Issuu on Google+

Ano

EDIÇÃO

19 casos de AIDS foram registrados em 5 meses; 6 pacientes foram a óbito Dezenove novos casos de AIDS foram registrados num período de 5 meses, em Cáceres. Uma média de 5 novos casos da doença, foram registrados, mensalmente, de janeiro a maio de 2011. No mesmo período 6 pacientes, em tratamento, não resistiram e foram a óbito. A revelação foi feita pela coordenadora do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) Vanderly Muniz. O número é maior que em relação a 2010, quando foram registrados durante todo o ano apenas 10 novos casos. Ao todo, 247 soros-positivos estão cadastrados no CTA, dos quais 70 recebem tratamento em Cuiabá. PÁG - 06

Rotary Club faz entrega de alimentos à entidade carente PÁG - 09

Foto: Arquivo

A decisão do governo boliviano em legalizar veículos sem documentação regular, resultado de contrabando ou roubo, de países vizinhos, pode gerar um clima de hostilidade entre os povos instalados na fronteira do Brasil, através da região de Cáceres. A medida foi criticada por várias autoridades do setor de segurança. O juiz Geraldo Fidelis, diz que “é uma falta de ética com os países irmãos”. PÁG - 03

Câmara de Cáceres aprova lei que cria Semana Municipal do Meio Ambiente Foto: Arquivo

A Câmara aprovou na sessão ordinária do último dia 6, o projeto de Lei n º 03 de 18 de junho de 2010 de autoria do representante do mandato coletivo, vereador Alonso Batista PT que institui a Semana Municipal do Meio Ambiente. PÁG - 09

Dia dos Namorados movimenta setor de venda direta no Estado As datas comemorativas são um estímulo para alavancar as vendas em diversos setores. Nos dias que antecederam o Dia dos Namorados, o movimento do comércio aumentou em todo país, e as vendas incrementam para quem produz ou revende artigos que remetam à data. PÁG - 08

PF apreende 550 quilos de cocaína nos primeiros meses de 2011 em Cáceres

Argentinos navegam da nascente a desembocadura do rio Paraguai Foto: Daniel Alcântara

Foto: Arquivo

Mesmo com a deficiência estrutural e o reduzido número de efetivo, a Polícia Federal, em Cáceres, já apreendeu somente nos cinco primeiros meses de 2011, cerca de 550 quilos de cocaína. A última apreensão ocorreu na tarde de quinta-feira. O flagrante aconteceu na estação rodoviária. A dupla Isidorio de Figueiredo e Mariene Conceição Vasconcellos foi presa com cinco quilos de cocaína em uma bolsa de viagem. A delegacia de Cáceres é a terceira em número de apreensões, dentre as 124 unidades da PF em todo o Brasil. PÁG - 07

SOCIAL

PÁG - 11

Com objetivo de produzir um documentário sobre o rio Paraguai desde a sua nascente no município de Diamantino -200 quilômetros de Cuiabá até a desembocadura no rio da Plata, quatro argentinos oriundos da cidade Gualeguaychu situada nos arredores de Buenos Aires, chegaram na semana passada em Cáceres aonde permanecerão até a segunda-feira. Desde Diamantino já contabilizam exatos 496 quilômetros em cerca de 15 dias. PÁG - 04

Lei do Bem. Que “bicho” é esse? Em vigor já há cinco anos, a Lei 11.196 (conhecida como Lei do Bem), precisa ser mais conhecida pelos empresários brasileiros, pois, trás inúmeros benefícios para quem investe em inovação tecnológica. João Celestino Correa da Costa PÁG - 02

Pelé dá dicas de posicionamento a Neymar: 'Não pode ser só ponta’ Pelé está encantado com Neymar, a ponto de ver qualidades no jogador que nem Messi tem. PÁG - 12


ARTIGO

Como armazenar suas Notas Fiscais eletrônicas com segurança Maicon Klug Saiba como armazenar suas Notas Fiscais eletrônicas com segurança. Com a NF-e, o arquivamento físico das Notas Fiscais foi substituído pela guarda digital de arquivos eletrônicos. Os velhos formulários pré-impressos deram lugar aos arquivos XML. E agora, o que fazer? A criação da Nota Fiscal eletrônica trouxe uma considerável mudança no processo de armazenamento dos documentos fiscais. O modelo baseado no arquivamento de documentos em caixas, fichários ou armários foi substituído pela guarda de arquivos em meio eletrônico. O que antes ocupava grandes espaços físicos, agora pode ser guardado em um pequeno HD de computador. O que mudou e o que não

mudou Essa alteração do meio físico para o meio digital não mudou a necessidade de guardar de forma segura o documento fiscal eletrônico. Como não há mais a 3ª via impressa, é preciso assegurar que o arquivo eletrônico referente a NF-e seja armazenado em um local seguro após a Autorização de Uso pela SEFAZ. É esse documento que o Fisco solicitará em uma auditoria. Há muitas empresas que possuem essa preocupação e fazem o seu dever de casa corretamente. Mas há também aquelas que, por falta de conhecimento, não se preocupam muito com isso. Ainda há o pensamento de que essa preocupação deve ser do contador, o que não é algo verdadeiro. Assumir os deveres da empresa é papel do empreendedor, do administrador, do empresário. Como armazenar de forma segura? Muitas empresas utilizam o Software gratuito disponibilizado pelo governo. Entretanto esse software não disponibiliza nenhum recurso

seguro para armazenamento das informações. Para quem usa esse software, a única forma de salvar os arquivos da notas é usando o “Copiar -> Colar” em pastas/diretórios. Para empresas que se preocupam com segurança, utilizar este software não é uma boa prática. Para guardar de forma segura os documentos fiscais eletrônicos, primeiramente é preciso ter em mente que será necessário efetuar um investimento financeiro. O valor de investimento é proporcional ao nível de segurança desejado, quanto maior o investimento, maior a segurança. Cabe a cada empresa determinar o nível de segurança desejado. Um nível básico de segurança está na utilização de um software especialista para a gestão dos documentos eletrônicos. Softwares especialistas utilizam o conceito de armazenamento das informações em banco de dados e isso já garante parte do processo. Depois, é necessário que as informações desse banco sejam salvas periodicamente para outro local (esse processo é o bom e velho backup).

S o l u ç õ e s p a r a armazenamento seguro Guardar os arquivos em um banco de dados e efetuar o backup periódico é o nível de segurança mais simples e barato. Com um investimento um pouco maior, também é uma boa alternativa a contratação de um Datacenter para a guarda dos documentos. Há empresas que fornecem esse tipo de serviço e há também softwares que disponibilizam este recurso. Muitas soluções disponíveis no mercado tornam o processo de gestão dos documentos eletrônicos bastante simples, dando agilidade no faturamento e possibilitando o armazenamento seguro e eficaz. Segurança não é só armazenar, é também garantir que os processos de geração do arquivo, assinatura digital e transmissão do documento para a SEFAZ sejam feitos de forma consistente e que preserve a integridade as informações trafegadas. Cuidados com os arquivos eletrônicos recebidos As empresas precisam ter a preocupação de armazenar em segurança todos os documentos

fiscais eletrônicos envolvidos no contexto da organização. Não são somente as Notas eletrônicas emitidas que precisam ser salvas, é preciso também guardar todas as Notas eletrônicas recebidas de seus fornecedores e os Conhecimentos de Transporte eletrônicos (CT-e) enviados pelas transportadoras. É interessante padronizar os processos que envolvam fornecedores e transportadoras. Deve ser criado um canal de comunicação único para a recepção e validação dos documentos eletrônicos, facilitando a sua organização e guarda. Esses processos também podem ser automatizados através de softwares especialistas e, neste caso, o uso deles é a melhor opção. Maicon Klug é Diretor de Marketing da G2KA Sistemas, empresa especializada no desenvolvimento de soluções para a gestão de Documentos Eletrônicos (Nota Fiscal eletrônica, Nota Fiscal de Serviços eletrônica e Conhecimento de Transporte eletrônico).

ARTIGO

Lei do Bem. Que “bicho” é esse?

João Celestino Correa da Costa Em vigor já há cinco anos, a Lei 11.196 (conhecida como Lei do Bem), precisa ser mais conhecida pelos empresários brasileiros, pois, trás inúmeros benefícios para quem investe em inovação tecnológica baseada na concepção de novo produto ou processo de fabricação, bem como a agregação de novas funcionalidades ou características ao produto ou processo que implique melhorias de incrementos e efetivo ganho de qualidade ou produtividade, resultando maior competitividade no mercado. Por falta de

conhecimento desta lei, de acordo com levantamentos efetuados pelo Ministério da Ciência e Tecnologia (MIC), menos de 400 empresas utilizam a Lei em seu próprio benefício, mesmo sabendo que é raro uma lei tributária criar isenção fiscal, como fez essa lei, onde parte dos incentivos é destinada ao abatimento de Imposto de Renda e Contribuição Social sobre o Lucro. Além dos incentivos à inovação, ela também trouxe incentivos para outras atividades, por isso, o governo decidiu alterar a Lei do Bem para permitir que mais empresas tenham direito aos incentivos fiscais previstos e, uma das mudanças em estudo permitirá que companhias menores também recebam redução de tributos para investir em inovação tecnológica. Outro ponto prevê a antecipação dos benefícios fiscais para empresas que iniciarem processo de registro de patentes no exterior. A revisão da Lei do Bem faz parte do conjunto de medidas

que será anunciado pelo Ministério da Ciência e Tecnologia com o lançamento da Política de Desenvolvimento da Competitividade (PDC), em substituição à Política de Desenvolvimento da Produção (PDP). Na visão do governo, a lei só está beneficiando as grandes empresas ao restringir a redução de tributos às que declaram Imposto de Renda pelo sistema do lucro real, e isso precisa e vai ser mudado. Para estimular os investimentos em inovação tecnológica pelas empresas de menor porte, o governo vai estender o benefício para as que também declaram IR por outro regime, como o do lucro presumido, por exemplo. A maioria dos empresários sequer sabe quais os benefícios oferecidos pela Lei do Bem. De acordo com a lei, os benefícios são baseados em deduções de Imposto de Renda e da Contribuição sobre o Lucro Líquido - CSLL, de dispêndios efetuados em atividades de P&D (Pesquisa e Desenvolvimento); a

redução do Imposto sobre Produtos Industrializados - IPI na compra de máquinas e equipamentos para P&D; depreciação acelerada desses bens; amortização acelerada de bens intangíveis; redução do Imposto de Renda Retido na Fonte incidente sobre remessa ao exterior resultante de contratos de transferência de tecnologia; e isenção do Imposto de Renda retido na fonte nas remessas efetuadas para o exterior destinado ao registro e manutenção de marcas, patentes e cultivares. Tais benefícios podem ser rapidamente usados. O valor do ganho depende do projeto. Em Mato Grosso, onde a explosão do desenvolvimento está começando, muitas empresas começam a se instalar e devem aproveitar os benefícios da Lei do Bem, não só para facilitar os investimentos, mas, para obter o direito de gozar dos benefícios que estão sendo concedidos, coisa difícil de ver em uma lei tributária. João Celestino Correa da

Costa Neto é advogado, formado pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de janeiro em 1989. Mestre em Direito Processual Civil pela Universidade Gama Filho, do Rio de Janeiro, em 1994.


HERMANOS ?

Decisão da Bolívia em legalizar carros roubados vai incentivar violência na fronteira, afirmam autoridades Foto: Arquivo

Editoria

A decisão do governo boliviano em legalizar veículos sem documentação regular, resultado de contrabando ou roubo, de países vizinhos, pode gerar um clima de hostilidade entre os povos instalados na fronteira do Brasil, através da região de Cáceres. A medida foi criticada por várias autoridades do setor de segurança. O juiz Geraldo Fidelis, diz que “é uma falta de ética com os países irmãos”. O delegado Alex Cuiabano, observa que “irá dificultar o relacionamento entre as autoridades de segurança na fronteira”. Inspetor da PRF, Ney Pedroso da Silva, afirma que “mesmo que estejam legalizados na Bolívia, os veículos serão apreendidos, no Brasil”. A lei que legaliza os carros contrabandeados ou roubados que circulam na

Bolívia foi promulgada pelo presidente Evo Morales, na última quinta-feira. Os “proprietários” terão prazo de 15 dias, para o registro legal dos carros sem documentação. O processo custará entre US$ 2.000 (R$ 3.164) e US$ 3.000 (R$ 4.746) por veículo para o interessado. A estimativa divulgada pelo governo é de que haja cerca de 10 mil carros nessas condições e que a adesão ao processo de legalização gere uma arrecadação aproximada de US$ 5 milhões (R$ 7,9 milhões) aos cofres públicos. Na avaliação do juiz Fidelis, a decisão do governo boliviano, irá estimular ainda mais a violência na região. “É uma falta de ética com os países irmãos. O governo boliviano deveria buscar o diálogo com as autoridades dos países vizinhos antes de tomar essa decisão. Uma infeliz idéia que irá estimular ainda mais a

violência” assinala. No entendimento do delegado de polícia Alex de Souza Cuiabano “essa medida, além de incentivar a violência irá dificultar ainda mais o relacionamento entre as autoridades da fronteira, tanto do Brasil quanto da Bolívia” diz acrescentando que “crime é crime em qualquer lugar que ele seja cometido”. Para o inspetor da Polícia Rodoviária Federal, Ney Pedroso da Silva, mesmo q u e o s v e í c u l o s contrabandeados ou roubados sejam legalizados pelo governo boliviano, se atravessarem do lado brasileiros eles serão apreendidos. “Do lado brasileiro vai valer a nossa legislação. Se checarmos e der que são produtos de ilícitos no Brasil serão apreendidos imediatamente” afirmou lembrando que, somente, na província de San Matias, a previsão é de que existam mais

Delegado Alex Cuiabano afirma que decisão irá incentivar a violência e dificultar o relacionamento com as autoridades bolivianas

de 100 veículos roubados ou contrabandeados do Brasil. Embora o governo boliviano estime que existam no país 10 mil veículos nessa situação, a iniciativa privada, acredita na existência de até 120 mil veículos irregulares na Bolívia. Os carros roubados ou

são usados como moeda de troca no tráfico de droga no mundo do crime. Os carros roubados ou tomados de assalto a mão armada no Brasil, retornam em forma de cocaína, através da fronteira. Cáceres é considerada um dos principais corredores do narcotráfico do país.


AVENTURA

Argentinos navegam da nascente a desembocadura do rio Paraguai

Foto: Daniel Alcântara

Assessoria

Com objetivo de produzir um documentário sobre o rio Paraguai desde a sua nascente no município de Diamantino -200 quilômetros de Cuiabá até a desembocadura no rio da Plata, quatro argentinos oriundos da cidade Gualeguaychu situada nos arredores de Buenos Aires, chegaram na semana passada em Cáceres aonde permanecerão até a segundafeira. Desde Diamantino já contabilizam exatos 496 quilômetros em cerca de 15 dias. O grupo formado por Ezequiel Bela (comerciante); Lucas de Miguel (fabricante de caiaques) e ainda Herman Felkan e Juan Martin Riva (ecoturismo), são idealizadores do “Projeto Água Manda”. Eles revelaram a reportagem que o percurso desde o território argentino até Mato Grosso foi feito por via terrestre cujo

veiculo transportou os equipamentos como barracas, caiaques, remos, primeiros socorros e demais tralhas de viagens. Em Cáceres município onde o rio fica mais encorpado, visto que águas tributadas dos rios Sepotuba; Bugres; Cabaçal e Cachoeirinha tornam o Paraguai mais volumoso, os argentinos foram surpreendidos pelo fenômeno natural naquela região do Pantanal Mato-Grossense, conhecido como “Tapagem”. Advertidos por autoridades da Marinha do Brasil e por agentes do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (IBAMA) que alertaram o grupo portenho informando-os que numa extensão de mais de 100 quilômetros abaixo das baías Gaiva e Uberaba a navegação em caiaques por este período não será possível, e que apenas medias e grandes embarcações conseguem transpor os densos balseiros formados por plantas

aquáticas. Outra advertência feita aos argentinos que nessa área o índice de preservação faz do lugar um ambiente hostil, e com vários registros de ataques de onças a seres humanos. Diante dessa imposição da natureza, a delegação argentina, optou por abortar parte do trajeto no rio Paraguai, seguindo de Cáceres até Porto Cercado no município de Poconé, e de lá irão navegar pelo rio Cuiabá até a sua confluência novamente com o Paraguai. A expedição vem recebendo apoio logístico de órgãos públicos como a Marinha, a Policia Ambiental, o Exercito Brasileiro e principalmente o Instituto Chico Mendes. Eles têm previsão de participar de um encontro com ambientalistas no Parque Nacional do Pantanal já na próxima semana. A impressão dos argentinos quanto a nascente do rio Paraguai, é está praticamente degradada, com baixo índice de preservação das matas ciliares no entorno das lagoas que dão inicio ao mais importante rio do Pantanal. De acordo com relatos dos ambientalistas, nem com apelo de autoridades do município de Diamantino puderam ter acesso as lagoas, que atualmente são domínio privado. “Dali saímos por num longo trecho o que via era garimpo, e ainda extensas plantações de sojas, milho, cana de açúcar e pastagens para gado com uma fraca camada de vegetação nativa juntos aos barrancos” observou Herman Felkan. (João Arruda)


ENADE 2011

Enade irá avaliar 34 cursos da Unemat Foto: Arquivo

Serão disponibilizadas entre os dias 7 de outubro e 6 de novembro informações sobre o local e o número da sala Assessoria UNEMAT Gabriela Araujo

Previsto para o dia 6 de novembro de 2011, o Exame Nacional de Desempenho de Estudantes - ENADE avaliará 34 dos 70 cursos de graduação executados atualmente pela Universidade do estado de Mato Grosso (Unemat), nas áreas de Arquitetura e Urbanismo, Engenharia Civil, Engenharia de Produção Agroindustrial, Engenharia de Alimentos, Engenharia de Produção, Biologia (licenciatura e bacharelado), Computação (licenciatura e bacharelado), Geografia, História, Letras, Matemática, Química, Pedagogia e Educação Física. Nesta edição, o Ministério da Educação

apresentou novas regras e, deste modo, os alunos ingressantes nos cursos avaliados em 2011 e os estudantes irregulares de anos anteriores serão inscritos, para fins de regularização, mas ficarão dispensados de realizar a prova. Os concluintes dos cursos avaliados neste ciclo e que se formarão até 31 de agosto de 2011 estão dispensados de serem inscritos e, portanto, de realizar o exame. Assim, somente os estudantes concluintes ou que tiverem cursado mais de 80% da carga horária, inscritos e selecionados, deverão comparecer ao ENADE. Ressaltamos que a participação ou dispensa do exame, que é componente curricular obrigatório, será registrado no

necessário à emissão do diploma de graduação. Em setembro, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira INEP divulgará a lista de alunos selecionados para o exame e a Unemat publicará a relação nominal desses convocados nos locais de oferta dos cursos. Se selecionado, o acadêmico deverá responder o “Questionário do Estudante”, o qual será disponibilizado na página do INEP no link http://portal.inep.gov.br/questio nario-do-estudante, entre os dias 7 de outubro e 6 de novembro de 2011, para poder acessar as informações sobre o local e o número da sua sala de aplicação do exame. Na Unemat, os responsáveis pelos cursos efetivarão as inscrições dos seus alunos e, por isso, devem se atentar para os prazos estabelecidos para o registro dos estudantes irregulares de anos anteriores, ingressantes e concluintes no ENADE 2011. Sobre isto, informamos que o setor de Supervisão de Regulação, Recredenciamento e Reconhecimento de Curso é o r e s p o n s á v e l p e l o acompanhamento do exame na instituição e está à disposição para orientar os chefes de departamentos e coordenadores de cursos sobre o correto procedimento para a inscrição de aluno no sistema do INEP, o qual será realizado através do link http://enadeies.inep.gov.br/enad eIes/.


ALARMANTE

19 casos de AIDS foram registrados em 5 meses; 6 pacientes foram a óbito

Foto: Arquivo

Vanderly diz que situação é preocupante devido ao crescente aumento de infectados Editoria

Dezenove novos casos de AIDS foram registrados num período de 5 meses, em Cáceres. Uma média de 5 novos casos da doença, foram registrados, mensalmente, de janeiro a maio de 2011. No mesmo período 6 pacientes, em tratamento, não resistiram e foram a óbito. A revelação foi feita pela coordenadora do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) Vanderly Muniz. O número é maior que em relação a 2010, quando foram registrados durante todo o ano apenas 10 novos casos. Ao todo, 247 soros-positivos estão cadastrados no CTA, dos quais 70 recebem tratamento em Cuiabá. Dos 19 novos casos, deste ano, 13 são portadores do sexo masculino e 7 feminino. Todos na faixa etária de 36 a 59 anos. Dos 247 infectados

registrados em Cáceres, 7 são crianças. Vanderly Muniz, afirma que a situação é preocupante porque, segundo ela, estudos comprovam que cada paciente com AIDS, pode contaminar 3 com o vírus HIV e esses 3 podem contaminar, pelo menos,5 suspeitos. “A situação é muito preocupante. O número é muito alto para uma cidade de menos de 100 mil habitantes. A continuar crescendo da maneira como está, não tardará para que tenhamos, em Cáceres, mil infectados brevemente” assinala explicando que o HIV é o vírus que ainda não se manifestou em forma da doença. Além dos 177 casos sob tratamento em Cáceres, a equipe do CTA, conforme a coordenadora, trabalha com o acompanhamento de filhos de mães portadoras do vírus. Ou seja: bebês que não contraíram a doença. E, ainda os “soros discordantes”. Casos em que

apenas um do casal e portador da doença. Na avaliação de Vanderly Muniz, o aumento considerável de homens portadores da doença, se deve, há vários fatores que vão desde a infidelidade até questões religiosas. “Os homens geralmente são mais infiéis e descuidados e isso facilita a contaminação. Além disso, existem ainda os idosos que relutam em usar preservativos durante a relação e até questões religiosas. Alguns segmentos, principalmente, evangélicos, orientam a não utilização dos preservativos” diz revelando que dos 19 novos casos da doença, pelo menos, dois são portadores evangélicos. Outra questão preocupante e que geralmente, leva a risco de morte, conforme a coordenadora, é o abandono do tratamento. Pelo menos, duas pessoas, desistiram de receber o medicamento, neste ano. E, outros, segundo ela, tomam o coquetel de forma errada ou ingerem bebidas alcoólicas, comprometendo todo tratamento. O CTA dispõe e distribui de forma gratuita medicamento antirretroviral, tanto para portadores da AIDS infantil quanto adulto. Para crianças recém-nascidas são ofertados leite Nan1 e Ninho para crianças de 0 a 6 meses de idade. Dispõem também de suplementos alimentares. Os medicamentos, suplementos alimentares e leite, são fornecidos pelo governo federal, através do Ministério da Saúde, e prefeitura municipal. Os gastos são de mais de 30 mil mensal.


LEVANTAMENTO

PF apreende 550 quilos de cocaína nos primeiros meses de 2011 em Cáceres Foto: Arquivo

Apreensão de 380 quilos de “coca” na MT-174, município de Nova Lacerda Editoria

Mesmo com a deficiência estrutural e o reduzido número de efetivo, a Polícia Federal, em Cáceres, já apreendeu somente nos cinco primeiros meses de 2011, cerca de 550 quilos de cocaína. A última apreensão ocorreu na tarde de quinta-feira. O flagrante aconteceu na estação rodoviária. A dupla Isidorio de Figueiredo e Mariene Conceição

Vasconcellos foi presa com cinco quilos de cocaína em uma bolsa de viagem. A delegacia de Cáceres é a terceira em número de apreensões, dentre as 124 unidades da PF em todo o Brasil. A maior apreensão ocorreu no dia 19 de março. Uma operação conjunta entre PRF, Força Nacional e PF resultou na apreensão de 380 quilos de “coca” na MT-174, município de Nova Lacerda. Apesar de ser apontada

como um dos principais corredores de entrada de drogas para o país, os órgãos de segurança pública, em Cáceres, têm intensificado a fiscalização de combate ao narcotráfico na fronteira com a Bolívia. Não existe ainda uma estatística oficial sobre o número de traficantes presos, durante esse período. Porém, cálculos preliminares são de que, pelo menos, 90 pessoas, entre homens e mulheres foram flagradas com drogas na região. Os números são comprovados pelo cadastro de presos na cadeia pública do município. O último levantamento feito no mês de abril, pela direção da unidade, indica que 80% dos 285 presos, são traficantes. A prisão da dupla Isidório/Mariene foi a 32ª dos últimos cinco meses. De acordo com assessoria da PF, após intensa vigilância, policiais federais abordaram Mariene em um ônibus que saía de Cáceres com destino a Vi t ó r i a / E S . O s p o l i c i a i s encontraram cerca de cinco quilos de cocaína em sua bolsa de viagem. Em continuidade às diligências os federais se deslocaram ao bairro São Miguel

Força Tática apreende abortivos e cápsulas de fuzil na região

Foto: Divulgação

Na ação foi encontrado 14 comprimidos de cytotec, cápsula deflagrada de fuzil Assessoria

Policiais Militares do Grupo de Força Tática do Comando Regional Oeste, em Cáceres, sob o comando do policial Justiniano de Almeida, ao realizarem rondas na BR

364 na cidade de Campos de Júlio, depararam com um veículo Toyota Hilux e duas pessoas suspeitas. Próximo a Boate Luz Vermelha, os Policiais fizeram a abordagem e durante a revista

foi localizada no interior do veículo uma cápsula deflagrada de fuzil e na bagagem de Cícero Messias Batista de Almeida (53 anos) foram encontrados 14 comprimidos de cytotec, medicamento para prevenção e tratamento de úlceras gástricas e duodenais, sendo muito utilizado como abortivo. O outro componente do veículo José Galdino da Silva Filho (49 anos) declarou aos policiais que possui uma passagem por tráfico de drogas, onde cumpriu uma pena de 2 anos e 3 meses, mas que ainda encontra-se assinando. Os suspeitos foram encaminhados até a delegacia de Campos de Júlio para confecção do Boletim de Ocorrência e demais providências.

e na residência de Isidorio, suposto fornecedor do entorpecente, encontraram mais meio quilo de cocaína. Após a lavratura do auto de prisão em flagrante os policiais encaminharam o preso à Cadeia de Cáceres e a presa a Araputanga. Cáceres não dispõe de cadeia para mulheres. Maior apreensão A maior apreensão dos últimos tempos foi realizada no dia 19 de março. Em uma operação conjunta, policiais federais e soldados da Força Nacional de Segurança,

apreenderam 380 quilos de cocaína, vindo da Bolívia. A droga foi interceptada na BR-174 a 35 quilômetros do município de Nova Lacerda. Ela estava sendo transportada em um caminhão usado no transporte de combustível. Camuflada em um compartimento do tangue. Três traficantes foram presos e autuados, em flagrante. Além da carreta, outros dois veículos, uma caminhonete L-200 e um Honda Civic, usados pelo grupo, também foram apreendidos. A apreensão ocorreu após um trabalho de dois meses de investigações.


ECONOMIA

Dia dos Namorados movimenta setor de venda direta no Estado

Vendedores comemoram aquecimento nas vendas Assessoria

As datas comemorativas são um estímulo para alavancar as vendas em diversos setores. Nos dias que antecederam o Dia dos Namorados, o movimento do comércio aumentou em todo país, e as vendas incrementam para quem produz ou revende artigos que remetam à data. É o caso de quem vende cosméticos, confecções, chocolates, flores, lingeries, entre outros. Com opções de presentes variadas, algumas estratégias utilizadas por quem pretende faturar na data são produtos personalizados e no atendimento baseado em relacionamento. Para a consultora Natura Arlete Polito Firmino, o Dia dos Namorados deste ano será positivo. “Estou prevendo um aumento de cerca de 20% nas minhas vendas. Hidratantes, batons e óleos de massagem que esquentam e esfriam estão sendo bastante procurados. Além disso, hoje já não existe mais o mito de que presentear com perfume faz acabar o relacionamento. Tanto que o perfume é um dos presentes mais procurados e o movimento já está superior ao do ano passado”,

comemora. Outra consultora que tem a mesma percepção de aquecimento dos negócios é Mariana Cometti Koehler. “Estou prevendo um crescimento de até 10% no meu faturamento. Produtos para banho e corpo, perfumaria e maquiagem já estão entre os mais pedidos. Outros para tratamento facial também estão entre os preferidos. E a expectativa está ainda melhor para as vendas de última hora. Geralmente é o melhor período e a procura triplica”, diz. Dicas Arlete e Mariana dão dicas de como faturar uma renda extra nessa ocasião. “Além dos atributos atitudinais de boa vendedora como simpatia e originalidade, é importante ter produtos para pronta entrega. Ainda mais quando a data vai se aproximando, ter o produto ao alcance do consumidor é fundamental”, aconselha Mariana. Elas destacam o fato de que as empresas oferecem embalagens customizadas e kits diferenciados que ajudam a apresentar melhor e dar o tom especial ao presente. A Natura, por exemplo, traz este ano 13 kits para a data, tanto para o

público masculino quanto para o feminino, que vão desde itens pessoais demaquiagem e perfumariaaté kits com produtos para serem usados a dois. Os preços variam de R$ 19,90 a R$ 103,90. Opções de qualidade não faltam, com a vantagem de se conseguir fugir dos shoppings que, nesta época, ficam lotados de pessoas à procura do presente ideal. Escolher em casa, com calma, e recebendo informações de uma consultora de confiança, pode reduzir bastante a chance de comprar algo às pressas e não agradar. Números De acordo com a ABEVD (Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas), o mercado de venda direta somou, em 2010, R$ 26 bilhões, índice 17,2% superior ao obtido em 2009. Já no primeiro trimestre de 2011, o volume nominal das vendas foi de R$ 5,8 bilhões, resultado 8,9% maior do que o registrado em igual período de 2010. Sobre a Natura A Natura é a maior fabricante brasileira de cosméticos e produtos de higiene e beleza e líder no setor de venda direta. Criada em 1969 a partir de um laboratório e uma pequena loja em São Paulo, hoje a empresa possui mais de 6 mil colaboradores e registrou no ano de 2010, receita líquida de R$ 5,1 bilhões, um crescimento de 21,1% em relação ao ano anterior. O lucro líquido foi de R$ 744,1 milhões. A Natura está presente no Brasil, Argentina, Peru, Chile, México, Colômbia e França onde mantém uma loja e um centro-satélite de pesquisa e tecnologia. Na Bolívia, Guatemala, El Salvador e Honduras atua por meio de empresa distribuidora. Sua força de vendas é formada por mais de 1,2 milhão de consultoras, sendo mais de 1 milhão no Brasil e cerca de 200 mil no exterior.


Câmara de Cáceres aprova lei que cria Semana Municipal do Meio Ambiente Foto: Arquivo

Vereador Alonso Batista autor do projeto de lei Assessoria Roselma Crescente

A Câmara de Cáceres aprovou na sessão ordinária do último dia 6, o projeto de Lei n º 03 de 18 de junho de 2010 de autoria do representante do mandato coletivo, vereador Alonso Batista PT que institui a Semana Municipal do Meio Ambiente. Antes dos parlamentares votarem o projeto foram apresentados dados e reflexões sobre problemas e perspectivas do meio ambiente. O grupo Raízes apresentou uma mística referenciando a água ao batismo. Num ato simbólico durante a apresentação o grupo molhou as mãos dos vereadores com água das nascentes do Rio Paraguai.

O professor José Ricardo Castrillon explicou sobre o Pantanal os impactos ambientais e s uas cons eqüências para a sociedade. Ele falou ainda dos prejuízos ambientais que a Hidrovia Paraguai Paraná poderá trazer para a região de Cáceres. Durante a sessão o Secretário Municipal de Agricultura James Cabral apresentou dados sobre o uso de agrotóxico e os problemas de saúde proveniente do uso desses produtos. James disse que mesmo não se utilizado desse recurso em grandes escalas como ocorre na região norte Cáceres e região absorve, veneno embutido na água e alimentos produzidos de outras regiões. Ele disse ainda que o

Brasil é o maior consumidor de agrotóxico do mundo e citou a depressão como exemplo de doença causada pelo agrotóxico. Vi l m o n A l v e s , representante da ONG Fase, fez um breve histórico sobre os 40 anos do código florestal brasileiro e disse que as recentes alterações aprovadas no congresso só fortalece a bancada ruralista e que o código não precisa de mudanças deve apenas ser implementado e cumprido. Vilmon expos ainda dados dos órgãos de fiscalização ambiental demonstrando o alto índice de multas ocasionadas por desmatamentos irregulares.” Além do grande volume de multas a maioria não são pagas, já as mudanças no código florestal é a anistia para a maioria dos crimes ambientais “, enfatizou Alves ao mesmo tempo que chamou atenção da sociedade para sensibilizar o governo federal a vetar as alterações caso sejam aprovadas pelo senado. O Dia Mundial do Meio Ambiente é comemorado em cinco de junho. A data foi recomendada pela Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente, realizada em 1972, em Estocolmo, na Suécia. Por meio do decreto 86.028, de 27 de maio de 1981, o governo federal também decretou no Brasil a Semana Nacional do Meio Ambiente.

Rotary Club faz entrega de alimentos à entidade carente

Momento da entrega dos alimentos no Lar Servas de Maria Editoria

A direção do Rotary Club entregou na semana passada, dezenas de quilos de alimentos não perecíveis, arrecadados durante o I Ciclo de Palestras, realizado de 23 a 27 de maio. Foi beneficiado com a

ação, o Lar Servas de Maria de Cáceres. Na avaliação do coordenador do evento, Geraldo Leão da Silva o resultado superou as expectativas. arrecadados durante o I Ciclo de Palestras, realizado de 23 a

27 de maio. Foi beneficiado com a ação, o Lar Servas de Maria de Cáceres. Na avaliação do coordenador do evento, Geraldo Leão da Silva o resultado superou as expectativas. O 1º Ciclo de Palestras foi realizado em parceria entre o Grupo Cometa, Todimo (Materiais p/ construções), Acec (Associação Comercial e Empresarial de Cáceres), FAPAN (Faculdade do Pantanal), com apoio do Jornal Expressão. Na avaliação do rotariano Geraldo Leão “a organização foi f a n t á s t i c a . Tu d o a c o n t e c e u conforme programado, dentro do horário estabelecido pela coordenação; as palestras cujos temas de grande relevância social tiveram objetivo de promover o crescimento coletivo e individual das pessoas que vivem aqui, e também de dar oportunidades a sociedade organizada de reivindicar, principalmente do Secretario de Estado”.


INFORME PUBLICITÁRIO

Estrada Parque tem estudo na Secretaria Estadual Foto: Arquivo

Assessoria

A transformação da estrada pantaneira conhecida como “boiadeira antiga” em parque cuja extensão perfaz 80 quilômetros, desde o seu entroncamento com a rodovia federal 070, na Fazenda Onças, próxima ao Distrito do Limão, no município de Cáceres até a Fazenda Uberaba, já está sendo estudada por técnicos da Secretaria de Estado de Transportes e de Pavimentação Urbana (SETPU), em Cuiabá. A informação foi dada através de oficio da secretária A p a r e c i d a M a r i a B o rg e s Bezerra, a “Teté Bezerra” atualmente ocupa a chefia na Secretaria Estadual de Desenvolvimento do Turismo, em resposta ao presidente da Câmara de Cáceres, o vereador Antonio Salvador da Silva (PSDC), autor da indicação para transformar essa via terrestre situada no Pantanal de Mato Grosso, em “estrada parque”. A indicação foi aprovada pela Câmara de Cáceres, no dia 09 de maio deste ano. Além da Secretaria de Turismo, outras pastas do governo do Estado, como Casa

Civil e Secretaria de Meio Ambiente, também estão avaliando a propositura do vereador de Cáceres, cuja justificativa, é de ofertar a toda população o tão sonhado desenvolvimento sustentável sem prejuízos as atividades das fazendas e nem ao meio ambiente. Nas margens dessa vicinal que se inicia na lendária fazenda “Onças” até seu termino nos limites do Parque Estadual do Guirá, a vegetação está preservada. E melhor há um consenso entre todos os fazendeiros cujas propriedades são atendidas pela estrada, de que a criação do parque, trará incontáveis benefícios, especialmente a natureza. Em se efetivando o projeto sem duvida a transformaria num do mais belo cenário voltado para o turismo de contemplação. Ao longo do percurso da “boiadeira antiga “ como é batizada pelos usuários desse trecho ela percorre as seguintes fazendas: Onças, Alegria, Campo Belo, Providencia, Porto das Garças, Nossa Senhora do Bauxio, Moeda, Vazante do Inhatuim, São Sebastião, Descalvados e Fazenda Uberaba, esta ultima já na divisa com o

território boliviano que é também margeada para baía de Uberaba, um das maiores de água doce de Mato Grosso. Num dos pontos centrais da estrada se localiza a Fazenda São Sebastião, com mais de um século de existência cuja produção é voltada para criação extensiva de gado para corte. Como a São Sebastião, outras propriedades tem as mesmas características como atividade principal quer seja, pecuária de cria, recria, engorda para abate. A expectativa de consolidação desse projeto é grande entre os produtores, tendo em vista que uma eventual efetivação do “parque” agregará outros valores à produção que já vem sendo explorada há mais de um século. Além de oportunizar a geração de empregos para guias turísticos. Durante muitos anos essa estrada era movimentada apenas pelas comitivas de peões contratados para transportar numerosos rebanhos bovinos, do Pantanal para outras localidades de Mato Grosso, e até mesmo para os estados de Rondônia, Acre e Bolívia. Ou no sentido contrário. Além da beleza incomparável dessa localidade, “estórias” da peonada, dos vaqueiros que caçavam gado bravio, conhecido como “baguás”, povoam as rodas de prosas nas fazendas, quando ocorrem festas de santo, sempre a beira de uma fogueira. Mesmo com a ocupação por extensas agropecuárias, a futura estrada Parque, conserva densas matas nativas, nas quais habitam centenas de aves e de animais do Pantanal. Em pelo menos dois trechos é rachada por corixos e vazantes que descem rumo ao rio Paraguai e as lagoas das áreas alagadiças. A iniciativa de estudos para instalação da estrada parque teve enorme repercussão em vários setores da sociedade. O

renomado professor Arno Rieder, da Universidade do Estado de Mato Grosso, se manifestou favoravelmente a implantação, apontando que essa área além de arrastar turistas para a contemplação da fauna e exuberante flora pantaneira, servirá para estudos de cientistas, pesquisadores e principalmente dos estudantes, se transformando numa espécie de banco de dados para subsidiar estudos nas áreas

de agronomia, botânica e ainda para os próprios pecuaristas que exploram essa região apenas com criação de bovinos. ONDE FICA? A estrada vicinal tem inicio na margem esquerda da Rodovia Federal 070, no trecho compreendido entre Cáceres (MT) até a cidade boliviana de San Mathias, estando ainda a margem direita dos rios Jauru e Paraguai. (João


Clarice Navarro Diório

Jô e Masato Nakahara Alianna Cardoso e Leonardo Vançan

Lécio e Pitu Moura

Cláudio Palma Dias e Marisa

Vivyane e Reginaldo Andrade Bicudo

Valdir e Patrícia

CONTATOS COM A COLUNA: 9965 - 6176 / E-MAIL: clarice-freitas@hotmail.com


EXPERIÊNCIA

Pelé dá dicas de posicionamento a Neymar: 'Não pode ser só ponta’ (Foto: Editoria de Arte/GLOBOESPORTE.COM

Neymar precisa amadurecer, segundo Pelé Globo Esporte

Pelé está encantado com Neymar, a ponto de ver qualidades no jogador que nem Messi tem. O Rei do futebol, porém, acredita que o atacante ainda possa evoluir em alguns aspectos de seu jogo,

principalmente na parte tática. Em entrevista ao Globo Esporte, Pelé afirmou que o camisa 11 do Santos precisa se exibir menos para a torcida e melhorar seu posicionamento em campo. - Acho que o Neymar precisa de um pouco mais de maturidade. Ele está

se preocupando muito em jogar para a torcida. Outra coisa que eu estava comentando também, e que acho que o Muricy vai tirar esse vício dele, é que o Neymar virou ponta-esquerda. E um jogador com a habilidade dele não pode ficar só parado ali. Outra recomendação do Rei foi em relação aos escanteios. Para Pelé, o Santos precisa arranjar um outro cobrador. - Ele não é jogador para bater escanteio. A cada escanteio que ele bate, são dois ou três minutos fora do jogo. Ele tem de ficar na meialua. Como ele é habilidoso, em todo rebote ele vai criar mais e fazer gols. Por fim, Pelé fez questão de elogiar o jovem atleta e fez uma comparação entre o santista e o argentino Lionel Messi. - (O Neymar) finaliza com a esquerda e a direita com a mesma facilidade, coisa que o Messi, com a direita, não tem muita confiança. Não é muito positivo. Até aí você pode esperar que ele seja uma grande figura.

'Acostumado', Muricy diz que poderia encarar viagem de ônibus ao Uruguai Assessoria

A nuvem de cinzas e poeira provocada pelas erupções do vulcão chileno Puyehue, que interrompeu voos para o Sul do Chile, Buenos Aires e Montevidéu, local da primeira partida entre Penãrol e Santos, pela final da Taça Libertadores, na próxima quartafeira, agora isolam o Sul do Brasil. Assim, a viagem do Peixe para a capital uruguaia segue complicada. O clube mantém sua programação. Espera viajar na terça-feira, às 9h, mas alternativas já estão sendo estudadas. O problema agora é o fechamento dos aeroportos do Rio Grande do Sul. Caso não fosse possível chegar a Montevidéu, o clube estudava fretar um avião para chegar o mais próximo possível da capital uruguaia, via estado gaúcho. O restante do trajeto seria feito de

ônibus. Se o espaço aéreo da Região Sul continuar fechado até o início da semana, o Santos terá duas alternativas: ou convencer a Conmebol a adiar o jogo ou viajar por terra. São cerca de 2 mil km de Santos a Montevidéu. O técnico Muricy Ramalho diz que encararia a jornada numa boa e lembra os tempos em que cortava o Brasil de ônibus, comandando equipes menores na disputa da Série C, no entre o fim da década de 90 e o início dos anos 2000. - Ih, já encarei tanta estrada disputando Série C que já estou acostumado. Quem é do futebol não sofre. Já peguei alimentação ruim, hotel péssimo. Cada coisa! Estamos atentos a esse problema do vulcão. Pedi à diretoria para cobrar um posicionamento da Conmebol. Vamos aguardar. O presidente santista, Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, descarta mandar o elenco de ônibus

para Montevidéu. Assegura que essa hipótese não está sendo cogitada. - Por razões logísticas, a Conmebol terá de tomar uma decisão. Mas ainda não estamos tratando disso. Até porque acredito que teremos um céu de brigadeiro na terça-feira diz o dirigente. O assessor de comunicação da Confederação Sul-Americana, Nestor Benitez, afirma que a hipótese de adiamento da partida ainda não está sendo discutido. No ano passado, o Barcelona sofreu com isso. As cinzas de um vulcão islandês interromperam o tráfego aéreo na Europa e a equipe catalã teve de viajar por terra até Milão, na Itália, para enfrentar o Internazionale pelas semifinais da Liga dos Campeões. Foram cerca de mil quilômetros, que extenuaram a equipe de Messi. Os italianos venceram por 3 a 1 e eliminaram os espanhois.


ANO III - Edição - nº 0324