Page 25

23

Portanto, a comunicação comunitária recorre a princípios da comunicação popular. A comunicação popular envolve os diversos segmentos sociais, portadores de culturas, valores, crenças, normas e manifestações artísticas diversas. Com isso, Peruzzo (1998, p. 22) enfatiza que “por comunicação popular pode-se compreender processos variados, porque ela envolve desde os pequenos meios de comunicação dirigida, até os de comunicação grupal e os de comunicação massiva.” Ressaltando os aspectos educativos desse tipo de processo de comunicação, Kaplún (1985) esclarece que as mensagens são produzidas “para que o povo tome consciência de sua realidade” ou “para suscitar uma reflexão”, ou ainda “para gerar uma discussão”. Os meios de comunicação, nessa perspectiva, são concebidos, pois, como “instrumentos para uma educação popular, como alimentadores de um processo educativo transformador”. Nesse sentido, Peruzzo (2006) destaca: Neste contexto, o caráter mais combativo das comunicações populares – no sentido político- ideológico, de contestação e projeto de sociedade – foi cedendo espaço a discursos e experiências mais realistas e plurais (no nível do tratamento da informação, abertura à negociação) e incorporando o lúdico, a cultura e o divertimento com mais desenvoltura, o que não significa dizer que a combatividade tenha desaparecido. Houve também a apropriação de novas tecnologias da comunicação e incorporação da noção do acesso à comunicação como direito humano. (PERUZZO, 2006, p. 06)

Quando executada nos meios de comunicação de massa, a comunicação popular aborda assuntos locais, ou específicos, e tende a despertar o interesse do público. Entre os meios de comunicação massiva, o rádio é certamente o mais popular. Friderichs (2002) destaca que: Todos os elementos presentes na linguagem e na prática radiofônica favorecem o caráter popular do rádio no sentido de democratizar a expressão do povo que compõe as comunidades regionais, ou seja, todos os sujeitos presentes no cenário social, e a respectiva valorização de seus padrões de vida, costumes, idéias, crenças e manifestações culturais. Entre esses elementos encontra-se a utilização da linguagem sonora. (FRIDERICHS, 2002, p. 46)

A autora ainda afirma que “a comunicação popular transitou por diversos caminhos, buscando contribuir para a transformação dos membros da sociedade em agentes conscientes de sua responsabilidade social e encontrou no rádio um abrigo adequado para desenvolver de forma eficaz seu trabalho.” (FRIDERICHS, 2002, p. 55). Muitos autores, como César, afirmam que a linguagem oral coloca o rádio em vantagem frente a outros veículos de comunicação de massa. Segundo o autor, o fato desse meio dispensar a leitura escrita para o entendimento da mensagem,

TCC: Lilian dos Santos Machado  

Título: "Locutor Amigo: Uma análise do programa radiofônico Linha Aberta"

TCC: Lilian dos Santos Machado  

Título: "Locutor Amigo: Uma análise do programa radiofônico Linha Aberta"

Advertisement