMAR DE OLIVEIRA, 73 anos, aposentado, divorciado. Residia na rua Félix da Cunha.

Primeira DP irá investigar morte de bebê de um mês e 12 dias O óbito de um bebê de apenas um mês e 12 dias, registrado na tarde de segundafeira, no Pronto-Socorro da Santa Casa de Caridade de Bagé, provocou a abertura de uma investigação para apurar as causas da morte. Segundo divulgado, ontem pela manhã, o Conselho Tutelar foi chamado logo após a menor dar entrada no hospital. Segundo o registro feito na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), o corpo apresentava diversos hematomas, motivo que gerou o acionamento dos conselheiros. Em depoimento, conforme repassado à reportagem, a avó contou à polícia que a menina se afogou ao ser amamentada. Já a mãe, pelo menos até ontem, não havia se pronunciado sobre o fato. De acordo com a titular

Tiago Rolim de Moura

Criança chegou no Pronto-Socorro já sem sinais vitais da 1ª Delegacia de Política, Daniela Barbosa de Borba, o fato será investigado através dos laudos médicos e, ainda, a partir de oitivas com testemunhas. “Como a mãe da bebê é menor de idade, o caso ficará com o Cartório do Adolescente Infrator, que faz parte da 1ª DP. Eu vou, primeiro, ouvir o depoimento da mãe da menina

e, após, averiguar o laudo da necropsia”, adiantou. Aliás, ainda na tarde de ontem, o laudo médico expedido pelo médico legista do Departamento Médico Legal (DML), Leonardo Fernandes, apontou que a morte do bebê teve, como causa determinante, a asfixia por conteúdo lácteo (leite).

Receita Federal alerta para e-mail falso sobre malha do Imposto de Renda

A Receita Federal alerta para uma mensagem falsa de e-mail que está circulando em nome da instituição. A mensagem informa que o destinatário está em malha fiscal e indica um link que supostamente levaria a um relatório do Imposto de Renda 2018. A Receita Federal ressalta que não envia e-mails para informar se o contribuinte está ou não em malha fiscal, tampouco autoriza outras instituições a enviarem e-mails em seu nome. “Mensagens dessa

natureza devem ser apagadas, pois podem conter vírus ou qualquer outro software malicioso, podendo causar danos ao computador do usuário. Como o e-mail abre a possibilidade de ‘entrega de documentação’, há ainda o risco de exposição de dados pessoais do cidadão, o que pode facilitar o cometimento dos mais diversos tipos de fraudes”, menciona alerta emitido pelo órgão. Para saber se a declaração está na malha, o contribuinte deve acessar o Extrato

de Processamento da DIRPF via e-CAC, no site da Receita Federal (rfb.gov.br). Para acessar o extrato da declaração, é necessário utilizar o código de acesso gerado na própria página da Receita Federal ou certificado digital emitido por autoridade habilitada. Na seção “Pendências de malha” do extrato, o contribuinte pode identificar se a declaração está retida em malha fiscal ou se há alguma outra pendência que possa ser regularizada por ele mesmo.


Esporte

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 20 DE FEVEREIRO DE 2019

Yuri Cougo Dias

yuricougodias@gmail.com

Vestiário mobilizado para recuperação em Santa Maria Quando se fala em recuperação, não é pelo resultado em si, pois, o Bagé não perdeu e cumpriu apenas um jogo. O que está em questão é o ambiente no vestiário, cercado por polêmicas após a saída do técnico Michel Neves. Mas, agora, é momento de um novo ciclo, e Márcio Nunes será o responsável por guiar o novo trajeto. Junto do auxiliar técnico Brida, do preparador físico Matheus Coelho, mais o preparador de goleiros Douglas Luiz (que permaneceu), Márcio tem a missão de trazer um bom resultado do confronto de hoje, às 20h, no estádio Presidente Vargas, contra o Inter-SM. Ontem à tarde, Nunes comandou seu primeiro treino; o único antes da partida da segunda rodada da Divisão de Acesso. Bastante comunicativo no gramado, orientou os jogadores para formatação de suas novas

Márcio Nunes aposta em jogadas de velocidade

ideias, bem diferentes das que eram aplicadas. Do 4-1-4-1, passou para um 4-2-3-1, com dois jogadores de velocidade pelos lados no ataque. A defesa permanece a mesma, contudo, com o tempo, Nunes promoverá mudanças. Tanto André quanto Diego Rocha são canhotos. Um deles deve sair para a entrada de Ílson ou Sílvio. No meio-campo, Capinha saiu do time; Jaime e Jefferson Bernardo fazem a dupla de volantes. Mais à frente, Souza permanece como articulador, jogando centralizado. A diferença é que, pelos lados, Weltinho passa a ocupar o corredor direito e Rafinha Carletti, que nem tinha sido relacionado, jogará pelo esquerdo. Inclusive, foi nessa função que Rafinha foi destaque no Gaúcho, no vicecampeonato da Copa Wianey Carlet, em 2018. Como centroavante, segue Maicon Santana. Outro fator importante é que Evandro e Fernandinho estarão no banco de reservas. “Eles ainda não estão 100% fisicamente, porém, são jogadores extremamente importantes, que ainda vão contribuir muito para a equipe. Com o tempo, pretendo fazer mais algumas mudanças, mas não pode ser tudo de uma vez. Sobre o adversário, também virá pressionado. E eles sempre têm um apoio forte da torcida. Então, nos primeiros 15, 20 minutos, temos que segurar o ímpeto. Depois, sairemos com velocidade, mas sempre com cuidados no sistema defensivo”, enfatiza.

FOtOS ANtôNIO ROChA

Grupo fez apenas um treino

FICHA TÉCNICA 2ª RODADA – DIVISÃO DE ACESSO INTER-SM X BAGÉ hoje, às 20h, no estádio Presidente Vargas INTER-SM - João Paulo, Jean Malheiros, Ícaro, Dionatan e Paulo henrique (Christian); Cabeça, Júlio César (Matheus Magro), Dill, Chiquinho Resende e Andrei (Lucca); Jajá (Fabrício Corrêa). Técnico: luciano Corrêa. BAGÉ – Gil Grando, Fabinho Capixaba, André, Diego Rocha e Gustavo Nogy; Jaime, Jefferson Bernardo, Souza, Wletinho e Rafinha Carletti; Maicon Santana. Técnico: Márcio Nunes. ARBITRAGEM – Tiago Clasen, auxiliado por André Guimarães Peil e Rui Renato Garcia Vergara Júnior. Quarto árbitro, Tiago Lucas Rodrigues e delegado, hamilton oliveira Silva.

Totonho Padilha é o novo técnico do juvenil jalde-negro No Congresso do Estadual sub-17, o Bagé confirmou presença, mas poucos imaginavam que o treinador escolhido pertencia ao rival. Ontem pela manhã, o diretor da base, Eduardo Freitas, confirmou que Totonho Padilha será o treinador do juvenil jalde-negro. Até semana passada, ele exerceria a mesma função, só que pelo Guarany.

Segundo Freitas, as conversas informais ocorriam desde novembro de 2018, entretanto, como o Abelhão não tinha nenhum projeto destinado à base, as tratativas não tiveram andamento, e Totonho fechou com o alvirrubro. Conforme o dirigente, Totonho planeja iniciar os trabalhos com o grupo de jogadores no dia

25. Entretanto, talvez não seja possível. “Teremos que fazer algumas adequações na nossa estrutura, principalmente no alojamento. Então, é possível que a apresentação dos jogadores ocorra após o carnaval. Esperamos revelar atletas para o profissional e para futuras negociações. Há tempos não revelamos

jogadores”, destaca. Agora, resta saber qual a medida que o Guarany tomará para substituir Totonho. Em 2019, o estadual juvenil terá unificação das divisões. A previsão de início é para 13 de abril. Guarany e Bagé caíram numa chave ao lado de Brasil, Progresso e Rio Grande.

15


16

Contracapa

BAGÉ, 20 DE FEVEREIRO DE 2019

www.jornalminuano.com.br

Profile for Jornal Minuano

20190220  

20190220  

Advertisement