Page 1

www.eshoje.com.br DIVULGAÇÃO

Vitória, 12 de outubro de 2018 J Ano XIX J Nº 718 J Edição Gratuita Semanal

Primeira mulher no Anchietaj5

COLUNA

Crianças são vítimas das famíliasj6

PEDRO CUNHA

POLÍTICA

HELIO FILHO

Fundado em 19 de julho de 2000 por Carlos Roberto Coutinho

ESHOJE2

Teatro pra ver e refletirj3 DAYANA SOUZA

Decoração, arquitetura e muita arte em mostra

CasaCor 2018 reúne profissionais capixabas em 34 ambientesjESHJ2 DIVULGAÇÃO

A cobrança do pedágio para atravessar a ponte está suspensa no sentido Vitória-Vila Velha desde junho, para reduzir os engarrafamentos

Projeto de nova praça volta em 2019

Governador eleito, Renato Casagrande retomará a discussão da construção de novo local para cobrança de tarifa por Vila Velhaj3

DISPUTA FORTE NAS ONDAS DO SOLEMAR

Circuito Capixaba de Bodyboarding reunirá os maiores em Jacaraípej7

ESHOJE é recorde na cobertura das eleições Trabalho do jornalismo teve a maior audiência na apuração do TREj4


2

Opinião

SEXTA-FEirA, 12 dE ouTubro dE 2018 j www.EShojE.com.br

fOTO DA SEmAnA

ESPAÇO DO LEITOR Hélio FilHo

Renato Casagrande foi eleito governador do Espírito Santo, em 1º turno, com 1,07 milhão de votos

EDITORIAL

Segundo turno Muito mais do que escolher Jair Bolsonaro ou não escolher Fernando Haddad, Geraldo Alckmin, Marina Silva e Ciro Gomes, para citar apenas os que estão sempre em maior evidência, o eleitorado brasileiro mandou um duro e claro recado à classe política: fora, corrupção! O Partido dos Trabalhadores, que esteve sempre no centro das atenções das manobras mais espúrias da vida nacional, certamente sofreu o golpe mais duro, porque foi repudiado em quase todo o território nacional, tendo que se recolher ao Nordeste que, historicamente, tem retribuído com votos os favores do bolsa família. Ver alijados da vida pública figuras execráveis como Dilma Rousseff, Lindbergh Farias, Vanessa Grazziotim e Fernando Pimentel não tem preço. Mas o eleitor não disse “fora, PT”, apenas, porque deu cartão vermelho a outras emblemáticas figuras do que há de mais reprovável na vida pública, como Romero Jucá, Eunício Oliveira, Zequinha e Roseana Sarney, Édison Lobão, Danielle Cunha (filha de Eduardo Cunha), Marco Antônio Cabral (filho de Sérgio Cabral) e Fabiana Brasil (filha de Roberto Jéferson). Lamentavelmente, as urnas pouparam os repugnantes Aécio Neves, Gleisi Hoffman e Jacques Wagner, investigados pela prática de crimes de naturezas diversas. No Espírito Santo não foi diferente. A renovação dos deputados estaduais e federais foi superior a 50% e, no Senado Federal, os dois senadores, Ricardo Ferraço e Magno Malta, apontados como imbatíveis desde o início da campanha eleitoral, foram derrotados pelos calouros da política, Fabiano Contarato e Marcos do Val. Na média nacional, de cada quatro senadores que tentaram a reeleição, apenas um foi reeleito, o que significa uma manifestação clara de que há um anseio

A opinião dos colunistas não reflete o posicionamento do veículo

imensurável de promover mudanças efetivas na gestão pública. Muito mais do que escolher Jair Bolsonaro, o eleitor brasileiro “desescolheu” o PT. Os mais de 2 milhões de votos dados em São Paulo à advogada Janaína Paschoal (que liderou o processo que culminou com o impeachment de Dilma Rousseff) foram também uma manifestação inquestionável de apoio à Lava-Jato e ao juiz Sérgio Moro, e de repúdio às manobras nada republicanas do Supremo Tribunal Federal. Segundo turno é outra eleição, indiscutivelmente. Haverá uma rearrumação de forças. Mas Haddad precisa muito mais do que obter a totalidade da herança dos votos de Ciro Gomes, Marina Silva, Paulo Boulos e Geraldo Alckmin. Bolsonaro, por outro lado, precisa apenas não perder votos. E ganha no segundo turno aliados importantes como os candidatos favoritos a governador no segundo turno do Rio de Janeiro (Wilson Witzel), São Paulo (João Dória) e Minas Gerais (Romeu Zema Neto). Conta, ainda, com o fato de que não há, na história brasileira, o registro de um candidato a presidente vitorioso no primeiro turno e que tenha sido derrotado no segundo turno. A única coisa que pode, efetivamente, colocar em risco a candidatura de Jair é que seus eleitores já se assumem como seguidores. E como tal, membros de uma seita fanática que, bem no estilo do que há de pior na vida pública, não respeita nem reconhece limites.

tiragem: 5.000 exemplares circulação: Grande Vitória e digital periodicidade: Semanal

diretor geral carlos roberto coutinho carlos@eshoje.com.br

rua Paschoal delmaestro, 260 Ed. Vila da Praia, Sl. 5 e 6 - jardim camburi - Vitória - Espírito Santo cep. 29.090-460 Tel. 27 3395-1800/Fax. 3395-1801 www.eshoje.com.br redacao@eshoje.com.br

diretora administrativa bianca coutinho bianca@eshoje.com.br

Orgulho da mudança

Estou completamente embasbacada com o resultado para as eleições para senador no Espírito Santo. Tudo o que eu queria era que saíssem magno malta e ricardo Ferraço, e entrassem nomes novos, com boas intenções. Não acho que malta e Ferraço fizeram um trabalho ruim, mas não podem continuar no poder como estão há décadas. obrigado pelo que já fizeram, mas chega, bora assinar carteira de trabalho e ter emprego como os brasileiros, que vocês defenderam no Senado. Estou orgulhosa dos capixabas, pois, confesso, não acreditei que nos uniríamos assim para eleger Fabiano contarato e marcos do Val. Aliás, será que os eleitores capixabas entenderam como temos força e que podemos reagir, e não apenas reclamar? Para mim isso ficou muito claro.

houver a utilização de perfis falsos. devemos ter muito cuidado com a opinião que damos e com o que compartilhamos na internet, lembrando que nossas postagens, além de serem passivas de possível responsabilização jurídica, podem permanecer para sempre na internet e gerarem um provável prejuízo imensurável para nossas vidas e de terceiros. Luiz Augusto Filizzola

Lei do canudinho

Ed Gomes

Quando será que vai ser lei no Espírito Santo a proibição dos canudinhos de plástico? No brasil as pessoas só conseguem ser educadas quando vira lei com risco a pagamento de bolso. Se dói no bolso, as pessoas respeitam, mas até lá, que se dane o meio ambiente. um absurdo isso. os bares, restaurantes, lanchonetes continuam poluindo pois leva milhares de anos para decompor o plástico. um item completamente dispensável para a vida.

Senado 1

Neuza Regina Giacomo

Parabéns, Fabiano. Admiro pela sua inteligência, generosidade e coragem por lutar por causas nobres. obrigada pelo seu trabalho admirável. um abraço grande! Rogeria Christimas

Senado 2

deixo aqui os meus Parabéns, pela sua vitória ao senado, pelo Espírito Santo. Nós capixabas, demonstramos através desses votos alcançados nossa admiração e apreço por tudo que você têm feito pela nossa sociedade. Eneide Leão

Crimes eletrônicos

As postagens difamatórias e discriminatórias que vem ocorrendo, especialmente nos ataques aos nordestinos, são criminosas e passíveis de punição no âmbito civil e criminal. Além disso, tais publicações políticas já ocasionaram algumas demissões. os dizeres vão muito além da liberdade de expressão e com uma investigação pode-se localizar todos estes ofensores, mesmo que

Dia do prefeito

muito bom a reportagem sobre o “dia do prefeito”. Eu nem sabia que essas figuras tinham um dia comemorativo para eles, afinal, esta sim é uma “profissão” em que muitos são os chefes. o problema maior é que o povo, que é quem manda, não tem noção do seu poder. muito legal a matéria e, infelizmente, não temos o que comemorar e pouco a parabenizar os prefeitos do Espírito Santo. Sou de cariacica e aqui nem posso dizer que temos essa figura. Tenho vergonha de ver como minha cidade está largada às moscas e esse juninho solto. Ele é criminoso por nos tratar desta maneira. Adelaide Melo

Esperança

Não sei o que decidir nas urnas neste segundo turno. uma nova eleição, um novo momento de reflexão. Só espero que o eleito entenda que estamos precisando de responsabilidade porlítica. Claudia Lemos

twitter: @eshoje / facebook: eshoje / instagram: /eshoje

projeto gráfico renon Pena de Sá e Patrícia Araújo www.renondesign.com fotografias Arquivo redacao@eshoje.com.br

diagramação diretora de redação/editora danieleh coutinho - mTb/ES 2694-jP jeferson Louis - mTb/ES 3605/ES danihcoutinho@eshoje.com.br

redação bárbara caldeiras carolina boueri Gustavo Gouvêa Lizandra Amario márcia Almeida Pedro cunha Thaís rossi


Cidades

SEXTA-FEirA, 12 dE ouTubro dE 2018 j www.EShojE.com.br

3

Casagrande vai retomar o projeto de nova praça

Principal via de acesso entre Vitória e Vila Velha, Terceira Ponte poderá ter pedágio no dois lados eshoje

Danieleh Coutinho danihcoutinho@eshoje.com.br

O

Governo Renato Casagrande, a partir de 1º de janeiro de 2019, poderá ser iniciado com a retomada de discussão sobre uma nova praça de pedágio na Terceira Ponte. A principal via de ligação das cidades de Vitória e Vila Velha conta com área de cobrança localizada somente na capital. E, de acordo com o governador eleito, desde sua gestão anterior, entre 2011 e 2014, o Estado já adquiriu áreas para a construção de uma praça em território canela verde. Segundo Casagrande, a medida visa reduzir o problema sistemático de engarrafamentos nas duas cidades. “Na questão da mobilidade, desapropriamos áreas do lado de Vila Velha para que lá seja feita uma grande área de pedágio, um em cada rua, porque a ponte tem os caminhos que vão para diversas regiões do município. O projeto é uma grande área de pedágio para dar a ponte um fluxo”, disse Renato Casagrande. Desde 14 de junho os usuários da Terceira Ponte passaram a pagar o pedágio somente no sentido Vila Velha-Vitória. Os condutores que seguem no sentido contrário não pagam tarifa para acessar a via, como medida para reduzir os engarrafamentos nos horários de pico. A previsão é que a cobrança unilateral seja suspensa no dia 15 de outubro. “O que foi adotado pelo atual governo, liberando o pedágio em um sentido e só cobrando do outro, não produziu resultados. Então vamos ter que

os usuários da ponte pagam r$2 para atravessar a via, somente sentido Vila Velha-Vitória desde o mês de junho deste ano fazer investimento do lado de Vila Velha para ampliar a capacidade de veículos”, destacou o governador eleito. No primeiro mês em que a cobrança unilateral foi adotada, Agência de Regulação e Serviços Públicos (Arsp) avaliou que o fluxo de veículos aumentou 0,56% no sentido Capital.No sentido Sul (quem sai de Vitória com destino a Vila Velha), de igual forma, não ocorreu alteração significativa na quantidade de veículos. O monitoramento, segundo a Arsp, demonstrou que, a quantidade de veículos duran-

te estes trintas dias esteve abaixo da série medida entre os meses de abril de 2017 a março de 2018. A Secretaria de Transportes e Obras Públicas do Estado, em primeira avaliação, apontou que o tamanho das filas foi menor. Contudo, devido o período de teste, a medida foi mantida e os estudos ainda não estão concluídos. Proteção Contra suiCíDios Devido ao aumento das tentativas de suicídio na Terceira Ponte, o governador eleito, Reanto Casagrande, disse que

a proteção na via é medida urgente. Segundo ele, se o governo atual iniciar obras, ele vai concluir. “Lógico que precisaremos reavaliar, porque, se não está no contrato – entre estado e concessionária Rodovia do Sol (Rodosol) -, como foi anunciado, é o governo que terá que pagar. Mas, de qualquer maneira, esta é uma obra que precisa ser feita, seja pelo governo ou pela concessionária”, destacou. Depois de anunciar que vai instalar grades de proteção, o Governo Paulo Hartung informou que o projeto recebeu

contribuições. A adotada será uma estrutura lateral e rebaixada, que não interfere na qualidade estética e preserva a funcionalidade necessária, que é a proteção dos usuários. O diretor-geral da ARSP, Júlio Castiglioni informou que até o final do mês de novembro o Governo do Estado decidirá por licitar a opção com barras verticais ou a lateral rebaixada. A decisão é urgente e os números apontam isso. “Esse ano, de janeiro até agora já foram registradas 50 tentativas de suicídio e quatro mortes confirmadas”.


4

Cidades

SEXTA-FEIRA, 12 DE OUTUBRO DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Recorde nas eleições no ES As ‘lives’ com candidatos eleitos e com os resultados finais tiveram, somadas, mais de 11 mil views PEDRO CUNHA digital@eshoje.com.br

A

  de ESHOJE nas eleições 2018, em primeiro turno, bateu recorde de audiência no Espírito Santo. Os boletins divulgados desde o início deste ano, mostraram-se um instrumento-chave para a consolidação do sucesso desse trabalho. Eventos, como a inauguração do aeroporto, carnaval, Festa da Penha e Vitória Moda renderam resultados excelentes aos diversos departamentos do jornal. E com as Eleições 2018 não foi diferente. No dia do pleito, 7 de outubro, o veículo obteve a segunda maior audiência de sua história em transmissões ao vivo – ‘lives’ – no Facebook. Direto do Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo (TRE-ES), a exibição atingiu mais de 32,7 mil visualizações – sendo 29 mil no momento em que a equipe estava ao vivo -, 90 mil

PEDRO CUNHA

pessoas alcançadas e foi assistida por mais de 1.100 horas. Já as ‘lives’ com candidatos eleitos e com os resultados finais tiveram, somadas, mais de 11 mil visualizações e mais de 30 mil impressões. Também pela rede social Facebook, o alcance total constatou que o conteúdo do jornal, no domingo (7), foi distribuído para 84,5% dos nossos seguidores, mesmo com a mudança do algoritmo que impactou o alcance e engajamento das páginas. STORIES DE SUCESSO Já consagrado no Instagram, os ‘stories’ de ESHOJE foram visualizados quase 40 mil vezes só no dia 7 de outubro. Com a equipe de jornalistas na rua antes das 8 horas, quando foi dado início do horário de votação, entregou-se conteúdo e informações exclusivas. Quanto ao perfil e postagens, o resultado também mostra excelência, com quase 85 mil impressões.

A transmissão ao vivo dos resultados, pelo TRE-ES, foi um sucesso

Nossa cobertura das Eleições 2018 foi um sucesso! os números provam, mais uma vez, que entregamos o melhor conteúdo! só no dia 7 de outubro:

10K

  de jornalismo de ESHOJE, Danieleh Coutinho, destacou o trabalho e o empenho de toda a redação multimídia: “A equipe estava empenhada em levar, em tempo real, o movimento do dia eleitoral. De forma integrada, nós iniciamos os trabalhos com um mês de antecedência, em nossos boletins ao vivo, às sextas-feiras; E no domingo, antes das 7 horas da manhã os repórteres estavam à postos para registrar tudo”. Coutinho disse também que nas eleições deste ano os capixabas se mostraram mais politizados, na busca constante de informações sobre o pleito e os candidatos. “Vimos uma população faminta por conteúdo político, conteúdo de qualidade. E tivemos uma equipe toda empenhada em entregar o melhor”, afirmou.

148K alcance

43K

44,5K

Capixaba está mais politizado

envolvimentos visualizações das ‘lives’

visualizações das histórias

85K

impressões

40K

visualizações dos ‘stories’


Vitória, 12 de outubro de 2018 J Ano XIX J Nº 718 J Edição Gratuita Semanal

www.eshoje.com.br

Fundado em 19 de julho de 2000 por Carlos Roberto Coutinho

Diversidade cultural em cena 14º Festival de Teatro chega investindo no intercambio de diferentes segmentos da produção cênica

dIVulGAção

Márcia alMeida cultura@eshoje.com.br

A

cena cultural capixaba está aquecida com a 14ª edição do Festival Nacional de Teatro Cidade de Vitória (Fenatevi), que vai acontecer a partir deste sábado (13). O evento seguirá até o próximo dia 21, com apresentações gratuitas em vários pontos da capital, de grupos do Espírito Santo, de outros Estados e até da República Tcheca, com diferentes propostas de linguagem, revelando essa diversidade da produção teatral. Na programação, homenagens, inúmeros espetáculos, performances, demonstração de trabalho, palestras, oficinas, mostras e diversidade de linguagem e estética. A abertura do evento será no Teatro Carlos, com uma homenagem ao ator e diretor Robson de Paula. A abertura do festival será marcada ainda pela apresentação do espetáculo Le Circo de la Drag, às 21 horas, no Teatro Carlos Gomes. A montagem carioca surge como uma necessidade irreprimível de falar do nosso mundo em termos ricos de diversão e crítica. Usando unicamente a linguagem da dublagem, o grupo cria diversos números que tem em sua origem a observação do comportamento urbano e a denúncia dos absur-

"os doentes imaginários" é uma das produções que poderão ser conferidas pelo público do es na 14ª edição do festival nacional de teatro dos cotidianos aos quais somos submetidos dia após dia. Em pauta, o cenário político, social e econômico e uma reflexão sobre a causa LGBTQI+. A programação segue no domingo (14), com a apresentação gratuita da peça “Uma Viagem no Tempo”, do grupo Rerigtiba, às 17 horas, no Teatro Carlos Gomes. Na segunda-feira (15), três peças serão apre-

JuNIo SouzA/dIVulGAção

a peça “a Princesa Gaia” é da PreQaria cia de Teatro de Minas Gerais

sentadas ao público: O Quintal de Histórias, onde se passa o conto de dois pequenos passarinhos, com os atores Dana Oliver e Thiago Lourenço no elenco, às 12 horas, na Praça Costa Pereira; a comédia Confissões no Crematório, de José Celso Cavalieri, às 19 horas, no Teatro Sônia Cabral e “Plugged, Ensaio Sobre “Dias Felizes”, às 20 horas, no Carlos Gomes.

“O Festival está consolidado não somente como um grande evento, mas também por inserir Vitória no calendário cultural do país, tornando nossa cidade um polo do teatro do Brasil, além de valorizar e fomentar a produção cênica, possibilitando a formação e o intercâmbio cultural”, destaca Beth Caser, idealizadora e coordenadora geral do festival. No decorrer da próxima semana, o público poderá continuar curtindo o do festival. Estão confirmadas peças como “Corpores – Sinestesia das Cores”, do Grupo Vira Lata de Teatro, “A Princesa Gaia”, da PreQaria Cia de Teatro de Minas Gerais e “Os Doentes Imaginários”, de Abel Santana. A programação completa está disponível nas redes sociais do festival. “O mundo enfrenta obstáculos e o teatro não deixará de ser espaço de reflexão e, como sempre, há de contribuir para novos caminhos na procura de soluções beneficiando o maior número de pessoas”, declara Beth Caser. TeaTro esTudanTil Além de dar espaço para atores profissionais e amadores, o Festival Nacional de Teatro Cidade de Vitória também vai desta-

o festival torna Vitória um polo de teatro do Brasil e fomenta a produção cênica

BeTh caser, idealizadora

car o talento do teatro estudantil, com a apresentação de oito espetáculos. “Além de representar a oportunidade de os estudantes realizarem um intercâmbio com outros artistas, eles vão poder apresentar a sua arte fora dos muros das escolas. Acreditamos que será plantada uma semente para que eles venham, futuramente, serem profissionais”, destaca Elenice Moreira, organizadora do evento. O festival também vai ofertar, gratuitamente, oportunidades para capacitação dos artistas, através de oficinas e workshops, que vão abordar temas como iniciação teatral, prática de montagem e preparação corporal. Além disso, o público em geral poderá participar das mesas de conversa que vão acontecer ao longo da programação e conferir o processo criativo de diversos espetáculos.


2

Cultura

SEXTA-FEirA, 12 dE ouTubro dE 2018 j www.EShojE.com.br Wanderson lopes

CIRCUITO CULT MáRciA AlMeidA L cultura@eshoje.com.br

Natura Musical anuncia patrocinados

obra de Raphael Bianco e suzana Queiroga no ambiente 'living', de Kassio Fontoura e Marcela Grasselli

Trinta e cinco artistas e bandas e 15 coletivos farão parte do programa Natura Musical em 2019. Os nomes foram selecionados entre 2.617 inscrições de todo o Brasil. Neste ano, o edital contemplou os que estão em fase de desenvolvimento ou renovação de carreira, além de coletivos culturais. divulgação

Arte provoca os olhares na CasaCor

Pinturas, fotografias, esculturas, diferentes suportes artísticos são alguns destaque nos diversos ambientes MARciA AlMeidA cultura@eshoje.com.br

D

iversidade no olhar: a arte como ponto de partida em um projeto de decoração. Arquitetos capixabas revelam em seus ambientes da CasaCor ES personalidade e sentimentos através da escolha de obras de arte. A maioria selecionada antes da concepção do projeto e que deram o norte para a criação de todo o conceito do espaço e escolha do mobiliário, adornos e outros elementos. A Matias Brotas arte contemporânea realizou a curadoria de quatro ambientes da mostra com uma seleção especial de suportes artísticos para levar aos visitantes diferentes experiências em torno da arte. Um exemplo é a obra ‘Cena (para Glauber)’ de Vanderlei Lopes, que estará no hall de entrada do Restaurante Arauco, projetado pelas arquitetas Juliana Vervloet do Amaral e Roberta Toledo. Ainda no restaurante, uma enorme pintura do carioca Antônio Bokel também vai provocar o olhar dos visitantes. Já o ‘Living’, da dupla de arquitetos Kassio Fontoura e Marcela Grasselli, é um convite a refletir em torno de diferentes suportes artísticos, uma seleção especial para o espaço que traz desde esculturas a pinturas, fotografia. O ambiente foi desenvolvido para ser um espaço social de lazer e descanso voltado para um casal que gosta de reu-

nir amigos e familiares em casa e buscam um refúgio natural em meio ao ambiente urbano. Um dos destaques do ‘Living’ são as 12 bandeirolas do artista José Bechara que vieram especialmente do Rio de Janeiro para compor o ambiente. Pinturas em oxidação de aço e emulsão cúprica sobre lona, cada uma com sua característica única. No ambiente, ainda, uma pintura da nova série de Raphael Bianco, novo trabalho de Suzana Queiroga de sua série cartografia, além da escultura ‘O que está coberto’ e uma fotografia de Antonio Bokel, e uma escultura da série Passarela de Ana Holck.

A proposta foi motivar os participantes a criarem espaços para a celebração RiTA Rocio, arquiteta

Já no ‘Loft da Ginasta’ de Daniela Andrade, traz uma seleção de obras que vão aguçar os diversos sentidos do visitante, do toque ao olhar. Uma delas é ‘Dois Pesos e Duas Medidas’, da artista Celina Portella. Trata-se de uma foto-instalação composta por dois quadros conectados entre si, gerando um equilíbrio de forças que pode ser manipulado pelo espectador. Também no espaço uma pintura da artista dinamarquesa

radicada no Brasil Mai-Britt Wolthers e também uma escultura de Manfredo de Souzanetto. No ‘Studio da Remadora’ de Letícia Finamore, uma enorme tela de Renata Egreja, desenhos de Suzana Queiroga e obras da capixaba Rosana Paste. cAsAcoR Uma casa viva que esbanja beleza, criatividade, estilo, sofisticação e sustentabilidade, projetada por um time seleto de arquitetos, decoradores, designers e paisagistas. Este é o conceito da CasaCor ES 2018, localizada no Clube Álvares Cabral. A arquiteta e realizadora da mostra capixaba, Rita Rocio Tristão, diz que o tema deste ano, “A Casa Viva”, apresenta ambientes que se traduzem em refúgios físico, mental e espiritual. “A proposta foi motivar os participantes a criarem espaços para a celebração, de forma a estimular a construção de laços de afeto entre as famílias e os amigos, cada um ao seu modo. Isso, sem dúvida, foi muito bem concretizado pelos profissionais expositores”, afirma. São 34 ambientes projetados por um seleto grupo com 50 profissionais. Entre os ambiente, lofts, casas, lojas, espaços corporativos, restaurantes, espaços para festas e entretenimento, entre outros, objetos de desejo de todos os que amam viver bem, com conforto, funcionalidade e estilo.

Entre as iniciativas patrocinadas estão a gravação de discos, turnês nacionais, além da movimentação e documentação de cenas locais. O resultado é reflexo da renovação da cena musical brasileira e aposta em artistas que representam o momento de profunda transformação no qual vivemos. "Nós acreditamos que os selecionados vão escrever a história musical do Brasil. E esse futuro que desejamos para a música é repleto de diversidade e representatividade. Cada um dos selecionados tem o dom de emocionar o público e propor transformações e reflexões", afirma Fernanda Paiva, gerente de Marketing Institucional da Natura.

Troca de referências

Essa é primeira vez em que o edital contempla 50 artistas, bandas e coletivos, maior número de selecionados na história de Natura Musical. Entre eles está Margareth Menezes (foto), Tássia Reis, representante do rap produ-

zido em São Paulo, e a festa Batekoo, um ícone de libertação e representatividade de jovens periféricos de todo o País do Projeto Concha, espaço de troca de referências artísticas e formação de mulheres para o mercado musical.

Premiados

Anualmente, Natura Musical assina cerca de vinte discos, grande parte deles à frente de listas e premiações de melhores do ano, como "A Mulher do Fim do Mundo", de Elza Soares e "Dancê", de Tulipa Ruiz.

Rua das Artes

Com o tema "Brincando na Rua" acontece domingo (14) a Rua das Artes, na Prainha de Vila Velha, a partir das 10 horas. O evento que homenageia as crianças terá apresentação do palhaço Raolito, orquestra, congo e lançamento

informamos

do livro "Estou onde não penso. Penso onde não estou", de Gisele Suave. Crianças de sete a 14 anos da escola de ballet Skip Ballet comandada pela bailarina Débora Petruccy farão três apresentações durante o evento.

de forma extraordinária, nesta edição, a coluna 'Palcos&Atores' de cacau monjardim não está sendo publicada. o colunista volta, na próxima edição, normalmente.


3

SEXTA-FEIRA, 12 DE OUTUBRO DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Social

Bianca Coutinho bianca@eshoje.com.br

Noite maravilhosa

FOTOS: KARLA CONSTANCIO/NO ROCK

Nos salões do cerimonial de Penha Corrêa Lima o casal Eliza e Jorginho Santos receberam convidados para celebrar os 26 anos da revista Class. A decoração esplendorosa tinha traços do perfeccionismo do anfitrião, com a execução e parceria do criativo Cássio Domingues. Descrever um momento como aquele é correr o risco de esquecer detalhes, o certo é que Dom Américo e seus comparsas deram um show à parte, que esquentou a pista. Outro detalhe surreal foi a sala de doces, nunca vista em festas do Espírito Santo. A festa estava repleta de leitores e simpatizantes do casal, que juntos trilharam um caminho de trabalho árduo, competente e sério para manter um editorial difícil de ser copiado, já que Jorginho Santos só existe um. A cobertura do evento também pode ser conferida no programa Nó de Gravata, do jornalista Gabriel Gomes.

Eliza e Jorginho Santos eram só alegria na celebração dos 26 anos da Revista Class

Mulheres no poder

#26anosClass: Karina Soares e Marcio Meneghim

Programa. Raphael Eler lança programa de emagrecimento em seu instituto de saúde em Vila Velha. O objetivo é oferecer atendimento multidisciplinar ao paciente, com médico, nutrólogo, nutricionista, psicólogo e educador físico. Dia certo. O treino deve seguir a

particularidade de cada mulher, o ciclo menstrual de cada uma é diferente e tem duração de dias diferentes. Isso é um ponto de atenção para o profissional prepara o treino, orienta o educador físico, Jhonny Costa.

Vinhos rosés. Os vinhos rosés

conquistaram o público e são campeões de venda. Segundo a sommelière Nicole Batista, eles são os queridinhos para festas e combinam bem com o clima do Espírito Santo e a gastronomia local, que é recheada de frutos do mar e peixes.

Happy hour. O espaço de Gê Becker, em Vila Velha, está funcionando em horário estendido para

Levantamento realizado pelo Sebrae-ES aponta que o número de pequenas empresárias teve aumento significativo. De julho de 2016 a julho de 2017, o número de negócios abertos por mulheres passou de 77 mil para 91.657. Uma delas é Bianca Hatequestt. “Este mercado vem crescendo muito, foi uma oportunidade de me solidificar e ser dona do meu próprio negócio”.

entrar no clima do verão com proCarlos Magno Bernabé gramação e cardápio especial, e Elcio Paulo Teixeira além de tatuagens exclusivas para na noite Class o público noturno.

Outubro Rosa. Fabrina Tinoco de Sousa, médica do trabalho, fará um bate-papo sobre a importância da prevenção do câncer de mama e apresentará informações sobre a doença e suas possibilidades de tratamento. Será no dia 25 em Cariacica. Feliz aniversário Cris Brandão,

Paulo Renato Fonseca Junior e Bernardo Polido (12); João Zanon Junior, Paula Pimentel e Solange Belucio Tetzner (13); Alciene Gonçalves, Márcia Almeida, Luana Casagrande e Alessandra Fornazier (14); Lorena Hombre, Marília Rebello, Rachel Pires, Elayne Borel, Selma Daltio, Roges Morais e Fernando Carreiro (15); Camila Lacerda, Josianne Nascimento e Luciana Fitaroni (16); Juliana Cardoso, Léo Rodrigo Miranda Zanotti, Cintia Moretto e Leonardo Bastos (18).

Imóvel alugado Uma dúvida frequente entre quem mora em imóvel alugado é o que fazer para decorar dentro das exigências de locação. Para a arquiteta Tatiana Pradal, uma dica é apostar em luminárias e acessórios, que dão personalidade ao ambiente. Outra opção é usar papéis de parede e piso vinílico. Ambos podem ser instalados e removidos facilmente. Cássio Domingues e Dam Bianquim: eles sabem tudo de festa


4

Programe-se

SEXTA-FEirA, 12 dE ouTubro dE 2018 j www.EShojE.com.br divulgação

Coluna do vinho Carolina Correa L carolina.coribeiro@gmail.com

Saca-rolha: qual escolher? Como usar?

a apresentação das peças “Timão e Pumba’ está entre a programação especial entre 12 e 14 de outubro

Acessório indispensável para os consumidores de vinho, o saca-rolha não é um instrumento compreendido por todos. Nesta edição a coluna vai desmistifica-lo, trazendo dicas de como escolher e usar. divulgação

Feriadão especial para a garotada

Timão e Pumba vão aprontar todas em uma divertida aventura os personagens vão interagir com o público

E

stamos na semana das crianças e o que não faltam são atrações para a garotada curtir de montão. Tem peças de teatro com clássicos em cartaz, como “Os Saltimbancos” e até aventura em parque aquático. Em Vila Velha a criançada vai poder curtir diversas peças teatrais, como "A Menina Que Queria Ser Estrela", nesta sexta-feira (12), "Por que Joana?", no sábado (13) e "Peter Pan", no domingo (14), todas às 16 horas, no Teatro Municipal de Vila Velha, com entrada gratuita. Os espetáculos integram a programação do projeto “Feriado também é dia de ir ao teatro”,

da cineasta Rejane Arruda. Já o Boulevard Shopping aposta em uma série de atrações, como oficinas de pizza e de slimes - uma espécie de massinha fofinha, gostosa e colorida que está super na moda entre os pequenos. Além de brincadeiras, pipoca, algodão doce, picolé e super gincanas, além da apresentação das peças “Timão e Pumba’, nesta sexta-feira (12), às 18 horas e “Os Saltimbancos”, no sábado (13) e domingo (14), também às 18 horas. E para alegria geral, os personagens vão interagir com o público presente. Já o Acquamania preparou uma programação especial, cheia de atividades lúdicas e

recreativas. A criançada vai poder se divertir com a Caravana da Alegria, projeto que faz cosplay dos personagens do filme ‘Piratas do Caribe’. Durante os dias os pequenos também poderão desfrutar de aulas de zumba e pocket teatral Piratas do Caribe. Em Vitória, a Pedra da Cebola, vai receber, nesta sexta (12), sábado (13) e domingo (14), o Festival de Food Tour | Criança Feliz, com uma programação gratuita e repleta de diversão, com um mega espaço kids, área gastronômica e shows musicais com a banda No Seu Abracinho, com o melhor da música brasileira para o público infantil e a Turminha Macakids.

Feras da música eletrônica se encontram em Guarapari o thale Beach, cenário de algumas das maiores festas do balneário de Guarapari, recebe nesta sexta-feira (12) e sábado (13) as festas conceito #Itals Weekend e Warung Tour 2018 Guarapari. A primeira é considerada uma das melhores label da música eletrônica do país. O evento abre o feriado prolongado reunindo ousadia e criatividade com os melhores artistas do cenário. Um time de peso já

está confirmado no lineup: Cesquin B2B Merçon, Leandro Rallo, Jess Benevides, Gabe Merino e Dashdot. Já o projeto itinerante do Warung Beach Club, que é considerado um dos melhores do mundo, acontece no sábado (13) e promete uma combinação perfeita e harmônica entre música eletrônica e natureza com o cenário do Thale Beach. Esta será a maior edição do Warung

tour já realizado no Espírito Santo e o lineup traz nomes consagrados da cena eletrônica. The Doctor, Leandro Moreira, B2B, Reolli, Gus n” Kill, Flow & Zeo e Boghosian já foram anunciados na edição da festa. Os ingressos já estão disponíveis no site www.superticket.com a partir de R$ 60 (valores individuais, por dia de evento) e R$80 (pacote com os dois dias de festa).

Para alguns apreciadores esse é um acessório que ainda intimida, mas é indispensável para qualquer ocasião regada a bons vinhos. Pois saiba que os saca-rolhas melhoraram, e muito. Estudos dizem que o acessório foi criado na Inglaterra por fabricantes de armas, uma vez que dizem se tratar da evolução de um objeto similar utilizado na limpeza de mosquetes. A menção mais antiga é de 1676, quando o agricultor britânico John Worlidge fala de “um parafuso utilizado para remoção de tampas de garrafas”. A primeira patente do saca-rolhas foi em 1795, também na Inglaterra. Os primeiros tinham um formato em T, modelo que ainda fazia a retirada da rolha ser mais complexa. A partir de 1850 foi criado o que possui alavanca, facilitando o serviço. Em 1882 o a l e m ã o K a r l Wi e n k e criou o modelo hoje conhecido como “saca-rolha de sommelier”. Indiscutivelmente o mais usado no mundo do vinho e avalio como mais fácil de utilizar - é o “sommelier”. Ele possui dois estágios na alavanca, ajudando muito na retirada da rolha. Aquele modelo mais simples e compacto, sabe? Basta inserir a espiral no meio da rolha e apoiar a alavanca no gargalo

da garrafa no limite do primeiro estágio. Depois colocando no segundo estágio até a retirada total da rolha. Simples e sem mistério. Outros inúmeros modelos podem ser encontrados, como o “borboleta”, aquele com dois “braços” que sobem à medida que a espiral é inserida na rolha. O modelo “coelho” também é simples, bastando prender “as orelhas” no gargalo da garrafa, inserir a espiral e puxar a rolha. Para os mais modernos ou que ainda têm receio de saca-rolha, tem o elétrico. Nesse não é necessário esforço, pois o aparelho faz todo o serviço sozinho. Para abrir vinhos mais antigos, onde as rolhas podem estar mais ressecadas, correndo o risco de partirem ou esfarelarem com um abridor “comum”, o mais indicado é a pinça. Esse modelo possui duas pinças – esse é o nome - que devem ser encaixadas ao redor da rolha. E para a retirada deve-se fazer um movimento leve de torção. Admito que essa precisa de um pouco mais de cuidado e habilidade técnica. Contudo, garanto, não é um bicho de sete cabeças. Seja qual for o modelo que mais lhe agrada ou facilita, o importante é sempre degustar um bom vinho! Escolha o seu e tim tim!


5

SEXTA-FEIRA, 12 DE OUTUBRO DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Moda

Lorena Vago

lorena@eshoje.com.br

Change Your Mind

FOTOS DE ÁTILA HERCULES

Entre os dias 4 e 6 de outubro, o Museu da Imagem e do Som (MIS), em São Paulo, sediou a 8ª edição do Fashion Meeting. Reunindo cerca de 40 grandes profissionais do universo da moda, o evento contou com uma programação com palestras, desfiles e meetings com foco no tema "Change Your Mind".

PatBo

Vitor Zerbinato

All Jeans

Salinas

Sensualidade à flor da pele Nova linha A Natura surpreende mais uma vez com Luna Intenso, o primeiro deo parfum da marca Luna, trazendo uma nova fragrância que é a mais marcante e sofisticada da linha. Intenso, sofisticado e perfeito para ocasiões especiais, traz uma dose generosa do mais potente e puro patchouli, o Patchouli Heart combinada a uma seleção única de florais femininos, notas aveludadas e sensuais de pêssego e adocicadas de vanila.

O Fashion Meeting, projeto idealizado por Daniela Dornellas e consolidado no calendário da moda nacional chegou a sua 8ª edição. Por lá aconteceram meetings, palestras e talks com influentes nomes do setor, além de desfiles e homenagens a grandes personalidades da moda. O evento contou com um projeto de estrutura sustentável construída a partir de pallets reutilizados em meio ao verde destacado por jardim suspenso a passarela. A maior novidade dessa edição foi o desfile All Jeans Collab que uniu 12 estilistas

A Schutz acaba de lançar a linha de bolsas Triangle Games, com a icônica estampa de triângulos. Super desejada e com identidade marcante, a Triangle conquistou uma legião de fãs. Seguindo a ascensão da logomania, o monograma ganha nova versão, em design e cores vibrantes. A família recebe o nome Triangle Games pela clara inspiração nos anos 90, trazendo tons e linhas geométricas que lembram os gráficos dos jogos de videogame da época. A estampa traz apelo tecnológico na interação com smartphone por meio do app da Schutz.

para recriarem peças a partir de doações. Outros destaques foram a presença da apresentadora Ana Hickmann que participou de um meeting sobre a sua trajetória; os desfiles de Vitor Zerbinato, Lucas Anderi e PatBo Teens; O meeting DNA Criativo com Helena Caio, Karin Matheus, Sandro Barros, Vitor Zerbinato e Renata Figueiredo; O desfile trajetórias da Salinas com a presença da diretora criativa Jacqueline de Biase. O fotógrafo de ESHOJE, Átila Hercules esteve no evento e registrou tudo.

All Jeans

Atemporal

Um clássico que não sai de moda, assim podemos definir o animal print. Mas entre uma temporada e outra, ele ganha ou perde força. Dessa vez, para a estação mais quente do ano, a onça volta com tudo! É o que garante a empresária Bia Comério, da Hagaef. “Em diferentes padronagens, cores e tamanhos, a onça é atualmente uma das maiores pedidas para o verão. É certo que ela vai dominar a estação”, afirma Bia.

Vitor Zerbinato


6

SEXTA-FEIRA, 12 DE OUTUBRO DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Sabor ES

Porque comer com prazer é ainda melhor!

Mirka Garmendia sabores@eshoje.com.br

Da infância e de todos os povos

Quem tem um baiano na família sabe o privilégio que é ter sabores e cores na vida. Um axé na cozinha! E posso dizer que sou privilegiada, pois minha mãe é baiana. Muito provavelmente esse sangue me levou escolher o caminho do forno e fogão. Que delícia! E se tem uma coisa que lembro bem da mamãe fazendo é o feijão branco. O alimento sempre esteve longe do trivial. Lá em casa ela fazia diversas receitas com o branco. Amo uma dobradinha com feijão branco, linguiça calabresa e paio, que ela faz no fogão a lenha. Na minha infância sempre tivemos a oportunidade de ter um cardápio variado, recheada com itens inusitados que muita gente torce a cara – sobretudo quando se é criança -, como língua de boi, dobradinha, fígado, beterraba... Com a variedade que a minha baiana nos apresentava, tudo recebíamos – e ainda hoje, é claro! – com curiosidade para descobrir sabores. O feijão branco, especificamente, gosto de várias formas. Faço cozido e tempero com alho, cozido com paio e uns temperinhos verdes, purê bem temperadinho, salada... Os feijões estão entre os alimentos mais antigos, remontando aos primeiros registros da história da humanidade. A maioria dos historiadores atribui à disseminação dos feijões no mundo em decorrência das guerras, uma vez que esse alimento fazia parte essencial da dieta dos guerreiros em marcha, pois é rico em potássio, proteínas, vitaminas do complexo B, zinco, ferro e magnésio. Nutrientes impor-

tantes para regulação da pressão arterial, construção e reparação muscular, reforço do sistema imunológico e previne da anemia. Os grandes exploradores ajudaram a difundir o uso e o cultivo de feijão para as mais remotas regiões do planeta. Alguns autores citam a Dobradinha com Feijão Branco como de origem africana, mas há registros de que os portugueses já traziam em suas viagens o bucho conservado em sal. Acrescentavam o feijão branco foi de origem europeia, porque é de lá que vem a feijoada branca. Mas foram os escravos negros que acrescentaram ingredientes conforme mudavam de país. O melhor feijão é aquele que tem no máximo um ano, e depois de cozido aumenta de tamanho. Só coloque o sal após o seu cozimento para evitar que endureça. Nesta edição trago a receita do cassoulet, que é uma especialidade de origem francesa com distintas versões. O prato é feito, basicamente, com feijão branco seco e carne. Mas nós vamos fazê-lo com frutos do mar, uma receita do chef Juarez Campos, que é deliciosa, fácil e rápido de fazer. E no verão faz o maior sucesso!

MIRKA GARMENDIA

Entre os alimentos mais antigos e "viajados", o feijão pode ser base de diversos pratos

CASSOULET DO MAR

Ingredientes w 100

de tentáculos de polvo cozido w 150 camarões médios w 100 de anéis pequenos de lula w 100 de filé de badejo em cubos médios w S pimenta do reino a gosto w S de 1 limão (2 colheres de sobremesa) w 50 de cebola picada w 15 de alho picado - 3 dentes w 100 ml de azeite extra virgem

xicara de vinho branco seco ml de molho de tomate w ½ pimenta de moça sem semente em tirinhas w S picada w M w 400 de feijão branco pré-cozido com o caldo do cozimento w 250

Modo de Preparo

w T

o frutos do mar e o peixe com sal, pi-

menta e o suco de limão a cebola picada e o alho no azeite até murchar bem w J os frutos do mar, o polvo e o peixe. Refogar w A o vinho e deixar evaporar w J o molho de tomate, pimenta dedo de moça, a salsa e o manjericão w D incorporar um pouco w A o feijão e se necessário, juntar mais caldo do cozimento do feijão w R


Política

publicação legal

EDITAIS • COMUNICADOS • BALANÇOS • CONVENÇÕES • PRESTAÇÕES DE CONTAS SEXTA-FEIRA, 12 dE ouTubRo dE 2018 j www.EShojE.com.bR j EShojE@EShojE.com.bR j anuncie: (27) 3395-1800 ES CONSTRUTORA E INCORPORADORA S/A CNPJ 18.247.595/0001-40 DEMONSTRAÇÕES PARA OS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2016 E 2017 - Valores Expressos em Reais BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO 2016 2017 PASSIVO 2016 2017 CIRCULANTE 6.573.094,43 7.530.030,55 CIRCULANTE 705.175,11 1.378.414,88 Caixa e Bancos 408,80 1.123,06 Fornecedores 3.250,00 Aplicações Financeiras 643.618,57 1.600.901,49 Obrigações fiscais 72.041,68 59.285,63 Clientes 178.215,00 Obrigações com sócios 633.017,93 1.315.879,25 Aluguéis a Receber 178.215,00 Outras Obrigações 115,50 Impostos a Recuperar 1.061,06 Estoques 5.749.791,00 5.749.791,00 NÃO CIRCULANTE NÃO CIRCULANTE 4.977.369,59 4.771.257,19 PATRIMÔNIO LÍQUIDO 10.845.288,91 10.922.872,86 REALIZÁVEL A LONGO PRAZO 8.431,42 9.358,14 Capital social 5.749.791,00 5.749.791,00 Investimentos Temp. LP 8.431,42 9.358,14 Reserva Legal 145.575,75 223.159,70 Adiantamento para futuro Ativo Imobilizado 4.968.938,17 4.761.899,05 4.949.922,16 4.949.922,16 aumento capital TOTAL DO ATIVO 11.550.464,02 12.301.287,74 TOTAL DO PASSIVO 11.550.464,02 12.301.287,74 DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA. 2016 2017 FLUXO DE CAIXA DAS OPERAÇÕES Lucro Líquido do Exercício 1.486.125,15 1.551.675,22 Ajustes para reconciliar o resultado do exercício: Ajustes do Lucro 3,75 Depreciação e amortização 207.039,12 207.039,12 1.693.164,27 1.758.718,09 Redução (aumento) nos ativos Clientes Adiantamentos e Antecipações Impostos a Recuperar Aluguéis a Receber Aumento (redução) nos Passivos Fornecedores Obrigações Fiscais Obrigações Sociais Outras Obrigações Obrigações com Sócios RECURSOS LÍQUIDOS ATIV. OPERACIONAIS FLUXO DE CAIXA DAS ATIV. INVESTIMENTOS Aumento de Investimento RECURSOS LÍQUIDOS ATIV. INVESTIMENTOS FLUXO DE CAIXA DAS ATIV. FINANCIAMENTO Distribuição de dividendos Adto p/ futuro aumento capital RECURSOS LÍQUIDOS ATIV. FINANCIAMENTO Aumento (redução) no caixa e equivalentes Disponib. início do exercício Disponib. final do exercício Aumento (redução) no caixa e equivalentes

5.007,89 (528,69) 4.479,20

178.215,00 1.061,06 (178.215,00) 1.061,06

5.771,19 (406,51) 115,50 543.774,18 549.254,36

3.250,00 (12.756,05) (115,50) 682.861,32 673.239,77

2.246.897,83

2.433.018,92

(1.892,40)

(926,72)

(1.892,40)

(926,72)

(1.617.575,86) 4,52

(1.474.095,02) -

(1.617.571,34)

(1.474.095,02)

627.434,09

957.997,18

16.593,28 644.027,37

644.027,37 1.602.024,55

627.434,09

957.997,18

DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADO 2016 RECEITA OPERACIONAL 2.138.580,00 BRUTA Aluguel de Imóveis 2.138.580,00 (-) DEDUCOES DA (78.058,20) RECEITA BRUTA IMPOSTOS S/SERVIÇOS (78.058,20) PIS (13.900,80) COFINS (64.157,40) (=) RECEITA 2.060.521,80 OPERACIONAL LIQUIDA (-) CUSTOS DOS IMÓVEIS LOCADOS Custo dos Imóveis Locados (=) LUCRO BRUTO 2.060.521,80 (-) DESPESAS (RECEITAS) (346.784,48) OPERACIONAIS DESP. ADMINISTRATIVAS (411.933,52) RES. FINANCEIRO LÍQUIDO 63.053,07 Despesas Financeiras (4.671,69) Receitas Financeiras 67.724,76 OUTRAS REC. E DESP. OPER. 2.095,97 (=) LUCRO 1.713.737,32 OPERACIONAL (-) PROVISÕES PARA (227.612,17) IRPJ E CSLL Provisão p/ IRPJ (161.006,33) Provisão p/ CSLL (66.605,84) (=) RESULTADO ANTES DAS PARTICIPAÇÕES 1.486.125,15 (=) LUCRO LÍQUIDO DO EXERCICIO

1.486.125,15

2017 2.138.580,00 2.138.580,00 (78.058,20) (78.058,20) (13.900,80) (64.157,40) 2.060.521,80 (384.572,25) (384.572,25) 1.675.949,55 (90.064,01) (398,00) 90.216,54 (2.111,42) 92.327,96 245,47 1.979.445,60 (653.377,21) (151.248,78) (63.089,56) 1.551.675,22 1.551.675,22

DEMONSTRAÇÃO LUCROS E PREJUÍZOS ACUMULADOS SALDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 Realização de Reservas 205.756,97 Resultado do Exercício 1.486.125,15 Destinação do Lucro Dividendos Pagos (1.617.575,86) Transferência p/Reservas Reserva Legal (74.306,26) SALDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2016 Ajustes do Exercício 3,75 Realização de Reservas Resultado do Exercício 1.551.675,22 Destinação do Lucro Dividendos Pagos (1.474.095,02) Transferência p/Reservas Reserva Legal (77.583,95) SALDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2017 -

NOTAS EXPLICATIVAS CONTEXTO OPERACIONAL: A ES Construtora e Incorporadora S.A., com sede localizada na Rua Padre Antônio Ribeiro Pinto, sala 605, Praia do Suá, CEP: 29.052-290, Vitória, Estado do Espírito Santo, com o contrato social registrado na JUCEES sob o número 32300034471 por despacho em 04/06/2013 com posterior transformação de sociedade Limitada para Sociedade por ações na JUCEES sob o n° 32300034489 em 16/10/2014, possui como atividade principal Compra e Venda de Imóveis Próprios. APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS: As demonstrações financeiras foram elaboradas e estão sendo apresentadas de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, requeridas para os exercícios findos em 31 de dezembro de 2016 e de 2017, as quais abrangem as disposições contidas na lei das sociedades por ações – lei nº 6.404/76, alteradas pelas leis 11.638/07, 11.941/09 e 12.793/14 (legislação societária), nos pronunciamentos, na orientação e nas interpretações emitidas pelo comitê de pronunciamentos contábeis (CPC), homologadas pelos órgãos reguladores. PRINCIPAIS PRÁTICAS CONTÁBEIS Apuração do resultado: O Resultado é apurado em conformidade com o regime contábil de competência dos exercícios, conforme determina o art. 9º da Resolução CFC 1.282/10. Aplicações Financeiras: São contabilizadas pelo custo de aquisição, acrescidas dos rendimentos apropriados pro rata temporis até a data do balanço. Imobilizado: O Imobilizado é contabilizado pelo custo de aquisição deduzido da respectiva conta de depreciação, que por sua vez, é calculada pelo método das cotas constantes. Obrigações Fiscais: O PIS e COFINS foram calculados pelo principio da cumulatividade, conforme Lei 10.833/2003, Art. 10, Inciso XXV. O Imposto de Renda e a Contribuição Social, do exercício corrente, foram calculados com base nas alíquotas de 15% e 9% respectivamente, sobre o lucro tributável, na forma de Lucro Presumido. ES Construtora e Incorporadora S/A: Rosileni Paganini Presidente Contadora: Solange Maria Rigotti – CRC-ES:6112-O

cOMunicaDO MeTaLuRGica aLPHa LTDa - Me, cnPJ nº 15.723.168/0001-00, torna público que obTEVE da SEmdEc/Sub-mA, cARIAcIcA, ES, através do Processo n°10047/2018-1, a Licença Simplificada (LS Nº032/2018), para a atividade de Produção de artefatos de metais ou ligas ferrosas ou não - ferrosas, sem tratamento superficial químico ou termoquímico, na localidade de Rua Sergipe, 48, Lote 16 – Quadra F, Santo Antônio, no município de cARIAcIcA - ES. cOMunicaDO MOnDeLeZ BRaSiL LTDa, torna público que Recebeu da Secretaria municipal de meio Ambiente e desenvolvimento Rural de Viana, Licença Ambiental municipal de operação, para Pátio de estocagem, armazém ou depósito exclusivo para grãos e outros produtos alimentícios, associado ou não à classificação (rebeneficiamento), incluindo frigorificados sob nº 71/2018, na localidade de Rodovia bR 262, Km 7 – Galpão 03, Armazém 01, 02 e 03 Vila bethania, mun. de Viana - ES. cOMunicaDO MR iMPORTaÇÃO & eXPORTaÇÃO LTDa, torna público que requereu da SEmdESu, através do proc. N° 54786/2018, a Licença (LmR), para a atividade de deposito para cargas gerais, sem atividades de manutenção, lavagem de equipamentos e unidade de abastecimento de veículo, (cód. 22.08), na localidade de São Torquato, Avenida Graça Aranha 67, município de Vila Velha – ES. cOMunicaDO PeiSinO auTO POSTO e SeRViÇOS LTDa, torna público que requereu a SEmdESu, através do processo n° 59761/2018, LmAR, para a atividade “Posto revendedor de combustíveis (...)”, cod 24.01, na localidade, Av carlos Lindemberg, 5701, cobilândia, Vila Velha, ES. cOMunicaDO ROGeRiO De SOuZa SOaReS torna público que requereu da SEmdESu, através do proc. N° 58830/2018, a Licença (LmR), para a atividade de oficinas mecânicas, (cód. 5.07), na localidade de jaburuna, Rua henrique moscoso, nº 2.210, município de Vila Velha – ES. cOMunicaDO ROSiVaL FeRReiRa DO naSciMenTO 10181351706, cnPJ nº 28.041.206/000189, torna público que obTEVE da SEmdEc através do Processo n°35814/20171, a Licença Simplificada (LS Nº 030/2018), para a atividade de Fabricação de peças, ornatos, estruturas e pré-moldados de cimento, gesso e lama de beneficiamento de rochas ornamentais, na localidade de Rua Vitória, nº531, Vila merlo, no município de cARIAcIcA - ES. cOMunicaDO uniaO cOMeRciO De PecaS LTDa, torna público que Requereu a SEmdES-VIANA através do processo n° 015251/2018, Licença Ambiental de Regularização – LAR, para a atividade de Armazenamento de peças e produtos automotivos, na localidade de Rod. bR 101, s/ nº, km 8,5, Guaritas, mun. de Viana - ES. cOMunicaDO uniaO PecaS Viana LTDa, torna público que Requereu a SEmdES-VIANA através do processo n° 015252/2018, Licença Ambiental de Regularização – LAR, para a atividade de Armazenamento de peças e produtos automotivos, na localidade de Rod. bR 262, s/ nº, Primavera, mun. de Viana - ES.


Política

publicação legal

EDITAIS • COMUNICADOS • BALANÇOS • CONVENÇÕES • PRESTAÇÕES DE CONTAS SEXTA-FEIRA, 12 dE ouTubRo dE 2018 j www.EShojE.com.bR j EShojE@EShojE.com.bR j anuncie: (27) 3395-1800

LGM CONSULTORIA EMPRESARIAL S. A. CNPJ 17.504.350/0001-98 DEMONSTRAÇÕES PARA OS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2016 E 2017- Valores Expressos em Reais BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO 2016 2017 PASSIVO 2016 2017 CIRCULANTE 2.258.364,03 965.728,46 CIRCULANTE 19.548,06 15.626,87 Caixa e Bancos 3.283,99 58.600,53 Fornecedores 1.007,05 1.073,31 Aplicações Financeiras 1.875.596,28 Obrigações fiscais 12.716,17 8.400,86 Dividendos a Receber 368.096,45 905.714,85 Obrigações Sociais 1.608,84 1.714,70 Impostos a Recuperar 11.387,31 1.413,08 Obrigações c/ sócios 4.212,00 4.438,00 NÃO CIRCULANTE 17.704.627,45 17.805.964,24 NÃO CIRCULANTE REALIZÁVEL A LONGO PRAZO 6.374.157,64 6.368.763,14 PATRIMÔNIO LÍQUIDO 19.943.443,42 18.756.065,83 Crédito e Valores 6.374.157,64 6.368.561,46 Capital social 3.000,00 3.000,00 Invest. Temporário LP 201,68 Reserva Legal 600,00 209.075,05 Investimentos 11.330.469,81 11.437.201,10 Reserva de Lucros 2.266.299,95 3.227.759,77 Part. Perm. em outras Soc. 11.330.469,81 11.437.201,10 Adto para futuro aumento capital 17.673.543,47 15.316.231,01 TOTAL DO ATIVO 19.962.991,48 18.771.692,70 TOTAL DO PASSIVO 19.962.991,48 18.771.692,70 DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA 2016 2017 FLUXO DE CAIXA DAS OPERAÇÕES Lucro Líquido do Exercício 1.012.420,68 1.170.859,18 Ajustes para reconciliar o resultado do exercício: Ajuste do Lucro (10.932,79) Res. de Equiv. Patrimonial (994.833,72) (1.169.437,66) 17.586,96 (9.511,27) Redução (aumento) nos ativos Outros Valores a Receber Impostos a Recuperar Aumento (redução) nos Passivos Fornecedores Obrigações Fiscais Obrigações Sociais Obrigações c/ Sócios RECURSOS LÍQUIDOS ATIV. OPERACIONAIS FLUXO DE CAIXA DAS ATIV. INVESTIMENTOS Aumento de Investimento Crédito e Valores Dividendos Recebidos RECURSOS LÍQUIDOS ATIV. INVESTIMENTOS FLUXO DE CAIXA DAS ATIV. FINANCIAMENTO Adto p/ futuro aumento capital RECURSOS LÍQUIDOS ATIV. FINANCIAMENTO Aumento (redução) no caixa e equivalentes Disponib. início do exercício Disponib. final do exercício Aumento (redução) no caixa e equivalentes

(166.343,12) (166.343,12) 102,05 9.922,14 163,08 4.216,00 14.403,27 (134.352,89)

1.170.154,38 1.170.154,38 (379.555,14) (379.555,14) 656.246,35 1.222.633,92 1.878.880,27 656.246,35

9.974,23 9.974,23 66,26 (4.315,31) 105,86 222,00 (3.921,19) (3.458,23)

DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADO 2016

(-) DESPESAS (RECEITAS) OPERACIONAIS DESP. ADMINISTRATIVAS RES. FINANCEIRO LÍQUIDO Despesas Financeiras Receitas Financeiras OUTRAS REC. E DESP. OPER. (=) LUCRO OPERACIONAL (-) PROVISÕES PARA IRPJ E CSLL Provisão p/ IRPJ Provisão p/ CSLL (=) RESULTADO ANTES DAS PARTICIPAÇÕES (=) LUCRO LÍQUIDO DO EXERCICIO

1.055.078,76 (108.415,77)

2017

1.228.289,34 (121.684,52)

168.660,81

180.536,20

(838,07) 169.498,88

(6.214,61) 186.750,81

994.833,72

1.169.437,66

1.055.078,76

1.228.289,34

(42.658,08)

(57.430,16)

(27.858,88) (14.799,20) 1.012.420,68

(38.932,12) (18.498,04) 1.170.859,18

1.012.420,68

1.170.859,18

DEMONSTRAÇÃO LUCROS E PREJUÍZOS ACUMULADOS SALDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2015 Resultado do Exercício 1.012.420,68 Destinação do Lucro 540.490,95 Dividendos Pagos Transferência p/Reservas Reserva de Lucros (1.012.420,68) (2.357.312,46) SALDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2016 Ajuste do Exercício (10.932,79) 1.170.859,18 (2.357.312,46) Resultado do Exercício Destinação do Lucro (1.820.279,74) Dividendos Pagos 1.878.880,27 Transferência p/Reservas (57.996,33) 58.600,53 Reserva Legal Reserva de Lucros (1.101.930,06) (1.820.279,74) SALDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2017 (201,68) 5.596,18 535.096,45

NOTAS EXPLICATIVAS CONTEXTO OPERACIONAL: A LGM Consultoria Empresarial S.A, com sede localizada na Rua Maranhão, sala 1009 Praia da Costa, CEP: 29.101340 Vila Velha, Estado do Espírito Santo, com o contrato social registrado na JUCEES sob o número 32201677632 por despacho em 24/01/2013 com posterior transformação de sociedade Limitada para Sociedade por ações na JUCEES sob o n° 32300034411 em 16/10/2014, possui como atividade principal HOLDINGS de Instituições Não financeiras. APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS: As demonstrações financeiras foram elaboradas e estão sendo apresentadas de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, requeridas para os exercícios findos em 31 de dezembro de 2016 e de 2017, as quais abrangem as disposições contidas na lei das sociedades por ações – lei nº 6.404/76, alteradas pelas leis 11.638/07, 11.941/09 e 12.793/14 (legislação societária), nos pronunciamentos, na orientação e nas interpretações emitidas pelo comitê de pronunciamentos contábeis (CPC), homologadas pelos órgãos reguladores. PRINCIPAIS PRÁTICAS CONTÁBEIS Apuração do resultado: O Resultado é apurado em conformidade com o regime contábil de competência dos exercícios, conforme determina o art. 9º da Resolução CFC 1.282/10. Aplicações Financeiras: São contabilizadas pelo custo de aquisição, acrescidas dos rendimentos apropriados pro rata temporis até a data do balanço. Obrigações Fiscais: : O Imposto de Renda e a Contribuição Social, do exercício corrente, foram calculados com base nas alíquotas de 15% e 9% respectivamente, sobre o lucro tributável, na forma de Lucro Presumido. LGM Consultoria Empresarial S.A.: Rosileni Paganini Presidente Contadora: Solange Maria Rigotti – CRC-ES:6112-O

cOMunicaDO LuiZ JOSe De SOuZa Me, torna público que obteve da SEmdESu, através do processo n 22714/2017, Licença LmAR nº 172/2018, para "Reparação retífica...", (cód 5.08), na localidade de Rua jaime duarte Nascimento, nº 97, Praia de Itapuã, Vila Velha-ES. cOMunicaDO “aRaRa aZuL ReDe De POSTOS LTDa”, cNPj nº 04.145.589/0007-62, torna público que REQuEREu da SeMMa – Serra/ e S , a t r a v é s d o p r o c e s s o nº 4521485/2002, Licença: Lmo, para a Atividade de comércio Varejista de combustíveis, GnV, Lubrificantes e Lava Jato de veículos, na localidade da Rodovia Vitória/jacaraípe, S/Nº, Km 2,3, chácara Parreiral, município da Serra/ES. cOMunicaDO A aSSOciaÇÃO HaBiTaciOnaL DO eSTaDO DO eSPiRiTO SanTO torna publico REQuEREu da SEmdESu, através do processo nº 59116/2018 a licença LmS para atividade: unidades habitacionais Populares 18.05 (N) localizado sito á Rua c Loteamento chacaras Kajó, quadra 02 lote 09A ulisses Guimarães – bairro: ulisses Guimarães – município de Vila Velha/ES. cOMunicaDO auTO MecÂnica JuninHO LTDa, torna público que Requereu a Secretaria municipal de meio Ambiente e desenvolvimento Rural de Viana, através do processo n° 15198/18, Licença(s) (Licença municipal de Regularização - LmR), para (oficina mecânica) na localidade de Rua São josé dos campos, 7, Qd 61, marcílio de Noronha, mun. de Viana - ES. cOMunicaDO KLeincaR cenTRO auTOMOTiVO LTDa torna público que requereu da SEmdEc/ Sub-mA cariacica, ES através do processo n° 34968/2018-1 a licença LAR, para serviços de manutenção e reparação mecânica de veículos automotores na localidade de bela Vista, Rua Londrina, nº 480 - cariacica/ES. cOMunicaDO LeOnOR cOMÉRciO De caRneR eiReLi, cNPj Nº 25.308.092/0001-00 torna público que obteve da SEmdEc/Sub-mA, cARIAcIcA, ES, através do processo n°34503/2017, a licença ambiental de regularização (lar nº 51/2018), para a atividade de comércio varejista de carnes – açougue, na localidade de RodoVIA bR 262, SN, Km 03, LojA 01, VERA cRuZ, no município de cARIAcIcA - ES. cOMunicaDO “LuiZ aLBeTO cROce ePP”, cnPJ: 30.755.805/0001-06 torna público que obteve do ieMa, através do processo 61445100, Licença: LAu n° 067/2017 (Renovação), para atividade de Transporte Rodoviário de Produtos Perigosos, localizado na Rua jerônimo Santuzzi, 15, Sala A, cohab, Ibiraçu/ES. cOMunicaDO A empresa LuZa TRanSPORTeS e TuRiSMO LTDa-ePP torna público que obteve da SEmdEc/Sub-mA cariacica-ES, através do processo n° 16730/2013-1, a Renovação da Licença de Regularização para Garagem de veículos automotores com atividade de manutenção, lavagem e abastecimento de veículos, na localidade de Sotema.


5

SEXTA-FEirA, 12 dE ouTubro dE 2018 j www.EShojE.com.br helio filho

Bastidores da Política Entre erros...

A análise feita por ESHOJE na última edição, que apontou os possíveis eleitos para deputado estadual e federal no Espírito Santo acertou mais de 70%. Para a Assembleia Legislativa na lista não constavam, apenas, os nomes de Capitão Assumção, Coronel Alexandre Quintino e Torino Marques, do PSL, que junto com o delegado Danilo Bahiense formarão a maior bancada no Legislativo estadual. E ainda de Dr. Emilio Mameri, Luciano Machado, Marcos Garcia e Adilson Espíndula. Jacqueline é estudante de direito, foi vereadora de Cariacica entre 2013 e 2016, e líder comunitária

Palácio Anchieta terá sua primeira mulher Vice de renato casagrande, jacqueline moraes pode ser a primeira governadora do Espírito Santo PEdro CuNha digital@eshoje.com.br

D

e ambulante a vice-governadora eleita no Espírito Santo. Jaqueline Morais poderá ser a primeira mulher a governar o Estado. Moradora do bairro Operário, periferia de Cariacica, ela tem 43 anos e foi eleita vice de Renato Casagrande, ambos PSB. Em entrevista a ESHOJE Jaqueline disse que quer ser uma vice atuante. Estudante de Direito, sua trajetória político-partidária começou como vereadora de Cariacica, entre 2013 e 2016. Ela foi líder comunitária, por dois mandatos, quando decidiu concorrer, em 2012, sendo a sexta mais votada na cidade. “Jacqueline é uma mulher empreendedora, que vive as dificuldades da população capixaba. Ela representa a luta das mulheres capixabas, negras, e vai representar tudo isso me ajudando a governar o Espírito Santo”, destacou o governador eleito Renato Casagrande, ao escolhê-la na chapa. A entrevista na íntegra pode ser lida em eshoje.com.br ESHOJE: Vice assume quando o governador dá espaço. Como deseja ser uma vice-governadora atuante? Jacqueline Moraes: Creio que o vice pode ter um papel importante nas interlocuções

com os movimentos sociais e na articulação política. Com o governador dando o espaço e reconhecendo nossa capacidade de diálogo, podemos trabalhar junto aos segmentos em geral, nos três poderes e na sociedade, e fazer a interlocução, que é uma necessidade e, às vezes, o governador não consegue absorver. Caso assuma o governo, mesmo que interinamente, será a 1ª governadora mulher da história do Espírito Santo. Qual é o sentimento ao carregar esse papel? Aumenta o peso da responsabilidade, de fazer bonito e bem feito. Eu sempre trabalhei, nesse intervalo de liderança e vereadora, no debate da participação da mulher e na defesa dos direitos. Inclusive fizemos uma campanha de não ser laranja, combatendo o uso da imagem da mulher nas campanhas eleitorais só para preencher cota, e sempre trabalhei nessa visão do empoderamento. Então vou fazer o meu melhor e inspirar outras mulheres. Como vai administrar sua nova rotina? Vou continuar estudando porque só faltam três períodos para eu terminar. Quando eu tranquei é porque não dava para conciliar com a campanha, que era intensa, mas vou continuar, ainda que eu precise fazer algo à distância. Vou me dedicar a concluir, mas, sobre-

tudo, vou me dedicar muito ao mandato e ao que foi proposto para mim. Além de carregar o papel da mulher no Governo, é negra, pobre e periférica. Como é representar esse papel que é o mesmo de milhões de capixabas? Estou escrevendo uma história. Desde o momento do convite, percebi que estava escrevendo uma história. Tudo traz uma emoção muito grande, uma reponsabilidade e, ao mesmo tempo, uma alegria, porque esta voz muitas vezes não é ecoada. Às vezes, sua imagem e sua aparência não são o comum em certos espaços. Recebo aquele olhar de “ela é vice-governadora?”. Não é o biótipo que as pessoas estão acostumadas. Mas a política está mudando e os agentes públicos são aqueles que estão cada vez mais próximos da população. Vou me esforçar ao máximo pra ser essa voz no governo, dos movimentos sociais e das minorias. O seu marido, Adilson Avelina, vai ter atuação no seu mandato? Diretamente a gente ainda não conversou sobre o futuro, pois ainda estamos no êxtase do momento de ter ganhado a eleição. Só que o Avelina é um agente político. Nós começamos tudo juntos. Agora nos cabe estudar, preparar e pensar mais a frente.

... e acertos...

Já com grandes chances, a coluna apontou cinco nomes que foram eleitos. Na relação o mercado político apontava que seriam reeleitos Esmael Almeida, Luiz Durão, Eliane Dadalto, Freitas, Jamir Malini, Padre Honório e Nunes. E que Max da Mata, Gustavo Massete, Marcos Madureira, Cesar Lucas, Claudete Mateusão e André Garcia sairiam vitoriosos, o que não aconteceu.

... das apostas

drasta eleitos – Theodorico a estadual e Norma Ayub a federal. Forte também saiu Manato, que mesmo perdendo ao governo, elegeu sua esposa Soraya Manato deputada federal.

Saiu fortalecido

Saíram fortalecidos, mesmo não concorrendo, os prefeitos de Vitória e Serra, Luciano Rezende (PPS) e Audifax Barlos (Rede). Seus candidatos ao Senado, Fabiano Contarato e Marcos Do Val foram eleitos com votações expressivas. E ainda elegeram um para Ales: Fabricio Gandini, do PPS, e Alexandre Xambinho, Rede.

Neutralidade

O governador eleito, Renato Casagrande, repetiu o ato adotado há quatro anos, quando a disputa para a presidência era entre Dilma Rousseff e Aécio Neves: neutralidade. Embora há críticos, ele se diz governador dos capixabas e precisará do eleito para administrar o estado. Para começar vai trabalhar a transição com equipe formada por Lenise Loureiro, Tyago Hoffmann, Álvaro Duboc e Angelo Batista.

Já para a Câmara dos Deputados a lista errou por não mencionar Filipe Rigoni e Soraya Manato, e ao apostar no nome de Cesar Colnago e de Lelo Coimbra. Também estavam na relação e não foram eleitos Eliane Dadalto, Marcos Madureira e Devanir Ferreira.

O médico Gustavo Peixoto, que em sua estreia nas urnas recebeu 37.409 votos para deputado estadual, saiu do PTB e já pode ser apontado como candidato a prefeito da Serra em 2020.

Saiu perdendo 1

Eleições 2020 (II)

Os grandes derrotados nestas eleições foram Sergio Vidigal e Rose de Freitas. Os dois viram o número de eleitores cair drasticamente. O deputado federal, mesmo tendo sido reeleito, viu seu eleitorado cair de 161 mil votos, em 2014, para 73 mil neste pleito. Além disso, ele não elegeu sua esposa, Sueli, a estadual e viu o PDT só fazer um na Ales.

Saiu perdendo 2

Já a senadora Rose de Freitas viu não só a perda de eleitores – ela foi eleita senadora há quatro anos com 776.978 votos – para 105.754 votos, como ficou na quarta posição, ficando atrás da candidata o PT, Jackeline Rocha.

Saiu ganhando

Não se pode dizer que os senadores Magno Malta e Ricardo Ferraço saíram derrotados. Mesmo não reeleito, Magno é nome forte no grupo do presidenciável Jari Bolsonaro e elegeu sua esposa Lauriete. Ricardo pode ter espaço no Governo Casagrande e teve pai e ma-

Eleições 2020 (I)

Nas eleições de Vitória alguns nomes são apontados como candidatos a sucessão do prefeito Luciano, como Lenise Loureiro (PPS) - que recebeu 17.616 votos no último domingo para deputado federal -, Fabricio Gandini eleito na Ales com 20.170 votos; e Luiz Paulo Vellozo Lucas. Este, no entanto, tendo recebido 10.042 votos para federal, pode sair do PPS para concorrer.

Eleições 2020 (III)

Pelo PT já se ventila o nome de Iriny Lopes, que foi eleita com 18.349 votos. Qualquer um que entrar na disputa vai concorrer com Amaro Neto, que teve a maior votação para a Câmara dos Deputados, com 181.813 votos.

Verde

O deputado federal reeleito Evair de Melo deve assumir a presidência do PP no Estado. Já se comenta que o govenador Paulo Hartung pode escolher a sigla, com a saída da presidência de Marcus Vicente, para trocar o MDB. A relação do go-


6

SEXTA-FEIRA, 12 DE OUTUBRO DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR

HUGO BORGES POR CÉSAR HERKENHOFF L cesarherkenhoff@hotmail.com

Deus, a esquerda e a direita O resultado do primeiro turno das eleições presidenciais mostrou o que ninguém imaginava: ao contrário da ideia inicial geral, de que se tratava de um candidato despreparado, apenas com um discurso decorado de ódio à esquerda, Jair Bolsonaro é um fenômeno eleitoral. Poucas vezes vi um político tão sintonizado com os anseios populares. Conseguiu disseminar entre os brasileiros a convicção de que a volta do PT ao poder é o que de pior pode acontecer ao país. E metade do eleitorado acreditou nisso: Lula, nunca mais. Favorecido por uma trágica tentativa de homicídio, que o colocou como vítima, garantiu-lhe a exposição necessária nos meios de comunicação social e lhe possibilitou, inclusive, não participar dos debates presidenciais – os que não mudam o voto nem dos filhos do dono da emissora – a exemplo do que fizeram, outrora, Fernando Collor de Mello, Lula da Silva e Dilma Rousseff.

É claro que ele e equipe vão avaliar no momento oportuno, mas o eleitorado de Jair Bolsonaro considera-o um mito, de forma que sua ausência a qualquer debate é irrelevante. Pelo contrário. Vão dizer que não deve ir mesmo porque os jornalistas e os veículos são um lixo – o que me parece um pouquinho exagerado. Há que se considerar outro fator importante: muita gente vetou em Ciro, Alckmin e Marina, sobretudo, porque não queria nem Haddad nem Bolsonaro, de forma que é ilusório o sentimento de que esses votos serão transferidos, em sua quase totalidade, para Fernando Haddad. Hoje a rejeição ao candidato do PT é significativamente maior

do que o percentual de votos válidos que recebeu no primeiro turno, ao contrário de Bolsonaro, que apesar de ter rejeição maior do que o oponente, teve mais votos válidos do que os índices de rejeição. Sem contar que a rejeição ao PT e a Lula chega a 56% do eleitorado. Bolsonaro tem ainda a seu favor o voto camuflado, de gente que vota nele, mas não declara com vergonha de ser chamado de fascista e sofrer linchamento moral dos sempre imorais politicamente corretos. Já foi assim no primeiro turno. No segundo, será ainda maior a adesão à candidatura antipetista por um número enorme de eleitores que jurarão no túmulo da mãe morte que anularam o voto.

Eleição não é ciência exata. Na verdade, nem ciência política. Eleição é paixão, é emoção, é o voto decidido a qualquer momento e por qualquer motivo, ou sem motivo algum. O que ficou claro no primeiro turno é que o Partido dos Trabalhadores ficou confinado ao Nordeste brasileiro. E não há aqui qualquer sentido de xenofobia, o que seria desumano com um povo já tão sofrido. Mas apenas a confirmação de que o que manteve o PT no poder a partir de 2002 foi a utilização de recursos públicos para comprar votos, de forma particular através do bolsa-família, valendo-se da necessidade da famílias inteiras que não têm outra fonte renda.

Além da inquestionável força eleitoral do PT no Nordeste, o partido conta fundamentalmente com a turma que curte sertanejo universitário e artistas e intelectuais que não querem perder privilégios, sobretudo da Lei Rouanet, tão importante e criminosamente tão desvirtuada. Mas o pior momento do PT está por vir ainda: é quando o eleitorado brasileiro tomar consciência de que, eleito presidente, Haddad terá que abrigar em seu ministério petistas desempregados do naipe de Dilma Rousseff, Lindbergh Farias, Fernando Pimentel, José Dirceu e, quem sabe? Lula da Silva. Que Deus tenha (muita, mas muita mesmo) piedade do Brasil.

COLUNA FEU ROSA

ARTIGO

Nossas crianças

Amanhã é um novo dia

Dia desses, lendo o respeitado jornal Chosun Ilbo, da Coreia do Sul, deparei-me com uma matéria digna das mais profundas reflexões, particularmente sob o pano de fundo do futuro da humanidade.

Às vezes me vejo pensando e perguntando, qual seria a melhor definição e/ou explicação para o que se entende por “ser humano”. Sabemos que somos uma mistura de racionalidade e irracionalidade, de emoção e razão, de sensibilidade e indiferença... seres finitos, complexos, adversos, evolutivos...

Noticiava-se ser um negócio florescente, naquele país, a contratação de um certo “serviço de tios”, destinado a ajudar crianças que estejam sendo vítimas de assédio nas escolas - algo lamentavelmente comum em um mundo no qual a instituição da família e a figura da autoridade enfrentam uma crise sem precedentes. Funciona assim: os pais da criança que estiver sendo vítima de assédio contratam os serviços da empresa, que despacha para a escola, como se “tio” desta fosse, um daqueles tipos com aspecto de pessoa sinistra e violenta. Este falso tio, lá chegando, providenciará na porta da escola um “barraco” de grandes proporções, ameaçando a criança que estiver assediando seu “sobrinho”, e bem assim sua família. Este “pacote” custa precisos US$ 443 por dia. Há também a opção, mais civilizada, de coleta de provas. Conforme esta, o suposto tio reunirá evidências do assédio, inclusive filmagens e gravações, e comparecerá diante da diretoria da escola para cobrar providências, sob pena de encaminhar o assunto para as autoridades. Para este serviço, a família desembolsará US$ 354. O terceiro “pacote” de serviços, en-

tretanto, é de longe o mais, digamos assim, exótico - e caro, custando US$ 1.772. Neste caso, o falso tio da vítima - lembremos, um brutamonte de aspecto sinistro - compromete-se a ir nada menos que quatro vezes ao local de trabalho dos pais da criança autora do assédio. Lá chegando começa a instalar um escândalo, gritando frases como “o pai de uma criança que pratica assédio trabalha ali”, seguidas das devidas ameaças e intimidações. Fiquei a meditar sobre este quadro. Reflete ele uma crise profunda de autoridade - que o digam os professores, a cada dia mais desamparados e impotentes diante da violência instalada nas salas de aula. Traduz, também, a falência do aparelho estatal e a aurora de um trágico “salve-se quem puder”. Mas talvez o aspecto pior seja o da decadência da instituição denominada “família” - uma das grandes responsáveis por um quadro de violência, depressão e até suicídios de crianças, algo que já começa a se tornar rotina no seio da humanidade. PEDRO VALLS FEU ROSA Desembargador do TJES

São tantas definições que tentam explicar o que somos que às vezes acabam por polarizar situações e conceitos. Para ilustrar esta polaridade evocarei as ideias de Hobbes e Rousseau. Dois filósofos que buscaram com seus fundamentos explicar o que somos. Para Hobbes somos “o lobo do próprio homem”, portanto um ser que é capaz de “devorar” sua própria espécie para atingir seus objetivos individuais que podem beirar ao egoísmo. Já Rousseau defendia que somos “um bom selvagem”, um ser que quando educado se torna o melhor dos animais e quando mal-educado o pior de todos. Qual deles estaria com a razão? O mundo nos mostra exemplos de ambos os casos. Quantos lobos existem por aí transfigurados de seres humanos? Mas ao mesmo tempo, quantas pessoas existem neste mesmo mundo que se doam, que acreditam que podemos estabelecer uma sociedade humanamente educada, procurando de certo modo combater as injustiças, o egoísmo e propagam a caridade, a fraternidade e a justiça? E qual seria a nossa escolha? Ser lobo como constata Hobbes ou ser “um bom selvagem” como define Rousseau? Tal-

vez a primeira opção num primeiro momento se mostre como a mais fácil, pois assim vivemos como menciona um ditado popular, cada um por si e seja o que Deus quiser. Todavia, será este o melhor caminho, mesmo sendo o mais fácil? Há escolas que funcionam, outras não; há hospitais que funcionam, outros não; há cidades que funcionam, outras não; há países que funcionam, outros não... se há exemplos que funcionam, é possível. Talvez o segredo seja perceber se em cada um desses lugares há lobos ou bons selvagens que se educaram. Podemos ser sempre uma nova pessoa se nos educarmos, ou mais vorazes se assim preferirmos. Depende sempre de cada um de nós acreditar não somente em si mesmo, como os lobos fazem, mas ousar e crer que juntos podemos ser melhores, e que o outro também é corresponsável pela minha vida e vice-versa. Como amanhã é sempre um novo dia e se há lugares que funcionam não nos custa sonhar com dias melhores. WALBER GONÇALVES DE SOUZA Professor e escritor


Esportes

SEXTA-FEIRA, 12 DE OUTUBRO DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR ARQUIVO PESSOAL

RUY MONTE DÁ O RECADO! rmonte@eshoje.com.br

Vitória na final da Copinha

Gabriel Castelan venceu a 4ª etapa do Estadual, no Pompeia, e vai competir no Solemar pela primeira vez

Batalhas nas ondas clássicas do Solemar Pico serrano volta ao Circuito Capixaba de Bodyboarding e será teste para os atletas neste sábado (13) e domingo GUSTAVO GOUVÊA gustavo@eshoje.com.br

A

  ondas do Solemar, em Jacaraípe, estão de volta ao Circuito Capixaba de Bodyboarding. Elas serão disputadas na 5ª etapa do certame, que acontece neste sábado (13) e domingo (14), a partir das 7h30, reunindo as maiores feras das ondas capixabas em 10 categorias diferentes. De acordo com a Federação de Bodyboarding do Estado do Espírito Santo (Febbees) o Solemar é um pico clássico do bodyboarding capixaba “com ondas que proporcionam uma variedade de manobras, buscando uma linha de onda mais clássica com ‘normais e rolos’, certamente mescladas com as manobras mais progressivas”. A maioria dos bodyboarders da nova geração nunca competiu no pico. Um bom exemplo é o líder da categoria Open masculino, Gabriel Castelan, 20 anos, que é local da Barra do Jucu. Apesar deste fato, ele está confiante em manter o topo. “É a primeira vez que vou competir no Solemar. É uma onda muito diferente da que eu costumo treinar, na Barra do Jucu. Estou bem confiante, foi algumas vezes lá para pegar

mais experiência com a onda. Esse ano quero ser campeão na Open”, avisa o atleta, que também é atual vice-líder o Circuito Brasileiro. Este ano ele já venceu duas das quatro etapas estaduais até o momento, mas seguem colados a ele no ranking os atletas Michel Gotardo, João Marcos e Vinícius Bueno, que prometem elevar o nível da disputa. “Estão sempre nas finais e dificultando as vitórias. São grandes amigos. Mas dentro da água é aquela rivalidade que pega fogo. Então eu tenho que treinar muito para continuar na ponta do ranking”, disse Gabriel.

Fui algumas vezes no Solemar para pegar experiência na onda. Estou confiante

GABRIEL CASTELAN, atleta

FEMININO A categoria Profissional feminino é liderada pela pentacampeã mundial Neymara Carvalho. Mas Maira Viana segue na vice-liderança e de olho no topo. Cada uma tem uma vitória este ano: Maira na segunda eta-

pa e Neymara, na terceira. A vice-líder vinha se recuperando de uma lesão, mas se diz preparada para competir pelo lugar mais alto do pódio neste fim de semana. Além disso, usará a etapa para se preparar para a última parada do Circuito Brasileiro, do qual é líder, que acontecerá nas ondas do Ceará. “Agora estou 100%. As ondas do Solemar são bem diferentes com que estou acostumada a treinar. Então quero usar essa etapa de treino para o Brasileiro, em Fortaleza, pois as condições do mar são bem parecidas”, afirmou. A quinta etapa do Estadual acontece a partir das 7h30, em ambos os dias, e as disputas acontecerão nas categorias Profissional feminino e masculino, Open feminino e masculino, Master, Grand Master, Sub-18, Sub-16, Sub-14 e Grommets.

SERVIÇO Circuito Capixaba de Bodyboarding (5ª Etapa) w D:

13 e 14 de outubro A partir das 7h30 w L: Solemar, Jacaraípe-Serra w M informações: http:// www.febbees.com.br w H:

Toda a conquista tem seus méritos. Não será diferente quando falamos do Vitória Futebol Clube na campanha da Copa Espírito Santo 2018. Na briga com o Serra pela vaga na final, caso fosse favorável ao time serrano teria também o seu reconhecimento. O fato é que deu Vitória e, quando se fala de méritos, nos referimos à campanha em toda a competição. O time celeste não começou bem, vacilando nos primeiros jogos. Mas com a mudança do técnico, saindo Orlando da Hora e entrando o professor Wesley Martinelli - que estava na preparação física -, os resultados chegaram. O time se recompôs, começou a ter resultados positivos, conseguindo chegar à final com todas as credenciais para ganhar o título, brigando mano a mano com o Atlético do Itapemirim que também fez uma campanha brilhante. Certamente teremos uma decisão com duas equipes bem treinadas, contando com jogadores de qualidade técnica bem acentuadas. Mas, o triunfo do Vitória tem o seu merecimento pelo trabalho da diretoria celeste, com o comando de Ademar Rocha. Nesse trabalho, destaque para os demais dirigentes como Antônio Perovano, Cacau Borges, Adalberto Mendes, Paulito e outros colaboradores que nunca deixaram de dar

Atlético

atenção ao clube alvianil. O trabalho consiste em deixar o clube tranquilo no lado financeiro, mantendo equilíbrio nas obrigações com os seus profissionais, e aos poucos reduzindo suas dívidas atrasadas, que já diminuíram bastante. É evidente que tudo isso foi feito como um espírito de colaboração muito forte por parte desses dirigentes celestes. Há u m a s o m a t ó r i a d e motivos que facilitam o trabalho da comissão técnica e jogadores, não deixando de ressaltar o nome de Gilberto Carlos dos Santos, que exerce bem um entrosamento entre atletas, treinadores e diretoria. Todos esses detalhes somaram para que o clube de Bento Ferreira chegasse a final da Copa Espírito Santo deste ano - que dá uma vaga para a disputa da série D, do próximo ano. Temos a certeza que se isso vier acontecer podem anotar: Vitória vai formar um time forte, para vencer.

Não podemos deixar de registrar nesta coluna a boa a campanha do Atlético do Itapemirim, que tem uma equipe forte e bem entrosada. Essa boa condição técnica do time de Armando Zanata vai valorizar mais ainda a decisão da Copa Espírito Santo 2018. Podem estar certos que serão duas partidas bem disputadas, valorizando muito ao time que conquistar o título. Que vença o melhor!

7


o t s o g deirinha. cainha Ae . m e M s c Ma e u s e q z e s e sv I

Eu

da

I

A

Usar a cadeirinha, de acordo com a idade e a estatura da criança, é uma escolha que faz a diferença hoje e para as gerações futuras. Dar o bom exemplo é uma decisão sua.

Suas escolhas no trânsito não terminam só em você. É obrigatório o uso da cadeirinha para crianças.

Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social

Jornal ESHOJE_718  

Governador eleito, Renato Casagrande retomará a discussão da construção de novo local para cobrança de tarifa por Vila Velha

Jornal ESHOJE_718  

Governador eleito, Renato Casagrande retomará a discussão da construção de novo local para cobrança de tarifa por Vila Velha

Advertisement