Page 1

ARQUIVO/JM

Problema em refinaria pode afetar estoques de gás nos distribuidores Alerta foi feito pela representação sindical da categoria. Pág. 3 Revendedores bajeenses já enfrentam dificuldades.

Carro furtado em Bagé é encontrado pela polícia em Caçapava do Sul Pág. 11

jornalminuano.com.br BAGÉ, segunda-feira, 19 de junho de 2017 - ANO XXIII Nº 5 662 | R$ 2,00

Aneel formaliza suspensão da Fase B

ARQUIVO/JM

Em despacho oficial, publicado na sexta-feira, 16, Agência classificou medida relacionada à unidade da CGTEE, em Candiota, como temporária. ABCM acredita que a posição abre perspectivas para novas negociações. Pág. 3

Temperatura Hoje

2

10


02

Opinião

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 19 DE JUNHO DE 2017

Editorial

redacaominuano@gmail.com www.jornalminuano.com.br

Não é uma simples desoneração

T

oda política de isenções é complexa. Por demandar sacrifícios, do ponto de vista econômico, da parte de algum ente da federação, que deixa de receber sua parcela de recursos, as desonerações costumam gerar reações contundentes, em forma de manifesto ou mesmo de pressão sobre o Congresso, quando se trata de uma decisão de esfera parlamentar. Esta contraposição é compreensível, principalmente quando parte das cidades, que são servidas com as menores fatias de um gigantesco bolo de arrecadação. Mas ela não pode ser banalizada ou desencadeada sem contextualização, sob pena de inviabilizar medidas que, de fato, terão pouco impacto sobre as receitas. Existe uma diferença sensível na isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para a produção de automóveis e na isenção para produtos como órteses, próteses e cadeiras de rodas motorizadas, destinados, especificamente, para pessoas com deficiência comprovada. Enquanto a primeira medida representa um estímulo ao setor que gera emprego e renda

em poucos estados do Brasil, a segunda privilegia a inclusão social, da maneira mais ampla. Ambas geram impactos na base de cálculo do Fundo de Participação de Municípios (FPM), principal fonte de recursos de muitas prefeituras brasileiras. É importante atentar, porém, que os reflexos têm proporções e intenções completamente distintas. Prefeitos e governadores tremem diante de qualquer perspectiva de desoneração. E não é para menos. Entre 2008 e 2012, com a redução do IPI para a produção de carros e de eletrodomésticos da chamada ‘linha branca’, a União deixou de arrecadar mais de R$ 327 bilhões. Como reflexo, estados e municípios deixaram de receber R$ 190 bilhões. As perdas levaram setores políticos a defender a posição de que as isenções seriam inconstitucionais. Ocorre que, em um país onde a carga tributária exerce influência decisiva, o ato de desonerar ainda serve como ferramenta para estimular produção. O trunfo, no que se refere à nova isenção, está na promessa de ampliar o alcance a produtos básicos.

Laboratório FACOS/Urcamp

FAT - Jornal Minuano | CNPJ: 87415725/0012-81 Endereço: Rua Brigadeiro Mércio, 72 - CEP 96400.720 - Bagé/RS Telefones: Redação (53) 3242-7693 - Assinaturas 3241-6377 www.jornalminuano.com.br | redacaominuano@gmail.com | facebook.com/jornalminuanobage

DIRETOR EXECUTIVO Glauber Pereira GERENTE COMERCIAL Vinícius Azevedo de Oliveira

EDITORA GERAL Márcia Sousa

Editor assistente - Sidimar Rostan • Reportagem - Viviane Becker - Cláudio Falcão - Melissa Louçan - Jaqueline Muza - Rochele Barbosa - Daiane Lima Augustho Soares (estagiário) • Chargista - Cláudio Falcão • Repórter fotográfico - Antônio Rocha - Tiago Rolim de Moura • Diagramação - Luís Mário Pereira - Daniel Cuerda Ferreira • Revisão - Helena Pereira • Assistente comercial - Angelina Britto • Vendedores - Dulce Dias - Fabrício Becker • Distribuição Marcos Goulart • Assinaturas - Adriana Robaina • Colaboradores - José Carlos Teixeira Giorgis - Marcelo Teixeira - José Artur M. Maruri dos Santos - Norberto Dutra - Airton Gusmão - Dilce Helena dos Santos - Fernando Risch - João L. Roschildt • Impressão - Gráfica do Jornal do Povo - Cachoeira do Sul

Os artigos assinados não refletem, necessariamente, a posição do jornal. Por isso, a editoria não se responsbiliza pelas opiniões emitidas.

Divaldo Lara

@divaldolara divaldolara@gmail.com

Alguns esclarecimentos sobre o lixo em Bagé

N

inguém mais que eu, como prefeito, tem interesse na normalização da coleta do lixo em nossa cidade. Mantenho contato direto e cobro resultados imediatos da Secretaria do Meio Ambiente e Proteção ao Bioma Pampa e da empresa responsável pelo serviço para que tomem todas as providências possíveis e necessárias. E é isso que estão fazendo. Acredito que em menos tempo que as duas semanas previstas, teremos containers, coleta e transporte eficientes. Ou, ainda, melhor que antes. No entanto, é preciso que a população saiba que a situação do lixo em Bagé estava à beira da tragédia. Nos oito anos em que estive na Câmara Municipal de Vereadores acompanhei o tema e vi os absurdos cometidos, principalmente por descaso e desinteresse. Fui parceiro do vereador Carlinhos do Papelão nos alertas referentes à falta de responsabilidade com o lixo da cidade. O problema se tornou tão grave que uma estranha medida foi tomada: ao invés de encontrar uma solução eficaz e prática no próprio aterro do município, o lixo de Bagé passou a ser transportado para Candiota por R$ 400 mil ao mês. Armazenamento, transbordo, triagem, transporte, enfim, tudo irregular. A Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) e o Ministério Público (MP) tiveram de intervir. A determinação: selar a célula 5 e construir a célula 6. Nada foi feito. Ou seja, quando assumimos a prefeitura, em janeiro, tudo que se relacionava ao aterro sanitário estava fora da lei. E o lixo passou a ser preocupação constante do nosso governo. Assinei a autorização para o início da obra de recuperação do aterro. E o serviço foi feito de forma exemplar. A quinta célula foi selada. O que era um lixão a céu aberto se tornou um lugar que comprova nosso respeito ao meio ambiente. O pró-

ximo passo é abrir a sexta célula e acabar com essa história de mandar os resíduos sólidos de Bagé para outro município. O que ocorrerá em breve. Agora, a urgência e regularizar o dia a dia da coleta na cidade. A população sabe que pode contar com o meu empenho e de minha equipe. Quero e vou fazer um governo que orgulhe os bajeenses. No entanto, é preciso deixar bem claro que os males da herança petista não se resolve da noite para o dia. Lembro, ainda, que o Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul (TCE-RS), em setembro do ano passado, acatou representação do Ministério Público de Contas (MPC), e suspendeu a licitação da administração passada, cujo objeto era a contratação de empresa para a prestação dos serviços de coleta, transporte e destinação final do lixo produzido no município. Estamos trabalhando limpar pendências como esta.

A urgência é regularizar o dia a dia da coleta

Cláudio Falcão

Campanha do Agasalho

A Campanha do Agasalho está em andamento. À frente desse trabalho estão integrados o secretário de Assistência Social, Habitação e Direitos do Idoso, Carlos Adriano Carneiro, e a Primeira Dama, Priscila Fischer Lara. O processo de triagem ocorre no Ginásio Militão. Mais de 100 voluntários participam da separação. Neste ano, não esperaremos o fim da campanha para entregar as roupas arrecadadas e nem permitiremos que mofem guardadas em compartimentos para que nunca sejam doadas. Equipes da assistência social, agentes comunitários de saúde e do Primeira Infância Melhor estão verificando os cadastros das famílias necessitadas para começar a distribuição. O ônibus da Smasi irá aos bairros fazer a entrega. Não vamos deixar ninguém passar frio em Bagé. Contato para a telecoleta é: 3247 1763 e 3240 4300 (Defesa Civil). E tem ponto para deixar sua doação por toda a cidade.

Prefeito de Bagé

Charge Florêncio e a literatura

falcaobage58@gmail.com


Cidade

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 19 DE JUNHO DE 2017

Despacho da Aneel formaliza suspensão da Fase B

A suspensão da operação comercial das unidades geradoras número 3 e 4, da Fase B da Usina Termelétrica (UTE) Presidente Médici, administrada pela Companhia de Geração Térmica de Energia Elétrica (CGTEE), em Candiota, foi formalizada por despacho da Superintendência de Fiscalização dos Serviços de Geração da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A medida tem caráter temporário e vigorará até que a condição operativa das unidades, referentes às adequações ambientais, seja restabelecida. A CGTEE suspendeu as atividades da Fase B no final de fevereiro. A interrupção está diretamente relacionado ao Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), assinado com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama), em 2011, que estabelecia prazo para a adequação da unidade. A redação do Jornal MINUANO não obteve retorno da empresa, para comentar o despacho da Aneel. Por telefone, o presidente da Associação Brasileira do Carvão Mineral (ABCM), Fernando Zancan, destacou que as negociações para retomada da operação continuam. O Ibama, de acordo com Zancan, está aberto ao diálogo.

03

ARQUIVO/JM

CGTEE suspendeu atividades da unidade no final de fevereiro Para o presidente da ABCM, a posição da Aneel, classificando a suspensão (tratada como uma espécie de formalização do processo) como temporária, mantém aberta a perspectiva de diálogo. “Sei que os estudos, no sentido de garantir a retomada, continuam. Acredito que

este é um momento oportuno para discutirmos uma nova política para o setor. Precisamos de um programa de modernização. Não podemos apenas falar em ampliação sem modernizar o parque que já existe. E o cenário é propício para este debate”, avalia.

Pode faltar gás nos revendedores de Bagé Consumidores de Bagé poderão ficar sem gás de cozinha a partir desta semana. A dificuldade na reposição dos estoques está relacionada à falta do produto nas companhias distribuidoras de Canoas, na região metropolitana de Porto Alegre. De acordo com um representante da distribuidora Nacional Gás em Bagé, Sílvio Renato Camargo, a orientação das companhias distribuidoras é atender somente o consumidor final, pois há chance de racionamento na compra. Ainda

segundo Camargo, a refinaria de Canoas teria diminuído as remessas, sem justificar a causa. “Se continuar assim, vamos ficar sem o produto. Já deixamos de atender alguns pontos da cidade”, disse. O representante da revenda Supergasbrás, Leonardo Damasceno, informou que, por enquanto, ainda tem estoque, mas espera que a situação se regularize em breve. “Os estados mais afetados foram a Bahia, Minas Gerais e Paraná”, salienta. TIAGO ROLIM DE MOURA

Revendas enfrentam dificuldades para repor estoque

O proprietário de uma revenda da Liquigás, Jerson Lopes, salienta que repõe o estoque uma vez por semana e que recebeu o produto na quinta-feira. Ele ressalta que os botijões são carregados no município de Pelotas. “Ainda temos um bom estoque”, argumenta.

Posição sindical

O Sindicato das Empresas Distribuidoras, Revendedoras e Comercializadoras de Gases no Estado do Rio Grande do Sul (Singasul) emitiu nota na sexta-feira, 16, destacando que a causa da falta de gás pode estar relacionada a uma contaminação do produto, em uma refinaria no Sul do País, que não foi nominada. A versão não é oficial. Não há uma posição oficial da Petrobrás sobre o assunto. A representação sindical, entretanto, salienta, na mesma nota, que uma elevação no custo de frete e produto, que causaria um aumento de preços ao consumidor final, não está descartada.

jornalminuano.com.br


04

Cidade

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 19 DE JUNHO DE 2017

divulgação

Acadêmicos e professores representaram instituição em evento realizado na Serra

Jornalismo da Urcamp apresenta pesquisas no maior congresso de comunicação da região Sul do País Acadêmicos e professores do curso de Jornalismo da Universidade da Região da Campanha (Urcamp) participaram, entre os dias 15 e 17 de junho, do Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação – Intercom Sul. O evento ocorreu na Universidade de Caxias do Sul (UCS), na Serra Gaúcha, onde reuniu mais de dois mil congressistas e teve como tema “Comunicação, memórias e historicidades”. Na quinta-feira, 15, as estudantes Cecília Ferreira e Larissa Hummel, ambas, de 20 anos, apresentaram projetos na Exposição de Pesquisa Experimental em Comunicação (Expocom). Os trabalhos estiveram entre os cinco finalistas da região Sul nas categorias de projeto de Assessoria de Imprensa e jornallaboratório impresso. Cecília falou sobre um trabalho de assessoria realizado para a Associação de Apoio a Pessoas com Câncer (Aapecan), em Bagé, sem fins lucrativos. Já Larissa explicou sobre os cadernos especiais que foram produzidos e veiculados no laboratório Jornal MINUANO,

destacando a prática interdisciplinar de redação. Na sexta-feira, 16, as acadêmicas apresentaram trabalho no Intercom Júnior, os quais foram “Uma análise da cobertura jornalística do portal G1 na operação Carne Fraca” e a “Apresentação pessoal e ética do jornalista no cinema: uma análise do profissional no filme A montanha dos sete abutres”. Além disso, os acadêmicos Dhéssika Vidikin, 20 anos, e Fábio Quadros, 22 anos, expuseram sobre a área da fotografia, quando apresentaram o trabalho “Fotojornalismo: o discurso fotográfico da Gaúcha hoje, nas manifestações do impeachment do ano de 2016”. Todos os trabalhos tiveram orientação das professoras Cristiane Pereira e Taiane Volcan. Para Cecília Ferreira o evento foi desafiador, mas uma experiência enriquecedora. “Foi a primeira vez que apresentei trabalhos em um evento regional deste porte, onde reuniu universidades de todo o Brasil. Deu aquele “frio na barriga”. Pretendo inscrever trabalhos no

próximo ano”, diz. Já a acadêmica Dhéssika avalia que foi uma oportunidade única, pois conseguiram trocar ideias com demais estudantes. “O pessoal ficou bem interessado no nosso trabalho e até solicitaram o nosso artigo. É uma troca de experiências e conhecimentos. Pretendemos apresentar outros trabalhos nos próximos congressos”, comenta. Para o coordenador da graduação, professor Glauber Pereira, o curso está investindo nos últimos anos em iniciação científica e o resultado desse processo é a participação dos alunos em edições do Intercom. “Foi fantástico e uma grande experiência. Esperamos que nos próximos eventos a gente consiga estimular os alunos a participar ainda mais com trabalhos”, pontua o docente. Durante a estada na Serra Gaúcha, os acadêmicos visitaram, ainda, o jornal Pioneiro, do Grupo RBS, onde conheceram as dependências do veículo de comunicação e a gráfica onde são impressos os exemplares.

Fernando Risch lança novo livro O jornalista e colunista do Jornal MINUANO, Fernando Risch, lançou, no sábado, sua terceira obra. O livro ‘E cuidado com o sal’ é uma autoficção com personagens reais. A obra foi escrita em um mês, no período de 19 de setembro de 2016 ao final de outubro do mesmo ano. A explicação para o nome da nova publicação, lançada na Café & Prosa Livraria, está nas primeiras páginas. Segundo o autor, o mal humor do período que serviu de base para a obra pode ser porque ele tenha comido mais sal do que deveria e, por isso, se irritava com tudo, o tempo todo. “É tudo engraçado. Ri muito ao revisar o livro”, lembra. Conforme Risch, a publicação é bem diferente das obras lançadas pelo autor (‘O Homem e seus Demônios’, de 2015, e ‘Hotel Califórnia’, de 2016). “Não quero seguir uma

ANTÔNIO ROCHA

Jornalista autografou obra no sábado linha. Quero poder decepcionar as pessoas que leem”, brinca. ‘E cuidado com o sal’ foi escrito com um humor satírico, usando fatos do dia a dia e personagens reais. Por citar fatos reais, o escritor pede para que as pessoas não se ofendam e nem levem as narrativas para o lado pessoal.

Projeto pretende resgatar cultura negra da região

O Projeto Xirê-Dun “A Dança Celebra a História dos Negros no Pampa”, coordenado pela produtora cultural Isadora Bispo, será lançado no salão nobre da Prefeitura de Bagé, no sábado, 24. A proposta, viabilizada através de edital da Secretaria de Cultura do Rio Grande do Sul, visa a formação de grupos de artistas da região do Pampa gaúcho, com foco na pesquisa e difusão da cultura negra. Isadora explica que podem participar da iniciativa grupos de capoeira, dança de rua, escolas de samba, jazz, rap, tribais e de matriz africana. A coordenadora informa que o projeto irá oferecer, ao longo de nove meses, atividades como oficinas, workshops e seminários com a

temática da dança negra no contexto tradicional e contemporâneo. “No final, será realizado um festival com a produção e apresentação dos participantes dos municípios envolvidos”, ressalta. Conforme Isadora, “XirêDun”, no vocabulário Yorubá, significa festa negra. Ela informa que o cronograma da proposta prevê um encontro com artistas do Uruguai, com foco no intercâmbio de informações. A produtora destaca que, neste projeto, serão trabalhadas à dança, alegria, popularidade, identidade e resgate da história dos negros do Estado. As inscrições serão abertas no dia 23 de junho. As atividades estão previstas para o início de julho.

Aniversariantes Adriano Borba Pimentel Carla dos Santos Martins Cleonice Gomes Teixeira Diego Silva dos Santos Ênio Nogues Herbstrith Etielli Acosta Vaz Flávio de Oliveira Corrêa Georgea Peres dos Santos Giorges Dilélio Mugica Igor Jardim Ilma Machado Jardim Joice Jardim

José Carlos Portácio Leonor Barcellos Marcuzzo Leonor Ferreira Marcuzzo Lúcia Helena da Cunha Echevarria Luiz Roger Montanha Etcheverry Marlene de Oilveira Nicanor da Rosa Azambuja Renata Nunes da Silva Ricardo Blender Rogério Amaral Simone Corrêa Vargas


Fogo Cruzado

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 19 DE JUNHO DE 2017

Municípios da região devem receber R$ 2,9 milhões com redistribuição do ISS Quatro cidades da região devem receber, juntas, mais de R$ 2,9 milhões, com a derrubada do veto à lei que viabiliza a redistribuição da arrecadação do Imposto sobre Serviços (ISS). De acordo com estimativa divulgada pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), a maior parcela será repassada ao município de Bagé, totalizando R$ 2.578.885,38. Candiota terá direito a R$ 153.089,93. Aceguá passa a dispor de R$ 125.476,10 e Hulha Negra contará com R$ 45.874,81. A derrubada do veto era uma das principais reivindicações da Marcha dos Municípios, que levou milhares de gestores à Brasília, em maio. A posição inicial do Planalto impedia a redistribuição às prefeituras, afetando especificamente o dispositivo que transfere a cobrança, atualmente feita no município do estabelecimento prestador do serviço, para o município do domicílio dos clientes nas operações com cartões de créditos e débito, leasing e planos de saúde. Pela regra anterior, segundo a CNM, 35 municípios detinham 63% da receita do ISS. Ocorre que cerca de 100 cidades respondem por 78% de todo o imposto. Mais de 2,6 mil municípios, ainda de acordo com a Confe-

ARQUIVO/JM

Valores correspondem às operações com cartões de créditos e débito deração, respondem pela arrecadação de apenas 1% do ISS, enquanto dois ficavam com mais de 33,83% de todo o valor arrecadado. A nova forma de divisão, que havia sido aprovada no ano passado, mas vetada pelo presidente Michel Temer, do PMDB, amplia o repasse para todas as prefeituras brasileiras. Com o objetivo de acabar com a guerra fiscal entre os municípios, a medida fixa em 2% a alíquota mínima do imposto. A principal mudança na reforma do ISS está relacionada à cobrança do tributo onde a operação ocorreu, em casos específicos, como cartão de crédito ou débito. Na prática, isso significa que as operações podem ser tributadas pela cidade onde

são feitas ou segundo o domicílio do tomador da operação, e não no município sede da administradora do cartão ou da empresa financeira. O Executivo justificava, inicialmente, que a mudança traria “uma potencial perda de eficiência e de arrecadação tributária, além de redundar em aumento de custos para empresas do setor, que seriam repassados ao custo final”. O governo federal busca, agora, a edição de uma norma capaz de viabilizar a operacionalização das transferências às cidades, ‘para não causar nenhum problema ao bom funcionamento do sistema financeiro nacional’, conforme manifestou, o Planalto em comunicado oficial.

@sidimarrostan sidimarrostan@jornalminuano.com.br

05

Sidimar Rostan

Lara assume relatoria de projeto que cria serviço de castração de cães e gatos O deputado bajeense Luís Augusto Lara, do PTB, será o relator, na Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa, da matéria que dispõe sobre o controle populacional de cães e gatos, no Estado do Rio Grande do Sul, através de unidades móveis de esterilização, proposta pelo pedetista Gilmar Sossella, do PDT. O texto de autoria do parlamentar pedetista institui o serviço público de controle reprodutivo por meio de veículos itinerantes, adaptados para a realização do serviço, denominados como ‘Castramóvel’. As unidades contarão com mesa de cirurgia, aparelho de anestesia inalatória, balança para pesagem dos animais e demais materiais cirúrgicos e equipamentos que se fizerem indispensáveis à viabilidade do projeto. A proposta de Sossella estabelece que os serviços prestados nas

unidades móveis deverão observar as normas dos Conselhos Federais e Estaduais de Medicina Veterinária. Serão contemplados neste projeto os municípios que se cadastrarem junto à Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação. O Executivo também fica autorizado a celebrar convênios e parcerias com entidades de proteção animal e outras organizações não governamentais. O proponente destaca que a iniciativa partiu da vereadora de Pelotas, Cristina Oliveira, do PDT. A intenção é facilitar o controle populacional dos animais de pequeno porte, viabilizando a conscientização em relação à importância da castração. “Trata-se de medida efetiva no auxílio à saúde pública”, argumenta Sossella. A Assembleia não tem prazo para votar a matéria, em caráter conclusivo. MARCELO BERTANI/AGÊNCIA ALRS

Isenção de IPI proposta por Hamm avança na Câmara dos Deputados A proposta de lei que isenta órteses, próteses, cadeiras de rodas motorizadas, leitos, macas, acessórios e ainda equipamentos de informática do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), quando destinados a pessoas com deficiência comprovada por laudo médico, foi aprovada pela Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência da Câmara dos Deputados, na semana passada. O texto é um substitutivo apresentado pela deputada Rosinha da Adefal, do PTdoB de Alagoas, a projetos de lei do deputado Felipe Bornier, do Pros do Rio e Janeiro, e do deputado Afonso Hamm, do PP gaúcho, que tratam do assunto.

O projeto, que tramita em caráter conclusivo, será analisado, agora, pelas comissões de Finanças e Tributação, inclusive quanto ao mérito; e de Constituição, Justiça e Cidadania. Se for aprovada, a isenção valerá por cinco anos, a partir da promulgação da nova lei. O benefício só poderá ser utilizado uma única vez a cada dois anos. Fica assegura, ainda, a manutenção do crédito do IPI referente a matérias-primas, aos produtos intermediários e ao material de embalagem efetivamente utilizados na industrialização dos artigos contemplados pela legislação. Para Rosinha, a medida está de acordo com o princípio de seletividade da tributação.

A matéria, porém, enfrenta resistências por parte das representações municipalistas, a exemplo da Confederação Nacional de Municípios (CNM), que já se manifestou sobre o assunto. A preocupação dos prefeitos está associada ao fato de que a isenção impacta diretamente na base de cálculo do Fundo de Participação de Municípios (FPM), que constitui a principal fonte de recursos para muitas prefeituras. O FPM é basicamente composto pelo IPI e pelo Imposto de Renda. Nota emitida pela CNM destaca que as alterações ‘podem afetar a oferta de serviços básicos como saúde e educação’.

Parlamentar bajeense pode apresentar posição favorável ou contrária à matéria


VIVIANE

Becker

viviminuano@hotmail.com

C

SOC

www.jornalmi

Viajar é precis

oisa mais prazerosa, arrumar a mala, organizar a viagem, definir a programação de uma viagem. São nesses momentos que renovamos as energias, abrimos lugar em nossas agendas para fugir da rotina e, assim, permitirmos nos aventurar. Viajar é preciso, é uma parte gostosa e prazerosa da vida! Hoje, através das redes sociais, buscamos alguns destes registros mágicos que transmitem a alegria de viver e fazem pensar na letra da música Trem Bala: "Não é sobre tudo que o seu dinheiro é capaz de comprar/ e sim sobre cada momento, sorriso a se compartilhar/ Também não é sobre correr contra o tempo para ter sempre mais/ porque quando menos se espera/ a vida já ficou pra trás". Então vamos curtir! Aline e Berenice Pillon curtindo as belezas de Curitiba

O fotógrafo Diones Alves fotografou alguns castelos pela Escócia temporada para estudar e fazer o que ama, fotografar

Também na Cordilheira dos Andes, no Chile, Antônio e Daiane Cor Em um dos pontos turísticos de Buenos Aires: José Carlos Morais e Marilda, Maria do Carmo Passos, Carlos Augusto Bispo e Tânia, Rose Pinheiro, Ana Maria Collares, Teresa Cristina Brasil, Pedro Jerry Mesquita e Rosângela Zílio

Hamílton Gaffrée da Silveira e Cristina, Maria da Graça e Cláudio Vargas no Concerto de José Carreras, em Enjoy, Punta del Este


CIAL

06/07

Bagé, 19 de junho de 2017

inuano.com.br

so

Leonardo Borba e Nathaly Barcelos na Cordilheiras dos Andes

Verinha Jardim e Thomás Nunes Gonçalves Dias curtiram o feriado em Buenos Aires

a. O bajeense aproveita a Lindonor e Clori Giordani Peruzzo em Colônia do Sacramento, no Uruguai

Ricardo Silva e Cristiane no casamento da filha dele, Nathália Schneider da Silva, que casou neste final de semana, em um castelo, em Paris, com João Daniel Faria, filho de Betty Faria e Daniel Filho

radini

Na cerimônia do casamento civil, a noiva Nathália Schneider, a sogra Betty Faria, Cristiane e Ricardo Silva

Giovanna Dalé e o filho Conrado aproveitando o calorzinho de Cuiabá


08

Cidade

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 19 DE JUNHO DE 2017

Lions Clube Bagé Solidariedade completa 17 anos O Lions Clube Bagé Solidariedade, formado apenas por mulheres, completa 17 anos, hoje. Para comemorar a data, o clube de serviço realiza, amanhã, uma assembleia festiva, no Restaurante Betemps. A atividade inicia às 20h. De acordo com a presidente do clube, que conta com 49 associadas, Lourdes Maria Pimentel dos Santos, a entidade teve como padrinho o Lions Clube Bagé Dom Diogo. Ela salienta que o Lions Clube Bagé

Solidariedade atua no combate à fome, atendimento à saúde, cuidados com os idosos e com os jovens. “As ações se desenvolvem através de doações de cestas básicas, obras nas fundações José e Auta Gomes e Vila Vicentina, além da realização de mutirões de saúde”, destaca. Ainda conforme a presidente, os recursos para os trabalhos são arrecadados através de várias atividades e eventos, como o Domingo Gaudério, chá beneficente, Noite da Et-

Entidade é formada por 49 mulheres

nias, briques, Sábado Solidário e doações. O clube também desenvolve projetos direcionados às crianças. Lourdes destaca a construção da creche no bairro Habitar Brasil e o projeto “Ler Sonhar e Transformar”, que atende seis escolas municipais de educação infantil e três de Ensino Médio, através da doação de livros, oficinas literárias, saraus artísticos, edição de livros de contos, textos poéticos e contação de histórias realizados pelos alunos. Lourdes conta que, neste ano, a entidade realizou atendimento a seis famílias na Vila Damé e desenvolveu um trabalho de inclusão no Instituto Caminho da Luz e Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae). Ao longo de 17 anos, o clube foi comandado por Iolanda Cerveira, Adélia Garcia Barreto, Reny Gallo Firpo, Carmem Diva Lopes, Gilka Loguércio Paiva, Carmem Sílvia do Nascimento, Estela Pereira e Zazi Vargas.

ANTÔNIO ROCHA

Trabalho de revitalização foi interrompido em 2015

Obra do ginásio da escola Silveira Martins depende de novo contrato A comunidade da Escola Estadual de Ensino Médio Silveira Martins, de Bagé, aguarda a finalização do ginásio desde 2015. A reforma da estrutura foi feita com recurso destinado pela Consulta Popular. Em 2014, a obra teve início com custo total de R$ 750 mil. A conclusão, entretanto, depende de uma rescisão de contrato. A empresa responsável pela obra abandonou o canteiro antes da conclusão total do prédio, deixando a estrutura sem acabamento, sem acessibilidade e sem plano de prevenção con-

tra incêndios, já que estas duas últimas questões não haviam sido previstas no projeto arquitetônico, elaborado em 1997. O coordenador de Obras Públicas, José Cipriano Borba Ribeiro, adianta que o projeto já está em fase de rescisão de contrato. “Somente após essa fase poderemos fazer nova licitação”, disse. Ribeiro ressalta que o piso, mesmo sem uso, já está se deteriorando. O laudo que aponta tudo que deve ser reparado no ginásio foi encaminhado para a Secretaria de Educação do Estado.


Cidade

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 19 DE JUNHO DE 2017

09

Acadêmicos de Ciências Biológicas Campanha do agasalho 20 mil peças fazem turismo pelo Bioma Pampa contabiliza arrecadadas

Recentemente, os acadêmicos do curso de Ciências Biológicas da Universidade da Região da Campanha (Urcamp) tiveram uma aula diferente. Nas disciplinas de Botânica V e Geologia, a bióloga e professora Anabela de Oliveira Deble, promoveu um turismo, com o intuito de observar o bioma pampa e ampliar os conhecimentos sobre a região. Na oportunidade, os alunos visitaram as localidades de Cerro de Palomas, às margens da BR-158, em Santana do Livramento; Parque Eólico do Cerro Chato – Área de Proteção Ambiental (APA) do Ibirapuitã; areais do Quaraí; Palmar do Coatepe e Cerro do Jarau. De acordo com a docente, o turismo teve como finalidade identificar espécies e paisagens significativas de valor ambiental e cultural,

divulgação

Através da atividade, estudantes puderam identificar espécies e paisagens significativas de valor ambiental além de integrar os alunos e, respectivamente, o reconhecimento da natureza regional. “As regiões escolhidas fazem parte da fisionomia campestre da campanha do sudoeste do Rio Grande do Sul e estão ainda preservadas devido ao valor ambiental”,

explicou a docente. Para a estudante Ana Cláudia Caldeira Couto, 44 anos, atividades como esta são de suma importância para a aprendizagem. “Aprendemos na prática e saímos um pouco da sala de aula”, relata.

Candiota aposta na olivicultura em pequenas propriedades A Prefeitura de Candiota pretende estimular a produção de oliveiras no município através de programa destinado a pequenos produtores. A garantia foi dada pelo prefeito Adriano Santos, do PT, ao deputado estadual Luiz Fernando Mainardi, do PT, que vem articulando o projeto em parceria com o produtor Luiz Eduardo Batalha, proprietário da Chalet Agropecuária S.A, localizada no município de Pinheiro Machado. A prefeitura está em fase de elaboração de um programa de desenvolvimento que englobará, entre outras atividades econômicas, incentivos à olivicultura com a criação de um fundo de fomento. O

instrumento deverá financiar a aquisição de 50% das mudas que serão comercializadas por Batalha, um dos maiores olivicultores do País, ao preço de custo. A outra metade do investimento será financiada pelo produtor de Pinheiro Machado. Mainardi explica que ‘a ideia inicial é selecionar 20 produtores assentados que implantarão, cada um, dois hectares, tendo um prazo de carência para o pagamento deste investimento inicial de quatro anos, que é o prazo para que a plantas comecem a apresentar uma boa produção’. O deputado, quando prefeito de Bagé, firmou convênio com a Itália que resultou no projeto Olivais do Pampa. “Importamos

praticamente todo o azeite de oliva que consumimos no Brasil, nosso solo e clima são excepcionais para este cultivo, razões que me levam a acreditar cada vez mais no potencial de desenvolvimento da olivicultura na região”, concluiu. O prefeito Adriano, que estava acompanhado do seu chefe de gabinete, Artêmio Parcianello, e do vereador Ataídes Silva, que vem participando das discussões desde o início, afirmou que a iniciativa pode renda alternativa aos pequenos produtores e, no futuro, vir a se constituir na principal atividade. “Temos que diversificar nossa produção estimulando e fomentando iniciativas como esta”, encerrou Adriano.

Em sua primeira quinzena de trabalho, a Campanha do Agasalho 2017 já arrecadou mais de 20 mil peças doadas pelos bajeenses. A iniciativa, liderada pela primeira-dama, Priscila Lara, e pela Secretaria de Assistência Social, Habitação e Direitos do Idoso (Smasi), foi dividida em duas etapas: a primeira aconteceu de 1º de junho, data de lançamento da campanha, até o dia 11, domingo em que ocorreu a mateada do “Dia D”, quando foram arrecadadas mais de 12 mil peças em evento na Praça da Estação. O segundo momento começou na semana passada, quando a campanha passou a ser intensificada nos pontos de arrecadação, e segue até o dia 15 de julho. Um diferencial desta edição é que as roupas recolhidas já estão passando pela triagem e sendo separadas para distribuição, antes mesmo da finalização da campanha. O cadastros das famílias assistidas está sob responsabilidade

dos agentes de saúde e também dos trabalhadores do Primeira Infância Melhor. Os primeiros kits serão entregues de acordo com a demanda e o cadastro levantado. A campanha continua com os pontos de arrecadação nos seguinte locais: secretarias municipais; prefeitura, Centro Administrativo; Câmara de Vereadores; supermercados Peruzzo, Nicolini e Nacional; prédio da Aciba; Daeb; Banrisul; Farmácias Alves; Urcamp; ASM; Lojas Obino; Justiça Federal; Justiça do Trabalho; Sindilojas; OAB (2º andar do Fórum, na sala da Ordem) e Vara do Trabalho; Colégio Franciscano Espírito Santo; Colégio Nossa Senhora Auxiliadora; Escola Vasco da Gama e Silva; Coordenadoria da Mulher; setor de nutrição escolar e nas cinco unidades do Exército. Para volumes maiores, coletados em prédios ou condomínios, também é possível agendar a coleta em casa através do telefone (53) 3247 1763. Renata Lima

Cinco mil peças foram doadas nos primeiros cinco dias


www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 19 DE JUNHO DE 2017

Edibar

10

Lazer

O jornal que Bagé gosta de ler

Assine:

3241 6377

Pega Pega - GLOBO - 19h30min Luiza diz a Douglas que Nelito levou Pedrinho para sua casa. Douglas consegue um quarto no hotel para Luiza se esconder. Sandra Helena nota que seu armário do hotel foi arrombado. Elza e Prazeres observam Evandro conversando com Borges. Luiza esbarra com Eric no corredor do hotel e eles se beijam. Flor pega uma carteira que vê em um aparador no hotel e se esconde com Bebeth. Domênico procura Júlio para fazer uma reconstituição dos passos do garçom na noite do roubo do hotel.

Horóscopo

A Força do Querer - GLOBO - 21h Rubinho pede perdão a Bibi. Cirilo comenta com Caio que Bibi se desentendeu com Rubinho. Silvana se desespera com a possibilidade de suas mentiras serem descobertas por Eurico. Simone conforta Ivana, que sofre com a operação de emergência de Cláudio. Edinalva teme que Ruy descubra sobre o casamento de Ritinha com Zeca. Yuri é envolvido em um perigoso jogo na internet. Bibi pergunta a Heleninha se foi ela quem denunciou Rubinho. Caio alerta Silvana que não a ajudará mais em suas falcatruas para encobrir o vício. A cirurgia de Cláudio é um sucesso.

ÁRIES A Lua em seu signo começa a receber um tenso aspecto de Marte e Plutão deixando você com os nervos à flor da pele. Paciência e tolerância, que nunca foram o seu forte, estarão ainda mais reduzidas. Evite brigas e discussões desnecessárias, pois elas podem trazer arrependimentos imediatos.

TOURO A Lua em Áries, começa a receber um tenso aspecto de Marte e Plutão indicando um dia de interiorização e necessidade de rever questões mal resolvidas de seu passado. Se puder, distancie-se de qualquer tipo de atividade social, pois você estará bastante profundo e sensível. Procure meditar.

GÊMEOS A Lua em Áries, começa a receber um tenso aspecto de Marte e Plutão indicando um dia de movimento intenso e enfrentamento de dificuldades em um projeto com uma equipe que você faz parte ou gerencia. Procure distanciar-se da vida social e das amizades vazias, pois você pode ter problemas.

CÂNCER A Lua em Áries, começa a receber um tenso aspecto de Marte e Plutão indicando um dia de movimento intenso e enfrentamento de dificuldades relacionadas à sua carreira e profissão. Um projeto pode ser adiado ou mesmo barrado, assim como uma promoção. Procure evitar discussões no ambiente de trabalho.

LEÃO A Lua em Áries, começa a receber um tenso aspecto de Marte e Plutão indicando um dia intenso, em que você pode envolver-se em problemas com projetos ou relacionamentos com estrangeiros. Procure manter a calma e, se possível, tire alguns dias para descansar sua mente. Pratique a meditação.

VIRGEM A Lua em Áries, começa a receber um tenso aspecto de Marte e Plutão indicando um dia de interiorização e, de certa forma, de enfrentamento de problemas, que podem ser financeiros ou emocionais. Seus nervos podem estar à flor da pele, portanto, procure ser o amis racional possível. Mantenha a calma e o equilíbrio.

Palavras Cruzadas

Novo Mundo - GLOBO - 18h30min Joaquim vai embora e leva Quinzinho com ele, deixando Elvira desesperada. Diara tenta falar a sós com Anna, mas Thomas as surpreende. Pedro passeia com Leopoldina. Bonifácio ameaça Narcisa para que ela desista de ir ao Solar. Rosa ajuda Domitila a se arrumar para ir ao encontro de Dom Pedro. Thomas intercepta a carta de Piatã e Anna fica revoltada. Elvira implora para ver Quinzinho. Wolfgang sente ciúmes de Diara e Ferdinando. Elvira procura Thomas, avisa que Joaquim a ameaçou e pede mais dinheiro para fugir com Quinzinho. Domitila surpreende Dom Pedro quando chega ao Paço. Thomas marca um encontro com Elvira e acerta um serviço com Jacinto.

LIBRA

A Lua em Áries, começa a receber um tenso aspecto de Marte e Plutão indicando um dia de enfrentamento de problemas e dificuldades em seus relacionamentos, pessoais e/ou profissionais. O momento pode envolver uma séria provocação que pode envolver a decisão por um rompimento.

ESCORPIÃO

A Lua em Áries, começa a receber um tenso aspecto de Marte e Plutão indicando um dia de enfrentamento de dificuldades, especialmente no trabalho. O momento pode envolver a difícil finalização de um projeto e a necessidade de adiamento da data de entrega. Pode indicar também a reprovação de uma entrevista de emprego.

SAGITÁRIO A Lua em Áries, começa a receber um tenso aspecto de Marte e Plutão indicando um dia de distanciamento das atividades sociais e decepção no amor. O momento pode envolver o fim de um romance, ou ao menos a necessidade de reavaliação de sua importância. O relacionamento com um filho pode passar pelo mesmo processo.

CAPRICÓRNIO A Lua em Áries, começa a receber um tenso aspecto de Marte e Plutão indicando um dia de interiorização e necessidade de ficar na sua, perto dos seus. O momento pode envolver um problema familiar ou doméstico. A negociação de um contrato de compra ou venda de um imóvel pode ser cancelada.

AQUÁRIO A Lua em Áries, começa a receber um tenso aspecto de Marte e Plutão indicando um dia de comunicação difícil e problemas em acordos e negociações. Um contrato pode ser finalizado e não renovado. O momento pode envolver o cancelamento de uma reunião importante. Procure manter a calma.

PEIXES A Lua em Áries, começa a receber um tenso aspecto de Marte e Plutão indicando um dia de pressão relacionada a questões que envolvem suas finanças e vida material. O momento pode estar relacionado com o adiamento da aprovação de um projeto que envolve o aumento de seus rendimentos.

Loterias

Novelas

jornalminuano.com.br

FEDERAL

LOTOFÁCIL

LOTOMANIA

Sorteio: 05189

Sorteio: 1525

Sorteio: 1771

01 02 04 05 08

06 08 15 18 20 26 28 33 38 40 47 48 52 56 57 61 68 83 86 94

1º prêmio 2º prêmio 3º prêmio 4º prêmio 5º prêmio -

28583 17002 72209 13866 81434

10 12 14 15 18 19 20 21 22 25

DUPLA-SENA

MEGA-SENA

QUINA

Sorteio: 1656

Sorteio: 1940

Sorteio: 4411

1º- 07 20 24 29 42 47 09 13 16 17 36 47 2º- 04 05 18 25 40 50

26 44 47 55 64


Segurança

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 19 DE JUNHO DE 2017

11

Foragido é recolhido Carro com placas de Bagé é recuperado em Caçapava do Sul ao presídio Policiais militares de Caçapava do Sul recolheram um veículo Focus, com placas de Bagé, na madrugada de sábado. Segundo informações da Brigada Militar, o automóvel trafegava pela avenida Presidente Kennedy. O carro tinha registro de furto.

De acordo com informações oficiais, o motorista afirmou ser o proprietário do carro há alguns anos e garantiu que não sabia sobre o registro policial. O boletim de ocorrência teria sido realizado na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA),

em Bagé, no dia 10 de agosto de 2016. Conforme o que foi informado à polícia, à época, o crime aconteceu na avenida Tupy Silveira. O automóvel foi recolhido e a Polícia Civil de Caçapava do Sul vai investigar a situação.

Após denúncia de disparo de arma de fogo na rua, homem é preso pela Brigada Militar Antônio Ualas Camargo da Conceição, 28 anos, foi preso em flagrante, na manhã de sábado, por porte ilegal de arma permitida. Ele foi abordado pela Brigada Militar próximo ao posto de saúde da Vila Gaúcha. Segundo informações do registro

na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), os policiais foram chamados ao local após a denúncia de um disparo de arma de fogo em via pública. Ainda conforme o registro, ao perceber a aproximação da Brigada Militar, Conceição jogou o

revólver no chão. Com ele, foram encontradas munição e uma máscara. A arma não tinha numeração aparente. O acusado foi encaminhado ao Presídio Regional de Bagé (PRB), e depois teve a liberdade provisória concedida pela Justiça.

Colisão entre moto e carro deixa um condutor ferido Um motociclista de 51 anos ficou ferido após sofrer um acidente com um automóvel. O fato aconteceu na avenida General Mallet, no fim da tarde de sábado. O

condutor relatou que a colisão aconteceu no momento em que ele realizava uma manobra para chegar à rua Angélica Jardim. A motocicleta trafegava em sentido

contrário. Ele foi encaminhado ao Pronto Socorro e negou-se a fazer o teste do bafômetro. Mas, conforme registro, apresentava sintomas de embriaguez.

Fábio Silva da Rosa, 38 anos, foi preso na noite de sábado. Ele foi abordado pela Brigada Militar na rua Nossa Senhora dos Navegantes. Ao verificar, os

policiais constataram que Rosa estava registrado como foragido do sistema penal. Ele foi encaminhado ao Presídio Regional de Bagé (PRB).

Mulher denuncia arma irregular e marido é preso Após ser flagrado com uma arma de fogo irregular, Márcio Rodrigues Alvira, 31 anos, foi preso em flagrante. O fato aconteceu na rua Arlindo Almeida, por volta das 7h de sábado. Segundo registro na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), os policiais militares foram até o local em função da denúncia de que Alvira estaria sendo agredido pela esposa.

Ao chegar ao local, a mulher falou que o acusado possuía uma arma na residência. A Brigada Militar encontrou um revólver de calibre 32, com quatro munições. Conforme o registro na DPPA, ele ainda teria ameaçado a esposa antes de ser levado de casa. O homem foi encaminhado ao Presídio Regional de Bagé (PRB) e teve liberdade provisória concedida pela Justiça.

Jovem invade estabelecimento, chuta portas e tenta tirar a roupa Um homem de 27 anos invadiu um estabelecimento comercial, na Galeria Glória, na manhã de sábado. A proprietária relatou à Polícia Civil que o

acusado chutou as portas e tentou arrancar as roupas. Ele foi detido, até a chegada a Brigada Militar, pelo esposo da dona do local.

Óbitos Leonel Rodrigues da Cunha Sobrinho, 74 anos, aposentado, casado com Arminda Leite Lemos, morava na rua Domingos Gomes Mércio. Deixa os filhos Rosângela, Paulo Sérgio, Cláudio Omar e Rosemere. Loé da Silva Pinheira, 85 anos, aposentado, divorciado, morava na rua Marcílio Dias. Deixa os filhos Ana Lúcia, José Vanderlei, Loé Adriano, Vítor Mateus e Lucas. Luismar Pichler da Silva, 51 anos, pedreiro, solteiro, morava no bairro Habitar Brasil. Deixa os filhos Luís Ricardo, Maria do Carmo, Taís e Natiele. Darcy Garcia Brasil, 90 anos, aposentado, casado com Maria de Lourdes Meneses Brasil, morava na avenida José do Patrocínio. Deixa os filhos Glecy Maria, Dercy e Vandercy. Manoel Zalmiro Soares França, 84 anos, aposentado, viúvo, morava na rua Mário Ferreira de Souza. Deixa os filhos Ana Lúcia, Carmen Teresinha, Ângela Maria, Vera Lúcia, Nilza Maria, Andreia Ozoriolina e Luís Fernando.


12

Esporte

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 19 DE JUNHO DE 2017

Bagé vence de goleada e retoma a segunda colocação

Superior em campo, o jalde-negro venceu o Rio Grande por 3 a 0, na tarde de ontem, no Estádio Pedra Moura. Os dois times estavam empatados com seis gols. Com o resultado, o Bagé fica em segundo lugar na tabela do Grupo A, com nove pontos e três gols de saldo. O time da casa pressionou a maior parte do tempo enquanto o Vovô se defendeu, com poucas chances de gol. O Bagé conseguiu criar algumas chances. A oportunidade mais clara do Rio Grande veio aos 29 minutos, quando a zaga tirou a bola, já próxima da linha do gol.

ANTÔNIO ROCHA

Quem abriu o placar, aos 38 minutos, foi Castilho. O jogador recebeu a bola de Bruno Barbosa e chutou no canto esquerdo do goleiro. Na etapa complementar, o mesmo jogador ampliou, após receber de Ângelo. O segundo gol do mandante foi marcado aos 30 minutos do segundo tempo. Aos 41 minutos, Igor Nobre confirmou a goleada. O próximo jogo do jalde-negro deve acontecer domingo, novamente contra o Rio Grande. Na outra partida do final de semana, o Internacional venceu o Sapucaiense, fora de casa, por 1 a 0.

São Luiz conquista o troféu da Divisão de Acesso O Esporte Clube São Luiz venceu a Divisão de Acesso 2017. O time enfrentou o Avenida, em casa, na tarde de sábado. A primeira partida havia terminado

empatada em 1 a 1. O último jogo terminou em 0 a 0 e o certame foi decidido nos pênaltis – com vitória de 9 a 8 para o São Luiz.

Escalações Bagé: Luís Chaves, Diego Rocha, Rafael Cendoya, MatheusFerreira, Evandro, Ângelo, Wandilson, Castilho, Bruno Barbosa, Gustavo Nogy, Valdeir. Rio Grande: Cristiano, Bruno Garrincha, Júnior, Léo, Bruno, Caio, João Pedro, Cabeça, Talyson, Leandro, Douglas.

Alvirrubro abrirá eleições para diretoria

O presidente e o vice-presidente que vão comandar o Guarany Futebol Clube pelo próximo semestre e ao longo de 2018 serão decididos na noite de 4 de julho. A Assembleia Geral deve iniciar às 20h, no Estádio Antônio Magalhães Rossel. Um possível nome para assumir o cargo da

presidência é o engenheiro Rafael Hendler. A chapa atual fará a prestação de contas e, logo após a eleição, acontecerá a posse dos novos representantes. A inscrição das chapas será realizada até o dia 30 de junho, na rua Doutor Veríssimo, nº142, com o conselheiro Diego Segredo Blanco.


m BAGÉ, 19 de JUNHO DE 2017

saúde

Transtorno do Espectro Autista

O autismo é um transtorno de desenvolvimento que geralmente aparece nos três primeiros anos de vida e compromete as habilidades de comunicação e interação social. Em 2013, foi lançada a quinta edição do Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-V), que trouxe algumas mudanças importantes, entre elas novos diagnósticos e alterações de nomes de doenças e condições que já existiam. Nesse manual, o autismo, assim como a síndrome de Asperger, foi incorporado a um novo termo médico e englobador, chamado de Transtorno do Espectro do Autismo (TEA). Com

essa nova definição, a síndrome de Asperger passa a ser considerada, portanto, uma forma mais branda de autismo. Dessa forma, os pacientes são diagnosticados apenas em graus de comprometimento, o diagnóstico fica mais completo. O Transtorno do Espectro Autista é definido pela presença de “Déficits persistentes na comunicação social e na interação social em múltiplos contextos, atualmente, ou por história prévia”, de acordo com o DSM-V. Nesta edição, a neuropsicopedagoga Suélen Marçal Silveira e a psicóloga Márcia Mansur Segredo irão explicar as causas, sintomas e tratamentos deste transtorno.


02

Saúde

www.jornalminuano.com.br

BAGÉ, 19 DE JUNHO DE 2017

Causas, sintomas e tratamento do Autismo

A

s causas ainda são desconhecidas, mas a pesquisa na área é cada vez mais intensa. Provavelmente, há uma combinação de fatores que levam ao autismo. Sabe-se que a genética e agentes externos desempenham um papel chave nas causas do transtorno. De acordo com a Associação Médica Americana, as chances de uma criança desenvolver autismo por causa da herança genética são de 50%, sendo que a outra metade dos casos pode corresponder a fatores exógenos, como o ambiente de criação. Segundo a neuropsicopedagoga Suélen, de qualquer maneira, muitos genes parecem estar envolvidos nas causas. “Alguns tornam as crianças mais suscetíveis ao transtorno, outros afetam o desenvolvimento do cérebro e a comunicação entre os neurônios. Outros, ainda, determinam a gravidade dos sintomas”, informou. Quanto aos fatores externos que possam contribuir para o surgimento estão a poluição do ar, complicações durante a gravidez, infecções causadas por vírus, alterações no trato digestório,

contaminação por mercúrio e sensibilidade a vacinas.

Quantas crianças têm autismo?

O número exato de crianças com autismo é desconhecido. Um relatório publicado pelos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), dos EUA, sugere que o autismo e seus distúrbios relacionados são muito mais comuns do que se imagina. “Não está claro se isso se deve a um aumento na taxa da doença ou a maior capacidade de diagnóstico do problema”, conta a psicóloga Márcia. Afeta quatro a cinco vezes mais meninos do que meninas, destaca a profissional. Renda familiar, educação e estilo de vida parecem não influenciar. Márcia argumenta que alguns médicos acreditam que a maior incidência se deve a novas definições do transtorno. O termo “autismo”, agora, inclui um espectro mais amplo de crianças. Por exemplo, hoje em dia, uma criança diagnosticada com Autismo altamente funcional poderia ser simplesmente considerada tímida ou com dificuldade de aprendizado há 30 anos.

Neuropsicopedagoga, Suélen Marçal Silveira e paciente na Apae

Outros transtornos de desenvolvimento parecido incluem:

Síndrome de Rett: muito diferente do Autismo, só ocorre no sexo feminino. Transtorno desintegrativo da infância: doença rara em que uma criança adquire as habilidades e depois esquece tudo antes dos 10 anos de idade. Transtorno de desenvolvimento pervasivo: não especificado, também chamado de autismo atípico.

Fatores de risco

Alguns fatores são considerados de risco para o desenvolvimento do autismo, conta a especialista Suélen. Sexo: meninos são de quatro a cinco vezes mais propensos a desenvolver autismo. Histórico familiar: famílias que já tenham tido algum integrante com autismo correm riscos maiores de ter outro posteriormente. Da mesma forma, é comum que alguns pais que tenham gerado algum filho autista apresentem problemas de comunicação e de interação social eles mesmos. Outros transtornos: crianças com alguns problemas de saúde específicos tendem a ter mais riscos de desenvolver o transtorno do que outras crianças. Epilepsia e esclerose tuberosa estão entre esses transtornos. Idade dos pais: quanto mais avançada a idade dos pais, mais chances de a criança desenvolver autismo até os três anos.

Atividades para os alunos da Apae

Sintomas

A maioria dos pais de crianças com autismo suspeita que algo está errado antes de a criança completar 18 meses de idade e busca ajuda antes que ela atinja dois anos, complementa a neuropsicopedagoga.

saúde

jornalminuano.com.br

Endereço: Rua Brigadeiro Mércio, 72 - CEP 96400-720 Bagé/RS • Telefone: (53) 3242-7693 www.jornalminuano.com.br

EDIÇÃO

Rochele Barbosa

REPORTAGEM

Rochele Barbosa

REVISÃO

Helena Pereira

DIAGRAMAÇÃO

Daniel Ferreira

FOTOS

Divulgação


Saúde

www.jornalminuano.com.br As crianças com autismo normalmente têm dificuldade em: -Brincar de faz de conta; -Interações sociais; -Comunicação verbal e não verbal; “Algumas parecem normais antes de um ou dois anos, mas de repente regridem e perdem as habilidades linguísticas ou sociais que adquiriram anteriormente”, acrescenta Suélen. “Esse tipo de autismo é chamado de autismo regressivo”, salienta.

BAGÉ, 19 DE JUNHO DE 2017

Uma pessoa com autismo pode:

-Ter visão, audição, tato, olfato ou paladar excessivamente sensíveis (por exemplo, eles podem se recusar a usar roupas “que dão coceira” e ficam angustiados se são forçados a usá-las); -Ter uma alteração emocional anormal quando há alguma mudança na rotina; -Fazer movimentos corporais repetitivos -Demonstrar apego anormal aos objetos. “Os sintomas podem variar de moderados a graves”, também argumenta a profissional de pedagogia.

Pintura e outros trabalhos são incentivados

Os comportamentos da criança de alerta são:

-Não responder com sorriso ou expressão de felicidade aos seis meses; -Não imitar sons ou expressões faciais aos nove meses; -Não balbuciar aos 12 meses; -Não gesticular aos 12 meses; -Não pronunciar palavras aos 16 meses; -Não dizer frases compostas de pelo menos duas palavras aos 24 meses; -Perder habilidades sociais e de comunicação em qualquer idade.

Na consulta médica

A psicóloga destaca que é provável que um pediatra consiga fazer o diagnóstico de autismo, analisando os sintomas. “No entanto, você pode ser encaminhado para um centro especializado em que equipe multidisciplinar avaliará a criança”, comenta. Como as consultas costumam ser breves e há muitas informações e perguntas para cobrir é uma boa ideia estar bem preparado.

Diagnóstico

O médico procurará por sinais de atraso no desenvolvimento. “Se observados os principais sintomas do autismo, ele encaminhará a criança em questão para um especialista, que poderá fazer um diagnóstico mais exato e preciso. Geralmente, ele é feito antes dos três anos de idade, já que os sinais do transtorno costumam aparecer cedo”, relata Márcia. Suélen destaca que para realizar o diagnóstico, o médico utiliza o critério do Manual de Diagnóstico e Estatística de Transtornos

Mentais, da Associação Americana de Psiquiatria. “Segundo ele, a criança poderá ser diagnosticada com autismo se apresentar, pelo menos, seis dos sintomas clássicos do transtorno”, informa a profissional.

Exames

Todas as crianças devem fazer exames de desenvolvimento de rotina com o pediatra. Podem ser necessários mais testes se o médico ou os pais estiverem preocupados. “Para autismo, isso deve ser feito, principalmente, se uma criança não atingir marcos de linguagem”, diz Suélen. Essas crianças poderão fazer uma avaliação auditiva, teste de chumbo no sangue e teste de triagem para autismo, como a lista de verificação de autismo em crianças (Chat) ou o questionário para triagem de autismo. Um médico experiente no diagnóstico e tratamento de autismo normalmente é necessário. Como não há testes biológicos para o autismo, o resultado, muitas vezes, será feito com base em critérios muito específicos. “Uma avaliação normalmente inclui um exame físico e neurológico completo”, ressalta a neuropsicopedagoga. O autismo inclui um amplo espectro de sintomas, comenta Márcia. “Portanto, uma avaliação única e rápida não pode indicar as reais habilidades da criança. O ideal é que uma equipe de diferentes especialistas avalie a criança com suspeita de autismo. Eles podem observar: comunicação, linguagem, habilidades motoras, fala, êxito escolar e habilidades de pensamento”, relaciona a especialista em psicologia do transtorno.

03

Os problemas de comunicação no autismo podem incluir: -Não poder iniciar ou manter uma conversa social; -Comunicar-se com gestos em vez de palavras; -Desenvolver a linguagem lentamente ou não desenvolvêla; -Não ajustar a visão para olhar para os objetos que as outras pessoas estão olhando; -Não se referir a si mesmo de forma correta (por exemplo, dizer “você quer água” quando a criança quer dizer “eu quero água”); -Não apontar para chamar a atenção das pessoas para objetos (acontece nos primeiros 14 meses de vida); -Repetir palavras ou trechos memorizados, como comerciais; -Usar rimas sem sentido; Existem diversos sintomas que podem indicar autismo, e nem sempre a criança apresentará todos eles. Entre os grupos de sintomas que podem afetar uma pessoa com autismo estão: -Interação social; -Não faz amigos; -Não participa de jogos interativos; -É retraído; -Pode não responder a contato visual e sorrisos ou evitar o contato visual; -Pode tratar as pessoas como se fossem objetos; -Prefere ficar sozinho, em vez de acompanhado; -Mostra falta de empatia; -Resposta a informações sensoriais; -Não se assusta com sons altos ou é extremamente sensível; -Tem a visão, audição, tato, olfato ou paladar ampliados ou diminuídos; -Pode achar ruídos normais dolorosos e cobrir os ouvidos com as mãos; -Pode evitar contato físico por ser muito estimulante ou opressivo; -Esfrega as superfícies, põe a boca nos objetos ou os lambe; -Parece ter um aumento ou diminuição na resposta à dor;

Brincadeiras

-Não imita as ações dos outros; -Prefere brincadeiras solitárias ou ritualistas; -Não faz brincadeiras de faz de conta ou imaginação

Comportamentos

-Acessos intensos de raiva; -Fica preso em um único assunto ou tarefa (perseverança); -Baixa capacidade de atenção; -Poucos interesses; -É hiperativo ou muito passivo; -Comportamento agressivo com outras pessoas ou consigo; -Necessidade intensa de repetição; -Faz movimentos corporais repetitivos;

Buscando ajuda médica

Márcia recomenta que crianças,em geral, dão os primeiros sinais de autismo logo no primeiro ano de vida. “Se alguém notar qualquer sinal do transtorno na criança, deve conversar com um médico. Ele poderá recomendar exames específicos”, argumento.


Saúde 04 Convivendo com o transtorno BAGÉ, 19 DE JUNHO DE 2017

“O autismo continua sendo um distúrbio difícil para as crianças e suas famílias, mas a perspectiva atual é muito melhor do que na geração passada”, explica Suélen. “Naquela época, a maioria das pessoas com autismo era internada em instituições”, completa. “Hoje, com o tratamento correto, muitos dos sintomas podem melhorar, mesmo que algumas pessoas permaneçam com alguns sintomas durante toda a vida. A maioria das pessoas consegue viver com suas famílias ou na sociedade”, acrescenta a especialista em neuropsicopedagogia. A perspectiva depende da gravidade do transtorno e do nível de tratamento que a pessoa recebe. “Procurar ajuda de outras famílias que tenham parentes com autismo e por profissionais que deem o suporte necessário aos parentes também é uma alternativa interessante”, argumenta Márcia Segredo. Suélen também salienta que não existe cura, mas um programa de tratamento precoce, intensivo e apropriado melhora muito a perspectiva de crianças pequenas com o transtorno. “A maioria dos programas aumentará os interesses da criança com uma programação altamente estruturada de atividades construtivas. Os recursos visuais geralmente são úteis”, destaca. O principal objetivo do tratamento é maximizar as habilidades sociais e comunicativas da criança por meio da redução dos sintomas e do suporte ao desenvolvimento e aprendizado. Mas a forma de tratamento que tem mais êxito é o que é direcionado às necessidades específicas da criança. Um especialista ou uma equipe experiente deve desenvolver o programa para cada criança. As profissionais da área também contam que existem diversos programas para tratar problemas sociais, de comunicação e de comportamento que estejam relacionados ao autismo. “Alguns desses programas focam na redução de problemas comportamentais e na aprendizagem de novas habilidades. Outros procuram ensinar crianças a como agir em determinadas situações sociais e a como se comunicar propriamente. Um

A psicóloga Márcia Segredo e um de seus

desses programas é a ABA, sigla em inglês para Análise Aplicada do Comportamento, muito utilizado em crianças pequenas com algum distúrbio dentro do espectro do autismo. A ABA usa uma abordagem de aprendizado individual que reforça a prática de várias habilidades. O objetivo é que a criança se aproxime do funcionamento normal do desenvolvimento. Os programas de ABA normalmente são feitos na casa da criança sob a supervisão de um psicólogo comportamental”, relata Suélen Silveira. Outro programa bastante recorrente como alternativa de tratamento é o Teacch(sigla em inglês para Tratamento e Educação para Autistas e Crianças com Déficits relacionados à Comunicação), que utiliza outros recursos visuais que ajudam a criança a trabalhar de forma independente e a organizar e estruturar seu ambiente. “O Teacch tenta melhorar as habilidades e a adaptação de uma criança, ao mesmo tempo que aceita os problemas associados aos distúrbios dentro do espectro do autismo. Diferentemente dos programas de ABA, os programas Teacch não esperam que as crianças atinjam o desenvolvimento normal com tratamento”, destaca a psicóloga Márcia.

Trabalho em Bagé

Hoje, a Apae atende 55 autistas onde fazem acompanhamento no grupo de Transtorno do Espectro Autista (TEA), onde trabalham a neuropsicopedagoga Suélen Marçal Silveira e a psicóloga Marcia Mansur Segredo, desenvolvendo um trabalho com materiais adaptados e estruturados sabendo a importância de recursos alternativos e metodologias específicas para este modo diferente de pensar e se comportar. “Através do grupo de TEA temos o objetivo de entender como uma pessoa com autismo pensa, vive, aprende e responde ao ambiente, com a finalidade de promover a aprendizagem com independência, autonomia e funcionalidade”, comenta Suélen. Também têm outros atendimentos especializados como fonoaudióloga, musicoterapia, equoterapia, fisioterapia, informática, dança, educação física e artes. “Temos a preocupação em oferecer um suporte aos familiares com encontros grupais ou atendimentos individuais realizados pela psicóloga e assistente social , como também encontros com todos os profissionais para orientação aos pais”, conclui Márcia. Suélen destaca que são realizadas, mensalmente, reuniões com os professores da rede municipal, estadual, particular e de escolas de municípios vizinhos com objetivo de manter uma troca de informações quanto a evolução de cada assistido e possibilitar um trabalho integrado entre Apae, escola e família . pacientes

www.jornalminuano.com.br

20170619  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you