Issuu on Google+

Em Goiás, ele é o Vencedor O governador eleito por Goiás, Marconi Perillo (PSDB), que estava em São Paulo, desembarca esta semana em Goiás para definir equipe de transição. O escolhido, até agora desconhecido, fará o levantamento de dados e informações sobre a situação do Estado (pág. 2)

De tudo 1 pouco Alcides não irá à posse de Marconi O governador Alcides Rodrigues (PP), que não conseguiu dar a vitória aos candidatos que apoiou, disse que não irá à solenidade de transmissão do cargo ao governador eleito Marconi Perillo (PSDB), no dia 1º de janeiro de 2006. A recusa se deve ao local escolhido pelo tucano: o Centro Cultural Oscar Niemeyer, um complexo de espaços culturais situado na região sul de Goiânia. (pág.3)

LEIA AINDA Dilma antecipa retorno para Brasília Senadores goianos são contra a nova CPMF Casos de dengue passam de 100 mil MEC vai criar site para candidatos prejudicados por erro no Enem O que fazer com seu 13º salário Irã planeja executar sakineh


De tudo 1 pouco_política

Marconi começa a compor equipe de transição

E

nvolvido em conversações políticas em São Paulo, o senador e governador eleito Marconi Perillo (PSDB) retorna esta semana a Goiânia para definir oficialmente os nomes que irão compor a equipe de transição, responsável pelo levantamento de dados e informações sobre o governo. Estão cotados para a equipe três ex-integrantes das gestões de Marconi: o ex-procurador-geral do Estado, João Furtado Neto, Giuseppe Vecci e José Carlos Siqueira. Os dois últimos assumiram o comando das secretarias de Fazenda e Planejamento, respectivamente. Ao mesmo tempo, o tucano se debruçará sobre a formatação de seu novo governo, com a definição de nomes que irão compor a sua equipe. Ele já adiantou que está relendo o plano de governo apresentado ao eleitor durante a campanha e definindo prioridades para o início de sua administração. Na composição da equipe de governo, Marconi vai administrar com os

partidos que o apoiaram na campanha, pela coligação Goiás Quer Mais. São eles: DEM, PTB, PPS, PRB, PTC, PRTB, PTdoB, PSL, PMN e PHS, além do PSDB. Assim que definir a equipe de transição, Marconi faz uma pausa para descanso e meditação. Católico praticante, ele segue com Valéria Perillo para Jerusalém, no dia 14, segundo informou a sua assessoria. Ele também tem como compromisso participar de uma missão da Vila São Cottolengo. No dia da eleição, no segundo turno (31), ele começou o dia no local, pedindo bênçãos, proteção e paz no pleito. Marconi, que tem a Vila como um local sagrado, mantém uma relação histórica com a instituição, criada e administrada pela Igreja Católica, voltada para assistência social a pessoas com deficiências crônicas associadas. Segundo ele, durante suas duas gestões, contribuiu para o fortalecimento da instituição.

Marconi far O presidente dos EUA, Barack Obama, declarou que o principal

Mabel admite compor governo com Marconi O presidente do PR, e deputado federal reeleito, Sandro Mabel, acredita que o processo eleitoral de 2010, ainda que um pouco mais desgastante, por ter sido em dois turnos, foi bom para o seu partido. “Tivemos no nosso partido, um trabalho bom, uma ousadia em lançar um candidato a governador, um bom candidato, que foi o Vanderlan Cardoso. Ele fez uma campanha bonita, teve mais de meio milhão de votos. Com isso deu condições para que o partido tivesse uma visibilidade importante”, elogiou. Mabel lembra que a candidatura de Vanderlan foi um dos fatores responsáveis pela ocorrência do segundo turno em Goiás. “O Vanderlan foi o grande responsável. Teve quase Mabel não descarta a possibilidade de participar do governo de Marconi 18% dos votos, uma votação impor- mos diante de uma amostra de que a illo (PSDB) eram muito fortes. Talvez tante. Ele criou um nome, gostou do polarização tem seus dias contados”, se nós não tivéssemos tido uma partrabalho que fez , vai continuar nestes afirma, lembrando que o ex-deputado ticipação intensa do presidente Lula próximos quatro anos trabalhando e na Barbosa Neto(PSB) disputou em 2006 (PT) no primeiro turno em favor do próxima eleição ele será um candidato e teve uma votação bem menor que a candidato Iris, o Vanderlan teria tido de Vanderlan. muito competitivo.” um crescimento ainda maior, até com “O problema, logicamente, é chance de disputar o segundo turno.” Para Mabel, o lançamento da candidatura de Vanderlan também que este ano existiam dois candidatos aumentou as chances de uma terceira muito fortes, tanto o candidato Iris MARCONI via ainda dar certo em Goiás. “Esta- Rezende (PMDB) como Marconi Per-

Sobre o governador eleito, Mabel disse que ainda não falou com Marconi, com vistas a algum tipo de aproximação no ano que vem. “Não tivemos tempo ainda para conversar. Na próxima semana teremos conversa com o partido, com os prefeitos, com os deputados eleitos, com Vanderlan, enfim, com todos os nossos companheiros da Executiva, para acharmos a linha a ser seguida”, ainda afirmou o deputado, sobre eventual nova posição do PR, após apoiar oficialmente Iris no primeiro turno. Mabel escapa, porém, quando instigado a comentar se há condições de o PR apoiar, desta vez integralmente Marconi, já que alguns nomes de peso da legenda se aliaram ao tucano na campanha – caso do atual vicegovernador Ademir Menezes. “Nosso partido é um partido de conversa”, afirmou. Mabel afirmou que a meta do PR é ajudar Goiás, independente de espaços no governo. “Nos dois governos anteriores do Marconi nós nunca tivemos espaço para nosso partido. No governo Alcides não se pode dizer que se teve um super espaço”, ilustrou.


De tudo 1 pouco_política Alcides não irá a evento de posse de Marconi

A recusa se deve ao local escolhido pelo tucano: o Centro Cultural Oscar Niemeyer, um complexo de espaços culturais situado na região sul de Goiânia

O

O governador Alcides Rodrigues (PP) disse ontem que não irá à solenidade de transmissão do cargo ao governador eleito Marconi Perillo (PSDB).

governador Alcides Rodrigues (PP) disse ontem que não irá à solenidade de transmissão do cargo ao governador eleito Marconi Perillo (PSDB), no dia 1º de janeiro de 2011. A recusa se deve ao local escolhido pelo tucano: o Centro Cultural Oscar Niemeyer, um complexo de espaços culturais situado na região sul de Goiânia. O complexo foi construído e inaugurado por Marconi, no dia 30 de março de 2006, um dia antes de se desincompatibilizar do governo para disputar uma vaga ao Senado, passando o comando do Estado para Alcides, até então vice-governador. O local chegou a ser palco de manifestações artísticas e culturais, mas foi interditado menos de um ano depois de sua inauguração por apresentar problemas estruturais, a pedido do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Desde então, o Centro Cultural tem sido tema de debate entre Marconi e Alcides. O tucano culpa o governo pelo fechamento do complexo e reclama da paralisação da obra, enquanto o pepista tem sempre retrucado, reportando-se à decisão do TCE, que sugeriu a realização de uma nova licitação para concluir os trabalhos no local. Ao ser indagado sobre o mo-

tivo de sua decisão em não participar do ato de transmissão do cargo, o governador foi enfático: “Isso soa como provocação”. Ele comentou o assunto após sancionar alteração do artigo 2º da Lei 13.194, concedendo benefícios fiscais para as empresas aéreas que atuam no Estado. Para fazer valer sua vontade de utilizar o local para a transmissão do cargo, Marconi procurou o TCE, na última quarta-feira. Aos conselheiros, pediu uma solução das pendências jurídicas relacionadas à obra, disposto a celebrar termos de ajuste de conduta. Tudo indica que Alcides será representado no ato pelo vice Ademir Menezes (PR), eleito deputado estadual, e que apoiou Marconi no segundo turno. Na primeira etapa, se engajou na campanha do candidato Vanderlan Cardoso (PR), terceiro colocado na disputa ao governo. Apesar de divergir de Marconi, fato que resultou no rompimento político entre os dois, Alcides afirmou que o processo de transição de governo se dará sem sobressaltos. “Teremos uma transição tranquila”, prometeu. No entanto, ele se esquivou em nomear o grupo. “Estamos definindo. Não temos pressa, até porque as coisas estão indo bem, não vai ter problema nenhum da nossa parte, com relação à transição”, afirmou.

Armazém Geral, por Jackeliny Silva Visita ilustre

não para um leitor do Armazém, que vive em Aparecida de Goiânia. Segundo ele, muitas praças da segunda maior cidade do Estado não têm bancos para sentar, árvores para esconder do Sol. E exemplifica: é o caso da Praça P-2, localizada no Setor Cidade Vera Cruz 2; e outra praça no Bairro Hilda.

Goiânia recebe amanhã, pela primeira vez, a visita da cúpula da multinacional JCB, principal fabricante privada mundial de equipamentos para a construção. O presidente Alan Blake, o diretor de Desenvolvimento Corporativo David Bell, o diretor geral para a América Latina, Carlos Hernandez, e o diretor de Vendas do Brasil, Ney Hamilton, Nosso Juraildes vão conhecer a estrutura da Locagyn, O Programa Cultural,apresentado por distribuidora da JCB em Goiás. Fernando Perillo pela TV Assembleia (canal 8 da Net), traz hoje, às 19 horas, uma edição inédita com o cantor Debaixo de sol Com o “calorão” que continua fazendo e compositor Juraildes da Cruz. Para em Goiás, sentar em uma praça debaixo quem não sabe, o artista “tocantinense de uma árvore é uma boa pedida. Mas mais goiano do pedaço” venceu a 21ª

edição do Prêmio da Música Brasileira, em Cena 2010”, hoje às 21 horas, no em agosto passado. Ele foi eleito, por Teatro Madre Esperança do Colégio voto popular, como melhor cantor. Santo Agostinho, próximo ao Mutirama.

Viagem no carnaval

Quem quer viajar no carnaval é bom ficar atento, pois a festa em 2011 será no início de março. Muitas empresas aéreas já estão oferecendo promoções para este período. Boa pedida para consultar todas as operadoras, de uma só vez, é acessar o site

Audiência pública

O Centro de Apoio Operacional do Cidadão, do Ministério Público Estadual, coordena na quarta-feira, 27, uma audiência pública que vai marcar as atividades pelo Dia Mundial do Acidente Vascular Cerebral (AVC). O evento começa às 8 horas, no auditório da Associação Goiana do Momento Lírico A soprano Daniele Nastri será uma Ministério Público (AGMP), que fica das solistas a integrar a programa- na Rua T-29, esquina com Avenida ção do “Momento Lírico do Goiânia T-9, Setor Bueno.


De tudo 1 pouco_política

Senadores goianos são contra a nova CPMF Senador Demóstenes critica fortemente volta da CPMF, e considera que discussão é um “escárnio com a oposição e o povo brasileiro”

O

s senadores goianos reagiram mal a insinuação da presidente eleita Dilma Rousseff (PT) de que há uma “mobilização dos governadores”, para que seja enviado ao Congresso um projeto ressuscitando a Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF). O governador eleito de Goiás, o senador Marconi Perillo (PSDB), por exemplo, disse ao site do jornal O Globo, na quinta-feira, que é contra aumento de impostos no Brasil, e lembrou que votou contra a antiga CPMF, em 2007. Neste ano, o Senado, por 45 votos contra 34, rejeitou a proposta de prorrogação da CPMF. “Precisamos sim é regulamentar a Emenda Constitucional 29. Estarei a disposição para colaborar com o governo Dilma, desde que não seja para aumentar ou criar novos impostos”, disse ao site. O primeiro suplente de Marconi, Cyro Miranda (PSDB), que vai assumir a vaga do tucano no Senado, também disse que se posicionará contra o projeto, caso o governo Dilma realmente leve a iniciativa adiante. “Sou totalmente contra. Não há necessidade desta nova CPMF. Ficou provado que o Brasil arrecadou muito mais sem ela. E os recursos da CPMF nunca foram para a Saúde. Isso é balela. Acho mesmo que é muito mais uma auto afirmação do atual presidente (Lula) do que uma idéia de Dilma.” O senador reeleito Demóstenes Torres (DEM), e presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, critica fortemente volta da CPMF, e considera que discussão é um “escárnio com a oposição e o povo brasileiro”. Demóstenes acredita que volta do tributo não será aprovada pelo Congresso. “Faz-se demagogia de um lado, faz-se propaganda eleito-

ral de outra, e agora querem sacrificar novamente o bolso do brasileiro. Isso não vai passar." Para Demóstenes, o que falta a saúde pública brasileira é organização, planejamento, competência e honestidade. “O governo já arrecada demais, o povo paga muito e sem poder pagar. A carga tributária no Brasil é esmagadora. A saúde precisa não é de dinheiro, é de competência, organização e honestidade.” Também a senadora Lúcia Vânia (PSDB), reeleita em 31 de outubro, já declarou que é contra a possibilidade da volta da contribuição ou

Para Demóstenes, governo não pode sacrificar o bolso do brasileiro mais uma vez qualquer outro novo tributo. “É inad- tributo, é um castigo a mais para missível a recriação da CPMF. Fico a população brasileira, tão sofrida, perplexa ao ver que o governo insiste que paga seus impostos e não receem tentar criar mais um tributo. Se be em troca o atendimento médico for apresentado, votarei contra esse que deveria, bem como os demais projeto. A sociedade já está sobrecar- serviços públicos a que tem direregada de impostos e não pode arcar ito”. A parlamentar também acedcom mais esse tributo.” ita que o projeto será rejeitado no Para Lúcia, a volta da CPMF Senado. “Não precisamos e não não é apenas mais um imposto e vamos passar por esse desgaste, sim um castigo. “Mais do que um desnecessário.”

A Senadora Lúcia Vânia declarou que é contra a possibilidade da volta da contribuição ou qualquer outro novo tributo.


De tudo 1 pouco_política

Dilma antecipa retorno para Brasília

P

or causa do assédio da imprensa, a presidente eleita Dilma Rousseff antecipou o retorno para Brasília, depois de passar três dias na isolada Praia do Patizeiro, a 21 quilômetros de Itacaré, no litoral sul da Bahia. Dilma decolou do Aeroporto Jorge Amado, em Ilhéus, na noite de ontem, com destino a Brasília, aproveitando a pouca movimentação no local - durante a noite e a madrugada não há decolagens ou pousos de voos comerciais no terminal. A informação foi confirmada por um controlador de voo do aeroporto, que não quis se identificar. Segundo um funcionário da fazenda do empresário paulista João Paiva, onde a presidente eleita estava hospedada, foi o assédio da imprensa que a fez retornar da folga póseleição ontem. De acordo com ele, a equipe de empregados do local havia sido avisada de que Dilma ficaria na

Dilma Rousseff antecipou o retorno para Brasília, depois de passar três dias na isolada Praia do Patizeiro, a 21 quilômetros de Itacaré, no litoral sul da Bahia. propriedade pelo menos até a noite de hoje. Um assessor de Dilma, porém, já havia dito que ela poderia retornar a Brasília no sábado. A presidente eleita chegou ao litoral sul da Bahia na tarde de quarta-feira - quando se especulava que seu destino seria o resort de luxo Txai Itacaré, localizado na Praia de Itacarezinho, a cerca de quatro

Obama declara que seu partido errou ao apenas legislar O presidente dos EUA, Barack Obama, declarou que o principal erro que fez seu partido perder a maioria na Câmara nas eleições legislativas de 2 de novembro foi apenas legislar, sem, no entanto, "persuadir" os americanos. Em entrevista ao programa "60 Minutes", que será transmitido neste domingo na "CBS", Obama destacou que a ideia de que perdeu o "toque especial" que tinha durante a campanha eleitoral de 2008 e que foi incapaz de "vender" bem seus sucessos é "um argumento válido". "Ao longo de dois anos, estávamos tão ocupados e concentrados em fazer uma série de coisas (no Congresso), que não nos demos conta de que a liderança não con-

siste simplesmente em legislar", disse o presidente. Obama ressaltou que governar também consiste em "persuadir as pessoas, transmitir confiança, e fazê-las se sentir unidas", além de "defender os argumentos de modo que elas os compreendam". "Acho que nem sempre tivemos sucesso em relação a isso e me sinto responsável", acrescentou Obama.

quilômetros da propriedade de Paiva. Dois dias depois, Dilma foi flagrada passeando de quadriciclo e tomando banho de mar na Praia do Patizeiro. No mesmo dia, trabalhadores na região confirmaram que ela estava hospedada na fazenda do empresário paulista. A partir daí, a presidente eleita não foi mais vista

em público. Na tarde de sexta-feira, ela passeou de helicóptero pelo litoral sul da Bahia. Ontem visitaria mais uma vez a praia - a estrutura para recebê-la, com toldo, cadeiras e caixa térmica chegou a ser montada -, mas desistiu depois de seus assessores constatarem a presença de repórteres e cinegrafistas no local.

Cerca de 10 mil protestam na Alemanha contra comboio do lixo radioativo Mais de 10 mil pessoas participaram neste sábado na localidade de Dannenberg (norte da Alemanha) contra o comboio com resíduos radioativos que avança desde sexta-feira em direção ao depósito atômico de Gorleben, informou a Polícia. O protesto pacífico é a primeira de grandes dimensões organizada neste fim de semana neste município, para onde são esperadas 40 mil manifestantes, a maior concentração dos últimos anos. Desde sexta-feira e durante

esta madrugada ocorreram pequenos protestos em distintas localidades germânicas próximas a Gorleben e à fronteira franco-alemã por onde ainda espera-se que cruzamento o comboio com lixo radioativo. O trem, com 123 toneladas de resíduos radioativos em 11 contêineres especiais "Castor", saiu sextafeira da planta de reprocessamento de La Hague (norte da França) e estima-se que poderá chegar ao depósito atômico de Gorleben na segunda-feira se os ativistas não bloquearem o


De tudo 1 pouco_diversos

Casos de dengue passam de 100 mil Avanço da doença no ano é de 207,2%, com 66 mortes

O

número de casos de dengue ultrapassa a marca de 100 mil e mostra que o mosquito Aedes aegypti avança sem controle em Goiás. O aumento registrado na 43ª semana é de 207,2% este ano em relação ao mesmo período do ano passado. Até o dia 30 de outubro, foram notificados 100.427 casos da doença. Em 2009, chegaram a 32.695 casos. A quantidade de óbitos, 66, mantém-se estável desde a semana 41, que foi fechada em 16 do mês passado. O último relatório sobre a doença foi divulgado ontem à tarde pela Secretaria Estadual de Saúde (SES). O órgão anunciauma série de medidas para evitar a proliferação do vetor, entre elas, a distribuição de novas bombas de fumacê para reforçar o combate ao mosquito no interior goiano, 50 bombas cortais para cidades com menos de 6 mil habitantes e a capacitação de mais profissionais de saúde para atender os pacientes com suspeita da enfermidade. A superintendente de Políticas de Atenção Integral à Saúde (Spais) da SES, Elizabeth Oliveira Araújo, diz que o Estado, em parceria, com o

Superintendente afirma que o número de inseticidas e a quantidade de óleo para diluir o produto são suficientes para o trabalho de combate ao mosquito. Ministério da Saúde (MS) adquiriu 29 novas bombas de fumacê para serem usadas no combate ao vetor da dengue. Destas, 19 já foram encaminhadas para os municípios que apresentam hoje a maior incidência da doença. Goiânia ganhou dez novas bombas e as demais foram distribuídas para reforçar o trabalho de erradicação do Aedes aegypti em São Luís dos Montes Belos, Jataí, Ceres, Formosa, Morrinhos, Itumbiara, Catalão

e Aparecida de Goiânia. Elizabeth afirma que mais cinco bombas permanecem em estoque para dar suporte técnico em outras cidades que apresentem casos de urgência. "Vamos intensificar ainda mais o nosso trabalho de eliminação do vetor. Na próxima semana 2 milhões de folhetos serão distribuídos em todos os municípios de Goiás", diz. A superintendente afirma que o número de inseticidas e a quanti-

dade de óleo para diluir o produto são suficientes para o trabalho de combate ao mosquito. A SES também envia na próxima semana educadores de saúde para visitar 28 cidades que estão no topo da lista com a maior quantidade de casos de dengue no Estado. "Será realizado um trabalho de mobilização com os moradores a fim de erradicar os criadouros nesses locais. Queremos e precisamos do apoio da população nesta luta", convoca a superintendente.

UPA do Setor Brasicon vai homenagear doutor Cairo A Câmara Municipal aprovou projeto de autoria do vereador Rosildo Manoel (PP) que dá nome a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), localizada no Setor Brasicon que vai se chamar UPA Cairo Louzada. A idéia é homenagear o médico e ex-secretário municipal de Saúde de Aparecida, Cairo Louzada que faleceu em 24 de maio deste ano aos 53 anos, vítima de um câncer na próstata. O projeto aprovado por una-

nimidade aguarda apenas sansão do prefeito Maguito Vilela (PMDB). “Doutor Cairo foi um homem que não mediu esforços para lutar pela saúde em Aparecida, portanto batizando esta unidade com o nome dele é o mínimo que poderíamos fazer para reconhecer o trabalho deixado por ele”, justificou Rosildo. A UPA do Setor Brasicon está em fase final de construção e conta com recursos do Governo Federal.

Além de homenagear o ex-secretário, o vereador destaca ainda a importância da UPA naquela região. “É uma reivindicação antiga da população que muitas vezes precisa recorrer ao pronto socorro do Centro ou ao Hospital de Urgência ou até mesmo a Goiânia nos casos de emergência”, justifica Rosildo. As Unidades de Pronto Atendimento - UPA 24h são estruturas de complexidade intermediária entre as

Unidades Básicas de Saúde e as portas de urgência hospitalares, onde em conjunto com estas compõe uma rede organizada de Atenção às Urgências. A estratégia de atendimento está diretamente relacionada ao trabalho do Serviço Móvel de Urgência – SAMU que organiza o fluxo de atendimento e encaminha o paciente ao serviço de saúde adequado à situação


De tudo 1 pouco_diversos MEC vai criar site para candidatos prejudicados por erro no Enem

O

Ministério da Educação (MEC) confirmou na tarde deste sábado que houve um erro na impressão do cartão-resposta da prova distribuída hoje a 4,6 milhões de estudantes em todo o País. O órgão também afirmou que criará um "ambiente virtual" para os alunos prejudicados pelo problema. A confusão foi no cabeçalho do cartão-resposta, onde os alunos anotaram o gabarito. No caderno de prova, os alunos tinham que respond-

er, em primeiro lugar, as questões de ciências humanas, cujas questões vinham numeradas de 1 a 45. Depois, vinham as perguntas de ciências da natureza, entre os números 46 e 90. No cabeçalho do cartão-resposta, porém, a ordem estava invertida. Na parte correspondente às questões de número 1 a 45, estava escrito "ciências da natureza" no topo. E, em cima do espaço para marcar as respostas de 46 a 90, estava grafado "ciências humanas". O erro, aparentemente simples, confundiu estudantes por todo o País.

Alguns perceberam o problema até antes dos fiscais, que ao serem alertados procuraram o MEC. O MEC confirmou ter tido conhecimento do erro apenas no decorrer da prova e disse que orientou todos os fiscais a explicarem o problema aos alunos, pedindo que desconsiderassem o cabeçalho com a grafia trocada e respondessem as perguntas na ordem de 1a 90. Em algumas cidades, como no Recife, pais de alunos decidiram procurar o Ministéro Público para se queixar. "Qualquer coisa que induza

o aluno ao erro pode dar margem ao aluno para pedir anulação", diz. A procuradora da República Maria Luiza Grabner, do MPF em São Paulo, diz que "os alunos que se sentirem lesados, na segunda-feira, podem fazer representação no órgão". Essa representação, segundo a procuradora, pode servir de base para uma ação coletiva contra o MEC, para anular a prova. Edson Bortolai, presidente da Comissão de Estágio e Exame de Ordem da OAB-SP

Estudantes do Rio consideram 2º dia do Enem mais fácil Depois do clima de desconfiança criado pelas falhas nos cartões de respostas distribuídos no sábado, boa parte dos candidatos que fizeram a prova no Rio neste domingo mostrou tranquilidade e disse ter encontrado questões 'fáceis' no segundo dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O material distribuído para a prova não tinha problemas de numeração, como na véspera, mas alguns estudantes relataram a existência de erros de digitação e criticaram o tamanho dos enunciados das questões.

'Era muito texto para ler e as perguntas eram enormes', contou Caroline Machado, de 22 anos. 'Também encontrei vários erros de digitação, como a troca do M pelo N em algumas palavras. Eles levaram um ano para fazer essa prova, então tudo deveria estar perfeito.' O tema da redação - relacionando trabalho, escravidão e dignidade surpreendeu alguns candidatos, que esperavam um assunto relacionado ao noticiário recente. 'Achei o tema um pouco chato. Não esperava que fossem pedir isso', disse Ana Carolina Aragão Costa, de 18 anos.

Jovens correm no dia do Enem para não chegarem atrasados


De tudo 1 pouco_diversos

O que fazer com seu 13º salário

F

inal de 2010 chega acompanhado das férias, festas e presentes. Do outro lado deste “cenário feliz” está o início do ano, que trará dívidas como IPVA, IPTU e despesas com a escola das crianças. Para abrandar as preocupações dos trabalhadores com carteira assinada, o 13º salário vai injetar R$ 2,3 bilhões só em Goiás. A primeira parcela deve ser paga até dia 30 deste mês. Para evitar “dores de cabeça”, antes de sair gastando, é preciso quitar todas as dívidas para não “pôr o pé” no ano novo com as mãos em bolsos vazios e a conta “no vermelho”. A vendedora Ludmila Aguiar do Nascimento Moreira, de 26 anos, seguirá esta dica à risca. “Vou pagar tudo o que devo”, diz. Segundo ela, o controle do orçamento piorou este ano em relação a 2009. “É fácil perder o controle. As dívidas acabam se acumulando. Dá vontade de sair comprando tudo”, admite. Se sobrar dinheiro, Ludmila deve comprar alguns presentes e guardar um pouco para imprevistos, que sempre aparecem no início de ano. As orientações de especialistas conduzem rigorosamente a este caminho: pagar dívidas. Professor universitário e membro do Instituto Proeconomia, o economista Paulo Borges Campos sugere que, para quem está

endividado, a melhor destino do 13° é quitar dívidas. Se não for possível, o ideal é liquidar as contas mais altas, como as do cheque especial, de financeiras, dos créditos rotativos e de cartões de crédito. “É uma boa oportunidade para pagar tudo e sair dos juros”, avisa. “O encanto da sereia” A decoração das lojas, com luzes e enfeites com motivos natalinos, aliada ao bom momento da economia, com oferta de crédito farta, acaba induzindo o consumidor a comprar produtos, muitas vezes, em condições inadequadas de pagamento. Por isso Campos adverte sobre aquilo que chama de o “encanto da sereia”. “O trabalhador entra na loja e fica encantado com um produto que deseja, vê que a prestação cabe no bolso, compra e depois se arrepende”, exemplifica. Antes de ir às compras, a supervisora técnica do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese) em Goiás, Leila Brito, sugere a revisão do orçamento para se ter uma ideia clara de todas as despesas do início de ano. “É preciso criar o hábito de planejar os gastos, despesas e fazer uma poupança para os imprevistos”, orienta. Caso sobre din-

heiro, ela diz que o ideal é adiantar algumas prestações, exigindo a redução proporcional dos juros e acréscimos. “Se ainda sobrar dinheiro, faça uma poupança guardando parte do salário para imprevistos.” Segundo o diretor do curso de Administração da Universidade Cidade de São Paulo (Unicid), professor Marco Antonio Sampaio de Jesus, a principal razão para o descontrole das finanças pessoais está na “capacidade” que muitas pessoas têm de gastarem mais do que ganham. “Quando constatam que passaram do limite vem aquela sensação de arrependimento, um pouco de culpa, levando a uma verdadeira ciranda financeira e utilização do limite de cheque especial e o financiamento do cartão de crédito”, diz. Como “antídoto” para esta situação, Sampaio sugere o planejamento financeiro em todos os momentos e situações da vida e não somente diante do consumo, do dinheiro e do crédito. “Quando os gastos e os rendimentos são visualizados em conjunto, fica mais fácil se planejar financeiramente e até quitar dívidas. Além disso, enfrentar a realidade do orçamento doméstico pode parecer difícil, mas gastar com consciência e conseguir guardar dinheiro é uma boa recompensa”, destaca o professor.

Cuidados devem ser tomados, diz PROCON As compras pela internet se tornam cada vez mais comuns. Mesmo assim, o setor não conta com regulação nem legislação específica. Motivos que ainda causam receio em muitos consumidores nas compras em comércio eletrônico. Para a gerente de atendimento ao consumidor do Procon Goiás, Sara Saeghe Ximenes, é importante, antes da compra, verificar sobre possíveis reclamações sobre o site no órgão de proteção ao consumidor. Ela revela que a única brecha da legislação sobre o comércio eletrônico é a do arrependimento, regra que garante que um produto adquirido de forma não presencial possa ser devolvido no prazo máximo de até sete dias. Para as demais relações de consumo, Sara explica que o único norte é o bom senso. Para tanto, prefira sites que têm lojas físicas. Dessa forma, Saheg elucida que o contato é assegurado. “Quem tem loja física, tem também um CNPJ e um endereço que pode ser facilmente encontrado”, disse a gerente do Procon-GO.


De tudo 1 pouco_mundo

Irã planeja executar sakineh

O

Irã planeja executar hoje a iraniana Sakineh Mohammadi Ashtiani, condenada à morte por adultério, segundo informações divulgadas pela organização não-governamental (ONG) Comitê Internacional contra Apedrejamento. De acordo com a versão divulgada pela ONG em sua página na internet, as autoridades de Teerã autorizaram a direção da penitenciária de Tabriz, onde Sakineh está detida, a executá-la Sakineh foi condenada por manter relações ilícitas, em 2006, com dois homens após ficar viúva, o que, segundo a lei islâmica, também é considerado adultério. Primeiramente a pena foi de 99 chibatadas, depois convertida à morte por apedrejamento. Em julho deste ano, seu advogado Mohammad Mostafaei tornou público o caso em um blog na internet, o que chamou a atenção da comunidade internacional. Diante da pressão internacional, que incluiu até mesmo

declarações de Barack Obama, José Manuel Barroso, Vaticano, artistas e do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o governo iraniano abandonou a ideia do apedrejamento. Mas manteve o processo e a acusou Sakineh de envolvimento na morte de seu ex-marido. Sua pena, portanto, seria transformada em morte por enforcamento. Os filhos de Sakineh negaram as acusações e alegaram que Teerã fabricou dossiê para provar sua participação no assassinato para justificar sua pena de morte. Um dos advogados da iraniana foi obrigado a fugir do Irã para não ser preso. Hoje, vive exilado na Noruega. O segundo advogado, segundo a ONG, está preso, depois de tentar defender a iraniana. Um dos filhos de Sakineh e dois jornalistas alemães foram colocados na prisão desde o dia 10 de outubro. Eles teriam sido torturados, depois que a família descumpriu a ordem de não falar com a imprensa Sakineh foi condenada por manter relações ilícitas após ficar viúva internacional.

Mineiros são aclamados heróis Uma multidão de chilenos aclamou ontem, em frente ao Palácio presidencial de La Moneda, os 33 mineiros que ficaram presos por 69 dias em uma mina de ouro e cobre no deserto do Atacama, momentos depois de eles terem sido recebidos pelo presidente do Chile, Sebastián Piñera, e pouco antes de disputarem uma partida de futebol contra uma equipe do governo. Foi a primeira vez que o grupo de mineiros, que ficou preso a quase 700 metros de profundidade, entrou no palácio da Presidência e o segundo encontro dos trabalhadores com Piñera desde que foram resgatados, nos dias 12 e 13 de outubro. “Vamos anunciar nos próximos dias um novo pacto trabalhista. Não vamos deixar nenhum chileno para trás”, prometeu o presdiente Piñera em seu discurso. Líder dos mineiros, o topógrafo Luis Urzua falou pelos companheiros e agradeceu as homenagens. “Obrigado ao Chile e a todo o povo que rezou por nós. Estamos completamente agradecidos a todos que lutaram por nós. Foi algo que

não imaginávamos, mas graças a Deus estamos livres”, disse ele. Os mineiros se encontraram reservadamente com Piñera por meia hora e depois receberam a medalha do bicentenário das autoridades e bandeiras do país e da Bolívia, onde nasceu o mineiro Carlos Mamani. Também foram condecorados os seis socorristas que desceram até o fundo da mina para preparar os mineiros para retornar à superfície. As medalhas foram entregues aos mineiros por Piñera e sua esposa, Cecilia Morel, e pelos ministros da Mineração, Laurence Golborne, e da Saúde, Jaime Mañalich. Além da medalha, cada um recebeu uma pequena réplica da Fénix 2, a cápsula que os resgatou da mina. Perante uma plateia de 200 convidados, o presidente destacou a valentia dos mineiros e a fé, coragem e amor de suas famílias que permaneceram acampadas de maneira improvisada durante os 69 dias em meio ao pó e às pedras esperando que seus parentes fossem resgatados.

Localizado corpo de 4° mineiro soterrado O corpo do último mineiro que estava soterrado desde sexta-feira passada, 15, em jazida de ouro do Equador, foi encontrado ontem por uma equipe de resgate. Ele estava a 150 metros de profundidade. Um pouco antes, os socorristas haviam encontrado o corpo do terceiro mineiro, elevando para quatro o número de mortos no acidente. “Encontramos os dois mineiros mortos. O corpo de um deles

estava nu, e o outro, semi-soterrado”, afirmou Giorgy Ramírez, um dos trabalhadores que participaram das operações. Segundo ele, foi preciso a ação de dez homens da equipe de resgate para retirar do local os corpos de Pedro Mendoza, de 28 anos e de Angel Vera, 29. Vera, Mendoza e outros dois mineiros foram soterrados, no dia 15, no quinto nível da mina de ouro Casa Negra, na província de El Oro, ao sul do país, fronteira com o Peru.



Revista de Tudo 1 Pouco