Issuu on Google+

Cidades Política Cultura Esportes São Caetano Mundo Economia Tecno

3, 4 e 5 6, 7 e 8 9 10 e 11 12 13 14 e 15 16

O local havia sido fechado no início do mês.

Foto: Divulgação

Prefeitura de Santo André reabre US Campestre

NESTA EDIÇÃO

4Pág. 03

Concerto da Orquestra Sinfônica encerra 3ª Oficina de Regência Orquestral 4Pág. 03

São Bernardo pede rescisão de contrato com consórcio que faz coleta do lixo Cerca de 800 funcionários alegavam atraso nos pagamentos.

4Pág. 07

abc

Quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017 Edição 2470 Ano XI

Consórcio retoma discussão sobre descentralização de medicamentos

Em Ribeirão, Kiko emplaca projeto que permite aumento a comissionados

Os secretários municipais de Saúde do ABC retomaram, na terça-feira (14), a discussão sobre a distribuição descentralizada de medicamentos de alto custo para as sete cidades. Durante reunião do Grupo de Trabalho Saúde do Consórcio Intermunicipal, os representantes recém-empossados das pastas da região iniciaram o debate sobre possibilidades para modificar a logística da distribuição atual, concentrada no Hospital Mário Covas, em Santo André.

4Pág. 08

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

4Pág. 06

Aprovado por unanimidade, o texto de autoria da administração revoga a medida do ex-prefeito.

Prefeitura evita invasão de terreno particular no bairro Campestre

DESTAQUE SQN

cultura Ludmilla se apresentará pela primeira vez no ABC. 4Pág. 09

mundo Por que cada vez mais imigrantes ilegais se arriscam cruzando a fronteira.

Siga-nos

4Pág. 13

economia Bandeiras tarifárias terão novos valores neste ano.

• @grupohojelivre • jornal.hojelivre

Foto: Divulgação

4Pág. 14

Área que está fechada para obras era local usado como dormitório por moradores em situação de rua há pelo menos uma semana. 4Pág. 04

serviço Agências da caixa abrirão sábado. 4Pág. 15


quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

www.jornalhojelivre.com.br

2 editorial

Governo sem réus

PASSANDO A LIMPO

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

nomeação n O governo do prefeito de Diadema, Lauro Michels (PV), nomeou a presi-

dente da subsecção da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) da cidade, Marilza Nagasawa (PSC), para o cargo de chefe de divisão na Secretaria de Assistência Social, comandada por Regina Gonçalves (PV). A portaria foi publicada ontem no Diário Oficial.

indicação n A indicação agitou os bastidores políticos. Alguns advogados levanta-

ram reservadamente o debate sobre se a atuação de Marilza no Paço de Diadema seria compatível com o exercício da advocacia e, como consequência, na presidência da OAB diademense. O inciso 2º do artigo 28 do Estatuto da Advocacia e da OAB proíbe advogados de atuarem na profissão caso ocupem cargos públicos de direção nas administrações direta e indireta.

garantia n Marilza garantiu que o posto não é de chefia e que não a impede de

seguir no exercício da profissão e à frente da OAB local. Ela argumentou que foi nomeada para atuar no atendimento jurídico às mulheres vítimas de violência doméstica, por intermédio da Casa Beth Lobo. “Fiquei muito feliz com o convite (de Lauro). Esse é um trabalho que eu já faço há alguns anos de forma voluntária e, agora, posso fazê-lo de forma direta e oficial”, explicou Marilza, ao emendar que antes de aceitar o cargo consultou se a indicação fosse prejudicá-la na atuação como advogada e chegou à conclusão de que poderia conciliar os dois trabalhos.

Rua José Versolato 111, Torre B- Conjunto 802 - SBC CEP 09750-730 Tel: 23791915

www.jornalhojelivre.com.br Publisher: Luciana Sereno Diagramação: Natália Sabino comercial.hojelivre@gmail.com redacao.hojelivre@gmail.com ANUNCIE: 950600843

Circulação: SCS, SBC, Santo André, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e RGS TIRAGEM E VEICULAÇÃO: 30 MIL EXEMPLARES

Tiragem Auditada por CMH Comunicação Integrada Circulação Garantida

O presidente Michel Temer estabeleceu e anunciou ao país uma regra clara: ministro que virar réu da Operação Lava Jato será destituído do cargo. Já os que forem denunciados à Justiça serão apenas provisoriamente afastados, mantendo, porém, direito a receber os proventos correspondentes. Um esforço moralizante pelo qual o presidente merece elogios, sem dúvida, mas que também exige algumas ponderações.

clara: ministro que virar réu da Operação Lava Jato será destituído do cargo. Já os que forem denunciados à Justiça serão apenas provisoriamente afastados, mantendo, porém, direito a receber os proventos correspondentes. Um esforço moralizante pelo qual o presidente merece elogios, sem dúvida, mas que também exige algumas ponderações.

Jurista, professor de Direito Constitucional e autor de livros referenciais sobre a especialidade, Michel Temer serviu-se de um princípio que a sabedoria popular se encarregou de não mais aplicar ao campo político: todos são inocentes até prova em contrário. Ou, mais especificamente, como diz o artigo 5.º da Constituição, “ninguém será culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória”. Outro constitucionalista, Alexandre de Moraes, ministro licenciado da Justiça e indicado pelo presidente para assumir no STF a cadeira vaga desde a morte de Teori Zavascki, acrecenta: “[saliente-se] a necessidade de o Estado comprovar a culpabilidade do indivíduo, que é de forma constitucional presumido inocente, sob pena de retrocedermos ao estado de total arbítrio estatal”. O presidente Michel Temer estabeleceu e anunciou ao país uma regra

Jurista, professor de Direito Constitucional e autor de livros referenciais sobre a especialidade, Michel Temer serviu-se de um princípio que a sabedoria popular se encarregou de não mais aplicar ao campo político: todos são inocentes até prova em contrário. Ou, mais especificamente, como diz o artigo 5.º da Constituição, “ninguém será culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória”. Outro constitucionalista, Alexandre de Moraes, ministro licenciado da Justiça e indicado pelo presidente para assumir no STF a cadeira vaga desde a morte de Teori Zavascki, acrecenta: “[saliente-se] a necessidade de o Estado comprovar a culpabilidade do indivíduo, que é de forma constitucional presumido inocente, sob pena de retrocedermos ao estado de total arbítrio estatal”.

FRASES

Não poderia viver sendo uma personagem para o resto da vida. Suzana Alves sobre “Tiazinha”

Foto: Divulgação


www.jornalhojelivre.com.br

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

3

cidades

música

Concerto da Orquestra Sinfônica encerra 3ª Oficina de Regência Orquestral Foto: Divulgação

santo andré

Prefeitura reabre US Campestre

Neste sábado (18), às 20h A Orquestra Sinfônica de Santo André, encerra com Concerto a 3ª Oficina de Regência Orquestral, que reuniu 10 participantes de todo o Brasil e da Argentina. Neste concerto, que terá caráter beneficente, os ingressos serão trocados por um kg de alimentos não perecíveis (exceto sal) a partir das 19h na bilheteria do teatro. Todo o conteúdo arrecadado será destinado à Secretaria de Inclusão Social, que encaminhará para as entidades da cidade. O endereço é Praça IV Centenário, s/n, Centro.

Na apresentação, sob a direção artística do maestro Abel Rocha, os participantes da oficina terão a oportunidade de reger a orquestra, que nesta noite terá como solista o Eduardo de Oliveira, violinista da OSSA. No programa, Uma noite no Monte Calvo, de M. Mussorgsky (7 min), Meditação de Thais, de J. Massenet (6 min), Violino Solo: Eduardo Oliveira, a Suite Masquerade, de A. Kachaturian (12 min), e a Sinfonia n. 2, de J. Brahms(40 min). Na Sala Especial do Museu de Santo André Dr. Octaviano Armando Gaiarsa o pú-

blico pode conferir a exposição fotográfica ‘Carregando nas Tintas - A Dinâmica das Cores na Cidade Cinza’, do fotógrafo e professor Luiz Giope. São 20 fotos que procuram mostrar que há na metrópole uma infinita paleta de cores responsáveis por ‘quebrar’ a monotonia e muitas vezes a agressividade do cinza do concreto aparentemente predominantemente na paisagem urbana. As visitas gratuitas podem ser feitas de segunda a sextafeira, das 8h30 às 16h30, até 15 de março. Entrada franca. O endereço do museu é Rua Senador Fláquer, 470, Centro.

A Unidade de Saúde do bairro Campestre voltou às atividades nesta quarta-feira (15), de acordo com a estimativa da Secretaria de Saúde. O local havia sido fechado no início do mês após a atual gestão verificar a falta de manutenção, com infestação de pulgas. A unidade, que estava sem dedetização desde junho do ano passado, foi devidamente desinsetizada, tanto na laje como nos demais ambientes internos, limpa e higienizada com a vassoura de fogo, um lança chamas que queima os focos de ovos que ficam no chão. Na parte externa, a equipe de manutenção e de jardinagem da Prefeitura fez a limpeza no mato, retiraram algumas plantas, passaram a vassoura de fogo e impermeabilizaram o jardim mantendo três árvores frutíferas existentes. Através de uma força-tarefa de departamentos da Prefeitura, as ações puderam ser concluídas muito antes da previsão inicial de 45 dias. Os pacientes com consulta marcada já estão sendo comunicados sobre a reabertura.


quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

4

www.jornalhojelivre.com.br

CIDADES

contexto

Prefeitura evita invasão de terreno particular no bairro Campestre

A Prefeitura de Santo André, agiu rápido neste fim de semana para liberar o terreno de uma obra no bairro Campestre que vinha sendo usado por moradores em situação de rua. Localizado na esquina entre a rua das Figueiras, avenida Prestes Maia e alameda Campestre, o local estava com tapume quebrado há um tempo, possivelmente devido as fortes chuvas, o que facilitou a entrada dos moradores em situação de rua. A Prefeitura foi notificada do ocorrido e, na noite de sexta-feira (10), a equipe da secretaria

de Desenvolvimento Urbano e Habitação, com a ajuda de desforço feito pela Guarda Civil Municipal (GCM), entrou em acordo pacificamente para que desocupassem o local. No dia 23 de janeiro a Prefeitura já havia enviado uma notificação para os proprietários do terreno para que providenciassem a manutenção do tapume. No sábado (11), depois da intervenção da Prefeitura, os responsáveis pelo terreno fecharam a obra com novos tapumes. Após a ação, a

secretaria de Saúde também notificou o proprietário do espaço quanto a um possível foco de dengue. Para o prefeito de Santo André, Paulo Serra, o trabalho em equipe entre as secretarias faz com que as ações sejam realizadas com maior eficiência e rapidez. “Com o trabalho e esforço de todas as secretarias, queremos trabalhar para melhorar todas as questões do município. Esse caso foi mais um exemplo de que em conjunto podemos ampliar nossa produtivi-

Foto: Divulgação

dade com a competência de nossas equipes.” Segundo o secretário de Habitação de Desenvolvimento Urbano, Fernando Marangoni, a Prefeitura sempre se manterá atenta a esse tipo de situação. “Não vamos ficar inertes em relação a invasões, sejam elas em terrenos públicos ou particulares. Ocupação de solo é competência municipal, então a partir do momento que temos conhecimento, não podemos ficar inertes a esse tipo de situação e tomaremos as providências necessárias”, afirmou.


www.jornalhojelivre.com.br

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

cidades

contexto

Achados e perdidos do Terminal Rodoviário de Ribeirão Pires

5

lazer São Bernardo Plaza cria o Desafio das Bolinhas

Foto: Divulgação

O São Bernardo Plaza Shopping, com apoio da RiHappy e Le Postiche, lança o Desafio das Bolinhas. Quem acertar quantas bolinhas tem na vitrine de uma das lojas do empreendimento, localizada no Piso L2 ao lado da loja Hering Kids, ganha um Kit Volta as Aulas Toy Story, que contempla mala de rodinha, lancheira, squeeze, estojo e brinquedos dos personagens. Para concorrer, basta enviar o palpite através do aplicativo mobile do shopping até dia 19 de fevereiro. O resultado será divulgado a partir do dia 1 de Março, no próprio aplicativo do shopping. A promoção acontece em paralelo com a atração infantil “Quarto do Andy – Um Mar de Bolinhas inspirada em Toy Story”, no shopping até o dia 19 deste mês. Serviço: São Bernardo Plaza Endereço: Avenida Rotary, 624 São Bernardo do Campo. Telefone: 4128-2200 Foto: Divulgação

O posto de Achados e Perdidos do Terminal Rodoviário de Ribeirão Pires é um bom lugar para começar a procurar algum item perdido que possa ter sido esquecido no transporte coletivo municipal. Todos os dias pessoas procuram o posto com o objetivo de recuperar algo. Entre os diversos objetos esquecidos, o espaço reúne cerca de 200 carteiras

de identidade, cartões de crédito e de transporte, carteiras profissionais, óculos, celulares, chaveiros e até mesmo bengalas e carrinhos de bebê. “Guardamos os itens exatamente como recebemos”, afirmou o secretário de Transportes e Trânsito, José Adão Alves. “Todos os itens são catalogados e, em caso de carteiras contendo documentos e outros pertences, são lacrados e identifica-

dos por etiqueta nominal”, explicou. Para retirar qualquer item, é necessário se identificar. Os documentos são entregues apenas pessoalmente para os donos e, ao receber, a pessoa deverá assinar um protocolo de retirada. O posto fica aberto das 8h às 17h, de segunda a sexta-feira, na administração do Terminal Rodoviário. Mais informações pelo telefone 4825-4554.


quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

6

www.jornalhojelivre.com.br

política

regional

Consórcio retoma discussão sobre descentralização de medicamentos

Os secretários municipais de Saúde do ABC retomaram, na terça-feira (14), a discussão sobre a distribuição descentralizada de medicamentos de alto custo para as sete cidades. Durante reunião do Grupo de Trabalho Saúde do Consórcio Intermunicipal, os representantes recém-empossados das pastas da região iniciaram o debate sobre possibilidades para modificar a logística da distribuição atual, concentrada no

Hospital Mário Covas, em Santo André.

rio ou pelo estado crônico da doença.

O tema será apresentado pelos secretários municipais aos representantes do governo estadual na próxima reunião da Comissão Intergestores Regional (CIR). Os medicamentos cadastrados no Componente Especializado de Assistência Farmacêutico (CEAF) são de uso ambulatorial e se caracterizam pelo alto custo devido ao valor unitá-

Após a reunião no Consórcio, o secretário de Saúde de São Bernardo do Campo, Geraldo Reple Sobrinho, ressaltou a importância de retomar o debate sobre o tema no ABC. “Vemos com bons olhos a descentralização dos pontos de entrega dos medicamentos na região. Vamos estudar o tema e entrar em contato com a Secretaria de Saúde do Es-

Foto: Divulgação

tado para viabilizar parcerias”, afirmou. O secretário executivo do Consórcio, Fabio Palacio, destacou que a entidade regional é o ambiente propício para a discussão de todas as demandas que envolvem as sete cidades. “Estávamos aguardando as indicações das prefeituras para a retomada do trabalho do GT. Com esse início, esperamos encontrar uma solução razoável para facilitar a vida dos moradores da nossa região”, disse.


www.jornalhojelivre.com.br

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

7

política

são bernardo

Prefeitura pede rescisão de contrato com consórcio que faz coleta do lixo

Foto: Divulgação

O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), solicitou que contrato com o consórcio SBC Valorização de Resíduos, responsável pela coleta e destinação do lixo da cidade, seja rescindido. Assinado em 2011, o convênio previa prestação de serviços por 30 anos a um valor estimado em R$ 4,2 bilhões, incluindo a construção de uma usina para tratamento de resíduos e geração de energia com a queima do que não fosse reciclável. “Notificamos bus­cando a rescisão do contrato”, afirmou o chefe do Executivo durante evento, na quarta-feira (14). “Entendo que a PPP (Parceria PúblicoPrivada) tem vícios na sua formalização desde o início. A empresa manteve o serviço porque está no prazo recursal. Não estamos questionando o valor, estamos questionando o mérito do contrato. Uma vez rescindido, vamos fazer uma contratação emergencial, de outra empresa, ou dessa própria empresa, aí é quem tiver o menor preço”, explicou.

lixo da cidade fizeram paralisação que durou três dias. Os cerca de 800 funcionários alegavam atraso nos pagamentos e o consórcio, formado pelas empresas Revita Engenharia e Lara Central de Tratamento de Resíduos, cobra da prefeitura cerca de R$ 60 milhões em pagamentos atrasados. Segundo o consórcio, mudanças nos procedimentos de pagamentos de despesas do exercício de 2016, efetuadas pela nova gestão, agravaram a situação da empresa, que já vinha se deteriorando nos últimos anos. A prefeitura nega que haja dívidas e que foram pagos, nos últimos quatro anos, R$ 728 milhões à empresa. “A prefeitura manifesta sua indignação pelo fato da SBC Valorização de Resíduos S/A, que é composta pela Revita S/A e Lara Central de Tratamento de Resíduos Ltda, não ter pago os trabalhadores que atuam na coleta de lixo”, informou a assessoria de imprensa, por meio de nota, antes do final da greve.

E D I T A L CONTRIBUIÇÃO SINDICAL – EXERCÍCIO DE 2017

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário de São Bernardo do Campo e Diadema, com sede na Rua General Osório nº 191/193 – Centro – São Bernardo do Campo – SP., e Sub-Sede na Rua Amélia Eugênia nº98 – Vila Conceição – Diadema – SP., inscrita no CNPJ nº 59.161.562/0001-60, com base territorial nos municípios de São Bernardo do Campo e Diadema, no cumprimento da legislação em vigor, faz saber ao que o presente virem ou conhecimento dele tiverem, especialmente as empresas dos segmento com trabalhadores nas indústrias da Construção Civil, montagem industriais e engenharia consultiva, de ladrilho hidráulicos e produtos de cimento , de pinturas, decorações, estuques e ornatos, de olaria, de artefatos de cimento armado, de instalações elétricas gás, hidráulicas, sanitárias e telefônicas, de marcenarias, móveis de madeira, junco, vime e de vassouras de cortinados e estofados, de escovas e pincéis, de serrarias, carpintarias, tornearias, madeiras, compensados e laminadas, aglomerados e chapas de fibras de madeira, de cimento, cal e gesso, de mármores e granitos , de cerâmica para construção, de refratários, tratoristas ( excetuados os rurais) ( diferenciados) , que de conformidade com o artigo 578 e seguintes do capitulo III do titulo V da Consolidação das Leis do Trabalho - CLT, a Contribuição Sindical de seus empregados referente ao exercício de 2017, deverá ser descontada na folha de pagamento no mês de Março/2017, e efetuar o

Atualmente, a prefeitura de­veria pagar mensalmente R$ 11 milhões, mas os pagamentos estão sendo retidos. Morando evitou dar detalhes do questionamento, mas adian­tou que a não construção da usina – que não obteve licença ambiental na área indicada, na região do Alvarenga – está entre os questionamentos. Morando: “contrato tem vícios desde o início de sua formalização” Paralisação Na semana passada, os coletores de

À ocasião, a administração municipal informou que notificou o Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCESP) sobre irregularidades no contrato identificadas pela Agência Reguladora do município de São Bernardo, a fim de obter uma liberação ou impedimento da continuidade do contrato. Procurado, o consórcio SBC Valorização de Resíduos não quis se pronunciar. As empresas têm até o dia 22 deste mês para apresentar recurso contra a rescisão do acordo.

respectivo recolhimento da contribuição á favor deste Sindicato com o código nº 914.560.853.88662-2 até o dia 28/04/2017, nas agências da Caixa Econômica Federal ou nos Bancos Conveniados, através de guias próprias enviadas pela Entidade ás Empresas. Compreende a remuneração do empregado para todos os efeitos legais, além da importância fixa estipulada, as gratificações, prêmios, adicionais ou outras vantagens e quaisquer títulos pagos pelo empregador. O não recolhimento da Contribuição Sindical dentro do prazo estabelecido, sujeitará a empresa ao pagamento de multa, correção monetária e juros, independentemente das sanções de cobrança executiva, tudo de conformidade com a legislação vigente. São Bernardo do Campo, 13 de Fevereiro de 2017.

Admilson Lucio Oliveira – Presidente


quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

8

www.jornalhojelivre.com.br

política

ribeirão

Kiko emplaca projeto que permite aumento a comissionados

Depois de anunciar medidas de austeridade e reclamar das dívidas herdadas, o prefeito de Ribeirão Pires, Adler Kiko Teixeira (PSB), emplacou na Câmara projeto de lei que possibilita o Executivo aumentar gastos da máquina pública com cargos em comissão. Aprovado por unanimidade, o texto de autoria da administração revoga a medida do ex-prefeito Saulo Benevides (PMDB), que reduzia a jornada de trabalho de cargos comissionados de 40 para 34 horas e cortava também os salários desses profissionais, de forma proporcional, ou seja, em 15%. Na época, Saulo pretendia diminuir os gastos em R$ 137,4 mil por mês.

Agora, a carga de trabalho volta às 40 horas semanais e, consequentemente, retira a redução de 15% dos salários em vagas de confiança. A Prefeitura, por meio de nota, informou que essa ação é necessária, pois não é mais possível o funcionamento da máquina pública com menor carga de trabalho. O Paço afirmou que não vai aumentar custos com funcionalismo. Isso porque o número limite de cargos comissionados não será atingido, assegurou o governo. A Prefeitura se comprometeu com o Legislativo a reduzir a quantidade de cargos de livre provimento. Ainda em nota, o Paço informou que a

jornada do prefeito, do vice-prefeito e de todos os secretários não será alterada, bem com o salário atual será mantido. Assim, os políticos seguirão com 34 horas semanais e 15% a menos de vencimentos em relação às 40 horas. Porém, o presidente da Câmara, Rubão Fernandes (PSD), contradisse o governo Kiko. Ele afirmou que a medida afeta, sim, todo o Executivo. Ou seja, o secretariado, vice-prefeito e prefeito vão voltar a trabalhar por 40 horas por semana e, assim, tornam a receber o valor sem o desconto proporcional. Para o presidente da Casa, o corte dos salários, por causa da carga horária redu-

Foto: Divulgação

zida, causou saídas de profissionais da cidade. “Vou dar um exemplo, o secretário de Saúde (Ricardo Carajeleascow) recebeu uma proposta melhor e saiu da cidade (foi ser superintendente do Complexo de Saúde Doutor Radamés Nardini, em Mauá)”, disse. “Tem muito profissional que não está vindo trabalhar na cidade por causa da carga horária e valores salariais (reduzidos)”, completou. No começo do ano, Kiko anunciou congelamento de 25% do Orçamento previsto para 2017, além de revisão de contratos para reduzir a quantia que deve ser paga às empresas que prestaram serviços à Prefeitura. Os valores dos dividendos ultrapassam a faixa dos R$ 223 milhões.


www.jornalhojelivre.com.br

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

cultura

agenda

Ludmilla se apresentará pela primeira vez no ABC

Foto: Divulgação

Um dos principais nomes do funk melody fará apresentação única no Clube da Mercedes-Benz, São Bernardo do Campo, no dia 8 de abril Impossível não se lembrar da cantora Ludmilla ao falar sobre a atual música brasileira. Com estilo forte, marcante e voz potente, a estrela do pop-funk melody apresentará seus grandes hits como “Sou Eu”, “Bom”, “24 Horas Por dia” e “Hoje” pela primeira vez para o público do ABC. A apresentação será no campo de futebol do Clube da Merce-

des-Benz, na cidade de São Bernardo do Campo, no sábado, dia 8 de abril. Com uma legião de admiradores envolvendo diversos perfis - entre crianças, adolescentes, adultos e famílias -, o fenômeno carioca estourou nas rádios e televisões brasileiras em 2014, com o disco “Hoje” e, desde então, só tem propagado sua música por diversas regiões do Brasil, principalmente, em lugares que ainda não receberam suas turnês. A compra dos ingressos pode ser fei-

ta pelo site https://ticketbrasil.com. br ou na Elitte Produções Artísticas, responsável pelo show - Av. Atlântica, 960, sala 01 - Santo André, SP. Os preços são bastante acessíveis: 1º Lote: Pista - R$ 50 (R$ 25 meia entrada); Camarote A - R$ 80 (R$ 40 meia entrada); Camarote B - R$ 70 (R$ 35 meia entrada). Associados do clube: Pista - R$ 40 (R$ 20 meia entrada) Além de Ludmilla, a noite contará com as performances de DJ Pânico, MC Menassi e o grupo de funk carioca SD Boyz.

9

esquenta Sesc Santo André comemora o Carnaval com shows e dança O Sesc Santo André apresenta, durante o Carnaval deste ano, uma série de atividades para toda a família. Grupo de samba de raiz, homenagem a Carmem Miranda, marchinhas tradicionais brasileiras e os famosos bailes embalados por personagens como Colombina e Pierrot fazem parte da programação gratuita da unidade, entre os dias 23 e 28 de fevereiro. Para abrir a programação, dia 23 de fevereiro, quinta, às 20h, a dupla Márcio Coelho e Ana Favaretto apresentam o espetáculo Outros carnavais, com um repertório de marchinhas tradicionais brasileiras, além de músicas de autoria de Márcio e Ana, em que prevalecem o frevo e o samba. A banda é formada por Márcio Coelho (voz e violão), Ana Favaretto (voz), Jorge Nascimento (saxofones), Carlito Rodrigues (baixo), Duda Lazarini (percuteria) e Tiago Santos (bandolim). A Banda Estralo promove uma viagem musical ao universo da cantora Carmem Miranda, nos dias 25 e 27 de fevereiro, sábado e segunda de Carnaval. O Bloquinho de Carnaval homenageia a cantora, voltando às décadas de 1920, 1930 e 1940, resgatando diversas marchinhas. Os principais sucessos da “Pequena Notável”, como era chamada, como Tá-hi!, Mamãe eu quero, AlôAlô, Bamboo-Bambu e Tic-Tac do meu coração, são cantados pelo grupo. O grupo Furunfunfum apresenta, dias 26 e 28 de fevereiro, domingo e terça, das 16h às 18h, um baile de Carnaval para crianças de todas as idades. Eles mostram um baile diferente, conduzido por músicos-atores, passando por músicas carnavalescas de diferentes épocas, interpretadas ao vivo. Colombina, Pierrot, Arlequim e outros clássicos personagens contam a história dos Carnavais brasileiros, convidando o público a cantar, dançar e conhecer o significado de “brincar” o Carnaval. O samba de raiz é representado na programação Ziriguidum, com a Comunidade do Samba de São Bernardo do Campo. Eles apresentam uma roda de samba tradicional entre os dias 25 e 28, das 13h às 14h, com músicas de Zeca Pagodinho, Fundo de Quintal, Bezerra da Silva, Beth Carvalho, Martinho da Vila, entre outros. Nesses dias, acontece, ainda, das 15h30 às 16h30 o Cortejo com Bonecos Gigantes, para o público cantar e dançar junto com bonecos de grandes proporções. Há ainda a programação de dança, voltada aos foliões que desejam aprender os ritmos carnavalescos. Durante os dias de folia (25 a 28 de fevereiro), os passos dos diversos ritmos de Carnaval são ensinados na Área de Convivência da unidade, das 10h30 às 12h.


quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

www.jornalhojelivre.com.br

10 esportes contexto

lesionado, Gabriel Jesus promete voltar logo

Depois de sofrer uma fratura no quinto metatarso do pé direito em jogo do Manchester City pelo Campeonato Inglês, na última segunda-feira, o atacante Gabriel Jesus poderá ficar cerca de três meses sem jogar pelo clube. Apesar da frustração, o atacante brasileiro usou as redes sociais para tranquilizar os torcedores e fãs.

ram mensagem. Assim que estiver tudo resolvido, avisarei”, escreveu em seu perfil na rede social Instagram. Na sequência, o atacante usou as hashtags (palavra ou frase após uma cerquilha usada para identificar mensagens sobre um tema específico) com as mensagens: “Logo estarei de volta. Guerreiro atingido, não morto”.

“Deus escreve certo por linhas tortas. Obrigado a todos que me manda-

O Manchester City ainda não estabeleceu um prazo de recuperação para

Foto: Divulgação

Gabriel Jesus, informando que o período de afastamento previsto dependerá da realização de novos exames que serão feitos nos próximos dias.

um encontro marcado com o Uruguai, em Montevidéu. Depois, no dia 28, receberá o Paraguai no Itaquerão, em São Paulo.

É muito provável, entretanto, que o atacante não tenha condições de defender a seleção brasileira nos próximos dois jogo das Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo de 2018. Em 23 de março, o Brasil tem

O técnico Tite conversou com o jogador por telefone e reconheceu que Gabriel Jesus está frustrado com o incidente que interrompeu o seu ótimo início no futebol inglês e pôs em risco a sua participação no restante da temporada 2016/2017 na Europa.


www.jornalhojelivre.com.br

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

esportes 11

contexto

Elias comemora vitória e primeiro gol marcado com a camisa do São Caetano

Foto: Divulgação

O São Caetano conseguiu importante vitória (3 a 1) sobre o Velo Clube, na segunda-feira, pela Série A-2 do Campeonato Paulista. O resultado devolveu ao Azulão a liderança isolada do estadual e foi especial para Elias, que balançou as redes pela primeira vez desde que chegou ao clube nesta temporada. “Estou muito feliz. Agradeço primeiramente a Deus pelo gol, pois fiquei bas-

tante contente por ter acontecido hoje (segunda-feira). Foi um jogo decisivo para a gente retomar a liderança”, afirmou. Elias ressaltou o comprometimento do grupo para lidar com as adversidades do confronto disputado no Anacleto Campanella. A equipe virou a segunda partida na temporada – a primeira foi sobre o Votuporanguense, pela segunda rodada. “Tivemos boa atuação.

O time deles veio fechado e, para furar a defesa, foi preciso ter muita movimentação e paciência, normal em uma partida. Conseguimos encon­trar as oportunidades necessárias e fizemos os gols”, avaliou o homem de frente. Quem também aprovou o desempenho do São Caetano foi o técnico Luís Carlos Martins. Ao término do duelo, o comandante enalteceu o trabalho em

equipe realizado pelos seus atletas. “O Velo tem uma equipe bem experiente, mas o São Caetano teve calma no segundo tempo e conseguiu fazer os gols. O espírito de luta não faltou. Fomos merecedores da vitória”, comentou. O próximo compromisso do São Caetano na Série A-2 será contra o Rio Claro. A partida será realizada na próxima segunda-feira (20), às 20h, no estádio Augusto Schimidt Filho.


quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

www.jornalhojelivre.com.br

12 são caetano contexto

PM encontra casa de jogos de azar com 47 máquinas

Após receber denúncia anônima, a PM (Polícia Militar) de São Caetano encontrou, na tarde de ontem, um bingo clandestino que funcionava em cima de um autoelétrico na Alameda São Caetano, no bairro Santa Paula. No local havia 47 máquinas de jogos de azar. Quando a equipe da PM, coordenada pelo subtenente Sérgio Fernando dos Santos, chegou ao espaço, a porta do imóvel estava fechada. Com alguns vi-

zinhos, os policiais confirmaram que ali funcionava a atividade irregular. Pelo telhado, os PMs tiveram acesso a uma janela, que estava aberta, e adentraram ao imóvel. Apenas uma faxineira e o gerente da casa, Rafael Donizeti de Souza, 60 anos, estavam no local. O homem contou que o estabelecimento funcionava das 13h à meia

Foto: Divulgação

noite, que trabalhava ali há apenas três meses, mas que já tinha experiência com o serviço porque havia atuado em bingos em Maceió, Alagoas. “A gente sabe que corre de ser pego pela polícia, não é legal, mas eles têm zer a parte deles”, disse

o risco porque que faSouza.

De acordo com o gerente, o local recebia cerca de dez pessoas

por dia. “Anos atrás o movimento era bom, agora está fraco”, falou. A polícia apreendeu R$ 270 que estavam no caixa. A faxineira foi liberada e Souza acompanhou o trabalho realizado pela perícia, e depois foi encaminhado à Delegacia Sede de São Caetano, onde o caso foi registrado, para prestar depoimento. De acordo com ele, o proprietário do espaço não atendeu as ligações.


www.jornalhojelivre.com.br

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

mundo

13

contexto ‘Minha mão congelou’: por que cada vez mais imigrantes ilegais se arriscam cruzando a fronteira dos EUA ao Canadá

Foto: Divulgação

Cada vez mais imigrantes ilegais estão cruzando a fronteira entre os Estados Unidos e o Canadá em busca de asilo. O fenômeno foi notado especialmente em Emerson, pequena cidade do sul canadense, que está tendo de lidar com a chegada de refugiados que correram sério risco de morte nessa jornada. Foi em Emerson, na Província de Manitoba, que os ganenses Seidu Mohammed e Razak Iyal foram parar em dezembro do ano passado, após enfrentar o frio intenso na travessia sobre a neve profunda que normalmente cobre a região nesta época do ano. Os dois haviam se conhecido apenas algumas horas antes em uma estação de ônibus de Minneapolis. Ambos iriam ser deportados de volta para Gana, na África, após terem seus status de refugiado negado nos Estados Unidos. Eles haviam ouvido de outros refugiados e expatriados africanos que, se conseguissem entrar no Canadá, teriam uma nova chance de pedir asilo. Para isso, o caminho seria conseguir chegar à fronteira saindo de Minneápolis em direção a Grand Forks, na Dakota do Norte, e seguir adiante evitando patrulhas até chegar a solo canadense. Ali, deveriam entregar-se às autoridades e solicitar asilo. Iyal e Mohammed decidiram fazer o trajeto juntos. Eles pagaram US$ 200 (R$ 640) cada um para que um motorista de táxi os deixasse perto do país vizinho. Depois, andaram pela beira da estrada até estarem perto da fronteira. “Foi quando vimos uma grande fazenda coberta por neve. A luz da fronteira estava longe, mas conseguíamos enxergá-la”, lembra-se Iyal.

Eles logo perderam suas luvas em meio à neve. O ventou levou o boné que Mohammed usava. “O vento era muito frio e, com ele, vinha neve em nossos rostos. Não conseguíamos enxergar nada.” Quando voltaram à estrada, já em Manitoba, no Canadá, suas mãos haviam congelado. Eles sequer podiam usálas para pegar o celular do bolso e ligar para as autoridades. Mohammed também não conseguia abrir os olhos. Os únicos veículos na estrada, naquela madrugada de Natal, eram caminhões de carga que transportavam mercadorias entre os dois países. Muitos passavam direto por eles, até que um parou para os ajudar. Agora, estão sendo tratados uma unidade especializada em queimaduras de um hospital de Winnipeg. Os dois tiveram dedos amputados por causa do frio, por causa da travessia de dez horas. Sua história chamou atenção para um fenômeno que não é novo, mas que está se intensificando nos últimos anos. Um número recorde de pessoas fizeram essa travessia na faixa próxima a Emerson nas últimas semanas. E isso não vem ocorrendo apenas em Manitoba, mas também nas Províncias de Quebec e British Columbia. Em Manitoba, a pequena cidade rural de Emerson, com 700 habitantes, é o principal polo. Tomado por fazendas, o município fica a 625 km de Minneápolis, onde está a maior população somali da América do Norte. A fama da cidade se espalhou pela comunidade de expatriados africanos e latinos nos Estados Unidos. “Sempre tivemos pessoas cruzando

a fronteira. Mas, no passado, elas normalmente estavam fugindo da polícia americana”, diz Greg Janzen, responsável por comandar uma reunião de emergência realizada em Emerson para tranquilizar os moradores. Mais recentemente, esse fluxo passou a ser composto em sua maioria por refugiados, principalmente da Somália, mas também de Gana, Djibouti e Etiópia. A maioria deles teve seu pedido de asilo negado nos Estados Unidos. Yahya Samatar, que trabalhava na área de direitos humanos na Somália, deixou seu país por causa da violência do grupo rebelde islâmico local Al-Shabab. Buscou refúgio primeiro nos Estados Unidos, onde ficou sete meses em um centro de imigrantes, até ter seu pedido de asilo recusado. Ao mesmo tempo, as autoridades americanas diziam ser muito perigoso deportá-lo de volta para a Somália, que está tomado por uma guerra civil. Ele foi liberado, mas recebeu um aviso de que poderia ser deportado a qualquer momento caso a situação mudasse. Assim como Iyal e Mohammed, ele havia ouvido falar da possibilidade de buscar refúgio no Canadá e, em agosto de 2015, viu-se às margens do Red River, um rio que percorre Minnesota e Dakota do Norte (nos EUA) e depois Manitoba (Canadá). Quando chegou ao Canadá, ele atravessou o rio a nado e, tremendo de frio e coberto por lama, andou até Emerson, onde um morador lhe deu um casa-

co e chamou oficiais da fronteira. “Recebi roupas, recebi comida, tudo”, diz Samatar, que teve seu status de refugiado reconhecido. Hoje, ele vive em Winnipeg. Mas, agora, tem crescido a preocupação entre quem vive em Emerson. A cidade abriu suas portas para refugiados, mas, agora, os moradores tem dúvidas sobre quantas pessoas será possível receber com os recursos disponíveis e o que fazer com a eventual chegada de alguém que possa representar um risco à segurança dos habitantes. Também há o receio com os sérios riscos enfrentados pelas pessoas que tentam a empreitada - a travessia por campos congelados onde a temperatura pode facilmente chegar a -20ºC. Muitos acreditam que as tentativas se intensificarão quando o clima esquentar. Por enquanto, eles não veem outra opção além de fazer o possível para ajudar. “Se não fizermos isso, eles vão congelar ou morrer de fome, e teríamos de viver com isso, não?”, diz Walter Kihn, que vive na região leste de Emerson. Janzen diz que a maioria das pessoas da cidade está mais preocupada do que assustada com os estranhos que chegam. Nas últimas três semanas, quase 60 pessoas percorreram o trajeto. Autoridades dizem que a fronteira está sendo bem vigiada e que aqueles que a atravessam são rapidamente avistados ou logo se entregam às autoridades para pedir asilo.


quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

www.jornalhojelivre.com.br

14 economia energia

Bandeiras tarifárias terão novos valores neste ano

As bandeiras tarifárias que são aplicadas nas contas de luz terão novos valores neste ano. A bandeira amarela vai passar de R$ 1,50 para R$ 2 a cada 100 quilowatts/hora (kWh) consumidos. A bandeira vermelha patamar 1 fica inalterada, em R$ 3 para cada 100 kWh , e o valor da bandeira vermelha patamar 2 cairá de R$ 4,50 para R$ 3,50 a cada 100 kWh. Os novos valores foram aprovados ontem (14) pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). A proposta recebeu contribuições por meio de audiência pública. As distribuidoras pleitearam a criação de novo patamar de bandeira amarela, mas o relator entendeu que a estrutura atual é a mais adequada.

“Além do aspecto econômico, o sistema de bandeiras tarifárias tem caráter educativo, e é uma forma transparente de comunicar aos consumidores que as condições de geração de energia elétrica no país estão menos favoráveis, no caso de bandeira amarela, ou mais custosas, de acordo com o patamar de bandeira vermelha que é acionado”, explicou José Jurhosa, diretor da Aneel e relator da proposta. Os valores das bandeiras tarifárias são revisados a cada ano, de acordo com as variações de custo de energia. Desde dezembro do ano passado, a bandeira tarifária aplicada nas contas de luz é a verde, ou seja, sem co-

brança extra para os consumidores. O sistema de bandeiras tarifárias foi criado em 2015 como forma de recompor os gastos extras com a utilização de energia de usinas termelétricas, que é mais cara do que a de hidrelétricas. A cor da bandeira que é impressa na conta de luz (vermelha, amarela ou verde) indica o custo da energia, em função das condições de geração de eletricidade. Quando chove menos, por exemplo, os reservatórios das hidrelétricas ficam mais vazios e é preciso acionar mais termelétricas para garantir o suprimento de energia no país. Risco hidrológico A Aneel decidiu hoje abrir nova au-

Foto: Divulgação

diência pública para para discutir como o aumento do risco hidrológico deste ano será repassado para as tarifas dos consumidores. A expectativa da Aneel é que o custo desse risco, que reflete a falta de chuvas e a geração menor de energia pelas hidrelétricas, e não é coberto com a bandeira tarifária, possa chegar a R$ 5 bilhões neste ano, o que pode significar um impacto de 2,5% nas tarifas de energia. De acordo com a Aneel, este não será um custo novo para os consumidores, apenas será aplicado nos reajustes das tarifas deste ano, em vez de entrar apenas no ano que vem, com correção pela taxa Selic.


www.jornalhojelivre.com.br

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

economia 15

contexto

Programa de Regularização Tributária tem 2.400 adesões

Foto: Divulgação

Dois mil e quatrocentos devedores com débitos incluídos na Dívida Ativa da União já aderiram ao Programa de Regularização Tributária. O prazo para adesão para os débitos administrados pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) começou na última segunda-feira (6) e vai até 3 de julho. O valor das dívidas incluídas no programa é de R$ 800 milhões, segundo a PGFN. Esses valores são apenas das dívidas administradas pe­la PGFN, sem considerar os débitos de contribuintes com a Recei-

ta Federal. Com o programa, criado por meio de medida provisória, o governo espera arrecadar cerca de R$ 10 bilhões em débitos de contribuintes tanto com a Receita Federal quanto com a PGFN. O programa vale para débitos vencidos até 30 novembro de 2016. Por meio do programa, o devedor poderá pagar 20% do débito à vista e dividir o restante em 96 prestações (oito anos). Caso não tenha condições de dar a entrada à vista, o contribuinte poderá

aderir a um parcelamento de 120 meses (dez anos), com valores crescentes das parcelas. A prestação equivalerá a 0,5% da dívida total no primeiro ano, 0,6% no segundo e 0,7% no terceiro ano. O restante da dívida, nessa modalidade de renegociação, será parcelado em 84 parcelas lineares e cada uma equivalerá a 0,93% da dívida. Segundo dados apresentados ontem, em Brasília, pela PGFN, o estoque da dívida ativa chegou a R$ 1,84 trilhão ao final de 2016.

serviço Na região, 40 agências da Caixa abrem sábado A fim de facilitar a vida de quem tem dúvidas a respeito do saque de contas inativas do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), 40 das 57 agências da Caixa Econômica Federal do Grande ABC estarão abertas no sábado, das 9h às 15h. O atendimento será exclusivo a esse assunto, e será possível solucionar questões sobre o saque de contas, a regularização de cadastro dos trabalhadores e o cadastramento de senha do Cartão Cidadão. Além disso, com o mesmo objetivo, todas as agências abrirão duas horas mais cedo, entre hoje e sexta. A Caixa estuda ainda abrir unidades em horário especial em outras datas, que serão divulgadas pelo do site do banco. De acordo com a MP (Medida Provisória) 763, apenas o profissional que pediu demissão ou teve contrato de trabalho encerrado por justa causa até 31 de dezembro de 2015 tem direito ao acesso às contas inativas do fundo. Antes da MP, o trabalhador poderia sacar o valor caso permanecesse três anos fora do regime do FGTS, em caso de aposentadoria, para abater parcelas de financiamento imobiliário ou determinadas doenças previstas na legislação. A medida engloba 49,6 milhões de contas, com saldo de R$ 43,6 bilhões, beneficiando 30,2 milhões de profissionais. A previsão é a de que a medida injete mais de R$ 30 bilhões na economia brasileira. Para saber se tem direito, basta acessar o link www. caixa.gov.br/contasinativas ou ligar para o 0800 726 2017. É preciso ter em mãos os números de CPF e PIS/Pasep (NIS). Se constar que possui saldo remanescente, será preciso usar a senha de acesso ao site da Caixa – para quem é correntista – ou criar uma. Os saques começarão as ser liberados a partir do mês que vem, conforme cronograma que leva em conta a data de nascimento. Empregados nascidos em janeiro e fevereiro vão poder retirar o valor nas agências entre os dias 10 de março e 9 de abril. Quem nasceu de março a maio pode sacar o benefício entre 10 de abril e 11 de maio. Trabalhadores que aniversariam entre junho e agosto devem acessar os valores de 12 de maio até 15 de junho. Já para nascidos de setembro a novembro o saque está liberado de 16 de junho a 13 de julho e, em dezembro, de 14 a 31 de julho. Foto: Divulgação


quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

16

www.jornalhojelivre.com.br

tecno

sobrevivênca

Com fama de indestrutível, Nokia 3310 deve ser relançado após 17 anos Você é daqueles que gosta de falar que celular bom mesmo era o Nokia “tijolão”? Seus problemas acabaram. A HMD Global, empresa finlandesa que comprou os direitos sobre a marca Nokia em 2016, pretende relançar após 17 anos aquele mesmo modelo 3310, com fama de indestrutível. As informações são do site especializado Venture Beat. De acordo com a reportagem, o anúncio do novo “tijolão” está programado para acontecer durante a Mobile World Congress, feira de telecomunicações que acontece em Barcelona no fim de fevereiro. A reencarnação do 3310, que foi lan-

Foto: Divulgação

çado originalmente em 2000, custaria 59 euros e seria vendido como uma alternativa altamente resistente e com bateria de longa duração. Segundo o Venture Beat, a HMD Global ainda deve revelar na MWC dois smartphones de entrada que rodam o sistema operacional Android 7.0 Nougat, o Nokia 3 e o Nokia 5. O Nokia 6, já lançado na China, pode aparecer também. Este terceiro modelo tem display de 5,5 polegadas com resolução Full HD, câmera traseira de 16 Megapixels, processador Snapdragon 430 e 4 GB de memória RAM. E você, trocaria o iPhone ou o Moto X por um novo “tijolão”?

Vídeos no Facebook ganham novos recursos; agora dá para ver vídeo e navegar

Governo federal começa a testar uso de app próprio para chamar táxi

Foto: Divulgação

O Ministério do Planejamento começou a testar o uso de um aplicativo de táxi na terça-feira (13). O “TáxiGov” foi adotado pelos servidores da Secretaria de Gestão, ligada à pasta. O serviço, disponível para Google Play, App Store e Windows Store, será ampliado a todos os servidores do Planejamento a partir de 20 de março. O objetivo é que a partir de 2018 todos os órgãos da Administração Pública Federal adotem o serviço. O “TáxiGov” funciona da mesma forma que outros apps de agen-

damento de corrida de táxi. A diferença é que o uso é exclusivo a servidores e colaboradores federais que necessitem de transporte no Distrito Federal. Segundo o Planejamento, os ministérios gastam R$ 32 milhões com cerca de 490 mil corridas por ano. O objetivo da pasta é reduzir os dispêndios em até 60% por ano e economizar R$ 20 milhões. O aplicativo é desenvolvido pela Única Sistemas, mas, após a fase de testes, será administrado pelo Planejamento. Foto: Divulgação

Foram anunciados na terça-feira (14) novos recursos dos vídeos do Facebook. A principal mudança na lista de novidades é que agora tem como navegar e ver vídeos ao mesmo tempo. Segundo o Facebook, passa a ser possível minimizar o vídeo para uma exibição que continua no canto da tela enquanto o usuário navega por outros conteúdos no feed. Se ele estiver usando um dispositivo Android, o vídeo continua sendo executado até mesmo quando mudar do aplicativo do Facebook para outro no telefone.

Vídeos verticais e app para TVs Outra novidade diz respeito aos vídeos verticais. Agora, eles têm uma exibição melhor em dispositivos móveis. Também foi anunciado um aplicativo de vídeos do Facebook para TV: ele será lançado em breve para Apple TV, Amazon Fire TV e Samsung Smart TV. Por último, há uma mudança no som dos vídeos no feed de notícias do Facebook. Agora, o som aparece e desaparece à medida que o usuário navega pelos conteúdos.


Edição 2470 16/02/17