Page 1

www.hnews.com.br

Maringá domingo a terça-feira, 22 a 24 de dezembro de 2013 - ano XII - 3761

Hnews volta modernizado

Viaduto da Guedner garante mobilidade

De acordo com o prefeito Roberto Pupin, a transposição do Contorno Sul vai beneficiar toda a Região Sul Pág. 03

ESPORTE

Maringá FC joga primeiro amistoso em Ponta Grossa Pág. 07

Odair Fogueteiro

CIDADE

SAÚDE

Plano diretor da UEM será discutido em 2014

SUS oferecerá teste para Aids por fluido oral

Pág. 03

Pág. 06


2

OPINIÃO

HOJE NOTÍCIAS - MARINGÁ

DOMINGO A TERÇA-FEIRA, 22 A 24.12.13

Protestos

FÁBIO CAMPANA

A Paraná Pesquisas realizou consulta à população para avaliar a opinião pública sobre os protestos que tomaram as ruas do Brasil em 2013. 2.250 brasileiros foram entrevistados em todo o país entre os dias 03 e 07 de dezembro de 2013. Segundo a pesquisa, mais de 96% da população ficou sabendo dos protestos que ocorreram no país neste ano, sendo que 79,16% aprovam os protestos. Apenas 18,05% desaprovam as manifestações e 2,79% não opinaram. Ou seja, é quase unanimidade na sociedade que os protestos foram necessários e legítimos diante do mar de lama que caracteriza nossas instituições políticias. 15,52% dos entrevistados afirmaram ter participado dos protestos, contra 84,48% que afirmam não ter participado. Entre as opções de motivação para os protestos, a corrupção foi a causa mais citada, escolhida por 33,01% dos entrevistados. 45,05% acreditam que houve mudança no país em decorrência dos protestos. Na região sul, esse número sobe para 48,05%. Por fim, 47,60% dos entrevistados afirmaram que apoiariam novos protestos durante a Copa. Cresce A economia paranaense deve crescer 5% no ano que vem, resultado ligeiramente melhor que o esperado para este ano. A estimativa é do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes), para quem o Produto Interno Bruto (PIB) estadual vai fechar 2013 com uma expansão entre 4,7% e 4,9%. Melhor “Se a economia mundial parar de piorar e o governo federal parar de atrapalhar, devemos ter em 2014 um resultado até melhor que o deste ano”, disse ontem o diretor-presidente do Ipardes,

HORA H

ções Ltda. (30%), e Tucumann Engenharia e Empreendimentos Ltda (10%). Outros sete blocos do mesmo setor foram arrematados por consórcios formados pela Petrobras. Três blocos não foram comercializados.

Gilmar Mendes Lourenço, referindo-se ao que ele classifica de erros na política econômica do governo Dilma Rousseff. Dança da cadeira O destino de Aloizio Mercadante está no topo da lista de prioridades de Dilma Rousseff. O ministro da Educação deve deixar a pasta e pode ir para a Casa Civil ou para o QG de campanha. Ministros do PT têm feito lobby para que o secretário-executivo do Ministério da Previdência, Carlos Gabas, vá para o lugar de Gleisi Hoffmann. Os petistas avaliam que, se Mercadante assumir, continuará no posto caso Dilma se reeleja. “Ninguém consegue tirá-lo depois”, constata um aliado.

Cadeia O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, opinou nesta quinta-feira, 18, que o ex-deputado federal Roberto Jefferson (PTB-RJ, foto abaixo), condenado por participação no mensalão, deve ser recolhido a um presídio. Alegando problemas de saúde, Jefferson pediu autorização do Supremo Tribunal Federal (STF) para cumprir em casa a pena de 7 anos e 14 dias no regime domiciliar.

Bolsão... A Copel consorciada com mais três empresas comprou quatro blocos de exploração de gás na Bacia Sedimentar do Paraná. A operação foi negociada por R$ 12,48 milhões na 12ª Rodada de Licitações e Leilões da ANP, realizada no final de novembro, no Rio de Janeiro.

Tumor Delator do esquema, o ex-parlamentar sofreu no ano passado cirurgia para extração de um tumor no pâncreas e, segundo seus advogados, necessita de tratamento médico constante e alimentação controlada, com itens como salmão defumado e geleia real, o que não seria possível em nenhum presídio do País.

...de gás O consórcio foi composto por Copel (30%), Petra Energia S.A. (30%), que será a operadora do consórcio, Bayar Empreendimentos e Participa-

Justa homenagem

RECONHECIMENTO A honraria é uma homenagem a destaques da sociedade por ações nas áreas da ciência, artes, religião, política, economia e administração pública, nomes selecionados que passam pelo crivo de um conselho formado por membros da Casa Militar, Casa Civil, Chefia de Gabinete e Secretaria da Cultura. O reitor Wilson se emocionou com o reconhecimento: “Trabalho diariamente para converter a sociedade ao conhecimento e receber esta honraria me impulsiona a avançar ainda mais neste caminho”. OUTROS Também foram agraciados o arcebispo metropolitano de São Paulo, Odilo Pedro Scherer, o ex-governador de São Paulo, José Serra, o senador Álvaro Dias, o ex-governador do Paraná, Orlando Pessuti, e os empresários Mário José Gonzaga Petrelli, Reni Muffato, Jörg Hofmann, Adriano Hübner, Milton Serligman e o presidente da Federação das Indústrias do Paraná, Edson Campagnolo. MISSAS NA CATEDRAL Maior templo católico da região, a Catedral Basílica Menor Nossa Senhora da Glória já programou o calendário de missas para este final/início de ano. Dia 24, Santa Missa às 20h. Dia 25, às 9h30, 18h e19h30. Dia 31 às 20h e no dia 1o. do novo ano, às 9h30 e 18h30. ANO NOVO..... O líder dos mensaleiros presos, ex-ministro José Dirceu (PT), depois de barrado na pretensão desavergonhada e jocosa de faturar um super salário de R$ 20 mil em um hotel de Brasília, apresenta à Justiça um “emprego” mais real. Se na segunda-feira seu requerimento for acolhido pela Vara de Execuções do Distrito Federal, Dirceu será funcionário, entre 8h e 18h de dias úteis, do escritório do advogado José Gerardo Grossi (81 ano), para “manter biblioteca jurídica, efetuar eventuais pesquisas de jurisprudência e colaborar com a parte administrativa”. Av. Xv de Novembro, 1245 mAriNgá - PArANá CNPJ 00.783.707/0001-11 www.hNews.Com.br EdITOR: NAtáLiA bArros redacao@hojenoticiaspr.com.br

CIRCULAÇÃO mAriNgá e região (Pr) IMPRESSÃO gAzetA do Povo s/A LoNdriNA CNPJ: 76.530.047/0002-00

Fax 44 3025 9725

Comercial 44 3025 9700 comercial@hojenoticiaspr.com.br

Palácio Iguaçu. A homenagem, Ordem Estadual do Pinheiro - mais alta honraria do Paraná - foi entregue na data em que o Estado comemorava 160 anos de emancipação política.

Ao lado de dois ex-governadores o reitor do Unicesumar, Wilson de Matos Silva, foi uma das 50 personalidades homenageadas pelo governador Beto Richa em cerimônia realizada esta semana no NOVO VIADUTO Em vésperas de inauguração do Contorno Norte e início do Contorno Sul, o prefeito Roberto Pupin não para as obras viárias em Maringá. Na sexta-feira à tarde fez a entrega do viaduto da Avenida Guedner. Construído sobre a pista do atual Contorno Sul, o viaduto foi construído em prazo recorde, com recursos próprios da prefeitura (R$ 2,7 milhões) e oferece mais segurança de travessia para os moradores dos conjuntos Cidade Alta, Honorato Vecchi e Odwaldo Bueno Neto.

Brasília Grupo A3 Meio de Comunicação (61) 3201 0001 CLN 115 Bl. A, s/n Sl. 1704 – A. Sul CEP 71.805-520 Curitiba Atendimento Próprio (44) 9113 6271

ECONOMIA LEGISLATIVA O deputado Wilson Quinteiro destaca a atual economia de recursos públicos pela Assembleia Legislativa do Paraná. Nesta semana foi entregue um cheque simbólico de R4 200 milhões para o governador Beto Richa. O recurso será utilizado pelo Programa de Apoio aos Municípios que atende as cidades com menos de 50 mil habitantes, especificamente no transporte escolar e apoio a APAEs.

REPRESENTANTES Belo Horizonte NS&A MINAS GERAIS LTDA. Av. Presidente Carlos Luz, 468 Sala 05 e 06 - Bairro Pedro II CEP: 31230-010 - BH/Minas Gerais

Rio de Janeiro Essiê Publicidade e Comunicação S/C Ltda - Fone: (21) 2275 4141 Av. Princesa Isabel, 323 sala 608 CEP 22.011-901

São Paulo Essiê Publicidade e Comunicação - S/C Ltda - Fone: (11) 3057 2547 - FAX / (11) 3887 0071 - Rua Abilio Soares, 227 8º. andar – conj. 81 - CEP 04.005-000


HOJE NOTÍCIAS - MARINGÁ

Pupin disse estar muito feliz e realizado em poder entregar para a comunidade uma obra tão significativa que vai melhorar muito a vida das pessoas que vivem no Conjunto Santa Felicidade, João de Barro, Paraíso, Madrid e Jardim Catedral

DOMINGO A TERÇA-FEIRA, 22 A 24.12.13

3

Cidade

Para o secretário de Obras, Fernando Camargo, a transposição do Contorno Sul vai unir os moradores da região

Viaduto da Guedner garante mobilidade aos pedestres

O prefeito Roberto Pupin entregou , na última sexta-feira, o viaduto da avenida Guedner sobre a avenida Sincler Sambati. Com a presença de autoridades municipais, a transposição do Contorno Sul foi liberada mediante comemoração e agradecimentos por parte da comunidade. A obra vai beneficiar toda a Região Sul com mais mobilidade no trânsito e segurança aos pedestres que agora podem atravessar a avenida por passarelas seguras. Pupin disse estar muito feliz e realizado em poder entregar para a comunidade uma obra tão significativa que vai melhorar muito a vida das pessoas que vivem no Conjunto Santa Felicidade, João de Barro, Paraíso, Madrid e Jardim Catedral. “Essa região está passando por um período de intenso desenvolvimento e precisamos cuidar da vida das pessoas que vivem aqui. Atendemos à reivindicação da comunidade e já no primeiro ano de governo conseguimos entregar essa obra tão significativa”, ressaltou. O aposentado José Marcos Lima interrompeu a solenidade de entrega do viaduto para agradecer a Prefeitura. “Tiro o chapéu para o prefeito por mais essa obra perto do nosso bairro. Todo mundo está muito feliz, principalmente as

mães e pais que precisavam atravessar a avenida e correr perigo para levar as crianças na escola. Agora ficou bem melhor”, agradeceu. Para o secretário de Obras, Fernando Camargo, a transposição do Contorno Sul vai unir os moradores da região. “A Prefeitura entregou nos últimos anos dois conjuntos habitacionais aqui ao lado, é uma região em pleno desenvolvimento que precisa ser atendida. A obra foi executada com recursos 100% do município, é uma ligação

importante entre bairros que certeza vai dar mais segurança e mobilidade para motoristas e pedestres”, afirmou, lembrando que o custo total foi de R$ 2,7 milhões. O mestre de obras Antônio Nicola mora no Conjunto João de Barro há 23 anos e fez questão de agradecer ao prefeito pessoalmente pela construção do viaduto. “Sabíamos que seria uma obra difícil de ser feita, por ficar próxima aos fios de alta tensão. Mas o prefeito atendeu os moradores prontamente e já no primeiro mandato entregou pra

nós o viaduto pronto”, disse. O viaduto construído sobre o Contorno Sul como uma extensão da avenida Guedner tem um vão livre de 20,40 metros por 26 metros de largura e fica a 7 metros acima da pista da avenida Sincler Sambati. Dos dois lados do viaduto foram construídas passarelas para os pedestres, já que a região concentra um grande número de moradores e fica próxima a escolas e creches. Feito pela Empresa Contersolo, foi construído com 10 vigas de concreto pré-moldadas, cada uma com 20 metros de comprimento e 25 toneladas de peso. As vigas foram instaladas por quatro guindastes de grande capacidade e a obra foi concluída nesta semana, com o trabalho final de terraplenagem e sinalização. Segundo o engenheiro da Contersolo, Eduardo Olivetti, nos últimos dois dias de conclusão da obra muitos moradores testaram a passarela, inclusive cadeirantes, e agradeceram pela obra do viaduto. “Também tenho que agradecer e parabenizar quem trabalhou aqui e principalmente a Prefeitura pela agilidade e facilidade de lidar com os imprevistos. Foi muito bom participar desse compromisso importante do prefeito com a comunidade”, concluiu.

Debate sobre o plano diretor da UEM continua em 2014 A comissão instituída para a elaboração do plano diretor do câmpus sede da Universidade Estadual de Maringá (UEM) encerrou o cronograma de trabalho de 2013 após reuniões realizadas em cada um dos sete centros da instituição. Os encontros fazem parte do processo participativo do Plano Diretor, cuja proposta é envolver e mobilizar toda a comunidade acadêmica em torno do tema. Para 2014, as reuniões terão continuidade a partir do mês de fevereiro, envolvendo os discentes, o pessoal técnico-administrativo, todo o complexo de saúde e a administração central da universidade. A professora Ana Lúcia Rodrigues, presidente interina da comissão, salienta que as discussões em torno

do tema ganharam fôlego novo após a realização da Conferência Municipal para Supressão de Diretrizes Viárias de Maringá, cujas decisões abrem a possibilidade de renegociação com a Prefeitura de Maringá. Ana Lúcia refere-se às vias localizadas dentro do câmpus, incluídas no sistema viário da cidade, e que, por decisão da Conferência, foram suprimidas (veja a localização das vias na foto acima). Segundo nota publicada no site da Gazeta Maringá, a Conferência, realizada no auditório Hélio Moreira, no dia 28 de novembro, ocorreu em meio a protestos e tumulto. Ainda assim, a plenária aprovou o pedido de supressão das vias, apresentado pelas professoras Ana Lúcia e Fábíola Cordovil, representantes da UEM

no Conselho Municipal de Planejamento e Gestão Territorial. “Uma vez aprovada a supressão, aguardamos que o executivo encaminhe a matéria para ser votada na Câmara Municipal”, disse a professora. VISÃO DE FUTURO Mas o sistema viário é só um dos aspectos do plano diretor da UEM que está em discussão. O processo também passa pela definição e redefinição da ocupação do câmpus sede, construindo, com uma visão de futuro, os princípios e diretrizes para o uso e a ocupação do território físico. O Plano

também pretende orientar e elaborar os projetos de construção e redefinição de uso dos atuais espaços ocupados pela estrutura utilizada por toda a comunidade acadêmica. “Inicialmente, a proposta tem um horizonte temporal de 20 anos, com revisão para 2020, quando a UEM completa 50 anos de fundação”, afirma a professora. Ana Lúcia também informa que, a partir de janeiro, o cronograma de reuniões estará no site www.sites. uem.br/planodiretor_uem. E que esses encontros fazem parte do trabalho de mobilização da comunida-

de da UEM para compor o plano diretor participativo do câmpus, com representantes de todos os setores. Essa elaboração conjunta é importante, segundo Ana Lúcia, para corrigir os problemas causados pelo crescimento acelerado da instituição. “Queremos sensibilizar cada setor para que envie seus representantes, que formarão a comissão de acompanhamento e mobilização”, destaca a professora, lembrando que essa comissão irá reunir-se em diversas oficinas temáticas e territoriais para a formatação de propostas que serão levadas às audiências públicas.


4

DOMINGO A TERÇA-FEIRA, 22 A 24.12.13

HOJE NOTÍCIAS - MARINGÁ

Festa Aliança de Misericórdia promoveu almoço para moradores de rua domingo A casa fica no Distrito de Iguatemi e atende a população em situação de rua A Comunidade Aliança de Misericórdia realizou neste domingo a Festa da Misericórdia com moradores de rua a partir das 9h na praça da prefeitura. O coordenador da Aliança de Misericórdia em Maringá, Marcos Dirksen, disse que o momento foi de realização de diversas atividades de assistência social e espiritual para os moradores de rua. “É uma extensão do trabalho oferecido diariamente em nossas casas de acolhida e serve como o primeiro contato de muitos moradores de rua com o nossos trabalhos”, disse. Os moradores de rua também receberam serviços como corte de cabelo, pedicure e atividades recreativas. Às 13h o Padre Paulo Felipe dos Santos presidiu a santa missa. A Aliança de Misericórdia é uma entidade ligada à Igreja Católica que está funcionando em Maringá desde 2009. A casa fica no Distrito de Iguatemi e atende a população em situação de rua com vínculos familiares rompidos ou fragilizados.


HOJE NOTÍCIAS - MARINGÁ

DOMINGO A TERÇA-FEIRA, 22 A 24.12.13

5

Economia Paraná é o terceiro Estado do país que mais criou empregos “O Paraná é terceiro estado do país que mais criou empregos de janeiro a novembro de 2013”

O Paraná é terceiro estado do país que mais criou empregos de janeiro a novembro de 2013. Foram 132.563 empregos com carteira assinada, o que representa um aumento de 5,14 % em relação ao estoque de trabalhadores de dezembro de 2012. No mesmo período, São Paulo criou 439.024 vagas, e Minas Gerais, 138.638 vagas. No Sul, Santa Catarina criou novos 110.653 postos de trabalho e o Rio Grande do Sul, 117.587 vagas, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, divulgados na última sexta-feira. Nos últimos doze meses, o Paraná criou 88.012 postos de trabalho, o que representa crescimento de 3,35% no nível de emprego. Em novembro, o Paraná teve um saldo de 5.009 vagas, aumento de 0,19% em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada do mês anterior. Os setores que mais criaram vagas no Estado foram o Comércio (6.680 empregos) e Serviços (2.336 postos de trabalho). Em contrapartida, a Indústria de Transformação e a Construção Civil registraram queda de emprego de 2.016 postos e 1255 empregos. A Região Metropolitana de Curitiba registrou aumento de 1.317 empregos formais em relação ao mês anterior, aumento de 0,12%. No interior do Estado foram criados 3.692

postos, aumento de 0,23%. O secretário estadual do Trabalho, Luiz Claudio Romanelli, considera que os resultados reforçam os dados positivos sobre a economia paranaense. “Nestes três anos do governo Beto Richa foram criados 344.481 empregos com carteira assinada, um resultado que coloca o Paraná entre os três Estados que mais criaram empregos no país. De janeiro a novembro deste ano, o Paraná também é o terceiro Estado que mais criou empregos no país, atrás apenas de São Paulo e de Minas Gerais. São números muito expressivos que confirmam o bom momento que o Estado vive”, afirmou Romanelli. Ele lembrou que, segundo os dados do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes), o Produto Interno Bruto (PIB) do Estado cresceu 4,7% até outubro e deverá fechar o ano neste patamar, enquanto o PIB do Brasil deverá fechar o ano com crescimento de 2,3%. “A economia do Paraná cresce e tem uma política de atração de investimentos que vai gerar ainda mais desenvolvimento e empregos nos próximos anos. Tudo isso é fruto do diálogo e do bom ambiente de negócios que o governador Beto Richa resgatou para o nosso Paraná”, disse o secretário.

Cai o ritmo de aumento de preços na construção civil

O Índice Nacional de Custo da Construção do Mercado (INCC-M) encerrou o mês de dezembro com alta de 0,22% ante 0,27%, em novembro. No acumulado do ano e dos últimos 12 meses, o índice alcançou 8,05%. Elaborado pela Fundação Getulio Vargas, o INCC-M afere a evolução dos custos de construções habitacionais. É uma estatística contínua, de periodicidade mensal para os 18 municípios das seguintes capitais de estados do país: Aracaju, Belém, Belo Horizonte, Brasília, Campo Grande, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, João Pessoa, Maceió, Manaus, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo e Vitória. Foram constatadas reduções no ritmo de remarcações de preços tanto em relação a materiais, equipamentos e serviços (de 0,29% para 0,23%) quanto nos números referentes a mão de obra (de 0,25% para 0,21%). Nos últimos 12 meses, o que mais pesou no custo das obras foi

a mão de obra com alta de 9,7%. Já a compra de materiais, uso de equipamentos e serviços onerou os gastos em 6,32%. Entre os principais itens com decréscimo estão os produtos para acabamento (de 0,62% para 0,32). Em sentido oposto, houve maior pressão no segmento de serviços, com destaque para refeições pronta no trabalho (de -0,26% para 0,34%.) A nota técnica da FGV justifica que o valor pago pela mão de obra perdeu força em razão do dissídio coletivo ocorrido no Recife. Seis das sete capitais onde é feita a pesquisa apresentaram queda na velocidade de aumentos: Brasília com -0,05% ante 0,12%; Belo Horizonte, com 0,04% ante 0,23%; Recife com 2,29% ante 2,71%; Rio de Janeiro, com 0,21% ante 0,23%; Porto Alegre com 0,03% ante 0,09% e São Paulo com 0,11% ante 0,12%. Houve elevação apenas em Salvador, com a taxa passando de 0,09% para 0,28%.

BRASIL - Em novembro, foram criados 47.486 empregos formais celetistas, o melhor resultado dos últimos três anos, representando um crescimento de 0,12% em relação ao estoque do mês anterior. No acumulado do ano, o emprego cresceu 3,91%, equivalente ao acréscimo de 1.546.999 postos de trabalho. Nos últimos 12 meses, verificou-se o incremento de 1.043.918 postos de traba-

lho (+2,61%). Os principais setores responsáveis pela criaão de empregos no mês em análise foram o Comércio (+103.258 postos) e os Serviços (+44.825 postos), cujos saldos mais que superaram a perda ocorrida em outros setores da economia particularmente na Indústria de Transformação (-34.266 postos, Agricultura (-33.183 postos) e na Construção Civil (-31.770 postos)


6

HOJE NOTÍCIAS - MARINGÁ

DOMINGO A TERÇA-FEIRA, 22 A 24.12.13

Saúde

“Com o calor, a temperatura da água sobe e isso favorece a multiplicação e sobrevida de micro-organismos”, alerta o infectologista Vicente Amato

Água imprópria para banho causa problemas no estômago e doenças de pele Com o calor, a temperatura da água sobe e isso favorece a multiplicação e sobrevida de micro-organismos Cidades banhadas pelo mar são o destino de férias favorito da maioria dos brasileiros. Em um levantamento feito pela empresa de turismo Expedia, divulgado em setembro deste ano, 77% dos entrevistados disseram que a viagem preferida tem que incluir praia, principalmente no verão. E 73% deles tinham viajado ao litoral no ano passado. Mas para curtir o mar nessa época é preciso cautela. “Com o calor, a temperatura da água sobe e isso favorece a multiplicação e sobrevida de micro-organismos”, alerta o infectologista Vicente Amato, professor da Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo). “Eles estão adaptados a nosso corpo. Quanto mais próximo da nossa temperatura, por volta de 36 ºC, 37 ºC, melhor o ambiente para eles”, diz Gustavo Johanson, infectologista da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo). Além disso, o grande número de banhistas também aumenta os riscos de contaminação, uma vez que nem todos fazem um uso da adequado do mar, despejando lixo e até fezes ou urina na água. Mas o maior problema são os esgotos. “Se há conteúdo gastrointestinal na água, há micro -organismos causadores de doença, pois eles se alimentam disso”, explica Gustavo Johanson. Em alguns locais, a concentração de vírus, bactérias e protozoários é tão grande que a água fica imprópria para banho. Quando em contato com a pele ou ingerida – diretamente ou em alimentos – pode causar doenças.

Entrar no mar em condições impróprias para banho é prejudicial à saúde

Conheça os problemas causados pela água imprópria e entenda por que você deve evitá-la. 1.Gastroenterite: É a mais comum entre as doenças que se pega na água imprópria para banho. A gastroenterite pode ser causada por bactérias, protozoários, como as amebas, ou vírus, como o rotavírus e o norovírus. Esses micro-organismos entram no corpo quando a pessoa ingere água contaminada, ainda que em pequenas quantidades, ou alimentos que tiveram contato com ela. De maneira geral, os sintomas são vômito e diarreia, mas também pode haver cólicas, febre e sangue nas fezes. “Esse quadro costuma durar de dois a cinco dias”, diz Gustavo Johanson. “O principal tratamento é a hidratação, pois a pessoa perderá muita água”, completa. Se for causada por um vírus, não há tratamento a não ser esperar. Porém, se a gastroenterite for causada por uma bactéria ou protozoário, pode ser necessário tomar medicamentos. E só um exame consegue

determinar o causador da doença. Então, se sentir os sintomas acima, não hesite: procure um médico. 2.Hepatite A: Essa doença é causada por um vírus que chega à água pelas fezes de pessoas infectadas. A contaminação é por via oral, ou seja, pela boca, através da água ou de alimentos que tenham o vírus – ele consegue sobreviver por cerca de quatro horas na pele, após o banho de mar. “Não vemos com frequência, mas pode acontecer”, alerta Karla Cristiane Pinto, bióloga da Cetesb (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental). Mesmo contaminadas, algumas pessoas não sentem nada. Porém, a hepatite A pode causar náusea, vômito, febre, inchaço do fígado e icterícia, que deixa o corpo amarelado, mas é mais perceptível nos olhos. A doença leva entre duas e quatro semanas para ser curada, e o tratamento deve ser feito com a orientação do médico. 3.Micose: É uma infecção causada por fungo. A contaminação acontece pelo simples contato com a água contaminada. Os sintomas

são variados: dependendo do tipo de micro-organismo, podem provocar vermelhidão, coceira e descamação da pele. O tratamento é feito com a aplicação, diretamente na parte infectada, de remédios indicados pelo médico. Em geral, as micoses melhoram em uma semana. 4. Conjuntivite: Essa inflamação na região dos olhos pode ser causada por vírus, bactéria ou protozoário. “Mais de 90% das vezes é vírus”, diz Gustavo Johanson. Embora a forma de contágio mais comum seja pelo contato com alimentos ou objetos manipulados pelo doente, ela pode acontecer também pela água contaminada. A conjuntivite causa vermelhidão, inchaço e secreções na região infectada, e dura, em média, de sete a dez dias. O tratamento varia conforme o micro-organismo causador da doença. Em alguns casos, é necessária a aplicação de um colírio específico, que deverá ser indicado por um oftalmologista. 5. Leptospirose: É mais comum na água doce, mas também pode ser contraída no mar. Essa doença é causada por uma bactéria eliminada com a urina de ratos. Esses micro-organismos chegam às praias com a ajuda das chuvas, frequentes no verão, que transportam a bactéria para rios, córregos e canais que desembocam no mar. Os sintomas principais são febre e dor no corpo, principalmente nas panturrilhas, mas também podem ocorrer náusea e vômito. O tratamento é feito com antibióticos indicados pelo médico e o doente pode levar cerca de sete dias para se curar.

o Ministério da Saúde, terão prioridade SUS oferecerá teste para Aids Segundo ao novo método as populações prioritárias que por fluido oral a partir de março apresentam maior vulnerabilidade à infecção pelo HIV Um novo teste rápido de Aids realizado por fluido oral estará disponível no SUS (Sistema Único de Saúde) a partir de março de 2014, informou na última quarta-feira o Ministério da Saúde. O resultado ficará pronto em até 30 minutos. Em um primeiro momento, o teste será utilizado por 40 ONGs parceiras do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde que atuam em 21 Estados e no Distrito Federal. Segundo o Ministério da Saúde, terão prioridade ao novo método, durante essa fase inicial - prevista para iniciar em março do próximo ano - as populações prioritárias que apresentam maior vulnerabilidade à infecção pelo HIV (homens que fazem sexo com homens, gays, profissionais do sexo, travestis, transexuais, pessoas que usam drogas, pessoas privadas de liberdade e em situação de rua). “Em um segundo momento, o diagnóstico estará disponível para todas as pessoas que quiserem realizá-lo, inclusive como autoexame. A sua grande vantagem é a segurança e a confia-

bilidade, além de não necessitar de infraestrutura laboratorial”, afirmou o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, em nota. A partir do segundo semestre do próximo ano, o novo diagnóstico será ofertado para a população em todas as campanhas do “Fique Sabendo”, nos serviços do SUS que atendem as populações vulneráveis e nas farmácias da rede pública. Testes com essa metodologia e que tiverem registro na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) também poderão ser vendidos em farmácias da rede privada. “As pessoas que, eventualmente, não se sintam à vontade para ir a um centro de saúde ou num laboratório, poderão fazer o teste com privacidade, em sua própria

casa, no horário e da forma que quiserem”, disse o ministro. Sobre o tema, a Secretaria de Vigilância em Saúde do ministério publicou no Diário Oficial da União desta quarta-feira a portaria nº 29, que aprova o Manual Técnico para o Diagnóstico da Infecção pelo HIV em Adultos e Crianças.


HOJE NOTÍCIAS - MARINGÁ

DOMINGO A TERÇA-FEIRA, 22 A 24.12.13

Geral Prefeitura implantará licenciamento ambiental

7

“A municipalização do Licenciamento Ambiental é uma necessidade que chegou ao prefeito Roberto Pupin através de diversas demandas locais, principalmente para agilizar a instalação de um grande número de empresas que procuram Maringá”

A medida vai agilizar a instalação de empresas na cidade, afirma o secretário de Meio Ambiente A prefeitura de Maringá vai assumir o trabalho de Licenciamento Ambiental no município a partir de 2014. Em todo o Estado a função é exclusiva do IAP - Instituto Ambiental do Paraná - e atualmente a única cidade credenciada para fazer a emissão desse documento no âmbito municipal é Curitiba. “A municipalização do Licenciamento Ambiental é uma necessidade que chegou ao prefeito Roberto Pupin através de diversas demandas locais, principalmente para agilizar a instalação de um grande número de empresas que procuram Maringá”, explica o secretário do Meio Ambiente, Umberto Crispim de Araújo. Segundo ele, desde o início do ano foi mobilizada uma equipe habilitada para montar toda a documentação: “Para dar uma ideia da extensão do trabalho, dentre as dezenas de documentos e ações precisamos fazer um apanhado com a legislação local relacionada ao meio ambiente, comprovar que a SEMA está estruturada e com capacidade profissional, que a cidade tem fundo específico para o meio ambiente com dotação orçamentária para

O secretário Umberto Crispim de Araújo concluindo a documentação entregue ao Conselho Estadual do Meio Ambiente

2014, a existência de conselho municipal específico e com caráter deliberativo, Plano Diretor, sistema de informatização a respeito, etc”. O secretário também destaca a parceria dos vereadores da Câmara Municipal, que entenderam o licenciamento como necessário inclusive para maior proteção do meio ambiente e aprovaram a lei específica por unanimidade de votos. RESPONSABILIDADE A documentação completa que foi protocolada (número 13.033.980.8) no Conselho Estadual do Meio Ambiente no último dia 18 pelo próprio secretário Crispim, inclui detalhes legais que regulamentam o “funcionamento do licenciamento ambiental no Município de Maringá”. Especifica, entre outros itens, a atribuição sobre a educação, controle, vigilância, fiscalização para as providencias necessárias de

preservação contra todo tipo de poluição que possa afetar o meio ambiente (fauna, flora, água, ar e solo) a saúde e o bem-estar da população, com previsão sobre impactos ambientais causados também por atividades sociais e econômicas. Explica o secretário, que tão logo seja outorgada a municipalização, a SEMA contará com a importante participação do IAP de Maringá para o treinamento dos profissionais, pelo menos 15, que trabalha-

rão do setor específico que precisará ser criado no município: “Há muito trabalho a ser feito. Essa delegação de atribuições amplia o leque de responsabilidades e obrigações, mas em contrapartida dá força para que o município resolva por si os problemas de forma legal mais ágil, sem prejudicar inclusive a instalação de empreendimentos que vão gerar progresso, renda e postos de trabalho, sem consequências negativas para o meio ambiente”.

Maringá FC joga primeiro amistoso O time joga, neste domingo, contra o Operário, em Ponta Grossa

O Maringá FC teve jogadores, uniformes e patrocinadores apresentados esta semana na prefeitura. A apresentação da equipe lotou o salão de reuniões, com destaque para o prefeito Roberto Pupin, o secretário de Indústria e Comércio do Paraná, Ricardo Barros, o vice-prefeito Cláudio Ferdinandi, vereador Belino Bravin, secretários municipais, diretoria do time e das empresas que passam a patrocinar a equipe. Neste domingo, o time faz seu primeiro amistoso contra o Operário, em Ponta Grossa.

APOIO OFICIAL O presidente de Honra da equipe, Domingo Regini “Zebrão”, destacou a luta para alcançar a divisão de elite do futebol do Paraná, agradecendo diretores e atletas pelo sucesso, prefeito e patrocinadores pelos novos apoios, garantindo que a equipe fará sua parte. O prefeito Roberto Pupin elogiou a luta do time para ascender à primeira divisão, agradeceu empresários, principalmente o patrocinador master, Santa Rita Saúde, garantindo que está fazendo e

A apresentação contou com a presença do prefeito Roberto Pupin, o secretário de Indústria e Comércio do Paraná, Ricardo Barros, o vice-prefeito Cláudio Ferdinandi e o vereador Belino Bravin

fará sua parte que consiste na busca dos patrocinadores para proporcionar o suporte necessário para a equipe. Disse que a volta do futebol um compromisso que fez com a população, assinalando que a equipe precisa se preparar bem porque a torcida maringaense é exigente. Pupin encerrou afirmando que para o próximo ano espera ajudar ainda mais o time. PATROCÍNIO E SÓCIOS Em nome do patrocinador master, Carlos Augusto Ferreira, CEO do Santa Rita Saúde destacou que esporte é saúde, é vida, e que por esse motivo o grupo que representa investe forte no esporte e agora também na mais popular das modalidades esportivas do país, o futebol. Disse que a contribuição do Santa Rita é uma aposta na saúde e preenchimento de uma lacuna, acreditando que o Maringá FC vencerá muitos campeonatos. Segundo o secretário de Indústria, Comércio e Assuntos do Mercosul, Ricardo Barros, é importante que o novo time que representa a cidade começa com credibilidade e bem estruturado, contando com apoio da prefeitura e do empresariado. Também destacou a importância de uma base concreta formada pelos torcedores para que a equipe tenha receita constante, com a torcida ganhando na qualidade do time e também em seu investimento. A campanha para angariar associados prevê uma mensalidade de apenas R$ 30, onde o torcedor terá entrada acesso privilegiado no estádio pagando meia entrada e ganhando um cartão de crédito que valerá vantagens em vários estabelecimentos comerciais como lojas de shoppings e supermercados. Ou seja, ao se associar o torcedor terá retorno do valor que investir para a manutenção e melhoria da equipe.


HOJE NOTÍCIA

www.hnews.com.br, o novo O site do Jornal Hoje Notícias foi completamente reformulado, para melhor satisfazer nossos leitores. O endereço www.hnews.com.br vai ao ar no domingo a meia noite. No entanto, apresentamos em primeira mão a algumas autoridades da cidade e profissionais da área de Comunicação. Todos ficaram contentes com a qualidade do resultado. Roberto Pupin, prefeito de Maringá

“O site ficou muito atrativo e dinâmico. É mais um bom espaço para informação e divulgação das coisas da nossa cidade”

Luiz Nishimori, Deputado Federal

Muito bom esse portal, é muito fácil de ser usado. O conteúdo fica bem distribuído e as seções são bem claras e definidas Tito, diretor da Única propaganda

“Gostei muito da disposição do conteúdo, moderno, atrativo e completo, assim considero o novo portal HNEWS” Milton Ravagnani, secretário de Comunicação Social de Maringá

“Gostei da leveza da diagramação e do azul nas retrancas. A TV online também é uma boa sacada que pode ser muito bem aproveitada pelo site”

Gabriela Rotta, diretora de conteudo Hnews

“Escolhemos a Byte a Byte para desenvolver o projeto do novo portal HNEWS na certeza em termos o resultado esperado” Ricardo Barros, secretário da Indústria e Comercio do Paraná

“Gostei muito do novo portal HNEWS, claro, objetivo e de fácil leitura. A disposição do conteúdo permite rápido entendimento” Thomé, proprietário da Sol propaganda

“Muito sucesso ao novo portal do Hoje. Esperamos que as notícias sejam sempre boas para vocês. Parabéns!” Geraldo Irineu, secretário de Comunicação Social de Sarandi

“Do jeito que eu gosto. O novo portal HNEWS ficou bonito e atraente. Espero que o sucesso acompanhe sempre o trabalho dessa equipe”


DOMINGO A TERÇA-FEIRA, 22 A 24.12.13

AS - MARINGÁ

9

o endereço da comunicação Desenvolvido com as mais atuais ferramentas web

O desenvolvimento do portal Hnews, foi um projeto pensado cuidadosamente, tendo como objetivo principal a disponibilização de uma ferramenta para os internautas terem como referência em atualidades, notícias e informações para todos os públicos. O Website foi desenvolvido pautado nas ferramentas mais atuais de desenvolvimento web, utilizando recursos de animação em CSS3 e HTML5, ferramentas em javascript para o parimoramento da navegação, otimização para os motores de Busca (utilizando técnicas de SEO), criptografia de dados para garantir maior segurança, além de outras tecnologias de forma a melhorar a experiência do internauta durante a navegação no site, permitindo maior facilidade de acesso à informação em um visual limpo e agradável. Este projeto é o início de uma parceria de trabalho entre a Byte a Byte e o Jornal Hoje, onde o trabalho em conjunto produzirá so-

luções inovadoras e criativas, visando a criação de ferramentas para o crescimento regional e a divulgação da informação.

Byte a Byte, desenvolvendo projetos personalizados

Equipe de trabalho Byte a byte

A Byte a Byte iniciou suas atividades em 2009, na cidade de Maringá - PR e conta com estrutura e equipe capacitada para a hospedagem e o desenvolvimento de web sites, lojas virtuais, intranets, softwares e ainda a realização de campanhas publicitárias através da internet. Acreditamos que cada empresa é única e possui características próprias, por isso, desenvolvemos projetos personalizados para as empresas, de forma a oferecer soluções que possuam as características da empresa e valorize ainda mais seus pontos fortes. Com espírito inovador, a Byte a Byte procura sempre projetar soluções criativas e inteligentes para seus clientes, com o intuito de promover sempre o crescimento e o aprimoramento das características das empresas, afim de que a apresentação da empresa na internet seja feita de forma eficiente e inovadora.

Soluções criativas e inteligentes Arthur Vinícius Ferreira, sócio proprietário da Byte a byte

“Procuramos sempre projetar soluções criativas e inteligentes para nossos clientes, para que a apresentação da sua empresa na internet seja feita de forma eficiente e inovadora”

André Rueda Martins, sócio proprietário da Byte a byte

“O Website foi desenvolvido pautado nas ferramentas mais atuais de desenvolvimento web, utilizando recursos de animação em CSS3 e HTML5, entre outros”


10 DOMINGO A TERÇA-FEIRA, 22 A 24.12.13

HOJE NOTÍCIAS - MARINGÁ

Comportamento

Tomar banho com água sanitária diluída poderia ajudar a tratar algumas doenças da pele e até retardar o envelhecimento, sugeriu um novo estudo conduzido por pesquisadores americanos.

Chefes homens lideram preferência de funcionários

Nos EUA, 35% dos entrevistados preferem ser subordinados a um homem e especialistas apontam a mesma tendência no Brasil Se puderem escolher, os norte-americanos ainda preferem ter chefes homens a chefes mulheres, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Gallup. O índice é de 35% contra 23% dos que preferem chefes mulheres (enquanto 40% são indiferentes ao gênero). A boa notícia é que nunca antes na história daquele país uma parcela tão significativa revelou tanta preferência por ter chefes mulheres – na primeira edição da pesquisa, em 1953, apenas 5% preferiam trabalhar para uma mulher. “O Brasil tende a acompanhar as tendências de comportamento dos americanos, mas com certo atraso, então, aqui a preferência por chefes homens deve ser um pouco maior”, avalia Deb Xavier, criadora da Jogo de Damas, consultoria de fomento ao empreendedorismo feminino. Para Homero Reis, presidente da Homero Reis e Consultores, a preferência por chefes homens reflete o perfil cultural da sociedade. Em países que caminham, embora a passos lentos, para diminuir a clivagem entre os gêneros – caso dos Estados Unidos e do Brasil – Homero aponta os desafios para as líderes atuais. “Segundo pesquisas, elas têm os mesmos desafios que os homens: resultado, otimização, relacionamento, capacidade inovadora e criativa”. Apesar de terem os mesmos desafios, a resposta de líderes homens e mulheres tende, de fato, a ser diferente. Por experiência, Homero engrossa o coro do senso comum sobre o estilo feminino de chefia. “As mulheres são mais afetivas, multitarefas, menos explosivas. Elas desenvolvem o acolhimento, são menos focadas, mas têm uma visão mais plural. Já os homens são mais agressivos, mais focados, tem uma maior explosividade”. Bia Bernardi, 29, secretária executiva, concorda com a análise e prefere ser chefiada por mulheres: “No dia a dia, há uma maior segurança em trabalhar com chefe mulher: os homens são mais rígidos na entrega de resultados, em não aceitar desculpas. Quem tem uma visão mais endurecida entende as coisas de uma forma mais binária: ou é ou não é. Ou deu certo ou não deu, mas só pode dar certo. A chefe mulher entende que pode haver falhas inerentes ao processo. É uma visão mais humana”.

O funcionário público federal Washington Luiz Valero Fernandes destaca outro ponto positivo das chefes mulheres: “Se surge um problema ou um desmembramento inesperado, a mulher pode até ficar com raiva, mas daí ela vai ao banheiro e volta dizendo ‘a gente vai fazer e a gente vai conseguir’. O homem, até chegar a esse ponto, já encheu o saco de muita gente. Eu mesmo fico muito tempo contrariado e depois é que vou estabelecer planos de ação. A mulher precisa de um tempo muito pequeno para colocar a raiva pra fora e se recompor. Acho que a chefe mulher é mais bem-resolvida com o poder”. O favoritismo pelos chefes masculinos é grande mesmo entre elas: enquanto 32% afirmam não ter preferência, 40% das mulheres escolheriam ser chefiada por um homem. Não há uma resposta simples para essa aparente contradição. “As mulheres podem preferir trabalhar para um homem para ser sentirem menos pressionadas, já que alguns homens partem do princípio de que elas são menos capazes [de alcançar altos resultados]. Existe uma cobrança mais velada da mulher contra a chefe mulher, em parte pela questão da competição: se você está num grupo de gordinhas e uma emagrece, todas se sentem pressionadas para emagrecer. E, de fato, é comum que chefes mulheres cobrem mais das subordinadas porque foi difícil para ela chegar lá e mesmo assim elas venceram”, observa Deb. A engenheira civil Elite Barbosa Patez, 33 anos, é uma das que preferem chefes homens e expli-

ca por quê: “Acho que o tratamento dos chefes homens é melhor, mais paciente, do que o das chefes mulheres. Nunca tive problemas com chefes mulheres, mas acho que elas são um pouco mais autoritárias, talvez por uma certa necessidade de autoafirmação, tanto com homens quanto com mulheres”. Na hora das críticas, porém, a mulher ainda enfrenta o pior dos dois mundos. “Quando uma mulher chega a uma posição de poder recebe críticas por conta da própria feminilidade, como no caso da Hillary Clinton, que foi atacada por conta do visual. Se é dócil, é porque não tem pulso firme; se tem pulso firme, vira

35% dos entrevistados preferem chefes homens, contra 23% dos que preferem mulheres

‘durona’, como acontece com a presidente Dilma Rousseff. É uma questão de construção social: quando a mulher faz algo errado é por causa do gênero, enquanto o homem é analisado enquanto indivíduo”, analisa Deb. “Quando você vive na perspectiva de uma sociedade masculina, a tendência é fazer uma avaliação pelo elemento dominante. O fato de haver mulheres criticando mulheres [por esse viés] é resultado desse modelo de sociedade. Vivemos um período de transição para a mulher”, concorda Homero, que vê bons ventos continuando a soprar para as mulheres na liderança. “A gente só joga pedra na pipa que está voando”, conclui.


HOJE NOTÍCIAS - MARINGÁ

DOMINGO A TERÇA-FEIRA, 22 A 24.12.13

11

Cidade Clube de Astronomia de Marialva leva estudo às escolas Quem diria que a capital da uva fina conta com um clube de astronomia? O CAEH (Clube de Astronomia Edmond Halley) surgiu a partir da ideia do professor de matemática Maico Antônio Zorzan.

Primeira observação solar com o CAEH e Grupo Centaur

Andrea Sakugawa Agência CHN Quem diria que a capital da uva fina conta com um clube de astronomia? O CAEH (Clube de Astronomia Edmond Halley) surgiu a partir da ideia do professor de matemática Maico Antônio Zorzan. Com o desejo de colocar o conceito em prática, chamou o amigo e professor de física, Wilson Guerra, para ajudá-lo na missão. Após a concretização da proposta e muitos estudos, a primeira observação pública ocorreu em 01 de setembro de 2011 na Praça Madre Rafaela Ybarra, em Marialva. Atualmente, as atividades são realizadas com frequência na cidade natal e uma vez por mês em Maringá. Conforme Zorzan, o clube

Primeiro teste do Celestron C14

RESULTADOS (ENTRE 01/09/2011 E 01/09/2013) • 39 observações públicas; • 8 palestras públicas; • 2 Acampamentos astronômicos; • 1 Encontro paranaense de astronomia; • Mais de 9 mil pessoas atendidas em atividades.

tem como objetivo principal levar o estudo dos corpos celestes às escolas e ao público infantil, que tem a oportunidade de entrar em contato com o tema não abordado no cotidiano. As aulas são compostas por partes teóricas e práticas, em que as crianças aprendem a respeito da Astronomia, assim como são orientadas a criar e utilizar instrumentos para a observação. “Sempre gostei muito do assunto e realizei várias pesquisas na área. Nosso clube busca divulgar esse conheci-

mento com um viés educativo”, diz. Além de escolas em Marialva, o clube atende instituições em Maringá, Sarandi, Jandaia do Sul, Cruzeiro do Sul e outras cidades da região. A fabricação de foguetes para uso didático – lançamentos e experimentos – também entra na lista de atividades do CAEH. Os projéteis são desenvolvidos dentro do próprio grupo, formado por vários profissionais, na sua maioria físicos e químicos.

Atualmente composto por 24 membros voluntários de Marialva e Maringá, o clube é independente e não tem fins lucrativos. Aberto a toda comunida-

de e com o propósito de divulgar a astronomia, o CAEH realiza observações públicas, palestras, encontros acerca do tema e dois acampamentos anuais.

Acampamento de Astronomia em Marialva – 03/12/2011

Marialva prestigia Os Arautos do Evangelho Andrea Sakugawa Agência CHN Na última quinta feira (19), todo o comércio e consumidores de Marialva prestigiaram a marcha dos Arautos do Evangelho, uma Associação Internacional de Fiéis de Direito Pontifício. O grupo que tem como propósito pregar o evangelho marchou pela Av. Cristóvão Colombo e fez uma apresentação em frente à famosa “Casa do Papai Noel”. A apresentação de músicas sacras fez com que muitos marialvenses parassem para admirar a orquestra.


12 DOMINGO A TERÇA-FEIRA, 22 A 24.12.13

HOJE NOTÍCIAS - MARINGÁ


HOJE NOTÍCIAS - MARINGÁ

PUBLICIDADE

DOMINGO DOMINGOAATERÇA-FEIRA, TERÇA-FEIRA,22 22AA24.12.13 24.12.13

5 13

Economia Paraná é o terceiro Estado do país que mais criou empregos

Noma Motors “O Paraná é terceiro estado do país que mais criou empregos de janeiro a novembro de 2013”

O Paraná é terceiro estado do país que mais criou empregos de janeiro a novembro de 2013. Foram 132.563 empregos com carteira assinada, o que representa um aumento de 5,14 % em relação ao estoque de trabalhadores de dezembro de 2012. No mesmo período, São Paulo criou 439.024 vagas, e Minas Gerais, 138.638 vagas. No Sul, Santa Catarina criou novos 110.653 postos de trabalho e o Rio Grande do Sul, 117.587 vagas, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, divulgados na última sexta-feira. Nos últimos doze meses, o Paraná criou 88.012 postos de trabalho, o que representa crescimento de 3,35% no nível de emprego. Em novembro, o Paraná teve um saldo de 5.009 vagas, aumento de 0,19% em relação ao estoque de assalariados com carteira assinada do mês anterior. Os setores que mais criaram vagas no Estado foram o Comércio (6.680 empregos) e Serviços (2.336 postos de trabalho). Em contrapartida, a Indústria de Transformação e a Construção Civil registraram queda de emprego de 2.016 postos e 1255 empregos. A Região Metropolitana de Curitiba registrou aumento de 1.317 empregos formais em relação ao mês anterior, aumento de 0,12%. No interior do Estado foram criados 3.692

postos, aumento de 0,23%. O secretário estadual do Trabalho, Luiz Claudio Romanelli, considera que os resultados reforçam os dados positivos sobre a economia paranaense. “Nestes três anos do governo Beto Richa foram criados 344.481 empregos com carteira assinada, um resultado que coloca o Paraná entre os três Estados que mais criaram empregos no país. De janeiro a novembro deste ano, o Paraná também é o terceiro Estado que mais criou empregos no país, atrás apenas de São Paulo e de Minas Gerais. São números muito expressivos que confirmam o bom momento que o Estado vive”, afirmou Romanelli. Ele lembrou que, segundo os dados do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes), o Produto Interno Bruto (PIB) do Estado cresceu 4,7% até outubro e deverá fechar o ano neste patamar, enquanto o PIB do Brasil deverá fechar o ano com crescimento de 2,3%. “A economia do Paraná cresce e tem uma política de atração de investimentos que vai gerar ainda mais desenvolvimento e empregos nos próximos anos. Tudo isso é fruto do diálogo e do bom ambiente de negócios que o governador Beto Richa resgatou para o nosso Paraná”, disse o secretário.

Cai o ritmo de aumento de preços na construção civil

O Índice Nacional de Custo da Construção do Mercado (INCC-M) encerrou o mês de dezembro com alta de 0,22% ante 0,27%, em novembro. No acumulado do ano e dos últimos 12 meses, o índice alcançou 8,05%. Elaborado pela Fundação Getulio Vargas, o INCC-M afere a evolução dos custos de construções habitacionais. É uma estatística contínua, de periodicidade mensal para os 18 municípios das seguintes capitais de estados do país: Aracaju, Belém, Belo Horizonte, Brasília, Campo Grande, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, João Pessoa, Maceió, Manaus, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo e Vitória. Foram constatadas reduções no ritmo de remarcações de preços tanto em relação a materiais, equipamentos e serviços (de 0,29% para 0,23%) quanto nos números referentes a mão de obra (de 0,25% para 0,21%). Nos últimos 12 meses, o que mais pesou no custo das obras foi

a mão de obra com alta de 9,7%. Já a compra de materiais, uso de equipamentos e serviços onerou os gastos em 6,32%. Entre os principais itens com decréscimo estão os produtos para acabamento (de 0,62% para 0,32). Em sentido oposto, houve maior pressão no segmento de serviços, com destaque para refeições pronta no trabalho (de -0,26% para 0,34%.) A nota técnica da FGV justifica que o valor pago pela mão de obra perdeu força em razão do dissídio coletivo ocorrido no Recife. Seis das sete capitais onde é feita a pesquisa apresentaram queda na velocidade de aumentos: Brasília com -0,05% ante 0,12%; Belo Horizonte, com 0,04% ante 0,23%; Recife com 2,29% ante 2,71%; Rio de Janeiro, com 0,21% ante 0,23%; Porto Alegre com 0,03% ante 0,09% e São Paulo com 0,11% ante 0,12%. Houve elevação apenas em Salvador, com a taxa passando de 0,09% para 0,28%.

BRASIL - Em novembro, foram criados 47.486 empregos formais celetistas, o melhor resultado dos últimos três anos, representando um crescimento de 0,12% em relação ao estoque do mês anterior. No acumulado do ano, o emprego cresceu 3,91%, equivalente ao acréscimo de 1.546.999 postos de trabalho. Nos últimos 12 meses, verificou-se o incremento de 1.043.918 postos de traba-

lho (+2,61%). Os principais setores responsáveis pela criaão de empregos no mês em análise foram o Comércio (+103.258 postos) e os Serviços (+44.825 postos), cujos saldos mais que superaram a perda ocorrida em outros setores da economia particularmente na Indústria de Transformação (-34.266 postos, Agricultura (-33.183 postos) e na Construção Civil (-31.770 postos)


14 DOMINGO A TERÇA-FEIRA, 22 A 24.12.13

HOJE NOTÍCIAS - MARINGÁ

PUBLICIDADE LEGAL


PUBLICIDADE LEGAL

HOJE NOTÍCIAS - MARINGÁ

DOMINGO A TERÇA-FEIRA, 22 A 24.12.13

15

ços entre vocês e aliviar o estresse, que desencadeia processos infamatórios em vários sistemas do corpo. Dar risada melhora o sistema cardiovascular, massageia os órgãos internos, movimenta vários músculos e libera endorfinas, capazes de inibir a

ação do cortisol, o hormônio do estresse. E um abraço, então? Um bem apertado, de oito segundos, libera oxitocina, substância que relaxa, aumenta a confiança e melhora a memória. Vamos celebrar!

PUBLICAÇÕES

A maratona de happy hours, festas e jantares comuns nesta época do ano pode deixar você exausta, mas acredite: vale o esforço. Conversar com uma amiga, nem que seja para dividir um problema ou chorar as pitangas sobre o trabalho, é uma forma de reforçar os la-

3025-9700

Aliviar o estresse, melhorar o sistema cardiovascular, proporcionar sensação de bem-estar... além de fazer bem para a saúde do cérebro, se divertir nas festas de final de ano faz bem para a sua saúde do corpo

EXPRESS

Festejar faz bem à sua saúde

LIGUE

PUBLICOU

COMERCIAL@HOJENOTICIASPR.COM.BR

RECEBEU

PUBLICIDADE LEGAL


16

DOMINGO A TERÇA-FEIRA, 22 A 24.12.13

HOJE NOTÍCIAS - MARINGÁ

EDUCAÇÃO

Mercadante confirma eliminação de 1.522 candidatos por irregularidades no Enem Flávia Albuquerque Agencia Brasil O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, confirmou hoje (20) a eliminação de 1.522 candidatos ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2013 por tentativa de fraude. “Só em Minas Gerais, foram 396”, disse o ministro, após participar do lançamento da Frente de Prefeitos para o Desenvolvimento da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Ele garantiu, porém, que não houve fraude na organização do exame deste ano. Segundo Mercadante, o Ministério da Educação (MEC) trabalha antes,

durante e depois do Enem, para evitar qualquer tipo de irregularidade, como a que foi investigada pela Polícia Civil de Minas Gerais. Ele disse que o MEC e a Polícia Federal, que agora está com o caso, formaram uma parceria muito construtiva, trabalhando até no dia do exame, para ter o flagrante. De acordo com investigações da Polícia Civil de Minas Gerais, a quadrilha suspeita de ter fraudado as provas do Enem deste ano é também acusada de fraude de vestibulares de medicina. Conforme as apurações, os criminosos agiram em Barbacena, região central do

estado, vendendo gabaritos a candidatos por preços que variavam de R$ 70 mil a R$ 100 mil. Os resultados repassados aos candidatos eram do caderno amarelo de questões do exame. Mercadante ressaltou que a Polícia Civil de Minas Gerais, que investigou o caso durante nove meses, ainda não encaminhou ao MEC o nome dos envolvidos na fraude e garantiu que as irregularidades serão apuradas com rigor. “Não recebemos nenhum nome para confirmar quem são os participantes, de qual escola, para fazermos os cruzamentos possíveis em relação à prova”, disse o ministro.

Ministro da Educação, Aloizio Mercadante

Jornal Hoje Notícias (22 e 23 12 13)  

Jornal Hoje Notícias