Page 1

www.eshoje.com.br

DIVULGAÇÃO

Vitória, 20 de abril de 2018 J Ano XVII J Nº 693 J Edição Gratuita Semanal

SABOR ES

Couve-flor combate o câncerj

ESHJ2

COLUNA

Ilusão da liberdade ocidentalj6

ESHOJE

DIVULGAÇÃO

Fundado em 19 de julho de 2000 por Carlos Roberto Coutinho

ESHOJE2

Aventuras da vida em famíliaj3

Aumenta número de carros clonados no ES

Em um ano, fraudes sofridas por condutores capixabas cresceram 50%; recebimento de multas não cometidas é principal indício de clonagemj3

Surpresa na disputa ao Senado no Estado

Ferraço surpreende em pesquisa e postulantes reveem candidaturaj5 SECOM-ES

DIVULGAÇÃO/VITORIA VAA

POTÊNCIA FEMININA NA CANOA

j7

O VOO POLÍTICO DE GARCIA PELO MDB

Ex-secretário admite que não terá grande apoio de militaresj4 e 5

Produtos para tratar as marcas do verão Equipe composta por seis capixabas venceu seletiva nacional e vai representar o Brasil no campeonato mundial de canoa havaiana, no Taiti

Clareadores e máscaras que rejuvenescem e hidratam a pelejESHJ2


2

Opinião

SEXTA-FEirA, 20 dE Abril dE 2018 j www.EShojE.com.br

fOTO DA SEmAnA

ESPAÇO DO LEITOR thais rossi

Médica encontrada

Karla Pasolini

Médica encontrada 3

Karen Rodrigues

Carla Suave Da Rós

Médica encontrada 2

coisa mais esquisita....Eu heim...é caseiro que viu andando; é motorista que deixou na bahia... isso tá é mal contado!

Parentes e amigos se despedem da médica Jaqueline Colodetti, desaparecida desde 03 de abril

EDITORIAL

Alerta de chuva

Ano de eleição é sempre um período de muita expectativa e de muita esperança. E 2018 se reveste de uma característica toda especial, porque pode ser o marco do resgate da dignidade da sociedade brasileira. O Espírito Santo, assolado por chuva atípica a incomum, esta semana, mostrou que não apenas o interior, mas também a Região Metropolitana da Grande Vitória, necessita de importantes intervenções em obras de infraestrutura. Inegável que o volume de chuvas superou, em 12 horas, a previsão para todo o mês de abril. Mas o que se viu em seguida foi uma clara demonstração de que as prefeituras municipais têm dedicado muito pouca atenção a esse grave problema – que na realidade acabou sendo usado fundamentalmente como pano de fundo de discussões entre atuais gestores e seus antecessores. Não importa, de fato, apontar culpados, se a questão vai ser tratada na ótica da captação de votos eleitorais. O grave é a divulgação da realidade nua e crua: estações de bombeamento de água, construídas com recursos públicos, ou estavam desligadas ou funcionando de forma inadequada por falta de manutenção. Mas não é tão simples responsabilizar um ou outro prefeito isoladamente, porque há uma inegável e inestimável contribuição da sociedade que, sem o menor constrangimento, vive jogando lixo nas ruas com sua consequência mais imediata: o entupimento dos bueiros e a incapacidade de dar vazão às águas quando o volume supera a média. Necessário considerar também que a Grande Vitória, toda ela em região litorânea, tem dificuldade mais acentuada em evitar situações de calamidade pública, como alagamentos e deslizamen-

A opinião dos colunistas não reflete o posicionamento do veículo

Puxa vida, eu estava com tanta esperança de encontrar ela em alguma cidade viva. rezei tanto para os parentes acharem ela sã e salva. Que deus conforte os corações de toda a família e amigos dela e que Ele dê a ela um bom lugar. Que ela descanse em paz. Maria José Novais

Chuva e cidadania tos, porque quando a chuva forte coincide com a cheia da maré, os estragos acabam ganhando maior dimensão. Fundamental, portanto, o estabelecimento de uma sólida aliança entre o poder público e a sociedade civil – com a indispensável participação da indústria, do comércio e do setor de prestação de serviços, para que se promova a educação da população que tem papel preponderante na prevenção de catástrofes meteorológicas. As maiores vítimas, como sempre, são a população de baixa renda que, em regra, ocupa de forma desordenada morros e encostas, desconsiderando os diversos estudos sobre áreas de risco. Educar, portanto, a população, é o primeiro passo de uma longa jornada. Mas a gestão do problema é da administração pública, a quem compete resolver o problema das populações de áreas de risco, a manutenção da rede de drenagem e a adoção de políticas eficientes para a preservação do meio ambiente. Há um conjunto de fatores que exige ação determinada dos governos estadual e municipal. Mas há também a exigência de uma sólida aliança com a sociedade. De nada vai adiantar qualquer esforço se a população continuar jogando lixo na rua porque, juntamente com o lixo, estarão sendo despejados também milhões de reais dos cofres públicos..

Boa Leitura!

tiragem: 5.000 exemplares circulação: Grande Vitória e digital periodicidade: Semanal

diretor geral carlos roberto coutinho carlos@eshoje.com.br

rua Paschoal delmaestro, 260 Ed. Vila da Praia, Sl. 5 e 6 - jardim camburi - Vitória - Espírito Santo cep. 29.090-460 Tel. 27 3395-1800/Fax. 3395-1801 www.eshoje.jor.br redacao@eshoje.com.br

diretora administrativa bianca coutinho bianca@eshoje.com.br

Assaltante morto

bem feito! bandido bom é bandido morto! Parabéns para a pessoa que efetuou os disparos e matou o assaltante. É revoltante saber que compramos as nossas coisas com o suor do nosso trabalho pra entregar pra esses vermes de mão beijada. Falo numa revolta tão grande, pois terça-feira fui assaltada no ponto de ônibus pela manhã indo pro trabalho e o meu celular tinha apenas 20 dias e, se eu não tivesse feito o seguro, teria perdido mais de mil reais.

Pelo menos agora a família vai poder descansar e dar a ela um enterro digno. meus sentimentos a todos nesse momento de dor. lamentável!

isso é uma piada! Esse alerta só chega depois que o temporal cai. o alerta chegou pra mim hoje (16/04) já era 9 da manhã. já estava tudo alegado! Ozéias Barbosa

Chuva "inesperada"

A cidade é surpreendida pelas chuvas anualmente... Que coisa inesperada! Antonio Alfim Malanchini Ribeiro

Lula preso

Ônibus falidos

Não sei que crise afeta esses empresários. Todos os dias os ônibus estão super lotados e além do péssimo serviço prestado à sociedade. Ano passado falaram que era por causa do desemprego. Não tem mais o que inventar! basta que tomem vergonha na cara e parem de pensar somente em engordar a suas contas bancárias. Thiago Pereira

Ônibus falidos 2

isso é mentira! Parem de mentir ao povo brasileiro. Empresários dessas empresas são milionários! Grupo Águia branca, dono de empresas do setor é bilionário. Não me venham com esses truques vagabundos para mais uma vez tirar dinheiro dos pobres. Safados! Adelson Bianchi

Samba

lula foi o presidente que mais fez pelo ES e isso é o que deixa os capixabas mais revoltados. Um "analfabeto" com inciativa deixa a iniciativa privada, aquela sem iniciativa crônica, cada vez mais raivosa.

luto no mundo do samba. dona ivone lara partiu mas sua obra é eterna. descanse em paz!

Helio Siqueira E no interior, que em alguns postos o litro do produto custa mais do que carne de primeira, não vai uma “fiscalizaçãozinha” não?

Quem bebe e dirige tem que ser penalizado e responsabilizado por colocar a vida do outro em risco. já vimos muitos inocentes perdendo a vida por causa de gente irresponsável. Que esta nova legislação seja, de fato, efetiva.

Henrique Pissinate

Daniela Santos

Postos fiscalizados

Ana Paula Esteves

Lei

twitter: @eshoje / facebook: eshoje / instagram: /eshoje

projeto gráfico renon Pena de Sá e Patrícia Araújo www.renondesign.com fotografias Arquivo redacao@eshoje.com.br

diagramação diretora de redação/editora danieleh coutinho - mTb/ES 2694-jP jeferson louis - mTb/ES 3605/ES danihcoutinho@eshoje.com.br

redação Andreia Foeger carolina boueri Gustavo Gouvêa Pedro ivo cunha Thaís rossi bárbara caldeiras márcia Almeida


3

Segurança

SEXTA-FEirA, 20 dE Abril dE 2018 j www.EShojE.com.br

Número de veículos clonados cresce 50% no Espírito Santo

Na suspeita de clonagem, primeiro passo é fazer laudo de originalidade do veículo na Polícia civil Gustavo Gouvêa Gustavo@eshoje.com.br

N

o ano de 2016, o Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran-ES) registrou 409 informativos de clonagem de veículos em todo o Estado. No ano passado, esse número aumentou 50%, chegando a 614 casos. Este ano, em apenas três meses, 127 pessoas foram vítimas da fraude. Em grande parte dos casos, a suspeita acontece quando as vítimas da clonagem descobrem infrações cometidas em lugares onde nunca estiveram ou pelo menos não estiveram no dia e horário da multa. A dor de cabeça maior vem para comprovar a “inocência” nos casos. Em meados do ano passado, ao consultar informações no site do Detran-ES, o auxiliar de controle operacional, Giovani do Nascimento, 35, descobriu que havia sido multado na RJ-145, próximo ao município de Itaperuna-RJ, por ultrapassagem em faixa contínua. “Não recebi nem a notificação em casa. Provo que no mesmo horário da autuação, estava indo para Guriri, no aniversário do filho de um patrão meu”, afirma. Sem saber como proceder neste caso, procurou o Detran de São Mateus, onde reside, para receber maiores informações. E afirma que recebeu informações equivocadas. “Fui no Detran, depois no despachante, na Polícia Civil fazer o boletim. Depois voltei no Detran e apresentei a documen-

nem recebi a notificação em casa. no dia e horário da autuação estava em outro lugar

Giovani nascimento, auxiliar

Como o licenciamento do carro estava para vencer, ele recebeu a informação de que deveria pagar a multa de R$ 191,00 para renovar o documento, e que depois seria ressarcido. “Tive que pagar o licenciamento do carro, pois não ia trafegar sem documento. Não fui ressarcido, porque o órgão alegou que o recurso foi intempestivo”, lamentou. Procedimentos De acordo com o gerente operacional do Detran-ES, Cleber Bongestab, em casos como o de Giovani, nos quais são descobertas multas não cometidas, existem duas suspeitas: a de erro humano e a de carro clonado. “Às vezes, o agente que viu no RJ anotou placa errada. Os radares ainda de-

sufoco para recorrer A funcionária pública Leopoldina Foeger, 60, recebeu uma multa de estacionamento em local proibido, no município de São Gonçalo, no Rio de Janeiro. O detalhe é que ela nunca nem foi no Rio de Janeiro em toda a sua vida. “Nunca fui pro Rio de Janeiro e nem conheço. Fui no Detran, delegacia, fazer suspeita de clonagem, BO. E até hoje não me deram resposta. Corri em tudo quanto é Detran, Faça Fácil, Campo Grande, Vitória. No final das contas disseram que o recurso tinha que ser feito no outro estado. Corri muito e passei muita raiva. Tive que fazer foto de frente, atrás, do lado, anexei no processo e até hoje não me responderam. Está em aberto até

divulgação

tação e falei que podia ter sido clonado. A pessoa falou que a documentação seria encaminhada para o Detran do Rio. No final das contas, perdi tempo, pois tive que enviar minha documentação para o DER do Rio pessoalmente, e montar um processo para retirar a multa. Nem o Detran daqui sabe dar informação referente a isso”, reclamou o auxiliar.

hoje”, disse Leopoldina, que na época, meados de 2017, teve que pagar R$ 110,00, além de perder pontos na carteira. O gerente operacional do Detran-ES, Cleber Bongestab afirma que, no caso de autuações – ou quando elas já se transformaram em multas – é preciso entrar com recurso no órgão que autuou o veículo e em seu respectivo Estado e município. “Se, por exemplo, foi o DNIT do Rio de Janeiro que multou o veículo tem que entrar com recursos junto ao órgão local que a notificou. O ideal é que a pessoa não deixe virar uma bola de neve. No primeiro indício, já entra com recurso. Muitas vezes o órgão identifica um erro e já cancela. Outras vezes, pode demorar”, conta.

É comum condutores descobrirem que o veículo foi clonado a partir que infrações que não cometeram pendem do ser humano para lançar informação. Às vezes a informação lançada pode ser errada. Em ambos os carros não é clonagem, é erro humano”. Mas, quando se constata a suspeita de carro clonado, o primeiro passo é procurar a Polícia Civil para fazer o laudo de originalidade do veículo. “É preciso comprovar que o veículo da pessoa é o original. Com esse documento na mão é

detran-es resolve perda de pontuação o detran-ES não tem poder para reverter uma autuação ou multa de outro órgão, em caso de pessoas que tiveram o veículo clonado, mas é lá que se resolve a questão dos pontos perdidos em relação a condutores do Estado, independente de local ou órgão que notificou. “o condutor vai requerer cancelamento da infração, da pontuação. No caso dos condutores do ES, nós analisamos. Nossa questão é a pontuação. Quando já virou multa, o detran-ES faz a análise, notifica o Estado de origem, e eles anexam ao recurso. Se a pessoa tiver razão, cancelamos a pontuação. mas não a multa do outro Estado”, explica bongestab.

NÚMEROS

409

Foi o número de informativos de clonagem de veículos em 2016

612

Foi a quantidade de casos em 2017 em todo o Espírito Santo

preciso procurar o Ciretran e solicitar o indicativo de clonagem, dizendo que o veículo que está com ela é o original e o outro veículo foi usado como dublê. Os elementos de identificação do veículo serão analisados para ver se é clonado ou não. O ideal é que a pessoa que fez o indicativo de clonagem ande sempre com esse documento, para que evite transtornos quando for parado numa blitz”, explica Bongestab.

endereço atualizado A servidora pública Camila Candeias, 27, também só descobriu que foi multada por avançar o sinal vermelho, também no município de São Gonçalo, quando entrou no site do Detran para uma consulta. Ela também nunca esteve no município. A notificação não chegou na casa dela. A sorte é que a autuação ainda não se transformou em multa e ela está em tempo hábil de recorrer. “É importante que o endereço

Frisamos que só se pode recorrer da multa no órgão que autuou o condutor

cleber bonGestab, gerente

esteja atualizado. Frisamos que não pode recorrer ao Detran do Espírito Santo, se não foi o Detran-ES que autuou. Tem que ser no órgão que autuou”, diz Bongestab. E frisa que ninguém é obrigado a pagar a multa antes para que possa recorrer. “Ninguém é obrigado a pagar a multa para recorrer. O que acontece é que muitas vezes a pessoas tem interesse em licenciar, que é um problema imediato, e faz a quitação. Precisa fazer a quitação para licenciar. Nesse caso, tem que pedir o cancelamento da multa e ressarcimento. No caso do Detran-ES, se a pessoa entrou com recurso e até 30 dias não foi julgado, se o Detran-ES não resolver, essa multa poderá ter feito suspensivo. Isso, aqui no Estado. Em outros lugares é diferente”.


4

Política

SEXTA-FEirA, 20 dE Abril dE 2018 j www.EShojE.com.br

“Liderar é fazer o certo”

Ex-secretário de Segurança, André Garcia, fala dos 10 anos à frente da pasta e da empreitada política Gustavo Gouvêa gustavo@eshoje.com.br

E

le é o secretário mais longevo à frente da Segurança Pública do Espírito Santo. Aos 48 anos, 10 deles dedicados à pasta, André Garcia se prepara para alçar novos voos na vida pública, desta vez como pré-candidato a deputado estadual pelo MDB, mesmo partido do governador Paulo Hartung. Aliás, a filiação ao partido só se deu por conta de um pedido pessoal de Hartung. “Bati o martelo a pedido do governador. Foi um pedido pessoal dele, que me ligou e me pediu para ir para o MDB”, afirma Garcia. Ele, entretanto, admite que se identifica mais com o conteúdo programático do PSDB. Em entrevista a ESHOJE o ex-secretário, que é procurador do Estado, professor, e foi militar da Força Aérea Brasileira, destacou que se orgulha da diminuição da taxa de homicídios no Espírito Santo durante sua gestão e que não teria feito nada de diferente durante a crise da segurança pública que abalou o Estado no mês de fevereiro de 2017 – a pior da história no Estado – culminando na morte violenta de 215 pessoas. “Fizemos o que deveria ser feito. Liderar não é fazer o mais fácil, pois poderíamos ter endividado o Estado e onerado toda a população. Liderar é fazer o certo, mostrar o caminho correto, e, mesmo com as incompreensões e represálias, temos que manter uma postura firme”, analisou Garcia. Ele ainda falou da sua relação com os militares capixabas pós-crise, da intenção de facilitar o trabalho das polícias no Legislativo capixaba, de suas aspirações como deputado e da nomeação de Nylton Rodrigues como seu sucessor à frente da Segurança Pública no Estado. ESHOJE: O que mudou na Segurança Pública capixaba de 10

anos para cá? André Garcia: O grande legado foi o da continuidade e do planejamento. Temos muito claramente estabelecido o que queremos em termos de equipamentos para as polícias, o conceito combinado de prevenção com repressão qualificada. Temos trabalhado essas duas dimensões fortemente. Não se pode pensar em segurança somente sob o ponto de vista de mais enfrentamento, mais efetivo, mais viatura e mais armas. Isso é importante, mas se não tiver combinada a estratégia de prevenção e o foco nos territórios mais vulneráveis, característica do Ocupação Social – jovens em regiões mais vulneráveis – não conseguiremos resolver a queda de indicadores no longo prazo, a taxa de diminuição dos indicadores de violência. Em 2009, chegamos à taxa de 58 homicídios por 100 mil, hoje está em torno de 29, 30 homicídios por 100 mil habitantes, uma queda brusca nessa taxa. Mas o grande aprendizado desse projeto é a visão de longo prazo na Segurança Pública e que está dando certo a política de continuidade. Quais são os feitos dos quais você se orgulha e pelo que você quer ser lembrado na SESP? O feito relacionado à queda da taxa de homicídios, foco na prisão de homicidas contumazes, monitoramento de operações de cumprimento de mandados de homicidas e traficantes, feito na reunião de monitoramento a cada 30 dias. Nessas reuniões analisamos todo o cenário criminal do Estado. Se fosse para resumir seria isso: a redução dos homicídios. Como foi a experiência de ser o principal responsável por controlar a pior crise da Segurança Pública capixaba? Aquilo foi um processo de aprendizado. Foi preciso saber atravessar a crise e construir um

SESP/ES

Foi preciso atravessar a crise e construir um mecanismo que faça com o que a gerou não se repita

Garcia destaca que se orgulha da redução na taxa de homicídios no Espírito Santo nos últimos anos mecanismo que faça com o que gerou a crise não se repita. No começo gerou incompreensão que, em plena crise econômica, diante da incapacidade de benefício e reajuste salarial, o caminho correto é cumprir a constituição e seguir o que estava na lei e na corporação militar. Foram confrontados princípios basilares, como hierarquia e disciplina. Liderar não é fazer o mais fácil, pois poderíamos ter endividado o Estado e onerado toda a população. Liderar é fazer o certo, mostrar o caminho correto, e, mesmo com as incompreensões e represálias, temos que manter uma postura firme. Pois temos convicção de que estávamos defendendo interesses da

NÚMEROS

58

homicídios por 100 mil habitantes era a taxa no ES, no ano de 2009

29

homicídios por 100 mil pessoas foi a taxa do Estado em 2016 sociedade. É preciso manter autoridade e compromisso da missão, que é servir a sociedade capixaba. Disso não podemos nos desviar. O que teria feito de diferente? Acredito que não teria feito

nada diferente. Isso de forma recorrente volta pra mim como reflexão sobre o que poderíamos ter feito ou não. Mas fomos rápidos no acionamento das forças federais. O tempo todo defendendo o posicionamento legal em defesa da sociedade. Fizemos o processo de reestruturação da Polícia Militar, que está em curso, defendemos o que devia ser defendido, fizemos o que deveria ser feito, que é disciplinar. Se não tivéssemos paralisado o movimento aqui, teríamos reflexo no Brasil inteiro, que estava de olho no controle do movimento, especialmente da concessão econômica, sob pena se espalhar pelo País.


Política

SEXTA-FEirA, 20 dE Abril dE 2018 j www.EShojE.com.br

divulgação

Bastidores da Política Gratidão

Esta semana o deputado estadual Marcelo Santos apresentou a implantação dos processos digitais na Assembleia Legislativa e representantes de todos os poderes estavam presentes. O desembargador Sérgio Gama, presidente do TJES, em seu discurso enalteceu o ex-governador Jose Ignácio Ferreira por ter assinado o ato de sua nomeação a desembargador. “Gratidão é alma do coração”, disse ele.

Prestígio

Ex-secretário se filiou ao MDB a pedido do governador Paulo Hartung e é pré-candidato a deputado estadual Como acha que ficou a sua relação com os militares capixabas? Costumo dizer que sempre tive excelente relação com os militares. Sou militar, filho de ex-militar, estudei no colégio militar, conheço bem como são as coisas. O que ficou evidente é que havia muita manipulação política desde o início. Pessoas que insuflaram o movimento estão agora como pré-candidatos, se colocando como heróis, e vão se candidatar. Eles colocaram a PM em situação difícil. Isso tem sido explorado, porque barateia o debate, quando estabelece que “somos os bons e os outros ruins”. Infelizmente algumas pessoas embarcaram nesse discurso raivoso, sem compreender o papel do comandante. Embora lamente isso, não vou mudar minhas convicções por indivíduos que não têm compromisso com a sociedade capixaba e sim com projetos pessoais. Agora, em sua empreitada política: como acha que está o seu capital político entre os militares? Acho que nunca contei muito com esse eleitorado, embora tenha muitos amigos dentro das corporações, dentro da PM. Quando se passa muito tempo no governo, isso gera muitos pontos de atrito e tensão nas categorias. É natural. Não trabalho com essa hipótese de ter que contar com esse apoio macro, pois sei que não terei. Mas aqueles que depois de um ano de tudo que aconteceu pararam para refletir, podem entender qual foi o meu papel desempenhado. Por que se filiou ao MDB? Bati o martelo a pedido do governador. Foi um pedido pessoal dele, que me ligou e me pediu pa-

ra ir ao MDB. Tinha dito que ia ao PSDB por razões programáticas, pois penso em programas. Infelizmente essa escolha partidária é difícil para qualquer um, porque muitos partidos não tem identidade programática definida e em todos os partidos existem pessoas boas e ruins. É difícil. Mas no caso do MDB, pelo tempo que tenho de relação de trabalho e pessoal com o governador, atendi com muita alegria ao pedido dele.

Não trabalho com hipótese de contar com apoio macro dos militares nas eleições, pois sei que não terei

E por que candidato a deputado estadual? Como deputado estadual quero contribuir no debate local. A decisão veio após muita reflexão. É preciso levar para a Assembleia pessoas que possam contribuir no debate, pessoas que possam fazer o trabalho da situação ou oposição com qualidade e que não se limite a uma visão carreirista, mas exercer o mandato na defesa de interesses da sociedade e com as convicções e princípios que temos. Quais serão suas bandeiras? Apesar de relação evidente com a Segurança Pública, minha atuação terá reflexões da minha formação como procurador e professor universitário, questões dos serviços públicos e políticas públicas como um todo. A Segurança Pública tem um modelo de gover-

nança que pode ser atribuído a qualquer política pública. Buscaremos facilitar o trabalho das polícias no que tiver dentro das questões legislativas. A proximidade com o governador e a experiência à frente da SESP são seus trunfos nas eleições? Nunca contei com a vitória antes do tempo. Faço questão de cumprir etapas. Nunca fui de esconder problemas e nunca me escondi. Sempre fui de enfrentar crises. Sou proativo na comunicação, pois precisamos prestar contas à sociedade com transparência, e isso é fundamental. Temos que ter condição de conversar com a sociedade. Isso, o gestor público tem que ter como característica. As pessoas podem me acusar de qualquer coisa, menos de omissão e covardia. Vou expor meus pontos de vista, posso convencer ou ser convencido. Dogmas não são sinal de inteligência. Se houver pontos de vista, o que vai prevalecer é o melhor, independente de ser meu ou de outra pessoa. O que achou da nomeação de Nylton Rodrigues para a SESP? Ele está preparado para a função? Certamente. Fiquei feliz com a indicação e a escolha dele. Temos muito em comum no aspecto voltado para resultados da gestão pública, construir condições para que o trabalho se realize da melhor forma possível. Ele tem capacidade de comunicação, de explicar as coisas para a população e pensamos muito parecido. Acredito que vamos caminhar para frente. Não sou saudosista. Acho que vai ter uma grande contribuição no trabalho que fiz e no do secretário que me antecedeu.

Foi muito concorrida a prestação de contas do mandato do deputado estadual Marcelo Santos, em Cariacica, no último sábado (14). Contou com a presença de seus pares, Gilsinho Lopes e Sandro Locutor. Ambos concorrerão a deputado federal nas eleições de outubro.

Insatisfação

Falando em Cariacica, o pior prefeito da Grande Vitória, está lá. Juninho foi muito criticado não pelo deputado Marcelo, durante a prestação de contas, mas pelos eleitores que foram participar. A insatisfação é geral – educação, saneamento básico, saúde...

Concorrido

O presidente da Câmara de Cariacica, Cesar Lucas; o deputado federal Helder Salomão; além de Gilsinho e Locutor são os nomes que a cidade tem para concorrer a deputado federal. Questionado sobre isso, já que dois desses nomes prestigiaram sua prestação de contas, Marcelo Santo saiu-se com: o que for bom para Cariacica, é bom para mim.

Alerta

Causou espanto no meio político a pesquisa do Instituto Futura para Senador da República. O crescimento de Ricardo Ferraço para reeleição inflamou o meio. Os números de Magno Malta já eram esperados, mas de Ricardo... será que vinha sendo subestimado?

Revendo

Já tem especulação de que o deputado estadual Amaro Neto está revendo sua candidatura. Como a coluna Bastidores já disse em edições anteriores fica

mais forte a possibilidade de compor chapa com o governador Paulo Hartung na posição de vice, e ainda cogita-se concorrer a deputado federal. Contudo, o Senado não está descartado.

Cola nele

Há deputado estadual que apoia Amaro para o Senado acendendo a luz de alerta e articulando a participação do apresentador em eventos por todo o Estado, sobretudo unindo sua imagem à do governador Paulo Hartung.

O peso...

As eleições devem pegar fogo no município da Serra. A cidade poderá lançar cinco nomes fortes a deputado estadual: Roberto Carlos (Rede), Bruno Lamas (PSB), Malini (PP), Sueli Vidigal (PDT) e Vandinho Leite (PSDB). Se eleger todos, a bancada serrana pode comandar o Legislativo estadual.

... da Serra

Já para deputado federal, o maior colégio eleitoral capixaba deve reeleger o deputado federal e líder do PDT, Sergio Vidigal – como um dos mais votados -, e o atual vereador Guto Lorenzoni (Rede).

Traição

Traídos pelo prefeito de Viana, Gilson Daniel, o Podemos perdeu duas grandes lideranças: o prefeito de Vila Velha, Max Filho, e o deputado estadual Hudson Leal. O primeiro quase deixou o ninho tucano, e o parlamentar chegou a pisar no novo partido, mas saiu logo e se filiou ao PRB.

Presidente

Ah, falando no PRB, como ESHOJE anunciou, ele já está sendo comandado pelo presidente da Assembleia Legislativa, Erick Musso.

Candidaturas

O ex-presidente da Ales, deputado Theodorico Ferraço disse à coluna que está decidindo com sua esposa, a deputada federal e no comando do DEM-ES, Norma Ayub, seus papéis nas eleições de outubro. O que se sabe é que um deles vai para a Assembleia e outro para a Câmara dos Deputados. Ferraço anda dizendo que prefere ficar onde está.

5


6

SEXTA-FEIRA, 20 DE ABRIL DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR

HUGO BORGES POR CÉSAR HERKENHOFF L cesarherkenhoff@hotmail.com

Bandido de estimação A democracia deveria ser, indubitavelmente, uma das sete maravilhas do mundo. Na verdade a primeira, mas aí criaram o Clube de Regatas do Flamengo. Ao transformar o senador Aécio Neves em réu por corrupção e obstrução da justiça, o Supremo Tribunal Federal deu uma grande lição aos petistas: há absoluta distinção entre ter e não ter bandido de estimação. Esse mesmo STF que há duas semanas recebeu da cleptocracia toda sorte de tratamento pouco cordial, fez a militância petista comemorar o devido enquadramento do senador tucano em denunciado. Os petistas têm alguma dificuldade em entender isso. Querem se convencer de que foram cortes distintas as responsáveis pelas decisões envolvendo Lula da Silva e Aécio Neves. No mínimo, agora, apontam Aécio Neves como boi de piranha da tucanagem (ou tucanalha, co-

mo preferem alguns). Não resta a menor dúvida de que a ação de Aécio Neves junto à dupla sertaneja Wesley e Joesley feriu todos os princípios de ética e da moralidade no desempenho da atividade parlamentar. E acho mais: se o senador tem plena convicção de sua inocência, por que temer o julgamento? O indiscutível é que ao transformar Aécio Neves em réu, a Justiça vai fazer muita gente rever o apoio à prisão após condenação em segunda instância, porque figuras importantes da República estão na fila de espera, dentre os quais o presidente Michel Temer, os ex-presidentes Fernando Collor de Mello, Fernando Henrique Cardoso, José Sarney e Dilma Rousseff, os senadores Renan Calheiro, Rome-

ro Jucá, Gleisi Hoffman e Lindbergh Farias e mais duas ou três centenas de deputados federais, governadores e ex-governadores, prefeitos e vereadores, todos blindados pelo foro privilegiado. Como réu, Aécio será levado a julgamento. E num país onde, a despeito da inútil campanha difamatória do PT as instituições funcionam rigorosamente dentro das regras constitucionais, haverá amplo direito de defesa. Apenas não espere o senador mineiro que a população vá às ruas em defesa de sua liberdade. No Brasil apenas a esquerda tem bandido de estimação. Pessoalmente, por conta da idade e dos cada vez mais frequentes problemas de saúde, ando com preguiça de discutir com idiotas – talvez eu seja o idiota na

visão dos meus idiotas. A sociedade brasileira não aceita mais o fundamentalismo da prosperidade, onde bandidos que saquearam os cofres públicos por décadas continuam apostando na impunidade. Por que, então, Lula da Silva, lidera as pesquisas de intenção de voto? São manipuladas? Duvido que seja e duvido ainda mais que os números estejam incorretos. O PT é detentor de uma faixa de 12 a 15% do eleitorado. Michel Temer conseguiu transformar sua administração num arsenal de armas químicas e Lula, por muito pouco tempo mais, conseguirá passar a ideia de pai dos pobres. A grande maioria do eleitorado, que se situa nas classes C,D, e E, ainda acredita que o ex-pre-

sidente foi preso por perseguição política. Mas esse discurso não se sustenta. Mesmo a população mais humilde tem clareza de que quem está na cadeia é bandido. Não sendo candidato, Lula não tem um único nome em condições de chegar ao segundo turno, a despeito do despreparo e da falta de qualidade da maioria dos postulantes. Até lá, pretendo cumprir uma promessa que nem fiz ainda: falar cada vez menos de política e cada vez menos com quem tem bandido de estimação. Porque debater política com petista é como conversar com um saco de pipoca. Pura perda de tempo, porque você tem certeza de que a resposta do saco de pipoca sempre será mais inteligente do que a do petista.

COLUNA FEU ROSA

ARTIGO

O mundo livre

Ensino superior obsoleto

Dia desses meditava sobre um curioso aspecto da História, qual o de iludir as mentes mais desavisadas quanto a certos processos e períodos, apenas compreendidos pela posteridade.

Durante muitas décadas, o sucesso profissional no Brasil esteve ligado diretamente ao diploma. Um histórico que teve início no século 19, quando as famílias ricas mandavam seus filhos estudar na Europa. De lá, voltavam médicos, engenheiros e advogados.

Fiquei a lembrar do mundo que vi quando criança. Havia a "Cortina de Ferro", ou o "Império do Mal", no qual a repressão do Estado era impiedosa. Em contraste, o "lado de cá" era o "Mundo Livre". Palavras como "privacidade", "direitos humanos" e outras de idêntico valor, sagradas para o "lado de cá", não existiam nos dicionários do "lado de lá". Recordo-me dos filmes daquela época. As cenas "do lado de lá" eram sempre cinzentas, pálidas, quase sem cor, mostradas sob trilhas sonoras capazes de deprimir o mais renitente dos otimistas. Já as do "lado de cá" destacavam-se pelo colorido intenso, compondo, com músicas sempre alegres, uma mensagem de amor pela liberdade. Minha infância, assim como o "lado de lá" e o "lado de cá", acabou. Trombeteia-se, sobre os escombros do Muro de Berlim, a vitória do "Mundo Livre". Enquanto todas estas coisas maravilhosas acontecem, um jornalista da BBC, retornando para seu hotel de madrugada, teve a infeliz ideia de atravessar, fora da faixa, uma rua deserta da ci-

dade de Adelaide, na Austrália - acabou submetido por nada menos que quatro zelosos policiais. Descobri que, naquele país, quem perturba um casamento pode ser condenado a dois anos de prisão. Nos EUA é proibido alimentar mendigos - quem o fizer passará uma temporada em alguma cela. Na França, em Calais, terá igual destino quem doar comida para imigrantes famintos - que sequer de banheiros dispõem, já que a polícia ameaçou carregar voluntários que instalavam alguns. Não esqueçamos, finalmente, daquela "cultura de segurança" que empurra-se goela abaixo da população, no mais das vezes para mascarar os pecados dos Estados. Foi assim que aquelas "sinistras barreiras policiais" do "lado de lá" se transformaram em "blitz" do "lado de cá" - cujos alvos, tanto "lá" como "cá", são quase sempre pacatos cidadãos. Que estranho! Será que, ao final das contas, o "Mundo Livre" perdeu? PEDRO VALLS FEU ROSA Desembargador do TJES

Desde então, mais do que o status social, o curso superior sempre foi considerado ferramenta fundamental para uma vida melhor. Mas, em pleno ano de 2017, o que tem evoluído nos cursos superiores? Considerando que a maioria das profissões que conhecemos irá desaparecer em menos de uma década, que nesse mesmo tempo mais da metade dos postos de trabalho existentes hoje serão exercidos por máquinas e que todo o conhecimento acadêmico do mundo está online e acessível na palma da mão, como as faculdades estão formando seus alunos? Grandes empresas internacionais estão priorizando trabalhadores com capacidade de encontrar soluções e de se reinventar, que tenham responsabilidade social, talento, criatividade e vontade de empreender, deixando em segundo plano a formação superior. Somos provocados a mudar de área de atuação para seguir as melhores oportunidades do mercado. Mas não é coerente cursar uma nova faculdade sempre que o

mercado tomar novos rumos. Há, inclusive, o risco da nova profissão deixar de existir antes da conclusão do curso. As escolas de formação rápida e prática, com os cursos mais inovadores formam profissionais capacitados a se adaptarem às instabilidades de um mercado de trabalho em constante transformação. Com a inteligência artificial, as áreas que necessitarem de precisão ou de repetição não terão mercado de trabalho em escala. O mercado de trabalho será para pessoas com talentos diferenciados. Exatidão, rotina e previsibilidade serão qualidades para as máquinas. O mercado mais promissor será o da economia criativa e das várias modalidades de hospitalidade. Tudo muda rapidamente, mas as faculdades caminham com uma lentidão preocupante. Nos próximos anos, cada ser humano construirá um caminho profissional extremamente personalizado.

CARLOS RODOLFO SANDRINI arquiteto e urbanista


Esportes

SEXTA-FEIRA, 20 DE ABRIL DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR VITÓRIA VAA

RUY MONTE DÁ O RECADO! rmonte@eshoje.com.br

De olho na Seleção Brasileira Marise, Tatiana, Suzane, Lara, Danielli e Carolina se preparam desde dezembro visando o mundial

De Vitória ao Taiti na canoa havaiana

Equipe feminina do Vitória Va’a se prepara para representar o Brasil no campeonato mundial, no Taiti GUSTAVO GOUVÊA gustavo@eshoje.com.br/

Q

      de fora, vê mulheres comuns: trabalhadoras, esposas, mães de família. Mas no cenário brasileiro da canoa havaiana, elas são as melhores na categoria Open 1500m da modalidade V6. Carolina Dadalto, Danielli Miranda, Lara Brotas, Marise Cavalcanti, Suzane Emmerich e Tatiana Sgaria integram a equipe feminina do Vitória Va’a e venceram a seletiva nacional realizada no dia 17 de março, em Brasília, se credenciando a representar o Brasil no 18º Campeonato Mundial de Sprint de Va'a, que acontecerá entre os dias 16 e 26 de julho, na cidade de Papeete, no Taiti. Elas são apaixonadas pelo esporte, têm média de dois anos remando na canoa e algo que chama a atenção: a média de idade delas é de 42,6 anos (elas têm de 39 a 53 anos de idade). Engana-se quem acha que isso é motivo de

pegar leve. As remadoras treinam diariamente – exceto na segunda-feira, o dia de folga. Acordam às 4h30, entram na água às 5h15 e remam por uma hora e meia na parte da manhã. À tarde ainda fazem preparação física específica para o esporte, na academia. Isso tudo, sem deixar de lado o trabalho e a família.

Quando nos propusemos a participar desse projeto, sabíamos da dedicação exigida

CAROLINA DADALTO, remadora

“Cada uma tem as suas atividades. Temos funcionária pública, juíza, preparadora física, empresárias, cada uma com sua rotina de família, filhos, e temos que dar conta de tudo. Mas quando nos propusemos a participar desse projeto sabíamos da dedicação e é

o que está acontecendo. Todas estamos muito estimuladas e comprometidas”, disse Carolina Dadalto, nutricionista, que é a mais nova do grupo, com 39 anos. PREPARAÇÃO Desde dezembro, a equipe vem treinando forte, focada em participar do mundial. E, para isso, conta com a ajuda de ninguém menos do que o preparador Sebastián Cuattrin, canoísta Olímpico brasileiro, campeão dos Jogos Pan-Americanos de 2007 e treinador de Isaquias Queiroz, maior medalhista brasileiro em uma única edição de Olimpíadas. Vitor Gava é o treinador da equipe, que também conta com o acompanhamento do nutricionista esportivo Ricardo Sodré. Carolina Dadalto afirma que a equipe está com muita garra e ciente da responsabilidade de representar o Brasil. “Estamos bem otimistas e com volume de treinamento intenso. Todas estamos focadas para fazer o melhor”.

Juíza fazendo história na canoa A  que vai disputar o mundial conta com uma mulher que, mesmo em pouco tempo de esporte, já fez história no Va’a nacional. Marise Cavalcanti, 53, é bicampeã estadual individual e campeã brasileira individual na categoria master, acima de 50 anos. Além de participar junto à equipe no mundial de Sprint no Taiti, ela também vai competir o evento na categoria individual. Como se já não bastasse, há duas

semanas ela venceu uma seletiva em São Paulo, colocando um pé no mundial de longa distância, que acontecerá na Austrália. “Me sinto muito feliz. Nunca esperei por isso. Não sabia que tinha esse potencial, porque nunca participei de esporte para competir em toda a minha vida. Sempre me dediquei aos estudos. Quando meus filhos saíram, fui em busca desse novo desafio e descobri que tenho um bom biotipo para o es-

porte. Me surpreeendi com os resultados em pouco tempo”, disse Marise que é juíza do trabalho. A empolgação para sua primeira competição internacional é grande. “A preparação está de vento em popa. Não conheço as adversárias, mas sei que as mulheres da Nova Zelândia, Austrália, as taitianas são concorrentes bem fortes. Estou confiando que vou chegar lá rasgando. Não vou aliviar”, avisou.

Acompanho a Seleção Brasileira de Tite, com uma certa reserva. E vou dizer por que: Copa do Mundo é uma competição momentânea. É um torneio que apenas na primeira fase os times têm a chance de jogar três vezes, correndo atrás de uma classificação, para um mata-mata. É torneio de pouca duração, e que põe os times em cheque, principalmente os que buscam com mais favoritismo ganhar a Taça. O que mais se ouve é que o Brasil, Alemanha, Inglaterra , Itália e Argentina, são os times que mais se aproximam na chegada final. E os demais? Existe uma euforia muito grande de nós, brasileiros, com relação à nossa seleção. Nesse favoritismo todo está a figura de Tite, que pode fazer a asneira que quiser, que será sempre endeusado pela imprensa, mesmo quando convoca errado, deixando de chamar alguns jogadores que atravessam uma boa fase técnica. Hoje o Tite é "O Cara" e seus vacilos sequer são citados. Lógico que os resultados positivos até então dão vazão para os "rasga seda" em cima do técnico. A causa maior são os resultados positivos e a tal invencibilidade do time canarinho. Deixando de lado os furos, nosso treinador Tite nos faz recordar o Telê Santana, também endeusado, até pela sua competência, demonstrada nos clubes que trabalhou. Ele foi treinador da nossa seleção, com um elenco de nível técnico altíssimo, mas perdeu duas Copas do Mundo, comandando o nosso escrete. E daí! Ele mesmo, o Telê, consagrado e bajulado como o nosso Tite é atualmente.

Por conseguinte, vamos pegar mais leve com a nossa seleção porque a Copa do Mundo da Rússia não foi ganha ainda. Nem sempre o time de melhor elenco, de nível técnico acentuado é o ganhador do mundial. E depois, sem muito se iludir, craque mesmo consagrado, acima da média, só temos o Neymar. E, se ficar fora por contusão ou por qualquer outro fator, o resultado não será diferente da última Copa, que o time brasileiro jogou praticamente sem ele, a partir do meio da competição. Temos bons jogadores, de bom nível, mas craques como Gerson, Pelé, Tostão, Rivelino, Clodoaldo, Sócrates, Junior e outros por aí, tem sido raro no futebol brasileiro. Dunga era antipático, grosseiro, porque não babava a imprensa, mas a sua competência como treinador é diferente dos demais, ou ele não entende do riscado? Mesmo tendo sido jogador da seleção, de Vasco, Internacional e tantos outros clubes da Europa? É só lembrar que Parreira, quando assumiu a seleção, nem treinador era, mas ganhou a Copa. E agora! Portanto, vamos pegar leve e esperar a Copa do Mundo da Rússia, respeitando o nível da competição. Vamos ver quais os disputantes que poderão jogar e chegar na final com méritos.

7


CLAssIfICADOs COMPRAR • VENDER • ALUGAR • TROCAR • DIVULGAR sexta-Feira, 20 de abril de 2018 j www.eshoje.com.br j eshoje@eshoje.com.br j anuncie: (27) 3395-1800

1

VENDO

imóveis, automóveis, diversos

GRanDe ViTÓRia

troco casa, Vila Garrido – escadaria, 2 quartos, sala, cozinha, banheiro, sem garagem, sem escritura. 45 mil – 27997012376. VeNdo / troco casa, Vila Garrido – escadaria, 2 quartos, sala, cozinha, banheiro, sem garagem, sem escritura. 45 mil – 27997012376. VeNdo casa, Vila Garrido – escadaria, 03 quartos, sala, cozinha, banheiro, varanda, quintal, sem garagem, sem escritura. 17 mil – 27-997012376. VeNdo apartamento, quarto, cozinha, banheiro, varanda, sala, área serviço, reformado, santo antônio, frente santuário, com recibo, 99603-7548 vivo VeNdo terreno darli santos VV, lado Gaivotas, 12m x 24m, comercial/residencial, rua asfaltada, documento em dia, plano/murado, aceito troca veículo r$85.000,00. 99812-2897 vivo. VeNdo imóvel 520m2, esquina, frente av. maruipe, laje, pé direito duplo, afastamento estacionamento 10 veículos, escriturado, área construída 290m2, legalizado, frente 25m. cOMunicaDO a 101 nORTe MÁMOReS e GRaniTOS LTDa - Me, torna público que requereu à semam/aracrUZ, através do processo nº 3961/2017, licença municipal de operação (lmo), para desdobramento e/ou polimento e/ou corte e aparelhamento de rochas ornamentais, quando associados entre si, na rod. Gov. mário covas, s/N, Guaraná, município de aracruz/es. cOMunicaDO aKiRa MOTORS cOM. De auT. LTDa torna público que requereu da semdesU, lmar, através do processo n° 22244/18, para a atividade de reparação, retifica (...) incluindo oficinas mecânicas, cód 5.07, na localidade de av. santa leopoldina, 10, itapuã, Vila Velha, es. cOMunicaDO "celiNea ramos dos reis coUtiNho me”, cNPj 04.252.175/0001-47, torna publico que requereu da semdesU, através do processo nº 16340/2018, licença (lms) para atividade de peixaria (52299/03) na localidade de travessa amarildes bernardes, 389, centro, município de Vila Velha-es. cOMunicaDO comercial sUdeste de alimeNtos ltda torna público que reQUereU da semdesU, através do Proc. N º 23985/18, a lmar para a atividade de Pátio de estocagem, cod. 22.08, na localidade de rua sete de setembro, 307, centro, município de Vila Velha – es.

99812-6199 vivo whatsapp. Vendo casa alagoano – começo escadaria, sem escritura, sem garagem – 5 cômodos – 75 mil Vendo j.Penha Kitnet, elevador, garagem, 180 mil 99973-1001. Vendo j.Penha 3 qts/ste, elevador, varanda 460 mil 9-9989-1243. Vendo j.Penha 2 qts conjunto / Varanda, 250 mil 9-9989-1243 seja um franqueado. Faça parte da maior rede de chocolates finos do mundo. Passamos o ponto: av. Presidente Vargas, 137 - centro Fundão. tel.: 11 94350-2770 Nayane Vendo casa – caratoíra (Vitória) – 1º pavimento (começo escadaria) - 02 quartos, sala, cozinha, banheiro e quintal. sem escritura e sem garagem. r$75 mil ou r$60 mil + parcelas – 99865-0734 Vendo apartamento – jardim da Penha – 70m² , 2° andar, 03 quartos com armários, dept de empregada e garagem – ed cataurus – atrás do sup. epa – 99527-0404 Vendo apartamento – jardim da Penha – 90m² , 03 quartos, suíte, elevador, varanda e Vaga. Próximo ao bicho Guloso estudo troca em imóvel de menor valor. 99989-1243/3071-0527 Vendo apartamento - jardim da Penha - 02quartos c/ suíte, varanda, elevador, 01 vaga, bicicletário, salão de festa com churrasqueira - prox. ao sesi – r$ 355 mil - 99973-1001/3084-5182 cOMunicaDO a immobile locaÇÃo e admiNistraÇÃo de imÓVeis ltda torna público que requereu da semdec, através do processo n, 14652/2018, a licença simplificada para atividade de armazenamento de produtos hortifrutigranjeiros nono bairro Piranema, município de cariacica/es. cOMunicaDO a matrix comercial de cosmÉticos ltda torna público que requereu da semdec, através do processo n, 11652/2018, a licença Prévia e de instalação para atividade de Fabricação de produtos de perfumaria e cosméticos, no bairro santa bárbara, município de cariacica/es. cOMunicaDO metalUrGica Usisteel ltda", torna público que obteve do iema, por meio do processo n° 46451030, a laU – GGe / cls Nº 129/2017/ classe ii para atividade: coleta e transporte rodoviário de resíduos perigosos, exceto material radioativo e transporte interestadual localidade de Feu rosa, mun de serra -es cOMunicaDO metalÚrGica VUlcaNo ltda torna público que requereu da semma, através do Processo nº 20861/2018, a licença lmr para a atividade de fabricação e/ou manutenção de estruturas metálicas com pintura por aspersão na localidade de Geraldo del Puppo, nº810, Galpão 001-Pa, civit ii, serra/es.

2

ALUGO

imóveis, automóveis, diversos

GRanDe ViTÓRia

alUGo - r$820,00 –sala 39 m² + 1 vaga de garagem no centro empresarial da serra – laranjeiras, cond. r$275,00, (27)9811-5129 aluga-se casa e quitinete em jardim america - cel.: 27-99629-3378 alugo casa para temporada - meaípe (Guarapari) - duplex, 3 quartos, 2 suítes, 2 banheiros social, 2 salas, cozinha, despensa, área, churrasqueira, varanda, quintal e garagem coberta. acomoda até 20 pessoas. - maria 3022-2878 / 99928-1951 alugo apt° - morada de laranjeiras - cond. Fechado - 3ª andar, 2 quartos, sala, banheiro, cozinha, Área de serviço, 1 vaga, port. 24hs, área de lazer, churrasqueira, salão de festas. r$700,00 – c/ cond. incluso – 992313143/ 3019-1918 alugo Kitnet - Praia do canto - em frente ao boulevard - residencial bali, mobiliada, r$ 795 + condomínio. 99989-1243

cOMunicaDO a moNdeleZ brasil ltda., torna público que requereu à secretaria municipal de meio ambiente e desenvolvimento rural de Viana, através do processo n°006083/2018, licença municipal simplificada, para a atividade de Pátio de estocagem, armazém ou depósito exclusivo para grãos e outros produtos alimentícios na localidade de rodovia br 262 – Km 7 – Galpão 04, Vila bethânia, município de Viana – es.” cOMunicaDO Padaria mUlti Paes ltda me, torna público que requereu da semdesU, através do processo n° 08453/2018, licença lmar, para atiVidade de FabricaÇÃo de massas alimeNtÍcias e biscoitos, cod. 15.10(i), na localidade de olaria, rUa caroliNa leal, N° 71, ceP: 29.100-510, município de Vila Velha – es. cOMunicaDO a Parma comercial ltda torna público que requereu da semdec a renovação da licença ambiental lar n. 01/2017, processo n, 32624/2014, a licença de operação para a atividade de supermercado com açougue, padaria e abastecimento de veículos de frota própria, no bairro Porto Novo, município de cariacica/es. cOMunicaDO a Parma comercial ltda torna público que requereu da semdec, através do processo n, 11646/2018, a licença ambiental de regularização, para atividade de supermercado, no bairro oriente, município de cariacica/es.

3

sERVIÇOs

alimentação, consórcio, Reparos, etc.

GRanDe ViTÓRia

cotação online de seguro auto, residencial, moto, Viagem - Guarapari corretora de seguros. massagista, moreno, cariacica. atendimento diferenciado - segunda à sábado até 18:00 - 027-9-97441668 waNdersoN – climatização, instalação e manutenção de ar condicionado – 27-99888-8667 – mig.wanderson@ gmail.com sos Pronto socorro dos manequins – reformas de manequins, pinturas especiais, compra, vendo e alugo – 98828-5027 99246-1625 Funcionários da PmV que desejarem adquirir o cartão mastercard internacional gratuito do banco daycoval sem sPc ou serasa. ligar para carvalho 27 – 99507-3978 legalizamos alvará de Func. corpo de bombeiros; síndicos perante rFb –legalizevitoria@gmail.com. advocacia: trabalhista, civil, Família e criminal - Fernanda Prates - 999643150 / 99745-5064 Faço coxinhas congeladas (tamanho médio) para seu lanche - Pronta entrega. 9.9811-5523 manutenção e instalação elétrica residencial. ligue: (27) 99967-2221 - Gabriel cOMunicaDO a THeRMica ReFRiGeRaÇÃO e aR cOnDiciOnaDO LTDa, torna público que requereu junto à semdec, através do processo no 20.610/2013, a renovação da licença de operação, para a atividade de serviços de instalação e manutenção de sistemas de refrigeração, ar condicionado, ventilação e exaustão, na localidade do itaquari, no município de cariacica - es. cOMunicaDO SuPeRMeRcaDOS PaDOVa LTDa torna público que requereu da semdec/cariacica, es através do processo n° 15393/2015-1, a licença municipal de operação, para atividade de supermercados e hipermercados com atividades de corte e limpeza de carnes, pescados e semelhantes (com açougue, peixaria e outros) ou depósitos, na localidade de rua cachoeiro do itapemirim, n° 46, bairro Nova brasília, cariacica - es. cOMunicaDO teQUila bar e restaUraNte me torna publico que requereu da semdesU, através do processo nº18949/2018, licença lmar, para atividade de bares e boates com musica ao vivo, cod – 15.11, na localidade de Praia das Gaivotas, rua jorge rizk, nº212 – Vila velha – es.

4

EMPREGO

Diversos

GRanDe ViTÓRia

ofereço-me para trabalhar em consultório, clinicas ou escritórios - de 13 às 19 horas. sou aposentada, nível superior, facilidade em assimilar conhecimentos, aceito sal.mínimo – 30392202/997129889 ofereço-me para trabalhar como Porteiro ou aux de serviços Gerais – Possuo curso de Portaria, e resido em cariacica – 99949-0604 ivonete. ofereço-me para trabalhar como Garçon (Freelancer) para Festas e eventos. Formação senac – 99913-4971 – alessandro. ofereço-me para trabalhar como Pedreiro, área de construção civil ou serviços Gerais -disponibilidade para qualquer local 99717 2657 ofereço-me para trabalhar como Porteiro – Possuo curso de Portaria, auxiliar de escritório, informática básica, cNh ab, ensino médio completo-resido em Vila Velha – 99792-6780 99701-2376 Nilson. contrata-se pintor – entrar em contato com 99582-5353 ou cln.eddificaçoes@ hotmail.com.

cOMunicaDO rs saNtos reFriGeracao ltda - me, cNPj nº 12.256.793/0001-93, torna público que estÁ reQUereNdo da semma, através do Processo nº 23106/2018, a licença lmr, para a atividade de reparação, retífica ou manutenção de máquinas, aparelhos e equipamentos industriais e mecânicos diversos, na localidade de rua monte hermom, 113, colina de laranjeiras, município da serra – es. cOMunicaDO VisaUto comercio e serViÇos ltda, torna público que requereu e obteve do iema, por meio do processo n° 10714, a laU nº 017-d/2018, para atiVidade de coleta e traNsPorte rodoViÁrio de resÍdUos PeriGosos, exceto material radioatiVo e traNsPorte iNterestadUal, para atuar exclusivamente nas rodovias do espírito santo, estando sediada na localidade de barramares, aV coNsolaÇÃo, N° 7, ceP: 29.124-300, município de Vila Velha – es. cOMunicaDO VisaUto comercio e serViÇos ltda, torna público que requereu e obteve do iema, por meio do processo n° 10712, a laU n° 018-d/2018, para atiVidade de coleta e traNsPorte rodoViÁrio de resÍdUos de serViÇos de saÚde, exceto medicameNtos, para atuar exclusivamente nas rodovias do espírito santo, estando sediada na localidade de barramares, aV coNsolaÇÃo, N° 7, ceP: 29.124-300, município de Vila Velha – es.


Vitória, 20 de abril de 2018 J Ano XVII J Nº 693 J Edição Gratuita Semanal

www.eshoje.com.br

Fundado em 19 de julho de 2000 por Carlos Roberto Coutinho

CIRCUITO CULT

Festival de cinema no interior

Cine.Ema movimenta setor audiovisual no Espírito Santo j2 DIVULGAÇÃO

JULIA RODRIGUES

Encontros e desencontros do casamento no palco Mônica Martelli estrela peça Minha Vida em Marte, em cartaz em Vitória neste fim de semanaj3

MODA

Evento fashion com blogger

Camila Coutinho desembarca na Ilha para desfile de modaj6

PROGRAME-SE

Em Vix, hip hop é destaque Programação conta com batalhas e rodas de conversaj4

DIVULGAÇÃO


2

Cultura

SEXTA-FEIRA, 20 DE ABRIL DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR DIVULGAÇÃO

CIRCUITO CULT MÁRCIA ALMEIDA L cultura@eshoje.com.br

Cine.Ema divulga filmes selecionados Festival de cinema ambiental vai acontecer em junho, em Burarama. Esta edição traz como novidade a seleção de filmes voltados para o público infantil DIVULGAÇÃO

Curta-metragem já foi selecionado para festivais nacionais e será inscrito em mostras internacionais

Violência contra jovens em filme

Braços Vazios, da diretora Daiana Rocha, estreia no próximo dia 25, no Cine Metrópolis. Entrada é gratuita

A

  da violência no ambiente familiar retratada sobre as lentes sensíveis de uma diretora capixaba. Esta é abordagem do curta-metragem Braços Vazios, da diretora Daiana Rocha, que estreia no próximo dia 25, às 19 horas, no Cine Metrópolis, na Ufes, em Vitória. A entrada é gratuita. Após a exibição, haverá um bate-papo com a diretora e convidados. Mesclando o gênero documentário e ficção, o filme narra a história de Vera, moradora de um bairro de periferia de uma grande capital e mãe do jovem Carlos, de apenas 16 anos, morto de forma trágica. O trauma da perda do filho a faz isolar-se dos amigos e familiares. Até encontrar um bilhete que pode ser o recomeço de uma nova vida. “Abordar um tema como esse, do extermínio da juventude negra, não é tão simples. Elaborar uma narrativa a partir do ponto de vista das mães que tiveram seus filhos assassinados foi um desafio imenso”, afirma a diretora. Segundo a diretora, a ideia do filme surgiu depois da notícia do assassinato de cinco jovens da comunidade de Costa Barros no Rio de Janeiro, por policiais militares. O carro em que os jovens estavam

foi alvejado com mais de 50 tiros de fuzil. “Depois que li a notícia, isso ficou na minha cabeça. Eu precisava falar”, relata Daiana. De acordo com a Anistia Internacional, 77% dos jovens assassinados no país são negros. O relatório da CPI do Assassinato de Jovens revelou, com base do Mapa da Violência publicado em 2016, que um jovem negro é assassinado a cada 23 minutos no Brasil. Daiana Rocha explica é moradora de um bairro de periferia e que já viu vários jovens da redondeza partirem de forma violenta. Ela acredita que o filme servirá para denunciar esta barbárie que vem acontecendo em todo o país e também para a reflexão de toda a sociedade. “É importante pensarmos sobre o que estamos fazendo para mudar esta realidade”, declara. “É preciso dar um basta, é triste ver casos como o assassinato dos irmãos Ruan e Damião, mortos com mais de 20 tiros cada um na no último mês, no Morro da Piedade, em Vitória”. Ela diz que está recebendo muitos feedbacks positivos sobre o filme. “Braços Vazios funciona como uma ponte entre as mães e a sociedade. As pessoas ficam sensibilizadas, é preciso pensar sobre o que fica depois que estes jovens vão embora”, destaca.

PRIMEIRO CURTA Braços Vazios é resultado do trabalho final do curso Cinema e Audiovisual cursado pela diretora, na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). Este é o primeiro filme de Daiana Rocha e já foi selecionado para alguns festivais, como o Cine Favela Brasil e Festival Tela Universitária de Cinema. Esta semana foi exibido em Pernambuco e está em processo de inserção de legenda para que possa ser inscrito também em eventos internacionais. “Tenho também novos projetos. Dois roteiros de curtametragem já estão finalizados e estou escrevendo um documentário”, diz Daiana. A obra foi contemplada com recursos de edital da Secretaria de Estado da Cultura (Secult).

Os filmes “Pedro e o Velho Chico”, de Renato Gaia, “Tembîara”, de Jackson Abacatu, e “A garota que reciclava sonhos”, de Patrick Moysés, “A Horta”, de Carla Leoni e Richard Dantas, “Desbrava”, de Gustavo Girotto, “Latossolo”, de Michel Santos, “Nanã”, de Rafael Amorim e “Cisternas nas escolas”, de Tiago Vieira dos Santos são os selecionados para a mostra competitiva do Festival de Cinema Ambiental e Sustentável do Espírito Santo (Cine.Ema), que vai acontecer em junho, em Burarama, distrito de Cachoeiro de Itapemirim. Este ano, foram inscritos cerca de 100 filmes, entre os da mostra competitiva e os da não-competitiva para uma reflexão cultural e de educação ambiental a partir do tema "Cadê a árvore que tava aqui?", que foram jul-

Mais vendidos

Braços Vazios Lançamento oficial

A cantora Maria Bethânia é a única brasileira a figurar no top 10 de artistas mais vendidos para brasileiros neste primeiro trimestre, segundo levanta-

w L:

Dom Quixote no sertão

SERVIÇO: w D:

25/04, às 19 h Cine Metrópolis, na Ufes, em Vitória w C: Lula Rocha (Círculo Palmarino), Thaís Amorim (Coordenadora do MUCANE) e Mc Thug w E gratuita

gados pelos curadores Ilka Westermeyer, Leonardo Merçon e Roberta Fassarela. Os selecionados concorrem ao troféu “Sino de Ouro”, honraria dada para as melhores produções audiovisuais nas categorias animação, documentário e ficção. A grande novidade desta edição é o Cine.Eminha, seleção voltada ao público infantil. Os selecionados são: “Os Segredos do Rio Grande”, de Analúcia Godoi e os alunos do Projeto Animação (ES/MG, animação, 5min), “Bolona de Pelo”, de Almir Correia, (PR, animação, 11min), “As aventuras da Marigota - Quem conta um conto, aumenta um ponto”, de Daniel Barosa e Nikolas M a c i e l ( S P, a n i m a ç ã o , 5min), e “O menino leão e a menina coruja”, de Renan Montenegro (DF, ficção, 16min).

mento feito pela StubHub, maior plataforma de compra e venda de ingressos do mundo. A banda de rock alternativo Pearl Jam lidera o ranking.

O espetáculo musical "Quixotinadas”, uma adaptação do grupo Vira Lata de Teatro ao texto do autor pernambucano Silvio Roberto de Oliveira, estará em cartaz no Teatro Municipal de Vila Velha neste sábado (21) e domingo (22). O musical apresenta a lendária figura de Dom Quixote e seu fiel escudeiro Sancho Pança, no sertão nordestino. A direção é de Cleverson Guerrera.


SEXTA-FEirA, 20 dE Abril dE 2018 j www.EShojE.com.br

Matéria de capa

3

Casamento revisto no palco

A atriz mônica martelli apresenta, neste fim de semana, em Vitória, a peça “minha vida em marte” julia rodrigues

Márcia alMeida cultura@eshoje.com.br

A

s angústias, alegrias, encontros e desencontros de um casamento serão apresentadas no palco do Teatro Universitário, neste fim de semana, quando será apresentada a comédia “Minha vida em Marte”, escrita e protagonizada pela atriz Mônica Martelli. A montagem, continuação do sucesso “Os homens são de Marte... E é pra lá que eu vou”, abre a 10ª edição do Circuito Cultural Unimed. Se na montagem anterior Fernanda (Mônica Martelli) estava em busca do amor, em “Minha Vida em Marte” a personagem está casada há oito anos com Tom e é mãe de Joana, menina de cinco anos. Nas sessões de análise ela narra e vivencia deliciosamente as alegrias e os muitos problemas do seu casamento. Ali ela expõe assuntos íntimos, como a falta de tesão ou as tentativas de “trabalhar a relação”, e percebe que nas relações estagnadas, adia-se o afeto e acumula-se mágoas. Mônica Martelli garante que criação da Fernanda, protagonista dos espetáculos, foi um divisor de águas na sua vida. “Essa personagem inspirada em mim e nas minhas vivências me trouxe todo o reconhecimento profissional que tenho”, declara em entrevista ao ESHOJE2. A atriz conta que as histórias do espetáculo são suas próprias experiências e de amigos e conhecidos e acredita que o sucesso se deva à verdade que tem em cena “Escrevo o que vivo e sinto e a identificação (do público) é imediata”, destaca. Segundo Martelli, a maior curiosidade do espetáculo é o fato de as pessoas irem falar com ela após o espetáculo e confidenciarem situações parecidas. “É lindo ver que fiz as pessoas refletirem mesmo rindo”. Com tanto sucesso, Minha vida em Marte, claro, vai parar nas telas do cinema. A estreia será em dezembro deste ano. “Estou ansiosa! A continuação do é exatamente como a peça de teatro. E tem o Paulo Gustavo que vai dividir o filme comigo. Sócio da Fernanda na empresa, ele será seu grande amigo nessa jornada”, entrega. Em Vitória, o espetáculo será apresentado nesta sexta-feira (20), às 21 h, sábado (21), às 18 e 21h e no domingo (22), às 18h. Os ingressos custam a partir de R$30 (mezanino, meia entrada) e estão à venda na bilheteria do teatro e no site www.tudus.com.br

Mônica Martelli diz que as histórias do espetáculo são suas próprias experiências e credita o sucesso à verdade apresentada em cena ESHOJE2: “Minha Vida em Marte” é uma continuação do espetáculo anterior? Mônica Martelli: Sempre pensei em fazer a continuação de Os Homens São de Marte e é pra Lá Que eu Vou, contar a vida de casada da Fernanda. Todas as angústias, alegrias, encontros e desencontros que passamos num casamento, as dificuldades que enfrentamos para manter um casamento saudável depois de anos, a diminuição da libido, a intolerância a falta de cuidado um com o outro. Quando a gente casa deseja que dure pra sempre, apesar de racionalmente sabermos que a vida é feita de ciclos e que tudo tem início, meio e fim – mas ninguém casa pra se separar. Por isso a gente luta que para que dê certo. A personagem luta para manter o casamento mas nem sempre dá certo. Sempre quis contar essa história mas

só depois de anos separada pude ter o distanciamento necessário para escrever nossas dores com leveza e humor. Você optou por mostrar as dores e as delícias do relacionamento de uma forma divertida. É mais fácil fazer rir? Demorei para fazer esta peça porque acredito que só é possível falar com propriedade sobre um assunto quando se consegue olhar para ele com distanciamento. Eu precisei me separar para escrevê-la e respeitar o luto do fim do casamento. E viver de cultura no Brasil tem sido uma missão fácil? Viver de teatro no Brasil é difícil. Precisamos ocupar os teatros. Mas não posso reclamar, como disse, minha vida mudou com o teatro. O público que vem me acompanhando foi se

transformando através dos anos assim como a personagem, que agora está casada e lutando para salvar o casamento. O público novo que está chegando se identifica da mesma forma. Todo mundo que já viveu qualquer tipo de relação amorosa se identifica. E as solteiras também porque a personagem uma hora se separa e volta a ser solteira. É uma delícia notar isso tudo! (risos) Para você, qual é o maior barato de se estar em um relacionamento? As mulheres têm muitas expectativas porque somos criadas num mundo extremamente machista que coloca a mulher sozinha, a solteira como um ser desvalorizado. Mulher de valor tem um homem do lado! Então entramos num namoro com muitas expectativas, muitos planos

e sempre são frustrados. Onde há expectativa, há decepção. Eu estou solteira e nunca estive tão feliz na minha vida. Mas continuo acreditando no amor. Adoro compartilhar a vida com alguém. Mas eu gosto de compartilhar e não de servir (risos). Mônica, a turma do humor parece ser muito unida. Você tem muitos amigos no meio? Tenho a sorte de ter grandes amigos no meio e também fora dele. O Paulo Gustavo, por exemplo, é um dos meus melhores amigos e por isso estamos juntos nesse novo filme. Trabalhar com quem amamos é sempre mais fácil. E divertido! Sua vida amorosa também rende uma boa comédia? A minha vida amorosa é uma comédia. E todos conhecem uma parte dela! (risos)


4

Programe-se

SEXTA-FEIRA, 20 DE ABRIL DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR DIVULGAÇÃO

COLUNA DO VINHO CAROLINA CORREA L carolina.coribeiro@gmail.com

Como armazenar o vinho depois de aberto?

Feras do rock em festival de música

Primeira etapa do Vitória Rock Festival acontece nesta sexta-feira (20) e sábado (21), no Shopping Vitória

Q

  de muito rock n’ roll. Assim será o Vitória Rock Festival, que vai acontecer nesta sexta-feira (20) e sábado (21), no estacionamento do Shopping Vitória. No palco, as 10 primeiras bandas selecionadas que disputam as duas primeiras vagas da grande final do concurso. Na sexta-feira o destaque será o concurso ‘Original Band’ com quatro bandas autorais capixabas - Big Bat Blues Band, Auri, Tribal Major Cético, além de um pocket show inédito com Gustavo Macacko, que vai lançar a canção ‘Passaporte para a fé’, gravada com Gabriel O Pensador homenageando o músico capixaba Alexandre Lima.

Já no sábado o som ficará a cargo de seis bandas cover – Hannover (Scorpions), Ozzymosis (Ozzy Osbourne), Highway (Bon Jovi), High Voltage (AC/DC), Morning Glory (Oasis) e Red Tube (Red Hot Chilli Peppers). ATRAÇÃO NACIONAL A Parasite Kiss Cover, uma das principais bandas cover do Kiss da América do Sul, vai se apresentar no evento no sábado (21). Com mais de 20 anos de estrada, o grupo gaúcho faz um tributo fiel ao KISS, cantando as melhores canções da icônica banda nova-iorquina. Roupas, botas, maquiagem, instrumentos idênticos assim como performance no palco e sonoridade vão levar os fãs ca-

pixabas da banda ao delírio. Será mais de uma hora de show com muito rock n’ roll com diversos clássicos desde a década de 70 até os mais recentes lançamentos. O 2º Vitória Rock Festival vai apresentar mais de 90 shows de rock – entre bandas inscritas, convidadas e pocket shows - em suas quatro etapas, sendo três classificatórias e a grande final, totalizando oito dias de rock. As bandas participantes concorrerão a duas lendárias e icônicas motos Harley-Davidson Iron 883 0km (uma para cada categoria). Os ingressos para o evento custam R$20 (meia entrada, 1º lote) podem ser adquiridos na loja da Vitória Harley-Davidson ou no site Blueticket.

Evento gratuito busca difundir a cultura hip hop   Capixaba do Negro “Verônica da Pas” (Mucane) está sediando o primeiro “Encontro de Hip Hop: Formação e Cypher”, que acontece nesta sexta-feira (20), às 19 horas, e no sábado (21), às 16 horas. O evento colocará em pauta vários elementos do universo hip hop, com batalhas e rodas de conversa, tratando de assuntos como “breaking” e “grafite”. Para as rodas de conversa, a participação

é aberta, sem necessidade de inscrição, e terá emissão de certificados. Para batalha de breaking, que acontece no sábado (21), as inscrições já estão encerradas. “O intuito é proporcionar a cada participante um estado de troca de informações com os convidados de São Paulo e, a partir dessa interação, formar multiplicadores do movimento e oportunizar um melhor entendimento do que é e como fun-

ciona cada elemento da cultura hip hop”, diz Geovanni Lima, produtor do evento. Para ele, o evento fortalece a identidade da cultura hip hop. "A realização do encontro é fundamental para o enriquecimento dos praticantes da cultura hip hop em aspectos pessoais e coletivos, uma vez que busca proporcionar aos militantes o conhecimento de todos os elementos que formam o hip hop”.

Antes de falarmos desses métodos, vamos entender por que o vinho “estraga” depois de uns dias aberto. O contato do vinho com o oxigênio tem efeitos distintos. Primeiro, ele pode fazer com que o vinho melhore, realçando seus aromas e sabores após colocá-lo em uma taça ou em um decanter. Porém, depois de um tempo, com a proliferação das bactérias acéticas, o vinho começa a entrar em um processo de oxidação, transformando-se em vinagre. Existem várias formas de fazer com que o vinho dure mais um tempinho e o estilo da bebida também interfere. A regra básica é de se tirar o máximo de oxigênio presente na garrafa. Mas não se anime muito, pois no geral esse prazo é curto. A média é de dois a três dias na geladeira. Ele deve ser mantido resfriado, pois a baixa temperatura faz com que as bactérias acéticas demorem mais a se proliferar. O espumante é uma exceção na regra de se retirar o oxigênio. O gás carbônico formado na segunda fermentação precisa ser preservado e então utiliza-se uma tampa de metal com silicone que suporta a pressão do espumante, mantendo-o vivo por mais tempo. Nesse caso, não é feita a sucção que veremos a seguir, justamente para manter esse gás. Para os vinhos tranquilos, ou seja, os sem gás, vou dar duas dicas simples e baratas. Começo falando de um aparelhinho chamado Vacu Vin ou “salva-vinhos’, que pode ser encontrado facilmente na internet ou em casas especializadas de vinho. Esse aparelho tem um custo acessível e é composto de um jogo de rolha de borracha e uma bomba que,

DIVULGAÇÃO

Cantor capixaba Gustavo Macacko, convidado especial, vai apresentar seu novo show, Espírito Rock ES

Abriu uma garrafa de vinho e não sabe como armazenar aquele restinho que não conseguiu beber? Confira essas dicas simples e baratas!

quando se encaixa nessas rolhas, faz a sucção do ar que se encontra na garrafa, fazendo com que seu vinho se mantenha bebível por mais uns dias. Uma sugestão ainda mais fácil e sem custo algum, é transferir o líquido que sobrou da garrafa grande, de 750 ml, para uma garrafa menor, de 375 ml, as popularmente conhecidas como “meia-garrafa”. Após essa transferência, vede com uma rolha e mantenha a bebida na geladeira. Como a garrafa é a metade do tamanho de uma de 750 ml, o espaço que sobra para que o oxigênio fique armazenado é menor que o que sobraria em uma garrafa grande, fazendo então que esse contato diminua, prologando a duração de seu vinho. Mantenha SEMPRE esse vinho tampado! Caso você veja que não vai consumir o restante desse vinho, vai uma dica final: congele o que sobrou em forminhas de gelo e o utilize depois para marinadas de carnes e para pratos que levam a bebida em sua composição. Obviamente que o vinho após esses três dias vai perder um pouco de sua vivacidade, aromas e gostos, mas poderá sim ser consumido. Sempre digo que uma garrafa depois de aberta deve ser toda consumida, afinal, para um bom degustador de vinhos esse “desperdício” é quase um pecado! Mas se você é da turma que deixa sobrar, espero que essas dicas ajudem a manter seu vinho por mais uns dias. Um brinde!


5

SEXTA-FEIRA, 20 DE ABRIL DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Social

Bianca Coutinho bianca@eshoje.com.br

Detalhes tão pequenos

MÔNICA ZORZANELLI

Depois de um longo hiato, Roberto Carlos se apresentou em Vitória, no último final de semana. Em um espetáculo que durou cerca de duas horas e meia, o rei cantou sucessos que deixaram o público extasiado. Mas nem tudo foi um mar de rosas, pelo menos para o público da primeira apresentação. A organização do show, quase que impecável, deixou a desejar, já que a reclamação foi geral devido ao forte calor na área do evento, mesmo com ingressos que chegavam a R$ 500 mais taxas. A produção pecou por não amenizar a temperatura do local lotado. O show do sábado chegou a ser interrompido logo depois da primeira música – Emoções. Roberto Carlos entrou no palco apontando para um equipamento no chão, cantou e parou. Não está fácil, nem para o rei! ALINE MANTOVANELLI

Lançamento. Jéssica Polese entre Denise Póvoa e Lurdinha Perovano na noite de autógrafos do livro "Meu Brasil Verde e Amarelo", na Ales CIRO TRIGO

Quem não se comunica...

A falha na comunicação das assessorias, local e nacional, sobre a atenção de Roberto Carlos com seus fãs ficou feia. Disseram que o cantor não era acessível. Mentira! No final do show, o rei mostrou simplicidade e pegou os presentes do público e recebeu pessoas no camarim. Já dizia o Chacrinha, quem não se comunica se trumbica. MONICA ZORZANELLI

Mirella Schena, Caetano Monteiro, Fabrício Noronha e Alexandre Pedroni em noite criativa

Curva da Jurema. “Sem nenhuma

referência a nossa backing vocal, mas ele diz que prefere a curva da Jurema”, brincou Roberto sobre seu baixista, Dárcio Ract, ser surfista e que iria a praia de Jacaraípe. Sua backing vocal é Jurema de Cândia.

Fashion trip. Márcia Santos inova

para fazer as fotos da coleção de inverno de sua marca. Nessa sexta-feira (20), ela embarca para Europa, em sua primeira fashion trip acompanhada de Aline Passamani e Nanda Portella. O fotógrafo Breno Rodriguez fará o registro.

Save the date. Carol e Ricardo Lo-

bato promovem, no dia 26, uma festa no Toro Black, em Vitória, para receber a nova coleção da Replay Jeans, marca italiana recém-chegada ao Brasil. O som fica por conta dos DJs Rodrigo Abelha e Phil Fernandes.

Nostálgica. A icônica “Festa do SiO casal Carlos Abreu e Narjara Aguiar em noite especial para noivas em seu espaço de beleza, na Praia do Canto

nal”, realizada nos anos 90 na antiga Mega Zoom, pode voltar a acontecer. A marca é registrada pela Dupla Pro-

Beto Câmara Gomes com o rei Roberto Carlos

duções, mas não é ela quem vai retomar esse sucesso.

tado da Alemanha que chega nos próximos dias.

Super star. Dayan Siebra está em

Rap. O grupo Oriente está com re-

Dress. Silvana Araújo convida para o

coquetel de lançamento de seu showroom e apresentação das novas grifes representadas no Estado. O evento será na próxima terça-feira (24), em Jardim da Penha.

Pois, pois. Rafaela Ziviani está em Lisboa, onde foi ministrar curso de branding. Ela vai expandir a atuação da sua agência em Portugal, que já atende por lá há três anos. Alguém tem dúvida que já deu samba?

Influencer. Caio Rocha embarca ru-

Feliz aniversário. Paulo Hartung,

Vitória para ministrar, nessa sexta (20), o seminário sobre saúde, qualidade de vida, crescimento profissional e autoestima. Dayan é médico, coach e dono do canal médico do Youtube mais visualizado no Brasil.

mo à França, dia 14 de maio. De lá, o influenciador digital promete mostrar tudo o que tem em Paris para os seus seguidores. Merci!

Zuhause. Luciano Cardoso recebeu

convidados em sua hamburgueria, na Serra, para a degustação de menu exclusivo e produção própria. A novidade é o hambúrguer de pato impor-

torno a Vitória confirmado para o próximo dia 04 de maio. Os cariocas de Niterói apresentam a turnê Yin Yang, pela primeira vez em solo capixaba. Quem assume a produção é Felipe Fioroti.

Gustavo Dutra, Rosana Ramos Castello Silva, Brunella Pivetta e Renata Perovano (20); Alex Reis (21); Adriane Caliman, Thiago Senna e Gutman Uchôa de Mendonça (22); Andressa Santesi (23), Jairo Rocha Araújo (24); Polyana da Silva e Jovelina Alves da Cunha (25); Grace Kelly Araújo dos Reis, Betty Feliz, Itamar Gurgel e Marco Túlio da Vitória (26).


6

SEXTA-FEIRA, 20 DE ABRIL DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Moda

Lorena Vago

lorena@eshoje.com.br

OUTONO: hora de cuidar da pele!

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Com o fim do Verão, é tempo de apostar em produtos para dar mais vida e saúde a pele Sol, praia, mar, piscina e vento no rosto... Ah, o Verão! Mesmo tendo sido um dos mais amenos dos últimos anos, ele deixou suas marcas na nossa memória e, claro, na pele. O rosto um pouco mais manchado e ressecado é sempre uma preocupação com o fim da estação. Portanto, é hora de aproveitar para revitalizar e devolver o aspecto saudável. Buscar formas de uniformizar e clarear, sem deixar de se proteger dos raios solares e da luz visível do dia a dia é uma das opções perfeitas para a temporada mais fria. Combinando ativos consagrados no tratamento para uniformização da pele, como Resveratrol, Ácido Kójico, Alpha-Arbutin e vitamina C, a Profuse, linha da Aché Laboratórios, investe no primeiro clareador multifuncional com FPS que auxilia no clareamento de imperfeições na pele. A esteti-

Sabonete esfoliante Depil Bella

cista Maiza Oliveira orienta que os tratamentos para rejuvenescimento com máscaras faciais e com vitamina C para melhorar a hidratação da pele e devolver a luminosidade da pele que se perde no Verão são muito indicados nessa temporada. A dica da médica Ana Carolina Guerra é mergulhar nos ácidos. “Agora com os dias mais fresquinhos, vale a pena reparar os estragos da estação mais quente do ano. Pode ser desde ácidos prescritos pela sua dermatologista para uso em home care, até os peelings químicos no consultório”, afirma. Já a dermatologista Mariana Machado Gomes explica que a primeira recomendação para reequilibrar a pele é tomar banhos mais rápidos, com pouco sabonete e água morna, sem esquecer o hidratante facial e corporal ao final. Para as pessoas com pele mais oleosa são indicados produtos oil free.

Hidratante facial O Boticário

Gel creme Clair - Profuse

Máscara pérola - Fler

Loção facial - Forever Living

Sabonete - Ann bow Booster Vitamina C - Novexpert para Farmácia Alquimia

Máscara Argila Preta - Raavi Óleo concentrado - Natura

Camila Coutinho em Vix

Produtos de cuidados para pele, da Globo Fórmula

A blogger Camila Coutinho, uma das pioneiras do movimento das digital influencers, desembarca em Vitória no dia 26 de abril para participar do desfile da marca paulistana Canal Concept para a Mulher Ativa, na Aleixo Netto, Praia do Canto. Com passarela especial, a loja vai apresentar a coleção Outono Inverno da marca inspirada na Ásia Oriental. Peças com modelagens esportivas, cortes retos, pantacourt , saia e vestido midi são destaque, além de acabamentos nobres, como a seda em devorê, linha metalizada e zíper aquaguard.

Ita Bazar

O maior outlet de Cariacica chega a sua 11ª edição com mais de 30 mil produtos com descontos que chegam a 80%. O Ita Bazar acontece de 2 a 5 de maio, no Matrix Music Hall. Mais de 60 mil pessoas são esperadas durante os quatro dias de evento, que promete ser uma ótima opor tunidade de comprar o presente de Dia das Mães com bons preços.

Cacheadas

As mulheres que gostam de ostentar os cabelos cacheados, mas que, ao mesmo tempo, precisam lidar com o embaraço, o volume descontrolado e a falta de definição, já têm motivos para comemorar. A Laurel Cosméticos acaba de lançar a linha Sossega Cachos, pensada especialmente para tratar os fios cacheados que sofrem com a falta de nutrição, o ressecamento e o frizz.

Minicoleção

A grife fitness Track&Field acaba de lançar uma coleção toda inspirada nos tons metálicos dos anos 1980. Trata-se da linha Gold, que acaba de chegar às lojas e e-commerce com versões feminina e masculina. A campanha de Inverno da marca, estrelada por Yasmin Brunet e Evandro Soldati, foi fotografada no Deserto do Atacama.


7

SEXTA-FEIRA, 20 DE ABRIL DE 2018 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Sabor ES

Porque comer com prazer é ainda melhor!

Mirka Garmendia sabores@eshoje.com.br

Vegetal versátil e saboroso A couve-flor é importante aliada na luta contra o câncer, na perda de peso e ainda melhora no sistema digestivo DIVULGAÇÃO

Esta foi uma semana bem atípica no nosso Estado, com chuva e um friozinho que me fez lembrar o Inverno. Me deparei com a vontade de tomar uma sopa bem quentinha, mas não uma qualquer, e sim uma bem saborosa, cremosa, e, claro, pouco calórica. Então lembrei de um vegetal versátil, que pode se encaixar de forma inteligente no menu como acompanhamento ou em um prato principal em diversas cozinhas de todo o mundo: a couve-flor. Ela pode ser levemente cozida no vapor ou no micro-ondas e ser combinada com outros legumes, como batatas e ervilhas para um salteado delicioso. Também pode ser adicionada a sopas, triturada para se fazer um arroz delicioso ou consumida crua, adicionada a saladas. Combina em produções temperada depois de cozida ou feita como purê, uma versão mais saudável do que o de batatas. De quebra, a couve-flor é importante aliada na luta contra o câncer, na perda de peso e proporciona ainda mais benefícios. São muitos os benefícios da couve-flor, como a perda de peso, sensação de saciedade devido às suas fibras, prevenção contra o câncer e ainda melhora no sistema digestivo e a memória. Quando vou à feira orgânica ou ao supermercado procuro escolher sempre a couve-flor fresca, que esteja firme, sem manchas amareladas ou amarronzadas, e as que tenham folhas verdes anexadas ao caule. É muito importante guardá-la inteira com o caule para baixo na geladeira em um saco plástico que permita a ventilação para não acumular água. Desse modo, ela pode durar cerca de cinco dias. Escolhi esta receita porque, além de ser minha favorita, é chique e extremamente versátil. Podemos servi-la como entradinha quente ou fria em jantares ou coquetéis ou simplesmente com uma deliciosa sopa cremosa como vou ensinar agora.

Vichyssoise, prato típico francês, pode ser servido como entrada quente ou fria ou simplesmente como uma deliciosa sopa cremosa

VICHYSSOISE

Ingredientes w 90

alho poró w 100 de couve-flor w 30 cebola picada w 20 manteiga w 200 de caldo de galinha w 60 creme de leite fresco w S, pimenta do reino a gosto

Modo de Preparo: w C

a couve-flor e coloque na água a ponta dura do alho poró, abra-o no meio, lave-o e corte bem pequeno w D a manteiga, junte a cebola, o alho poró, sal e pimenw C

ta a gosto e refogue, mexendo de vez em quando, até que fique macio, sem dourar w A a couve-flor e refogue w J o caldo. w D cozinhar por 15 minutos. w B a sopa no mixer e passe pela peneira para eliminar as fibras do alho poró w R a sopa para a panela e junte o creme de leite w D aquecer um pouco, com cuidado para não ferver e talhar o creme de leite w A os temperos – sal e pimenta w E pronta a sua sopa. Se quiser um creme saboroso gelado, basta levar a geladeira por duas horas ou até esfriar por completo.


Festa da Penha 2018 a cobertura #eshojenafestadapenha foi

um sucesso!

no facebook, a transmissão das missas alcançaram

mais de 40 mil pessoas!

no instagram, os stories da romaria dos homens e da missa de encerramento tiveram quase 30 mil visualizações! já os posts com fotos exclusivas no instagram alcançaram mais de 10 mil pessoas! As reportagens especiais, com conteúdo e entrevistas exclusivas, alcançaram 20 mil pessoas na internet e quase 15 mil no impresso! mais uma vez,

arrasamos NAS coberturas especiais !

todo mundo vê. todo mundo lê. todo mundo gosta. *Números mensurados através das ferramentas Google Analytics, Facebook Analytics e Instagram Insights, do conteúdo produzido durante a Festa da Penha 2018 (1 a 9 de abril de 2018).

Jornal ESHOJE_693  

Em um ano, fraudes sofridas por condutores capixabas cresceram 50%. O recebimento de multas não cometidas é principal indício de clonagem

Jornal ESHOJE_693  

Em um ano, fraudes sofridas por condutores capixabas cresceram 50%. O recebimento de multas não cometidas é principal indício de clonagem

Advertisement