Esta é a Gazeta do Interior de maio de 2022

Page 1

Uchôa | Nova Aliança | Cedral | Guapiaçu | Tabapuã | Novais | Catiguá | Potirendaba | Ibirá | Bady Bassitt | Urupês | Elisiário

ANO 11 | Edição nº 129 | maio de 2022 www.gazetainterior.com.br


2

25 de maio de 2022

Aceitamos:

GAZETAdoINTERIOR


Uchôa | Nova Aliança | Cedral | Guapiaçu | Tabapuã | Novais | Catiguá | Potirendaba | Ibirá | Bady Bassitt | Urupês | Elisiário

ANO 11 | Edição nº 128 | maio de 2022

www.gazetainterior.com.br

TUTELAR CONVOCA PAIS DE ALUNOS FALTOSOS EM POTIRENDABA

Luiz Aranha/Gazeta do Interior

Pág. 4

Município realiza uma busca ativa por estudantes que estão com mais de três faltas consecutivas sem justificativa Luiz Aranha/Gazeta do Interior

CIDADES LATROCÍNIO EM POTIRENDABA

Polícia Civil de Potirendaba prende jovens de 18 e 21 anos suspeitos de roubarem e matarem o motorista da Cozinha Piloto da cidade, Jeferson Fernando de Souza; eles foram presos em uma pousada de Rio Preto e o caso continua em investigação Pág. 6

POLÍTICA

Bady Bassitt reforça vacinação após confirmação de casos de sarampo

DENUNCIADO POR SETE PROMOTORES

Sete promotores de justiça instauraram Inquérito Civil para investigarem supostas irregularidades praticadas pelo ex-prefeito de Potirendaba, Flávio Daniel Alves (PSD), na contratação de empresas de assessoria durante seu mandado, em 2017 Pág. 7


4

25 de maio de 2022

GAZETAdoINTERIOR

Cidades Bady Bassitt reforça vacinação após confirmação de casos de sarampo Luiz Aranha luiz@gazetainterior.com.br

B

ady Bassitt reforça vacinação após confirmação de casos de sarampo Pacientes são duas crianças, sendo uma de 1 ano e 2 meses

Luiz Aranha/Gazeta do Interior

e a outra de 4 anos; elas estão com sintomas leves e não estão hospitalizadas A Coordenadoria de Saúde de Bady Bassitt reforça a ação de imunização em massa após a confirmação de dois casos positivos de sarampo na cidade, no

Pacientes são duas crianças, sendo uma de 1 ano e 2 meses e a outra de 4 anos; uma delas é aluna da creche que recebeu ações de bloqueio dia 18/05. De acordo com o município, os pacientes são duas crianças, sendo uma de 4 anos e a outra de apenas 1 ano e dois meses. Elas estão com sintomas leves e não estão hospitalizadas. Ações de bloqueio foram realizadas na creche onde uma destas crianças estuda e também em residências próximas de onde elas moram. O município já realizou na semana passada uma ação de imunização em massa contra a tríplice viral, que é o sarampo, a caxumba e a rubéola. Segundo a Coordenadoria de Saúde de Bady, é de extrema importância que toda a população, adultos e crianças, procure as salas de vacina das Unidades Básicas de Saúde para conferência e atualização da situação vacinal o mais rápido possível. A infecção viral é grave para crianças pequenas, mas de fácil prevenção por meio de vacina. A doença se espalha pelo ar por gotículas respiratórias produzidas ao tossir ou espirrar. Os sintomas do sarampo aparecem apenas de 10 a 14 dias após a exposição. Eles incluem tosse, coriza, olhos inflamados, dor de garganta, febre e irritação na pele com manchas vermelhas. De acordo com o Ministério da Saúde, não há tratamento para se livrar de

uma infecção de sarampo estabelecida, mas antitérmicos vendidos sem prescrição médica ou vitamina A podem aliviar os sintomas. O continente americano foi declarado como a primeira área do mundo livre do sarampo no dia 27 de setembro de 2016. Esse feito se deve especialmente aos projetos de imunização em massa realizados nos países locais. O sarampo, até então, tinha sido a quint a doença imunoprevenível banida das Américas. Antes dele, foram erradicadas a varíola, em 1971, a poliomielite, em 1994, e a rubéola, junto com a síndrome da rubéola congênita, em 2015. Tal conquista, segundo a Organização Pan-Americana da Saúde (PAHO/WHO), graças à vacinação. Como muitas pessoas deixaram de se vacinar com o tempo, em 2018 foram confirmados 10.346 casos da doença. No ano de 2019, após um ano de franca circulação do vírus, o Brasil perdeu a certificação de “país livre do vírus do sarampo”, dando início a novos surtos, com a confirmação de 20.901 casos da doença. Em 2020 foram confirmados 8.448 casos e em 2021, até a Semana Epidemiológica (SE) 52.668 casos de sarampo foram confirmados.


GAZETAdoINTERIOR

25 de maio de 2022

Cidades

Conselho Tutelar convoca pais de alunos faltosos em Potirendaba Luiz Aranha luiz@gazetainterior.com.br

Luiz Aranha/Gazeta do Interior

O

Conselho Tutelar de Potirendaba está convocando pais de alunos faltosos da rede municipal de ensino da cidade. A Coordenadoria de Educação do município está realizando uma busca ativa por estudantes que estão com mais de três faltas consecutivas sem justificativa. Se o cenário de exclusão escolar já era desafiador para as redes públicas de ensino, com a pandemia de COVID-19 a partir de 2020 as dificuldades aumentaram. De acordo com os profissionais de educação, o grande motivo do alto índico de faltas se dá porque muitos alunos ainda não se acostumaram com a rotina das aulas presenciais e o período de quase dois anos afastados das salas de aula, dificultou ainda mais a frequência escolar. Mesmo com o empenho destes profissionais em manter os alunos nas salas de aula, alcançar todos os estudantes têm sido um desafio, pois eles e suas famílias precisam lidar com dificuldades diversas para acompanhar o que foi proposto pelas escolas. Falta de acesso à internet, indisponibilidade de aparelhos e desmotivação são alguns aspectos relatados. Outro ponto de atenção é a situação de vulnerabilidade socioeconômica de muitas famílias, que também foi agravada com a pandemia. A Coordenadoria de Educação de Potirendaba está realizando um levantamento nas escolas municipais João Casella, Osmar Brigo, Maestro Antonio Amato e Vitório Botaro, onde estudam alunos a partir dos 4 anos de idade, para saber quantas crianças e adolescentes estão faltando da escola. As instituições têm prazo até o dia 25/05 para encaminhar os dados para a Coordenadoria, de rendimento e frequência dos alunos. Segundo a supervisora de ensino de Potirendaba, Raquel Nocente Patini, uma busca ativa está sendo realizada no município para saber qual o motivo que estes estudantes não estão frequentando a sala de aula. “Com três faltas consecutivas

Coordenadoria de Educação está fazendo busca ativa por estudantes que estão com mais de três faltas consecutivas sem justificativa

5

nós já questionamos os pais para saber o motivo da ausência. Eles justificam de forma verbal, onde alguns afirmam que estavam doentes, outros com problemas familiares, etc. Buscamos caso a caso para saber o motivo de cada aluno, pois nosso objetivo é não deixar com que o estudante fique fora da sala de aula”, explica. De acordo com o Conselho Tutelar de Potirendaba, 25 alunos da rede municipal de ensino já foram notificados devido à grande quantidade de faltas sem justificativa. Convocações estão sendo enviadas pelos Correios para que os pais ou responsáveis procurem a unidade de ensino de seu filho o mais rápido possível para regularizar a situação. Os casos, segundo o órgão, não se tratam de evasão escolar, sendo crianças com uma grande quantidade de faltas sem justificativa, porém, causa preocupação, pois isso atrapalha o desenvolvimento da criança.


6

25 de maio de 2022

GAZETAdoINTERIOR

Cidades Polícia Civil prende dois suspeitos de latrocínio em Potirendaba Gazeta do Interior e arquivo pessoal

Luiz Aranha luiz@gazetainterior.com.br

A

Polícia Civil de Potirendaba, prendeu na terça-feira (24/05), dois suspeitos de terem roubado e assassinado o motorista da Cozinha Piloto da Prefeitura de Potirendaba, Jeferson Fernando de Souza, com 16 facadas, no dia 08 de maio. De acordo com os policiais, os jovens de 18 e 21 anos estavam escondidos em uma pousada, em São José do Rio Preto. Eles são apontados de terem roubado e assassinado Jeferson após uma vaquejada na cidade. Segundo informações do boletim de ocorrência, Jeferson Fernando

Jovens de 18 e 21 anos são apontados de terem roubado e assassinado Jeferson de Souza com 16 facadas de Souza foi encontrado morto na vicinal Ângelo Micheletti na madrugada do domingo (08/05), por pessoas que passavam pelo local. A Guarda Civil Municipal foi acionada e o corpo dele, que estava sem documentos, foi

levado para o IML sem identificação. Horas após o crime o carro

da vítima foi localizado em uma estrada que liga Potirendaba ao bairro rural Vila Nova, o que levou a polícia a tratar o caso como um latrocínio, que é o roubo seguido de morte. Segundo populares, a vítima participava de uma vaquejada em uma propriedade rural entre Potirendaba e Nova Aliança, perto do local onde seu corpo foi encontrado. Policiais cumpriram os mandados de prisão preventiva na manhã da última terça-feira (24), onde os dois investigados foram trazidos para a delegacia de Potirendaba e prestam depoimento. O caso ainda continua sendo investigado.


GAZETAdoINTERIOR

25 de maio de 2022

7 Ex-prefeito de Potirendaba é denunciado por improbidade Política

Luiz Aranha luiz@gazetainterior.com.br

S

ete promotores de justiça instauraram Inquérito Civil para investigarem supostas irregularidades praticadas pelo ex-prefeito de Potirendaba, Flávio Daniel Alves (PSD), na contratação de empresas de assessoria durante seu mandado, em 2017. Os danos causados aos cofres públicos ultrapassam R$ 1 milhão, segundo o Ministério Público. De acordo com ação de improbidade administrativa com enriquecimento ilícito e prejuízo ao erário, logo que assumiu o mandado, Flávio, orientado pelo então assessor de gabinete, Anízio Antônio da Silva, determinou aos coordenadores que solicitassem a contratação de assessorias especializadas. A partir daí, processos de licitação passaram a ser simulados com o propósito a contratação de empresas de assessoria previamente escolhidas por Anízio. Anízio, segundo a apuração do Ministério Público, possuía um gabinete no interior da Prefeitura, onde, mesmo sem ocupar oficialmente um cargo público no Município, passou a ditar as regras na administração. Era ele quem decidia pelas nomeações e transferências de servidores, bem como pelas contratações de empresas, em especial as prestações de serviços de assessoria. Ainda de acordo com o MP, Anízio tinha se envolvido em diversos atos de improbidade administrativa no município de Buritama (SP), onde exercia cargo de Diretor do Departamento de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Meio Ambiente, e, filiado ao PSD, tinha concorrido ao cargo de Prefeito pela coligação “Buritama não pode parar”. Em Potirendaba, Anízio foi nomeado como Chefe de Gabinete em outubro de 2017. Depois ele foi nomeado para o cargo de Coordena-

dor de Planejamento e Gestão, onde foi exonerado em 18 de abril de 2018. Dentre as diversas assessorias contratadas, a primeira delas que chama a atenção, cuja ilegalidade salta aos olhos, é a contratação da empresa Natália Prado da Silva-ME, com nome fantasia “Pixel Comunicação”, cuja propriedade é da filha de Anízio. Ela tinha sido contratada com o inusitado objeto de “prestação de serviços em assessoria, encaminhamento de documentação em repartições públicas, acompanhamento de propostas de convênios e emendas ao orçamento em geral da União e do Estado de São Paulo”. No dia 05 de abril de 2017, Flávio então determinou ao então Coordenador da Administração, que solicitasse a contratação de empresa para a prestação de serviços técnicos especializados na área de consultoria de gestão pública no valor de R$ 78 mil. Os orçamentos que acompanharam o pedido já tinham sido obtidos por Anízio: Facundo Tecnologia, Consultoria e Assessoria: R$ 78 mil; Natália Prado da Silva-ME “Pixel Comunicação”: R$ 84 mil e F.D. Rocha Consultoria e Tecnologia Eireli-ME: R$ 78.600,00. Natália, que de início tinha dado um orçamento no valor de R$ 84 mil, apresentou proposta, para os mesmos serviços, no valor de R$ 63 mil. “Como poderia ter reduzido, em poucos dias, o seu preço em 25%? Só mesmo em se tratando de uma simulação combinada com as outras duas empresas”, diz trecho da ação do MP. Com isso, o Ministério Público pediu que seja decretada a indisponibilidade dos bens dos cinco réus, até o limite de R$ 144.809,64 – valor estimado do dano mais a multa de até duas vezes. Pede ainda o ressarcimento integral do dano, com a devolução aos cofres públicos do valor de R$ 45.900,00, valor este que deverá ser corrigido monetariamente da data do desembolso, até a data do efeito ressarcimento e

acrescido de juros legais, além da perda da função pública e a suspensão dos direitos políticos de 5 a 8 anos. Além do Promotor de Justiça de Potirendaba, Rodrigo Vendramini, assinaram a ação os promotores de justiça do Projeto Especial Tutela Coletiva, Arthur Antonio Tavares Moreira Barbosa, Bruno Orsatti Landi, José Carlos de Oliveira Sampaio, José Cláudio Zan, Leonardo Romano Soares e Ricardo Manuel Castro.

O juiz da comarca de Potirendaba, Marco Antonio Costa Neves Buchala, acatou a liminar do Ministério Público e decretou o bloqueio dos bens dos réus. O caso ainda continua em investigação. A Gazeta não conseguiu contato com as empresas citadas na reportagem, bem como seus representantes. O ex-prefeito Flávio ainda não respondeu nossas mensagens deixadas em seu WhatsApp.


8

25 de maio de 2022

GAZETAdoINTERIOR