Page 1

www.eshoje.com.br CARLA OSÓRIO

Vitória, 10 de agosto de 2018 J Ano XIX J Nº 709 J Edição Gratuita Semanal

Ovo, bom para tudo e todosjESHJ2

COLUNA

ESHOJE

SABORES

DIVULGAÇÃO

Fundado em 19 de julho de 2000 por Carlos Roberto Coutinho

Realidade com dias cinzentosj8

ESHOJE2

Capixaba, incontestável, pelo Brasilj3

Profissão que já está com os dias contados

Economia trazida pelos portarias eletrônicas ou virtuais têm sido responsável pela demissão em massa dos profissionais no Estadoj3

Aberta a temporada das músicas "chiclete"

Compositores falam sobre o poder do jingle na corrida eleitoralj6 DIVULGAÇÃO

DIVULGAÇÃO

A NATUREZA AGRADECE j5

CAMPEÕES DISPUTAM NAS ONDAS DA BARRA

3ª etapa Estadual de bodyboarding acontece neste fim de semanaj11

MDB sem lugar de destaque nas eleições Elias e Edna já plantaram mais de 1.000 árvores em sua propriedade; como eles, outros 2 mil produtores realizam ações de preservação no ES

Saída de Hartung do processo impõe rearranjos ao partidoj9


2

Opinião

SEXTA-FEIRA, 10 DE AGOSTO DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR

FOTO DA SEMANA

ESPAÇO DO LEITOR DIVULGAÇÃO

Onda absurda

Imagine, em pleno século XXI, estarmos vivenciando um absurdo que é o fechamento de agências bancárias devido a onda de violência. Ao tempo em que o mundo avança tecnologicamente com o intuito de ajudar pessoas no mundo inteiro, nossos políticos aqui no Brasil se sentem à vontade com relação a tal problema. Também pudera, pois tudo isso serve como um trunfo na conquista de votos para chegar ao poder. E uma pena uma situação dessa! Luís Soares Cruz

Pena de morte

Verdadeiro mutirão é realizado em Vila Pavão depois de a cidade registrar quase 100 casos de malária

EDITORIAL

Promessas X Propostas Definidas as composições de chapas e coligações para as eleições de 7 de outubro, o resultado merece uma reflexão da sociedade capixaba. Tudo aponta para a vitória do ex-governador Renato Casagrande ainda no primeiro turno, e para a recondução de Magno Malta e Ricardo Ferraço ao Senado. Faz parte do jogo democrático, sem dúvida, e tem absoluto respaldo legal, embora a história recente de nosso país tem mostrado que o instituto da reeleição não se revelou uma boa alternativa. Mas a questão em pauta é que eleição pressupõe disputa, embate. E numa situação em que, nesse momento, se vislumbra um processo já enfraquecido pelo desinteresse absoluto do eleitorado, a falta de competitividade é um mal desnecessário. A se confirmar a expectativa, o Espírito Santo terá, nos próximos dois meses, uma campanha eleitoral sem sabor. E a consequência mais nefasta dessa realidade é que os candidatos ficam isentos de apresentar programas e propostas de governo bem elaboradas, bem debatidas com a sociedade, que atendam aos anseios da população. Os palcos – notadamente o horário gratuito do rádio e da televisão e as redes sociais - se transformam em espaço para a das promessas de campanha, sempre muito distantes das realizações. Tudo indica, portanto, que o ES verá meia dúzia de candidatos prometendo desde a revogação da lei da gravidade até a prisão domiciliar do juiz Sérgio Moro. Isso, é claro, sem contar que o tema central do marketing político-eleitoral será o discurso da ética e da moralidade. Gente com o pescoço enterrado na lama apontando o dedo com acusações que ficariam melhor diante do espelho. O empobrecimento do debate eleitoral é danoso para a população, porquanto não se exigirá dos candidatos a proposição de soluções consistentes para questões essenciais como educação, saúde,

A opinião dos colunistas não reflete o posicionamento do veículo

segurança pública, geração de emprego e renda, eficiência da máquina pública e, evidentemente, enfrentamento à corrupção. A menos de dois meses do pleito, não se viu até agora qualquer dos candidatos apresentando uma proposta de governo. Nem se fala em programa, ainda, porque pela escassez do tempo, é muito improvável que se apresente. É inegável que nesse terceiro mandato comandando o Palácio Anchieta o governador Paulo Hartung tenha deixado uma única – e importantíssima – marca: a da gestão eficiente da máquina pública, colocando o Espírito Santo como exemplo de administração bem sucedida, em contraste com a maioria esmagadora dos estados. Bom? Sem dúvida. Mas muito pouco diante do estado de absoluta carência da população. O futuro governador terá pela frente imensos desafios. O maior deles, a retomada do desenvolvimento da forma a reduzir os impactos sociais verificados, sobretudo, na área da segurança. Apesar da significativa redução em índices importantes como os de homicídios, latrocínios e assaltos, o sentimento é de absoluta insegurança. Mas a escola também precisa voltar a educar. Na saúde, além do preocupante ressurgimento de doenças, ainda há gente morrendo nas filas de hospitais e postos de saúde. A sociedade, portanto, precisa estar atenta para cobrar não as promessas – quase sempre eleitoreiras -, mas a programas que contribuam de forma determinante para que o povo capixaba seja feliz de novo.

: 5.000 exemplares : Grande Vitória e digital : Semanal

  Carlos Roberto Coutinho carlos@eshoje.com.br

Rua Paschoal Delmaestro, 260 Ed. Vila da Praia, Sl. 5 e 6 - Jardim Camburi - Vitória - Espírito Santo Cep. 29.090-460 Tel. 27 3395-1800/Fax. 3395-1801 www.eshoje.com.br redacao@eshoje.com.br

  Bianca Coutinho bianca@eshoje.com.br

A questão da pena perpétua ou pena de morte tem vários ângulos para um debate. Não é tão simples assim. O cara pode tirar a vida de duas crianças. A dele não pode ser ceifada. Falando do tal "pastor Georgeval", ele não perde a vida, mas tem garantida pelo Estado, que desembolsará um dinheirão durante décadas para manter o monstro. O monstro terá refeições balanceadas por nutricionista 3 vezes ao dia, assistência médica, odontológica, psicossocial e jurídica às expensas do Estado ou do bolso dos cidadãos que pagam seus tributos. O monstro ficará dormindo e comendo, aprendendo na universidade do crime, o dia todo, tomando solzinho, fazendo diversas atividades recreativas, jogando cartas, vendo TV etc. Algumas vezes passeará de avião para audiências, com direito a escolta. Sua família terá auxílio reclusão… Agora ser ele fugir um dia da cadeia todos nós estaremos em risco. Sou a favor da pena de morte em casos como esse do duplo assassinato em Linhares. Rita de Cássia Siman

Negligência

Co m o tem o co r r i d o d ia após dia, os acidentes se repetem principalmente pela negligência das empresas em capacitar e equipar seus profissionais adequadamente. A falta de análises de riscos, a falta do profissional em se-

gurança do trabalho, a total falta de responsabilidade e respeito com a vida alheia, só favorecem os problemas. Esperamos que os responsáveis da empresa que contratou os trabalhadores que estavam no navio no Portocel e morreram intoxicados, e das atividades sejam punidos de maneira exemplar. O Brasil é um dos campeões mundiais em acidentes e óbitos no local de trabalho. Triste realidade. Emanuel Silva

Jacob Barata

O parasita do ministro do STF, Gilmar Mendes, suspendeu a ação penal contra o empresário de ônibus corrupto, que ele mantém estreitas ligações como padrinho de casamento e sua mulher é advogada dele em causas espúrias de corrupção. Junto com Sergio Cabral, Jacob Barata ajudou a deixar o Rio de Janeiro do jeito que está. Até quando vamos aguentar essa verdadeira praga no STF? Carlos Carvalho

Discurso de ódio

O escrutínio das causas que levaram ao impeachment de Dilma Rousseff ainda não mereceu consideração nas avaliações internas do seu partido. Depoimentos só foram prestados e confissões só foram ouvidas em processos de colaboração premiada. O que mais aparece no noticiário é uma vitimização atacando o que denomina “discurso de ódio”, ante o qual o partido e suas iniciativas seriam vítimas indefesas e consternadas. Entre as vantagens que advêm dos meus 73 anos, incluo, sem dúvida, o acompanhamento ao vivo da política nacional durante largo período de tempo. A isso agrego o fato de ser colunista de jornais ao longo das últimas três décadas e meia. Se houve um traço nítido na ação política do PT durante esse período, foi, precisamente, a incitação ao ódio em pluralidade de formas e expressões. Percival Puggina

: @eshoje / : eshoje / : /eshoje

  Renon Pena de Sá e Patrícia Araújo www.renondesign.com  Arquivo redacao@eshoje.com.br

   / Danieleh Coutinho - MTB/ES 2694-JP Jeferson Louis - MTB/ES 3605/ES danihcoutinho@eshoje.com.br

 Bárbara Caldeiras Carolina Boueri Gustavo Gouvêa Lizandra Amario Márcia Almeida Pedro Cunha Thaís Rossi


3

Cidades

SEXTA-FEirA, 10 dE AGOSTO 2018 j www.EShOjE.cOm.br

Porteiros com os dias contados Prédios e condomínios aderem às portarias eletrônicas ou virtuais, aumentando o desemprego

divulgação

Gustavo Gouvêa gustavo@eshoje.com.br

“A

q u e s tã o c e n tral em 2025 será: para que servem as pessoas em um mundo que não precisa do seu trabalho?”. A sentença que trata sobre os efeitos da tecnologia no mercado de trabalho é do pesquisador-chefe da GigaOM Research, Stowe Boyd. Mas não precisa avançar tanto tempo para constatar isso. Trabalhadores já sentem na pele a situação. A função de porteiro há muito vem sendo, progressivamente, substituída pela tecnologia, a ponto de se contestarem se a profissão estaria com os dias contados. “Estou pensando em vender peixe agora. Estão acabando com a portaria de pessoas humanas. Estão colocando esse negócio eletrônico para todo o lado, tirando emprego de muito chefe de família”, lamenta Cinézio de Oliveira que durante 16 dos seus 59 anos trabalhou em um prédio na Praia do Canto, em Vitória. Há dois meses ele, junto com outros dois porteiros, foram demitidos para dar lugar a uma portaria virtual, interligada a uma central de monitoramento. “Eram quatro porteiros: dois de dia e dois de noite. Ficou somente um durante a semana toda”, relatou o porteiro, que foi demitido restando seis anos para aposentadoria. A situação de Cinézio ilustra o panorama da categoria. Quem não foi demitido, em virtude da implantação de portaria eletrônica ou virtual, anda preocupado com a estabilidade e receoso com o futuro da profissão. O presidente do Sindicato dos Empregados de Edifícios e Con-

sindicato dos Empregados de Edifícios e Condomínios informou que 30% dos sindicalizados homologaram a demissão até o fim de 2017

tem portaria eletrônica para todo o lado, tirando emprego de muito chefe de família

Cinézio olivEira, desempregado

domínios (Sindicondomínios) Zequiel Rodrigues disse que até o fim de 2017, 30% dos porteiros filiados ao sindicato haviam feito homologação de demissão. Após a nova lei trabalhista, com a não obrigatoriedade da homologação,

não há dados concretos. “A tecnologia está tomando nossos postos de trabalho. Avaliamos que, sem o porteiro, a segurança do condomínio fica mais frágil, os próprios condôminos colocam sua vida em risco, porque a portaria virtual não inibe furto, roubo no condomínio. O porteiro físico pode inibir. O condomínio perde com isso. Lamentamos”, ressaltou Zequel. virtual ou ElEtrôniCa O presidente do Sindicato Patronal de Condomínios (Sipces) Cyro Monteiro afirma que a

tendência é que a quantidade de portarias virtuais (que são ligada a centrais de monitoramento) ou eletrônicas (controladas pelos próprios moradores) só aumente. O principal fator atrativo é a economia, que pode chegar a 60% do valor pago no condomínio. “Há tendência porque o custo de pessoal eleva 60% do valor da arrecadação do condomínio. Mas se o condomínio decidir por isso, o projeto tem que ser bem feito, com infraestrutura correta, cercando todos os pontos de acesso”, frisou Monteiro. Ele informou que

Economia de r$ 700 mensais o aposentado Cláudio Allemand, 72, morador de um prédio na Praia do Canto relatou que de três anos para cá, os quatro porteiros que lá trabalhavam foram demitidos – o último há quatro meses – para a instalação de portaria eletrônica. Ele, que já foi síndico do prédio, conhece bem

o valor do condomínio despenca. E cai também a taxa de inadimplência

Cláudio allEmand, aposentado

credito

Eletrônica: economia de até 60% a realidade do imóvel. Os condôminos orçaram colocar portaria virtual, mas ficaram com a ele-

trônica, pela economia. “O grande positivo é o valor do condomínio, que despenca. E cai a taxa de inadimplência também. O meu valor agora foi de R$ 1.200 para 500 reais. Até agora não tivemos nada de negativo”, disse o aposentado. Com os quatro porteiros, Cláudio Allemand informou que os moradores gastavam em torno de R$ 9 mil. Ele disse que os moradores passaram a seguir uma série de recomendações e instruções para lidar com o sistema, mas que até o momento nenhum problema ocorreu. O porteiro Marcus Salles, que ainda mantém seu trabalho, des-

taca as desvantagens desta modernidade: “O convidado chega e toca o interfone, o morador abre e o criminoso entra no prédio com o convidado sem ele saber. E nessa questão acabam roubando bicicleta, por exemplo. Como tem muitas pessoas idosas, acabam entrando muitos nessas condições, resultando em arrombamento de apartamentos e outros delitos”, exemplifica, em defesa da categoria. Cláudio Allemand avalia que, quanto à segurança, com ou sem porteiro, o fator é indiferente. “É indiferente. Se o bandido quiser entrar, vai entrar rendendo o morador ou o próprio porteiro”.

são cerca de 4.600 prédios e condomínios na Grande Vitória, mas não tem estatísticas sobre a quantidade que já conta com portaria eletrônica ou virtual. Mas reconhece que é a maioria. “Estamos percebendo uma maior adesão à portaria eletrônica. Virtualizar é importante porque alguém vai estar atento em qualquer situação. Tem mais segurança, mas tem também um custo que é mensal. Já a portaria eletrônica representa mais economia com investimento único e depois exige somente manutenção”, explicou.

seguro não aumenta

ronaldo Vilela, diretor executivo do Sindicato das Seguradoras rj/ ES afirma que a implantação de portaria eletrônica não influencia no cálculo do preço do seguro residencial. Ele explica que em ambas as situações há possibilidades de haver fragilidade na segurança. “Em ambas situações, na portaria com porteiro ou no acesso por meio eletrônico, há possibilidades de haver fragilidade em segurança. O porteiro pode ser rendido pelo assaltante, na portaria eletrônica ele pode esperar e ingressar junto... Então esses aspectos do ponto de vista da segurança, não há como se definir o que é mais vulnerável”, explicou o diretor.


Existe uma diferença entre ser chefe e ser líder. No mundo contemporâneo atual, a figura autoritária e impositiva do chefe perde lugar para pessoas que lideram, motivam e trabalham em união com toda a equipe, como Danieleh Coutinho. Diretora de redação de ESHOJE há oito anos, ela já fez de tudo. Lavou louça, varreu e atendeu telefones. Foi estagiária e repórter durante dez anos, e, em 2010, assumiu a responsabilidade, com determinação, empenho e resiliência, de inspirar um time e acreditar no jornalismo.

ESHOJE 18 anos Todo mundo vê. Todo mundo lê. Todo mundo gosta.

Danieleh Coutinho Diretora de redação

Foto: Pedro Cunha


5

Meio Ambiente

SEXTA-FEirA, 10 DE AGOSTO DE 2018 j www.EShOjE.cOm.br

Eles regeneram a natureza Produtores rurais preservam, plantam novas árvores e protegem nascentes nas propriedades Gustavo Gouvêa gustavo@eshoje.com.br

R

everter a degradação que a natureza vem sofrendo no decorrer dos anos com o progresso desenfreado é uma tarefa muito difícil, que demanda tempo e dedicação, e que demorou muito para se tornar pauta do poder público. No Espírito Santo, o Programa Produtor de Água, da Agência Nacional das Águas (ANA), que tem como objetivo a redução da erosão e assoreamento dos mananciais nas áreas rurais, algo extremamente urgente, ainda está em fase de implantação. Já o programa Reflorestar, do Governo do Estado, que inicialmente tinha o objetivo de recuperar 80 mil hectares de Mata Atlântica no Espírito Santo até 2018, redefiniu o prazo para 2020, para se chegar a este objetivo. Mesmo assim, alguns dos produtores rurais que fazem parte do Reflorestar estão indo além das expectativas. É o caso do senhor Elias Cassimiro e de sua esposa Edna Moreira, que já implementaram em sua propriedade em São Roque do Canaã, na região capixaba dos imigrantes , ações sustentáveis voltadas para a conservação da vegetação nativa e recuperação da cobertura florestal, promovendo também a restauração do ciclo da água.

Este é o terceiro ano que eles participam do Reflorestar. “Nossa primeira ação foi manter as árvores nativas que tínhamos em pé, APP (Áreas de Preservação Permanente) e agora plantamos mudas de árvores, mantendo corredor passivo, e recuperando outras áreas dentro da propriedade. Nossa área de preservação era de 4.9 hectares e isso aumentou com as áreas que deixamos de roçar. No rio já não desce mais aquela área suja que descia e tudo isso vai favorecer o rio em longo prazo”, contou o senhor Elias.

divulgação

a propriedade está muito mais bonita. onde tinha nascente, está cheio de árvore

elias cassimiRo, agricultor

NÚMEROS

80 mil

Hectares de mata recuperada é a meta do Reflorestar até 2020

2.800

Produtores estarão participando do programa até o fim de 2018 Ele afirma que já plantou mais de mil árvores em sua propriedade e também tem trabalhado na recuperação das nascentes dentro de seus domínios. “Quando você vê uma árvore que plantou, crescendo e saindo é muito gratificante. No futuro, os filhos e netos vão falar dos antepassados que plantaram. E a propriedade ficou muito mais

a família do senhor elias conserva e recupera as matas na propriedade e preserva as nascentes locais bonita. Onde tinha nascente, paramos de mexer, e está fechando tudo de árvore em volta", diz o produtor, demonstrando o prazer de trabalhar na roça. ReGeneRação Ercílio Braun, 51, também participa do Reflorestar desde o ano de 2015. Em sua propriedade, no município de Colatina, ele já cercou 11 hectares de matas para regeneração, cercou as nascentes e está fazendo Sistema

Passando as práticas adiante ercílio não só preserva. Ele vai mais longe. Além de não esconder a satisfação de contribuir com o planeta, o produtor ainda passa o conhecimento e as práticas que realiza adiante. Ele abre sua propriedade para que as escolas públicas tragam seus alunos para visitas e estágios de preservação e conscientização. “Temos recebido alunos das escolas do campo que fazem intervenções junto à natureza. Falamos e mostramos a importância de se conservar, e eles conhecem as ações, aprendem na prática. É o retorno mínimo que podemos dar para contribuir. Não queremos ser fechados, fazer dessa experiência só minha, mas que ela possa atingir muitas outras pessoas e produtores, promovendo esse trabalho de conscientização”, alegra-se o agricultor. E expressa sua satisfação: “Temos que ter esse carinho com a terra. O programa veio reforçar esse sonho de ter o trabalho de uma agricultura sustentável,

antes descia muita água, terra e enterrava a nascente. Agora praticamente não desce mais água descendo, e a que desce é limpa. A água vai infiltrando e fortalecendo as nascentes. Vemos que isso já está acontecendo e é muito positivo”, disse o produtor, que é pago pelas três modalidades que participa no programa: a preservação de 42 hectares de mata, “mata em pé”; a área de regeneração de 11 hectares e o SAF.

expansão em 2018 divulgação

ercílio e sua esposa recebem alunos de escolas públicas para visitas sem agredir, nem poluir. É um reforço que estávamos precisando para continuar, implementar, crescer e desenvolver essas atividades com renda. Estamos muito satisfeitos e acabamos sendo referência e modelo

Agroflorestal (SAF), plantando árvores nativas e também frutíferas para proteger os córregos. De quebra, ele ainda produz frutas para o sustento da família. “Tem o SAF, mas também tem renda com o plantio de cacau, coco, banana, palmito, açaí, pupunha”, explica o agricultor. E os resultados de toda a preservação são visíveis. “Principalmente na área de regeneração, que é alta e íngreme, não vemos mais enxurrada. Porque

para outras pessoas, para que tenham um olhar diferente sobre a forma de se trabalhar na propriedade. O sentimento é de satisfação e gratidão em poder contribuir um pouco para melhorar situação do planeta”.

os produtores recebem um pagamento anual do programa Reflorestar (PSA – Pagamento por Serviço Ambiental) para as ações de plantio e preservação . “O pagamento anual que recebo é de R$ 4.200,00”, afirmou Elias Cassimiro. Já Ercílio Braun recebeu em 2018 cerca de R$ 12 mil para realizar três modalidades. De acordo com o secretário de Meio Ambiente, Aladim Cerqueira, até o fim de 2018 serão contratados um total de 8.300 hectares de recuperação de florestas em propriedades rurais. Antes de 2019 serão 2.800 produtores fazendo parte do programa. “Nós tivemos 1.800 produtores, de 2013 a 2017, e uma meta de 2018 é expandir para mais 1000 produtores”, disse o secretário, e exaltou o trabalho dos agricultores. “Faz parte do programa Reflorestar a parte de iniciativa dos próprios produtores em área de lavoura ou pastagens abandonadas. Quem efetivamente está fazendo crescer é o produtor,

abandonando a área. E o pagamento financia essa mudança do sistema, para que floresta entre na lógica da produtividade”, afirmou. Ele explicou como é o procedimento: “Eles fornecem a propriedade, abrem para uma visão do consultor, que a visita. São selecionadas áreas para recuperar floresta e modelos de recuperação dentro do que o programa oferece. Eles recebem recursos para comprar insumos e mudas, e realizam o plantio para recuperação”. Um segundo viés do programa é monitoramento e recuperação da Mata Atlântica por meio de mapeamento. “De 2008 a 2015 tivemos 27 mil hectares de crescimento. E temos mais 28 mil hectares em estágio inicial de regeneração. Isso significa que temos um indicativo forte de que cumpriremos as metas”, completou, em referência ao objetivo de recuperar 80 mil hectares da Mata Atlântica até 2020.


6 Geral

SEXTA-FEirA, 10 DE AGOSTO DE 2018 j www.EShOjE.cOm.br

Jingles para ganhar o eleitor compositores dizem que música de campanha tem função de comunicar a verdade do candidato Thaís Rossi thais@eshoje.com.br

A

cada dois anos as eleições estão nas ruas. E como todos sabem e ouvem – até mesmo quem tenta não se envolver - os jingles. Durante esse período é comum ver carros de som circulando e, quando menos se nota, todos estamos cantarolando. Os candidatos ainda apostam nos famosos jingles eleitorais e, segundo os produtores musicais, o objetivo é ser “chiclete” e mostrar a verdade do candidato. Jam Penitenti faz músicas eleitorais há 15 anos e é dono de pelo menos 600 jingles. “É um trabalho que leva três dias. Na campanha passada fiz 160 jingles para o Brasil no todo. Devo ter feitos uns 30 para o Espírito Santo. Precisa ter melodia. Escolhemos o ritmo de acordo com a tendência do momento, e de forma atual, que tenha a ver com o candidato. Às

vezes ele é jovem”, relata. O compositor Carlos Papel é considerado pioneiro de jingles no Espírito Santo. Autor de duas mil músicas, ele é produtor há 35 anos. “Eu comecei com jingles em 1982. Nessa época eles eram feitos apenas no Rio de Janeiro ou São Paulo. Aqui não fazíamos. Fui pioneiro e quebrei um paradigma nessa área politica”, lembra ele. Papel diz que já chegou a criar 60 jingles em apenas uma eleição. Hoje faz de 25 a 30 a cada dois anos. E sempre chega a fase que todos deixam para a última hora. “Aí me “interno” no estúdio pra conseguir produzir tudo. Invariavelmente isso acontece, mais ou menos no mês de julho”. idenTidade Entre os jingles famosos criados por Jam Penitenti está o do candidato Amaro Neto na eleição de 2016: ‘Amaro 77, coragem e coração’. De acordo com ele, para a criação é preciso um

contato direto com o candidato. Já Papel diz que recebe a ideia da equipe ou do próprio candidato, explicando o que a campanha quer passar, para que consiga criar. Da negociação à aprovação leva em média de dois a três dias. Se for aprovado, é feito no mesmo dia. Quanto aos valores, o produtor os considera variáveis. Em outros períodos os jingles já custaram R$ 6 mil. Para Carlos Papel, o jingle tem o objetivo de atingir o público com o lado “chiclete”, mas também existe o marketing de vender a verdade do candidato. “Ele tem perfil e você não pode tentar transformar isso. Às vezes o jingle faz sucesso e o cara não tem votos. Tem que estar antenado nisso, ter honestidade e vender o que ele quer. Eu tento procurar o melhor lado do candidato. Quando fazemos a música acreditamos contribuir para isso. De certa forma o jingle o compromete. Fazemos pensando no melhor”, disse.

divulgação

Carlos Papel já chegou a criar 60 jingles em apenas uma eleição


SERDEL

O fundador da Serdel Antônio Geraldo Perovano, o diretor financeiro Ricardo Perovano, familiares e funcionários (Jackson Gonçalves) 

“É com muito orgulho que hoje parabenizo Antônio Geraldo Perovano pelos 40 anos da Serdel, que iniciou suas atividades em agosto de 1978, mantendo um histórico de pioneirismo e qualidade. A liderança de Perovano carrega características que são inerentes à sua conduta pessoal, sempre marcada pela cordialidade, bom senso e altruísmo. Essa singularidade de caráter, sem dúvidas, é um grande fator de êxito para o negócio. Apesar de hoje ser uma das maiores empresas do Espírito Santo, a Serdel permanece norteada pelos mesmos princípios e valores, desde sua criação, fazendo jus a todos os aplausos que recebe neste dia especial!” José Eugênio Vieira Superintendente do Sebrae-ES

"A Diretoria do SINDESP/ES e suas associadas parabenizam efusivamente a parceira Serdel pela passagem de 40 anos de existência na prestação efetiva e eficiente dos serviços na área de asseio e conservação no Estado do ES". Diretoria do SINDESP/ES "Que o futuro comece agora e reserve ainda mais sucesso!" Marcos Félix - Presidente da Servinel “A Serdel é uma empresa de grande relevância para o segmento de asseio e conservação do Espírito Santo e uma referência de credibilidade. O Seaces tem orgulho de ter essa empresa como associada.” Diretoria do Seaces

“É com muita alegria que participamos da celebração dos 40 anos de bons serviços prestados à sociedade capixaba pela empresa SERDEL Serviços e Conservação Ltda, fundada em agosto de 1978, presidida pelo empresário Antônio Geraldo Perovano. Alcançar esse tempo de atividade em um País onde mais da metade das empresas que se abrem não resistem aos primeiros cinco anos de existência é motivo de muito orgulho. Parabéns e sucesso permanente.” José Lino Sepulcri Presidente da Fecomércio/Sesc-ES


8

SEXTA-FEIRA, 10 DE AGOSTO DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR

HUGO BORGES POR CÉSAR HERKENHOFF L cesarherkenhoff@hotmail.com

Filme que dá sono

Até o dia 17 de setembro, último prazo para que os partidos mudem candidatos das eleições, tudo pode acontecer, mas nada vai mudar. Dizem os entendidos que de urna, cabeça de juiz e barriga de mulher grávida não dá pra antecipar qual serão os resultados. De barriga de mulher, com o advento da ultrassonografia, já não há mais surpresa. De forma que a dificuldade se resume a entender a cabeça da mulher. O último que tentou foi Deus e, certamente, ainda hoje de vez em quando se surpreende. De cabeça de juiz fica cada dia mais difícil antecipar o resultado, até porque a ocorrência é diretamente proporcional ao distanciamento entre o fato jurídico e a lei. Somos uma nação onde o Judiciário usurpou o poder de legislar – em parte para inércia, incompetência e falta de qualidade do legislador. Sobrou, então, a urna, outrora respaldada pelas pesquisas de intenção de voto, mas que por conta de institutos sem qualquer compromisso com a ética e a correção dos números, passaram a vender resultados, sem critério

e sem o menor cuidado. A única exigência é que informe quem pagou, quanto pagou e a metodologia. A conta, é claro, sobra para todos, embora os picaretas sejam minoria absoluta. Além da manipulação das pesquisas eleitorais, ainda há grave desconfiança sobre a integridade das urnas eletrônicas. Há fortes evidências de que os resultados são manipulados. Houve uma época em que eu considerava inimaginável manipular urna eletrônica, porque isso exigiria o concurso de muitos profissionais de tecnologia da informação. Hoje não tenho dúvidas de que um único hacker é capaz de alterar a vontade de toda uma nação. Por isso toda a resistência em assegurar, ao eleitor, o direito a ter também acesso a seu voto impresso. Pesquisas e urnas eletrônicas à

parte, no Espírito Santo, salvo a sempre possível mudança de posição do governador Paulo Hartung – que faz questão de não comparecer a eventos públicos para manter em suspense a possibilidade de voltar a ser candidato – o quadro está definido e sacramentado, com a eleição de Renato Casagrande ainda no primeiro turno, e a recondução de Magno Malta e Ricardo Ferraço ao Senado Federal. Os candidatos são muitos: Rose de Freitas (Podemos), Carlos Manato (PSL), André Moreira (Psol), Aridelmo Teixeira (PTB) e Jackeline Rocha (PT), mas nenhum deles capaz de fazer sombra a Renato Casagrande. A soma deles, provavelmente, não será capaz de levar a eleição ao segundo turno. Teremos uma eleição pautada pelo absoluta desinteresse do

eleitorado e, se não fosse a sucessão presidencial, o índice de abstenção seria em torno de 50%. E qual é a grande desvantagem de um processo dessa natureza? O desinteresse do eleitorado deixa os candidatos à vontade para não apresentarem um programa de governo, substituindo-as por promessas de campanha, no estilo anistia para os militares grevistas e retomada de obras da gestão passada abandonadas pela atual administração. Não vi, até agora, qualquer dos candidatos falar em prioridade absoluta para a educação, investimentos na área de inteligência da segurança pública, enxugamento da máquina pública, qual seja, propostas inadiáveis e únicas para a garantir da qualidade de vida da população. Enquanto estivermos discutindo questões que envolvam o

presidenciável Lula da Silva e o absolutamente despreparado Jair Bolsonaro, o centrão vai comer pela beirada, possibilitando a ressurreição do PSBD que, não fora o PT, já teria sido rechaçado pela maioria do povo brasileiro. Mas o que fazer quando os adversários dão de presente a Geraldo Alckmin concorrentes Fernando Haddad, Ciro Gomes e Jair Bolsonaro? Dirão os corretores automáticos de sempre: mas há também Marina Silva e Álvaro Dias, que são bons nomes. Até concordo, em tese. Mas, ao contrário do que se imagina, essa eleição não terá caráter plebiscitário, maniqueísta. Não se trata de uma disputa entre direita e esquerda. O eleitor vai escolher focado num único pressuposto: dos que têm chances efetivas, qual é o menos ruim? The Oscar goes to...

COLUNA FEU ROSA

ARTIGO

Nosso cotidiano

Pai, por favor!

Amanheceu. Está um lindo dia. O sol azul brilha no céu amarelinho e os passarinhos pulam de galho em galho enquanto as crianças brincam alegres na praça do bairro, os velhinhos passeiam felizes pela rua, um grupo de turistas se delicia com a beleza da cidade e as pessoas seguem em paz para o trabalho.

A paternidade sempre foi vista como o “lugar” da autoridade, proteção, firmeza, das regras e da lei. De fato, estas premissas nos tornam o que somos: Pais. Entretanto, temos acompanhado uma crise desses papéis, uma carência e disfuncionalidade no ser e fazer paternos.

Mas espere: há algo errado nesta descrição. Sim: cadê as crianças, por exemplo? Estão todas trancadas dentro de casa, por conta de a pracinha ter sido tomada por algumas pessoas que lá fazem suas necessidades ao ar livre, sob as vistas de todos, chegando até a agredir quem ousa protestar. E os velhinhos? Outro erro: eles não estão a passear felizes pelas ruas. Na verdade, dedicam-se ao exercício diário de desviar de buracos e crateras. A quem descuidar-se, a penalidade é uma queda por vezes brutal daquelas que significam o início do fim de suas vidas, por conta da fragilidade do corpo. Há também o grupo de turistas. Erro grave, esse! Ora, quem virá conhecer as belezas de uma cidade pichada de alto a baixo, alvo permanente da ação impune de vândalos? Quem virá conhecer um lugar cujos bens públicos são depredados à luz do dia, de simples latas de lixo a monumentos? Não, de-

Podemos então perceber uma geração sem referências, carente não só da presença, mas da essência, daquilo que estrutura o ser humano. Sim, ouvimos ecoar por entre o caos social um apelo: Pai, um carinho, por favor! Damos resposta a esse pedido resgatando, o que, para mim, são três fenômenos genuinamente paternos: voz que gera segurança, autoridade que cria espaço e liderança que aponta o Eterno. Precisamos romper o silêncio adâmico, colocar nossa voz firme em prol de nossos filhos, eles querem ouvir nossos conselhos, sentimentos traduzidos em palavras. Quando nos calamos frente ao filho ele se perde na ansiedade da falta de referência. Pai, uma fala, por favor! A verdadeira autoridade paterna está na capacidade de criar oportunidades, espaço para que o ser apareça na vida e se ponha na realidade. Nossos filhos precisam de estrutura, supervisão, de serem civilizados. Quando criados num ambiente muito à vontade, sob o prin-

cididamente não há turistas na cena. Errei também ao escrever que "as pessoas seguem em paz para o trabalho". Não, elas não seguem em paz caminham agarrando seus pertences, a passos rápidos, desconfiadas de qualquer tipo que julguem suspeito. Poucas ousam atender um telefonema na rua - afinal, no Brasil das vítimas que são culpadas não se pode "dar bobeira". Pois é. Talvez o erro menor, no final das contas, tenha sido dizer que "o sol azul brilha no céu amarelinho". É interessante: vivemos em um dos locais mais belos do planeta, de clima agradável e isento das tormentas que afetam outros países. Chega a ser intrigante o fato de estarmos transformando nosso cotidiano em algo cinzento, a cada dia mais distante das bênçãos que o Criador aqui derramou. PEDRO VALLS FEU ROSA Desembargador do TJES

cípio de não intervenção e despidos de liderança, eles começam a desafiar as convenções sociais e o bom-senso. Ser autoridade é ser para o filho o universo de possibilidades de descobertas de si e do mundo! Pai, um espaço, por favor! E, por fim, todo pai funciona como uma espécie simbólica do Eterno. Muito da relação com o transcendente é construída pela relação que nutrimos com nosso pai terreno. Não é atoa que temos, quando pequenos, a sensação de eternidade e indestrutibilidade paterna. Eles eram nossos heróis, quase deuses! Pai, sobre nós há essa responsabilidade de benevolência e apontamento para o Eterno. Não podemos renegar nosso lugar de liderança dentro do lar, na sociedade. Pai, uma eternidade, por favor! É preciso que assumamos nossa paternidade nas mãos e sermos para nossos filhos o que eles precisam. ORIOVISTO GUIMARÃES Psicólogo e filósofo


Política 9

SEXTA-FEirA, 10 DE AGOSTO DE 2018 j www.EShOjE.cOm.br

Lelo: arranjos foram feitos por interesses Perdendo o protagonismo da eleição, o mDb busca manter suas cadeiras na Assembleia e câmara Federal divulgação

DanIeLeh CoutInho danihcoutinho@eshoje.com.br

P

erdendo seu protagonismo eleitoral no pleito do Espírito Santo, o MDB teve que fazer arranjos para alcançar a meta de manter suas bancadas na Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales) e a cadeira do deputado federal Lelo Coimbra. Lelo, que também é presidente da sigla no Estado, explicou que a decisão do governador Paulo Hartung de não concorrer à reeleição obrigou o partido a buscar uma nova organização. “Todos os que fazem parte da base do Governo, e nós em especial, não esperávamos que isso pudesse acontecer, mesmo ele sinalizando. Ele tem nosso respeito, mas implicou em buscarmos fazer um rearranjo ao longo de 30 dias”, explicou. Segundo o presidente, o natural era lançar Hartung candidato em aliança com o PSDB. Enquanto a sigla que comanda está na base da candidata ao governo, Rose de Freitas – que deixou o MDB para conseguir concorrer -, os tucanos estão com Renato Casagrande. E a maior contribuição dos emedebistas é o tempo de propaganda na TV. “Não estamos com o protagonismo da candidatura, mas no Governo, pois o governador está filiado ao partido. A sua decisão nos obrigou a fazer rearranjos e somos importantes na construção da aliança e no fortalecimento do tempo de TV. A aliança visa garantir as montagens proporcionais”. CoMproMISSoS e IntereSSeS A união de partidos ideologicamente divergentes, segundo

Ligações perigosas

Tentando concorrer a deputado estadual Ademar Devens teria buscado ajuda de Theodorico Ferraço para se livrar em processo da Operação Derrama no TCES, que está nas mãos do conselheiro substituto, Marco Antônio. Candidato que recebeu um voto na eleição, justamente de Ferração.

Correria

A última ata de coligação e candidatura registrada pelo MDB no sistema da Justiça Eleitoral, dia 6 de agosto, faltavam três minutos para a meia-noite. “Não por dificuldade processual, mas pela multiplicidade de movimento. Às 19 horas recebemos manifestação de um grupo de partidos que queriam migrar para compor aliança da Rose e meia hora depois eles mudaram”, relatou Lelo Coimbra.

Muito choro...

O apagar das luzes no fechamento das atas de coligações em torno da campanha de Rose de Freitas vai ficar marcado por feridas. O prefeito Gilson Daniel, presidente do Podemos, vai sentir, no final de todo processo eleitoral, embora já tenha chorado muito nos últimos dias.

... desaforo e Lelo disse que decisão de hartung obrigou partido a se reestruturar Lelo Coimbra, deixa claro que não se trata de identificação, mas interesses. “Alianças com ideologias tão distritais – no espectro ideológico temos a direita, a esquerda e o centro. Para isso, teria que ter de 6 a 8 partidos. Temos 35 partidos e mais 15 pedidos de registro de partidos na Justiça eleitoral. Esses arranjos não expressam ideologias, mas interesses. Mas esse modelo é que dá o desvio de propósitos, pois você tem de

um governo de coalização, um governo de cooptação com troca de cargos”. Lembrando que Rose de Freitas é quadro dissidente do MDB e se ela for eleita o partido ainda se sente representado. “Quem se reúne para disputar posição de poder, se reúne para contribuir. Temos oito semanas de jornada para conversar com a sociedade e ver o que a sociedade quer para os próximos quatro anos”.

Complexidade do processo lelo coimbra destacou que, em todo Brasil, a montagem das coligações e chapas foram muito complexas. E avalia que o grande responsável para tudo isso foi a fragmentação partidária. “Para se ter uma ideia, dos nossos 30 deputados estaduais, temos 17 em partidos diferentes, isso é coisa de louco. Quando abriu janela para migração, em abril, muitos foram para ambientes que achavam favoráveis,

Bastidores da Política

mas na montagem das alianças o ‘mundo virou pelo avesso’. As construções foram muito difíceis e mudaram a todo momento, até o último minuto do prazo de registro das atas”. Sem concorrer e pouco se manifestando sobre o processo eleitoral que irá eleger o seu sucessor, o governador Paulo Hartung é esperado pelo partido caso a eleição vá para segundo turno. Segundo o deputado Lelo, o chefe do Executivo

estadual participará de alguma forma do processo, sobretudo por ser “um eleitor muito importante”, classifica. “De alguma forma ele participará. Pelo formato de candidatura que está posto, será uma eleição de dois turnos. E Paulo é um eleitor muito importante. Não é descartado que ele possa contribuir, como ‘eleitor importante’ ou ‘parceiro diferenciado’. Trabalharemos com a sua contribuição”.

sagrande abriu a porta para saírem. Mas na base de Rose, onde buscaram abrigo, só interessavam se levassem o bloquinho, composto ainda por PV e Avante, que não aceitaram mudar. Resultado: voltaram com a bola murcha.

Fogo amigo

Marcus Vicente pode ser queimado pelo fogo amigo. Deputado federal e candidato a reeleição, o presidente do PP-ES está assistindo a ida de Ênio Bergoli, nome de confiança do governador Paulo Hartung, para a coordenação da campanha de Evair de Melo.

Fazendo as contas I

PSD foi para a chapa do PDT, DEM, Solidariedade, PSDB e PRP, onde cinco nomes fortes disputam as quatro possíveis vagas se conquistarem 570 mil votos. Os candidatos são Sergio Vidigal, Jorge Silva, Norma Ayub, Cesar Colnago e Neucimar Fraga.

Fazendo as contas II

Falando em conta PPS+PP+PCdoB+PROS+PHS devem fazer 390 mil votos e eleger dois federais – as apostas são Da Vitória e Evair – ou Marcus Vicente. Já PSL+PRB+PR, com 380 mil votos levam outros dois – que o mercado acredita serem Amaro Neto e Lauriete.

Informações dão conta que ao fechar as portas para o PSD nas pernas proporcionais para federal e estadual, ouviu bastante desaforo da senadora Rose de Freitas, que não perdeu a oportunidade de jogar na cara toda ajuda que deu à sua gestão em Viana com emendas para obras.

Já na conta da coligação MDB+Rede+Podemos, com 160 mil votos reelegem Lelo Coimbra, apenas, enquanto PSB+PSC+Avante+PV+PPL, com 220 mil votos reelegeriam Paulo Foleto.

... conta aberta

Fazendo as contas IV

As feridas em Gilson Daniel e provocadas por ele podem ficar abertas por muito tempo, sobretudo porque ele bateu o pé para impedir alianças e garantir na eleição Adilson Avelina para deputado estadual. Contudo, após tudo registrado, o próprio Avelina desistiu de concorrer para apoiar o candidato adversário e sua esposa, Jaqueline Morais, que é vice de Renato Casagrande.

Semente da discórdia

O PSD também mexeu com os ânimos dos partidos da base de Renato Casagrande. Reginaldo Almeida (PSC) e Vasco Alves (PPL) bateram o pé, contrariados, e levantaram da mesa de discussão para impedir. Quem estava lá disse que atrapalharam tanto o debate que o próprio Ca-

Fazendo as contas III

O PT projetava-se que conseguiria eleger um deputado federal. Contudo, os dois nomes fortes dentro do partido são Helder Salomão e João Coser, que vão disputar votos diretamente com Amaro Neto, já que os eleitores são os mesmos, em Cariacica e Vitória.

Fazendo as contas V

Nas contas para estadual a coisa pode ficar assim, avalia raposa política: PPL + PDT + DEM + PSD elegem de 5 a 6 na Assembleia. PSDB + PSC de 2 a 3; PSB + PSDC serão três; PCdoB+PRP mais dois; SD +PHS+PV mais dois; PPS+ PTC+ Avante de 2 a 3. MDB consegue eleger 3; Podemos+Rede+Patriota+PMN +PRTB mais três; PT apenas um e PSL+PR+PRB até quatro.


Política

publicação legal

EDITAIS • COMUNICADOS • BALANÇOS • CONVENÇÕES • PRESTAÇÕES DE CONTAS SEXTA-FEIRA, 10 dE AgoSTo dE 2018 j www.EShojE.com.bR j EShojE@EShojE.com.bR j anuncie: (27) 3395-1800

1

VENDO

imóveis, automóveis, diversos

GRanDe ViTÓRia

TRoco casa, Vila garrido – escadaria, 2 quartos, sala, cozinha, banheiro, SEm garagem, SEm escritura. 45 mil – 27997012376. VENdo / TRoco casa, Vila garrido – escadaria, 2 quartos, sala, cozinha, banheiro, SEm garagem, SEm escritura. 45 mil – 27-997012376. VENdo casa, Vila garrido – escadaria, 03 quartos, sala, cozinha, banheiro, varanda, quintal, SEm garagem, SEm escritura. 17 mil – 27-997012376. VENdo apartamento, quarto, cozinha, banheiro, varanda, sala, área serviço, reformado, Santo Antônio, frente Santuário, com recibo, 99603-7548 vivo VENdo Terreno darli Santos VV, lado gaivotas, 12m x 24m, comercial/residencial, rua asfaltada, documento em dia, plano/murado, aceito troca veículo R$85.000,00. 99812-2897 vivo. VENdo Imóvel 520m2, esquina, frente Av. maruipe, laje, pé direito duplo, afastamento estacionamento 10 veículos, escriturado, área construída 290m2, legalizado, frente 25m. 99812-6199 vivo whatsapp. Vendo casa Alagoano – começo escadaria, sem escritura, sem garagem – 5 cômodos – 75 mil Vendo j.Penha Kitnet, elevador, garagem, 180 mil 99973-1001. Vendo j.Penha 3 qts/Ste, elevador, varanda 460 mil 9-9989-1243. Vendo j.Penha 2 qts conjunto / Varanda, 250 mil 9-9989-1243 Seja um franqueado. Faça parte da maior rede de chocolates finos do mundo. Passamos o ponto: Av. Presidente Vargas, 137 - centro Fundão. Tel.: 11 94350-2770 Nayane Vendo casa – caratoíra (Vitória) – 1º pavimento (começo escadaria) - 02 quartos, sala, cozinha, banheiro e quintal. Sem escritura e sem garagem. R$75 mil ou R$60 mil + parcelas – 99865-0734 Vendo Apartamento – jardim da Penha – 70m² , 2° andar, 03 quartos com armários, dept de empregada e garagem – Ed cataurus – Atrás do Sup. Epa – 99527-0404 Vendo Apartamento – jardim da Penha – 90m² , 03 quartos, Suíte, elevador, varanda e Vaga. Próximo ao bicho guloso - Estudo troca em imóvel de menor valor. 99989-1243/3071-0527 Vendo Apartamento - jardim da Penha - 02quartos c/ suíte, varanda, elevador, 01 vaga, bicicletário, salão de festa com churrasqueira - prox. ao Sesi – R$

355 mil - 99973-1001/3084-5182 Vendo Apartamento - jardim camburi – 03 quartos c/ suíte, varanda, elevador, ampla área de lazer - prox. a Vale – R$ 290 mil - 99989-1243/3071-0527 Vendo Apartamento – jardim camburi - 02 quartos, 1 banheiro social, elevador Sol da manhã, 01 vaga, 2 quadras do mar - R$ 245 mil.. 999731001/3084-5182 Vendo - Telas pintadas à óleo - com temas florais de vários tamanhos e valores. Angel Art 999231 3143. Vendo casa – Vila garrido (Vila Velha) – 2ª pavimento (começo da escadaria) – 02 quartos, sala, cozinha, banheiro, copa, varanda e terraço – R$ 44 mil ou troca por outro imóvel – 99701-2376 Vendo Apartamento – jardim da Penha – Ed centaurus - 2° Andar, 03 quartos, armários, garagem, dependência de empregada – Atrás do supermercado EPA – R$280 mil. 99527-0404 Vendo Apartamento – jardim da Penha– 03 quartos, suíte, armários, elevador, varanda e Vaga. Próximo ao banco banestes –Estudo veículo como forma de pagamento. 999891243/3071-0527 Vendo Apartamento – jardim da Penha - 02 quartos, Suíte, armários, elevador, varanda, piscina e 01 Vaga. Próximo ao bicho guloso -99973-1001/3084-5182 Vendo Apartamento – jardim camburi – Amplo, 03 quartos, Suíte, armários, 02 elevadores, varanda e 02 vagas. Próximo ao Shopping Norte Sul -99973-1001/3084-5182 Vendo 2 camas de madeira (1casal-R$170 e 1 solteiro-R$100) – 992313143 Vendo 02 casas – bairro de Lourdes – 03 quartos - R$ 590 mil ou troco por apto em jardim camburi – 999891243/3071-0527

cOMunicaDO bom dE gAS comERcIo dE gASES LTdA - EPP, torna público que requereu e obteve do IEmA, por meio do processo n° 3736 , a LAU nº 083-d/2018 para TRANSPoRTE dE gÁS LIQUEFEITo dE PETRÓLEo (gLP) Em boTIjÕES, para atuar exclusivamente nas rodovias do Espírito Santo, estando sediada na localidade de AV VIToRIA REgIA 250 - jARdIm gUAdALAjARA, mun. de VILA VELhA -ES. cOMunicaDO “cARdoSo RESTAURANTE LTdA”, torna público que REQUEREU da SEmdESU, através do Proc. Nº 46771/18, a licença LmAR (LmS), para a atividade de “Padarias, confeitarias, pizzarias, churrascarias, restaurantes, cozinhas industriais e similares, com queima de lenha e/ou carvão vegetal”, (cod. 15.25(I)), na localidade de Av. Stª Leopoldina, n.º2565, loja 01, coqueiral de Itaparica, município de Vila Velha - ES.

aViSO De ciTaÇÃO De JuLGaMenTO De PROceSSO ÉTicO cFP nº. 576600020.001160/2017-65 Por encontrar-se em local incerto e não sabido, informa-se aos Srs. gustavo barbosa godoy e Eduardo henrique guimarães Torre que, em cumprimento de determinação do código de Processamento disciplinar (Resolução cFP N.º 006/07), o julgamento do Processo Ético cFP Nº. 576600020.001160/2017-65 (Recurso do PdE cRP-16 N.º 003/2013), em que os citados são partes interessadas, ocorrerá na data de 31 de agosto de 2018, a partir das 9 horas, na sede do conselho Federal de Psicologia, em brasília/dF. Vitória/ES, 07 de agosto de 2018. ROGÉRiO Giannini conselheiro-Presidente

cOMunicaDO A BiBOM MineRaÇÃO LTDa, torna público que requereu junto ao IEmA, através do processo no 82928495, as Licenças (LP e LI), para a atividade de extração de rochas para fins ornamentais, na localidade do córrego dois Irmãos, Ibituba, no município de baixo guandu - ES.

cOMunicaDO “L. aLVeS PiZZaRia Me”, torna público que REQUEREU da SEmdESU, através do Proc. Nº 44578/18 a licença LmAR (LmS) para a atividade de “pizzaria” [cod. 15.25(I)], na localidade da Av. Sérgio cardoso, n.º 458, bairro Novo méxico, município de Vila Velha - ES.

cOMunicaDO a ReSiDenciaL MaReS Da cOSTa SPe S/a torna público que requereu da SEmdESU, através do processo n° 44844/2018, a LmAR para a atividade de condomínios ou conjuntos mistos, (cod 15.07 (N)), na localidade, Av Antônio gil Veloso, Nº 43, Praia da costa, Vila Velha/ES.

cOMunicaDO ceRiMOniaL caSa De PeDRa LTDa-Me torna público que REQUEREU da SEmdESU, através do Proc.N°13913/2016, a Renovação da licença Ambiental (LmAR), para a atividade de casas de festas e eventos (cerimonial), cod.18.18, na localidade de Rua dylio Penedo,N°300,Praia de Itaparica – Vila Velha-ES.cEP.29.102-203

cOMunicaDO LuBe cOMÉRciO De PeTRÓLeO LTDa inscrito no cNPj 05.964.723/000124 torna público que obTEVE da SEmdEc/SUb-mA cariacica, ES através do processo n° 26617/2012 a Licenç a A m b i e n t a l d e o p e r a ç ã o nº 11/2018, para a atividade de Posto Revendedor de combustíveis Líquidos com Atividade de Troca de Óleo e Lavagem de Veículos, na Rod bR 262 Nº 2847, Km 03, bairro Vera cruz, município de cariacica/ES.

cOMunicaDO “SeRinGueiRa cOnFecÇÕeS LTDa”, torna público que obteve da SEmmAR – Viana, através do processo nº 010880/2018, licença prévia e instalação, para construção de galpão na localidade de: Rua 11, jucu, município de Viana/ES com prazo de validade de 1460 dias.

cOMunicaDO cOMeRciaL MOScHen LTDa ePP, torna público que recebeu a SEmdESU, através do processo n°42030/17, LmAR Nº 83/18, para a atividade “ Pátio de estocagem (...) incluindo frigorificados”, cod 22.06, na localidade, R. Americo bernardes, 14, Alvorada, Vila Velha, ES.

cOMunicaDO cOMeRciaL MOScHen LTDa ePP, torna público que recebeu a SEmdESU, através do processo n°40637/17, LmAR Nº 120/18, para a atividade “Industrialização de carne (...)”, cod 15.20, na localidade, R. Ana Siqueira, 111, Alvorada, Vila Velha, ES. cOMunicaDO EQUImAQ EQUIPAmENToS E mAQUINAS LTdA , cNPj n°. 39.359.955/000175 , torna público que REQUEREU da SEmmA, a Licença LmR, para a atividade de oficina mecânica com inscrição imobiliária 010.7.160.0225.001 , na localidade de R comendador Alcides Simão helou , 708, civit II, município da Serra – ES. cOMunicaDO iRMÃOS Sn PeÇaS e SeRViÇOS eiReLi, torna público que requereu da SeMDeSu, através do Processo nº 40464/2018, Licença LMaR, para atividade de OFicina MecÂnica..., cOD. 5.07 (i), na localidade da Av. Lindemberg, Nº 5597, bairro Alvorada - V. Velha/ES. cOMunicaDO “JV LOcaÇÕeS LTDa”, torna público que Requereu e obteve do ieMa, por meio do processo nº 19338, a LAU n° 087-d/2018 (Renovação), para atividade de Transporte Rodoviário de Produtos Perigosos, para atuar exclusivamente nas rodovias do Espírito Santo, estando sediada na localidade da Av. cachoeiro de Itapemirim, 147, Planalto Serrano, bloco A, mun. de Serra/ES.

cOMunicaDO mESTRE ALVARo boTEQUIm LTdA mE, cNPj nº. 26.503.430/0001-10, torna público que obteve da SEmm A , a t r a v é s d o P r o c e s s o nº. 41302 /2017, a L i cen ç a L m R nº 088/2018, para a atividade de bares, boates e similares com música ao vivo na localidade de AV Segunda Avenida, SN, Parque residencial Laranjeiras, município da Serra – ES. cOMunicaDO "MaRcenaRia MOLini LTDa” ,torna público que Requereu do IEmA, através do processo n° 66655684, Licença de operação (Lo), para fabricação de móveis com predominância de madeira na localidade de Rua dionisio Falqueto, 340, centro, mun. de marilândia - ES. cOMunicaDO P S dETALhES AcRÍLIcoS LTdA mE, torna público que obTEVE da SEmmA, através do processo nº 30.393/2014, Licença municipal Ambiental de Regularização (LmAR) nº141/2018, para atividade de Fabricação de artefatos de material plástico para outros usos não especificados anteriormente, código 9.07, na localidade da glória, Rua São Pedro, 152, fundos, município de Vila Velha, ES

cOMunicaDO RAPhAEL dA SILVA PEREIRA – mE, torna público que obTEVE da SEmdESU, através do processo nº 09808/18, licença(s) LmAR , para atividade de açougues localizados em área urbana consolidada e frigoríficos, etc.. cod. 12.21(I), na localidade de Aribiri, Rua Emydio Ferreira Sacramento, 439, no município de Vila Velha – ES.

SeRRanO DiSTRiBuiDORa S/a. cNPj Nº. 09.397.586/0001-44 NIRE Nº. 32.300.034.063 Resumo da Ata da Assembleia geral Extraordinária realizada em 11/05/2018. LocAL E hoRA: Na sede da companhia na Av. Eudes Scherrer de Souza, 2001, cj Empresarial murundu, galpão 09, Parque Residencial Laranjeiras, Serra/ES, cEP 29.165680, ás 10:00 horas. PRESENÇAS: Acionistas representando a totalidade do capital social. dELIbERAÇÕES TomAdAS PoR UNANImIdAdE: Foi aprovado: 1) A abertura das seguintes filiais: 1a) no município de Vitoria, ES, localizada na Av. josé maria Vivácqua Santos, 100, galpão 01, bairro jardim camburi, cEP 29090-160; 1b) no município de campos dos goytacazes, Rj, localizada na Av. Senador josé carlos Pereira Pinto, 532, Anexo compl.538, bairro Parque calabouço, cEP 28.083-102. 2) A alteração das atividades de duas filiais estabelecidas no município de Vila Velha, ES. 2a) Filial da Avenida Vitória Régia, 935, bairro brisamar, cEP 29109-115, inscrita no cNPj 09.397.586/0005-78 e NIRE 32900497013. 2b) Filial da Rua Ramiro Leal Reis, 188, bairro Aribiri, cEP 29120-220, inscrita sob o cNPj 09.397.586/0008-10 e NIRE 32900530584. A ata foi arquivada na junta comercial do ES, sob protocolo de nº. 18/214.299-0 de data de 17/07/2018 e registro sob o nº 20182142990 em 18/07/2018.

cOMunicaDO A c. B. GRaniTOS LTDa - Me, torna público que obteve junto ao IEmA, através do processo no 38425424, a Licença de operação (Lo nº 213/2015), para extração de granito com fins ornamentais, na localidade de córrego da Prata, no município de Nova Venécia - ES. cOMunicaDO uniQue DiST. De MeDicaMenTOS eiReLi, torna público que requereu a SEmdESU, através do processo n°45399/18, LmAR, para a atividade “Armazenamento e/ou depósito de produtos químicos (...)”, cod 22.03, na localidade de Av otávio borin, 18, cobilândia, Vila Velha, ES. cOMunicaDO VaLDiR eucLiDeS Da SiLVa torna publico que obteve Licença de Regularização nº 045/2018 da Secretaria e desenvolvimento Rural de Viana, ES, através do processo nº2527/2018, para ativ. Estação de transbordo de construção civil e demolição, na localidade de morada de bethânia, av. domingos martins s/n– Viana – ES. cOMunicaDO VeGa inDuSTRiaL LTDa - Me, torna público que requereu da SeMDeSu, através do Processo nº 44575/2018, Licença LMaR, para atividade de FaBRicaÇÃO e/ Ou ManuTenÇÃO De eSTRuTuRaS MeTÁLicaS..., cOD. 5.05 (i), na localidade da Rua Lacerdópolis, Nº 165, bairro cobilândia - V. Velha/ES. cOMunicaDO ViLa VeLHa auTO cenTeR MecÂnica e cOMÉRciO LTDa, torna público que requereu da SeMDeSu, através do Processo nº 44576/2018, Licença LMaR, para atividade de OFicina MecÂnica..., cOD. 5.07 (i), na localidade da Rua godofredo Schineider, Nº 190, bairro Santa Inês- V. Velha/ES. cOMunicaDO “ViPaSa PaRTiciPaÇÕeS LTDa”, torna público que ReQueReu da SeMMaR – Viana/eS, através do processo 6386/2012, Renovação da Licença: Lmo nº 050/2014, para atividade de Galpão de estocagem, localizado na Rua Erwin balle, 1331, jucu, Viana/ES. cOMunicaDO "inDÚSTRia e cOMÉRciO De MÓVeiS ZeRBOni LTDa”, torna público que Requereu do IEmA, através do processo n° 66655145, Licença de operação (Lo), para fabricação de móveis com predominância de madeira na localidade de Rua josé Paier, 182, Vila Real, mun. de marilândia - ES.


Esportes 11

SEXTA-FEIRA, 10 DE AGOSTO DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR DIVULGAÇÃO

RUY MONTE DÁ O RECADO! rmonte@eshoje.com.br

Marcar ou jogar na defesa? Há uma diferença muito grande de um time jogar na defesa ou marcando. No primeiro a equipe se propõe a se proteger, principalmente, quando é um time inferior ao adversário. Já o quem marca, ataca. Os jogadores, independente da posição, voltam para fazer o bloqueio e marcação. REPRODUÇÃO

Marcyus Thompson é calouro na profissional, mas lidera o ranking 2018 em meio a grandes nomes

Campeões das ondas em disputa

Circuito Capixaba de Bodyboarding chega à 3ª etapa, com disputa acirrada entre os últimos campeões profissionais GUSTAVO GOUVÊA gustavo@eshoje.com.br

O

C C de Bodyboarding, o mais disputado do Brasil, chega à sua terceira parada de 2018 neste sábado (11) e domingo (12). Será na praia da Barra do Jucu, em Vila Velha, reunindo os melhores bodyboarders do Estado, e também alguns forasteiros. Eles vão disputar o título em 11 categorias, com promessa de show dentro da água. A profissional masculina é a que promete as maiores emoções, já que os campeões das três últimas temporadas confirmaram presença: Lucas Nogueira (2017), Lucas Rodrigues (2016) e Ronieres Viana (2015). No entanto, quem lidera a categoria é o calouro Marcyus Thompson, de 21 anos, que garantiu o acesso na elite após sagrar-se campeão Open de 2017. Ele já chegou mostrando a que veio, vencendo a primeira etapa. “Muitas pessoas, ano passado, já tinham falado para eu virar profissional. Tomei a decisão certa e percebi que tenho bastante potencial para competir com esses grandes nomes do esporte. Poder ganhar deles, então,

é uma parada fora do normal. É muito especial”, comemora o líder do ranking profissional. O atleta já acumula títulos de expressão na bagagem, como o de bicampeão mundial por equipes no ISA Games; bronze individual sub-18 também no ISA Games, na Venezuela; duas vezes campeão brasileiro e várias vezes campeão estadual em diferentes categorias.

Competir com esses grandes nomes e poder ganhar deles é algo fora do normal

MARCYUS THOMPSON, atleta

OPEN Na categoria Open, que dá acesso ao campeão à elite do bodyboard capixaba, o nome a ser batido é o de Gabriel Castelan. Este ano o atleta de 20 anos só tem comemorado - venceu a primeira etapa do Estadual e é o atual vice-líder do ranking brasileiro (um quarto lugar na primeira etapa e uma segunda colocação na última). “Esse ano está sendo inacredi-

tável. Todos os resultados me motivam mais, e estou com ânsia de vitória para próxima etapa do estadual. Estou indo pra ganhar e minha meta esse ano é ser campeão estadual para no ano que vem subir para a profissional”, afirmou. É provável grandes nomes de outros estados deem as caras nesta etapa, já que, do dia 16 ao 19 de agosto, na mesma Barra do Jucu, acontecerá a terceira etapa do Campeonato Brasileiro. O Estadual tem início às 7 horas em ambos os dias e vai contar com disputas nas categorias Profissional masculino e feminino, Open masculino e feminino, Master, Grand Master, Sub-18, Sub-16, Sub-14 feminino e masculino e Grommets Masculino.

SERVIÇO Circuito Estadual de Bodyboarding (3ª Etapa) w D:

11 e 12 de agosto (sábado e domingo) w H: das 7h às 15 horas w L: Barra do Jucu, Vila Velha w M informações: www.febbees.com.br

A seleção de 1970 tinha muitos jogadores que desequilibravam Uma equipe que joga neste sistema, não volta com todos os jogadores para marcar. Muitas vezes, esses times deixam apenas um jogador na faixa do ataque para organizar o que se chama de contra-ataque. Várias pessoas acham que os times atuais mudaram a sua forma de jogar e taxam isso de futebol moderno. Nada disso! O futebol jogado atualmente não é diferente de 30 anos atrás. Se você afirmar que não temos jogadores de raro talento como antigamente, aí dou toda a razão. Na década de 70, até mais ou menos 90, as equipes brasileiras tinham em suas fileiras quatro a cinco jogadores que desequilibravam. A seleção brasileira de 70, por exemplo, tinha jogadores como Pelé, Tostão, Rivelino, Jair, Gerson e Clodoaldo, que eram considerados acima da média e craques. Eles atuavam no Brasil. E agora? O jogador mal se descobre craque aqui e sai por quantia milionária para fora do Brasil. Há quem argumente sobre a renovação do futebol na sua forma de jogar. Honestamente não acho que seja nada disso. O que acontece é que o futebol jogado na Europa é o

mesmo daqui, com diferença dos salários pagos aos jogadores, que são altíssimos, e por isso há um recrutamento melhor para formar os times. O esporte europeu parece mais forte, mas não é nada disso. Na Espanha, por exemplo, times como Real e Barcelona são formados por jogadores estrangeiros e entre eles, os brasileiros. Os craques, de fato e de direito, quando são revelados aqui logo tomam o caminho da Europa ou países orientais. Tudo isso, no entanto, não modifica a maneira dos times em todo o mundo jogar. A Copa do Mundo mostrou isso. A diferença das seleções é o número de craques que cada uma apresentou, mas, a maneira de jogar foi a mesma de todas as seleções. Ganhou a Copa do mundo a França, que foi o time que errou menos. O futebol evoluiu em todo o universo na preparação física, na avaliação física dos atletas, com aparelhos sofisticados. A estrutura dos clubes cada vez melhor. Mas a forma de jogar, honestamente, não tem alguma. No Brasil o esquema é o mesmo, mas os erros de passes são muitos, e isso é que faz o nosso futebol ficar feio.


www.eshoje.com.br

Vitória, 10 de agosto de 2018 J Ano XIX J Nº 709 J Edição Gratuita Semanal

Fundado em 19 de julho de 2000 por Carlos Roberto Coutinho DIVULGAÇÃO

Filme capixaba em todo Brasil Premiado em todo o Brasil, o primeiro longa do diretor capixaba entra em circuito nacionalj3

PROGRAME-SE

Festival com axé, arrocha e sertanejo Garota Vip ao som de Wesley Safadão, axé, arrocha e muito mais para o público do Espírito Santoj2

COLUNA DO VINHO

Orgânico e dos astros Saiba quais são as principais diferenças dos vinhos orgânicos e biodinâmicos no mercado mundialj2

MODA

Beachwear e feminismo no VM 2018 Looks de verão que vão muito além da praia foram apresentados na semana de modaj7


2

Programa-se

SEXTA-FEirA, 10 dE AgoSTo dE 2018 j www.EShojE.com.br divulgação

Coluna do vinho Carolina Correa L carolina.coribeiro@gmail.com

Vinhos orgânico e biodinâmico wa

grande atração do evento será o cantor wesley Safadão, idealizador do projeto garota Vip 2018

Três horas ao som de Wesley Safadão

Os vinhos orgânico e biodinâmico são tipos cada vez mais consumidos pelos amantes da bebida. O primeiro é feito a partir de uvas orgânicas. E os biodinâmicos, sabe o que significa? divulgação

cantor se apresenta em festival na Serra, que também vai contar com nomes como gusttavo Lima e Léo Santana Pedro Cunha digital@eshoje.com.br

P

ela terceira vez no Espírito Santo, o festival Garota Vip vai agitar o Parque de Exposições de Carapina, neste sábado (11). Grandes fenômenos da música brasileira estão confirmados e devem apresentar um repertório cheio de sucessos. A grande atração da noite é o cantor Wesley Safadão, idealizador do projeto. Conhecido por sua versatilidade, seu repertório contará com muito forró, ritmo que o levou ao estrelato, e outros hits que fez com parceiros do funk e do arrocha, por exemplo. Somente a apresentação do cearense deve durar mais de três horas e promete levar o público presente ao ápice da animação. Dono de clássicos como “Rebolation” e “Quebradinha”, o

baiano Léo Santana volta ao Estado e também deve subir ao palco do Garota Vip, desta vez trazendo novidades. Além de seu axé característico, o cantor promete muito sertanejo universitário, ritmo que tem se aventurado e dito bons resultados. Figura carimbada no Espírito Santo, Gusttavo Lima também vai se apresentar no festival. O sertanejo, que no início da carreira tocou em quiosques de Guarapari , agora é um dos grandes nomes do estilo musical. Em 2018, o mineiro emplacou a música “Apelido Carinhoso” como uma das músicas mais tocadas nas rádios do país no primeiro semestre. Conhecida como “Fenomenal”, a cantora Márcia Fellipe estará pela primeira vez no Estado, fechando o line up de atrações nacionais do Garota Vip. Ela já ocupou os vocais das bandas Aviões do Forró e Garota Safada,

e trará na bagagem sucessos como “Virou ex, perdeu a vez” e “Aqui ó pró meu ex”. Além dos grandes nomes nacionais, o capixaba Felipe Fantin também fará parte da festa. O músico, apadrinhado por Wesley Safadão, ganhou o apelido de “Safadin” em referência ao amigo e promete colocar o público para dançar.

Serviço Garota Vip Vitória 2018 w data:

11/08 17h w local: Parque de Exposições de carapina w ingressos: entre r$75 (arena, meia-entrada, 3° lote) e r$405 (backstage wanted, 3° lote) w Pontos de vendas: acessovipvitoria.com.br, lojas magia do Perfume, cristal graffiti, diva (cachoeiro) e bilheteria no local do evento w início:

Carnaval 2019: sorteio dos desfiles com muito samba a liga Independente das Escolas de Samba do Grupo Especial – ES (Liesge) vai realizar, neste sábado (11), o sorteio da ordem dos desfiles de sábado do Carnaval de Vitória 2019. O evento está marcado para as 19h, no Mercado São Sebastião, na capital, e é aberto ao público.

Além do sorteio, haverá também a apresentação da nova diretora da Liga, com a presença das passistas, rainhas e intérpretes das agremiações. Fazem parte do Grupo Especial as escolas: Independente de Boa Vista, Novo Império, Unidos de Jucutuquara, Pega no Samba, Moci-

dade Unida da Glória, Unidos da Piedade e Imperatriz do Forte. O evento promete ser ainda mais animado com Som Baixinho a partir das 19h, e, em seguida, presença das baterias Dandara e Jucutuquara, que prometem dar um ar de Sambão do Povo ao Mercado.

Alguns rótulos possuem essa informação e os apaixonados pelo mundo do vinho têm buscado cada vez esse tipo de produto. Não é à toa que esse mercado vem crescendo cada dia mais e observamos que produtores têm investido pesado nesse estilo. A produção de vinhos orgânicos começou nos anos 60 na Califórnia e hoje cerca de 4% da produção mundial da bebida é orgânica. Vale ressaltar que um dos vinhos mais caros do mundo, o Romanée-Conti, produzido pela família Villaine em Borgonha, é orgânico. Sua garrafa pode ultrapassar a bagatela de R$ 20 mil. Nos vinhos orgânicos o plantio das uvas é baseado na utilização de recursos naturais (adubo natural) para o controle de pragas, visando a integração da natureza e a biodiversidade, sem o uso de defensivos químicos. Essa informação possivelmente estará no rotulo da garrafa. Muitas vinícolas ainda estão no processo de mudança para a produção de uvas orgânicas, mas é algo que não se muda de um dia para o outro. Apesar de ainda não existirem estudos que mostrem ao consumidor final diferenças significativas para saúde no consumo desses vinhos, sabemos dos malefícios do uso de defensivos agrícolas ao longo de nossas vidas. Para os produtores, além da prevenção dessas doenças, a

principal função é “casar” a produção agrícola com a com a conservação ambiental. No vinho biodinâmico, além de ser orgânico, existem outros aspectos talvez até curiosos que envolvem sua produção. Nesses se baseiam também nos cosmos e na astrologia. Segundo especialistas, pode parecer estranho, mas uma das propostas é que se retornem as técnicas milenares de nossos ancestrais. São levadas em consideração as estações do ano, fases da lua, energias da natureza, a integração entre reino animal, vegetal e mineral, para plantio e colheita. Utilizam-se chá para diminuir as carências do solo e preparados homeopáticos feitos de minerais, plantas medicinais, esterco e quartzo, que são envoltos em órgãos de animais como intestino, crânio e o mais usado, os chifres. Para o controle de pragas plantam-se roseiras entre as videiras. Tudo pode parecer um pouco estranho, mas é muito mais complexo do que imaginamos e tem os resultados mostrando cada vez melhores no produto final. Caso ainda não tenha provado algum desses estilos de vinho, saiba que no mercado capixaba podemos encontrar. Prove e faça a análise para depois nos contar. Um brinde aos prazeres e curiosidades do mundo do vinho!


Matéria de Capa

SEXTA-FEirA, 10 DE AGOSTO DE 2018 j www.EShOjE.cOm.br

3

Longa-metragem de capixaba em circuito nacional

“Os incontestáveis” é primeiro longa de Alexandre Serafini, que já chega aos cinemas premiado

O

s Incontestáveis, primeiro longa do diretor capixaba, Alexandre Serafini, estreou em 9 de agosto em circuito nacional. Além do Espírito Santo, a produção está em salas do Rio de Janeiro, São Paulo e Bahia. O estado também é cenário da obra, com muita emoção e aventura. Alexandre é diretor e roteirista, com três curtas-metragens, o último deles “2 e meio” com extensa carreira em festivais, como 22º Festival Internacional de Curtas de São Paulo – Brasil e 10º FIKE – Festival Internacional de Curtas-Metragens – Évora – Portugal. “Os Incontestáveis” é como uma nova estreia em sua carreira e o filma já vem chancelado com a participação em 20 festivais no Brasil e exterior, contabilizando apresentações em 14 países. Considerado pela crítica como o grande “achado" da Mostra de Tiradentes o filme narra a história dos irmãos Bel e Mau, que viajam, a bordo de um Opala 73, pelas estradas do Espírito Santo em busca do carro, um Maverick 77, que pertenceu ao pai, o velho Elói, que os abandonou na infância, deixando para trás apenas ressentimentos. A jornada os leva até a uma conturbada região do Espírito Santo, palco de histó-

DIVULGAÇÃO

Na história Fabio Mozine e Will Just são os irmãos Bel e Mau, respectivamente. No elenco, também, o ator Tonico Pereira ricos conflitos de terra, fronteira e poder, onde os destinos dos irmãos e do lugar entrarão em rota de colisão. CArLA OsórIO

Bel e Mau são interpretados bém atores consagrados, copor Fabio Mozine (integrante mo Tonico Pereira, o MenMukeka di Rato) e Will Just donça, de “A Grande Família” (integrante The Muddy Bro- e o eterno Zé Carneiro, do Síthers), respectivamentio do Picapau Amarete. Eles são os antilo, Fernando Teixei-heróis protagora, “Aquarius”, e nistas desse road Markus Konká, movie movido a três figuras com extenso currícuconhaque, rock FeSTivAiS lo nas telonas. pesado, humor pelo país e fora já ácido e psicoderodaram o filme lia, que, sob uma PreMiAção superfície inconO longa foi presequente e hedonista miado no Festival de esconde fortes metáfoCine de La Serena no ras, compondo um grosso Chile como melhor longacaldo crítico à estupidez do -metragem Latino Americano homem. em 2017, além de ter particiO elenco do filme traz tam- pado de mais de 15 festivais

20

internacionais por mais de 10 países, com destaque para o 35º Festival Cinematográfico Internacional do Uruguay, 38th Durban International Film Festival na África do Sul e a 20ª Mostra de Cinema de Tiradentes. O roteiro de Os Incontestáveis é fruto de uma parceria entre o diretor e o dramaturgo e escritor Saulo Ribeiro, que assina o livro homônimo, também lançado no segundo semestre de 2018, pelas Editoras Patuá e Cousa. O filme é uma produção da Ladart Produções em co-produção com a Horizonte Líquido, e com distribuição feita pela Livres Filmes.

Unicórnio no Cine Metrópolis

Alexandre Serafini é diretor e roteirista com três curtas-metragens

neste sábado (11) o Cine Metrópolis, no campus da Ufes, recebe a pré-estreia do filme "Unicórnio". O longa é baseado em duas obras de Hilda Hilst: as novelas "Metamoros" (do livro "Tu não te moves de ti" e "O Unicórnio") e tem direção de Eduardo Nunes. No filme Maria (Barbara Luz) aguarda com a mãe (Patrícia

Pillar) a volta de seu pai (Zécarlos Machado), na rústica casa de campo. Enquanto isso, um viajante (Lee Taylor), aparece e muda a relação entre mãe e filha, criando uma atmosfera de suspense e romance. A exibição, que terá início às 16h20, faz parte do projeto Sessão Vitrine Petrobras. Os ingres-

sos custam R$5 a meia-entrada. Após a sessão, haverá debate com Prof. Erly Vieira Jr., a jornalista e escritora Isabella Mariano e o Prof. Wilberth Salgueiro. Com estreia nacional prevista para o dia 16 de agosto, "Unicórnio" participou do Festival de Berlim de 2018 e foi exibido no Festival do Rio em 2017.


4

Cultura

SEXTA-FEIRA, 10 DE AGOSTO DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Roda que rola: musical reúne cirandas, batuques e clássicos

Espetáculo comemora 20 anos do Grupo Ponto de Partida e será apresentado aos capixabas

P

  completar 20 anos do projeto, o Grupo Ponto de Partida e o Coro Meninos de Araçuaí se debruçam sobre a própria origem deste encontro e relançam o espetáculo “Roda que Rola” (Natura Musical). Para marcar esse momento, o grupo se apresenta nos dias 18 e 19 de agosto, no Teatro Universitário da Universidade Federal do Espirito Santo, em Vitória. Em “Roda que Rola”, crianças são apresentadas a um repertório brasileiro inédito de cirandas, batuques, tiranas trazidas do Vale do Jequitinhonha e a vários clássicos da nossa música como Trenzinho do Caipira, de Villa Lobos, Ciranda da Bailarina, de Edu Lobo e Chico Buarque, Refazenda, de Gilberto Gil, Canto do Povo de um Lugar, de Caetano Veloso, e canções inéditas de Gilvan de Oliveira, Fernando Brant e Lido Loschi compostas especialmente para este trabalho.

A reunião dos grupos criou um projeto que produz imenso impacto na cultura brasileira

O espetáculo é costurado pela história do palhaço Repolho, que perdeu sua poesia, e que, junto à sua amiga Corina, um anjinho de procissão muito espevitado, sai pelo Vale do Jequitinhonha para encontrá-la. No caminho, Gnomos, as velhas Danga e Pirraça e os Meninos de Araçuaí, personagens que ficaram para sempre na

DIVULGAÇÃO

memória das famílias que tiveram essa “caixinha vermelha e redondinha” em casa: “Roda que Rola” vinha numa embalagem de catupiry. A viagem musical foi registrada em um disco que vendeu 40 mil cópias de forma independente e se tornou um espetáculo que circulou durante anos por dezenas de cidades mineiras. O trabalho também foi considerado por especialistas convidados pela Revista Crescer “um dos dez discos que não podem faltar na vida do seu filho”, ao lado da Arca de Noé e dos Saltimbancos. “A reunião do grupo Ponto de Partida com os Meninos de Araçuaí criou um projeto que produz um imenso impacto positivo em Araçuaí e para a cultura brasileira, por meio de espetáculos com enorme qualidade artística e que mobilizam fãs apaixonados pelo projeto. É essa capacidade de mobilização, excelência e impacto social, que permanecem relevantes com o passar dos anos”, comenta Fernanda Paiva, gerente de marketing institucional da Natura.

Em “Roda que Rola”, crianças são apresentadas a um repertório brasileiro inédito de cirandas e batuques

  Meninos de Araçuaí foi criado, em 1998, a partir de uma parceria entre a ONG Centro Popular de Cultura e Desenvolvimento e o grupo de teatro Ponto de Partida, ambos mineiros. À época, o grupo se juntaria apenas para uma apresentação de agradecimento à Natura, que apoiava a ONG. No entanto, o contato das crianças com Ponto de Partida foi tão intenso que ficou im-

possível despedir-se deles. Decidiu-se que o repertório usado na apresentação na fábrica da Natura, em São Paulo, se tornaria o álbum “Roda que Rola e o que os personagens que ensaiavam em Araçuaí também participaria dele. Entre os momentos emblemáticos da história do grupo, está a parceria com Milton Nascimento para o espetáculo “Ser Minas Tão Gerais”. Com

Grandes nomes na trajetória texto de Drummond, a peça passou pelo Municipal do Rio de Janeiro e chegou ao Théâtre des Champs Élysées, em Paris. Quando completaram 15 anos, os meninos de Araçuaí gravaram quatro CDs em parceria com o grupo instrumental Pau Brasil e Marlui Miranda, a “Coleção Presente de Vô”, também misturando músicas e histórias. Neste repertório, há cantigas guarani ja-

mais apresentadas às crianças brasileiras. Acalantos africanos, cirandas portuguesas, Tom Jobim, Chico Buarque, Gilberto Gil, músicas do Vale e canções originais feitas pelos compositores do Ponto de Partida especialmente para a trilha. O espetáculo nascido destes discos emocionou tanto o público que este sentimento acabou virando documentário.


5

SEXTA-FEIRA, 10 DE AGOSTO DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Social

Bianca Coutinho bianca@eshoje.com.br

50 anos do petróleo no ES

MONIQUE JANUTT

O petróleo capixaba é mateense. Foi em 7 de agosto de 1968, no distrito de Nativos, em São Mateus, que o então governador Cristiano Dias Lopes presenciou a primeira jorrada de petróleo no Espírito Santo. A lembrança é do nosso colunista Cacau Monjardim, que tem registro do ouro negro. CAMILLA BAPTISTIN

Decor cult

O Morar Mais 2018, evento de arquitetura e decoração que acontece em Jardim Camburi, contará com um amplo espaço de convivência para receber programação cultural, incluindo bate papos, shows e apresentações musicais, além de food trucks e cervejas artesanais. A convite das arquitetas Fernanda Rangel e Nayara Espicalsky, a digital influencer Thalita Legora dará o toque no espaço “Bilheteria”. A mostra começa dia 14 de agosto até 23 de setembro. Equipe ESHOJE no VM 2018. Lorena Vago, Pedro Cunha e Ariane Perovano LÉO GURGEL

Toninho e Marina Boeachat com o “nêgo véio” Alexandre Pires ÁTILA HÉRCULES

Lançamento. Renan e Katia Mantova-

neli lançam a coleção primavera verão ‘Aurora’, dia 16, na loja da Praia do Canto. Mari Paraíso vai cuidar da decoração.

Curso. Mariana Laranja está em São

Paulo, onde vai participar do Congresso Internacional de Lifting Orofacial e Rejuvenescimento na Odontologia, nos dias 10 e 11. O evento reúne palestrantes e alunos de várias partes do mundo.

AmorES. O chef Ari Cardoso, apresen-

tou, na última semana, a moqueca capixaba em evento de divulgação do Espírito Santo, na cidade de Porto Alegre/RS.

Hope. Lourdes Landeiro promove em

seu instituto, no próximo dia 25, palestra sobre relacionamento. Ao lado do infectologista Lino Neves, serão abordados a saúde física e emocional de um relacionamento.

Louyse Duarte e Moisés Nascimento PEDRO CUNHA

Travel. Dalete e Fabiano Campello estão curtindo férias no Chile. Dentre os passeios estão o Valle Nevado, Concha y Toro e Vina del Maipo. Talks. Filipe Fioroti é um dos pales-

trantes do evento de empreendedorismo que vai acontecer no próximo dia 13, em Vitória. Ele vai falar sobre o sucesso dos seus projetos de entretenimento.

VM18. Thiago Malva, editor do site Fi-

níssimo, de Brasília, foi um dos poucos editores de moda nacional, presentes no evento capixaba.

Out. Não teve a repercussão esperada a

aula do famoso professor e Teólogo Leonardo Boff na UFES. Ele é aquele que fez um acompanhamento espiritual ao ex-presidente Lula, na prisão, Curitiba.

Feliz aniversário Karoline Moreira,

Silvia Fioroti em noite de muito axé

Nicolly Dalprá e Átila Hércules pelos corredores do Vitória Moda 2018

Camilla Gumeiro, Dalva Cardozo, Leila Ferraz e Fernando Barros (10); Eliana Gomes, Cacá Melo e Renon Pena de Sá (11); Gabriela Varejão e Ana Rodrigues (12); Fernanda Soares, Doracy Beltrane e Mariana Zanotti (13); Carlos Roberto Coutinho, Raissa Franzotti, Fabiana Tavares, Débora Santos e Dirceu Borboleta (14); Lequinho Gomes Moreira e Hiram Correia Bragança (15); Taís Moreira, Naíta Borges e Bianca Guisso (16).


6

SEXTA-FEIRA, 10 DE AGOSTO DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Palcos e Atores cacaumonjardimphd@yahoo.com.br L

Cacau Monjardim

O

PEDRO QUITIBA/ASSESSORIA PMA

antigo ramal Santo Eduardo/Vitória, sonho que andou esquecido por muitos anos, volta hoje ao noticiário identificado como EF-118, ligação que deverá conectar Vitória ao Rio de Janeiro, consoante projeto original. Recentes entendimentos reunindo Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Pará, acordados pelo interesse da Vale em renovar o seu contrato de exploração do trecho Vitória/Minas, e um velado interesse do Governo Federal em transferir recursos da renovação do contrato da nossa ferrovia para a Região Centro-Oeste, geraram imensa preocupação do Estado. Isso porque

Aeroporto

O nosso, agora, mais moderno e bonito aeroporto Eurico Salles, vem “assustando” os capixabas e turistas que estavam

ameaça a viabilidade de um projeto fundamental para o desenvolvimento da economia capixaba. As atuais pretensões do ES e seus parceiros ganham a aprovação federal. Pelo menos no caso do Espírito Santo, liberando o trecho Vitória/Minas a UBU, escalonando, numa segunda etapa, o restante do trecho até o Rio de Janeiro.

distantes das suas raízes e dos projetos de lazer e recreação. No entanto, apesar de ser considerado o terceiro melhor aeroporDIVULGAÇÃO

Anchieta continua esperando a Ferrovia ES-118

to do país, com invejável índice de lucratividade, ele continua aguardando a liberação da nova pista de pouso e decolagem.

Estacionamento

O encontro mensal da velha guarda dos jornalistas legais, realizado no restaurante Aleixo, esteve integrado de todo o seu quadro social. Na oportunidade foi recebido como convidado o empresário Adir Bachour, considerado um “jornalista genérico”, por suas boas fontes. Presentes, recordando fatos e pessoas do passado, estavam Setembrino Pelissari, Hélio Dorea, Marilio Cabral, Hélio Santos, Adam Emil, Esdras Leonor, Deni da Conceição, Eleisson de Almeida, Ronaldo Nascimento e este colunista. A próxima reunião será em 3 de setembro, terá como convidado especial Plinio Marchini. Bola prá frente, pois o grupo continua enxuto...

H. DOREA

Sede da Apple em Cupertino, na Califórnia, USA

Homenagem

Quando eu ocupava a presidência da Emcatur e Marien Calixte a Secretaria de Turismo de Vitória, nós vivemos um momento de euforia e valorização das nossas potencialidades. Marien, sempre sensível e identificado com o nosso turismo, criou para a capital o bordão “Viver é ver Vitória”, que à época foi corajosamente levado, com atrevido sucesso ao mercado turístico nacional. Marien foi homenageado na Câmara Municipal e saudado por Setembrino Pelissari, que também lembrava o saudoso Milson Henriques pela polêmica e bem sucedida peça de “De Vitória a Setembrino”. Sugiro que a Câmara Municipal, em projeto específico, determine que o bordão de Marien seja permanentemente um referencial de marketing da Cidade de Vitória.

CHARGISTA AMARILDO/AG

Jornalistas

Apple, uma das maiores empresas do mundo da informação, entra num patamar de valorização da ordem de 1 trilhão de dólares, o que, pela primeira vez, ocorre no mercado. O que impressiona é que esta empresa, que no passado esteve à beira da falência, nos últimos 20 anos conseguiu chegar ao topo das grandes corporações mundiais. Apesar deste fantástico sucesso a Apple figura em terceiro lugar, atrás da Samsung e Huawei, no mercado mundial. CHARGISTA AMARILDO/AG

Temos notado que o excelente conjunto de estacionamento do aeroporto de Vitória, na opinião de muitos usuários, está cobrando taxas abusivas, multiplicadas em dobro para a segunda hora. Surgem também criticas quanto aos tradicionais conflitos entre taxistas, ‘ubernistas’ e motoristas de outros municípios envolvidos, vias de regra, pela captura na conquista de clientes. O que tem gerado divergências entre os preços das corridas. Mas, o que realmente preocupa é querer nivelar a nossa atual joia aeronáutica, para efeito de privatização, ao campo de aviação de Macaé.

Trilhão

MEC/SHOW: Visite ainda hoje a maior feira de engenharia mecânica do pais (Carapina)


7

SEXTA-FEIRA, 10 DE AGOSTO DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Moda

Lorena Vago

lorena@eshoje.com.br

Versatilidade no beachwear 2019

FOTOS: ÁTILA HÉRCULES/ESHOJE

Em sua 11ª edição, o Vitória Moda firmou tendências para a próxima estação. O beachwear e a celebração ao poder feminino, marcaram a temporada. Com o tema “Praia Urbana” já era de se esperar muitas novidades na moda praia. Biquinis e maiôs surgem sofisticados, cheios de recortes e decotes ousados. Destaque para o macramê e o crochê como grandes hits das areias. O mood artesanal e natural apareceu ainda em tingimentos, tecidos (principalmente na moda masculina) e acessórios. Completando o look de verão, coleções resorts ganharam ainda mais força. Novas marcas, ao lado de outras já bastante conhecidas, investiram na versatilidade das peças que são capazes de compor produções fora da praia. Para quem ainda estava re-

Zinsk

sistente ao retorno da moda dos anos 90, pode se preparar. A década dessa vez veio mais escancarada nas passarelas capixabas. Cores flúor, biquínis, maiôs cavados, vinil, transparência e, claro, pochete. Em contrapartida a todo esse summer vibes, como as temporadas fashions andam sem estações definidas, pelas passarelas também cruzaram muitas peças atemporais, sóbrias e invernais. Por fim, se podemos resumir este Vitória Moda em uma palavra, seria empoderamento. A celebração do feminismo foi o ponto alto desta edição. Impossível não se emocionar e não se orgulhar da indústria da moda capixaba.

Nananne

Hagaef CAMILLA BAPTISTIN

Hula Hula

Adriana Candido

Villa Fiore

Konyk

Epzodium

Villa Fiore


8

SEXTA-FEIRA, 10 DE AGOSTO 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Sabor ES

Porque comer com prazer é ainda melhor!

Mirka Garmendia sabores@eshoje.com.br

Ele é completo! Há médicos que garantem: após o leite materno o ovo é o alimento mais completo. Não é à toa que dele nasce um pintinho. Não sei vocês, mas essa colunista que vos escreve adora ovos. Muito versátil, utilizo o alimento em quase todas as minhas preparações. Agora, que estou de dieta, ele ajuda a saciar a minha fome e me ajudar a controlar o peso. Tenho dois filhos e a minha caçula tem alergia ao trigo. O ovo entra como meu aliado e sempre preparo pães à base de ovo com polvilho, ou batata, e ela adora. Apesar de o alimento já ter passado por altos e baixos que arranharam sua reputação, faz um tempo que a ciência demonstrou que seus teores e l e va d o s d e colesterol – o grande motivo de apedrejamento – não se revertem em malefício dentro do corpo. Hoje se sabe que apenas um terço do colesterol da dieta é realmente absorvido. Para completar, há até suspeitas de que o ovo desempenhe um papel protetor diante do coração. É que, em um estudo, o consumo do alimento foi ligado a um aumento nos níveis de colesterol HDL, aquele bom para as artérias. Uma grande fonte de proteína, é nas claras que as encontramos – os

MIRKA GARMENDIA

marombeiros consomem muito, sobretudo após os treinos. Mas é na gema do ovo que está o reservatório de colina, vitamina que age no cérebro e contribuindo para o processamento e armazenagem de lembranças. Tudo porque ela é precursora de um neurotransmissor conhecido como acetilcolina, intimamente envolvido com a nossa memória – sabe-se que portadores de Alzheimer possuem uma menor concentra- A ciência vem mostrando, ao longo dos anos, que o ovo é aliado da saúde. E, sabemos, das melhores receitas ção elemento. Mais um motivo para SUFLÊ DE BACALHAU consumir a gema é que w C as batatas em água e Ingredientes Modo de Preparo ela esbanja luteína e a sal até que estejam bem maw A o azeite em uma pazeaxantina, duas subsw 500 g de bacalhau dessalgado cias e amasse-as formando nela grande, e quando estiver tâncias prestigiadíssimas e limpo um purê. bem quente, coloque o alho quando o assunto é saúw 4 xícaras (chá) de batata coziamassado e a cebola picadi- w A a farinha de trigo e as de ocular. São antioxida e amassada gemas de ovo às bat at as nha. Refogue até que eles esdantes capazes de se w 2 colheres (sopa) de farinha de amassadas e misture bem. tejam levemente dourados. acumular na retina. trigo w B as claras em neve e misw E seguida, acrescente os toAgora que sabemos os w 2 cebolas picadas ture delicadamente às batatas. mates, abaixe o fogo e cozinhe motivos pelo qual devew 1 dente de alho amassado w J o refogado de bacalhau por aproximadamente 5 mimos consumi-lo, que tal w 3 ovos já morno e misture levemente. nutos. uma receita? Esta semaw 3 tomates sem pele e sem sew D em um refratário unw A o bacalhau desna vamos de suflê, onde mente picados tado que possa ir ao forno. salgado e desfiado e misture o ovo é ingrediente funw 4 colheres (sopa) de azeite w A em forno pré-aquecido a bem. Refogue por mais uns damental, pois, além da w 50 g de azeitonas pretas 180º C até a massa crescer e minutos e então acrescente as questão nutricional, dá w  picada a gosto ficar dourada. azeitonas e a salsinha. Mexa liga, sabor e a coloração w S quente e bom apetite! bem e reserve. para o prato ficar ainda mais gostoso.

Jornal ESHOJE_709  

Prédios e condomínios aderem às portarias eletrônicas ou virtuais, aumentando o desemprego

Jornal ESHOJE_709  

Prédios e condomínios aderem às portarias eletrônicas ou virtuais, aumentando o desemprego

Advertisement