Page 1

www.eshoje.com.br

DIVULGAÇÃO

Vitória, 4 de maio de 2018 J Ano XVII J Nº 695 J Edição Gratuita Semanal

Antes do inverno, o pavêj

ESHJ2

ESHOJE

SABOR ES

DIVULGAÇÃO

Fundado em 19 de julho de 2000 por Carlos Roberto Coutinho

COLUNA

Civilizados recordistas em furtosj6

ESHOJE2

Hits de Vercillo em VVj j3 3

Frota de veículos aumentou 14 vezes mais do que o povo No Espírito Santo transitam, atualmente, 1.907.000 de automóveis; para desestimular o uso dos veículos particulares gestões investem na qualidade do transporte públicoj4 e 5 THAIS ROSSI

SEM MORADIA, ELES OCUPAM

DIVULGAÇÃO

j3

BODYBOARD CAPIXABA INAUGURA A TEMPORADA

Melhores do Estado disputam nas ondas da Barra do Jucu, neste sábado (05)j7

Max cada vez mais distante do ninho Rodrigo, Verônica e Júnior fazem parte das mais de 10 mil famílias sem moradia em Vitória; eles ocupam antigo prédio de colégio, no Centro

Prefeito de Vila Velha vai apoiar candidatos de outros partidosj5


2

Opinião

SEXTA-FEirA, 4 dE mAio dE 2018 j www.EShojE.com.br

fOTO DA SEmAnA

ESPAÇO DO LEITOR corpo de bombeiros-sp

Até quando?

Em um telejornal assistimos a prisão de um criminoso que matou mais de 50 pessoas. beneficiado pela justiça por ter "bom comportamento", foi solto e não retornou. Qual homem que mata cinquenta pessoas pode ter esse benefício? É por isso que estamos perdendo a luta contra a violência: quando não é beneficiado pelo indulto é solto pela Audiência de custódia. Carlos Carvalho Loureiro

Dinheiro com carimbo

Pessoas carimbando cédulas de dinheiro com o rosto do ex-presidente é um atentado à constituição Federativa do brasil, escrever no tesouro brasileiro. Prédio de 24 andares ocupado pelo Movimento dos Sem-Teto pega fogo e desaba em São Paulo

Dinheiro com carimbo II

EDITORIAL

Sempre me ensinaram a não rabiscar uma nota de dinheiro. Acho q eles não tiveram a mesma educação.

A milícia imobiliária O incêndio, seguido do desabamento, do edifício Wilton Paes de Almeida, no centro de São Paulo, esta semana, mostrou uma das características mais solidadas do atual momento brasileiro: somos um país sem políticas públicas, somos uma nação que investe toda a sua energia na preservação dos privilégios da elite, em detrimento da grande massa de miseráveis, em número muito maior do que os 13 milhões de desempregado. O tragédia paulista revelou seu perfil mais cruel com o jogo de empurra-empurra entre as facções que avocam para si o monopólio da representação dos sem-teto. Hipócritas, gente de pouco ou nenhum escrúpulo, se valendo da miséria do povo para construir um projeto pessoal de poder. Há que se apurar responsabilidades, sem dúvidas, mas há que se apurar, sobretudo, a responsabilidade de quem, impunemente, organizou a invasão a um imóvel público e, despudoradamente, cobrava valores mensais variando entre R$ 150,00 e R$ 400,00 de cada família, a título de aluguel ou condomínio. Essa gente que manipula a massa sofrida não tem compromisso com nada além do próprio patrimônio econômico. Ao contrário dos invasores, os coordenadores dos movimentos não moram em favelas, não andam de ônibus nem de metrô; Estão todos muito bem instalados em bairros nobres, com carros importados e vida cheia de fartura, proporcionada por recursos desviados dos cofres públicos. É inaceitável que a mais importante liderança do movimento dos sem-teto do País, Paulo Boulos, imagine que seu papel e sua responsabilidade se esgotam numa manifestação de solidariedade através das redes sociais.

A opinião dos colunistas não reflete o posicionamento do veículo

José Albano Cadeia

"Querem responsabilizar as vítimas", enfatizou com cinismo invejável. Vítima, sim, mas de gente inescrupulosa, que sustenta apenas um discurso politicamente correto, mas pratica todas as formas desumanas de subtrair da população a possibilidade de vida com dignidade. O que é, afinal, um incendiozinho com menos de 200 desabrigados? Afinal, essas lideranças fajutas estão ocupadas com projetos de importância social muito mais relevante: montar acampamento em frente à carceragem da Polícia Federal, em Curitiba, onde está o condenado Lula da Silva, preso por corrupção. Aí os inescrupulosos voltam à cena para dizer que não há provas, que o juiz Sérgio Moro é agente da CIA e que tudo é um golpe da Rede Globo. O mais curioso de tudo é que a defesa do condenado Lula da Silva, apenas se insistir na inexistência de provas de corrupção do ex-presidente condenado por corrupção, consegue no sempre subserviente Supremo Tribunal Federal autorização para retirar das mãos de Sérgio Moro as provas inexistentes produzidas pela Odebrecht. Tudo sempre tão lamentável como a inequívoca omissão do poder público. Está faltando vergonha na cara.

Boa Leitura!

tiragem: 5.000 exemplares circulação: Grande Vitória e digital periodicidade: Semanal

diretor geral carlos roberto coutinho carlos@eshoje.com.br

rua Paschoal delmaestro, 260 Ed. Vila da Praia, Sl. 5 e 6 - jardim camburi - Vitória - Espírito Santo cep. 29.090-460 Tel. 27 3395-1800/Fax. 3395-1801 www.eshoje.jor.br redacao@eshoje.com.br

diretora administrativa bianca coutinho bianca@eshoje.com.br

Lorena Zamprogno

Pastor preso

Não posso julgar ninguém, continuem com as investigações e que a verdade venha à tona. deus tudo vê, diante dele nada fica encoberto, mais cedo ou mais tarde saberemos a verdade! Lina Ribeiro

Pastor preso II

Se ele for ou não culpado, a justiça vai esclarecer, mas nada explica o fato de não tentar salvar as crianças. Triste realidade!

Desaparecidos

Sobre o aumento no número de desaparecidos encontrados mortos no Espírito Santo, penso que se todo mundo se unir rápido na hora que some uma pessoa, principalmente crianças, teríamos mais chances de achar e ajudar. Cristina Rodrigues

Soro vencido

Sobre o uso de soro vencido usado em uma criança em tratamento de quimioterapia penso ser um erro duplo: começou pela farmácia e parou na enfermagem. complicado! Ana Cristina

Soro vencido II

como sempre descaso com a saúde pública. cadê vigilância sanitária pra ir nestes hospitais fazer vistorias? Sandra Mara Reis

Drogas

o piloto da aeronave aprendida com drogas no Espírito Santo foi preso novamente. isso da um funk: prende solta prende solta helioca ca ca. daqui a pouco tá solto novamente. Renata Lima

Drogas II

Engraçado que os donos do helicóptero nunca são punidos... Raul Bussolotti

Judiciário

Pastores devem ter faculdade de teologia, não acredito que o acusado e a esposa tenham. Ainda acho que eles precisam sofrer um processo da associação batista por usar o nome dos batistas, numa igreja que provavelmente não tenha registro na associação.

o PT tenta espetacularizar a prisão de Lula sob a deformação ótica de crime sem prova e de preso político, em flagrante desrespeito ao Poder judiciário, cujas decisões as pessoas civilizadas acatam, não obstante possam não concordar com elas (...) Essa turma petista e comunista - que pretendia eternizar, no país, a corrupção para fins de locupletamento, abortada e comprovada pela Lava-jato - precisa tomar uma drástica lição não só do judiciário. Para isso, a volta dos militares é necessária.

Lidia Amendro

Júlio César Cardoso

Marcelle Lopes

Pastor preso III

twitter: @eshoje / facebook: eshoje / instagram: /eshoje

projeto gráfico renon Pena de Sá e Patrícia Araújo www.renondesign.com fotografias Arquivo redacao@eshoje.com.br

diagramação diretora de redação/editora danieleh coutinho - mTb/ES 2694-jP jeferson Louis - mTb/ES 3605/ES danihcoutinho@eshoje.com.br

redação Andreia Foeger carolina boueri Gustavo Gouvêa Pedro ivo cunha Thaís rossi bárbara caldeiras márcia Almeida


Cidades

SEXTA-FEirA, 4 dE mAio dE 2018 j www.EShojE.com.br

3

10 mil famílias sem moradia As famílias moram de aluguel, com os pais, em imóveis cedidos, em barracos e nas ruas de Vitória Thais Rossi thaismr@live.com

O

município de Vitória tem 10.500 famílias sem moradia própria, de acordo com levantamento da Prefeitura. São famílias que moram de aluguel, com os pais, em imóveis cedidos, áreas de risco, em barracos de madeira e na rua. O último levantamento da Associação de Moradores do Centro de Vitória (AMACentro) mostrou que mais 200 prédios estão desocupados no bairro. No entanto, segundo a Secretaria de Obras e Habitação (SEMOHAB) não existe um levantamento oficial. A pasta informou que seis prédios estão ocupados por famílias: três pertencem à Prefeitura de Vitória, dois são particulares e um é do Governo do Estado. O antigo prédio do colégio Americano Batista, na Rua Loren Remo, no Centro de Vitória, está ocupado por nove famílias há dois meses. Júnior Pereira da Rocha é quem está à frente da ocupação. Aos 35 anos, ele se juntou ao movimento, há cerca de 15 dias, com a esposa, grávida de sete meses, por estar desempregado. “Eu morava em Belo Horizonte e vim para Vitória por falta de emprego, há nove meses. Fiquei em situação de rua seis meses e meio com minha esposa, e após isso, conheci uma pessoa e fui chamado para integrar a ocupação. É uma adrenalina morar numa ocupação. É como se a qualquer hora o dono fosse chegar e pedir o imóvel. Temos sempre um advogado e quem possa correr atrás dos documentos para tentar nos ajudar. Nós aqui lutamos por moradia”. Segundo ele, há diversos prédios vazios. O prédio está condenado, mas por orientação de um engenheiro, eles permanecem no local por considerar que não há riscos estruturais. “Nenhum representante veio aqui. Estamos aguardando. Vamos continuar

thais rossi

aqui. Queremos melhoria para nós. Caso a gente precise sair, vamos para outro lugar”, afirmou.

Nós temos um advogado e gente para nos ajudar. Lutamos aqui por moradia júNioR PeReiRa, ocupante

PaRque moscoso O Edifício Santa Cecília, no Parque Moscoso também está ocupado. Segundo um dos representantes do movimento, Samuel Coelho, houve tentativa de diálogo com o poder público. O representante afirmou que os ocupantes foram enganados pela organização Brigadas Populares e também pelo Movimento Nacional de Luta por Moradias. A promessa era de que, após uma reforma na antiga sede do Instituto de Aposentadorias e Pensões dos Industriários (IAPI), cerca de 40 famílias iriam para lá. Como nada foi feito, o grupo não descarta a possibilidade de voltar ao local. “Foi feito um acordo na sede do IAPI, para que a entidade que ganhou a licitação pela reforma incluísse 40 pessoas. Mas apareceu outro documento, dizendo ser fachada. Fomos enganados. Vamos negociar. Se não chegarmos a um acordo, vamos ocupar o IAPI, e a entidade terá problemas”. Um incêndio chegou a ser registrado no antigo IAPI, na ocupação que ocorreu em julho de 2017. Samuel Coelho explicou que os ocupantes tomam todas as preocupações para evitar qualquer tipo de acidente. “Temos um grupo de engenheiros que olham as fotos feitas por nós, bem nítidas, que mostram, por exemplo, vigas descascando. Temos todo um suporte técnico, eletricistas formados, mestre de obras, que nos orientam”, disse.

antigo colégio americano Batista, no centro de Vitória, é moradia para nove famílias desabrigadas

Famílias em prédio de colégio o desempregado Rodrigo Ramos Delfino, 31, também está na ocupação do prédio do antigo Colégio Americano. Fora do mercado de trabalho há mais de um ano, ele morava no bairro Santos Dumont, em Vitória, mas acabou despejado por falta de dinheiro para pagar o aluguel. “A pessoa pediu a casa e não vi outra alternativa a não ser acom-

panhar meus amigos, que lutam por moradia junto ao Governo do Estado. Estou sabendo que algumas já saíram, mas a prefeitura quer passar para pessoas de fora. Quem precisa mesmo, eles não estão colocando. Às vezes, são pessoas que até têm moradia. Não quero chegar a situação de rua. Por isso, estou aqui. Tenho um filho e estou na luta para que eu, ele

e até o filho dele tenham moradia, que é um direito nosso”, afirmou. Verônica Fleres Alves dos Santos, 18, morava numa casa de apenas um cômodo com outras cinco pessoas no bairro São Pedro. “Vim para cá por estar precisando de uma moradia. Esse prédio está abandonado há 10 anos. Eu estou aqui há um mês, com minha irmã e meu marido”.

Diálogo ou reintegração de posse o secretário Municipal de Obras e Habitação, Sérgio Sá, afirma que quando ocorre ocupação em prédio da prefeitura, existe o diálogo. “Pedimos que os ocupantes saiam do prédio, porque são prédios de bem público. Pedimos que eles deem entrada no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico), porque acreditamos que todos têm direito a moradias por parte da prefeitura. Sugerimos e encaminhamos o processo. Quando eles

não aceitam sair, entramos com o pedido de reintegração de posse, porque além de ser de uso público, entendemos que eles não são dimensionadas a esse fim e gera riscos”, completa. Quanto ao programa Morar no Centro, da Prefeitura de Vitória, que tinha como um dos objetivos reduzir o déficit habitacional da cidade, Sérgio Sá afirmou que está em andamento. Já foram comprados quatro prédios, dos quais três foram reformados e 94 moradias foram entregues.

“Estamos em fase final junto à Caixa Econômica Federal para finalizar o Edifício Santa Cecília. Com isso, serão mais 40 unidades habitacionais para quem mora em morros do Centro, como Piedade e Fonte Grande”. Sá afirmou que a Prefeitura entrou com liminar no Judiciário para reintegração de posse do Edifício Santa Cecília, mas foi negada. Às famílias que desocuparem os prédios resta, por decisão própria, escolher para onde ir.


4

Cidades

SEXTA-FEIRA, 4 DE mAIO DE 2018 j www.EShOjE.COm.bR

A matemática do colapso nas vias urbanas capixabas

Em 14 anos, frota de automóveis nas ruas do Estado cresceu quase 14 vezes mais do que população GuStavo Gouvêa gustavo@eshoje.com.br

N

o ano de 2004 éramos cerca de 3,3 milhões de habitantes no Espírito Santo e em nossas ruas circulavam aproximadamente 800 mil veículos, média de um veículo para mais de quatro habitantes. Hoje, somos quatro milhões de habitantes e temos 1.907.000 veículos nas vias capixabas, praticamente um veículo para cada dois habitantes. Isso significa que nos últimos 14 anos, o crescimento da frota de automóveis nas ruas do Estado foi 13,62 vezes maior do que o da nossa população. E a tendência é que essa diferença aumente. Levando em conta a estagnação da estrutura viária existente para a circulação de automóveis no Espírito Santo não é difícil concluir que num futuro não muito distante haverá um colapso no trânsito capixaba, caso nada seja feito. Para especialistas em mobilidade urbana o caminho para evitar esse colapso entre aumento da frota e a insuficiência das vias é o investimento no transporte público de qualidade a ponto de fazer com que as pessoas deixem os veículos particulares em casa para andar de ônibus. Aliado a isso, uma cobertura consistente e eficiente da malha cicloviária. “A cidade já tem uma estrutura viária pronta e a expansão da estrutura é onerosa e no nosso caso nem sempre possível. Mas o fato é que precisamos estar bem preparados para realizar um serviço de transporte público excelente. Não

adianta querer melhorar a cidade para comportar mais veículos pois isso é um caminho sem fim. O transporte público deve ter prioridade sobre o transporte individual motorizado”, explica Gesiane Silveira, professora da disciplina de infraestrutura de transportes do curso de Engenharia Civil, na Universidade Vila Velha.

Para atrair o usuário é preciso que os ônibus tenham pontualidade, conforto, segurança

crônicas dumas viagens

NÚMEROS

800 mil

era a quantidade de veículos nas ruas do espírito santo, em 2004

1,9 milhão É o número de automóveis que circulam hoje nas vias capixabas

GeiSiane Silveira, professora

Para ela, falta qualidade para o transporte coletivo local. “É preciso que tenha mais qualidade, o que envolve pontualidade, frequência, conforto, segurança. É dessa forma que vai conseguir atrair o usuário do transporte particular. É preciso um planejamento conjunto entre os municípios da Região Metropolitana para racionalizar o sistema, eliminando sobreposição de linhas, integrando as regiões de formas mais eficientes”, completa Silveira. Qualidade baixa Para o professor Duarte de Souza Rosa, do departamento de Administração da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), nos últimos anos as poucas melhorias viárias realizadas na Grande Vitória não contemplaram o transporte coletivo. Aliado a isso, ele considera a quali-

especialistas concordam que para desestimular o uso do carro é preciso investir em transporte coletivo dade do transporte público capixaba baixa, enquanto as tarifas são altas e não condizentes com o serviço prestado. “As pessoas querem realizar suas atividades laborais, negócios, procurar saúde, em diferentes lugares e essa demanda de transporte não é atendida adequadamente pelo transporte público. Aliado a isso, temos a facilidade de aquisição do transporte privado e a maioria das

Ciclovias capilarizadas em vitória Se em Vitória existe falta de espaço para a expansão da infraestrutura de vias para automóveis, existe totais condições de expandir a malha cicloviária e capilarizá-la para dentro dos bairros, o que seria mais um reforço para desafogar o trânsito na Capital. Segundo os especialistas, a medida ainda incentiva uso de veículos não motorizados e não poluidores para o movimento pendular. “Há iniciativas da prefeitura neste sentido, que é louvável. Então que não paremos, pois precisamos de uma melhor infraestrutura para transporte cicloviário. Temos algo que funciona mais como lazer, como nas faixas exclusivas nos fins de semana. Precisamos melhores condições durante

toda semana para transitar com segurança”, afirma a professora Geisiane Silveira. Roberta Lima Gomes, professora da UFES, se utiliza da bicicleta para tarefas diárias, e explica que é preciso intensificar os trabalhos em relação às ciclovias. “Vitória não é extensa e o uso das bicicletas e ciclovias é uma solução. É preciso que sejam mais capilarizadas. É preciso ter mais ciclovias na cidade, não só nas vias principais, porque vemos na orla, em poucas avenidas, mas a partir do momento que tem que entrar em determinado bairro, fica intransitável. Falo isso, até porque levamos nossos filhos de bicicletas para escola e realmente é uma aventura, com grau de risco

Quando tem que entrar de bicicleta em alguns bairros, fica intransitável

roberta GomeS, professora

alto”, frisa Roberta Lima. Investir em campanhas educativas é essencial. “É fundamental. Se oferecer a estrutura e não conscientizar as pessoas do uso, a efetividade fica a desejar. Educação é a única ferramenta que temos para mudar a cultura. Temos que usá-la para valorizar uso dos transportes alternativos e transporte público”, completa.

pessoas opta por este. Inclusive houve um crescimento espantoso de vendas de motos e vespas”, frisa o professor. “O que se viu nesses últimos anos foram poucas remodelações nas vias e que não incluíram o transporte coletivo de passageiros. Se não investir no sistema de transporte público de passageiros, maior numero de ligações, melhoria da qualidade do veículo, não tem jeito. Não

pode ser esse transporte carroçado, que as pessoas não conseguem ficar sentadas, quando fica escorrega das cadeiras, ou não tem estofamento... É lamentável ver essa situação e as tarifas ao mesmo tempo caríssimas. Não adianta dizer pras pessoas pra deixar o carro em casa e usar o coletivo se não melhorar a qualidade. Se não agir nesse sentido, o problema vai aumentar”, alerta Duarte Rosa.

Superlotação e horários bem definidos Ter opções de linhas com horários bem definidos, melhorar frequência e solucionar a superlotação sobretudo nos horários de pico. Para a professora Roberta Gomes, que também concorda que a solução para o colapso do trânsito passa pelo investimento no transporte coletivo, essas são medidas que farão a população priorizar o transporte público. “Certamente a solução é investir no transporte público. Precisamos ter opções de linhas que tenham horários bem definidos para que o cidadão programe sua jornada com uma margem pequena de erro. Precisamos ter solução para a superlotação nos horários de pico, melhorar a frequência dos ônibus. Ter serviços com apoio de TI, ter

apps em que o cidadão entre o destino e dê opções de linha nesses horários, estimativa do tempo. São incentivos para o cidadão optar pelo transporte público ao invés do carro”, explica a professora. Os especialistas concordam com a medida da linha verde adotada há um mês pela Prefeitura de Vitória e acreditam que, embora tenha demorado, já é um começo. “A linha verde é um começo, mas está um pouco isolada. Precisaria estar associada a essas outras medidas, como racionalização, eliminar sobreposição de linhas... Deve ser feito na Grande Vitória como um todo. Só assim vai ter eficiência. Por enquanto, ainda é mais confortável pessoa ter o próprio veículo, então opta por isso”.


Geral

SEXTA-FEirA, 4 dE mAio dE 2018 j www.EShojE.com.br PMV

Bastidores da Política Fora do ninho

O prefeito de Vila Velha, Max Filho, está cada vez mais distante do PSDB e nessas eleições vai mostrar isso apoiando seus candidatos, que não são do ninho. O vice-prefeito, Jorge Carreta, que concorrerá a deputado federal, por exemplo, é do Avante.

Ordem

Secretário afirmou que prefeitura negocia com estado integrar o sistema municipal com o transcol

“Primeiro demanda, depois a qualidade” Secretário de Transportes de Vitória, Tyago hoffmann, afirma que confiabilidade de horário é primordial para atrair usuário

Q

uem estuda a mobilidade urbana na Grande Vitória, concorda que a Linha Verde, iniciativa da prefeitura da Capital para priorizar o transporte coletivo, é necessária. Mas que, aliado a isso, é preciso melhorar a qualidade dos ônibus e do serviço prestado. O secretário de Transportes, Trânsito e Infraestrutura Urbana de Vitória, Tyago Hoffman, afirma que em primeiro lugar é preciso gerar a demanda pelo transporte coletivo de passageiros, para depois melhorar a qualidade dos veículos e do serviço. Segundo ele, nos últimos anos o número de passageiros dos ônibus caiu pela metade. “Se a frota aumentou 14 vezes neste período, o número de passageiros nos coletivos caiu a metade. O transporte coletivo é público, mas é concessão. É operado por empresas e empresa precisa ter lucro. Eles gostariam de ter ônibus que atendessem cada vez melhor, mas não há demanda hoje. Esse possível cliente hoje está dentro do carro. Tem gente que tá falando que concorda com a faixa exclusiva, mas primeiro tem que melhorar a qualidade do coletivo. Primeiro temos que dar aos ônibus melhores condições para trabalhar de forma mais veloz”, afirma Hoffman. Ele afirma, embasado em pesquisa realizada pela ANTP (Associação Nacional de Transportes Públicos), que “o que as pessoas consideram qualidade é confiabilidade de horário”. “O carro eu pego a hora que eu quiser e vai me levar onde quiser

e na hora que eu quiser. Em primeiro lugar tem que ter confiabilidade de horário e o que a linha verde faz é gerar confiabilidade de horário. Estamos entregando essa confiabilidade. Queremos tornar o transporte público viável, veloz e atrativo para que as pessoas possam trocar o transporte individual. Começa a ficar irracional ficar mais tempo dentro do carro e perder um tempo para a família, por exemplo. Esse é o movimento e é isso que temos adotado com a ideia da linha verde”, explica Hoffman. E admite: “Temos muitas outras coisas a serem melhoradas. Mas esse é o primeiro passo para atrair a demanda e dar ao transporte coletivo condições melhores que as dos outros veículos, que façam a população utilizá-lo ao invés do transporte particular”. eCOnOmiA de temPO De acordo com o secretário, no último teste da Linha Verde, realizado no percurso do Hortomercado, na Praia do Suá, até o cruzamento da Avenida Norte Sul, em Jardim Camburi, a economia de tempo chegou a quase 50%, segundo Hoffman. “Um percurso que era realizado em 41 minutos passou a ser feito em 26 minutos, um ganho espetacular. A troca do carro pelo ônibus é algo que vislumbramos a médio e longo prazo”, diz. Para aumentar a eficiência, racionalizar o transporte, acabar com a sobreposição de linhas e baratear os custos, o secretário afirma que trabalha pela integra-

ção dos ônibus municipais com o sistema Transcol e com o uso de uma passagem única. “Da nossa parte temos total interesse. Só estamos aguardando o posicionamento do Estado”.

Primeiro temos que dar aos ônibus condições para trabalhar de forma mais veloz

tyAgO hOFFmAnn, secretário

Quanto às ciclovias, ele afirma que a capilarização tem sido realizada, com a recém-inauguração da ciclovia da Avenida Adalberto Simão Nader. Os próximos bairros a serem contemplados com ciclofaixas serão Jardim Camburi, Mata da Praia, Jardim da Penha e Bento Ferreira. A Companhia Estadual de Transportes Coletivos de Passageiros do Estado do Espírito Santo (Ceturb-ES) informou que foi criada uma equipe técnica (Ceturb e Prefeitura de Vitória) para analisar a rede municipal de transporte, visando a integração ao Sistema Transcol. Também foi aberto um processo jurídico para a análise dos termos de permissão da PMV e o contrato do Transcol. “Em relação aos custos e racionalização do sistema, é necessária uma pesquisa de origem e destino, que dê base a simulações da rede e seus reflexos econômico-financeiros”, informou a Ceturb, por nota.

Assumiu a secretaria de Serviços da Serra, no lugar de Guto Lorenzoni, Igor Elson, que passou pela Defesa Social. Um jovem que tem recebido grande apoio e confiança do prefeito Audifax Barcelos e pode vir a ser grande liderança no município.

Lá e cá

O deputado federal Marcus Vicente está em situação difícil. O grupo de Renato Casagrande dá como certo seu apoio ao ex-governador. Inclusive tendo um movimento para que ele emplaque como vice. Porém, tem nomes ligados a ele e ao governador Paulo Hartung – como Erick Musso e Marcelo Coelho – que garantem que ele estará de mãos dadas no projeto de reeleição.

Ampliar bancada

Vitória é uma capital sem expressão na Assembleia Legislativa. O único nome da cidade, hoje, é José Esmeraldo, cujo eleitorado é prioritariamente no município. Para mudar esse quadro o prefeito Luciano Rezende se movimenta para eleger maior bancada – o que não descarta Esmeraldo -, com nomes como Fabrício Gandini e Esmael Almeida.

Apoio

O prefeito Luciano está apostando todas as suas fichas na candidatura a deputada federal de sua mulher de confiança, Lenise Loureiro, seu braço direito em todos os cargos que ocupou. Ela também tem a simpatia do prefeito da Serra, Audifax Barcelos, muito embora PPS e Rede Sustentabilidade caminhem, inicialmente, em blocos diferentes.

Andando na linha

Falando em prefeitura de Vitória, o secretário de Transporte e Trânsito, Tyago Hoffmann, está sendo alvo de muitos elogios por sua postura firme, mesmo com a Linha Verde não agradando a todos. Ele garante que

ficará no cargo e vai provar que o projeto é positivo.

Aposta

Aliás, Hoffmann não é candidato a nada nestas eleições, mas vai coordenar a companha de governador de Renato Casagrande. Ele é mais um exemplo de um modelo adotado por Luciano Rezende, de criar boas lideranças políticas. Mais lá na frente o nome de Tyago não é descartado para as eleições municipais.

Candidaturas

No dia 19 de maio será realizado encontro estadual do PSD, no qual será aberto o livro de registro de candidatura. Falando nos candidatos, do colunismo social para a política Wesley Sathler é aposta para deputado federal a convite do ex-prefeito de Vila Velha, Neucimar Fraga.

Aliança 1

Os partidos que, por hora, estão fechados com as três candidaturas ao Governo do Estado são: PSB, PPS, PCdoB, PV, PSC, Avante e PP, junto com Renato Casagrande.

Aliança 2

MDB, PSDB, PSD, PRB, PROS e PTB estão juntos no projeto de reeleição do governador Paulo Hartung. Com a senadora Rose de Freitas estão costurando aliança, Rede Sustentabilidade, Podemos e PSL.

Aliança 3

Enquanto isso, PDT e PT se mostram independentes, ao menos por enquanto. Isso pode mudar se Sérgio Vidigal for o vice na chapa de Paulo Hartung. Já DEM, PR e Solidariedade são incógnitas.

Propaganda eleitoral

Se essas alianças se confirmarem Renato Casagrande tem pouco mais de um minuto na propaganda eleitoral de rádio e TV, enquanto Paulo Hartung está com a vantagem de ter quase cinco minutos.

Politicagem

A população de Cariacica está esperando o desfecho da Câmara de Vereadores, sobre o afastamento ou não do prefeito. Os eleitores entenderam que os edis estão fazendo politicagem em cima de um quadro totalmente reconhecido: uma gestão reprovada.

5


6

SEXTA-FEIRA, 4 DE MAIO DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR

HUGO BORGES POR CÉSAR HERKENHOFF L cesarherkenhoff@hotmail.com

Judiciário que garante impunidade A decisão – desprovida de qualquer importância – do Supremo Tribunal Federal de alterar o entendimento sobre a grave questão do foro privilegiado, em nada contribuirá para pôr fim nessa excrecência brasileira que é a garantia da impunidade de deputados e senadores. Até porque o sempre suspeito STF não quis mexer nos privilégios do Judiciário, hoje é o poder que mais anda na contramão dos anseios da sociedade brasileira. O único alcance do novo entendimento do STF é tornar ainda mais lentas as decisões judiciais que envolvem os detentores do foro privilegiado. Porquanto desqualificado intelectual, jurídica e academicamente para nortear claramente a questão, abre-se uma nova brecha para intermináveis recursos até que lá pelo ano de 2083 haja uma definição compreensível do ordenamento jurídico brasileiro. Nós, povo brasileiro, de quem todo poder emana e em nome de quem todo o poder é exercido, continuamos descrentes. O Ju-

diciário brasileiro lembra as mais truculentas ditaduras do planeta, onde o resultado das eleições é conhecido antes mesmo do lançamento das candidaturas. Não dá para conviver com um sistema judicial onde operam, descaradamente, a bancada do PT no STF ou o puxadinho do PSDB. Discussões intermináveis e inúteis, pois antes mesmo da colocação do assunto em pauta, a nação já conhece o resultado. O STF é o maior garantidor da impunidade no Brasil. Mais grave do que isso, o faz o tom de deboche, de enfrentamento, como se fosse possível medir forças com quem tem o poder de prender e de soltar, mesmo que via de regra mantenha em regime de reclusão as pessoas que deveriam

estar em liberdade e garante a liberdade dos condenados com sentença transitada em julgado. Igualmente grave são as informações disseminadas pelos meios de comunicação e pelas redes sociais dando conta de manobras (o termo usado corretamente) para impedir o cumprimento dos dispositivos legais. Depois de ficar meses sentado sob o processo, o ministro Dias Tófolli resolveu permitir que a corte voltasse a discutir o assunto, para deliberar que estupro, pedofilia, passar a mão na bunda do guarda e xingar juiz de futebol não serão atos tolerados no exercício da função parlamentar. A prerrogativa por exercício de função é imoral. Deputados e senadores devem gozar de imuni-

dade absoluta para votar a manifestar opiniões no desempenho do mandato. Nem um passo além disso. O STF decidiu o que podia ser resolvido numa roda de pagode: a imunidade parlamentar não alcança os crimes comuns. Mas com isso, a intenção clara (e escusa) é levar à sociedade o sentimento de que o Judiciário está atuando em sintonia com a sociedade enquanto nos bastidores, articulam-se manobras lícitas e ilícitas para devolver o corrupto Lula da Silva às ruas, para continuar sua cruzada de assalto aos cofres públicos. De manobra em manobra, os ministros usam toda a criatividade adquirida ao longo de anos e anos meditações e cochilos em

plenário para garantir que Lula da Silva, Aécio Neves, Fernando Pimentel, Michel Temer, Gleisi Hoffman e outros não tão importantes representantes da escória da política brasileira permaneçam em campanha eleitoral – inclusive em absoluta desobediência à legislação em vigor. Como sou menos ambicioso, só vou continuar minha pregação: não aceite notas de dinheiro pichadas com retrato do porco Lula da Silva ou com frases de apoio ao ex-presidente corrupto. Essas notas são tão falsas quando o PT. E como o PT não tem mais as chaves do cofre, se todo mundo recusar essa imundície, vai faltar dinheiro para o pão com mortadela.

COLUNA FEU ROSA

ARTIGO

Os pobres ricos

Resiliência emocional

Aconteceu lá nos EUA: a professora Angela Strube foi presa por furtar o dinheiro da merenda de seus alunos. Enquanto isso, com US$ 2.700 no bolso, um cidadão de nome Robert Mitchell foi preso por furtar uma lata de sardinhas que custava US$ 1,98.

A inteligência emocional é provavelmente a competência mais importante para o crescimento profissional. Apesar do conhecimento técnico ser indispensável para exercer qualquer função, a capacidade de gerenciar emoções está ganhando maior importância a cada dia dentro do mundo corporativo.

A propósito, li que naquele país a cada 90 segundos um carrinho de supermercado é furtado. Aliás, furtos em estabelecimentos comerciais respondem por quase metade dos crimes lá cometidos - prejuízo para a economia estimado em US$ 30 bilhões a cada ano. Do outro lado do Atlântico, na sisuda Alemanha, autoridades policiais divulgaram a ocorrência de 391.000 casos de furtos praticados em lojas ao longo de 2014: US$ 2,4 bilhões em prejuízos. Apurou-se que este é o perfil médio dos culpados: "crianças, adultos, idosos ou quem você quiser". No Reino Unido, inicio pelo caso de David Davies. Aos 68 anos, este senhor teve um ataque cardíaco. Foi carregado às pressas para um hospital. Enquanto as equipes de emergência tentavam ressuscitá-lo, seu relógio foi furtado! Vem daquele país, também, o caso de Harry Hankinson, sentenciado a 16 meses de prisão após ter cometido seu furto de número 521! Sim, foram 521 furtos cometidos em estabelecimentos os mais

diversos. Há também o registro de duas crianças de três anos de idade surpreendidas furtando em lojas - uma prática que, no total, sangra a economia em robustos US$ 4 bilhões a cada ano. Na Noruega, o padre John Olav Hodne teve sua carteira e celular furtados dentro da igreja de Melhus, enquanto lá realizava uma missa. Algo parecido aconteceu em Portugal, onde uma jovem fiel foi surpreendida afanando a caixa de doações de uma igreja. Em outro templo, no Japão, a vítima foi uma imagem de Buda. Vejam que só citei sociedades educadas e de bom nível econômico - estão fora os "furtos famélicos" praticados em comunidades miseráveis. No entanto, os números e exemplos chocam! Como explicá-los, em um mundo no qual é politicamente correto dizer-se que "o crime é fruto da pobreza"? Sim, como explicá-los diante destes pobres ricos? PEDRO VALLS FEU ROSA Desembargador do TJES

Ter essa notável habilidade confere ao profissional maior competência para lidar com as adversidades, gerenciar pessoas e entregar resultados sob pressão demanda cada vez mais recorrentes dentro das empresas. A resiliência emocional nada mais é do que saber reconhecer os sentimentos e dar espaço para que esses se manifestem de maneira equilibrada. Inteligência emocional é manter-se íntegro mesmo quando tudo desaba à sua volta. É controlar a euforia, excitação e alegria diante de uma vitória e também dar vazão à tristeza, à raiva e ao medo de maneira moderada e prudente. Nós desaprendermos a experimentar os sentimentos ruins. Nossa cultura nos cobra sucesso e felicidade de maneira deturpada, como se o estado de alegria devesse ser permanente. Infelizmente, ou felizmente, a vida é feita também de dessabores. Frustrações, fracassos e decisões erradas fazem parte da jornada e, nesse sentido,

aprender a ressignificar o que não deu certo é tão importante quanto aprender a saborear e comemorar as vitórias. O primeiro passo para identificar seu nível de resiliência emocional é tomar contato com suas emoções, reaprender a sentir. Pode parecer um absurdo o que eu estou falando, mas a maioria das pessoas está completamente desconectada de seus sentimentos. A única forma de ter controle e resiliência emocional é conhecer de perto o que você tem dentro de si. À medida que o profissional consegue se reconectar com seus sentimentos é muito mais fácil identificar o ponto de equilíbrio de cada emoção e se permitir experimentar todas elas. Quando se retoma o controle dos seus sentimentos, é possível estar mais preparado para lidar com as adversidades do mundo corporativo e da vida pessoal como um todo. LUCAS FONSECA Administrador e coach


Esportes

SEXTA-FEIRA, 4 DE MAIO DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR DANILO CABOCLO

RUY MONTE DÁ O RECADO!

Ela tem isso no DNA. Como mãe e treinadora, dou todo o incentivo, mas sem pressão

NEYMARA CARVALHO, atleta

rmonte@eshoje.com.br

A base deve ter prioridade Luna Hardman venceu a primeira etapa do Brasileiro na categoria Open e segue os passos de Neymara

Tal mãe, tal filha: de olho no título

Neymara e a filha Luna competem "em casa" pelo título do Circuito Estadual de Bodyboarding, neste sábado (05) GUSTAVO GOUVÊA gustavo@eshoje.com.br

P

  pés de pato preparados para a competição de bodyboarding mais disputada do Brasil. Neste sábado (05) e domingo, a Barra do Jucu inaugura a temporada 2018 do Circuito Capixaba de Bodyboarding, atraindo os melhores atletas do Espírito Santo e de outros estados do Brasil para as clássicas ondas do Barrão em busca dos títulos e premiações. A previsão é de ótimas ondas e show de bodyboarding nas 10 categorias disputadas. Maior campeã do bodyboarding feminino mundial, Neymara Carvalho, local da Barra, entra na água para manter a coroa na categoria Profissional Feminino – da qual é octacampeã estadual e defende o título de 2017 – e traz con-

sigo seus “dois filhos”: Luna Hardman, sua filha biológica, de 12 anos; e o Instituto Neymara Carvalho, que chega com 14 bodyboarders sedentos pelos títulos nas diferentes categorias. Além de ter sido a campeã estadual de 2017 na categorias grommets feminino, em abril Luna voltou da Praia do Estaleirinho, em Balneário Camboriú (SC), com o título da primeira etapa do Circuito Brasileiro de Bodyboarding na categoria Open. No Estadual, além da Open ela vai competir na categoria Sub-14. “Eu peguei onda com ela grávida, o pai é surfista... ela nasceu na praia. Então ela tem isso no DNA. Ela não tem obrigação de vencer, está brincando de bodyboarding. Ela tem muito talento, mas tem muito o que aprender. Como mãe treinadora e amante do esporte, dou todo o incentivo, mas sem

pressão. Ela é uma boa estudante, tem personalidade e, se escolher este caminho, vamos nessa”, afirma Neymara, que acredita em uma boa performance de Luna na primeira etapa estadual. “Na Sub-14 tem chances e na Open também, porque acabou de ganhar o brasileiro da categoria. Mas focamos na Sub-14”. INSTITUTO Dos Grommets à Profissional, o Instituto chega forte para a primeira etapa. “Nossa expectativa para a abertura está a mil, pois são 14 atletas qualificados para competir pelo título”, frisa a bodyboarder, que também promete dar show dentro da água em sua categoria. “Vou estar com meus amigos, tenho minha filha competindo, tô em casa, tranquila e com boas ondas. As expectativas são as melhores”, avisou.

Nogueira no rumo do hexa          profissional masculino, Lucas Nogueira defende o título de 2017, que foi o seu quinto do Circuito Capixaba de Bodyboarding. O atleta terminou a temporada passada invicto, vencendo as três etapas. Este ano, com sete etapas no calendário, ele afirma que o circuito vai requerer uma constância ainda maior dos atletas no páreo. “A expectativa é conquistar o título de novo e conseguir o hexacampeonato. Estou treinando bastante pra isso. Esse ano, com mais etapas, o circuito mais longo, faz com que precisemos ter

mais constância. Esperamos também que venham competidores de outros estados”, diz o atleta, que vem aproveitando as boas ondas dos últimos dias para se preparar da melhor forma. “Estou pronto, me sentindo confiante. Faz mais de 10 dias que tá rolando boas ondas, com possibilidade treinar todos os dias. Vai ser um show de bodyboarding longo na prima etapa”, avisa. O Circuito Capixaba de Bodyboarding contará com disputas nas categorias Profissional, Open, Master, Grand Master, Sub-18, Sub-16, Sub-14 e Grommets.

EVENTO 1ª ETAPA - CIRCUITO CAPIXABA DE BODYBOARDING w D:

5 e 6 de maio (sábado e domingo) w H: a partir das 8 horas w L: Barrão, Barra do Jucu w C: Profissional Marculino e Feminino, Open Masculino e Feminino, Master, Grand Master, Sub-18, Sub-16, Sub-14 e Grommets. w M informações: http:// www.febbees.com.br

Os clubes de futebol de uma maneira geral, digo em todo o Brasil, não tratam o trabalho nas divisões inferiores, ou seja, a base, como prioridade. É verdade que esse tipo de trabalho requer recursos financeiros. Fora as grandes equipes do futebol brasileiro, clubes de médio porte que têm essa preocupação, principalmente as agremiações com futebol profissional em plena atividade vivem dificuldades. Cito por exemplo duas agremiações que trabalham e revelam atletas a todo o momento e realizam um trabalho na base dos mais eficientes aqui na Grande Vitória, mas futebol profissional. Falo do Porto Vitória e do Solvive de Vila Velha. São muitos os atletas que essas duas agremiações revelam, e, de repente, surgem com destaque em algum clube do futebol brasileiro, que não são os nossos. Tempos atrás a Desportiva Ferroviária realizava um trabalho nas suas divisões de base que era reconhecido pelos clubes dos grandes centros. Na época, a Desportiva era mantida pela Companhia Vale do Rio Doce e, não só o departamento profissional de futebol, mas o amador tinha o mesmo tipo de apoio e tratamento. Isso nas décadas de 70 e 80. É só lembrar o grande número de jogadores que foram destaques no futebol capixaba, se transferiram para os grandes centros e se tornaram destaques também. É só lembrar Suemar, Célio, Carlos Henrique, Sávio, Geovani, Rossato, Mauro Soares, os goleiros Ivo, Rogério e Nilson, Paulistinha, Lucinho, Batalha. Nos outros clubes, esse trabalho de base também era desenvolvido com menos intensidade, mas que também revelou jogadores de alto nível, principalmente o Rio Branco e

Vitória. É só citar os nomes de Baiano, China, Marquinhos Capixaba, Daniel, Luis Carlos Capixaba e outros. É de se notar, jogadores naturais daqui do Estado que se destacam no futebol brasileiro mas saíram daqui bem menino, e foram criados em base de clubes fora do nosso Estado. É o caso de Richarlisson, Lincoln, Maxwell, e tantos outros. FALTA DINHEIRO! Esse trabalho de base que falo, deveria ser feito com mais profundidade nos principais clubes do nosso Estado, mas isso não acontece, por um motivo óbvio: falta dinheiro! Os dirigentes dos clubes alegam que o dinheiro mal paga o futebol profissional. Um dos motivos dessa falta de investimento na base, foi justamente a Lei Pelé, que tirou dos clubes o direito de posse dos seus atletas. Hoje um clube para investir num jogador da base, tem que fazer um contrato federativo com uma multa rescisória e pagar um salário para segurar o jogador. Um atleta quando se destaca na base já tem um empresário, ou até ou o pai, que praticamente comanda o seu destino. Alguns clubes aqui do Estado entregam a base para empresários e ficam com o percentual em caso de uma negociação. Enfim, me disse o presidente do Flamengo, Bandeira de Melo, numa ocasião, que o clube rubro negro paga para determinados jogadores do juvenil 10 a 15 mil mensais. Eu pergunto: Os clubes capixabas podem fazer isso? Temos dito.

7


www.eshoje.com.br

Vitória, 4 de maio de 2018 J Ano XVII J Nº 695 J Edição Gratuita Semanal

Fundado em 19 de julho de 2000 por Carlos Roberto Coutinho

Jorge Vercillo promete hits Show do cantor será no dia 18, em Vila Velha. Ele promete repertório repleto de hits da carreira. ThATIANA MoRAES

Márcia alMeida cultura@eshoje.com.br

U

m c a n tor que preza pela qualidade do seu trabalho, um artista que defende que a classe não se submeta a ser apenas um produto de marketing e um cidadão que acredita em um país melhor, desde que haja mudança no sistema político e, principalmente, na atitude da população. Este é Jorge Vercillo, que já imprimiu seu nome no hall dos grandes nomes da MPB e chega ao Espaço Patrick Ribeiro, na Área de Eventos Shopping Vila Velha no próximo dia 18 para um show repleto de sucessos. Com shows confirmados em todo o país, músicas estouradas nas rádios e embalando temas de novelas, Vercillo celebra o excelente momento na carreira mas garante que nem sempre foi assim. “Toquei por mais de 10 anos na noite, ouvi muitos nãos”, diz. Mas ele não lamenta, na verdade acredita que essa bagagem artística fez toda a diferença na sua trajetória na música. E o aprendizado também foi grande. “A música me ensinou a ser um ser humano melhor, ampliou o meu universo simbólico”, garante.

Música precisa ter melodia, riqueza de palavras, significados na letra e uma métrica surpreendente

O cantor defende que música é entretenimento mas também é cultura e diz ter se surpreendido com a repercussão de um texto que ele postou no seu Facebook falando sobre a falta de qualidade na música moderna. “Minha intenção não era atingir ninguém, falei como consumidor de música. Penso que podemos dançar e nos divertir com conteúdo. Uma canção precisa ter melodia, riqueza de palavras, significados na letra e uma métrica surpreendente. Isso é musica

O cantor garante ter se surpreendido com a repercussão de um texto em que fala sobre a falta de qualidade na música moderna. boa. Se não tiver isso é uma música ruim”, destaca. Para ele, o Brasil sempre foi um país de músicas jocosas e engraçadas e não há mal nisso, já que o povo brasileiro é alegre. Problema mesmo é, segundo o cantor, que parte dos jovens só ouvem músicas sem letra inteligente. “Mas reconheço que também tem muita gente ouvindo música boa na internet, que é libertadora, já que nos permite fazer nosso próprio repertório. O povo brasileiro tem como tirar do seu artista o que há de melhor”, sentencia. No encontro com os capixabas, Jorge Vercillo garante um desfile de hits. “Os meus maiores sucessos estão reunidos neste show. Músicas como “Final Feliz”, que está sendo lan-

çada no mercado americano, “Que Nem Maré”, “Monalisa” e “Encontro das Águas” estão garantidas no repertório, além de algumas canções do meu álbum Vida é Arte”, informa. Parcerias Artista criativo, Jorge Vercillo está sempre de olho na nova safra de cantores brasileiros. Aliás, ele não só acompanha como faz parcerias bem interessantes. Junior Meirelles e Luana Mallet, revelados no The Voice Brasil, já gravaram com ele. Parcerias bacanas também estão previstas no novo projeto de Vercillo. “Vou colocar a minha MPB para dialogar com outros estilos. Inclusive, estou lançando um samba com o cantor Thiaguinho”, diz.

artista tem que instigar jorge vercillo defende que o papel do artista é instigar, provocar, estimular, transformar. “Uma consciência universalista é necessária. É um absurdo estarmos brigando por religião, cor de pele, orientação sexual”, diz. Quando o assunto política entra em pauta, o cantor não se esquiva. “Li uma frase e concordo: se o voto mudasse alguma coisa ele não seria obrigatório e sim proibido. As coisas estão sendo feitas para se permanecer como está”. E ele garante que no próximo pleito não votará em ninguém. “A maior parte das opções que temos está linkada com a maneira errada de fazer política”. De posicionamento firme, eledefende a participação efetiva do

cidadão na política e acredita que somente quando os brasileiros arregaçarem as mangas é que algo vai mudar. “Hoje em dia a gente tem internet que é o maior instrumento de pressão popular”. Ele acha, inclusive, que, mesmo na marra, o povo está se politizando. “Onde você vai a política está em pauta. Estamos começando a amadurecer . Nossa criatividade é muito bacana para o futuro, só falta nos organizarmos como sociedade civil. Vamos mudar com cidadania, sem violência, sem atos extremos. Vamos trocar de ideias...as ideias que tem que brigar e não as pessoas”, finaliza. Os ingressos custam a partir de R$40 (pista, meia entrada). Estão à venda no www.tudus.com.br.


2

Cultura

SEXTA-FEirA, 4 dE mAio dE 2018 j www.EShojE.com.br divulgação

CIRCUITO CULT Márcia aLMeida L cultura@eshoje.com.br

Grupo Moxuara em rede nacional O apresentador Rolando Boldrin vai receber os capixabas no seu programa, Sr. Brasil divulgação

com 60 anos de carreira, o ator ganha uma homenagem cinematográfica, que será exibida em Vitória

Obra de Paulo José em forma de poesia “Todos os Paulos do mundo” será exibido no dia 11, no cine metrópolis. Após exibição, terá debate com o diretor

U

m dos mais consagrados atores do país, Paulo José celebrou 60 anos de uma carreira brilhante. E sua trajetória é revisitada no filme “Todos os Paulos do Mundo”, que será exibido no próximo dia 11, às 19h30, no Cine Metrópolis, em Vitória. Após a sessão, haverá um debate com a presença do diretor Rodrigo de Oliveira. O evento marca o pré-lançamento do 25º Festival de Cinema de Vitória. O talento sem igual, a voz inconfundível, o carisma e a versatilidade acompanham as seis décadas de trajetória de Paulo José como ator, diretor e pensador do país. “Todos os Paulos do Mundo” narra a vida e a obra do maior ator do cinema brasileiro

através dos personagens que viveu e das suas reflexões. Produzido por Vania Catani, da Bananeira Filmes, o longa mistura imagens de arquivo da extensa carreira do artista com momentos atuais, navegando por estilos diversos de documentário, numa livre relação poética entre Paulo José, seu legado material e seu autorretrato verbal, mediado pelos realizadores. A homenagem cinematográfica tem direção assinada por Gustavo Ribeiro e Rodrigo de Oliveira. O Festival de Cinema de Vitória é apoiador do filme na sua 25ª edição. O evento já contou com o diretor Rodrigo de Oliveira como um de seus curadores. Além disso, foi no momento de sua curadoria que o ator

Paulo José foi homenageado, o que proporcionou o encontro entre os dois. "Sentimentalmente, o "Todos os Paulos do Mundo" é um pouquinho capixaba, porque eu e Gustavo Ribeiro, meu co-diretor, nos dividimos entre Vitória e São Paulo na montagem do filme. Mais que isso, tenho uma relação antiga com o Festival de Vitória e durante os anos em que fui curador do festival, Paulo José foi homenageado. Assim, quando a Vania Catani me convida para fazer com ela e Gustavo esse filme, o encantamento do encontro em Vitória ainda está muito vivo", declara o diretor. Os ingressos para a sessão custam R$ 12 (inteira) e R$ 6 (meia entrada). A classificação é livre.

História da Serra recontada em encontros e relatos temas como determinação, coragem, crença e realização de sonhos vão nortear um inédito ciclo de encontros e relatos realizados com personalidades que fizeram e ainda fazem história da Serra. O empresário Sérgio Rogério de Castro foi o primeiro convidado de uma lista de 10 nomes que

contribuíram para a construção da história da cidade. O balanço final desta ação será o lançamento de um livro de histórias contadas para serem eternizadas e servirem como inspiração de vida para que outras pessoas não desistam de seus objetivos e sonhos. Os encontros serão

mensais., sempre com um novo convidado. Entre os nomes, em estudo, estão Pedro Valls Feu Rosa e Luiz Soresini. “Acreditamos que o ato de contar história é uma forma criativa e prazerosa de se aprender algo", diz Tarcísio Santório, presidente da COES, Cia de Ópera do Espírito Santo.

O talento do Grupo Moxuara será revelado para todo o país. Os capixabas vão gravar, na próxima semana, participação no programa Sr. Brasil, do apresentador Rolando Boldrin, exibido pela TV Cultura (São Paulo). Há 27 anos na estrada musical, a banda trabalha numa harmoniosa combinação de diversos elementos culturais que influenciaram a cultura do Espírito Santo, misturando a ingenuidade romântica do interior à observação e crítica social tipicamente urbana. Esta é a segunda vez que o grupo formado pelos músicos Flávio Vezzoni, Fernando Faé, Heverton Mira Macapá, Paulo Cézar participam do programa, que tem como base os ritmos e temas regionais brasileiros. Com quatro CD´s gravados, um DVD e um vinil comemorativo, o Moxuara se destaca por apresentar um som autêntico. O lema permanente desde os primeiros dias de atividades do grupo é a tentativa de prover elos entre a tradição e a modernidade para valorizar, divulgar e popularizar uma música que retrate a alma do povo brasileiro e

Lançamento

reproduza todo o encantamento da nossa cultura. No ano passado, lançou o show "Moxuara In Concert". Este ano, contemplado em edital de incentivo à cultura, vai se apresentar em três cidades capixabas com o mesmo show em formato compacto. A utilização de instrumentos alternativos e expressões regionais da linguagem popular, enriquecidos por temas que trafegam entre o rural e o urbano, ressaltam a verve regionalista e o Moxuara protagoniza, então, uma musicalidade que extrapola exigências de mercado e encanta públicos de qualquer idade ou origem, mostrando uma visão artística que se funde com mensagens alusivas à preservação da vida. Em sua trajetória, o Grupo Moxuara já participou de vários festivais e programas de televisão como o Arrumação, de Saulo Laranjeira (TV Alterosa, em Belo Horizonte); realizou mais de 500 shows e dividiu palcos com artistas de renome, como Xangai e Geraldo Azevedo, além de abrir shows de cantores consagrados como Alceu Valença, Zélia Duncan e Zeca Baleiro.

A escritora Roseana Murray acaba de lançar “Poemas para metrônomo e vento”. Publicada pela editora Penalux, a obra enfatiza o cotidiano que está em todas as coisas, como a luz que vem do sol, o cheiro da mata ou do café, juntamente com a expressividade de suas existências e suas relações com o tempo. O premiado poeta Salgado Maranhão, que assina a quarta capa, comenta que a poética da autora é “tão genuinamente em sua harmonia verbal, que se instaura em nós como uma conversa iluminada”. Roseana integra a Lista de Honra do Organismo Internacional I.B.B.Y, que abriga os melhores autores de literatura infanto-juvenil do mundo.


3

SEXTA-FEIRA, 4 DE MAIO DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Social

Bianca Coutinho bianca@eshoje.com.br

MÔNICA ZORZANELLI

Mídia tradicional no combate ao fake news A Associação Brasileira de Comunicação Empresarial publicou a pesquisa inédita "Fake News: Desafios das Organizações". O objetivo do trabalho é conhecer a dimensão do problema e os mecanismos que podem contribuir para mitigar a propagação das notícias falsas sob o ponto de vista corporativo. O estudo, realizado entre os dias 27 de fevereiro e 4 de abril, contou a com a participação de 52 organizações, distribuídas nos mais diversos setores de atividade.

Albina Pompemeyer, Aline Eisenlohr e Joanna Pinheiro em evento na Praia do Canto MÔNICA ZORZANELLI

Já ouviu falar em TDPM?

Thanandra Torres em burburinho fashion

Copa. Kaedy Azevedo e Miguel Giorgette, em par-

ceria com Márcio Ribeiro, Mateus Carvalho e Ernani Fernandes, promovem, com superestrutura, uma festa para o primeiro dia de jogo do Brasil na Copa, no domingo 17 de junho, no Ilha Shows. A música ficará por conta da Bartucada de Diamantina, com repertório variado de ritmos como rock, pop, samba, marchinhas, axé e funk. Golaço!

Moda. Lucas Rezende é mais uma vez um dos jor-

nalistas-influencers convidados para o DFB Festival, maior encontro de moda autoral da América Latina, que acontece este mês, no Ceará.

Solidariedade. Caio Rocha e Priscila Legora

também vão apadrinhar a Loja Vazia. A dupla vai receber doações de roupas e acessórios no próximo dia 9, para o Instituto João XXIII.

Luxo. Cintia Dutra – referência em mobiliários de luxo – é presença confirmada no evento de noivas de Joelma Peterle e Flávia Firmino, levando as novidades no segmento para os casais presentes.

O Transtorno Disfórico Pré-Menstrual atinge aproximadamente 8% das mulheres, com idade entre 25 e 35 anos, e é confundido com a TPM. O tratamento pode requerer o uso de antidepressivos e há evidências de que alguns suplementos podem ser úteis no controle dos sintomas, como a de cálcio e vitamina B6. Devem ser estimuladas mudanças no estilo de vida, com a prática de exercícios físicos regulares e na dieta alimentar diária, orienta o psiquiatra Valdir Campos.

De acordo com a pesquisa, a maioria das empresas considera os veículos tradicionais mais confiáveis na divulgação de notícias verdadeiras. Os principais canais acessados para fins de informação relevante são os jornais e revistas on-line (74%) e os jornais impressos (67%). Também são acessados: revistas impressas (39%); agências de notícias (39%); mídias sociais (28%); e televisão (22%). Os participantes acreditam que os prin-

cipais impactos causados pelas fake news às organizações são danos à reputação da marca (91%); danos à imagem da empresa (77%); perdas econômico-financeiras (40%) e credibilidade da companhia (40%). E em ano de eleições para o executivo e legislativo, 93% dos participantes acreditam que as fake news podem causar maiores prejuízos em 2018 com a influência direta nas as decisões de votação, que ocorrem no mês de outubro. CIRO TRIGO

Laura Neffa, Ana Luiza Azevedo, Monique Gaigher na festa de lançamento da Replay Jeans

Dia das Mães. O ES Hoje, em parceria com a

CLOVES LOUZADA

jornalista Taís Venancio, está preparando um presentão para o mês de maio. Mãe e filha ganharão um dia de beleza e uma sessão de fotos para eternizar o momento! Fiquem atentas no site que vêm novidades por aí!

Festa infantil. Uma proposta diferente de buffet de festa infantil está ganhando adeptos. É a comemoração no café da manhã, respeitando a rotina das crianças que despertam cedo. Elas aproveitam mais o momento e com menu saudável, sugere Patrícia Maia.

Feliz Aniversário. Paulo Roberto Moraes Netto

Reis e Fred Loureiro (4); Heglay Fonseca, Breno Brício, Anna Carolina Freitas e Daniela Gurgel (5); Janine de Almeida Lourenço, Roberto Vieira e Cláudia Valéria Castro (6); Gisele Mesquita e Fábio Gobbo Ramaldes (7); Franciane Rossetto Soares, Larissa Marcelha Gonzaga e Ivana Maria (8); Renata Salgueiro (9); Mirian Schuster, Luiz Patranha e Cláudia Serra (10).

Valdecir e Geisiane Torezani com a pequena Mirela e Patrícia Maia


4

Programe-se

SEXTA-FEirA, 4 dE mAio dE 2018 j www.EShojE.com.br RodRigo Lopes

Coluna do vinho Carolina Correa L carolina.coribeiro@gmail.com

Vinhos tintos para iniciantes lair garante que a reação do público tem sido a melhor possível

Bastidores da televisão revelados

olá Lair, talk show do jornalista e apresentador Lair rennó é atração no Teatro Universitário neste sábado (5)

R

evelar os bastidores da televisão. Com este objetivo, o jornalista e apresentador Lair Rennó desembarca em Vitória neste sábado (5), onde vai apresentar seu primeiro talk show, Olá Lair. E o público pode ir preparado para dar muitas risadas com os causos da sua carreira, incluindo as gafes e improvisos das suas histórias com Fátima Bernardes, com quem ele divide um programa matinal. O espetáculo será no Teatro Universitário, às 21 horas. Lair garante que o espetáculo é a realização de um sonho e que vai dividir com o público o que viu e o que não viu, mas soube de fonte segura, nesses quase 20 anos de carreira. “A reação do público tem sido a melhor possível. As pessoas saem do show com sorriso no rosto e mais leves, da maneira que idealizei quando escrevi o espetáculo”, celebra. E ele também promete soltar a

voz, pois, além de muito humor, o espetáculo também tem música boa. “Sempre fui um comunicador. Desde criança o meu forte era contar histórias, imitar os amigos, parentes, professores, artistas. A música também sempre esteve presente! Fiz mais de 15 anos de técnica vocal”, garante. No repertório, clássicos como "De Volta pro meu aconchego", e La Barca". Também no palco, Max Viana, músico experiente e violonista. . O ator Rafael Zulu assina a direção de “Olá Lair”. “Nos conhecemos há um bom tempo e ele já sabia das minhas ideias e ria muito dos casos”, explica. Entre os projetos para o futuro estão rodar o Brasil todo com o espetáculo e seguir no programa global. Os ingressos para o espetáculo custam a partir de R$25 (meia entrada, mezanino) e estão à venda na bilheteria do Teatro Universitário e no site www.tudus.com.br. A classificação é livre

Está começando a beber vinho e tem dúvidas de qual escolher? A coluna de hoje é para você! Temos três opções que com certeza vão lhe agradar Sempre conto a estória do meu início no mundo do vinho, mas não profissionalmente, e sim “degustando”. Todos nós passamos por aquela fase de gostar de vinhos mais docinhos, suaves e, de preferência, bem gelado. Comigo não foi diferente! Antes de me interessar de fato por bons vinhos, tive também minha fase ”trash” (quem nunca?). Amava “vinhos de pêssego” e “vinhos de jabuticaba”, aqueles bem doces e servidos com bastante gelo no copo (sim, copo! Naquela época nem taça eu usava). O gostoso era acordar no outro dia com a cabeça parecendo que tinha uma furadeira fazendo uma obra pesada. Graças a Deus o ser humano evolui! Tempos depois, descobri que nem de vinho aquilo poderia ser chamado. Se você já passou dessa fase (torço para que sim!) e está se aventurando pelo mundo do vinho, mas ainda tem dúvidas de que uva escolher, quais as mais leves e que não “travam na boca”, sem muito tanino, acidez e corpo, fique atento às dicas abaixo. Quando de fato comecei a beber vinho de verdade fui apresentada a uma tal Pinot Noir. De cara fiquei apaixonada! Nome lindo, fino e elegante que faz juz a sua uva. A mais poética das variedades viníferas e, ao contrário de várias outras cas-

tas tintas, origina vinhos que tem taninos suaves e ligeiros, uma uva muito fácil de beber. Sua cor na taça é visivelmente mais clara e na boca bastante frutas vermelhas. Essa é uma uva que gosta de climas mais frescos e a região clássica do Pinot Noir é Borgonha, na França. Mas outros países também a prod u z e m c o m e xc e l ê n c i a . Quando fizer algum fruto do mar e quiser harmonizar com um tinto, a Pinot é a mais indicada, pelos seus leves taninos. Também ao sul da Borgonha temos uma região chamada de Beaujolais, lar da casta Gamay, segunda sugestão de hoje. Essa denominação é mundialmente conhecida e produz alguns tipos de vinho, mas hoje escolhi falar do Beaujolais Noveau, que é um vinho jovem (como diz o próprio nome, Nouveau – Novo), com um peculiar aroma de banana mesclado à frutas vermelhas. Vinho leve, com taninos reduzidos e que pode ser consumido até em temperatura mais baixa que a utilizada para outros tintos (o ideal para a maioria deles é ser servido a 18°C). Há quem diga que é um vinho tinto com intensidade, estrutura e equilíbrio de um branco. Agora, a outra sugestão nos tira da França e nos devolve a América do Sul. A Bonarda, uva muito produzida por nossos hermanos

27 e 28 | Junho | 2018 Centro de Convenções

São 1o anos de Aromas, cores e sabores. Venha fazer parte desta edição comemorativa!

de Vitória

Realização Organização e Comercialização

argentinos também é uma opção de vinho mais leve. Essa uva foi trazida pelos imigrantes europeus no final do século XIX para a Argentina. Essa casta necessita de um pouco mais de calor para amadurecer e produzir bons vinhos. No geral, os vinhos feitos com a uva Bonarda são marcados por frescor, acidez mais vibrante, frutas frescas e taninos mais suaves. Sugiro também que procurem pelas castas Barbera (Itália), Tempranillo (Espanha), Zinfandel (Califórnia), entre outras várias opções. É preciso dizer que as características do vinho dependem de vários fatores, como a forma que foram produzidos pela vinícola, o terroir do local, as condições climáticas daquela safra, entre outros. Conte sempre com a ajuda de profissionais especializados em vinho para o auxílio na hora da escolha do rótulo ideal. Hoje, no estado, muitos restaurantes, adegas e redes de supermercados contam com o serviço do sommelier em sua equipe. E não pense que estamos falando de vinhos caros. Temos bons vinhos que cabem em todos os bolsos! Chega de vinho doce e suave para seu dia-dia! É hora de dar um passo à frente e saber que é possível sim achar um vinho que vá agradar seu paladar de iniciante! Tim tim!


5

SEXTA-FEIRA, 4 DE MAIO DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Moda

Lorena Vago

lorena@eshoje.com.br

Cinco tendências do São Paulo Fashion Week Sem estação definida, a SPFW N45, que aconteceu entre os dias 22 e 26 de abril, apresentou tendências que prometem sair das passarelas direto para seu look de verão ou mesmo inverno. De lá foi possível captar boas tendências da moda – algumas já conhecidas, mas que ganharam releituras - para você já colocar em prática, como o uso de cores sóbrias e looks monocromáticos, peças mais largas e confortáveis, além da celebração de uma beleza mais natural possível. Veja os destaques da edição que vale ficar de olho: Xadrez

A estampa, que já é hit deste inverno, brilhou na temporada aparecendo revisitada nas criações de Reinaldo Lourenço, PatBo e A.Niemeyer. A padronagem chegou com as listras amplas e coordenadas com outras prints e texturas - resultado que fica evidente nas peças de Patrícia Bonaldi. O xadrez ganhou vida em novas cores e ainda contou com aplicações de pedrarias e rendas.

Cores: monocromáticos, terrosos e tons pastéis As cores agora aparecem em tons pastéis. E vimos isso aos montes nas passarelas da SPFW N45. Dos looks monocromáticos dos pés a cabeça ao color blocking, os tons irresistíveis da temporada – leia-se roxo, pink, azul e verde surgem em suas versões pastel nos desfiles de Lenny Niemeyer, Osklen e Juliana Jabour. Lilly Sarti ainda mostrou que os tons terrosos são opções elegantes e modernas apresentando looks tanto monocromáticos como em combinações zero óbvias.

Babados

Seja em uma versão mais latina, como apresentado pela Água de Coco e Lilly Sarti, seja no clima romântico renascentista, como por Reinaldo Lourenço, esse detalhe superfeminino deu as caras em boa parte dos desfiles inclusive em biquínis, maiôs e saídas de praia cheios de volume.

Shape: midi e amplo

Abraçando as demais tendências, a modelagem mais uma vez surge ampla e a valorização do c o n fo r t o fo i vista em diversas criações da edição. Para Beira, Ronaldo Fraga, Osklen e A. Niemeyer predominaram cortes retos e peças mais largas, mas sem deixar de lado, é claro, a sofisticação.

Texturas: brilhos, metalizados e veludo molhado

Não podemos deixar de lado os brilhos e as texturas na temporada que está por vir. Samuel Cirnansck trouxe para sua mulher o tradicional bordado da marca em pontos localizados e tecidos mais leves para o cotidiano com brilho semelhante aos bordados. Já PatBO deu vida ao veludo e lurex em looks super femininos. FOTOS: ZÉ TAKAHASHI/AG FOTOSITE


6

SEXTA-FEIRA, 4 DE MAIO DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Palcos e Atores cacaumonjardimphd@yahoo.com.br L

Cacau Monjardim

O

Espírito Santo e o seu conjunto de potencialidades cobrem um raio de mil quilômetros representando mercados da mais alta importância nacional, em face de sua excelente logística e localização geográfica. Ao mesmo tempo tem como vizinhos o Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia e, no planalto central, a Brasília de onde emanam as grandes decisões nacionais. Apesar de estar com esta vizinhança marcada pela corrupção e a impunidade e com estes vizinhos liderando os processos dos mensalões da lava jato, o Espírito Santo tem conseguido impedir que cheguem ao Estado esses lamentáveis exemplos que tanto encharcam o país e o mundo de decepção e vergonha. Tal fato valoriza, sem dúvida, a atual, segura, competente e republicana imagem pública, econômica, política e administrativa de um Estado que não se deixou envolver pelas tentações da desenfreada corrupção de sua vizinhança. Por isto, continuo afirmando que o Espírito Santo causa inveja em todo o país, pelos seus índices de viabilidade e perspectivas de inegável desenvolvimento socioeconômico.

Pesquisa

AMARILDO/A GAZETA

Em recente pesquisa, realizada pela Futura, para a mídia regional, a disputa pelo cargo de Governador, apresenta uma estranha e real coincidência. Os dois candidatos que lideram a referida pesquisa estão tecnicamente empatados, cada um passeando na faixa dos 36 pontos da preferência popular. Este número cabalístico identifica também num dos jogos mais populares, a dezena da cobra. Pelo visto, o próximo pleito terá dois “cobrões” disputando a preferência popular.

Radioatividade

Há alguns anos, temos emprestado total apoio ao processo de redescoberta e valorização das virtudes terapêuticas e medicinais da radioatividade de Guarapari. Nesta luta, junto com Walter De Prá um apaixonado, corajoso e competente pesquisador, temos tentado acordar as nossas lideranças para a importância de um processo hoje avalizado pela UFES, sob a coordenação do professor Marcos Tadeu e a nível nacional com o apoio, competência e prestígio que o cientista professor e técnico Fábio Tadeu Lazzarini, possui, além do envolvimento de outros órgãos federais. O assunto acabou ganhando cobertura nacional através de excelente reportagem publicada pela TV Gazeta/TV Globo, dando corpo e expressão internacional ao famoso radioclima de Guarapari e sua diversificada influência na cura de males reumáticos e, segundo a reportagem, podendo curar até câncer.

Radium Hotel

Essa semana, convidados pela TV Guarapari, estivemos participando de um debate com o inestimável apoio de Walter De Prá, outro apaixonado pelo processo, sobre a importância da utilização da área do Radium Hotel para a implantação de uma unidade que venha a ser utilizada para receber uma clínica radioterápica, fisioterápica e talaizoterápica e complementada por equipes especializadas em dar cursos. No projeto, já definido e pronto para ser posto em prática, sem dúvida com o inestimável apoio do governo do Estado, proprietário da área do Radium Hotel, hoje cedida em comodato à Prefeitura de Guarapari. O desafio poderá ser vencido. PAULO BONINO

A sensível charge de Amarildo valoriza o espírito da pesquisa

Bicicleta

O uso atual de bicicletas tem crescido ao um nível elogiável, reduzindo sem dúvida o processo de integração e mobilidade da nossa cidade. No entanto, nasce uma preocupação com o crescente uso deste veículo, pois, no último ano, nos 1.470 acidentes, podemos registrar que 13% do total está vinculada ao uso de bicicletas. Somente no primeiro trimestre deste ano, 410 acidentes foram fruto do envolvimento de bicicletas. É preciso estabelecer os parâmetros de responsabilidade entre ciclistas, motoristas e pedestres. É hora de tentarmos assegurar o respeito e as normas que regem o tráfego urbano. Precisamos urgentemente fazer um “gol de bicicleta” nesta perigosa seleção.

Esporte, saúde e mobilidade. E a segurança?

Imetame

No ultimo mês, a Imetame, conseguiu em solenidade expressiva, receber a licença ambiental para a sua projetada área portuária, no município de Aracruz. Já é possível adiantar que o futuro porto, em Barra do Riacho, exigirá investimentos de 590 milhões de Reais, e terá e poderá, receber aproveitando o excelente calado entre 15 e 19 metros, para atracar os maiores graneleiros internacionais, viabilizando sem dúvida a ampliação do complexo portuário capixaba. Não se pode deixar de incluir na importância desta notícia o fato de que o porto central, em Presidente Kennedy, já esta assegurado. O retorno em ritmo acelerado do porto da Jurong, a ampliação do porto da Fibria, a própria ampliação do calado do porto de Vitória e outros projetos em andamento asseguram a importância que a dinamização do pré-sal, em conjunto, darão cobertura a expansão pretrolífera da segunda bacia de produção de petróleo do país.

Radium Hotel é o local ideial para sediar o novo projeto

Pedra Azul

Com sucesso anunciado, foi realizado na Pousada Pedra Azul a 14º edição do Pedra Azul Open de Tênis, que emprestou grande movimentação ao próprio programa turístico do fim de semana da montanha, revelando por outro lado

excelentes tenistas. No evento, marcado pela disputa de duplas, teve como vencedor a dupla Wagner Dadalto e Luiz Fernando Magalhães. No segundo lugar, com um bom desempenho, a dupla Bruno de Pinho e Vicente Moraes.

Esta é a hora de retirar o Radium Hotel da UTI da "Cidade Saúde"


7

SEXTA-FEIRA, 4 DE MAIO DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Sabor ES

Porque comer com prazer é ainda melhor!

Mirka Garmendia sabores@eshoje.com.br

Morango orgânico é gostoso e faz bem! Estive nas montanhas capixabas no último feriado e fiquei encantada com uma plantação de morangos orgânicos. Achei interessante o fato de a fruta não ser cultivada no chão, e sim, suspensa em caixas onde a água por gotejamento supre as necessidades das plantas. De imediato me veio uma memória afetiva, as bonecas Moranguinho que eu brincava quando criança. Quantas recordações! Voltando à fruta: lá, elas eram muito doces, bem diferente dos que compramos aqui em supermercados, sem contar que a maioria dos morangos de plantações comuns tem muito agrotóxico, já que, por serem muito sensíveis são alvos de ataques de formigas e insetos. Por isso é muito importante saber a procedências para não se intoxicar! Cultivado no sistema convencional o morangueiro pode receber em média 45 pulverizações com agrotóxicos, motivo pelo qual já se encontra na lista negra dos alimentos campeões de resíduos químicos. Entretanto, a prática de alguns produtores orgânicos tem mostrado que existe viabilidade técnica, econômica, social e ecológica da produção orgânica de morango. O morango orgânico é uma fruta limpa, saudável e com sabor bem mais intenso. Além disso, o cultivo natural possibilita uma melhor qualidade de vida e saúde dos produ-

tores, que muitas vezes acabam intoxicados pelos agrotóxicos usados nas lavouras convencionais. Hoje os consumidores estão mais conscientes dos problemas e das necessidades de se consumir produtos mais saudáveis e quando se fala em alimentos do futuro procuram-se alimentos in natura. Sempre vou à feira orgânica de Jardim Camburi e lá os morangos frescos e congelados são vendidos por um peço muito bom. O morango é uma fruta de sabor ácido e adocicado, muito boa para ser incluída como sobremesa ou lanche em dietas de emagrecimento porque cada fruta tem aproximadamente cinco calorias. Além disso, ele tem propriedades diuréticas, é rico em vitamina C, que ajuda na cicatrização dos ferimentos, fortalece a parede dos vasos sanguíneos melhorando a circulação e aumenta a absorção do ferro combatendo a anemia. Já que o inverno está chegando, vamos colocar calorias nestes morangos. A receita que agora compartilho, fiz na pousada onde fiquei hospedada e garanto, fez muito sucesso!

CLARAS DESCARTADAS RENDEM SUSPIRO

Ingredientes para a base do pavê w3

de claras de açúcar refinado

w 500

Modo de preparo: w M

o açúcar e as claras e leve ao fogo baixo até atingir a temperatura de 50ºC, sempre mexendo. w B esta mistura ainda quente em uma batedeira até atingir a consistência de merengue. w C o merengue em um saco de confeitar e faça as bolinhas de suspiro em uma assadeira. w L ao forno em temperatura baixa por 30 minutos. Não há a necessidade de pré aquecer o forno. w R do forno, deixe esfriar e armazene os suspiros em um recipiente com tampa.

DIVULGAÇÃO

Deliciosa sobremesa é fácil de fazer. Ela contrapõe o doce, que fica suave, com o azedinho do morango

PAVÊ DE MORANGO

Ingredientes para a base do pavê w1

litro de leite w 1 lata de leite condensado w 4 gemas w 4 colheres de sopa de amido de milho w ½ colher de café de sal

Ingredientes cobertura w1

caixa de morangos orgânicos

Ingredientes geléia para a cobertura w1

limão espremido colher de amido de milho w 200 de água natural w 3 colheres de açúcar cristal w1

Modo de preparo da base w D

o amido no leite as 3 gemas das claras e reserve as gemas e descarte as claras w A a lata de leite condensado e reserve w M todos esses ingredientes e acrescente o sal w L essa mistura ao fogo alto até engrossar w S

w C

em um refratário e deixe esfriar

Modo de preparo da geléia

w E

uma panela coloque 200ml de água o suco de um limão w A uma colher de amido de milho e dissolva w C as três colheres de açúcar cristal w L ao fogo e vá mexendo até engrossar e ficar transparente w A

Modo de preparo dos morangos

w Lave

bem os morangos e coloque em um preparo de solução clorada por 15 minutos w Escorra essa água e lave novamente w Tire todas as folhas w Fatie os morangos e reserve

Modo de preparo da montagem

w Depois

que a base ficar fria no refratário, disponha os morangos fatiados por cima w Espere a geléia de brilho esfriar um pouco e disponha por cima dos morangos fatiados


CLAssIfICADOs COMPRAR • VENDER • ALUGAR • TROCAR • DIVULGAR sexta-Feira, 4 de MaiO de 2018 j www.eshOje.cOM.br j eshOje@eshOje.cOM.br j anuncie: (27) 3395-1800

1

VENDO

imóveis, automóveis, diversos

GRanDe ViTÓRia

trOcO casa, Vila Garrido – escadaria, 2 quartos, sala, cozinha, banheiro, seM garagem, seM escritura. 45 mil – 27-997012376. VeNdO / trOcO casa, Vila Garrido – escadaria, 2 quartos, sala, cozinha, banheiro, seM garagem, seM escritura. 45 mil – 27997012376. VeNdO casa, Vila Garrido – escadaria, 03 quartos, sala, cozinha, banheiro, varanda, quintal, seM garagem, seM escritura. 17 mil – 27-997012376. VeNdO apartamento, quarto, cozinha, banheiro, varanda, sala, área serviço, reformado, santo antônio, frente santuário, com recibo, 99603-7548 vivo VeNdO terreno darli santos VV, lado Gaivotas, 12m x 24m, comercial/residencial, rua asfaltada, documento em dia, plano/ murado, aceito troca veículo r$85.000,00. 99812-2897 vivo. VeNdO imóvel 520m2, esquina, frente av. Maruipe, laje, pé direito duplo, afastamento estacionamento 10 veículos, escriturado, área construída 290m2, legalizado, frente 25m. 99812-6199 vivo whatsapp. Vendo casa alagoano – começo escadaria, sem escritura, sem garagem – 5 cômodos – 75 mil Vendo j.Penha Kitnet, elevador, garagem, 180 mil 99973-1001. Vendo j.Penha 3 qts/ste, elevador, varanda 460 mil 9-9989-1243. Vendo j.Penha 2 qts conjunto / Varanda, 250 mil 9-9989-1243 seja um franqueado. Faça parte da maior rede de chocolates finos do mundo. Passamos o ponto: av. Presidente Vargas, 137 centro Fundão. tel.: 11 94350-2770 Nayane Vendo casa – caratoíra (Vitória) – 1º pavimento (começo escadaria) - 02 quartos, sala, cozinha, banheiro e quintal. sem escritura e sem garagem. r$75 mil ou r$60 mil + parcelas – 99865-0734 Vendo apartamento – jardim da Penha – 70m² , 2° andar, 03 quartos com armários, dept de empregada e garagem – ed cataurus – atrás do sup. epa – 99527-0404 Vendo apartamento – jardim da Penha – 90m² , 03 quartos, suíte, elevador, varanda e Vaga. Próximo ao bicho Guloso - estudo

troca em imóvel de menor valor. 999891243/3071-0527 Vendo apartamento - jardim da Penha - 02quartos c/ suíte, varanda, elevador, 01 vaga, bicicletário, salão de festa com churrasqueira - prox. ao sesi – r$ 355 mil - 99973-1001/3084-5182 Vendo apartamento - jardim camburi – 03 quartos c/ suíte, varanda, elevador, ampla área de lazer - prox. a Vale – r$ 290 mil 99989-1243/3071-0527 Vendo apartamento – jardim camburi - 02 quartos, 1 banheiro social, elevador sol da Manhã, 01 vaga, 2 quadras do mar - r$ 245 mil.. 99973-1001/3084-5182 Vendo - telas pintadas à óleo - com temas florais de vários tamanhos e valores. angel art 999231 3143. Vendo casa – Vila Garrido (Vila Velha) – 2ª pavimento (começo da escadaria) – 02 quartos, sala, cozinha, banheiro, copa, varanda e terraço – r$ 44 mil ou troca por outro imóvel – 99701-2376 Vendo apartamento – jardim da Penha – ed centaurus - 2° andar, 03 quartos, armários, garagem, dependência de empregada – atrás do supermercado ePa – r$280 mil. 99527-0404 Vendo apartamento – jardim da Penha– 03 quartos, suíte, armários, elevador, varanda e Vaga. Próximo ao banco banestes –estudo veículo como forma de pagamento. 99989-1243/3071-0527 cOMunicaDO aÇOuGue e MeRceaRia SanTa ROSa, torna a publico que obteve da seMdesU, através do processo nº 68855/2017, a LMar 058/2018 para atividade de açougue em área urbana, cOd 12.21, na localidade rua rui braga ribeiro, nº 745, santa inês, Vila Velha- es. cOMunicaDO cOMeRciO De cOMBuSTÍVeL 101 nORTe LTDa- Me, torna publico que requereu do ieMa, através do proc. 75555611 licença LO, para POstO cOMer. de cOMbUstÍVeL, na localidade de FUNdÃO, br101 NOrte, KM230, 25 e.s. cOMunicaDO eSPacO caSa Da cOncHa LTDa Me torna público que ObteVe da seMdes U , a t r a v é s d o P r o c e s s o nº 53825/2016, Licença LMar para atividade de “cerimonial”, (cod. 15.11 na localidade de av alfred sisley,60 barra do jucu, município de Vila Velha - es.

EDITAL DE CITAÇÃO. PELO PRAZO DE 30 DIAS. Nº DO PROCESSO: 0008152-15.2013.8.08.0024. AÇÃO: 181 – Busca e Apreensão. Requerente: CONSÓRCIO NACIONAL SUZUKI MOTOS LTDA. Requerido: LUCAS BRUNO CRUZ DE ALMEIDA. MM. Juiz (a) de Direito da VITÓRIA – 4ª VARA CÍVEL do Estado do Espírito Santo, por nomeação na forma da lei etc. FINALIDADE: DAR PUBLICIDADE A TODOS QUE O PRESENTE EDITAL VIREM que fica (m) devidamente CITADO (S) LUCAS BRUNO CRUZ DE ALMEIDA- CI: 3419997 – CPF: 154.105.657-46, atualmente em lugar incerto e não sabido, de todos os termos da presente ação para PAGAR a integralidade da dívida (prestações vencidas e vincendas), segundo valores apresentados na inicial e/ou oferecer contestação. MOTOCICLETA SUZUKI, MODELO YES 125, ANO/MODELO 2011/2012, COR PRETO, PLACA, ODO 9365, CHASSI 9CDNF41ZJCM349612, RENAVAM 496243063. ADVERTÊNCIAS. a) PRAZO: O prazo para pagamento da dívida é de 05 (cinco) dias contados da efetivação da medida, hipótese em que o bem será restituído livre de ônus; b) O prazo para contestar a presente ação é de 15 (quinze) dias, contados do prazo supra. c) REVELIA: Não sendo contestada a ação, presumir-se-ão aceitos pela parte requerida como verdadeiros os fatos alegados na inicial. DESPACHO. Defiro o pedido de (x) citação / ( ) intimação por edital, prazo de edital, prazo de 30 dias. E, para que chegue ao conhecimento de todos, o presente edital vai afixado no lugar de costume deste Fórum e, publicado na forma da lei. Vitória – ES, 27/03/ 2018.

JORNAL “ E.S HOJE ”

27/04 + 04 / 05 / 2018

2

ALUGO

imóveis, automóveis, diversos

GRanDe ViTÓRia

aLUGO - r$820,00 –sala 39 m² + 1 vaga de garagem no centro empresarial da serra – Laranjeiras, cond. r$275,00, (27)9811-5129 aluga-se casa e quitinete em jardim america - cel.: 27-99629-3378 alugo casa para temporada - Meaípe (Guarapari) - duplex, 3 quartos, 2 suítes, 2 banheiros social, 2 salas, cozinha, despensa, área, churrasqueira, varanda, quintal e garagem coberta. acomoda até 20 pessoas. - Maria 3022-2878 / 99928-1951 alugo apt° - Morada de Laranjeiras - cond. Fechado - 3ª andar, 2 quartos, sala, banheiro, cozinha, Área de serviço, 1 vaga, port. 24hs, área de lazer, churrasqueira, salão de festas. r$700,00 – c/ cond. incluso – 99231-3143/ 3019-1918 alugo Kitnet - Praia do canto - em frente ao boulevard - residencial bali, mobiliada, r$ 795 + condomínio. 99989-1243 cOMunicaDO eVanDRO VaZ torna publico que requereu da seMdec, através do processo nº13849 /2018 Licença LMar, para ativ. Fabricação de moveis de madeira, cOd 5.09(i), na localidade de Vista Mar, rua rosa da Penha nº18 cariacica – es. cOMunicaDO FRiGeLaR cOMeRciO e inDuSTRia LTDa torna público que requereu à seMMa/serra, es, através do processo n° 26.727/2018, a Licença Municipal regularização - LMr, para Pátio de estocagem, armazém ou depósito para cargas gerais em galpão fechado... (código 21.10), na avenida talma rodrigues ribeiro, nº 1765, bairro Portal de jacaraípe, galpão 01, serra – es, ceP 29.173-795. cOMunicaDO hs deseNVOLViMeNtO iNdUstria e cOMÉrciO de eQUiPaMeNtOs Ltda – ePP, 02.471.841/0001-02, torna público que requereu da seMMa, a Licença Municipal de regularização (LMr), para atividade de fabricação de peças e acessórios para veículos ferroviários com a inscrição imobiliária 007.5.012.0408.001, na localidade de rua josé Maria Vivacqua dos santos, N° 249, boa Vista ii, Município da serra – es. cOMunicaDO J. B. Da cunHa Me torna público que reQUereU da seMdesU, através do Proc.N°26633/2018, a licença ambiental (LMar), para a atividade de casas de festas e eventos (cerimonial), cod.18.18, na localidade de rua presidente Lima,822, centro, município de Vila Velha - es. cep29.100-330.

3

sERVIÇOs

alimentação, consórcio, Reparos, etc.

GRanDe ViTÓRia

cotação online de seguro auto, residencial, Moto, Viagem - Guarapari corretora de seguros. Massagista, moreno, cariacica. atendimento diferenciado - segunda à sábado até 18:00 - 027-9-97441668 waNdersON – climatização, instalação e manutenção de ar condicionado – 27-99888-8667 – mig.wanderson@ gmail.com sOs Pronto socorro dos Manequins – reformas de manequins, pinturas especiais, compra, vendo e alugo – 98828-5027 99246-1625 Funcionários da PMV que desejarem adquirir o cartão Mastercard internacional gratuito do banco daycoval sem sPc ou serasa. Ligar para carvalho 27 – 99507-3978 Legalizamos alvará de Func. corpo de bombeiros; síndicos perante rFb –legalizevitoria@gmail.com. advocacia: trabalhista, civil, Família e criminal - Fernanda Prates - 999643150 / 99745-5064 Faço coxinhas congeladas (tamanho médio) para seu lanche - Pronta entrega. 9.9811-5523 Manutenção e instalação elétrica residencial. Ligue: (27) 99967-2221 - Gabriel cOMunicaDO “MiNas bOx cOMÉrciO de aLUMiNiO Ltda ePP”, torna público que reQUereU da seMdesU, através do Proc. Nº 26982/2018, a Licença LMr, para a atividade de “fabricação e/ou manutenção de estruturas metálicas e /o u a r t e f a t o s d e m e t a i s ...”, (cod.5.05), na localidade de rua iconha, 1138, riviera da barra, município de Vila Velha – es. cOMunicaDO LBR MOTeL e TuRiSMO eiReLi ePP, torna público que recebeu a seMdesU, através do processo n°41231/15, LMO nº 4/18, para a atividade “Pousadas, hotéis, (...)”, cod 15.13, na localidade de r. iriri, 40, coq. de itaparica, Vila Velha-es. cOMunicaDO "OxiVit traNsPOrte e cOMÉrciO Ltda ePP", torna público que requereu e obteve do ieMa, por meio do processo n° 2207, a LaU nº 20d/2018 para transporte rodoviários de Prod. Perigosos (...) transporte interestadual, para atuar exclusivamente nas rodovias do espírito santo, estando sediada na localidade de r. espírito santo, 130, ros. de Fátima, Mun.de serra-es.

4

EMPREGO

Diversos

GRanDe ViTÓRia

Ofereço-me para trabalhar em consultório, clinicas ou escritórios - de 13 às 19 horas. sou aposentada, nível superior, facilidade em assimilar conhecimentos, aceito sal.mínimo – 30392202/997129889 Ofereço-me para trabalhar como Porteiro ou aux de serviços Gerais – Possuo curso de Portaria, e resido em cariacica – 99949-0604 ivonete. Ofereço-me para trabalhar como Garçon (Freelancer) para Festas e eventos. Formação senac – 99913-4971 – alessandro. Ofereço-me para trabalhar como Pedreiro, área de construção civil ou serviços Gerais -disponibilidade para qualquer local - 99717 2657 Ofereço-me para trabalhar como Porteiro – Possuo curso de Portaria, auxiliar de escritório, informática básica, cNh ab, ensino Médio completo-resido em Vila Velha – 99792-6780 99701-2376 Nilson. cOMunicaDO PeDReGaL cOMÉRciO e inDÚSTRia STeFanOn PeDRaS LTDa, cNPj Nº 31.768.922/0001-77, torna público que está requerendo da seMMa a Licença (LMr), para a atividade de aparelhamento de pedras para construção, exceto associado a extração, aparelhamento de placas e execução de trabalhos em mármore e outras pedras, na localidade da rua Manoel bandeira, bairro são Geraldo, município da serra – es. cOMunicaDO SiMiDeR MaRcenaRia-eiReLi torna publico que requereu da seMdec, através do processo nº 17098/2018 Licença LMar, para ativ. Fabricação de moveis de madeira, cOd 5.09(i), na localidade de Vista Mar, rua chile nº116 cariacica – es. cOMunicaDO “TeRMaRi cOMeRciaL iMPORTaDORa e eXPORTaDORa LTDa”, torna público que ReQueReu da SeMMaR – Viana/ eS, através do processo 5069/2013, Licença: LMr, para atividade de Beneficiamento de Peças de Vidros com estocagem e comércio, localizado na av. Primeira avenida, s/Nº, arlindo Vilaschi, Viana/es. cOMunicaDO UsiNaGeM ViLa VeLha Ltda- Me torna público que obteve da seMdesU,através do processo n 49495/16 - cód ativ. 3.09(i) a LMar 030/2018(LMs) para atividade de Fabricação de Maquinas .... situada na av. rui braga ribeiro num. 1359,- s. inez Vila Velha –es.

Jornal ESHOJE_695  

Começou o MAIO AMARELO e a Frota de veículos aumentou 14 vezes mais do que o povo

Jornal ESHOJE_695  

Começou o MAIO AMARELO e a Frota de veículos aumentou 14 vezes mais do que o povo

Advertisement