Page 38

futuro fazer faculdade de música, visando estender seus conhecimentos, e logo depois abrir sua própria escola. Mesmo quando está sozinho, sempre é visto com o violão em alguma das salas ou do lado de fora da escola, praticando.

pensar e que se sente diferente quando participa das aulas. “Mesmo estando no meu pior dia, quando eu participo das aulas tudo muda”. Diz que o projeto significou conhecimento para ela, pois, antes de começar a participar dos cursos, desconhecia diversas coisas sobre música.

Quanto a Melissa, de 15 anos, faz parte do grupo de samba da escola e, assim como Max, também é formada, mas mantem sua rotina participando das aulas de música. A aluna diz apreciar os ensinamentos transmitidos e que um dos motivos para ter entrado na escola para frequentar os grupos foi pelas maneiras como a música ajuda com problemas como déficit de atenção, algo que a aluna tem.

Quando questionada sobre os planos após seus estudos na EMIM, Melissa diz que não pretende se desvincular totalmente da escola e que deseja levar o aprendizado que acumulou durante sua estadia para o curso de Psicologia, área na qual pretende se formar. A aluna afirma também que acredita na importância da educação musical, pois é uma prova viva das mudanças que ela causa.

Melissa ressalta que a música mudou sua maneira de

Max se identifica com instrumentos de corda, como viola caipira, baixo e violão, mas também toca bateria

i Escute o Grupo de Samba tocar!

38

Profile for Igor  Savenhago

Emim em Tons - Livro  

Este livro é resultado do trabalho de conclusão de curso de Jornalismo das estudantes Lorena Resende e Julia Nery, desenvolvido em 2018 na U...

Emim em Tons - Livro  

Este livro é resultado do trabalho de conclusão de curso de Jornalismo das estudantes Lorena Resende e Julia Nery, desenvolvido em 2018 na U...

Advertisement