Page 1

Documentário produzido por estudantes de Jornalismo retrata história da Escola Pérola Gonçalves ANTÔNIO ROCHA

jornalminuano.com.br BAGÉ, quinta-feira, 7 de dezembro de 2017 - ANO XXIII Nº 5 804 | R$ 2,00

RS-473

Arquivo jm

Produção desenvolvida por 12 alunos do 4º semestre foi exibida, ontem, em sessão especial, na instituição de ensino da rede municipal Pág. 3

Acadêmicos da Urcamp se destacam em Fórum de Educação em Saúde

divulgação

Estudantes apresentaram o trabalho “Relato de Experiência: Atuação em um Grupo de Apoio Antitabagismo”, sob orientação da professora Eliane Tavares Pág. 10

Mais perto da municipalização

Assembleia Legislativa recebe projeto do governo do Estado que autoriza o Daer-RS a transferir trecho da RS-473 ao município de Bagé. Legislação local viabiliza a medida Pág. 11

Governo do Estado quer autorização para aumentar capital social da CRM

Projeto do Centro Regional de Perícias avança com termo de cooperação

Pág. 5

Pág. 14

Temperatura

18

30


02

Opinião

Editorial

redacaominuano@gmail.com www.jornalminuano.com.br

Por mais recursos para preservação

R

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 7 DE DEZEMBRO DE 2017

evisar a política de desenvolvimento da matriz energética não basta para alcançar as metas de preservação assumidas através do Acordo de Paris. Falta estratégia para a fiscalização de ações nocivas ao meio ambiente, a exemplo da pesca predatória. Mas o sucesso de qualquer planejamento neste setor depende, especialmente, de uma sistemática bem definida de investimentos vultuosos. Por sorte, um acordo recente promete resolver a questão. O Brasil dispõe, finalmente, de novas regras para a aplicação de recursos da compensação ambiental – valores aportados em projetos, instituições ou organizações não governamentais, por empreendimentos com potencial poluidor, a exemplo de mineradoras. O modelo estabelecido por meio de uma Medida Provisória é fruto de negociação entre o governo federal, o Ministério do Meio Ambiente e o Instituto Chico Mendes da Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Aos interesses de municípios que mantêm unidades de conservação, a exemplo de Candiota, porém, só resta se adaptar. Até agora, é possível avaliar pontos positivos e negativos. Em entrevista à Agência

Brasil, o presidente do ICMBio, Ricardo Soavinski, destacou que a nova regra deve destravar R$ 1,2 bilhão, atualmente represados”. Tratam-se de recursos devidos, referentes a obras concluídas ou em andamento. Pelo menos R$ 800 milhões devem ser destinados para projetos de regularização fundiária em unidades de conservação, que precisam ser indenizadas. A mudança é crucial, tendo em vista que, pelo sistema anterior, cabia às empresas executar diretamente as atividades de compensação nas unidades indicadas. A alteração não muda a lógica das compensações, que foram criadas para contrabalançar os impactos ambientais de grandes empreendimentos. O mecanismo mantém o caráter de ‘indenização’. Ocorre que, agora, os empreendedores podem simplesmente depositar os recursos em uma instituição financeira pública e assim quitar suas obrigações. Se por um lado, porém, a medida facilita a regularização para os grandes grupos, por outro ela afasta os gestores da realidade social impactada. O envolvimento direto com a compensação cumpria este papel. A fiscalização da aplicação desses recursos, agora, ganha importância ainda maior.

Laboratório FACOS/Urcamp

FAT - Jornal Minuano | CNPJ: 87415725/0012-81 Endereço: Rua Brigadeiro Mércio, 72 - CEP 96400.720 - Bagé/RS Telefones: Redação (53) 3242-7693 - Assinaturas 3241-6377 www.jornalminuano.com.br | redacaominuano@gmail.com | facebook.com/jornalminuanobage

DIRETOR EXECUTIVO Glauber Pereira GERENTE COMERCIAL Adriana Robaina Editor assistente - Sidimar Rostan • Reportagem - Viviane Becker - Cláudio Falcão - Melissa Louçan - Jaqueline Muza - Rochele Barbosa - Daiane Lima Augustho Soares (estagiário) • Chargista - Cláudio Falcão • Repórter fotográfico - Antônio Rocha - Tiago Rolim de Moura • Diagramação - Luís Mário Pereira - Daniel Cuerda Ferreira • Revisão - Cristiani Martins de Souza • Assistente comercial - Angelina Britto • Vendedores - Dulce Dias - Fabrício Becker • Distribuição - Marcos Goulart • Assinaturas - Martina Motta dos Santos • Administrativo - Lidiane Selaje Marques • Colaboradores - José Carlos Teixeira Giorgis - Marcelo Teixeira - José Artur M. Maruri dos Santos - Norberto Dutra - Airton Gusmão - Dilce Helena dos Santos - Fernando Risch - João L. Roschildt • Impressão - Gráfica do Jornal do Povo - Cachoeira do Sul

Os artigos assinados não refletem, necessariamente, a posição do jornal. Por isso, a editoria não se responsbiliza pelas opiniões emitidas.

João L. Roschildt

joaoroschildt.jornalminuano@outlook.com

Você abortaria Renato Portaluppi?

Pergunta capciosa. Rasteira. Sendo um pouco escrito “Rebeca vai contar” (com letra próxima a de mais específico: se fosse possível, com o avanço da uma criança, o que oferta um tom parcialmente macaciência, ter o pleno conhecimento de que uma mu- bro...), um curto vídeo produzido pelo ANIS (Débora lher, nas primeiras semanas de gravidez, está geran- Diniz é uma das lideranças) com apoio da ONG Olga do, pelo acaso da aleatória codificação genética, um tenta “explicar”. Rebeca, 30 anos, mãe de dois meni“novo” ídolo gremista do naipe de Renato Portaluppi, nos, descobriu no dia 14/11/2017 que estava grávida. você seria a favor da legalização do aborto caso a fu- Diante disso, de acordo com suas palavras, “senti um tura mãe decidisse realizá-lo? E a mãe, sabendo de to- grande abismo se abrindo e me sugando cada vez mais dos os benefícios econômicos e glórias que o futuro para baixo. Desde então, eu já não sei o que significa adulto poderia obter, ainda assim optaria por abortar? dormir, comer, estudar; enfim, tudo o que faço tranquiGremistas responderiam facilmente e coloralamente e quando não estou fazendo ‘nada’, eu dos não? E se houvesse as possibilidades estou chorando”. Também alega estar nessa de descobrir que o feto possui todas as situação porque, em fevereiro de 2018, características necessárias para ser um E a mãe, sabendo de ficará desempregada, o que gerará di“novo” Cristiano Ronaldo? E se fosse ficuldades para pagar aluguel e comtodos os benefícios um embrião com as peculiaridades prar alimentos. Outro ponto destacado econômicos e glórias de Che Guevara, Hugo Chávez ou por ela é o fato de ter de interromper, que o futuro adulto Manuela D’Ávila? Questionamentos por prazo indeterminado, o seu curso poderia obter, ainda mais abomináveis, ardilosos e de Direito, algo que lhe possibilitaria ainda assim optaria típicos de calhordas. É por essa razão uma vida melhor. Mas Rebeca também por abortar? que tais indagações devem ser lidadas aduz que se estivesse “vivendo outra repor progressistas e sua sede abortista. Como assim? Nos últimos dias, foi noticiado que o PSOL e o ANIS – Instituto de Bioética, protocolaram um pedido de autorização de aborto para a gestante Rebeca Mendes da Silva Leite. A solicitação, que consistia em uma medida cautelar de urgência individual, era um reforço da ADPF 442 para que o STF se posicionasse favoravelmente à descriminalização do aborto até a 12ª semana de gestação. A ministra Rosa Weber, por uma questão de técnica processual, negou o pedido. Mas em que se consistiam os argumentos de Rebeca? Iniciando com uma música instrumental de piano feita para relaxar e com um quadro negro em que está

alidade, o mínimo diferente que fosse”, não escolheria o aborto. Tudo isso embasado juridicamente (e na novilíngua de Orwell!) pela defesa da vida, dignidade, liberdade, cidadania, saúde, integridade física e psicológica e à proibição de tortura e tratamento desumano ou degradante. Mas, afinal, a condição econômica de alguém pode justificar a permissão do aborto? Ora, a ONG Brasil Sem Aborto ofereceu todo o tipo de apoio a Rebeca (casa, amparo financeiro e emprego). Não seria a solução para alterar sua escolha? Até agora, reina o silêncio diante dessa proposta. Mesmo que a vida nunca deva ser alvo de instrumentalização, será que PSOL e ANIS ajuizariam um pedido para abortar um “nuevo” Fidel Castro ou uma “nova” Luciana Genro? Será que Rebeca escolheria abortar um Neymar? Professor do curso de Direito da Urcamp

Cláudio Falcão

Charge Florêncio e os discos

falcaobage58@gmail.com


Cidade

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 7 DE DEZEMBRO DE 2017

03

Acadêmicos de Jornalismo Seminário debate apresentam documentário sobre instalação de free shops história da Escola Pérola Gonçalves em cidades de fronteira

Alunos da Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Pérola Gonçalves tiveram a oportunidade de se ver no telão, com suas realidades e dia a dia retratadas no documentário “Uma Pérola”. O audiovisual faz parte do projeto desenvolvido por 12 acadêmicos do curso de Jornalismo da Universidade da Região da Campanha (Urcamp). Os estudantes do 4º semestre foram coordenados pela professora Cristiane Pereira, em um trabalho desenvolvido na escola durante três semanas. O projeto faz parte do programa Cidadania Plena, do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA) da Urcamp, que também engloba projetos dos cursos de Administração, Direito e Ciências Contábeis. O trabalho desenvolvido pelos futuros jornalistas, a partir das conversas com a comunidade escolar, resultou em um caderno especial, batizado de “Integra”, encartado no Jornal MINUANO na semana passada; em minidocumentário, apresentado ontem; e em um radiojornal, que será apresentado na Rádio Difusora, no final de semana. Na tarde de ontem, estudantes da escola participaram da apresentação do documentário, que encerrou o ciclo de atividades na Emef Pérola Gonçalves. Além da equipe que participou do projeto e da comunidade escolar, também

FOTOS ANTÔNIO ROCHA

Saguão da instituição se transformou em uma grande sala de exibição participaram da exibição o coordenador do curso de Jornalismo, Glauber Pereira, que coordenou o projeto, a pró-reitora acadêmica da Urcamp, Virgínia Paiva Dreux, e as representantes da Secretaria Municipal de Educação e Formação Profissional (Smed), Rita Lopes, Magda Veiga e Magda Portella. “Para nós, este projeto é de extrema importância, por estar inserido na comunidade. Esse é o papel de uma universidade comunitária, unir as pessoas em prol do desenvolvimento social e cultural de uma comunidade”, afirma Virgínia. A coordenadora-geral da Smed, Rita Lopes, destaca a importância da parceria com a universidade. “Ficamos muito agradecidos pelo acolhimento da esco-

la ao projeto e a disponibilidade da Urcamp de estar dentro das escolas”, diz. Já a professora Laura Antônia Vieira afirma que o trabalho dos estudantes redescobriu a riqueza de projetos e ações que a escola desenvolve. O acadêmico Marcelo Rodriguez observa que o grupo buscou mostrar o que 99% da sociedade não enxerga, que é o trabalho desenvolvido na periferia. A supervisora do projeto, Cristiane Pereira, também celebrou a apresentação do documentário, que conta a história da escola através de professores, pais e alunos. “Em meus 13 anos de Urcamp, este foi o trabalho mais edificante de que participei”, declara.

Estudantes e professores do curso de Jornalismo apresentaram documentário

A União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale) promove, em parceria com a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul e outras entidades, um seminário para discutir a instalação das lojas francas nas cidades de fronteira do Brasil. O evento acontece hoje, em Brasília, a partir das 14h, no Hotel Mercure. A lei que autorizou a abertura dos free shops, de autoria do deputado Marco Maia, do PT, foi sancionada em 2012 e regulamentada em 2014, mas até agora ainda não houve uma autorização efetiva por parte da Receita Federal para que as lojas possam abrir as portas. A Receita Federal é responsável por formular e implantar um sistema que permita o controle nas operações. Conforme a lei, os brasileiros podem adquirir até 300 dólares por mês nesses estabelecimentos, desde que estejam em trânsito entre os países. “É uma medida fundamental para que as cidades de fronteira superem limitações históricas que dificultam seu desenvolvimento”, afirma o deputado Luiz Fernando Mainardi, do PT, um dos parlamentares gaúchos que participará do seminário. Para ele, a criação dos free

shops pode equilibrar a relação de cidades brasileiras com estrangeiras em lugares muitas vezes separados apenas por um marco físico. “As cidades de fronteira contribuíram muito ao país e ainda contribuem. Merecem uma contrapartida que lhes permita estancar o êxodo de seus cidadãos, que, sem alternativas, saem à procura de emprego”, argumenta.

Seminário O seminário pretende reforçar a pressão para que a Receita Federal conclua o sistema e autorize o funcionamento das lojas. O subsecretário de Aduana e Relações Federais da Receita Federal, Ronaldo Lázaro Medina, fará a palestra principal do evento, apresentando o atual status do trabalho que está sendo desenvolvido pela Receita. Parlamentares de todo o país devem participar do seminário, que aprovará uma carta em favor da rápida instalação dos free shops. Das 28 cidades brasileiras que podem ser beneficiadas com a medida, 10 são gaúchas (Aceguá, Barra do Quaraí, Chuí, Itaqui, Jaguarão, Porto Xavier, Quaraí, Sant’Ana do Livramento, São Borja e Uruguaiana).


04

Campo & Negócios

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 7 DE DEZEMBRO DE 2017

Frente Parlamentar de apoio à vitivinicultura realiza audiência pública na Tecnovitis 2017 A Frente Parlamentar de Defesa e Valorização da Produção Nacional de Uvas, Vinhos, Espumantes e seus Derivados, da Câmara dos Deputados, realizará audiência pública para debater a comercialização e valorização da qualidade da uva. O encontro acontece na sexta-feira, 8, às 14h, no Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves, durante a Feira de Tecnologia para a Viticultura (Tecnovitis), maior encontro de produtores de uvas do País.

Presidente da frente, o deputado Afonso Hamm destaca que um dos objetivos é dar visibilidade e apoio político ao setor vitivinícola. “Vamos aproveitar a oportunidade de dialogar com viticultores, vinicultores, representantes de entidades, sindicatos e outras instituições para compreendermos de que forma podemos contribuir ainda mais com o fortalecimento da cadeia produtiva”, completou. Com o apoio do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) e dos or-

ganizadores da Tecnovitis 2017, a audiência acontecerá em conjunto com a Frente Parlamentar da Fruticultura e Vitivinicultura do Rio Grande do Sul, presidida pelo deputado estadual Elton Weber, e será aberta ao público em geral. Em sua segunda edição, a feira tem o objetivo principal de aprimorar as práticas e métodos do produtor de uvas e estimular o desenvolvimento de toda a cadeia produtiva. Nesse ano, são esperados mais de 20 mil visitantes.

Cooperativas agropecuárias se reúnem para debater rumos do sistema DIVULGAÇÃO

Encontro abordará temas como intercooperação e autogestão Durante dois dias, representantes das cooperativas agropecuárias do Rio Grande do Sul se reúnem em Bento Gonçalves, para debater os horizontes dos trabalhos de gestão e intercooperação. Promovido pela Federação das Cooperativas Agropecuárias do Rio Grande do Sul (FecoAgro/ RS), o encontro, que iniciou na noite de terça-feira, 5, teve a participação de mais de cem dirigentes das cooperativas associadas à entidade. Na pauta, temas como autogestão e os rumos do sistema cooperativo no Estado. A abertura do evento contou com a presença do governador do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori. Em sua explanação, ele enfatizou o trabalho das cooperativas em buscar informação e conhecimento de forma a promover o crescimento dos seus dirigentes e associados, citando como exemplo os programas de pós-graduação desenvolvidos pelas entidades do setor que estão qualificando a gestão do sistema. “O papel das cooperativas é fundamental para o de-

senvolvimento do nosso Estado. O nosso papel do poder público é de manutenção das políticas. Esta é a forma colaborativa, solidária e a que mais aparece socialmente”, afirmou. O secretário do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo do Rio Grande do Sul, Tarcísio Minetto, lembrou a importância e o papel que cooperativismo agropecuário gaúcho vem exercendo com resultados, não só na economia, mas também no social, na assistência técnica e na interação com a comunidade. “O desafio que as cooperativas agropecuárias estão tendo estão sendo vencidos, por isso comemorem o sucesso das cooperativas. Com este espírito de integração, mantendo as individualidades, o cooperativismo como um todo vai crescer cada vez mais”, destacou. O presidente do Sindicato e Organização das Cooperativas do Estado do Rio Grande do Sul (Ocergs), Vergílio Perius, salientou os números do programa Jovem Aprendiz Cooperativo, que

vem tendo no setor agropecuário um aproveitamento total entre os participantes, o que estimula a sucessão rural. Outro ponto trazido pelo dirigente é o crescimento da industrialização entre as cooperativas, o que vem agregando valor aos produtos do sistema. “Nosso agronegócio é fundamental, mas as cooperativas hoje estão caminhando para a agroindustrialização. Há alguns anos as agroindústrias de cooperativas eram cerca de 20 e hoje já são 41. Isso é uma bela notícia para nós”, observou. O presidente da FecoAgro/ RS, Paulo Pires, enfatizou a representatividade das cooperativas gaúchas para a produção agropecuária do Estado, além da geração de emprego e renda das comunidades de atuação do sistema. “Nesta sala temos uma representatividade quase da totalidade do cooperativismo agropecuário gaúcho, com R$ 25 bilhões de faturamento em 2016 e 32,5 mil empregos diretos, gerando resultados e capitalização. Mesmo que tenhamos uma redução no número de cooperativas no Rio Grande do Sul, temos um crescimento da participação das cooperativas na produção e industrialização de produtos agropecuários no Estado. Somos responsáveis pelo recebimento de 50% da soja, 45% da produção e industrialização do leite e 60% do trigo”, explicou. Na ocasião, o governo do Estado homenageou com uma placa o ex-presidente da FecoAgro/RS, Rui Polidoro Pinto, pela sua contribuição ao cooperativismo agropecuário gaúcho e brasileiro. Também houve distinção ao Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), recebida pelo vice-presidente e ex-presidente da instituição, Odacir Klein.


Fogo Cruzado

www.jornalminuano.com.br Por Sidimar Rostan

BAGÉ, 7 DE DEZEMBRO DE 2017

05

Governo busca autorização para aumentar capital social da CRM

A Assembleia Legislativa vai analisar um projeto de lei que autoriza o governo do Estado a aumentar o capital social da Companhia Riograndense de Mineração (CRM). A proposta, protocolada no parlamento gaúcho na terça-feira, também permite ao Palácio Piratini abrir crédito adicional no orçamento para a estatal. A medida está relacionada à queda de receita da CRM, por conta do fechamento de unidades do complexo termelétrico de Candiota, mantido pela Companhia de Geração Térmica de Energia Elétrica (CGTEE). Se a redação for aprovada, o Executivo poderá aumentar o capital social da CRM até o valor de R$ 150 milhões. O governo, que busca autorização para privatizar a companhia, através de outra legislação (como contrapartida para a adesão ao regime de recuperação fiscal), será autorizado a abrir no orçamento do Estado, créditos adicionais, no montante de até R$ 75 milhões e a converter seus créditos, oriundos de juros sobre o capital próprio, em ações de emissão da CRM, no montante de até R$ 75 milhões. A medida, que depende da aprovação da Assembleia, ainda não tem relator definido. Também não existe prazo para votação. Na justificativa apresentada aos deputados, o governo argumenta que, de 1998 a 2010, com a assinatura de contrato entre a CGTEE e a CRM, a quantidade anual contratada de carvão era de 1,6 milhão toneladas ao ano, para abastecimento das Fases A e B da Usina Termelétrica Presidente Médici, em Candiota. Com a implantação da Fase C, as empresas assinaram, em 2010 o quinto Termo Aditivo, quando a CGTEE se comprometeu a adquirir 3,3 milhões de toneladas de carvão ao ano, além de 1,7 milhão a título de reforço, se necessá-

rio. A CRM fez investimentos e manteve nesses seis anos uma capacidade produtiva para cinco milhões de toneladas. Ocorre que a demanda reduziu drasticamente.

Aditivos O governo observa que, em 2015, a pedido da CGTEE, foi assinado o nono Termo Aditivo e, a partir de janeiro de 2016, a quantidade mínima garantida de fornecimento de carvão foi reduzida para 2,5 milhões ao ano (queda de 24% em relação aos anos anteriores), sendo 1,7 milhão para a Fase C e 800 mil para as Fases A e B. A negociação é de conhecimento da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), e se justificou pelas dificuldades operacionais nas Fases A e B e problemas que ocasionaram indisponibilidades elevadas da Fase C. Ainda segundo o comunicado enviado pelo Executivo ao parlamento, no primeiro semestre de 2016 iniciou negociação para mais uma redução na quantidade mínima garantida de fornecimento, a pedido da CGTEE, passando de 2,5 milhões para 1,9 milhão de toneladas de carvão ao ano, sendo 1,7 milhão para a Fase C e 200 mil para Fases A e B. Além da quantidade contratada, a CRM teria que entregar estoque de carvão acumulado e não recebido pela CGTEE por impossibilidades de recebimento da mesma, ou seja, a CRM teria custos para aproximadamente 2,5 milhões de toneladas de carvão ao ano para um faturamento de 1,9 milhão de toneladas. Em novembro do ano passado, a CGTEE encaminhou ofício à diretoria da CRM, propondo nova redução, passando a quantidade mínima garantida anual de 2,5 milhões para 1,2 milhão referente apenas à Fase C, argumentando que a partir de janeiro de 2017 as

Fases A e B estariam totalmente descontratadas de venda de energia ao Sistema Interligado Nacional. “A alteração implica em uma redução de 64% na quantidade de carvão fornecida em relação a 2015, e 52% em relação a 2016”, pontua o governo. O Executivo afirma, ainda, que, após longa negociação sem êxito sobre o décimo Termo Aditivo ao contrato com a CGTEE, a única cliente da CRM informou que a partir de 1ª de janeiro de 2017 aplicaria unilateralmente a contratação e pagamento de apenas 1,2 milhão de toneladas anuais pelo preço de R$ 56,94 (cinquenta e seis reais e noventa e quatro centavos) por tonelada. “Este preço imposto pela CGTEE é oriundo da negociação anterior, para quantidade superior de carvão e não é suficiente para suportar todos os custos de operação da CRM”, sustenta. Ainda na justificativa apresentada aos parlamentares, o Executivo observa que a CRM consumiu todo o seu saldo de caixa anterior, inclusive o capital de giro mínimo, e, em praticamente todos os meses de 2017, não conseguiu pagar todos os seus compromissos, deixando vários fornecedores em atraso”. Em setembro, foi finalmente assinado o décimo Termo de Aditamento, que reduziu a quantidade mínima garantida anual de 2,5 milhões para 1,2 milhão toneladas ao ano, tendo como preço o valor máximo de reembolso do combustível definido pela Aneel de R$ 67,65.

Medidas adotadas Em função das reduções no fornecimento, o Piratini afirma que foram tomadas uma série de decisões e ações visando a redução de custos e despesas da CRM e a recuperação da situação financeira da empresa. A relação de medidas inclui as renegocia-

Arquivo JM

Executivo argumenta que deve dispor de R$ 25 milhões para pagamento de indenizações do PDI ções e rescisões de contratos, redução do quadro, inclusive com oferecimento de Plano de Demissão Incentivada (PDI), reavaliação do organograma e do Plano de Cargos e Salários, além da contratação de estudo sobre pagamento de periculosidade. As medidas foram criticadas pela representação sindical dos mineiros, que questionam os números apresentados pelo governo. “Apesar de todas as atitudes e reduções de custos, não foi possível, ainda, reduzir suficientemente o principal custo fixo da CRM: folha de pagamento de pessoal próprio”, pontua a justificativa do Executivo.

Redução de quadro No comunicado direcionado aos deputados, o governo também argumenta que para adequar o quadro de pessoal à nova realidade da empresa é necessário reduzir, pelo menos, mais 30% dos funcionários e, para isso, é necessário o valor de aproximadamente R$ 25 milhões para pagamento das indenizações do PDI e demissões. Atualmente, como demonstrado neste relatório, a CRM não dispõe desse montante em caixa”.

Situação financeira O comunicado reforça que, com o aumento da quantidade contratada a partir de 2010, a CRM realizou dois concursos públicos para aumentar seu quadro de pessoal e atender a CGTEE. “Com a atual estrutura de custos e de pessoal, o saldo final de caixa estimado para 2017 está negativo em quase R$ 13 milhões, impossibilitando a operação da CRM. Lembrando que atualmente o valor devido pela CRM em fornecedores em atraso é de mais de R$ 6,3 milhões”, detalha. O governo reconhece que, nos últimos anos, a CRM apresentou lucro líquido, inclusive com distribuição de Participação nos Lucros e Resultados (PLR) e cálculo dos juros sobre capital próprio ao Estado. “Porém, em 2016, com a redução na quantidade contratada de carvão ao ano, a companhia apresentou prejuízo contábil de R$ 3,3 milhões, sendo este valor histórico. Até agosto de 2017, o prejuízo da CRM já está acumulado em R$ 24 milhões”, observa.


06

Empreendedor

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 7 DE DEZEMBRO DE 2017

Divulgação

Interina

Melissa Louçan

Nory

A abertura da temporada de piscinas do Círculo Militar de Bagé terá desfile da coleção primavera/verão da Nory Boutique. O happy hour terá música ao vivo com Iuri Brose e serviço de bar sob a responsabilidade do Restaurante Quitanda. Será no dia 9 de dezembro, a partir das 19h30min. A entrada será um quilo de alimento não perecível, que será entregue à Liga Feminina de Combate ao Câncer.

Donna de Si

A loja está com uma grande variedade de modelos de biquínis para o verão de 2018. Quem for aproveitar a praia ou piscina, pode comprar as peças com desconto de 30%. A Donna de Si tem modelos nos tamanhos a partir do 44 até o 52.

Estudantes com o presidente da Aciba, Frank Minotto, e com os coordenadores do projeto

Jr. Achievement desenvolve projeto com alunos da Escola Carlos Kluwe

O Jr. Achievement é considerado uma das maiores organizações sociais incentivadoras de jovens do mundo, que os estimula e desenvolve para o mercado de trabalho. Através do método “Aprende fazendo”, pioneirismo em educação financeira, preparação para o mercado de trabalho e empreendedorismo, é possível gerar caminhos para empregabilidade e criação de empregos. No município, a proposta vem sendo desenvolvida na Escola Estadual Carlos Kluwe pelo Núcleo Jovem da Associação Comercial e Industrial de Bagé (Aciba), através do projeto Opera, que tem como capacitadores os empresários Rafael Minotto, Bruno Robaina, Augusto Oliveira, Gabriel Pereira e Newton Coutinho.

A iniciativa, que visa o empreendedorismo e estímulo aos jovens, é custeada pela Aciba. No início deste mês, durante a reunião da associação, os estudantes Bruno Paiva Rodrigues, Rithiely Barcelos Oliveira e Pedro Nobre, representando a equipe de 16 alunos, com idades entre 16 e 18 anos, tiveram a oportunidade de apresentar o trabalho que estão desenvolvendo. Eles construíram uma microempresa de fabricação de produtos artesanais e passaram por diferentes processos, desde a criação de marca, desenvolvimento de produtos, comercialização e divulgação, enfrentando dificuldades e vivenciando a realidade de uma empresa real. O resultado foi a criação de nichos feitos com palitos de pico-

lés que podem ser encontrados no Facebook Decorarte. A atividade é extraclasse e acontece nas quintas-feiras à noite. De acordo com os estudantes, a experiência está sendo válida, pois a proposta atraiu a atenção dos jovens que estão desenvolvendo noções de empreendedorismo. Durante a reunião, empresários deram dicas e falaram de suas experiências. O ex-presidente da Aciba, Renê Isoppo, contou que aos 12 anos de idade fabricava e vendia amendoim torrado e aos 14 anos tinha uma equipe de vendedores, aos quais ele dava comissões pelas vendas. Os jovens contaram as dificuldades que vivenciaram e situações que fazem parte do cotidiano dos empresários.

Coqueta

Angélica Pratas e Folhados, Coqueta Moda Feminina e Casa Vip apresentam as tendências do verão 2018 em um happy hour na Coqueta, amanhã, a partir das 19h. Moda, acessórios e beleza em um só lugar, com música ao vivo de Rodrigo Flores, chope da Cevada House e cobertura fotográfica da RVSocial.

Clínica Madruga

O verão chegou e nada melhor que aproveitar os melhores pacotes da Madruga Beauty para cuidar do corpo. Pacotes personalizados em até seis vezes nos cartões, como a promoção do pacote de 13 massagens modeladoras mais pump up.

Imperial Café

Agora todas as delícias da culinária oriental, com a qualidade Imperial, podem ser recebidas em casa. Os pedidos via WhatsApp podem ser feitos até as 22h através do telefone 99941-9361. O responsável pelas iguarias é o sushiman Roger Borges.

Aniversariantes Aguinaldo Soares Pires Ambrósio Torbes Morales Ana Helena Jardim Carlos Augusto Garcia Clemerleine de Godoy Mosqueira Guilherme Moura Castro Jadenir Peraça Lopes Luana Vaz Barcellos Lucas Pereira Peraldo Luiz Cláudio Hax

Maria Regina Rosa Marina Palermo Norberto Santos Leal Ondina Pinto Gonçalves Paulo César Pereira Sávio Machado Stefany Cunha Alves Taís Argenton Zilma Paiva Godinho


Cidade

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 7 DE DEZEMBRO DE 2017

Celebrações de Nossa Senhora da Imaculada Conceição iniciam hoje Os devotos iniciam hoje as comemorações para a festa de Nossa Senhora da Imaculada Conceição, que será realizada no domingo. Com o lema “Maria, a mulher da alegria do Evangelho”, a celebração acontece na Paróquia Nossa Senhora da Conceição, localizada na avenida General Osório, 940. Serão duas missas, às 10h e às 20h, sendo que após a segunda celebração os fiéis participarão da tradicional procissão em homenagem à santa. O tríduo que antecede o dia de celebração da Imaculada Conceição começa hoje e se estende até sábado, com a reza do terço e missa todos os dias. Hoje e amanhã, o terço será rezado às 18h, com missa às 18h30min. No sábado, as celebrações iniciam as 16h30min, com a oração do terço, e finalizam com a missa, que ocorre a partir das 17h. Segundo o pároco da Nossa Senhora da Conceição, frei Álvaro Bordignon, as atividades da festa serão uma preparação para as celebrações de Natal da paróquia. O religioso conta que no dia 14 de dezembro os padres capuchinhos estarão na Praça Silveira Martins (praça do Coreto) realizando a oitava edição das bênçãos do Natal na Praça. O pároco conta que já está confirmada a presença de capuchinhos da paróquia local, da região Sul do Estado e do Haiti. Frei Álvaro também informa que a missa de Natal acontecerá às 21h do dia 24 de dezembro e terá uma encenação do Presépio Vivo e participação especial da cantora Isabela Fogaça.

Tiago Rolim de Moura

Município tem prazo para finalizar cadastro do Cartão Reforma O Ministério das Cidades disponibilizou o valor de R$ 1.006.250,00 para as 176 famílias que serão contempladas pelo Cartão Reforma. Mas a liberação do crédito para os beneficiários ainda depende da finalização do cadastro dos documentos e divulgação da listagem dos contemplados, que será avaliada pela União. De acordo com o coordenador de convênios da Secretaria Municipal de Assistência Social, Habitação e Direitos do Idoso (Smasi), André Barcelos de Deus, para cada proposta foram cadastradas três famílias. Ele explica que após esta etapa, o ministério irá analisar cada proposta e divulgar a listagem. “Até 29 de dezembro, o processo tem que ser concluído e os contratos assinados com os contemplados”, conta. Barcelos ressalta que os prazos foram curtos para a efetivação do processo e os cadastros com a documentação devem ser concluídos até o próximo domingo. “Estamos com problema no sistema de cadastros, mas iremos fazer um

Jaqueline Muza/ Especial JM

Barcelos e Esquerda informam que lista de beneficiários será divulgada pela União mutirão para finalizar”, comenta. Conforme o titular da pasta, Carlos Adriano Carneiro (Esquerda), a previsão é de que sejam contempladas 76 famílias no Centro de Referência da Assistência Social (Cras) do bairro Prado Velho, 50 no Cras do Ivo Ferronato e 50 no Cras do bairro Damé. “Cada um pode receber até R$ 9 mil, dependendo da prioridade apontada

Prefeitura de Bagé pretende adquirir medicamentos através de compra compartilhada O vice-prefeito de Bagé, Manoel Machado, esteve presente em uma reunião na Federação das Associações dos Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) para consolidar a participação do município no Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento do Pampa (Codepampa). Com a medida, a prefeitura poderá adquirir medicamentos negociados em sistema de compra compartilhada com outras cidades. Além do Codepampa, os municípios consorciados na Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre (Granpal) podem participar da negociação. De acordo com Machado, a administração municipal não estava participando efetivamente do consórcio. Ele conta que são beneficiados 18 municípios da grande Porto Alegre, Campanha e Fronteira Oeste. A medida abrange as cidades de Alegrete, Alvorada, Bagé, Barra do Quaraí, Canoas, Cachoeirinha, Dom Pedrito, Esteio, Glorinha, Gravataí, Manuel Viana, Nova Santa Rita, Quaraí, Santo Antônio da Patrulha, Santa Margarida do Sul, Sapucaia do Sul, Uruguaiana e Viamão. Além dos medicamentos, o

Atividades acontecem na paróquia que leva o nome da santa

pelo beneficiário”, explica. Foram confirmados, pelo ministério, R$ 375 mil para o Prado Velho, R$ 250 mil para o bairro Damé e R$ 250 mil para o Ivo Ferronato. Também foi liberado o valor de R$ 131.250,00 para a contratação de engenheiros ou técnicos em edificação, mediante processo licitatório para fiscalização das obras.

07

ARQUIVO JM

Machado representa município no Codepampa consórcio pode realizar compra de material escolar e pedagógico, odontológico e até pneus para a frota de veículos das prefeituras. Machado enfatiza que os municípios estão projetando a criação de uma comissão para fomentar a cadeia do vinho na região. Outros municípios podem participar da aquisição dos medicamentos, a partir de adesão às atas de registros de preços do consórcio, mediante aprovação prévia.


10

Cidade

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 7 DE DEZEMBRO DE 2017

Universitários conquistam segundo lugar em Fórum de Educação em Saúde Evento promovido pela 7ª Coordenadoria de Saúde contou com palestras e apresentação de trabalhos Divulgação

Fórum foi realizado pela 7ª CRS Os acadêmicos do Centro de Ciências da Saúde (CCS) da Universidade da Região da Campanha (Urcamp) Renata Umpierres Corrêa (Enfermagem), Eduarda de Medeiros Lopes (Nutrição), Ana Paula Monteiro Lamas (Nutrição), Luise Lima dos Santos (Fisioterapia) e Larissa Nunes Brasil Cruz (Fisioterapia) conquistaram, recentemente, o segundo lugar, na modalidade pôster, exposto no 4º Fórum Regional de Educação Per-

manente em Saúde. Os estudantes apresentaram o trabalho “Relato de Experiência: Atuação em um Grupo de Apoio Antitabagismo”, sob orientação da professora Eliane Tavares. O evento, promovido pelo Núcleo Regional de Educação e Saúde Coletiva (Nuresc) e pela Comissão de Integração EnsinoServiço Pampa (Cies/Pampa), a qual a Urcamp faz parte, foi realizado no campus da Universidade

Federal do Pampa (Unipampa). Na abertura do evento, a diretora do CCS da Urcamp, Mônica Palomino, destacou a importância do fórum e a participação da comunidade acadêmica. O Nuresc e a Cies/ Pampa integram a 7ª Coordenadoria Regional de Saúde (7ª CRS). Durante o dia, o fórum foi marcado pela apresentação de trabalhos selecionados, além de palestras sobre Design Thinking, com Camila Gomes, e Educação Permanente em Saúde, com a professora Odete Messa Torres. O fórum teve como objetivo propiciar o intercâmbio de experiências e dar visibilidade às práticas municipais de educação em saúde bem sucedidas no Sistema Único de Saúde (SUS), proporcionar trocas de experiências e reflexões sobre a gestão e organização de serviços de saúde, entre outras finalidades. O evento ainda premiou outros trabalhos que se destacaram nas suas ações para promover o processo de educação permanente em saúde. O CCS da Urcamp apresentou cerca de 10 produções no fórum.

Estágio integrado Recentemente, os alunos dos cursos de Fisioterapia, Enfermagem e Nutrição apresentaram, no salão de atos da Urcamp, os trabalhos práticos de integração e interdisciplinaridade desenvolvidos em bairros de Bagé. Na oportunidade, os estudantes expuseram as práticas aplicadas durante o semestre na comunidade e nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). De acordo com a professora Eliane Tava-

res, uma das supervisoras do estágio, o trabalho é o resultado dos processos de ensino e aprendizagem dos cursos na prática de estágio integrado que utiliza metodologia de projetos. Os estudantes atuaram em 12 UBS realizando atividades de promoção de saúde e prevenção de doenças voltadas para a comunidade em geral. Além de Eliane, também supervisionaram os trabalhos os docentes Cristiano dos Santos e Mirtes Dalmaso.

Ação promoveu integração entre cursos do CCS


Cidade

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 7 DE DEZEMBRO DE 2017

Assembleia recebe projeto de lei que municipaliza RS-473

O prefeito de Bagé, Divaldo Lara, do PTB, recebeu, ontem, do chefe da Casa Civil, Fábio Branco, o projeto de lei que autoriza o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer-RS) a transferir um trecho da RS-473 (entre o Condomínio Residencial Espanha e o bairro de São Domingos) para o município. A corrida, agora, é para garantir a aprovação da proposição, por parte dos deputados estaduais. Existe o entendimento de que a legislação pode vedar esse tipo de transferência em ano eleitoral. “Já iniciamos a articulação para votação com o presidente do parlamento (deputado estadual Edegar Pretto, do PT). Nossa expectativa é de que o texto seja apreciado a partir da próxima semana (possivelmente, em agendas extraordinárias)”, adiantou o chefe do Executivo, após reunião com o parlamentar. Bagé já dispõe de legislação que formaliza a medida. Em outubro, a Câmara de Vereadores aprovou uma lei que autoriza o município a receber a estrada, que hoje integra a malha do Estado. “Essa é uma demanda antiga, articulada pela vereadora Sonia Leite. Contamos com a compreensão do secretário estadual dos Transportes, Pedro Westphalen”, frisou Divaldo.

Divulgação

Edegar Pretto e Divaldo debatem inclusão da proposta na pauta do parlamento

Sistema Funerário ainda depende da formação de uma comissão

Arquivo JM

Óbitos serão mediados por uma central reguladora Após um ano em vigor, a le- que todo óbito que ocorrer no territógislação que institui o Sistema Fu- rio do município de Bagé, seja em nerário Municipal ainda não está domicílio, hospitais, rodovias ou vias sendo aplicada. A lei foi aprovada públicas, deverá, obrigatoriamente, pela Câmara de Vereadores no final ser comunicado à Central de Óbitos. do ano passado e promulgada pelo Padilha salienta que a Prefeientão presidente da Casa, Divaldo tura de Bagé não tem obrigação Lara, no dia 29 de dezembro de com despesas de aluguéis ou manu2016. Ao município cabe a regula- tenções necessárias para sua instamentação das normas, o que ainda lação e funcionamento, cabendo às dependem da criação de uma co- funerárias arcar com os encargos. “Estamos gestionando para que missão para fiscalizar os serviços. O Sistema Funerário Munici- seja implantado o sistema”, diz. O assessor informa que havepal compreende a organização da prestação dos serviços funerários, rá uma reunião com o Ministério da comercialização de urnas, de ve- Público para agilizar o funcionalórios, do translado de corpos ou mento. O tema já está sendo tratado restos mortais, das atividades de pela Procuradoria Jurídica. preparo e embalsamento de corpos, da administração de cemitérios e as Conforme a lei, o funcionanormas e exigências para liberação de corpos dos hospitais públicos ou mento da Central de Óbitos deverá ocorrer durante as 24 horas do dia, privados e das clínicas de saúde. De acordo com o assessor téc- incluindo sábados, domingos e fenico da Secretaria de Assistência So- riados, em local apropriado, no cial, Habitação e Direitos do Idoso, centro do município. A legislação Sandro Padilha, a legislação prevê prevê, também, a padronização dos

Determinações

serviços, atribuindo ao município a função de viabilizar autorizações que abrangem hospitais, clínicas, cemitérios e funerárias. A legislação, criada com base em proposta apresentada pelo exvereador Caio Ferreira, determina que as empresas do setor devem oferecer pelo menos dois padrões de serviços, classificados em ‘simples’ e ‘especiais’, criando, ainda, a guia de autorização para liberação e sepultamentos.

Vedações Com a lei do sistema funerário, as funerárias não poderão manter plantão, oferecer serviços em hospitais ou delegacias. Também deverão se localizar a pelo menos 200 metros dos estabelecimentos hospitalares, que deverão designar membros do seu serviço social para comunicar o falecimento de pacientes a familiares. Os cemitérios ficam obrigados a apresentar, mensalmente, a relação de sepultamentos.

11


www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 7 DE DEZEMBRO DE 2017

Edibar

12

Lazer

Pega Pega - GLOBO - 19h30min

Bebeth é hostil com Eric. Antônia questiona Siqueira, que decide dar por concluído o caso do roubo do Carioca Palace. Eric repreende Sabine por ter levado Bebeth a Genebra sem consultá-lo. Sabine avisa a Eric que ficará ao lado de Bebeth. Dom pede a Sabine um tempo para pensar se assumirá a presidência da empresa. Antônia avisa a Arlete que o julgamento de Júlio acontecerá em breve. Sabine informa à diretoria da empresa que Dom é o novo presidente. Malagueta cobra de Sabine um cargo na diretoria. Antônia avisa a Luiza que o inquérito do roubo do hotel foi concluído.

O Outro Lado do Paraíso - GLOBO - 21h

Horóscopo

Duda ameaça Laerte. O segurança afirma a Leandra que descobrirá o segredo da nova dona do bordel. Adriana diz a Natanael que quer ser advogada criminalista. Karina fica feliz por passar a noite com Diego. Fabiana avisa a Lindomar que viajará e manda o motorista vigiar Clara. Gael se enfurece ao ouvir Tomaz chamar Renato de pai e decide revelar ao menino sobre a morte de Clara. Rosalinda insiste que Estela presenteie Juvenal. Lívia vê Tomaz chorando por causa de Clara e tenta fazer o menino esquecer a mãe biológica. Clara tem uma ideia ao descobrir que na casa de Fabiana existem várias câmeras. Gael flagra Estela e Juvenal se divertindo juntos. Bruno beija Raquel. Renato reclama com Lívia da forma como Sophia o trata.

ÁRIES Repensando certas questões, é natural que queira ajustar. Hoje isso se passa na vida íntima. O astral é sentimental e você e seu par podem estar distantes, seja física ou emocionalmente.

TOURO Sentimentos guardados retornam à consciência, mas agora eles adquirem outros significados. Enquanto isso você revê contratos, o conteúdo de um trabalho e os interesses envolvidos.

GÊMEOS As pessoas podem mudar de ideia e retirar o que disseram, inclusive você. Isso vale tanto para o trabalho quanto para a vida pessoal, o que pode causar transtornos ou ser um alívio.

CÂNCER A lua está em Câncer desde ontem à noite e você, mais sensível, não contém suas emoções. Se estiver com dificuldade de lidar com um problema, não force. Tire um tempo para se sentir melhor.

LEÃO Uma certa indisposição emocional para lidar com desafios hoje não combina com teimosia, então cuidado para não se aferrar ao que pensa que deveria ser quando tudo está cambiante.

VIRGEM Converse com quem tem intimidade para se abrir, faça-o antes de agir ou reagir baseada em seus temores. Que a ajuda seja recíproca. Confiança é uma questão essencial para você agora.

Palavras Cruzadas

José Augusto ameaça Fernão, e Tereza se desespera. Delfina se preocupa com a filha. Padre João tenta acalmar Tereza. José Augusto afirma a Delfina que anulará o casamento de Tereza. Reinaldo enfrenta Lucinda. Celeste consola Conselheiro. Eunice vê um homem rondando a casa de Celeste. Edgar e Olímpia se despedem de Vicente. Maria Vitória se diverte com os amigos. Tomaso tenta convencer Otávio a se entregar à polícia. Alzira repreende Celina por ter convidado Artur para jantar. Reinaldo conta a Eunice sobre sua conversa com Lucinda. Pepito implica com Celina por causa de Artur. Geraldo sente ciúmes de Nicota. Maria Vitória pensa em Vicente.

LIBRA

Tem coisas que precisam ser melhor conversadas. Aja dentro do melhor possível, posto que você tem que equilibrar trabalho e demandas em casa. Mas hoje é a sua vez de cuidar de tudo.

ESCORPIÃO Tenha a mente, o coração e os olhos abertos, podem surgir respostas e oportunidades por aí. Com essa sintonia refinada, você pode ser mais objetivo no que precisa ser resolvido.

SAGITÁRIO Você tem mais emoções para transformar, entre seus erros e acertos. É a hora de valorizar e recuperar os sonhos que ficaram perdidos. Ao lidar com os outros, você precisa ser coerente.

CAPRICÓRNIO As emoções oscilam. Tem coisas que você não pode fingir que não está entendendo. Cuidado para não ser impositivo com quem você ama. Tem que ter sensibilidade com a verdade dos outros.

AQUÁRIO Fragilidades orgânicas prejudicam seu rendimento, mas atenda ao chamado do corpo, respeite o ritmo da natureza. Melhor cuidar de detalhes do que assumir grandes compromissos hoje.

PEIXES Sentimentos contraditórios e forte tendência à autocrítica pedem autocuidado. As pessoas e tarefas que estão sob sua responsabilidade cobram atenção, mas seus limites estão claros.

Loterias

Novelas

Tempo de Amar - GLOBO - 18h30min

FEDERAL

LOTOFÁCIL

LOTOMANIA

Sorteio: 05237

Sorteio: 1594

Sorteio: 1819

01 02 04 06 08

03 04 10 11 15 24 26 37 45 67 68 70 72 73 76 81 83 86 93 97

1º prêmio 2º prêmio 3º prêmio 4º prêmio 5º prêmio -

18846 18967 25586 83574 17089

10 11 12 13 15 16 17 19 21 25

DUPLA-SENA

MEGA-SENA

QUINA

Sorteio: 1725

Sorteio: 1993

Sorteio: 4547

1º- 02 14 23 26 32 43 06 17 33 48 50 57 2º- 04 21 29 36 38 42

02 06 41 66 80


Cidade

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 7 DE DEZEMBRO DE 2017

Rádio Cultura doa discos para Museu Dom Diogo de Souza

13

UPB tem novo representante Divulgação

Muza assina contrato de doação O acervo de discos de vinil da Rádio Cultura de Bagé foi doado para o Museu Dom Diogo de Souza, mantido pela Fundação Attila Taborda (FAT/Urcamp). O ato de entrega aconteceu na terça-feira, quando a equipe do museu foi à casa do radialista Edgar Muza, para buscar os mais de 400 exemplares. Conforme as gestoras do museu, Carmem Barros e Maria Luíza Pêgas, a preservação da cultura bajeense é uma das principais preocupações da FAT/Urcamp. As dirigentes afirmam que a contribuição da Rádio Cultura enriquece a coleção de discos do museu, com exemplares de variados ritmos, como o samba e a música nativista.

As gestoras salientam que os discos serão catalogados e poderão ser acessados pela comunidade. O acervo do Museu Dom Diogo de Souza é composto, em grande parte, por doações. Na mesma semana, a instituição recebeu diversas partituras da pianista Irecê Belmonte Moglia, fundadora do Centro Histórico Vila de Santa Thereza.

Pioneira Conhecida como “A Pioneira”, por ter sido a primeira emissora da cidade, a Rádio Cultura de Bagé tem a programação tradicionalista como seu carro-chefe. Fundada por Atahualpa Dias, às 10h do dia 4 de julho de 1946, foi precursora com programas como o

Eleição aconteceu na sede do grupo

Mais de 400 discos foram doados “Teatro em Família”, “Jornal falado G4”, “QG do Gaúcho, Casa Ramos”, “Corrente da Solidariedade”, “O céu e o chão da Querência”, “Bagé em desfile”, entre outros. A rádio ficou por 22 anos no comando do empresário Odilo Dal Molin e sob a gerência de Vacionir Lopes por quase 40 anos. Em maio deste ano, a emissora foi vendida para o advogado, e também radialista, Claudiran Pereira Nunes, de 67 anos.

O aposentado Manoel Morgado, 68 anos, será o novo presidente da União do Povo Bageense (UPB). A escolha foi feita por aclamação em reunião realizada no dia 18 de novembro. O mandato deve durar até 2019, quando serão feitas novas eleições. Para formalizar o processo, o novo diretor deve realizar a assinatura de documentos e entregar ao cartório de notas até o dia 18 de dezembro. Morgado vai substituir o idealizador da UPB, Edson Vasconcellos, que atuará como vice-presidente. Vasconcellos afirma que a

união, criada em 2013, tem como principal objetivo representar a população, buscando soluções junto ao poder público para atender as demandas urbanas e rurais do município e de cidades adjacentes. O idealizador acredita que a eleição de Morgado representa uma continuidade para o trabalho realizado até o momento. Ele também destaca que a entidade representativa é uma pioneira nacional ao se tratar da sua legalidade, que será mantida com a assinatura dos papéis pelo novo presidente.


14

Segurança

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 7 DE DEZEMBRO DE 2017

Jovem bajeense sofre Portaria formaliza termo de acidente na BR-293 cooperação para construção do Centro Regional de Perícias Portal Qwerty/Especial JM

FOTOS DIVULGAÇÃO

Veículo ficou danificado com a colisão Um jovem bajeense de 19 anos sofreu um acidente, na BR293, próximo ao quilômetro 237, em Dom Pedrito, na noite de terçafeira. Ele teve ferimentos na mão. De acordo com o registro da Brigada Militar de Dom Pedrito, o motorista, que não possui habilitação para dirigir, é um militar natural de Bagé e havia pego o carro emprestado com um amigo para ir

até Dom Pedrito. O acidente com o bajeense ocorreu quando o jovem se deparou com um carro que tentava ultrapassar um caminhão em local proibido. Para não colidir frontalmente no carro, o militar saiu da pista e acabou perdendo o controle do veículo, caindo em um barranco. O automóvel, um Santana prata, ano 1990, foi guinchado.

Betoneira é furtada e abandonada por ladrões na Vila Damé

A Brigada Militar foi chamada durante a madrugada de ontem, na Vila Damé, pois uma betoneira estava abandonada próximo ao campo de futebol do bairro. Conforme informações dos moradores das proximidades, a be-

toneira estava sendo carregada por três homens. Quando perceberam os gritos dos vizinhos, eles abandonaram o equipamento. A polícia ainda não identificou o proprietário da betoneira azul, que foi apreendida.

Local onde será construída nova estrutura

Reunião com arquiteta do projeto

A portaria que formaliza o termo de cooperação entre a Secretaria de Segurança Pública do Estado e a Prefeitura de Bagé, visando a construção da Central Regional de Perícias no município, foi assinada pelo governador José Ivo Sartori, do PMDB. De acordo com a vereadora Sonia Leite, do PP, que tem como bandeira de seu mandato a construção da central, o termo agora será assinado pelo secretário de Segurança, Cezar Schirmer, pelo

secretário de Obras, Fabiano Pereira, pelo diretor do Instituto de Identificação, Paulo Henrique dos Santos, e pelo prefeito Divaldo Lara, do PTB. A medida permitirá que o governo municipal desenvolva o projeto básico, fornecendo subsídios para a permuta da área. “Felicidade é a palavra. Minha bandeira finalmente está em pleno avanço. Grata pelo apoio da atual gestão, onde o prefeito foi imprescindível, batendo o martelo,

às secretarias, que foram fundamentais, e seus integrantes, principalmente ao secretário de Transportes, Pedro Westphalen, que abraçou junto, minha causa, em prol da comunidade”, conclui a parlamentar progressista. A central deve ser construída na rua Vinte de Setembro, número 889, próximo à Casa de Bem-Estar Animal. A planta, projetada pela arquiteta Cíntia Schaan, já está definida.

BM lança Operação Avante Papai Noel A Brigada Militar lança, hoje, às 10h, a Operação Avante Papai Noel 2017, na Praça XV, no centro de Porto Alegre. A operação visa ampliar o efetivo de policiais e via-

Óbitos

turas voltados à execução do policiamento nas principais áreas comerciais e bancárias. A ação acontece diariamente, nos horários em que o comércio está em funcionamento.

LUCIANA FERNANDES BARBIERI, 91 anos, dona de casa, casada com João Carlos Barbieri. Morava na rua Carlos Mangabeira, bairro Alcides Almeida. Deixa os filhos Marta Lúcia, Marta Helena e Carlos Ricardo. NELEDY DE FREITAS MARQUES, 81 anos, dona de casa, viúva. Morava na rua Salim Kalil, bairro Bonito. Deixa os filhos José Adair, Ruimar e Elainemar. ELI BATISTA SOARES, 80 anos, empregada doméstica aposentada, divorciada. Morava na rua Melanie Granier, bairro Menino Deus. Deixa a filha Adriana.

Frente da Central de Perícias

Estudante é roubado na saída da escola Um estudante foi seguido e assaltado após ter saído da Escola Frei Plácido, na rua Barão do Triunfo. De acordo com o relato da

vítima no registro de ocorrência da Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), dois homens o abordaram. Um deles estava ar-

mado com um revólver cromado. Eles tomaram seu telefone celular.

Mulher é assaltada próximo à Vila Vicentina

Na noite de terça-feira, uma mulher foi vítima de roubo próximo à Vila Vicentina. No registro de

ocorrência ela contou que foi abordada por um homem que lhe pegou pelas costas e anunciou o assalto. A

vítima informou que não sabe se ele estava armado. O acusado levou o telefone celular da vítima e fugiu.


Esporte

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 7 DE DEZEMBRO DE 2017

Tiago Rolim de Moura

daiane.lima.bg@gmail.com

15

Daiane Lima

Copa de Veloterra terá última etapa no final de semana

Tiago Rolim de Moura

Trabalho iniciou na segunda-feira

Empresa conclui obra do muro do Estrela D’Alva

A reconstrução do muro do Guarany, que iniciou na segunda-feira, foi concluída na manhã de ontem. A estrutura estava comprometida des-

de 2012 e caiu no dia 21 de julho de 2014. O anúncio da reforma foi feito pela diretoria do clube na sexta-feira da semana passada. O muro, pré-mol-

dado, tem 15 metros de comprimento por 3,75 metros de altura. A obra foi feita pela empresa Concrefort e foi orçada em R$ 14 mil.

Corrida de kangoo acontece em dezembro, no kartódromo Divulgação

Evento contou com 70 participantes A rústica em homenagem aos 177 anos da Polícia Civil reuniu 70 competidores na manhã de domingo. Os atletas percorreram um trajeto de cinco quilômetros pelas avenidas Sete de Setembro e

Tupy Silveira, saindo da Praça de Esportes. O itinerário incluiu a Universidade da Região da Campanha (Urcamp), passando próximo à Catedral e retornando ao ponto de partida.

Todos os participantes receberam medalha de participação e os cinco melhores colocados na categoria geral masculina e feminina receberam troféus. O evento foi uma parceria entre a Associação de Corredores de Rua de Bagé (Acorba), Secretaria de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel) e Polícia Civil de Bagé. No geral masculino, o primeiro lugar ficou com Maicon Rocha, o segundo com Juliano Peçanha, o terceiro com Jober Peçanha, o quarto com Jerem Werb e quinto lugar Alison Rodrigues. No geral feminino, o primeiro lugar ficou com Ana Paula Machado, o segundo com Franciele Ferreira, o terceiro com Fernanda Kloppenburg, o quarto com Cláudia Jardim e o quinto lugar com Catiane Vasconcelos.

Pilotos de Bagé e região devem participar A etapa final da Copa de Ve- total, serão contabilizados os seis loterra Rainha da Fronteira está melhores resultados de cada piloto. agendada para domingo. O evento A atividade servirá como encerraacontece na pista localizada no mento da temporada de 2017 do Parque do Gaúcho. O presidente ABPV. Além da premiação da fase, da Associação Bajeense de Pilotos os campeões do ano das 16 categode Veloterra (ABPV), Nero Fa- rias também serão premiados. gundes, conta que a expectativa é As inscrições podem ser feide participação de cerca de 80 pi- tas na hora e os sócios da ABPV lotos de Bagé e região. não pagam. Às 9h iniciam os treiEsta será a sétima etapa dispu- nos e, às 13h, será dada a largada tada. Para a contagem da pontuação para as baterias.

Corrida de kangoo acontece em dezembro, no kartódromo

No dia 16 de dezembro, acontece o 6° Kangoo Challenge of Street e o 1º Clash Run, organizado pela Academia Performance. O evento será realizado no Kartódromo Ayrton Senna, em Bagé, com largada a partir das 18h. Os atletas que optarem pela corrida com o kangoo (botas com arcos de mola), farão três voltas ao redor do kartódromo, totalizando 2,7 quilômetros. Aqueles que disputarem na corrida com tênis, farão seis voltas, totalizando 5,4 quilômetros. Os primeiros 80 inscritos ganham uma regata. Todos os parti-

cipantes receberão premiação e os primeiros três lugares da categoria geral no feminino e no masculino ganham troféu e brinde. A competição também será o momento de confraternização de encerramento de ano da academia. Os competidores podem ir acompanhados dos familiares para aproveitar o local. É possível se inscrever para as duas disputas. As inscrições, abertas até o dia 9 de dezembro, são feitas pelo site www.ntdsistemas.com.br/cronometra e para mais informações é possível entrar em contato com a academia pelo telefone 3311-4317.


16 Contracapa Frei Sérgio Görgen faz greve de fome contra reforma da Previdência BAGÉ, 7 DE DEZEMBRO DE 2017

www.jornalminuano.com.br

Divulgação

Görgen integra grupo que está em Brasília Integrantes do Movimento dos em Hulha Negra, integra o grupo. Pequenos Agricultores (MPA) iniDe acordo com informações da ciaram uma greve de fome, em Brasí- Agência Brasil, “os três grevistas, lia, contra a reforma da Previdência. que representam mais de 300 mil faO líder do MPA, frei Sérgio Görgen, mílias camponesas de todo o País, que atua como agente de pastoral fizeram a última refeição na terça-

feira, às 7h30min e, desde então, estão tomando apenas água e soro”. Eles estão instalados no anexo 2 da Câmara dos Deputados, sendo acompanhados por uma equipe de apoio com médico e as-

sessores. O grupo solicitou uma audiência com os presidentes da Casa, Rodrigo Maia, do DEM do Rio de Janeiro, e do Senado, Eunício Oliveira, do PMDB do Ceará, para pedir a retirada da reforma da Previ-

dência da pauta do Congresso. Até o fechamento desta edição, a agenda não havia sido confirmada. Para a Agência Brasil, o integrante da coordenação nacional do MPA, Charles Reginaldo, disse que a greve de fome é uma medida extrema. “As pessoas colocam sua própria vida em risco para defender que essa reforma da Previdência não seja votada no Congresso Nacional”, justificou. Reginaldo declarou, ainda, que a previdência tem um tecido social, como uma das maiores políticas públicas de transferência de renda para a população mais pobre. Ele reforçou que em determinados momentos é o único dinheiro que a família tem para pagar suas contas. O grupo emitiu nota, sustentando que não acredita que as regras da aposentadoria rural tenham sido retiradas do novo texto apresentado pelo relator da proposta. Pelo texto que foi aprovado na comissão especial da Câmara, a idade mínima para aposentadoria dos trabalhadores rurais foi alterada de 65 para 60 anos, para homens, e de 58 para 57 anos para mulheres, com 20 anos de contribuição, em vez de 25, como propôs inicialmente o governo.

20171207  
Advertisement