Issuu on Google+

l berdade! !

JORNAL

***

Notícia a serviço de Mato Grosso do Sul

Campo Grande - Mato Grosso do Sul

-

Ano 02 - Edição Nº 75

-

***

24 de Fevereiro de 2013

Saiba analisar o que é o ERRO MÉDICO Falta de estrutura e condições de atendimento. Instabilidade emocional dos familiares e acompanhantes ao testemunharem procedimentos que parecem aos leigos, por vezes, agressivos. Recusa de atendimento clinicamente justificáveis podem erroneamente fazer acreditar em erros médicos. Existe razão para um cuidado, por parte dos Conselhos Regionais e Federal de Medicina, em julgar erros médicos. Nesta entrevista demonstramos o quanto é difícil ou sutil deter-minar a imperícia, negligência ou imprudência. PAG 11

CONVERSA NA REDAÇÃO

EU VIVO A BIPOLARIDADE Irene Kemp, for� mada em Filosofia e empresária, ex� põe de forma crua e direta o calvário de uma vida de pri� vação de felicidade e paz até que fos� se corretamente diagnosticada aos 47 anos. Em dois livros já lançados, “Estranha Vida” e “Nos Braços da Loucura” e com outro a caminho, repassa os passos do labirinto bipolar

e deixa um “carre� tel de Ariadne” que permita encontrar um caminho para a paz interior. PAG 21

NOVA ALVORADA

CHOQUE ADMINISTRATIVO E CRESCIMENTO Nova Alvorada do Sul é um dos municípios de Mato Grosso do Sul que mais se desenvol� vem econômica e socialmente. No entanto, causaram surpresa a quanti� dade e gravidade dos problemas ad� ministrativos en� contrados pela atual gestão de Juvenal Neto (PSDB), o que motivou uma

FIM DO AUXÍLIO PALETÓ PAG 03

nova análise dos projetos que deve� riam ser implanta� dos de imediato. E você confere aqui!

PAG 08

VEJA O CARRO MAIS ECONÔMICO DO PAG 04 MUNDO


!

!

Página 02 - Campo Grande - MS, 24 de Fevereiro de 2013

l berdade!

com.br

Crônica

Editorial

André Farinha

Apaixonado por futebol

Finalmente, o ano começou! O ditado popular é velho, mas o ano no Brasil começa mesmo somente após o Carnaval. Pelo menos para alguns setores da socie� dade. Para a maior parcela da população, 2013 é uma realidade desde a chegada das listas de material escolar, das faturas de cartões com os elevados gastos de dezembro, carnês de IPTU, IPVA, do aumen� to nos combustíveis… e uma infinidade de compromissos. Na política e na economia, o ano ainda vai começar. Janeiro e fevereiro são meses perdidos. As decisões sempre ficam para depois da festa carnavalesca. Passada a ressaca do Carnaval e as coisas co� meçaram a acontecer. Reinaldo Azambuja e Delc���������������������������������� í��������������������������������� dio do Amaral apareceram para co� brar seu “quinhão de apoio” político ao prefeito Alcides Bernal, que engatinha com a sua nova administração. Os vereadores sinalizaram apoio – institucional - ao prefeito da Capital, que ainda precisa falar com o “Deus da Política” para atestar sua governabilidade. Manobras e remanejamento nas secretarias para acomodar alia� dos. A Assembleia Legislativa ainda não nomeou seus afilhados. Muitos estão na espera de serem citados no Di��������������������� á�������������������� rio Oficial do Esta� do. O governador está costurando apoio no Interior, alguns prefei� tos reclamam da conduta coercitiva para que troquem de partido. Otimista com a Assembleia Legislativa que sempre esteve afinada com o Executivo, capitaneada pelo atual e eterno presidente, Jerson Domingos. Com os cofres cheios, obras para entregar, a ‘companheirada’ e os ‘camaradas’ sob controle e a oposição ocupada, Puccinelli pode colher frutos que lhe dará fôlego necessário para a sua eleição ao Senado. Não tem oposição, até porque o deputado Marquinhos Trad, agora preside a Comissão de Constituição Redação e Justiça. Ele precisa definir ainda em 2013 quem irá enfrentar o petista Delcidio do Amaral nas eleições a governo no próximo ano. André Puccinelli está atento a tudo, e arrumando no tabuleiro as peças no seu xadrez político. Quem souber jogar. Xeque Mate!

O garoto estava super empolgado para ir ao es� tádio, não por ser apenas mais uma partida do San José, time de coração, mas simplesmente por aquele ser o primeiro jogo da Li� bertadores, o torneio mais importante do continente sul-americano. Duran� te toda a semana, Kevin Douglas se dedicou aos estudos, ajudou os pais sem reclamar, comportou� -se feito o menino mais obediente do mundo, tudo para poder ir ao Estádio Jesús Bermúdez, em Oru� ro, na Bolívia. Apaixonado por fute� bol, principalmente pelo San José, o adolescente ti� nha todo o conhecimento de seu time e do adversá� rio que enfrentaria naquela quarta-feira, 20 de feverei� ro de 2013. Sabia da im� portância do resultado po� sitivo, sabia que a altitude seria um problema para os brasileiros e também sabia que aquele time era o atu� al campeão mundial. Na noite prometida, Kelvin foi ao estádio com seu pai, animado e ansioso para as� sistir a partida de perto e ajudar a empurrar o time contra os brasileiros. Ao

chegar, os olhos do inocente garoto de apenas 14 anos de idade se arregalaram, como quem nunca antes tinha visto um cenário como aquele, sua boca ficou aberta por alguns segundos e as pernas conge� laram na escadaria que dava acesso as arquibancadas. Ele, que nunca havia ido a uma partida da Libertado� res da América, já que a últi� ma vez que seu time partici� pou foi em 2008, se assustou ao encarar de perto a imensa torcida da Gaviões da Fiel, festejando e cantando ale� gremente, de uma forma tão grande que o estádio tremia junto aos pulos dos torce� dores, era a vibração de uma paixão, tão empolgante que só os corintianos conseguem definir. “Aqui tem um bando de loucos”, era o que se podia ouvir antes mesmo da parti� da ter início. Kelvin, que es� tava sentado na parte alta da arquibancada, não conseguia parar de olhar para o lado, obsecado e hipnotizado com a intensa vibração alvinegra. Ao som do apito do juiz a bola pode finalmente rolar pelo gramado, concentrado, o menino comentou com o pai que não seria nada fácil para fraquíssimo San José.

O garoto tinha razão e a prova veio logo aos cinco minutos, com o gol marcado por Guerrero. Ao balançar das redes adversárias, a torcida do Corinthians foi ao ápi� ce da loura, gritos de gol ecoaram por toda a velha cidade de Oruro, fundada nos anos de 1600, e nova� mente deixaram o peque� no Kelvin boquiaberto. “Que festa linda”, disse observando de longe com seus olhos tão cintilantes quanto o brilho da lua que pairava sobre o estádio. Mas o destino traiço� eiro — pregador de peças que, por vezes, são tão ir� reparáveis como jogadas de uma partida de xadrez — fez com que um torce� dor disparasse um sinali� zador de forma errada, o objeto percorreu 40 me� tros sobre a torcida do San José até explodir na cabeça do menino. O apaixona� do por futebol que estava apreendendo a amar tam� bém o Corinthians não re� sistiu aos ferimentos e fa� leceu antes mesmo de sair do estádio, antes mesmo de ver o time de coração segurar um empate com o campeão do mundo.

COXIAS POLÍTICA Creginaldo Câmara

Parceiros: .com.br

o seu jornal eletrônico

EXPEDIENTE: PUBLICAÇÃO DA EMPRESA GRAFICA E EDITORA LIBERDADE LTDA CNPJ: 13.815.091.0001-65 Diretor: Washington Sanches - DRT 596/MS Comercial: Ana Frazão - MTE 1024 Diagramação: Kamila Penteado Escobar Redação: Andre Farinha - MTE 1061 Juridico: Dr. Seriberto Henrique de Almeida e Dr. Janio Herter Serra

www.jlnews.com.br - Fan Page: JL News CONTATO: liberdadems@hotmail.com - contato@liberdadems.com.br Fone: (67) 3043 - 0013 (67) 3201-7408 (67) 8122-9813 Av. dos Estados, 280A - Jardim dos Estados - Cep 79002-523 Campo Grande - Mato Grosso do Sul

“Toma La, dá cá entendimento majoritário da classe política brasileira.” – Pensamento reinante da maioria dos internautas brasileiros. Em MATO GROSSO DO SUL, políticos e empresários de estreitos laços com o Poder Público, não possuem tanto medo do mosquito da dengue, quanto do Mosquito Jornalista. Dizem que coisa alguma passa desperce� bida do mesmo. Situação difícil a da Câmara Municipal de CAMPO GRANDE/MS, ir para aonde? Depois da Decisão da 3ª Câmara Cível do TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE MATO GROSSO DO SUL determinando o despejo dos vereadores devido à falta de pagamento de aluguéis. Verdadeiro vexame. O Vereador ALEX (PT) atual Líder do Prefeito da Capital, bem que tenta promover a conciliação entre os vereadores. A sua missão é ingente, pois o mesmo não tem recebido da municipalidade o devido respaldo. O cenário político do dia 21 de fevereiro de 2013, evidenciava ainda uma incerteza no relacionamento político entre o Prefeito ALCIDES BER� NAL (PP) e o Deputado Federal REINALDO AZAMBUJA (PSDB/MS), no tocante ao PSDB receber três secretárias de porteira fechada, ALCI� DES não cede, dizem alguns que não confia, quer ter o controle real. Já ZAMBUJA que possui um time bem qualificado não deixa por menos em suas pretensões.


Campo Grande - MS, 24 de Fevereiro de 2013 - Página 03

!

l berdade!

com.br

Política, Poder e Bastidores Washington Sanches

Foto: DicomCMM

ADVOGADO Em um evento, o deputado Zé Teixeira (DEM) quando avistou o Governador André Puccinelli foi logo dizendo: Estou advogando pra você na Assembleia Legislativa. Em tom de cobrança. Huuum!

FIM DO AUXÍLIO PALETÓ

COSTURANDO APOIO

Numa conversa de pé de ouvido o prefeito de Corumbá Paulo Duarte com o governador cos� turando uma parceria para governabilidade de ambos os poderes. André Puccinelli chamou numa piscadela para presenciar o acordo sela� do o deputado Pedro Kemp. Continuou André: Paulo eu te apoio, mas o governador eu indico. PD ficou na saia justa.

PRESTIGIOSO LONDRES

foto: Marycleide Vasques

Presidente da CMM, Bosco Saraiva (à direita) foi o autor do pedido de urgência do projeto que extinguiu o auxílio-paletó e das proposta que criou novos cargos

Um exemplo a ser seguido por todas as Câ� maras Municipais, As� sembléias Legislativas, Câmara Distrital, no DF, e pelo Congresso Nacio� nal, por que não?

O ‘auxílio paletó’ foi extinto esta semana pe� los vereadores da Câmara Municipal de Manaus, no Amazonas. A decisão foi tomada nesta terça-feira por unanimidade. A re�

REDE A sessão na Assembleia Legislativa, parou quando surgiu o deputado Londres Machado (PR), cumprimentados por todos. Londres com 71 anos de idade estava em tratamento médico de um câncer linfático.

PARTIDO DOS MILITARES O Partido Militar Brasileiro está em fase de re� gistro no TSE, com filosofia nacionalista e de extrema direita, querem congregar militares do Exercito, Marinha, Aeronáutica e Forças auxi� liares da Policia Militar e Bombeiros. Um capi� tão Bombeiro está sendo sondado para assumir o partido no Estado.

DIVIDA PAGA Para atender suas lideranças, o governador André Puccinelli, se empenhou e pagar suas promessas. A pedido de um amigo, mobilizou pessoalmente para eleger Mario Cesar presidente da Câmara da Capital e para atender a famíliaTrad emplacou o deputado Marquinhos Trad como presidente da comissão de Constituição e Justiça.

MISSÃO IMPOSSÍVEL

De olho na disputa presidencial de 2014, a ex- mi� nistra Marina Silva, reuniu lideranças politicas para discutir estratégias do novo partido político, Rede Sustentabilidade. Seu peso eleitoral está avaliado em 20 milhões de votos que obteve na última eleição presidencial. Precisam reunir 500 mil assinaturas até outubro.

PSDB O PSDB esta semana se reuniu na Capital, com objetivo de traçar estratégias futuras e arrebanhar mais filiados. O partido possui 90 vereadores, 13 vice-prefeitos e 11 prefeitos ainda disputa mais duas – Bonito e Sidrolândia. Lideranças acreditam terem chance de ter candidatura própria ao governo.

HUMOR NO MIDIAMAX

galia garantia R$ 15 mil por ano para cada um dos 41 vereadores, para a compra de paletó. Em seus discursos, os parla� mentares afirmaram que a decisão é um passo im� portante para o avanço da Casa. A proposta morali� zadora foi do vereador Mário Frota do PSDB. A ajuda de custo, no va�

lor de R$ 15 mil, é paga todo início de ano. A economia com a medi� da será de R$ 615 mil por ano. “Acho que é questão de bom senso. O Congresso já come� çou com a luta para acabar com o 14º e 15º salários. Não tem razão de se manter esse privi� légio. É imoral”, disse Frota.

CANDIDATOS Vários candidatos disputam a presidência da União de Câmaras de vereadores de Mato Grosso do Sul. Os vereadores Caio Augusto (PSD) presidente da Câmara de Ponta Porã, Humberto Bogarim (DEM) presidente da Câmara de Camapuã, Sandro Felix vereador de Taquarussu, Jiovani Vieira vereador de Jatei, Mauricio Lemes (PSB) de Dourados.

“O que governa o Brasil é a lógica da reeleição” Aécio Neves

REELEIÇÃO DE DILMA O Partido dos Trabalhadores se reuniram esta se� mana em São Paulo, para comemorar os dez anos de comando petista na Presidencia da Republica. Aproveitaram para lançar a reeleição da presidenta Dilma Roussef para 2014. Afastando os rumores de uma nova candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

REDE DE CONTROLE INTERNO

O Ministro Joaquim Barbosa assumiu a presidência do Conselho Nacional da Justiça, com a missão de acabar com o tráfico de influência de filhos e paren� tes de juízes no Judiciário.

Procurador de Justiça Mauri Valentin Ricciotti, está desenvolvendo juntamente com outras entidades e órgão de controle nas prefeituras municipais. Dois problemas corriqueiros poderão ser corrigidos. Pri� meiro a falha dos controles internos nas prefeituras e em segundo as Câmaras Municipais estão omissas e deixam de cumprir seu papel de fiscalizar as ações do Executivo. Obrigar os prefeitos a fazer a lição de casa.


l!berdade!

Página 04 - Campo Grande - MS, 24 de Fevereiro de 2013

com.br

Volkswagen apresenta o carro mais econômico do mundo Com motor turbodiesel acoplado a um elétrico, XL1 pode rodar até 111 km/l. Após anos de tes� tes e desenvolvimen� to, o Volkswagen XL1, enfim, se torna� rá realidade. A marca alemã confirmou na quinta-feira (21) que apresentará o modelo no Salão de Genebra, para em seguida dar início à sua produ� ção, em Osnabrück, na Alemanha. Híbri� do do tipo plug-in, o XL1 promete rodar até 111 km/l, se tor� nando o carro mais econômico do mundo em produção. Um dos respon� sáveis pela marca é o sistema híbrido, com�

posto por um motor turbodiesel de 800 cm³, 48 cavalos de potência e dois cilindros conec� tado a um propulsor elétrico de 20 kW (27 cv). Equipado também com um câmbio au� tomatizado de dupla embreagem e sete mar� chas, o XL1 faz de 0 a 100 km/h em 12,7 se� gundos e atinge a velo� cidade máxima de 159 km/h. Outra vantagem atribuída ao XL1 é sua capacidade de rodar até 50 km usando apenas o motor elétrico. Quanto às dimen� sões, o XL1 tem 3,8 m de comprimento,

1,66 m de largura, 1,15 m de altura. Seu peso, que também contribuiu potencialmente para o baixíssimo consumo, é de 795 kg, graças ao uso de fibra de carbono e alumínio. O conceito que ori� ginou o XL1 apareceu pela primeira vez em 2002, com o 1-Litre Car Concept. Em 2009 o modelo reapareceu, como L1 Concept, já com as linhas que lhe dão forma atualmente. Com coeficiente aero� dinâmico de 0.189 cx, o modelo também é con� siderado o mais aerodi� nâmico atualmente.

Ainda de acordo com a VW, o primeiro lote de produção será de apenas 50 carros, to� dos destinados a Euro� pa. O preço ainda não foi divulgado. (fonte: Veja)

VEÍCULOS

JETTA 2.5 07/08

Cpl/Aut/Couro/Rd17/Cd/Desemb de: 40.990,00 POR APENAS R$

39.990,00

Z AF IR A EX PR ESSION 2.0 09/10 Cpl/Aut/2Airb/R d/Couro/Abs/Cd/Limp/Des

de: 43.990,00 POR APENAS R$

41.990,00

A5 SPORTBACH 2.0 10/11 Cpl/Aut/Teto/Couro/4Airb/Cd/R d/M ilhas

de: 134.990,00 POR APENAS R$

132.990,00

A4 M ULTITR SPORT 2.0 11/12

SANTA F E 3.5 V6 10/11

Cpl/Aut/Teto/Couro/4Airb/Cd/R d/M ilhas

Cpl/Aut/2Airb/Couro/6CdM p3/R d/7Lug/Limp

de: 112.990,00 POR APENAS R$

de: 87.990,00 POR APENAS R$

109.990,00

BM W X 1 SDR IVE 2.0 10/11 Cpl/Aut/Couro/Cd/6Airb/Xenon/R d

de:97.990,00 POR APENAS R$

94.990,00

85.990,00

SANTA F E 3.5 V6 10/11

Cpl/Aut/2Airb/CdM p3/R d/Limp/Desem b

de:81.990,00 POR APENAS R$

79.990,00

C4 PALLAS EXCLUSIVE 2.0 08/09

GR ANCHEROKEE LIM ITED 3.6 11/11

Cpl/Aut/Couro/4Airb/Cd/R d/Abs/A rDig/M ilh

Cpl/Tipt/Teto/Couro/6Airb/2Dvd/R d/Abs

de:39.990,00 POR APENAS R$

37.990, 00

3326-5688 Av. Afonso Pena, 5800

de:154.990,00 POR APENAS R$

151.990, 00

60x

compre em até

consulte outras ofertas no site: WWW.VETTAVEICULOS.COM.BR

para pagamentos a vista ou financiado

C200 CLC KOM PR ESSOR 09/10 Cpl/Tipt/Couro/6Airb/R d/Cd/Abs

de: 71.990,00 POR APENAS R$

69.990,00

SENTR A 2.0 08/09

Cpl/Couro/2Airb/Abs/Cd/Desem b

de:31.990,00 POR APENAS R$

30.990,00

COROLLA X LI 1.8 08/09 Cpl/Cd/R d 17/2Airb/Desem b

de:44.990,00 POR APENAS R$

43.990,00

Não beba ao dirigir

Todos nossos veículos tem vistoria veicular completa. Garantia de procedência


PEÇAS

E

Campo Grande - MS, 24 de Fevereiro de 2013 - Página 05

l!berdade!

com.br

R$ 88,00 ou 6x 16,50 R$ 76,00 ou 6x 14,50 R$114,80 ou 6x 21,50 R$ 67,50 ou 6x 12,50

G4

SERVIÇOS NA TROCA DE ÓLEO DE MOTOR FILTRO GRÁTIS

Palio / Siena / Strada (ventilado)

65,00

Granel Mineral

R$ 134,30 ou 6x R$ 122,50 ou 6x R$ 184,00 ou 6x R$ 168,00 ou 6x

24,80 22,80 34,00 31,20

R$ R$ R$ R$

41,60 61,70 57,30 87,50

ou 6x 12,00

98,50

Granel Semi-sintético

ou 6x 18,20

118,00

ou 6x 21,80

Semi-sintético

R$ R$ MT 1.0 e 1.3 R$ Palio / Siena / Strada / Idea MT 1.4 R$

353,00 ou 6x 372,00 ou 6x 314,00 ou 6x 334,00 ou 6x

65,20 68,70 58,00 61,70

165,00

Sintético

ou 6x 30,50

76,00

Granel Mineral

ou 6x 14,10

67,00

Granel

ou 6x 12,40

R$ R$ R$ R$ R$ R$

Aberto de Segunda a sexta-feira - Das 7:30 às 11:30h e das 13:00 às 17:30h

140,00 ou 6x 250,00 ou 6x 367,00 ou 6x 160,00 ou 6x 80,00 ou 6x 240,00 ou 6x

28,50 50,00 67,80 29,60 16,00 44,50

(AT/Power) /1.3 / Strada / Idea /1.8

R$ 168,00 ou 6x 32,00 R$ 157,00 ou 6x 29,00 R$ 173,00 ou 6x 30,00

RECUPERAMOS VIDROS ELÉTRICOS E FECHADURAS ELÉTRICAS

Aberto de Segunda a sexta-feira - Das 7:30 às 17:30h c/ água c/ água

R$ R$ R$ R$ R$

135,00 ou 6x 142,00 ou 6x 193,00 ou 6x 211,50 ou 6x 306,00 ou 6x

25,00 26,30 38,00 39,50 57,00

R$ 125,00 ou 6x 24,70

GA 18 RAN ME TIA SE S

- Granel

RADIO-CD-MP3-USB (instalado LG)

225,00 ou 6x 334,00 ou 6x 310,00 ou 6x 444,00 ou 6x

R$ R$ R$ R$ R$

239,00 ou 6x 44,20 258,00 ou 6x 47,70 365,00 ou 6x 67,40 454,00 ou 6x 83,80 560,00 ou 6x 103,40

FATURAMENTO PARA EMPRESAS

6

ACEITAMOS TODOS OS CARTÕES DE CRÉDITO E CONVÊNIOS COM

BUSCAMOS SEU VEÍCULO PARA ORÇAMENTO SEM COMPROMISSO PNEUS COMPRADOS NO ALINHAMENTO, BALANCEAMENTO E MONTAGEM GRATUITA

Loja 1 R. 14 de Julho, 1011

3321-3500 Loja 2 R. Ceará, 1835

3201-3700

FORNECEMOS PEÇAS PARA TODO O MS NÃO JOGUE ESTE FOLHETO EM VIAS PÚBLICAS

DEZ/2012 E JAN/2013


com.br

!

l berdade!

Página 06 - Campo Grande - MS, 24 de Fevereiro de 2013

DOURADOS

Encontradas irregularidades em 14 de 21 boates vistoriadas PAC 2 destina 36 O Corpo de Bombei� ros de Dourados inter� ditou sete das 21 casas noturnas averiguadas du� rante operação realizada nos últimos dias no muni� cípio, por não apresenta� rem projeto de segurança. Das demais, sete estavam regulares e outras sete, apesar de estarem com o alvará que autoriza o funcionamento, apresen� taram algumas inconfor� midades como extintores vencidos ou preenchidos em empresas não creden� ciadas pelo órgão de segu� rança, por exemplo. “Todo ambiente fe� chado, com mais de 100 metros quadrados e que se enquadra no perfil de boate, danceteria e afins, foi vistoriado minuciosa� mente. Não deixamos pas� sar nada. Alguns estavam com irregularidades sim� ples de serem resolvidas, mas sete deles foram fe�

motoniveladoras para fortalecer agricultura familiar em MS

Bombeiros em inspeção as boates de Dourados

chados, pois não tinham sequer um projeto de se� gurança, o que é grave”, explicou o Sub-Coman� dante do 2° Grupamen� to de Bombeiros, Denny Augusto Ferreira Caval� cante. Segundo Denny, esses estabelecimentos ficam impedidos de funcionar até que sejam feitas ade� quações exigidas por Lei. “Nos que faltam projetos, é mais complicado, pois

será preciso alterar a es� trutura física da área, já o restante tem tarefas mais simples como instalar bar� ras anti-pânico, consertar as luzes de emergência, instalar novos extintores ou mesmo adquirir um novo alvará, pois o atual está vencido. Outros sete locais estavam regulares”, disse. O Sub-Comandante também afirma ser neces� sário maior participação da população, através de

denúncias que apontem estabelecimentos que es� tão funcionando com a segurança comprometi� da. “Depois da tragédia na boa Kiss, em Santa Maria (RS), todas as au� toridades brasileiras fica� ram em alerta, aqui não poderia ser diferente. Estamos adotando todas as medidas cabíveis para que o cidadão possa estar seguro em qualquer ambiente”, destacou.

CORUMBÁ

Prefeitura prepara ação de combate à dengue A Prefeitura de Co� rumbá está acertando detalhes finais para início de um grande ‘arrastão’ na área urbana da cidade, visando eliminação de fo� cos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue. A ação vai começar pelo centro da cidade, re� gião considerada mais crí� tica com 72 notificações de casos da doença, sendo 12 positivos. A proposta é desencadear os trabalhos já na segunda-feira, 25, com a participação de to� das as pastas da Adminis�

Foto: Marcos Boaventura

Paulo quer toda a Prefeitura combatendo a dengue

tração Municipal, além de parceiros. Esta foi a orientação repassada na manhã da quinta-feira, 21, pelo pre�

feito Paulo Duarte, du� rante a reunião do Comitê Permanente de Combate à Dengue. “A dengue não é apenas um problema da

Secretaria de Saúde, mas sim de todos nós. Todos devem estar envolvidos nas ações de combate à doença”, dis� se, demonstrando cla� ramente que não estava satisfeito com o que ob� servou no início da reu� nião, quando chegou ao auditório da Prefeitura e notou participação ape� nas de servidores da pró� pria Saúde, da Assistência Social e Cidadania, e da pasta do Meio Ambiente.

No início de fe� vereiro foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) a por� taria do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) com a relação dos 36 muni� cípios sul-mato-gros� senses contemplados com motoniveladoras por meio da segunda etapa do Programa de Aceleração do Cres� cimento (PAC 2) da Agricultura Familiar. O objetivo do ma� quinário é facilitar a manutenção das es� tradas vicinais, o que fortalece o trabalho do pequeno produ� tor e dos moradores de assentamentos da reforma agrária. Os equipamentos foram viabilizados a partir da articulação política do senador Delcídio do Amaral (PT-MS) e do deputado federal Van� der Loubet (PT-MS) junto ao MDA e à Pre� sidência da República. O delegado do MDA em Mato Gros� so do Sul, João Gran� dão, frisou que os mu� nicípios que ainda não foram contemplados têm até o dia 5 de abril para se cadastrarem no

Ministério, formalizan� do a carta-consulta com a solicitação de maqui� nários para a agricultura familiar. “Temos, por exemplo, a Prefeitura de Paraíso das Águas, que não se beneficiou com a retroescavadeira por questões jurídicas. Ago� ra, ela deve se cadas� trar no Sispac para que possa também ser be� neficiada não só com a retroescavadeira, como também com a moto� niveladora”, explicou Grandão. Os municípios con� templados com as mo� toniveladoras são Água Clara, Amambai, Anas� tácio, Aparecida do Taboado, Aquidauana, Aral Moreira, Brasilân� dia, Caarapó, Camapuã, Cassilândia, Chapadão do Sul, Costa Rica, Co� xim, Deodápolis, El� dorado, Fátima do Sul, Iguatemi, Itaporã, Ita� quiraí, Ivinhema, Ladá� rio, Maracajú, Miranda, Naviraí, Nova Alvorada do Sul, Nova Andra� dina, Paranaíba, Porto Murtinho, Ribas do Rio Parde, Rio Brilhante, Rio Verde, Santa Rita do Pardo, São Gabriel do Oeste, Sidrolândia, Sonora e Terenos.


com.br

l berdade! !

NOVA ANDRADINA

Diretor do Hospital Regional ameaça demissões coletivas para sanar dívidas A sessão ordinária da Câmara Municipal de Nova Andradina desta segunda-feira (18) tornou pública a real situação enfrentada pelos direto� res do Hospital Regional Francisco Dantas Mani� çoba. De acordo com as palavras do diretor da unidade, Fábio José Juda� cewski, o hospital públi� co sofre com um déficit de R$300 mil por mês e até demissões coletivas já estão sendo previstas na tentativa de solucionar o problema financeiro. Conforme as infor� mações do site Nova News, o diretor atendeu à solicitação da Câmara Municipal e expôs um breve balanço do HR. Fá� bio garantiu que a defici� ência da receita não chega a comprometer o funcio� namento do hospital, mas

dificulta a agilidade dos serviços prestados. O problema vem sen� do estudado pelos verea� dores, um deles, Sandro Hoici (DEM), declarou que o acúmulo de débitos pode gerar uma dívida ir� reversível. “Em um ano o valor pode chegar a R$ 4 mi� lhões e virar uma dívida insolúvel. Podemos ca� minhar para uma situação semelhante a da Santa Casa”, analisou. Ainda conforme o ve� reador, o pagamento dos médicos e enfermeiros está em dia, assim como a realizações de cirurgias. “A deficiência da receita não chega a comprome� ter o funcionamento do hospital, mas dificulta a agilidade dos serviços prestados”, explicou Repasse municipal As dívidas citadas pelo

Hospital recebeu repasse de R$215 mil do prefeito Roberto Hashioka

diretor da unidade caem em contradição diante a Prefeitura Municipal, já que em janeiro deste ano, segundo matéria publica� da no Jornal da Nova, o prefeito Roberto Hashio� ka repassou a administra� ção do HR a quantia de R$215 mil, provenientes de recursos municipais e correspondem ao mon� tante destinado todos os

meses à unidade de saúde. O repasse foi feito 17 dias antes da data previs� ta, dia 28 de janeiro. “Antecipamos-nos à data visando à normaliza� ção dos recursos para que o hospital regional pos� sa cumprir com os seus compromissos financei� ros”, detalhou o chefe do Executivo municipal para a reportagem.

Prefeito Marcelo é empossado presidente da Junta Militar Delegado da 7ª Delega� cia de Serviço Militar, em Aquidauana, na presença do Secretário da Junta de Jardim, Adriano Sales de Oliveira. O Delegado explicou que, por força da Lei do Serviço Militar, o pre� feito municipal torna-se presidente da Junta de Serviço Militar. Alcânta�

ra também falou sobre as atribuições do presidente da Junta – como realizar e presidir a solenidade de entrega do Certificado de Dispensa de Incorpora� ção e incluir no orçamen� to da prefeitura recursos destinados a Junta. Após fazer o juramento e as� sinar o Termo de Posse, Marcelo Mello disse que é

uma honra assumir a pre� sidência da Junta Militar e colocou-se a disposição para contribuir com o que for necessário para o bom andamento da Junta.

CAPITAL

Acadêmica tenta matar coordenadora de curso Uma acadêmica recém formada da Universidade Unaes de Campo Grande tentou matar uma profes� sora após receber o di� ploma. O caso aconteceu durante a noite dta quar� ta-feira (20), ao terminar a colação de grau, a estu� dante chamou a vítima, que também é coordena�

dora do curso, para uma conversa em particular na sala da diretoria. Lá dentro, as duas te� riam conversado até que a jovem pediu o endereço de outro professor para a mulher, no entanto, ela se negou entregar. Irritada, a estudan� te partiu para agredir-la

Empresa de MS irá expor produtos em feira internacional da construção civil

Representante Comercial de Sao Paulo Saniel Santos e Diretor da Branno Eder Pereira Mendes

JARDIM

Cumprindo mais uma das funções de gestão pública municipal, o pre� feito Marcelo Mello foi empossado como presi� dente da Junta de Serviço Militar de Jardim, no dia 19 de fevereiro, em seu gabinete. O ato foi conduzido pelo Capitão Sérgio Mu� rilo Alcântara da Silva,

Campo Grande - MS, 24 de Fevereiro de 2013 - Página 07

usando uma faca, mo� mento em que a secretá� ria apareceu na sala após ouvir os gritos e impediu que algo pior acontecesse. Presa, a jovem relatou ao delegado responsável pelo caso que só queria chamar a atenção da dire� toria da universidade, pois teria sofrido bullying du�

rante toda a vida acadêmi� ca e que a diretoria nunca tomou as providências necessárias. Após o fato esclareci� do, a jovem foi liberada, ela assinou o TCO (Ter� mo Circunstanciado de Ocorrência), usado para crimes de menor poten� cial.

A Branno Tintas e Revestimentos estará presente na 19º Feicon Batimat (Feira Interna� cional da Construção Civil), que será realizada entre os dias 12 a 16 de março, no Anhembi, em São Paulo (SP). A empresa sul-mato� -grossense será a única do estado a participar do evento, que reúne pro� fissionais da construção civil vindos de todos os cantos do mundo. Segundo o diretor da marca, Éder Pereira Mendes, a feira oportu� niza o reconhecimento dos produtos indus� trializados pela Branno, como a linha básica de tintas e texturas, a base de água e de solvente,

também trabalhamos com um revestimento único, produzido com pedras preciosas brasi� leiras, além de uma nova linha de revestimentos, que será lançada em São Paulo, produzida a partir de resido industrial de metais não ferrosos. “O evento se torna importante para nós, pois poderemos assim mostrar para o mundo inteiro estes produtos inovadores que são de� senvolvidos aqui no es� tado. A Branno leva para dentro do mercado bra� sileiro um conceito ino� vador, com brasilidade, sustentabilidade e ino� vação tecnológica”, co� mentou o diretor.

SENAC oferece diversas opções de cursos gratuitos em Campo Grande O SENAC Campo Grande, através do Prona� tec, oferece gratuitamente vários cursos de qualifica� ção profissional para pes� soas de baixa renda. Os cursos têm início dia 25 de fevereiro e as inscrições podem ser feitas na unidade do SENAC da Capital. São oferecidos os cur� sos: Auxiliar Administra� tivo, Operador de Caixa e Balconista de Farmácia para quem faz parte do programa Bolsa Família ou está inscrito no Seguro Desemprego; para os jo� vens que estão no serviço

militar a opção é o curso de Auxiliar Administrati� vo, através do projeto Sol� dado Cidadão. No SENAC/MS os alunos terão acesso a cur� sos de qualidade, que pos� sibilitarão a sua inserção no mercado de trabalho. O SENAC/MS é referên� cia em educação profissio� nal e oferece uma propos� ta de ensino privilegiando o desenvolvimento do co� nhecimento, habilidades e atitudes que atendam às exigências do mercado, com professores especia� lizados e sólida formação teórica.


l!berdade!

Página 08 - Campo Grande - MS, 24 de Fevereiro de 2013

com.br

NOVA ALVORADA

CHOQUE ADMINISTRATIVO E CRESCIMENTO Dirceu Martins (colaborador) Nova Alvorada do Sul é um dos municípios de Mato Gros� so do Sul que mais se desenvol� vem econômica e socialmente. No entanto, causaram surpresa a quantidade e gravidade dos problemas administrativos en� contrados pela atual gestão de Juvenal Neto (PSDB), o que motivou uma nova análise dos projetos que deveriam ser im� plantados de imediato. Os mais graves problemas e que demandam uma solução urgente e o auxílio das bancadas federal e estadual são as dívidas em aberto com o Instituto Na� cional do Seguro Social (INSS), que ultrapassa R$ 3 milhões e com a Sanesul, com valore aci� ma de R$ 2 milhões. Não bas� tassem os valores a serem pa� gos, estas dívidas impedem que o município seja beneficiado em projetos e recursos, penali� zando a população e compro� metendo o desenvolvimento. Segundo o atual prefeito, faltavam servidores em vários quadros da administração e havia concursos em aberto, no entanto os aprovados não po� dem ser chamados por irregu� laridades no edital. A solução é enviar um Projeto de Lei para a Câmara de Vereadores criando o número de vagas. “Eu po� deria chamar outro concurso, mas seria injustiça com as pes� soas que pagaram, estudaram e passaram, sem saberem da irregularidade. vamos convocar os aprovados”, diz Neto.Até que isso se concretize foi feito, em acordo com o Promotor do Município, um Termo de Ajus� te de Conduta que viabilizasse contratações pelo período de 90 dias, principalmente nos setores de Saúde e Limpeza Pública. Administrar sem dinheiro Agora o prefeito enfrenta o desafio das dívidas da fal� ta de pessoal, ma garante que montou uma equipe de secre� tários que querem trabalhar e têm sintonia com o gestor, o que possibilita enfrentar as co� branças da população, até por� que considera que sejam justas. “Estamos indo passo a passo, ter coerência, transparência e dentro do que a Lei determina buscar atender as prioridades que, hoje, são Saúde e Educa� ção sem esquecer as questões sociais e estruturais para o bom andamento da nossa cidade”,

enfatiza Neto. A meta principal é terminar o ano de 2013 com a regulari� zação das contas públicas. Para tal, diversas decisões foram to� madas, inclusive com a extinção de cargos e criação de três no� vas coordenadorias que agiliza e raciona a burocracia. Com esta reestruturação foram economi� zados R$ 10 mil/mês na folha de pagamento. Escândalo Há uma dívida superior a R$ 3 milhões de INSS, herdados da administração anterior, em valo� res que foram descontados dos servidores, mas não repassadas ao INSS. Caso algum servidor necessite aposentadoria, auxílio doença, pensão por morte ou invalidez, auxílio acidente e ou� tros, terá negado esse direito.

Mesmo com a renegociação da divida em setembro de 2012, os parcelamentos não foram pagos nos meses posteriores e sequer o montante que continuou a ser ar� recadado foi repassado aos INSS. A Prefeitura também está impedi� da de receber recursos federais em função do não pagamento e não cumprimento da renegociação. E para onde foi o dinheiro? Nós não sabemos o destino deste dinheiro. Estamos encami� nhando juridicamente a questão para apurar as responsabilidades. Sanesul Há uma dívida superior a R$ 2 milhões com a Sanesul referente ao fornecimento de água para a Pre� feitura, isto impede o município de se inscrever e ser beneficiado com R$ 5 milhões de verbas federais para implantar saneamento e trata� mento de esgoto no município.

Nova Lei Seca. MaiS rigor, MeNoS vioLêNcia No trâNSito. Não adianta recusar o bafômetro.

Mais do que punir, a Nova Lei Seca tem como objetivo reduzir o número de tragédias no trânsito. Veja o que muda e não corra o risco de se tornar um criminoso como outro qualquer. Quanto de álcool eu posso consumir? Antes, o condutor alcoolizado só era preso se estivesse com concentração de álcool por litro de sangue igual ou superior a 6 decigramas, ou sob a influência de qualquer outra substância psicoativa que determinasse dependência.

Agora a multa mais que dobrou (R$ 1.915,40) e as demais penalidades continuam as mesmas. Se houver reincidência dentro de 1 ano, a multa é de R$ 3.830,80. Quando passa a ser crime? (acima de 0,34 miligrama de álcool por litro)

Agora é tolerância zero. Qualquer concentração de álcool no sangue implica as penalidades.

O condutor pode pegar de 6 meses a 3 anos de cadeia, além de sofrer as demais penas administrativas.

Quais são as penalidades? (até ou igual a 0,34 miligrama de álcool por litro de ar)

Como pode ser comprovado?

Antes, a multa era de R$ 957,70 e o condutor sofria suspensão do direito de dirigir por 1 ano, tinha o carro retido e a habilitação recolhida.

As provas podem ser obtidas mediante teste de alcoolemia, exame clínico, perícia, vídeo, testemunha ou outros meios de atestar em direito admitidos, observada a contraprova.

agora é toLerâNcia zero. facebook.com/paradapelavida paradapelavida.com.br


com.br

!

soc ia l Diretor do JL Washington Sanches e o presidente da Câmara Municipal de Ponta Porã Caio Augusto

l!berdade!

Prefeito Douglas Figueiredo, Vice prefeito da Capital Gilmar Olarte e sua esposa Andreia

Campo Grande - MS, 24 de Fevereiro de 2013- Página 09

Aniversariantes O Jornal Liberdade está em festa! Queremos Parabenizar com muito carinho nosso Diretor e nossos Pequenos Colunistas que estão completando mais um ano de vida, PARABENS! Karla Manuela (20/02)

Secretário de Obras Semy Ferraz e Secretário Municipal de Educação Jose Chadid

O Adminitrador Ivandro Fonseca e o Economista Paulo Ponzini

João Pedro 26/02

Washington Sanches 23/02

Celebridades

Cantora é ingrata com Raul Gil e o ignora no programa de Fátima Bernades

As empresarias Juliana Zorzo e Noemia Ana Frazão

Prefeito de Sidrolandia Ilson Peres e esposa Glaucia

Leilah Moreno surpreendeu muita gente durante sua participação no Encontro, de Fátima Bernardes, nesta semana. A cantora falou com a apresentadora sobre o início de sua carreira na música. - Canto desde pe� quena, desde os cinco anos. Comecei dublando Michael Jackson, aí comecei a cantar em coral e depois fui para a banda da minha mãe. Leilah, ingrata, não teve a coragem de citar que é ex-caloura de Raul Gil e que só ficou co� nhecida nacionalmente de� pois de se apresentar várias vezes no programa dele. Será que ela esqueceu?

Íris Stefanelli recebe cantada de outro sertanejo, mas agora é pra valer… Só foi Eduardo Costa ser proibido de falar da vida pessoal que o blog acabou de descobrir uma coisinha sobre... a vida pessoal dele... O sertanejo deu em cima de Íris Stefanelli descarada� mente no show do Rick e Renner, nesta semana, em São Paulo. A moça foi entre� vistá-lo para o TV Fama e o cantor ficou cheio de graça. Estava todo animadinho. Depois do Sorocaba, agora vem o Eduardo querer pegar a Siri. Isso mostra que esse ra�


l berdade! !

Página 10 - Campo Grande - MS, 24 de Fevereiro de 2013

“Práticos” também realizam atendimento para eleitor faltoso Desde a quarta-feira (20), os Tribunais Regio� nais Eleitorais começa� ram a divulgar a lista com os nomes e títulos dos eleitores que deixaram de comparecer aos três últi� mos pleitos. Em todo o estado, o eleitor que estiver com o nome incluído nesta lista deve regularizar sua si� tuação, comparecendo a um posto de atendimen� to mais próximo entre os dias 25 de fevereiro e 25 de abril, levando um documento oficial com foto, título eleitoral, com� provantes de votação, de justificativa eleitoral e de recolhimento ou dispensa de recolhimento de mul� ta. Em Campo Grande,

os Postos de Atendimento denominados “Práticos”, localizados próximos aos terminais de ônibus, tam� bém estão realizando este tipo de atendimento, para maior comodidade do elei� tor. A relação das inscri� ções passíveis de cance� lamento ficará disponível nos cartórios eleitorais para consulta pelos inte�

ressados. O eleitor pode consultar a sua situação eleitoral também no site do TRE-MS (www.tre-ms.jus. br). A não regularização da situação eleitoral implicará o cancelamento automático do título de eleitor. Localização e horário de funcionamento dos “Práti� cos” Os Postos de Atendi� mento Eleitoral funcionam

de segunda a sexta-feira, das 8h às 14h, nos seguin� tes endereços: • Prático Guaicurus Avenida Gury Marques, 5.111, Bairro Universitário; • Prático General Osó� rio - Rua Santo Ângelo, 51, Bairro Coronel Antonino; • Prático Aero Rancho - Avenida Marechal Deo� doro, 2.603, Bairro Aero Rancho

um alto índice de den� gue. O nome dos respon� sáveis pelos terrenos foi divulgado no Diário Oficial do Município (Diogrande) da quarta� -feira (20), Segundo a as� sessoria da Prefeitura, os relacionados não haviam se manifestado quanto à limpeza dos terrenos.

Inicialmente, as notifica� ções serão emitidas pelos fiscais e encaminhadas via Correio com AR (Avi� so de Recebimento) aos proprietários que terão 10 dias para limpar o terreno. “Ficam intimados a comparecerem no prazo de 30 dias, a contar da data de publicação do edi� tal, a recolherem o Crédi�

to Originário da Multa. Decorrido o prazo legal sem o cumprimento da intimação, será lavrada a multa e inscrita no dé� bito em Dívida Ativa do município. A iniciativa tem como base os artigos 12 e 58 da Lei Complemen� tar n. 02/92”, diz o texto da publicação.

Reforma Urbana será tema da 5ª Conferência da Cidade na Capital A 5ª Conferência da Cidade, que visa discu� tir e propor a política de desenvolvimento urba� no para Campo Grande acontecerá na segunda quinzena de maio. Após convocação do Instituto Municipal de Planeja� mento Urbano (Planurb), em reunião aberta com participação de diferentes setores da sociedade, foi definida uma Comissão Preparatória do evento com a participação de 33 entidades da sociedade civil e órgãos públicos (municipal, estadual e federal). Essa comissão encaminhará o processo de debate e eleição de de�

Artigo

Ronaldo Braga

PENAS E CADEIAS

Prefeitura notifica 48 proprietários de terrenos sujos A prefeitura de Campo Grande notifi� cou 48 proprietários de terrenos baldios para que limpem o local em um prazo máximo de dez dias. A medida visa diminuir a sujeira dentro destes terre� nos abandonados em 42 bairros de Capital, onde foram registrados

com.br

legados para a conferência, que antecede a conferência estadual e nacional, que devem ocorrer nos meses de setembro e novembro, conforme o calendário re� passado pelo Ministério das

Cidades. Para o diretor do Pla� nurb, Valter Cortez, “o mo� mento é singular para discu� tir os problemas de Campo Grande, que tem problemas sociais e ambientais que sa�

bemos que existe. Nossa expectativa é que a confe� rência aponte diretrizes que auxiliem a administração da cidade. É momento opor� tuno para debater Campo Grande”.

O tema é sempre atu� al e merece reflexão. No direito penal brasileiro te� mos as seguintes penas: (a) privativas de liberdade; (b) restritivas de direitos; (c) multa. Com a permissão do ilustre leitor, o concei� to de pena: “é a sanção imposta pelo Estado, por meio de ação penal, ao criminoso como retribui� ção ao delito perpetrado e prevenção a novos cri� mes”. Seus fundamentos: (i) denúncia: faz com que a sociedade desaprove a prática do crime; (ii) dissu� asão: desaconselho as pes� soas à prática delitiva; (iii) incapacitação: proteção da sociedade, retirando o cri� minoso de circulação; (iv) reabilitação: reeducando o ofensor da lei penal; (v) reparação: trazer alguma recompensa à vítima; (vi) retribuição: dando ao con� denado uma pena propor� cional ao delito cometido. Como operador do direito e defensor de inte� resses jurídicos do homem e não do crime, comungo à importância do cumpri� mento das garantias dos direitos individuais e cole� tivos consagrados em lei. No Brasil há cerca de 550.000 presos, a quarta maior população carcerá� ria do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos, da China e da Rússia. O espa� ço brasileiro reservado aos presos comporta cerca de 310.000 homens; o déficit é de quase 241.000 vagas. Ode a hipocrisia, é dizer que permaneçam amontoados como lixo em celas. O rodízio entre eles se torna inevitável, pes� soas dormem em pé para que outras possam deitar no pedaço de espuma que os próprios presos têm de adquirir. Esse resultado evidencia que no Brasil prisões deixam de ser es� paços que punem crimi� nosos com a privação de liberdade para virar centro

medievais de tortura, trazendo aumento da in� segurança jurídica para à sociedade eis que voltam a delinquir. Recentes estudos mostram que esses fa� tores precários influen� ciam diretamente nas taxas de reincidência no crime. Obviamente, que alternativas existem para a diminuição dessa massa carcerária as quais passam pela instituição de penas alternativas para quem cometer cri� mes que não envolvam ameaça à pessoa. É uma forma eficiente de redu� zir a superlotação nas penitenciárias sem ne� nhum prejuízo a escor� reita aplicação da norma repressora. O saber é uma obra inacabada. Nossas crian� ças de hoje serão nossos adultos do futuro; livres ou condenados. O cami� nho da mudança social passa pela educação e longe da menoridade penal. A excessiva seve� ridade se torna desne� cessária pela incerteza e imprevisibilidade das condenações e penas sempre que voltado à garantia de que nenhum culpado fique impune, ainda que à custa do sacrifício de algum ino� cente assim como negar ao processado as garan� tias humanas fundamen� tais: “as garantias do contraditório e da ampla defesa ou flexibilizar, in� clusive, os princípios da legalidade, da anteriori� dade e da taxatividade.” Melhor prevenir os crimes que puni-los. Esta é a finalidade precí� pua de toda boa legisla� ção, arte de conduzir os homens ao máximo de felicidade, ou ao mínimo de infelicidade possível, para aludir a todos os cálculos dos bens e dos males da vida.


com.br

l berdade!

Campo Grande - MS, 24 de Fevereiro de 2013 - Página 11

!

Artigo A INSTABILIDADE EMOCIONAL DOS FAMILIARES ENXERGA ERRO ONDE ELE NÃO EXISTE

Buscando dar outra perspectiva à matéria da edição passada que tratou de erros médicos, convi-damos o Dr. Benedicto Figueiredo, advogado, para discorrer juridicamente sobre erro, imperícia e negligência médica. Dirceu Martins (Colaborador) Liberdade: Qual a diferença entre o erro médico, ou imperícia médica e negligência? Dr. Benedicto: A gente tem que primeiro entender a diferença entre dolo e cul� pa. Dolo é a vontade de pra� ticar determinada conduta, e essa conduta é um crime. Ou assumir o risco de pro� duzir um resultado e não se importa que esse resultado venha a acontecer. Culpa é não prever aqui� lo que deveria ser previsto e que, por razão dessa im� previsão causa uma conduta descrita como sendo crimi� nosa. Porque você agindo de maneira imprudente, negli� -gente ou imperita, assume o risco de produzir o resul� tado, porém você acredita que esse re-sultado não vá acontecer. Então, a linha tênue que é a diferença entre dolo eventual e culpa consciente é de que em ambos, você assume o risco de produzir o resultado, porém, no dolo eventual você não se impor� ta com o resultado. Na culpa, por sua vez, você acredita que esse resul� tado não vá acontecer.

Liberdade: Imprudência, negligência e imperícia são modalidades de espécies culposas. Então, como a pessoa age com culpa? Dr. Bernedicto: Exem� plificando “imprudência” no erro médico: deixar de fazer um exame num paciente para saber se ele terá um choque anafilático com determinado medicamento. Isso pode ser imperícia, também. Imperícia: a pessoa no mo� mento em que ela entra numa mesa de cirurgia o médico não tem a habilitação necessária para realizar aquele procedi� mento. Ele le não é perito. Negligência é aquilo que se chama de “culpa omissiva”, ou seja, ele se “omite”, ele é “negligente” para determinada situação. Vejamos, aparece um ferido dentro do hospital, está se vendo que o paciente vai morrer, mas o responsável diz: espera na fila. Ele foi negli� gente, não teve a sensibilidade necessária para entender que o paciente deveria ser atendido, sob pena de morrer. Liberdade: Na eventualidade de um médico não dominar determinada especialidade e realizar cirurgias específicas, isso seria culpa ou dolo?

Dr. Benedicto: Para entender isso: eu sou um advogado, milito na área criminal, mas se eu deci� dir hoje entrar com uma ação trabalhista, tenho le� gitimidade para tanto. Eu sou advogado. Da mes� ma maneira, o médico. Existe uma recomenda� ção de que ele tenha uma formação técnica, mas, e posso até estar falando uma besteira, a partir do momento em que ele se forma médico, ele pode exercer a profissão dele. Ele tem esse mister. Ele é médico, assim como eu sou advo-gado. Liberdade: Um caso comum é o mé-

dico ter que tomar uma decisão a respeito de um paciente que virá a óbito caso não seja socorrido prontamente, mas a clínica ou hospital não oferece condições para o atendimento. Ele emergencialmente realiza um procedimento, mas o paciente falece. A quem responsabilizar: a clínica ou o médico? Dr. Benedicto: Existe a responsabilidade civil e exis� te a responsabilidade penal. A responsabilidade penal é personalíssima à pessoa que irá sofrer uma pena. Os cri� mes são descritos por con� duta, e quem pode praticar conduta é apenas o ser hu�

Qualquer médico pode realizar uma cirurgia plástica? Pela Legislação Brasileira qualquer médico pode executar qualquer tratamento, porém isso aos olhos de qualquer pessoa de bom senso é uma temeridade. Existem esforços das sociedades e especialidades para mudanças nessa Lei, que teve sua validade no passado. Procure saber se seu médico é Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Se for, você terá a certeza de que ele, após se formar, realizou residência ou Pós-graduação de 2 anos em Cirurgia Geral, depois mais 3 anos em Cirurgia Plástica e depois prova curricular, oral e escrita para receber o Título de Especialista. José Horácio Aboudib - presidente da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

mano. O direito penal tem que ter uma descrição cer� ta, e até onde eu saiba você não tem uma descrição pe� nalizando a instituição por algum erro médico. Agora você tem outra situação que é a responsabilidade civil, que pode ser repartida, bi� partida ou apenas unificada ou para o médico ou para o hospital. Então, no caso de haver um procedimen� to, onde o médico age, mas faltam equipamentos que o hospital tenha que fornecer, essa responsabilidade tem que ser aferida para deter� minar a quem cabe respon� sabilidade. Quando a gente fala em dolo ou culpa, existe esta responsabilidade também no Direito Civil, não apenas no Penal. Diante de haver a modalidade culposa, tem que se aferir o grau de culpa para se quantificar uma in� denização para essa pessoa. Liberdade: Retomando ainda: o médico nega atendimento por falta de condições, no traslado até o local onde esse paciente possa ser atendido a contento. A vitima falece. Configura negligência, erro ou fatalidade? Dr. Benedicto: Vamos esclarecer o que é conduta. E conduta é ação ou omis� são. No momento em que o paciente chega, moribundo, não há condições de aten� dimento, e o médico, por esse motivo, encaminha para outro local. Quan� do se fala em conduta, ele adotou uma conduta para alcançar resultados. Se ele recebe e o paciente morre, ele foi imprudente. Então, ele tem uma conduta ativa de ação. Assumir o risco é a predisposição de que você vai obter o resultado, mas ou você assume o risco ou você acredita que ele não vá acontecer. Se ele morrer no trajeto é uma questão de “sorte”. A partir do momento em que o médico recebe uma pessoa num posto de saúde, clínica ou outro am� biente e o local não apre� sente condições de aten� dimento e ele encaminhe essa pessoa ao hospital,

um centro maior, onde o procedimento médico pos� sa ser realizado, nesse caso ouve um julgamento prévio feito pelo profissional que, naquele momento entende que o traslado deve ser re� alizado. Ele não assume ris� co, ele cumpre com aquilo que se chama de protocolo médico. “Não estamos ap� tos a receber esta pessoa aqui, encaminhe-se para outro local”. Sob pena de ele agir com imprudência, não é nem imperícia, ele se� ria imprudente em receber uma pessoa que ele sabe que naquele local ele não tinha condições de receber. Liberdade: Quando se trata de erro médico, um dos pontos cruciais é a instabilidade emocional dos familiares e acompanhantes. Procedimentos podem parecer aos leigos, por vezes, agressivos. Recusa de atendimento clinicamente justificáveis, também. Dr. Benedicto: Mas an� tes de julgar, existe, e vamos falar novamente, culpa por imprudência, negligência ou imperícia. Liberdade: Acusa-se o os Conselhos de Medicina de corporativismo, mas existe alguma razão para esse cuidado por parte dos Conselhos em julgar erros médicos quando nos parece que é tão difícil ou sutil determinar o dolo? Dr. Benedicto: Olha, o médico faz o juramento de Hipócrates, portanto parte� -se dessa premissa, desse ju� ramento, que ele quer salvar a vida e vai salvar essas vi� das. Ele está disposto a isso. Numa situação como esta, quando se fala em cor� porativismo, prefiro pensar que não é um corporativis� mo, eu prefiro pensar que é uma presunção de um Con� selho Médico, de que todos aqueles que cursaram medi� cina e que fizeram as suas respectivas residências, es� tão dispostos a salvar vidas. Então parte-se da premissa de que são inocentes. Eu penso dessa forma. É uma questão ética e moral, para ele, salvar vidas.


Página 12- Campo Grande - MS, 24 de Fevereiro de 2013

l!berdade!

com.br

DOUGLAS TOMA POSSE NA ASSOMASUL Douglas Figueiredo (PSDB), prefeito de Anastácio eleito presidente da Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul, defendeu a parceria com outros poderes.Além do governo estadual, da Assembleia Legislativa e da bancada federal, sugeriu outras parcerias com entidades e órgãos não-governamentais, como Fiems, Famasul, Sebrae, Senac, OAB, Crea e universidades. Mas avisou que a entidade não será subserviente, irá manter a sua autonomia na defesa dos interesses dos municípios sul-mato-grossenses. “Precisamos do apoio da bancada federal visando à aprovação de Douglas Figueiredo e sua esposa Cynthia Anastacio matérias de interesse das prefeituras, além dos convênios dos governos federal e estadual para ampliar o poder de investimento nos setores prioritários da administração pública”. Comentou Douglas. Apesar da diminuição dos repasses do Fundo de Participação dos Municípios, Douglas disse que ainda “há esperanças de um futuro promissor, com garantias de avanços do ponto de vista estrutural, por meio de melhorias para o ensino público e para a saúde e que o saneamento básico atinja efetivamente os 100% da meta Prefeitos Douglas Figueiredo e Jocelito Krug Prefeitos Douglas Figueiredo e Paulo Duarte Prefeitos Alcides Bernal e Douglas Figueiredo de investimento estabelecida”.

Prefeitos Douglas Figueiredo e Jorge Diogo

Prefeitos Douglas Figueiredo e Isabel Cristina

Prefeitos Douglas Figueiredo e Selso Lozano

Prefeitos Douglas Figueiredo e Roberto Nem

Prefeitos Douglas Figueiredo e Manoel Viais

Prefeitos Douglas Figueiredo e Zé Cabelo

Prefeitos Marta Maria e Douglas Figueiredo

Prefeitos Douglas Figueiredo e Doutor Marcelo

Prefeitos Douglas Figueiredo e Mario Kruger

Prefeitos Douglas Figueiredo e Ludimar Novais

Prefeitos Pedro Caravina e Douglas Figueiredo

Prefeitos Douglas Figueiredo e Juliana Almeida

Prefeitos Douglas Figueiredo e Vanderley Bispo

Prefeitos Douglas Figueiredo e Juvenal Neto

Prefeitos Douglas Figueiredo e Maria Viana

Prefeitos Heitor Miranda e Douglas Figueiredo


com.br

Campo Grande - MS, 24 de Fevereiro de 2013 - Página 13

CASA DOS BOLOS

Gustavo Peixoto

O jovem empresá� rio Gustavo Peixoto, juntamente com sua es� posa, foi o idealizador da Casa dos Bolos. No início o objetivo era ape� nas atender as donas de

casa, com bolos caseiros, pois ele detectou que elas normalmente não tinham muito tempo. A ideia deu tão certo que, em pouco tempo, pois a empresa fora fun�

GOOGLE APRESENTA NOTEBOOK COM TELA SENSÍVEL AO TOQUE

dada em 23 de agosto de 2011, já conta com três franquias: Três Lagoas, Presidente Prudente e Lucas do Rio Verde-MT. Com uma receita ca� seira, não cobrando taxa de entrega e, sobretudo, colocando muito amor e profissionalismo em seu negócio, o casal ala� vancou esta empresa e já pretende abrir novas franquias. Os bolos são feitos com matéria prima se� lecionada, em um local minuciosamente prepa� rado, e tem bolos com e sem recheio, ou seja, para todos os gostos, do mais requintado ao mais simples. Atualmente em Cam� po Grande, a Casa dos Bolos atende em dois endereços: Na Av. Vi� tório Zeola e na Arthur Jorge.

A Sony apresentou na quarta-feira (20) o aguar� dado PlayStation 4, nova geração do console de mesa da empresa. Este é o primeiro videogame da companhia em sete anos. O videogame foi apre� sentado durante o even� to ‘PlayStation Meeting 2013’, realizado na cidade de Nova York, nos Esta� dos Unidos, acompanha� do de novidades e servi� ços relacionados à família de videogames PlaySta� tion. “Será a plataforma de jogos mais poderosa que já existiu”, disse An� drew House, presidente e diretor-executivo da Sony Computer Entertainment Inc.. “Hoje é um momen� to da verdade para a marca Playstation e a Sony”, de� clarou. O formato do conso� le, entretanto, ainda não foi revelado. A Sony de� talhou o controle “Dual� Shock 4”, mas não infor� mou preço sugerido para a

plataforma, que tem data de lançamento prevista para o fim deste ano nos EUA. “Conectividade entre dispositivos é essencial para atender as demandas de jo� gadores casuais e hardcore. Nossa visão de futuro é le� var estas experiências de ga� mes em consoles e em por� táteis”, afirmou. O executivo falou sobre mobilidade, conectividade e disse que a Sony reconhece o potencial de levar o vide� ogame portátil PS Vita para as salas dos jogadores. “O objetivo é tornar cada faceta

da família PlayStation ain� da mais poderosa nos pró� ximos meses”, informou. “Antes mudamos o consumidor para jogar PlayStation, agora é o consumidor que nos mol� dou para os novos jogos e tecnologias.” O arquiteto de sistemas do PlaySta� tion 4, Mark Cerny, disse que a experiência de jogo proporcionada pelo novo console é mais persona� lizada. “Espere mundos ainda mais detalhados e as franquias com ainda mais conteúdo”, afirmou.

Destaque-se no mercado de trabalho

Cursos Superiores Tradicionais • Administração • Ciência da Computação • Ciências Contábeis • Direito • Educação Física (Licenciatura) • Enfermagem

Processo Seletivo 2013

• Engenharia Civil NOVO (FACSUL) • Fisioterapia • Matemática (Licenciatura) • Pedagogia (Licenciatura) • Publicidade e Propaganda • Turismo

Cursos Superiores de Menor Duração

1.º Semestre Inscrições Abertas

Prova tradicional ou por agendamento

• Comércio Exterior • Comunicação e Ilustração Digital • Comunicação Empresarial • Comunicação para Web • Eventos • Gerenciamento de Redes de Computadores • Gestão Comercial • Gestão da Tecnologia da Informação • Gestão de Empreendimentos Esportivos • Gestão de Marketing • Gestão de Recursos Humanos

• Gestão de Sistemas de Informação • Gestão de Turismo • Gestão Empreendedora • Gestão Hospitalar • Gestão Mercadológica • Marketing • Processos Gerenciais • Produção Gráfica Digital • Produção Multimídia • Turismo Receptivo

• Av. Afonso Pena, 275 – Amambaí • Rua 14 de Julho, 3.114 – Centro • Av. Mato Grosso, 26 – Centro • Campo Grande • (67) 3378 9000

www.suafaculdade.com.br


Página 14 - Campo Grande - MS, 24 de Fevereiro de 2013

l berdade!

Picarelli destaca satisfação de iniciar mais um ano legislativo Com a retomada dos trabalhos legislativos 2013, o vice-presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, o deputado estadual Mau� rício Picarelli(PMDB) diz está muito confiante e oti� mista com as discussões voltadas para o desen� volvimento do Estado. Autor de mais de 200 leis que beneficiam a popula� ção em diferentes áreas, como assistência social, saúde, educação, acessibi� lidade, e estudos de gêne� ro, Picarelli, quer priori� zar ações que beneficiem Mato Grosso do Sul por meio de novas propostas de sua autoria e também com a colaboração dos outros 23 parlamentares. Segundo o parlamen� tar é preciso manter vivo

o diálogo, objetivando o desenvolvimento das ações, com respeito às diferenças ideológicas das forças políticas e partidárias existentes em todos os atos do legisla�

tivo. “ Nossa determina� ção é iniciar um período de muitas discussões, de muita luta, desafios, muito trabalho, porém, com total perseverança, para continuar a desem�

penhar nossa missão que é trabalhar para que a de� mocracia e a justiça esteja presente”, declarou Pi� carelli, que já apresentou neste ano dois importan� tes projetos de lei.

Reinaldo defende redistribuição do bolo tributário para fortalecer municípios O deputado federal Rei� naldo Azambuja (PSDB) defendeu ontem, em dis� curso durante a solenida� de de posse da diretoria da Assomasul, a refor� mulação do pacto fede� rativo a fim de melhor distribuir as verbas entre União, Estado e Municí� pios. Reinaldo lembrou que as responsabilidades dos municípios aumenta� ram, mas o percentual do bolo tributário nacional que cabe às administra� ções municipais dimi� nuiu. Para evitar reduções no Fundo de Participação dos Municípios (FPM), o deputado apresentou à Câmara a Proposta de Emenda à Constituição

número 16 (PEC-16), que estabelece que nos impostos sujeitos à re� partição de receita, a concessão de incentivos fiscais ficará sujeita à compensação financei� ra aos entes federados que sofram redução das transferências. No início do mês, o presidente da Assomasul, Douglas Fi� gueiredo (PSDB), disse em entrevista à impren� sa que 71 dos 79 municí� pios sul-matogrossenses estavam sem dinheiro para o pagamento da fo� lha salarial e de fornece� dores. Em nome da ban� cada federal, Reinaldo garantiu ao presidente da Assomasul e aos pre� feitos de Mato Grosso

do Sul, o empenho dos deputados que repre� sentam o Estado “para que não se vote nenhum projeto naquela Casa que traga responsabili�

dades a mais aos municí� pios brasileiros sem trazer recursos necessários para fazer frente a essa deman� da das pessoas que vivem nesses municípios”.

com.br

Artigo Rosildo Barcelos*

Dúvida cruel Considerando que esta semana recebi apenas com estes dois assuntos que irei discretear abaixo, uma média de 950 e-mails, percebe-se a força das redes sociais quando se tem uma dúvida, mas tam� bém os riscos que podemos ter se obtivermos uma infor� mação sem lastro. É o caso do Auxílio Reclusão e se um determinado medicamento serve realmente para burlar o “bafômetro”. No que tange ao réu pre� so receber verba do governo enquanto estiver encarcerado, a resposta é sim. Realmente a idéia é não se considerar o crime cometido; mas deten� tos que ja tenham trabalhado com carteira assinada, podem garantir às suas famílias bene� fícios de R$ 678 a R$4,1 mil reais mensalmente durante o período em que estiverem cumprido pena. É o chamado auxílio-re� clusão que é pago pela Previ� dência Social,ou melhor ...nós. Para se ter uma idéia em 2013 o benefício consumirá R$451 milhões de reais. Este valor representa 61% dos apare� lhamentos das polícias, for� mação de policiais e fiscaliza� ção de rodovias e reforma de presídios,que no ano passado somaram R$ 738 milhões. O benefício previdenciário foi instituído pela lei n° 8.213/91 e consolidada pelo Decreto n° 3.048/99. É concedido apenas aos familiares daquele que se encontra incluso no Sistema Penitenciário Nacio� nal. A data do início do rece� bimento do auxílio-reclusão é a data de prisão do segura� do, se requerido até 30 dias. Se encaminhado após esse período, a data a ser contada como inicial, passa a ser a data de entrada do requerimento. Há a suspensão do benefício em pauta, no caso de fuga do segurado. Se este for recaptu� rado, será o benefício resta� belecido a contar da data que esta ocorrer, desde que ainda esteja mantida a qualidade de segurado. A segunda dúvida e apa� rentemente mais polêmica, até porque recebi perguntas do Chile, sobre o assunto; é a de que o Metadoxil (pidolato de piridoxina) que é indicado para o tratamento de altera� ções hepáticas decorrentes da

intoxicação alcoólica aguda e crônica, como fígado gor� duroso e hepatite alcoólica. Também é usado para ma� nutenção na abstinência de alcoólatras, consegue enga� nar o “bafômetro”.Antes que eu me esqueça,este me� dicamento está a venda no Chile, México e no Brasil desde julho de 2008. Em tese, o Metadoxil reduz o tempo de perma� nência do álcool no orga� nismo, mas não tem poder de “enganar” o etilômetro, pois o aparelho aponta os níveis de álcool no ar (profundo) expirado pelo indivíduo. E, com ou sem o uso de medicamentos, esses valores serão sempre próximos da realidade,no momento da fiscalização, além das outras possibi� lidades de observação do fato concreto. Realmente o medicamento reduz a con� centração e o ritmo do ál� cool na corrente sanguínea, com o decorrer do tempo. Entrementes,não podemos esquecer que a indicação médica é obrigatória, assim como o cálculo da dose e tempo de uso, com base em peso, altura, sexo, me� tabolismo e exames clíni� cos. O laboratório Baldacci, fabricante do Metadoxil, relata em sua bula que o medicamento pode causar erupções na pele e transtor� nos gástricos como reações adversas e é contraindica� do para lactentes e hiper� tensos. Por derradeiro não existe diferença na cinética de exalação do álcool após a ingestão da medicação, o que seria importante uma vez este, tem sido vendido e consumido indiscriminada� mente na maioria das festas como “enganador do bafô� metros”; existirá,por certo; uma redução no tempo da meia vida da detecção do álcool após ingestão do medicamento, para algo em torno de 60 minutos. o que nos reporta a imperiosidade de um controle mais efetivo da venda deste medicamen� to no País. Mas nada que possa alterar a exegese da fiscalização, da forma que entendemos como correta e que atualmente está sendo desenvolvida.


l berdade! !

com.br

Artigo

Grazielle questiona atraso na convocação de 130 professores Cerca de 130 professo� res concursados da Rede Municipal de Ensino em Campo Grande ainda não foram convocados para o ano letivo de 2013. Lota� dos na disciplina de infor� mática, profissionais de diversas escolas da Rede Municipal reclamam o atraso na liberação das convocações. A reclama� ção chegou ao gabinete

da vereadora Grazielle Machado (PR) que indig� nada levou o assunto a plenário na ultima quarta� -feira (21). Através de indicação, a republicana cobrou ex� plicações da Secretaria Municipal de Educação. “Quero saber porque os nossos alunos estão sem aulas de informática? Por� que em algumas escolas

da Rede Pública as salas de informática estão fe� chadas? Se temos pro� fissionais concursados, se temos toda estrutura necessária, porque nossas crianças não estão sem a inclusão tecnológica ga� rantida?”, questionou a vereadora Grazielle Ma� chado antecipando que se, a Secretaria Municipal de Educação não responder

Prof. Vilson Lima*

Pensar! Este é o caminho mais seguro que existe!

os questionamentos, fará uma convocação para que o atual secretário José Chadid venha à Camara Municipal prestar os es� clarecimentos. Os professores que pediram para não ser identificados por medo de represálias, aguardam uma decisão da Secretária Municipal de Educação, ainda sem função.

Concurso para delegado de polícia ganha novo edital Interessados em dis� putar o cargo de delegado de Polícia Civil ganharam um novo prazo para se inscrever, o novo período vai de 21 a 28 deste mês. O edital do concurso passou por algumas mo�

dificações e foi publica� do no Diário Oficial do Estado (DOE) da ultima sexta-feira (22). A inscrição dos can� didatos que efetuaram o procedimento no prazo anteriormente válido está

mantida, e não sofrerá qualquer alteração. A organização tam� bém confirma a realiza� ção da prova par ao dia 17 de março. Outra grande mudan� ça presente no novo edi�

tal do concurso público é a retirada da exigência de três anos de atividade jurídica. Agora, candidatos ba� charéis em Direito tam� bém poderão se inscrever no concurso.

Fabio Trad alerta contra judicialização da política O deputado federal Fabio Trad (PMDB� -MS) manifestou-se nesta terça-feira, 19, so� bre o imbróglio entre o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Fe� deral (STF), que pode atrasar a votação do Orçamento da União de 2013. Nesta semana, os presidentes da Câmara e do Senado, Henrique Eduardo Alves (PMDB� -RN) e Renan Calheiros (PMDB-AL), admitiram que o Congresso só vo� tará o orçamento depois que o STF se pronun� ciar sobre a análise dos mais de três mil vetos presidenciais que estão na pauta do Legislativo. “Temos que estar atentos a esta tendên� cia de judicialização da política. Se continuar neste ritmo, as decisões

do legislativo constitui� rão apenas uma decisão provisória, de primeira instância, sujeita a revi� são por outro poder, o que viola o principio da harmonia entre os po� deres e contribui ainda mais para o enfraqueci� mento do legislativo”, afirmou o deputado sul� -mato-grossense. Renan e Henrique Alves vão pedir ao mi� nistro Luiz Fux, do STF, que o plenário do Su� premo se pronuncie “o mais rápido possível” sobre o impasse em tor� no dos vetos. Mas admi� tem, nos bastidores, que o Orçamento não deve ser votado antes da se� mana que vem. Uma decisão de Fux determinou a votação em ordem cronológica dos mais de 3.000 vetos

que estão no Congresso, o que abre caminho para que vetos polémicos se� jam analisados. A decisão final será do plenário do Supremo, depois que Fux levar o caso para a análise conjunta de todos os mi� nistros. Se o STF demorar a se pronunciar sobre o caso, Renan e Henrique Alves afirmaram que o Con�

Campo Grande - MS, 24 de Fevereiro de 2013 - Página 15

gresso vai buscar um “caminho de consen� so” para a análise dos vetos. Relator do Orça� mento, o senador Ro� mero Jucá (PMDB-RR) disse que o Congresso vai esperar o STF - por isso considera o “ide� al” que o Judiciário se manifeste rapidamente sobre o caso.

Quantas vezes, em nossas atitudes tomadas pelo impulso, nos arre� pendemos? Tenho certeza que foram várias vezes que ocorreram isso e, pasmem, com muita gente, senão todos. Em algum momen� to de sua vida, pelo menos espero que em poucos, você cara leitor, não tenha se arrependido da atitude tomada, ou da atitude não tomada, por algum receio. Isso ocorre porque normalmente, não pen� samos. É isso mesmo, falta de pensar! Somos naturalmente imediatis� tas e vi há algum tempo, um casal de estudiosos, que se tornaram PhD em “tecnostress”. Trocando em miúdos, tecnostress seria o stress causado pela tecnologia. Sempre quere� mos algo para ontem, isso quando não temos muita pressa. Não paramos para analisar o enorme benefí� cio que a tecnologia nos brinda. E o que tem a ver atecnologia com imea� diatismo? Simplesmente Tudo! A arte de pensar é extremamente muito im� portante. Cito casos que ocorrem em sala de aula. O professor pede ao aluno que faça uma redação para a próxima aula e quando o aluno a traz, o professor observa que tem erros, mas são erros primários, algo que se tivesse tido um pouco de observação, ele próprio não os teria come� tido. E porque não houve uma revisão, cuidadosa e criteriosa para depois en� tregá-la ao professor? Sim� plesmente porque a pressa de terminar, faz com que nos livremos dos proble� mas e nem sequer, quere� mos mais ver nada sobre ele, ou o que nos remete ao próprio. Pensar é uma arte. Falo mais: Deveria ter uma matéria didático� -pedagógica que ensinasse os alunos a pensar. Estarí�

amos criando seres mais conscientes, mais segu� ros, pois suas atitudes não seriam tomadas ale� atoriamente. Pelo contrá� rio, teriam embasamento, não criadas a partir de uma base sólida, calcada em fatos tangíveis e to� madas com a permissão do olhar da consciência, uma atitude extremamen� te racional. O raciocínio também é muito pouco usado, mas falaremos dele em outro momento. Algu� mas pessoas, as quais já tive contato, tem uma re� tórica em sua vida: Penso, Logo desisto! Quando o correto seria: Penso, logo existo. E como afirma este famoso pensador, Pensar é mais importante e vem antes da importân� cia da existência. Eu diria que poderíamos até citar uma: Penso, logo insisto. Ou seja, insistir no que realmente fora pen� sado, repensado e che� gado a uma conclusão não tão sólida como uma areia movediça, mas sim, como um concreto. O marketing, bem como toda e qualquer ciência, só terá resultados frutí� feros, se for pensado e, quem entende do assun� to, tem a plena convicção do que acontece quando assim não agimos. E na nossa vida? Pensamos ou simplesmente agimos? Pense! Pense! Pense! De� pois, AJA! Com toda cer� teza, os resultados serão altamente satisfatórios.

*Consultor Empresarial, Prof. de Línguas e Pós-graduado em Gestão Empresarial em Marketing. - vilsonlimabe@hotmail.com - Face: Vilson Lima


com.br

Página 16- Campo Grande - MS, 24 de Fevereiro de 2013

Estrelas que brilharam no espaço Gracy Beccker Um parabéns especial a aniversariante da semana Magali Picarelli mulher de luta, autora de inumeras leis que beneficiaram e ainda beneficiam nossa Capital.

A empresaria Roserita Ely

Alinne Adolfo produzida no Espaço Gracy Becker

Um beijo ao meu filho mais velho Lorenzo. Que você continue crescendo esse menino abençoado que só me traz alegrias. Parabens pelos seus 5 aninhos de vida!

PAPO de MULHER Por

Gracy Becker

FRANJA-TENDENCIAS

Eu nem preciso falar que sou fã assumida das tendencias desse verão: A FRANJA e os DES� FIADOS que estão com tudo e são os queridinhos das famosas em 2013! Muito calor, sol, praia e os cortes des� fiados alem de deixarem o visual mais leve deixam um aspecto mais desarrumado, tudo a ver com essa estação. As franjas são a pedida certa para quem quer mudar de visual mas tem medo de ousar, das mais longas às curtinhas elas fazem toda a diferença no visual, mas tem alguns cuidados que você deve tomar ao optar pela franja: -Rosto triangular: franja na altura dos olhos para harmonizar o espaço entre a testa e o quei� xo. -Rosto quadrado: franjas mais longas são as mais indicadas porque o importante é dar leveza a esse formato muito marcante. -Rosto redondo: franjão lateral, as franjas muito curtas evidenciam ainda mais o formato redondo. -Rosto oval: pode abusar de todos os tipos de franja, das mais curtas e retas as mais desco� nectadas.


l!berdade!

com.br

Campo Grande - MS, 24 de Fevereiro de 2013 - Página 17

Por Noêmia Ana Frazão

Decoração – No que não deixar de investir Existem itens de de� coração em que vale a pena investir se você quer ter o melhor. E com um bom projeto e planeja� mento, acima de tudo as coisas mais importantes a se investir, você econo� miza muito. Vamos a eles: 1) SOFÁ – Compre o melhor sofá que você pu� der. Escolha e pesquise, seja “chata(o)”. Questio� ne como é feito, a quali� dade do produto. Adéque tipo e cor do revesti� mento aos seus hábitos. Observe o acabamento, afinal é o que mostra a dedicação de quem pro� duziu, expõe a qualidade do produto e sua durabi� lidade. Lembre-se que é o lugar onde você irá ficar por longos (e devem ser reconfortantes) momen� tos. Valorize-o, pois você não vai trocar anualmen� te, certo ? Então, invista! 2) CAMA E COLCHÃO – Não preciso nem explicar muito, cer� to? Você passará um ter� ço da vida nela, valorize! Informe-se sobre qual o melhor colchão para o seu peso e altura, qual a densidade correta para evitar problemas físicos,

deite-se sobre ele na loja, sem qualquer constrangi� mento. Se tem por hábito ler na cama, pense seria� mente na cabeceira. Só compre quando se sentir realmente confortável e satisfeito e não esqueça: bons colchões tem tempo de garantia. 3)HIDRÁULICOS – Torneiras e demais itens hidráulicos de qualidade

duvidosa podem causar grande prejuízo. Imagine retornar de viagem e en� contrar a casa inundada). Prefira marcas reconhe� cidas por sua qualidade e que dêem garantia. 4) REVESTIMEN� TOS DE PAREDE E PISO – Da mesma forma que os itens hidráulicos, se desgastam ou se estragam

rapidamente devido à bai� xa qualidade. Sua troca é custosa. Por isso é impor� tante comprar o revesti� mento recomendado para cada ambiente e situação. Evite usar materiais que precisam de manutenção constante para “sobrevi� ver” em um lugar que não lhes é recomendável. Isso custa dinheiro. 5) ELET R O DOMÉST I C O S Fogão, forno, gela� deira, devem ser duráveis. Não vale a pena econo� mizar aqui. Novamente, não pense no mode� lo estiloso e cheio de funcionali�

rísticas de qua� lidades e não se esqueça de ob� servar o acaba� mento (especial� mente naqueles pontos escon� didos) é uma ótima forma de perceber o nível de qualidade dos produtos.

dades que você não vai utilizar mas vai pagar . Pense simples e com qua� lidade. Acreditamos que in� vestindo bem nestes 5 itens, levando em conta a durabilidade, você fará uma grande economia. Não pense apenas em produtos “de grife”, “da moda”. Pesquise caracte�

Antigamente, a ga� ragem era vista somen� te como um lugar para guardar os carros Atual� mente, ela e um ambien� te que deve estar bem arrumado e servir para guardar outras coisas. A garagem hoje biente onde sede guarda o não serve como carro ou a mais moto. Porém, depósito, pois ela deve naparecer garagem um localdevesse bastan� ter te limpo e organizado criatividade como onde poderá até receber Utilizar os objetos visitas. queQuando já estãosepor fala lá. em decoração, a ideia de Para começarmos objetos decorativos sem� uma mão de tinta na pa� pre passa à cabeça, mas rede da pessoas cor doacham seu carro muitas que não é apossível fazer chamara atenção. o mesmo em um am�

Para objetos maiores, como escadas, poderá fazer um suporte na pa� rede, de maneira que eles fiquem pendurados e não atrapalhem o trânsito no local, servindo como um detalhe a mais na decora� ção. Quando há poucos


l berdade! !

Página 18 - Campo Grande - MS, 24 de Fevereiro de 2013

Pela presidência da União das Câmaras, Maurício Lemes trabalha seu nome

com.br

Artigo Silas Fauzi

André Farinha

Pregando o fortaleci� mento do papel de vere� ador e principalmente o crescimento da institui� ção, o vereador de Dou� rados, Maurício Lemes (PSB), já percorre cidade por cidade atrás de apoio para a sua candidatura a presidência da União das Câmaras de Vereadores de Mato Grosso do Sul (UCVMS). Em entrevis� ta ao Jornal Liberdade, o político apresentou al� gumas de suas propostas e comentou sobre o que precisa ser feito dentro da União. “Acredito que os ve� readores precisem de um fortalecimento, uma união entre a classe. Te� mos que colocar o ve� reador na sua função de legislador, voltado na importância para o mu� nicípio”, comentou. Para Lemes, a UCVMS serve para auxiliar o vereador, principalmente quando se trata de capacitação.

A Juventude e a Fraternidade

Vereador de Dourados pelo PSB Maurício Lemes

“Através dos seminários nós conseguimos ver que estamos fugindo daquilo que devíamos estar reali� zando. Agora no ambien� te físico, nosso trabalho será em cima do início e da conclusão do Hotel de Trânsito, que vem sendo projetado desde 2005”, disse. Vivendo o seu primei� ro mandato de vereador em Dourados, Maurício Lemes afirma estar prepa�

rado para assumir o dis� putado cargo. Segundo ele já conseguiu firmar acordos com pelo menos 30 Câmaras Municipais, entre elas a de Corum� bá. “Tenho visitado vá� rias Câmaras Municipais, mantendo contado com diversos vereadores de todo estado e também já consegui o apoio dos de� putados Vander Loubet (PT), Geraldo Rezende (PMDB), Júnior Mochi

(PMDB), Laerte Tetila (PT), do próprio prefei� to de Dourados, Murilo Zauith (PSB), entre ou� tros nomes”, citou. Caso vença as elei� ções programadas para o final de março, Lemes diz que a primeira coisa a ser feita será um levan� tamento das contas da União e em seguida ten� tar aumentar o número de filiados para suprir a pouca arrecadação.

PTB quer formar uma chapa forte para 2014 Na quinta-feira (21) o presidente do PTB es� tadual Ivan Louzada, o ex-deputado e secretário geral do PTB estadual Walter Carneiro e o vere� ador Engenheiro Edson Shimabukuro se reuni� ram com o governador do Estado André Pucci� nelli com a intenção de discutirem sobre as elei� ções de 2014. O resultado conquis� tado nas eleições muni� cipais de 2012, de acor� do com Ivan Louzada, superou as expectativas uma vez que a sigla fez opção por lançamento de chapa pura para vereador na Capital do Estado. O partido está buscando nomes competitivos “A preocupação é com o partido. Tenho que cui� dar do PTB e vamos fa� zer uma chapa com can�

Presidente do PTB estadual Ivan Louzada, governador André Puccinelli,Walter Carneiro e o vereador Edson Shimabukuro

didatos a deputado só do partido” “Em Campo Gran� de elegemos o vereador Engenheiro Edson Shi� mabukuro, e por muito pouco não conquistamos a segunda vaga com o radia�

lista Pedrinho Spina, em Dourados segunda maior cidade do estado elege� mos o vereador Raphael de Matos, e em Coxim o vereador Adelson, decla� rou Ivan. Temos bons nomes,

gente preparada para representar o PTB na Assembleia, na Câmara Federal, enfim, o nosso quadro dispõe de gen� te preparada para fazer política com seriedade”, realçou Ivan.

Foi lançada oficialmente pala Igreja Católica, aqui no Brasil, na última quarta-fei� ra de Cinzas, a Campanha da Fraternidade de 2013 com o tema “Fraternida� de e Juventude”. Em nível nacional, esse é o 50º tema abordado pela Igreja que, em seu início, trabalhava com questões que dizia a respeito à vida interna da Igreja. Porém, nos últimos 30 anos, a Conferência Na� cional dos Bispos do Brasil (CNBB) tem trabalhado questões sociais como for� ma de contribuir com os grandes debates sobre as� suntos que envolvem a vida de todos os brasileiros. Apesar de esses temas serem lançados e ampla� mente divulgados e deba� tidos no período da Qua� resma (tempo litúrgico de quarenta dias que antecede a Páscoa), eles são traba� lhados o ano inteiro e, e em alguns casos, de forma permanente com a criação de alguma pastoral específi� ca sobre o que foi debatido, como é o caso da Pastoral dos Migrantes (1980); Pas� toral da Saúde (1984); Pas� toral Afro (1988); Pastoral Carcerária (1997); e tantas outras. Esse ano a Igreja retoma o tema da juventude que já foi debatido na Campanha da Fraternidade de 1992. Com isso, a ideia é discutir o papel do jovem na vivên� cia eclesial e na construção de uma sociedade fraterna fundamentada na cultura da vida, da justiça e da paz. Mas além de propiciar aos jovens um encontro pessoal com Jesus Cristo a fim de contribuir para a sua voca� ção de discípulo missioná� rio e para a elaboração de seu projeto pessoal de vida, o texto base da CF-2013 propõe para que os jovens sejam agentes transforma� dores da sociedade em que vivem. Sejam protagonistas das mudanças de que tanto desejam e assumam seu pa� pel num mundo em que se encontra em “mudança de época”. O objetivo também é trabalhar assuntos que diz

respeito à vida quotidiana dos jovens com seus deta� lhes e seus desdobramen� tos. Vamos discutir os im� pactos dessa mudança de época em que vivemos; a substituição do papel exer� cido pelos pais e pela escola pelos meios de comunica� ção de massa; a fragilização dos laços comunitários; a banalização e negação da vida; o surgimento e influ� ência da cultura midiática; as redes sociais e o risco de o jovem querer e “necessi� tar” estar sempre conectado e; principalmente, políticas públicas para a juventude. É preciso destacar dois pontos importantes de dis� cussão nessa Campanha da Fraternidade: primeiro é o da importância de se ater às questões de políticas públicas voltadas para as juventudes, rural, indígena, urbana, trabalhadores, com deficiência, universitários, etc. É preciso cobrar dos poderes a responsabilidade na implementação dessas políticas nos municípios já que hoje, em nível nacional existem vários projetos dis� ponibilizados pelo governo federal após a promulgação da lei que instituiu o Pro� jovem, após a implementa� ção do Plano Nacional da Juventude, a realização das Conferências Nacional da Juventude e a criação da Se� cretaria Nacional da Juven� tude e do Conselho Nacio� nal da Juventude. O segundo ponto im� portante a se destacar nes� sa Campanha é o grande debate hoje realizado pela Pastoral da Juventude sobre o Extermínio de Jovens. É preciso que sejam realiza� dos estudos a fim de que se descubram as causas de tanta violência envolvendo os nossos jovens que são muito mais vítimas do que promotores de atos violen� tos. Quero então, discutir nas próximas semanas so� bre esse assunto para que possamos desmistificar algumas coisas e fazer a promoção dos direitos dos nossos jovens.


l berdade!

com.br

Campo Grande - MS, 24 de Fevereiro de 2013 - Página 19

!

Pílula anticoncepcional ela pode acabar te surpreendendo

A boa e velha pílula anticoncepcional ainda pode surpreender você com um pacote de efei� tos extra para o bem ou para o mal. Antifúngicos, anticonvulsivantes, anti� bióticos e antidepressivos podem cortar o efeito da pílula, veja as surpresas que ela pode trazer. Surpresa 1: “Pele de Rycah! Essa sou eu” A pílula anticoncep� cional é um mix de hor� mônios. No comprimido, a dose dos andrógenos (hormônios masculinos) costuma ser leve - dife� rentemente do organismo de quem tem pele e ca� belo oleosos. Ao tomar a pílula, o ovário é colocado para “dormir” e deixa de produzir esses hormô� nios. Com menos andró�

genos circulando, bingo! Em alguns meses, você terá cabelo e pele bons, menos acne e oleosidade. Surpresa 2: “Queri� do, hoje não...” Para algumas mulhe� res, a pílula pode cortar o tesão, por tornar a testos� terona menos disponível. Resultado: desejo em baixa; lubrificação, idem. Lembre que um namoro que caiu na mesmice ou o estresse também deto� nam o tesão. Surpresa 3: “Gente, tô livre da TPM!” O ciclo menstrual é como uma montanha� -russa de hormônios, que mexem com as substân� cias que (des)controlam o humor - fora outros efeitos colaterais, como enxaqueca, aumento da

por Priscila Dourado

As cicatrizes

fome, insônia e cólicas. A pílula ajuda a manter os níveis hormonais sempre constantes e pode impe� dir que você enlouqueça na fila do supermercado. Surpresa 4: “Tô gor� da. E cheia de celulite” Existem pílulas de alta dose de hormônios e as com baixa dose. Quan� to mais moderna, menos hormônio ela terá. Mas, se você tiver algum pro� blema, seu médico pode indicar uma pílula do pri� meiro grupo - que pode acentuar a celulite. É que o excesso de hormônios favorece a retenção de lí� quidos e o inchaço - um dos vilões da celulite. Surpresa 5: “Biquíni branco. Quando eu qui� ser” Programar sua mens�

truação é uma das van� tagens da pílula anti� concepcional - basta emendar as cartelas. Des� de que seu médico acom� panhe! Depois de quatro ou cinco cartelas sem parar, há risco de esca� pe, aquele sangramento fora de hora. Durante o intervalo para menstru� ar, você estará protegida também! Surpresa 6: “Acho que posso estar grávida” O risco é alto se você estiver tomando outros tipos de medicamento. Antifúngicos, anticon� vulsivantes, antibióticos e antidepressivos podem cortar o efeito da pílula. Fique ligada e, em qual� quer consulta médica, conte que está tomando anticoncepcional.

Descubra como a automedicação pode arruinar sua saúde Um comprimido para dor de cabeça, outro para cólica, mais um para má digestão. Apesar do alerta de médicos, a maioria dos brasileiros toma remédio por conta própria. Ago� ra um dado assustador: a automedicação é respon� sável pela morte de 20 mil pessoas por ano no país, segundo a Associa� ção Brasileira da Indús� tria Farmacêutica, sendo a maior parte dos casos resultante de intoxicação e reações alérgicas. Perigo à vista

Interação medicamen� tosa: É o nome da reação provocada pelo uso indis� criminado de diferentes remédios consumidos ao mesmo tempo o que pode potencializar ou reduzir o efeito de um dos medica� mentos, anular o tratamen� to ou piorar sua saúde. Antitérmicos e anti-in� flamatórios: Se usados ale� atoriamente, podem causar lesões no estômago, fígado e rins, muitas vezes irrever� síveis. Uso excessivo de an� tibióticos: Aumenta o risco de casos de superbactérias, que ficam resistentes aos

tratamentos existentes. Erros comuns - Resolver na farmácia algum problema de saúde. Pior: ser atendido por um vendedor, e não pelo farma� cêutico responsável. - Ficar com preguiça de marcar con�

sulta ou ir ao pronto-so� corro e seguir orientações de pessoas não prepara� das como mãe, vizinhas e amigas. O remédio que solucionou o problema da outra não necessariamen� te vai solucionar o seu!

Estou eu num mo� mento de lazer quando afina consegui ficar quie� ta para assistir algo. Não sei o real motivo, mas televisão não me prende muito, e muito de quan� do em quando há algum filme que me fixe. Mas vamos ao ponto crucial de meu momento de quietude, foi o tema do filme que era sobre circo, minha fixação in� fantil. Talvez alimentada por um avô que juntava toda a criançada e levava para o circo. Talvez ali� mentada pelo tio veteri� nário que sempre atendia os circos de passagem e assim podíamos ter con� tato mais imediato com os bastidores, os casos, as histórias. Talvez, mais inda alimentada por um pai que mentia descara� damente que havia co� nhecido a mãe no circo, enquanto ele era trapezis� ta e ela malabarista que se mantinha presa à corda apenas com a força da mordida. Convenhamos, impossível uma criança neste meio não ser fasci� nada pelo tema! Mas acredito que in� dependente disso tudo o circo exerce um fascínio, um toque lúdico e fan� tasioso no imaginário de qualquer criança. É bem verdade que os circos já não são tão legais, não há o cheiro de estrume; os palhaços maltrapilhos; as línguas de sogra; os monóculos e nem os bichos. Ahhhh.... Os bichos, como éramos inocentes em nem imagi� nar sobre a fome ou os mal tratos. Mas o fato é que ao assistir o filme, me lem� brei de uma das minhas façanhas infantis que guardo em forma de ci� catriz. Aliás, das várias conseguidas em minha infância, a que mais te� nho orgulho! É porque, as duas dos dois joelhos, tenho ver�

gonha... Onde já se viu ter medo de um touro holandês que estava pre� so pela argola de focinho há metros de distância e cair sozinha num barran� co de pedras, logo eu???? Priscila, a audaciosa! Só me perdoo, porque tinha uns três anos, e o bicho era enorme. Mas a cicatriz do quei� xo... Ahhh... Essa sim! Havia ido ao circo, os ur� sos andavam em bolas e eu, claro, tinha a minha. No dia seguinte, lá estava eu no corredor treinando meu grande número, para apresentar no domingo à noite quando toda a fa� mília se reunia na casa de meu avô. Eis que desequilibrei e caí. De queixo! Foi um quiproquó, uma sanguei� ra sem fim. Meu pai me pegou no colo com uma toalha e correu para o consultório de meu ou� tro tio, o médico. Chega� mos lá e passei na fren� te de toda a mulherada do consultório lotado. Mas o pior ainda estava por acontecer: a sutura. Quando vi aquela agulha, apesar de já estar anes� tesiada, foi uma gritaria, que parecia que estavam matando um porco, quer dizer uma porca. Curativo feito, saio e passo pelo corredor da sala ainda lotada e todas aquelas mulheres olhan� do para mim com olhar de horror, baixei a cabe� ça e saí. Quieta, como se não soubesse de nada. Bom mesmo foi no domingo, todo mundo me perguntando do show que eu prometera ligando para a casa de todos e avi� sando. Tive que responder: Vocês perderam, Prisci� la a audaciosa, já havia dado seu show durante a semana no consultório do tio, e, portanto estava exausta, não poderia dar dois shows em uma única semana!


Pรกgina 20 - Campo Grande - MS, 24 de Fevereiro de 2013

l!berdade!

com.br


l!berdade!

EU VIVO A BIPOLARIDADE com.br

Campo Grande - MS, 24 de Fevereiro de 2013 - Página 21

O que é a bipolaridade A Doença Bipolar, antes designada Doença Maníaco-Depressiva, é caracterizada por variações acentuadas do humor, com crises repetidas de depressão e “mania”. Qualquer dos dois tipos de crise pode predominar numa mesma pessoa sendo a sua frequência bastante variável. As crises podem ser graves, moderadas ou leves. As viragens do humor, num sentido ou noutro têm importante repercussão nas sensações, nas emoções, nas ideias e no comportamento da pessoa, com uma perda importante da saúde e da autonomia da personalidade. A depressão e a euforia todos nós temos, mas na bipolaridade, assim designada pela medicina, elas são muito profundas, extremas. A pessoa sai de um estado de intensa euforia para uma profunda depressão, ou vice-versa. Isso nem sempre depende de um fato desencadeador, pode acontecer sem qualquer motivo.

Dirceu Martins (Colaborador) Irene Kemp, formada em Filosofia e empresária, expõe de forma crua e di� reta o calvário de uma vida de privação de felicidade e paz até que fosse correta� mente diagnosticada aos 47 anos. Em dois livros já lançados, “Estranha Vida” e “Nos Braços da Loucu� ra” e com outro a caminho, repassa os passos do labi� rinto bipolar e deixa um “carretel de Ariadne” que permita encontrar um ca� minho para a paz interior. “Apenas aqueles que vi� venciam esta situação, ape� nas os doentes conseguem aquilatar. Todas as outras pessoas que compõem esse mundo no entorno do doente têm imensa di� ficuldade de compreender este comportamento, esta mudança, por vezes repen� tina. Você pode ficar um mês em extrema depressão e outros seis meses, estável. É impossível precisar os estágios, no entanto essa mudança de humor pode se dar durante o transcor� rer de um dia. Acordar bem e entrar em depressão durante o dia ou o contrá� rio. “Passei uma vida so� frendo, hoje sou medicada. Não existe como pretender viver sem um tratamento orientado por psiquiatra e sob medicação.” Por vezes, e principal� mente no caso de pacientes homens, a falta de entendi� mento familiar acaba por levá-los às drogas lícitas ou ilícitas. O homem é resis� tente a aceitar o tratamento psiquiátrico até por ques� tão da nossa cultura. Irene, mesmo com toda a compreensão da família, conseguiu acabar com um casamento de trinta anos,

portanto, a bipolaridade consegue corromper os mais fortes laços familia� res. Sofreu, até que aos 47 anos teve diagnosticada a bipolaridade, e a doença não se manifestou apenas nessa idade, apenas não ha� via um diagnóstico. Tinha oito filhos, uma empresa de sucesso e, a partir do diagnóstico foi afastada, como se trabalhar fosse in� compatível a doença. A doença tinha, an� teriormente, o nome de “Psicose Maníaco De� pressiva.” Ser classificada dessa forma, considerada uma psicótica, para uma pessoa que tinha um tra� balho social e empresarial de tamanha relevância era agressivo, inconcebível. E este era um dos estigmas que levava para as sombras

sociais os portadores da bipolaridade. Mas a ênfase e o arroubo que a levava a tamanha dedicação era a clara demonstração da an� siedade da fuga. Talvez a face social mais percebida da doença seja a violência com que o doente reage a situações que não possa controlar ou resolver. A dor e o so� frimento pelo qual se pas� sa é tão profunda que as pessoas não conseguem entender. É uma violência desmedida que busca des� truir o outro e a si próprio, e esta violência acaba por fazer apenas vítimas. “A fé é o grande auxi� liar para que a pessoa possa conviver com sua doença, mais do que uma convi� vência social, uma convi� vência íntima, pessoal. Eu

acredito nisso, para mim foi fundamen� tal. Não é possível imaginar que tama� nho sofrimento se sustente sem uma força que nos faça continuar vivos. O desespero anda sobre uma linha tênue que resvala ao suicídio, à ideia de suicí� dio.” Felizmente hoje a psi� quiatria aponta a qualidade do tratamento sem inter� nação, no entanto, falta um

A não aceitação da doença é o pior dos sintomas. grupo de apoio aos pacien� tes e familiares. Existem eu outros locais do Brasil, mas não ainda em Campo Grande. Todo o trabalho é desenvolvido pelos Cen�

tros de Atenção Psicos� social (CAPs) do Sistema Único de Saúde (SUS). É necessário que se permita mais condições para estes Centros.


!

!

l berdade!

Página 22- Campo Grande - MS, 24 de Fevereiro de 2013

Paladar Cheesecake de geladeira

Ingredientes . 3 colheres (sopa) de açúcar . 13 bolachas tipo cream cracker integral . 1/2 xícara (chá) de manteiga em temperatura am� biente . 300 g de cream cheese (tipo de queijo cremoso) em temperatura ambiente . 3/4 de xícara (chá) de leite . 2/3 de xícara (chá) de açúcar de confeiteiro pe� neirado . 1 xícara (chá) da geléia de sua preferência . 1 xícara (chá) de creme de leite Modo de preparo Forre refratários individuais com filme plástico e reserve. Bata o açúcar com a bolacha até formar uma farofa. Junte a manteiga e misture com a pon� ta dos dedos até formar uma massa. Forre o fundo das forminhas com essa massa e leve ao freezer enquanto prepara o recheio. Bata o cream chesse com o leite e o açúcar de confeiteiro. Reserve. À parte bata uma xícara (chá) de creme de leite fresco em ponto de chantilly e incorpore o cream cheese delicadamente. Com uma colher, coloque nas fôrmas prepa� radas e leve-as ao freezer por mais 30 minutos. Aqueça a geléia no forno baixo. Desenforme os cheesecakes e sirva com a geléia.

com.br

CASTANHA C

abe na palma da sua mão, e ainda sobra um espa� ço e tanto, a arma que vai superproteger as unidades microscópicas do seu organismo. Em segundos, ao mastigar uma única castanha-do� -pará, você recarregará os níveis de um mineral extremamente impor� tante para uma vida lon� ga e saudável: o selênio. A pequena oleaginosa repõe a quantidade do nutriente necessária para dar combate ao envelhe� cimento celular, causado pela formação natural daquelas incansáveis moléculas que danificam as células, os radicais li� vres. Um estudo da Uni� versidade de Otago, na Nova Zelândia, atesta que a ingestão diária de duas castanhas-do-pará recentemente rebatiza� das castanhas-do- brasil eleva em 65% o teor de selênio no sangue. Mas provavelmente os neo� zelandeses não usaram o legítimo produto bra� sileiro. Ora, nós somos sortudos. É que ascas� tanhas produzidas no Norte e no Nordeste do país são tão ricas em selênio que bastaria uma unidade para tirar o mes� mo proveito. A recomendação é de que um adulto con�

Retarde o envelhecimento comendo uma por dia

suma, no mínimo, 55 mi� crogramas por dia, diz a nutricionista Bárbara Rita Cardoso, pesquisadora do Laboratório de Minerais da Universidade de São Paulo. E com uma unidade da nossa castanha já é pos� sível encontrar bem mais do que isso de 200 a 400 microgramas do bendito selênio. Aliás, o limite de consumo diário do mineral é de 400 microgramas, por� tanto, não vá com muita fome ao pote. No caso de uma criança, meia castanha seria suficiente, afirma Sil� via Cozzolino, presidenta da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição. E por que toda essa fama do selênio? Ele é essencial para acionar en� zimas que combatem os radicais livres, responde

Christine Thomson, a pesquisadora neozelande� sa que investigou as pro� priedades da castanha. O selênio se liga a algumas proteínas já existentes em nosso corpo para formar essas enzimas antioxidan� tes, descreve, completan� do, Bárbara Cardoso. Na ausência dele, as tais enzi� mas fi cam sem atividade e, então, deixam de com� bater os radicais e ainda desguarnecem as defesas do organismo. O mineral da castanha também teria um papel especial na proteção do cérebro. É que, com essa capacidade de acabar com a farra dos radicais livres, as células nervosas seriam preservadas, evitando o surgimento de doenças neurodegenerativas com

a idade. Justamente por isso, a pesquisadora Bár� bara Rita Cardoso come� ça a estudar os possíveis benefícios do selênio em portadores do mal de Al� zheimer. A gente descon� fia que nesses pacientes os radicais façam maiores estragos, diz ela. A tireóide também funciona melhor na pre� sença do selênio, acres� centa Christine Thomson. Isso porque, se não hou� ver esse elemento, ela não consegue produzir direito seus célebres hormônios. O mineral também está intimamente associado à capacidade de o organis� mo se livrar de substân� cias tóxicas, ajudando-o inclusive a expulsar pos� síveis metais pesados que se alojam nas células.

Pipoca: um estouro em antioxidantes e fibras Quem não gosta de assistir um filme comendo uma pipoca quentinha? É irresis� tível. E com aquele cafezinho quentinho à noite em volta da mesa com a família? Hummmmmmmm. Mas e agora, a pipo� ca engorda? Faz bem

a saúde? É gordurosa? Podem ficar despreocu� pados. Aquela pipoquinha é muito benéfica a nossa saúde. A pipoca é muito saudável, é rica em antio� xidantes, contém ômega 3, ômega 4, potássio, fi� bras, magnésio e fósforo. A pipoca de panela é mais saudável do que a pi�

poca de microondas, por conter menos gorduras. Uma xícara de pipoca de panela contém 31 calo� rias, sendo que somente 3 são gorduras. Cuidado com o exa� gero de sal na pipoca, ele pode causar males á saú� de. O excesso de sal au� menta a pressão arterial.


divirta-se

Campo Grande - MS, 24 de Fevereiro de 2013 - Página 23

l berdade! !

!

com.br

HORÓSCOPO DA SEMANA Aries (21/03 e 20/04)

Na incerteza, não convém tomar decisões. O astral revela uma grande instabilidade emocional neste dia. Tenha cuidado com a ten� dência para a dispersão, pode ter aborrecimentos com papéis, assina� turas ou perda de dados.

Touro

(21/04 e 20/05)

O dia revela a possibilidade de atrito com uma pessoa amiga e o mo� tivo pode envolver assuntos financeiros. O momento é desfavorável para os negócios e compras em geral. No lar, muita paz e harmonia.

Gêmeos

(21/05 e 20/06)

Tenha cuidado com a concorrência ou com o clima de competição no campo profissional. O dia revela um possível conflito com clientes ou superiores. Você pode ter aborrecimentos com fofocas ou proble� mas de comunicação no trabalho.

Câncer

(21/06 e 21/07)

Se algo não der certo, não fique se culpando. Não é um bom dia para forçar o seu ponto de vista. O dia revela um possível desentendimento no ambiente de trabalho. Há perigo de perda de dados, informações ou aborrecimentos em viagem.

Virgem

(23/08 e 22/09)

Não alimente o clima e competição no ambiente de trabalho ou poderá se prejudicar. O setor profissional pode atravessar momentos de grande instabilidade neste dia, por isso evite entrar em atrito com os colegas.

Libra

(23/09 e 22/10)

Não faça nada na dúvida ou na incerteza: não convém apressar o rumo dos acontecimentos. O setor profissional atravessa uma onda de instabilidade. Você vai sentir necessidade de aperfeiçoar os seus conhe� cimentos.

Escorpião

(23/09 e 22/10)

Fuja de especulações ou qualquer empreendimento de risco. Man� ter o bom humor pode ser fundamental para aliviar a tensão. À noite, convém priorizar os momentos de aconchego e privacidade ao invés de forçar uma exposição social: confira!

Sagitário

(23/10 e 21/12)

O astral revela um conflito entre os seus anseios íntimos em rela� ção ao que os outros esperam que faça. Você pode estar muito sensível às cobranças sociais. Questões ligadas ao passado ou à sua família po� dem mexer com o seu humor.

Capricornio

(22/12 a 20/01)

Não tente apressar o rumo dos acontecimentos. O dia de hoje re� vela uma grande instabilidade profissional, devendo ter cuidado com problemas de comunicação, intrigas ou perda de dados.

Aquário

(21/01 a 21/02)

Tenha cuidado com gastos exagerados. Na ânsia de curtir o que a vida tem de melhor, você corre o risco de ficar no vermelho. A sua dificuldade financeira pode exigir mais atenção com as finanças.

Peixes

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

(22/07 e 22/08)

Mantenha um certo afastamento dos colegas para evitar discussões importantes. Podem ocorrer brigas ou intromissões desnecessárias, seja de sua parte ou da parte deles, por isso, tenha muita cautela com as pa� lavras ou mal-entendidos.

(22/02 a 23/03)

Tenha cuidado com o nervosismo e a inconstância neste dia. Há uma tendência a reagir a tudo e a todos no período da manhã. Atenção com um mal-entendidos, intrigas ou problemas de comunicação no trabalho.

Foto: Jhonatan Sanches

O sujeito vai para Israel visitar a fa� milia e aproveita para visitar alguns lugares historicos: Jerusalem, Belem, o Rio Jordao... Quando chega no Mar da Galileia, ele resolve fazer um pas� seio de barco e pergunta o preço para um sujeito que alugava barcos: - Oi� tenta dolares a hora! - Oitenta dola� res? O senhor está maluco? é muito caro! - Mas esse é o lago onde Jesus andou sobre as aguas! - Tambem pu� dera! Com o barco por esse preço!

www.coquetel.com.br André (?), jornalista da Rede Globo

© Revistas COQUETEL 2013

Equipamento militar Cada etapa do ensino Conduta defendida e prática maçônicos, pelo religioso concomo a bazuca Norte-americano em uma Hiato de Erguer pelo servador "tear" guindaste Listagem (p. ext.) escala ascendente

Ave de rapina Escola secundária

O reino de Poseidon (Mit.) A área examinada pelo proctologista

Deus do Islã Adjetivo (abrev.) Ter conhecimento

Cofundador da Apple falecido em 2011 (?) e qual: exatamente igual Pouso (?), cidade do sul de MG Nélson Gonçalves: o Boêmio (MPB)

Afasta-se Que é originário da Ásia

Depressão entre montanhas

Aplicar cosméticos no rosto

"Um Certo (?)", hit de Lulu Santos

Disparo Antigo barco de guerra

Fase do sono Estrofe de oito versos

(?) (?) e Osmar: cria- Dourados: ram o trio a década de 50 elétrico

Até; também Cólera; raiva

Medida de explosão nuclear

Acusado; processado Ave do cerrado BANCO

Peças que compõem a corrente

3/rem. 4/açor — galé. 5/liceu. 7/maquiar. 8/quiloton. 9/steve jobs — trigueiro.

Leão

Imagem da Semana...

Mar da Galileia

12


ATENÇÃO!

Você funcionário público, atendemos pela CASSEMS Cálcio Dex

De R$:70,58

Por R$:

Re�l Cera Roll-on

44,90

De R$:3,98 Por R$:

Descolorante Yama 300g

Esmalte Colorama De R$:2,50 Por R$:

3,20

De R$:21,99

2,25

Por R$:

16,90

Tintura Nutrisse Cor intensa De R$:8,99

Por R$:

7,98

Tinta Color Life

Kit Garnier Nutrisse De R$:13,50 Por R$:

Cera Depilart 1 kq De R$:26,88 Por R$:

21,90

De R$:13,50

Por R$:

11,98

Shampoo Tricofacil De R$:20,50 Por R$:

2litros

18,90

9,90

Natus Gerin

De R$:120,00 Por R$:

49,90

PAGUE COM O SEU CARTÃO CONVÊNIO

FAZEMOS CONVÊNIO EMPRESARIAL

NÃO COBRAMOS TAXA DE ENTREGA

(67) 3354-2711 - 9257-6610 Rua Olímpio Klafke, 579 - Mata do Jacinto - Campo Grande - MS - farmaciakapital@ibest.com.br


Jornal Liberdade