Page 1

Idosa de 80 anos está à espera de cirurgia há 39 dias no Hospital Regional em Cáceres

Foto: Arquivo

Uma idosa de 80 anos, está há 39 dias a espera de cirurgia ortopédica no Hospital Regional de Cáceres. Maria Anunciata da Conceição deu entrada no hospital no dia 17 de abril, com fratura no fêmur. E, até na manhã de ontem, permanecia apenas recebendo medicamentos. A denúncia foi feita ao Jornal Expressão, pela filha Cícera Alves Feitosa (40 anos) ao informar que já havia recorrido a Câmara Municipal e até ao Ministério Público, visando à solução do problema. “Estão sempre protelando a cirurgia. Um dia não tem médico; outro não tem UTI”. O secretário de Saúde, Pedro Henry disse que o novo modelo de gestão de saúde à ser implantado no Estado terá resultado prático a partir do próximo ano. PÁG - 09

Bombeiros atende de forma lenta por falta de viatura de resgate Foto: Arquivo

Com uma população de quase 100 mil habitantes, Cáceres ficou, por mais de uma semana, sem uma única viatura de resgate do Corpo de Bombeiros para atendimento. O alerta foi dado através de um telefonema à redação do jornal. A pessoa afirmou que, ao deparar com um senhor idoso caído na rua, no período noturno, há três dias, ligou para Carro de resgate esteve “baixado” durante uma semana o 192. PÁG - 10

37 pessoas estão a espera de cirurgia no hospital

Com popularidade em baixa cabo Nilson Oficina de Realização Audiovisual movimenta Mostra de Cinema não se elege nem para presidente de bairro

Foto: Arquivo

Os interessados em audiovisual que enxergam em câmeras fotográficas ou aparelhos celulares oportunidades para fazer experimentos, não podem perder a Oficina de Realização Audiovisual, que acontece nos dias 28 e 29 de maio, das 13h30 às 17h30, durante as atividades da 1ª Mostra de Cinema de Cáceres, que por sua vez faz parte do 1º Festival de Cinema de Cáceres. PÁG - 04

Foto: Divulgação

O vereador cabo Nilson (PRB) vive nos últimos dias um verdadeiro inferno astral com as urnas. Com popularidade em baixa, já não se elege, nem para presidente de Associação de Bairro. No último domingo, ele foi derrotado, nas eleições para presidente da Associação de Moradores do Jardim das Oliveiras, para a dona de casa Jandira dos Santos Nogueira. Foi à terceira derrota consecutiva do vereador em, pouco mais, de 60 dias. PÁG - 03 Vereador sofreu 3 derrotas consecutivas em pouco mais de 60 dias

Famílias fazem exigências e deixam Divulgada lista com aprovados da crianças na fila de espera da adoção Unemat para Dinter em Economia Foto: Ilustrativa

Quase 70 crianças em Mato Grosso estão na “fila de espera” da adoção. E não falta gente querendo adotar. Cerca de 400 famílias aptas a receber essas crianças. Contudo, grande parte delas famílias fazem exigências quanto a idade, sexo e cor das crianças a serem adotadas, travando assim a fila de adoção, segundo a juíza auxiliar da Corregedoria-Geral de Justiça de Mato Grosso, que está à frente da Comissão Estadual Judiciária de Adoção (Ceja-MT), Helena Maria Bezerra Ramos. PÁG - 07

Foi divulgada a lista com os nomes dos docentes aprovados no Doutorado Interinstitucional (Dinter) em Economia da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). O doutorado é uma parceria Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e UFPE. PÁG - 06

Encerram nesta 6ª-feira inscrições para processo seletivo de reconciliador do TJ PSD é implantado em Mato Grosso; Riva assume direção provisória PÁG - 05

PÁG - 08


Expressão NOTÍCIAS

ARTIGO

Sexualidade feminina, problemas e soluções Irani Marangão Resolver os problemas sexuais é questão de honra para o ser humano. O prazer sexual é uma conquista da evolução humana sem comparação no reino animal. Ter prazer em sexo é uma das poucas coisas plenamente humanas. Assim que localizar um problema, o mais humano a fazer é buscar uma solução. O caminho é procurar um especialista em sexualidade. O terapeuta sexual

sabe o que fazer e como encaminhar cada pessoa com cada tipo de problemas. Com paciência e técnicas cientificas, o terapeuta sexual fará orientações semanais para a pessoa superar, passo a passo, o problema sexual. A solução depende de a pessoa conseguir seguir as orientações e fazer toda semana alguma ação, investir tempo e energia para resolver os problemas sexuais. As disfunções sexuais, embora separadas e existentes em fases definidas da respostas sexual podem coexistir e se alimentar produzindo umas às outras. Um problema é um problema se a mulher sentir que a situação sexual possa atrapalhar, fizer infeliz e se interpor com seus objetivos e projetos de vidas. EM BUSCA DE SOLUÇÕES Sobre os problemas sexuais das mulheres, é preciso pensar no

modelo com três fases para a resposta sexual: DESEJO, EXITAÇÃO e ORGASMO, (Helen S. Kaplan). Na fase de DESEJO SEXUAL, ocorre o que deveria motivar uma mulher a buscar a atividade sexual. O que nos faz sentir emoções e sentimento provoca-nos a vontade de encontrar sensações boas, prazer geral e, em especial o sexual. A falta do desejo sexual não faz com que esta mulher busque qualquer situação de sexo, mas se acontecer não a evita fazendo sexo normalmente. É importante perceber que a inibição do desejo sexual não impede a mulher de fazer sexo. Pode ter casais em que a vontade de sexo está sempre desencontrada entre os dois. Assim tendo uma inadequação sexual do casal motivada pela baixa de desejo por sexo. A inadequação sexual do

casal pode ocorrer por diferentes vontades ou preferências de como fazer o sexo ou do que se quer para fazer o sexo. Na EXCITAÇÃO SEXUAL, o corpo da mulher passa por modificações para se preparar para o ato sexual. A disfunção sexual que pode ocorrer na fase da excitação na mulher é o que se chama de disfunção sexual geral. Isto pode trazer outro tipo de problema a dispareunia. A DISPAREUNIA é o desconforto ou dor que acontecem com a penetração ou durante a relação. A mulher não sente prazer com o contato erótico sexual. Tratase de um contato físico desprazeroso. Quanto mais rápido for o coito, mas rapidamente passa a sensação ruim que ocorre no contato físico do sexo. A dificuldade ou incapacidade em obter orgasmos é o que temos nesta fase sexual a

ANORGASMIA. A busca do orgasmo na relação sexual tem sido uma idéia que tem perseguido as mulheres desde a metade do século XX. As “independência” e “revolução sexual” conduziram a mulher a assimilar o discurso masculino da importância do desempenho sexual. A mulher que nunca experienciou o prazer orgásmico, ou pelo menos acredita que nunca o tenha sentido encontrase neste tipo de problema. Muitas mulheres esperam sentir algo muito, mas muito forte no orgasmo, e ao ter sensações prazerosas, mas que considera leve, acredita não ter orgasmos. Irani Marangão Psicóloga, especializando em Terapia sexual. Membro da SBRASH Contatos: cel. 9953 0322 e 3251 2777

ARTIGO

Sistema Prisional de MT o primeiro passo foi dado

Emanuel Pinheiro

Na quinta feira (12/5) foi realizada uma audiência pública nas instalações da Assembléia Legislativa. O evento teve inicio às 14h30, com o intuito de discutir o sistema prisional do estado de Mato Grosso. Contou com a presença maciça das autoridades bem como de diversos segmentos da sociedade ligadas ao assunto. Requeri a audiência como presidente da Comissão de Direitos Humanos, que busca amparar a criança, o adolescente e o idoso, bem como seus direitos inerentes, garantindo a cidadania. Não podemos “tapar o sol com a peneira” e ignorar a angustiante realidade decorrente da super lotação nos presídios e c a d e i a s p ú b l i c a s d e M T, diminuindo a qualidade de vida e sociabilidade dos detentos e o que é pior, inviabilizando a finalidade de sua própria existência, qual seja, garantir a ressocialização do preso. Ou seja, o cidadão transgride e deve pagar pelo erro cometido que o retirou “temporariamente” do convívio social. Entretanto, é dever do Estado, que tem a custódia do preso, garantir sua reinserção a sociedade após cumprida a pena. Daí o termo tecnicamente utilizado de “reeducando”. A realidade é outra. Nosso sistema que deveria cuidar da privação da liberdade do preso e

sua ressocialização tem se mostrado muito eficiente na mutilação da dignidade da pessoa humana. Tal problemática existe em virtude do sistema carcerário brasileiro se encontrar falido, tornando os presídios depósitos humanos; verdadeiras "usinas de revolta humana", uma bombarelógio, um “canil humano”, acarretando um valor desumano e insalubre ao cidadão. Infelizmente, em nosso Mato Grosso a situação não foge ao triste cenário nacional. Esse sistema vem se transformando numa fábrica de marginalização, onde os presos são submetidos à falta de assistência médica, higiene, alimentação, assistência jurídica, social e psicológica. No sistema prisional do nosso Estado temos quase 12 mil presos, sendo que a capacidade máxima é para 5 mil detentos, extrapolando demasiadamente sua lotação inicialmente estabelecida. O número de reincidência cresce a cada dia, e na maioria das vezes, o indivíduo deixa o cárcere após o cumprimento de sua pena, voltando a cometer crimes piores que os anteriores, como se a prisão tivesse se tornado ainda mais nocivo ao convívio social, eis que o confinamento em tais instituições é propício a marginalização. O egresso desassistido de hoje continuará sendo o criminoso de amanhã. Novas vítimas surgirão e a indignação e revolta aumentarão. Não defendo e nem admito a hipótese de minhas convicções se confundirem com uma apologia aos direitos humanos somente dos presos, ignorando a dor e o sofrimento das famílias que foram dilaceradas pela violência humana. Precisamos entender que no Brasil não há pena de morte e nem prisão perpétua por determinação da Constituição da República. Isso quer dizer que se uma pessoa for presa ela vai ter que cumprir a pena e voltar o convício social. Então, o que deve estar em discussão é que tipo de pessoa queremos de volta

ao nosso meio. Esse conceito é basilar na defesa dos direitos humanos da sociedade. Um dos momentos mais emocionantes da audiência pública foi quando oportunizei a palavra para um representante das famílias vítimas da violência e para um representante dos presos. Foi uma lição de vida de ambos os lados. Já fui daqueles que defendiam “direitos mínimos” para os presos e que os mesmos deveriam ser tratados como “câncer social”. Amadureci, estudei, conheci a realidade e não me envergonho de dizer que mudei. Creio que mudei para melhor. Sinto-me mais humano e mais preparado para a defesa do ambiente em que vivemos. O Secretário Estadual de Justiça Paulo Lessa afirma que o sistema prisional do Estado é como um paciente terminal na UTI "a um passo do óbito” e pediu a união de todos. Nesse momento é que sintome, como deputado estadual, na obrigação de não me omitir. Precisamos urgente de idéias concretas, propostas, soluções, alternativas que visem à reintegração social do detento. Como resultado da audiência pública, fomos recebidos em audiência pelo governador Silval Barbosa e apresentamos oficialmente as propostas da Comissão de Direitos Humanos da Assembléia Legislativa que acreditamos ser a alternativa viável para a garantia da ressocialização do preso e do avanço na segurança pública no Estado. De prático recebemos o apoio do governador que abraçou a causa e já agendou para os próximos dias uma visita pessoal com a Comissão de Direitos Humanos e outras autoridades ao CRC (presídio do Carumbé). Reconhecemos e ressaltamos a sensibilidade do senhor Governador que significa o primeiro passo para a solução desse angustiante problema social. Nossa proposta respalda-

se na Metodologia APAC (Associação de Proteção e Assistência ao Condenado), uma reconhecida ONG que associa a religião, educação e trabalho na reintegração social do detento. As igrejas têm um papel preponderante na recuperação do detento através da fé em DEUS e do conhecimento da sua PALAVRA e seus ensinamentos. A educação, profissionalizante ou fundamental, é oferecida na maioria das vezes para pessoas que nunca tiveram uma educação digna. O trabalho visa a produtividade e ocupação dos presos, o estímulo às suas habilidades e vocações, bem como uma renda adicional ou básica para sua família. Toda essa ação é realizada intra-muros, ou seja, dentro do regime fechado durante o cumprimento da pena. Paralelo a isso, precisamos nos unir e combater outras violações cometidas, como por exemplo, a demora em conceder os benefícios àqueles que já fazem jus à progressão do regime ou de serem colocados em liberdade; essa situação decorre da própria negligencia dos órgãos responsáveis pela execução penal, constituindo assim, um constrangimento ilegal, pelo fato de manter o individuo encarcerado de forma excessiva e ilegal. Devemos ainda priorizar e valorizar o trabalho dos Agentes Penitenciários. O deputado Walter Rabelo frisou que não há condições de trabalho para os mesmos, que estão em números inferior ao que preconiza a Organização das Nações unidas (ONU). Ainda conforme ele o ideal é ter 01 agente para cada cinco detentos, o que não é realidade em Mato Grosso. Aqui é 1 para 8 ou 9. Por fim, pela escassez de recursos públicos, devemos discutir com a sociedade a viabilidade da implantação de uma PPP (Parceria PúblicoPrivada) ou uma Co-gestão para fazer os investimentos que o

sistema precisa sem tirar, contudo, a responsabilidade e a jurisdição do Estado sobre o preso. A ressocialização é um atributo que permite o indivíduo tornar-se útil a si mesmo, à sua família e a sociedade, além de dar condições efetivas para que ele consiga conviver novamente no meio social e assim não cair nas antigas malhas do crime. Tem-se a consciência de que a falta da ressocialização, a ausência desse amparo ao detento, ao internado e ao egresso podem fazer com que estes passem contínuas vezes pela penitenciária. A crise que enfrentamos hoje no sistema penitenciário vai além da falta de ressocialização dos criminosos, uma vez que a situação apresenta-se de maneira precária, posto que, a maior parte da população sofre a falta de recursos econômicos e assistenciais por parte do Estado. A falta de recurso traz como conseqüência uma diminuição nas condições materiais do indivíduo, levandolhes a miserabilidade e, por vias transversais a criminalidade. São pessoas que foram criadas sem quaisquer recursos que lhes garantisse ao menos o alimento, sem falarmos na falta de educação intelectual e moral. Ao regressarem ao convívio social, após terem a liberdade segregada, eles necessitam ter uma base sólida de educação e comportamento, criando condições de se adaptarem ao convívio social. Pela sua própria natureza a ressocialização já é dificultada. E não podemos desprezar dados oficiais que asseguram que 70% dos detentos querem se regenerar. A discussão está lançada. Precisamos fazer a nossa parte. Emanuel Pinheiro (advogado, professor universitário, deputado estadual e presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembléia Legislativa de Mato Grosso)


Expressão NOTÍCIAS

QUEDA LIVRE

Com popularidade em baixa cabo Nilson não se elege nem para presidente de bairro Foto: Arquivo

Constantes derrotas são atribuidas a erros estratégicos da atuação do parlamentar Editoria

O vereador cabo Nilson (PRB) vive nos últimos dias um verdadeiro inferno astral com as urnas. Com popularidade em baixa, já não se elege, nem para presidente de Associação de Bairro. No último domingo, ele foi derrotado, nas eleições para presidente da Associação

de Moradores do Jardim das Oliveiras, para a dona de casa Jandira dos Santos Nogueira. Foi à terceira derrota consecutiva do vereador em, pouco mais, de 60 dias. A primeira aconteceu no mês de março, quando ele lançou a candidatura do filho Denílson Pereira, como vicepresidente, na chapa encabeçada pelo cabo Davi

presidência da União Cacerense de Moradores (UCAM). Perdeu. Foi eleita a chapa liderada pelo veterano Nilson Magalhães. No mês de abril, apoiou um nome para conselheiro do Conselho Tutelar: também foi derrotado. E, agora ele mesmo, amargou a derrota para Jandira Nogueira. Foram 392 contra 373 votos. Uma diferença de 35 votos.

As constantes derrotas do cabo Nilson são atribuídas às estratégias mal sucedidas de sua atuação parlamentar. Como por exemplo, no caso da reforma da ponte de madeira do bairro da Cavalhada. Ele chegou a se desentender com o secretário de Obras, José Eduardo Torres e com o líder comunitário Aurino de Castro, por causa de pedaços de tábuas velhas cedidas pelo governo do Estado, para realização do trabalho. Aurino chegou a acusá-lo de querer assumir a “paternidade” de uma ação que, conforme o líder comunitário, ele apenas ajudou a executá-la. Dias depois se desgastou ainda mais publicamente, quando foi citado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) de promover nepotismo cruzado, empregando na prefeitura um dos filhos. Esse, inclusive, foi o principal ponto de discórdia, na Câmara para aprovação das contas do prefeito Túlio Fontes, exercício financeiro de 2009. Os vereadores de oposição acompanharam o parecer do TCE. Porém,

exigiram o fim do nepotismo na prefeitura. Como se tudo isso não bastasse, o prestígio do vereador também está em baixa no bairro da EMPA, seu principal reduto eleitoral. Uma reportagem sobre o estado de abandono do local, realizada pelo Jornal Expressão, no mês de fevereiro, constatou que quem que não depende dele reprova, completamente, sua atuação. Um comerciante chegou a ironizar, dizendo que não sabe se o vereador é gordo ou magro, porque ele, dificilmente, é visto no bairro. Apesar dos constantes revezes, o “cabão” como é conhecido, não se esmorece. Na sessão plenária da última segunda-feira, ele deu uma grande demonstração de maturidade política ao reconhecer a vitória da candidata Jandira e ao mesmo tempo garantir que irá continuar a luta, sempre buscando parcerias para melhorar a qualidade de vida dos moradores da comunidade em que vive considerada uma das mais carentes da cidade.


Expressão NOTÍCIAS

OLHARES DO PANTANAL

Oficina de Realização Audiovisual movimenta Mostra de Cinema As oficinas oportunizam conhecer um pouco mais sobre as características das práticas significadoras do audiovisual...

Rodrigo Maciel Meloni Assessoria

Os interessados em audiovisual que enxergam em câmeras fotográficas ou aparelhos celulares oportunidades para fazer experimentos, não podem perder a Oficina de Realização Audiovisual, que acontece nos dias 28 e 29 de maio, das 13h30 às 17h30, durante as atividades da 1ª Mostra de Cinema de Cáceres, que por sua vez faz parte do 1º Festival de Cinema de Cáceres. Segundo Elainne Arruda Pires Cintra, diretora do festival, a oficina tem carga horária de 10 horas/atividades, e visa desenvolver o olhar dos participantes para a criação de imagens e sons em movimento, além de estimular a realização de conteúdos audiovisuais de curta duração. Elainne acrescenta que a oficina foi pensada para um público não-iniciado em teorias ou técnicas sobre cinema e vídeo. “É uma forma de aproximarmos as pessoas da região da produção audiovisual”, pontua. “Como há um

bom público de cinema em Cáceres, queremos aproveitar a realização da Mostra para incentivar a formação de novos realizadores no Estado”, argumenta. Além da parte teórica, onde os participantes poderão conhecer um pouco mais sobre as características das práticas significadoras do audiovisual, haverá ênfase na parte prática. A idéia é que todos possam conhecer e manusear a câmera de vídeo, capturando imagens da cidade e das atividades realizadas durante a Mostra de Cinema. Também serão apresentadas situações envolvendo a produção de vídeos, desde a idéia original até a difusão em circuitos de exibição alternativos. OFICINEIROS A Oficina será ministrada pelos professores do Curso de Comunicação Social da Universidade Federal de Mato Grosso Moacir Francisco de Sant'Ana Barros e Diego Baraldi de Lima. “Será uma ótima oportunidade para quem se

também deseja investir em projetos de realização audiovisual”, pontua o oficineiro Diego Baraldi. Além dos dois encontros que acontecerão nas tardes dos dias 28 e 29 de maio, os participantes da Oficina serão estimulados a freqüentar e registrar as atividades da 1ª Mostra de Cinema de Cáceres, que incluem as exibições de filmes e outras ações paralelas, como o Encontro Regional de Cineclubes. Para participar da Oficina, os participantes poderão obter informações e inscrever-se através d o s i t e www.olharesdopantanal.com.br, telefone (65) 9973-1844 ou do email cinexin30@hotmail.com. Serão ofertadas 25 vagas. Os requisitos para participar da oficina são: interesse em cinema ou vídeo e idade mínima de 14 anos. “A dica é levar a câmera que cada um utiliza no dia a dia, seja fotográfica ou de celular, para que possamos descobrir as possibilidades de trabalho com diversos tipos de equipamento de vídeo”, finaliza o oficineiro Moacir Francisco.


Expressão NOTÍCIAS

CONCURSO

Encerram nesta 6ª-feira inscrições para processo seletivo de reconciliador do TJ Foto: Arquivo

observando-se o teto máximo de R$ 1,5 mil, obedecendo escala pecuniária de acordo com o movimento forense da unidade judiciária (verifique no edital). Entre as atribuições do conciliador estão abrir e conduzir a sessão de conciliação, promovendo o entendimento entre as partes;

Assessoria

Seguem até a próxima sexta-feira o prazo de inscrições para o processo seletivo para credenciamento de conciliadores do Poder Judiciário Estadual. São 64 vagas existentes nos Juizados Especiais Cíveis e Criminais das comarcas, além da formação de cadastro de reserva. As inscrições devem ser feitas entre 12h e 19h, nas próprias comarcas. Para se credenciar, é necessário ter nacionalidade brasileira ou portuguesa, ter idade mínima de 18 anos, estar em dia com as obrigações eleitorais e militares, ser bacharel ou acadêmico de Direito, não possuir antecedentes criminais nem demandas no juizado onde se candidatar, não ser filiado e/ou exercer atividades políticopartidárias. A inscrição é gratuita. As exigências completas estão listadas no Edital nº 6/2011, da Presidência do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, publicado na edição da última quarta-feira do DJE. Clique aqui para ter acesso. Nas comarcas do interior, o processo seletivo será promovido pelo juiz responsável pelo Juizado Especial Cível ou Criminal. Nas comarcas de Cuiabá (cinco vagas) e Várzea Grande (quatro vagas), o processo será coordenado pelo juiz diretor do foro, com apoio da Gerência Setorial de Concursos Públicos do TJMT. A prévia inscrição habilitará os candidatos a se submeterem à prova de múltipla escolha. A lista com as

TJ seleciona conciliador para atuar nos Juizados Especiais i n s c r i ç õ e s Ficha de Inscrição, cujo preliminarmente deferidas será modelo consta do edital (Anexo fixada em cada Fórum no dia 1º III). Após o preenchimento da de junho. O pedido de inscrição ficha, o candidato deverá deverá ser dirigido ao juiz entregá-la no local de inscrição, responsável, podendo ser juntamente com uma foto 3x4 e a realizada pessoalmente, por cópia do documento de meio de um procurador identidade, onde lhe será devidamente habilitado ou, entregue o respectivo também, pelo correio. Nesse comprovante de inscrição. O caso, a postagem deverá ser feita comprovante de inscrição até o dia 27 de maio, deverá ser mantido em poder do comprovado por meio de candidato e apresentado no local carimbo de postagem dos da realização das provas. As correios. Será permitida a informações prestadas na ficha inscrição por procuração pública de inscrição são de inteira ou particular, com o responsabilidade do candidato, reconhecimento público de cabendo ao TJMT o direito de autenticidade da assinatura, excluir do processo seletivo mediante entrega do respectivo aquele que preenchê-la com mandato, acompanhado de cópia dados incorretos ou prestar autenticada do documento de informações inverídicas. identidade do candidato, e O conciliador será apresentação da carteira de remunerado por abono variável, identidade do procurador. de cunho puramente No ato da inscrição, o indenizatório, pelas suas

redigir os termos de acordo, submetendo-os à homologação do juiz togado; certificar os atos ocorridos na audiência de conciliação, redigindo as atas das sessões que tenha presidido; tomar por termo os requerimentos formulados pelas partes na audiência de conciliação; entre outros.


Expressão NOTÍCIAS

VITÓRIA

Divulgada lista com aprovados da Unemat para Dinter em Economia Federal de Mato Grosso (UFMT) e UFPE. Das 20 vagas ofertadas, 12 foram conquistadas por professores da Unemat.O resultado da seleção mostra mais uma vez o incremento da qualificação dos docentes da instituição de ensino.

Assessoria / Unemat

Foi divulgada a lista com os nomes dos docentes aprovados no Doutorado Interinstitucional (Dinter) em

Economia da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). O doutorado é uma parceria Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), da

O fomento de parcerias e a qualificação profissional são prioridades na nova gestão. Para a Pró-reitora de Pesquisa e Pós-graduação (PRPPG), Áurea Ingnácio, o sucesso no Dinter é resultado do trabalho que a universidade faz para fechar parcerias. “Estamos todos trabalhando em prol do crescimento da Unemat. Este processo seletivo mostra que estamos no caminho certo, à qualificação de nosso corpo docente eleva a qualidade da instituição, dando a oportunidade de nossos alunos terem acesso a uma educação de excelência”. Finalizou ela.


Expressão NOTÍCIAS

PRECONCEITO

Famílias fazem exigências e deixam crianças na fila de espera da adoção

Foto: ilustrativa

24 Horas News

Quase 70 crianças em Mato Grosso estão na “fila de espera” da adoção. E não falta gente querendo adotar. Cerca de 400 famílias aptas

a receber essas crianças. Contudo, grande parte delas famílias fazem exigências quanto a idade, sexo e cor das crianças a serem adotadas, travando assim a

segundo a juíza auxiliar da Corregedoria-Geral de Justiça de Mato Grosso, que está à frente da Comissão Estadual Judiciária de Adoção (Ceja-MT), Helena Maria Bezerra Ramos. Na segunda-feira, o Judiciário de Mato Grosso, em conjunto com o Governo e outros órgãos e entidades ligadas a defesa da criança, iniciaram uma campanha para tentar mudar esse quadro. E tenta tocar o mais profundo no sentimento humano. “Quem quer amor de verdade adota com o coração” diz o slogan da campanha. “Campanhas como essa, lançada pelo Governo do Estado ajudam a conscientizar as famílias de que, independentemente das características físicas, as crianças e até os adolescentes tem plenas condições de amar e serem amados”, - afirmou a magistrada Helena Maria. A Semana de Adoção se estende até a próxima sexta-feira com a realização de seminários, palestras, entre outros eventos voltados à disseminação de informações sobre a importância da legalidade no procedimento de adoção e os benefícios que a prática

traz para a sociedade com um todo. Presidente da Comissão Estadual da Infância e Juventude da Ordem dos Advogados do Brasil em Mato Grosso, a advogada Rosarinha Bastos, observou que além da adoção existe a possibilidade da prática do apadrinhamento, seja no campo afetivo, ou no auxílio da formação de crianças e adolescentes institucionalizadas. “Temos vários exemplos de famílias que decidiram adotar após passar pela experiência de serem padrinhos e

Na oportunidade, Rosarinha também destacou a importância da Nova Lei de Adoção (Lei n.º 12.010/2.009), na qual foi inserido o conceito de família extensa. “Por meio desta lei tornouse necessário esgotar as tentativas da criança ou adolescente de ser adotado por parentes próximos com os quais o mesmo convive e mantém vínculos de afinidade e afetividade”, afirmou Rosarinha, ao lembrar que cerca de 450 crianças estão passando por este tipo de procedimento em 48 instituições de Mato Grosso.


Expressão NOTÍCIAS

LIDERANÇA

PSD é implantado em Mato Grosso; Riva assume direção provisória

Deputado José Riva, primeiro presidente regional do PSD em MT 24 Horas News

O Partido Social Democrático (PSD), chegou a Mato Grosso. O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputado José Riva, ainda filiado ao PP, se tornou o primeiro presidente regional do PSD. A comissão é provisória até a homologação do partido junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), quando será realizada a primeira eleição. De acordo com Riva, a comissão montada é composta por políticos e empresários com o

intuito de fortalecer o partido. “Fizemos questão de montar a comissão com nomes que mesclam o segmento político e empresarial de nosso Estado”, afirmou. A meta da comissão é promover uma convenção em até 120 dias após consolidados os trabalhos da criação do Partido, para eleger o Diretório Estadual. “Acreditamos que dessa forma vamos fortalecer os trabalhos do PSD em Mato Grosso”, reforçou Riva. A comissão provisória é formada por 25 membros. Entre eles estão prefeitos, vereadores e empresários de várias regiões do

A comissão conta ainda com o deputado Roberto Dorner como primeiro vice; e o deputado Walter Rabello como segundo vice. O vice-governador Chico Daltro é o secretário-geral, o deputado estadual Airton “Português” com primeiro tesoureiro, e o presidente da Associação dos Municípios (AMM), Meraldo Sá, como segundo tesoureiro. José Riva Presidente Roberto Dorner 1º vice Walter Rabello 2º vice Chico Daltro Secretário Geral Airton Português 1º tesoureiro Meraldo Sá 2º Tesoureiro VOGAIS Paulo Gasparotto presidente da CDL Cuiabá Rui Prado presidente da Famato Eliene Lima secretário de Ciência e Tecnologia MEMBROS Nery Geller deputado federal Luizinho Magalhães deputado estadual Rene Barbour empresário Beto Farias empresário Wilmar Franzner Dega Antunes prefeito de Castanheira Antonio Aguilera empresário Filemon Limoeiro Valdizete Nogueira Sérgio Aguiar Elione Santos Milton Mutum Ilma Grisoste Janaina Riva Leandro Valoes Gilson Oliveira Celso Banazeski prefeito de Colíder

Dilma sanciona lei que cria 500 vagas de perito médico G1

A presidente Dilma Rousseff sancionou a lei 12.406/11, que cria 500 vagas de perito médico previdenciário a serem preenchidas por meio de concurso público, e 624 vagas para cargos em comissão, funções gratificadas e funções comissionadas, sem necessidade de concurso. De acordo com a lei, publicada no "Diário Oficial da União" do último dia 19, o provimento dos cargos efetivos fica condicionado à comprovação da existência de prévia dotação orçamentária suficiente para atender às projeções de despesa de pessoal e aos acréscimos dela decorrentes, assim como à existência de autorização específica na lei de diretrizes orçamentárias. Segundo dados

encaminhados pelo governo ao Congresso, os novos cargos devem gerar um custo de R$ 10 milhões ao ano. A carreira de perito médico exige nível superior completo em medicina e registro no Conselho Regional de Medicina (CRM). Em 2010, o INSS fez concurso para 500 vagas de perito, com salário de R$ 4.149,89. Segundo a Presidência, os novos cargos vão fortalecer a estrutura do INSS para possibilitar a instalação de novas agências da Previdência Social, previstas no plano de expansão da sua rede de atendimento. No dia 28 de março, uma portaria da ministra do Planejamento, Miriam Belchior, publicada no "Diário Oficial da União" suspendeu, por "tempo indeterminado", os efeitos de

autorizavam a realização para novos concursos públicos e, também, para o provimento (preenchimento) de cargos públicos no âmbito da administração pública, em autarquias e fundações. A medida faz parte da contenção de gastos públicos, tendo em vista o corte de R$ 50 bilhões no Orçamento deste ano. A justificativa do governo para a criação dos cargos sem concurso foi assinada pelos exministro do governo Lula Paulo Bernardo Silva e José Pimentel, do Planejamento e da Previdência Social , respectivamente. Segundo eles, o plano de expansão da rede de atendimento fixou como meta a instalação de 720 novas agências da previdência social entre 2009 e 2010, além de outras 280 a longo prazo.


Expressão NOTÍCIAS

FILA!

Idosa de 80 anos está à espera de cirurgia há 39 dias no Hospital Regional em Cáceres Foto: Daniel Alcântara

Médicos em greve e equipamentos sucateados agravam o problema no Hospital Regional Editoria

Uma idosa de 80 anos, está há 39 dias a espera de c i r u rg i a o r t o p é d i c a n o Hospital Regional de Cáceres. Maria Anunciata da Conceição deu entrada no hospital no dia 17 de abril, com fratura no fêmur. E, até na manhã de ontem, permanecia apenas recebendo medicamentos. A denúncia foi feita ao Jornal Expressão, pela filha Cícera Alves Feitosa (40 anos) ao informar que já havia recorrido a Câmara Municipal e até ao Ministério Público, visando à solução do problema. “Estão sempre protelando a cirurgia. Um dia não tem médico; outro não tem UTI”. O secretário de Saúde, Pedro Henry disse que o novo modelo de gestão de saúde à ser implantado no Estado terá resultado prático a

partir do próximo ano. A exemplo do resto do Estado, o caos na saúde se instalou, há muito tempo em Cáceres. Os médicos estão em greve e atendem apenas casos de urgência ou emergência. As informações são de que faltam medicamentos e muitos aparelhos usados para procedimentos cirúrgicos estariam sucateados. Enquanto que outros estão encaixotados por falta de técnicos para operá-los. “Muitas vezes não existe nem luvas cirúrgicas” afirmou um funcionário. Informações internas do hospital, conseguidas com exclusividade, pelo Jornal Expressão são de que, até na terça-feira, existiam 37 pacientes na fila a espera de cirurgia. “É muito doido ver a mãe da gente morrendo aos

poucos sem poder fazer nada para ajudá-la” disse Cícera afirmando que a dona Marilce vem perdendo alguns movimentos devido a idade e ao longo tempo de espera, sempre na mesma posição no leito hospitalar. Além do jornal e da Câmara, ela informou que já recorreu ao Ministério Público. Porém, até na terça-feira, o pedido de socorro não havia sido atendido. O jornal tentou alguns contatos com o diretor do hospital mais ele não atendeu as ligações. Jonas Alves Ribeiro, inclusive, foi convocado para prestar esclarecimentos da situação no final da tarde de ontem na Câmara. O deputado federal licenciado, Pedro Henry, atual secretário de Estado de Saúde, informou que o novo modelo de gestão, através das Organizações Sociais (OSS) que serão implantadas nos próximos dias no Estado, deverá apresentar resultados práticos, somente, a partir do próximo ano. “O novo modelo de gestão já está sendo aceito pela população. Mas terá reflexos positivos somente a partir do próximo ano” assegura Henry. Os vereadores Josias Modesto (PTB) e Alvasir Alencar (PP) reuniram na tarde de ontem com o deputado Pedro Henry, cobrando uma solução para o problema. Os vereadores afirmaram que o Hospital Regional de Cáceres vive um dos piores momentos de sua história.


Expressão NOTÍCIAS

DEFICIÊNCIA

Bombeiros atende de forma lenta por falta de viatura de resgate

Foto: Arquivo

Assessoria / G1

Com uma população de quase 100 mil habitantes, Cáceres ficou, por mais de uma semana, sem uma única viatura de resgate do Corpo de Bombeiros para atendimento. O alerta foi dado através de um telefonema à redação do jornal. A pessoa afirmou que, ao deparar com um senhor idoso caído na rua, no período

noturno, há três dias, ligou para o 192. "O atendente explicou que pediria a ajuda do SAMU, pois a companhia estava com as duas viaturas quebradas". Na quarta-feira, uma fonte do Corpo de Bombeiros, que preferiu não ser identificada temendo represálias, confirmou o fato. "Temos duas viaturas e as duas quebraram. Uma voltou

a funcionar ontem, mas na verdade nosso equipamento não é o ideal para atender a demanda. Precisamos de ao menos mais uma viatura de resgate, e nova". Ainda segundo a fonte, a viatura de resgate atende em média a 10 ocorrências por dia. E a viatura de combate a incêndio também é empregada em outros tipos de atendimento, e faz em média 7 atendimentos diários. São em torno 17 chamadas por dia. Quando uma viatura quebra, o procedimento burocrático prolonga o tempo para o reparo. "Temos que pedir autorização da Secretaria de Segurança Pública para encaminhar a viatura à oficina. Os trâmites do serviço público não são ágeis. Isso fez com que a população ficasse descoberta por uma semana. Neste período, contamos com o apoio do Pronto Atendimento Médico do município, através do

Médico de Urgência, para atender os chamados mais graves". As estatísticas de acidentes na área urbana de Cáceres são alarmantes, especialmente devido ao grande número de motocicletas em circulação. A média é de mais de 40 acidentes por mês, mais um por dia. Os bombeiros também atendem a outros tipos de chamadas, como

afogamento, acidentes domésticos, mal súbitos, etc. "Precisamos de condições adequadas para fazer um trabalho melhor. Especialmente porque o Corpo de Bombeiros é uma instituição que tem a confiança da população. Nosso desejo é trabalhar de acordo com o anseio das pessoas. Mas para isso, a companhia precisa ter estrutura".


Expressão

Destaque

NOTÍCIAS

Clarice Navarro Diório

O pastor Divino Almeida que completou 50 anos na terça, 24, recebendo as felicitações dos fiéis da Igreja Assembléia de Deus, assim como demais congregações evangélicas. Sempre ajudando o próximo, um exemplo a ser seguido. A ele nossos cumprimentos. Nesta sextafeira, 27, a festa é para o Matheus Henrique Campos de Oliveria, que completa 3 anos. O pai, Leandro de Oliveira, diagramador do jornal Expressão, e a mãe Suellen Cristine de Campos, comemoram a data tão especial.

Sempre antenata com as últimas tendências, Odilene, proprietária da loja Cecília Rodrigues, já está preparadíssima para atender os clientes que desejam presentear suas amadas no Dia dos Namorados. Vale lembrar que lá, as peças são exclusivas e o bom gosto da proprietária, indiscutível. Hoje, 26, a publicitária, Thaís Sabino, que trabalha na prefeitura de Cáceres, recebe amigas para comemorar com estilo seu aniversário. A reunião, preparada com carinho e dedicação da mãe da aniversariante, Maria Antonieta. Um abraço especial e votos de felicidades, sempre.

Ana Beatriz dos Santos Pinto aniversariou no dia 25, sendo cumprimentada pela mãe Débora do Santos Pinto e pela vóvó Edênia dos Santos Pinto. Nossos votos de felicidades.

O 2º Batalhão de Fronteira com sede em Cáceres, comemorou no dia 24 o seu 72º aniversário. Entre as várias ações referentes a data, o ponto alto das comemorações foi a formatura realizada na sede do Batalhão, que também marcou o encerramento da Semana da Infantaria. Na foto, o comandante co 2º Bfron, coronel Moraes Henrique.

CONTATOS COM A COLUNA: 9965 - 6176 / E-MAIL: clarice-freitas@hotmail.com


Esporte EXPECTATIVA

Delegação de MT já está em Salvador para os Jogos Nacionais do Sesi Foto: Divulgação

Assessoria

A delegação de Mato Grosso, composta por 20 trabalhadores-atletas de sete indústrias do Estado, já está em Salvador, na Bahia, para participar dos Jogos Nacionais do Sesi, que começaram no dia 22 de maio com as competições de tênis de campo e seguem até dia 28 (sábado) com as demais modalidades. O grupo mato-grossense chegou à capital baiana na noite desta terça-feira (24) e está reunida no hotel Stella Maris, com trabalhadores de todo o país. Mato Grosso participa dos Jogos Nacionais do Sesi nas modalidades futsal feminino, tênis de campo, tênis de mesa, xadrez, natação e atletismo. Hoje, às 11h, a equipe de futsal feminino da Sadia, do município de Lucas do Rio Verde, enfrenta o time da Salcomp, do Amazonas. As outras modalidades começam a ser disputadas a partir desta quinta-feira (26). A abertura oficial do evento será realizada hoje, no Dia da Indústria, às 20h, na sede do Sesi em Simões Filho, região metropolitana de Salvador. Os convidados assistirão às apresentações de músicos da Bahia c o m o M a rg a r e t h M e n e z e s , Armandinho e o trio elétrico Dodô e Osmar, Luiz Caldas, o afoxé Filhos de Gandhi e a banda mirim do bloco afro Ilê Aiyê. O coordenador de Vendas dos Correios de Sinop, Luis Fernando Freitas, jogador de xadrez pensado, participa pela primeira vez da etapa nacional dos Jogos do Sesi e está animado com o evento. "Faz três anos que participo das competições organizadas pelo Sesi, pois além de a organização e estrutura serem boas, ganhamos reconhecimento e visibilidade na empresa, que valoriza quem participa de eventos esportivos",

avalia. JOGOS DO SESI Os Jogos Nacionais do Sesi representam a etapa nacional dos Jogos do Sesi, considerado o maior evento esportivo de classe do país por mobilizar mais de dois milhões de trabalhadores nas fases municipal, estadual, regional e nacional. Cada etapa classifica os competidores para a seguinte, sendo que os campeões dos Jogos Nacionais representam o Brasil em torneios internacionais. A etapa regional do Centro-Oeste que classificou os trabalhadores para a fase nacional deste ano, na Bahia, foi realizada em Campo Grande (MS), em novembro de 2010. Em Mato Grosso, as etapas municipal e estadual dos Jogos do Sesi são denominadas 'Jogos da Indústria'. I N S TA L A Ç Õ E S MODERNAS A unidade do Sesi em Simões Filho, que abrigará os Jogos Nacionais deste ano, é um dos maiores complexos esportivos do Brasil. Fica próxima dos principais polos industriais da Bahia, como Camaçari, Candeias, Pojuca e São Francisco do Conde,

região que abriga mais de 2,5 mil indústrias. A pista de atletismo, com piso sintético e zona de saltos e arremessos, será a primeira Classe 2 da Bahia, certificada pela Organização Internacional de Atletismo. A arquibancada foi construída para abrigar 800 pessoas. Há ainda piscinas, quadras esportivas, campos de futebol e ginásios. Confira a relação dos trabalhadores-atletas de Mato Grosso que participam dos Jogos Nacionais do Sesi, na Bahia: Futsal Feminino Indústria: Sadia (Lucas do Rio Verde) Trabalhadoras: - Ayme Ferreira dos Santos Olive - Daniele Ferreira dos Santos Olive - Joice Michele da Silva - Letícia de Freitas - Marilei Schaab - Marciele Machry - Natasha Macedo Soares - Claudilene Ferreira Lemes da Silva - Islândia Cavalcante de Albuquerque - Juvêncio Ferreira Luiz (técnico)

Expressão NOTÍCIAS


ANO III - Edição - nº 0319  

ANO III - Edição - nº 0319

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you