Page 20

20

mh

quinta-feira 24 de Março, 2005

FREGUESIAS

“O Gonçalinho” chegou à EB1 D. Manuel II Em período pascal, o Presidente da Câmara Municipal entregou aos pequenos estudantes o livrinho que procura ensinar a ler, com a Maia como pano de fundo. TEXTO: JOSÉ MATOS FOTO: RAUL SILVA

Bragança Fernandes entrou na Escola Primária D. Manuel II (ex-EB1 do Sobreiro), na companhia do congénere de S. Nicolau, Amílcar Spencer Lopes. O município caboverdiano encontra-se geminado com a Maia há cinco anos e o autarca encontrava-se na primeira visita oficial. À espera estava o Presidente do Agrupamento Horizontal das Escolas de Vermoim, António Carneiro, com dezenas de crianças ansiosas para ver o que se iria passar. Um “Gonçalinho” segurando um ovo, é a capa do livro - “Aprendo a ler com o Gonçalinho” - que recorda a época da Páscoa. “Depois de formar Portugal, Gonçalo que foi criança, Pensou fazer da Maia, Um lugar de confiança”, é um dos pequenos textos que compõem a publicação. Bragança Fernandes entende tratar-se de um bom contributo para a aprendizagem dos mais novos em relação aos principais símbolos do Concelho. «É importante para saberem quem foi Gonçalo Mendes da Maia e conhecerem melhor a sua terra. No Natal já entreguei alguns livrinhos e o objectivo é continuar a distribuí-los, visto que têm sido um êxito. Quero percorrer todas as escolas do Concelho».

Bragança Fernandes, partilha o “Lidador” com os mais novos

Outras ofertas inserem-se nesta pretensão didáctica, como por exemplo o “Aprendo Pintando com o Gonçalinho” e um puzzle. Os livrinhos não chegaram para todos, mas tratou-se apenas da oferta simbólica, pois, entretanto, já terá sido distribuído um “Gonçalinho” por cada menino da EB1 D. Manuel II. A ocasião foi, ainda, aproveitada pelo Presidente da Câmara Municipal de S. Nicolau para lançar a ideia de uma ligação mais

próxima a nível das escolas primárias; «Queremos solidificar a geminação. Estes meninos poderão vir a visitar os seus amigos em S. Nicolau ou vice-versa». E para começar a aproximação, nada melhor que uma carta escrita pelos alunos da EB 1 maiata para os meninos de S. Nicolau. O desafio foi prontamente aceite por António Carneiro. Refira-se, a terminar, que Bragança Fernandes não se livrou do pedido de um dos jovens para colocar balizas no recreio.

«... uma associação que deve orgulhar esta freguesia» Associação Desportiva e Cultural de Teibas comemorou o 15º aniversário. Cerimónia contou com vários responsáveis autárquicos e serviu também para inaugurar o bar da colectividade. ANTÓNIO MANUEL MARQUES

Tendo como actividades a pesca, o cicloturismo, a dança rítmica, o karaoke e o futsal, onde conta com oito dezenas de jovens, a Associação Desportiva e Cultural de Teibas festejou no passado fim de semana o seu 15º Aniversário. A cerimónia realizada na sede da colectividade, localizada no Centro Social de Teibas, juntou uma série de autarcas e responsáveis políticos, num role de congratulações e incentivos à continuação do bom trabalho

desenvolvido pela Direcção que tem como Presidente Paulo Rocha. O Governador Civil, Manuel Moreira., naquela que foi provavelmente a sua última aparição pública em terras da Maia, elogiou a colectividade realçando a importância que este tipo de associações desempenha para o “bem público”, «é uma associação que deve orgulhar esta freguesia. Podemos procurar no dicionário, mas não encontramos as palavras suficientes para descrever com exactidão a importância destas colectividades». Luciano Gomes, Presidente da Assembleia Municipal, juntou-se a estes

elogios, «tenho orgulho em pertencer a um Concelho onde gente humilde continua a dar-nos ensinamentos. No Concelho da Maia as grandes instituições, não em dimensão, mas por aquilo que fazem, vêm sempre daqueles que menos podem». Também o Presidente da autarquia, Bragança Fernandes, e o Presidente da Junta de Freguesia, Abílio Sousa se congratularam por este momento vivido pela Associação Desportiva e Cultural de Teibas. Nesta ocasião, foi ainda inaugurado o bar da colectividade, integrado no Centro Social de Teibas.

Escuteiros alertam para intenção da Siderurgia Agrupamento de Escuteiros de S. Pedro Fins levou a cabo uma acção de sensibilização. Jovens pretenderam alertar para a intenção da Siderurgia Nacional de aproveitar uma mata vizinha para depositar escórias. AMM

Tendo como mote o “Dia da Árvore”, o Agrupamento de Escuteiros de S. Pedro Fins levou a cabo uma série de iniciativas, que tiveram como ponto alto a acção de sensibilização e limpeza numa mata próxima da Siderurgia Nacional. Os cerca de 70 jovens, para além de alguns pais, tentaram alertar para a intenção revelada por aquela empresa em remodelar o local para servir de depósito de escórias de ferro. A Junta de

Freguesia colocou-se ao lado dos escuteiros, «a mensagem foi de preservação do espaço em redor da Siderurgia, que funciona como cortina de protecção às poeiras que resultam da actividade daquela indústria. Penso que a Junta de Freguesia soube interpretar a mensagem de uma forma correcta e estou em crer que a Câmara Municipal da Maia também, sabendo que em breve terá que se pronunciar sobre a viabilização das alterações que se pretendem fazer», referiu ao MaiaHoje, o Presidente da Junta, Marques

Gonçalves. As actividades começaram cedo com uma visita à Lipor 1, iniciativa patrocinada pela Junta de Freguesia. A comitiva pôde conhecer a Central de Compostagem, o Centro de Triagem e a Horta Biológica. Seguiu-se um almoço ao ar livre que decorreu no Parque do Valinho, em Arcos. «Correu tudo bem. Foi feito um alerta por uma comunidade com forte representação entre a juventude da freguesia», finalizou Marques Gonçalves.

Junta de Freguesia de Gueifães A Junta de Freguesia de Gueifães, deseja a todos os maiatos e em particular à população de Gueifães, uma Santa Páscoa.

126  
126  
Advertisement