Page 1

Consórcio inicia tratativas visando a implementação do CCO no Grande ABC

Cidades 3, 4 e 5 Política _________ 6, 7 e 8 Cultura 9 Esportes 10 e 11 São Caetano 12 Últimas 13 Economia 14 e 15 Tecno 16

Pág. 14

Foto: Divulgação

NESTA EDIÇÃO

Parceiro de Santo André, Comitê Paralímpico Brasileiro lança Centro de Pág. 11 Formação Esportiva.

Maninho e seu filho ‘contaram com a impunidade, que não veio e não virá’ Pág. 05

ABC

Quarta-feira, 16 de de 2018 21 de maio outubro 2015 Edição 2784 2125 Ano XI IX

Câmara de Mauá recebe pedido de impeachment de Atila Jacomussi

Semasa multa empresa por descarte irregular de resíduos no Capuava

A Câmara de Mauá recebeu o pedido de impeachment do prefeito Atila Jacomussi (PSB), que está há seis dias preso na carceragem da PF (Polícia Federal), na Capital, acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A base governista, maioria na Casa, teria, no entanto, acordado em rejeitar a abertura do processo de cassação do socialista na sessão de ontem, ainda não encerrada até o fechamento desta edição. Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Pág. 06

Pág. 15

Mental Fashion Day é amanhã

DESTAQUE SQN

SAÚDE São Bernardo imuniza mais de 8,5 mil pessoas em “Dia D”. Pág. 04

EDUCAÇÃO Ribeirão Pires realiza formação sobre Base Nacional Comum Curricular. Pág. 05

Siga-nos POLÍTICA

Planalto desiste de slogan ‘O Brasil voltou, 20 anos em 2’ .

• @grupohojelivre • jornal.hojelivre

Foto: Divulgação

Pág. 07

CULTURA Evento acontece nesta quinta-feira (17), a partir das 10h, na concha acústica na Praça do Carmo, região central de Santo André. Pág. 03

Maestro Eduardo Lages se apresenta em Diadema. Pág. 09


quarta-feira, 16 de maio de 2018

www.jornalhojelivre.com.br

2 EDITORIAL

PASSANDO A LIMPO

Pergunta difícil? Candidato não pode fugir Foto: Divulgação

NEGATIVA  Após ter liminar negada pelo TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo),

ontem, a defesa do ex-vereador Manoel Eduardo Marinho, o Maninho, e do filho dele Leandro Eduardo Marinho (ambos do PT) informou que a dupla deve se entregar à polícia em breve. As prisões foram decretadas na sexta-feira, pela juíza Débora Faitarone. Os dois agrediram o empresário Carlos Alberto Bettoni, em frente ao Instituto Lula, no dia 5 de abril. Bettoni bateu a cabeça no para-choque de um caminhão ao ser empurrado por Maninho e pelo filho, o que resultou em traumatismo craniano. A vítima ficou vários dias internada na UTI, mas passa bem. A Polícia Civil indiciou a dupla por lesão corporal dolosa grave – com pena de um a cinco anos de prisão. Mas o Ministério Público entende que os petistas tinham de ser enquadrados no crime de tentativa de homicídio com dolo eventual, quando se assume o risco.

ADEFESA  O criminalista Roberto Vasco, que faz a defesa da dupla, havia pedido

a suspensão dos pedidos de prisão até o julgamento do habeas corpus. No entanto, com a decisão negativa da 3ª Câmara de Direito Criminal, a tendência é que ambos se apresentem à Justiça. Para Vasco, a forma da entrega dos dois ainda será decidida pela equipe que faz a defesa dos petistas. “Estamos decidindo com eles e com a família o local onde será feita a apresentação e quando isso vai ocorrer. Sentimos muito que a situação tenha gerado isso tudo”, afirmou.

APOSTA  A primeira aposta da defesa da dupla era a de que pelo menos as pri-

sões fossem relaxadas. A Polícia Civil esteve sexta-feira na casa do ex-parlamentar, no bairro Piraporinha, para cumprir o mandado de prisão preventiva, mas eles não estavam no local e, por isso, foram considerados foragidos. Por outro lado, com as dificuldades reveladas ontem no campo judicial, as opções se esgotaram. Na petição entregue pela defesa ao TJ-SP, os advogados alegam que, estando em liberdade, tanto Maninho quanto Leandro não atrapalhariam o curso do processo judicial.

Rua José Versolato 111, Torre B- Conjunto 802 - SBC CEP 09750-730 Tel: 23791915

Até porque a campanha eleitoral, este ano, é mais curta — o período de propaganda dita gratuita, por exemplo, ficou dez dias menor, passando de 45 para 35 —, os candidatos precisam se definir e ser claros, com alguma presteza, em um momento especialmente grave para o país. Mesmo que se possa considerar ainda cedo para esclarecimentos, não é bom sinal que dos quatro concorrentes ao Planalto mais bem colocados nas pesquisas — Jair Bolsonaro (PSL), Marina Silva (Rede), Geraldo Alckmin (PSDB) e Ciro Gomes (PDT) —, aos quais o GLOBO encaminhou 11 perguntas sobre a vital reforma da Previdência, nenhum tenha dado uma resposta completa, embora três hajam concordado que as mudanças são necessárias. Um, Bolsonaro, líder nas sondagens, nada respondeu. Marina, Alckmin e Ciro não se definiram, por exemplo, sobre a fixação de uma idade mínima para a obtenção da aposentadoria, e acerca das diferenciações de parâmetros para a obtenção do benefício por homens e mulheres. A questão específica do limite de idade — estabelecido em 62 anos para mulheres e 65 para homens, na proposta do governo estacionada na Câmara — é uma das cruciais na reforma, porque se constitui causa importante do enorme e crescente desequilíbrio do sistema. Como é possível aposentar-se por tempo de contribuição ao INSS, a idade média do aposentado é muito baixa (aquém dos 60 anos). E porque avança a expectativa de vida do brasileiro, o sistema precisa arcar com benefícios por

aproximadamente mais 20 anos, sem que haja contribuições para financiar os gastos. Daí o crescimento acelerado do déficit. No ano passado, o rombo total — assalariados do setor privado e servidores públicos — foi de R$ 268,8 bilhões, tendo sido de R$ 226,8 em 2016, um salto de 18%. Os candidatos não podem se esquecer do momento delicado por que passam as contas públicas. As despesas previdenciárias são o maior item do Orçamento, e a folha de salários dos servidores vem em seguida. Político não gosta de abordar temas impopulares. Mas há alguns, pela sua importância, que não podem ser desconsiderados. Previdência e todos seus subtemas — como a indexação de benefícios — estão neste caso. O escamoteamento feito na campanha de 2014 pela candidata à reeleição Dilma Rousseff funciona como alerta. Desde há muito tempo, no final do segundo governo Lula, foi alertado que persistir na política de aumento de gastos, lançada para reduzir o impacto da crise mundial iniciada em 2008/9, era um suicídio. O tema foi abordado na campanha, incluindo a Previdência, e desconsiderado por Dilma. Eleita, foi forçada a tentar um ajuste fiscal, que denunciara na propaganda. Desabou a sua popularidade e desapareceu a margem de manobra no Congresso. Como cometera crime de responsabilidade, na manipulação das contas públicas, terminou perdendo o mandato.

FRASES

www.jornalhojelivre.com.br PUBLISHER: Luciana Sereno DIAGRAMAÇÃO: Luciana Sereno comercial.hojelivre@gmail.com redacao.hojelivre@gmail.com ANUNCIE: 950600843

CIRCULAÇÃO: SCS, SBC, SANTO ANDRÉ, DIADEMA, MAUÁ, RIBEIRÃO PIRES E RGS TIRAGEM E VEICULAÇÃO: 30 MIL EXEMPLARES

Às vezes fico muito angustiado e tenho vontade de gritar todo meu ódio por várias coisas. Lázaro Ramos, ator

Foto: Divulgação


www.jornalhojelivre.com.br

quarta-feira, 16 de maio de 2018

cidades

3

santo andré

Mental Fashion Day 2018 será amanhã na Conha Acústica Foto: Divulgação

Amanhã, quinta-feira (17), a partir das 10h, a concha acústica na Praça do Carmo se transforma na passarela de moda do Mental Fashion Day 2018. O encontro anual reúne usuários e profissionais dos CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) instalados pela cidade, que desfilam peças confeccionadas e customizadas dentro das oficinas realizadas na rede de saúde mental do município. Nesta edição, o tema será a moda dos anos 30, isso porque o evento também homenageia a psiquiatra Nise da Silveira, que neste mesmo período, revolucionou e humanizou o tratamento do que era tido como loucura no Brasil, utilizando a arte e os animais como co-terapeutas. Uma das modelos animadas com a data é Selma Miranda. A usuária de 46 anos do CAPS III Jardim descreve como será seu look e a sua make para o desfile. “Vou usar uma blusa amarela com três fuxicos e uma saia cor de rosa com florzinhas. Para a maquiagem, vou pedir um blush fraquinho na bochecha e um batom vermelho”. A confiança em descrever sua roupa pode parecer algo simples, porém para Selma trata-se de um grande avanço terapêutico e a retomada da sua própria identidade. “Tudo mudou para ela desde a primeira participação. Ela melhorou postura, coordenação motora, a auto-estima, ela cortou o cabelo, falou hoje que quer arrumar os dentes. Ela não tinha um cuidado com ela mesma, a partir do desfile, ela foi se construindo. Algo mais terapêutico que o Mental Fashion Day estou pra ver, porque aqui se reúnem várias coisas, os CAPS acabam se encontrando, quem nunca se viu vai se conhecendo,

nos próximos anos eles voltam a participar e se forma um vínculo”, explica a terapeuta ocupacional do CAPS III Jardim, Giovana Ormonde. A fala da terapeuta foi reforçada durante o ensaio realizado a quatro dias do evento. Selma, que antes caminhava com dificuldade, elevando os joelhos a cada passo, desfilou com tranquilidade e até gesticulava jogando beijos aos que assistiam. “Teve desfile que eu lembrava dos problemas e começava a chorar, mas hoje eu desfilo e lembro de ficar feliz. Eu gosto de ensaiar, de passar batom, todo ano eu gosto de participar”, conclui Selma. Mas o evento não tem poder terapêutico apenas para os usuários da rede, os profissionais envolvidos em toda organização também se emocionam e aprendem muito com o trabalho. É o caso da oficineira Zilda Virgínio de Carvalho, que há dez anos atua nos serviços da saúde municipal. “Tinha uma usuária que não ia desfilar, aí fui numa reunião em que ela estava, e ela resolveu que iria participar. Outro dia também a encontrei na rua e ela gritou ‘ah, eu vou desfilar porque vocês fazem de tudo por nós’, eu cheguei até a chorar na hora”, relembra. O Mental Fashion Day 2018 é gratuito e aberto ao público. Ao todo, 36 pessoas subirão ao palco do evento. Serviço Mental Fashion Day 2018 Quando: 17 de maio de 2018 (quinta-feira) Horário: 10h Local: Concha Acústica da Praça do Carmo – Centro


quarta-feira, 16 de maio de 2018

4

www.jornalhojelivre.com.br

CIDADES

saúde

São Bernardo imuniza mais de 8,5 mil pessoas em “Dia D” de vacinação da gripe A Prefeitura de São Bernardo, por meio da Secretaria de Saúde, tornou público na última segunda-feira (14) o resultado final do “Dia D” da Campanha da Influenza, realizado no último sábado (12), que expandiu a vacinação entre Unidades Básicas de Saúde (UBS) e postos volantes, como supermercados e shoppings centers. Ao longo do dia, 8.621 pessoas foram imunizadas contra o vírus da gripe. O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, comemorou o número alcançado e salientou a importância das doses. “Aproximamos os postos de vacinação das pessoas e em um único dia vacinamos muita gente. Nos postos volantes, foram mais de 1.000 pessoas. O município tem dado exemplo em ações de conscientização e mobilização para vacinações”, disse. O secretário de Saúde do município, Dr. Geraldo Reple, também ressaltou o comprometimento do município em imunizar o máximo de pessoas. “Estamos empenhados em proteger à população. Preparamos os nossos funcionários e todos estão conscientizando à população sobre a importância da vacina. Essa simples dose pode evitar que as pessoas fiquem doentes e ameniza o vírus de todas as classificações da gripe. A prevenção e sempre muito mais eficaz do que qualquer medicamento”, salientou Reple. Aceitação A pedagoga Solange Maria de Oliveira, 57 anos, que residente no Centro, foi uma das pessoas que se imunizaram

nos postos volantes. Acompanhada do marido, ela foi ao supermercado Coop, nas proximidades de sua casa, para fazer compras e foi surpreendida pela campanha. “Fomos muito bem atendidos pela equipe. O atendimento foi rápido e ainda recebi orientações sobre a influenza. Agora, estou indo para casa protegida”, disse a pedagoga Já as unidades de Saúde que mais se destacaram na imunização está a UBS Vila Marchi, com 442 doses apli-

cadas ao longo do dia. Na sequência, registraram bons números as UBS Alves Dias (aplicação de 397 doses) e a UBS Santa Terezinha (355 imunizações). Consolidação Desde o início da campanha, em 23 de abril, o município já imunizou 69.204 pessoas, o que representa 41.99% da população os grupos prioritários. A campanha do Ministério da Saúde defende a vacinação de grupos prioritários. Estes grupos incluem pessoas com mais de 60

anos, crianças de 6 meses a menores de 5 anos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), profissionais da saúde, portadores de doenças crônicas e professores (da rede pública e privada). Para participar, basta ir até um dos postos de vacinação e apresentar um documento com foto e a carteirinha. As crianças devem estar acompanhadas por pais ou responsáveis e os portadores de doenças crônicas, também devem apresentar um laudo médico.

O horário de funcionamento das UBS será das 7h às 17h. Ação continuada Além da imunização, a Prefeitura realizou verificação de lesões bucais. Essas avaliações foram realizadas nas UBS, por dentistas. Ao final do dia, foi registrada a avaliação em 2.751 pessoas, sendo que destas, 176 pacientes encaminhadas para os CEOs (Centro de Especialidades Odontológicas), com o objetivo de iniciar o tratamento.


www.jornalhojelivre.com.br

quarta-feira, 16 de maio de 2018

cidades

5

educação

Ribeirão Pires realiza formação sobre Base Nacional Comum Curricular Na última sexta-feira (11), a Prefeitura da Estância Turística de Ribeirão Pires, por meio da Secretaria de Educação, Inclusão, Cultura e Tecnologia, realizou formação com coordenadores pedagógicos da rede municipal sobre a Base Nacional Comum Curricular (BNCC). A atividade contou com palestra sobre a importância da Base e do planejamento curricular, ministrada pelo professor Marcelo Furlin, coordenador do programa de pós-Graduação em Educação da Faculdade Metodista. A formação aconteceu no Centro de Formação do Professores (CEFORPE).

Furlin explicou que o debate da Base vem sendo cravado desde 2015. “Acredito que discutir o currículo é fundamental. É muito mais do que pensar em áreas de conhecimento. Tem a ver com tudo o que organiza a escola, inclusive a gestão. Nossa intenção é não só a formação, mas a socialização de experiências e pensamentos”. No mês passado, a Secretaria de Educação da cidade promoveu o lançamento oficial da 3ª versão da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). “A gestão está oferecendo formação continuada para que a rede municipal possa avançar na definição dos currículos, que obedecerão justamente as normas e diretrizes gerais consagradas”, explicou a secretária de Educação, Inclusão, Cultura e Tecnologia, Flávia Banwart. Base Nacional Comum A BNCC, conforme definido na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB 9394/96), é um documento que norteia os currículos dos sistemas e redes de ensino das unidades federativas, como também as propostas pedagógicas de todas as escolas públicas e privadas de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio em todo Brasil. Ferramenta essencial para elaboração do currículo específico de cada

escola, sem desconsiderar as particularidades metodológicas, sociais e regionais de cada município. Na rede municipal de Ribeirão Pires, o novo currículo será implantado nas 33 unidades escolares, desde a Educação Infantil ao Ensino Fundamental, envolvendo os cerca de nove mil alunos. Esportes Já na segunda-feira (14), alunos da rede municipal de ensino de Ribeirão Pires participaram de cerimônia que marcou o lançamento oficial do Centro de Formação Esportiva – Esportes Paralímpicos, do Comitê Paralímpico Brasileiro. O evento, realizado no Centro de Treina-

mento Paralímpico, em São Paulo, contou com a participação do presidente do Comitê, Mizael Conrado, do Ministro do Esporte, Leandro Cruz Fróes da Silva, de Limara Battistella, secretária estadual do Direito da Pessoa com Deficiência, além do prefeito de Ribeirão Pires, Adler Teixeira – Kiko, do vice-prefeito Gabriel Roncon, da primeira-dama da cidade, Flávia Dotto, da secretária de Educação, Inclusão Cultura e Tecnologia, Flávia Banwart, entre outras autoridades. A Prefeitura da Estância Turística de Ribeirão Pires, por meio da Secretaria de Educação, Inclusão, Cultura e Tecnologia, e o CPB firmaram parceria inédita que proporciona a alunos

deficientes a possibilidade de participar do programa Centro de Formação Esportiva – Esportes Paralímpicos. A ação tem como objetivo promover a iniciação de crianças com deficiência física, visual e intelectual - na faixa etária de 10 a 17 anos - em oito modalidades paralímpicas. Ribeirão Pires conta com nove crianças e jovens já cadastrados no programa. O CPB disponibilizou, no total, 70 vagas para alunos com deficiência da cidade treinarem no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo. Os estudantes da rede municipal que já aceitaram o convite estão começando a participar

dos treinos. Com transporte gratuito e lanche, além de uniforme específico para a prática esportiva, os estudantes recebem acompanhamento especializado, que seleciona atletas para o aperfeiçoamento de suas aptidões. Silvana Maria Silva, mãe de Felipe Francisco, aluno da Escola Municipal Engenheiro Carlos Rohm e um dos participantes do programa, aprovou a iniciativa. “A participação de meu filho já está mudando sua vida, assim como a de outras crianças. Ele está mais animado, feliz, se sentindo importante. Acredito que (o programa) tenha resgatado a auto-estima dele”, afirmou Silvana. Felipe, 12 anos, que é portador da Síndrome de Down, treina tênis de mesa.


quarta-feira, 16 de maio de 2018

6

www.jornalhojelivre.com.br

POLÍTICA

reflexo

Câmara de Mauá recebe pedido de impeachment de Atila Jacomussi

A Câmara de Mauá recebeu o pedido de impeachment do prefeito Atila Jacomussi (PSB), que está há seis dias preso na carceragem da PF (Polícia Federal), na Capital, acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A base governista, maioria na Casa, teria, no entanto, acordado em rejeitar a abertura do processo de cassação do socialista na sessão de ontem, ainda não encerrada até o fechamento desta edição.

Protocolado pela executiva do PT de Mauá, presidida por Getúlio Júnior, o pedido de impeachment de Atila acusa o prefeito de cometer crime de responsabilidade ao, segundo a denúncia, atuar em conjunto com o secretário João Gaspar (PCdoB, Governo e de Transportes) para receber “vantagens indevidas” em troca de favorecimentos em contratos de merenda e material escolares. A peça se escora em fatos narrados pela PF, no âmbito da Operação Prato Feito – que culminou com as prisões de Atila e de Gaspar, no dia 9 – e na decisão do desembargador Maurício Kato, do TRF-3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região), que converteu a prisão em flagrante da dupla em preventiva, na última sexta-feira (11). Ao deflagrar a operação, na quarta, a PF encontrou R$ 588 mil na casa de Gaspar, além de 2.985 euros em espécie, guardados em envelopes e armários. Já na residência de Atila, foram encontrados R$ 87 mil em dinheiro vivo – o prefeito nega ilegalidades. Os denunciantes citam que, ao supostamente receber propina, Atila agiu “de modo incompatível com a dignidade e o decoro do cargo de chefe do Executivo”, delito previsto como crime de responsabilidade no Decreto-

-Lei 201/1967 e na própria Constituição Federal. A petição também pede que o presidente do Legislativo, Admir Jacomussi (PRP), pai de Atila, seja considerado impedido de atuar no processo justamente pela ligação familiar. Tanto o regimento interno da Câmara quanto a LOM (Lei Orgânica do Município) estabelecem que a consulta sobre a aceitação do impeachment deve ser feita na sessão subsequente ao recebimento da denúncia., no caso, ontem.

Cientes do que vinha pela frente, os 21 parlamentares da base governista se reuniram no sábado com o núcleo duro do governo para amarrar de barrar a tramitação do impeachment. Márcio de Souza, chefe de Gabinete do prefeito, e Israel Aleixo (PSB), superintendente da Sama (Saneamento Básico do Município de Mauá), secretários próximos do prefeito, garantiram que Atila estaria solto entre ontem e hoje – o que não tinha ocorrido até o fechamento desta edição – como forma de pedir adesão total ao prefeito na Câmara. A defesa de Atila ingressou ontem com pedido de habeas corpus no STJ (Superior Tribunal de Justiça). O pleito está nas mãos do ministro Rogério Schietti. Advogado de Atila, Daniel Bialski foi a Brasília tentar convencer o ministro. O discurso dos governistas será o de apostar no artigo 56 da LOM, que permite que o prefeito se ausente do município e afaste-se do cargo por até 15 dias. Embora esse dispositivo não trate textualmente de ausências por motivos de prisão, abre brecha para que os pró-Atila comprem a versão da assessoria do prefeito, que sustenta que o socialista está “no exercício do cargo”, sugerindo que ele vá governar da cadeia. Embora admitam internamente que eventual posse da vice-prefeita Ala-

íde Damo (MDB) vai ficando cada vez mais evidente conforme a prisão de Atila se estende, parlamentares querem evitar, ao máximo, ter de empossar a emedebista. Marido de Alaíde, o ex-prefeito Leonel Damo (sem partido) já avisou que a mulher “está preparada” para substituir Atila. Contrato turbinado Prefeito de Mauá entre 2013 e 2016, Donisete Braga (ex-PT, hoje Pros) turbinou valores de contratos da Le Garçon Alimentação e Serviços Ltda quando chegou ao comando do Paço. Donisete também foi alvo da Operação Prato Feito, da PF (Polícia Federal), que culminou com a prisão do atual prefeito Atila Jacomussi (PSB).

Dois meses antes de assumir a cadeira de prefeito, ainda na gestão Oswaldo Dias (PT), a Le Garçon assinou contrato de R$ 473,8 mil com o Paço mauaense para fornecer alimentos para os Caps (Centros de Atenção Psicossocial). Em agosto do ano seguinte, primeiro do mandato de Donisete, o vínculo da Le Garçon com a Prefeitura de Mauá passou a ser o fornecimento de kit lanches, com contrato de R$ 3,04 milhões – valor quase 550% superior ao que recebia na gestão anterior. Em julho de 2015, a fatia da Le Garçon engordou ainda mais no governo Donisete Braga. Novo acordo, tam-

bém para fornecimento de kit lanche, foi assinado com a empresa sob o valor global de R$ 4,65 milhões por ano. O contrato encerrou. Na denúncia apresentada pela PF à Justiça Federal, Fábio Favaretto, proprietário da Le Garçon, revelou ter custeado viagem de Donisete, sua mulher e os filhos à Disney, nos Estados Unidos, por US$ 30 mil. A viagem teria ocorrido de 31 de julho de 2015 a 9 de agosto do mesmo ano, quando Donisete chefiava o Paço. Em diálogos interceptados, Favaretto também diz que pagou vinhos caros e comprou tênis e celulares ao então prefeito. Donisete não se manifestou sobre as acusações.


www.jornalhojelivre.com.br

quarta-feira, 16 de maio de 2018

política

7

cenário

Planalto desiste de slogan ‘O Brasil voltou, 20 anos em 2’

Depois de ter distribuído um convite que trazia o slogan “O Brasil voltou, 20 anos em 2”, o governo recuou e mudou o mote do evento que será realizado nesta terça-feira (15), em comemoração aos dois anos da gestão de Michel Temer.

Slogan O slogan que falava em 20 anos em 2 era uma referência ao programa de governo do ex-presidente Juscelino Kubitschek -50 anos em 5que propunha uma política de governo desenvolvimentista.

A nova versão, divulgada pelo Palácio do Planalto no início da noite da última segunda-feira (14), reduziu o nome da cerimônia para “Maio/2016 - Maio/2018: O Brasil Voltou”.

Sugestão O tema havia sido sugerido a Temer pelo marqueteiro do Planalto, Elsinho Mouco, mesmo que ainda não tivesse sido aprovada por toda a equipe.

Críticas A divulgação do tema gerou críticas sobre a dupla interpretação da frase, que poderia ter sentido negativo no caso de a vírgula ser retirada da frase. No material que seria distribuído durante a cerimônia desta terça-feira (15), como uma cartilha com os atos do Executivo, seria usada ainda a palavra “avançamos” acompanhada do símbolo de “V de Vitória”, que também representa o aniversário de

dois anos da gestão de Michel Temer (PMDB).

queda da inflação e da taxa básica de juros.

No evento, estava programado que o presidente faria um discurso sobre as medidas realizadas desde que ele assumiu o poder.

Contexto O peeemedebista entrou no cargo no dia 12 de maio de 2016, após o Senado aprovar a abertura do processo de impeachment da então presidente Dilma Rousseff (PT), eleita na sequência da gestão de Lula.

Destaques Deveriam ser destacados atos como a reforma trabalhista, as mudanças no Ensino Médio, a aprovação do teto de gastos pelo Congresso e as melhoras em indicadores econômicos, como

Dois anos depois, o emedebista convive com altos índices de impopularidade. Com informações da Folhapress.


quarta-feira, 16 de maio de 2018

8

www.jornalhojelivre.com.br

POLÍTICA

análise

Por que a Lava Jato ainda não avançou em SP, um ano após receber delação da Odebrecht? No fim de 2016, o ex-diretor superintendente da Odebrecht em São Paulo Carlos Armando Paschoal, o CAP, foi à sede do Ministério Público Federal (MPF) em São Paulo, para se reunir com os procuradores Pedro Barbosa Pereira Neto e Janice Ascari. CAP repetiu esse ritual algumas vezes: nos depoimentos, contou como a empreiteira da qual fez parte por 20 anos cooptou políticos e pagou propinas para garantir contratos públicos. Em um dos depoimentos, CAP acusou o ex-senador José Aníbal (PSDB-SP) de receber R$ 50 mil da Odebrecht sob a forma de caixa dois (dinheiro não declarado à Justiça Eleitoral), para sua campanha à Câmara dos Deputados em 2010. Aníbal negou irregularidades e disse que todas as doações recebidas por ele foram legais e devidamente registradas. Graças aos depoimentos, CAP se tornou um dos 78 executivos da Odebrecht a fechar um acordo de delação com a Procuradoria-Geral da República (PGR). Os acordos foram aceitos pelo STF no começo de 2017, e em 17 de abril do ano passado, os trechos sobre o ex-senador foram enviados pelo Supremo ao MPF em São Paulo. O depoimento de CAP é ilustrativo: o caso só começou a ser investigado realmente em fevereiro de 2018, quase um ano depois de chegar a São Paulo. Integrantes da Força-Tarefa ouvidos pela BBC Brasil dizem que não houve pressão política ou falta de vontade: a equipe anterior (de três pessoas) simplesmente não tinha braços para todas as linhas de investigação abertas pela delação da empreiteira. Só em fevereiro de 2018, a procuradora Janice Ascari voltaria a se “reencontrar” com o depoimento de Carlos Armando Paschoal que ela mesma ouviu no fim de 2016. Naquele mês, o Conselho Superior do Ministério Público (CSMP) decidiu ampliar de quatro para onze o

número de procuradores que integram a Força-Tarefa da Lava Jato em São Paulo, e Janice se tornou uma das novas integrantes. “Assumimos o caso há pouco mais de dois meses, quando a FT começou a funcionar. Alguns dos casos estão com a Polícia (Federal), outros estão conosco (...). Ainda estamos tomando pé da situação. Não consegui sequer ler todos os processos que vieram (de Brasília)”, disse Ascari à BBC Brasil. Os 11 procuradores atuais da Lava Jato em SP são profissionais experientes: a média é de 15 anos de carreira no Ministério Público. E embora o grupo não tenha dedicação exclusiva ao caso, reúne investigadores que já participaram das principais apurações contra a corrupção da história recente do país, do escândalo do mensalão (2005) à operação Satiagraha (2007) - investigação de crimes financeiros cujo principal alvo era o banqueiro Daniela Dantas. A Força-Tarefa da Lava Jato em São Paulo está bem atrás de suas congêneres em Curitiba, onde as investigações começaram, e no Rio de Janeiro. No Paraná, a Lava Jato está na 51ª primeira “fase”, batizada de Dejà Vu, e o juiz federal Sérgio Moro já concluiu 40 ações penais do caso na 1ª instância, inclusive a que levou para a prisão o ex-presidente Lula (PT). No Rio, a Lava Jato fez 15 fases ostensivas só em 2017, e desmantelou um megaesquema de corrupção, envolvendo o ex-governador Sérgio Cabral (MDB). Até agora, a Lava Jato de SP só fez duas “fases” ostensivas e apresentou uma denúncia contra o ex-diretor da empresa estatal paulista Dersa, Paulo Vieira. Conhecido como “Paulo Preto”, Vieira é acusado de ser operador do PSDB e de desviar recursos da empresa para o partido, em 2009 e 2010. O caso, porém, é anterior à delação da Odebrecht, e teve as investigações iniciadas pelo

Ministério Público do Estado de SP. Os procuradores em São Paulo dizem que a diferença da atividade dos três grupos se deve ao tempo: embora os depoimentos de delatores da Odebrecht tenham chegado em abril de 2017, a força-tarefa no Estado só foi criada depois - em julho passado - e com apenas quatro procuradores responsáveis. Para efeito de comparação, o grupo de procuradores no Rio é de junho de 2016. No Paraná, onde a Lava Jato começou, o grupo foi criado formalmente em abril de 2014.

blico e que já atuou em várias operações anticorrupção, inclusive a Satiagraha. Quando a Procuradoria de SP percebeu que o volume de casos ia aumentar, pediu a criação de uma força-tarefa para o caso, em julho. Coube a Anamara escolher e convidar mais três integrantes para tocar o trabalho. Logo no começo, porém, um dos quatro integrantes (José Roberto Pimenta Oliveira) recebeu uma promoção e foi mandado para Brasília, desfalcando o grupo.

Uma série de acontecimentos explicam a demora para o aparecimento da Lava Jato de São Paulo.

“Eles pediram, de início, só reposição desse profissional. Mas depois foi feito um aditamento, e o Conselho concordou em aumentar para os onze integrantes atuais”, disse à BBC Brasil o subprocurador-geral Mario Bonsaglia.

A procuradora original da Lava Jato em São Paulo é Anamara Osório Silva, uma profissional com 16 anos de Ministério Pú-

“E aí coube ao pessoal que já estava na força-tarefa escolher, convidar e convencer os demais integrantes. Tem que

lembrar que, na verdade, essas pessoas estão indo além de sua carga normal de trabalho. Estão fazendo além daquilo que lhes é pedido”, diz ele, referindo-se ao fato dos integrantes não terem dedicação exclusiva à Lava Jato. Essa é mais uma diferença entre os grupos do Rio e do Paraná e a força-tarefa em São Paulo: nos dois primeiros casos, os procuradores trabalham exclusivamente em casos referentes à Lava Jato. A exclusividade é definida pela chefia da Procuradoria Geral da República, em Brasília. Alguns porcuradores paulistas já pediram à PGR que determinem sua dedicação exclusiva à Lava Jato, mas ainda não houve resposta. “Embora formalmente constituída em julho de 2017, a força-tarefa teve uma significativa ampliação (de três para 11 membros) em fevereiro deste ano, o que permitiu ao grupo imprimir um ritmo efetivo à tramitação das investigações”, justificou.


www.jornalhojelivre.com.br

quarta-feira, 16 de maio de 2018

cultura

9

música

Maestro Eduardo Lages se apresenta em Diadema neste fim de semana

Foto: Divulgação

O mês de maio é marcado pelo dia em que se homenageia as mães. E para comemorar esta data, a Prefeitura de Diadema receberá, no dia 20, o maestro Eduardo Lages. A apresentação ocorre no Teatro Clara Nunes, às 19h e, para presenciar o show gratuitamente, é preciso retirar o ingresso na bilheteria do teatro entre 14 e 18 deste mês. A distribuição é limitada. A iniciativa faz parte do projeto “Cultura na Cidade”, realizada pela Secretaria de Cultura, e tem como objetivo levar o acesso à cultura a vários lugares do município

de forma gratuita. “Proporcionar cultura à população por meio de atividades musicais é um grande passo. Dentro desta proposta, o maestro Eduardo Lages se apresenta na cidade para homenagear as mães. A ideia é que mais ações como esta ocorram e que os munícipes não gastem com isso”, afirmou o secretario de Cultura, Eduardo Minas. O show Além disso, o show contará com a comemoração de 40 anos de trabalho do maestro junto ao cantor Roberto Carlos. Com 2.800 shows ao lado do Rei, Lages trará para Diadema histórias e músicas

que marcaram época, como “Detalhes” e “Como vai Você”. História A parceria com o cantor Roberto Carlos começou em 1977 e durante este período, foram feitos shows em toda América do Sul, Central e Norte, além de países europeus como Portugal, Itália, França e Espanha. Parceria Paralelo à parceria com Roberto Carlos, Lages também tem carreira solo. O primeiro álbum, intitulado “Emoções”, foi lançado em 2005, e conta com versões instrumentais de músicas já conhecidas nas vozes de Roberto Carlos e Erasmo Carlos.

O segundo disco, Cenário, também tem participação dos membros da Jovem Guarda com três músicas. Versões instrumentais de músicas de Stevie Wonder e The Beatles também fazem parte do repertório. Trajetória Lages já integrou a equipe de músicos da TV Globo e participou de 29 especiais do Roberto Carlos. Também realizou trabalhos de produção e arranjo para artistas renomados e com carreiras triunfantes em âvito internacional como Zezé de Camargo e Luciano, Chitãozinho e Xororó e Daniella Mercury.

Serviço: Apresentação do Maestro Eduardo Lages Local: Teatro Clara Nunes Endereço: R. Graciosa, 300 – Centro Data: 20/05/2018 Horário: A partir das 19h O Teatro atende diariamente das 9h às 18h. Mais informações sobre o espetáculo podem ser obtidas no site da Prefeitura Municipal de Diadema.


quarta-feira, 16 de maio de 2018

www.jornalhojelivre.com.br

10 ESPORTES fazer o bem

Gabriel Jesus apadrinha Campanha do Agasalho da Cruz Vermelha de São Paulo

Nesta terça-feira (15), a Cruz Vermelha Brasileira – Filial de São Paulo, dará o pontapé inicial na sua campanha de arrecadação de agasalhos, intitulada ‘Aqueça São Paulo’. O objetivo da ação é a arrecadação de 13 toneladas de roupas e cobertores para ajudar 20 mil pessoas em situação vulnerável a enfrentar as baixas temperaturas com maior conforto. A ação pretende beneficiar 90 comunidades de diversas regiões da cidade, como o Jardim Pantanal, Jardim Damasceno, Vila Seabra, Capão Redondo, Paraisópolis e Jardim Peri. Golaço! Neste ano, a Cruz Vermelha conta com o reforço de uma estrela do futebol mundial. Gabriel Jesus, atacante da seleção

brasileira de futebol e do Manchester City, é o padrinho da iniciativa de 2018. O jogador doou sua imagem para incentivar a doação das roupas.

pela Cruz Vermelha, legitimou, segundo a gerente de Projetos Sociais e Voluntariado, Aline Rosa, o convite ao atleta para apadrinhar a iniciativa.

“Tive uma infância simples mas, como sempre digo, Dona Vera nunca deixou que faltasse nada. Não cheguei a sofrer com o frio, mas vi muita gente passar por necessidades, inclusive amigos. Sei o quanto isso pode machucar”, contou o jogador Gabriel Jesus. “Por isso também resolvi apoiar essa iniciativa da Cruz Vermelha. Sabemos que é uma instituição séria, que cuida de muita gente e, claro, do meu Peri”, concluiu.

“Estamos muito felizes e honrados com essa parceria. É uma alegria receber o apoio do Gabriel Jesus e temos certeza de que juntos, como um time, e com o apoio e a participação da população, como tivemos no ano passado, poderemos novamente levar ajuda humanitária para quem precisa”, disse Aline.

A história de vida e de superação do jogador e o fato dele ser do Jardim Peri, comunidade da Zona Norte da cidade, apoiada

Em 2017, a Cruz Vermelha de São Paulo bateu recorde de arrecadação com 19.856,14 quilos de roupas, quase o dobro da meta estipulada para o ano. A campanha beneficiou diretamente 42.934 pessoas de

comunidades vulneráveis da cidade. Atenção na medida A ação realizada pela Cruz Vermelha de São Paulo acontece a partir do cadastramento dos moradores. Endereço fixo, tamanho da vestimenta, identidade de gênero e religião são informações primordiais para a instituição. “Respeitamos a dignidade e preferência de cada pessoa. Doar roupas de qualidade e que atendam às expectativas do beneficiado é muito importante para nós”, explica Aline. Conforme as doações chegam à instituição, são montados kits contendo camiseta, calça (ou saia, em caso de proibição religiosa) e agasalho na numeração exata do beneficiado.

Ou seja, cada pessoa recebe o tamanho exato que utiliza, evitando também o descarte das peças e mau uso das doações. O cadastramento começou em janeiro com o apoio de voluntários da Cruz Vermelha e de organizações sociais parcerias, localizadas nos bairros periféricos. Como doar A Cruz Vermelha conta com a parceria de grandes empresas, shopping centers, escolas e universidades, instituições religiosas, clubes, restaurantes e outros estabelecimentos comerciais para a arrecadação das doações. As doações também podem ser entregues na sede da entidade, localizada na Av. Moreira Guimarães, 699 – Planalto Paulista.


www.jornalhojelivre.com.br

quarta-feira, 16 de maio de 2018

esportes 11

parceria em santo andré

Comitê Paralímpico Brasileiro lança Centro de Formação Esportiva Parceiro da Prefeitura de Santo André, o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) lançou na última segunda-feira (14) o projeto Centro de Formação Esportiva Esportes Paralímpicos, na cidade de São Paulo. A iniciativa tem como objetivo promover a iniciação de crianças com deficiência física, visual e intelectual na faixa etária de 10 a 17 anos em oito modalidades paralímpicas e Santo André é um dos oito municípios da região metropolitana que participam da iniciativa. Vagas O CPB disponibilizou para Santo André 70 vagas. Os estudantes, com idade entre 10 e 17 anos, recebem transporte gratuito e lanche, uniforme específico para a prática esportiva, além de acompanhamento especializado, que seleciona os melhores atletas para o aperfeiçoamento de suas aptidões. Atualmente, 25 crianças da rede municipal de ensino participam do programa. A cerimônia de lançamento do Centro de Formação Esportiva contou com a presença do vice-prefeito Luiz Zacarias, da secretária de Educação, Dinah Zekcer, do secretário estadual de Esporte, Lazer e Juventude, Carlos Renato Cardoso Pires de Camargo, além do presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro, Mizael Conrado de Oliveira e do ministro do Esporte, Leandro Cruz. “Santo André abraçou este programa, porque sabemos que uma iniciativa como essa é muito importante para o desenvolvimento das crianças, além de trazer uma grande oportunidade de melhoria da qualidade de vida no presente e a perspectiva de um novo futuro”, frisou o vice-prefeito Luiz Zacarias. O projeto terá nove meses

de duração, e nesse período os estudantes participarão de treino duas vezes por semana no Centro de Treinamento Paralímpico. Todos os alunos farão experimentação dos esportes paralímpicos oficializados para cada tipo de deficiência. As modalidades são: atletismo, bocha, goalball, judô, natação, tênis de mesa, vôlei sentado e futebol de 5. As atividades começaram em abril para os estudantes de Santo André. De acordo com o presidente do CPB, Mizael Conrado de Oliveira, embora uma das principais missões do comitê seja detectar talentos e treinar atletas de alto rendimento, a principal meta é promover a inclusão da pessoa com deficiência dentro da sociedade. O programa beneficia atualmente 350 estudantes e a meta do comitê é

alcançar 500 estudantes ainda no primeiro semestre deste ano. Também participam do treinamento no Centro de Formação Esportiva os estudantes de Diadema, São Bernardo, Ribeirão Pires, Mauá, Rio Grande da Serra, Mairinque e as crianças atendidas pelo Instituto Padre Chico, de São Paulo. “Acredito que daqui sairão grandes esportistas, e mais do que isso, sairão cidadãos mais independentes, com mais condições de superar os grandes desafios que terão pela frente na vida. E não é só isso. Daqui sairão pessoas com valores morais mais bem formados, espírito de solidariedade, de participação de grupo. Todos esses valores que o esporte e o esporte paralímpico trazem a cada cidadão”, destacou o ministro do Esporte, Leandro Cruz.


quarta-feira, 16 de maio de 2018

www.jornalhojelivre.com.br

12 S.CAETANO acontece

Câmara inicia programa de Eficiência Energética e Sustentabilidade

O edifício Prefeito Oswaldo Samuel Massei, que abriga a Câmara de Vereadores, está com nova iluminação, agora com lâmpadas de tecnologia LED, com maior durabilidade e mais econômicas. Este é o início do programa de Eficiência Energética e Sustentabilidade da Casa de Leis, que pretende reduzir a conta de energia elétrica em até 50% – a substituição abrange a fachada, subsolo, térreo, 1º, 2º e 3º andares e o Plenário do Autonomistas,

onde são realizadas as sessões, audiências públicas e demais eventos.

fício da Câmara como referencial em sustentabilidade”, afirma.

Investimento De acordo com o presidente do Legislativo, vereador Pio Mielo (MDB), o investimento de R$ 300 mil proporcionará economia a médio prazo, uma vez que a conta de energia do prédio será reduzida.

Doação Pio, ainda, doará as lâmpadas, reatores, sensores e holofotes retirados à Secretaria de Serviços Urbanos (Sesurb) da Prefeitura para que esses itens sejam utilizados em reparos e manutenção das escolas municipais da rede de ensino e na sede dos Patrulheiros Mirins.

“Trabalhamos para garantir mais eficiência nos gastos públicos e transformar o edi-

“Desta forma, também con-

tribuímos para que alguns dos prédios públicos municipais tenham rapidez em sua manutenção, fato que garante melhor infraestrutura desses espaços e ainda melhorias e ganhos na prestação de serviços oferecida à população de São Caetano”, resume. Substituição Foram substituídas cerca de 3 mil lâmpadas fluorescentes por 2,2 mil de tecnologia em LED – vale ressaltar que as luminárias também foram

trocadas. infraestrutura O investimento na infraestrutura do edifício Prefeito Oswaldo Samuel Massei também já contou com a emissão do Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB), um dos prédios públicos da cidade a contar com a chancela de segurança uma exigência determinada por lei e que muitas vezes é “deixada de lado ou para depois” nos processos de reformas.


www.jornalhojelivre.com.br

quarta-feira, 16 de maio de 2018

últimas

13

violência

Supremo Tribunal Federal negocia aquisição de coletes à prova de bala

Além de rever a quantidade de seguranças à disposição dos ministros e familiares, o Supremo Tribunal Federal negocia a compra de um lote de coletes à prova de bala para uso dissimulado, sob a roupa social. A Corte realizou pregão eletrônico na quarta-feira passada, mas não conseguiu concluir a aquisição porque os preços ofertados estavam acima do previsto em edital. Qua-

tro empresas entraram na disputa.

unitários variam de R$ 742,19 a R$ 1.169,76.

A Corte não conseguiu negociar a redução do valor com nenhuma delas, e a licitação foi cancelada.

Os coletes devem ser resistentes a disparos de projéteis de arma de fogo calibre .44 e 9 mm, de alta velocidade. A reportagem questionou nesta segunda-feira (14), a assessoria de imprensa do Supremo Tribunal Federal (STF) se uma nova tentativa de compra seria realizada e se os ministros poderiam fazer uso dos coletes.

Volume Ao todo, seriam comprados 56 coletes balísticos para uso oculto – apenas um deles é modelo feminino. O valor total estimado é de R$ 46 mil. Os custos

A Corte disse que não conseguiria responder a tempo. O edital do pregão não deixa claro quem seriam os usuários, mas faz referência à mobilidade de “agentes” vestidos com os coletes ocultos. Escolta O setor responsável pela compra é a Seção de Segurança Pessoal de Dignitários, responsável pela escolta dos 11 ministros e

pelos contratos do setor, entre eles os de segurança pessoal privada armada. Os coletes devem passar por testes de servidores do setor. Por padrão, os contratos com empresas terceirizadas que fornecem vigilantes e seguranças do Supremo já incluem acessórios e uniformes para os seguranças, entre eles coletes balísticos.


quarta-feira, 16 de maio de 2018

www.jornalhojelivre.com.br

14 ECONOMIA acontece

Consórcio inicia tratativas visando a implementação do CCO no ABC

A delegação brasileira do Consórcio Intermunicipal Grande ABC, composta por servidores das prefeituras consorciadas e empresários da região, foi recebida na tarde da última segunda-feira (14) pelo presidente do Conselho Municipal de Turim, Fabio Versaci, e pelo seu vice, Enzo Lavolta, na Sala Vermelha do Palácio Cívico em Turim. A comitiva brasileira, liderada vice-presidente do Con-

sórcio e prefeito de Santo André, Paulo Serra, está na cidade italiana para viabilizar o projeto de implementação do Centro de Controle Operacional (CCO), em parceria com a União Europeia. A missão internacional deve prosseguir até a próxima sexta-feira (18).

de Programas e Projetos do Consórcio; Fábio Sampaio Bordin, superintendente do Instituto Mauá de Tecnologia; Paulo Assis Benites, presidente da Hitech Engenharia Company; e Marcos Murasaki Cardoso, sócio-diretor da Electromagnetics Tecnologia e Informática.

O grupo brasileiro é composto também por Andrea Brisida, coordenadora do GT Mobilidade Urbana do Consórcio; Lívia Rosseto, técnica

A visita O objetivo da visita é viabilizar a parceria, no âmbito de um intercâmbio financiado pelo Programa Internacio-

nal de Cooperação Urbana (IUC). Uma delegação de Turim esteve no Grande ABC no final de fevereiro para a primeira parte desta parceria internacional. Temas O tema dos encontros é a gestão dos serviços de transporte e de mobilidade a nível metropolitano e a inovação tecnológica no domínio da mobilidade.

Foram apresentados aos representantes do Conselho Municipal questões relativas à coordenação dos serviços em Turim e na área metropolitana. Tecnologias No período da manhã, a delegação brasileira visitou a central da Telematic Technologies TransportTraffic Torino (5T) para conhecer as tecnologias destinadas à regulamentação do transporte na cidade.


www.jornalhojelivre.com.br

quarta-feira, 16 de maio de 2018

economia 15

meio ambiente

​ emasa multa empresa por descarte S irregular de resíduos no Capuava

O Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) flagrou na última semana um veículo realizando descarte irregular de madeira e outros materiais na avenida dos Estados, ao lado do número 11.200, em um terreno localizado no bairro Capuava. O veículo é de propriedade de uma empresa de Mauá que fica na divisa das duas cidades. O local do crime ambiental tem histórico de descarte irregular e é atualmente utilizado pela autarquia para realização das tro-

cas do projeto Moeda Verde. Diante do flagrante, a empresa recebeu advertência e também um Auto de Infração Ambiental (multa) no valor de 500 FMPs (Fator Monetário Padrão), o equivalente hoje a R$ 1.926,35. Os responsáveis também são obrigados a realizar a limpeza da área. A empresa de Mauá, flagrada na ação criminosa, está localizada a menos de 1 km do local onde foi despejado o entulho. Por conta disso, o Semasa

acredita que a prática já era comum. Além disso, a empresa opera sem o devido licenciamento ambiental, concedido pela Cetesb. O Semasa encaminhou ofício à companhia estadual informando sobre o problema. O local onde ocorreu o crime ambiental é um dos principais pontos de descarte irregular de resíduos da cidade, monitorado pelo Semasa semanalmente. Por causa disso, a autarquia junto com a Prefeitura adotou a área para implantar

projeto de revitalização com sinalização de trânsito, limpeza e capina e criação de estacionamento comunitário. Reforçando a utilização, adotou o espaço para as trocas do Projeto Moeda Verde, no Núcleo Capuava, que ocorrem há cada 15 dias. O objetivo é tentar mitigar os efeitos das práticas ilegais de descarte, revitalizando o espaço e a região. O descarte irregular de lixo é passível de multa e até mesmo detenção. O valor da infração pode chegar a 10.000

Foto: Divulgação

FMPs. A população pode e deve denunciar esta prática ao Semasa, por meio do número 115, da Central de Atendimento. Números Atualmente a autarquia possui cadastrados 63 pontos de disposição ilegal de resíduos na cidade. Em 2017, o Semasa emitiu 20 advertências e 23 autos de infração ambiental. Em 2018, até o momento, já foram nove advertências ambientais e nove autos de infração.


quarta-feira, 16 de maio de 2018

16

www.jornalhojelivre.com.br

TECNO

locadora gigante

Netflix terá 1.000 séries e filmes originais no catálogo ainda em 2018

Segundo Ted Sarandos, chefe de conteúdo na Netflix, o objetivo do serviço de streaming é bater a marca de 1.000 títulos originais disponível para os assinantes até o fim de 2018. Para alcançar essa meta, a empresa pretende gastar US$ 8 bilhões em conteúdo neste ano, sendo que cerca de 85% dessa cifra será destinada à produção de filmes e séries originais e exclusivos. Apesar de a meta dos mil títulos ser de fato algo interessante, o que mais impressiona nesse movimento da Netflix é que a empresa espera lançar 470 desses mil títulos ainda em 2018. Isto é, teremos uma média de 67 novos títulos

originais da Netflix lançados mensalmente até dezembro. Isso caso a companhia consiga cumprir essa proposta. Em outras palavras, o ritmo de lançamentos da Netflix deve aumentar significativamente na segunda metade do ano e, talvez, a quantidade de títulos originais acabe suplantando a de filmes e séries licenciadas, vindas de outras emissoras, no calendário de lançamentos. “Os criadores com quais temos conversados dizem que assistem à Netflix e que desejam estar no nosso catálogo”, disse Sarandos em entrevista à Variety na segunda-feira (14). “É um ótimo momento para ser

um produtor, isso é uma certeza”. Sarandos ainda explicou que seu plano para atrair esses criadores para sua plataforma é simples. “O que faremos para conseguir esses programas é manter uma ótima reputação com talento e ter uma marca com a qual as pessoas gostem de estar associadas, além de um ótimo histórico de entregas”, revelou. A empresa A Netflix é hoje a maior plataforma de streaming de conteúdo de entretenimento do mundo, mas a empresa ainda não tem planos para entrar no segmento de notícias ou esportes ao vivo.

Hojelivre ed2784 160518  

Acompanhe as principais notícias do ABC e do mundo na edição do Jornal HojeLivre desta quarta-feira.

Hojelivre ed2784 160518  

Acompanhe as principais notícias do ABC e do mundo na edição do Jornal HojeLivre desta quarta-feira.

Advertisement