Page 1

www.eshoje.com.br DIVULGAÇÃO

Vitória, 8 de fevereiro de 2019 J Ano XIX J Nº 735 J Edição Gratuita Semanal

Cebola faz toda diferençajESHJ2

COLUNA

Trilhões sem a burocraciaj6

PEDRO CUNHA

SABORES

DIVULGAÇÃO

Fundado em 19 de julho de 2000 por Carlos Roberto Coutinho

ESHOJE2

Dona Hermínia está de volta

Fundo da criança tem verba desviada Lei aprovada no fim da gestão Paulo Hartung, em caráter de urgência, desrespeita Estatuto da Criança e do Adolescentej3

Clássico do futebol neste fim de semana

Rio Branco e Desportiva Ferroviária se enfrentam no Kleber Andradej7 ARQUIVO PESSOAL

DIVULGAÇÃO

ABERTA TEMPORADA DE ENSAIOS TÉCNICOS

CONTA DE ENERGIA NO PROCON

Escolas vão cruzar o Sambão do Povo para afinar apresentaçõesj4

j5

Cobrança indevida é a principal reclamação contra a EDP no serviço de defesa do consumidor; aumentos de até 150% motivam protestos

Caixa-preta do pleito em cooperativa de médicos O debate é intenso na Unimed Vitória, mas nada é divulgadoj5


2

Opinião

SEXTA-FEirA, 8 dE FEvErEiro dE 2019 j www.EShojE.com.br

fOTO DA SEmAnA

ESPAÇO DO LEITOR athila hercules

Cariacica dos buracos

Na reportagem que EShojE fez nas ruas de jardim América, mostrando que a prefeitura de cariacica gastou mais de dois milhões, mas ruas continuam esburacadas, a situação é pior em outros bairros. Façam um passeio por bela Aurora também. A situação está vergonhosa!! Abandono total da prefeitura! É buraco atrás de buraco e não tem como fugir deles. Adriana Rodrigues

Voluntários em Brumadinhos

ESHOJE esteve em Brumadinho acompanhando as buscas por pessoas, corpos e da volta da vida normal

EDITORIAL

Sônia Oliveira

Energia salgada 1

Segurança em pauta As medidas anunciadas pelo ministro Sérgio Moro, da Segurança Pública, vêm ao encontro dos mais significativos anseios da sociedade brasileira, cujo sentimento foi manifestado nas urnas com a eleição do presidente Jair Bolsonaro. Não cabe mais detalhar as ações propostas, já exaustivamente debatidas pela sociedade civil organizada, e que vem encontrar oposição na oposição, até porque há uma torcida ferrenha e inconsequente para que a atual administração fracasse em qualquer frente de atuação. Mas o que Sérgio Moro fez foi apenas o dever de casa, qual seja, criar condições e mecanismos que possibilitem que a administração pública siga o caminho do dinheiro. São muitos os problemas brasileiros atuais, no campo da segurança pública, mas todos passam por três vertentes sobejamente conhecidas: corrupção, tráfico de drogas e lavagem de dinheiro. A questão é que os males causados pela corrupção e pela interferência do tráfico de drogas no centro do poder, acabam afetando, diretamente, áreas vitais como saúde, educação, transportes, geração de emprego e renda. O problema continua sendo a falta de credibilidade do Congresso Nacional e da classe política, majoritariamente. Esperar qualquer contribuição efetiva de bandidos com imunidade parlamentar é sonhar alto demais. As reformas passam pela aprovação e adesão da Câmara dos Deputados e do Senado Federal. Mas alguém em sã consciência acredita que os congressistas vão jogar contra o próprio patrimônio? Deputados e senadores serão capazes de, em nome da ética e da moralidade, criar condições para que eles próprios sejam alcançados pelas

garras da Justiça? Há outro problema de insofismável importância: como vai se comportar o sempre suspeito e desacreditado Supremo Tribunal Federal diante do governo de Jair Bolsonaro? O primeiro movimento foi uma desafinada impiedosa, com nova tentativa de judicialização do processo político nacional. O presidente do STF, Dias Tóffoli, valendo-se de prorrogativas que não lhes são atribuídas pela Constituição, tentou conduzir, por meios absolutamente contrários ao ordenamento jurídico brasileiro, o desmoralizado Renan Calheiro à presidência do Senado Federal. Dias Tóffoli e Renan Calheiros foram derrotados. A democracia brasileira foi vitoriosa. Mas a questão central continua dependendo do jogo de pressões populares (e militares) sobre os ministros do STF que, contrariando decisão já consolidada e, mais do que isso, o entendimento jurídico do pensamento nacional, insiste em recolocar a pauta a questão da prisão após condenação em segunda instância. Ministros do STF já esboçaram reação contra o plano de Sérgio Moro, o que significa que a proposta é boa para o Brasil. É desonroso para a sociedade brasileira ser tratada com tamanho desprezo pelo Poder Judiciário que, em última análise e em última instância, vê-se tentada, mais uma vez, a rasgar a Constituição Federal para proteger bandidos de estimação. Parece, até, instinto de preservação da espécie.

tiragem: 5.000 exemplares circulação: Grande vitória e digital periodicidade: Semanal

A opinião dos colunistas não reflete o posicionamento do veículo

Fico feliz em saber que existem pessoas como os capixabas e todas as pessoas que se voluntariaram em brumadinho. São pessoas solidárias, todos estão de parabéns, que só o Senhor possa recompensar cada um, que formou equipe abençoada por deus.

rua Paschoal delmaestro, 260 Ed. vila da Praia, Sl. 5 e 6 - jardim camburi - vitória - Espírito Santo cep. 29.090-460 Tel. 27 3395-1800/Fax. 3395-1801 www.eshoje.com.br redacao@eshoje.com.br

diretor geral carlos roberto coutinho carlos@eshoje.com.br

Um verdadeiro absurdo o que a EdP Espírito Santo faz com os capixabas. As situações relatadas na reportagem sobre aumentos fora do normal mostram que estamos sem quem defenda o consumidor. Algo tem que ser feito pra abaixar esses valores, o salário diminuiu e a energia aumentou?!! como um assalariado pode viver bem assim?!! Sem contar o aumento do gás de cozinha também. Marinete Borlot

Energia salgada 2

Eu estou sem energia porque não tenho como pagar a conta. A minha cunhada e dividimos e este mês terei que pagar r$170 sem poder. Eu tive que fazer serviço extras para ajudar a pagar, porque a EdP não faz um acordo que dê condição de pagamento. isso é um absurdo e apoio estas pessoas que protestam. Sou vendedora autônoma e preciso estar trabalhando para pagar a conta. Giovana Nunes

Energia salgada 3

Não é só energia que está cara. A sexta básica, combustível, material escolar, enfim tudo. vamos fazer o que? Enquanto o país tiver essa carga tributária alta sempre

iremos passar por isso. E outra: na minha opinião esse manifesto é tudo jogada politica de mais um querendo se dar bem as custas dos menos favorecidos. Alexandre Vitória

Energia salgada 4

Palhaçada, esses governantes quererem ganhar em nossas costas. Eu passei um mês na bahia, não ficou ninguém em casa e só ficou a geladeira ligada. Quando eu cheguei de viagem encontrei uma conta de quase 700 reais. como pode esse absurdo? Se eu atraso a EdP corta. Mailza Ribeiro

Brumadinho

Nós do povo desconhecemos o submundo de negócios das grandes empresas como a vale. A prisão dos dois engenheiros que assinaram o laudo da barragem do córrego do Feijão em brumadinho, assinaram sob pressão se não assinassem seriam mandados para rua. Se fossem contratados receberiam idêntico tratamento. É hipocrisia dizer que eles são os culpados. Carlos Carvalho

PIS e PASEP

Novo golpe na praça. Tem pessoas humildes que vão tirar se PiS na lotérica apresenta o cartão e a funcionária passa o na máquina e mente dizendo que o Governo não depositou. Quando ele vai embora ela embolsa o dinheiro. Todos devem ficar atento, pois quando o PiS não estiver depositado ela tem que fornecer um recibo do extrato mostrando que não houve depósito pelo governo. Carla Loureiro

Trânsito seguro

o senador Fabiano contarato assumiu apresentando projeto para impedir que o código de Trânsito converta em penas alternativas as punições para motoritas que beberem e dirigirem, provocando acidentes e mortes. Tomara que funcione para os poderosos. Tinha que acabar com o tal pagamento de fianças, porque fiança só protege os filhos de papaizinhos poderosos. Jose Duarte Do Nascimento

twitter: @eshoje / facebook: eshoje / instagram: /eshoje

projeto gráfico renon Pena de Sá e Patrícia Araújo www.renondesign.com fotografias diretora administrativa Arquivo bianca coutinho Atila hércules bianca@eshoje.com.br redacao@eshoje.com.br diagramação diretora de redação/editora danieleh coutinho - mTb/ES 2694-jP jeferson Louis - mTb/ES 3605/ES danihcoutinho@eshoje.com.br

redação carolina boueri Gustavo Gouvêa heberton Silva Lizandra Amario márcia Almeida miranda Perozini Thaís rossi


Cidades

SEXTA-FEirA, 8 dE FEvErEiro dE 2019 j www.EShojE.com.br

3

Fundo da infância é desviado Lei Estadual que altera destinação dos recursos ignora Estatuto da criança e do Adolescente Gustavo Gouvêa gustavo@eshoje.com.br

U

ma lei estadual que altera as formas de destinação do Fundo da Infância e Adolescência (FIA), proposta pelo ex-governador Paulo Hartung, e aprovada em regime de urgência nas comissões de Justiça, Cidadania e Finanças da Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales), em 12 de dezembro de 2018, passou por cima do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). A lei 10.954/2018 é vista como imoral por membros de entidades e o Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Criad) luta para que ela seja revista e alterada junto ao atual governo. A questão que os membros do Criad questionam é a aprovação, com urgência, desta lei a poucos dias de troca de governo. Paira a desconfiança sobre, se a modificação da destinação dos recursos para áreas como educação, saúde e assistência, que são vetadas de receber o fundo por força de resolução nacional, seria uma manobra governamen-

tal para aumentar os cofres de secretarias estratégicas. “Essa é a questão que gostaríamos de saber, quais são os reais interesses”, indaga Galdene Santos, presidenta do Criad. Segundo o ex-governador a proposta “visa facilitar os procedimentos e melhorar a eficiência no aporte e aplicação dos recursos doados por pessoas físicas ou jurídicas ao FIA, dedutíveis do imposto de renda, em consonância com as previsões contidas na legislação federal”. Mas a Lei 10.954/2018 atropelou hierarquias. De acordo com o parágrafo 2º do artigo 260 da Lei n° 8.069/90 (ECA), os recursos do FIA são vinculados aos Conselhos dos Direitos da Criança e do Adolescente – sejam eles municipais, estaduais ou nacional – caso do Criad, que é formado por representantes do Poder Público e de entidades comunitárias de defesa, atendimento e de estudos e pesquisas, na área das ações sociais para a infância e a juventude. Esses conselhos são, pela lei, os órgãos formuladores, deliberativos e controladores das ações de implementação das políticas

nayana magalhães

Conselhos questionam o motivo da aprovação da lei em fim de mandato e em caráter de urgência dos direitos da criança e do adolescente, sendo os responsáveis por gerir os fundos, fixar critérios de utilização e o plano de aplicação dos recursos.

Entretanto, a Lei 10.954/2018, aprovada em regime de urgência e por meio de pareceres orais, alterou, sem consultar o Criad, as formas de destinação do FIA, que

são estabelecidas pela resolução n° 137/2010 do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda) e pela resolução nº 04/2013 do Criad.

Áreas “proibidas” contempladas Equívocos na nova lei A lei 10.954/2018 acrescentou ao artigo 3º da Lei nº 4.653/1992, que cria o FIA no Estado, cinco parágrafos, dentre os quais o 4º e o 5º são os motivos das maiores polêmicas. Além de tornar facultativa a destinação dos recursos do FIA a entidades privadas sem fins lucrativos, é imposta no parágrafo 4º, a condição de que as propostas dos investimentos “prevejam ações nas áreas de assistência social, saúde, educação, cultura, esporte, lazer, comunicação ou capacitação, voltadas exclusivamente ao atendimento de crianças e adolescentes”. “Nos orientamos pela resolução n° 137/2010 do Conanda, em seus artigos 15 e 16, que tratam da movimentação dos recursos do FIA e para qual áreas serão destinados. A resolução diz que é vedada a utilização do recurso para financiamento de políticas sociais básicas em caráter continuado e que disponham de fundo específico, como é o caso da educação, saúde e assistência. E a lei aprovada cita para onde deve ser destinado o fundo, incluindo outras áreas. Além disso, segundo a resolução, a transferência dos recursos só poder ser feita com autorização dos conselhos”, explica Galdene. De acordo com o artigo 15 da resolução citada pela presidenta

divulgação

Recursos não podem financiar políticas sociais básicas contínuas do Criad, os recursos do FIA devem ser destinados ao financiamento de ações governamentais e não-governamentais relativas a desenvolvimento de programas e serviços complementares ou inovadores da política de promoção, proteção, defesa e atendimento dos direitos da criança e do adolescente; e também ao acolhimento, sob a forma de guarda, de criança e de adolescente, órfão ou abandonado. Também são contemplados com o FIA programas e projetos de pesquisa, de estudos, elaboração de diagnósticos, sistemas de informações, monitoramento e avaliação das políticas públicas de promoção, proteção, de-

fesa e atendimento dos direitos da criança e do adolescente; programas e projetos de capacitação e formação profissional continuada dos operadores do Sistema de Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente; desenvolvimento de programas e projetos de comunicação, campanhas educativas, publicações, divulgação das ações de promoção, proteção, defesa e atendimento dos direitos da criança e do adolescente; e ações de fortalecimento do Sistema de Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente, com ênfase na mobilização social e na articulação para a defesa dos direitos da criança e do adolescente.

Já o novo parágrafo 5º versa que os recursos do Fundo que se referem a doações de contribuições do Imposto de Renda ou de outros incentivos fiscais e financeiros “poderão ser objeto de transferência voluntária para as entidades privadas sem fins lucrativos desde que estejam credenciadas junto à Secretaria de Estado de Direitos Humanos (SEDH), com propostas para receber apoio financeiro do FIA“. Neste caso, além de, mais uma vez, deliberar sobre as condições de destinação dos recursos, papel este dos Conselhos, o grande problema, segundo Galdene, é que a maioria das entidades beneficiadas com o Fundo estão inscritas nos municípios. “A resolução do Conanda ratifica o que está no estatuto, só deliberando a funcionalidade da lei. Fala que a transferência dos recursos tem que ser só com autorização do Conselho. Desde quando o Estado inscreve entidades para receber recursos do FIA? Isso não está na legislação. As entidades, de um modo geral, se inscrevem no município onde estão inseridas, e não a nível estadual. Toda vez que é elaborado um edital de recursos e projetos, a instituição coloca seu projeto. É o projeto que é

Desde quando o Estado inscreve entidades para receber recursos do FIa? GalDEnE santos, Criad

avaliado, não a instituição”. De acordo com o Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente há um processo de diálogo com o novo governo por meio da Secretaria Estadual de Direitos Humanos (SEDH). “Já estivemos numa reunião de apresentação. A equipe já foi no Conselho e ainda teremos uma reunião com a secretária de Direitos Humanos para passar essas demandas e confiamos que os conselhos contarão com atenção devida”, disse Galdene. A SEDH informou, em nota, que a secretária de Estado de Direitos Humanos, Nara Borgo, está se reunindo com todos os representantes de Conselhos e movimentos sociais para ouvir as suas demandas. “A Secretaria de Estado de Direitos Humanos (SEDH) irá manter o diálogo aberto com o Criad sobre a legislação vigente e sobre a viabilidade ou não da alteração da lei”, finaliza a nota.


4

SEXTA-FEIRA, 8 DE FEVEREIRO DE 2019 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Abre alas

Marina Zanchetta abrealas@eshoje.com.br

O show vai começar

DIVULGAÇÃO

A Pega no Samba tem movimentado as ruas do bairro com ensaios na semana e mostrará uma linda junção do clássico de Lenira Borges (homenageada do enredo) com a comunidade. Já concentrados estão os diretores de harmonia da Novo Império. Os imperianos mostram que virão com toda força na disputa pelo campeonato.

Semana que vem terão inicio os tão esperados ensaios técnicos. De segunda a sábado os olhos da população capixaba estarão voltados para o Sambão do Povo. A Império de Fátima é a primeira a pisar na avenida dia 11, seguida da Andaraí e Imperatriz do Forte. Todos os setores das escolas de samba estão convocados a participar dessa que é a prévia mais importante para a decisiva disputa de qual será a melhor escola do carnaval capixaba em 2019. O mais importante, o show é gratuito! O público pode ver ou até mesmo participar do evento. Momento ideal para aprender o samba e até mesmo fazer contato para comprar a sua fantasia!

Vai dar samba 2

Jornada exaustiva

O diretor Patrick Rocha, da MUG, confessa que nesse período não é fácil encarar a jornada de trabalho exaustiva. Além de trabalhar no carnaval ele é funcionário público, precisando conciliar as duas atividades. Essa é a realidade da maio-

ria das pessoas que atuam no carnaval capixaba. Às vezes chegam a encarar jornada tripla de trabalho, e para os que podem é nessa época que pedem férias ou licenças conseguindo participar com mais tempo em suas agremiações.

Nova Velha Guarda Vai dar samba

A Chegou o que Faltava virá com surpresas na comissão de frente e um grupo muito unido em sua harmonia. A Boa Vista fechará a segunda noite e tem gerado grande expectativa nos sambistas. Os integrantes da Jucutuquara movimentam costureiras e bordadores montando looks especiais para quarta-feira. Tem figurino sendo guardado a sete chaves!

Por falar na Mocudade Unida da Glória, o presidente Robertinho apresentou com orgulho os componentes que farão parte da Velha Guarda. A ala tradicional conta com pessoas que ajudaram a construir a história do Leão. Devidamente uniformizados eles foram recebidos com carinho pelas baianas da agremiação.

Diário de uma porta bandeira Pisarei no Sambão do Povo pela primeira vez com minha escola na segunda-feira (11/02) às 21h. Estou ansiosa, tremendo e animada. Meu mestre-sala e eu homenage-

aremos Stan Lee, criador dos heróis da Marvel. Afinal, os heróis são tema de nosso enredo. Convido você a presenciar esse momento na Andaraí.

plano de saúde com ampla cobertura hospitalar

R$ 79,00 planos a partir de

*

*Plano Ambulatorial (participativo) 0 - 18 anos

3078-0211


Vitória, 8 de fevereiro de 2019 J Ano XIX J Nº 735J Edição Gratuita Semanal

www.eshoje.com.br

Fundado em 19 de julho de 2000 por Carlos Roberto Coutinho

Nossos artistas não param...

Os artistas do Espírito Santo falam sobre seus projetos que serão lançados ao longo deste ano Márcia alMeida cultura@eshoje.com.br

N

o quesito cultura, sabemos que os capixabas realmente “pocam”. Seja na música, literatura, artes plásticas, audiovisual, teatro... Não importa o segmento, o que percebemos é um nível cada vez maior do que é produzido pelos nossos talentosos artistas. Como 2019 já está em pleno vapor, fomos em busca das novidades que alguns dos nossos representantes culturais estão preparando para este ano. E o maior presenteado será o público, já que muitos projetos bacanas estão a caminho. Começamos com as novidades no meio literário. O escritor Sérgio Blank prepara-se para lançar, após 23 anos, uma obra inédita, o livro de poemas e prosas “Blue Sutil”. Será na segunda-feira (11), às 19 horas, no Hortomercado, em Vitória. Blank explica que há muitos anos não escrevia pois estava envolvido com outros projetos. Após uma pausa para cuidar da saúde, ele diz que teve tempo para fazer uma reflexão e, a partir daí, começou com anotações, que foram para suas redes sociais e o incentivo dos seguidores o motivou a lançar esta que é a sua oitava obra. “É um trabalho despretensioso, produzido por mim mesmo, para celebrar os 35 anos do meu en-

dIVulGAção

volvimento com a literatura”, destaca o escritor. Diego Lyra e Leo Norbim também estão trazendo novidades para o mercado cultural. Eles são os idealizadores do Sarau Almanaque, evento que reúne em um mesmo espaço quem fomenta a cultura no Espírito Santo. “É um ponto de encontro onde todos possam trocar ideias e até trabalhos”, declara Lyra. O Sarau Almanaque é um evento mensal e, a cada encontro é dada voz a uma manifestação cultural diferente. Na próxima edição, que vai acontecer em março, o tema será “A voz das mulheres no cinema e na literatura” e contará com a presença da escritora Bernadette Lyra. Para o cantor Fernando Liandro, este é o ano da virada em sua carreira, que está passando por transformações. A principal delas é a mudança de estilo musical, já que ele, até então conhecido por se dedicar ao sertanejo, surge como uma das promessas do forró. Sua primeira música de trabalho desta nova fase chama-se “Taxista”, composta pelo próprio cantor com o amigo Jader Tavares. O clipe da canção, que tem a participação do cantor Marcelo Melo, vocalista e produtor da banda Pancanejo, já está disponível no canal do artista no Youtube. Liandro do Forró também vai gravar, em março, seu primeiro CD.

Sérgio Blank (acima) lança o livro de poemas e prosas “Blue Sutil”, após 23 anos de seu último lançamento. Já Fernando liandro (lado) aposta no forró, enquanto Yuriê Perazzini (abaixo) prepara para março o espetáculo de dança, Moquear: Sem receita

espetáculo de dança também em março estreia o espetáculo solo de dança "Moquear: Sem Receita", da artista Yuriê Perazzini, com direção de Ivna Messina e dramaturgismo de Alexsandra Bertoli. O objetivo é promover um resgate sociocultural da formação de nossos povos, mais especificamente da população que manifesta em seus corpos a ancestralidade negra e indígena. Em cena, Yuriê traz as linguagens que fazem parte de sua trajetória artística – as danças urbanas, a capoeira, as danças populares e as danças afro-brasileiras – para tentar responder à sua in-

quietação: com quantos corpos se faz uma moqueca? Através da dança, em "Moquear: Sem Receita", são abordadas questões como o racismo, a objetificação da mulher, a dualidade entre colonização e descolonização e a violenta mistura de etnias que compõem o povo brasileiro. "O início do projeto se deu no terreiro da Igreja Reis Magos, localizada em Nova Almeida, Serra, cenário de violência contra os povos indígenas e negros escravizados. Seguimos pesquisando pontos de interesse, como as telhas feitas nas coxas dos es-

cravizados, a contraposição de conhecimento científico à oralidade, o olhar romântico e ao mesmo tempo colonizador do indianismo, a violência contra as minorias e os rastros que configuram corpos brasileiros deixados pela influência (genética ou não) de negros, indígenas e europeus", aponta Yuriê. Nossos talentos são indiscutíveis. A dica de ESHOJE2 é que todos acompanham de perto o trabalho dos artistas locais e, sempre que possível, prestigiem suas apresentações, pois nada mais motivador do que uma plateia presente e participativa.


2

Programe-se

SEXTA-FEirA, 8 dE FEvErEiro dE 2019 j www.EShojE.com.br divulgação

Coluna do vinho Carolina Correa L carolina.coribeiro@gmail.com

Pode abrir e guardar Abriu uma garrafa de vinho, não conseguiu beber tudo. E agora? Calma, ainda será possível brindar com ela. Veja as dicas desta semana! Vestido do personagem, Dona Hermínia, o humorista se apresenta em Vitória em sessão única, domingo

Paulo Gustavo de volta à capital

o espetáculo “minha mãe é uma peça” será apresentado neste domingo (10), na Arena vitória

O

ator Pau lo Gustavo volta ao Espírito Santo neste domingo (9) para apresentar o espetáculo “Minha mãe é uma peça”. Há 12 anos em cartaz, a comédia volta reformulada, com nova ambientação e figurino mais contemporâneo. O público vai acompanhar o universo de Dona Hermínia, a aclamada personagem vivida por Paulo Gustavo. A peça fala de afeto, de laços familiares que superam “entreveros” e “confusões”. A protagonista é uma mulher madura, aposentada e sozinha, cuja maior ocupação é

justamente procurar o que fazer, uma vez que seus filhos estão crescendo e não precisam mais de seus cuidados e broncas. Para este espetáculo, Paulo Gustavo trouxe à tona a espantosa bagagem de suas experiências e observações domésticas, compondo com elas um espectro dos humores femininos, gestos, trejeitos, falas, atitudes, achaques e ataques, oferecendo uma minuciosa observação do cotidiano brasileiro que resultou numa comédia especialmente sensível e bastante divertida. E Dona Hermínia é poderosa:

a personagem que conquistou todo o país e já levou mais de dois milhões de espectadores aos teatros e 15 milhões aos cinemas de todo o Brasil, com os filmes “Minha mãe é uma peça 1 e 2”. A sessão será às 19 horas, na Arena Vitória. Com promessa de sold out, há apenas lugares disponíveis na arquibancada, com preços a partir de R$90 (inteira). Os ingressos estão à venda no site www.blueticket. com.br, escritório da Arena Vitória e nas lojas Acesso Vip, Jaklayne Joias, Soft Modas (Guarapari) e X-Ray Lan House (Guarapari).

Sunset será ao som do reggae, rap e forró a área Verde do Álvares Cabral recebe, sábado (9), a partir das 14 horas, o Festival de Verão Vitória. O evento, que promete animar todas as tribos, terá um line up especial, com Natiruts, Falamansa e Macucos, além do rapper Rael e DJ’s convidados. Os amantes do bom reggae vão se esbaldar no show do Natiruts, que vem com o repertório repleto de músicas carrega-

das de mensagens positivas. O público vai curtir canções do mais recente trabalho da banda brasiliense, o álbum I Love, o oitavo da carreira, além de hits como “Presente de um beija-flor”, “Liberdade pra dentro da cabeça” e “Natiruts reggae power”. E para provar que reggae combina com forró, a organização do evento convidou a banda Falamansa para embalar o “ro-

ck” na capital. O arrasta pé está garantido com a mistura do forró jovem com as raízes deste ritmo tão brasileiro. O caldeirão musical do evento terá ainda o rapper Rael, aclamado pelo público e pela crítica. Os ingressos para o Festival de Verão Vitória custam a partir de R$60 (meia entrada, front stage) e estão à venda no site www.ticketpremium.com.br.

Uma das grandes qualidades de um bom vinho é que ele pode ser degustado num momento de introspecção ou em comemoração coletiva. Mas, acontece, que tem diz que, animados, abrimos uma garrafa, mas o objetivo não é secar a garrafa. Para quem não sabe como armazenar o que não conseguiu beber, hoje vamos falar de alguns métodos simples e baratos que fazem seu vinho se manter bom para ser consumido por alguns dias. Antes de falarmos desses métodos, vamos entender por que o vinho “estraga” depois de uns dias aberto. O contato dele com o oxigênio tem efeitos distintos. Primeiramente o ar pode fazer com que o vinho melhore, realçando seus aromas e sabores após colocá-lo em uma taça ou em um decanter. Porém, depois de um tempo, com a proliferação das bactérias acéticas, o vinho começa a entrar em um processo de oxidação, transformando-o em vinagre. Existem várias formas de fazer com que o vinho dure mais um tempinho e o estilo do vinho também interfere. A regra básica é de se tirar o máximo de oxigênio presente na garrafa. Mas não se anime muito, pois no geral esse prazo é curto. A média é de dois a três das na geladeira. Ele deve ser mantido resfriado, pois a baixa temperatura faz com que as bactérias acéticas demorem mais a se proliferar. O espumante é uma exceção na regra de se retirar o oxigênio. O gás carbônico formado na segunda fermentação precisa ser preservado e então utiliza-se uma tampa de metal com silicone que suporta a pressão do espumante, mantendo-o vivo por mais tempo. Nesse caso, não é feita a sucção que veremos a seguir, justamente para manter esse gás. Para os vinhos tranquilos, ou

seja, os sem gás, vou dar duas dicas simples e baratas: vacu vin e garrafão. O aparelhinho chamado Vacu Vin, ou “salva-vinhos’, pode ser encontrado facilmente na internet ou em casas especializadas de vinho. Esse aparelho tem um custo acessível e é composto de um jogo de rolha de borracha e uma bomba que, quando se encaixa nessas rolhas, faz a sucção do ar que se encontra na garrafa, fazendo com que seu vinho se mantenha bebível por mais uns dias. Uma sugestão ainda mais fácil e sem custo algum, é transferir o liquido que sobrou da garrafa grande, de 750 ml, para uma garrafa menor, de 375 ml, as popularmente conhecidas como “meia-garrafa”. Após essa transferência, vede com uma rolha e mantenha a bebida na geladeira. Como a garrafa é a metade do tamanho de uma garrafa de 750 ml, o espaço que sobra para que o oxigênio fique armazenado é menor que o que sobraria em uma garrafa grande, fazendo então que esse contato diminua, prologando a duração de seu vinho. Mantenha SEMPRE esse vinho tampado! Caso você veja que não vai consumir o restante desse vinho, vai uma dica final: congele o vinho que sobrou em forminhas de gelo e o utilize depois para marinadas de carnes e para pratos que levam a bebida em sua composição. Obviamente que após esses três dias vai perder um pouco de sua vivacidade, aromas e gostos, mas poderá ser consumido. Sempre digo que uma garrafa depois de aberta deve ser toda consumida, afinal, para um bom degustador esse “desperdício” é quase um pecado! Mas se acontecer, recorra a uma das alternativas.


4

SEXTA-FEIRA, 8 DE FEVEREIRO DE 2019 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Palcos e Atores cacaumonjardimphd@yahoo.com.br L

Cacau Monjardim

O

futuro do agronegócio – como já afirmamos -, na abrangência das previsões feitas para o Brasil, coloca o Espírito Santo numa invejável posição. Respeitadas a sua situação geográfica, sua logística de transporte e a extrema versatilidade de seu solo, sustentando um programa administrativo voltado para o fortalecimento do ciclo produtivo da cadeia rural, realizando um processo corajoso de desenvolvimento. E que prioriza a fixação do homem ao seu meio, aliviando a explosão populacional das áreas periféricas e metropolitanas, problema que os capixabas estão superando. Respeitados estes conceitos o Espirito Santo, hoje, pode ser considerado, também, agro.

Radium Hotel DIVULGAÇÃO

A Secretaria Estadual de Turismo atendeu justo apelo e manteve o dedicado grupo de 60 senhoras na sala que ocupavam produzindo, há muitos anos, enxovais para bebes e roupas para população carente de Guarapari. Elas estavam ameaçadas de perder o local de trabalho. O assunto ganhou a atenção da SETUR/ES, por iniciativa do jornalista Leonel Ximenes, que registrou a preocupação do grupo. Terminado o contrato de comodato do Radium Hotel com a Prefeitura, o hotel voltará à administração Estadual, que futuramente decidirá sob o melhor uso da área. DIVULGAÇÃO

Potencial

A cadeia rural capixaba, que tem sido reconhecida como a síntese bem sucedida do agronegócio nacional, reúne elogiável versatilidade produtiva. Respeitada a simples pesquisa que fizemos e adiante enumeramos.

Produtos

O nosso agronegócio está plantado nesta excelente linha de produtos: abacate, abacaxi, acerola, aipim, azeitonas, banana da terra, banana ouro, banana prata, banana maçã, batata doce, batata inglesa, bovinos, cacau, cachaças, café, cana, celulose, coco, fruta-pão, frutos do mar, gengibre, goiaba, jaca, jabuticaba, mamão, manteiga, maracujá, melancia, melão, mel de abelha, milho, morango, macadâmia, inhame, laranja, leite, limão, lúpulo, ovos, quiabo, queijos, palmito, pimenta do reino, suínos, tomate urucum, uva, vinhos, cebola, alho, temperos, pupunha, feijão, mangostão e amendoim, entre outros.

Ousadia

Merito

O Tribunal de Justiça do Espírito Santo foi escolhido pelo Conselho Nacional de Justiça como um dos vencedores da 9ª Edição do Prêmio Conciliar Legal, na categoria instrutores de mediação e conciliação. Os servidores Jussiara Martins de Souza, Lavínia Andrade e Paula Morgado Horta Monjardim Cavalcanti apresentaram o projeto “Técnica de Acolhimento” que foi selecionado em 1º Lugar na categoria. DIVULGAÇÃO

O cachoeirense, Jairo Nascimento, realizou uma criativa, original, corajosa e ousada operação de arte musical: levou seu piano de calda a 510 metros de altitude no famoso monumento Frade e a Freira, inserido com destaque no “Ateliê das Esculturas de Deus”. Sob a direção do cinegrafista

Marcel Alves, o vídeo já teve mais 5.000 visualizações. Parabenizo ainda o jornalista Alessandro de Paula, em Cachoeiro, pela excelente reportagem, sob o ousado projeto. Jairo Nascimento fica devendo um recital no de “flauta, pistom ou violino” no Pico do Itabira. DIVULGAÇÃO YOUTUBE

Coragem, inspiração e arte. Piano de calda chegou ao Frade e Freira de helicóptero

TJ reconhece projeto de Paula, Lavinia e Jussiara

Fé, Esperança, Amor e Caridade. Acredite e promova a paz


5

SEXTA-FEIRA, 8 DE FEVEREIRO DE 2019 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Social DIVULGAÇÃO

Bianca Coutinho bianca@eshoje.com.br

Se prepare para o carnaval A maior festa brasileira está chegando e é preciso se preparar para se mostrar. Há quem se atente na fantasia ou em estar com a saúde e corpo em dia, para curtir cada minuto. Intensificam dieta detox, mais tempo no treino e corridas frenéticas em clínicas estéticas. Uma grande aliada na redução de medidas é a técnica colombiana, um dos maiores sucessos na Europa e em alta no Brasil, a maderoterapia. “Ela é completa e eficiente no estímulo da circulação sanguínea e linfática, da produção de colágeno, elastinas e liberação de endorfinas. Dessa forma,

promove excelentes resultados como redução de medidas, melhora do aspecto da celulite, diminuição de inchaço e melhor funcionamento do intestino, juntamente com sensação de relaxamento e bem-estar”, explica Gabriela Laubé, fisioterapeuta especializada em estética. CLOVES LOUZADA

Preço alto

DIVULGAÇÃO

Senador Fabiano Contarato com Rodrigo Miranda Groberio e pequeno Gabriel Horta Contarato BRUNO LEÃO

Gabriela Brown, Mc Pocahontas e Bruno Lima no Baile Voador

O custo com logística representa 12,7% do Produto Interno Bruto brasileiro, contra 7,8% nos EUA, segundo dados do Instituto Ilos. Como consequência disso, o país perde em competitividade. O relatório de logística do Banco Mundial deixa o Brasil em 55º lugar entre 160 países avaliados. Para o gerente executivo do Sindiopes, Marcos Lopes, um dos fatores é a má condição da infraestrutura nacional. “As estradas ruins são um grande impacto para a logística brasileira, já que dependemos muito do transporte rodoviário”, disse.

Marcia Celga e Gracinha Pinheiro, em novo Espaço de Arte de Vila Velha

Reformulado. Diretamente das areias de Trindade, no Rio de Janeiro, para o coração da Praia do Canto, o chef capixaba Eduardo Buloto retorna e dia 12 faz o lançamento do novo cardápio, no Aldeia da Ilha.

realizará a 7ª edição da Expo Tattoo Vitória, que acontecerá em março. O evento busca reunir os mais renomados profissionais do país, além de contar com uma extensa programação cultural.

Efi ciência. Reginalva Mureb, diretora de empresa de esgotamento sanitário na Serra, acaba de divulgar o Relatório de Sustentabilidade e celebra os investimentos na capacitação de sua equipe. Mais de 3.600 horas de treinamentos relacionados à sustentabilidade e responsabilidade social foram realizados ao longo de 2018.

Pet Fair ES. Ítala Mendes anuncia que já está aberta a comercialização da planta dos estandes do evento para o setor Pet, que acontecerá em abril, no espaço Patrick Ribeiro em Vila Velha.

Arte na pele. Após um ano de descanso, Carlos Tattoo, um dos mais tradicionais tatuadores do Espírito Santo,

O MELHOR RESULTADO É O ORGULHO ESTAMPADO NA CARA DE QUEM ESTÁ MAGRO E FELIZ Agende logo sua avaliação

gratuita: 3329-3301

Chegou chegando. As blogueiras fitness amam e recomendam o uso da Spirulina como auxilio para o reparo muscular e maior resistência nos treinos. Esse suplemento é considerado um superalimento. “Muitas pesquisas com-

provam vários benefícios dela para a saúde. Porém, pessoas que sofrem de problemas renais não devem fazer uso, pois aumenta a chance de edema e inchaço", alerta a nutricionista, Karina Gouvêa. Feliz aniversário. Camila Lima, Sergio Vitarelli, Catiana Penna, Gabriel Duarte Basílio e Viviani Nogueira (8); Marcella Antonio de Andrade e Carolina Beltrane (9); Haiane Rocha Pimentel, Lorena Moraes e Tatiana Nara Castanheira Vilela (10); Marcelo Bozi (11); Rodrigo Thompson Vargas (12); Rafael Bosi, Gyuliano Eccher e Denise Jacinto (13); Kamila Henriques Batista, Lilian Andrade, Luciene Franca, Aneph Reis e Adriana Soares (14).

Qualidade de vida

Prevenção e tratamento de doenças

Sem medicação

Revisões semanais


6

SEXTA-FEIRA, 8 DE FEVEREIRO DE 2019 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Sabor ES

Mirka Garmendia

Porque comer com prazer é ainda melhor!

sabores@eshoje.com.br

Ninguém abre mão dela Comida acebolada está longe de ser unanimidade, mas mesmo quem torce o nariz para as cebolas, não abre mão delas para cozinhar. Afinal, bem picadinhas, fritinhas para refogar com o alho faz toda diferença na hora de preparar a comida. Para quem faz parte do time dos que amam uma cebola, como eu, vale tudo: crua na salada, rodelas no bife, assada com outros legumes e onde mais for possível. A cebola (Allium cepa) é uma hortaliça de grande consumo em todo o mundo. Ela é originária da Ásia Central, tendo sido cultivada na Índia e China desde tempos remotos e levada para a Pérsia, onde se propagou por toda a África e Europa. Foi trazida para o Brasil pelos colonizadores portugueses. Seu sabor forte faz da cebola a hortaliça condimentar mais difundida no mundo. Muita gente torce o nariz, pois carrega uma fama de causar mau hálito, intensificar o odor do suor e causar irritação ao olhos e à pele. Mas também ocupa o topo da lista dos alimentos considerados "funcionais" - aqueles que, além de alimentar, são capazes de prevenir doenças e manter o organismo tinindo. Pode ser considerada como auxiliar do organismo na defesa contra infecções, eliminando, ao mesmo tempo, eventuais substâncias tóxicas através dos rins, resultado da ação dos seus sais minerais, principalmente o Fósforo, Ferro e Cálcio e vitaminas do Complexo B e vitamina C. Contém quercetina, um flavonoide responsável por diversas funções no organismos, entre elas melhorar alergias respiratórias como asma e bronquite, ajuda a melhorar inflamações e age no combate ao câncer. Seus benefícios vão além: a cebola é indicada para abrir o apetite, regulariza enfermidades do estômago, é ótima contra prisão-

DIVULGAÇÃO

-de-ventre, inchaços de qualquer natureza, problemas de pele, garganta, ossos (reumatismo), intestino e, é ainda, diurética. Na hora da compra, este é um alimento que não tem mistério. Primeiro porque é fácil de encontrar, e depois porque apalpando e sentindo consistência firme, uniformidade e com brilho da casca, está tudo certo. NA RECEITA Além de ser grandemente empregada como condimento, a cebola também pode ser utilizada no preparo de sopas, patês, pães, biscoitos, saladas, entre outras receitas. O sabor que ela deixa na comida é sensacional. Gosto de deixa-la dourar bem para que o gosto defumado surpreenda no alimento. Uso como base de todos os temperos, pois combina e oferece um sabor especial a quase todos os tipos de pratos. Para quem “repassa” a função do descasque e corte dela, por conta da ardência dos olhos – este é um alimento forte que, realmente, não perdoa! - tem uma dica: colocar na ponta da faca um pedaço de pão (ele absorve boa parcela do cheiro e dos gases soltos). Ou então coloque a cebola na geladeira por uns 10 minutos, ou molhe em água fervente. Nesta edição trouxe uma receita maravilhosa. Gosto muito de fazer porque é saborosa, rápida e prática. É um creme que pode ser servido como entrada e como finger food em recepções e coquetéis. Todas as vezes que ofereço é um sucesso enorme. Como todos pedem a receita, resolvi contar o meu segredo. Delicie-se!

O creme de cebola é uma ótima opção para entrada, ou até mesmo recheio de torta

CREME DE CEBOLA

Ingredientes w1

cebola grande ralada w 1 colher de sopa de manteiga w 1 colher de sopa de azeite w 3 colheres de farinha de trigo w 1 tablete de caldo de galinha w S, pimenta e cheiro verde a gosto

Modo de Preparo

w D

a cebola ralada junto com a manteiga e azeite e o caldo de galinha. w A a farinha de trigo e coloque água até dar o ponto de creme. w A cheiro verde, pimenta e sal. w S ainda quente.

Vem com a gente! Canal 18.1


7

SEXTA-FEIRA, 8 DE FEVEREIRO DE 2019 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Moda

Lorena Vago

lorena@eshoje.com.br

FOTOS: DIVULGAÇÃO

De volta aos anos 90

Nesta temporada, a onda esportiva aliada a vibe 90’s se mantém na moda e a trend vai até os óculos. Chilli Beans

Oakley

Nike Fuel

Shimano

Ray Ban

Os óculos de sol esportivos – aqueles de lentes coloridas e reflexivas – adotados primeiramente por ciclistas, surfistas, pilotos de motocross e jogadores de vôlei de praia, foram verdadeiro sucesso na década de 90 e início dos anos 2000. Na época, não teve um que não tenha adotado o modelo para os looks do dia a dia. Pegando carona no revival dos anos 90 que a moda vem fazendo - exemplo disso é a pochete, que voltou a ser acessório hype da temporada -, os óculos máscaras (bem no estilo snowboard) e o estilo Oakley foram abraçados pelas marcas de streetwear. Essas armações quadradas de cores completamente inusitadas voltaram a fazer parte de coleções e desfiles

gringos de Primavera/Verão 2018, em labels como Stella McCartney e Nicolas Ghesquier. E é claro que ícones de estilo do mundo pop foram grandes responsáveis pela popularização da tendência. A Rihanna, em 2017, desenvolveu a coleção cápsula Fenty x PUMA SS18 em uma estética de motocross, dos uniformes aos acessórios (claro que os óculos de sol não ficaram de fora). E Kim Kardashian adotou as versões esportivas, tanto as versões máscaras gigantescas como os menores coloridos. Essa é mais uma trend que volta de um passado não tão distante e que não adianta torcer o nariz, ela vai pegar!

Pre Fall 19

A coleção Pre Fall 2019 da Schutz, dá o start na transição de coleções, antecipando as tendências da próxima estação através de modelos desejo para todas. O período promete grandes novidades e estéticas inovadoras, por meio de modelos que vão ditar o mood dos dias mais frios. A linha Western, as Block Sandals, e as Combat Boots garantem seu espaço seguindo o revival dos anos 90. As novidades da Schutz já chegaram na franquia da marca, localizada no Shopping Vitória.

Bordado

Os bordados tradicionais do Instituto Jutta Batista da Silva (IJBS), que sempre trazem um colorido a mais para a decoração da casa, agora também são destaques em peças da marca capixaba de roupas Villa Fiori. Em parceria com a entidade, a grife de moda casual feminina doou uma linha de camisas, chemises e batas para aplicação de bordados feitos a mão pelas artesãs voluntárias do IJBS. As peças podem ser adquiridas na loja Da Tutte Mani, localizada no Quadrado de São Paulinho. Todo valor arrecadado com as vendas será revertido para projetos sociais apoiados pelo Instituto Jutta Batista da Silva (IJBS).

Street style

Georgia Fowler e Megan William


Política

publicação legal

EDITAIS • COMUNICADOS • BALANÇOS • CONVENÇÕES • PRESTAÇÕES DE CONTAS SEXTA-FEIRA, 8 dE FEvEREIRo dE 2019 j www.EShojE.com.bR j EShojE@EShojE.com.bR j anuncie: (27) 3395-1800

1

VENDO

imóveis, automóveis, diversos

GRanDe ViTÓRia

vende-se montana 2016-branco- 12 mil rodad. Trata – jhon - 999650790 TRoco casa, vila Garrido – escadaria, 2 quartos, sala, cozinha, banheiro, SEm garagem, SEm escritura. 45 mil – 27997012376. vENdo / TRoco casa, vila Garrido – escadaria, 2 quartos, sala, cozinha, banheiro, SEm garagem, SEm escritura. 45 mil – 27997012376. vENdo casa, vila Garrido – escadaria, 03 quartos, sala, cozinha, banheiro, varanda, quintal, SEm garagem, SEm escritura. 17 mil – 27-997012376. vENdo apartamento, quarto, cozinha, banheiro, varanda, sala, área serviço, reformado, Santo Antônio, frente Santuário, com recibo, 99603-7548 vivo vENdo Terreno darli Santos vv, lado Gaivotas, 12m x 24m, comercial/residencial, rua asfaltada, documento em dia, plano/ murado, aceito troca veículo R$85.000,00. 99812-2897 vivo. vENdo Imóvel 520m2, esquina, frente Av. maruipe, laje, pé direito duplo, afastamento estacionamento 10 veículos, escriturado, área construída 290m2, legalizado, frente 25m. 99812-6199 vivo whatsapp. vendo casa Alagoano – começo escadaria, sem escritura, sem garagem – 5 cômodos – 75 mil vendo j.Penha Kitnet, elevador, garagem, 180 mil 99973-1001. vendo j.Penha 3 qts/Ste, elevador, varanda 460 mil 9-9989-1243. vendo j.Penha 2 qts conjunto / varanda, 250 mil 9-9989-1243 Seja um franqueado. Faça parte da maior rede de chocolates finos do mundo. Passamos o ponto: Av. Presidente vargas, 137 centro Fundão. Tel.: 11 94350-2770 Nayane vendo casa – caratoíra (vitória) – 1º pavimento (começo escadaria) - 02 quartos, sala, cozinha, banheiro e quintal. Sem escritura e sem garagem. R$75 mil ou R$60 mil + parcelas – 99865-0734 vendo Apartamento – jardim da Penha – 70m² , 2° andar, 03 quartos com armários, dept de empregada e garagem – Ed cataurus – Atrás do Sup. Epa – 99527-0404 vendo Apartamento – jardim da Penha – 90m² , 03 quartos, Suíte, elevador, varanda e vaga. Próximo ao bicho Guloso - Estudo troca em imóvel de menor valor. 999891243/3071-0527 vendo Apartamento - jardim da Penha - 02quartos c/ suíte, varanda, elevador, 01 vaga, bicicletário, salão de festa com churrasqueira - prox. ao Sesi – R$ 355 mil - 99973-1001/3084-5182 vendo Apartamento - jardim camburi – 03 quartos c/ suíte, varanda, elevador, ampla área de lazer - prox. a vale – R$ 290 mil - 99989-1243/3071-0527 vendo Apartamento – jardim camburi 02 quartos, 1 banheiro social, elevador Sol da manhã, 01 vaga, 2 quadras do mar - R$ 245 mil.. 99973-1001/3084-5182 vendo - Telas pintadas à óleo - com temas florais de vários tamanhos e valores. Angel Art 999231 3143.

cOMunicaDO A ROZaLia HeLMeR PiTTOL - Me torna público que obteve do IEmA a Loc nº2/2019, através do processo n° 76512592 para exercer a atividade de pousada, hotéis e motéis em área rural, localizado na Rod. bernadino monteiro, Km 08, Santa Leopoldina/ES. cOMunicaDO "cRiSTianO HanTeQueSTe RanGeL Mei", torna público que obteve da SEcRETARIA mUNIcIPAL dE mEIo AmbIENTE dE IcoNhA, através do processo n° 9070/2018, Licença LmS N° 001/2019, com validade de 16/01/2023 para corte e Acabamento de Rochas ornamentais no endereço Rua Projetada, s/n°, crubixá, mun. de Iconha - ES. cOMunicaDO aRMani TRanSPORTeS LTDa torna público que obteve do ieMa, através do Processo nº. 32269439, a Licença de operação corretiva (Loc), n° 45/2018, para a atividade de oficina de manutenção mecânica, troca de óleo, lavagem e veículos e posto de abastecimento privativo com capacidade de 30 m3. , na Rodovia bR 101 Km 378 – Itapoama – Iconha/ES. cOMunicaDO cHeGaTTO cOMeRciO De RacaO LTDa, torna público que REQUEREU da SEmmA, através do Proc. N° 05124/2019, a Licença LmAR, para a atividade de PÁTIo dE ESTocAGEm, ARmAZÉm oU dEPÓSITo EXcLUSIvo PARA GRÃoS E oUTRoS PRodUToS ALImENTÍcIoS, cod. 22.06(N), na localidade de Rua Alecrim, nº38, bairro jardim Asteca, município de vila velha - ES. cOMunicaDO cOMeRciaL aLVeS caLDaS LTDa, torna público que obteve da SEmdESU, através do processo nº003 70/2018, L i c e n ç a L m A R 300/2018, para ativ. de Supermercado, cod – 12.25 (N), na localidade de Ataíde, R. Emydio Ferreira Sacramento nº340 – vila velha – ES.

cOMunicaDO DaLLaS SOLuÇÕeS auTOMOTiVaS LTDa, cNPj nº 06.057.105/0001-63, torna público que REQUEREU da SEmmA, a Licença LmR, para atividade de oficina mecânica, com pintura por aspersão, com inscrição imobiliária 009.2.013.0255.001, na localidade de jardim Limoeiro, Av desembargador mario da Silva Nunes, s/n, Serra – ES. cOMunicaDO “eMeRSOn Da SiLVeiRa c.SuHeT/ eMeRSOn LaVa JaTO” torna público que ReQueReu da SeMMa, através do Proc. N° 73215/2018, Licença (LmAR) para a atividade lavador de veículo cod. 20.03(N) na localidade de Rua Laranjais, n°10, Ilha dos bentos, Praia da costa, vila velha–ES cep29101-140. cOMunicaDO FunDaÇÃO HOSPiTaLaR BeneFicenTe cOncÓRDia, Torna público que Requereu do IEmA, através do processo nº 65072367, Licenças (Loc), para atividade de hoSPITAL, na localidade de RUA hERmANN mIERTSchINK, 210, centro mun. de Santa maria de jetibá-ES.

cOMunicaDO FRanKLe aRauJO 09843638743, torna público que REQUEREU da SEmmA, através do Proc. N° 05096/2019, a Licença LmAR, para a atividade de REPARAÇÃo, RETÍFIcA, LANTERNAGEm [...], com PINTURA PoR ASPERSÃo, INcLUINdo oFIcINAS mEcÂNIcAS, cod. 5.08 (I), na localidade de Rua onze, nº10, bairro jardim do vale, município de vila velha - ES.

cOMunicaDO MÔnica SORaia MiGueL RODRiGueS Da SiLVa “ceRiMOniaL ÔniX” cNPj 13.994.338/0001-58 torna público que obteve da SEmdESU, através do processo nº 57789/2015, Licença(s) (LmAR LmS) nr. 017/2019 para (atividade de casa de festas e eventos) - cerimonial, (cod. 15.11(n)), na localidade de Av. Ernesto canal n 640, mun. de Alvorada – vila velha – ES.

cOMunicaDO “MRV enGenHaRia e PaRTiciPaÇÕeS S/a”, “cNPj: 08.343.492/0134-50” torna público que REQUEREU da SeMMa-Serra/eS, através do processo 64708/2017, Licenças: LmP e LmI, para atividade de condomínio Multifamiliar Vertical (Terreno Pescador 02), localizado na Rua São Paulo, S/Nº, São Patrício, Serra/ES.

cOMunicaDO G7 LOG TRanSPORTeS LTDa, torna público que requereu e obteve do IEmA, por meio do processo n° 23864, a LAU nº 019-d/2019, para Transporte Rodoviário de Produtos Perigosos, exceto material radioativo e transporte interestadual, para atuar exclusivamente nas rodovias do Espírito Santo, estando sediada na localidade de Rod. bR 262, 6112, Ribeira, mun. de viana – ES.

cOMunicaDO “aLucOL aLuMiniO cOMÉRciO LTDa Me torna público que obteve da SEmdESU através de processo n° 62617/2017 a LmAR Nº 155/2018 para exercer a atividade de Fabricação de Estruturas metálicas, sem tratamento superficial químico ou termoquímico (cód.: 3.05 (I)), localizado na Rua Leonardo Garrido 40A, vila batista, vila velha/ES..

cOMunicaDO PneuS & cia LTDa - Me, torna público que Requereu da SEmdESU, através do processo n° 10726/2017, Licença LmS, para a atividade de oficina mecânica, (cod. 5.07(I)) na localidade de Avenida ministro Salgado Filho, 951, Soteco, mun. de vila velha – ES.

cOMunicaDO A HiGHLine DO BRaSiL inFRaeSTRuTuRa De TeLecOMunicaÇÕeS S/a cNPj: 15.215.988/0001-83, Endereço: Av. Nove de julho,5229 - 4º andar, jd. Paulista São Paulo- SP, torna público que obteve da SmmA, através do processo n° 13757/2017, a Licença municipal simplificada nº 008/2017, para atividade de Estação de telecomunicação na localidade de Sítio barra do Rio Perdido Santa júlia, município e Santa Teresa/ES. cOMunicaDO HL TRaTaMenTO De ReSÍDuOS torna publico que Requereu a Secretaria e desenvolvimento Rural de viana, ES, através do processo nº020142/2018, Licença LAR, para ativ. Triagem de resíduos sólidos, na localidade de morada de bethânia, av. domingos martins s/n– viana – ES. cOMunicaDO J.B. BeRnaRDO torna público que Requereu da SEmdEc/SUb-mA cariacica, ES, através do processo nº1529/2019, Licença LmAR, para ativ. Pátio de estocagem., cod 20,07, na localidade de São Geraldo, R. diamante, n 239– cariacica – ES. cOMunicaDO JOÃO ROBeRTO BRuM De PauLa - Me, torna público que REQUEREU da SEmmA, através do Proc. Nº 04996/2019, a licença LmR, para a atividade de PIZZARIA, cod 1525, na localidade da Rua major Nodge Ulisses de oliveira, 668, Itapuã, vila velha - ES. cOMunicaDO M.P cLÍnica e PeTSHOP LTDa torna público que obTEvE da SEmmA, através do proc. Nº 41754/2018 a licença 299/2018 LmR, para atividade de clínica veterinária (com procedimento cirúrgico), cod 23.05(N), na localidade de olaria, Rua maria Amália, nº 686, município de vila velha – ES. cOMunicaDO MiTRa TRanSPORTeS eiReLi, torna público que requereu e obteve do IEmA, por meio do processo Nº29440 a L AU 006/2019, para Trans Rodoviário de produtos perigosos exceto mat. radioativo e transporte interestadual, para atuar exclusivamente nas rodovias do Espirito Santo, sediada na localidade AE Nova Estrala- Zona rural, s/ n, Alfredo chaves.

cOMunicaDO “TRÊS cORaÇÕeS aLiMenTOS S/a” torna público que ReQueReu da SeMMaR – Viana/eS, através do processo 000578/2019, Licença: LmS, para atividade de comércio atacadista de Produtos alimentícios Derivados de café-Galpão de estocagem e Distribuição, localizado na Rodovia bR 262, 222, módulo 2, Galpão 1, vila bethânia, viana/ES.

cOMunicaDO ViVO SaBOR aLiMenTacaO LTDa, torna público que requereu da SEmdEc/SUb-mA cariacica, ES através do processo n° 3335/2019 a Licença LmS, para a atividade de Pátio de estocagem, armazém ou depósito exclusivo para grãos e outros produtos alimentícios, na localidade de Rod Governador josé henrique Sette, 375, Alto Lage, cariacica – ES.

ESTAdo do ESPÍRITo SANTo PodER jUdIcIÁRIo FÓRUm cÍvEL FÓRUm mUINIZ FREIRE EdITAL dE cITAÇÃo PELo PRAZo dE 30 dIAS(art. 259 do NcPc) N° do PRocESSo: 0031292-39.2017.8.08.004 AÇÃo : 7 – Procedimento comum Requerente: PAULo FELIPE mASSAd e ANToNIo SERGIo mASSAd FILho Requerido: KRommYdAS comERcIo E INcoRPoRAcoES LTdA mm. juiz(a) de direito da vITÓRIA – 11ª vARA cÍvEL do Estado do Espírito Santo, por nomeação na forma da lei etc. dAR PUbLIcIdAdE A TodoS QUE o PRESENTE EdITAL vIREm que fica(m) devidamente cITAdo(S) os réus ausentes, incertos e desconhecidos e eventuais interessados, atualmente em lugar incerto e não sabido, de todos os termos da presente ação para, querendo, oferecer contestação. bEm Imóvel medindo 241,63m² (duzentos e quarenta e um metros quadrados e sessenta e três centímetros), situado na esquina da Rua Professor baltazar com a Rua 13 de maio, centro de vitória/ES, confrontando-se pelos fundos e do lado esquerdo com a Policlínica clube comércio e Indústria, sobre o referido imóvel existe uma construção com pavimento térreo e três pavimentos, somando uma área construída de 1.234,17 (hum mil, duzentos e trinta e quatro metros quadrados e dezessete centímetros), registrado no cartório de Registro de Imóveis de vitória - 1ª Zona, conforme cópia que segue anexa. AdvERTÊNcIAS a)PRAZo: o prazo para contestar a presente ação é de 15 (quinze) dias, finda a dilação assinada pelo juiz; b)REvELA: não sendo contestada a ação, presumir-se-ão aceitos pela parte requerida como verdadeiros os fatos alegados na inicial, salvo no que diz respeito aos direitos indisponíveis. Será nomeado curador especial em caso de revelia, de conformidade com o art.257, inciso Iv do cPc. dESPAcho 1.citem-se os proprietários de imóveis confrontantes para oferecerem contestação, no prazo de 15 (quinze) dias, cujo termo inicial será a data de juntas a aos autos do aviso de recebimento ou do mandado cumprido (arts. 335 e 231, inc. I e II, cPc). 2.cite-se, pessoalmente, o anterior proprietário do imóvel, mencionado à fl. 06, item “a” (art. 246, §3°, cPc), para oferecer contestação, no prazo de 15 (quinze) dias, cujo termo inicial será da data juntada aos autos do aviso de recebimento ou do mandado cumprido 9arts. 335 e 231, inc. I e II, cPc). 3.citem-se por edital, os réus ausentes, incertos e desconhecidos e eventuais interessados, com prazo de 30 dias. Após, certifique-se nos autos. (art. 259, I, cPc) 3.1- Atente-se a secretaria para o disposto nos artigos 248, parágrafos 1° e 3°, 249 e 250 do cPc. 3.2- Na falta de contestação, o réu será considerado e serão presumidas verdadeiras alegações de fato formuladas pelos autores (art. 344 do cPc). 3.3- Atente-se o oficial de justiça para as incumbências insertas no art. 154 do cPc, especialmente a contida no inciso vI de certificação de proposta de autocomposição apresentada por qualquer das partes. 4.Intimem-se, via postal, as Fazendas Públicas da União, do Estado do Espírito Santo e do município de vitória. 5.Intime-se, pessoalmente, o ministério Público. (art. 178, I, cPc) 6.Nos autos da contestação, ouçam-se os autores no prazo de 15 (quinze) dias (art. 351, cPc), especialmente quanto as matérias elencadas no art. 337 do cPc. 7.deixo de designar a audiência de conciliação ou de mediação, prevista no art. 334 do cPc porquanto ensina a melhor doutrina que não deve o magistrado que haverá de julgar a demanda fazê-la, mas, sim, por profissionais especializados em conciliação e mediação. Sendo clara, consoante se depreende do art. 165 do cPc, a opção legislativa pela profissionalização dos métodos consensuais de solução de conflito. Isso sem falar que, conforme os princípios informadores da conciliação e mediação insertos no art. 166 do cP, devem esses atos serem guardados pelo princípio confidencialidade, pelo qual as partes podem estar à vontade perante o conciliador/mediador, como talvez não ficariam diante do magistrado e do embate instrutório, e expor com clareza e franqueza seus argumentos, pontos de vista e ponderações, pois o teor do passado na sessão não poderá ser utilizado para fim diverso do ali previsto. 8.Tudo feito, conclusos. diligencie-se. E, para que chegue ao conhecimento de todos, o presente edital vai afixado no lugar de costume deste Fórum e, publicado na forma de lei. vitória-ES, 28/02/2018 mELISSA FREGAdoLLI cALAdo GUERRA chEFE dE SEcRETARIA Aut. Pelo Art. 60 do código de Normas


Geral

SEXTA-FEirA, 8 dE FEvErEiro dE 2019 j www.EShojE.com.br

Energia mais cara provoca protestos Grupo de pessoas manifestou na sede da empresa contra os valores abusivos nas contas de energia, até 150% mais caras divulgação

GustAVO GOuVêA gustavo@eshoje.com.br

U

m processo contra o aumento exagerado nas contas de energia aconteceu na agência da EDP Espírito Santo, concessionária responsável pela energia elétrica no estado. Realizado por moradores de diversos bairros da Grande Vitória que se sentiram lesados com aumentos no valor da conta de energia, até 150% mais caras, eles cobraram uma solução da empresa, em vista do valor, considerado abusivo, e dos constrangimentos que muitos vem passando para honrar com os pagamentos. Moradora de Porto Canoa, na Serra, a pedagoga Conceição Alves, 53, afirmou que sua conta, que costumava custar R$50, passou, em um período de cinco meses, a custar R$ 185. Ela foi uma das organizadoras do protesto. Conceição relatou que os representantes da empresa receberam-na, junto com outros moradores, mas não deram soluções. Ela disse que a EDP atribuiu o aumento a outros motivos, inclusive o consumo maior de energia por parte da população, por causa do verão. “Não mostraram solução. Os argumentos foram que a culpa era nossa, aumentamos o consumo, que abrimos mais geladeira, usamos mais ventilador, que o Governo aumentou as alíquotas e que eles trabalham certinho. O pior é que fomos informados que ainda vai haver mais reajuste!”, disse a pedagoga, indignada. NOVO PrOtEstO Conceição afirmou que um novo protesto está sendo programado para Vitória, ainda

Eleições nas...

E as eleições 2020 continuam em franca movimentação. Em Vitória, pelo Avante, Nilton Baiano já é apontado como pré-candidato à prefeitura.

... prefeituras...

Já em Cariacica, o ex-deputado e atual sub da Casa Civil estadual, Sandro Locutor, quer ser sucessor de Juninho Luzia com o apoio do próprio prefeito. E mais: mesmo com a imagem desgastada do chefe do executivo municipal, quer apoio de Juninho.

...em 2020

Nas eleições à prefeitura de Aracruz o deputado estadual e presidente da Ales, Erick Musso, vai participar: mas apoiando um candidato. Hoje, provavelmente será a reeleição do prefeito Jones Cavaglieri. O presidente do legislativo do ES está montando projeto para eleição de deputado federal.

Vaga de...

Moradores protestaram, mas não a empresa não apresentou soluções sem data prevista. Ela fez um grupo de WhatsApp que conta com mais de 200 pessoas e lançou um abaixo-assinado contra o preço abusivo da energia cobrada pela EDP que, em 48 horas, já recebeu mais de 600 assinaturas. “Tem pessoa se afundando em dívidas para pagar essa conta, se humilhando para a família ajudar a pagar. Estão entrando em pânico por conta disso. A questão vai muito além do valor abusivo. Isso, inclusive, induz pessoas a viverem na clandestinidade, de, sem condições, fazerem gato. O protesto foi um despertar, para as pessoas não se sentirem culpadas, porque não estão

sozinhas. Não façam dívidas para pagar. Vamos protestar contra isso. Estamos marcando um novo protesto para Vitória”, avisou a pedagoga. À reportagem, a EDP informou que não houve aumento nas tarifas de energia elétrica em janeiro deste ano. A distribuidora informou, por nota, que as elevadas temperaturas do verão e férias escolares provocaram aumento consumo de energia elétrica em relação aos últimos meses. E exemplificou que o consumo em dezembro do ano passado, comparado ao mesmo mês, em 2017, possibilitaria um mês de abastecimento em toda Vila Velha.

4,9 mil reclamações no Procon Desde janeiro de 2017 o Instituto Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-ES) registrou 4.861 reclamações contra a EDP, a maioria relacionada a cobrança indevida. O valor da conta de luz de Jeremias de Oliveira chegou ao valor de R$ 556 este ano. Ele conta que pagava em média R$250 e que levou o caso ao Procon. “Duas vezes mais do que eu pagava. Eu não tenho chuveiro elétrico, não tenho

Bastidores da Política

ferro de passar roupa, e mais coisas que consomem energia. Tive que ir novamente ao Procon contra a Escelsa”, destacou. Alexandre Coelho, 37, advogado e líder comunitário em Jacaraípe, também foi um dos organizadores da manifestação. “Foi observado que nos períodos de janeiro até março as contas aumentam de forma muito brusca. E pudemos, em conjunto com diversas comunidades da Grande Vitória,

perceber que a média de consumo dos moradores continua o mesmo. Por isso, as pessoas têm dificuldade de encontrar respostas concretas sobre essa questão”, contou ele. E concluiu: “As pessoas mais carentes estão sofrendo ainda mais esse impacto do aumento excessivo. Seria interessante o Governo trazer uma concorrência de distribuição de energia para melhor opção de menor valor”.

Conforme ESHOJE havia adiantado há dois anos, enquanto Paulo Hartung fosse governador, Valci Ferreira não pediria aposentadoria. Dito e feito, o pedido aconteceu no início desta semana.

...Valci Ferreira

Aliás, a cadeira que vagará com a aposentadoria de Valci Ferreira tinha o deputado Marcelo Santos como franco favorito, no Governo Paulo Hartung. Pode aparecer mais candidato, até mesmo dentro do Palácio Anchieta.

Desafetos

Não chame para a mesma mesa o prefeito Audifax Barcelos e o secretário Tyago Hoffmann. O secretário de Governo não achou republicana a atitude do prefeito em relação ao convênio pago pelo governo passado. A Serra, por não devolver o dinheiro, está inadimplente, bem como a cidade de Linhares.

Inadimplentes

Ainda sobre os convênios, eles foram reincididos e encaminhados para a Secont, para a abertura do processo de tomada de contas, inclusão no CADIN e providências de cobrança dos valores. Além disso, as prefeituras ficarão inaptas para a realização de novos convênios e recebimento de novos recursos.

De saída

O deputado Sergio Majeski não deve terminar o semestre na oposição ao Governo Rena-

to Casagrande. Fontes afirmam que ele foi rifado da Secretaria de Educação e comando da Comissão de Educação da Ales, e ainda pode deixar o partido.

Alô Dary Pagung!

A comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa precisa cobrar da EDP Espírito Santo maior publicidade sobre os cortes de energia que aconteceram entre 2 e 8 de fevereiro.

Omissão?

Falando nas comissões, será que a de Meio Ambiente, presidida por Dr. Rafael Favatto, enfim, tomará alguma providência quanto aos prejuízos do pó preto na vida dos capixabas, ou vai permitir, calada, que a Vale e a Arcelor continuem provocando tragédias permanentes à saúde e ao meio ambiente na Grande Vitória?

Em busca do cargo perdido

Muitos políticos derrotados nas eleições passadas estão batendo na porta do Palácio Anchieta pedindo cargo (não, não querem trabalho ou emprego!). São os mesmos que estavam com o ex-governador e “batiam” em Renato Casagrande, o atual.

Nada a declarar

A eleição da Unimed Vitória virou uma caixa preta bem lacrada. Ao procurar a cooperativa, a orientação da comunicação é olhar o estatuto vigente para saber como é o procedimento eleitoral, sem mais qualquer informação. “Não estamos autorizados a falar do assunto”. A cooperativa está entre as maiores empresas de saúde do País, com um faturamento superior a R$1,4 bilhão.

Disputa interna

Entre os médicos o assunto “eleição” virou sinônimo de aborrecimento, sobretudo no que diz respeito a abordagem agressiva de membros e apoiadores da Chapa 1, a chapa da situação. Com relação à chapa 2 também não há elogios. Mas, se acompanhar os movimentos eleitorais dos últimos tempos, no País, Estado, OAB e CRM, a da Unimed Vitória pode surpreender e acabar com uma hegemonia de 24 anos.

Grupo político

Falando nisso, virou quase uma disputa política a eleição na Unimed Vitória, com nomes ligados ao ex-governador PH trabalhando. Fazem parte, por exemplo, Tião Barbosa, Andreia Lopes e Daniel Calazans.

5


6

SEXTA-FEIRA, 8 DE FEVEREIRO DE 2019 j WWW.ESHOJE.COM.BR

HUGO BORGES POR CÉSAR HERKENHOFF L cesarherkenhoff@hotmail.com

Reminiscências Outro dia, numa típica roda de boteco (na verdade fila do caixa de uma padaria, mas roda de boteco soa mais charmoso) a conversa animada girava em torno do fim da imunidade parlamentar e do foro privilegiado para os políticos que ou não se elegeram em outubro de 2018 ou preferiram nem disputar o pleito, como foi o caso do governador Paulo Hartung. A primeira questão levantada (a mocinha do caixa era muito lenta, e conferia cada nota de 50 reais como se tivesse absolutamente convicção de que era falsa) tratava de projetar a vida pessoal, social, profissional e familiar de ex-mandatários que experimentaram o poder absoluto e, como numa queda em voo livre e chegaram à planície sem paraquedas. Alguns personagens dominavam as especulações. Os principais deles, o ex-governador Hartung e os ex-senadores Magno Malta e Ricardo Ferraço, além de lideranças petistas outrora etiquetados como celebridades e que hoje são capazes de desfilar pelas ruas sem merecer, sequer, o

desprezo da população, tamanha a desimportância que passaram a ter diante da sociedade civil. A mocinha do caixa continua sem a menor pressa, passando até a impressão de que era uma jornalista disfarçada, possibilidade logo descartada porque ela sabia fazer contas. Não entrei na conversa, mas passei a refletir sobre a vida da homens que ao longo de três, quatro décadas, se acostumaram a usar impiedosamente o peso da caneta, decidindo o futuro de milhões de pessoas, a maioria das vezes contra os interesses desses milhões de pessoas. Agora, na planície, experimentarão a solidão do poder. Lembro-me de certa vez ter

perguntado ao ex-governador Albuíno Azeredo se ela havia se preparado para a vida fora do Palácio Anchieta: - Eu me preparei, sim. E vai ser f....! Albuíno Azeredo morreu sem, possivelmente, ter revisto uma única vez amigos que inúmeras vezes o convidaram para convescotes regados a hipocrisia. Passei, então, a imaginar como será a vida do ex-governador Paulo Hartung que desde 1982 é titular na seleção dos políticos mais importantes do Espírito Santo. Mas o que Hartung acumulou nesses quase 40 anos de vida pública, a não ser um patrimônio considerável (e não há aqui qualquer insinuação de que seja de origem suspei-

ta), a fama de bom gestor e uma quantidade inestimável de inimigos? Eu mesmo responda: nada. Conseguiu passar pela Assembleia Legislativa, Câmara dos Deputados, Senado Federal e Governo do Estado sem construir amizades. Tive fieis cães de guarda, um sem número de bajuladores e serviçais obedientes. Gente que que temia a caneta, mas nunca teve admiração pelo homem. Hartung escolheu o caminho de Maquiavel, segundo quem “quem ama trai; quem teme não trai”. Foram quase 40 anos construindo muitos muros e raríssimas pontes. Não serão fáceis os dias futuros do ex-governador do Espírito Santo porque ao

contrário de épocas anteriores em que sinalizava com a possiblidade de um dia voltar ao Palácio Anchieta, não pode mais lançar mão desse discurso. Não convence, não tem público. É muita gente querendo acertar contas, é muita gente achando que é o momento de dar o troco, a começar pelo atual governador Renato Casagrande. Ainda que tenha sido convidado para integrar o Conselho Nacional de Justiça, é exatamente do Judiciário que sairão os principais mísseis que pretendem, no menor espaço de tempo possível, varrer do mapa o ex-governador Paulo Hartung e o pouco que sobrou de seu séquito.

COLUNA FEU ROSA

ARTIGO

Um bom modelo

Relações de trabalho

Imagine-se em uma maternidade. Seu filho acabou de nascer. Enquanto você comemora, feliz, a aurora de mais um ser humano, motivo de esperança para toda a humanidade, seu telefone celular acusa a chegada de uma mensagem. Que mensagem seria essa?

O Brasil, com a Lei da Reforma Trabalhista, tem a oportunidade de ressignificar e de conceder mudanças nas relações de trabalho. A nova Lei deu mais autonomia aos trabalhadores nas negociações, uma vez que as convenções e acordos coletivos prevalecem sobre a legislação.

Veja só: trata-se do governo, cumprimentando-o pelo nascimento do seu filho. E comunicando que seu nome já está incluído na lista do que aqui chamaríamos “salário-família”. Avisando que sua licença (maternidade ou paternidade) já está sendo comunicada ao seu empregador - e que só lhe restará descansar e celebrar o momento. Informando que o procedimento de registro do nome da criança será feito automaticamente, assim que o nome for fornecido ao hospital. E avisando que se houver necessidade de algum suporte do governo local este estará disponível pela Internet. A criança se desenvolve. Seus pais precisam colocá-la em uma creche. Basta solicitar o serviço pela Internet, e todo o resto será feito automaticamente. Acredite: não será necessária a apresentação de um único documento! Chegado o momento de iniciar a vida escolar, automaticamente é selecionada a escola mais próxima e feita a matrícula da criança - sem que seja necessária qualquer intervenção dos pais. O desempenho escolar é acompanhado, e a família é constantemente informada a respeito. Inicia-se a vida adulta. Da emissão de uma

carteira de motorista à liberação do financiamento para a aquisição de moradia, tudo é feito literalmente “sem papel” - basta uma identificação positiva através de nome de usuário e senha. Ao longo de sua vida você nunca, mas nunca mesmo, terá que fornecer ao governo uma informação que ele já tenha - não existem, lá, “certidões”, “atestados de residência” e outros monstrengos criados pela sanha criativa da burocracia. Acredite: isto já existe. Na Estônia. Calculou-se que se esta filosofia de administração fosse replicada pelo planeta afora haveria uma economia de US$ 3,5 trilhões a cada ano uma vez e meia o PIB do Brasil. Uma iniciativa mais modesta, no Reino Unido, poupou US$ 772 milhões entre 2011 e 2016. Agora vá à janela. Contemple o mal que o inferno da burocracia nos causa, fruto da vaidade e cobiça pequenas de alguns poucos representantes da mediocridade. E reflita: será que não já passou da hora de enfrentarmos este problema? PEDRO VALLS FEU ROSA Desembargador do TJES

Uma das principais vantagens é a possibilidade de flexibilizar as relações trabalhistas, observando os limites impostos e a forma e instrumento em que cada direito pode ser dialogado. As convenções, por exemplo, possibilitam às partes a estipulação de normas que não possuem previsão direta na legislação ou um dispositivo legal já existente, que não podem ser realizados em contrato individual, estreitando os interesses entre os empregados e empregadores. Vale destacar que após a contratação de um empregado, o empregador passa a ter algumas obrigações a serem cumpridas com seu novo funcionário. Nessa relação, a classe empresarial precisa cumprir o que é estabelecido em Lei, no que tange à saúde e Medicina do Trabalho, Segurança do Trabalho, além de questões como

vale transporte, ticket refeição, e as obrigações fiscais com a manutenção em dia da remuneração, o recolhimento da previdência social, FGTS, entre outros impostos. Assim, Sindicatos e empresas negociam e estabelecem condições de jornada de trabalho que atendam os diferenciais do negócio e que sejam definidas em comum acordo. Neste novo cenário, as empresas precisam atuar de maneira responsável e atentas as normas, e ao mesmo tempo observar os instrumentos coletivos como ferramenta eficaz para obter o aumento da produtividade e o fortalecimento da atividade. ANTÔNIO GERALDO PEROVANO Diretor do Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação do Espírito Santo (Seaces) e diretor nacional da Febrac


Esportes

SEXTA-FEIRA, 8 DE FEVEREIRO DE 2019 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Maior clássico do futebol capixaba

RUY MONTE DÁ O RECADO!

Rio Branco e Desportiva Ferroviária se enfrentam neste sábado (9) no estádio Kléber Andrade, após dois anos DIVULGAÇÃO

rmonte@eshoje.com.br

Querem acabar com os estaduais!

Acompanho bastante os programas esportivos das redes nacionais e vejo cada opinião absurda de cronistas que dizem que os estaduais de futebol no Brasil devem acabar. Acho isso insensato. Para essa turma o que vale são os campeonatos Brasileiro, Copa do Brasil e Libertadoras. DIVULGAÇÃO

Torcida capa preta festejou no Kleber Andrade na estreia de Loco Abreu

O

9  fevereiro de 2019 será especial para o torcedor capixaba. Após dois anos, o clássico preto e grená, entre Rio Branco e Desportiva Ferroviária voltará a ser disputado. A partida acontece no estádio Kléber Andrade, às 17h. Para este jogo, a expectativa é de grande público. Os motivos são vários pois, além da presença de Loco Abreu, por parte do Rio Branco, alguns tabus estarão em jogo. O último duelo entre as equipes

aconteceu em 2017, em partida válida pelo Campeonato Capixaba. Na ocasião, o duelo, que também aconteceu no Kléber Andrade, ficou empatado em 2 a 2. O jogo deste sábado já começa quente fora das quatro linhas pela grande rivalidade com tabu em jogo para os dois lados. Desde a final do Capixabão 2015, o Rio Branco não vence o rival. Herói da última vitória alvinegra, o meia João Paulo está de volta ao Rio Branco para esta temporada. O meia falou sobre a expectativa de quebrar esse tabu e, de quebra, afastar a má impressão que ficou no primeiro jogo do clube. "Sempre temos que estar preparados e entrar em campo pensando em ganhar. Essa semana foi boa para melhorar o que faltou no

primeiro jogo, e uma vitória no clássico é importante", disse. A má notícia para o lado alvinegro fica por conta do volante Raniere, que se machucou no jogo de estreia e está fora do campeonato. No seu lugar, deve jogar o meia Jeferson. Do lado da Desportiva, o tabu tem a ver com o palco do clássico. Após a construção do novo estádio Kléber Andrade, o time nunca venceu o maior rival no local. E para quebrar esse tabu, o clube aposta nos talentos da base, Marcos Vinícius e João Vitor. Todos detalhes sobre esse jogão de bola, como disponibilidade e preço de ingressos e as informações completas sobre as equipes, você confere em www. eshoje.com.br.

Advogados miram playoffs no Capixaba de Basquete   Capixaba de Basquete tem sido de grandes jogos e emoções a mil. Na última rodada, contrariando as estatísticas, o time dos Apaches, de Bairro República, que jogou no espírito “vamos fazer o que der”, enfrentou o São Pedro, favorito ao título, e conseguiu uma vitória que deu moral à equipe, por 62 a 58. Neste domingo (10), a partir das 9 horas, as 10 equipes que participam do Torneio jogam pela quinta rodada no Ginásio Jones dos Santos Neves (DED), em Vitória. Uma das grandes surpresas do evento é o time da OAB, formado por advogados da Ordem e estagiários da institui-

ção. Os “engravatados” vêm de uma crescente na competição. Após estrearem com derrotas, contra as equipes do Santo Antônio e dos Apaches, o time começou a se encontrar, deu um gás e vem de vitórias contra as equipes do Terrão (57 a 46) e do Colorado (53 a 44). No domingo, eles encaram o Vila Nova Red’s, também cotado como um dos favoritos ao título. “Contra os Red’s vai ser um jogo bem pesado. Estamos nos apegando a esse bom momento para fazer frente a eles, que são muito experientes. Vamos com calma, rumo à vitória”, disse Carlos Azevedo, o “Café”, técnico da equipe.

O grande confronto da quinta rodada será entre o Goiabeiras, líder invicto do Torneio Capixaba de Basquete, com vitórias nos quatro jogos, e os Apaches, que vêm com moral após tirarem o São Pedro da liderança. A equipe tem grandes estatísticas: o melhor ataque; o cestinha do campeonato; o líder em cestas de três pontos e o líder em assistências. “Isso é resultado de muito trabalho e companheirismo. Nos conhecemos muito bem dentro de quadra. Os Apaches vêm de uma vitória muito boa e tudo indica que será um jogo muito disputado. Não tem como falar em favorito”, afirmou Caio Machado, que é o líder da equipe.

Capixabão é de vital importância para o futebol do Estado Imaginem o ano do futebol sem os estaduais? Para os vinte times que disputam o Brasileiro da série A e B até que não seria um absurdo não disputarem os estaduais. Como ficam as equipes de outros estados de menor potencial financeiro? E as rivalidades nos estados, como o nosso, por exemplo? E tem outro agravante: os clubes pequenos que precisam sobreviver, disputam os estaduais. E as rivalidades regionais, então... Depois, é só avaliar

quantos jogadores profissionais ficariam desempregados. O futebol brasileiro tem um grande número de clubes que disputam os campeonatos regionais. Isso sem contar com atletas que se destacam nos certames e que são contratados por grandes equipes. O detalhe maior é que já ouvi no futebol capixaba: por aqui também há quem levante a bandeira contra os estaduais – o que consegue ser mais absurdo ainda.

E as preliminares?

Continuo insistindo em ter preliminares nos jogos do Capixabão, com campeonatos das divisões de base. A minha ideia tem o apoio de muita gente, sobretudo, os torcedores. O argumento de alguns dirigentes para a negativa é a de que desgasta o gramado. Outros dizem que o horário, na parte da tarde, não é propício para o atleta - seja juvenil ou júnior. Pura balela, pois, o que mais vejo em campeonatos amadores são jogos nos mais variados horários do dia e não vi ninguém morrer. E tem mais: jogador que atua no profissional no sábado e no domingo vai dar uma curtida no amador, jogando na várzea. E ninguém reclama do calor!

7


É GOL!

EDITORIA DE FUTEBOL CONTEÚDOS EXCLUSIVOS POR LUCAS MELO E BERNARDO BARBOSA Patrocínio:

Profile for Jornal ESHOJE

Jornal ESHOJE_735  

Cobrança indevida é a principal reclamação contra a EDP no serviço de defesa do consumidor

Jornal ESHOJE_735  

Cobrança indevida é a principal reclamação contra a EDP no serviço de defesa do consumidor

Advertisement