Issuu on Google+

9 ANOS

Visite o site: www.jornalfolharegional.com.br

Número: 158 - Outubro/2009 - Governador Valadares - Minas Gerais - R$ 1,20

GOVERNADOR VALADARES

Prefeita, que concedeu 350% de aumento para médicos, não quer melhorar salário dos servidores da Saúde Vereadores da oposição apresentaram emendas e conseguiram apoio de colegas governistas em favor dos mais desfavorecidos do Hospital CUPARAQUE

O

apoio dos servidores da Saúde foi de grande importância para a vitória eleitoral da prefeita Elisa Costa. E, neste momento, os profissionais necessitam do apoio da prefeita. A exemplo dos médicos, os servidores da saúde, como os técnicos de enfermagem, enfermeiros, porteiros, faxineiros sofrem com os baixos salários no Hospital Municipal. Elisa Costa, no entanto, não foi sensível com a categoria e decidiu enviar projeto para a Câmara Municipal aumentando o salário apenas dos médicos em 350%. Os vereadores Chiquinho, Darly Alves, Dilene Dileu, Euclydes Peterssen, Juca Amorim, Maurício Morais, Sargento Ramalho, conseguiram contornar este problema, apresentando emenda ao projeto do Executivo. A expectativa é a de que a prefeita sancione o projeto e evite mais problemas no Hospital Municipal, onde os mais prejudicados com esta queda de braço são os valadarenses que precisam de atendimento no local. PÁGINA 10

Mais um prefeito cassado pelo Tribunal de Justiça

M

Antes de iniciar as discussões sobre o salário dos servidores, vereadores participaram de momento de oração

axwell Monteiro da Silva (DEM), prefeito de Cuparaque, acusado de comprar votos nas últimas eleições foi cassado pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais. Dos seis desembargadores, quatro votaram favoráveis à sua cassação. O relator do caso, juiz Benjamin Rabello não concordava com esta punição, mas foi voto vencido na Corte. Maxuell pode recorrer da decisão, em Brasília. PÁGINA 8

Acusado de comprar votos, Maxwell teve mandato cassado

Foguetório e muita festa em Peçanha para receber o Presidente do Tribunal de Justiça Sérgio Resende GUANHÃES O desembargador Sérgio Resende, presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) foi recebido com festa no município de Peçanha. Ele participou de um encontro, no Fórum da cidade, com juizes, promotores, prefeitos, lideranças políticas e profissionais do Direito. A recepção surpreendeu o presidente do Tribunal, que tomou conhecimento da prestação jurisdicional na comarca e expôs as políticas e as possibilidades do PÁGINA 6 TJMG, visando a melhoria dos serviços e o atendimento das principais demandas.

ALMG

Grande festa para comemorar os 134 anos do município

Presidente da Assembléia elogia homenageados com a Medalha Santos Dumont

O

Presidente das Assembleia Legislativa Alberto Pinto Coelho participou da solenidade junto com o vice governador de Minas Antonio Anastasia

s homenageados com a Medalha Santos Dumont, entre eles deputados, servidores da Assembleia , ministros, desembargadores, profissionais liberais, segundo o presidente da Assembleia Legislativa, Alberto Pinto Coelho, contribuem com seu trabalho para o desenvolvimento do Estado. A Medalha foi criada pela Lei 1.493, de 16 de outubro de 1956, para comemorar a realização do primeiro voo com uma aeronave mais pesada do que o ar, em 23 de outubro de 1906, pelo brasileiro Alberto Santos Dumont. A medalha é concedida em três graus: ouro, prata e bronze. PÁGINA 9

Prefeito Oswaldo com artistas que encantaram o público

A

prefeitura de Guanhães organizou uma grande festa para comemorar os 134 anos de Guanhães. Foram três dias de apresentações culturais, com shows como o do Araketu.O prefeito Oswaldo de Castro saudou os moradores, lembrando que o trabalho administrativo, com realização de várias obras é o compromisso dele para com o povo do município. PÁGINA 9


OUTUBRO/2009

RODA VIVA CARTEIRADA 1 Um político, que também é policial aposentado, utilizou, durante a tão falada vinda do presidente Lula a Valadares, um dos mais atrasados e baixos meios de abuso de autoridade. Impedido pelos seguranças da presidência de entrar em uma área reservada do aeroporto, ele se apresentou como político. Educadamente os seguranças explicaram que ele não podia entrar na área. CARTEIRADA 2 Irritado, ele disse que como político não podia entrar, mas entraria como policial e apresentou a carteira de militar, foi entrando sem dar satisfação. O comando deveria puni-lo porque ato como este só desonra a Polícia Militar de Minas Gerais. Como diz o ditado: Existem pessoas que não nasceram para o poder. Ele acabou com cara de tacho já que o presidente não deu as caras em Valadares. Imagina o que ele aprontaria querendo aparecer ao lado de Lula. PREFEITOS Prefeitos da região nem deram cartaz para inauguração de Usina. Queriam mesmo era tirar uma foto ao lado presidente e da Dilma Roussef. Como eles não apareceram, os prefeitos não perderam tempo, retornando para

PÁGINA 2

EDITORIAL

Quem está por trás da perseguição contra a presidente da Câmara? P

Empresaria Paula de Souza Ferreira e Roberta Cristina dos Anjos Vieira

os municípios. HELDO ARMOND A entrevista do vereador Heldo Armond repercutiu em Valadares e várias cidades da região. Um aliado criticando publicamente a administração quer dizer que a situação não vai bem. O valadarense que convive dia a dia com os problemas do município sabe que esta é a realidade. CHUVAS As últimas chuvas são bem vindas para os produtores rurais. Quando no município existe infra-estrutura a situação é tranqüila. Mas, a falta de estrada na zona rural é o principal problema para os moradores.

ELEIÇÃO Os candidatos a deputados estaduais e federais já estão dando as caras em Valadares e região. Alguns nem conhecia nossas cidades. Como eleição vale tudo eles chegam à francesa. FAMÍLIA PERRELA Algum político de Governador Valadares terá coragem de assumir apoio para a campanha do filho do presidente do Cruzeiro Zezé Perrela, Gustavo Perrela na cidade? Se tiver, qual motivo do apoio? É preciso separar a política de esportes e levar mais a sério o eleitor.

NOTA 10

NOTA 0

Para o esforço do Corpo de Bombeiros em Valadares neste período de chuvas, em tentar ajudar as famílias que buscam socorro nos bairros de Valadares. Eles são atenciosos, educados e trabalham com uma responsabilidade fora do comum.

Para a desorganização criada no aeroporto para a vinda do presidente Lula. Uma falta de respeito para com o valadarense que precisava de transitar pelo local. Se não era para ver o presidente pra que convidou?

arece que certas pessoas, a mando de terceiros, armaram uma “casa de caboclo” para puxar o tapete da presidente da Câmara de Governador Valadares, Dilene Dileu. Para garantir a eficácia de um bom despacho (cruz credo, nesta gente) devem ter colocado uns “trabalhos” em cada esquina onde a presidente passa. Tudo isso, não só a mando de quem não suporta sucesso alheio, como daqueles que não conseguem mais levar vantagem no trabalho público e porque ela, sim, tem atuado com responsabilidade e compromisso com os bens públicos.A inveja continua sendo um grande mal neste mundo. Mas como quem tem Deus no coração não morre pagão, não é que os inimigos começaram a se dar mal? No episódio do salário dos servidores, a presidente deu um show, ao lado dos vereadores. Sensata, Dilene agradou a gregos e troianos na votação da reunião extraordinária. Saiu por cima para desesperos de políticos, derrotados nas urnas que, sem funções, ficam matutando o que fazer para prejudicar quem ocupa importante cargo.Poderia usar este tempo para fazer o bem ao próximo. Dilene, cristã, tem tido a força de Deus para desatar todo mal que tentam fazer contra seu trabalho. Para ficar livre deste tipo de gente só mesmo muita confiança em Deus, pois eles não medem esforços em fazer o mal. Quem se aproxima dessas pessoas notam a maldade em volta delas. Mas, como o bem vence o mal, esta maldade deve voltar em dobro para eles próprios.

Nosso próximo presidente: Ou será, enfim, o tucano José Serra, ou a primeira mulher, Dilma Roussef

EM DIA COM A JUSTIÇA Renato Zouain Zupo - renatozupo@terra.com.br

O Dia do Professor Justiça seja feita com uma classe profissional que é muito pouco aplaudida pelo que merece, que é o magistério, os nobres professores deste Brasil que nesta semana defraudaram o dia de sua homenagem. Devo confessar que sempre considerei o docente um aprendiz atormentado da vida, que ensina aquilo que sabe e procura transmitir o amor pela vida contido nas ciências que domina. Ou seja, já respeitava e muito os professores. Isso até me tornar também profissional de magistério, o que sou (ou fui) por quatro anos. Após este périplo, então, é que passei a respeitar mais ainda estes profissionais. Quando fui convidado a lecionar Direito, aceitei o convite do UNIARAXA com um misto de orgulho e apreensão. Orgulho, obviamente, por merecer o convite. Apreensão por não saber se seria digno desta empreitada. Pois bem. Aceitei. Descobri que a glória de ensinar corresponde ao milagre de também aprender, com o aluno. Observei ao lado de maravilhosos profissionais da educação que conheci que o professor é muitíssimo mau remunerado, apesar do trabalho essencial que realiza e que se trata de cuidar de nossos jovens, que são o futuro do Brasil. Dizia-se antigamente que o professor é um segundo pai, porque complementava a educação dos filhos, na escola. Hoje, a verdade é bem outra, muito mais onerosa para o profissional do ensino: o professor em verdade é, muita vez, o ÚNICO pai, quando o aluno vem de algum gueto social, de uma casta social desfavorecida, de alguma família desvalida e que mantenha seus rebentos ao léu e à revelia da sorte. Vivi e convivi em meus anos de magistério com os dramas da educação no Brasil. O sistema educacional adotado pelo MEC vem dos priscos idos de Fernando Henrique Cardoso e na verdade "acabou" com o analfabetismo e "erradicou" a evasão escolar, porque simplesmente passou a orientar a aprovação de todo o alunado da rede pública de ensino fundamental e médio. Alguém já viu aluno ser reprovado em escola pública, atualmente? É muito difícil. Convenha-se, o sistema forma dezenas de bacharéis que, todavia, não possuem nenhum preparo para o mercado de trabalho porque são vítimas de uma formação acadêmica que privilegia sua aprovação em detrimento de seu efetivo conhecimento e aprendizagem. O professor, mesmo o "durão", tem que fazer muita força para reprovar o mau aluno, tem que vencer o sistema e o MEC para conseguir tornar repetente o discípulo desidioso. É muito mais fácil aprovar o relapso, e é por este caminho tortuoso que muitos profissionais da educação no Brasil trafegam, vencidos pelo cansaço, lamentavelmente. A nossa tendência, a vingar este estado de coisa, é virarmos outra Cuba, em que há jardineiros engenheiros , médicos balconistas de lojas, e advogados vendedores de cachorros quentes. O que nosso país precisa é de bom ensino médio de qualidade, ensino fundamental forte, com reprovação, "bomba", repetência, treinamento permanente e controle de qualidade de um professorado bem, muitíssimo bem, remunerado. O resto é utopia e demagogia: vamos formar todo mundo para melhorar a imagem do Brasil no exterior, gente! E o conhecimento que se exploda. Só que conhecimento é poder, isto o que precisa ser observado nas academias. E não se pode dar poder a quem não o mereça, ou remunerar mal aqueles encarregados de distribuir este "poder" que é a ciência, que é o saber. Aos professores, os meus parabéns pelo seu dia, muito especialmente aos profissionais de educação do UNIARAXÀ, com quem convivi por maravilhosos quatro anos, aprendendo a aprender com gente séria e que ama o que faz. Renato Zouain Zupo, Juiz de Direito em Araxá-MG

Governador Valadares - MG Edição: Nº 158 - Outubro de 2009 Periodicidade: Quinzenal Rua: Artur Bernardes, 1234 - Centro Cep: 35010-020 Telefones: (33) 3212-3776 / 9961-2508 - Diagramação: Rafael Barbosa Editor: Elias Silva Projeto: A.G.E Assessoria & Jornalismo Colaboradores: Renato Zouain Zupo (Na Coluna Em Dia Com a Justiça) Site:www.jornalfolharegional.com.br E-mail: folharegionalgv@bol.com.br - folharegionalgv@uol.com.br


OUTUBRO/2009

PÁGINA 3


OUTUBRO/2009

PÁGINA 4

Política

Consórcio inaugura usina hidrelétrica no Leste de Minas

História mutilada

Solenidade de inauguração da Usina Hidrelétrica de Baguari contou com a presença de diversos políticos do estado

O

Consórcio UHE Baguari, formado pelas empresas Neoenergia (51%), Cemig (34%) e Furnas (15%), inaugurou, no último dia 22, a Usina Hidrelétrica Baguari (UHE Baguari),. Localizada no rio Doce, em Governador Valadares, a usina tem capacidade instalada de geração de 140 megawatts (MW), com energia assegurada de 80,2 MW médios, suficiente para abastecer uma cidade de 450 mil habitantes. Sua produção será distribuída no Sistema Interligado Nacional (SIN), representando um reforço importante ao abastecimento de energia elétrica do país. As obras começaram em 2007 pelo consórcio formado pelas empresas Construtora Norberto Odebrecht, Voith Siemens e Engevix, com investimentos de R$ 516 milhões, dos quais 70% financiados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O empreendimento destaca-se pelo menor impacto ao meio ambiente devido à tecnologia adotada para a geração da energia elétrica,

Mesmo com a ausência do presidente Lula a diretoria da Usina manteve a solenidade de inauguração

com operação a fio d’água, feita por turbinas do tipo bulbo, que exigem menor área alagada no rio para o funcionamento das máquinas. O reservatório da usina tem 16 quilômetros quadrados, uma das menores áreas de lago para esta capacidade de geração, com extensão de 22 km no rio Doce e 5 km no rio Corrente Grande. Esta condição credencia a usina a também gerar e comercializar créditos de carbono. O licenciamento ambi-

ental da hidrelétrica foi concedido pelo Conselho Estadual de Política Ambiental (Copam) do Estado de Minas Gerais, com base na execução do Plano de Controle Ambiental (PCA) elaborado no Estudo de Impacto Ambiental e Relatório de Impacto Ambiental (EIA-RIMA) do projeto. O PCA foi constituído por 38 programas, sendo nove para o meio físico, 15 para o meio biótico e 14 para o meio socioeconômico.

Entre os programas compensatórios e mitigadores dos impactos do empreendimento ao meio ambiente, destacam-se a criação de 34 hectares de Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) e 170 hectares de corredores ecológicos. Para formação do reservatório da UHE Baguari, foram remanejados moradores das áreas alagadas para 71 novas residências construídas no município de Periquito. Os programas de compensação

do impacto socioeconômico incluíram diversas obras de infraestrutura na região do entorno da usina, como a construção de pontes, bueiros, poços artesianos, rede de distribuição de energia, acessos, entre outros itens. Além da geração de emprego durante as obras e das compensações dos impactos ambientais, a construção da usina estimulou a economia da região com o pagamento do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN) aos municípios impactados pela obra. Até setembro, a usina pagou um total de R$ 3,1 milhões do imposto. Com o início da operação comercial, a usina também começa o pagamento da Compensação Financeira pelo Uso de Recursos Hídricos (CFURH), conhecida como “royalty da água”, para o estado e municípios, conforme sua participação na área do reservatório. A energia elétrica gerada pela UHE Baguari é transmitida por uma subestação de 230 kV e rede associada de 2,9 km, sustentada por 17 torres.

Tumulto, frustação e ausência do presidente Lula em Governador Valadares

D

e nada valeu a organização e gastos com compras de faixas estendidas em vários pontos da cidade desejando boas vindas ao presidente Lula. Ele, de últi-

ma hora, cancelou a viagem a Governador Valadares por causa das chuvas na região. O presidente chegou até Belo Horizonte, de onde viria com o governador Aécio Neves e ministros.

Logo no início da manhã milhares de veículos congestionaram a estrada de acesso ao aeroporto Coronel Altino Machado. Políticos ligados aos dois principais grupos da cidade (PT e PSDB) tenta-

vam um melhor lugar para receber Lula e Aécio. Do aeroporto, os dois, ao lado de ministros, secretários de governo e deputados iriam para Baguari para a solenidade de inauguração da

Usina. Com o mau tempo e chuvas em várias cidades de Minas, inclusive na região Leste, a assessoria do presidente achou por bem cancelar a visita.

ALPERCATA

Moradores da Rua A vão à Justiça contra administração por causa de risco de desabamento Não parece, mas esta é uma rua de Alpercata. Moradores vão à Justiça contra a Prefeitura

O

s moradores da Rua A, bem como também os moradores da Rua Antônio Sales que fica logo abaixo, estão vivendo anos de inquietude, posto há mais de doze estão sendo obrigados a conviver com uma erosão que veio comendo a rua que existia, e o descaso da administração municipal. Eles, cansados de tentar, sem sucesso, uma solução, decidiram acionar o Ministério Público contra a administração. Desde o ano de 1997, os moradores da Rua A convivem com o grave problema de desmoronamento do seu percurso. Locais onde a rua tinha 5 metros de largura, hoje não passam de 30 centímetros. Com isso, os moradores enfrentam dificuldades pois não podem chegar em

Situação caótica da rua A revolta moradores, que sofrem com este descaso

suas residências de carros ou locomover algum doente dentro de um veículo. TENTATIVAS Os moradores já tentaram todas as alternativas pos-

síveis, ofícios e boletim de ocorrência feito pelos Bombeiros, onde consta a realidade e o perigo que estão correndo, ao presidente da Câmara e ao Prefeito Municipal.

No principio deste ano foi realizada uma reunião onde compareceram aproximadamente 35 pessoas que assinaram a ata de presença, para pleitearem uma atitude do po-

der municipal. Passaram-se 10 meses e nada foi resolvido. Agora que está prestes a entrada da época da águas a situação complica ainda mais. Basta armar uma chuva para que os moradores fiquem de plantão. Alguns nem se atrevem a dormir em suas casas, pois a qualquer chuva que cair, o que resta da Rua A, fatalmente irá descer morro abaixo por cima das residências da Rua Antônio Sales. Aconselhados por uma advogada, os moradores vão apelar para a justiça, fazendo uma representação junto ao Representante do Ministério Público para que o poder municipal de Alpercata seja compelido a providenciar o reparo mais urgente possível, antes que aconteça uma catástrofe de proporções inimagináveis.

Tarciso Alves

P

egou mal o artigo aqui publicado na última edição, pois foi uma transcrição feita sem os cuidados que um jornalista deve ter, ou seja, faltou apurar a verdade dos fatos narrados pelo autor do livro A Mineirice, no tocante à proposta que teria sido feita por Carlos Lacerda ao político Fernandinho, sobre a região do Contestado. Tal descuido não passou despercebido por todos os leitores deste jornal, pois houve quem discordasse da versão apresentada, posto que ela não corresponderia à verdade dos fatos. Quem notou essa inverossimilhança foi o amigo Dr. Jamil Kahey, conhecedor da história política de Minas e do Brasil, e também dos personagens citados naquele texto. Ele lembrou que na época citada, quando Fernandinho era político em Mantena, Lacerda já havia fundado o jornal Tribuna da Imprensa e, portanto, dificilmente poderia vir à região do Contestado para tratar de um assunto desse, que na verdade interessava mais a Minas e ao Espírito Santo do que à imprensa do Rio de Janeiro, então capital do país. Pelo que tudo indica, o caso conta do no livro A Mineirice não corresponde à verdade histórica e, de quebra, ainda lança dúvidas sobre o caráter de Lacerda, uma das personalidades mais fascinantes da política brasileira de todos os tempos, tanto pela sua excepcional inteligência quanto pelo temperamento explosivo e a insuperável capacidade de usar a palavra, por escrito ou verbalmente. Falhamos ao reproduzir o texto, reconhecemos, e nos preocupamos em restabelecer a verdade, dentro do possível. Quem quiser conhecer melhor a vida de Carlos Lacerda pode recorrer às obras que ele publicou – crônicas, reportagens, discursos, traduções, memórias, etc – ou ler o livro “Carlos Lacerda – a história de um lutador”, de autoria de John Foster Dulles, ex-professor universitário e ex-secretário de Estado do governo dos Estados Unidos, no governo de Dwight Eisenhower. Fica aqui o devido reparo, a bem da verdade. Se houve algum repórter que propôs a Fernandinho uma matéria sobre a região do Contestado, certamente não teria sido Carlos Lacerda, que naquela época estava se atirando à vida pública, indiferente ao que lhe pudesse acontecer, como de fato aconteceu desde a sua juventude até à sua morte, até hoje mal explicada, assim como as de Juscelino e João Goulart – ambos tão distantes dos ideais políticos de Lacerda, embora tão próximos dele nos momentos finais.


OUTUBRO/2009

PÁGINA 5

Cultura

Sob Medida Padre Fernando é um dos mais completos sacerdotes da cidade O

Padre Fernando

s católicos de Governador Valadares são bem servidos de sacerdotes. Não são muitos, mas os que tem vem dando conta do recado, dentro dos seus limites. Mas há de se destacar um que deveria ser exemplo pelo menos para os mais novos : Padre Fernando Aguinara Huici. Um homem simples, inteligente, humano, de muita fé e de ação. Padre Fernando preenche todos os requisitos para ser um sacerdote comple-

to. Não se preocupa com luxo, altas rodas de sociedade e status. Este sacerdote se preocupa com o irmão que passa fome, com os doentes, os fracos e oprimidos. Gosta muito de louvar a Deus, mas gosta também de praticar o que aprendeu, servir ao próximo com simplicidade e amor no coração. A paróquia que o padre atua (Nossa Senhora das Graças) é um modelo na formação de pastorais sociais e na ajuda humana.

Espaço Cultural Cultura

Igor Félix

Um amor, uma noite Um amor, uma noite Eu converso com a lua em ânsia e desvarios. Como em demência a lua clama a ânsia. Nas noites vagueio em delírios como louco. Louco de um amor tão e tão são. Tal a loucura da razão eu me atormento, com olhos inquietos que fogueio o coração. E louco e são sempre à beira de algum sentido raro de emoção. Perdido e louco e louco de razão, loucos desvarios de tal insana paixão.

Alunos da Turma de Direito em confraternização depois de exaustivas aulas

Sílvio Santos, considerado o melhor apresentador do Brasil, realmente está na hora de aposentar. Os produtores do SBT devem ficar de cabelos em pé quando o “Homem do Baú” resolve fazer algum programa ao vivo, como aconteceu no “TeleTon 2009”. Ele, talvez pela idade, está perdendo a noção do ridículo e não pensa duas vezes ao fazer gozações no estilo ofensa às pessoas. Quando chegou o governador de São Paulo José Serra e o prefeito Kassab o medo foi geral, afinal, Sílvio, momento antes, tinha estragado dois belos momentos da festa. O primeiro com um adolescente, que ajuda a AACD com as moedas em um cofrinho. O apresentador começou a conversar com o menino,ao mesmo tempo que chamava um representante de uma empresa de cartão de créditos. O menino ficou visivelmente constrangido quando ficou em segundo plano para o empresário da milionária Hipercard falar da doação. O pior ainda não tinha acontecido. Quando apareceu o cheque do Hipercad, de R$ 3,5 milhões, Sílvio, no estilo brincadeira, empurrou e mandava o menino embora, menosprezando a sua contribuição. Precisou deste representante elogiar exaustivamente o menino para tentar consertar as bobagens do “seu” Sílvio. Não sabendo que ele era a próxima vítima. Ao começar elogiar os clientes do cartão que contribuíram para se chegar naquele valor, Sílvio Santos o interrompeu, fazendo comparação dele com o “bispo” Edir Macedo, famoso por forçar os seus seguidores a dar dinheiro para a sua igreja. O empresário disse mais ou menos assim; “depois dessa, acabou”, totalmente constrangido. Sílvio falava mais alguma besteira, tentando justificar, mas o empresário sequer terminou o seu raciocínio. Na primeira oportunidade que teve, durante a apresentação de uma dupla sertaneja, o representante do Hipercard desapareceu do palco. Como é o dono do SBT os assessores não devem fazer nada, a não ser escutar reclamações dos entrevistados. Se continuar assim, nos próximos teletons, ninguém terá coragem de ir ao palco para escutar as bobagens do apresentador Sílvio Santos. Tem gente até achando que ele anda meio gagá.

RIR, O MELHOR REMÉDIO ACREDITANDO NO INFERNO A garota chega para mãe reclamando do ceticismo no namorado. Mãe, o Mário diz que não acredita em inferno! Casese com ele, minha filha, e o resto deixa comigo que eu o farei acreditar! CONFERÊNCIA DA ONU Em uma conferência da ONU, os grandes líderes de cada país começaram a se gabar. A rainha da Inglaterra tirou o seio para fora da blusa e disse: Meu seio é como a Inglaterra... Ninguém põe a mão! O presidente Bush, achando que é melhor, abaixa as calças, mostra a bunda e diz: Minha bunda é que nem os Estados Unidos... Ninguém penetra! O presidente Lula, querendo dar uma de intelectual, abaixou as calças, mostrou o seu membro e disse: Companheiros, meu pênis é como o Brasil... Ninguém levanta! O CASAL... IH! ESQUECI! Aquele casal de velhinhos, muito simpático, resolveu procurar um médico porque os dois andavam um pouco esquecidos. Não se preocupem sentencia o magarefe. Isso é muito comum depois dos oitenta. A única coisa que vocês têm de fazer é comprar um caderninho e tomar nota das coisas que não querem esquecer. E assim eles fizeram. Na noite seguinte, os dois estão assistindo TV, quando o velhinho se levanta e a mulher pergunta: Aonde você vai? Vou na cozinha. Tomar um pouco de café! Você não quer me trazer um pedaço de bolo? Claro! Então pega o caderninho e anota! Senão você vai acabar esquecendo! Imagina, velha! Imagina se eu não vou me lem-

brar de trazer um pedaço de bolo! Então, tá! Mas coloca um pouco de chantilly! Tá, bolo com chantilly! Não vai anotar? Não precisa! Dez minutos depois o velhinho volta com um copo de água! Eu não falei? Eu não falei? reclama a velhinha. Falou o quê, velha? Eu não falei pra você anotar? Cadê o meu comprimido? CACHORRADA NA MADRUGADA O veterinário atende o telefone no meio da madrugada e ouve uma voz aflita do outro lado da linha: Doutor, é a minha cachorrinha! Começa a senhora com a respiração ofegante. Um vira-lata entrou no meu quintal e subiu em cima dela. Como eu faço para separá-los? A senhora faz o seguinte explicou o veterinário sem disfarçar o mau humor coloque-os perto do aparelho telefônico, vai até o orelhão mais próximo e disca para a sua casa. Quando ouvirem o telefone tocar, eles irão se separar! O senhor acha que isso realmente funciona? Perguntou a mulher, incrédula. Bem, pelo menos comigo funcionou! GOLPE FULMINANTE O camarada saiu do bar, completamente bêbado. Cambaleou de um lado pro outro, escorando nas paredes. Caminhou mais um pouco e parou em frente a uma freira, que lhe sorriu com profunda piedade. Ele olhou para ela, bem nos olhos, e deu-lhe um soco no meio da testa. A mulher saiu rolando pelo chão e caiu, desmaiada. O bêbado ficou parado, olhando aquele monte de pano atirado na calçada. Balançou mais um pouco, pra frente e pra trás, e reclamou, revoltado: Pô, esperava mais de você, Batman!

Acesse o site www.jornalfolharegional.com.br e mande o seu poema com uma foto

SIGNOS ÁRIES (21/O3 A 20/04) Energia continua em ótima fase, o que torna as atividades físicas mais agradáveis. Capacidade de comunicação e contatos passam por um bom momento também, atraindo novos e lucrativos negócios e parcerias. É hora de parar e refletir seriamente em suas necessidades emocionais. TOURO (21/04 A 20/05) Você já pode começar a comemorar com alívio a finalização das dores passadas. Ainda esta semana você pode ter algumas boas surpresas nesse sentido. Carreira e projetos profissionais em alta, sucesso e entrada de dinheiro extra. GÊMEOS (21/05 A 20/06) Controle sua agressividade verbal e a necessidade de movimento. É certo que nesta fase você não conseguirá ficar parado, mas procure puxar um pouco o freio de mão. Namore bastante, pois o momento é de alta sensualidade, mas pratique exercícios físicos também. CÂNCER (21/06 A 21/07) A necessidade de estrutura vai tomar conta de seus sentimentos. Caso tenha rompido com algum relacionamento mais profundo e duradouro nos últimos anos, nesta fase você certamente estará disposto a refazer sua vida domestica e familiar. Casamentos podem acontecer nos próximos dois anos. LEÃO (22/07 A 22/08) Dia ótimo para os relacionamentos, pois sua alegria de viver e otimismo estão em altíssimo nível. Cuidado apenas com o excesso de romantismo, pois algumas atitudes muito idealizadas podem levar a certa confusão e enganos. VIRGEM ( 23/08 A22/09) É certo que muita coisa já está mais leve e você consegue enxergar e até colocar certa ordem em sua rotina. Últimos minutos de saturno em seu signo trazem a renovação e abertura necessária para enfrentar uma nova fase. Boa

LIBRA (23/09 A 22/10) Amor em alta passando por fase decisiva e muito beneficiada. Saturno dá os últimos suspiros em virgem para rapidamente entrar em seu signo e trazer mais responsabilidade e dedicação às coisas que são realmente importantes. ESCORPIÃO (23/10 A 21/11) As relações intimas são protegidas e você sente que pode se abrir. Vida profissional passa por ótima fase, com novas propostas de parcerias e inicio de novos projetos. Amor em fase de mudanças pede controle e reflexão antes de qualquer decisão. SAGITÁRIO (22/11 A 21/12) Nesta fase você deve refletir profundamente sobre a importância do dinheiro em sua vida, ter claras as metas que deve manter e caminhar em direção a elas. Os próximos anos serão decisivos na construção e manutenção de sua vida material. CAPRICÓRNIO (22/12 A 20/01) Saturno se aproxima de libra e você já começa a sentir que as responsabilidades aumentarão e muito! Profissão e carreira sempre foram os setores mais importantes de sua vida, juntamente com família e tradição. Você entrará em uma fase em poucos dias que os dois setores serão levados ainda mais a sério por você. AQUÁRIO (21/01 A 19/02) Dia ótimo para estar entre os seus, mas você deve tomar muito cuidado com o excesso de agressividade. Procure esperar alguns dias caso tenha que decidir por algo novo, mas isso, é claro, se você puder. Caso não possa reflita profundamente sobre todos os prós e os contras e vá em frente! PEIXES ( 20/02 A 20/03) Você já sente que uma fase terminou e que agora você deve se preparar para algo muito novo. Sua intuição está muito forte e por isso você deve começar a fazer um bom planejamento para o próximo ano, que você inicia de pé direito. Expanda seus horizontes,


OUTUBRO/2009

PÁGINA 6

Peçanha

Festa e foguetório para recepcionar o presidente do Tribunal de Justiça Prefeitos, lideranças, advogados e juízes participaram do encontro no Fórum da Comarca

E

m princípio, o compromisso agendado no retorno de Capelinha para Belo Horizonte era o encontro em Peçanha, na região do Vale do Rio Doce, por volta de onze horas do dia 17 de outubro, sábado pela manhã, com o desembargador Mauro Soares de Freitas, filho da terra, no edifício do fórum. Visitado o prédio, partiriam para almoço na casa do juiz de direito Júlio Ferreira de Andrade. Como é do seu feitio, o presidente Sérgio Resende se antecipou ao horário combinado e, às dez e meia, o carro circundou a praça em frente ao Fórum Forjaz de Lacerda. Assim que ele desceu, iniciouse um foguetório de quase minuto que, quando encerrado, deu lugar ao som da banda de música da cidade. “Da entrada da cidade, vi o prédio e disse ao motorista: lá está o Fórum. Eu reconheci o prédio na foto da cidade que o Mauro havia me mostrado. Quando chegamos e vi essa gente toda, tive certeza de que era ali”, disse o desembargador Sérgio Antônio de Resende, surpreendido pela recepção na comarca de Peçanha. Tendo à frente o desembargador Mauro Soares e o diretor do Foro, o juiz de Direito Júlio de Andrade, segui-

Encontro reuniu juizes, promotores, prefeitos e profissionais do Direito

dos de oito prefeitos, de presidentes de câmaras, do promotor, de juízes das comarcas vizinhas, de demais autoridades, os servidores e pessoas da comunidade vieram recepcionar o presidente Sérgio Resende. Na comitiva de boas-vindas, destaque para o casal Jeremias de Mendonça Freitas e dona Maria de Lourdes Soares, pais do desembargador Mauro, que, esbanjando saúde nos seus mais de noventa anos, não se furtaram a subir

as escadas que levam ao salão do Tribunal do Júri, onde aconteceu uma reunião comemorativa da visita. LEVANDO O TRIBUNAL AO INTERIOR O diretor do Foro, juiz Júlio de Andrade, abriu a reunião com palavras de boas-vindas, leu para os presentes o extenso currículo do desembargador presidente e teceu elogios de declarada admiração ao chefe, que foi seu professor na faculdade Milton

Campos. Registrou como “histórica” a visita, mesmo sem ela ter tido o caráter oficial. O desembargador Mauro pontuou que esta seria uma característica do presidente Sérgio Resende: dispensar o protocolo e estar “in loco” nas comarcas, nos fóruns, com os juízes, com os servidores, levando o TJMG ao interior. Referindo-se ao ato de Pilatos, que chamou de “maior erro da judicatura em todos os tempos”, disse ser o desembarga-

dor Sérgio Resende “um juiz que nunca lava as mãos” ante uma demanda. Elogiou as posições assumidas pelo presidente do TJMG, que demonstram sua experiência, seu caráter e sua autonomia. Disse ainda ser aquela visita retribuição a outra feita por Mauro a Sacramento, terra do presidente. Visivelmente emocionado, o presidente falou da sua surpresa com a quantidade de pessoas e com o clima de festa naquele sábado de manhã. Disse estar se sentindo “em casa”, ainda mais que, além de o juiz Júlio ser amigo de seus filhos, também o promotor Igor fora seu aluno. Com humildade, agradeceu as palavras do juiz e do desembargador, reputando as honrarias à instituição e não ao juiz, colega e professor. Testemunhou sentir “certa frustração” em chegar ao ponto máximo da carreira e ver que “não se pode fazer tudo o que se quer”. Reafirmou que suas posturas são fruto de mais de quarenta anos de experiência na magistratura e no magistério, ao contrário de “pessoas que querem reformar o Judiciário sem sequer conhecê-lo”. Encerrando a reunião pública, o juiz Júlio de Andrade e o desembargador Sérgio Resende passaram ao gabine-

te da Direção do Foro, onde aconteceu uma reunião reservada com os prefeitos e autoridades dos municípios que pertencem à comarca. Ali, o presidente pode tomar conhecimento das particularidades da prestação jurisdicional na comarca e expor as políticas e as possibilidades do TJMG, visando a melhoria dos serviços e o atendimento das principais demandas. PRESENÇAS Estiveram presentes os prefeitos Marcos Geraldo Godinho de Oliveira, de Peçanha; Emerson Andrade, de Coroaci; Adeílson Medeiros de Oliveira, de Cantagalo; Geraldo Ferreira da Silva, de Frei Lagonegro; Marcelus de Oliveira Vieira, de Nacip Raydan; José de Fátima Oliveira, de São José do Jacuri; Serafim Ciríaco de Oliveira, de São Pedro do Suaçuí; e Francisco de Souza Leite, de Virgolândia; as juízas Maria Luísa Marilac, de Belo Horizonte, e Roberta Chaves, de Guanhães; e o juiz Enismar Kelley de Freitas, de São João Evangelista; o promotor Igor Augusto Provinciali, de Peçanha; a advogada Cláudia Maria Pereira Carvalho, vice-presidente da Seccional OAB/MG de Guanhães; vereadores , serventuários e pessoas da comunidade.


OUTUBRO/2009

PÁGINA 7

Esporte

Leitor começa a escolher os finalistas do Campeonato Brasileiro 2009 Você também pode participar e, se vencer, ganhar uma camisa oficial do Cruzeiro ou Atlético

N

o dia 6 de dezembro acontece a última rodada do Campeonato Brasileiro. Cada time ainda tem seis jogos para fazer, podendo conquistar 18 pontos no máximo. Os times, com chances de ser campeão são poucos. Alguns tentam mesmo uma vaga na Libertadores 2010. Para isso, precisa ficar entre os quatro finalistas do Brasileiro. O Folha Regional lançou a promoção que vai premiar um torcedor com uma camisa oficial do Cruzeiro ou Atlético. Basta acertar, sozinho, a posição dos quatro primeiros colocados do Campeonato. Nesta edição, alguns torcedores já estão participando. Você também pode participar. Acesso o site www.jornalfolharegional.com.br clique na coluna Fale com a gente coloque seu nome, email, cidade, estado, assunto: Campeonato. No texto, escreva a posição dos quatro times no final do Campeonato. Em seguida coloque seu nome, telefones de contato e seu CPF. Ainda, no site do jornal, clique na coluna Campeonato e veja se o seu palpite está concorrendo. Só vale um palpite por CPF. Se houver mais de um ganhador haverá um sorteio ao vivo, no programa Direto ao Assunto, do jornalista Albino de Oliveira, na Rádio Cultura (105,9 FM), no dia 7 de dezembro. Importante: Os palpites serão aceitos até o dia 10 de novembro.

JORDÂNIA 1º- .................................. Cruzeiro 2º- ............................... São Paulo 3º- ................................ Palmeiras 4º- ................................ Flamengo

LEIDIANE 1º- .................................Palmeiras 2º- ................................São Paulo 3º- ............................ Internacional 4º- .................................. Cruzeiro

NATHALIE 1º- .................................Palmeiras 2º- ................................São Paulo 3º- ............................ Internacional 4º- ................................... Atlético

MARGUERITA 1º- .................................Palmeiras 2º- ................................São Paulo 3º- ............................ Internacional 4º- ................................... Atlético

WALESSA 1º- ................................São Paulo 2º- .................................Palmeiras 3º- ................................... Atlético 4º- ................................ Flamengo

BETINHO 1º- .................................Palmeiras 2º- ................................São Paulo 3º- .................................. Cruzeiro 4º- ................................... Atlético

GILMAR 1º- ................................São Paulo 2º- ............................ Internacional 3º- .................................. Cruzeiro 4º- ................................... Atlético

ABRAÃO 1º- ................................ São Paulo 2º- ................................. Palmeiras 3º- ....................................Atlético 4º- .................................. Cruzeiro

JUNINHO (BENJAMIM) 1º- ................................ Flamengo 2º- ................................São Paulo 3º- ................................... Atlético 4º- ............................ Internacional

ANDRÉ 1º- .................................. Cruzeiro 2º- ................................São Paulo 3º- .................................Palmeiras 4º- ................................... Atlético

POLÍCIA

Acidente na 381: Colisão entre Van e ônibus deixa saldo de 12 mortos Este trecho é considerado um dos mais perigosos da região

O

acidente entre uma Van e um ônibus, ocorrido no último dia 28, na BR 381, próximo a Periquito deixou, um saldo de 12 mortos. A Polícia Rodoviária Federal, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Samu tiveram muito trabalho para socorrer as vítimas. Algumas continuam internadas em hospitais de Governador Valadares em estado grave. O ônibus da Viação Saturno retornava de São Paulo com moradores de Barra de São Francisco e região. Ele tinha sido fretado para que os

passageiros fizessem compras em São Paulo. No retorno, no km 185, da BR 381, próximo a Periquito, o motorista foi surpreendido com a Van que, momentos antes, tinha rodado na pista e estava na contramão. Chovia muito e não foi possível evitar o acidente. Na hora da colisão 7 pessoas da Van, que seguia para São Paulo, morreram no local. Outras não resistiram e morreram no local ou em hospitais da cidade. O motorista do ônibus ficou preso entre as ferragens e enfrentou momento de pânico para ser retirado

pelos bombeiros. Mais de 20 passageiros foram socorridos aos hospitais de Valadares. Pelo menos 6 estão em estado grave. VÍTIMAS DA VAN Cidraque dos Santos Rosa, Damara Soares da Silva, Dayara Jéssica Soares Balbino, Glauria Pedrosa da Gama, Ivanildo Silva Celintro, José Odiram Costa Monteiro, José Osivam Costa Monteiro, Luciana Nunes Marçal, Maria Dalva Pereira Araújo,- Marli Cavalcanti da Silva e Wallya Camila Soares da Silva. VÍTIMA DO ÔNIBUS Raylon Frisso Oliveira.

Acidente foi um dos mais graves já ocorridos nesta área


OUTUBRO/2009

PÁGINA 8

Lideranças na região

CUPARAQUE

Políticos líderes que se preocupam com os municípios onde residem

Por compra de votos, TRE confirma cassação do Ao contrário dos falsos líderes, que visam benefícios próprios, muitos prefeito têm votos e respeito da comunidade

C

om a aproximação das eleições de deputado estadual e federal, as lideranças políticas de toda região são procuradas por pretensos candidatos. Muitos dos deputados sequer conhecem as cidades do Leste de Minas. Mas, na época da eleição, nada melhor do que chegar em um consenso com as lideranças. Algumas são sérias e se preocupam com o município onde residem. Outras não perdem a oportunidade de ganhar um bom dinheiro dos políticos, principalmente aqueles que tem patrimônio. Para este, cada voto custa caro. Aqueles que chegam para o candidato dizendo que tem mil, dois, três mil votos já mostram que o seu objetivo é o financeiro. Principalmente porque, longe de sua preocupação com o bem estar de uma comunidade, ele visa apenas fazer o “pé de meia”. E o pior, na eleição seguinte procura outro deputado ou candidato mais rico e oferece o que não tem, que são os votos. SERIEDADE Na região existem lideranças sérias, que são respeitadas pelo compromisso que têm com a cidade e região. E muitas delas não ficam pulando de galho em galho eleitoral. Um dos exemplos acontece em São João Evangelis-

Waltinho(São João Evangelista)- seu prestígio continua em alta na cidade

Luciano sempre esteve à disposição da comunidade de Divinolândia de Minas

Beto (Santa Efigênia) é a principal liderança do município

Cida (Virginópolis) é um nome não apenas para apoiar, mas para disputar a eleição de deputada

ta, com Walter Evangelista, o Waltinho. Ele é o único político da região, que deixou o cargo de prefeito há cerca de quinze anos e consegue ter mais prestígio que aqueles ocupantes dos cargos políticos na cidade. O carisma, seriedade e vontade de trabalhar pela cidade fortaleceram o nome de Waltinho, que continua querido na cidade e na zona rural, pelos mais antigos e jovens. Ele é do tipo de político que não esconde do morador que o procura para algum tipo de ajuda. O ex prefeito, não mede esforços na Assembleia para ajudar as instituições organizadas da cidade por entender que, indiferente de quem esteja à frente da prefeitura, a cidade merece apoio de todos os seus moradores.

RESPEITO O ex prefeito de Divinolândia de Minas, Luciano Coelho é outra liderança de expressão. Talvez o fato de não prometer o que não podia fazer na última eleição que eram centenas de empregos, ele não foi bem sucedido nas urnas. Melhor para ele que não caiu nesta cilada de prometer o impossível. A sua sinceridade e respeito para com os moradores sempre fizeram parte de sua trajetória política. Luciano, mesmo fora do cargo, é considerado o político mais respeitado de Divinolândia de Minas. LIDERANÇA Em Santa Efigênia, João Abnir Pinho de Souza, o Beto, é outro, que, mesmo sem cargo político é o maior líder da cidade. Candidato a prefeito na última eleição,

Beto não prometeu casas populares em tempo recorde e nem tinha o poder nas mãos. Nas últimas semanas que antecediam a votação, os comentários na cidade eram de que ele seria o vitorioso. Perdeu a eleição por apenas 30 votos de diferença. O resultado foi questionado na Justiça, que ainda não definiu se cassa ou não o atual prefeito acusado de atos ilícitos na campanha. Indiferente do resultado, o mais importante, para os moradores, é que Beto ao longo de sua vida profissional sempre teve (aprendeu com a família), uma forte ligação com o município. Ele é uma grande liderança respeitada e ouvida pela comunidade. CIDA A ex-prefeita Cida Ribeiro, por erro de estratégia, per-

deu a última eleição em Virginópolis. Como sempre fez campanha na transparência e seriedade, Cida não conseguiu êxito, mas seu prestígio continua inabalável. Ela é considerada a melhor prefeita de toda história de Virginópolis e com sua administração conseguiu elevar o nome da cidade em todas as regiões de Minas, graças a sua representatividade. Presidentes de partidos na região sonham com Cida candidata a deputada, por entender que seu nome agrega votos e apoio. Enquanto não decide seu destino político Cida Ribeiro continua tendo respeito em toda região pelo seu profissionalismo e lisura com os bens públicos. Na próxima edição lideranças de Sardoá, Gonzaga, Guanhães, Cantagalo e Peçanha.

GOVERNADOR VALADARES

Comando do Tiro de Guerra recebe homenagem na Câmara de Vereadores

PSL definiu Geremias Brito como pré-candidato a deputado federal e Hélio Gomes a estadual Geremias Brito, para ser eleito deputado pelo PSL, precisará de 30 a 40 mil votos

O

Subtenente Ben Hur, vereador Juca Amorim e Sargento Carlos Alberto

O

subtenente Ben Hur e o sargento Carlos Alberto recebem, no dia 5 de novembro, homenagem na Câmara de Vereadores de Governador Valadares. Há quatro anos na cidade, eles serão transferidos a partir de janeiro de 2010. A homenagem é de autoria dos vereadores Juca Amorim e Chiquinho. Subtenente Ben-Hur e sargento Carlos Alberto chegaram em Valadares há 4 anos onde exerceram com dignidade seus trabalhos em prol da juventude, com ações concretas de cidadania. Foram mais de 600 jovens aprendendo ensinamentos militares, civis. No mundo atual onde os jovens são mais propensos a uma vida fora dos costumes cristãos, os dois integrantes do Tiro de Guerra, conseguiram, não apenas na função do cargo, mas como amigo dos atiradores, instruí-los a seguir uma vida familiar e cristã, valorizando o próximo como um verdadeiro brasileiro. Todos os ex-atiradores e familiares estão sendo convidados a participar desta solenidade, que acontece no dia 5 de novembro (quinta-feira), a partir das 19 horas, na Câmara Municipal.

presidente estadual do PSL, Agostinho Gertrudes de Oliveira Neto informou que na organização das chapas para disputar a eleição no próximo ano existem definições para as pré-candidaturas a deputado estadual e federal. O PSL pretende lançar o vice prefeito de Governador Valadares, Geremias Brito como deputado federal e o empresário Hélio Gomes, deputado estadual. No final do prazo para filiações partidárias, Geremias Brito abandonou o PV, onde era o presidente para se filiar ao PSL, partido, que nas últimas eleições não disputou a eleição de deputado estadual e federal. “Temos um deputado estadual vindo de outro partido”, afirmou o presidente, que está convicto de que nas próximas eleições o PSL fará 6 a 7 deputados estaduais e pelo menos 3 federais. “Vamos lançar 116 no-

mes para disputar a eleição de deputado estadual e 81 nomes para federal”. DISPUTA ACIRRADA Para se eleger deputado federal Geremias Brito terá que conseguir em Valadares e região entre 30 a 40 mil votos. Este é o prognóstico feito pelo presidente do partido. Hélio Gomes precisaria de 28 a 35 mil votos. “O partido está bem estruturado em Minas e temos bons nomes para concorrer nestas eleições”. Na última eleição, Geremias Brito teve pouco mais de 25 mil votos para deputado estadual pelo Partido Verde. Ele, como aconteceu agora, abandonara o PMN e se aventurou em outro partido. Se o sucesso nas urnas foi reconhecido, a frustração também aconteceu. Brito não conseguiu a vaga enquanto um dos eleitos do PMN obteve aproximadamente 21 mil votos.

PORTAS FECHADAS O presidente do PMN Antônio Fernandes Neves confirmou que negociava o retorno de Geremias Brito ao partido.A demora na sua decisão fez com que a Executiva em Belo Horizonte vetasse o seu nome.”Brito foi convidado e deu o dia 8 de outubro ele não tinha avisado nada. A Executiva do partido então proibiu de aceitar Brito no PMN. Achei sua atitude uma falta de respeito porque foi convidado e não teve a hombridade de sequer agradecer”. Toninho acredita que o grupo do PMN é forte e tem chance de vitória. “Temos o vereador Lierte Júnior e o ex-vereador Cabo Isá que são fortes nomes e devem entrar na disputa pelo partido. O importante é que o PMN disputa sozinho. Não coliga com outros partidos. O que fizer vai ser do grupo, do partido”.

Maxwell Monteiro da Silva

P

or quatro votos a dois, o Tribunal Regional Eleitoral confirmou na última terça-feira (27) a cassação, por compra de votos, do prefeito eleito de Cuparaque (89ª Zona Eleitoral de Conselheiro Pena), Maxwell Monteiro da Silva (DEM), e do vice, Ronaldo Balbino Nunes. A representação foi apresentada pela coligação adversária “A Vez do Povo” (PMDB/PDT/ PSB). Para o relator do caso, juiz Benjamin Rabello, não houve a caracterização, de acordo com os autos, de captação ilícita de sufrágio. Segundo a revisora do processo, juíza Mariza Porto, cujo voto foi acompanhado pela maioria dos magistrados, “para a caracterização da captação ilícita de sufrágio, basta a comprovação da compra de um único voto, sendo desnecessária a demonstração da potencialidade lesiva do fato. Nesse sentido, ao compulsar os autos, vislumbra-se que os depoimentos das testemunhas comprovam a compra de votos, com todos os seus requisitos legais, por parte dos recorrentes”. CONFIRA A VOTAÇÃO DE 2008 EM CUPARAQUE Candidato Maxwell Monteiro da Silva da Coligação do DEM/PTB/PP/PSDB/ DEM/PT obteve 1.569, enquanto o canditadato Nilson Machado Dias da Coligação do PMDB PMDB/PDT/PSB obteve 1.467.


OUTUBRO/2009

PÁGINA 9

Medalha Santos Dumont

Homenagem aos que fazem Minas avançar Para presidente da Assembleia homenagens contribuem com desenvolvimento do estado Foto: Wiliam Dias

O deputado Alberto Pinto Coelho e o vice-governador Anastasia durante a cerimônia em Santos Dumont

C

om o objetivo de homenagear as personalidades que se destacaram no desenvolvimento da aviação e do Brasil, foi entregue, no último dia 26, pelo vice-governador de Minas Gerais, Antônio Augusto Anastasia, a Medalha Santos Dumont. Neste ano, foram homenageadas 165 pessoas, na solenidade realizada no município de Santos Dumont (Zona da Mata), entre elas, doze deputados e dois servidores da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, além de ministros, desembargadores, profissionais liberais, entre ou-

tros. O presidente da ALMG, deputado Alberto Pinto Coelho (PP), destacou que os homenageados são pessoas que contribuíram com seu trabalho para o desenvolvimento do Estado. A solenidade aconteceu na Fazenda Cabangu, onde nasceu o aviador, e teve como orador oficial o embaixador Affonso Arinos de Melo Franco Filho, membro da Academia Brasileira de Letras. A Medalha Santos Dumont, concedida pelo Governo de Minas, foi criada pela Lei 1.493, de 16 de outubro de 1956, para comemorar a realização do primei-

ro voo com uma aeronave mais pesada do que o ar, em 23 de outubro de 1906, pelo brasileiro Alberto Santos Dumont. A medalha Santos Dumont é concedida em três graus: ouro, prata e bronze. MODELO DE GESTÃO Na solenidade, o vicegovernador lembrou vários mineiros que, como Santos Dumont, inovaram em seus ofícios trazendo benefícios importantes para a humanidade. Entre eles, Anastasia falou sobre o presidente Juscelino Kubitscheck, que marcou a administração pública e a política brasileira. Segundo ele, foi inspirado por JK que o Governo de Minas implantou nos últimos anos um modelo de gestão pública eficiente e com resultados já concretos. Affonso Arinos também destacou o modelo de gestão implanto pelo governo de Minas nos últimos anos e fez uma comparação com Tancredo Neves. "Podemos visualizar o realismo, a prudência e a Justiça preconizados por Tancredo Neves por meio do Choque de Gestão que empreende atualmente o Governo mineiro, onde os programas da educação, saúde e cultura visam os homens e mulheres deste Estado a fim de torná-los cidadãos sempre mais instruídos, qualificados e saudáveis", destacou. Informações: Assessoria de Imprensa da Assembleia

Grande Festa nos 134 anos de Guanhães Milhares de pessoas prestigiaram os artistas que se apresentaram em homenagem ao aniversário do município

T

al qual a música, o público "pulou que nem pipoca" no show do Araketu, no dia 24. A energia contagiante da vocalista Larissa Luz e um repertório consagrado levantaram a multidão na festa dos 134 anos de Guanhães. Antes da banda, todos conferiram uma prévia de como será o Carnaval 2010 na cidade. O prefeito Osvaldo de Castro, o vice-prefeito Miguel Pimenta, a secretária da Cultura, Waneska Lisboa, entre outras autoridades, fizeram a abertura oficial do evento, que teve ainda, a dupla João Victor & Marcello, bateria e representantes de blocos carnavalescos e contagem regressiva, na noite de sábado, 24. A secretária de Cultura Waneska Lisboa destacou que Guanhães tem muito o que comemorar. “Não apenas na área cultural, mas em todas as áreas o município tem vivenciado grandes conquistas”, disse, finalizando com agradecimentos a todos os que ajudaram na organização da festa e ao público participante. Em seu discurso, o prefeito Osvaldo de Castro anunciou que a Prefeitura tem planos de adquirir uma área de eventos própria, três vezes maior do que a área do Guanhães Esporte Clube. “Está nas mãos do presidente e de toda a Câmara de Vereadores a aprovação da área e da verba”, informou. Segundo o prefeito, a área será referência

Um grande público prestigiou o evento realizado pela prefeitura para toda a região. Após a abertura, a banda Araketu fez uma entrada triunfal, para o delírio dos fãs. “Diz aí Guanhães. O que vocês querem de mim? Eu vim aqui para realizar todos os seus desejos e fazer vocês saírem do chão!”, anunciou a vocalista, interagindo o tempo todo com o público. No repertório, sucessos como “Araketu é bom demais”, “Pipoca”, “Fanfarra”, além de músicas consagradas por outras bandas e cantores. E, como em toda festa de aniversário, os parabéns são fundamentais, Osvaldo de Castro e Larissa Luz conduziram o grande coro. “Essa banda é maravilhosa! Vocês merecem uma banda do nível de Araketu”, disse o prefeito Osvaldo de Castro, após cantar os Parabéns para a cidade. “Obri-

gada prefeito por convidar a gente para fazer parte dessa bela festa”, agradeceu Larissa. O show acabou por volta das 3 horas da madrugada. Para comemorar o aniversário dos 134 anos, Guanhães reuniu grande público durante três dias para apresentações culturais. A abertura contou com show gospel da Banda Vida e a cantora Walquíria Pentecoste. Depois, o público curtiu a música sertaneja com Maurício e Mauri. No sábado (24), o público prestigiou o talento da dupla guanhanense João Victor e Marcelo, que abriu o show da Banda Araketu. E no domingo, o encerramento com Rua de Lazer e bandas locais. Escrito por Luciane Goebel (Prefeitura de Guanhães).

CÂMARA MUNICIPAL DE COROACI

Vereadores aprovam projeto para facilitar construções de casas populares Um dos grandes desafios do poder público é o de facilitar a construção de casas populares para famílias de baixa renda. Em Coroaci não é diferente. É grande o número de pessoas que precisam de uma residência própria, saindo do aluguel. Os vereadores aprovaram projeto facilitando programa de habitação em Coroaci. Nas reuniões de outubro foi aprovado o Projeto de Lei n° 007 que Autoriza o Poder Executivo Municipal a desenvolver ações para implementar o programa carta de crédito recursos FGTS - individual - operações coletivas, regulamentado pela CCFGTS 460 de 14 de dezembro de 2004, alterada e consolidada pela Res. 518/2006 de 07 de novembro de 2006 e instruções normativas do Ministério das Cidades n°s 03, 04 e 05 de 28 de fevereiro de 2005, n° 09 de 26 de abril de 2005 e dá outras providências. Com a aprovação o Legislativo de Coroaci fez a parte dele. Cabe agora ao Executivo desenvolver ações que beneficiem a comunidade de Coroaci.

8° REUNIÃO ORDINÁRIA REALIZADA NOS DIAS 2, 5 E 6 DE OUTUBRO; FORAM APROVADOS OS SEGUINTES PROJETOS: Projeto de Resolução n° 006 - Dispõe sobre o detalhamento da despesa da Câmara Municipal de Coroaci, para o exercício financeiro de 2010. Projeto de Resolução n° 007 - Institui o plano plurianual da Câmara Municipal para o período 2010 à 2013. Projeto de Lei n° 007 - Autoriza o Poder Executivo Municipal a desenvolver ações para implementar o programa carta de crédito - recursos FGTS - individual - operações coletivas, regulamentado pela CCFGTS 460 de 14 de dezembro de 2004, alterada e consolidada pela Res. 518/2006 de 07 de novembro de 2006 e instruções normativas do Ministério das Cidades n°s 03, 04 e 05 de 28 de fevereiro de 2005, n° 09 de 26 de abril de 2005 e dá outras providências. Projeto de Lei n° 012 - Cria o fundo municipal de habitação de interesse social - FMHIS e institui o conselho gestor do FMHIS. Projeto de Lei n° 013 - Dispõe sobre autorização de filiação do Município de Coroaci/MG, à Associação dos Municípios do Circuito Turístico Trilhas do Rio Doce, e dá outras providências. FORAM APROVADOS OS SEGUINTES REQUERIMENTOS; Requerimento n° 032 - requer seja oficiado ao Prefeito Municipal no sentido de viabilizar a colocação de recipientes nas ruas de Coroaci para receber lixos e resíduos domésticos. Requerimento n° 033 - requer seja oficiado ao Subsecretário de Obras Públicas, solicitando o patrolamento e o encascalhamento do trecho que liga o Município de Coroaci a Peçanha. Requerimento n° 034 - requer seja oficiado ao Prefeito Municipal indicando que ele apresente a esta Casa, um projeto de lei onde permita o Município dar descontos em impostos municipais. Requerimento n° 035 - requer seja oficiado ao Prefeito Municipal solicitando a prestação de contas do Festival da Cana. Requerimento n° 036 - requer seja oficiado ao Prefeito Municipal solicitando seja informado o valor pago ao INSS referente à folha de pagamento dos meses de agosto e setembro/2009, dos contratados, secretariado, cargos de confiança, Prefeito e Vice.


OUTUBRO/2009

PÁGINA 10

Salário dos servidores do Hospital

Câmara fez sua parte. Decisão para o final da crise está nas mãos da prefeita Elisa Costa Os funcionários mais humildes foram lembrados nas emendas apresentadas pelos vereadores

U

m hospital onde o médico consegue aumento de 350% no salário base e o servidor, como enfermeiro, técnico, auxiliar e outros com o salário defasado não vai funcionar bem. A prefeita Elisa Costa (PT) enviou um projeto para Câmara beneficiando apenas os médicos. Vereadores apresentaram emendas melhorando salário dos servidores. A decisão no momento cabe a prefeita Elisa Costa que pode sancionar ou vetar o projeto aprovado no Legislativo. O salário base do médico da Prefeitura Municipal é de R$ 1.113,88. Mas ele não ganha apenas este valor. Outros benefícios como insalubridade, gratificação de Pronto Socorro, qüinqüênio, adicional noturno, produtividade e PPN elevam este valor para, em alguns casos, a um salário superior a R$ 8.000,00. Já o auxiliar de enfermagem, com todos os benefíci-

Cida e Geovane ficaram contra o projeto, mas com a união de vereadores da oposição e situação o projeto foi aprovado

os, recebem R$ 829,15. O salário base desses profissionais é de apenas R$ 515,00. GREVE Temendo uma greve por parte dos médicos, a prefeita Elisa Costa concordou em conceder um aumento de

350% para a categoria, que, receberão, apenas de salário base R$ 4.000,00, fora os outros benefícios citados. A solução encontrada pelos vereadores Juca Amorim, Darly Alves, Maurício Morais, Chiquinho, Euclydes Petterssen, Dilene Dileu

e Sargento Ramalho foi o de apresentar emendas melhorando o projeto do Executivo, beneficiando não apenas os médicos, mas os outros profissionais como o faxineiro, porteiro, auxiliar de enfermagem e enfermeiro. Com a mudança e apro-

vação foram criados os cargos de plantonistas do Hospital Municipal de Governador Valadares, ocupados por servidores efetivos da Saúde, com jornada de 12 por 36 horas. Desta maneira os vereadores evitaram que fosse criado o cargo apenas de médicos plantonistas, estendendo esta prerrogativa para outros funcionários. Os benefícios que melhoram os proventos mensais dos servidores, com esta aprovação, serão incorporados oficialmente aos salários, inclusive para efeitos de cálculos de aposentadoria. Um dos exemplos citados foi o servidor que ganha R$ 500,00 de salário e com os benefícios este valor chega a R$ 800,00. Na hora de aposentar a base do valor é calculado sobre os R$ 500,00. Com a nova mudança, o salário base neste caso será de R$ 800,00, utilizado também para efeito de aposentadoria.

Aprovação foi uma maneira do Legislativo ajudar a prefeita a acabar com a crise no Hospital

Até os aliados de Geovane e Cida ficaram com a oposição e favoráveis aos servidores

P

ré-candidatos a deputado estadual, os vereadores Cida Pereira e Geovane Honório, ambos do PT, tinham uma grande responsabilidade na reunião extraordinária. Eles, que gostam de afirma defender a bandeira do trabalhador, pretendem, na campanha eleitoral, contar com esta ajuda. Mas no primeiro grande teste, os dois ficaram contra os trabalhadores do Hospital Municipal, optando por aceitar a posição da prefeita Elisa Costa. Cida Pereira e Geovane Honório foram vaiados pelos servidores, que criticaram a postura dos petistas, que preferiam ficar com a idéia de Elisa Costa de que, no momento, o mais importante seria aprovar os salários dos médicos, deixando os servidores para uma próxima oportunidade. Muito dos servidores presentes acharam estranha a posição dos dois parlamentares,que na administração anterior, eram intransigentes defensores dos trabalhadores. SOZINHOS

Dilene Dileu: Câmara deu sua contribuição

N

ão são apenas os médicos que es tão revoltados com os baixos salários no Hospital Municipal Os outros servidores também sofrem com esta defasagem. Os vereadores conseguiram agradar aos dois grupos, que, em contrapartida, devem trabalhar para melhorar o atendimento ao público. “Eu tenho a convicção de que a prefeita é sensível à perda salarial dos servidores e não vai vetar o projeto. Não acredito que a prefeita venha decepcionar esses servidores”, comentou o vereador Darly Alves. “A Câmara teve maturidade suficiente para saber entender e não atender tudo o que os servidores queriam e também entender que não poderíamos deixar de dar nada. O que fizemos foi um meio termo e eu acredito que todos ficaram satisfeitos”. Para a presidente da Câmara Dilene Dileu a Câmara mais uma vez exerceu um grande papel. “Ela deu a sua contribuição e os seus vereadores estão de parabéns porque trabalharam para encontrar uma solução. Esperamos

Darly Alves: Expectativa de sanção do projeto

agora que a prefeita sancione o projeto e contemple os servidores e priorize a valorização deles pelo desenvolvimento da cidade”. Já Maurício Morais acredita que a Câmara se posicionou de uma maneira responsável. “Tínhamos uma situação de desconforto e desagrado generalizado no Hospital Municipal. A prefeita propôs um aumento tão somente para os médicos e isso acabou instalando ainda mais a discórdia dentro do Hospital. A Câmara, com um senso de responsabilidade muito grande, através de seus vereadores, discutiu incansavelmente a situação e encontrou uma solução que me parece atender aos anseios de todos”, relatou o vereador. BENEFÍCIO Os vereadores da oposição, segundo Juca Amorim conversaram antes com o presidente do Sindicato da Saúde, Juvenal Araújo e com os médicos. “Os médicos pediram para manter o valor proposto no projeto. Já o presidente do Sindicato entendeu nossa colocação de que não adiantaria colocar altos valores e não conseguir o aumen-

Maurício Moraes: A Câmara agiu com bom senso

to pela administração. A nossa proposta também foi aceita pela categoria dos trabalhadores da saúde”. Segundo Juca, os benefícios que o servidor já tinham foram anexados ao salário. “A prefeitura paga R$ 800, R$ 900,000 para um servidor, que tem o salário base de cerca de R$ 500,00. quando ele se aposenta o cálculo é feito apenas em cima do mínimo, prejudicando o servidor”. DIGNIDADE Para Amorim a Câmara cumpriu sua missão com dignidade. “Esta é a palavra certa, com dignidade e cabeça erguida com consciência de que não houve rolo compressor, pelo contrário, a oposição foi consciente. Em momento nenhum levamos pessoas para porta da prefeitura para fazer piquete. Nos reunimos na sala da presidência, sete vereadores mais os representantes dos seus respectivos sindicatos. Foi uma coisa muito organizada, por isso que eu parabenizo toda equipe da oposição mais os vereadores Lierte Júnior e Ananias Camelô”. DEBATES A Câmara atual, segundo Juca Amorim, existe uma

Juca Amorim: A Câmara cumpriu com a sua missão

divisão que permite uma ampla discussão sobre os temas de interesse da comunidade. “Essa Câmara é diferente. Toda vez, qualquer que fosse o governo, tinha maioria, tipo 10, 11, 12 vereadores.O que o prefeito mandava era

aprovado. Agora não, temos uma oposição formada por pessoas responsáveis, funcionários públicos, pessoas que apesar de serem jovens como o Euclydes são conscientes e preocupados com a cidade”.

Briga de médico e sindicalista foi ponto fraco da votação O

ponto negativo desta reunião aconteceu antes do seu início. O diretor do Sinsem, Clédio Matos e o médico João Antônio iniciaram uma discussão nos corredores da Câmara, partindo em seguida para uma luta corporal. A situação não ficou pior porque um grupo de pessoas próximas separou os dois, que aos berros, continuavam se ofendendo. A briga dos dois foi reprovada pelos servidores que atenderam a solicitação do Sindes para participar do encontro. Estes acreditam que o diálogo e civilidade são superiores a qualquer tipo de violência.

O posicionamento de Cida e Geovane não encontrou respaldo nem mesmo na base aliada. Por incrível que parece até mesmo o vereador Cabo Glêdston (PV), considerado um aliado de primeira linha de Geovane, o deixou sozinho em uma das votações. Regino Cruz também, em uma das votações ficou ao lado da decisão da oposição. Ananias Camelô e pastor Lierte, desde o início da votação, ficaram com os argumentos da oposição e ajudaram a derrubar a pretensão de Cida e Geovane em estragar a festa dos servidores. HELDO A ausência do vereador Heldo Armond (PT) foi considerada, no plenário, como uma maneira encontrada por ele para dizer que estava do lado dos servidores. Heldo, no plenário, seria obrigado a seguir as determinações de votação de Cida e Geovane, sob risco de punição do partido. Preferiu se ausentar a aceitar participar da votação imposta.


158