Page 1

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS SÃO BORJA COMUNICAÇÃO SOCIAL - HABILITAÇÃO JORNALISMO DISCIPLINA DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO II

INTERAÇÕES MÚTUAS E REATIVAS NO BLOG LÁPIS DE OLHO: POTENCIALIZAÇÃO A PARTIR DO FACEBOOK

DAIANA HENCKES

São Borja 0


2013 DAIANA HENCKES

INTERAÇÕES MÚTUAS E REATIVAS NO BLOG LÁPIS DE OLHO: POTENCIALIZAÇÃO A PARTIR DO FACEBOOK

Projeto experimental apresentado ao curso de Comunicação Social – Habilitação em Jornalismo, da Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA), como requisito à obtenção

do

grau

de

bacharel

em

comunicação social.

Orientador: Prof. Dra. Vivian Belochio

São Borja 1


2013 DAIANA HENCKES

INTERAÇÕES MÚTUAS E REATIVAS NO BLOG LÁPIS DE OLHO: POTENCIALIZAÇÃO A PARTIR DO FACEBOOK

Projeto experimental apresentado ao curso de Comunicação Social – Habilitação em Jornalismo, da Universidade Federal do Pampa, como requisito à obtenção do grau de bacharel em comunicação social.

Orientador: Prof. Dra. Vivian Belochio

Aprovado em: ____/____/_____

Banca Avaliadora:

__________________________________________________________________ Professor (a):

_________________________________________________________________ Professor (a):

__________________________________________________________________ Professor (a): 2


Dedico este trabalho as pessoas que acreditaram e continuam acreditando em mim, aos meus pais que me proporcionaram este momento e sempre estiveram comigo, aos meus irmãos que me oferecem tantos momentos de alegria, ao meu noivo que muito me auxiliou e deu força durante esta caminhada. Enfim, dedico este trabalho as pessoas que amo, a minha família, minha mais bela razão de e para existir. 3


AGRADECIMENTOS

Agradecer. Há tantos a agradecer. Primeiramente agradeço a Deus, que me deu o dom da vida e me permitiu passar por estes momentos felizes durante minha existência, pois sem Ele nada seria possível. Obrigada, reconheço cada vez mais que o Senhor é o maior mestre que pode existir. Agradeço aos meus pais, que me deram a vida, mesmo que não havendo palavras para expressar tamanho agradecimento. Obrigado pelo esforço, dedicação e amor sempre a mim dedicado, por sempre estarem ao meu lado, me apoiando e me auxiliando em toda caminhada. A minha família, em especial aos meus irmãos, pois ao lado deles pude perceber o quão gratificante é sabermos que não estamos sozinhos, me demonstrando que amor não se divide, amor se soma e multiplica. Obrigada por estarem na minha vida. Agradeço ao meu noivo, que em todas as vezes que eu pensava em desistir ele me dava forças para continuar, me mostrando que mesmo o caminho sendo difícil e doloroso, eu deveria prosseguir, pois no momento em que eu sentisse saudades perceberia o quanto valeu a pena lutar. Obrigada pela paciência e amor depositados em mim. Agradeço a todos os meus amigos, que são minha segunda família. Jamais lhes esquecerei. Agradeço também as pessoas com quem eu tinha pouco contato que de alguma forma, mesmo que através de críticas contribuíram para que eu chegasse até aqui. Agradeço a minha orientadora, e a toda universidade, que dividiu comigo seus conhecimentos e me ensinou que nunca saberemos tudo, pois o conhecimento está em constante renovação. Um singelo muito obrigado por tamanha competência. Há tantos a agradecer, por tanto se dedicaram a mim, não apenas me ensinando, mas me fazendo aprender. Obrigada a todos!

4


Nenhum de n贸s pode saber tudo; cada um de n贸s sabe alguma coisa; e podemos juntar as pe莽as, se associarmos nossos recursos e unirmos nossas habilidades.

Henry Jenkins

5


RESUMO

O presente trabalho tem como objetivo central verificar como as estratégias de interação aplicadas no Facebook interferem no relacionamento estabelecido pelo blog Lápis de Olho com o seu público-alvo. Para tal verificação, num primeiro momento, aborda conceitos de interação mediada por computador e as suas possibilidades, segundo Primo (2007). O tema interação é amplo e abrangente. Aqui a ênfase dada é sobre as formas com que essas interações podem aparecer em sites de rede social, de modo a contribuir com blogs amadores. A aplicação do projeto tem como objetos o blog Lápis de Olho e a rede social Facebook. A partir de estratégias lançadas nos dois espaços, foi avaliado o papel assumido pela rede social para a potencialização dos processos de interação possíveis através da plataforma do blog. A análise é uma contribuição para a reflexão sobre essa questão. Parte de dados coletados no blog Lápis de Olho e no Facebook após a aplicação de ações estratégicas de interação baseadas nas teorias apresentadas.

Palavras-chave: Interação mediada por computador. Blog. Facebook. Sites de redes sociais. Lápis de Olho.

6


ABSTRACT

The present study aims to verify how the interaction strategies applied in Facebook interfere in the relationship established by “Lápis de Olho” blog with your target audience. To check this, at first, discusses concepts of computer mediated interaction and its possibilities, according Primo (2007). The theme interaction is broad and embracing. Here the emphasis is on the ways in which these interactions can appear in social networking sites, to contribute to amateur blogs. The implementation of the project has as objects the blog “Lápis de Olho” and social network Facebook. From strategies launched in the two spaces, we evaluated the role played by the social network to potentiating interaction processes possible through the blog platform. The analysis is a contribution to the debate on this issue. Part of the data collected on the blog “Lápis de Olho” and Facebook after the application of strategic interaction based on the theories presented.

Key-words: Computer mediated interaction. Blog. Facebook. Social networking sites. “Lápis de Olho”.

7


SUMÁRIO

1. INTRODUÇÃO..........................................................................................................09

2. REFERENCIAL TEÓRICO.....................................................................................11

3. BREVE DESCRIÇÃO DO BLOG LÁPIS DE OLHO...........................................15

4. PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS............................................................18 4.1 Desenvolvimento........................................................................................................20 4.2 Primeira Postagem......................................................................................................21 4.3 Segunda Postagem......................................................................................................25

5. CONSIDERAÇÕES FINAIS....................................................................................33

REFERÊNCIAS.............................................................................................................35 ANEXO A........................................................................................................................36 ANEXO B........................................................................................................................37 ANEXO C........................................................................................................................38 ANEXO D........................................................................................................................39 ANEXO E........................................................................................................................40 ANEXO F........................................................................................................................41

8


1. INTRODUÇÃO

O tema deste trabalho são as estratégias de interação que podem ser aplicadas em blogs amadores e a sua potencialização em sites de redes sociais. Para trabalhar com a questão, descreve os resultados de ações nesse sentido realizadas no blog Lápis de Olho1. O mesmo tem como foco principal a beleza feminina, envolvendo roupas, maquiagens e temas relacionados. Parte-se do pressuposto de que as formas de contato tradicionais dos blogueiros com o seu público-alvo podem estar se ampliando a partir da aplicação de estratégias de interação nos sites de redes sociais como o Facebook. É justamente esse aspecto que foi verificado no blog Lápis de Olho. A finalidade é esclarecer, a partir das teorias sobre interação mediada por computador de Primo (2011), entre outras, se ocorre essa potencialização, bem como observar de que forma isso pode ocorrer. Sendo assim, os seguintes objetivos nortearam a experiência:

Objetivo geral Verificar como as estratégias aplicadas no Facebook potencializam os processos de interação propostos através do blog Lápis de Olho. Objetivos específicos - Aplicar estratégias de interação reativa e mútua no Facebook a partir do perfil do blog Lápis de Olho naquela rede social; - Aplicar estratégias de interação reativa e mútua no blog Lápis de Olho; - Verificar quais estratégias apresentaram retornos mais numerosos e mais intensos do público. A produção do trabalho prático teve início durante o desenvolvimento do préprojeto, o qual fez surgir na blogueira a vontade de criar um blog e tão logo pensar na possibilidade de falar sobre assuntos referentes à moda e à beleza feminina. Sempre gostou de visitar blogs femininos e assistir tutoriais de maquiagens. Em certa ocasião, teve um 1

http://www.lapisdeolho.com/ 9


momento compulsório por vídeos de beleza e descobriu que seu anseio era de criar um blog com vídeos passo a passo de maquiagens, mostrando as maneiras com que criava e recriava suas maquiagens e o quanto gostava do assunto. A ideia surgiu inusitadamente, pois nunca antes havia pensado em fazer este tipo de vídeo para expor na internet. Buscou algumas pessoas para saber seu julgamento sobre a ideia, e obteve aprovação. Por fim começou a preparar o blog, pesquisar, gravar vídeos, organizar e criar o layout, processo que demorou cerca de um mês. No dia 1º de maio de 2012 o blog estava pronto para ser liberado, com vídeos e sorteio de inauguração. Para sua surpresa a aceitação inicial do blog foi maior do que esperava, e a partir daí começou a se dedicar cada vez mais a ele. Lojas e empresas enviaram brindes para experimentação e também produtos para sorteios, o que fez se empenhar mais. O blog acabou se tornando uma paixão em sua vida. Hoje, ele não é apenas um passatempo, mas sim um compromisso que tem com o público. Aos poucos, a blogueira começou a notar que as relações mantidas ali pelos internautas ultrapassavam o elo superficial e que, a cada dia, os leitores encontravam nela uma amiga e ela encontrava neles este sentimento de amizade, que fortalecia laços e os envolvia mais naquele espaço de trocas. A partir dessas percepções, e de algumas conversas, ideias foram surgindo e o anseio de entender mais sobre as interações que aconteciam naquele espaço virtual fez com que ele se transformasse neste projeto experimental de conclusão de curso. Partindo da aplicação de estratégias de interação mútua e reativa² (PRIMO, 2011) no blog e na rede social, foram averiguados aspectos que demonstram se ocorre a potencialização descrita anteriormente mediante o uso do Facebook nas ações do Lápis de Olho. Estimulam-se então esses tipos de interação no blog através de postagens contendo vídeos que buscam fazer com que as leitoras respondam a esse estímulo. Buscou-se, através de duas postagens, incitar cada tipo de interação separadamente. Primeiramente a interação mútua, por meio de perguntas que instigam os comentários, e posteriormente a interação reativa, através de uma enquete. Para que se compreendam as bases da experiência realizada, num primeiro momento, o trabalho expõe reflexão teórica sobre interação mediada por computador. Além disso, aborda teorias relacionadas aos sites de redes sociais, tendo como ponto de partida 10


autores como Primo (2011) e Recuero (2009). Em seguida, são descritos os procedimentos metodológicos. Por fim, são expostos os resultados da experiência.

2 REFERÊNCIAL TEÓRICO

Para Primo (2011, p.48), a interação requer que os comunicadores se respondam. A interação plena acontece quando uma resposta em uma sequência depende das transações anteriores e do conteúdo intercambiado. O autor define dois tipos de interação mediada por computador: interação reativa e interação mútua. A primeira, de acordo com Primo (2011, p.57), é possibilitada por sistemas baseados em relações de estímulo-resposta, como por exemplo, o botão curtir do Facebook. Este somente possibilita uma resposta automática pré-programada e inserida no sistema. Já a interação mútua, de acordo com Primo (2011, p.57), “é aquela caracterizada por relações interdependentes e processos de negociação, em que cada interagente participa da construção inventiva e cooperada do relacionamento, afetando-se mutuamente”. Ou seja, ela envolve a formação de um relacionamento entre dois atores, onde a comunicação livre pode acontecer, por exemplo, através de comentários ou fóruns. Primo esclarece interação mútua da seguinte forma: Uma interação mútua não pode ser vista como uma soma de ações individuais. Entende-se pelo princípio sistêmico de não somatividade que esse tipo de interação é diferente da mera soma das ações ou das características individuais de cada interagente (diz-se até que a interação é mais que a soma de seus elementos constituintes). (PRIMO, p.101, 2011)

Acredita-se que ambos os tipos de interação citados anteriormente acontecem através dos sistemas existentes em blogs. Ordunã (2007, p.02) define esses espaços: Weblogs ou blogs são páginas pessoais da web que, à semelhança de diários online, tornaram possível a todos publicar na rede. Por ser a publicação on-line centralizada no usuário e nos conteúdos, e não na programação ou no design gráfico, os blogs multiplicaram o leque de opções dos internautas de levar para a rede conteúdos próprios sem intermediários, atualizados e de grande visibilidade para os pesquisadores. (ORDUNÃ, p. 2, 2007)

Há diversos tipos de definições para blog. Entretanto, primeiramente, o blog foi usado como um diário online. Como destaca Foletto (2009, p.12), o blog foi retratado a partir do seu principal uso na época (ou aquele uso mais visível): o diário pessoal. No entanto, com o passar dos anos, e por se tornar uma ferramenta gratuita, o uso do blog se 11


popularizou no final da década de 1990 e começou a valer-se para diversas iniciativas, conforme o que as plataformas permitem. O advento do blog como um tipo específico de sítio da web data dos primeiros anos da década de 1990, quando se dá a criação da World Wide Web. Historicamente, a primeira definição de weblog é a de um sítio dedicado a indicar e comentar links para outros sítios da web. O termo “log” indica, dentre outras coisas, “um registro cotidiano de atividades”, enquanto que o prefixo “web” é empregado como uma abreviatura da World Wide Web (W W W). Teria-se, então, que weblog é um “registro de atividades na web”, o que relaciona com o objetivo inicial dos primeiros autores de blog, que, segundo Träsel (p. 95, 2009), era o de “guardar um arquivo de referências interessantes, numa época em que as ferramentas de busca ainda eram muito pouco desenvolvidas.” (FOLETTO, p. 31, 2009)

Hoje em dia, os blogs são usados para múltiplos assuntos e cada vez mais ganham espaço na mídia e na vida das pessoas. De acordo com Foletto (2009, p.13), em 2004, existiam no mundo aproximadamente quatro milhões de blogs, número que até 2007 chegou a 112 milhões, estabelecendo uma estatística de um blog criado a cada segundo. O número de blogs no mundo cresce rapidamente. Novos tipos de participação dos leitores estão surgindo nestes espaços online, assim formando laços mais fortes entre eles e com quem escreve, ou seja, com os blogueiros. Isso permite que os interagentes atuem determinando o que, onde, como e quando desejam trocar ideias e consumir conteúdos. Tais processos demonstram que os interagentes, nesse sentido, não podem ser vistos como meros receptores de mensagens. Os leitores dos blogs em geral são considerados consumidores ativos, pois nesse tipo de ambiente eles têm a possibilidade de intervir, opinar, escolher e decidir sobre vários conteúdos que são postados. Na blogosfera, os leitores têm participação na produção dos conteúdos, pois muitos blogueiros pedem e esperam a sugestão do público para escolher o que será divulgado em seu blog. Jenkins explana sobre os novos consumidores. Se os antigos consumidores eram tidos como passivos, os novos consumidores são ativos. Se os antigos consumidores eram previsíveis e ficavam onde mandavam que ficassem, os novos consumidores são migratórios, demostrando uma declinante lealdade a redes ou a meios de comunicação. Se os antigos consumidores eram indivíduos isolados, os novos consumidores são mais conectados socialmente. Se o trabalho de consumidores de mídia já foi silencioso e invisível, os novos consumidores são agora barulhentos e públicos. (JENKINS, p.45, 2009)

Os blogs femininos são direcionados para públicos cada vez mais específicos e se tornam referência para as mulheres. Hinerasky (2010, p.06) salienta que em 2009 existiam sete milhões de blogs de moda. Ela conta que, ao pesquisar a palavra fashion blogs, em 12


maio de 2010, apareceram 145 milhões de resultados. Diante disso, pode-se perceber como são significativos e expressivos estes blogs na atualidade. Acredita-se que, nessas publicações, o blogueiro, ou o próprio espaço, acabam sendo interpretados pelas internautas como seus amigos íntimos. Isso acontece devido aos elementos de identificação e afinidade que criam com o seu público. Considera-se que os sistemas de interação mútua e reativa existentes nos mesmos podem influenciar ou reforçar tal quadro. O blog Lápis de Olho, objeto de estudo deste projeto experimental, busca a identificação com as mulheres. Para isso, além de outras ações, realiza iniciativas que visam à interação, ou seja, trocas comunicacionais mais ou menos intensas entre a autora do blog e o seu público. De acordo com o que destaca Primo (2011, p.56) “interação é ‘ação entre’ e comunicação é ‘ação compartilhada’”. Entende-se que as estratégias de interação que são aplicadas no blog têm como objetivo viabilizar a participação e a colaboração das interagentes que costumam acessar ou se manifestar nele. De acordo com Recuero (2009, p.105), os sites de redes sociais como o Facebook se transformaram em aliados nessas ações, de certa forma inflando as possibilidades de interação que podem ser aplicadas nos blogs. Isso porque, além do espaço para comentários, de enquetes e do envio de e-mails, tradicionalmente presentes em blogs, eles acrescentam outros tipos de ferramentas de troca e/ou contato. São exemplos os botões curtir do Facebook, a opção de curtir e/ou compartilhar uma publicação da página ou do blog, compartilhar em seu próprio perfil posts de sites. O leitor também pode publicar em modo público na fan page do blog e pode enviar fotos, arquivos ou conversar com o blogueiro diretamente pela rede social, sem precisar enviar e-mails. Além disso, pode participar de enquetes e sorteios. O blogueiro pode criar álbuns de fotos e neles publicar fotos enviadas por leitores, realizar sorteios por meio de aplicativos na rede social e utilizar-se de vários aplicativos de outros sites, como o YouTube, que possibilita ao leitor a visualização de vídeos do canal diretamente no Facebook. Souza e Gomes (2010, p. 04) mencionam que as redes sociais não são somente sites de relacionamento, mas sim pessoas interagindo umas com as outras, utilizando das ferramentas de publicação e interação. Baseados nos autores Wasserman e Faust, Degenne (1994) e Forsé (1999), e Recuero (2009), a dupla de autores explica rede social como um “conjunto de dois elementos: atores (pessoas, instituições ou grupos; os nós das redes) e 13


suas conexões (interações ou laços sociais) (2010, p.04)”. De acordo com o que explica Recuero (2009, p.24), uma rede social é definida por dois elementos: os atores e as conexões. Os atores seriam as pessoas, que têm um perfil. Já as conexões consistem nas interações que realizamos uns com os outros na rede. Existem dois tipos de sites de redes sociais: os apropriados e os propriamente ditos. De acordo com o que explicam Souza e Gomes (2010, P.05), sites de redes sociais propriamente ditos são sites que têm como foco expor e publicar as redes sociais dos usuários. Para interagir nestes sites precisa-se criar e publicar um perfil. São exemplos deste grupo os sites: Facebook e Orkut. Para compreender melhor esse tipo de site, é interessante verificar a definição de Recuero (2009, P.104) sobre as redes sociais propriamente ditas: Sites de redes sociais propriamente ditos são aqueles que compreendem a categoria dos sistemas focados em expor e publicar as redes sociais dos atores. São sites cujo foco principal está na exposição pública das redes conectadas aos atores, ou seja, cuja finalidade está relacionada à publicização dessas redes. É o caso do Orkut, do Facebook, do Linkedin e vários outros. São sistemas onde há perfis e há espaços específicos para a publicização das conexões com os indivíduos. (RECUERO, p. 104, 2009)

Já os sites apropriados são sistemas que não foram projetados, na sua origem, para mostrar redes sociais. Eles são apropriados pelos indivíduos para este fim. Este é o caso do Twitter, que é uma ferramenta de microblogging, onde o autor pode publicar pequenas mensagens, mas que, por meio de links e comentários, acabam divulgando ou se tornando tipos de redes sociais. Recuero (2009, p.104) define os sites de redes sociais apropriados da seguinte forma: Sites de redes sociais apropriados são aqueles sistemas que não eram, originalmente, voltados para mostrar redes sociais, mas que são apropriados pelos atores com este fim. É o caso do Fotolog, dos weblogs, do Twitter, etc. São sistemas onde não há espaços específicos para perfil e para a publicização das conexões. Esses perfis são construídos através de espaços pessoais ou perfis pela apropriação dos atores. (RECUERO, p. 104, 2009)

Neste trabalho, as redes sociais na internet são vistas como espaços que podem potencializar a interação possível nos blogs. Considera-se que, através da ampliação de possibilidades e aplicação de estratégias, o relacionamento estabelecido através de blogs como o Lápis de Olho com o seu público pode se tornar mais intenso, mais íntimo. Para contribuir com a reflexão sobre este assunto, pretende-se comparar os tipos de estratégias de interação possíveis dentro do blog Lápis de Olho e através do seu perfil no Facebook. Tal comparação será baseada em sistemas de interação diferenciados, de acordo 14


com os princípios da interação reativa e mútua, descritos anteriormente. A intenção é verificar a maneira como as diferentes possibilidades de interação possíveis nesse cenário interferem no relacionamento estabelecido pelo público com o blog e com o blogueiro. Numa realidade em que a busca por mais acessos acontece com o auxílio dos sites de redes sociais, considera-se que as formas de contato tradicionais dos blogueiros com o seu público-alvo podem estar se ampliando. Tal questão é o problema desta pesquisa.

3 BREVE DESCRIÇÃO DO BLOG LÁPIS DE OLHO O blog Lápis de Olho surgiu do interesse que a blogueira, autora do blog, tem pelo universo da beleza feminina. Isso fez com que surgisse a ideia de construir um website onde poderia expor os seus conhecimentos sobre o assunto, trocar ideias e aprender com outras pessoas. A imagem que segue mostra a interface principal do Lápis de Olho: Figura 1 – Página Principal do blog Lápis de Olho.

Fonte: http://www.lapisdeolho.com/

15


O blog foi lançado no dia 1º/05/2012 e, desde o seu princípio, utiliza as redes sociais para sua divulgação e interação. Mesmo antes de estar em funcionamento, o blog utilizava-se da rede social Facebook para divulgar seu surgimento. Recuero (2009, p.171) conta que o site Facebook foi criado em 2004 pelo aluno da universidade de Harvard, Mark Zuckerberg. A rede social teve como intuito, primeiramente, reunir jovens que estavam saindo do colegial e ingressando em universidades, para que assim conseguissem gerar uma rede de contatos. Sendo assim, inicialmente, o Facebook ficou disponível apenas para alunos da universidade de Harvard. Além do Facebook, o Lápis de Olho também se utiliza de outros sites da internet, tanto de redes sociais propriamente ditos quanto sites apropriados. Fazem parte dos meios de divulgação e interação do blog Lápis de Olho o Facebook, o Twitter, o YouTube e o aplicativo Instagram. Desde a criação deste blog, percebe-se que a maior participação do público é oriunda da rede social Facebook, não esquecendo a colaboração de outros sites, mas neste caso o maior retorno dos leitores é do site Facebook. Sendo assim, hoje, o Facebook é a rede social mais utilizada pelo blog. Em sua fan page, página destinada ao blog Lápis de Olho no Facebook, acontecem diversos tipos de colaboração e participação. Para exemplificar podemos citar alguns tipos de interação reativa que são o botão curtir da página, sorteios, enquetes e a opção de curtir publicações. Também acontecem interações mútuas através de espaços nas publicações da página, como

comentários, mensagens diretas ao administrador da página e

compartilhamentos de publicações, todos possibilitando a conversação. A imagem a seguir mostra a fan page do Lápis de Olho no Facebook:

16


Figura 2 – Página do blog Lápis de Olho no Facebook.

Fonte: https://www.Facebook.com/lapiisdeolho?ref=hl

Tendo em vista as circunstâncias expostas até aqui, a rede social Facebook foi escolhida para a análise proposta neste projeto experimental. Pretende-se, como já enfatizado antes, refletir se é os sites de redes sociais potencializam as estratégias de interação de blogs. Além disso, a finalidade é verificar se eles podem ampliar as possibilidades de contato com o público-alvo, tornando o relacionamento entre o blogueiro e os navegadores mais intenso. A imagem a seguir mostra que grande parte das visualizações do blog origina-se do Facebook.

17


Figura 3 – Estatísticas que demonstra a origem de tráfego do blog de acordo com o Google Analytics.

Fonte: Analytics Blog Lápis de Olho in https://www.google.com/analytics/web/?hl=ptBR&pli=1#report/visitors-overview/a36808437w65006431p66768385/

Percebe-se que o Facebook se encontra em segundo lugar nas estatísticas de sites que trazem leitores para o blog, perdendo apenas para o Google, que é um site de pesquisa. Também analisou-se como é a visita dos internautas que acessam o blog a partir do Facebook ao blog. De acordo com os números, entende-se que os mesmos permanecem na página, demonstrando que estas visitas oriundas da rede social trazem novas pessoas. Elas também aumentam o público que se interessa pelo conteúdo ali exposto e permanece naquele espaço2.

4 PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS

Neste trabalho, a técnica de observação utilizada é a observação, que é uma das possibilidades da pesquisa qualitativa. Através dela, foram identificadas e avaliadas as possibilidades de interação que surgem quando o blog Lápis de Olho amplia suas formas de contato e de trocas com o público por meio de sites de rede social como o Facebook.

2

Mais sobre essas informações no anexo B. 18


Entende-se por pesquisa qualitativa aquilo que se refere à qualidade. É algo que não pode ser medido, requer análise e observação. Como descrevem os autores Silva e Menezes (2005): A pesquisa qualitativa considera que há uma relação dinâmica entre o mundo real e o sujeito, isto é, um vínculo indissociável entre o mundo objetivo e a subjetividade do sujeito que não pode ser traduzido em números. A interpretação dos fenômenos e a atribuição de significados são básicas no processo de pesquisa qualitativa. É descritiva. Os pesquisadores tendem a analisar seus dados indutivamente. O processo e seu significado são os focos principais de abordagem. (SILVA E MENEZES, p. 20, 2005)

As estratégias lançadas no blog Lápis de Olho e no Facebook para esta pesquisa buscam possibilitar a interpretação dos seus processos de interação por meio da sua observação, da sua descrição e da reflexão sobre os mesmos. As experiências lançadas nos dois espaços foram divididas em duas etapas. A primeira parte envolve a identificação dos elementos que a rede social Facebook pode oferecer ao blog, de modo a possibilitar maior número de trocas interativas. É válido lembrar que a ideia é perceber quais são os sistemas presentes no site de rede social que vão além das ferramentas de interação presentes no blog. Depois disso, foram avaliados os resultados que a utilização dos sistemas interativos da rede social Facebook podem trazer para o Lápis de Olho. A intenção é compreender se os sistemas do Facebook podem proporcionar trocas mais intensas entre os interagentes através da interação mútua, ou se estes acrescentam apenas possibilidades de interação reativa. Seguindo essa ideia, foram verificados os sistemas de interação e as trocas realizadas no blog e no Facebook no período de 05/04/2013 a 13/04/2013. Assim, foi possível perceber se o envolvimento do público é maior nas interações pelo blog ou pela rede social. Também foram observadas as características de cada espaço de interação em ambas as plataformas. Isso permitiu a reflexão sobre o nível de envolvimento do público em cada um. Para obter dados sobre a interação no blog Lápis de Olho e na sua fan page no Facebook, foram definidas duas postagens que seriam analisadas por um período de tempo determinado. Durante dois dias, cada uma delas ficou exposta no blog sem divulgação na rede social Facebook. Depois disso, elas foram expostas por mais dois dias com divulgação e chamadas para a postagem no Facebook. 19


Foram observados os sistemas de interação mútua e reativa individualmente. As postagens têm a seguinte estrutura: um pequeno texto, uma foto mostrando uma maquiagem, um vídeo com o passo a passo da mesma maquiagem e introduzindo a estratégia utilizada naquela postagem, mais algumas fotos e um pequeno texto finalizando, estrutura normalmente utilizada no blog. As estratégias foram pensadas da seguinte forma: na primeira postagem incentivando a interação mútua, isto é, buscando trocas mais intensas, diálogo, sem a postagem ou a oferta de conteúdos com resultados automáticos. Na segunda postagem foi estimulada a interação reativa, ou seja, aquela baseada na participação mais limitada do público, com resultados pré-programados. Cada uma das estratégias será explicada a seguir. Em ambos os casos foi notificada numerosa quantidade de sistemas que permitem interações mútuas e reativas em cada um dos espaços usados. Através dessas observações, avaliou-se como estes sistemas podem ser utilizados e em que sentido a rede social Facebook pode representar potencialização para as interações do blog Lápis de Olho. Isso tanto através do crescimento do mesmo com a divulgação gratuita gerada nestes espaços, como também através das formas de interação com o público que nela se manifesta, participando ativamente de suas publicações e os levando para ver novos conteúdos no blog. Por fim, o trabalho se concentra em mostrar e avaliar os resultados que as estratégias lançadas obtiveram. Através da realização desta observação, buscou-se compreender os tipos de estratégias que são utilizados para atrair o público e até que ponto as ações que partem do Facebook podem acrescentar possibilidades ao blog. Desta forma, pretende-se contribuir para o debate acerca das potencialidades que as redes sociais possuem para ampliação da visibilidade e da comunicação dos blogueiros com o público.

4.1 Desenvolvimento Este tópico é dedicado à descrição do desenvolvimento e dos resultados da pesquisa proposta neste projeto experimental. A seguir, será exposta a experiência realizada através da primeira postagem do blog Lápis de Olho, publicada no dia 05/04/2013, e posteriormente a segunda postagem, publicada no dia 10/04/2013. 20


4.2 Primeira postagem A primeira estratégia utilizada no blog foi uma postagem que busca a realização de interações mútuas, tentando fazer com que o público responda a ela, comentando primeiramente no blog e, posteriormente, no Facebook. Esta postagem contém um vídeo de maquiagem com duração de 18 minutos e ensina o passo a passo de uma maquiagem para ser usada à noite. A imagem que segue mostra a postagem. Figura 4 – Postagem completa da primeira estratégia usada no blog.

Fonte: http://www.lapisdeolho.com/2013/04/maquiagem-azul-preta-e-branca.html 21


No decorrer do vídeo, a blogueira pede para que público responda a seguinte pergunta nos comentários: “Quais são as cores de maquiagem que você mais gosta de usar nas estações mais frias do ano, e quais as mais usadas na sua região?”. Durante os dois primeiros dias em que a postagem foi publicada no blog, sem a ajuda de divulgação no Facebook, os resultados foram os seguintes: Figura 5 – Comentários de leitores na postagem.

Fonte: http://www.lapisdeolho.com/2013/04/maquiagem-azul-preta-e-branca.html

Observa-se que, nos dois primeiros dias, em que a postagem ficou exposta no blog foram postados três comentários. Na imagem a seguir é possível verificar qual o número de visualizações que o blog obteve nestes dois dias.

22


Figura 6 – Estatísticas de visualizações que o blog obteve nos dois primeiros dias da postagem.

Fonte: Blog Lápis de Olho in http://www.lapisdeolho.com/

A postagem obteve três comentários nos dois primeiros dias de sua publicação. Ao todo, ela pôde ser observada pelos navegadores em 271 visualizações do blog3. Percebe-se, então, que o público leitor não se sentiu atraído para responder a pergunta no blog, porém mesmo assim continuou visualizando a página da internet. Após as 48 horas da postagem no blog, começaram as divulgações no Facebook, no dia 08/04/2013. A imagem divulgada na página oficial do Lápis de Olho na rede social foi a seguinte:

3

No Anexo A estão disponíveis as estatísticas sobre essas visualizações. 23


Figura 7 – Imagem de divulgação da postagem publicada no Facebook.

Fonte: https://www.Facebook.com/lapiisdeolho/posts/607631239267002

Após esta publicação, foi possível notar mudanças significativas nas visualizações do blog, porém não percebeu-se a ampliação do número de comentários. As mudanças de visualizações do blog estão expostas nas estatísticas mostradas a seguir:

24


Figura 8 – Estatísticas de visualizações do blog após a divulgação no Facebook.

Fonte: Blog Lápis de Olho in http://www.lapisdeolho.com/

Após as exposições na rede social, a postagem não obteve aumento nos comentários. Porém, verificou-se que as visualizações do blog aumentaram nestes dois dias, em comparação com os dias anteriores. O blog teve 351 visualizações, 80 a mais do que nos dois dias antecedentes. Além disso, percebeu-se que a imagem publicada no Facebook foi vista por 432 pessoas. Apesar de comentários não terem ocorrido, impossibilitando interações mútuas por intermédio desse recurso, outros tipos de interação ocorreram na rede social. São exemplos o curtir da publicação e quatro compartilhamentos. Assim, a interação reativa foi possível por meio das curtidas. Já os compartilhamentos poderiam ter possibilitado interações mútuas se o público que compartilhou conseguisse obter respostas de seus comentários. Porém, como isso não ocorreu, foram compartilhamentos automáticos que não resultaram em conversações. Ficaram limitados ao que o sistema de compartilhamentos permite que é a exposição de links para determinados conteúdos. Por isso, são consideradas interações reativas.

4.3 Segunda postagem Na segunda estratégia do blog foram estimuladas interações reativas, incentivando o público leitor a responder uma enquete no blog e, mais tarde, no Facebook. Novamente, a postagem contém um vídeo, este de aproximadamente 16 minutos, ensinando o passo a 25


passo de uma maquiagem para o inverno, com tons mais sóbrios e neutros. A imagem abaixo mostra a postagem. Figura 9 – Postagem completa no blog Lápis de Olho.

Fonte: http://www.lapisdeolho.com/2013/04/maquiagem-marrom-vinho-e-glitter.html 26


Durante o vídeo, são feitas chamadas pedindo para que os leitores respondam a enquete que contém a seguinte pergunta: “Nesta estação: destacar olhos ou boca?”. Os resultados obtidos nos dois primeiros dias em que a postagem foi publicada sem a divulgação no Facebook podem ser vistos na próxima imagem: Figura 10 – Enquete respondida pelos leitores no blog.

Fonte: http://www.lapisdeolho.com/

Considera-se o número de participações nesta estratégia de interação reativa pequena, pois a enquete teve apenas oito participações em dois dias. A figura a seguir mostra que também foram registrados comentários nos primeiros dias de publicação. Figura 11 – Comentários da postagem nos dois primeiros dias de publicação.

Fonte: http://www.lapisdeolho.com/2013/04/maquiagem-marrom-vinho-e-glitter.html

Percebe-se, na imagem, que, na postagem onde se buscou a interação reativa, o público também se sentiu à vontade para realizar comentários. Isso mostra que a ferramenta que permite a manifestação dos navegadores é reconhecida como um canal de contato independente das solicitações da blogueira. Trata-se de uma possibilidade característica do 27


blog que é aproveitada pelo público. Isso talvez por ser considerada uma forma de contato mais aberta e flexível que a enquete. O número de comentários foi menor que os resultados obtidos na enquete. A figura a seguir destaca o número de visualizações que ocorreram nestes dois dias.

Figura 12 - Estatísticas de visualizações que o blog obteve nos dois primeiros dias da postagem.

Fonte: Blog Lápis de Olho in http://www.lapisdeolho.com/

A enquete obteve oito votos e a postagem recebeu um comentário nas primeiras 48 horas de sua publicação. Já o blog somou 189 visualizações. Nota-se, então, que a estratégia de interação reativa, em seus dois primeiros dias, obteve maior resultado do que a estratégia de interação mútua da postagem anterior, porém mesmo assim é considerada singela. Intui-se que o formato com que essas enquetes podem ser disponibilizadas na plataforma do Blogger seja um dos motivos para obter números tão pequenos. A plataforma apenas aceita que as enquetes sejam publicadas na barra lateral e não dentro de uma postagem. Além disso, a mesma não contém um link direto que possa ser divulgado junto ao post e, também, separadamente, para maior participação do público. Em seguida começaram as estratégias de divulgação no Facebook, juntamente com a enquete, que foi reproduzida na rede social com um de seus aplicativos. A imagem exibida na rede social referente a esta postagem foi a seguinte:

28


Figura 13 – Foto publicada na página oficial do Lápis de Olho no Facebook.

Fonte: https://www.Facebook.com/lapiisdeolho/posts/609732209056905

29


Percebe-se que a publicação feita no Facebook gerou interações mútuas da blogueira com três participantes. Além disso, esta publicação na rede social arranjou outro retorno. Observando atentamente a figura anterior, que representa a foto exposta na página do blog no Facebook, percebe-se que uma das leitoras, ao comentar a foto, pronunciou que reproduziria a maquiagem e enviaria a foto ao blog. Na imagem abaixo se verifica a foto que a leitora enviou via in box4, ou seja, mensagens privadas, e que foi publicada na fan page do blog. Figura 14 – Foto enviada por uma leitora com a maquiagem da postagem do blog.

Fonte: https://www.Facebook.com/lapiisdeolho/posts/610607828969343

Os leitores têm um espaço especial destinado a eles na página do blog no Facebook, que é o álbum intitulado “lindezas de leitoras”. Nele, são publicadas todas as imagens e 4

In Box é um tipo de mensagem privada que pode ser enviada para perfis ou páginas na rede social Facebook. 30


fotos enviadas pelo público ao blog, oferecendo assim uma possibilidade de interação mútua com o público. O envio da foto ilustrada na figura 14 concretiza a ideia de trocas que mais intensas e não previstas pela blogueira podem acontecer naquele espaço. Percebe-se que, a partir da imagem, também foi postado um comentário, que representa a continuidade do processo de interação mútua iniciado no diálogo mostrado na figura 13. Também foram registradas quatro curtidas na mesma, ações associadas à interação reativa. Pode-se perceber, então, que parte do público pode se tornar mais íntimo da blogueira, considerando-a uma amiga sem conhecê-la pessoalmente, através desse espaço. É esse envolvimento que o blog busca. Como diz Primo (2011, p.103), baseado no escritor Fisher (1987), “a comunicação, não se trata apenas das ações de uma pessoa em direção a outra. Trata-se, isso sim, da interação criada pelas ações de ambos (2011, p.103)”. Esse tipo de relacionamento é encontrado no Lápis de Olho e se dá através de ações recíprocas de cada participante. Além da imagem publicada no Facebook para a divulgação da postagem, foi realizada também a enquete, porém agora na rede social, com um de seus aplicativos. A imagem a seguir mostra a enquete: Figura 15 – Imagem da enquete realizada no Facebook.

Fonte: https://www.Facebook.com/lapiisdeolho/posts/610170269013099 31


Depois de a imagem e a enquete serem publicadas no Facebook, percebeu-se que o número de visitas ao blog aumentou. A enquete, como pode-se perceber na figura anterior, atingiu um número maior de participações do que a primeira, lançada no blog. Também o número de comentários na postagem aumentou após essas divulgações na rede social. A imagem abaixo exibe esse aumento. Figura 16 – Comentários no blog após exposição da postagem no Facebook.

Fonte: http://www.lapisdeolho.com/2013/04/maquiagem-marrom-vinho-e-glitter.html

Nota-se, portanto, que após a divulgação no Facebook obteve-se um aumento de dois comentários na postagem. Os mesmos foram posteriormente respondidos pela blogueira, porém sem gerar novas respostas do público. Ainda assim, a conversa gerada é entendida como interação mútua. A figura a seguir expõe o número de visualizações que o blog obteve após a divulgação na rede social.

32


Figura 17 - Estatísticas de visualizações do blog após a divulgação no Facebook.

Fonte: Blog Lápis de Olho in http://www.lapisdeolho.com/

Percebeu-se, nas figuras anteriores, que o envolvimento do público se alargou depois das publicações feitas na rede social. No blog as visualizações dobraram depois da divulgação no Facebook. As exibições do mesmo chegaram a 403 em 48 horas, sendo que, antes dessas publicações, ocorreram apenas 189 visitas. Também se obteve novos comentários neste período. A imagem divulgada na rede social, exposta neste trabalho na figura 12, alcançou 805 visualizações, oito compartilhamentos automáticos e quatro comentários de leitores. A enquete realizada no Facebook, exposta na figura 13 deste trabalho, obteve maior participação do que a mesma enquete realizada no blog. Os números desta chegaram a 22 votos. Vale lembrar que foram oito votos no blog. A partir dele, também ocorreram um comentário e 15 pessoas curtiram a pergunta.

5 CONSIDERAÇÕES FINAIS

Durante o desenvolvimento do projeto, refletiu-se sobre as possibilidades da interação mediada por computador e sobre as suas potencialidades em blogs e em sites de rede social. Assim, foi possível compreender como diversos tipos de estratégias podem ajudar a alavancar estas interações. Pode-se perceber quão relevante é o fato de os blogs estarem presentes nas diversas redes sociais, com perfis e exposições para o seu crescimento e interação com o público leitor.

33


Tanto a interação reativa quanto a interação mútua são importantes para que se possa perceber a opinião do público sobre os conteúdos postados. As estratégias lançadas pelo blog no Facebook mostram que a rede social pode ampliar as possibilidades de interação, mútua e reativa, com os leitores. Portanto, é necessário, além de manter os perfis na rede atualizados, estar atento às publicações do público referentes ao blog, pois a internet já faz parte do dia a dia da maioria das pessoas. Monitorar essas manifestações pode ser um ponto positivo. É através delas que se pode conseguir reverter uma condição prejudicial à imagem do blog, ou alavancar uma situação positiva do mesmo. A opinião dos leitores é importante, pois são eles a maior forma de divulgação que esses tipos de sites amadores podem ter. O leitor pode ser considerado a vitrine e o portavoz de espaços como o blog Lápis de Olho. E conforme as técnicas digitais forem avançando e possibilitando maior interação, podemos intuir que a importância do público e a sua opinião terão ainda mais valor. Acredita-se, também, que essa ampliação dos processos de interação têm potencial para fortalecer os laços estabelecidos entre o público e os blogueiros. Isso porque eles podem tornar a relação entre ambas as partes mais íntima, à medida que os seus contatos podem ocorrer mais vezes, através de mais canais e também de forma mais intensa. Este trabalho teve um processo de criação prático, apesar de não haver uma fórmula correta para aumentar o envolvimento e a interação com o público. Ele foi elaborado com base nos dados recolhidos nas estratégias expostas no blog e no Facebook e conforme as bibliografias mencionadas no seu contexto. Constatou-se, a partir da experiência realizada, que sites de rede social como o Facebook podem aumentar o envolvimento e a interação do público dentro de um blog amador. Além disso, percebeu-se que a maior parte dos internautas busca, em algum momento, lazer e entretenimento na internet, e é nestes momentos que usa as redes sociais e a busca por blogs de conteúdos com os quais se identifica. Refletindo dessa maneira, podese afirmar que perfis utilizados por blogs ou blogueiros nas redes sociais podem contribuir nessa busca por lazer e também por informação. O uso da web é crescente e o alcance desses sites só aumenta. Basta, então, o blogueiro perceber certas situações e saber utilizar as ferramentas corretas para que esse aumento seja significativo em seu blog.

34


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

FOLETTO, Fernando Feltrin. ARTIGO: O Blog Jornalístico: Definição e características na blogosfera brasileira. UFSC, 2009.

HINERASKY, Daniela Aline. ARTIGO: Jornalismo de moda no Brasil: da especialização à moda dos blogs. PUC/RS – UNIFRA, 2010.

JENKINS, Henry. Cultura da Convergência. Editora Aleph, 2009.

ORDUÑA, Octavio I. Rojas. Blogs: Revolucionando os meios de comunicação. Editora Thomson, 2007.

PRIMO, Alex. Interação mediada por computador: comunicação, cibercultura, cognição. Editora Sulina, 2011.

RECUERO, Raquel. Redes Sociais na internet. Editora Sulina, 2009.

SILVA, Edna Lúcia da, e MENEZES, Estera Muszkat. Metodologia da Pesquisa e Elaboração de Dissertação. 4ª Edição Revisada e Atualizada UFSC, 2005.

SOUZA, Ibrahim Cesar Nogueira de, e GOMES, Renato Elston. ARTIGO: Desvendando as Redes Sociais: O papel das redes sociais como ferramenta da publicidade na web. 2010.

35


ANEXOS Anexo A – Imagem mostrando em escala as postagens mais visualizadas do blog no mês de abril. Pode-se perceber que as postagens utilizadas nas estratégias deste trabalho estão entre as três mais visualizadas em link direto no mês.

Imagem de estatísticas do blogger.

Fonte: Blog Lápis de Olho in: http://www.lapisdeolho.com/

36


Anexo B: A imagem abaixo mostra em escala os links ou URLs e os sites de referência que trouxeram o público até o blog, observa-se que o Facebook está em segundo lugar, perdendo apenas para o site de pesquisa Google. Imagem de estatísticas do blogger.

Fonte: Blog Lápis de Olho in: http://www.lapisdeolho.com/

37


ANEXO C: Imagem mostrando em gráfico a duração média da visita dos navegadores ao blog. Imagens de estatísticas do Google Analytics

Fonte: Analytics Blog Lápis de Olho in https://www.google.com/analytics/web/?hl=ptBR&pli=1#report/visitors-overview/a36808437w65006431p66768385/

38


ANEXO D: Imagem demonstrando em escala e gráfico de quais países se oriunda o público do blog. Imagem de estatísticas do Google Analytics

Fonte: Analytics Blog Lápis de Olho in https://www.google.com/analytics/web/?hl=ptBR&pli=1#report/visitors-overview/a36808437w65006431p66768385/

39


ANEXO E: Imagem exibindo em mapa e escala a localização dos leitores do blog Lápis de Olho. Imagem de estatísticas do blogger.

Fonte: Blog Lápis de Olho in: http://www.lapisdeolho.com/

40


ANEXO F: Disco contendo os vĂ­deos utilizados nas postagens do blog e a versĂŁo digital do deste trabalho.

41

TCC Daiana Henckes  

Título: INTERAÇÕES MÚTUAS E REATIVAS NO BLOG LÁPIS DE OLHO: POTENCIALIZAÇÃO A PARTIR DO FACEBOOK

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you