Page 1

Ano 19 Edição 914

Nova Serrana/MG, 09 de novembro de 2018 – Edição 914

Nova Serrana/MG, 09 de novembro de 2018

R$ 3,00

Ações de combate à Dengue serão intensificadas Residências estão na mira

Página 5


02 NOTICIÁRIO

Nova Serrana/MG, 09 de novembro de 2018 – Edição 914

Categorias de base do União Serranense avançam para próxima fase da Copa Imef

A Categoria 2006 do União Serranense jogou na sexta-feira (2), em Belo Horizonte contra o Sintétic Bol pela Copa Imef. No tempo normal, placar de 1 a 1. Na decisão por pênaltis, mais uma vez a competência da garotada do União Serranense fez a diferença, vitória por 5 a 4 e classificação para a próxima fase. A categoria 2008 também venceu nos pênaltis o Inter Academy. O jogo aconteceu no domingo (4), no campo do Frei Ambrósio em Nova Serrana. A equipe também avançou na competição. Ainda pela Copa Imef, a categoria 2004 do Meninos de Ouro jogou contra o Aemor de BH e empatou em 2 a 2. A partida aconteceu no Complexo Esportivo Juninho Pepê em Nova Serrana. Já a categoria 2005 perdeu em casa para o Atlético por 3 a 0.

Equipe de handebol feminino do Nova Serrana Olímpica ficou com o vice-campeonato

Futsal

A equipe sub-11 de futsal do Nova Serrana Olímpica participou do Campeonato Mineiro sub-11 de Futsal na cidade de Lavras no último final de semana. Infelizmente a equipe perdeu dois dos três jogos disputados e não avançou para a fase seguinte.

Handebol

Equipe de handebol feminino do Nova Serrana Olímpica ficou com o vice-campeonato da Copa Pará de Minas de Handebol. A equipe foi derrotada pelo time de Passos pelo placar de 16x 26.

Equipes de vôlei de Nova Serrana conquistam boas colocações em competições regionais 7° Copa Voleimania

Jogando pela Copa Voleimania sub-18, em Bom Despacho, a equipe do Nova Serrana Olímpica, comandada pelo técnico Guilherme Bueno, chegou a final da competição mas foi derrotada, ficando com o 2° lugar.

Campeonato Metropolitano de Vôlei masculino

Outra equipe do Nova Serrana Olímpica jogou na sexta-feira (26) na Arena do Minas em BH pela semifinais do Campeonato Metropolitano de Vôlei Masculino mas acabou derrotada pelo Minas Tênis Clube por 3 sets a 1.

Campeonato Mineiro de Futsal sub 20

Já a equipe sub-20 de futsal do Nova Serrana Olímpica foi a Juiz de Fora para disputar o Campeonato Mineiro de Futsal sub-20. A competição aconteceu nos dias 26, 27 e 28 de outubro. A equipe iniciou com uma vitória na estreia contra Congonhas, por 6 a 4. Perdeu a segunda partida contra os donos da casa, o Tupi, por 6 a 5, e empatou a terceira partida em 3 a 3 contra Montes Claros, atuais campeões do interior. Apesar dos bons resultados, a equipe de Nova Serrana não conseguiu chegar as finais.

EXPEDIENTE maisgazeta@gmail.com Diretor Responsável: Hudson Bruno Lemos Mtb 11970/MG Editor Chefe: Jonathas Wagner Reportagens: Adilson Pacheco


Nova Serrana/MG, 09 de novembro de 2018 – Edição 914

Renúncia

Por Carlinhos Colé

E

nquanto ela prepara excepcionalmente o jantar, aproveito para me presentear com um banho mais demorado, um barbear mais meticuloso, um aparar daqueles pelos indesejáveis e teimosos de que, sobretudo nós homens, quase sempre nos descuidamos. É muito reconfortante um jorro abundante de água quente sobre o corpo cansado, num final de tarde. Prezo muito esse aconchego do lar, essa segurança de ter alguém por perto, ainda que a criticar minhas atitudes e a lembrar-me a todo momento as minhas imperfeições. É isso mesmo, normalmente a sua loquacidade cresce pra cima da minha mudez. “Não saia do banho sem camisa que o tempo está puxado para chuva. Quer pegar um resfriado?” Quando mencionei a excepcionalidade da sua ação na cozinha é porque preparar o jantar é o afazer mais prazeroso do meu dia, por isso eu o assumo com tanto gosto, mas como hoje ela tinha um prato especial concedi-lhe as rédeas do fogão. Comunico-lhe que vou dar um pulinho no bar pra tomar um vinho amargo, ela faz joia com o polegar esquerdo porque a mão direita mexe a panela. Esse momento no bar não tem muito a ver com o desejo de tomar algo, o que sempre pode ser feito em casa. É desses pequenos prazeres de que nunca deveríamos nos furtar, como um dedinho de prosa com alguém de que se gosta ou uma boa risada com um velho conhecido a quem Deus deu a graça de estar sempre fazendo graça. Ocorre-me os casos do Professor Ricardo, velho amigo dos tempos de militância na Pastoral da Juventude, a quem não vejo há muitos anos e do vizinho de bairro Luciano Vaz, a quem vejo com certa frequência, faço questão de ter uma piada sempre na agulha para a eventualidade de encontrar um desses dois. Sempre riem escancaradamente quando me veem, mesmo antes que eu lhes apresente o chiste que trago no alforje. Um dos fregueses do bar faz uma longa exposição das vantagens de estar solteiro depois de haver passado por dois casamentos malsucedidos. Fico no meu canto observando o assunto sem disposição para entrar na roda de conversa uma vez que, caso entre, seguindo a corrente natural do que acredito, terei que nadar contra a piracema. Só fico torcendo para que essa arribação encontre a nascente e possa regressar aos remansos repousantes da vida familiar. Reflito que as pessoas hoje em dia buscam relacionamentos constituídos de barganhas, só são interessantes enquanto se recebe alguma coisa em troca de algo, onde a convivência não se sustenta se não houver um código, ainda que não devidamente formulado entre as partes, dos direitos e deveres de cada um. Percebo que posso permanecer neste ambiente por horas a escutar essa conversa e nem uma vez ouvirei a palavra renúncia, esse substantivo que nesses tempos em que o bacana é levar vantagem em tudo, nomeia uma atitude garantidora da boa convivência. Abdicar dos direitos em favor do outro é uma das maiores dificuldades do ser humano, por isso os relacionamentos são tão complicados. Volto à casa com inopinada sensação de paz interior. Recordo os versos de J. G. de Araújo Jorge no belíssimo poema “Solilóquio ao entardecer”, que vem iluminar a minha reflexão: “Interessante, amor, mas vamos concluindo que a renúncia é a irmã mais velha da felicidade. Irmã Renúncia! - E só por ela, chegamos tantas vezes àquela alegria de saber quanto nos basta esse pouco que nos transborda das mãos...”

03 NOTICIÁRIO

Senac Móvel leva noções básicas de informática para alunos de Nova Serrana

A carreta do programa Senac Móvel de Informática esteve em Nova Serrana nessa semana e apresentou para cerca de 150 alunos da escola Eliana Francisca, noções básicas de informática e de marketing pessoal. O objetivo foi introduzir os estudantes no universo digital, aumentando as chances de inserção no mercado de trabalho.

Na estrutura montada na rua Renijo Alves, no bairro São Geraldo, os estudantes puderam ter o primeiro contato com programas como Word, Excel e Power Point. Durante as aulas foram trabalhados temas como criação de currículo, marketing pessoal, entrevista de trabalho, apresentação em público, entre outros.


04

NOTICIÁRIO

Nova Serrana/MG, 09 de novembro de 2018 – Edição 914

A sra. LUCÍLIA GUIMARÃES AMARAL, Oficial Interina do Registro Civil das Pessoas Naturais da cidade de Nova Serrana- MG, situado na rua Padre Libério, nº: 100, centro, tel.: (37) 3226 1425, no uso de suas atribuições e na forma da lei, faz saber que pretendem se casar

WESLEY ANTÔNIO CORREIA CAMPOS, solteiro, maior, industriário, natural de Itapecerica-MG, residência rua José Gontijo Filho, n°: 142, Jardim do Lago, Nova Serrana-MG, filho(a) de ALVIMAR ANTÔNIO CAMPOS e NADIR GONÇALVES CORREIA; e CLARICE DA CONCEIÇÃO PINHEIRO, solteira, maior, industriária, natural de Viçosa-MG, residência rua José Gontijo Filho, n°: 142, Jardim do Lago, Nova Serrana-MG, filho(a) de JOSÉ CUSTÓDIO PINHEIRO e CUSTÓDIA MIGUEL ARCANJO PINHEIRO; ENIRALF MARCELINO DA SILVA, solteiro, maior, industriário, natural de Aliança-PE, residência av. Norte Sul, nº: 1027, Concesso Elias, Nova Serrana-MG, filho(a) de SEVERINO JOÃO DA SILVA e ELIANE MARCELINO DA SILVA; e ANA MICKAELLA DE OLIVEIRA CHAVES, solteira, maior, industriária, natural de Angelândia-MG, residência rua Bambuí, nº: 1262, Concesso Elias, Nova Serrana-MG, filho(a) de MOISÉS CORDEIRO CHAVES e MARILU FERREIRA DE OLIVEIRA CHAVES; DONIZETE ANTONIO DO NASCIMENTO, solteiro, maior, agricultor, natural de Calçado-PE, residência rua Fausto Pinto da Fonseca, nº: 383, apto: 302, Parque Dona Gumercinda Martins, Nova Serrana-MG, filho(a) de ANTONIO LUIZ DO NASCIMENTO e MARINALVA MARIA DO NASCIMENTO; e QUITÉRIA MATIAS RODRIGUES, solteira, maior, industriária, natural de Calçado-PE, residência rua Pedro Martins, nº: 189, Ipiranga, Nova Serrana-MG, filho(a) de SEVERINO MATIAS NUNES e MARIA DA CONCEIÇÃO RODRIGUES NUNES; JOSÉ AUGUSTO SUARES DE LIMA, solteiro, maior, industriário, natural de Calçado-PE, residência rua Antô-

nio Araújo, n°: 18, apto: 18, Frei Paulo, Nova Serrana-MG, filho(a) de AGOSTINHO SUARES DE LIMA e CONSTANTINA MARIA DE LIMA; e JULIANA MATIAS RODRIGUES, solteira, maior, industriária, natural de Calçado-PE, residência rua Pedro Martins, n°: 189, Ipiranga, Nova Serrana-MG, filho(a) de SEVERINO MATIAS NUNES e MARIA DA CONCEIÇÃO RODRIGUES NUNES; ADILIO DE OLIVEIRA AMARAL, solteiro, maior, oficial de manutenção predial, natural de Osasco-SP, residência rua Teofilo Otoni, nº: 181, povoado de Gamas, Nova Serrana-MG, filho(a) de ADILSON BARRETO DE AMARAL e MARLI DE FÁTIMA DE OLIVEIRA; e ANA LÚCIA DOS SANTOS, divorciada, maior, industriária, natural de Jaraguá-GO, residência rua Teofilo Otoni, nº: 181, povoado de Gamas, Nova Serrana-MG, filho(a) de ANTÔNIO MANOEL DOS SANTOS e MARIA INOCÊNCIA DOS SANTOS; ANTÔNIO CARLOS DOS SANTOS, viúvo, maior, porteiro, natural de Martinho Campos-MG, residência rua Oscarina Joaquina dos Santos, nº: 43, Francisco Lucas Martins, Nova Serrana-MG, filho(a) de JOÃO JOSÉ DOS SANTOS e ANA MARIA DOS SANTOS; e LOURDES DA ASSUNÇÃO FERREIRA, divorciada, maior, aposentada, natural de Coronel Fabriciano-MG, residência rua Gabriela Cândida Ribeiro, nº: 510, Morada do Sol, Nova Serrana-MG, filho(a) de PEDRO CORREIA DE SOUZA e MARIA CAETANA DA ASSUNÇÃO; WELLINGTON RODRIGUES ALVES, solteiro, maior, industriário, natural de Capelinha-MG, residência rua Acre, n°: 1090, Planalto, Nova Serrana-MG, filho(a) de FRANCISCO ALVES PEÇANHA e EVA RODRIGUES DA COSTA; e EDINALVA FERREIRA SILVA, solteira, menor,

industriária, natural de Capelinha-MG, residência av. Maranhão, n°: 1750, Santa Sara, Nova Serrana-MG, filho(a) de JOAQUIM RODRIGUES DA SILVA e MARIA DAS DORES FERREIRA DA SILVA; ALEXANDRE JOSÉ DE SOUSA, solteiro, maior, industriário, natural de Águas Vermelhas-MG, residência rua Jeferson Miranda, nº: 836, apto: 01, Jeferson Batista de Freitas, Nova Serrana-MG, filho(a) de ADEILTO JOSÉ DE SOUSA e MARILENE DAVID DE SOUSA; e CLAUDILENE DIAS DE ALMEIDA, solteira, maior, industriária, natural de Felisburgo-MG, residência rua Jeferson Miranda, nº: 836, apto: 01, Jeferson Batista de Freitas, Nova Serrana-MG, filho(a) de CLAUDIONOR DIAS DE ALMEIDA e MARIA JOSÉ DIAS DE ALMEIDA; JÔSEPH RODRIGUES DOS SANTOS, solteiro, maior, padeiro, natural de Ibicaraí-BA, residência rua Dezenove, n°: 327, Mont Serrat, Nova Serrana-MG, filho(a) de e MARIA RODRIGUES DOS SANTOS; e CARINE MIRANDA RIBEIRO, solteira, maior, industriária, natural de Itapecerica da Serra-SP, residência rua Dezenove, n°: 327, Mont Serrat, Nova Serrana-MG, filho(a) de DALMO RIBEIRO ALVES e MAURA APARECIDA MIRANDA; JOSÉ GILSON DA SILVA, divorciado, maior, pedreiro, natural de Caririaçu-CE, residência rua Turqueza, nº: 63, Frei Ambrósio, Nova Serrana-MG, filho(a) de JULIANO LAURENTINO DA SILVA e NEUSA VIRGINIA GOES DA SILVA; e JÉSSICA MARQUES DE ABREU, solteira, maior, industriária, natural de Belo Horizonte-MG, residência rua Turqueza, nº: 63, Frei Ambrósio, Nova Serrana-MG, filho(a) de CLÁUDIO DE OLIVEIRA ABREU e ELZA MARQUES DE ABREU;

Apresentaram os documentos exigidos pelo Código Civil Brasileiro. Se alguém souber de algum impedimento, que os impeçam de se casar, que o faça na forma da Lei.


Nova Serrana/MG, 09 de novembro de 2018 – Edição 914

05

NOTICIÁRIO

Residências na mira do combate à Dengue em Nova Serrana Secretaria de Saúde anuncia que ações de combate serão intensificadas A Secretaria de Saúde de Nova Serrana divulga o resultado do 4º Levantamento de Índice Rápido de Infestação do Aedes Aegypti – LIRAa. O levantamento foi realizado entre os dias 22 e 24 de outubro de 2018. O resultado do LIRAa foi de 4%, o que classifica o município em alto riso de transmissão de doenças como Dengue, Chukungunya, Zika Vírus e Febre Amarela.

A secretária de Saúde, Glaucia Sbampato, faz um apelo à população “Venho chamar a população para esse enfrentamento que tem que ser conjunto. Este ano estamos muito preocupados por causa do resultado do último LIRAa. O município de Nova Serrana se encontra em situação de alto risco e mais uma vez verificou-se que a maioria dos focos estão nas residências. As pessoas ficam muito preocupadas com os lotes, mas o maior índice continua acontecendo nas residências, nos ralos de banheiro, nos recipientes destampados e nos só vamos vencer essa luta com o apoio da população. Eu peço que cada morador tire um tempinho no seu dia para verificar se há algum recipiente em casa que pode servir para multiplicação do mosquito da Dengue e eliminá-los. Nossas ações estão sendo intensificadas, estamos fazendo conscientização nas escolas, mas contamos com toda a população para ajudar a eliminar os focos e livrar nossa cidade de uma epidemia”. Diante da situação a Secretaria Municipal de Saúde anuncia que as ações de combate ao mosquito Aedes Aegypti serão intensificadas conforme o Plano de Contingência da Dengue do Município, com visitas residenciais nos finais de semana, palestras e outras atividades.

Os recipientes onde foi encontrado o maior número de focos são: ·Tanques, obras, calhas, ralinhos, lajes e piscinas: 61,5% ·Lixo, recipientes plásticos, latas, sucatas e entulhos: 44,4% ·Tanques e cisternas, borracharias e bebedouro de animais: 33,1% ·Caixas d’águas ligadas a rede: 11,1%

Agentes Epidemiológicos de Nova Serrana recebem novos uniformes e crachás

Os Agentes Epidemiológicos de Nova Serrana receberam nesta semana os novos uniformes e crachás que serão utilizados durantes os trabalhos em campo. Cada agente recebeu um kit com um crachá, uma camisa de manga comprida, duas camisas de manga

curta e uma calça. Para a coordenadora do Setor de Endemias, Idália Carneiro, além da melhor identificação, os uniformes e os crachás proporcionam melhor recepção dos agentes por parte da população. “Infelizmente existem alguns

moradores que recebem esses profissionais de forma grosseira, desvalorizando o trabalho de prevenção e, inúmeras vezes, sendo maldosos com o agente, prejudicando o desenvolvimento das ações. Os uniformes e os crachás permitem a identificação pessoal, segurança do trabalho e melhor recepção dos moradores quanto a visita do agente em sua residência. E o mais importante é a valorização do profissional, fator importante, tanto para a qualidade do trabalho quanto para a segurança pessoal e para sua autoestima”. No total, foram entregues 41 crachás, 41 calças, 82 camisas de manga curta e 41 camisas de manga comprida. Nova Serrana conta com 41 agentes epidemiológicos.


06

NOTICIÁRIO

Nova Serrana/MG, 09 de novembro de 2018 – Edição 914

Fimec: a única que tem tudo agrega novidades para 2019 A maior feira do setor coureiro-calçadista da América Latina desenvolve estratégias em busca de mais uma edição de sucesso. A Fimec (Feira Internacional de Couros, Produtos Químicos, Componentes, Máquinas e Equipamentos para Calçados e Curtumes) é a única feira do mundo que reúne toda a operação do setor coureiro-calçadista em um mesmo local, sendo a maior da América Latina. A 43ª edição acontecerá de 26 a 28 de fevereiro de 2019 nos pavilhões da Fenac, em Novo Hamburgo/RS. Da produção à logística, a feira apresenta novidades em couros e peles, produtos químicos, componentes, máquinas, tecnologia e inovação para todo setor calçadista. Para o diretor-presidente da Fenac, Marcio Jung, a movimentação para a 43ª Fimec já supera os números dos últimos anos. “Em comparação à última edição, já estamos com mais de 80% da meta atingida em relação aos espaços vendidos. Há muito tempo não tínhamos um número desses no mesmo período”, destaca. “Neste ano, o foco está no visitante, estamos com um trabalho intenso junto aos polos calçadistas nacionais e internacionais para garantir um público cada vez mais qualificado na Fimec, com forte divulgação no exterior”, complementa Jung. Entre os diferenciais da Fimec está a Fábrica Conceito, um espaço que mostra a produção de calçados em tempo real, com o objetivo de apresentar ao visitante a aplicabilidade dos processos tecnológicos e produtos expostos no evento. Em sua última edição, a feira reuniu mais de 500 expositores com público profissional e qualificado, de mais de 37 países, sendo 14 da América Latina. Uma das novidades deste ano foi o Fórum Fimec, que devido ao sucesso já está confirmado para a edição de 2019. A atividade busca gerar conhecimento sobre novas tecnologias, negócios e inovação, trazendo profissionais renomados a nível nacional e internacional. A feira ainda conta com o Estúdio Fimec, espaço assinado pela Coelho Assessoria Empresarial e o Studio 10, que é dedicado à experiência de moda, projetando as novidades para 2019 e oportunizando um momento de interação e experiência com a moda aos visitantes da Fimec. Neste ambiente inspiracional, o público entra em contato com produtos finalizados e construídos a partir de pesquisas de moda baseadas no comportamento do consumidor. Na edição de 2019, o tema será Rel@ções Convergentes, abordando as diversas gerações que participam, com mais ou menos atividade, do mundo virtual. “Relações Convergentes fala sobre as diferentes gerações que estão cada vez mais conectadas ao mundo virtual. Os que já nasceram dentro dessa realidade, chamados nativos, estão interagindo com os novos entrantes, denominados visitantes. Essa interação gera um novo comportamento que, por consequência, gera novas características para o consumo”, destaca Christian Thomas, estilista e diretor do Studio 10. Outro destaque é o Fórum Fimec, que teve sucesso ao estrear na última edição

da feira e, por isso, já está confirmado para a programação de 2019. Com objetivo de oferecer informação e conhecimento global para transformação do setor coureiro-calçadista, o

evento acontece em paralelo à Fimec e conta com palestrantes nacionais e internacionais referência em suas atividades no setor calçadista. Em 2019, o Fórum ocorrerá no dia 27

de fevereiro, reunindo profissionais ligados à moda e à área de negócios para compartilhar experiências profissionais e abordar temas de relevância para os profissionais do segmento.


Nova Serrana/MG, 09 de novembro de 2018 – Edição 914

07

NOTÍCIÁRIO

Deputado Fábio Avelar trabalha pela construção do aeroporto de Nova Serrana Projeto de Lei, de autoria do deputado Fábio Avelar, destina área para o Famorine Esporte Clube

Projeto está em tramitação na Assembleia Legislativa de Minas Gerais

O aeroporto será um potente motor de desenvolvimento econômico para a indústria calçadista e para toda a região Centro-Oeste Durante a reunião da Comissão de Desenvolvimento Econômico da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), que aconteceu dia 6 de novembro, entre outros assuntos, o Deputado Fábio Avelar tratou da construção do aeroporto de Nova Serrana, que trará benefícios não só para o município e setor calçadista, como para todas as cidades da região Centro-Oeste. Para o Deputado Fábio Avelar, o Polo de Calçados de Nova Serrana, que abrange, além do município, Perdigão, Araújos, São Gonçalo do Pará, Bom Despacho, Conceição do Pará, Divinópolis, Igaratinga, Leandro Ferreira, Onça do Pitangui, Pará de Minas e Pitangui, é um símbolo

de desenvolvimento de Minas Gerais e a construção do aeroporto é extremamente necessária, já que será mais uma porta de entrada de novos e importantes negócios. “Aeroporto não é luxo e sim desenvolvimento regional, facilidade de deslocamento, possibilidade de novos negócios, aproximação de mercados, elo de logística importante, entre outros tantos benefícios para nossa população e indústria. Trabalharemos com afinco para que o mesmo seja construído em Nova Serrana, beneficiando assim, toda a região”, afirma o Deputado. O aeroporto atua nos negócios da cidade tão veloz como a internet, potencializa todas as cadeias produtivas e cria

uma mobilidade jamais experimentada na sociedade local. O aeroporto exerce grande influência no desenvolvimento da cidade, da mesma forma como as rodovias e automóveis exerceram no século 20. Hoje, o aeroporto oferece velocidade, agilidade e conectividade, na verdade, leva a cidade a outro patamar ou status, de apenas cidade para cidade global. A expectativa, com a construção de um aeroporto em Nova Serrana, é receber, no mínimo, voos particulares, para facilitar o acesso ao município e, consequentemente, o interesse de empresas e investidores em realizar negócios na cidade ou região.

Aguardando parecer do Relator na Comissão de Constituição e Justiça, Isauro Calais, está o Projeto de Lei n°3520/2016, de autoria do Deputado Fábio Avelar, que propõem a doação de terreno do Estado ao município de Bom Despacho. Tal imóvel, com suas respectivas melhorias, está situado na Rua Olegário Maciel e possui área de 30.797m². O objetivo do Projeto de Lei é a doação para a instalação e funcionamento das atividades do Famorine Esporte Clube. Para o deputado Fábio Avelar, o Projeto de Lei 3520/2016 justifica-se no abandono que tal espaço encontra-se atualmente, não sendo aproveitado pelos cidadãos de Bom Despacho como deveria. “Essa doação é justa e necessária. O terreno, que hoje está abandonado, será devidamente aproveitado pelos bom-despachenses como área para a prática esportiva, de recreação e lazer.”, afirmou o parlamentar.


08

Nova Serrana/MG, 09 de novembro de 2018 – Edição 914

INFORME PUBLICITÁRIO

MAC entrega casa a vencedora de sorteio


Nova Serrana/MG, 09 de novembro de 2018 – Edição 914

Eduardo, Maria Tereza, Eduardo Brandão, Daniela e Francisco

Os noivos Rodrigo e Stefany, que se casaram no dia 03

09

SOCIAL

Sabrina e karina

Vanessa e Amanda

Os noivos Rodrigo e Stefany com os pajens os sobrinhos Mateus, Lucas, Sofia, Saulo e João Miguel

O pequeno João Lucas, filho de Eliana Oliveira e Edmundo Braga

O noivo Rodrigo e seus irmãos Régis, Ricardo e Ronaldo

Tatyany, Debora e Vaninha


10

Nova Serrana/MG, Serrana/MG, 09 09 de de novembro novembro de de 2018 2018 –– Edição Edição 914 914 Nova

INFORME PUBLICITÁRIO

914  
914  
Advertisement