Issuu on Google+

FOLHA DE BOITUVA Todos os lados da notícia!

9an1os

Edição 2812 - Boituva e Iperó, Maio-Junho de 2014

GASTO PÚBLICO

Prefeito aumenta 30% os cargos de confiança

FOTO: Gilberto Lameu

FOTO: Boa Forma / André Passos

Diretor responsável: Luiz Carlos Paes Vieira

Marquezine é uma das mais belas da copa Cidade gasta mais de R$ 5 milhões com elite de servidores

FOTO: Divulgação

Bruna Marquezine, com a abertura da Copa do Mundo e o namoro com o principal jogador da seleção brasileira, conquistou mais espaço na mídia. Com 18 anos, hoje ela protagoniza a principal novela da TV Globo.

O veterano prefeito Edson Marcusso (PTB) gastou mais de cinco milhões de reais no ano passado com o pagamento de servidores ocupantes de cargos de confiança. Só no final do ano eram 180 pessoas na equipe do chefe do Executivo. Um aumento de 30% em relação ao mesmo período, da antecessora, Assunta Labronici Gomes (DEM). São funções e cargos comissionados de livre nomeação de Marcusso, muitas vezes utilizados

ANIMAL

para acomodar apadrinhados e indicações políticas. A assessoria de Marcusso não fez questão de divulgar o aumento. A informação foi obtida pelos vereadores Rodrigo Calzzetta (PCdoB) e professor Fernando (PT), após muita insistência. Só em maio de 2013 a equipe de secretários municipais – na maioria importada de outras cidades ou oriunda da assessoria de Assun-

ta, teve um aumento real de ganhos de quase 3.000% à mais do que as centenas de ser-

Vereador deve disputar eleição para deputado

vidores concursados. Na época Marcusso fez aprovar uma lei que na prática agregava dois novos salários a tropa de elite de sua assessoria. Enquanto isso, há mais de um ano ele descumpre acordo coletivo de trabalho que concede reembolso parcial de plano de saúde, seguro de vida e vale transporte para o funcionalismo. Páginas 2 e 7

O mais jovem vereador da história de Boituva, Rodrigo Calzzetta Freire (PCdoB) – foto, pode disputar uma vaga para deputado estadual nas eleições deste ano pela região de Sorocaba. O convite para concorrer na disputa desse ano foi feito pelo ministro do Esporte – deputado Aldo Rebelo. Calzzetta participa no sábado, dia 14, da convenção estadual do partido, na Assembléia Legislativa, na capital. A decisão final deve ser tomada até o dia 30 de junho. “

ESPORTE

Ginasta conquista 5 medalhas

Pet shop investe em tecnologia

FOTO: Arquivo Pessoal

O mercado de cuidados com animais domésticos não para de crescer no Brasil. Em Boituva o Pet Shop Plaza inova, proporcionando monitoramento de todo serviço, pelo proprietário do animal, através de uma rede privada de internet. Segundo o proprietário, Eduardo Amaral, 19 anos, a iniciativa é sucesso. Página 6

A adolescentes Gabrilly Nathalie Rocha da Silva, de 15 anos, foi o grande destaque da equipe feminina de Ginástica Artística em competição ocorrida no sábado, 07 de junho no município de Hortolândia. A ginasta, que estuda na escola estadual João Moretti, conquistou cinco medalhas em disputas individuais – três de ouro, uma

SEGURANÇA

Calzzetta revela abandono da Guarda Civil Municipal

de prata e outra de bronze. Gabrielly ainda protagonizou a disputa por equipes, contribuindo para Boituva conquistar a medalha de prata no “Troféu Destaque da Liga Intermunicipal de Ginástica Artística”. “Foi minha melhor competição. Estou muito feliz por poder ajudar a equipe e por conquistar estas medalhas”, disse a adolescente. No sábado, 14 de junho, as equipes infantis também foram vitoriosas: conquis-

SAÚDE

PA do São Luiz fecha por falta de plantonistas

taram medalha de ouro na disputa por equipes no município de Indaiatuba.A delegação, composta por dez meninas, destacou-se na apresentação em vários aparelhos. As conquistas chegam aos ginastas boituvenses ao mesmo tempo em que começa a ser divullgados os trabalhos através da Associação Boituvense de Ginástica Artística (ABGA), composta por pais e colaboradores. Página 8

O Pronto Atendimento (PA) mantido pela prefeitura, no hospital São Luiz, interrompeu o atendimento na tarde do sábado, dia 7, devido a falta de médicos plantonistas. O episódio na crise da saúde da cidade foi objeto de intenso debate e crítica pelas redes sociais da internet. Rendeu nota oficial e registro policial. Páginas 4 e 5

PARALISAÇÃO

ALESP

Pista do paraquedismo é interditada pela ANAC

Guarda Juvenil deve se tornar utilidade em SP

A pista da área de paraquedismo ficou interditada para pousos e decolagens pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), no início de junho. A interdição, segundo a agência, ocorreu devido vencimen-

O Instituto Ação Cidadão – mantenedor do projeto Guarda Juvenil, deve ser reconhecido de utilidade pública estadual, por projeto que tramita na Assembléia Legislativa (Alesp), de autoria da deputada Sara Munhoz (PCdoB), atendendo pedido do vereador Rodrigo Calzzetta, dado os relevantes serviços prestados à comunidade nestes anos. Página 4

Na sede da GCM, bicicletas do patrulhamento de ruas estão abandonadas

Piroupo vence Combat Night Lutador supera contusão e conquista vitória na SRB O boituvense Rafael Piroupo (foto) sagrou-se vencedor da principal luta do evento Combat Night, ocorrido no salão da Sociedade Recreativa Boituvense (SRB), na noite de 31 de maio, em disputa com Luan Slayer.

Seis lutas compuseram a atração. A noite foi animada pelos DJs Colorado e Trezzy Eletronic Music. Depois de 3 meses de preparação seguida de varias lesões, Piroupo venceu logo no segundo round. Página 8

Maxwell: 1° lugar no Ciclismo A equipe de ciclismo de Boituva participou no dia 25 de maio de duas grandes provas, uma em Mogi Guaçu e a outra em Maringá. A prova de Mogi contou pontos para

a Média Paulista. O atleta Maxwell da Rocha se sagrou campeão na categoria máster B. No Paraná a prova contou pontos para o ranking nacional de elite.

A paciência das lideranças do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais acabou. O presidente da categoria, Edílson Humberto Lopes (Ditinho da Ambulância)-foto, determinou para sua assessoria jurídica a montagem de três ações trabalhistas contra a

prefeitura de Boituva por quebra de acordo coletivo. O prefeito Edson Marcusso (PTB), segundo a entidade, há um ano posterga a regularização e pagamentos de direitos dos servidores como reembolso parcial de plano de saúde, seguro de vida e vale transporte. Página 7

FOTO: Sincicato dos Servidores

Sindicato acionará justiça contra quebra de acordo

LUTA

FOTO: Arquivo Pessoal

to do cadastro de autorização de funcionamento. A prefeitura, procurada, não comentou sua responsabilidade pelo incidente. Constava desde abril a ausência dos documentos na Anac. Página 7

FUNCIONALISMO

FOTO: FOLHA DE BOITUVA

O aumento da criminalidade, a falta de investimentos na Guarda Municipal e ausência de planejamento na área de segurança aqueceu o debate na Câmara de Vereadores, no dia nove. Questionamentos e revelações efetuadas pelo vereador da oposição Rodrigo Calzzetta informaram que a GM trabalha com armas velhas e balas recarregadas. “A GM, que hoje é nossa principal ferramenta de segurança, está abandonada”, disse o vereador. Em breve a prefeitura muda a sede da GM para um prédio alugado da família de um ex-vereador na região central. Na campanha Marcusso prometeu que, depois de 20 anos de instalação, a guarda teria sede própria. Ainda não será desta vez. Página 3

FOTO: Divulgação

Rondas e canil estão desativados há mais de um ano


2

FOLHA DE BOITUVA

Foto:FOLHA DE BOITUVA

Netinho de Paula discute sobre políticas públicas em reuniões

O vereador paulistano Netinho de Paula (PCdoB) esteve no dia 25 de maio participando de três reuniões com grupos comunitários em Boituva. A primeira aconteceu no salão da igreja Santa Luzia, com morado-

Boituva e Iperó, Maio-Junho de 2014

res do Parque Novo Mundo. A segunda, com lideranças e jovens, na sede da Guarda Juvenil (antigo clube Planalto), ambas organizadas pelo vereador Rodrigo Calzzetta. Nelas Netinho expõe sua visão política e o momento eleito-

ral. Uma terceira reunião foi realizada pelo vice-prefeito Júnior Barbosa, direcionada a integrantes do movimento “Consciência Negra”, num salão no Parque Nossa Senhora das Graças, ao lado da creche “Rodrigo Holtz”

CABIDÃO DE EMPREGOS

Marcusso aumenta em 30% cargos de confiança

BALAIO DE

GATO

Calzzetta só conseguiu informação após um ano de insistência Mexicana

Dizem, nos bastidores, que o prefeito Marcusso não perdia os episódios da novela “Usurpadora”. Inspirado pela trama, prepara-se para colocar placas com seu nome em obras conseguidas pela ex-prefeita Assunta: prédios da CDHU e creches como a do Novo Mundo e Parque Ecológico são algumas delas. Arriba!

Prejuízo

Nos últimos meses tem sido difícil encontrar o prefeito em eventos públicos. Percebendo o descontentamento do povo, Marcusso prefere enviar a esposa e filhas em festas religiosas e de escolas. Aos assessores mais íntimos, já reclama do investimento feito na Páscoa para refazer partes da arcada dentária. Pagou, mas não pode usar o “novo sorriso”.

ARTE: FOLHA DE BOITUVA

O prefeito de Boituva, Edson Marcusso (PTB), ao contrário das promessas de campanha, aumentou em 30% o número de assessores, nomeados em cargos de comissão, após o início de seu 4º mandato à frente do Executivo local. A informação surgiu somente agora, após quase um ano de insistência com requerimentos formulados pelo vereador Rodrigo Calzzetta (PCdoB). O “cabidão”, como foi apelidada a estrutura de cargos em confiança de Marcusso, no final do ano passado já somava 180 pessoas, quase 10% de toda a estrutura administrativa. Segundo ainda informação obtida por Calzzetta, a prefeitura empenhou mais de cinco milhões de reais para o pagamento dessa elite de servidores fiéis ao comando do veterano prefeito em 2013. Em dezembro de 2012, conforme Quadro de Pessoal enviado ao Tribunal de Contas, havia 138 ocupantes de cargos comissionados. Com Marcusso esse número disparou para 180 no final do ano passado e, segundo informes de bastidores, continua

crescendo. Só em meados de junho de 2013 foram criados cerca de 35 cargos nas vésperas do feria-

Baú da Felicidade

do do Corpus Christi. É uma tática de Marcusso, em seu quarto mandato, em mandar projetos po-

lêmicos às vésperas de feriados para Câmara, visando fugir do assédio e cobrança da população.

Elite de assessores do prefeito recebeu quase 3.000% em vantagens a mais do que servidores concursados No ano passado, numa ação de marketing, o veterano prefeito Edson Marcusso (PTB) anunciou em fevereiro a redução dos cargos de “secretários”, tentando se diferenciar de sua antecessora, Assunta Labronici Gomes (DEM). Olhando mais de perto, a reforma administrativa não foi o que aparentava de início: logo no primeiro ano de mandato houve um aumento de 30% em ocupantes de

cargos comissionados. A maior pajelança do velho cacique da política boituvense aconteceu em maio de 2013. Com apenas 15 palavras, bem escondidas num projeto, Marcusso deu quase 3.000% de ganho real aos secretários municipais, em relação aos demais servidores da folha de pagamento de Boituva. Na época o prefeito disse que só podia pagar 0,57% de ganho real ao funciona-

lismo público. No artigo 3º, do mesmo projeto, o prefeito criou o 13º salário para os ocupantes de cargos políticos (seus secretários municipais) e ainda o recebimento de férias remuneradas. Na prática tais assessores conquistaram direitos trabalhistas em ganho real de 16,67%, ou seja, segundo cálculos dos vereadores de oposição, um aumento real para os secretários municipais de 2.924% superior

aquele recebimento por todos os demais servidores. O expressivo aumento não foi à toa. Composto originalmente na maioria por agentes políticos advindos de outras cidades, Marcusso já enfrentava críticas no seu seleto grupo de assessores, pelos valores recebidos ao final do mês. Uma grande parte desses assessores tinha origem em Sorocaba, Piracicaba, Campinas, Curitiba ou Itu.

Calzzetta tentou derrubar aumento Não foi por falta de alerta e iniciativa que a bancada do prefeito Edson Marcusso super estimou a importância dos secretários municipais, com a concessão de duas vantagens trabalhistas. Na ocasião o vereador Rodrigo Calzzetta (PCdoB) se opôs ao aumento e apresentou emenda retirando do projeto original as vantagens para a elite de assessores de Marcusso. Acompanharam a iniciativa de Calzzetta os vereadores professor Fernando (PT), Edson Moré (DEM) e Pedrinho Gás (PMN). Na ocasião o jovem oposicionista acusou Marcusso de valer-se da malícia secular da narrativa grega do “cavalo de tróia”: embutiu no projeto anual do reajuste do funcionalismo (0,57%) duas vantagens aos seus 12 secretários municipais (16,67%).

FOTO: Reprodução / CMB

Ronaldo e Val defenderam os benefícios para a elite dos assessores

“Advogado” do aumento O irmão e líder do prefeito, Val Marcusso (PR), na discussão da época foi o grande apoiador do aumento de quase 3.000% a mais, em ganho real, sobre os servidores concursados, para a tropa de elite do Executivo. Mesmo sendo bacharel em Direito há quase 30 anos, sem nunca ter obtido registro na Ordem dos Advogados, Val Marcusso não se acanhou em esgrimir argumentos jurídicos para defender o reajuste. Logo no primeiro em-

bate, sua argumentação desfaleceu: Calzzetta (PCdoB) – jornalista de formação, apresentou em plenário decisões de dois ministros do Supremo Tribunal Federal que desmentiam o palavrório do irmão do prefeito. Bastante contrariado Val Marcusso apelou para sua inf luência sobre o presidente da Câmara, Hernando Aquino (PV) e pediu a votação da emenda de Calzzetta, que derrubava o aumento astronômico da equipe de elite do prefeito.

Sabe de nada - Outro apoiador do aumento foi o vereador Ronaldo Barbosa (PHS). Aparentando estar atrapalhado com o debate confessou alguns minutos após a apresentação das razões da emenda supressiva, de Calzzetta, que não conseguia raciocinar, arrancando gargalhadas da platéia. Momentos antes ele já havia admitido que já tinha esquecido as argumentações, sendo advertido por Calzzetta que uma das obrigações de um vereador é prestar atenção nos debates em plenário. Normalmente Ronaldo se ocupa, durante os debates, em colher orientações com o seu vizinho de cadeira, Val Marcusso. Votaram pelo aumento Val, Fabrício, Ronaldo Barbosa, Uca, Claudecir Construtor, Sidnei Bom, Adilson Eletricista e Eustáquio Gianotti. Contra apenas Calzzetta, Professor Fernando, Edson More e Pedrinho Gás.

Enquanto a prefeitura economiza até no papel higiênico, por falta de dinheiro, o prefeito empreende com sucesso na vida particular. Observadores perceberam reforma em sua escola particular, em 2013. Agora ele é visto sempre com vários carros diferentes. No ramo imobiliário especulam onde Marcusso está construindo sua nova casa. Os c o n d o mí nios chiques Flora Ville e Portal dos Pá s s a r o s lideram a bolsa de apostas.

Quarteto Fantástico

Há duas semanas, o prefeito fez mais uma tensa reunião política em seu gabinete. Desta vez, segundo circula, queria só a presença dos vereadores “inteligentes e fiéis”. Participaram Hernando Aquino (PV), Val (PRP), Eustáquio Gianotti (PMDB) e Edson More (DEM). Na pauta, um simples pedido feito de forma nada amistosa.

Quem poderá me defender?

Alternando broncas e ordens, disse que não admitia mais ser criticado na Câmara sem que o defendessem. A banca- d a de Marcusso, na maioria das vezes, dissimula e finge nem conhecer o prefeito nos debates públicos. Os sopapos parecem não ter surtido muito efeito. Ainda resta ao prefeito apelar para o Chapolin Colorado...

Efeito Alzheimer

O declínio das funções intelectuais e parlamentares, assim como a redução da capacidade de trabalho de parte dos vereadores é notável. Iniciativa do jovem oposicionista Rodrigo Calzzetta tem incomodado a maioria dos colegas de Legislativo. Desde novembro ele tenta reduzir o período de férias dos vereadores em 50% (hoje em 92 dias). Há sete meses, a iniciativa é mantida na geladeira. Após intensa pressão, agora, a maioria quer redução simbólica: apenas 30%.

Batendo o pé

Nos bastidores da Câmara, assessores revelam que um dos mais exaltados neste assunto é Sidnei Bom (PSD). Segundo fontes da Coluna, o vereador não se conforma com a redução de seu período de férias, especialmente no mês de julho quando, todos os anos, realizaria “viagens de descanso”.

O gato comeu

Sumiu da Câmara de Vereadores projeto de lei que iria conceder benefícios a funcionários públicos. Prometido pelo prefeito em acordo coletivo junto ao Sindicato de Servidores em maio de 2013 foi retirado das pautas de votação a pedido do vereador Edson Moré (DEM). Passados mais de 40 dias, ninguém explica direito o que aconteceu.

Ser ou não ser?

A movimentação do vereador Adilson Eletricista (PTB) tem chamado a atenção. De manhã, acorda querendo derrubar o prefeito e seu filhote político, o presidente da Câmara Hernando Aquino. Quando anoitece, os gatos viram pardos e o eletricista entra em curto-circuito: elogia o médico e exalta Marcusso. No dia seguinte, bota tudo no liquidificador e serve nas rodas políticas.

Efeito Parkinson

O presidente da Câmara, Hernando Aquino (PV), nem disfarça mais sua dependência e semelhança com Val Marcusso (PRB). Na última sessão, acuado com a possibilidade de debater com vereador Calzzetta (PCdoB), também negou aparte ao jovem oposicionista – isso após ter usado o dobro do tempo regimental. Val também sempre foge do debate político. Contra fatos e argumentos, fica difícil debater, pontuam observadores do plenário da Câmara.

Água no chope

O vereador Ronaldo Barbosa (PHS) organizou no início de junho um evento sobre Hip-Hop. A atividade foi propalada pelos quatro cantos como algo grandioso. A prefeitura chegou a prever a participação de “centenas de pessoas”, organizando-se, inclusive, para fechar a rua onde a atividade ocorreria. As previsões esqueceram apenas de combinar com o público...

MC Chuchú

Os presentes ao evento de hip-hop, pelo menos, não saíram de mãos abanando. O assessor parlamentar do organizador participou de toda atividade, como de costume, exibindo seu crachá. Somente na hora do agradecimento do presidente da Câmara, Dr. Hernando, que ele percebeu a designação pendurada no pescoço: MC CHUCHÚ. Nos bastidores, dizem que foi uma homenagem a atuação do vereador Ronaldo.


EVENTOS

No dia 2 de junho assumiu um novo secretário de Obras da prefeitura local. É o terceiro indicado pelo prefeito Marcusso (PTB), desde o início de 2013. Desta vez assumiu o engenheiro Luiz Caetano da Silva Schincariol (foto) Ele

FOTO: AI / PMB

ocupava outro cargo comissionado no Executivo. O novo secretário municipal prestava serviços a uma empreiteira que realiza loteamentos e obras viárias na cidade. A empresa era administrada pela família de Marcusso até

o final de 2012, na véspera da posse do prefeito, em seu quarto mandato à frente da Administração boituvense. Ele substitui o engenheiro José Del Cístia Júnior, que foi assessor de Renato Amary na prefeitura de Sorocaba.

FALTA DE PLANEJAMENTO

Guarda Municipal está ‘abandonada’

TRIBUTO

O Planalto Country Clube sedia neste sábado, 21 de junho, um show com a banda “Legião Urbana Cover Brasil”. O tributo terá início a partir das 22h. O valor do convite para pista é R$ 25 no segundo lote eo VIP R$ 50. Haverá também apresentação da banda Alternatrio e do DJ Ricardo Amaral. Não será permitida a entrada de menores de 18 anos. Mais informações podem ser obtidas através do telefone (15) 9.9722-2723 SOLIDÁRIO A Fundação Crescer Criança, Nosso Lar São Vicente de Boituva e Lions de Boituva estão promovendo mais uma edição solidária do evento “Porco a Paraguaia”. A ação social ocorrerá no domingo, 06 de julho, das 12h as 15h no Centro Municipal de Eventos “Francisco Gianotti”. O convite individual custa R$ 45,00. O prato servido será arroz branco, salada verde e tutu de feijão. Crianças até 7 anos não pagam. MARCHA A Aliança dos Pastores de Boituva (APEB) realiza no sábado, 28 de junho, a “Marcha para Jesus 2014”. A atividade evangélica terá início as 16:30h, com concentração e saída agendadas na praça Ivo Confortine Toqueton (em frente ao posto de saúde da Vila Aparecida). Entre as atrações da marcha, estão a banda Tempo de Proclamar e o cantor Marcelo Aguiar. A marcha seguirá pelas ruas centrais de Boituva com destino ao Centro Municipal de Eventos. A participação é aberta e gratuita ao público. ANÍSIO Tem início no próximo final de semana a tradicional festa do bairro Anísio de Moraes, na estrada Boituva-Cerquilho. A festa, que comemora seu padroeiro, São João Batista, terá início na noite da sexta-feira, 20 de junho, com queima de fogos e abertura oficial do rodeio. No sábado e domingo, 21 e 22 de junho, continuam nas noites as atividades recreativas. A principal missa ocorre no domingo, por volta das 10h, com procissão e benção dos fiéis. A festividade encerra-se após a celebração religiosa, com almoço e leilão. JUVENTUDE O Grupo de Jovens El Shadai realiza de 30 de junho a 06 de julho a vigésima primeira edição da “Semana da Juventude”. A atividade vai acontecer todos os dias a partir das sete horas da noite no Salão Paroquial, ao lado da Igreja da Matriz São Roque, no centro. A organização prevê a realização de palestras, dinâmicas, teatros e louvores aos participantes. A entrada todos os dias é aberta e gratuita ao público.

A Guarda Civil Municipal (GCM), principal equipe de segurança na cidade, composta por 75 servidores, está abandonada. Na quinta-feira, dia cinco, quando a reportagem acompanhou o vereador Rodrigo Calzzetta (PCdoB), numa visita surpresa ao comando da corporação, o prédio estava parcialmente às escuras – há meses não tem manutenção na parte elétrica. Na ocasião, das sete viaturas da GCM, cinco estavam há dias paradas, por falta de revisão mecânica. Os armamentos disponíveis para uso são compostos na maioria por revólveres com mais de 20 anos de uso. Cerca de dez deles foram cedidos pela prefeitura de Indaiatuba em março. As

armas estavam para serem devolvidas ao Exército. A munição, parte recarregada, é de alto risco e possível ineficiência, dado o histórico de falha por ocasião de uso em ocorrências, além de ser prática proibida, sem autorização expressa da Polícia Federal. A secretaria municipal de Segurança está sem titular desde meados do ano passado, após a renúncia de dois delegados de polícia indicados por Marcusso, para o cargo desde o começo de 2013. Atualmente quem responde pelo assunto é o ex-vereador e técnico em edificações, Nivaldo de Assis, que nunca escondeu seu total despreparo para o tema. Três das principais ativi-

REPERCUSSÃO

Debate criou polêmica na Câmara O vereador Rodrigo Calzzetta (PCdoB) pautou o debate da última sessão do legislativo com o tema segurança. Quatro requerimentos, de sua autoria, questionavam problemas, sinalizavam situações e revelavam denúncias. Segundo o vereador

inexiste uma política ou planejamento na área. Informou que falta manutenção nos equipamentos e até mesmo inexiste um responsável na estrutura administrativa pelo assunto. A discussão, muito acalorada, rendeu bastante na Câmara.

PROFESSOR FERNANDO (PT): foi o primeiro a parabenizar Calzzetta pelo trabalho que culminou com os quatro requerimentos apresentados na sessão. Destacou que uma sociedade moderna só avança e melhora, quando efetivamente toma conhecimento de seus problemas e discute as soluções. Para o petista, o debate sobre segurança, proposto por Calzzetta é oportuno e antenado com a população.

FABRÍCIO ANDRADE (PSB):pediu para subscrever os requerimentos sobre segurança, de Calzzetta, elogiando a iniciativa. Para Fabrício a Guarda Municipal, de responsabilidade da prefeitura, demanda urgentes melhorias. Revelou que também tomou conhecimento das deficiências e que compartilha da visão do oposicionista para combate ao aumento da criminalidade.

PEDRINHO GÁS (PMN): demonstrou ser favorável ao trabalho apresentado no plenário, acrescentando que a Guarda Municipal, mantida pelo dinheiro do contribuinte boituvense, hoje é vital para segurança da cidade. Segundo Pedrinho, com as respostas aos requerimentos de Calzzetta, será dado acesso ao real conhecimento da situação. Para ele há necessidade de mais investimentos pela prefeitura.

ADILSON ELETRICISTA (PTB): elogiou Calzzetta pela iniciativa e afirmou que a GM sempre é a primeira a chegar nas ocorrências. Segundo o petebista a corporação merece melhores condições de trabalho e testemunhou que as viaturas da prefeitura estão com vários problemas de manutenção.

dades de segurança preventiva, realizada pela GCM até 2012, estão há mais de um ano desativadas: as rondas com bicicletas, rural e canil. Os cães supostamente foram doados, sem maiores explicações. As bikes estão empoeiradas, na sede da entidade, sem manutenção ou limpeza. A ronda rural abandonada, sob a suposta alegação de contenção de gastos. “Estamos há mais de um ano cobrando medidas efetivas do prefeito. A GM está abandonada”, declarou Calzzetta, após constatar as reclamações dos guardas. O assunto repercutiu muito na sessão da Câmara, após a apresentação de requerimentos que questionam o Executivo sobre a situação.

FOTO: Arquivo Pessoal

Equipe de segurança usa arma antiga e munição duvidosa

Vereador Rodrigo Calzzetta em visita surpresa a sede da GCM

INSEGURANÇA

Órgão de segurança não funciona e criminalidade aumenta nas ruas

Val reclama: “mania de querer saber tudo antes” A sensação de insegurança aumentou em Boituva. E não é só sensação. Dados do governo do Estado indicam que o número de furtos aumentou só no ano passado 25%. O tema foi alvo de vários requerimentos apresentados na Câmara de Vereadores, na sessão do dia nove de junho. O autor, Rodrigo Calzzetta (PCdoB) relembrou que desde o ano passado tem denunciado o abandono do tema, pela administração pública. “Há por lei um Gabinete de Gestão criado que nunca funcionou desde o início deste quarto mandato do Marcusso à frente da prefeitura”, revelou Calzzetta, durante o debate sobre os requerimentos que questionam a situação da Guarda Municipal. O irmão do prefeito, Val Marcusso (PRP), vereador desde meados da década de 1980, contestou. Com tom sarcástico, o veterano líder do prefeito “elogiou” Calzzetta, dizendo que ele é o melhor vereador e o mais inteligente, mas que não deixa a administração funcionar. “Deixa os caras trabalhar” (sic), disse Val

para defender a gestão do irmão prefeito. Para Val, a atuação do jovem oposicionista atrapalha a gestão municipal. “Ele quer saber tudo antes... isso (a segurança) compete a quem conhece... quem somos nós pra dar palpite... num entra na cabeça da gente (o trabalho de fiscalização)”, afirmou para criticar a tentativa de obter informações sobre a locação de um prédio para sediar a Guarda Municipal. O irmão do prefeito não justificou por que o órgão

para gerenciar as políticas de segurança não funciona, há quase um ano a cidade está sem um secretário municipal de segurança, por quê a GCM trabalha com armas velhas, as rondas estão desativadas e até mesmo falta manutenção nos equipamentos da corporação. No quadro ao lado você confere outras manifestações dos vereadores, sobre os quatro requerimentos apresentados por Calzzetta, durante a sessão do legislativo.

FOTO: Arquivo Pessoal

a e

Prefeito nomeia 3º Secretário de Obras de sua administração

FOTO: Divulgação

o a o

3

FOLHA DE BOITUVA

Boituva e Iperó, Maio-Junho de 2014

Só sobrou a foto: todos os cães foram doados e canil da GCM desativado

FOLHA DE BOITUVA

O jornal FOLHA DE BOITUVA é uma publicação impressa da Empresa Fênix Jornalismo, Publicidade, Propaganda e Publicidade (CNPJ 01.959.647/0001-08) Redação: Rua Ângelo Gianotti, 60 (sobreloja) Centro – Boituva/SP CEP 18550.000 folhadeboituva@terra.com.br

Editor Responsável Luiz Carlos Paes Vieira (Mtb 36270) Diagramação EBA Mídia Circulação Boituva (incluindo condomínios), Iperó, Cerquilho e Capela do Alto


4

FOLHA DE BOITUVA

Foto: Arquivo pessoal

Guarda Juvenil será utilidade pública em todo Estado de SP SAÚDE

Pronto Atendimento da prefeitura fecha por falta de médicos O serviço de pronto atendimento (PA) da prefeitura de Boituva, mantido numa área lateral do hospital São Luiz, fechou parcialmente na tarde do dia 7 de junho. Comunicado fixado a porta dava o motivo: falta de médicos. O fato foi narrado originalmente por uma técnica de enfermagem e um médico plantonista, num boletim de ocorrência registrado perante a Delegacia de Polícia, logo após o almoço do sábado. O serviço da prefeitura, no hospital, após o registro policial, seguiu recebendo casos de urgência e emergência, assim como gestantes. Os demais foram indicados a procurar consulta no outro PA da prefeitura, instalado aos finais de semana no Posto de Saúde do Parque Novo Mundo. A municipalidade não organizou nenhum sistema de transporte ou traslado entre as unidades durante o problema. O atendimento foi normalizado por volta das 19h, com a troca de plantão médico. O fato gerou comoção nas redes sociais. Quatro vereadores (Ro-

FOTO: FOLHA DE BOITUVA

São Luiz ficou prejudicado no dia 7

Cartaz na porta da frente informava sobre falta de médicos

drigo Calzzetta, Adilson Eletricista, Professor Fernando e Fabrício Amaro) acionados por populares, em momentos e atitudes distintas, compareceram na unidade de pré-atendimento hospitalar mantido pela prefeitura. Obrigação da prefeitura O serviço de pronto-atendimento (PA) da prefeitura na rua Mario Rudi foi contratado à fundação Comendador Luiz João Labronici (mantenedora do hospital São Luiz). Lá são atendidas cerca de 6500 pessoas por mês, em regime de plantão 24h, por intermédio de três médicos em cada turno.

Pela legislação brasileira todo o sistema de atendimento médico básico (consultas, pronto atendimento e exames), é de obrigação e custeio da prefeitura local. No caso de Boituva o prefeito Edson Marcusso optou pela manutenção de duas unidades: uma anexa ao hospital São Luiz para atendimento da região central da cidade e outro aos finais de semana, no Novo Mundo, pela empresa de Sorocaba, PreMed (os médicos que atendem naquele bairro recebem R$ 1.400 por plantão, cerca de 10% a mais do que os escalados no São Luiz).

No início de junho, um projeto apresentado na Assembléia Legislativa declara o Instituto Ação Cidadão (IAC) de Boituva uma entidade de utilidade pública estadual. De autoria da deputada Sarah Munhoz (PCdoB), o

A questão médica no sábado verificada no Pronto-Atendimento (PA) mantido pela prefeitura no São Luiz não é inédita. O problema se arrasta desde meados do ano passado. Originalmente a equipe de Marcusso procurou a mantenedora do BOS (Banco de Olhos de Sorocaba), para repassar a administração do PA/São Luiz. A entidade não demonstrou interesse na conversa. Desde meados de dezembro – quando o atendimento sofreu conturbações na semana das festas, por atraso em repasses, que a Prefeitura tenta seduzir a mantenedora da rede São Camilo por quase o dobro do valor hoje pago pelos cofres da prefeitura. O fato é de amplo domínio e conhecimento do veterano prefeito Edson Marcusso (PTB), em seu 4º mandato, assim como do seu fiel braço-direito político, o presidente da Câmara, Hernando Aquino (PV), que é médico e nesse período respondia como diretor do hospital. Coincidentemente o vereador-médico renunciou ao cargo na véspera da confusão na escala e interrupção do atendimento pré-hospitalar. Além de exercer a chefia do Poder Legislativo, Hernando Aquino (PV) atendia nos postos de Saúde nos bairros Santa Rita, Novo Mundo e Recanto Maravilha, além do Centro de Especialidades – ao lado da

FOTO: FOLHA DE BOITUVA

Dirigentes descartam que nota oficial foi exclusivamente sobre vereador

Diretoria desmente insinuações sobre atuação do vereador Calzzetta

Candiotto (Borghe). .“A diretoria do São Luiz, a nota oficial do hospital, em nenhum momento, critica ou insinua algo especificamente a conduta de Calzzetta”, acrescentou Neodival Bettini. Durante a reunião ainda foi esboçada uma síntese de como está a

junto a comunidade de Boituva, especialmente para as famílias dos adolescentes que são atendidos. Um dos maiores projetos da entidade, atualmente, é a manutenção da Guarda Juvenil, com apoio da Igreja Batista Renovada.

Problema já foi denunciado no ano passado

Calzzetta e diretoria do hospital dialogam sobre a situação do PA

tuição e a origem da nota oficial, que foi confiada ao Departamento de Imprensa da Prefeitura Municipal. “Em nenhuma hipótese a nota do hospital foi escrita com qualquer referência ao vereador Rodrigo Calzzetta”, informou após a reunião o presidente do São Luiz, professor Antônio Evaristo

projeto foi encaminhado a Comissão de Constituição e Justiça para análise. A expectativa é que seja colocado em votação até o final de 2014. Na justificativa, a parlamentar destacou a importância do trabalho que o IAC faz

Confusão agitou os ânimos

SOLUÇÕES

O presidente da Curadoria do São Luiz – Neodival Bettini e o Presidente da Diretoria Executiva Antonio Evaristo Candiotto (Borghe), receberam na manhã de quarta, dia onze, o vereador Rodrigo Calzzetta (PCdoB), para tratar do incidente do sábado, no Pronto-Atendimento (SUS) no Hospital São Luiz. Categoricamente os dirigentes do São Luiz informaram que a nota oficial da entidade lida na Câmara de Vereadores na antevéspera, não era especificamente com relação ao vereador Calzzetta e sim de forma generalizada sobre as menções na rede social. Os dirigentes explicaram a Calzzetta as contingências do contrato mantido com a prefeitura, para o atendimento aos SUS., e também a instabilidade na escala de plantões médicos, o status financeiro da insti-

Boituva e Iperó, Maio-Junho de 2014

possível contratação de comodato administrativo com a rede São Camilo. “Fico satisfeito e confiante nos diretores do hospital, em promover melhorias, em atendimento aos encaminhamentos que nós e tantas outras lideranças tem efetuado”, concluiu vereador Rodrigo Calzzetta.

Coincidência: após criticar a saúde pública, ex-candidato Jamanta foi contratado por equipe de Marcusso

Taunus. O vereador-médico, que é líder do grupo político de Marcusso na Câmara, tem uma empresa médica que já prestou serviços ao próprio São Luiz, hospital com o qual mantém vinculação como médico anestesiologista/SUS. Hernando Aquino (PV), até sexta, segundo o Ministério da Saúde, também atuava como diretor de serviços do hospital que teve interrupção no pronto-atendimento médico por faltas na escala de profissionais. Pode até parecer exagero, mas o braço direito do prefeito na Câmara, ainda tem fôlego e mantém atendimento num consultório particular na rua João Leite, região central de Boituva. Agitação popular Em junho do ano passado, a questão foi uma das principais bandeiras das manifestações populares em Boituva. Na época, o movimento

das ruas, que teve como um dos seus organizadores o ex-candidato a vereador Jailton Rodrigues da Silva Júnior (Jamanta), protestou defronte a prefeitura e paralisou o tráfego na rodovia Castello Branco. Semanas depois o líder do protesto foi contratado pelo SOS – entidade mantida 100% pela prefeitura, para ser motorista no transporte de pacientes para assuntos médicos. Em setembro de 2013 novamente os usuários do sistema de pronto-atendimento da prefeitura reclamaram. O assunto foi destaque em noticiário da TV TEM. A assessoria do prefeito Edson Marcusso confessou reconhecer o problema e que estava adotando três providências: contratação de mais médicos, implantação de um novo sistema de gestão e ampliação do atendimento. Procurada a assessoria do chefe do Executivo não confirmou a implantação dessas medidas no São Luiz.


a

m

Com falta de médico, banco oftalmológico auxilia prefeitura

No final do mês de maio, a unidade móvel do Hospital Oftalmológico de Sorocaba (BOS) realizou cerca de 400 atendimentos em Boituva. A demanda por consulta dessa especialidade está reprimida desde o ano passado.

ATUAÇÃO

Eustáquio Gianotti acusa de “terrorismo” no Facebook

o

n

FOTO: Arquivo Pessoal

o o o

-

.

A

e

Sargento Mário Sérgio com o homenageado, Adauto Alves

Espaço de Artes Solange Fregoni, ao lado da rodoviária. A falta de oftalmologistas e estruturas para atendimento na rede pública de saúde de Boituva já gerou diversas críticas também na Câmara Municipal de Vereadores.

Bancada de Marcusso tenta deturpar as manifestações das redes sociais da internet

segundo ele, foi feito também pelos 25 anos de atuação na empresa Águias Alertas. “Ele nunca faltou. Tanto caráter precisava ser reconhecido. E foi essa forma que encontramos de dizer isso a ele”, revela Mário Sério a reportagem. Adauto demonstra vitalidade. Fala com emoção dos tempos de atuação na Polícia Militar e na área de segurança em Boituva. “Fico muito lisonjeado com essa homenagem. Nossos amigos são nosso maior bem. Foi para ajuda-los que fiz tudo em minha carreira. É uma grande alegria receber todo essa carinho neste dia”, revela Adauto a reportagem.

e

Segundo o Secretário de Saúde da prefeitura, Marcelo Marques, a rede municipal não realiza mais os atendimentos por “ausência de profissional”. As consultas, feitas em caráter de apoio e parceria, foram realizados no

MANIPULAÇÃO

Reconhecimento marca homenagem a Sargento Adauto Força de trabalho, determinação e muito compromisso com a profissão. Essas foram algumas das qualidades que fizeram o Sargento Reformado da Polícia Militar, Adauto Alves, de 77 anos, receber uma grande homenagem de amigos e familiares na noite da quinta-feira, 05 de junho. Em solenidade ocorrida no recinto de festas do Grupo Taunnus, Adauto recebeu um diploma em reconhecimento as quase três décadas de atuação na corporação e no dia a dia da comunidade boituvense. Um dos organizadores da homenagem foi o Sargento Mário Sérgio Pereira. O reconhecimento,

Foto: AI/PMB

O problema do PA da prefeitura de Boituva, que funciona anexo ao hospital São Luiz, repercutiu de forma intensa nas redes sociais da internet no último final de semana. Somente o jornalista Rodrigo Calzzetta, que foi o primeiro vereador a chegar ao local de atendimento após as primeiras informações da interrupção da escala de plantonista, teve mais de 600 manifestações em seu perfil no Facebook, sobre o fato. Após dialogar com o médico Sinomar Sene, ex-diretor clínico do São Luiz, sobre a situação do PA municipal, Calzzetta definiu pelo registro dos fatos em boletim policial, para resguardar averiguação do caso pelas autoridades. Só a foto do vereador, no plantão policial, foi compartilhada por mais de 400 pessoas na internet. O fato gerou uma ciumeira nos bastidores da Câmara. Na última sessão ocorreu um violento ataque de discursos pela bancada de vereadores fiéis ao prefeito Edson Marcusso (PTB). Bastante nervosos, manipulando às mãos uma nota oficial da diretoria do hospital, na tribuna, os vereadores Eustáquio Gianotti (PMDB), Val Marcusso (PPS) e Hernando Aquino (PV), dispararam suas metralhadoras verbais contra Calzzetta, sem permitir que o mesmo contestasse

ARTE: FOLHA DE BOITUVA / Sobreposição de Fotos

s

5

FOLHA DE BOITUVA

Boituva e Iperó, Maio-Junho de 2014

Hernando (médico, diretor do hospital e vereador) sempre age nos bastidores da Câmara pelos interesses de Marcusso. A fidelidade ao prefeito justifica os ataques de Hernando ao vereador Rodrigo Calzzetta no Legislativo.

as acusações ou contasse o que testemunhou perante a polícia. Terrorismo - Logo nos primeiros requerimentos na sessão Eustáquio Gianotti (PMDB), vereador recém convertido à base de apoio do prefeito, disparou insinuações de que Calzzetta, ao fazer comentários na internet, age com terrorismo. O jovem oposicionista logo rebateu: disse que mais vale ser um vereador terrorista, com autonomia, na defesa do povo, do que um submisso aos interesses do prefeito. Na tribuna Gianotti sacou do bolso um impresso e se intitulou “porta-voz” da diretoria do hospital – fato que não foi confirmado pela

entidade. Pausadamente, abusando de caras e bocas numa genuína interpretação do texto, leu querendo fazer crer que os fatos ocorridos no sábado teriam sido distorcidos nas redes sociais. Tal como num legítimo programa de auditório de TV, tão logo termi-

nou sua leitura, Eustáquio recebeu apupos e aplausos de um grupo liderado pelo ex-candidato a vereador Jamanta Jailton Jr – hoje contratado como motorista para transporte médico, pelo SOS, custeado inte-

gralmente pela prefeitura. Na tribuna ainda, o irmão do prefeito, vereador Val Marcusso (PPS), deu seqüência ao teatro ensaiado durante a tarde nos bastidores do Legislativo. Usando da nota oficial do hospital, lida antes por Gianotti, afirmou que foi Calzzetta, com seu interesse no sábado em ficar discutindo a situação do PA com uns dos médicos, que acabou interrompendo o atendimento do São Luiz, causando fila e desconforto aos pacientes. Disse ainda que Calzzetta deveria ser responsável com o que posta do Facebook, dado que ele escreve “para uma moçada inteligente, mas inocente”. Val esqueceu que no começo do ano passado, na Câmara, afirmou que somente “desocupados” que ficavam na rede social da internet.

Hernando critica diretoria do São Luiz, da qual fez parte até véspera da paralisação por falta de médicos Site do governo confirma vínculo profissional de vereador

O ataque maciço contra o vereador Rodrigo Calzzetta (PCdoB) não foi acaso. Desde a hora do almoço, segundo fontes do Legislativo, a ação era orquestrada pelo presidente da Câmara, Hernando de Aquino (PV). Foi Aquino quem recebeu a nota do hospital e depois repassou a Eustáquio. Na tribuna ele simulou que estava tomando conhecimento de tudo na hora. Acusou que a administração hospitalar tem fragilidades, mas escondeu do público que até sexta passada, véspera da paralisação do atendimento médico, era ele mesmo que detinha o cargo de diretor do São Luiz. Vereador Adilson Eletricista (PTB), que mostrou a imprensa cópia do ato de nomeação de diretor de Hernando, momentos antes fez elogios ao colega, mas revelou que estava sendo irônico. Um assessor do petebista chegou a comentar que Hernando estava tentando fugir do olho do furacão da crise. Hernando, como simples vereador no uso da tribu-

Circulou antes da sessão comprovante oficial do cargo de Hernando no São Luiz. Na tribuna simulou que não sabia de nada...

na, agiu com duplo autoritarismo: lhe auto concedeu tempo recorde para falar (quase o dobro dos demais integrantes do Legislativo, afrontando o regimento interno da Câmara) e ainda negou o direito constitucional de resposta, acusando Calzzetta, fugindo do debate. “É uma pena, quando as pessoas manipulam informações e faltam com a verdade, é natural que temam e fiquem aterrorizadas diante do diálogo e debate”, afirmou Calzzetta. No final de seu discurso,

vibrando uma folha longe do olhar mais atento do público, Hernando Aquino ainda se auto concedeu dons premonitórios, praticamente se qualificando como um visionário dotado de salvação dos problemas do São Luiz. Afirmou, na tribuna, que desde 10 de março de 2008, mediante uma carta a diretoria do hospital do São Luiz, ele indicava a saída para a crise, com a formação de um grupo, uma comissão de melhorias, integrada por funcionários e médicos. Aprumando o olhar para

a platéia, como que acreditando na seqüência das palavras arduamente ensaiadas, Hernando Aquino tentou sepultar o assunto sobre o tal papel: “...até hoje não obtive resposta” – afirmou. Conforme amplamente comentado – dado que o tal papel/carta foi motivo de gozações entre alguns vereadores após a sessão, Hernando não poderia ter recebido resposta da tal carta pela diretoria... ele mesmo por vários períodos após a referida data, foi diretor do hospital!!!


6

FOLHA DE BOITUVA

Foto: Divulgação

Caravana lojista coleta assinaturas contra tributações

Na quarta-feira, 04 de junho, a praça da matriz de Boituva recebeu a “Caravana do Movimento Lojista”. A atividade faz parte de cronograma de visitas a municípios paulistas buscando colher assinaturas contra a chamada substi-

Boituva e Iperó, Maio-Junho de 2014

tuição tributária. A ação, que busca ter mais de 400 mil adesões, prega a defesa do fim da sobretaxa que incide sobre as microempresas e empresas de pequeno porte – que optam pelo Simples Nacional. Em Boituva a atividade foi organizada

EDUCAÇÃO

Obra de escola estadual recomeça no Novo Mundo Boituva terá uma 3ª escola de ensino médio. A construção foi reiniciada pelo governo do Estado no final de maio, num amplo terreno no Jardim Paraíso. Ela atenderá estudantes da região do bairro Novo Mundo, na zona norte da cidade. A obra foi conveniada em meados de 2010 durante a gestão da prefeita Assunta Labronici (DEM) e misteriosamente ficou paralisada por quase dois anos, devido problemas e alterações no setor de projeto. O processo licitatório, assinado pelo governador Geraldo Alckmin, foi concluído após a intervenção de várias forças políticas. O deputado federal Mendes Thame (PSDB), no começo do ano passado, alertado pelo coordenador tucano de Boituva, Hermínio Caldana, efetuou várias gestões perante a Secretaria de Estado e Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE). Na mesma época a então prefeita Assunta conseguiu obras de melhoria na escola “Alferes Mario Pedro Vercellino”, orçadas em um milhão de reais, concluídas no início de 2014. “É um absurdo. Nossos

adolescentes, sobretudo aqueles da região de Novo Mundo, que estão sendo prejudicados por esses atrasos”, afirmou Hermínio. Em maio do ano passado os vereadores Rodrigo Calzzetta (PCdoB) e professor Fernando (PT), procurados por lideranças comunitárias, também questionaram o secretário estadual Herman Voorwald, titular da pasta de Educação. “De forma muito estranha a obra empacou no projeto e se arrastou durante todo o período da eleição, sendo somente retomado no início de 2013”, disse o petista. Segundo dados levantados pelo Gabinete de Calzzetta, hoje Boituva conta com cerca de 1800 estudantes do ensino médio (antigo colegial) distribuídos entre as unidades “ Ve rce l l i no” – 68% (Vila Ginasial) e “João Moretti” – 32%. “A nova escola de ensino médio já devia estar inaugurada há mais de ano. É um absurdo a distância e o de s con f or to para os estudantes da região do Novo Mundo”, afirmou Calzzetta. Moderna – O governo do Estado está investindo R$ 3,7 mi na construção. Tecnicamente ela devia ser inaugurada agora em julho.

FOTO: SEE/SP / José Luis da Conceição

Verba foi conquistada pela prefeita Assunta, em 2010

Projeção do governo para prédios escolares no Estado de São Paulo

Pelo atual estado do canteiro de obras, ele não sai mais neste ano. Essa nova escola foi definida mediante assinatura de convênio entre a prefeita Assunta Labronici Gomes (DEM), o então governador José Serra e seu secretário de Estado da Educação Paulo Renato Souza, em fevereiro de 2010, numa solenidade realizada no Palácio dos Bandeirantes. O convênio integrava o Programa de Ação Cooperativa Estado-Município para Construções Escolares, com gerenciamento pela FDE. Originalmente a obra estava orçada em R$ 2,6 mi. O projeto do novo prédio escolar se valerá da utilização do sistema pré-moldado de concreto, com a adoção de novas tecnologias, com maior harmonia de qualidade à

arquitetura escolar, informou Hermínio Caldana, após reunião com o parlamentar Mendes Thame. Na época a prefeita Assunta, atendendo o convênio providenciou todo trabalho de terraplenagem e constr ução do muro que circunda a área escolar.

com apoio da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL). A caravana está percorrendo mais de 100 cidades. Após isso, planeja entregar o resultado da coleta de assinaturas ao Governador Geraldo Alckmin.

CÃES E GATOS

Pet shop inova no atendimento para animais em Boituva A população de animais de estimação cresce proporcionalmente ao número de pessoas. Mas a cada dia os bichinhos ganham mais espaços dentro das casas. As razões são diversas e quem mais ganha com isso são os pet shops. Em Boituva este tipo de negócio está em alta. Só no centro da cidade são vários os empreendimentos para atender a demanda pela busca de serviços. O setor apresenta um crescimento médio de 17% ao ano, desde 2000. O serviço não era muito difundido antes dessa época. De acordo com pesquisa feita pela Fundação Getúlio Vargas (FVG) o mercado movimenta cerca de US$ 1,5 bilhões ao ano. Cerca de 25 milhões de cães, 11 milhões de gatos, 4 milhões de pássaros e ainda 500 mil aquários no país correspondem aos animais domésticos que são os responsáveis por

todo esse crescimento. Diante deste crescimento acelerado estão surgindo inovações. É o caso do Pet Shop Plaza, na rua Ângelo Gianotti, organizado em janeiro pelo jovem empreendedor Eduardo Silva Amaral, 19 anos. Ele buscou no seu negócio o tripé para o sucesso: produto de qualidade, inovação e marketing de relacionamento, sendo este o item que representa maior peso no desenvolvimento do ponto. O proprietário do Plaza afirma que o negócio é rentável. Para isso ele disponibiliza acompanhamento em tempo real, pela internet, de todo trabalho desenvolvido com o animal, para visualização do dono, além das mordomias de busca/e/volta. “Estamos em expansão. O mercado é muito bom e aqui existe uma carência de novidades”, concluiu Amaral.


El Camargo recebe premiação em obra de arte em Paulínia

O artista boituvense Edson Benedito Leite de Camargo – o “El Camargo”, recebeu no dia 23 de maio uma premiação no “Salão Comemorativo ao Cinqüentenário de Emancipação de Paulínia”. A exposição reuniu

INTERDIÇÃO

“É sempre um privilégio ter o reconhecimento de um trabalho árduo, é indescritível”, revela o artista. O evento teve organização do Círculo de Letras e Artes de Paulínia (CLAP) e apoio da Secretaria de Turismo e Eventos.

FUNCIONALISMO MUNICIPAL

Sindicato pressiona por direitos dos servidores

Área de saltos do paraquedismo é fechada pela Anac

A pista do Centro Nacional de Paraquedismo (CNP) de Boituva (SP) esteve interditada para pousos e decolagens de aviões no primeiro final de semana de junho. O fato é histórico. Nunca isso havia acontecido antes. Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a interdição ocorreu no dia 28 de maio, devido ao vencimento do cadastro de operação junto à agência. Com a interdição, as escolas de paraquedismo tiveram de usar os aeródromos de Tatuí e de Tietê para vôos de alunos. De acordo com a Anac, o responsável pelo aeródromo de Boituva encaminhou posteriormente a documentação para renovação da licença de operação e a área foi liberada no dia 3 de junho. Segredo – A pista de Boituva, reconhecida tecnicamente como aeródromo, é composta por 700 m de comprimento, por 30 m de largura, em uso desde o início da década de 1970. Fontes da reportagem revelaram que o espaço é de responsabilidade da prefeitura de Boituva. A assessoria de Comunicação da Anac disse não poder informar sobre o proprietário, dado o espaço ser privado. A interdição ocorreu no final de maio, mas o vencimento do cadastro

obras de artistas de toda região. O boituvense foi premiado com a obra “Atenue”, tela retratando a tragédia na boate Kiss - num universo de mais de 60 outras telas que retratavam paisagens, natureza morta e atualidades.

Foto: Assessoria de Imprensa / PMB

FOTO: Internet

Marcusso atrasa cumprimento de acordo

ocorreu no início de abril. A agência reguladora teria aguardado quase 60 dias pela documentação de Boituva. A paralisação, segundo usuários da pista, foi uma medida extrema do órgão federal, devido o desleixo burocrático no encaminhamento da papelada. Turismo – Em nota a assessoria de imprensa da Prefeitura informou que estava prestando “apoio irrestrito” para resolver o problema, sem detalhar as ações e responsabilidades pela grave ocorrência. Tido como o principal atrativo turístico de Boituva, a área do paraquedismo, após quase meio século de uso, ainda padece de regularização documental. Na nota oficial a Prefeitura assume de forma tácita o problema, visando “legitimar” o espaço como “um patrimônio de Boituva”. O prefeito Edson Marcusso (PTB), em seu quarto mandato direto à frente do Executivo de Boituva, além de outros três períodos na administração da cidade, por intermédio de correligionários políticos, anteriormente já chegou inclusive a anunciar o asfaltamento da pista. A maioria das melhorias realizadas na área do paraquedismo foi realizada nos últimos anos por particulares.

O prefeito Edson Marcusso (PTB) está em falta com direitos trabalhistas referentes a plano de saúde, seguro de vida e vale transporte de mais de 2 mil servidores, há mais de um ano. O não cumprimento de um acordo coletivo de trabalho, assinado pelo Executivo em maio do ano passado, foi motivo de acalorado debate na sessão da Câmara do dia nove de junho, após um requerimento do vereador Rodri-

go Calzzetta (PCdoB). Retrucando as críticas do vereador da oposição, o irmão do prefeito, Val Marcusso (PRP), acusou uma suposta omissão dos representantes dos trabalhadores. “Onde está o trabalho do sindicato?”, insinuou o veterano vereador, tentando diminuir a culpa do Executivo. Para o presidente da entidade, Edílson Humberto Lopes (Ditinho da Ambulância)-foto, o líder

do prefeito é uma “parede que fala”, cujo reboco já está caindo faz tempo. “Estávamos acostumados com ‘palavra de homem’. Agora só por escrito e com assinatura reconhecida”, revelou Ditinho, devido as últimas negociações com Marcusso e seu braço-direito na administração, o sorocabano Rodrigo Moreno. Segundo fontes, o velho líder político, pela quarta vez à frente da prefeitura de Boituva, ficou muito irrritado com as críticas.

FOTO: Arquivo Pessoal

e a a

7

FOLHA DE BOITUVA

Boituva e Iperó, Maio-Junho de 2014

Manobra na Câmara ajudou prefeitura no atraso da lei Pressão deve render novo projeto em breve A discussão do requerimento nº 284, de autoria do vereador Rodrigo Calzzetta (PCdoB), na sessão do dia nove de junho, escancarou a percep ção dos ser v ido res municipais, de que há um interesse em postergar o atendimento ao termos do acordo coletivo de trabalho, assinado pelo prefeito Edson Marcusso (PTB) em maio de 2013. Conforme o calendário avança, os servidores deixam de receber o benefício, que deveria estar sendo pago no mínimo desde agosto do ano passado, resgatou vereador professor Fernando (PT), ao apoiar a iniciativa de Calzzetta. Os projetos nº 23 e 24, que estavam para serem votados no dia 12 de maio, numa manobra de última hora do vereador Edson Moré (DEM), apoiada pelos vereadores Claudecir Construtor e Uca – ambos do PPS, acabou sendo retirado de análise e retirado da Câmara pelo prefeito uma semana depois. Somente neste período a

administração Marcusso “economizou” em cima do funcionalismo cerca de meio milhão de reais, conforme cálculos apresentados à C a l zzet t a, por servidores. Conflito – Segundo Moré havia dúvida sobre a interpretação dos pareceres jurídicos, fato conf irmado por Claudecir. Segundo o ve re ador democrata ele não tinha condições de avaliar a iniciativa dos benefícios, estipulados na convenção trabalhista de 2013. “Esta Casa tem de ter responsabilidade”, invocou Moré. Na mesma linha de defesa do adiamento da proposta dos benefícios do funcionalismo discursou vereador Uca (PPS). Ele afirmou que não concordava em “assinar um cheque em branco” no caso, sob pena de arrepender-se depois.

Ambos foram criticados por Calzzetta. Segundo o oposicionista a bancada do prefeito trabalha por conveniências, criticando que alguns minutos antes haviam aprovado rapidamente outro projeto polêmico, de restrição ao direito de transparência no controle das contas do Executivo. “Engraçado que, quando ‘cheque é em branco’ para o prefeito, como nos casos do aumento astronômico no carnê do IPTU ou mesmo na criação de cargos em com issão, n i n g ué m p e n s a duas vezes”, disse Calzzetta, sobre posicionamentos dos mesmos vereadores, em outras votações. Paciência – O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos, Edílson Humberto Lopes, afirmou que a demora do Executivo, apoiada pela sua fiel ban-

cada de vereadores, será combatida no Judiciário. “Já estamos com três ações trabalhistas para serem distribuídas perante o Judiciário”, disse o sindicalista. Val Marcusso (PRP) criticou a ação dos sindicalistas, que estariam esclarecendo a confusão para os servidores, nas portas das repartições públicas. Claudecir Construtor (PPS), que preside a poderosa Comissão de Finanças e Orçamento, revelou que havia assinado parecer favorável ao projeto. Depois ordenou a retirada do apoio, supostamente por divergir da legalidade da iniciativa acordada entre sindicato e prefeitura. Com o aumento da pressão do funcionalismo, sindicato e de parte dos vereadores, há expectativa de que o prefeito Edson Marcusso (PTB) reapresente os projetos de lei, com alguma alteração, mas sem o efeito retroativo esperado para fiel cumprimento do acordo trabalhista assinado em maio de 2013.

Ligue e anuncie: (15)3363-3014


8

FOLHA DE BOITUVA

Foto: FOLHA DE BOITUVA

Jovens fazem teste para passagem de faixas no Hapkidô

Boituva e Iperó, Maio-Junho de 2014

Cerca de 30 jovens participaram na manhã do domingo, 18 de maio, de uma apresentação para passagem de faixa de Hapkidô – arte marcial de origem coreana, especializada em defesa pes-

soal. A atividade aconteceu na escola municipal Hélio Zacharias, no Jd Esplanada e foi acompanhada por amigos e familiares. “A atividade de hoje vai exigir muita concentração. Os alunos estão

TALENTO ESPORTIVO

Piroupo vence luta principal do evento Combat Night, na SRB

Equipe é destaque em competições na região

O salão da Sociedade Recreativa Boituvense (SRB) esteve a total adrenalina na noite de 31 de maio. Seis lutas compuseram a atração do evento, tendo na principal os combatentes Luan Slayer e o boituvense Rafael Piroupo. A noite foi animada pelos DJs Colorado e Trezzy Eletronic Music. Além dos combates, o público ainda teve campeonato de supino. Depois de 3 meses de preparação seguida de varias lesões, sendo uma delas uma grave torção no joelho, Piroupo conseguiu chegar ao dia da luta sem o seu melhor estado

segui alcançar estes resultados. Com certeza foi a melhor apresentação que eu já fiz”, conta a jovem. A atleta Thaís Nunes Corrêa também ganhou medalha: prata na prova de paralelas assimétricas.

A jovem Gabrielly no pódio com a professora Yara Silva

FOTO: Divulgação / ABGA

ta disputa, na classificação geral por equipes as boituvenses alcançaram o segundo lugar, trazendo a medalha de prata. Foi nesta competição que o talento individual da jovem

Gabrielly fez a diferença. Além de ser decisiva para a pontuação por equipes, a estudante do ensino médio da escola estadual João Moretti deu um espetáculo a parte. As medalhas vieram das apresentações individuais de salto, paralelas assimétricas, trave, solo e individual geral. Ao término das apresentações, a ginasta ainda tinha fôlego pra analisar os resultados. “Treino há quatro anos. Me dediquei muito para essa competição. Acredito que fui muito feliz e con-

físico. Mesmo assim venceu com uma finalização no segundo round. “Uma batalha foi cravada no octógono e sai completamente esgotado, pois usei minhas ultimas gotas de energia para sair com a vitória. E hoje só tenho a agradecer”, afirmou logo após a vitória. O atleta ainda mencionou sua gratidão aos apoiadores, restaurante Dom Pacco e a academia Flex Center. Lutaram ainda Vitor Nunes x Marcos Lioto; Dennis Duarte x Piter Roberson; Icaro Santos x Matheus Sinistro; Avenilson x Lucas BK e Lucas Modolo x Samuel Botelho.

FOTO: Divulgação

FOTO: Elisabete Silva

Mais medalhas

No sábado, 14 de junho, foi a vez das atletas das categorias pré-infantil e infantil pegarem estrada rumo a Indaiatuba, A delegação, composta por dez meninas, voltou pra casa com resultados vitoriosos. O principal foi o primeiro lugar na disputa por equipes, conquistando a medalha de ouro. “Todas as atletas fizeram um ótima competição e tiveram um resultado muito expressivo”, explica a professora Yara Machado da Silva. No último mês a Associação Boituvense de Ginástica Artística intensificou suas atuações. O presidente da entidade, Paulo Freitas, reuniu-se como Secretário Municipal de Esportes da prefeitura de Boituva. A entidade iniciou também a divulgação de sua página oficial através da rede social Facebook na internet.

www.hapkidocontato.com.br.

MMA

Ginasta adolescente ganha cinco medalhas em disputa

O mês de junho iniciou com bons resultados para a equipe feminina de Ginástica Artística de Boituva. Em competições ocorridas nos municípios de Hortolândia e Indaiatuba, as atletas boituvenses conquistaram 19 medalhas em provas individuais e duas (ouro e prata) nas disputas em equipe. O destaque das provas ficou para a ginasta Gabrielly Nathalie Rocha da Silva, de 15 anos. A adolescente conquistou cinco medalhas num mesmo dia de competição: três de ouro, uma de prata e uma de bronze. No dia sete, as meninas de Boituva seguiram para Hortolândia. Por lá, disputaram a segunda etapa do “Troféu Destaque da Liga Intermunicipal de Ginástica Artística”. Nes-

dedicados nas aulas para este momento”, explicou o professor e mestre Marcos Silvério. Mais informações sobre a prática da modalidade em Boituva através do site

Piroupo (sem camisa) durante premiação apõs vitória em luta.

NOVO MUNDO

Obra abandonada pela prefeitura vira ponto de sexo e drogas, denuncia vereador Fernando A construção do Centro de Referência Assistencial (CRAS) do parque Novo Mundo está abandonada. A denúncia foi apresentada na última sessão da Câmara pelo vereador professor Fernando (PT) que visitou o local acompanhado por moradores. Segundo relatos de populares e fotos apresentadas na tribuna do Legislativo, a obra pública está servindo para prática de sexo e consumo de entorpecentes. O prédio para abrigar serviços de apoio e assistência social foi viabilizado no início de 2013, mediante uma emenda parlamentar obtida

pelo professor Fernando, com o deputado federal Arlindo Chinaglia (PT). “É revoltante a situação. Obtivemos 90% do custeio de toda a obra, ela foi iniciada em abril do ano passado, e agora está abandonada há meses”, desabafou o vereador. Deplorável Conforme placa oficial, afixada no local e agora jogada num canto lateral, a obra pública deveria estar pronta no dia 25 de Setembro de 2013. “Existe vasto material, relatos e fotografias que atestam o estado desta construção. É deplorável”, acrescentou o vereador do PT.

FOTO: Arquivo Pessoal

CRAS é pago por verba federal e deveria estar pronto em setembro de 2013

Professor Fernando constatou nos cômodos da obra vários tubos plásticos para acondicionar drogas, camisinhas e varias garrafas PET vazias, acumulando água da chuva. “Isso induz um raciocínio simples: além do criadouro da dengue, o espaço está servindo para a promiscuidade e ação da bandidagem”, disse o vereador. No dia 19 de Maio professor Fernando apresentou requerimento solicitando informações sobre o não

O orgulho de ser um grupo 100% brasileiro está representado em cada um de nossos produtos e em cada uma das festas que eles animam. O Grupo Petrópolis é hoje o segundo maior do Brasil. Mas é o único com capital 100% nacional, o que nos enche de orgulho, pois tudo o que construímos foi com a força, a capacidade e a dedicação de muitos brasileiros. O Grupo conta hoje com uma extensa

BEBA COM MODERAÇÃO.

FOTO: Gabinete Professor Fernando

linha de produtos, e estamos indo para nossa 6ª fábrica no Brasil. Tudo para continuar levando produtos de qualidade e continuar ajudando o Brasil a crescer cada vez mais.

cumprimento dos prazos, o que pode gerar penas severas ao município. A bancada de Marcusso, liderada pelos vereadores Val (PRB) e Ronaldo Barbosa (PHS), tentou argumentar sem apresentar provas. A assessoria do prefeito não se manifestou sobre as graves acusações. “É uma obra do governo Dilma para o social de Boituva, que infelizmente está abandonada. O povo boituvense merece respeito”, concluiu o vereador do PT.


FOLHA DE BOITUVA - Edição 2812