Page 19

18

Nas rádios AM, principalmente nos programas comandados por comunicadores populares, a locução, a música, o efeito e o silêncio trabalham em conjunto para proporcionar uma interação entre o locutor e o ouvinte. Pois, como o rádio trabalha, em um primeiro momento, com o estímulo sonoro, é necessária uma boa utilização desses recursos para que a comunicação seja realizada sem ruídos. (VALLE, 2007, p. 04)

Mesmo com tantas formas e estratégias de atuação do comunicador radiofônico, a utilização da voz, das mais variadas formas, ainda continua sendo o principal elemento sonoro da criação radiofônica, em torno do qual se articula o restante. Mcleish (2001, p. 19) salienta que “a voz é capaz de transmitir muito mais do que o discurso escrito. Ela tem inflexão e modulação, hesitação e pausa, uma variedade de ênfases e velocidade. A informação que um locutor transmite tem a ver com o estilo da apresentação tanto quanto com o conteúdo do que diz.” Nesse sentido, Prado destaca quatro variáveis de locução: a vocalização, a entonação, o ritmo e a atitude, explicando que cada um desses fatores influencia na eficácia da mensagem radiofônica. O ritmo por ser o responsável a passar o ouvinte de um estado para o outro, assim, “deve-se desenvolver uma combinação de ritmos, mais rápidos e mais lentos, que reproduza as variações que se efetuam na expressão oral, em função da fluidez das idéias” (PRADO, 1989, p. 24). A vocalização clara influencia na compreensão de um texto. A atitude dependerá da posição do ouvinte diante do tema e do programa, por isso deve ser tratada com cuidado, uma atitude muito seca ou muito alegre pode levar a uma reação negativa e prejudicar a eficácia da mensagem. E a entonação para o rádio, segundo Prado, deve descrever uma curva variável, como a que seria a expressão oral cotidiana, assim não se deve esgotar todo ar dos pulmões e sim ir o renovando constantemente nos lugares de expressão que, por sua entonação, deixem que a tomada de ar não represente um ruído no processo comunicativo. Do mesmo modo, Mcleish destaca alguns itens a serem considerados quando se constrói um texto para ser ouvido. Entre eles está a importância de tornar a abertura do programa interessante e informativa, de escrever para o ouvinte individualmente, visualizando-o para isso, de criar imagens, contar histórias e apelar para todos os sentidos, usar a linguagem coloquial, utilizar frases curtas, empregar a pontuação de modo a tornar a locução clara para o ouvinte, manter a simplicidade, sempre lembrando que a idéia é sempre expressar e não impressionar. Por isso,

TCC: Lilian dos Santos Machado  

Título: "Locutor Amigo: Uma análise do programa radiofônico Linha Aberta"

TCC: Lilian dos Santos Machado  

Título: "Locutor Amigo: Uma análise do programa radiofônico Linha Aberta"

Advertisement