a product message image
{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade

Page 15

A UNIÃO FAZ A FORÇA!!

Marina Nishikava

“O ser humano é um ser gregário por natureza e precisa um do outro. O trabalho em grupo e a convivência são fundamentais”, Por Fábio Duran afirma a psicóloga Paola Andrade Maia.

Reunião do grupo de AECA Comando Esportivo Se você não acredita nos trabalhos realizados em grupo, é melhor rever seus conceitos. Atualmente, segundo profissionais da área, é perceptível a exigência do trabalho em grupo. Mesmo com a possibilidade de se trabalhar em casa através da internet, em home offices, você terá que entrar em contato com outras pessoas, seja por videoconferência, telefonemas, e-mails ou, nas indispensáveis, visitas presenciais.

conta que ele se recusava a fazer as atividades da escola, que preferia ficar em um canto, isolado. “O coleguinha ia falar com ele e na terceira ele voava em cima”, conta Adriana, que vê melhorias com o trabalho psicoterapêutico em grupo que seu filho faz há três anos. “Ele está brincando mais, fazendo amizades, está tendo reação. Agora ele é uma criança com a idade dele, e não uma criança com medo da vida”, afirma.

que se mostra na faculdade, a dificuldade das pessoas em trabalhar em equipe, e no mercado de trabalho tem que se trabalhar em equipe”, afirma. Segundo Cortez a Agência Experimental é uma maneira de se trabalhar com uma equipe interdisciplinar e heterogênea: “São alunos de vários anos, de vários cursos diferentes, ideias diferentes, num mesmo lugar, desenvolvendo um grande projeto”.

A psicóloga Paola Andrade Maia percebe através de trabalhos em grupo, que exigem maior interação e convivência, pessoas que têm dificuldades de relacionamento. “Dentro do grupo percebemos quem exerce o seu papel, o que lidera e aquele que deixa para o outro”, diz. O ensino fundamental e médio podem ser uma boa preparação para os trabalhos de faculdade, “o professor já pode contribuir para que quando o aluno entre na faculdade, ele fique mais desenvolto”, lembra a psicóloga.

Na vida, dificilmente alguém faz algo sem a colaboração de outro e a universidade é o ambiente em que mais se trabalha as atividades coletivas, requisito fundamental no ambiente corporativo. Na Faculdade de Comunicação Artes e Design (FCAD) do Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio (CEUNSP), em Salto/SP, foi implantada a Agência Experimental de Comunicação, Artes & Design (AECA), onde alunos de diferentes cursos se unem para a realização de um projeto.

A estudante Beatriz Peixoto, 19, é editora-chefe do blog Jornalismo CEUNSP, projeto da AECA que realizou a primeira semana de jornalismo da FCAD, denominada “1º Direto da Redação”, realizada em abril deste ano. Beatriz conta que os integrantes colaboraram uns com os outros para a execução das tarefas. “Foi bom para mostrar que quando se trabalha junto, a gente consegue fazer o que a gente quer”, afirma.

A convivência é importante para o desenvolvimento do ser humano, existem crianças com esta dificuldade, que acarreta problemas no trabalho e em relacionamentos na vida adulta. A doméstica Adriana Santos, 44, identificou o problema em seu filho e procurou o tratamento adequado, “Ele não fazia amizades, não conversava. Eu ficava sem respirar e ele sem viver a vidinha dele”, conta. Seu filho de oito anos não se comunicava com as pessoas, não fazia amizades e era extremamente ligado à ela. “O maior problema dele era o social, acho que o medo do desconhecido”, diz. A mãe

Há quem diga que grupos são compostos por ‘um’, e não é difícil encontrar casos assim, Agência Experimental de Comunicação e Artes em que um faz o trabalho enquanto os outros permanecem apenas pelos créditos. Há também Implantada em 2009, a AECA surgiu em grupos bem sincronizados onde todos têm consequência da dificuldade que os alunos participação, as vezes, uns mais ativamente que demonstram em trabalhar em equipe. “Parece outros. Mas há uma boa notícia: Quem aprende que se perdeu alguma coisa na infância, na é quem participa! adolescência, de jogos em equipe, de trabalhos em equipe presencial”, afirma o sociólogo No grupo você se reconhece no outro, divide e diretor da FCAD, Edson Cortez. “Hoje as experiências, sensações e sentimentos. É pessoas fazem equipe no Counter Strike para importante para socialização, frustração, jogar online, mas o tête-à-tête faz falta”, lamenta negociação e repeito ao próximo, aonde também Cortez, que acredita que jogar peteca, bets e se aprende com as experiências do dia a dia. construir carrinho de rolimã faz diferença no aprendizado coletivo. “Isso traz uma deficiência Então, vamos unir forças!

15

Profile for Foca

Foca - 14º Edição - Especial de Férias  

Jornal laboratório produzido por alunos da Faculdade de Comunicação, Artes e Design do Ceunsp.

Foca - 14º Edição - Especial de Férias  

Jornal laboratório produzido por alunos da Faculdade de Comunicação, Artes e Design do Ceunsp.

Advertisement