Page 1

JORNAL

FRENTE & VERSO

01

São Paulo, 17 Outubro de 2013 - Ano III - Edição 55 - E-mail: jornalfrenteeverso@gmail.com

Governador Geraldo Alckmin recebe jornais de bairro da Zona Leste Divulgação

divulgação

O Governador Geraldo Alckmin recebeu cerca de 31 diretores de jornais de bairro em uma entrevista, a qual focalizou os principais temas de áreas de interesse da sociedade. Ao completar, em 1º de setembro, 118 anos de existência, os jornais de bairro de São Paulo são atualmente a segunda maior grande imprensa regional do mundo.

Pág. 03

Especial turismo:

Conheça Itanhaém, no litoral de SP Divulgação

divulgação

Na praia do Sonhos, uma das mais frequentadas, estão, por exemplo, os restaurantes Taberna Baska, o Farofaria Mar & Cia, Deck Bar e o Coco Bambu. Por ser uma cidade litorânea, a maioria das receitas são elaboradas com peixes e frutos do mar, mas nada impede que você experimente um suculento lombo mineiro, como no caso do elaborado pelo Farofaria. Pág. 4 e 5

Jovens de Cidade Tiradentes agora tem Fábrica de Cultura no bairro Foto Paulo Adalberto

O governador inaugurou neste domingo, 6, no bairro Cidade Tiradentes, zona leste da capital paulista, a nona unidade do programa Fábricas de Pág. 2 Cultura.

Anuncie no Jornal Frente e Verso jornalfrenteeverso@gmail.com


02

Acontece

Inaugurada a Fábrica de Cultura Cidade Tiradentes Foto: Divulgação

Sedentarismo mata tanto quanto cigarro, diz estudo

A inatividade física é responsável por uma em cada dez mortes por doenças como problemas cardíacos, diabetes e câncer de mama e do cólon

O governador Geraldo Alckmin inaugurou neste domingo, 6, no bairro Cidade Tiradentes, zona leste da capital paulista, a nona unidade do programa Fábricas de Cultura. Com investimento de R$ 11,6 milhões, a unidade oferecerá cursos para jovens e atividades de difusão aos finais de semana, como shows, saraus e espetáculos artísticos. “Hoje nós estamos inaugurando a nona Fábrica de Cultura, aqui na Cidade Tiradentes. Já temos 1.500 inscritos nos cursos de teatro, literatura, música, violão violino.... Enfim, um trabalho muito bonito para as crianças e para os jovens”, afirmou o governador. Com 5,3 mil m² de área construída, o prédio possui salas totalmente equipadas para a realização de ateliês de iniciação artística nas linguagens dança, música, teatro, artes visuais, circo e multimeios (foto e vídeo). Destinados a crianças e jovens de 8 a 21 anos, as aulas acontecem em de manhã (9h às 12h) e à tarde (14h às 17h). Além dos cursos regulares, a Fábrica oferece, ainda, aulas de dança de salão aos sábados, das 13h às 17h. As matrículas continuam abertas até que todas as vagas sejam preenchidas. Os interessados, tanto nos ateliês de iniciação artística assim como nos cursos de dança de salão, podem se inscrever na recepção da unidade. “Isso vai diminuir muito a violência, a vulnerabilidade juvenil melhorar a escola e a educação. A noite, também teremos

cursos para a terceira idade”, destacou Alckmin. Em 2012, mais de 178 mil jovens foram atendidos pelo programa Fábricas de Cultura, somando os alunos matriculados nos cursos regulares e o público de atividades de difusão realizadas nas unidades. Os moradores da região também terão acesso a uma biblioteca com acervo de aproximadamente dois mil livros e computadores conectados à internet, além de uma sala de múltiplo uso - com foyer, plateia, palco, sala técnica e camarins. Aos fins de semana, o público também poderá participar de atividades de difusão como, por exemplo, exibições de filmes, shows de música, saraus e espetáculos de teatro e dança. Toda a programação é gratuita e aberta a toda população. Outras oito unidades já estão em funcionamento em Jardim São Luís, Capão Redondo, Vila Nova Cachoeirinha, Jaçanã, Vila Curuçá, Sapopemba, Itaim Paulista e Parque do Belém. A próxima unidade a ser inaugurada é a de Brasilândia, zona norte da capital. A programação completa está disponível no site do programa. SERVIÇO Fábrica de Cultura Cidade Tiradentes Rua Henriqueta Noguez Brieba, 281 Tel: (11) 2556-3624 Terça a sexta, 9h às 20h Sábado, 10h às 20h Domingo, 10h às 17h Todas as atividades são gratuitas Do Portal do Governo do Estado

Um estudo divulgado a poucos dias do início das Olimpíadas diz que a falta de exercícios tem causado tantas mortes quanto o tabagismo. A pesquisa, publicada na revista médica Lancet, estima que um terço dos adultos não têm praticado atividades físicas suficientes, o que tem causado 5,3 milhões de mortes por ano em todo o mundo. A inatividade física é responsável por uma em cada dez mortes por doenças como problemas cardíacos, diabetes e câncer de mama e do cólon, diz o estudo. Os pesquisadores dizem que o problema é tão grave que deve ser tratado como uma pandemia. Eles afirmam que a solução para o sedentarismo está em uma mudança generalizada de mentalidade, e sugerem a criação de campanhas para alertar o público dos riscos da inatividade, em vez de lembrá-lo somente dos benefícios da prática de esportes. Segundo a equipe de 33 pesquisadores vindos de centros de vários países diferentes, os governos deveriam desenvolver formas de tornar a atividade física mais conveniente, acessível e segura. Um dos coordenadores da pesquisa é Pedro Hallal da Universidade Federal de Pelotas. ‘Com as Olimpíadas 2012, esporte e atividade física vão atrair uma tremenda atenção mundial, mas apesar do mundo assistir a competição de atletas de elite de muitos países, a maioria dos espectadores será de sedentários. O desafio glo-

Jornal Frente & Verso Direção de redação - Fernanda Gonçalves Tel:. 94919-0172 17 de outubro 2013 - Edição 56 Tiragem de 20 mil exemplares distibuidos em bancas de jornais na Zona Leste. Redação e anúncios Av. Miguel Rachid, 526 – Sobreloja - Ermelino Matarazzo.

Foto: Divulgação

bal é claro: tornar a prática de atividades físicas como uma prioridade em todo o mundo para aumentar o nível de saúde e reduzir o risco de doenças. No entanto, a comparação com o cigarro é contestada por alguns especialistas. Se o tabagismo e a inatividade matam o mesmo número de pessoas, o número de fumantes é bem menor do que o de sedentários, tornando o tabaco muito mais perigoso. Para Claire Knight, do Instituto de Pesquisa de Câncer da Grã-Bretanha, ‘quando se trata de prevenção de câncer, parar de fumar é de longe a coisa mais importante que você pode fazer’. América Latina Na América Latina e no Caribe, o estudo mostra que o estilo de vida sedentário é responsável por 11,4% de todas as mortes por doenças como problemas cardíacos, diabetes e câncer de mama e do cólon. No Brasil, esse número sobe para 13,2%.

Os países com as populações mais sedentárias da região são Argentina, Brasil e República Dominicana. O com a população menos sedentária é a Guatemala. A inatividade física na América Latina seria a causa de 7,1% dos casos de doenças cardíacas, 8,7% dos casos de diabetes tipo 2, 12,5% dos casos de câncer de mama e 12,6% dos casos de câncer de cólon. No Brasil, ela é a causa de 8,2% dos casos de doenças cardíacas, 10,1% dos casos de diabetes tipo 2, 13,4% dos casos de câncer de mama e 14,6% dos casos de câncer de cólon. A doutora I-Min Lee, do Hospital Brigham e da Escola Médica da Universidade de Harvard, que dirigiu o estudo, assinalou que todos esses casos poderiam ter sido prevenidos se a população de cada país e cada região fosse mais fisicamente ativa. Ela diz que na região das Américas poderiam ser evitadas cerca de 60 mil mortes por doenças coronárias e 14 mil mortes

por câncer de cólon. Desafio global É recomendado que adultos façam 150 minutos de exercícios moderados, como caminhadas, ciclismo e jardinagem, toda a semana. O estudo indica que as pessoas que vivem em países com alta renda per capita são as menos ativas. Entre os piores casos está a Grã-Bretanha, onde dois terços da população não se exercitam regularmente. A presidente da Faculty of Public Health, órgão que formula políticas e normas de saúde pública da Grã-Bretanha, professora Lindsey Davies, diz que ‘precisamos fazer o possível para que as pessoas cuidem da sua saúde e façam atividade física como parte da vida cotidiana’. O ambiente em que vivemos tem um papel importante. Por exemplo, pessoas que se sintam inseguras no parque mais próximo vão evitar de usá-lo. Fonte: Portal R7


Entrevista exclusiva

03

Governador Alckmin recebe os jornais de bairro da Zona Leste, no Palácio dos Bandeirantes O Governador Geraldo Alckmin recebeu cerca de 31 diretores de jornais de bairro em uma entrevista, a qual focalizou os principais temas de áreas de interesse da sociedade. Ao completar, em 1º de setembro, 118 anos de existência, os jornais de bairro da Cidade de São Paulo, atualmente a segunda maior grande imprensa regional do mundo tem um papel imprescindível no desenvolvimento e no futuro da sociedade como um todo. Após uma pequena explanação sobre os jornais feita por Antonio Carlos Cimino presidente do Sindjorb, entrega de convite para evento, por Mauro Borges e apresentação dos diretores presentes, deu-se início a entrevista, iniciativa da Ajorleste, que contou também com a presença de assessores diretos da Secom e do secretário adjunto de Comunicação Márcio Aith. Dando inicio a série de perguntas o diretor de comunicação da Ajorleste e Sindjorb enfatizou a realização e a importância do evento iniciando a entrevista. Queremos estender o convite a todos os jornais aqui presentes para a 6ª Corrida e Caminhada Droga Mata no próximo dia 29 e agradecer ao senhor governador por atender a essa oportunidade raríssima com a imprensa regional e formalizo a primeira pergunta:

expressivos. Não temos dinheiro público no estádio pois ele é privado. Nós temos investimentos públicos na região, mais especificamente no sistema viário. Obras no polo de Itaquera, no chamado mergulhão para tirar cruzamento na Radial, a ligação leste/ oeste que passa por cima da Radial, do Trem e do Metrô. Um grande viaduto e uma grande passarela. O entroncamento da Radial Leste com a Jacu-Pêssego, com viadutos. O entorno do estádio, com novas avenidas, novo sistema viário ao custo de R$ 257 milhões. Todas obras dentro do cronograma. Já em dezembro entregaremos parte e o restante até março. Mais R$ 61,4 milhões da ligação Jacu-Pêssego, com alças de acesso e R$ 14,6 milhões da grande passarela. Um total de R$ 333 milhões só do Estado. Recursos Integralmente do Estado de São Paulo melhorando o sistema viário na região.”

todo são 8 hospitais púbicos do Estado na Zona Leste, além do Hospital de Vila Alpina. Quanto mais médico melhor. A questão é que faltam médicos para o SUS. Para a iniciativa privada não. O grande problema da Saúde é o financiamento do SUS. Ninguém aguenta ganhar o valor pago que é muito baixo. Dez Reais é um valor ínfimo. Faltam algumas especialidades: intensivista, anestesista, ortopedista, pediatra. Vamos abrir as 50 AMES aos sábados para andar mais depressa as filas dos exames. Ressonância Magnética, Ultrassonografia, Mamografia, alguns podem fazer pequenas cirurgias. A partir do fim de setembro já vamos abrir.

HABITAÇÃO Quanto aos investimentos da CDHU e a relação em unidades habitacionais na sua gestão? - “Em relação a CDHU, nós somos o único estado CULTURA brasileiro, dos 27 que põe As Fábricas de Cultura. 1 por cento do ICMS para Qual a previsão de expan- moradia. Habitação de insão na Cidade de São Paulo teresse social. São Paulo é e outros municípios do in- único, dá R$ 1.2 bilhão por terior? ano e cria uma carteira para - “Nós já temos inau- subsídio. Casa para quem guradas quatro Fábricas não tem casa. Nós já entrede Cultura na Zona Leste: gamos 400 mil moradias no Vila Curuçá, Sapopemba, Estado de São Paulo. Quem Itaim Paulista e Belém. ganha um salário mínimo Funcionando com escola, pode ter acesso pagando teatro, música, balé, circo, R$ 101,00 de prestação. Tebiblioteca, internet, dan- mos hoje 40 mil unidades ça, instrumentos musicais. em construção, o que gera Um trabalho muito boni- muito emprego. Em média to. A quinta que em breve 3 empregos por unidade. COPA DO MUNDO 2014 vamos inaugurar vai ser na Estamos com unidades As obras do sistema vi- Cidade Tiradentes. Já está em construção no Belém, ário de Itaquera, que abri- pronta. Com isso teremos Cangaíba, Iguatemi, José gará a abertura da Copa do somente na Zona Leste cin- Bonifácio, dois conjuntos, Mundo da Fifa de 2014 es- co Fábricas de Cultura, sem Itaquera, Cidade Tiradentes tão dentro do cronograma contar as outras nas regi- e Ermelino Matarazzo. Nós previsto e a Prefeitura está ões Norte e Sul”. criamos a chamada Casa cumprindo com a parte Paulista onde o investimenque ficou definida junto ao SAÚDE to é multiplicado. Com um Governo? A saúde tem sido o cal- bilhão a gente alavanca 4 - “Antes de responder canhar de Aquiles em todas bilhões de reais com parcea sua pergunta, gostaria de as administrações. Como ria com o Governo Federal revelar a importância da médico, que tem a dizer no Programa Minha Casa posse do professor David sobre a importação de mé- Minha Vida na Cidade de Uip na Secretaria Estadual dicos? São Paulo à fundo perdido de Saúde e que trouxemos - “ Em relação à Saúde para poder ter viabilidade também para o Governo o nós temos na Zona Leste do sistema na cidade por Professor Ronaldo Laranjei- um conjunto de obras pro- causa do custo do terreno ra da UNIFESP. Nós vamos gramadas. Primeiro, o novo que é alto. Assinamos aqui priorizar o tratamento das Pronto Socorro do Hospital no Palácio dos Bandeiranpessoas com dependência Santa Marcelina que vai es- tes um convênio com a prequímica, seja álcool, seja tar pronto e funcionando sidente Dilma para viabilidrogas. Na região da Nova em abril. R$ 7,5 milhões de zar Cem mil apartamentos Luz vamos ter um mini hos- investimentos do Gover- com o programa Federal pital, na Rua Helvetia, onde no do Estado. Reforma do que é complementado com havia um prédio abandona- Hospital Geral de São Ma- recursos do Estado com do, na antiga Cracolândia, teus que vai estar pronto subsídios de R$ 20 mil por vamos ampliar o número agora em novembro, R$ 8,7 unidade. R$ 2 bilhões. de leitos e atendimento milhões. Despachei como o A novidade é que estapara dar mais oportunida- Professor David Uip e pedi mos terminando o edital de de tratamento. Também para que o primeiro hospi- para a PPP para a construo Cartão Recomeço que é tal que ele vai visitar será o ção de 20 mil apartamenpreciso esclarecer que ele de São Mateus. Nós vamos tos no chamado centro exnão é para o dependente fazer uma grande contrata- pandido. Pari, Braz, Mooca, e sim para as entidades te- ção de médicos. Os hospi- Luz, Cambuci. São áreas rapêuticas que promovem tais que são administração que têm Trem, Metrô, pero tratamento. O Governo direta são mais complica- to do emprego, comércio, paga pelo período que o dos para admitir pois tem universidades, hospitais e paciente fica em tratamen- de se fazer concursos. O que têm muitos galpões to, refazer a vida. O Brasil outro é o Hospital de Sa- vazios e prédios vazios e é o maior consumidor de popembinha, que as obras terrenos abandonados. A crack do mundo e o se- serão iniciadas agora e con- maioria em prédios novos gundo maior consumidor cluídas em março de 2014. e alguns poucos reformade cocaína. O problema Depois o ambulatório do dos. A iniciativa privada faz da droga tem caráter epi- Hospital Leonor Mendes e o Estado entra com subsídêmico e preciso uma de Barros, que vamos re- dios. O maior programa de mobilização de toda a so- formar, R$ 49,7 milhões de requalificação urbana.” ciedade, das famílias, das investimentos. O Cândido igrejas, das escolas para Fontoura, mais o AME da TRANSPORTE ajudar. Zona Leste, Hospital Geral Os investimentos para Em relação à Zona Les- de Guaianases, do Itaim o Metrô e CPTM tem a parte, queria dizer do nosso Paulista, de Sapopemba e ticipação do Governo Fedeentusiasmo, nós temos o Centro de Referência do ral, qual a porcentagem, ou investimentos históricos, Idoso em São Miguel. Ao somente é do Governo do

Foto: Mauro Borges Filho

Estado de São Paulo? - “O Brasil ultrapassou a casa de 201 milhões de habitantes. Estado de São Paulo passou de 43 milhões de habitantes, sendo metade, 21,5 milhões na região metropolitana, com 8 mil Km², segundo dados do IBGE. O problema de mobilidade urbana é questão prioritária. Nós somos a terceira região metropolitana do mundo é a de São Paulo. A primeira é Tóquio, segunda Nova Delli. A prioridade é transporte de alta capacidade sobre trilhos. Na Zona Leste temos a Linha 15, onde recentemente estivemos juntos em Vila Prudente e Oratório. São 17 estações, 24,5 Km, com uma demanda prevista de 800 mil passageiros por dia, 5,5 bilhões de investimento e esperamos entregar agora em janeiro duas estações e o primeiro trecho. A estação de Vila Prudente e Oratório. O Monotrilho vai por cima da avenida, evita muita desapropriação, elétrico, não polui, silencioso e tem boa capacidade. Cerca de 40 a 50 mil passageiros/ hora. Cada trem tem sete carros e transporta mil passageiros, substituindo 15 ônibus das ruas. Não tem um centavo do Governo Federal. É tudo do Estado de São Paulo. O que tem são financiamentos, empréstimos, do BIRD, BNDS, Banco Mundial. Não é dinheiro orçamentário. Vamos entregando as estações até São Mateus e posteriormente Cidade Tiradentes. A outra linha da CPTM é a 13, que vai até o Aeroporto de Cumbica. Vocês já estão convidados, começam as obras no dia 16 de setembro e deve estar pronta no final do ano que vem. Começa no Braz, passa por cima da Ayrton Senna, Rio Tietê e depois da Dutra até chegar ao aeroporto. Nós vamos ter os dois aeroportos ligados pelo sistema metro-ferroviário. O Aeroporto de Congonhas pela Linha 17 do Metrô, Monotrilho. Também estamos modernizando todas as estações. Acabou de ser entregue a de São Miguel é praticamente nova com acessibilidade etc. Vamos ter investimen-

to federal na Linha 18 que deve ser licitada a PPP, que sai de Tamanduateí e vai para São Bernardo do Campo. Esta deve ter recursos do PAC de R$ 400 milhões. A primeira. Todas as outras é somente com recursos do Estado. Temos quatro Linhas em obras simultaneamente. A Linha 4 Amarela que já está funcionando, e vamos entregar mais 5 estações. Obras também na Linha 17, Linha 15 Monotrilho Tiradentes. Também a Linha 5 que sai de Santo Amaro e vai até a Chácara Klabin, são 11 estações. Vamos ter 6 tatuzões trabalhando ao mesmo tempo em São Paulo. Quatro obras de Metrô, e ainda mais três outras totalizando sete obras simultâneas que é recorde no mundo.” SANEAMENTO Saneamento: São Paulo está investindo em despoluição, tratamento de esgoto e de água. Qual o resultado atual dos investimentos? E a perspectiva a médio prazo? - “Em um artigo técnico, o Brasil no ritmo que vai, universaliza o saneamento com 100% de água tratada, 100% de esgoto coletado e 100% de esgoto tratado em 2122. São Paulo universaliza o saneamento no interior em 2014, no litoral em 2016 e na região Metropolitana de São Paulo em 2019, nos municípios operados pela Sabesp. A primeira tarefa é garantir água. Somos 21 milhões de pessoas à 700 metros de altura, no Planalto de Piratininga. Estamos buscando água até em Minas Gerais. Fizemos a primeira PPP do país em Taiaçupeba, Alto Tietê, o que garantiu mais 4

metros cúbicos por segundo de água. Vamos passar a buscar água no Rio São Lourenço em Juquitiba através de PPP ao custo de R$ 2,2 bilhões, em quatro anos a água vai subir a serra e estar aqui integrada no sistema. A cidade de São Paulo não cresce mais tanto, mas o entorno continua crescendo. Água com qualidade. É só abrir a torneira. Coletar e tratar o esgoto, ampliando as estações de tratamento. A mancha de poluição retrocedeu 140 Km no Rio Tietê. Trabalhando para alcançar o objetivo. Combater a poluição do rio, conscientizando para que não se jogue lixo. Refazer o Parque do Tietê. Limpeza do Rio, ciclovia, áreas verdes, campo de futebol, quadras, áreas de lazer. A ciclovia vai ser paga com a economia do transporte do material assoreado que hoje é feito por barcaça.” ELEIÇÕES O senhor é candidato natural a reeleição em 2014. Dentro do contexto o que tem a falar à população. O que melhorou e o que vai melhorar com a sua permanência frente à administração do Estado de São Paulo? - “Eu sempre tenho dito o seguinte: eleição é em ano par, nós estamos em ano ímpar. Tem dois ansiosos: os políticos e as jornalistas. Não sou favorável a antecipar debate sucessório, primeiro porque o povo não está muito ligado e segundo porque encurta o governo o Governo. Agora o negócio é trabalhar, trabalhar, trabalhar. O ano que vem a gente discute o quadro político.

Governador recebeu jornalistas da Zona Leste no Palácio dos Bandeirantes


04

Turismo

Itanhaém: Turismo e boa gastronomia

Um dos principais pontos turísticos é a praia dos Sonhos, aonde também está a Cama de Anchieta, uma formação rochosa entre o costão e o mar Foto: Divulgação

o litoral paulista. Era ali que o jesuíta descansava e buscava inspiração para compor seus poemas e versos durante o período em que viveu na região, no século XVI. No centro da cidade, o visitante poderá encontrar restaurantes como o Óca Jubá, Roda Viva, Piano Mar; Panela Velha, Quiosque do Praião e A Pizza. Nesta região deItanhaém, uma das

grandes atrações é o centro histórico que reúne diversos monumentos e construções que remetem e retratam fielmente o tempo do Brasil Colonial. Três construções se destacam e ficam muito próximas uma das outras: o Convento Nossa Senhora da Conceição, Igreja Matriz de Sant’Anna e Museu Conceição de Itanhaém. Foto: Divulgação

Descanso à beira-mar e boa gastronomia. Combinação perfeita para quem vai curtir o litoral paulista neste final de ano. Em Itanhaém, além de degustar os melhores pratos da região, também é a oportunidade dos visitantes conhecerem um pouco de um dos municípios de maior importância histórica e

cultural do Brasil. É que a maioria dos estabelecimentos participantes desta edição está localizada nos principais pontos turísticos de Itanhaém: praia do Sonho e centro da cidade. Na praia do Sonhos, uma das mais frequentadas, estão, por exemplo, os restaurantes Taberna Baska, o Farofaria

Mar & Cia, Deck Bar e o Coco Bambu. Por ser uma cidade litorânea, a maioria das receitas são elaboradas com peixes e frutos do mar, mas nada impede que você experimente um suculento lombo mineiro, como no caso do elaborado pelo Farofaria. Como ponto turístico, é na praia do Sonho que

também está a Cama de Anchieta, uma formação rochosa entre o costão e o mar. Segundo a lenda, por sua semelhança com uma cama, o local tornou-se o preferido do Padre José de Anchieta, reconhecido por inúmeros milagres no Brasil e no exterior e por ter catequizado diversos índios por todo

No mundo em crise, o Brasil se tornou a menina dos olhos do Surf

“Crise é tsunami nos EUA e, se chegar ao Brasil, será marolinha”. Se até nosso querido ex presidente usou termos “surfisticos” para contextualizar o Brasil no cenário de crise mundial por que não usar o surf como recorte de análise da situação econômica global? Para tanto, primeiro é preciso ter em mente que o surf há tempos deixou de ser um universo marginalizado, restrito aos cantos de praia mundo afora. Sua cultura “dropou” com vontade as ondas do mercado e da globalização remando para muito além do “outside” e da faixa litorânea. O surf hoje é esporte é “lifestyle”, é profissão e é o mercado. Regulado,assim como os demais, pela interação entre produtores e consumidores e Estado. A explosão da crise de 2008 não parece ter trazido graves conseqüências para este emergente mercado. Vale lembrar que foi no período da crise que o braço europeu ganhou peso no calendário do surf mundial, com etapas do WCT realizadas em um mesmo ano, 2009, na França, Espanha e Portugal, países que penaram com a crise. Em 2011 foi realizado o evento de maior premiação da historia do esporte, justamente em New York, o epicentro da crise. Mas o que garan-

tiu tal imunidade ao surf? Típico mercado capitalista, o surf é dominado pelas grandes empresas, que estão por trás de praticamente tudo que envolve o esporte. São eles que financiam competições bancam atletas,negociam transmissões de TV e produzem roupas e equipamentos, tudo isso é claro, interagindo com a demanda de um mercado consumidor em constante crescimento. A crise de 2008 foi conseqüência de anos de taxas de juros reduzidas, que geraram uma oferta elevada de créditos. Os bancos emprestaram muito mais dinheiro do que tinham em caixa e a população norte-americana se endividou de modo que o pagamento destas dívidas se tornou inviável. Ai faltou crédito e o consumo de modo ral, despencou, colocando grandes empresas privadas em situação de alto risco. Mas não as empresas que regem o surf. Por quê? Simples.Porque o ritmo de crescimento do consumo deste nicho está diretamente ligado a um dos mercados consumidores que mais cresce no mundo.China? Não!Brasil. O ritmos de crescimento acelerado do mercado do surf não é mais dependente dos EUA e da Austrália, países que há anos já assimilaram a cultura desse esporte e não tem muito

mais potencial de crescimento. O mercado europeu é de difícil acesso. População envelhecida, poucos locais favoráveis à pratica da modalidade. nada muito animador. O Brasil por outro lado com 7.367 km de litoral, 190 milhões de habitantes e população que começa a deixar a linha da pobreza para adentrar em peso nos mais variados mercados de bens não essenciais, se tornou a menina dos olhos das grandes marcas, sendo responsável em grande parte para que a crise neste mercado fosse mais parecida com as ondinhas daui do que com as gigantes de lá.

Geração de ouro Aqueles que tem acompanhado minimamente o circuito principal do esporte já perceberam a invasão brasuca que vem sendo comandada pelo ataque aéreo da nova geração .Adriano de Souza, Jadson André, Aleijo Muniz e os recentes integrantes da elite do surf mundial Gabriel Medina e Miguel Pupo. Esses caras principalmente os dois últimos, parecem já ter colocado o Brasil em um outro patamar no mundo do surf. Antes éramos vistos como invasores,agora como o futuro do tour. Por anos ,as notas dos nosso surfistas foram subvalo-

rizadas pelos juízes e, de repente nossos aéreos irreverentes revolucionam o critério de julgamento de ondas.Estranho... Tudo bem, os moleques são ousados e surfam muito, mas agora existe todo um interesse para que eles dêem certo. O Brasil escoria, logo potencia .Nosso mercado interessa, mas como fazer nós interessarmos em consumir surf? Nada melhor do que criar novo ídolos e nos colocar no calendário oficial. A etapa tupiniquim do WT foi mudada de Imbituba para o Rio de Janeiro, o que dá muito mais visibilidade o evento. E ainda com vitoria de brasileiro, imagina oque vai ter de molequinho querendo aprender a surfar depois disso. E pior, quantos não passaram a querer bermudas iguais as que o Mineirinho Vestia quando escovou Taj Burrow na Barra da Tijuca. Ainda tivemos mais três etapas Prime por aqui, mais que Austrália e EUA. O mercado do surf tem um plano bem definido para o Brasil e a garotada de hoje esta dando certo porque é boa, mas também porque há uma extrema boa vontade para que isso aconteça. O Brasil de hoje apresenta economia estável, com sintonia fia entre empresas privadas e Estado, sintonia essa que é fruto da sacada de um presidente

que descobriu como faze o que sonhava, diminuir a miséria e a fome, e ainda agradar o detentores dos meios, entregando milhares de “novos consumidores”. Um pais com potencial enorme de crescimento e recursos naturais por isso, que passou alheio a uma das maiores crises que o mundo capitalista já viu. Duvida? O mercado do surf não.

Uma nova crise global Antes mesmo de se levantar de crise de 2008,a economia mundial já volta a cambalear. A crise global do momento pode ser considerada uma continuação ou até mesmo um “efeito colateral’ de crise de 2008. Enquanto a três anos atores da crise eram os bancos americanos e europeus, ou seja,o setor privado, agora o fantasma ronda os governos que ,para evitar que os banco quebrassem e houvesse um possível dano maior à economia mundial, realizaram uma operação de resgates, injetando recur-

sos públicos nas institutos bancarias. O dinheiro público usado para salvar os bancos acabou sendo o principal motivo do alto endividamento atual dos governos. Com a operação resgate dos bancos, os governos apostavam que a economia de seus Estados voltaria a se recuperar, mas a economia não cresceu na velocidade que se esperava e as possíveis conseqüências assustam os economistas. Para o surf, a nova crise deve ser ainda mais sutil do que foi a ultima, já que seu mercado pouco se relaciona com o setor público. Em alguns eventos há apoio de governos locais e empresas multinacionais sempre são afetadas por medidas, fiscais, mas nada que seu potencial de crescimento não suporte.

Tatui Brasil

www.tatuibrasil.com.br Av.Boturussú, 666 Ermelino Matarazzo-SP 11 3416-1409 11 99572-4722


Turismo Conheça as praias de Itanhaém de Anchieta. Nesta praia, encontra-se a gruta Nossa Senhora de Lourdes, local de peregrinação religiosa. Em 1996 e 1997, verificou-se a presença de grandes tartarugas marinhas, que a caminho de algum local, aportam ali para comida e descanso.

Praia do Suarão

divulgação

rante todo o ano é possível observar a alteração do relevo neste local, ora com grande quantidade de areia, ora com a força da maré indo de encontro ao degrau formado justamente pela retirada da areia pelas próprias correntes marítimas. Embora imprópria para banho, é um local que durante o verão tem extensa faixa de areia, onde é possível praticar esportes, pescar, relaxar, tomar sol. É um dos locais mais tranqüilos para passeios, onde pode-se apreciar o por-do-sol por sobre o Morro do Piragüyra. O nome lhe foi dado popularmente devido justamente ao “degrau” que se forma durante a influência das marés sobre a orla desse trecho de praia Praião e margem esquerda do rio. (Praia de Itanhaém) Conhecido também Com cerca de 11,5km de extensão, a Praia de Itanha- como “prainha do rio”, o ém compreende o trecho trecho muito freqüentada Boca da Barra do Rio do por banhistas, durante Itanhaém até a divisa com o verão, é na verdade a o município de Mongaguá. margem esquerda do Rio No entanto, em todo este Itanhaém, que, durante as percurso é possível encon- baixas da maré, pode ser trar vários nomes que fo- aproveitada como um esram dados pela população, paço de lazer por munícipes associando a praia aos lo- e turistas. Mas, ao visitar o local, é sempre bom ficar teamentos. Desta forma, encontra- atento às correntes fluviais, mos nomes como Praia que retornam conforme a de Suarão, Praia do Verde- cheia da maré. Em alguns -Mar, do Cibratel e Praia do momentos é possível obSatélite, onde é possível servar o encontro das águas encontrar remanescentes do mar avançando as águas de dunas. Totalmente bal- escuras do Rio Itanhaém, neável, a Praia de Itanha- e promovendo, assim, um ém é também um atrativo belíssimo espetáculo. turístico por sua estrutura Praia da Saudade que oferece quiosques e Seu nome está ligado à dispõe de guarda-vidas durante todo o ano. Além bucolidade do local, deserdisso, na região central da to e sossegado, por onde Cidade, o mar se encontra se caminha para atingir o com rio Itanhaém e promo- cume do morro que forve um espetáculo à parte, ma, o Sapucaitava, de onde que serviram de inspiração pode se obter lindíssimos a grandes artistas como o visuais em seu cume. Camiitanhaense Benedicto Ca- nhando pelo costão, acessalixto de Jesus (1853-1923), -se à Praia dos Pescadores. A Praia da Saudade é locaAlfredo Volpi, Emídio de lizada aos pés do Morro do Souza, Bernardino de Souza Pereira, Anita Malfatti, Sapucaitava, e é acessada através da trilha, com entradentre outros. No entanto, é importan- da pela Rua Sebastião das te lembrar que, devido às Dores. A praia, na verdade, fortes correntes provoca- é o leito do rio aos pés do das pela força das águas morro, e é protegida pelas fluviais dentro das águas formações rochosas como a do mar, o trecho oferece Pedra do Carioca e o costão riscos aos banhistas, como do morro que leva até o seu informam as placas coloca- lado sul, atingindo a Praia dos Perscadores. das no local. Os pescadores amadores ficam muito tempo nesta Praia do Tombo praia e na Pedra do Cario(Boca da Barra) O ponto de encontro en- ca, é um local muito bucólitre a praia e o rio Itanhaém co. É comum observar bané a Praia do Tombo. Du- dos de gaivotas tomando Itanhaém conta ainda com diversas praias, que são o cartão de visitas da Cidade, sendo no total catorze, em cerca de 26 quilômetros, conhecidas principalmente por suas belezas naturais. Entre as mais populares estão as Praias dos Sonhos, do Cibratel e dos Pescadores, onde o fluxo turístico é intenso, principalmente, por suas ótimas balneabilidades durante o ano inteiro, onde os turistas podem realizar diversas práticas esportivas. Nos fins de temporada e feriados, o Governo Municipal promove diversos eventos, como shows, esportes, aulas de dança, de ginástica e muito mais, tendo como objetivo agitar o público presente.

sol pela manhã ou à tarde.

Praia dos Pescadores

A Prainha tornou-se Praia dos Pescadores. É um dos locais mais divulgados da cidade, pois tem seu panorama ligado à telenovela “Mulheres de Areia”, em sua primeira versão, transmitida pela extinta TV Tupi de São Paulo, durante os anos de 1974-75. O evento valeu ao local um monumento, esculpido por Serafim Gonzalez, em fibra, colocado em frente à Ilha das Cabras. A praia tem cerca de 600 metros de extensão e é muito freqüentada por surfistas, é neste pequeno trecho de mar entre o costão rochoso do Morro do Sapucaitava e a Ilha das Cabras que se verifica as melhores ondas para o surf, em meio a barcos de pescadores que a todo o momento entram e saem do mar em busca de peixes para comercialização nas barracas da praia. Nesta praia localiza-se uma pequena elevação chamada púlpito de Anchieta, hoje ocupado por residências, mas tradicionalmente tem sua imagem ligada à figura de José de Anchieta, pois conta-se que o beato ali subia para apaziguar e catequizar os indígenas tupiniquins que habitavam a região compreendida entre o Japuí (hoje, São Vicente) e a região de Itariri.

Praia do Sonho

A Praia do Sonho tem cerca de 800 metros de extensão e seu nome antigamente era Praia do Meio. Com o advento do loteamento defronte à praia, foi denominada Praia de Sonho. A empresa loteadora não poupou nem mesmo a História, citando em seu caderno promocional que suas areias haviam sido pisadas por Martim Afonso de Sousa, e uma infinidade de fatos fisctícios ligados ao Padre José de Anchieta, dando a ele o «Morrete do Púlpito de Anchieta». Fatos históricos (ou não) à parte, trata-se de uma bela praia.

Praia das Conchas

Não se trata de uma praia propriamente dita, mas uma outra pequena enseada quase aos pés do morro de Paranambuco e o costão da Praia dos Sonhos, após a Cama

A Praia do Suarão está localizada no bairro do mesmo nome, trecho assim denominado da Praia de Itanhaém. O bairro do Suarão é um dos mais antigos da cidade. Em 1917, Joaquim Branco visitara, pela primeira vez, o vilarejo de Itanhaém. Entusiasmou-se pela sua paisagem, clima e motivos históricos, entusiasmo que o motivou e alimentou até o final de sua vida, em 1945. Empreendedor e visionário, propôs logo em seguida, ao Prefeito da cidade, Antonio Mendes da Silva Junior (Totó Mendes), a realização de um projeto urbanístico, uniformizando o traçado da cidade, dando nomes às ruas, protegendo e valorizando os monumentos históricos. O projeto incluía a abertura de um escritório da Prefeitura em São Paulo, destinado a divulgar e vender terrenos, tendo em vis-

ta o desenvolvimento da Estância Balneária. O município - que não dispunha de dinheiro - pagaria seus trabalhos com terras. Terras essas que vieram a constituir o loteamento a que deu o nome de “Vila Suarão”. Por volta de 1925, iniciou-se a construção das primeiras casas: a do Coronel (à rua Itaguaçaba, onde ainda existe), a de Francisco E. do Amaral (que mais tarde passou a pertencer também à família do Coronel) e a do Dr. Peixe Abade, juiz da cidade de Leme, que adquiriu um dos terrenos, junto à praia. Pedro Magalhães construiu um hotel, o aprazível “Hotel, Suarão”, em frente à estação ferroviária, o qual hoje está transformado em Colônia de Férias. O nome Suarão era a denominação que os nativos davam à região e que o Coronel resolveu preservar. Segundo uma versão, esse nome vem das raízes tupí: çuu, que era o nome que se dava a um animal de grande porte, fosse onça, veado ou outro... e o radical onomatopaico aron, com o significado de “ronco”, “rugido”. Seria pois o “lugar onde o bicho ronca” e Joaquim Branco supunha tratar-se de ca-

05

tetos, ou porcos-do-mato, que eram muito abundantes na região, até há pouco tempo.

Praia do Cibratel

É denominada Praia do Cibratel, a porção da Praia de Peruíbe, no trecho compreendido no bairro que a defronta.Durante toda a extensão da Praia de Peruíbe no município de Itanhaém, popularmente a praia recebe o nome do loteamento em que está localizada a orla (Ex.: Praia do Cibratel, Praia das Gaivotas).

Praia do Gaivota

A Praia do Gaivota vai desde a divisa com o bairro do Cibratel II até a divisa com o município de Peruíbe, mais precisamente no Rio Piaçagüera, regato que deságua no mar, neste bairro. Há também uma pequena ilha em sua orla, onde é possível ver aves marinhas. A praia tem infra-estrutura, já recebeu melhorias do projeto de Urbanização da Orla da Praia. O número de turistas que preferem esse lindo bairo está cada dia mais aumentando, e com isso a urbanização vem crescendo cada vez mais. Vale a pena ir conhecer a beleza da Praia do Gaivota e suas belezas naturais.


Comportamento Caça Palavras

06

7 dicas para o cabelo crescer mais rápido

Hidrate os fios semanalmente, com uma máscara adequada para o seu tipo de cabelo. 6. Melhore a alimentação Coma melhor, investindo em frutas, legumes e verduras. Eles contêm os nutrientes necessários para garantir o crescimento dos fios, como proteína, ferro, cálcio, enxofre, selênio, zinco e vitaminas do complexo B.

divulgação

Geralmente, o cabelo cresce 1 centímetro por mês. Mas, quando o cabelo parece demorar muito mais tempo para crescer, algo pode estar errado. Por isso, seguem 7 dicas para o cabelo crescer mais rápido:

Assembleia geral para aprovação do estatuto da AFUPES Estão convidadas todas as pessoas interessadas para a Assembléia Geral de Constituição da Associação dos Funcionários e parceiros de entidades Sociais, AFUPES, nos termos do art. 53 da Lei nº 10.406, de 10 de janeiro de 2002, e para discussão e aprovação do estatuto, eleição e posse dos membros da Diretoria Executiva e do Conselho Fiscal, bem como para definição da sede provisória, a realizar-se no dia 21 de Outubro de 2013, às 15 horas, localizada na rua Miguel Rachid, 526, sobreloja- São Paulo - SP. São Paulo, 17 de outubro de 2013. Comissão Organizadora

1. Massageie o couro cabeludo Durante a lavagem dos fios, faça uma massagem em todo o couro cabeludo com as pontas dos dedos. Assim, há um aumento da circulação sanguínea local. 2. Enxague bem o cabelo Após lavar os fios com shampoo e condicionador,

enxague muito bem, até que não fique nenhum vestígio de creme nos cabelos. 3. Desembarace todo o cabelo Ao pentear, escove muito bem os fios para evitar nós, os quais impedem a chegada da oleosidade natural da raiz às pontas. 4. Não passe condicionador na raiz Diminua o excesso de oleosidade da raiz, não passando creme nela, passar somente a partir de 1 centímetro de distância. 5. Faça 1 máscara por semana

7. Deixe de fumar Deixe de fumar, se for o caso. O cigarro prejudica a saúde e danifica os cabelos, deixando-os mais fragilizados e quebradiços. Indivíduos com cabelos muito crespos ou afro podem achar que seus cabelos demoram muito tempo para crescer, porque eles vão se enrolando naturalmente desde a raiz. Mas isso não quer dizer que não cresçam normalmente. Nesse caso, o que se pode fazer é alisar o cabelo, para que seu crescimento seja facilmente percebido. Um indivíduo bem nutrido e que cuida bem da raiz de seus cabelos não deverá ter problemas com o crescimento dos fios.

Esse é o Fabiano. Ele trabalha com o tatuzão. Assim como ele, mais de 9 mil pessoas trabalham para dar vida ao Metrô de São Paulo. Todos os dias mais de 4 milhões e meio de usuários são transportados de Metrô. E o Governo está trabalhando para aumentar este número ainda mais. São 4 linhas em obras simultâneas, que vão interligar as principais universidades, hospitais e aeroportos da capital. O Metrô de São Paulo é referência mundial em tecnologia e um dos mais modernos e eficientes da América Latina. E tudo isso por um motivo muito especial: o que move o Metrô é a paixão e o esforço das pessoas que trabalham nele.

Governo do Estado de São Paulo. A gente cuida do Metrô. A gente cuida de você.


Jornal Frente & Verso - Outubro de 2013  

Veja nossa edição online e compartihe com seus amigos.

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you