Page 1

A força do bairro na sua casa e no seu jornaleiro amigo

C E N T RO D E B E M E S TA R

Agende uma aula de Pilates gratuita. pg 7

Diretor Responsável: Ricardo L. Carmo

no bairro

Aclimação - Cambuci - Ipiranga - Vila Mariana

/jornalfoconobairro Ano 1 - Número 3 - Setembro 2015

Projeto poderá transformar Lins em `Brigadeiro´

“Cachorródromo” no Parque da Aclimação

Em audiência pública realizada no último dia 13, era para ser discutido projeto para subida apenas de ônibus e descida como está, mas prefeitura não apresenta nenhuma posição - pág. 3

Em locais como o parque do Ibirapuera e Vila Lobos há espaços reservados para o lazer com os animais, mas isso ainda está em fase de projeto no Aclimação - pág. 6

Radares na Lacerda Franco e Lins de Vasconcelos - pg.4 Falta de poda leva riscos a moradores da Vila Monumento - pg.9 Aclimação é um pólo gastronômico da zona sul - pg. 12

Do Cambuci para a Times Square Os irmãos gêmeos Otávio e Gustavo Pandolfo não param de surpreender o mundo com sua arte. Sua obra mais recente é um mural em New York - pg. 5

Ganhe desconto para a peça Preto Combina com Tudo - pg 15 Previsões de João Bidu para Setembro - pg. 11


pág. 2

Editorial Leitores e leitoras! É com muita sa sfação que apresento a vocês mais uma vez as no cias mais importantes que movimentaram ou vão movimentar o dia-a-dia dos moradores de nossa região. Em primeiro lugar gostaria de falar sobre a matéria completa que trata da audiência pública realizada na Câmara Municipal sobre as faixas exclusivas de ônibus que infelizmente mais uma vez além de não trazer respostas para a população, os representantes do poder público demonstraram um imenso desrespeito pelas pessoas que pagam seus salários. Por várias vezes durante a sessão o representante da CET atendeu o celular enquanto cidadãos tentavam explicar seus problemas. Outro destaque é o projeto de um “cachorródromo” no Parque da Aclimação, local apropriado para levar os cães para brincarem soltos, assim como já existe nos parques Ibirapuera e Vila Lobos. Já existe projeto aprovado, mas sua implantação depende de ação da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente. Enquanto isso, no local previsto para instalação deste equipamento, só há entulho e abandono. Como o local é afastado das vias mais movimentadas do parque é ví ma de usuários de drogas e de arruaceiros de toda espécie. Se esse projeto andar, esta parte do parque contará com mais movimento e os cidadãos de bem poderão tomar de volta o espaço público. Além dessas há muitas outras matérias! O Foco no Bairro honra o seu nome e traz no cias relevantes de nossa região como a eleição do Ibirapuera como melhor parque do mundo, a infestação de radares na região, falta de poda de árvores, roteiro gastronômico, o sucesso mundial de Os Gêmeos e muitas outras! Espero que apreciem a leitura! Ricardo L. Carmo

EXPEDIENTE

Jornal Foco no bairro uma empresa do Grupo Diretor Executivo: Ricardo L. Carmo Dep. Comercial: Guilherme Nunes Jornalista Responsável: Lucas Domiciano - MTB 79668/SP

Set. 2015

Cartas do Leitor Prezado Ricardo L. Carmo, Muito apreciei o exemplar número dois do Jornal Foco no Bairro no qual o senhor como é de sua conduta íntegra e oportunamente crí ca em relação a tudo que publicamente está errado e representa um desserviço à cole vidade, revela o total descaso da atual gestão municipal da nossa cidade para com o querido bairro do Cambuci e todos os outros da região. Parabéns e con nue com suas crí cas oportunas que acabarão melhorando muita coisa! Gilda Domi lia Dias Ilustre senhor Ricardo L. Carmo Em nome das mulheres responsáveis do bairro do Cambuci e por certo, das demais da região, comprimento efusivamente vossa senhoria pelo lançamento do segundo exemplar do jornal Foco no Bairro no qual, com sua franqueza, seriedade e reconhecida visão administra va desnuda o las mável estado de conservação e abandono que se encontra nosso tradicional bairro do Cambuci e os demais da região pela total indiferença e incapacidade do atual alcaide municipal paulistano. Prossiga com sua heroica cruzada Ricardo que oportunamente estará colocado no lugar onde já devia estar. Sandra Cín a Fernandes Caro Ricardo Fico estarrecido com a falta de verdade de certas informações. Já houve um desmen do da prefeitura em relação à matéria de revista Veja que indicava R$650 mil por quilômetro de ciclovia. O valor correto é R$180 mil conforme planilha enviada ao Tribunal de Contas do Município, planilha esta, disponibilizada no site da prefeitura, para quem quiser ver. Ainda, não se trata de meras faixas pintadas no chão, pois o projeto, em vários trechos, tratou de reurbanizar a região e fazer profundas obras de infra-estrutura, que incluem plan o ou remoção de árvores, cabeamento elétrico, postes, obras subterrâneas, etc. Pelo exposto, queria te dar um conselho. Para quem pretende editar um jornal, melhor seria, ter mais compromisso com a verdade, postura mais inves ga va e jornalís ca e menos opinião, parcial demais na essência e, com óbvios obje vos eleitoreiros. Me desculpe, mas, tá pisando na bola. Mauro Palhares Junqueira Leite Ao Jornal Foco no Bairro Gostaria de fazer uma sugestão de pauta! Por que a caixa d´água da Vergueiro é fechada aos moradores? O parque da caixa d´água da Sabesp na rua Afonso Bovero, zona

oeste, é um lugar super agradável e u lizado pelos moradores. Por que a Sabesp não oferece isso aos moradores e trabalhadores da Vila Mariana, Aclimação e arredores? Creio que na Mooca há um parque também da Sabesp aberto à comunidade do entorno. Entrei em contato com a Sabesp ano passado ou retrasado para ques onar o assunto, mas me responderam com um email protocolar, que nunca avançou. O guardinha aqui da caixa d´água disse que fecharam ao público porque jovens estavam usando drogas na pracinha que fica sobre a caixa d´água. É uma tristeza para o bairro e para a região não ter acesso a um espaço que poderia ser do desfrute de todos. Espero que um dia meus filhos, ou netos, possam ter espaços públicos seguros e bem cuidados. Um abraço, Camila Prado Resposta: agradecemos a sugestão de pauta! Entraremos em contato com você para marcar uma entrevista com nosso jornalista. Ao Jornal Foco no Bairro Nós da Vidaeco on expressamos nossa gra dão pela matéria sobre as ciclovias mal planejadas que atrapalharam não só movimento do comércio, como acesso dos nossos clientes. Nelson Rodoveri Cuca Sr. Ricardo Olá, sou moradora da rua Teodureto Souto há mais de 15 anos. Os transtornos começaram por aqui com a mudança de mão de direção na Lins. Nossa rua ficou com tráfego intenso. Pouco tempo depois acordei com o barulho das máquinas implantando a ciclovia. Para entrar e sair de minha garagem preciso ficar sobre a faixa, assim como meus vizinhos. Somos xingados e corremos o risco de ser multados pelo fato de estarmos trocando os carros, ou simplesmente manobrando, para entrar ou sair de nossas casas. Nunca recebemos da prefeitura, sequer um comunicado, informando da instalação da ciclovia. Onde está o meu direito de ir e vir? Tudo foi feito na surdina. Concordo com as ciclovias em locais de avenidas como Paulista e Cruzeiro do Sul, por exemplo, onde não atrapalham o direito de quem já nha sua residência, ou comércio. Aqui é fato que todos estão sendo prejudicados pela prefeitura que está alterando nossos direitos. Deveríamos ao menos ter nosso IPTU isento, já que a frente de nossa residência ou comércio se tornou área de lazer, implantada por nosso prefeito. Afinal, estamos aqui há mais tempo e temos os nossos direitos, pois os nossos deveres como cidadãos tem um custo bem alto. Tânia Be ni

Diagramação: Rubens Magalhães Fotos: Lucas Domiciano Dep. Jurídico: Oséas Cerqueira Advogados Associados Impressão: Gráfica LTJ Tiragem: 30.000 Exemplares Distribuição Gratuita: em lojas, prédios, casas e principais bancas da região Área de Abrangência: Aclimação, Cambuci, Ipiranga e Vila Mariana Redação: Avenida Lins de Vasconcelos, 1601 Vila Mariana - Tels.: (11) 2274-4743 / 2679-4360 Na Web: facebook.com/jornalfoconobairro www.bancalcarmo.com.br jornalfoconobairro@gmail.com Os artigos, cartas, e-mail enviados e assinados são de inteira responsabilidade de seus autores. O conteúdo não expressa necessariamente a opinião do Jornal Foco no Bairro.

Divulgue seu negócio Anuncie no mais novo veículo de comunicação do bairro, com tiragem de 30.000 exemplares atingindo em cheio s e u P Ú B L I C O A LVO Aproveite nossa tabela especial de lançamento. 2679-4360 / 2274-4743 jornalfoconobairro@gmail.com

MILAGRE

DOS AZULEJOS

Solicitamos trazer amostras. Temos Pas lhas e Cerâmica Vermelha Compramos sobras de pisos e azulejos Rua Silva Bueno, 375 - Ipiranga - SP - Tel: 11 2272-6589 Rua Padre Anchieta, 60 - Boa Vista - S.C. Sul - Tel: 4239-5628 www.milagredosazulejos.com.br / contato@milagredosazulejos.com.br


Set. 2015

pág. 3

TRÂNSITO

Audiência pública trata de projeto para transformar Lins em "Brigadeiro" Em audiência pública realizada no último dia 13, era para ser discutido projeto para subida apenas de ônibus e descida como está, mas prefeitura não apresenta nenhuma posição

M

oradores da região da avenida Lacerda Franco encheram no úl mo dia 13 o auditório da Câmara Municipal, no centro da cidade, para discu r projeto aprovado em abril para a re rada da faixa de ônibus da Lacerda Franco. Essa faixa seria instalada na Lins de Vasconcelos, projeto similar ao que acontece na avenida Brigadeiro Luís Antônio onde apenas ônibus sobem. A subida de carros con nuaria pela Lacerda Franco. Mas o que seria a decisão de quando seria implantado esse projeto virou uma reunião vazia, pois o representante que a CET enviou à audiência nha quase nenhuma informação. "Queríamos a resolução desta questão e por isso solicitamos uma audiência, mas foi uma grande falta de respeito com os munícipes. Tinha que ter alguém aqui que fosse parte importante do projeto. Vou convocar o mais rápido possível audiência o gerente de operações Valtair Valadão para dar uma resposta digna aos moradores do Cambuci que deixaram suas casas à toa hoje", indignou-se o vereador Aurelio Nomura que presidia a sessão. Após falar de diversos assuntos como galerias de esgoto e da falta de verba da prefeitura, o representante da CET Edison de Oliveira Vianna limitou-se à promessa de "encaminhar as solicitações dos munícipes aos responsáveis pelo

José Baranj, morador da região. projeto". A população se indignou com a falta de respeito do poder público. Além de falar de outros assuntos que nada nham a ver com o mo vo da audiência, por várias vezes atendeu o celular durante a explanação dos moradores para ele mesmo sobre os problemas enfrentados por eles. Uma das falas mais fortes foi da moradora Cris na Gasparini. "Ali na Lacerda há vários estudos que comprovam que devido aos rios subterrâneos que passam por ali a avenida não suporta ônibus. A situação é urgente!"

Já é a segunda vez que se realiza uma audiência destas e não há solução. Eu sinceramente não entendo. Lá tem muitos técnicos bons e capazes para resolver esta situação mais agilidade. Vereador Ricardo Nunes O vereador Ricardo Nunes também esteve presente ao evento e cri cou a falta de ação da CET. "Já é a segunda vez que se realiza uma audiência destas e não há solução. Eu sinceramente não entendo. Lá tem muitos técnicos bons e capazes para resolver esta situação com mais agilidade", argumenta. Cris na Capellano, presidente da Amac (Associação

dos Moradores e Amigos do Cambuci) por várias vezes teve de intervir para conter a impaciência dos presentes. Ela destaca a falta de comprome mento da companhia de tráfego. "Quando teve a primeira audiência logo eles foram ao bairro e afirmaram que a implantação do projeto seria rápida, mas passou Páscoa, dia das mães, dos pais e nada! Sabemos que esse projeto de subida de ônibus pela Lins não é o ideal, mas para uma solução imediata seria um consolo. Como não saiu projeto nenhum, nós queremos mesmo é que volte tudo como era antes", explica. Para Ricardo L. Carmo, diretor do jornal Foco no Bairro, deveria se estudar o projeto com mais paciência e enquanto isso estruturar a avenida Lacerda Franco para que os ônibus não incomodem tanto os moradores da região. "Eu como comerciante percebo uma grande falta de planejamento na instalação dessas faixas. Se não for possível voltar ao que era, que pelo menos permitam o estacionamento de carros nas faixas fora do horário de pico como ocorre na Domingos de Morais. Com isso a situação do comércio já melhoraria muito". A Assessoria da CET consultada na semana do fechamento do jornal afirmou que ainda não há nenhum posicionamento sobre mudanças no trânsito da região.


pág. 4 Set. 2015

FOCANDO NO BAIRRO

Buraco na Basílio da Cunha prejudicou comércio por mais de 15 dias Cratera aberta para o reparo de uma adutora causou transtornos aos comerciantes do local.

M

Mas o mais prejudicado foi o comércio em que os clientes não nham como chegar. A loja de som automo vo A7Car do proprietário Carlos Dias. “Estamos há 15 dias sem faturamento nenhum. Aparentemente estourou um cano e quando o trator foi mexer estragou outro e assim foi. Agora infelizmente o problema tem que ser consertado e temos que aguardar”, lamenta. A Sabesp informa por meio de sua assessoria de imprensa que na Rua Basílio da Cunha foi executado um serviço de reparo em tubulação de 800 milímetros de diâmetro, localizada a oito metros de profundidade. Após os trabalhos foi detectada uma trinca em trecho da rede, sendo necessárias novas intervenções no local concluídas no dia 23. A reposição da capa asfál ca foi finalizada na madrugada do dia 26 e a via liberada para o trânsito. Durante os serviços, a Sabesp aproveitou também para fazer ajustes nas redes de água da região para garan r o abastecimento aos moradores.

uito pó, sujeira e barulho importunaram moradores e principalmente comerciantes por mais de 15 dias durante o mês de agosto. A obra de grande porte se deu pelo rompimento de uma adutora com mais de 100 anos. A obra fechou a rua Basílio da Cunha, próximo ao cruzamento com a avenida Lins de Vasconcelos, no bairro do Cambuci. O buraco foi fechado no úl mo dia 23. “Já é a terceira vez que eles abrem um buraco aqui, mas como não arrumou, estourou de vez. Reduziu meu movimento em 20%. O pior é a sujeira”, reclama o proprietário da Esfiharia Damasco, Daniel Costa. O também comerciante Geilso Silva, reforça. “O movimento caiu não só para mim, mas para todos aqui. É uma adutora velha de 100 anos. Por eles não ter resolvido a tempo, o problema aumentou e o encanamento velho não aguentou a pressão dos novos encamentos e deu no que deu. Aí foi um buraco, envolveu o esgoto e virou isso”.

Fiquem atentos aos radares da Lacerda Franco e Lins de Vasconcelos Os radares espalhados por estas duas avenidas são muito escondidos e não deixam claro o que scalizam.

H

á olhos do poder público por toda parte. Vários radares foram instalados na região, ou totalmente escondidos ou não deixam claro o que fiscalizam por falta de uma sinalização clara. Além disso, não há informação em nenhum local sobre a localização dos radares nestas duas avenidas, nem mesmo no site da CET. Em alguns locais a sinalização é confusa indicando limites de 40km/h e 50km/h em trechos muito próximos. Conforme averiguado pela reportagem, a velocidade máxima independente desta “confusão” das placas é atualmente de 50km/h. “Já vários clientes reclamaram. Aqui tá 40 e mais embaixo tá 50”, afirma o cabeleireiro Jailson Soares. A reportagem do Jornal Foco no Bairro averiguou a informação que realmente procede. Em dois locais na Lins de Vasconcelos. Nos radares em frente aos números 653 e 1807 há placas das duas velocidades em um espaço inferior a 200 metros. Já na avenida Lacerda Franco, no trecho onde se encontram os radares a velocidade máxima conforme as placas é de 50km/h. Outra dúvida levantada pela população é a respeito do que é fiscalizado por cada radar instalado na região. Conforme a CET, os radares fiscalizam excesso de velocidade, rodízio e nos locais onde há faixas exclusivas de ônibus, fiscaliza a invasão delas nos horários determinados de pico. Em resposta às indagações do Foco no Bairro, a CET

“Já vários clientes reclamaram. Aqui tá 40 e mais embaixo tá 50” Jailson Soares, cabeleireiro

informa também que, por meio de vistoria técnica, observou um conflito de placas de regulamentação na avenida Lins de Vasconcelos, nas proximidades do Hospital Cruz Azul de São Paulo (altura do numeral 350). Na faixa exclusiva para ônibus, atualmente o limite de velocidade é de 50 km/h e nas faixas veiculares o limite é de 40 km/h. “Está em andamento a implantação de projeto reduzindo a velocidade na faixa de ônibus para 40 km/h. A medida tem por obje vo garan r maior segurança no viário, considerando o alto fluxo de pedestres que transitam pelo local. O trabalho de adequação será realizado o mais rápido possível. Vale destacar que na avenida Lins d e Va s c o n c e l o s e s t ã o i n s t a l a d o s d o i s equipamentos de fiscalização eletrônica (radares), na altura dos numerais 1807 e 653, em trechos onde a velocidade máxima em todas as faixas (veiculares e de ônibus) é de 50 km/h”, finaliza.


Set. 2015

pág. 5

Ricardo L. Carmo

OPINIÃO

Democracia não é golpe!

O

mês de agosto de 2015 entrará para a História. Par cipamos e assis mos uma manifestação pacífica de cerca de 2 milhões de pessoas que saíram às ruas em todo o Brasil para protestar contra a corrupção, o desmando, o autoritarismo e a inépcia de um governo que tem sistema camente destruído todos os nossos valores e todas as conquistas que vemos desde o fim da ditadura militar. Saímos às ruas para defender a democracia e exigirmos os nossos direitos legí mos. É impossível calar a voz de tanta gente. Mas a senhora Dilma Rousseff, ainda Presidente da República, e o seu par do, que se diz “dos trabalhadores”, como sempre usando de men ras e de falseamentos, afirma que as manifestações são uma “tenta va de golpe”. Não há golpe quando a própria Cons tuição de 1988 (que, lembremos, o PT se recusou a assinar) garante o direito popular de exigir seus direitos e, inclusive, pedir o impeachment da Presidente. O que esse evento histórico demonstrou para todos é que estamos cansados da incapacidade da senhora Dilma em governar um país como o nosso. O desvio de milhões de dólares para os bolsos corruptos, os favores que são feitos aos “amigos do poder ”, as obras essenciais abandonadas: eis o retrato cruel e sombrio de 13 anos de governo do PT. O problema a nge a todos os níveis: desde o Planalto até a maior cidade brasileira, São Paulo, que está nas mãos de um prefeito que não se preocupa com o bem-estar de sua população e os serviços essenciais para a sua

vida. O senhor Fernando Haddad, do mesmo par do da Presidente, faz aquilo que ele acha que deve, tentando apenas criar factoides para impulsionar sua futura recandidatura à prefeitura. Não escuta ninguém, não quer saber de conselhos, não toma decisões pelo bem da maioria; mas apenas para fazer favores ao pequeno grupo que o cerca. É o que acontece também com a senhora Dilma Rousseff e seus asseclas. Indignação – essa a palavra que traduz o sen mento da maioria absoluta dos brasileiros. Não há um grupo de trabalhadores, uma única classe social, dos mais afortunados aos mais pobres, que não tenham sido afetados diretamente pela incompetência da Presidente e de seu par do. Pensávamos que a inflação estava vencida. E estaria, se não usassem o nosso dinheiro para enriquecerem de forma ilícita e pra car atos criminosos. Por causa disso, o Brasil vem perdendo a credibilidade para o inves mento

e s t ra n g e i r o . Re s u l t a d o ? M a i s i n fl a ç ã o, desemprego, falta de saúde, violência. Uma mãe de família já não sabe como vai conseguir alimentar seus filhos até o final do mês... A forma de conseguirmos resolver esse problema é um só: a saída imediata da senhora Dilma Rousseff da Presidência da República. Seria muito melhor, menos traumá co, mais simples e tranquilo se a senhora Dilma renunciasse ao seu cargo e deixasse que outro governasse e corrigisse os rumos nacionais da economia e da polí ca. Apenas com o PT fora do poder é que se conseguirá uma coalisão entre as diversas forças polí cas para corrigirmos o rumo dessa imensa nau até a ngirmos um porto seguro. Parece, no entanto, que a senhora Presidente não quer deixar o seu cargo. Usa a sua arrogância e autoritarismo já conhecidos e culpa os outros. O problema é que o PT não assume seus erros, não reconhece suas falhas. Tenta, desesperadamente, segurar-se aos poucos que ainda se mantém iludidos pelo seu discurso. É ó mo, aliás, que tenha pessoas que ainda apoiem a Presidente. Seria no mínimo estranho, em uma democracia, que apenas os argumentos contrários fossem ouvidos. É exatamente isso que desejamos: a democracia respeitada de forma absoluta. E isso só pode se dar se a senhora Dilma Rousseff deixar o seu cargo. Não podemos nos calar! Não podemos aceitar pagar a conta! Con nuaremos a ir às ruas pelos n o s s o s d ireito s , em res p eito a o E sta d o Democrá co de direito e à Cons tuição.

ARTE EM FOCO

Os Gêmeos: do Cambuci para o mundo Os irmãos gêmeos Otávio e Gustavo Pandolfo não param de surpreender o mundo com sua arte. Sua obra mais recente é um mural em um prédio de Nova Iorque.

O

s ar stas plás cos Otávio e Gustavo Pandolfo conhecidos mundialmente são Os Gêmeos. Os irmãos que já fizeram trabalhos em vários países como França, Inglaterra, Portugal e nos Estados Unidos nasceram e cresceram no bairro do Cambuci. Sua úl ma obra é um mural em prédio de Nova Iorque que foi finalizado neste mês de agosto. Apesar de sua extensa carreira internacional, os ar stas não negam suas origens e deixaram várias marcas espalhadas pelo bairro. Muitas pessoas ainda não conheciam a origem dos ar stas. “Eu vi eles em Nova Iorque no Jornal Nacional, mas não sabia que eram daqui”, afirmou Michele que estava junto com Julio Cesar. “Eu já sabia que eles eram do bairro, mas não sabia que nha arte deles tão perto”. Ele não sabia que bem próximo ao ponto de ônibus onde estavam nha uma obra deles. Uma casa de máquinas de um prédio na rua Clímaco Barbosa tornou-se a cabeça

de uma pessoa que pode ser vista de todo o Largo do Cambuci. Já para o proprietário da loja Esze, Enguirre Baggio, a origem e os trabalhos dos gêmeos não são novidade. “Nasci no bairro então conheço o trabalho deles há muitos anos. Eles criaram um es lo próprio que é o Wild Style e inspiraram vários outros ar stas que vieram depois deles”, explica. Os irmãos Pandolfo nasceram em 1974 e iniciaram o contato com a arte já nos anos 80. Conforme informado em sua biografia no seu site Os Gemeos contam como começaram. “Com o apoio da família, e a chegada da cultura Hip Hop no Brasil nos anos 80, OS GÊMEOS encontraram uma conexão direta com seu universo mágico e dinâmico e um modo de se comunicar com o público. Exploravam com dedicação e cuidado as diversas técnicas de pintura, desenho e escultura, e nham as ruas como seu lugar de estudo”.

Além do prédio na rua Clímaco Barbosa, os irmãos têm obras na rua Lavapés, Barão de Jaraguá, Justo Azambuja, entre outras. Atualmente eles não são só cidadãos do Cambuci, mas do mundo. Além da obra em Nova Iorque, Os Gêmeos, ou “The Twins” como são conhecidos lá fora, terão um vídeo produzido por eles exibido em 45 telões na famosa Times Square.


pág. 6

Set. 2015

PROJETO EM FOCO

População pede “Cachorródromo” no Parque da Aclimação Em locais como o parque do Ibirapuera e Vila Lobos há espaços reservados para o lazer com os animais, mas isso ainda está em fase de projeto no Aclimação.

A

ndando pelo parque da Aclimação logo se percebe uma peculiaridade. A maioria dos usuários possui cachorros. Em locais como o parque do Ibirapuera e Vila Lobos há espaços reservados para o lazer com os animais, mas isso ainda está em fase de projeto no Aclimação. Enquanto isso no local onde já existe previsão para instalação do cachorródromo, que funcionava um an go estábulo e depois uma quadra de bocha, já há mais de 10 anos está completamente abandonado. A construção já foi ocupada por moradores em situação de rua e seu entorno é ví ma de usuários de drogas e baderneiros. “Na minha opinião, um local onde já era ocupado no passado por animais, deve voltar a ser u lizado para este fim. Atualmente o an go estábulo está completamente abandonado e como o local é em uma parte do parque menos frequentada por falta de opções, fica a mercê de drogados e de pessoas que fazem liber nagem de toda espécie, principalmente à noite”, reclama a gestora do parque eleita recentemente Fernanda Hernandes. Para ela, o que falta é vontade polí ca para avançar com o projeto. “Escuto muito que o Luciano Di Paoli, Advogado

Na minha opinião, um local onde já era ocupado no passado por animais, deve voltar a ser utilizado para este m. Fernanda Hernandes, Gestora

local é tombado e por isso não é possível construir o cachorródromo, mas o que ficou previsto em projeto aprovado pela an ga gestão Julio Salinas, é apenas a reforma de um espaço já existente que não exigirá a derrubada de nenhuma árvore, mas apenas de uma reforma”. Conforme a gestora, o projeto está parado na Secretaria do Verde e Meio Ambiente. Indo até o local a reportagem apurou o abandono. Logo na chegada ao an go estábulo verifica-se as paredes pichadas com mensagens alusivas a drogas. Indo mais a frente, vê-se o porquê da luta de parte dos frequentadores do parque. Um espaço grande com infraestrutura de banheiros e todo cercado atualmente tem vigas caídas, muito entulho, lixo e uma estrutura totalmente degradada. O diretor do jornal Foco no Bairro e ex-gestor do parque, Ricardo L. Carmo, comenta a situação. “O que vemos aqui é alarmante. Eu tento desde que eu

era gestor a implantação deste equipamento tão necessário. A jus fica va é sempre a mesma. Falta de verba. Mas porque o Ibirapuera foi eleito o melhor parque do mundo? Porque recebe inves mentos! O parque da Aclimação merece mais atenção das autoridades municipais, pois com sua beleza, fauna e flora poderia estar facilmente entre os melhores também”. A gestora atual concorda. “Temos um grupo de 700 pessoas que se comunica constantemente pelo Facebook. Somos todos amigos aqui da região. Nós já ajudamos na manutenção do parque cuidando da sujeira dos cães e até ajudando na alimentação dos animais que vivem aqui. Nos dispomos até a ajudar, caso o projeto seja encaminhado, na limpeza e manutenção do futuro cachorródromo. Conforme o advogado Luciano Di Paoli, a preocupação da população é com a falta de apelo econômico no projeto. “Estamos temerosos que os poucos recursos des nados ao parque sejam u lizados para a instalação de uma lanchonete que gera recursos e tem mais visibilidade do ponto de vista polí co, mas o nosso projeto já foi aprovado desde 2013 e não é justo a lanchonete passar na frente. Não somos contra o local para a alimentação, mas acho que os inves mentos devem respeitar a ordem em que foram apresentados e aprovados os projetos”, destaca. O entorno do futuro cachorródromo é cheio de sujeira, mas não é de cachorro. “O que vemos aqui é que um espaço abandonado abre espaço para este po de a tude. Achamos desde tampinhas de garrafas até preserva vos”, reclama a procuradora federal Maria Isabel Costa. Com a falta do local apropriado os donos de cães usam de forma provisória uma quadra de society que é aproveitada enquanto não há pessoas no local. “Quando vem alguém querendo jogar bola, somos obrigados a sair, mas de boa. Esse parque é regional. A maioria se conhece e vivemos em harmonia. Só o guardas que à vezes chiam”, lembra o engenheiro aeronáu co André Silva Costa. A Secretaria do Verde e do Meio Ambiente (SVMA) informa que o Parque da Aclimação passará por melhorias na sua infraestrutura, entretanto, não está previsto a construção de um cachorródromo.

SERVIÇOS CARRETOS

Mudanças Capital Litoral e Interior

11 95922-3539 11 97289-9977 11 96932-3173

Computadores, Monitores Impressoras, Notebook, Celular e GPS Vendas: Fontes,Teclados, Mouse e Baterias


Set. 2015

pág. 7

SAÚDE & LAZER

Parque do Ibirapuera é eleito o melhor do mundo Em ranking elaborado pelo jornal inglês The Guardian, o parque paulista cou em primeiro lugar entre os 10 melhores do mundo

O

s paulistanos têm mais um mo vo para se orgulhar. Seu principal parque foi eleito este mês pelo jornal britânico The Guardian o melhor parque do mundo. Segundo a publicação, o Ibirapuera ficou à frente do francês Bu es–Chaumont e do Boboli na Italia entre outros. O Central Park, muito conhecido por aqui, não apareceu na lista. Foi um presente de aniversário já que o parque completou 61 anos no úl mo dia 21. Um dos maiores argumentos para a consagração do parque paulista foi a importância que ele tem para a cidade, já que pela falta de litoral, o Ibirapuera assume uma grande papel no lazer dos paulistanos. Além disso, sua área verde de 1584 quilômetros quadrados, o projeto do arquiteto Burle Marx, reconhecido mundialmente e as obras projetadas por Oscar Niemeyer contribuíram muito para a escolha. Mas para quem frequenta o parque, cada um tem seu mo vo para gostar do mais conhecido dos parques paulistanos. “Acho muito legal. Moro em Itaquera e venho aqui porque gosto de tudo. Nem parece que estamos no meio de Sâo Paulo!”, destaca o técnico em manutenção Marcos Carvalho. A cozinheira Cris ane Felipe concorda. “Eu também gosto de tudo. Há anos que venho aqui. Trago meus sobrinhos, já trouxe meus irmãos e daqui uns dias trago os netos. É um ícone da cidade. Os eventos também são muito bons. A nota ruim eu dou para as pessoas mesmo que muitas vezes são mal educadas e sujam o parque”. A professora de artes Juliana Rosa Graciolli dá a sua opinião sobre o prêmio do parque. “Eu acredito que ele foi considerado o melhor porque além de ser parque é um centro cultural com vários museus, além da bienal. O diferencial é a união de tudo isso

C E N T RO D E B E M E S TA R

num só lugar ”, explica. Já para o professora Rosane Schimid , o importante é cur r com a família. Ela fazia um grande piquenique sobre a grama. “Gostamos muito principalmente da marquise. Quando o tempo não está bom, o passeio está sempre a salvo”, finaliza.

Marcos Carvalho e Cris ane Felipe frequentadores do parque que vem de Itaquera.

Relação dos 10 melhores parques: 1- Parque o Ibirapuera – São Paulo, Brasil 2 – Bu es-Chaumont – Paris, França 3 – Boboli – Florença, Itália 4 – High Line – Nova York, Estados Unidos 5 – Landscha spark – Duisburg-Nord, Alemanha 6 – Hampstead Heath – Londres, Inglaterra 7 – Park Güell – Barcelona, Espanha 8 – Summer Palace – Beijing (China) 9 – Olmsted Parks – Buffalo, Nova York, EUA 10 – Birkenhead Park – Merseyside, Inglaterra


pág. 8 Set. 2015

ALIMENTAÇÃO

Hortarias Hortifruti oferece produtos frescos e diferenciados A Hortarias oferece produtos fresquinhos e também possui uma gama de produtos orgânicos e sem glúten que são diferenciados em relação ao que se encontra na região.

A

carência de se encontrar produtos orgânicos diferenciados, sem glúten, e marcas que não são fáceis de se encontrar nos bairros da Aclimação e do Cambuci levaram os empresários Adriana Gomes de Araújo e Leonardo Salvador a inaugurarem a Hortarias Hor fru em 2013. Desde então o trabalho com produtos frescos e diferenciados transformam o estabelecimento em uma referência neste segmento. Adriana destaca alguns diferenciais do empreendimento. “Um exemplo é o nosso frango da marca Korin. Ele é totalmente livre de hormônios e não recebe an bió cos. Outro sucesso são nossos produtos sem glúten que diferentemente de outros encontrados em supermercados, são muito saborosos. Além disso, recebemos de nossos fornecedores produtos frescos quatro vezes por semana o que é pra camente uma exclusividade nossa”. Os empresários também ressaltam a importância do consumo de produtos mais saudáveis. “É uma tendência o consumo deste po de produtos. Até recentemente foi no ciado no Globo Repórter a importância da ingestão de orgânicos. O Brasil é o país que mais u liza agrotóxicos e isso é um fator decisivo no aumento dos casos de câncer”. Outro fator que contribui para o crescimento do número de pessoas que consomem produtos mais saudáveis é que atualmente os preços são muito mais acessíveis do que já foram um dia. “Hoje em dia os produtos orgânicos e sem glúten não são mais exclusividade dos mais ricos. Com a queda de preços destes produtos, eles já podem ser consumidos por todas as classes sociais”, explica Adriana. Ainda como diferencial compe vo, a Hortarias conta com um contrato de fornecimento que é anual com preço fechado, o que faz com que os clientes possam ter um consumo regular de seus produtos sem “sustos” na hora da compra.


Set. 2015

pág. 9

ALERTA

COLUNA DO LUCAS

Falta de poda leva riscos a moradores da Vila Monumento

A importância da meta

Árvore na rua Coronel Cabrita está sem poda há mais de cinco anos e representa risco a moradores da região

A

Q

uantas vezes ouvimos que galhos de árvores caíram em cima de carros ou pedestres causando acidentes, não raro graves? Na rua Coronel Cabrita uma árvore é mo vo de preocupação para moradores da região. Há muitos anos sem poda, ela se mistura com um poste e seus galhos se entrelaçam com fios de alta tensão gerando preocupação aos moradores da região. “Desde 2010 eu venho solicitando a poda e nada acontece. Os gravetos que caem a todo momento entopem as calhas. Já vieram algumas vezes, mas quando chegam e vêem a situação falam que tem que vir uma equipe da Eletropaulo junto, mas eles não combinam”, reclama o aposentado João Cesari. Para ele, a poda é a solução para evitar acidentes. “Antes de eu mudar para essa casa um galho caiu e quebrou o muro Isso é perigoso. Eu só quero que a subprefeitura e Eletropaulo se combinem para resolver esse problema”. A Subprefeitura da Vila Mariana informou através de nota que irá resolver o problema. “A equipe de Áreas Verdes da Subprefeitura Vila Mariana foi até o local e constatou que o exemplar arbóreo está em contato com fios de alta tensão, sendo assim é preciso apoio da Eletropaulo para a poda, pois realizar o serviço

sem suspender a energia elétrica traz risco de vida ao operador da serra elétrica. A SPVM enviará oficio novamente para a Eletropaulo solicitando apoio para efetuar a poda. Sendo assim, a subprefeitura aguardará a programação da Eletropaulo para realizar o serviço de poda”, promete órgão.

Já vieram algumas vezes, mas quando chegam e vêem a situação falam que tem que vir uma equipe da Eletropaulo junto, mas eles não combinam”, reclama o aposentado João Cesari.

meta bem elaborada é o primeiro passo para alcançar qualquer obje vo. É definir onde se quer chegar. Tudo começa ali, um sonho, uma viagem, um novo emprego ou promoção. Tudo passa pelas metas. Até recentemente a presidenta Dilma Roussef foi muito ironizada pela frase. “Não vamos estabelecer uma meta. Quando chegarmos na meta, dobramos a meta!”. Parece engraçado e realmente é. Se não sabemos onde queremos chegar, não teremos como chegar lá! Vamos pensar na meta como um obje vo. A meta é como um sonho. Ela não precisa ser estruturada segundo um esquema rigidamente criado. A meta é o que você deseja alcançar e pode ser determinada para todas as áreas da vida como a profissional, financeira e pessoal. Um exemplo: quero ser um astronauta. Essa é a meta. Como faremos para chegar lá faz parte do planejamento, mas tudo começa com uma meta. Pode ser a mais ambiciosa possível. Se você for determinado você vai chegar lá, porque sua meta está bem clara e a par r daí você descobrirá um jeito de alcança-la. Uma meta tem que ser mo vante. Se você colocar como meta emagrecer 1kg, precisando emagrecer 30kg ela não vai fazer você suar para alcançar seu obje vo. Agora se você determinar um tempo. Por exemplo, emagrecer 1kg por semana e 4kg por mês, já foi estabelecida uma meta mo vante e com tempo para ocorrer. Se você colocar uma meta de ganhar um milhão de reais em um mês, também muito possivelmente não irá conseguir, porque aí o tempo já é muito curto. Se você estabelecer uma meta de enriquecer em 5 anos, se você não conseguir alcançar sua meta inicial, com certeza estará bem mais perto de seu obje vo. Quero ressaltar que muitos dos homens de maior sucesso no mundo começaram do zero. Silvio Santos e Samuel Klein (fundador das Casas Bahia) construíram verdadeiros impérios. Imagine você que já está bem à frente! Sucesso!

Anuncie Ligue agora mesmo: 11 2679-4360 / jornalfoconobairro@gmail.com www.bancalcarmo.com.br /jornalfoconobairro


pág. 10

Set. 2015

SAÚDE & BEM ESTAR

Wilson Pereira é referência em tness com a Forma Fit Há mais de 15 anos o empresário investiu no Cambuci e trouxe com sua academia mais bem estar para a população local

O

amor pelo esporte foi o que transformou o empresário Wilson Pereira em um empreendedor de sucesso. Já há 30 anos na gestão de academias, o e s p e c i a l i sta e m d i ve rs a s modalidades de lutas transformou uma paixão em negócio. Está no Cambuci há 15 anos e dedica seu sucesso ao acolhimento dos moradores da região e também ao ambiente familiar que foi criado nesse tempo em sua academia. Wilson começou no negócio por acaso. Formado em administração e direito, o empresário u liza o que aprendeu em seu negócio, mas a paixão pelo esporte o levou para o ramo de academias. “Eu já treinava lutas. Pela necessidade de adquirir mais força comecei a treinar em uma academia onde algum tempo depois fui convidado a me tornar sócio. Abracei a idéia e estou muito sa sfeito com a minha escolha”, destaca. O empreendedor também explica como a a vidade sica assumiu a importância que tem hoje. “Há 30 anos quando comecei no ramo de academias a realidade era bem diferente da atual. Na musculação era tudo precário. Homens não procuravam a saúde, apenas força. Era raro mulheres nas academias. Os médicos contraindicavam. Hoje é radicalmente o oposto. Busca-se nas academias qualidade de vida e não raro há mais mulheres do que homens matriculados”, ressalta.

O fato de estar em um ramo em franco crescimento, trouxe novos desafios ao negócio. A concorrência crescente aumentou mais que a demanda exigindo do empresário muito jogo de cintura. “Além de ter um controle financeiro afiado, temos que buscar inovação sempre oferecendo novas modalidades e um preço atra vo”. Mas para Wilson o ambiente criado nesses anos trabalho é o que realmente diferencia a Forma Fit e também a Body Company, sua outra academia onde é sócio na Vila Mariana, das demais. “Nós sempre fomos bem acolhidos, tanto aqui no Cambuci como na Vila Mariana. O nosso público é fiel e nos tornamos uma família mesmo. Mesmo clientes que saem por qualquer mo vo acabam voltando depois”, explica. Pereira também destaca no aspecto técnico “o atendimento e prestação de serviços com excelência” como aspectos decisivos para seu sucesso.

Somos especializados em produção de áudio e vídeo, vinhetas cantadas, vinhetas faladas, spots comerciais, espera telefonica, jingles, chamadas para radios e tvs, campanhas, rádios personalizadas, rádio modelo em www.radioonlinefm.com.br Peça já seu orçamento sem compromisso envie email para contato@produtoraonline.com.br ou acesse www.produtoraonline.com.br

11 3831-5050 / 11 3657-8251 11 9 4001-2121 id 35*7*15654


Set. 2015

pág. 11

PASSATEMPO

HORÓSCOPO Previsões para Setembro ÁRIES Além de contar com mais disposição, seu signo está mais organizado neste mês. Aproveite para dar um gás nas tarefas e deixar tudo em dia. Um novo projeto pode surgir nas últimas semanas e entusiasmar você: aceite o desafio. Vênus vai deixar você mais gastador: evite esbanjar

TOURO No trabalho, participe mais dos debates e divulgue seus projetos. A sorte está a seu favor e você pode ter ótimos resultados no trabalho. Explore sua lábia e simpatia para atrair clientes, fazer bons negócios e aumentar seus ganhos no trabalho.

GÊMEOS Você terá que se empenhar bastante para dar conta do recado no trabalho. Mas todo esforço vai valer a pena e as tarefas emperradas devem fluir melhor. Além de contar com a sorte, você pode ter ótimas ideias para ganhar dinheiro. E não deixe de fazer uma fezinha.

CÂNCER No trabalho, você terá raciocínio rápido e saberá como agir e falar para aproveitar as oportunidades. Pode assumir novas responsabilidades. A sorte vai melhorar para o seu lado a partir do dia 7 e você pode ter boas chances de ampliar seus rendimentos.

LEÃO Mostre seu potencial e batalhe por mais estabilidade no emprego. Pode liderar uma equipe ou um projeto, mas será preciso controlar seu gênio autoritário para evitar atritos. Pode aumentar seus ganhos no trabalho ou até investir em um novo negócio. Evite se impor em casa

VIRGEM Disciplina e empenho serão seus trunfos para se destacar no que faz e conquistar uma posição melhor no emprego. Pode descobrir formas de ganhar dinheiro com algo que faz como hobby. Seu jeito dedicado vai garantir um ótimo entrosamento com parentes e amigos.

LIBRA No serviço, não se deixe intimidar por críticas ou broncas. Vença a insegurança e mostre sua competência. Você pode receber o apoio ou a proteção de alguém sem saber, um verdadeiro anjo da guarda. Pode ter gastos inesperados. Em casa evite atitudes autoritárias.

ESCORPIÃO Você vai lutar para se destacar na carreira. Seu espírito de liderança e seu jeito amigável ajudarão você a atrair bons aliados no trabalho. Vai ter mais disciplina com seu dinheiro. Controle a impaciência ao resolver assuntos corriqueiros com parentes.

SAGITÁRIO Fase de sucesso e realizações. Você pode conquistar uma promoção por trabalho em que se empenhou muito. Faça cursos e aprenda coisas novas. Invista no seu crescimento profissional. Ainda que tenha gastos inesperados,você também vai descobrir alternativas para ganhar mais.

CAPRICÓRNIO Agarre as oportunidades de aprender algo novo e abrir outras portas para a sua carreira. Há chance de mudar de cargo, de emprego ou arrumar um serviço extra. Procure deixar uma graninha reservada para não se apertar diante dos imprevistos da vida.

AQUÁRIO Se você anda insatisfeito(a) com o trabalho, pode surgir uma boa oportunidade de mudar de emprego ou, ao contrário, de mergulhar de cabeça no que faz para se aperfeiçoar. Um dinheiro inesperado deve vir de herança, indenização, seguro ou gratificação.

PEIXES Garra e empenho no trabalho serão seus trunfos para aumentar seus ganhos. Parceria com alguém de confiança também pode ser lucrativa. Mas evite acordos verbais, faça um contrato. Em família, podem surgir desentendimentos.


pág. 12 Set. 2015

ROTEIRO GASTRONÔMICO

Aclimação é um pólo gastronômico da zona sul Para quem busca boas opções para comer e beber na zona sul de São Paulo vai encontrar um prato cheio na Aclimação. A região próxima ao parque que dá nome ao bairro reserva diversos restaurantes e barzinhos dos mais diversos cardápios. Ali você vai encontrar comida japonesa, pizzaria, lanchonete, picanharia, entre muitos outros. Conra nossa seleção de algumas das boas opções da região:

Varanda da Picanha

The Garden

Maria Namoradeira

O restaurante Varanda da Picanha está instalado na esquina da rua Pedra Azul é o local ideal para quem quer fazer um happy hour ou mesmo um almoço aos finais de semana. Há várias opções de entradas e pratos, além de um chopp Brahma bem rado. Mas o nome da casa não deixa men r que sua principal atração é a picanha no réchaud. Av. Pedra Azul, 533 – Aclimação – Tel: 5572-6799 www.varandadapicanha.com.br

O The Garden mistura culinária japonesa, espe nhos e bar em um ambiente absolutamente incrível. São quase mil metros quadrados de decks e um projeto paisagís co que realmente se destaca. Apresenta um cardápio variado entre pe scos e comida japonesa, mas o ambiente é o que realmente se sobressai no The Garden. Avenida Engenheiro Luis Gomes Cardim Cardim Sangirardi, 20 – Aclimação – Tel: 11 5082-2520

O bar Maria Namoradeira chama atenção pelo seu ambiente aconchegante feito em madeira de demolição. Além de bebidas variadas e de uma deliciosa caipirinha, o local é ideal para happy hour ou almoço de final de semana. A especialidade da casa são os espe nhos. São mais de 50 pos entre doces e salgados com sabores desde os tradicionais até os diferenciados como o de costela. R. Basílio da Cunha, 156 - Aclimação Tel: 3729-0397


Set. 2015

pág. 13

NOTAS & NOTINHAS Ipiranga comemora em setembro 431 anos

O tradicional bairro do Ipiranga, muito conhecido pela independência do Brasil comemora no mês 431 anos. Como parte das comemorações, haverá desfile cívico, militar e estudan l no dia 27. O evento acontece na rua Silva Bueno, 2109 à par r das 8h30.

Escadão na rua Mariano Procópio atrai usuários de drogas

Conforme denúncia de um morador da região que não quis se iden ficar, o escadão que interrompe a rua Mariano Procópio atrai usuários de drogas e até serve como ponto de venda. Ele sugere acabar com o escadão e fazer a co n n u a çã o d a r u a a u m e nta n d o o movimento do local e evitando os pontos cegos.

Subprefeitura subs tui piso e amplia calçada no Ibirapuera Serão reconstruídos cerca de 4 mil metros de calçamento no canteiro central da Avenida Pedro Álvares Cabral e Praça Escoteiro Aldo Chiora o A execução das obras de reconstrução da calçada do canteiro central da Avenida Pedro Álvares Cabral, em frente ao Portão 10 do Parque Ibirapuera está bastante avançada. Todo canteiro que antes era de piso mosaico, sem acessibilidade e com dificuldades de reposição, está sendo subs tuído por concreto e corpo de prova, com maior amplitude, garan ndo acessibilidade e fácil manutenção. A obra só foi possível graças à autorização conquistada junto ao CONPRESP (Conselho Municipal de Preservação do Patrimônio Histórico, Cultural e Ambiental da Cidade de São Paulo) e CONDEPHAAT (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico Arqueológico, Ar s co e Turís co). Ao todo serão reconstruídos mais de 4 mil metros de calçamento com recursos próprios da Subprefeitura.

No dia 26 de setembro será realizada a “Feira do Livro” no Mercado Municipal do Ipiranga Quem frequenta o Mercado Municipal do Ipiranga terá no dia 26 de setembro um mo vo a mais para ir ao estabelecimento. Em comemoração aos 431 anos do bairro, será realizado nesta data a 9° edição da Feira do Livro do Ipiranga. O evento tem como obje vo incen var e resgatar a importância da leitura. Atenção AUTORES! Os expositores dos livros são os próprios autores a fim de realizar a

Morador da Vila Monumento reclama de guarda noturno O aposentado Odilon da Silva Rocha reclama da ação de guarda noturno que passa pela rua Agudos e outras vias da Vila Monumento. "É um barulho ensurdecedor. Já colquei até vidros an -ruídos, mas não resolveu. Parece uma ambulância que passa todas as noites de 10 em 10 minutos", explica. O morador afirma que já reclamou de sua situação no 6° DP, no Conseg e na Subprefeitura Vila Mariana, mas até o momento não teve retorno.

divulgação de seu trabalho e angariar fundos com os exemplares vendidos. Para quem quiser ex p o r o s l i v ro s é necessário entrar em contato com Marina pelo telefone: 11 9 6822-2253 e fazer a sua inscrição. O Mercado Municipal do Ipiranga fica na Rua Silva Bueno, n° 2109. O evento será realizado na parte interna do mercado, das 9hs às 16hs e a entrada é franca.


pág. 14 Set. 2015

PREMIUM DECOR

Projetos personalizados Móveis Planejados / Rodapés e Acabamentos / Gesso e Drywall Portas de Embutir / Aspiração Central / Absorção / Isolamento Acústico Projetos de Iluminação / Controle de Iluminação Automação Residencial - Áudio e Vídeo

Rua Basílio da Cunha, 369 - Aclimação - São Paulo/SP www.ettorehd.com.br contato@ettorehd.com.br

Tel.: 11 5571-5152


Set. 2015

pág. 15

PROGRAMAÇÃO Ipiranga Futsal Infan l

Recreação dirigida na modalidade futsal infan l com frequentadores da rede.Sesc entre 6 e 14 anos. A formação dos mes será mista e o material emprestado do Sesc Sábados e domingos das 10 às ,12h até 26/12

Show banda Gen leza

Teatro

Manuela É uma história de amizade entre o escritor e sua máquina de escrever. É o nome dado por Mário de Andrade à sua máquina em homenagem ao escritor e amigo Manuel Bandeira. É do ponto de vista da máquina a narra va da história. É ela que conta quem foi esse brasileiro, através da poesia e da correspondência do morador da Lopes Chaves e das suas reflexões de companheira. Dias 01/09, 02/09 e 08/09 às 21h - Ingressos a R$ 20 inteira, R$ 10 meia e diferencial plena R$ 6.

Show Irmandade do Blues

A banda é um dos principais ar stas da música autoral no Paraná. Com dez anos de estrada as intervenções estão em todos os processos por quais passam sua obra. Seu primeiro trabalho em 2009 ficou conhecido como um dos principais discos daquele ano. 4/9 às 21h. Ingressos a R$ 20 inteira, R$ 10 meia e diferencial plena R$ 6.

Shows e Espetáculos

Leandro Maia com par cipação de André Mehmari "Suíte Maria Bonita" é o show do disco homônimo, que apresenta forte interface com a música erudita e a literatura. Arranjado a par r de elementos como voz, piano, contrabaixo acús co, violão, viola, sopros e percussão, o trabalho dá um passo em direção a uma nova canção erudita brasileira, com melodias sofis cadas e interpretações intensas. 05/09 às 21h. Ingressos a R$ 20 inteira, R$ 10 meia e diferencial plena R$ 6.

A Irmandade do Blues, banda do ABC Paulista, com 4 CD’s e 1 DVD lançados e mais de 20 anos de carreira, anuncia nova fase, com novo guitarrista: sai Edu Gomes e entra Amleto Barboni. O quarto CD, lançado em 2013, veio para expandir ainda mais suas fronteiras musicais, mas sempre mantendo sua raiz “blueseira”. Dias 07/09 às 18h - Ingressos a R$ 20 inteira, R$ 10 meia e diferencial plena R$ 6.

Vila Mariana Trio choro do bebê apresenta-se gratuitamente no SESC Vila Mariana

O Choro do Bebê apresentará, no dia 6 de setembro, às 13h30, na Praça de Eventos do Sesc Vila Mariana, temas clássicos do chorinho, gênero de música popular brasileira instrumental originado no Rio de Janeiro. A apresentação é gratuita e aberta a todos os públicos. Dia 6 de setembro, domingo, às 13h30 Local: Praça de Eventos (capacidade: 220 lugares) - Duração: 60 minutos / Grá s - Livre ISMAEL IVO APRESENTA NOVO TRABALHO NO SESC VILA MARIANA Nos dias 5, 6 e 7 de setembro o Sesc Vila Mariana apresenta ao público o espetáculo “Das Tripas...Coração”, do coreógrafo brasileiro Ismael Ivo. Diretor ar s co do ImPulsTanz – Fes val Internacional de Dança de Viena, Ismael Ivo exibe no país a terceira criação de seu projeto Biblioteca do Corpo, que teve início em 2013. “Das Tripas...Coração”, Projeto Biblioteca do Corpo - com coreografia Ismael Ivo Dias 5, 6 e 7 de setembro; sábado, às 21h; domingo e segunda-feira (FERIADO), às 18h Local: Teatro (capacidade: 620 lugares) Duração: 90 minutos. Venda de ingresso online a par r de 25/8, às 16h e nas bilheterias a par r de 26/8, às 17h30. Limitado a quatro ingressos por pessoa. Ingresso: R$ 30,00 (inteira) l R$ 15,00 (aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor de escola pública com comprovante) l R$ 9,00 (trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculados no Sesc e dependentes/Credencial Plena).

Trio Virgulino no projeto Arrasta sem Parar

Thiago Pethit Show em que o cantor, compositor e guitarrista apresenta 10 canções autorais do álbum produzido por Kassin e Adriano Cintra (exCansei de Ser Sexy), em que Pethit evoca o rock'n'roll clássico, mas entende o rock como provocação. 06/09 às 18h - Ingressos a R$ 20 inteira, R$ 10 meia e diferencial plena R$ 6.

No dia 5 de setembro, o Trio Virgulino, veteranos do forró pé-de-serra (mais de 30 anos de carreira), apresentam-se na Praça de Eventos do Sesc Vila Mariana. A apresentação será gratuita e começa às 17h30.


pรกg. 16

Set. 2015

O JORNALEIRO AMIGO

Retire o seu exemplar do FOCO em qualquer uma das bancas abaixo:


Millions discover their favorite reads on issuu every month.

Give your content the digital home it deserves. Get it to any device in seconds.