Issuu on Google+

l berdade! JORNAL

***

Notícia a serviço de Mato Grosso do Sul

!

Campo Grande - Mato Grosso do Sul

-

Ano 02 - Edição Nº 57

-

***

16 de Setembro de 2012

Acompanhe diariamente www.JLNEWS.com.br

Entrevistas:

Ver. Thais Helena

Pag. 07

Como e quando Campo Grande terá transporte digno? O transporte público urbano em Campo Grande, já esgotado, está próximo de gerar uma resposta violenta da sociedade. De elevado preço e baixa qualidade, forma com a desor-

ganização viária um dueto que tem causado estresse nos usuários e provocado transtornos para a atividade econômica. Antes, greves desencadeadas por motoristas e cobradores deixavam às

claras as deficiências do sistema, no entanto a classe ficou enfraquecida com a retirada dos cobradores. Aliás, nunca se explicou o motivo de, apesar de reduzir a folha de pagamentos e consequentemente

a planilha de custos (estima-se em 30%), o repasse a menos nos custos não tenham sido aplicados às tarifas. Os candidatos apresentam nesta edição, seus projetos para a área.

Máximo Brasil Pag. 11

Municipios

Ribas do Rio Pardo corre risco de perder investimentos Sidrolândia

Pag. 15

Justiça quer saber destino dos terrenos doados por Enelvo Felini Pag. 05


l!berdade!

Página 02 - Campo Grande - MS, 16 de setembro de 2012

com.br

Valor R$450,00

em caso de câncer. O projeto, de autoria da senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), inova ao prever a simultaneidade da cirurgia reparadora e a plástica. A relatora da proposta, senadora Ângela Portela (PT-RR), disse que mais de 20.000 mulheres estão na fila aguardando a reconstituição da mama pelo SUS, “algumas delas, há mais de cinco anos.” Autoestima — “Durante esse tempo, enfrentam a deterioração de sua autoestima e as consequências estigmatizantes da mu-

Valor R$450,00

CNPJ: 16.051.720/0001-16

Uma Técnica inteligente de tratar as

Valor R$450,00

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado (CCJ) aprovou nesta quarta-feira um projeto de lei que obriga os profissionais que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS) a realizar plástica reparadora nas mulheres submetidas à cirurgia para tratamento de câncer na mama. A plástica só não será feita se houver contraindicação médica ou recusa da paciente. Já existe uma lei em vigor que assegura no SUS a cirurgia plástica reparadora na mama

tilação”, observou. Como o projeto foi aprovado em decisão terminativa, será submetido aos deputados, sem ser votado no plenário do Senado, se não houver recursos contrários de pelo menos nove senadores. A senadora lembrou que o drama atinge sobretudo mulheres carentes, dependentes dos serviços públicos de saúde. “O que revela uma face inaceitável da desigualdade social marcante de nosso País”, criticou. Ela entende que, quando a reconstituição não ocorre no mesmo momento da retirada da mama, a paciente se submete a novo risco cirúrgico. Ângela Portela alertou igualmente para o risco de descumprimento do direito à plástica reparadora quando esta não é feita na sequência da cirurgia oncológica, o que, entende, pode ser igualmente corrigido pela nova lei.

CNPJ: 16.063.705/0001-17

Plástica de mama pelo SUS poderá ocorrer junto com retirada de câncer


!

l berdade!

com.br

2º TURNO Influenciados pelas pesquisas, de divulgação proibida e de resultados conhecidos, e apáticos diante dos programas exibidos pelos candidatos, longe da postura que se esperava de opositores, votos de Azambuja e Vander migram para Bernal.

!

política

Barbosa condena 9 réus acusados de lavagem de dinheiro

O relator do mensalão do PT no Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, condenou, nesta segunda-feira (10), 9 dos 10 réus acusados de lavagem de dinheiro. Ele condenou Marcos Valério, Ramon Hollerbach, Cristiano Paz, Rogério Tolentino, Simone Reis Vasconcelos, Geisa Dias, Kátia Rabelo, José Roberto Salgado e Vinícius Samarane. Absolveu apenas Ayanna Tenório pelo crime por entender que a Corte já a absolveu pelo crime antecedente – no caso, gestão fraudulenta.

Mulher diz que é ‘marido’ de Dilma e tenta invadir Palácio do Planalto Uma mulher aparentemente embriagada tentou invadir o Palácio do Planalto na noite de terça-feira, declarando ser “o marido” da presidente Dilma Rousseff. Identificada como Edmeire Celestino da Silva, de 29 anos, ela chegou a subir parte da rampa externa do edifício antes de ser contida pelos seguranças da guarda presidencial. Edmeire ignorou dois tiros de balas de borracha dados pela guarda como sinal de advertência e trocou socos com um dos seguranças até ser imobilizada com a ajuda de outros funcionários. Ela usava roupas sujas, estava descalça e portava uma foto

CLIMA TENSO Provas irrefutáveis de candidato fortíssimo em campanha para si e candidato a prefeito de outro partido chegaram às mãos da poderosa cúpula dos senhores do estado. Em época de seca não brigaram publicamente para que a poeira não seja vista ao longe.

Dia do Comerciante é comemorado na Câmara da Capital Os vereadores da Câmara Municipal de Campo Grande realizaram na última quarta-feira (12), Sessão Solene em comemoração a Semana e o Dia do Comerciante. A solenidade foi instituída por meio da Resolução nº 1.133/11 e da Lei nº 4.849/10, de autoria dos vereadores Carlão, Airton Saraiva e Herculano Borges. O Dia do Comerciante é comemorado no dia 15 de outubro de cada ano, como reconhecimento do valor dos Empresários para a sociedade e a economia do Município de Campo Grande.

Aprovada regulamentação da profissão de “cuidador de idoso”

de Dilma no bolso. Enquanto aguardava o carro do Corpo de Bombeiros que a encaminharia para um albergue, Edmeire, bastante confusa, falou que queria

se casar com a presidente. Horas antes, pela manhã, ela já havia tentado entrar no Palácio do Planalto, mas acabou repelida pelos seguranças.

Meninas poderão receber na rede pública vacina contra HPV Meninas na faixa de 9 anos a 13 anos terão o direito de receber gratuitamente na rede pública de saúde a vacina contra o papilomavirus humano (HPV). O projeto de lei que prevê a medida foi aprovado na quarta (12) na Comissão de Assuntos Sociais do Senado e agora vai à análise da Câmara dos Deputados. A pro-

Campo Grande - MS, 16 de setembro de 2012 - Página 03

posta aprovada hoje também lista os direitos da mulher durante o atendimento de prevenção do câncer de colo do útero. Atualmente a vacina é vendida na rede privada de saúde. A autora do projeto de lei, Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), estabelece que as mulheres beneficiadas pela vacina tam-

bém terão direito a receber, de profissionais do Sistema Único de Saúde (SUS), esclarecimentos sobre as doenças causadas pelo vírus. Os hospitais e postos de saúde da rede pública também deverão garantir o acesso a todo e qualquer atendimento complementar necessário. (Msnoticias)

A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado aprovou na quarta-feira (12) projeto de lei 284/2011 do senador Waldemir Moka (PMDB) que regulamenta a profissão de cuidador de pessoa idosa. A matéria foi aprovada por unanimidade, em caráter terminativo, e agora segue para a Câmara dos Deputados. Os integrantes da comissão acolheram substitutivo apresentado pela relatora, senadora Marta Suplicy (PT-SP). De acordo com o texto, o cuidador de pessoa idosa é o profissional que desempenha funções de acompanhamento e assistência exclusivamente à pessoa idosa. Poderão exercer a profissão pessoas com mais de 18 anos que tenham concluído o ensino fundamental e curso de qualificação específico.

COXIAS POLÍTICAS Creginaldo Câmara

“O canto lírico de ROBERTO JEFFERSON não tem dó. Só tem réu maior.” – CLÁUDIO HUMBERTO colunista político brasileiro. O Ministro e Relator do STF, JOAQUIM BARBOSA, atualmente por força do julgamento do Mensalão é considerado verdadeira celebridade nacional. Mas o ex-presidente LULA (PT), há quem diga que chega a gaguejar de nervoso, quando pronuncia o seu nome. LULA é puro arrependimento pela sua indicação. Corre e muito uma notícia de coxias política, de que o Governador Estado ANDRÉ PUCCINELLI (PMDB/MS) anda com uma relação de políticos que não pactuam com o seu candidato a Prefeitura da Capital, o Deputado Federal EDSON GIROTO (PMDB/MS), um deles seria o atual Presidente da Câmara Municipal o Vereador PAULO SIUFI (PMDB), segundo vozes pediria em suas reuniões votos para o candidato o Deputado Estadual ALCIDES BERNAL (PP) e de sobra soltando criticas na atual administração do Prefeito NELSINHO TRAD (PMDB) e tem deixado o recado que é candidatissimo na próxima eleição municipal, criando inclusive um hospital infantil. Outro também do PMDB, distribui o seu santinho na Região da VIDA NOVA casadinho com o de BERNAL, um dos que ANDRÉ já ajudou e muito quando prefeito, e que já tinha dado um bolo no Governador noutros tempos. As pesquisas de oposição a GIROTO, não tem perdoado o outro candidato a prefeito o Deputado Federal VANDER LOUBET (PT/MS) mostrando o mesmo em baixa e ainda com índice de rejeição muito grande. Estranho, pois VANDER como deputado é muito laborioso, com uma postura política melhorada, tem sido atendido em diversos pleitos junto ao Governo Federal, logo algo está errado.


Editorial

!

l berdade!

Reordenando a ordem Reza a Constituição, e tem sido sempre desde a instauração da República, que três poderes independentes se completam, na divisão preconizada por Montesquieu em sua teoria da separação dos poderes. No entanto no Brasil, somente agora por ocasião do caso Mensalão, o Poder Judiciário parece rugir sua independência fazendo tremer e temer quem ainda tentou uma barganha indecorosa e indecente como costumam ser. Nas palavras da ministra Eliana Calmon, que deixa a Corregedoria do Conselho Nacional de Justiça, “a corrupção, que durante dois séculos reinou nesse país, a partir de agora tem um freio, e esse freio está no Poder Judiciário”, conforme entrevista concedida às páginas amarelas da revista Veja. E a verdade ferina de que o julgamento marca um momento histórico, está contida, talvez, em apenas uma palavra: reinou. Ainda fazendo uso das palavras da ministra, a Justiça começa a perceber as mudanças que a Constituição Cidadã trouxe, e passa a conhecer o poder que tem e sua independência em relação aos outros poderes. Esse julgamento deve fazer a ligação entre o legal e o justo e este corpo único deve invadir todas as cortes. Corrupção haverá, como em todos os países, mas será estancada a sangria. Sempre terá espaço para aqueles que subtraem um país, mas no caso do Brasil após Mensalão, não irão rapinar a Nação, pelo fato de estes não pertencerem a Nação alguma. São apenas coisas, sem medidas, sem parâmetros, seres amorfos. Ao Brasil a divisão de poderes preconizada por Montesquieu atrasou em séculos, que seja, então, infinita e que perdure.

EXPEDIENTE: PUBLICAÇÃO DA EMPRESA GRAFICA E EDITORA LIBERDADE LTDA CNPJ: 13.815.091.0001-65 Diretor: Washington Sanches - DRT 596/MS Comercial: Ana Frazão - MTE 1024 Diagramação: Kamila Penteado Escobar Redação: Dirceu Martins de Oliveira - DRT 057/MS André Farinha - MTE-1061 Juridico: Dr. Seriberto Henrique de Almeida e Dr. Janio Herter Serra

www.jlnews.com.br - Fan Page: JL News CONTATO: liberdadems@hotmail.com - contato@liberdadems.com.br Fone: (67) 3043 - 0013 (67) 3201-7408 (67) 8122-9813 Av. dos Estados, 280A - Jardim dos Estados - Cep 79002-523 Campo Grande - Mato Grosso do Sul

com.br

!

Página 04 - Campo Grande - MS, 16 de setembro de 2012

Crônica

André Farinha

Adeus salão

Perto das dezesseis horas um cliente, já antigo em suas mãos, chegou para cortar o cabelo. Sem se importar com o que estava por acontecer, Valdomiro apanhou a velha tesoura sobre a mesinha, bem gasta pelo tempo, assim como o avental que colocou sobre o peitoral do homem para não sujar a roupa. A vida incansável de barbeiro estava para terminar, o salão, que durante 16 anos marcou presença na Avenida Afonso Pena, próximo a Praça Ary Coelho, deixará de existir para dar lugar a um moderníssimo estacionamento. Confrontos entre o antigo e o novo, qual será mais necessário nos dias de hoje? Valdomiro, que em toda a sua vida sempre cortou cabelos e fez a barba de muitos homens, agora beira a aposentadoria definitiva. Motivado pela saúde frágil de sua esposa, o barbeiro se mudará para o estado de Sergipe, sua terra natal. Prático no manejo da tesoura, vai esculpindo������� , desenhando conforme está acostumado a fazer. Em silêncio, contorna a cadeira por diversas vezes, os olhos do velho barbeiro parecem lutar contra as lágrimas diante seu último corte. Em cada fio que acerta o chão, a saudade do Salão Brasil, palco que o marcou, e dos amigos que por aqui ficarão. Como nas cenas clássicas de uma barbearia, por vezes registradas em filmes de Hollywood, onde os homens

reunidos compartilham suas situações diárias, problemas pessoais e discutem sobre os assuntos do momento, o bigode branco de Valdomiro, misturado a sua timidez, oculta estas diversas histórias que já passaram pelo corredor de seu salão entre um corte e outro, Sorrindo sempre, Valdomiro só não cosegue esconder a sua simplicidade, no Salão Brasil, três cadeiras de cabeleleiro ocupam metade do espaço, em frente a cada uma delas, o espelho e a estante. Completando o cenário típico, um rádio pequeno com a antena estendida, alguns pentes espalhados, cremes para pentear cabelos secos e até uma navalha escondida em uma das gavetas, usada por ele antigamente para fazer a barba. A o preço de quinze reais, o corte b á s i c o, com a máquina passada ao lado e a tesoura em cima, não tende a demorar muito. Logo o último freguês se levanta da cadeira, bate as mãos pelo corpo para retirar alguns fios de cabelo que insistem em ficar, paga e deixa o salão. Valdomiro, por sua vez, apanha a vassoura encostada na parede para dar a última varrida. Delicadamente junta todos os fios esparramados pelo chão, cria um montinho de cabelos cortados, e leva tudo da pazinha ao lixo. O adeus a algo que sempre fez com muito gosto e dedicação, a extinção de uma profissão, o ponto final de uma vida.


l berdade! !

com.br

Campo Grande - MS, 16 de setembro de 2012 - Página 05

Sidrolândia

Justiça quer saber destino dos terrenos doados por Enelvo Felini

Priscila Faria Milanesi Dourado

Dirceu Martins O Dr. Marcelo Ivo de Oliveira, juiz titular da 2ª Vara da Comarca de Sidrolândia, acatou o pedido do Ministério Público Estadual e citou a Prefeitura de Sidrolândia, na pessoa do prefeito Daltro Fiuza, para que informe a situação dos terrenos doados à empresa RL Indústria e Comércio de Madeiras Ltda-ME, de propriedade do filho do vereador Dicezar (PSDB), Ricardo Luiz Assmann, em sociedade com Lívia Mendes Basso, que estaria sendo alugado para a empresa Construtora Sanches. Notificou, ainda, o Banco do Brasil como terceiro interessado na ação. O ex-prefeito Enelvo Felini é acusado de promover, durante sua administração, doações de terrenos através do Programa de Apoio à Industrialização de Sidrolândia (Prosidro), originalmente voltado para o desenvolvimento da base empresarial do município, mas que teria se tornado forma de benefício de um pequeno grupo de pessoas. Escamoteado Em resposta às denúncias, o candidato pela coligação “Sidrolândia para Todos”, Enelvo Felini (PSDB), prefere o silêncio, enquanto busca sair do foco das atenções lançando denúncias tidas como infundadas contra o seu mais direto adversário nas

A moda Egípcia

Citação de Juiz coloca em xeque a doação irregular de terrenos

tiga a destinação de 24 áreas do município que foram doadas a pretensos empreendedores, algumas delas que, por se situarem numa área nobre na porção central do município, foram desapropriadas para a doação a título de incremento econômico. As áreas em questão são: Lei nº 848/93 – área de 50.000 m² para Pérola Alimentos; Lei nº 962/98 – área de 10.000 m² para Francicleston Alves dos Santos; Lei nº 979/98 – área de 30.000 m² para Judith dos Santos; Lei nº 993/98 – área de 20 ha para Carlos Fischer e Ramon Calderon; Lei nº 972/98 – área de 1 ha para Christianini e Christianini Ltda; Lei nº 982/98 – área de 5.082 m² para Usina Santa Olinda; Lei nº 986/98 – área de 1.000

eleições deste ano, o candidato Acelino Cristaldo (PMDB) que comanda a coligação “Mais Trabalho para Sidrolândia”. Na terça-feira (11), por determinação da justiça eleitoral, foram recolhidos os exemplares que estavam sendo distribuídos no município, trazendo denúncias contra o candidato a vice, Jean Nazareth, referentes à edição 52 do jornal Plantão MS, do jornalista Francisco Ortega que exerce, também, a presidência do PMN, partido coligado a Enelvo. O Juiz entendeu que “o veículo extrapolou a liberdade de imprensa ao distorcer os fatos e se an- Enelvo ainda pode ter candidatura impugnada tecipar a decisão do Poder Judiciário” ao informar que o m² para Diomedes e Rosilene; atual presidente da Câmara havia Lei nº 1003/99 – área de 800 m² sido condenado por improbidade para Marcos Coltro Sobrinho; administrativa. Lei nº 1037/00 – área de 20 ha para Processamento de Couro; Terrenos doados Lei nº 1043/00 – área de 30 ha O Ministério Público inves- para Curtume Krumenauer S.A..;

Lei nº 1055/01 – área de 1.000 m² para Valmir Cirino Neves (Fábrica de Gelo); Lei nº 1072/01 – área de 10.000 m² para Doces Pitú Ltda; Lei nº 1080/01 – área de 5.000 m² para Surgente Ltda; Lei nº 1082/01 – área de 10.000 m² para Alcaf Industrial Ltda; Lei nº 1083/01 – área de 50.7 ha para Pantanal Agroindustrial Ltda; Lei nº 1116/02 – área lotes nºs 04, 05, 06, 17, 18 e 19 da Quadra 18 para Cleimar – Fábrica de artefatos e pré-moldados; Lei nº 1141/02 – área lotes nºs 10, 11, 12 e 13 da Quadra 18 para Cásseres & Prigolli Fábrica de Cimento; Lei nº 1211/04 – área de 4.000 m² para Brimon Ind. e Comércio de Aviamentos; Lei nº 1220/04 – área de 2 ha para Venturini Ind. e Comércio de Massas Ltda; Lei nº 1221/04 – área de 5.100 m² para Bertini Ind. e Comércio de Calçados Ltda; Lei nº 1254/05 – área de 2 ha e 2.250 m² para Tecnodiesel Biodiesel e Derivados Ltda; Lei nº 1262/05 – área de 1.645,20 m² para Adão Renato Martins Terra; Lei nº 1313/07 – área de 02 ha para Lactis Agroindústria Ltda (Fábrica de leite em pó); e Lei nº 1418/09 – área de 20.000 m² para Solos Indústria e Comércio de Fertilizantes Ltda. O levantamento será feito caso a caso para que fique comprovado, ou não, se os terrenos servem ou serviram como forma de auferir lucros de maneira diferente do que estipula a lei, ou seja, a geração de emprego e renda para a população e o desenvolvimento do município de Sidrolândia.

Amanhã é o grande dia. O dia que toda mulher não vive sem. O dia que toda mulher precisa. Mas que lá no fundinho tem um “que” de aventura de desbravamento dos próprios limites e que toda mulher odeia. Amanhã é o dia da depilação. Sabiamente escolhido depois da maldita TPM. Como se não bastasse esse período de intenso sofrimento feminino, tem que se coroá-lo com a depilação. Ok fica lindo. A pele fica macia, nenhum pelinho, nenhum nada. Mas pelo amor de Deus, esses egípcios não tinham forma melhor de combater os visitantes humanos, como piolhos? Osíris não podia ter ajudado? Tinham que dar a incumbência a Anúbis o Deus da morte? Não... Porque me desculpem, a cada final de depilação sente-se que renasceu. Que dor. Mas voltando a TPM, aquele período glorioso em que a mulher fica toda inchada. Tudo incha, peito tem que ter sutiã especial, as pernas ganham caneleiras de dois quilos cada uma, coluna dói e é possível descrever com riqueza de detalhes o lugar de cada uma das veias e artérias, porque elas também doem. Mas passa. Quando todo esse tormento começa a passar, a mulher começa

a fazer muito xixi. Fica leve, sorridente até o momento em que começa a cólica. Claro a cólica, ou você acha que o útero consegue expulsar tudo aquilo sem se espremer? Literalmente uma lavadeira entra em nosso corpo e torce o nosso útero até a última gota. Viu? Passou. Aí nós temos uns dez dias de sossego pleno, paz, felicidade, chegamos até a acreditar que a vida é bela! Conseguimos olhar os passarinhos, brincar coma as crianças e amar o mundo! Tudo fica rosa bebê! Com bolinhas azul céu! E são nesses dez dias que devemos aproveitar o corpo desinchado e depilar. Pois neste momento nosso sistema nervoso está menos nervoso, mais abobado. Mas há outras maneiras de amenizar a dor: usar cera quente. Sabe aquela sensação de ser pururuca? Então... Não precisa tanto, mas se a cera estiver quente, abre os poros e dói menos, mas não se iluda, dói. Outra dica não muito ortodoxa é aproveitar o dia que está com dor de cabeça e tomou um analgésico e ir depilar, o analgésico ameniza a dor e depois você nem se lembra da dor de cabeça, porque fica lembrando-se da dor na pele. Lembre-se: nada como uma pele lisinha, bem à moda Egípcia.


Rio Negro

com.br

!

Página 06 - Campo Grande - MS, 16 de setembro de 2012

l berdade!

Prefeito entrega veículo para a saúde

Artigo Rosildo Barcelos *Articulista

Criminalidade,tristeza e outros que tais Com a presença dos funcionários, alunos e a comunidade, o prefeito Joaci Nonato Rezende, entregou 02 veículos Uno, para a Secretaria Municipal de Saúde. Este é o compromisso firmado com o povo rionegrense, em um programa de reestruturação para dar mais conforto aos pacientes,

Navirai

uma serie de intervenções está acontecendo na área da Saúde, desde a reforma da Unidade Básica de Saúde e PSF – Rural. Entregamos agora os veículos e até o final do ano estaremos entregando as reformas e ampliações. De acordo com a Secretária de Saúde, Cleiciane, a

entrega desses 02 veículos vem de encontro com a necessidade de dar melhor qualidade aos pacientes, e esse é compromisso firmado pelo prefeito em prover saúde de qualidade, não apenas com uma boa estrutura física, mas também com bons profissionais da área da saúde.

PMA desmonta acampamento e apreende 0,7 km de redes e arma Policiais Militares Ambientais de Naviraí (MS), em fiscalização de prevenção e repressão à pesca predatória no rio Amabai, nos municípios de Naviraí e Itaquiraí (MS) localizaram ontem á noite um acampamento de pescadores, próximo ao assentamento Caburey e apreenderam 30 redes de pesca, medindo mais de 700 me-

tros, bem como uma espingarda de arpão para pesca subaquática. Também foram apreendidos 252 anzóis de galho e 3 espinhéis com 20 anzóis cada um. As redes ainda estavam molhadas, indicando que os pescadores teriam as utilizado há pouco tempo. A PMA desmontou as barracas e descaracterizou o acampa-

Dourados

mento. Os proprietários do material não foram identificados, pois fugiram ao avistarem a fiscalização. Os policiais realizaram buscas, porém, não conseguiram prender os infratores. Este tipo de fiscalização é fundamental. A retirada desta quantidade de redes ilegais dos rios impede a degradação dos cardumes.

Professores da UFGD encerram greve A greve na Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) acabou e as aulas voltam na segunda-feira, (17). A decisão foi tomada em assembleia, na tarde da quinta-feira (13).A paralisação dos professores em Dourados durou 103 dias. Com tantos dias sem aulas, o calendário letivo será discutido, mas tudo indica que o primeiro semestre das aulas deve encerrar

na segunda quinzena de novembro. Durante assembleia no auditório da UFGD, unidade I, a maioria dos professores aprovaram o fim da greve. Ficou decidido que a reposição das aulas será discutida a partir da semana que vem. O primeiro semestre deste ano fechou com apenas 70% das atividades.

O dedo no gatilho e a vida na corda bamba. O quinto mandamento esquecido e jogado ao léu.Para justificar a criminalidade, alguns culpam a situação econômica do Brasil, referem-se de repente às poucas chances que os agressores sociais tiveram quando crianças para escapar da sina de se tornarem o que são. Enquanto a polícia e a justiça vão juntando provas contra os acusados, fica a pergunta: será mesmo que a criminalidade é consequência do ambiente social em que as pessoas vivem? Concordo que é importante não generalizar. Cada pessoa é um mundo. Mesmo assim, quando um jovem subverte esta lógica, quero crer ser possível e evidente,a ideia de não se descartar este fator social, e nem tampouco usá-lo como desculpa para ser condescendente com o praticante de um crime como o sequestro é uma maneira bastante canhestra de encobrir a realidade, ou seja, há pessoas que sabem comportar-se em uma sociedade e outras não. No último caso, só a segregação pode resolver o problema, tanto para elas como para os demais e com trabalho diário, não simplesmente ficarem guardados em uma casa penitenciária. Diante de certos crimes, você se pergunta: ele não tem consciência do que fez? Na minha experiência de duas décadas de policial lhes asseguro que tem, mas é difícil compreender. Pelo menos da forma que queremos entender. Ouso dizer que a consciência dele é completamente

diferente da sua, que lê este artigo. Nestes mais recentes casos de sequestro, além das mortes, ficou clara a dissimulação,assim como sua perfídia, que usou para ocultar seu desígnio. Entendam bem: fútil é o motivo insignificante, desimportante, com mesquinhez e torpe é motivo baixo, motivo vil, abjeto. É alguém que mata por recompensa, dinheiro, promessa de casamento. Precisamos diferenciar por exemplo o furto famélico: Ato do indivíduo que impelido pela fome ou pelo frio, subtrai alimentos ou roupas para poder subsistir de um sequestro, latrocínio e cárcere privado por motivo fútil e torpe e com esses quatro últimos casos que aconteceram em Mato Grosso do Sul a Polícia agiu como deve ser e a justiça deu a resposta que precisamos, agora com a prisão preventiva dos acusados e a apreensão do menor; entretanto nunca poderemos compreender o que levou estes jovens a aterrorizar os demais seres humanos assim. Não obstante ,uma discussão mais acalorada, um choque violento ou uma grande decepção podem desencadear o desejo instantâneo de matar. Não é difícil ceder a este instinto. Todavia qualquer animal selvagem, por menos desenvolvido que seja seu cérebro, tem a percepção nítida da vida e da morte. Não quero acreditar que eles estejam satisfeitos em carregar o peso da palavra “matar”? E a pergunta não cala: por quê?


l!berdade!

com.br

Campo Grande - MS, 16 de setembro de 2012 - Página 07

THAIS HELENA

Sem perder o sonho de resolver os problemas sociais

Dirceu Martins/Noêmia Frazão Liberdade MS: Você tem um trabalho dentro da comunidade católica e isso a levou a buscar novas formas de igualdade social, desta vez na política. De que forma política e religião se complementam? Thais Helena: Atuei na pastoral da criança, da juventude, catequista, encontro de casais, acampamento, cursilho. A questão fé e política eu não dissocio porque justiça social, solidariedade, fraternidade e caridade, é através da política que vamos conseguir. A política é o único instrumento real de conseguir a transformação social que nós sonhamos, de garantir os mesmos direitos, mesmas oportunidades, acesso à educação de qualidade, saúde de qualidade, moradia, alimentação. Estamos vivendo um momento em que precisamos cada vez mais colocar os nossos valores dentro da política, porque se a gente não colocar, vamos começar a ter outros valores que não são os nossos. Eu acho importante que todas as denominações religiosas possam discutir essa questão. Dom Dimas disse que a forma organizada de se fazer a caridade é através da política. Precisamos de pessoas sérias debatendo a política, cada vez mais engajados para que a gente possa constituir essa sociedade com a qual nós estamos sonhando. Liberdade MS: Você atuou em diversos cargos diretivos do PT numa época em que o partido foi muito atuante. Hoje o partido parece não conseguir sensibilizar os eleitores. É o momento de um reestudo de atuação? Thais Helena: Acho que agora é o momento em que o partido está colocando seu projeto. Nós somos um partido que tem um projeto de governo. Defendemos ideais sempre buscando melhorar a vida das pessoas. Isso é o que o Lula fez, isso

é o que a Dilma vem fazendo e é isso que nós queremos fazer com Campo Grande. Mas, numa eleição onde nós temos sete candidatos a prefeito, a pulverização faz com que as pessoas comecem a debater mais, então eu tenho certeza que não é que o PT não tenha conseguido sensibilizar a população, mas é a pulverização é muito maior. Nós temos um projeto de valorizar as pessoas. Humanizar Campo Grande. Deixar de construir postos de saúde enquanto não tiver os postos equipados. Não dá para esperar um ano

tendem a eleger a maioria do legislativo do outro partido. Aqui no Brasil, você elege o executivo de um partido e a maioria do legislativo do mesmo partido ou coligação. Nos outros países a população quer que a oposição seja maioria para poder fiscalizar e acompanhar os trabalhos. A bancada da oposição, embora com dois, fez grandes debates. Votamos contra o aumento abusivo do IPTU, que não acompanhou o ganho salarial da população; contra a licitação do transporte coletivo por entender que precisaríamos discutir melhor o contrato, porque

A política é o único instrumento real da transformação social que nós sonhamos.”

para fazer um exame, seis meses para a mulher conseguir uma mamografia. Liberdade MS: Sua atuação foi destacada, no entanto a bancada oposicionista contava apenas dois vereadores. Você espera que a partir dessas eleições as forças se equivalham? Thais Helena: Equilibrar a gente sabe que demora um pouco. Analisando o processo eleitoral em diversos países, quando se elege um partido para o executivo as pessoas

daqui a 30 anos Campo Grande terá outro formato. Foi proposto para o lixo um contrato de 25 anos e nós votamos contra. Era parceria público privada e não priorizava os catadores. Eu acho que nós não vamos conseguir equilibrar, mas teremos uma bancada maior. Queremos ganhar as eleições, então, tenho certeza que a bancada de oposição será maior porque as outras chapas têm mais candidatos que a nossa. Liberdade MS: Qual a principal bandeira a ser levantada na pró-

xima legislatura? Thais Helena: Precisamos discutir os movimentos sociais. Hoje Campo Grande tem um desenvolvimento econômico muito bom, e isso é bom para a população. Temos que pensar em desenvolvimento social para equilibrar. Começamos a enfrentar sérios problemas como aumento da criminalidade, violência, drogas, porque é uma cidade analisada só do ponto de vista econômico. O custo de vida em Campo Grande subiu. O IPTU é caro, a iluminação pública é um absurdo. Ai você passa o asfalto e cobra o asfalto, depois aumenta o IPTU porque passou o asfalto. É caro por conta dos nossos impostos. A qualidade de vida está sendo perdida no trânsito caótico, na criminalidade. Tínhamos uma cidade tranquila, já não é mais. Tem que garantir o acesso ao esporte e ao lazer às nossas crianças, nossos jovens, garantir o acesso ao primeiro emprego, incentivar empresas a darem a oportunidade do primeiro emprego, da qualificação profissional. Nós temos uma escola técnica federal, tem cursos gratuitos, só que a tarifa de transporte é quase o preço de um curso. Se hoje estamos enfrentando esses problemas, imagina daqui a 20 ou 30 anos. Liberdade MS: Defina o ‘por que’ votar em Thais Helena para outro mandato? Thais Helena: Foram gratificante esses dois mandatos. Entrei na Câmara com 22 anos e a utopia de querer resolver o mundo, de transformar o mundo. Aprendi muito, a Câmara é um lugar aonde você aprende que um vereador pode ser instrumento de mudança na vida das pessoas. Discuti, fiz audiências públicas, fórum lixo e cidadania, informatização dos postos de saúde, teto de 10% no valor da casa da Emha. Fico feliz em ver que melhorou a vida das pessoas. Acho que temos muito a contribuir ainda. Ficarei feliz e honrada em continuar

cuidando da nossa cidade, da nossa vida, porque política, a gente gostando ou não, interfere na nossa vida, no nosso dia a dia. Dedico 24 horas do meu tempo para a política, não tenho outra função. Liberdade MS: Qual recado que você gostaria de mandar para a população de Campo Grande e seus eleitores? Thais Helena: Espero que Deus ilumine a população de Campo Grande para eleger o melhor projeto para r nossa cidade, nossa vida. Independente do posicionamento, a cada dois anos pessoas são eleitas. É importante que a população debata, participe, analise a proposta, analise o projeto, o que a pessoa já fez, o que ela já produziu para a nossa cidade, qual a intenção dessa pessoa, qual o compromisso dela com a população, para daí que você possa ter a responsabilidade de votar. Um voto faz toda a diferença. São quatro anos da administração da nossa cidade, da nossa vida. Não é pouco tempo. Liberdade MS: Destaque seus principais trabalhos. Thais Helena: A prevenção do câncer no colo do útero, fiz uma lei para que a vacina HPV seja disponibilizada nos postos de saúde. Por mais que a vacina seja cara, é muito mais caro o tratamento, e a vida não tem preço. Já é lei, estamos agora na regulamentação para que ela possa ser disponibilizada nos nossos postos de saúde. Lei das faixas elevadas em frente às escolas para garantir a segurança das crianças na travessia e acessibilidade também. Lei em tramitação para que aumentos de impostos sejam precedidos de audiência pública. Lei de protetor solar para pessoas de baixa renda que necessitem prioritariamente de seu uso contínuo como albinos, portadores de vitiligo, melanomas.


Página 08 Campo Grande - MS, 16 de setembro de 2012

l!berdade!

com.br

Ibope aponta Campo Grande como Capital mais bem administrada do país Pesquisa do Ibope (Instituto Brasileiro de Opinião e Estatística), veiculada pela Rede TV na última quinta-feira (13), sobre o ranking dos prefeitos mais bem avaliados das 26 capitais brasileiras, aponta o prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad (PMDB) como o melhor prefeito do Brasil. Trad aparece com 61% de avaliação boa e ótima entre os campo-grandenses. O prefeito de Rio Branco (AC), Raimundo Angelim (PT), está empatado com Nelsinho Trad tendo o mesmo percentual de avaliação na sua cidade. De acordo com a pesquisa, o ranking é fator determinante na sucessão da prefeitura. O Ibope constatou que prefeito bem avaliado leva vantagem na disputa pela reeleição, ou ainda consegue eleger seu sucessor, caso não esteja concorrendo ao

pleito. A sequência de administradores de Campo Grande comprova o que apontou a pesquisa do Ibope. André Puccinelli foi, por dois anos consecutivos, avaliado como o melhor prefeito das capitais brasileiras, deixando seu mandato com 98% de aprovação popular. Em 2004 Nelson Trad Filho, apoiado por André Puccinelli ganhou as eleições com 55,70% dos votos, em primeiro turno, se reelegendo em 2008 com 71,41% dos votos válidos, em decorrência de sua boa avaliação e alto índice de satisfação entre os munícipes. De acordo com a pesquisa, os entrevistados apontaram que ser prefeito é mais difícil que ser governador. Na média das 26 capitais brasileiras, a avaliação negativa dos prefeitos é 52% mais alta que a dos governadores, fato que coloca Mato

Grosso do Sul e Campo Grande em destaque no cenário nacional. Satisfação - No último dia 26 de agosto o Instituto de Pesquisas de Mato Grosso do Sul (Ipems) apontou que 95% da população campo-grandense está satisfeita com a cidade e se declara feliz de morar na Capital Morena. A pesquisa foi divulgada pelo jornal Correio do Estado no dia 26 de Agosto, data em que Campo Grande completou 113 anosSegundo o Ipems a população destacou dois aspectos que elevam o nível de satisfação: a tranquilidade e segurança tipicamente interioranos e os recursos que o município oferece garantindo melhor qualidade de vida a seus moradores. Nos últimos 16 anos a população campo-grandense praticamente dobrou, passando de 450 mil em 1997, para cerca de 805 mil em 2012, segundo o dados do IBGE.

de conclusão da elaboração, com a participação de representantes dos servidores e respectivos sindicatos. O prefeito Nelson Trad Filho lembra, por exemplo, que um servidor administrativo aprovado em concurso, há mais de 20 anos, com o ensino médio, e hoje, tendo concluído o nível superior, poderá ter a perspectiva de promoção na carreira e a partir da implantação dos Planos será reconhecida essa escolaridade e com valorização financeira.

CNPJ: 16.077.193/0001-35 R$450,00

dos os servidores, independente, de ser ocupante de cargo de nível superior. As inovações trazidas pelos planos permitirão ao servidor ter visão de futuro e buscar um novo posicionamento na sua carreira, à medida que se capacitar. Entram em fase final, para serem entregues ao Prefeito Nelson Trad Filho, os anteprojetos dos planos de carreiras para os mais de dezesseis mil servidores efetivos. As proposições estão na fase

R$ 450,00 CNPJ:16.092.356-0001-32

O prefeito Nelson Trad Filho recebe, em dezembro, da Comissão Permanente e das Comissões Setoriais, os anteprojetos dos Planos de Carreiras e Remuneração do funcionalismo municipal. Os planos de carreiras vão contemplar expectativas e reivindicações históricas do funcionalismo, com a criação de oportunidades de promoção na carreira, pela conclusão de escolaridade superior à do cargo ocupado e o pagamento de adicional de capacitação para to-

R$: 450,00 CNPJ: 76075516-000135

Prefeito recebe em dezembro Planos de Carreiras e Remuneração do funcionalismo


com.br

!

l!berdade!

soc i a l melhores momentos! Aniversariantes

ST s empresárcioiosE R S RAN ra (13) o que recep ais

T

M er fei uinta- a Albuqu ço Morar srest. q a ar t ran spa ltim Na ú eters e M ados no e anos da T atrações 1 uP vid r2 A ram Dirce seus con comemora apresenta mbiental. a a naram enos para anfitriões entização o Program a i s Por M da festa o om consc nvidados leta Seletiv s c o c Além ais e artes tou aos tário e Co ão sobre o r, i n c i e mus sa apres nto Volun a populaç ar, Reduz e e r s r e u emp mazenam esclarec sar, Rec r de A bjetivo de Rs Repen o 5 com itos dos lar. c e c c e con izar e R i l i t u Re

Anfitriões da Festa Dirceu Peters e Marta Albuquerque

Jéssica Garcia - 14/09

Familia Albuquerque: Dalton, Marta e Anadir

Marta Albuquerque e Iara Diniz

CNPJ: 16.321.232/0001-81 R$ 450,00

Renata zanardo - 16/09

Campo Grande - MS, 16 de setembro de 2012 - Página 09

Sanderli Nunes e Airton Alves Pinto

.. . a d a l a B a N O JL News, esteve cobrindo o show que agitou Campo Grande, A dupla João Lucas e Marcelo e Thiago Brava se apresentou no CLC, e hoje dia 16, acontece a gravação do 3° DVD de Maria Cecilia e Rodolfo, Os videos com as entrevista você pode conferir durante a Semana a entrevista completa no nosso site! No próximo dia 21 acontece o tradicional evento TOP COUNTRY FEST que traz dois grandes nomes do sertanejo nacional, João Neto e Frederico e os gargantas de ouro do Brasil Milionário e José Rico com a participação do cantor Emanuel Freitas e da dupla Thiago e Donizeti.

Gleise Kelly e Thiago Ferzeli

Noêmia Frazão e Elida Bertaco

Bertholdo e Vanessa Figueiró


Página 10 Campo Grande - MS, 16 de setembro de 2012

Como não ter dor de cabeça na devolução do imóvel Ao devolver o imóvel para o proprietário, o inquilino deve se certificar de que vai entregá-lo da mesma forma que o encontrou no início do contrato. Mas na hora de cumprir o que está na lei do inquilinato, podem surgir algumas dúvidas em relação aos procedimentos de entrega, das responsabilidades de cada um e sobre como se resguardar dos eventuais abusos cometidos pela outra parte. Para evitar problemas nessa hora, deve ser feito um laudo de vistoria assim que o contrato é firmado. Inquilino e proprietário devem listar todas as condições de conservação do imóvel, como o estado da pintura, do piso, do carpete, das portas e de eventuais móveis, além de fotografar cada detalhe. Esse laudo se torna parte inte-

grante do contrato de locação, e é baseado nele que o inquilino vai ajeitar o imóvel para a entrega, quando for embora. Na hora de devolver as chaves ao locador, o inquilino deve fazer os devidos reparos a fim de deixar o imóvel como estava no início do contrato. Se a pintura era nova, será pre-

ciso pintar novamente, da mesma cor; se o carpete era novo, ou se estava limpo, será preciso mandar lavá-lo – e se houver algum dano, até trocá-lo. Qualquer dano deverá ser reparado, mas os desgastes que já existiam antes da chegada do locatário poderão permanecer como estão.

CNPJ: 16.067.726/0001-81 R$450,00

com.br


l!berdade!

com.br

Campo Grande - MS, 16 de setembro de 2012 - Página 11

MÁXIMO BRASIL Resolver os problemas de gestão e permitir que as empresas vivam

Dirceu Martins Liberdade MS: Quem é Gleibe Rosa Máximo? Máximo Brasil: Eu nasci em Quirinópolis (GO) e em 1972 nos mudamos para o estado do Pará, morar numa roça, pois sou filho de lavrador e, como de praxe as famílias enviavam seus filhos para estudar em cidades próximas maiores para estudarem. Fui para o seminário onde recebi as orientações ética e profissional. Em 1982 fui para a escola da Fundação Bradesco, em 1988 ganhei uma bolsa de estudo da fundação e fui para São Paulo. Já como funcionário do Bradesco vim transferido para Campo Grande em 1988 onde trabalhei até 1992 quando o banco instaurou a política de terceirização de alguns setores. Foi quando criei a Eletroline que hoje tem 104 funcionários e 45 parceiros atuando nas áreas de engenharia civil, elétrica, telecomunicações e ar-condicionado e opera em quatro estados. Liberdade MS: Qual seu principal tema de trabalho na Câmara Municipal, caso eleito? Máximo Brasil: Será fortemente voltada em permitir o surgimento e crescimento da área empresarial e de negócios. Sabemos, por pesquisas, que as empresas quebram geralmente no primeiro ano de vida, então propomos que o empreendedor tenha um ano de isenção do ISS/QN, 2% para o período de 2 a 5 anos de atividades e a partir de então, 3%. É uma forma de atrair empresas do país inteiro e dar oportunidade da abertura de novas empresas pelos sul-mato-grossenses. Liberdade MS: E, dessa forma, a atração de novas empresas compensaria a aparente queda de arrecadação? Máximo Brasil: Imagine que sejam atraídas 1 mil empresas, ou que se iniciem novos negócios. No primeiro ano as empresas patinam até conquistar o cliente, eu tenho

a experiência com a Eletroline. O valor recebido pelos primeiros trabalhos, que iria para o imposto, serviria para pagamento de outras tarifas como luz, água e telefone. Isso beneficiaria muito o empresário iniciante, daria um fôlego. O desenvolvimento de pequenas empresas atrairia também as grandes empresas a partir do momento em que permitissem a base econômica. Liberdade MS: preparação de mão de obra qualificada, além do que é oferecido hoje, seria um tema que você gostaria de ver debatido? Máximo Brasil: É importantíssimo capacitar o profissional, mes-

Liberdade MS: uma das questões da atração de empresas de outros estados é o fato de elas preencherem seus quadros mais qualificados com profissionais que, também, vêm de fora. É fundamental cursos avançados? Máximo Brasil: O que a gente percebeu na nossa capital e no país inteiro foi o grande avanço de obras. A construção civil é o grande segmento aqui, que se chama obras mistas por utilizar profissionais de elétrica, carpintaria etc. Então você trabalha com diversos segmentos, então as empresas exigem que se qualifique os profissionais para trabalharem em um mesmo nível, mesmo porque

soluções, e para isso é necessário que se estabeleça um plano como o apresentado pelo Reinaldo [Azambuja] de permitir qualidade ao transporte público com preço justo. Hoje a velocidade média do ônibus não chega a 20 km/h. Transporte é custo a mais, pois os funcionários produzem menos em função do estresse do trânsito ou porque se acidentam e, como consequência, ficam afastados do trabalho. O meu espelho é a Fundação Bradesco. Sistema de semi-internato ou escola integral que oferece café da manhã, almoço, lanche, janta e ainda saúde de qualidade, respeito administrado por uma excelente quadro de funcionários. O aluno sai dali preparado para o ves-

Questões mal resolvidas na saúde, transporte e outras influem negativamente no crescimento da Capital.”

mo os que já trabalham. Na área da elétrica temos profissionais que trabalham há 10 anos na área e não fizeram o NR-10 [treinamento específico em aspectos de Engenharia de Segurança e Saúde no Trabalho], e tem que fazer isso. Profissionais desse mercado, que eu conheço bem, cometem pecados gravíssimos em relação ao uso do Equipamento de Proteção Individual (EPI).

a responsável final é a contratante. Liberdade MS: São duas preocupações básicas da população o transporte e trânsito e a saúde. Como você vai trabalhar essas matérias? Máximo Brasil: No transporte, uma questão fundamental é a educação para o trânsito. Se você não conscientizar, o trânsito vai continuar matando. Reduzir o uso do transporte individual é uma das

tibular ou Enem. Ele saiu preparado para a vida. Eu fui um felizardo entre milhões de brasileirinhos por ter conhecido a Fundação. Na saúde um dos grandes problemas é a preventiva, a começar pela alimentação. Nós empresários sentimos na pele o que nossos colaboradores passam quando precisam buscar atendimento para si ou para seus familiares. A questão da saúde não é

verba. Dinheiro tem e muito, são quase R$ 2 bi por dia para serem aplicados na Saúde. O primeiro passo é contratar profissionais, que é uma coisa simples de fazer, e construir o Hospital Municipal, equipá-lo e contratar profissionais com salários justos. Liberdade MS: Na sua visão de empresário, o que não dá certo na administração pública? Máximo Brasil: Você pega um projeto particular de escolas, creches ou ambulatórios e faz a obra com perfeito acabamento a um custo de R$ 1.200 o metro quadrado. Se você for fazer esta mesma obra licitada para uma prefeitura o preço a ser cobrado será de aproximadamente R$ 3 mil o metro quadrado. É por isso que os recursos nunca bastam. Processos licitatórios podem ser viciados, e deveriam ser feitos por Pregões Eletrônicos, que permitem uma total transparência e atrai empresas de todo o país o que faz aumentar a concorrência e, consequentemente baixar o custo. Liberdade MS: Os problemas na saúde pública e transporte acarretam problemas para as empresas e, consequentemente para o desenvolvimento da Capital? Máximo Brasil: Sim. O prejuízo é imensurável. Você perde funcionários por vários dias em função da demora do atendimento, que produzem menos por estarem doentes enquanto aguardam resultados de exames e, no caso do transporte a questão das ruas que têm seus buracos tapados ao invés de serem recapeadas. Meus funcionários que têm motos chegam atrasados por quebrarem seus veículos no trajeto, sem contar com os carros da própria empresa que necessitam manutenção constante.


Página 12 Campo Grande - MS, 16 de setembro de 2012

l!berdade!

com.br

Transporte público de preço elevado e baixa

Dirceu Martins

Estranhamente o transporte público urbano em Campo Grande não consegue acompanhar o crescimento populacional, mesmo tendo como exemplos positivos ou negativos as outras capitais e cidades que enfrentaram igual crescimento e venceram ou perderam esta guerra. Sim, a solução não é simples, envolve reestudos de planejamento urbano, construção de viadutos, corredores especiais, diminuição da frota de veículos particulares e até o enfrentamento das empresas que prestam esse serviço e costumam confundir o termos prestadora com detentora. Pediram asfaltamento das linhas de ônibus, foi feito. Extinguiram a função do cobrador,

foram atendidos. Impuseram a troca da moeda por cartões e foram obedecidos. No entanto, exceto discursos e ameaças, tudo o que foi determinado pelo executivo com aprovação legislativa foram mais trocas, uma delas foi o final de semana livre e gratuito por datas pré-estipuladas de tarifa reduzida. Entende-se que a planilha de custo sofreu redução em função das linhas asfaltadas e a extinção do cargo de cobrador. Pergunta-se por quais motivos essas reduções de custo não foram repassadas para as passagens? De alguma forma os candidatos prometem melhorias, e o jornal Liberdade quer saber Como e Quando Campo Grande terá um transporte público digno.

Vander Loubet

Reinaldo Azambuja Primeiro precisamos acabar com a defasagem no número de ônibus em Campo Grande, colocando nas ruas mais 80 coletivos para atender toda a população. Na sequência, iremos discutir alternativas para reduzir o valor da tarifa, por meio da desoneração fiscal. Inicialmente, estudaremos a diminuição do ISS (Imposto Sobre Serviço) e, na sequência, discutir com o governo do Estado a redução do ICMS, que é de 17% hoje, sobre o óleo diesel comprado pelas empresas de ônibus. Com relação à infraestrutura,

entendemos que criar corredores de ônibus é essencial para que consigamos aumentar a velocidade médias dos coletivos, que hoje é de 18 quilômetros por hora. Com esta velocidade e o trânsito conturbado, há trabalhadores que demoram até duas horas e meia para chegar ao local de trabalho. Para que o transporte seja mais ágil, vamos também implantar semáforos inteligentes, que dotados de fotosensores fazem a leitura do tráfego e seguram ou deixam fluir o trânsito conforme a quantidade de veículos em cada via.

O primeiro passo é reduzir o preço da tarifa. É uma ação imediata, tomando posse em 1º de janeiro já vou convocar os empresários para discutir a adoção da medida. Campo Grande ocupa hoje o terceiro lugar no ranking das passagens mais caras do Brasil, estamos atrás apenas de São Paulo e Florianópolis. Isso é inadmissível. Por isso um dos meus compromissos é a redução do valor de R$ 2,85 para R$ 2,60. Não é demagogia, eu sei como fazer. Trouxemos a diretora de transporte coletivo de Fortaleza, capital

administrada pelo PT, e ela analisou detalhadamente a planilha de custos das empresas de Campo Grande. E junto com nossa equipe técnica ela identificou vários itens que podem ser revistos. São R$ 0,25 de “gordura” que a Prefeitura e nem as empresas explicam. A redução da tarifa, além de aliviar o bolso do contribuinte que usa o serviço, vai permitir que o sistema de transporte coletivo recupere passageiros, pois a cada ano esse número está caindo. E essa recuperação vai aumentar a arreca-


l!berdade!

com.br

Campo Grande - MS, 16 de setembro de 2012 - Página 13

qualidade pede resposta aos candidatos dação das empresas. No final, ganham todos os lados. A partir daí temos outras ações que certamente vão melhorar a qualidade do serviço: o PAC da Mobilidade Urbana de R$ 180 milhões que ajudei a viabilizar como deputado; a mo-

dernização do sistema com a implantação de GPS nos ônibus e a criação de uma central de monitoramento da frota; e a instalação de pontos com proteção contra sol, vento e chuva em 100% das paradas de ônibus.

Alcides Bernal

Oferece-se transporte público de qualidade quando, em uma licitação, a mesma é colocada como prioridade e é exigida por meio de fiscalização diária. A partir do primeiro dia de Governo estaremos avaliando como se encontra o contrato e exigiremos o seu cumprimento, se a mesma já consta, ou o complementare-

mos com a exigência da referida qualidade. Passa-se também por um planejamento da quantidade de ônibus oferecidos, demanda exigida e horários de pico, bem como a mobilidade e trânsito nesses horários. Nesse item, o tempo para implementação será o tempo de identificação desses gargalos para colocarmos em prática a solução.

Marcelo Bluma Para que o transporte público tenha qualidade é preciso que ele atenda à população com eficiência. Para isso vou fortalecer o sistema de integração no transporte coletivo e implantar um sistema de planejamento permanente da mobilidade integrado com as demais unidades administra-

tivas para prever os problemas no setor e trabalhar a solução deles. Também vou atuar na ampliação e modernização da frota, bem como a oferta de ônibus nos horários de pico. Mas o problema do transporte precisa ser visto de forma mais ampla. Por isso, vou reestruturar

o processo de planejamento dos sistemas de transporte e trânsito da cidade para que ocorra de forma integrada com o planejamento delimitado pelo Plano Diretor, Lei do Uso e Ocupação do Solo e as determinações do Planurb. Na minha administração também irei priorizar alternativas

não poluentes para o sistema, incentivando a caminhada e o uso da bicicleta, além de recuperar a rede de ciclovias com uma arborização adequada e ampliar as ciclo faixas. A implantação do plano será discutida logo no início da minha administração e executada o mais breve possível.

Edson Giroto

Campo Grande possui uma frota de mais de 450 mil veículos, sendo que 150 mil são motocicletas. Com o aumento das vias, os motoristas ganharam alternativas para evitar congestionamentos, entretanto alguns pontos ainda sofrem com a grande quantidade de carros em horário de pico. Melhorias estão ocorrendo. O Ministério das Cidades disponibilizou mais de R$ 180 milhões para os investimentos em mobilidade urbana. A atual gestão a prefeitura licitou a administração do transporte público. Entre os requisitos, 100% da frota deverá ser com ônibus adaptados e a empresa deverá absorver de 30% a 100% dos funcionários. O total de ônibus

terá que passar para 600 veículos. Para atender essa nova estrutura, planejamos implantar e integrar aos sistemas de transporte público 100 km de ciclovias e ciclofaixas dotadas de bicicletários. Ampliar os corredores exclusivos dos ônibus e proporcionar uma gestão totalmente informatizada do sistema, elevando a eficiência, conforto, rapidez e segurança. Informatizar e climatizar os terminais e instalar estacionamentos de motos e bicicletas próximos dos terminais. Desta forma incentivamos outros meios de transporte, cuidamos do trânsito e poderemos começar a discutir a diminuição do preço da passagem. O plano começa a ser implantado assim que assumirmos a Prefeitura.

Suél Ferranti

Os deslocamentos consomem grande parte do tempo da vida dos trabalhadores e do povo pobre. Muitos gastam uma parte importante de seu salário e três a quatro horas do dia com o deslocamento casa-trabalho. A elite não anda de ônibus e não passa pelas dificuldades diárias que os trabalhadores enfrentam para se deslocarem aos seus locais de trabalho. O Estado deve subsidiar o transporte coletivo. Isto pode ser feito desde que o transporte coletivo seja estatizado e os beneficiários diretos do investimento público na urbanização para o transporte paguem adequadamente por ele. Será necessária ainda a ativação e ampliação

de rede ferroviária e corredores de ônibus, o investimento de 2% do PIB para o transporte público estatal e de qualidade, com tarifa subsidiada a R$ 1,00, sendo que o bilhete poderá ser usado em qualquer meio de transporte, quantas vezes for necessário nesse dia. Será implantado o passe livre para os desempregados. No que diz respeito ao tempo demandado para implantação desse novo sistema de transporte público, faz necessária urgente discussão a respeito junto ao conselho popular específico para esse tema, composto pelos trabalhadores, estudantes e desempregados, a ser formado ainda em janeiro de 2013, sendo um dos pontos primordiais do governo classista e socialista do PSTU.

Sidney Melo

Novamente não respondeu a questão enviada à sua assessoria de imprensa e as ligações telefônicas não foram atendidas.


l!berdade!

Página 14 Campo Grande - MS, 16 de setembro de 2012

com.br

Eleições 2012

Com força e ousadia Cris Stefanny defende a diversidade e a dignidade humana ção do Programa Brasil sem homofobia implementado pelo ex presidente LULA, efoi responsável pela criação de diversas ONG’ sem defesas das pessoas LGBT’ de pessoas vivendo com HIV, AIDS no estado de Mato Grosso do Sul. Guerreira, Cris Stefanny candidata pelo PPS, começou cedo a lutar em favor da cidadania, dignidade, da liberdade e dos direitos humanos, Cris vai desenvolver um mandato participativo, ético e solidario com representação de diversos segmentos da sociedade. Entre suas proposta esta a de defender a transparência nas ações do legislativo da prefeitura, propondo a implementação do Orçamento Participativo; Fiscalizar com rigor as ações da prefeitura e cobrar qualidade no atendimento á população. O mandato popular de Cris Sthefanny vai ser um caminho para lutar pela cidadania das pessoas, implementar o projeto gabinete das pessoas, o projeto gabinete intinerante nos bairros.

Por uma educação de qualidade, igualdade social e direitos da mulher, Rubia Vilela (PMDB) quer integrar a Câmara Municipal de Campo Grande. Candidata pela primeira vez, Rubia atua na região do Segredo, trabalha na ONG Giro 380 e esteve à frente de trabalhos como a proteção a mulher e no Conselho da Comunidade Ne-

gra. Segundo Rubia, ela quer ser eleita para desenvolver melhor a área social e fazer leis que apóiam a família. Também quer lutar pela saúde, melhorando o atendimento nos postos de saúde. Para Rubia Vilela, o eleitor tem que escolher bem o seu candidato, olhando muito bem a vida dele.

Jorgina Menezes quer ser a Força da Comunidade Nascida em Campo Grande, a Candidata pelo Partido Popular Socialista Jorgina Menezes foi uma líder comunitária há treze anos na região sul da Grande Los Angeles, participou dos conselhos local da saúde, municipal, estadual e nacional, de assistência social, da segurança, da vigilância sanitária, Planurb e de Obras Públicas. Hoje se dedica ao comercio. Conhecendo a realidade de cada região, sua proposta é fazer o melhor, atendendo as famílias

carentes da região, através de cursos e capacitações e fortalecendo áreas de lazer e cultura, trazer melhorias no atendimento ao SUS, recursos para a construção de um P.S.F. no conj. Leon D. Conte e qualificação dos funcionários no atendimento. Jorgina pretende construir uma rotatória na BR da saída de Três Lagoas em frente ao Motel Lumiere com a Rua Várzea de Caminha; Implantar um terminal na região do Tiradentes, melhorando o transporte coletivo

dos usuários dos bairros adjacentes, propondo que haja dentro do terminal um caixa eletrônico 24h e uma casa lotérica facilitando o dia a dia dos moradores.

Almir Rivarola lutará a favor dos trabalhadores R$ 450,00

Valor R$450,00

Paraibana, Cris Stefanny chegou a Campo Grande aos 13 anos

e adotou a Cidade morena como sua terra. Já foi agricultora, vendedora autônoma e garçonete, desde 2000 atua no movimento social participando efetivamente nos conselhos de saúde, assistência social e direitos humanos, bem como ações de prevenção em DST, HIV, AIDS e as Hepatites Virais. Em 2001 fundou com mais 40 pessoas a Associação das travestis e Transexuais de Mato Grosso do Sul (ATMS) e foi presidente do Fórum de ONGs/AIDS de Mato Grosso do Sul. Participou ativamente Da cria-

Rubia Vilela promete ajudar a família e a melhorar a educação

Candidato pelo PSDB, Almir Rivarola já foi líder sindical da Construção Civil, e da federação dos trabalhadores da indústria do

estado de Mato Grosso do Sul em 1990 até 1993, hoje se dedica ao seu trabalho como mestre de obras. Almir cuidará melhor do

quadro da construção civil de Campo Grande, buscando por cursos profissionalizantes que possa assegurar aos trabalhadores melhor qualificação, o direito de emprego e melhor salário; Projetos em conjunto com o partido e o prefeito, focando a segurança pública, com qualificação profissional da guarda municipal para eventuais emergências na área compatível.Pretende viabilizar a construção de quebra-molas para evitar acidentes nas vias de grande fluxo, em frente de escolas e prédios públicos


Campo Grande - MS, 16 de setembro de 2012 - Página 15

com.br

RIBAS DO RIO PARDO corre risco de perder investimentos Empresários confiam que Ribas mantenha governo estável para investirem, mas temem que prefeito cassado anteriormente venha a ser eleito e traga instabilidade econômica e social ao município.

Roberson Moureira, menos política e mais gestão

Dirceu Martins

A

s eleições em Ribas do Rio Pardo confrontam duas formas de gestão e de fazer política, que se contrapõem, cada qual resvalando um extremo do que se vê na gestão pública no Brasil. Com o ressurgimento do candidato José Domingues Ramos, o Zé Cabelo (PSDB), da coligação “Ribas, com amor, rumo ao desenvolvimento”, já cassado em administração anterior e que mantém seu registro deferido com recurso a ser julgado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), os eleitores têm um candidato que desenvolve a política da amizade estreita com os corredores da governadoria, sem no entanto motivar ou dar base para que os legisladores federais de Mato Grosso do Sul busquem e consigam a liberação das verbas necessárias ao desenvolvimento do município. Com bom trânsito entre o eleitorado, Zé Cabelo colocou Ribas do Rio Pardo na mídia, não em função de seu desenvolvimento ou dados estatísticos de crescimento

e melhoria da qualidade de vida, mas pelos escândalos em que se viu envolvido. O apoio certo do governador André Puccinelli, que lhe acolheu e lhe brindou junto com outros cinco prefeitos do grupo político, com um cargo de fiscalizador de obras executadas pelo Departamento Nacional de Infraestrutrura de Transportes (DNIT), órgão envolvido em diversos escândalos de corrupção que estão sendo investigados, com salários que giram em torno de R$ 12 mil reais, pode não se concretizar caso ele mantenha sua curva descendente nas pesquisas, somado ao fato de o PSDB ter rompido uma ligação de apoio em Campo Grande e a vigilância dos tribunais de contas e eleitoral. Da mesma forma não se concretizou o apoio de nomes de destaque como o do senador Delcídio do Amaral (PT) e dos deputados federais Luiz Henrique Mandetta (DEM), Geraldo Resende (PMDB) e Antonio Carlos Biffi (PT), que destinaram verbas para o município e subiram no palanque do seu adversário e atual prefeito Roberson Mou-

reira (PPS). Assim se percebe em relação aos empresários que há 4 anos tem investido no município graças aos recursos gerados e ao desenvolvimento experimentado por todos os setores, mas acreditando basicamente na solidez administrativa. A outra forma de fazer política parece ser mais sóbria, no entanto esbarra na maneira peculiar com que os eleitores estão acostumados a ver seus candidatos. O atual prefeito e candidato a reeleição pela coligação “O Trabalho é que faz a diferença”, direciona seu tempo e esforços na busca por verbas federais e estaduais que lhe permitem alavancar o crescimento de Ribas, sendo pouco comum sua presença em eventos sociais e com pouco investimento destinado à publicidade e a divulgação. O município conta com a saúde como referência a municípios do mesmo porte, tendo saído de uma situação caótica, enquanto a educação, com o sistema apostilar de ensino levou o município a subir 40 posições no Indice de Desenvolvimento da Edu-

Zé Cabelo, política tradicional e proximidade com Governador

cação Básica (IDEB) subindo de 2.7 para 4.5 na avaliação e prestes a zerar a procura por vagas nas creches, que antes contava com 50 vagas. Em que pesem as maneiras de se fazer política no Brasil e as peculiaridades dos eleitores de Mato Grosso do Sul, a disputa entre dois candidatos

que administraram a cidade em diferentes momentos e de diferentes formas permite à população fazer um comparativo e decidir seu voto. Eleito o que melhor apresentar seus programas e projetos é cobrar as promessas, sempre fáceis, de campanha e exercer uma fiscalização constante.


Página 16- Campo Grande - MS, 16 de setembro de 2012

l!berdade!

com.br

Platinados em alta! O que sofrer esse tipo de dano aos fios” revela o especialista. Porém para estar na moda e ao mesmo tempo não abrir mão de um cabelo saudável, alguns cuidados são essenciais: - A hidratação e reconstrução capilar periódica são fundamentais pois além de auxiliar o fio a não quebrar, ajudam a manter o tom platinado por muito mais tempo! - Os retoques devem ser feitos de 15 em 15 dias; - Pouco ou nenhum uso de chapinha e secador. Como o fio já fica fraco por causa da tintura não é uma boa ideia usar esses aparelhos com muita freqüência. - Para chegar a este tom, os cabelos precisam estar mais claros, tonalidades escuras ou tons de vermelho são difíceis de alcançar o platinado, por isso converse sempre com o seu cabeleireiro antes de tomar qualquer atitude.

R$: 450,00 CNPJ: 16.072.124/0001-12

s Cabelos louros platinados estão em alta mais do que nunca! A tendencia que se estabeleceu no verão deste ano vem conquistando mais adeptas, famosas ou meras mortais. o processo que deixa os fios claríssimos não é tão simples quanto se pensa. A descoloração é um processo demorado. É feito com papel alumínio, água oxigenada e volumagem do oxidante muito alta, geralmente com um volume de 130 para conseguir alcançar o tom desejado do platinado. É o caso das mulheres que possuem o tom dos cabelos castanhos a loiro escuro. Mas a técnica não é recomendada para todas as mulheres. “As de cabelo castanhos escuros e preto não deveriam recorrer ao tipo de processo. É melhor se acostumarem com seus fios escuros e utilizarem outros processos do

CNPJ: 16.072.124/0001/12 - CNPJ GRÁFICA: ____________________ - TIRAGEM: _________

Salão RUA MARACAJÚ, 1444 (67) 3026-1700 www.lequipehairbody.com.br


l!berdade!

com.br

Campo Grande - MS, 16 de setembro de 2012 - Página 17

Minha Churrasqueira é a Melhor

A

churrasqueira possui inúmeras formas e tamanhos e você pode estar escolhendo o que mais lhe agrada aos olhos e ao bolso também. Para ter uma churrasqueira em sua casa você pode estar optando em comprar uma ou então contratar o serviço de um pedreiro e pedir para que ele faça uma churrasqueira para a sua

casa. O tamanho da churrasqueira, depende do espaço que você possui na sua casa, mas o ideal e que a churrasqueira tenha entre 80cm a 1m. Pessoas que tem um espaço bem avantajado na sua casa optam em construir uma churrasqueira ao invés de comprar uma. Algumas pessoas ficam

triste achando que a sua casa e pequena ou então moram em um apartamento e não pode fazer aquele churrasco pelo fato de não haver espaço para a churrasqueira. Isso não é um problema, pois há churrasqueiras que são pequenas e portáteis e você pode estar colocando e retirando em qualquer lugar da sua casa. Como você pode ver, existem diversos modelos de churrasqueiras. As churrasqueiras mais comuns são as de tijolos, que dão uma aparência sensacional a qualquer ambiente externo.

R$ 450,00

Noêmia Frazão


l!berdade!

Página 18 - Campo Grande - MS,16 de setembro de 2012

Estrada da Graciosa-PR

A

Estrada da Graciosa, como é conhecida a Rodovia PR-410, é uma estrada pertencente ao governo do Paraná que utiliza a antiga rota dos tropeiros em direção ao litoral do Estado, interligando o município de Quatro Barras (Região Metropolitana de Curitiba) às cidades de Antonina e Morretes. A estrada atravessa o trecho mais preservado de Mata Atlântica do Brasil, marcado

pela mata tropical e pelos belos riachos que nascem na Serra do Mar. Parte do trecho da Serra foi declarada pela UNESCO como Reserva da Biosfera da Mata Atlântica. A região conta com dois parques estaduais: o Parque Estadual da Graciosa e o Parque Estadual Roberto Ribas Lange. São 33 quilômetros calçados em paralelepípedos e repleto de curvas sinuosas envolvidas por encostas flo-

Dicas De Turismo Território do vinho Um espaço único, onde além de comercializar marcas de vários países do mundo, conta com degustações de vinho e pratos elaborados especialmente por Luciana Carvalho uma das melhores Chefs da cidade. Bom gosto, criatividade e inovação, são os três sinônimos

!

dessa loja mix onde não faltarão cultura, informação e uma gama de preços para todos os bolsos. Prepare seus sentidos para entrar no Território do Vinho. Um lugar perfeito para conhecer, beber e se apaixonar. Os proprietários da casa são Diogo Hilcar Wendling, Nilson Rodrigues e Cléo Assis.

ridas, picos, montanhas, mar e cachoeiras. Para melhor apreciar o cenário encantador, há mirantes estratégicos. A estrada foi inaugurada em 1873 e requer baixa velocidade por dois motivos: curtir o visual e evitar acidentes, há muitas curvas, o calçamento não é dos mais confiáveis e a visibilidade costuma ser prejudicada por conta dos nevoeiros. Vá somente em dias de sol.

Semana do Saco Cheio

A semana do saco cheio vai estar é repleta de novidades e muitas alegrias com os pacotes promocionais da VanessaTour , consulte maiores detalhes com a Vanessa N Bavia. Vanessa Tour - Fone: (67) 9271-5432 (67) 3025-5296

com.br


com.br

l berdade!

Assembleia cria comissão para providências contra violência O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, deputado Jerson Domingos (PMDB), determinou a criação de uma comissão parlamentar para a elaboração de um manifesto em favor da família sul-mato-grossense. O documento será enviado ao Ministério das Relações Internacionais, Ministério da Justiça, Ministério Público e aos parla-

mentares da bancada federal, para que sejam tomadas providências com o objetivo de evitar novos casos como os de Breno Luigi Silvestrini, de 18 anos, e Leonardo Batista Fernandes, de 19 anos, assassinados na semana passada por ladrões de carros. Durante a sessão ordinária da última terça-feira (4/9), os pais de Breno e Leonardo, Rubens Silvestrini e Paulo Fernandes, ocupa-

ram a tribuna da Assembleia para pedir providências urgentes que evitem novos casos semelhantes. “Tem que ser feito algo imediatamente, para que o filho de vocês não seja o próximo”, disse, emocionado, Paulo Fernandes. Breno e Leonardo foram abordados por ladrões na noite de quinta-feira (30/8), com o objetivo de levarem o automóvel para a Bolívia em troca de três quilos de cocaína.

Kemp critica ação contra artigo da Lei do Piso dos Professores

Enquanto Kemp faz críticas à ação, Junior Mochi considera o piso salarial uma conquista.

O deputado estadual Pedro Kemp (PT) lamentou na quinta-

-feira (6/9) a nova Adi (Ação Direta de Inconstitucionalidade) movida por seis estados contra um dos artigos da Lei do Piso Nacional para Professores da Rede Pública. O artigo trata do cálculo do reajuste do piso. “É muito importante que essa conquista histórica da educação não seja derrubada agora. Ela seria inócua se tirar o mecanismo que garante a manutenção desse salário. Precisamos avançar muito na qualidade do ensino”, afirmou Kemp. A Adi foi proposta no STF

(Supremo Tribunal Federal) pelos governos de Mato Grosso do Sul, Goiás, do Piauí, Rio Grande do Sul, de Roraima e Santa Catarina. A Lei do Piso foi sancionada em 2008 e determina um valor mínimo que deve ser pago aos professores da rede pública com formação de nível médio e carga horária de 40 horas semanais. Pelas regras, o piso deve ser reajustado anualmente a partir de janeiro, tendo como critério o crescimento do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica).

Projeto prevê redução de jornada para profissionais de enfermagem e assistentes sociais Uma conquista importante para os profissionais de enfermagem e de assistência social. Assim pode ser considerado o Projeto de Lei Complementar nº 331/12, de autoria do vereador Paulo Siufi, que reduz para 30 horas semanais a carga horária de trabalho para os cargos de enfermagem e de assistente social. O Projeto de Lei está em tramitação na Câmara Municipal de Campo Grande e tem como objetivo reduzir a jornada de trabalho das categorias funcionais dos cargos de enfermagem e de assistente social, que no dia a dia da profissão, lidam com situações de extrema dor e sofrimento, o que por si só acarreta para

estes funcionários, excessivo desgaste emocional. Para Paulo Siufi, tal condição peculiar impõe a adoção de um tratamento diferenciado de forma a evitar, inclusive, prejuízo ao desempenho de suas tarefas. A iniciativa de Siufi de apresentar esta redução da jornada de trabalho visa primordialmente preservar a saúde e a segurança desses trabalhadores. Para a presidente do Coren/ MS – Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso do Sul, Dra. Amarílis Pereira Amaral Scudellari, a apresentação deste Projeto representa uma grande vitória para a categoria, que luta há muitos anos pela

Campo Grande - MS, 16 de setembro de 2012 - Página 19

GRANADA ROMÂNTICA

Washington Sanches * *Washington Sanches

JUDAS Cabos eleitorais de candidato a vereador do PMDB foram flagrados no Bairro Nova Lima pedindo voto para ele e para o Alcides Bernal. A sua atitude não é de se estranhar. Noutras épocas – quando era vereador - traiu colegas na eleição da mesa diretora. PERSONA NON GRATA No papel de membro de uma mesa diretora, um deputado estadual está prestes a ganhar um prêmio: “O pior deputado estadual de todos os tempos”. Se houvesse uma votação ele teria 24 votos incluindo o dele. DESTINO TRAÇADO Depois de proibir a publicação de todas as pesquisas da Capital, juíza arrumou briga com Ibope/TV Morena. Um grande e poderoso político disse que ela está com dias contados. CASSADO Um político candidato a prefeito, teve sua carteira da Ordem do Advogados cassado pelo conselho de ética. Motivo: abandonava o acompanhamento dos processos de seus clientes. O rábula não teve a capacidade de defender seu cliente que era inocente e acabou morrendo no presídio de segurança máxima. SEGUNDO TURNO Esta semana o deputado federal e candidato a prefeito Vander Loubet (PT) reuniu seu staf político e anunciou: convoquem a militância, haverá segundo turno. PREFEITÁVEIS O Governador do Estado nomeou os candidatos a prefeito Roberto Hashioka Soler, Adão Unirio Rolim, Waldeli dos Santos Ze Mijão e Zé Cabelo. Ganhavam quase 15 mil reais como assessor especial, salário invejável a qualquer prefeito de interior. EMPRESARIOS SEM EMPRESA Só mesmo em Mato Grosso do Sul que acontece essas coisas. Presidente de uma Federação não tinha empresa, mas comandou por 9 anos a entidade. Os jovens empresários também seguem o mesmo modelo, presidentes e diretores não possuem empresas e comandam uma entidade empresarial do estado. Vê se pode! MERITO O estado de Mato Grosso do Sul, há mais de trinta anos, e o ponto turístico do mundo Bonito não tinha uma unidade de Bombeiros. O mérito para a criação é da deputada Mara Caseiro.

redução da jornada de trabalho. “Lutamos muito para conquistar esse direito e graças ao trabalho do vereador Paulo Siufi vamos conseguir melhores condições de trabalho na rede municipal de saúde”, afirmou Amarílis.

DIREITO Os Advogados Luciana Gonçalves e Lucimar Guimesez, do Grupo LGA Advogados Associados, uma das bancas de advocacia mais respeitadas do Centro Oeste Brasileiro, preparam uma serie de novidades na área do direito Comercial e Corporativo. Aguardem!


com.br

!

Página 20 - Campo Grande - MS, 16 de setembro de 2012

l berdade!

Destaque Saúde Por Fernanda Nunes

Viva mais feliz com a MUSICOTERAPIA!!!

Benefícios dos florais para seu bem-estar Os florais são medicamentos líquidos preparados com a essência de flores silvestres indicados para reduzir a ansiedade, acabar com a insônia, superar traumas, elevar a autoestima - só para citar alguns exemplos. “Os florais clareiam os nossos pensamentos, revigoram as emoções e nos fortalecem espiritualmente”, garante a terapeuta floral Cynthia Accioly Abu Assef, de São Paulo. A energia das flores é o que explica tantos benefícios. Durante a infusão da planta na água - processo de preparação do floral -, o líquido absorve a vibração daquela espécie. “Além de reorganizar as ondas cerebrais, os florais promovem bem-estar já a partir do primeiro dia de uso”, conta a terapeuta Luciane Gerodetti, de São Paulo. As gotinhas funcionam tanto para solucionar uma questão momentânea (como encarar um novo desafio profissional) quanto para um tratamento mais longo, que envolve uma transformação de vida. Cansaço, timidez, insônia, falta de concentração e hiperatividade infantil são alguns dos problemas que podem ser resolvidos. “O uso dos florais nos ajuda a descobrir um propósito de vida, a atrair relacionamentos mais saudáveis e a despertar a alegria e a disposição”, diz Cynthia. Como são feitos A composição clássica dos florais é 70% água, 30% brandy (conhaque) e duas gotinhas de essência, que podem combinar até seis tipos de flores

diferentes, no máximo. “A bebida conserva as propriedades do floral por até três meses. Quando há intolerância ao álcool, ou no caso de crianças e animais, ele é substituído por glicerina ou água pura”, diz Luciane Gerodetti. Conservadas em água, a validade das essências cai para uma semana. A terapeuta aconselha a não guardar os florais diluídos em água na geladeira, pois a baixa temperatura “rouba” a energia do medicamento. O melhor é colocá-los em um lugar fresco, longe do sol e de aparelhos eletrônicos.

uso”, orienta Luciana. Desabroche! Conheça algumas espécies mais adequadas para cada emoção: Alecrim: combate sentimentos de depressão e ativa o perdão Babosa: traz foco e afasta as preocupações Girassol: eleva a autoestima e fortalece as qualidades da personalidade Hibisco: concretiza projetos pessoais e familiares e libera desejos reprimidos Hortênsia: aumenta a capacidade de raciocínio e diminui a autocrítica Modo de usar Orquídea: estimula a intuiA dosagem dos florais, assim ção e promove maior sensibilidade

como a duração do tratamento, varia de acordo com as necessidades do paciente. “De um modo geral, a recomendação é pingar quatro gotas embaixo da língua, quatro vezes ao dia. Também é possível diluir o líquido em água ou suco de frutas”, diz Luciana Chammas. O preço do medicamento, facilmente encontrado em farmácias de manipulação e homeopatia, varia em função do número de essências utilizadas. “Não é preciso receita médica, mas para descobrir quais essências são perfeitas para você, consulte um terapeuta especializado. Assim que o resultado for alcançado, basta suspender o

Os quatro “erres” da cura Os florais agem em quatro etapas. Se os problemas são momentâneos, é possível encerrar o tratamento já no segundo estágio. Para os mais profundos, é preciso encarar os quatro passos. Relaxamento - Sensação quase imediata de calma e vigor. O mal-estar é amenizado logo no primeiro dia de uso. Reconhecimento - Os sintomas começam a melhorar, os pensamentos clareiam e a coragem para enfrentar a dor e a frustração começa a surgir. Resistência- Esta fase, que ocorre em tratamentos mais longos, desperta lembranças amargas. Mas não desista! Você está quase chegando ao seu objetivo. Renovação - Fortalecida, você adotará atitudes e hábitos positivos. A esperança se reacende dentro de você.

A música é a combinação entre sons e silêncio e, aparentemente, suas propriedades como instrumento de celebração e mesmo relaxamento já eram conhecidas mesmo antes do desenvolvimento da linguagem falada. Existe um tratamento com a música chamado musicoterapia. Esse tratamento é utilizado com músicas através de diferentes ritmos, harmonias e melodias – para solucionar ou amenizar problemas de ordem cognitiva, emocional, mental ou mesmo física. Médicos e enfermeiras já se convenceram, que há uma melhoria significativa no quadro de saúde e bem-estar dos pacientes que realizam esse método. A musicoterapia pode ser aplicada ao cotidiano, de modo a integrar-se perfeitamente às atividades desenvolvidas ao longo do dia.

Comece seu “tratamento” já ao acordar, bocejando de modo a emitir sons, o que ajuda a liberar serotonina e endorfina. Preste atenção aos sons naturais que te cercam. Tente ouvir o canto dos pássaros e o barulho da chuva, por exemplo. Mesmo nas grandes cidades é possível distinguir esse tipo de som em meio ao caos. Cante. Seja no banho, dentro do carro ou ao realizar uma tarefa doméstica. A máxima de que “quem canta seus males espanta” é totalmente verdadeira. Cientificamente, cantar aumenta a irrigação cerebral, auxilia na respiração e te prepara emocionalmente para enfrentar situações de tensão e ansiedade. Evite sons irritantes como a buzina, que interferem abruptamente no conforto humano porque são dissonantes. Esse tipo de ruído pode causar irritação.


!

Paladar

Bobó de camarão

INGREDIENTES 500 g de camarão médio limpo 1 kg de mandioca 4 colheres (sopa) de azeite 3 dentes de alho 4 colheres (sopa) de manteiga 1 cebola 1 pimentão vermelho 200 ml de leite de coco 4 colheres (sopa) de azeite de dendê sal e pimenta-dedo-de-moça a gosto 2 colheres (sopa) de coentro fresco MODO DE PREPARO 1. Numa tábua, pique os dentes de alho, a cebola, o coentro e a pimenta dedo-de-moça. Corte o pimentão ao meio no sentido do comprimento, retire as sementes e corte em cubinhos. 2. Descasque a mandioca e corte em pedaços grandes. Transfira para uma panela e cubra com água. Leve ao fogo alto e deixe cozinhar até que a mandioca fique macia. 3. Numa frigideira, coloque o azeite de oliva e leve ao fogo médio. Quando esquentar, acrescente o alho e refogue até dourar. Aumente o fogo, adicione os camarões e refogue por 3 minutos. Reserve. 4. Em outra panela, coloque a manteiga e leve ao fogo médio. Quando derreter, acrescente a cebola e o pimentão. Refogue por cerca de 5 minutos. Reserve. 5. No liquidificador, bata a mandioca ainda quente, o leite de coco, o azeite de dendê e o refogado de cebola com pimentão até obter um creme homogêneo. Se o copo do liquidificador for pequeno, bata os ingredientes em duas etapas. 6. Numa panela grande, coloque o camarão refogado, o creme de mandioca e leve ao fogo alto. Quando ferver, tempere com sal e pimenta dedo-de-moça picada. Desligue o fogo e adicione o coentro. Misture bem e sirva quente.

l berdade! !

com.br

Campo Grande - MS, 16 de setembro de 2012 - Página 21

Ai que sede! Hidratação é fundamental Nessa época do ano, o calor parece fazer a gente se lembrar ainda mais da água, não é verdade? Mesmo aqueles que não gostam, aumentam um pouco a ingestão. E que bom que isso acontece, pois a água é o componente presente em maior quantidade no organismo. O corpo humano não possui reservas de água e por isso ela deve ser reposta para manter a saúde e as funções básicas do organismo. Para um adulto em condições normais, a recomendação é de 35ml/kg de peso corporal, ou 2 a 2,5 litros de água por dia. Os riscos de uma desidratação no verão são maiores, por isso é preciso ficar atento com a ingestão. A desidratação ocorre quando você tem uma perda de água corpórea muito grande, através de uma ingestão insuficiente ou de uma perda excessiva, como por exemplo a transpiração. A sede é uma das formas de controle da ingestão de água no organismo. A sede é estimulada quando a quantidade de água no meio extracelular diminui ou quando a água ou o sangue se tornam muito concentrados. A água também pode ser ingerida como parte dos alimentos, já que após a oxidação dos mesmos ocorre a liberação de água. Se houver a prática de atividade física, a necessidade de água aumenta para repor as perdas com a transpiração e com a respiração. Mas, os cuidados devem ser também com a qualidade da água e não só com o seu consumo. A água costuma ser o veículo de muitas doenças, como a diarréia. Para evitar esse e outros inconvenientes, somente consuma água filtrada ou fervida, tanto para beber como para

o preparo dos alimentos. Os alimentos crus, como frutas, verduras e legumes devem ser lavados em água corrente, um a um e, em seguida, devem ser submersos em uma solução de hipoclorito de sódio a 200 ppm por 15 minutos. Alguns tipos de bebidas e a sua relação com a hidratação Bebidas isotônicas São soluções cuja concentração de moléculas (osmolalidade) é semelhante aos fluidos do nosso corpo. São usadas principalmente para repor água e sais minerais perdidos pela transpiração ou outras formas de excreção, pois não interferem no equilíbrio hidroeletrolítico do corpo. São bebidas isotônicas o soro caseiro, água de coco, e outros isotônicos industrializados como Gatorade, SportDrink, Marathon etc. Podem ser consumidos por praticantes de atividade física, mas gestantes, lactantes, hipertensos, diabéticos, celíacos e pessoas com doenças renais não devem consu-

mir o produto industrializado. Água de coco Líquido riquíssimo porque contém muitos nutrientes. É considerado um isotônico natural já que apresenta vários eletrólitos como sódio, potássio, fósforo e cloro por isso possibilita uma absorção mais rápida, recuperando as perdas dos minerais. É um líquido perfeito para reposição de água e eletrólitos, perdidos em atividades físicas ou na desidratação. Também possui na sua composição carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas e fibras. Suco de frutas -Ricos em vitaminas e minerais, os sucos de frutas fazem bem o papel de repositores hidroeletrolíticos, além de refrescantes, fornecem energia, acalmam e hidratam. Devem ser alternados com a água e não substituí-la. Água - O melhor nutriente para repor líquidos para o corpo. Não tem comparação com nenhuma outra bebida. Água sempre.

Allan Aristimunha a voz do povo dentro da Câmara

Allan Aristimunha é pela primeira vez candidato a vereador pelo Partido Verde, tem projetos inovadores na politica da capital. Campo-grandensse foi militar da base aérea durante quatro anos. Esteve atuante na região do Imbirussu quando era representante de uma empresa de grande porte, conhecendo a ne-

cessidades da comunidade, onde despertou seu interesse pelo trabalho social, e na politica. Ele acredita que engrenando na câmara dos vereadores ira realizar projetos de leis aonde venha atender as reais necessidade da população, Comprometido com o social há quatro anos atende varias comunidades carentes da

capital juntamente com seus amigos voluntários com doações para dias especiais como o Natal solidário. Uma de suas principais metas e fazer um ``gabinete popular´´ onde estará próximo da população para receber os moradores e saber das necessidades e reivindicações, pois cada região tem suas necessidades como área de lazer mais postos de saúde, asfalto, segurança publica e creches. Implantação de coleta seletiva e um projeto que já esta em funcionamento em alguns bairros porém ele acredita que pode ser expandido para toda a capital, passando a importância da sustentabilidade. Allan em nossa redação conclui sua entrevista dizendo: “acredito que a população esta vendo a politica com outros olhos´´


Gêmeos

(21/05 e 20/06)

A fase atual enfatiza as questões domésticas, familiares, privadas, geminiano. Você almeja segurança, estabilidade, mas deve saber fluir com este tempo de mudanças e desapego.

Câncer

(21/06 e 21/07)

Desafio de mudanças na carreira, nos propósitos e nos relacionamentos cancerianos. Autonomia é necessária e esta lição pode ocorrer por meio de mudanças forçadas.

Leão

Universalidade Grandes répteis do continente africano Tipo de hepatite Governantes cruéis e opressores

Virgem

(23/08 e 22/09)

Sol e Mercúrio estão conjuntos em seu signo. Inteligência prática, virginiano. Você se encaminha para uma nova etapa de desenvolvimento e os próximos dias marcam isso.

Libra

(23/09 e 22/10)

Despedida de um velho ciclo é o que está em voga no céu astrológico, libriano. Muito a ser curado, deixado para trás. Observe-se, respeite seus limites e o tempo das coisas. Bom momento para eliminar velhos padrões.

Escorpião

(23/09 e 22/10)

Momento de aprimorar projetos junto a amigos, grupos e instituições. Foco na qualidade, na objetividade, no aprimoramento. Colaboração gera realizações. Mudanças no cotidiano, no trabalho, na mentalidade. Surpresas, descondicionamento do passado.

Sagitário

(23/10 e 21/12)

Emoções, família, intimidade e recursos compartilhados em foco, sagitariano. Percepção dos velhos padrões emocionais que devem morrer, para que haja um renascimento. O trabalho vai ganhando importância e uma nova etapa profissional iniciará em breve.

Capricornio

(22/12 a 20/01)

Desafios envolvendo relacionamentos, vida em família e autonomia. Independência não significa falta de carinho. Mas o espaço de cada um deve ser respeitado. Momento interessante para investir em estudos e viagens que sirvam ao aprimoramento profissional.

Aquário

(21/01 a 21/02)

Questões familiares, emocionais, de saúde e de trabalho evidenciadas, aquariano. Poder de regeneração, de renascimento. Eliminação necessária de velhas situações.

Peixes

(22/02 a 23/03)

Sol e Virgem estão conjuntos no signo oposto ao seu, enfatizando os relacionamentos. Você é desafiado a deixar para trás velhos padrões de comportamento emocional, pisciano. Grande anseio de carinho, mas também necessidade de discernir, de separar o joio do trigo.

Táxi (?), avião de Tinta, em Consoantes de aluguel, em geral inglês "ruiva" monomotor (bras.)

Prisioneiro do Labirinto (Mit.)

Soljenitsin e Sakharov, por sua condição na antiga URSS Estirar-se sobre a cama

Obra encenada no teatro

Resposta dos noivos no altar Projeto de uma construção

Automóvel de capota removível

(22/07 e 22/08)

Um início de semana para observar o seu comportamento emocional, leonino. A tendência a repetir velhos padrões, como forma instintiva de segurança, já não se sustenta mais.

Maior atração do Carnaval carioca

Conjunto de fios que se cruzam (?) Stewart, com a cantor urdidura

Conveniências; vantagens Atitude; postura Membro das aves

A S A

Rasgado; esburacado Unidade de medida da radiação Substituto eletrônico da carta

Moleza; preguiça

Sala (?), Preposi- Maine recinto de ção de coon (?), aeroportos inclusão raça de gatos

El. comp. de "carcinoma": tumor "(?) — Homens de Preto", filme

Espaço vazio e sem ar Vitamina sintetizada na exposição ao sol

Ato de furar com objeto pontiagudo

BANCO

BEBADOS

Oração do Bebum Whisky e Vodka que estão no bar Alcoolatrado seja o nosso fígado Venha a nós o copo cheio nunca apenas pelo meio Seja feita a nossa cachaçada Assim no buteco como na calçada O mé nosso de cada dia nos dai hoje Perdoai as nossas bebedeiras Assim como nós perdoamos A quem não tenha bebido Não nos deixai cair na Coca Diet E livrai-nos da água gasosa Barmem...

CIRURGIA

67

Solução

E R I C

Momento propício para agir com discernimento, buscando o aperfeiçoamento pessoal. Os pés taurinos plantados no chão. Mas nas coisas do coração não há total domínio.

Famosa praia de Salvador, na Bahia Inexiste na vida sedentária

T A T O

(21/04 e 20/05)

Apetitoso

Museu espanhol onde está exposta "Guernica", de Picasso

R A P E A M A R

Touro

Animais como os leões e as onças O apelido de Renato Aragão (TV)

(?) Sentido essencial Clapton, Revolvo a (terra) músico à leitura em braile inglês

(?) contra a maré: lutar em vão (pop.)

P O R N A A D E L O S P C P O V E L Ç A R A D O E T E S O M A A M M I B E L A

Início de semana com forte energia mental e foco em saúde e trabalho. Fase de aprimoramento e também de importantes questões familiares e emocionais, nativo de Áries. Mudanças, novidades e desapego fazem parte da redescoberta de sua identidade.

© Revistas COQUETEL 2012

F C E D A L I V I D O D I E N O S R S I M R TE O C I D E N D C U O A R T A D

(21/03 e 20/04)

www.coquetel.com.br

I R A N V E K RE P O A RO S S I A V A E I T S P E

Aries

PIADAS

PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

C A T C O L I I C D I D A D E

HOROSCOPO DA SEMANA

l berdade!

3/cat — ink — mib. 5/prado. 11/dissidentes. 12/catolicidade.

!

divirta-se

com.br

!

Página 22- Campo Grande - MS, 16 de setembro de 2012

O visitante vai passando pelo corredor do hospital, quando vê o amigo saindo disparado, cheio de tubos, da sala de cirurgia. Onde é que você vai, rapaz? - Tá louco, cara. Eu vou é cair fora! - Mas qual é, rapaz! Uma simples operação de apendicite. Você tira isso de letra. Era o que a enfermeira estava dizendo lá dentro: Uma operaçãozinha de nada, rapaz! Você tira isso de letra! Vai fundo, cara!. - Então, por que você esta fugindo? - Porque ela estava dizendo isso para o medico que ia me operar! SOGRA A sogra vai na casa do genro após o casamento: TOC! TOC! TOC! Bom dia meu geeeeennnnrrrrrooooo!!!!! -Mas minha sogra, você aqui? O que a senhora veio fazer aqui -Eu vou ficar aqui até vocês enjoar de mim! -Mas ué! Não vai esperar nem um cafézinho?


l!berdade!

com.br

Dicas de Livros

para colorir

Numeródromo A partir de 5 anos

pegue o marcador - sem pular na casa onde ele está – e volte para trás do traçado. Depois jogue o marcador na próxima casinha e assim sucessivamente. Se errar, será a vez do próximo jogador. Vence quem comple-

Como brincar

Capitão cueca A partir de 6 anos

O Tamanho do Meu Sonho A partir de 9 anos

Campo Grande - MS, 16 de setembro de 2012 - Página 23

Desenhe o diagrama com o giz sobre a calçada ou asfalto. O traçado tradicional é um retângulo grande dividido em dez retângulos menores – as ‘casinhas’ – numerados de 1 a 10. Na parte superior do diagrama, faça uma meia-lua e escreva a palavra ‘Céu’. Para jogar, fique atrás da linha do início do traçado – do lado oposto à palavra ‘Céu’ – e atire o marcador na casinha que não poderá ser pisada, começando pelo número 1. Atravesse o resto do circuito com pulos alternados nos dois pés e em um pé só. Ao chegar no ‘Céu’, faça o caminho de volta do circuito,

tar todo diagrama primeiro.

Dica

Para inovar, faça circuitos em formatos diferentes, como caracol ou retângulos maiores. Para as crianças mais novas, os circuitos podem ser me-

nores e podem ser feitas exceções – como, por exemplo, permitir que elas pulem com os dois pés em todas as casas.

Turma da noite do pijama

Mão na massa

Noite do Pijama Leila Yallouz

Mimi Abrego

Show de dança

Aniversariante

Brinquedoteca Oficinas Culturais Acompanhamento Escolar Colônia de Férias

Turma toda Parabens a gatinha Amanda Escobar Longem que completou mais um aninho de vida, dia 14/09



edição 57