Page 1

www.eshoje.com.br

DIVULGAÇÃO

Vitória, 21 de setembro de 2018 J Ano XIX J Nº 715 J Edição Gratuita Semanal

Fundado em 19 de julho de 2000 por Carlos Roberto Coutinho

POLÍTICA

Mudança na corrida ao Senadoj4

COLUNA

Presidente sem apoio do povoj6

ESHOJE2

As loucuras da família de verdade ÁTILA HERCULES

Casagrande promete ter rédeas da segurança Se eleito, o candidato diz que vai coordenar combate à violênciaj5

ESHOJE

CIDADES NECESSITAM DE ÁRVORES

j3

No Dia da Árvore as cidades de Vitória e Serra podem comemorar os avanços na ampliação verde, enquanto vizinhas seguem em dívida

MUTIRÃO CONTRA A FILA NA SAÚDE

Força Tarefa reduziu à metade espera por atendimentos em Aracruzj4

Muito estilo com looks que eram de academia Moda fitness leva para o street style o que era roupa de treinojESHJ2


2

Opinião

SEXTA-FEirA, 21 dE SETEmbro dE 2018 j www.EShojE.com.br

fOTO DA SEmAnA

ESPAÇO DO LEITOR átila hercules

Audiência de Custódia

Lançada pelo ministro Lewandwsky a Audiência de custódia é uma porta de injustiça. Essa semana vi pela TV um cidadão de 18 anos inconformado numa ocorrência de trânsito, que retirou a arma de um policial do coldre pelas costas, e ao tentar ser dominado atirou em um advogado e no policial. Levado para Audiência de custódia foi solto imediatamente. Essa tal de audiência de custódia é o paraíso dos bandidos. Não há justiça que seja justa desse jeito. Carlos Carvalho

Sem medo de ser Infeliz

Apartamento em Bairro República, Vitória, sofre incêndio e criança de cinco anos morre queimada

EDITORIAL

Entre obras e descaso A semana capixaba foi marcada, de forma incômoda, por notícias envolvendo a interferência do poder público na vida do cidadão. E todas, sem uma única exceção, de conteúdo negativo. Os tristes relatos começam pela ocorrência de mais de 10 acidentes nas rodovias federais que cortam o Estado, com pelo menos quatro mortes, já que não há um acompanhamento confiável sobre falecimentos em consequência de acidentes de trânsito. Uma estupidez absolutamente inaceitável diante da injustificável cobrança de pedágio distribuída em sete postos que totalizam mais de R$ 80, sem contrapartida aceitável, pelo menos. Obras atrasadas, sem previsões claras. Em dia apenas a receita da concessionária, a Eco 101. Na mesma sequência do descaso dos governantes com os cidadãos que pagam impostos extorsivos, o Departamento Nacional de Transportes informa que não há prazo para, sequer, iniciar as obras da rodovia do contorno do Mestre Álvaro, intervenção de vital importância para reduzir a circulação de veículos pesados entre Carapina e Serra Sede, trecho onde são registrados alguns dos mais graves acidentes em terras capixabas. Mas o festival de más notícias não termina aí. O governo do Estado e a Prefeitura de Vitória continuam batendo cabeça e praticando o intolerável jogo de transferência de culpas e responsabilidades na interminável obra da Avenida Leitão da Silva. Por absoluta falta de respeito, e desconsiderando o fato de que essa obra já se estende por quatro anos, nossas autoridades seguramente não serão capazes de indicar, com precisão, quantas empresas fecharam as portas ali por conta dessa intervenção viária. Considerando-se ainda o fato de que dentre as empresas que quebraram por falta de consumi-

A opinião dos colunistas não reflete o posicionamento do veículo

dores algumas são de grande e médio porte, não é ilícito supor que algumas centenas de trabalhadores capixabas se juntaram ao contingente de 13 milhões de desempregados que os governos Lula, Dilma e Michel Temer produziram no Brasil. Por último há uma questionável decisão do Palácio Anchieta de licitar a conclusão das obras do Cais das Artes, a três meses do fim da atual administração, com custo aproximado superior a R$ 100 milhões do valor orçado originalmente. Ainda que tenha formalizado que a decisão sobre dar ou não sequência à obra, a atual administração foi, para não dizer coisa diversa, muito pouco delicada com o futuro governador ou governadora, porque nada justificava tanta pressa em concluir o processo licitatório a toque de caixa. A consequência mais visível desse quadro desolador é o absoluto desinteresse do povo capixaba pelo processo eleitoral de 2018. Salvo um tsumani, o processo já parece resolvido para Governo e Senado. A disputa, portanto, fica limitada à Câmara dos Deputados e Assembleia Legislativa, com a previsão de baixo percentual de renovação, se considerarmos que os novos eleitos serão, majoritariamente, figuras carimbadas. O cenário é sombrio. Assim 2019 tende a confirmar que a luz no fim do túnel é um trem vindo em sentido contrário.

tiragem: 5.000 exemplares circulação: Grande Vitória e digital periodicidade: Semanal

diretor geral carlos roberto coutinho carlos@eshoje.com.br

rua Paschoal delmaestro, 260 Ed. Vila da Praia, Sl. 5 e 6 - jardim camburi - Vitória - Espírito Santo cep. 29.090-460 Tel. 27 3395-1800/Fax. 3395-1801 www.eshoje.com.br redacao@eshoje.com.br

diretora administrativa bianca coutinho bianca@eshoje.com.br

Não há quem não tenha ficado chocado com a agressão sofrida pelo candidato da direita, jair bolsonaro, praticada por um esquerdista que dizem ser um “lobo solitário”. bem, não desejo aqui entrar no mérito dessa questão, até porque cabe à Polícia Federal e aos órgãos competentes fazer a devida investigação. mas é necessário focarmos na questão política envolvida, nos efeitos que esse ato perverso provocou em nossa democracia. A democracia deve ser pluralista, de acordo com os princípios fundamentais da nossa carta magna, mas o grande problema do brasil é que, durante mais de trinta anos de exercício democrático, nós só exercitamos nossa mente a enxergar do ponto de vista da esquerda, o que não é culpa do povo brasileiro, e sim de uma falha democrática de conteúdo técnico. deveríamos ter, desde o início da abertura política, um verdadeiro partido de direita, algo que nunca houve em nosso país, a não ser agora. Sim, pela primeira vez a timidez conservadora saiu do armário, e deu no que deu.

Agressão de PM

Uma briga de trânsito se transformou em caso de polícia, literalmente. o militar envolvido passou dos limites e agrediu a outro cidadão e a filha dele, uma menina de 14 anos. Apenas uma criança assustada com um simples policial que abusa de seu poder para agredir um pai de família e uma criança; queria ver ele prendendo bandido. A população capixaba não tem culpa da polícia ser mal remunerada nem mal preparada para conversar com pessoas de bem, nem mal capacitadas para prender criminosos… hoje tenho 50 anos, se visse um policial agredindo meu pai, um homem de bem, acho que iria ficar assustada, revoltada, amedrontada, indignada, horrorizada e talvez agisse como essa criança. deus me livre de encontrar um policial assim. Cláudia Morozesky

Prova para médicos

A justiça determinou que famílias em morada da barra, vila Velha, deixassem terreno e que a administração as abrigasse em escola. A ação aconteceu após reintegração de posse. o mesmo deverá acontecer aqui em jabaeté. há anos tem uma invasão aqui, sai e entra prefeito, a situação continua mesma.

Gostaria de saber quando teremos implantado no brasil, uma prova tão rigorosa como a dos advogados para poderem exercer sua profissão, para os médicos – aqueles que deveriam pelo menos salvar vidas – e não continuarem empregando suas técnicas arcaicas e arriscadas simplesmente porque ao invés de irem estudar para aprimorar a medicina querem apenas ganhar dinheiro e fazer o que é mais fácil. Provas já! Provas já, para formandos em medicina tirar o crm no nível do registro da ordem (oAb). Sei que no quesito escrever certo e bem como no direito mais de 50% dos formandos em medicina já seriam reprovados. Eu não entendo como médicos tão mal formados podem querer impor um tratamento em alguém desrespeitando os direitos do paciente. Só neste país formados em medicina ao invés de serem médicos se tornam “doutores” com direitos de violarem a consciência dos que pensam diferentes deles. me refiro a transfusão de sangue, cujo tema está sendo debatido na justiça capixaba. As Testemunhas de jeová respeitam a vida a religião dos outros, respeitem a deles também.

Isabel Freitas

Luciana Malura

Fernando Rizzolo

Posse

twitter: @eshoje / facebook: eshoje / instagram: /eshoje

projeto gráfico renon Pena de Sá e Patrícia Araújo www.renondesign.com fotografias Arquivo redacao@eshoje.com.br

diagramação diretora de redação/editora danieleh coutinho - mTb/ES 2694-jP jeferson Louis - mTb/ES 3605/ES danihcoutinho@eshoje.com.br

redação bárbara caldeiras carolina boueri Gustavo Gouvêa Lizandra Amario márcia Almeida Pedro cunha Thaís rossi


SEXTA-FEirA, 21 dE SETEmbro dE 2018 j www.EShojE.com.br

Meio ambiente

3

Falta verde, sobram problemas No dia da Árvore é triste o saldo encontrado na GV com relação ao plantio, destaca ecóloga Danieleh Coutinho danihcoutinho@eshoje.com.br

S

etembro é o mês do Dia da Árvore (21 de setembro), juntamente com a chegada da primavera, que simboliza um novo ciclo para o meio ambiente. Pois pasmem, para alguns a data é coisa de ensino infantil, quando a criança sai da escola com uma pinturinha no rosto e uma mudinha de feijão em meio ao algodão molhado. Para especialistas, o lado mais positivo da infantilização do Dia da Árvore é apostar que com educação ambiental os pequenos podem realizar boas mudanças. Mas o triste é que nem o poder público vê a importância da arborização. No município de Cariacica, por exemplo nem 100 árvores foram plantadas este ano. De acordo com a doutora em Botânica, ecóloga e professora da Ufes do curso de Biologia, Luciana Dias Thomaz, o ideal era que estivessem plantadas três árvores por habitante de uma cidade.

Contudo, se fosse ao menos uma já seria bom. O que não é uma realidade, ela lamenta. A quantidade mínima preconizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) é de 12 m² de área verde por habitante, e a ideal é de 36 m². No mundo, a referência é Estocolmo: são 86 metros quadrados de área verde por habitante. Em teoria, quanto mais verde a cidade, melhor a qualidade do ar que se respira e mais agradáveis são a paisagem e o clima – as sombras criadas pelas copas, a umidade gerada pela vegetação em geral e a quantidade maior de área permeável são características que ajudam nesses aspectos. Se o poder público não faz sua parte em alguns locais, tem quem não esconde o amor pela natureza e assuma o papel de protagonista. A dona de casa Marly Henriques Bomfim nem sabe quantas mudas já plantou, mas se declara apaixonada por todas elas. "Eu gosto muito de planta, desde pequena. fui criada em quintal e vivia subindo em árvores, sempre

estive cercada por elas. Mas hoje minha casa é rodeada por prédios, então faço ainda mais questão de plantar para ter um ar mais puro". Ela disse ainda que nos momentos de lazer busca locais que sejam tomados pelo verde. "Quando quero passear procuro sempre parques e praças, porque além da beleza, ficar entre elas me descansa". No quintal de Marly entre suas árvores estão de frutas como carambola, banana, manga, amora, limão, pimenta rosa e outras. Segundo a ecóloga, o grande benefício de uma cidade arborizada é evitar as grandes enchentes. Ela destaca que, se a cidade de Vila Velha, tivesse grande número de árvores, os problemas com as chuvas seriam menores. "Em Vila Velha faltam árvores e praças com elas. E quanto mais árvores, menor o calor e maior a qualidade do ar. As fortes chuvas atingem mais a cidade porque não tem árvores. As folhas interceptam a água, o solo absorve, mas sem elas, nem o bueiro limpo consegue dar conta", destacou Luciana Thomaz.

Vitória sai na frente em arborização Já reparou quantas árvores há na sua rua ou bairro? Esse fator é importante para a qualidade de vida nos centros urbanos. E na Região Metropolitana capixaba as cidades de Vitória e Serra têm feito o dever de casa. Mas a doutora em Botânica, Luciana Dias destaca que existe disparidade entre as regiões dentro da própria capital. "Andar pela Praia do Canto e pela região da Avenida Leitão da Silva é um teste que mostra a grande diferença da qualidade do ar. A sensação térmica na avenida é muito maior pela falta de árvores", destacou. Segundo ela, no entanto, a cidade está bem arborizada se comparada as vizinhas Cariacica e Vila Velha. Na primeira este ano somente 98 mudas foram plantadas. Enquanto em VV a prefeitura não soube informar quantas foram plan-

tadas, mas destaca que dez mudas produzidas no Dia da Árvore de 2017 por alunos da UMEI São Francisco de Assis serão plantadas este ano. De acordo com a prefeitura, Vitória conta com quase 32 mil árvores plantadas e catalogadas. Somente este ano foram retiradas 1030 e plantadas 1497. Gessiel Santos Quedevez já plantou mais de 90 e diz que se emociona ao ver aquela mudinha plantada por ele se tornar uma bela árvore. "Quando estou plantando uma árvore fico tão satisfeito. Vou cuidando e vendo seu crescimento, é muito bonito. É gratificante". De acordo com a Secretaria de Meio Ambiente (Semma) da Serra, até julho de 2018 foram plantadas 2.802 exemplares de árvores nativas em diversos locais. E até o final do ano serão mais de 3.500.


4

Geral

SEXTA-FEirA, 21 dE SETEmbro dE 2018 j www.EShojE.com.br

divulgação/aracruz

Bastidores da Política a zebra...

A eleição para o Senado pega fogo no Espírito Santo: com a ascensão de Fabiano Contarato, ele praticamente fica de igual para igual com Magno Malta e Ricardo Ferraço, que no início da campanha estavam em voo livre. O prefeito e líder do Rede no ES, Audifax Barcelos tem ido buscar voto com o candidato, inclusive nos fins de semana viajado pelo interior. secretária Clenir avanza destaca que 'força tarefa' conseguiu atender mais de 1,7 mil pacientes em oftalmologia

Mutirão contra fila de espera para exames Esta força tarefa desafoga uma grande fila de espera devido a uma demanda que está reprimida desde 2013

O

município de Aracruz durante muito tempo se debatia na saúde com um grave problema: a demanda reprimida de nove mil pessoas esperando por exames, consultas com especialistas e cirurgias de cataratas. Para resolver o problema uma verdadeira “força tarefa” foi montada e esse número já caiu pela metade. Coordenada pela secretária de Saúde Clenir Avanza, com a implantação do programa houve a redução de 4500 pessoas da lista de espera. A Força Tarefa da Saúde supera atendimentos programados e quando se planejava atender 1500 pacientes de oftalmologia, o número chegou a 1727. E os atendimentos não foram apenas com profissionais que atendem à saúde dos olhos, mas em diversas especialidades. Nas consultas de ortopedia, que estavam planejados mais 500 atendimentos, foram atendidos 549, entre consultas e retornos para exames. Com o objetivo de reduzir a lista de espera da regulação SUS, nas especialidades de Oftalmologia e Ortopedia, com pacientes na fila de espera desde 2013, a prefeitura de Aracruz, por meio da Secretaria de Saúde (SEMSA), realizou no mês de junho atendimentos para desafogar as filas dos pacientes agendados pela regulação que precisavam realizar consultas. Foram três dias de atendimentos das 7 às 17 horas. Na Unidade de Saúde de Guaxindiba foram ofertados atendimentos oftalmológicos e odontológicos. Já na Uni-

dade de Vila Rica, foram ofertados atendimentos ortopédicos e odontológicos. Os atendimentos realizados superaram os programados. Foram 50 médicos, sendo 25 oftalmologistas e outros 25 ortopedistas, além de cinco dentistas e cinco médicos clínicos. “Estava na lista de espera há quase dois anos. O médico que me atendeu é muito bom. Ele passou os exames para mim e agora é só aguardar a liberação. Estou muito feliz por ter sido atendida, pois sentia muitas dores”, comemorou o morador Maria José Barros Gomes. Ainda foram realizados outros 447 procedimentos de risco cirúrgico, incluindo cardiologia e exames de sangue, e outros 900 pacientes que passaram por triagens. “O resultado final foi muito bom e positivo, ainda mais porque pegamos uma fila reprimida desde 2013, antes mesmo do nosso governo”, enfatiza Clenir Avanza. Ainda de acordo com a secretária, que está no cargo há apenas quatro meses, novos mutirões estão sendo planejados. “Essa foi a primeira fase da Força Tarefa. Ela serviu para identificar as necessidades de cada comorbidade e iniciarmos o tratamento, que pode ser medicamentoso até o cirúrgico. Já estamos fazendo os encaminhamentos para os tratamentos, medicação e cirurgia”, finaliza. Novas ações programadas O prefeito Jones Cavaglieri comemora junto com a população os resultados. “Temos conversado

com as pessoas e elas estão muito felizes por terem a oportunidade de fazer seus exames represados, alguns até de 2013. Faremos ainda mais algumas ações de alto impacto como esta em outras áreas. Com isso, nós estamos baixando essa fila, e esperamos que daqui para frente tenhamos condições de manter uma regularidade não muito distante, para que as pessoas possam ter acesso aos exames, às consultas e às cirurgias que forem necessárias”. “Em uma população como essa, que tem uma carência de especialistas, conseguir reunir colegas ortopedistas de todas as especialidades e renomados de grandes hospitais do Estado, em prol disso tudo que está acontecendo, é algo muito gratificante”, frisou o ortopedista Leandro Azevedo. O médico oftalmologista Rodrigo Carvalho Amador, afirmou que a estrutura para o atendimento foi de alta qualidade. “Estamos em um esforço conjunto para atender todas as demandas de acordo com a necessidade clínica de cada paciente. Temos aqui uma estrutura montada semelhante com o que seria um consultório oftalmológico completo, com dois altos refratores, para exames iniciais que define o grau, além de seis mesas com máquinas Greens, que refina o grau do paciente, além de seis lâmpadas de fenda, que identificam doenças e examinam as córneas. Dessa forma estamos ajudando os pacientes a trilharem um caminho certo para seu tratamento”, explica.

...da campanha...

Pesquisa interna feita pela campanha de Renato Casagrande aponta que Fabiano Contarato já passou Ricardo Ferraço na Grande Vitória. Não custa lembrar que na semana que antecedeu o início da campanha, Ricardo fez um movimento nacional para tirar Amaro Neto do páreo, pois o apresentador era uma ameaça à sua reeleição. Agora, vê-se novamente em situação delicada, com o avanço do delegado.

... ao senado

O crescimento do xerife do trânsito também incomoda a campanha de Magno Malta, pois, segundo a tal pesquisa interna, em alguns locais da Grande Vitória o senador evangélico deixou de ser o primeiro voto. Contarato está à frente também.

ausência sentida,...

Falando em Audifax Barcelos, a ausência do prefeito da Serra na abertura da feira Acaps no Pavilhão de Carapina foi muito comentada. Entretanto, se estivesse por lá aumentaria o número dos que discursaram no evento – “12 é demais”, destacou o governador Paulo Hartung.

... exageros e...

Na solenidade de abertura da Acaps PH disse que no final de governo tantas pessoas fazendo discurso, nem quem está saindo aguenta. Quanto mais a plateia. O que mais deve ter incomodado foi do superintendente da Associação Capixaba de Supermercados, Helio Schneider, que além de longo, pediu – e não obteve resposta - ao governador que transforme o Pavilhão de Carapina, onde acontece o

evento, em um centro de convenções. O local é do Estado, cuja concessão foi dada a Zezinho Boechat desde 1989 e renovado no Governo PH 2003/2007 i assinada pelo então secretário de Agricultura, Ricardo Ferraço.

... algumas gafes...

O presidente da Findes, Léo de Castro, chamou atenção por três questões em sua fala. E a primeiro foi ao enaltecer a abertura de novos supermercados, esquecendo de falar sobre o fechamento aos domingos. Depois desviou do tema “elefante branco”, sem mencionar a obra do restaurante panorâmico sobre o prédio da Federação das Indústrias.

... em abertura de feira

O terceiro ponto que chamou a atenção no discurso do presidente Léo de Castro na abertura da feira supermercadista foi que ele sequer lembrou o ex-presidente da Findes, Marcos Guerra, que estava no evento, tendo citado tantos nomes.

sem apoio

Falando na Findes, a federação das indústrias não investe no Espírito Santo, enquanto nos estados vizinhos ela é apoiadora de grandes eventos culturais e esportivos e incentivadora do desenvolvimento. Já a Fecomércio, ao contrário, caminha em outra direção realizando grandes eventos.

reconhecimento

O desembargador federal João Pedro Gebran Neto vai palestrar em Aracruz “desafios no combate a corrupção”, em Aracruz onde receberá a comenda Monsenhor Guilherme Schmitz no dia 28. Ele é relator da Operação Lava Jato. Será no Cerimonial Santa Joana.

Na mira

Ministério Público Eleitoral está de olho em candidato a deputado federal que vem gastando fortuna com material de campanha. A prestação de contas não bate com a quantidade de adesivos, cartazes e panfletos distribuídos.


Eleições 2018

SEXTA-FEirA, 21 dE SETEmbro dE 2018 j www.EShojE.com.br

5

Renato: eu construí a aliança Ex-governador volta a concorrer ao cargo e destaca as maiores diferenças das eleições de 2014 e 2018 Danieleh Coutinho danihcoutinho@eshoje.com.br

M

ais maduro, seguro e com o controle nas mãos. É assim que se apresenta Renato Casagrande (PSB), ex-governador do Espírito Santo entre 2010 e 2014 e candidato a voltar ao Palácio Anchieta. Candidato pela coligação ‘ES mais igual’, ele tem o apoio de 18 partidos, mas garante que essa aliança não está sob compromisso de cargos. O candidato também aponta as diferenças entre as eleições de 2014 – quando não conseguiu se reeleger e foi derrotado em primeiro turno para o atual governador Paulo Hartung – e a que acontecerá em 7 de outubro. E destaca: “aqui eu construí a aliança. Todos que vieram para apoiar a minha candidatura fizeram parceria com um projeto que eu discuti com a sociedade, uma obra que eu liderei”. Sobre seus projetos, caso eleito governador, ele ressalta que comandará o enfrentamento à violência no Estado e reativará setores da Polícia Militar, como Rotam. “O método de trabalho será mantido, com reuniões das equipes de segurança para avaliar e planejar. Mas o governador vai liderar a política de enfrentamento ao crime”. A entrevista com Renato Casagrande faz parte da série com os candidatos ao Governo do Estado e cuja íntegra pode ser conferida em eshoje.com.br. ESHOJE: O senhor nos concedeu uma entrevista em 31 de dezembro de 2014 e falou de traição, se referindo a Paulo Hartung, com quem fez uma espécie de gestão compartilhada. Não existe risco de sofrer novas traições tendo unido em torno de sua candidatura 18 partidos? Casagrande: A eleição de 2018 é totalmente diferente da eleição de 2010, pois lá eu assumi o papel de candidato a governador e, para falar a verdade, nem meu amigo Givaldo Vieira, que veio a ser meu vice-governador, fui eu que escolhi. Assumi a função sem ter feito parte da construção da aliança. Nesta eleição de 2018, não: aqui eu construí a aliança.

todos que me apoiam fizeram parceria com um projeto que eu discuti com a sociedade

Hélio FilHo

Todos que vieram para apoiar a minha candidatura fizeram parceria com um projeto que eu discuti com a sociedade, uma obra que eu liderei. Uma aliança que me dá segurança de que terei, sendo eleito, apoio na Assembleia, no Congresso e na sociedade. Como alocar quadros de todos os partidos na sua gestão? Não alocarei. Não tenho nenhum compromisso de alocar nada. Mas é lógico que buscarei dirigentes técnicos e políticos com capacidade de colaborar no governo, nos partidos. Mas buscarei na sociedade pessoas sem partidos para que o governo seja composto por nomes com capacidade de realizar tanto e até mais que já fizemos.

hoje conheço quem é amigo do Casagrande e amigo do governador Casagrande

O Casagrande de 2018 é o mesmo de 2010? Ah, todo dia a gente muda muito. E passar pelo governo e depois ficar sem mandato faz conhecer mais as pessoas de perto e saber quem é amigo do Casagrande e amigo do governador Casagrande. Quando findou a gestão 20102014 disse que não tiraria férias, mas iria “ficar vigilante, de plantão” para impedir injustiças ao seu governo. Precisou? Precisei ter vigilância permanente e precisei de contar com aliados na Assembleia, por exemplo, que puderam impedir um massacre do período e resultados do meu governo e da minha liderança política. Nesses anos fora de mandato o senhor fez política de que maneira? Fiquei dois anos muito focado na política nacional porque assumi a presidência da Fundação João Mangabeira e andei muito pouco pelo estado nos anos de 2015 e 2016. A partir de abril de 2017 até março de 2018 percorri todos os 78 municípios do Estado, fiz reuniões nas 78 Câmaras de Vereadores. Então essa foi a minha agenda nesses últimos anos. ‘Estado Presente’ foi sua grande marca e que rendeu um livro, ele volta igual? Vamos reimplantar com o conceito de o “governador lidera política de enfrentamento ao crime”. Não será o secre-

Casagrande diz que coordenou a construção da aliança com diversos partidos, sem promessa de cargos tário de Segurança, porque segurança publica é a política mais transversal, tem a ver com as polícias, saúde, cultura, lazer, desenvolvimento urbano, educação. Então é o governador que tem que liderar e se eu for eleito, vou liderar. O método de trabalho será mantido, com reuniões das equipes de segurança para avaliar e planejar. Perdeu-se o controle do crime contra o patrimônio. Então Patrulha da Comunidade será fundamental, bem como as câmeras de videomonitoramento, voltar com o BME, com a Rotam, corrigir injustiças, montar lei de promoção e motivar nossas policias para que possam proteger a nossa sociedade. Em 2017 na greve da PMES, onde a atual gestão errou? O erro do governo foi fazer cortes lineares nas áreas estratégicas, então cortou muito na segurança pública, nas condições de trabalho dos policiais e isso desanimou os policiais. Aquele momento foi muito ruim para a sociedade. Faltou diálogo antes e depois. E até hoje a gente ainda está colhendo frutos malditos daquela manifestação. Como avalia a atual gestão?

Sou suspeito para avaliar a atual gestão, mas perdeu o time da prestação de serviço para a sociedade, na minha avaliação. Era preciso, certamente reduzir ritmo porque nós enfrentamos uma crise profunda. Mas a pratica da politica de tentar destruir adversários fez perder o time da gestão e ele conseguiu produzir muito pouco, ou quase nada, para a sociedade capixaba.

até hoje estamos colhendo frutos malditos da falta de diálogo na greve da Polícia Militar

O Escola Viva vai continuar? A escola de tempo integral continuará sim, nós a temos no plano estadual de educação. O plano nacional de educação estabelece que até 2024 50% dos alunos estejam estudando em escola de tempo integral. Então temos que avançar nelas e, ao mesmo tempo dar apoio as escolas de tempo normal. As organizações sociais con-

tinuarão gerindo hospitais em sua gestão? Qual a prioridade na saúde? Vamos fazer um estudo dos atuais contratos e os que tiverem bem poderão continuar sim. Mas temos muitas reclamações de algumas e então precisaremos fazer uma analise profunda e quem sabe até uma auditoria para ver se o serviço está sendo prestado adequadamente. Na saúde a nossa prioridade é a descentralização e regionalização para que consolide os hospitais regionais que possa atender a média complexidade na área hospitalar e em alguns locais atender a alta complexidade. O Cais das Artes e a Leitão da Silva serão concluídos? O Cais das Artes nós vamos definir qual é o papel dele. Qual a função: a que servirá o Cais das Artes. O atual governo não deu sequencia porque não definiu com clareza qual será a função dele. Já a Leitão da Silva, foi uma obra que começamos e já deveria estar pronta há muito tempo. Não sabemos o motivo de não estar pronta. Trocaram o projeto, paralisaram a obra, mas se o atual governo não concluir e eu for eleito, concluiremos.


6

SEXTA-FEIRA, 21 DE SETEMBRO DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR

HUGO BORGES POR CÉSAR HERKENHOFF L cesarherkenhoff@hotmail.com

Descaso não por acaso A pouco mais de duas semanas das eleições de 2018, os institutos de pesquisa de opinião pública indicam que os votos em branco e nulos serão os mais numerosos nos últimos 16 anos. Em números percentuais, 13% dos eleitores manifestam claramente a intenção de não votar em qualquer dos candidatos a presidente da República. Desse total, 61% garantem que não mudaram de opinião. Trocando em miúdos, o Brasil tem, em números redondos, 147 milhões de eleitores aptos a votar em 7 de outubro. Desse total, 19 milhões pretendem votar em branco ou anular o voto. E desses aproximadamente 9 milhões já anunciaram que não mudarão de opinião. Isto significa, em última análise, que somadas às abstenções (que normalmente se situam na casa de 15 a 20% do total), o futuro presidente da República não estará legitimado por um terço do eleitorado. Para se ter uma gravidade da falta de interesse do eleitorado pelo processo que vai eleger presidente, senadores, deputados federais, deputados estaduais e governadores, no pleitos mais recentes, há um

mês da eleição, o percentual dos que pretendiam anular o voto ou votar em branco flutuou entre 4% e 6%. A polarização levada para os meios de comunicação e as redes sociais, procuram criar um clima de que o processo se dá entre a direita fascista e a esquerda corrupta, sonegando-se ao eleitor o direito de escolher o nome de sua preferência. Numa eleição em dois turnos, o primeiro momento é exatamente para que o eleitor tenha o direito de escolher o candidato que lhe apresenta melhores propostas. No segundo, sim, entre os dois mais votados e, em regra, que conseguiram polarizar a disputa. Mas o Brasil da corrupção, do desemprego, da educação,

saúde e segurança pública falidas é também o país em que os formadores de opinião têm procurado demonizar os candidatos que lideram as pesquisas de intenção de voto. Tudo isso vem acontecendo sob os olhares omissos e a cumplicidade promíscua de Justiça Eleitoral que, a despeito de se manifestar inúmeras vezes sobre a não admissibilidade do jogo sujo no processo eleitoral, tem sido conivente com todas as formas de truculência, inclusive com o descumprimento de suas próprias decisões – caso da apresentação, pelo PT, de Lula da Silva como candidato do partido, mesmo após a impugnação de sua candidatura. Omite-se também a Justiça Eleitoral quando não toma pro-

vidências vigorosas para impedir a disseminação das chamadas fake news (notícias falsas) nas redes sociais, com a divulgação de montagens grosseiras e até a invasão de páginas de apoio ou oposição a candidaturas. Não se tem dúvida de que embora o PT tenha aprimorado a prática, montando um exército de militantes pagos com dinheiro subtraído dos cofres públicos para difamar adversários e criar sentimentos positivos a favor de sua base de sustentação, essa prática nefasta é adotada em larga escala pela maioria dos partidos e coligações. O Brasil da Justiça Eleitoral omissa tem sido tolerante até com institutos de pesquisas que sabidamente vendem resulta-

dos ao sabor de quem contratou os serviços, como fez recentemente o desmoralizado Vox Populi, que forjou números para indicar o petista Fernando Haddad como líder da pesquisa, contratada pela Central Única dos Trabalhadores, uma lavanderia do PT. Isso não é democracia e não faz parte do jogo democrático. Isso é crime eleitoral, inclusive pela manifestação inequívoca de manipulação da vontade popular. Qualquer que seja o próximo presidente da República eleito, terá minoria no Congresso Nacional. E terá, obrigatoriamente, que negociar cargos e favores com os partidos fisiológicos para garantir a governabilidade. E todos nós já vimos esse filme. Não vale a pena ver de novo.

COLUNA FEU ROSA

ARTIGO

Erro amazônico

Sob óculos da perversão

Dia desses li que a famosa empresa norte-americana Amazon conseguiu um feito histórico: tornar-se a segunda empresa daquele país a alcançar o valor de mercado de um trilhão de dólares.

Sessenta e três mil homicídios – números de guerra civil – são praticados por ano em nosso país. Em igual período, quase seiscentos mil veículos e 1,5 milhão de celulares são roubados ou furtados. Mais de 50 mil estupros notificados. São números impressionantes, assustadores, e justificam a sensação de insegurança e de desproteção em que vivemos.

Se esta empresa fosse um país seria a 17ª maior economia do mundo, superando países como a Turquia (851,1 milhões de dólares) e Argentina (637,6 milhões de dólares). Equivaleria a praticamente o dobro do Chile (277 milhões de dólares) e de Portugal (217,6 milhões de dólares) somados. Empataria com a Indonésia (1 trilhão de dólares) e quase com o México (1,1 trilhão de dólares). E responderia por metade do Brasil (2 trilhões de dólares). Diante destes números fiquei a meditar longamente sobre um aspecto pouco comentado, mas que reputo fundamental: trata-se de uma empresa que, por sua natureza, poderia ser brasileira - ao fim do cabo, temos acesso à mesma tecnologia que a viabilizou. Há, na Europa, diversas empresas que exportam café para o Brasil, malgrado lá não exista um único pé de café. Fico a pensar que estes empreendimentos bem que poderiam ser brasileiros, dado termos acesso - e até mais fácil - à tecnologia e matéria-prima por eles utilizados. Outras empresas, europeias e norte-americanas, exportam chocolate para o nosso país, apesar de em seus países não existir um único pé de cacau. Não

posso deixar de ponderar que todas elas poderiam, claro, ser de brasileiros! Não nos esqueçamos daquelas transnacionais que aqui estão a nos vender a água de nossas nascentes e o leite de nossas vacas, remetendo para seus países de origem verdadeiras fortunas a título de remessas de lucros. Quero crer que o nosso país contemple tecnologia suficiente para engarrafar água e pasteurizar leite - sim, com certeza temos capacidade suficiente para isso. Estamos a falar, nestes e em outros exemplos, de empresas valiosíssimas, que proporcionam aos seus respectivos países vigoroso impulso econômico. Pois é. Tudo isto poderia ser brasileiro - mas preferimos sufocar nosso povo, tão empreendedor e criativo, com as amarras da burocracia, da corrupção impune, da criminalidade ostensiva e da falta de infraestrutura. Talvez, cegos pelo provincianismo e seu filho primogênito, o extrativismo, estejamos negligenciando a sábia lição de Câmara Cascudo: “o melhor produto do Brasil ainda é o brasileiro”. PEDRO VALLS FEU ROSA Desembargador do TJES

Enquanto isso, muitos afirmam, sem pestanejar, que no Brasil se prende excessivamente. Gostariam que houvesse mais bandidos nas ruas! O PCC e o CV concordam. O primeiro, aliás, nesta semana, “desencarcerou” vinte e tantos do presídio de Piraquara... Obedecendo a essa linha negligente de raciocínio, as franquias do semiaberto, da prisão domiciliar e da descartável tornozeleira são concedidas com liberalidade a criminosos que delas se valem como previsível meio de fuga. Em outras palavras, a justiça, a lei e a sociedade perdem quase todas para crime. Espantoso? Pois tão espantoso quanto isso é ver e ouvir, cotidianamente, formadores de opinião tratar como “partidários da violência” os que, nesse cenário se opõem ao desarmamento. Estão preocupadíssimos com assegurar a incolumidade dos bandidos e com garantir a bovina passividade das vítimas. Não contentes com a deturpação dos fatos, os protetores de criminosos ainda se dão ao desplante de equivaler o desejo de autodefesa com um anseio por “resolver disputas à bala” como se fossem desa-

venças pessoais e não simples prudência para sobrevivência das vítimas. Pronto! Na falta de juízo, de neurônios, ou na perversão ideológica desses palpiteiros, o direito natural à autodefesa e o dever moral de proteger a própria família são apontados como deformações de conduta, sujeitas a juízos éticos que jamais incidem sobre quem comete os crimes e gera a insegurança social. Até os traficantes contam com a silenciosa tolerância da mídia desajuizada. Por outro lado, ninguém ignora os efeitos desastrosos da erotização precoce da infância, de sua exposição à influência nociva de programas impróprios, à pornografia, à ideologia de gênero e ao assédio de desqualificada educação sexual proporcionada em alguns educandários. As crianças brasileiras estão expostas a toda sorte de aberrações, nas ruas, nas escolas e nos meios de comunicação. Fica difícil a vida neste país quando tantos se empenham em transformar a virtude em vício e vice-versa. PERCIVAL PUGGINA Professor, arquiteto e escritor


Esportes

SEXTA-FEIRA, 21 DE SETEMBRO DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR REPRODUÇÃO DO FACEBOOK

RUY MONTE DÁ O RECADO! rmonte@eshoje.com.br

Serra e São Mateus decidem 2ª vaga Com vantagem de jogar pelo empate, Vitória Futebol Clube briga para ficar com a segunda vaga na semifinal

Vitória contra Tupy próximo a semifinal A Copa Espírito Santo 2018 está caminhando para o seu fim tendo a Desportiva Ferroviária com folga RUY MONTE rmonte@eshoje.com.br

O

V F Clube joga contra o Esporte Clube Tupy neste sábado (21), às 15 horas, no Estádio Gil Bernardes. O time de banto Ferreira está brigando com a Desportiva Ferroviária pela segunda vaga da semifinal da Copa Espírito Santo 2018. A Tiva folga nesta rodada. O time alvianil precisa apenas de um empate, podendo perder até com uma diferença de dois gols para chegar a próxima fase da Copinha. Com essa vantagem, os jogadores do Vitória treinam com muita intensidade, e segundo argumenta o treinador celeste, Wesley Martineli, seus atletas não podem entrar em campo com otimismo exagerado.

"Temos que entrar em campo com a disposição de vencer o jogo normalmente, esquecendo as vantagens. O time do Tupy é uma equipe bem treinada e com jogadores de boa qualidade técnica. Por isso não vamos facilitar", disse o técnico. A equipe escalada por ele conta com Harrison; Cassio, Ferrugem, Reinaldo e Franklin; Rodrigo Cesar, Thiago, Deivisson e Carlos Victor; Chiquinho e Nilo. Pelo lado do Tupy, fora de qualquer possibilidade de ir para outra fase da competição, a vontade dos jogadores é ganhar independente se favorece a outra equipe. Para isso terá que ganhar de 3 a 0 para colocar a Desportiva na próxima fase. O treinador da Toca, Vagner dos Nascimento disse que não poderá contar com alguns titulares,

mas a equipe que formar terá que buscar a vitória sempre. "Não temos porque mudar a nossa maneira de jogar. Os jogadores estão cientes que aqui na Toca, principalmente, temos que jogar em busca da vitória para prestigiar a nossa torcida" disse. No outro jogo pela chave B, o Atlético, já classificado, recebe o Castelo, também no sábado (21) no Estádio José Soares em Itapemirim. Pela Chave A, Serra e São Mateus decidem a segunda vaga para a fase semifinal. O jogo será em São Mateus, no Estádio do Sernamby, às 15 horas também deste sábado. Na outra partida o Sport enfrenta o Linhares, no mesmo dia e hora, no Estádio do Robertão, na Serra. Ambas as equipes estão desclassificada para fase seguinte da competição.

Atletas capixabas podem concorrer a 100 bolsas   do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Esportes e Lazer (SESPORT), lançou o edital de seleção para o programa Bolsa Atleta capixaba, que disponibiliza recursos para esportistas do Espírito Santo. Segundo o governo, edital irá gerar 128 bolsas para atletas na

temporada 2018/19. O investimento é de R$ 2.004,000 milhões. As inscrições serão abertas no dia 5 de outubro e devem ser realizadas pessoalmente na sede da Sesport, em Bento Ferreira. O resultado preliminar será divulgado no dia 11 de outubro e a divulgação final sairá no dia 19.

Para participar, o candidato deve estar entre os três primeiros lugares em competições nacionais ou internacionais, nas categorias estudantil, nacional, internacional, e olímpica/paraolímpica. Competições estaduais servirão como critério de desempate, caso aconteça.

Os times do Serra e São Mateus jogam neste sábado (22), decidindo a segunda vaga da chave A da Copa Espírito Santo. A partida será em São Mateus, no Estádio do Sernamby. Vamos lembrar a trajetória das duas equipes até agora!

x A vitória do time mateense sobre o Linhares, por 3 a 1, no dia 15 de setembro deu grandes esperanças de uma classificação. O Real Noroeste ganhou praticamente a primeira vaga depois do empate com o Serra de 0 a 0, no mesmo dia. Nesta chave o Serra que começou embalado e demonstrava que era uma equipe com vaga quase certa, mas o quadro mudou de figura. Neste fim de semana o time serrano joga na casa do adversário, o que dificulta o seu objetivo. Pela chave A, o Atlético, mesmo perdendo para o Vitoria de 2 a 1, tem a sua classificação garantida, somando 18 pontos. O Vitória tem 13 pontos, o mesmo que a Desportiva Ferroviária, mas joga contra o Tupy precisando de um empate. O time grená, que folga nesta última rodada, para se classificar tem que esperar uma

derrota do time alvianil por uma diferença de três gols para equipe da Toca. Muitos consideram um resultado improvável. Eu acho o mesmo! A Copa Espírito Santo 2018 não teve um nível técnico dos melhores, mas alguns jogos agradaram. É evidente que a ausência do Rio Branco na competição tem um peso forte por se tratar de grande clube e que não pode ficar fora das competições no Estado. Mas houve aí uma inversão de situação. O Vitória começou mal competição, cresceu depois da mudança de técnico. A Desportiva, que começou bem, acabou caindo, perdendo alguns jogos que era considerado a favorita, como foi o caso contra o Atlético por 3 a 0. Contra o Vitória perdeu um jogo na casa do adversário, mas empatou bisonhamente contra o mesmo Vitória no Araripe.

O Capixabão de 2019 Ficou definido em arbitral, a forma do campeonato estadual do ano que vem. A primeira fase os participantes jogam num turno entre si, e, os oito primeiros classificados disputam em partidas eliminatórias até chegar os dois finalistas para a decisão do título. Disse um dia que o ideal seria os times disputantes jogando entre si nos dois turnos. Cada campeão de turno decidiria o titulo e, se um mesmo time ganhasse as duas fases, seria automaticamente o campeão. Essa fórmula sequer foi discutida. Os jogos do nosso campeonato continuam sem preliminar, o que acho uma tremenda falha. Seria um bom aperitivo para torcedor.

7


Capixaba respeitado, Pedro Valls possui sabedoria ímpar e é conhecido por sua integridade. Magistrado de carreira, ele tem conhecimento notável, luta em favor da sociedade e preza pela justiça executada com perícia e maestria. Além, é claro, de ser um excelente escritor e manter as colunas em ESHOJE. Em nosso time, temos a satisfação de ter um profissional como o desembargador Pedro Valls: sério e comprometido com o melhor.

ESHOJE 18 anos Todo mundo vê. Todo mundo lê. Todo mundo gosta. Pedro Valls Feu Rosa Colunista

Foto: Pedro Cunha


Vitória, 21 de setembro de 2018 J Ano XIX J Nº 715 J Edição Gratuita Semanal

www.eshoje.com.br

Fundado em 19 de julho de 2000 por Carlos Roberto Coutinho

Relação familiar a limpo

Um espetáculo para rir e chorar, “O Louco e a Camisa” já é sucesso na Argentina e em São Paulo dIVulGAção

márcia almeida cultura@eshoje.com.br

O

s atores Rainer Cadete, Rosi Campos, Ricardo Dantas, Priscilla Squeff, Dudu Pelizzari integram o elenco do espetáculo “O Louco e a Camisa”, que será apresentado nos dias 29 e 30, no Teatro Universitário da Ufes, em Vitória. A peça, que está em sua nona temporada em Buenos Aires, conta a história de uma família que se depara com preconceitos dentro da própria casa, marcada por valores distorcidos. Texto do argentino Nélson Valente, o espetáculo entrelaça temas como a loucura, a convivência familiar e a revelação da verdade. O público se depara com uma família distorcida e marcada pela convivência hipócrita entre eles, que se esforçam para esconder a existência de um “louco” (o filho) e suas ideias. A peça já ganhou os palcos de países como Chile, Espanha, França, Portugal e Estados Unidos. A reunião familiar acontece quando para apresentar seu namorado, a irmã coloca todos em situação limite fazendo um pedido chocante. E assim, os segredos mais íntimos de cada um se revelam. Uma comédia familiar para rir e chorar. “É uma peça que faz a gente olhar para as nossas sombras, muitas vezes nunca vistas. É uma mensagem de autoconhecimento, um raio x da família tradicional e sua dor e delícia de ser”, explica Rainer, que dá vida ao “louco” na montagem. No decorrer do espetáculo, percebe-se que o rapaz é, na verdade, o mais são entre todos, pois é fiel e íntegro aos seus valores. O único com percepção real e verdadeira. Desta forma, a comédia se dá em contraponto ao drama vivido com esses conflitos familiares, pois os personagens naturalmente se metem em situações cômicas para solucionar seus problemas. “É uma peça que faz a gente olhar para as nossas sombras, muitas vezes nunca vistas. É uma mensagem de autoconhecimento, um raio-x da família tradicional”, destaca o ator. A montagem tem direção de Elias Andreato e será apresentada no sábado, dia 29, às 21

com o texto do argentino Nélson Valente, o espetáculo entrelaça temas como a loucura, a convivência familiar e a revelação da verdade horas e no domingo, 30, às 18 horas. Os ingressos estão à

venda no site www.tudus.com. br e na bilheteria do teatro.

O louco, que dá título à peça, é de fato louco ou é considerado devido ao seu transtorno ou ao fato de ele "não ter filtro” e jogar as verdades na cara das pessoas? Talvez seja a falta de filtro em uma sociedade onde a gente se mascara tanto, se edita tanto através das redes sociais, dos nossos discursos... Falar a verA peça aborda, entre outros dade se torna loucura. temas, a falta de comunicação. O que mais te alegra a integrar Este é um problema que está adoecendo a nossa sociedade? o elenco da peça? Sim. Muitas vezes estamos em Achei o texto sensacional, casa com nossa família e estão conduz a história de uma forma todos olhando para o celular, muito inteligente, traz os temas postando uma edição das suas a tona de forma muito engraçavidas nas redes sociais. Isso, da, inteligente, perspicaz. O texcom certeza, acaba com as rela- to foi o que me pegou primeiro, ções reais. Antigamente a gente depois a direção, o elenco, a tinha poucos amigos, e agora, produção. Foram coisas que eu por causa das redes sociais, te- queria me aproximar e foi um mos milhares de seguidores, grande acerto. Estou muito feliz mas até quando essas relações de fazer parte desta peça e me são reais ou não? Estamos ado- sinto muito pleno realizando ela. ecendo, nos aproximando e nos Convido todos de Vitória a virem distanciando ao mesmo tempo. ao teatro e assistir a peça.

dIVulGAção

ESHOJE: Qual a expectativa do elenco com a peça em Vitória? Rainer Cadete: Levar entretenimento com qualidade e reflexão. Acreditamos que esta peça é uma causa, não é a toa que ela é sucesso há tantos na Argentina e foi sucesso também em São Paulo.

em cena, rosi campos dá vida a mãe e rainer cadete é o filho "louco"


2

Cultura

SEXTA-FEirA, 21 dE SETEmbro dE 2018 j www.EShojE.com.br divulgação

CIRCUITO CULT MÁRciA AlMeidA L cultura@eshoje.com.br

Acervo de Virgínia Tamanini em cartaz divulgação

Peça sublinha o crescente movimento de intervenção, por parte do judiciário, nas questões do dia a dia

Ensaio para quem quiser acompanhar o novo espetáculo teatral do Grupo Z de Teatro, “resto”, tem estreia prevista para o mês de outubro MARciA AlMeidA cultura@eshoje.com.br

A

i n da e m processo de montagem, “Resto”, novo espetáculo do Grupo Z de Teatro, terá ensaio aberto ao público neste sábado (22), às 19 horas, na Casa da Má Companhia, Centro de Vitória. A peça, que estreia em outubro, dialoga intimamente com os recentes acontecimentos políticos, questionando, principalmente, o processo de judicialização pelo qual passa o país e que repercute em diversas áreas da vida. O ensaio aberto tem entrada gratuita e haverá um bate-papo sobre o trabalho logo após a apresentação de parte do espetáculo. Com direção de Fernando Marques e preparação corporal de Carla van den Bergen, a peça sublinha o crescente movimento de intervenção, por parte do judiciário, na resolução de praticamen-

te todas as questões fortemente discutidas. “O conceito de judicialização tem a ver com assuntos e questões que eram resolvidas em outras instâncias, como pelo Executivo ou pelo Legislativo, e que passam a ser resolvidas pelo Judiciário, além do peso que o Judiciário vai ganhando na vida da gente. Todo mundo se arvora ao papel de juiz, então a gente se vê capaz de condenar ou absolver pessoas nesse ambiente de polarização”, explica Fernando. do clÁssico Ao AtuAl Dramaturgicamente, “Resto” passeia por clássicos do teatro, como “Antígona”, de Sófocles, e “O Juiz de Paz na Roça”, de Martins Pena, ao mesmo tempo em que aborda episódios recentes, como a greve dos caminhoneiros, os 23 manifestantes condenados e a interdição de trabalhos artísticos, utilizando a fragmentação e conferindo um estilo de

rapsódia ao espetáculo. A multiplicidade de referências que aparecem no texto, assinado por Fernando Marques, também ressoa na construção de uma mistura de linguagens para a peça. Os personagens transitam pela Tragédia Grega e chegam a figuras cômicas caricatas, tecendo uma estética tão plural quanto os casos que traduzem a temática abordada. O humor e a ironia aparecem em boa parte dos quadros, características que não estiveram tão presentes nos últimos trabalhos do grupo. “É tudo tão patético sobre o que estamos falando, que parece que não restou outro caminho; o humor, como linguagem, é quase uma questão de sobrevivência nesses tempos atuais”, acrescenta Carla van den . A Casa da Má Companhia está localizada na Rua Professor Baltazar, 150, no Centro de Vitória. A classificação é 10 anos.

Cinema e música em reserva ambiental pela primeira vez no Espírito Santo, uma reserva ambiental ganha sala de cinema e uma programação gratuita com filmes para todas as idades e apresentações musicais. Essa experiência inédita será vivenciada nesta sexta-feira (21) e sábado (22), na

cidade de Vargem Alta, durante a realização do Cine.Ema Itinerante - Festival de Cinema Ambiental do Espírito Santo. O local escolhido foi a Reserva Ambiental Águia Branca, uma área protegida com 2225 hectares, localizada entre os parques da Pe-

dra Azul e Forno Grande. Para receber o público na reserva, será instalada uma tela de cinema com cinco metros e uma tenda transparente com cerca de 20 metros de profundidade - tudo isso cercado pelo verde das árvores e o som das águas.

O Arquivo Público do Espírito Santo recebe, até o dia 19 de outubro, a mostra “Virgínia Tamanini: memórias em família”, composta por peças doadas pela família da escritora famosa pelo livro “Karina”, que aborda a chegada dos imigrantes italianos ao Estado. A exposição destaca ainda a sua vida enquanto mãe e moradora de Itapina (distrito de Colatina), onde promovia atividades culturais.

Á frente do seu tempo Virgínia Tamanini foi uma mulher a frente de seu tempo. Autodidata, foi romancista, musicista, teatróloga e poetisa. Promoveu desfiles de carnaval, procissões e produções tea-

trais; recebeu comendas e medalhas pela sua atuação na literatura e deixou a família extremamente orgulhosa de tudo o que produziu, com o objetivo de transmitir o seu legado.

Romancista

Desde cedo revelou inclinação para as letras e, muito jovem, escreveu um romance folhetim "Amor sem Mácula”. Fez parte da Academia Feminina Espírito-santense de Letras, da Associação Espírito-santense de Imprensa e foi sócia correspondente da Academia Literária Feminina do Rio Grande do Sul. Virginia escreveu, em 1964, o romance "Karina", que retratou a vida dos imigrantes italianos da primeira geração que vieram para o Espírito Santo, em especial para o município de Santa Teresa.

Reflexão

Dialogar entre a poesia contemporânea e a tradicional, esse é o intuito da nova obra do escritor Luiz Otávio Oliani. Publicado pela editora Penalux, o livro “Palimpsestos, Outras Vozes e Águas” traz a reflexão, por diferentes ângulos e influências literárias, sobre as grandes questões de todos os tempos: o amor, a solidão, a morte, entre outros. Segundo o autor, a obra reúne “vozes” poéticas do presente e passado. O livro mostra os palimpsestos de

Na ArtRio

autores tradicionais, que conversam com contemporâneos e com águas diversas, a partir de temas sem ligações com autores específicos. As referências de escritores alcançam extremos longínquos, como quando se fala de Drummond ou Kafka, mas também demonstra proatividade e atualidade, ao inovar trazendo influências de poetas modernos, como, por exemplo, Alexandra Vieira de Almeida, Jorge Ventura e Astrid Cabral.

O trabalho de Rafael Pagatini estará em exposição durante a ArtRio 2018, que acontece entre os dias 26 e 30 deste mês, no Rio de Janeiro. Ele representa a OÁ Galeria com um solo show das séries “Manipulações” e “Bandeirantes”, com trabalhos de xilogravura sobre papel e impressão UV sobre papelão, respectivamente.


Programe-se

SEXTA-FEirA, 21 dE SETEmbro dE 2018 j www.EShojE.com.br divulgação

Coluna do vinho Carolina Correa L carolina.coribeiro@gmail.com

Espumantes: os principais tipos Espumante é uma bebida que tem sinônimo de sofisticação e celebração. Mas algumas dúvidas ainda existem no que se refere à produção. Hoje falaremos sobre os principais tipos de produção lhe fazendo entender como a uva se transforma nessa bebida

mumuzinho é um sambista que segue a linha de seus "professores" Zeca Pagodinho e arlindo Cruz

carolina corrêa

Mumuzinho anima “feijoadis” em Vix cantor vai apresentar um repertório destacando suas canções de amor. Evento será no dia 29 marCia almeida cultura@eshoje.com.br

O

carioca Mumuzinho será a atração musical de uma feijoada em Vitória. A “Feijoadis do Mumuzinho” vai acontecer no dia 29, no Embrazado. No repertório, destaque para músicas de amor. Sim, o amor! Mesmo com o humor característico do cantor, as canções que embalam a sua voz marcante cantam prioritariamente este sentimento. Aluno dedicado, Mumuzinho fez escola com os melhores professores: Zeca Pagodinho e Arlindo Cruz. E hoje é sucesso nas paradas musicais, sendo um dos mais populares cantores de pa-

gode do país. Há anos, ele tem encantado fãs pelo Brasil afora por conta da sua voz e carisma. Mas desde que estreou no quadro “Show dos Famosos”, do "Domingão do Faustão", ele foi impressionando os telespectadores com sua capacidade de se transformar em outro, beirando à perfeição e às vezes, porém, perfeito. Tanto que ele foi o grande vencedor da competição. Embora interprete com maestria, Mumuzinho não pensa em largar música para ser ator. "Não. Eu quero ter isso como um hobby. Quero fazer um filme, uma série, coisas pontuais. Não quero ter que me dedicar à carreira de ator, não é algo que eu queira no futuro. Meu desejo é

ter um programa de música na Globo. Tenho amigos e uma carreira na Rede Globo, empresa que me lançou. Comecei no 'Esquenta' e tenho uma gratidão pela casa", destaca o cantor. A Feijoadis do Mumuzinho começa a partir das 14h, no Embrazado, na Praia do Canto. Para o show é preciso adquirir o couvert adiantado pelo site da Superticket ou nos pontos de venda, no valor de R$50,00, podendo o mesmo mudar de acordo com a lotação da casa. Aqueles que querem experimentar uma boa feijoada, podem adquirir no local o acesso ao buffet pelo valor de R$29,90, que funcionará das 14 às 17 horas. A classificação é 18 anos.

Festa inédita promete encantar capixabas uma das pistas mais estouradas do Universo Paralello, o maior e mais conceituado festival de música e cultura alternativa do Brasil, a UP Club Stage, que será realizado no dia 6 de outubro, na Área Verde do Álvares Cabral, em estrutura inédita. O Universo Paralello foi criado por Juarez Petrillo, conhecido como o DJ Swarup, pai dos fenôme-

nos Alok e Bhaskar, e um dos responsáveis por movimentar a cena eletrônica no Brasil desde o final dos anos 90. A estrutura do festival abrigará sete pistas, sendo uma delas a Up Club, que está em turnê, levando para o público a chance de vivenciar a mesma vibe de quem frequenta as edições do festival, com a presença de grandes nomes da cena House,

Techno e outras vertentes, como Bhaskar, Liu, Brunelli e Ricci. A estrutura para receber 12 horas de festa terá 12 lounges batizados com nomes de tribos indígenas brasileiras, backstage para 300 privilegiados e pista. Evento terá ainda tenda multicultural com ioga, massoterapia, slakline, atrações circenses, studio de tattoo, food truck e muito mais.

Em primeiro lugar é produzido um vinho base que chamamos de “tranquilo”, aquele sem gás carbônico, onde as leveduras da primeira fermentação se alimentam do açúcar presente na uva, transformando em álcool. Para elaboração do espumante é feita uma segunda fermentação, onde se adicionam mistura de leveduras e açúcar conhecida como licor de tirage, na qual o vinho aumenta seu teor alcoólico e o dióxido de carbono. Existem dois tipos de fermentação que diferenciam os espumantes: os fermentados na garrafa, conhecidos como método champenoise ou método tradicional, e os fermentados em grande tanque, conhecido como charmat. No método tradicional o vinho é colocado na garrafa junto ao licor de tirage e é vedada, para acontecer a segunda fermentação, não deixando escapar suas bolhas. As leveduras depois de um tempo morrem, formando na garrafa um sedimento chamado de “borras”. Esse processo é conhecido como autólise das leveduras, e é uma das partes mais importante na fermentação da garrafa, contribuindo com muitos sabores especiais conhecidos como autolíticos, como notas de pão, biscoito, torrada, que agregam elegância, presentes nesse tipo de espumantes.

Essa autólise pode durar vários meses ou até mesmo anos. O passo seguinte é o degórgement, onde são removidas essas leveduras mortas da garrafa, evitando que a bebida fique turva. Ressalto que existem espumantes que não fazem esse processo, deixando as leveduras mortas na garrafa. Um exemplo é o espumante nacional Hermann Lírica Crua, que por sinal é maravilhoso! Nele é possível ver a presença dessas leveduras, o que o faz ser ainda mais especial e cremoso. Nesse tipo de método de fermentação na garrafa, temos como exemplo principal todos os Champagnes, que obrigatoriamente são produzidos dessa forma. Já no método charmat, após a primeira fermentação a bebida ao invés de ter a segunda fermentação na garrafa, é feita em grandes tanques pressurizados, onde também não perdem o gás carbônico que irá se formar. Esse vinho depois é filtrado para retirada das borras e engarrafado por pressão. Esse tipo possui menos aromas e sabores autolíticos. O Prosecco é um dos tipos de espumante que na maior parte dos casos é produzido dessa forma. Seja qual for a forma de produção, a bebida é sempre sucesso nas festas e taças dos consumidores. Tim tim!

3


4

SEXTA-FEIRA, 21 DE SETEMBRO DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Palcos e Atores cacaumonjardimphd@yahoo.com.br L

Cacau Monjardim

E

ntramos na semana decisiva das festividades culinárias, que este mês têm marcado com grande repercussão o Dia da Moqueca Capixaba, oficialmente comemorado em 30 de setembro. Ganha expressão, por tradição, a programação do Restaurante Gaeta, em Meaipe, sempre sobre o comando de Nozinho e Idalina, e hoje, contando, também, com a participação de Leonardo, filho do casal, que tem se revelado um chef competente de uma nova geração. LEONARDO MATOS

Apoio

A nossa sugestão feita a vereador Vinicius Simões, presidente da Câmara de Vitória, sobre a oportunidade de dar, permanentemente à nossa capital o bordão “Viver é Ver Vitória” do saudoso jornalista Marien Calixte, recebeu total apoio do edil. Ele apresentará projeto sobre o assunto e acredito, com elogiável solidariedade dos demais vereadores. Destaco, ainda, que a referida sugestão está sendo elogiada por setores da imprensa e das redes sociais. DIVULGAÇÃO

O Gaeta receberá, nos dias 29 e 30 de setembro, com a maior moqueca já feita no Estado, para a amigos, autoridades e turistas. Carinhosamente convidado, estaremos

participando da referida programação, que pela primeira vez foi comemorada no Gaeta, raiz histórica do programa de apoio ao Dia da Moqueca Capixaba.

Panelão

BELA MONJARDIM

Nozinho, primeiro homenageado com o título de “Moquequeiro Juramentado”, conferido pela Confraria da Moqueca, estará realizando com panelão artesanal, especialmente preparado para as comemorações. Ele mede 1,90 metros de diâmetro e promete ser o maior desafio da trajetória do dedicado e deliciosamente insistente moquequeiro de nosso litoral. Foi necessário, Nozinho, montar um fogão especial, mas se comprometeu: apesar do tamanho do panelão, manterá a alta qualidade e sabor tradicionais da nossa moqueca.

Clube

Vinicius Simões apoia sugestáo

Palestra

Neste sábado (22) o jornalista Milton Jung, prestigioso ancora da CBN, estará na capital capixaba, no Cinemark Shopping Vitória, num esperado Talk Show – “Ética e Cidadania”, no horário das 10h00min às 11h30min. Em seguida, na Livraria Saraiva autografará seu livro “É Proibido Calar”. DIVULGAÇÃO

Idalina, Cacau e Nozinho, no gaeta

O Clube da Moqueca Amiga, que há alguns anos, periodicamente, comemorava o sucesso da culinária de frutos do mar, a politica turística, o artesanato e o folclore, hoje renasce com força total, graças ao entusiasmo e dedicação de pessoas como Marcia

Abrahão, Amália Queiroz, Vânia Maria Chiabai, Carla Rezende, Paulo Machado, José Sales, Ninho da roxinha, Jean Pierre Debbane e Maely Coelho, estou certo que o atual secretário de turismo, Paulo Renato, emprestará total apoio à nova fase do clube.

Linhares

No dia 25 de setembro estaremos fazendo mais uma palestra, em Linhares, na Escola Professora Antonieta Banhos Fernandes, em Interlagos, dando sequência ao Programa A Academia Vai à Escola. A ação é uma parceria de sucesso entre a AEL, Secretaria de Direitos Humanos e Secretaria de Estado da Educação. Abordaremos a nossa experiência na cultura, no jornalista, no turismo, no marketing e na administração pública e privada.

MOQUECA SÓ CAPIXABA, O RESTO É PEIXADA. PANELA DE BARRO SÓ DE GOIABEIRAS, O RESTO É TRALHA DE FOGÃO.


5

SEXTA-FEIRA, 21 DE SETEMBRO DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Social

Bianca Coutinho bianca@eshoje.com.br

Sem marcas

CIRO TRIGO

Muitas pessoas ficam incomodadas com as cicatrizes que adquirem no corpo durante a vida. Por conta disso, as cirurgias plásticas para correção de cicatriz têm sido cada vez mais procuradas. O objetivo é reduzir a lesão, fazendo com que a pele fique mais nivelada e uniforme. A cirurgia também melhora a elasticidade e mobilidade da área acometida. O cirurgião plástico Humberto Pinto explica que essa cirurgia, no entanto, é indicada apenas para cicatrizes mais graves ou quando outros tratamentos estéticos não funcionam. Segundo ele, o desaparecimen-

to completo da cicatriz nunca é garantido. "O processo de correção de cicatriz pode ser feito de diversas formas, dependendo do grau de cada marca. Cabe ao médico avaliar qual a melhor técnica a ser usada, se a que utiliza cortes, remoção ou reorientação de partes da pele afetada", afirma. DIVULGAÇÃO

Retrô na cara

Stella Miranda e Renan Mantovaneli em noite de moda ELANI PASSOS

O “mini óculos” é uma tendência. Segundo a empresária do ramo, Mônica Paiva, o modelo faz parte do universo retrô que está com tudo. “Os modelos dos anos 90 estão ganhando o seu espaço em 2018, os óculos redondos são os que se mantêm fiéis. Porém, e x is tem m o d el os mais ovalados e, para as mais ousadas, em formato de coração”.

Presidente da Acaps, João Tarcício Falqueto, a jornalista Giuliana Morrone e o superintendente da Acaps, Hélio Schneider

Mateus Carvalho, Tatau, Ninha, Reinaldo e Marcio Ribeiro

Aulão. Uma turma bacana, do Studio de pilates SoulFit, de Jardim Camburi, organiza o primeiro aulão de verão na praia. Será neste sábado, dia 22, às 9hs em frente ao Hotel Bristol. Não esqueça o protetor solar e a água. Fome x Gula. Saber diferenciar a fome da gula é certamente um dos maiores desafios para quem luta com a balança. A coach de emagrecimento Patrícia Oliveira explica que uma distinção básica é que a fome apresenta sinais fisiológicos, já a "vontade de comer" tem desejo específico. Mostra. A artista plástica Cintia Kênia Bolzan expõe seus quadros sobre a Imigração Germânica em Domingos Martins, na Casa da Cultura, dia 21, em Domingos Martins. Nordeste. Pedro Paulo Moyses, Luiz Fernando de Souza Neto, Maycon Salvador e Tito Dias Kalinka inauguraram a primeira unidade do pub sertanejo em Natal, Rio Grande do Norte. A casa tem capacidade para 400 pessoas e foi projetada pelo arquiteto capixaba Eduardo Trigo. 29 anos. Na noite deste sábado, dia 22, no Embrazado, alunos e convidados comemoram o aniversário de 29 anos da Academia Ponto 1. O coquetel será ao som do grupo Pagode Retrô, o cantor Marcos Rauta e DJs convidados. Marmo+Mac 2018. Rafael e Rayner

Guidoni confirmaram presença no principal evento internacional do setor de rochas ornamentais, que acontece na próxima semana, em Verona, na Itália. Lá eles lançam a Guidoni Concept, um canal exclusivo com conceito “one stop shop” dedicado a revestimentos. Prepara! Fernando Henrique Tubarão e Gustavo Dido estão a todo vapor com a produção das festas para o feriado de outubro, em Guarapari. Os dois prometem dias agitados nas #Itals Weekend e Warung Tour 2018. Será a combinação perfeita entre música e cenário paradisíaco do Thale Beach, nos dias 12 e 13 de outubro. Concept. Maria Luiza Furtado abre uma pop-up store dentro da ampla e charmosa multimarcas de Raquel Rhein, localizada no endereço mais agitado de Campo Grande, no próximo dia 27. Feliz aniversário Vanessa Cardoso Zamborlini, Mariana Corona, Weverson Silva, Julio Caldeira e Dayse Cristina (21); Daniella Cecília e Tatiana Chafim (22); Carolina Corrêa, Cleia Rodrigues, Rodrigo Luzes e Raphael Amorim (23); Amanda Manso e João Victor Rossoni Ronchi (24); Flávio Quintaes Zamborlini, Rosangela Rebello, Thama Boldrini e Agnelo Neto (25); Valeriana e Domênica Braga (26); Jonatan Schmidt, Karen Zanella, Mino Pedrosa e Mirela Adams (27).


6

SEXTA-FEIRA, 21 DE SETEMBRO DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Sabor ES

Mirka Garmendia

Porque comer com prazer é ainda melhor!

sabores@eshoje.com.br

Uma refeição completa Desde criança comia abacate com açúcar ou batido no liquidificador. Adorava aquela vitamina com uma cremosidade enorme. Só de lembrar volto à infância. Depois de adulta o abacate me foi apresentado de outras formas, e eu me apaixonado ainda mais pela fruta. Você sabia que o abacate pode ser base de receitas doces e salgadas e até mesmo uma refeição inteira? Vamos imaginar um jantar: a entrada seria uma guacamole, o prato principal abacate com camarão e para sobremesa uma mousse. Duvida? Pois pode acreditar nesta chef que vos escreve! O fruto rende sopas quente ou fria, pizza, cheesecake e tantas opções, pois sua versatilidade faz com que ela combine com praticamente tudo. Por muito tempo o abacate foi considerado um alimento calórico, associado ao ganho de peso e gordura corporal. Porém, hoje já se sabe que sua gordura é muito benéfica ao organismo uma vez que tem alto valor nutricional e ser um potencializador de nutrientes. O consumo moderado da fruta traz diversos benefícios à saúde, além das possibilidades de usar como ingrediente de cosméticos naturais. O primeiro erro extremamente comum por aí é falar da variedade avocado como se fosse uma fruta diferente. A verdade é que “avocado” é um tipo de abacate, assim como há vários tipos de limão ou laranja. No Brasil há inúmeros: margarida, geada, fortuna, ouro verde… Mas nenhum é mais

DIVULGAÇÃO

comum que o manteiga. A diferença entre eles são tamanho, espessura e cor da casca e a quantidade de água e óleo. O manteiga é o maior, mais mole e aguado, enquanto o avocado é menor e mais rico em óleo. Em comum, qualquer variedade potencializa a absorção de nutrientes e são antioxidantes. Portanto, não deixe de incluí-lo na vida. São ótimos antes e depois das atividades físicas porque ainda funcionam como isotônico natural. BENEFÍCIOS E PROPRIEDADES Os benefícios do abacate são muitos e a gordura encontrada nele, junto com outras propriedades, reduz o colesterol “ruim” (LDL). Além disso, cerca de 100 gramas de abacate contêm 634,1 mg de potássio (mais que a banana), que ajuda a evitar cãibras e equilibrar o nível de sódio no organismo. A fruta também têm vitaminas A (essencial para a visão e o crescimento), B1, B2, B3, B9 (o ácido fólico bom para gestantes), C e E. Seus ácidos graxos trazem muitos benefícios para a pele e cabelos: possuem a capacidade de hidratação. Por isso, as indústria de cosméticos adora o abacate e você pode fazer cremes caseiros com ele.

Além de saborosa, a receita pode fazer parte de uma refeição toda baseada em abacate. Experimente!

CHEESECAKE COM LIMÃO E ABACATE

Ingredientes para a massa:

Modo de Preparo

w 200

w M

g de manteiga. w 3 colheres de açúcar mascavo. w 1 banana. w 2 xícaras de farinha. w 2 colheres de chocolate em pó. w 1 colher de bicarbonato de sódio w  de 1 limão. w 1/3 de colher de sal.

Ingredientes para o creme: w 400

g de queijo cremoso (2 potes de "Philadelphia", ricota ou mascarpone). w 2 abacates maduros. w 1 limão. w 3 colheres de açúcar.

manteiga com açúcar, sal e o chocolate em pó. Acrescente a banana amassada com um garfo junto com o bicarbonato e o suco de limão. w A à mistura a farinha e amasse até obter uma massa elástica que solta das mãos. w E a massa até 8 mm aproximadamente, e coloque em uma forma, fazendo a bordinha. w C no forno por 30-40 minutos a 180200 graus, e em seguida retire, deixe esfriar e tire do molde. w C: bata no liquidificador o abacate com o suco de limão. Acrescente o açúcar e o queijo cremoso e mexa bem. w C o creme sobre a base da massa já fria, distribua bem. Leve geladeira por uma hora e está pronto!

Entrevistas com os candidatos ao Governo do Espírito Santo

Sexta às 18h30 Fabiano Rossi APRESENTAÇÃO

Transmissão simultanea pelos seguintes canais

Sábado às 21h30

21/09

Renato Casagrande (PSB)

28/09

Carlos Manato (PSL)


7

SEXTA-FEIRA, 21 DE SETEMBRO DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Moda

Lorena Vago

lorena@eshoje.com.br

Da academia para o street style

FOTOS: DIVULGAÇÃO

A maior tendência do momento é misturar o mood fashion com o mood fitness, sempre priorizando o conforto, mas sem deixar o estilo de lado. Com peças práticas, a tendência ganhou até nome: Athleisure – combinação de athletic (atleta) com leisure (lazer)! Maldivas Fitness

A moda fitness leva agora para o street style todas aquelas roupas que, antes, a gente só tinha coragem de usar nos treinos. Peças de tecidos, estampas e estilos diferentes, quando misturadas da forma correta, resultam em looks incríveis. Essa tendência veio trazer versatilidade para o dia a dia de mulheres cada vez mais atarefadas e preocupadas com o bem-estar. Ideal para aquelas que gostam de

Alto Giro

ousar nas combinações e sair um pouco do comum. Para arrasar na moda Athleisure, você só precisa seguir uma regrinha: combinar a pegada esportiva com tendências clássicas de rua. A ideia é mesclar as peças de academia com outras casuais, ou até mesmo de luxo. Vale usar moletom com salto alto, agasalho esportivo com peças em transparência e brilho, e até mesmo alfaiataria e camiseta! Alto Giro

Piu Oliveira

Amaro

Hope Resort

Anitta e Ipanema

Para disseminar o movimento “Livre dos pés à Cabeça” e despertar o sentimento de liberdade nas mulheres brasileiras, a Ipanema se une à Anitta, ícone nacional e a mais nova embaixadora da marca, em um hit e videoclipe inéditos. Com a energia da batida das sandálias da linha Sempre Nova, as influenciadoras Arielle Macedo, Isabella Trad, Gabb Cabo Verde e Jana Rosa, se juntam à cantora num momento de celebração da liberdade e diversidade feminina.

Fora manchas

Manchas, melasma, axilas escurecidas... Os transtornos de pigmentação são a terceira queixa mais comum nos consultórios dermatológicos. Para combater essas queixas, a já consagrada linha Clair, de Profuse, lança Clair Concentré, um clareador intensivo das manchas e melasmas. Ele reúne o poder da Vitamina C concentrada associada a potentes clareadores, como o Ácido Gálico estabilizado: um ativo inovador e premiado na InCosmetics Barcelona, que possui dupla ação clareadora.

Babadu

Track&Field

Kim Kardashian


Política

PUBLICAÇÃO LEGAL

EDITAIS • COMUNICADOS • BALANÇOS • CONVENÇÕES • PRESTAÇÕES DE CONTAS SEXTA-FEIRA, 21 DE SETEMBRO DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR j ESHOJE@ESHOJE.COM.BR j ANUNCIE: (27) 3395-1800

1

VENDO

Imóveis, Automóveis, diversos

GRANDE VITÓRIA

TROCO casa, Vila Garrido – escadaria, 2 quartos, sala, cozinha, banheiro, SEM garagem, SEM escritura. 45 mil – 27997012376. VENDO / TROCO casa, Vila Garrido – escadaria, 2 quartos, sala, cozinha, banheiro, SEM garagem, SEM escritura. 45 mil – 27997012376. VENDO casa, Vila Garrido – escadaria, 03 quartos, sala, cozinha, banheiro, varanda, quintal, SEM garagem, SEM escritura. 17 mil – 27-997012376. VENDO apartamento, quarto, cozinha, banheiro, varanda, sala, área serviço, reformado, Santo Antônio, frente Santuário, com recibo, 99603-7548 vivo VENDO Terreno Darli Santos VV, lado Gaivotas, 12m x 24m, comercial/residencial, rua asfaltada, documento em dia, plano/murado, aceito troca veículo R$85.000,00. 99812-2897 vivo.

COMUNICADO “ARARA AZUL REDE DE POSTOS LTDA”, CNPJ nº 04.145.589/0002-58, torna público que REQUEREU da SEMMA – Serra/ES, através do processo nº 70.588/2009, Renovação da Licença: LMO, para a Atividade de Comércio Varejista de Combustíveis, peças e acessórios para carro, na localidade da Avenida Lourival Nunes, nº 1338, Jardim Limoeiro, Município da Serra/ES. COMUNICADO "ATOL COMERCIO DE MOVEIS LTDA EPP", torna público que Requereu a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Rural de Viana, através do processo n° 18699/2015, Licença Municipal de Operação, para fabricação de móveis com predominância de madeira na localidade de Rua Idalino Carvalho, n.° 01 – Parque Industrial, Mun. de Viana - ES. COMUNICADO CASTELÃO COMÉRCIO DE PEÇAS E SERVIÇOS LTDA ME, torna público que obteve junto a SEMMA de Castelo a Licença Municipal de Simplificada para atividade de Reparação de Máquinas e Equipamentos e Mecânicos Diversos, inclusive motores automotivos, na localidade de Rodovia Fued Nemer, no município de Castelo/ES.

COMUNICADO DIOGENES ANTONIO RAMOS SEGATTO ME, CNPJ: 01.050.360/0001-60 torna público que requereu da SEMMA, a licença LMR, para atividade de Fabricação de artigos de colchoaria e estofados, com inscrição imobiliária 009.2.006.0119.001 na localidade de Rua Castelo, 383 Jardim Limoeiro, município da Serra – ES. COMUNICADO “F. V. SILVA – PNEUMÁTICOS LTDA ME” CNPJ: 13.958.164/0001-78 torna público que requereu da SEMMA, a licença LMR, para atividade de “Recondicionamento de Pneus” com inscrição imobiliária 009.5.017.0209.001 na localidade de Rua Ilma Rodrigues, 30 Jardim Limoeiro, município da Serra – ES. COMUNICADO A GEKAR TINTAS LTDA, torna público que obteve junto ao IEMA, através do processo digital nº 15407, a Licença Ambiental Única nº 103/2018, para transporte rodoviário de produtos perigosos, exceto material radioativo e transporte interestadual, para atuar exclusivamente nas rodovias do Espírito Santo, estando sediada na localidade de Civit II, no município da Serra-ES. COMUNICADO INDÚSTRIA DE PÃES DI'ROMA torna público que Requereu da SEMDESU, através do processo nº51100/2018, Licença LMAR, para ativ. De fabricação de pães ind., COD 15,10 I, na localidade de Ataíde, av. Angular nº212– Vila velha – ES. COMUNICADO A empresa IPE VILA VELHA MADEIRAS E MATERIAL DE CONSTRUÇÃO LTDA-EPP, torna público que Obteve da SEMDESU, através do processo n° 04196/2016, a Licença LMS para atividade de Pátio de Estocagem CÓD. 18.07 (N), na localidade Rod Carlos Lindemberg, 30, Cobilândia, no Município de Vila Velha-ES.

COMUNICADO JK SERVIÇOS E ASSESSORIA LTDA., CNPJ: 04.548.187/0007-09 torna público que REQUEREU da SEMAM, através do Processo nº 7134/2018 a Licença Municipal de Operação – LMO para atividade de Pátio de Estocagem, armazenamento e depósito exclusivo de produtos extrativos de origem mineral em bruto na Localidade Rod. Governador Mario Covas (BR 101), km 185, Guaraná – Município de Aracruz-ES, CEP 29.195-406. COMUNICADO JOÃO SALOMÃO NETO torna público que obteve da SEMDESU a LMAR 123/2018, através do processo nº61468/2017, Licença LMAR, para ativ. de Reparação ou manutenção de motores, COD – 5,08, na localidade de Soteco, R. Alberto de Oliveira Santos nº204 – Vila velha – ES. COMUNICADO JOEL CASSIANO SOBRINHO FILHO torna público que Requereu da SEMDESU, através do processo nº48832/218, Licença LMAR, para ativ. de Reparação ou manutenção de motores, COD – 5.08, na localidade COD 05,08 I, na localidade de Ilha da Conceição, estrada de Capuaba nº1004– Vila velha – ES. COMUNICADO JOSÉ RAUTA 57540551704, torna público que REQUEREU da SEMDESU, através do processo n°.49377/2018, a(s) Licença(s) de regularização LMR, para a atividade de Serrarias e/ou fabricação de artefatos e estruturas de madeira, CÓD. 8,01(I), na localidade de Brisamar, Rua Cravo, n°43, Vila Velha- ES. COMUNICADO L & R COMÉRCIO E SERVIÇOS LTDA - ME, CNPJ Nº 09.335.204/0001-58,torna público que REQUEREU da SEMDEC/SUB-MA, CARIACICA, ES, através do Processo n°33545/2018-1, a Licença Ambiental Prévia e Licença Ambiental de Instalação, para a atividade de Manutenção, Reparação e Pintura por aspersão de equipamentos industriais, na localidade de Rua Paulo VI, nº 229, Santa Bárbara, no município de CARIACICA - ES.

COMUNICADO A PREFEITURA MUNICIPAL DE CARIACICA, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento da Cidade e Meio Ambiente – SEMDEC, convida os Cidadãos e Entidades para Audiência Publica relativa ao processo nº 30.615/2015 referente à Estudo de Impacto de Vizinhança - EIV para implantação de empreendimento classificado como Comercial, de Serviço em âmbito local e atendimento a bairros próximos, permitida em zoneamento Eixo de Dinamização Três (ED-III), com área de 131,78 m² a ser implantado na Rua Romana de Jesus, bairro Morada de Santa Fé, Cariacica-ES, atendendo às exigências da Lei Complementar 018/2007, Lei 5382/2015 e 5728/2017. Data da realização da Audiência: 10 de outubro de 2018. Local: IGREJA ASSEMBLEIA DE DEUS Endereço: Rua Strauss, nº. 132 - Morada de Santa Fé, Cariacica/ES. Ponto de Referência: Próximo a Serralheria Morada. Horário: Inicio as 19h00minh e Término previsto às 21h.

Pra que gastar tanto com publicidade legal?

COMUNICADO MS-SERVIÇOS AUTOMOTIVOS LTDA - ME CNPJ: 32.438.780/0001-42 torna público que requereu da SEMMA, a Licença LMS para atividade de “Oficina mecânica sem pintura por aspersão” com inscrição imobiliária 012.1.101.0033.001 na localidade de Av. Montes Claros, Nº 26, Nova Carapina, município da Serra – ES. COMUNICADO “OTIMIZA PREVENÇÃO DE INCÊNDIO LTDA”, torna público que OBTEVE da SEMDESU, através do Proc. N° 14561/2018, a Licença 020/2018 (LMS), para a atividade de “MANUTENÇÃO E REPARAÇÃO DE EXTINTORES DE INCÊNDIO”, (COD. 20.07), na localidade de Rua Fernando Cardoso Moraes, n° 34, Jardim Guaranhuns, Mun. de Vila Velha - ES. COMUNICADO RONALDO ANTONIO DE ALMEIDA COSTA EIRELI, torna público que requereu da SEMDESU, através do processo n° 54829/2018, licença LMAR/LMS, para atividade de Frigorífico sem abate, Cod. 15.19 (N), na localidade de Rua José Rosalém, Santa Inês, Município de Vila Velha, ES. COMUNICADO SEVEN LOG LOGÍSTICA LTDA ME, torna público que REQUEREU da SEMDESU/PMVV através do processo n° 54227/2018, Licença Municipal Ambiental de Regularização para a atividade de Pátio de Estocagem, COD 22.07(N), situada na Rua Dois, nº 261, Lote 15, Pólo Empresaria de Novo México – Vila Velha/ES. COMUNICADO "AUTO POSTO SÃO CRISTOVÃO LTDA" torna público que requereu da SEMDEC/SUB-MA Cariacica/ES através do processo n° 33202/ 2018 a Licença Ambiental de Operação (renovação), para atividade de posto revendedor de combustíveis, na localidade Rodovia BR-262, S/N, Km 04, Dom Bosco, Mun. de Cariacica/ES. COMUNICADO SKY SERVIÇOS DE BANDA LARGA LTDA, torna público que obteve da SEMDEC/Cariacica – ES, através do processo nº 21655/2017 a Licença Ambiental para Estação Rádio Base (“ERB”) ESCRC039, na localidade de Rua: Amazonas, s/n, Rosa da Penha, Cariacica/ES. COMUNICADO SOLUTION FLEX torna público que requereu da SEMDEC através do processo n°34530/2018-1, a Licença Ambiental para a atividade de SERRALHERIA na localidade de Rio Branco no Município de Cariacica.

COMUNICADO TERMAB - LOCAÇÃO SERVIÇO E COMÉRCIO LTDA-ME, torna público que requereu da SEMSSA, através do processo n.36550/16 a (LMAR) cod atividade 15.08 (N) para atividade de terraplanagem, corte, aterro e ou bota fora..... localidade de av. Pedro Gonçalves Laranja , num. 389 – Cobilândia- Vila Velha – ES. COMUNICADO A TOLEDO GR ANITOS DO BR ASIL LTDA, torna público que requereu junto ao IEMA, através do processo no 43033490, a renovação da Licença de Operação (LO), para a extração de rochas para fins ornamentais, localizado no Córrego do Cristal, Zona Rural do município de Nova Venécia -ES. COMUNICADO TONIATTO COMERCIO DE PEÇAS EIRELI, CNPJ 30.456.726/0001-02 torna público que Obteve da SEMDEC- Cariacica-ES, através do processo n° 28137/2018, Licença Municipal Ambiental GFA Nº 49/2018, para ATIVIDADE de Ferro Velho no ENDEREÇO: Rua São Mateus, 105, Bairro Vila Capixaba, Cariacica-ES. COMUNICADO TRANSHULLE TRANSPORTES LTDA, CNPJ Nº 10.906.052/0001-85, torna público que REQUEREU da SEMDEC/ SUB-MA, CARIACICA, ES, através do Processo n°34841/2018-1, a Licença Ambiental de Regularização, para a atividade de Posto de abastecimento de veículos sem venda de combustível, na localidade de Rua Nova Valverde, nº 430, Nova Valverde, no município de CARIACICA - ES. COMUNICADO VELTEN LOGISTICA E TRANSPORTE LTDA, CNPJ 05.593.147/0001-56, torna público que requereu da SEMMA, a Licença LMR, para a atividade de Pátio de estocagem, armazém ou depósito para cargas gerais, com atividades de manutenção e/ou unidade de abastecimento de veículos, cód. 21.09, com inscrição imobiliária 010.7.158.0180.001, na localidade de rua 6 D, 68, Civit II, município da Serra - ES. COMUNICADO A W.A R AYMUNDO torna público que requereu da SEMDESU através do processo n° 48654/2014, a LMAR(LMS) para a atividade de lavador de veículo, (COD 24.03) na localidade, Rua Araribóia, 424 – Centro, Vila Velha/ES.

Balanços, Atas, Editais e Comunicados no menor custo do mercado? Solicite seu orçamento. E-mail:  bianca@eshoje.com.br ou ligue para (27) 3395-1800

Jornal ESHOJE_715  

Casagrande promete ter rédeas da segurança, em entrevista exclusiva

Jornal ESHOJE_715  

Casagrande promete ter rédeas da segurança, em entrevista exclusiva

Advertisement