Page 1

Vitória, 13 de outubro de 2017 J Ano XVII J Nº 666J Edição Gratuita Semana

www.eshoje.com.br

OUTUBRO ROSA Um toque pela vida

O jornal ESHOJE participa da campanha da AFECC 2017

Otaciano blindando Hartungj5

COLUNA

O quinto corrupto do mundoj4

DAYANA SOUZA

POLÍTICA

PEDRO DUTRA/SECOM-ES

Fundado em 19 de julho de 2000 por Carlos Roberto Coutinho

DIVULGAÇAO

ESHOJE2

O encanto do canto de Sandyj3 BARBARA GRECO

PADRINHOS SÃO ANJOS DE VERDADE

j3

Programas de apadrinhamento podem mudar a realidade de mais de 300 menores que vivem nos orfanatos na Grande Vitória; Marciana e Marcelo apadrinharam T., de 17 anos

Horário de Verão pode ter vantagens

Especialistas ensinam como encarar a alteração na vida e nas finanças com mudanças de hábitos diáriosj5

DIVULGAÇAO

KIILL QUER NOVO OURO NO MUNDIAL ADAPTADO

Surfista paraplégico busca apoio financeiro para disputar mundial na Califórnia-EUAj7


2

Opinião

SEXTA-FEirA, 13 dE ouTubro dE 2017 j www.EShojE.com.br

fOTO DA SEmAnA

ESPAÇO DO LEITOR divulgação

Guarda em Viana

muito boa esta iniciativa da prefeitura de Viana de fazer concurso pra a guarda municipal, para a segurança de nossa cidade. mas, pensaram no custo operacional? Por que não municipalizar o trânsito primeiro, para amenizar o impacto nas despesas? Sendo assim uma grande fonte de renda, ou teremos convênio fadados a serem exterminados com os governos, estadual e federal. Patrício dos Santos

Estabilidade política

De 15 de outubro de 2017 a 17 de fevereiro do ano que vem o Espírito Santo estará no Horário de Verão

EDITORIAL

Nem tão feliz assim... Há muito não se tem o que comemorar nas chamadas "datas comemorativas". Em setembro ninguém sentia que vivemos num Brasil independente, assim como em maio os brasileiros amargavam na fila do desemprego. Chegamos a outubro e o sentimento é: estamos deixando para trás mais um ano. Não se sabe se o encerramento do ano é algo a ser comemorado, porque muitos projetos ainda não foram concretizados e as pessoas, tão sofridas desde o segundo semestre de 2015, depositavam muitas fichas em 2017. Vai ficar para o próximo ano. Este ano, o que se contabilizam, infelizmente, são tragédias. E, neste Dia das Crianças, comemorado em 12 de outubro, é triste destacar que estudo realizado pelo Unicef, Secretaria dos Direitos Humanos, o Observatório das Favelas e o Laboratório de Análise da Violência da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) mostrou que em sete anos, 43 mil adolescentes devem ser vítimas de homicídio no País. Uma média diária de 16 jovens com idades entre 12 e 18 anos. A perspectiva prevê as mortes no período entre 2015 e 2021 se mantidos os atuais índices de violência. Segundo as estatísticas, homens têm 13,5 vezes mais risco de serem vítimas do que as mulheres. O perigo para os jovens negros é 2,8 vezes maior na comparação com os brancos. A pesquisa foi baseada no Índice de Homicídios na Adolescência (IHA), que cruzou dados oficiais e considera mortes de jovens

A opinião dos colunistas não reflete o posicionamento do veículo

por homicídio em 300 municípios com população acima de 100 mil habitantes. E os números mostram que o Espírito Santo está no topo desta triste estatística. Em todo o país, o município capixaba da Serra tem a maior taxa de adolescentes mortos: 12,71 por 100 mil. As cidades da Grande Vitória, Vila Velha, Vitória e Cariacica, também figuram entre as 20 cidades com as maiores taxas – 10.28, 7.68 e 7.27, respectivamente. O estudo aponta ainda o crescimento da violência contra os jovens na Região Metropolitana. “É fundamental apontar o destaque negativo da Grande Vitória, que apresenta um crescimento quase constante desde 2005 e ultrapassa o elevadíssimo patamar de nove adolescentes perdidos a cada 1.000 em 2013 e 2014”. Não temos um país independente, a insegurança é incontrolável, o desemprego uma realidade e nossas crianças estão no meio disso tudo.

Boa leitura! Boa semana!

tiragem: 5.000 exemplares circulação: Grande Vitória e digital periodicidade: Semanal

diretor geral carlos roberto coutinho carlos@eshoje.com.br

rua Paschoal delmaestro, 260 Ed. Vila da Praia, Sl. 5 e 6 - jardim camburi - Vitória - Espírito Santo cep. 29.090-460 Tel. 27 3395-1800/Fax. 3395-1801 www.eshoje.jor.br redacao@eshoje.com.br

diretora administrativa bianca coutinho bianca@eshoje.com.br

Péssima proposta do Senado em aprovar o fim da estabilidade do servidor público. Sou funcionária pública, trabalho corretamente e sempre trabalhei. No período de estágio probatório os compinchas forjavam para os que trabalhavam mas não era da cidade e os que ficavam a toa mas era da cidade ficavam de boa. Só eu sei o que eu passei espero que não aprovem, pois vejo o estresse retornado. Além do mais acho inconstitucional retroagir ao direito adquirido. Ana Carolina Gossn

Brasil é o meu país

Numa época em que tantos procuram deixar o brasil, certos conterrâneos descobriram no separatismo um modo de ir para o exterior permanecendo onde estão. de lambuja, economizam a passagem, evitam problemas de imigração e, numa solução tipicamente brasileira, reabilitam o crédito mudando a razão social. A tese se manifesta em pontos de vista bem conhecidos: “Sinto-me mais gaúcho do que brasileiro”; “moro no brasil que deu certo”; “Estou cansado de sustentar o Norte, o Nordeste e o centro-oeste”; “chega de ser governado pelas elites nordestinas”. Pois é. durante 90 dos 127 anos de república o governo brasileiro esteve confiado a paulistas, mineiros, cariocas e gaúchos. Só o rio Grande do Sul, com 38 anos na presidência, comandou o país por mais tempo que as outras duas dezenas de estados que “não deram certo” (cruzes!). Percival Puggina

Vivemos a era da antipolítica

A tragédia de Las Vegas recoloca com força no debate público problemas considerados fundamentais para o futuro da democracia nos EuA e no mundo. Amplamente tratados pelos meios de comunicação e pela academia norte-americana, temas como o controle de armas, a segurança pública, a vigilância e a reflexão sobre a estrutura organizacional dedicada a evitar tais processos voltam a estar no centro das atenções e podem dar a impressão de que se está enfrentando com seriedade as causas da violência de ódio que, frequentemente, acomete essa sociedade. Não obstante, se olharmos com mais rigor para a situação, perceberemos que mais uma vez se está reiterando avaliações eivadas em base superficiais, na medida em que não se leva em conta o movimento de estruturação social que está na raiz de tais ataques. Ainda que classificadas aqui como superficiais do ponto de vista sociológico, estas dimensões, sem dúvida, não podem ser menosprezadas, já que trazem à tona aspectos fundamentais do problema, como o grau de letalidade destes eventos, as respostas apresentadas pela política institucional e o volume de dinheiro destinado ao lobby das armas. Em primeiro lugar, para que se tenha ideia de sua relevância, vale observar a quantidade de dados levantados pelas agências de pesquisa norte-americanas sobre a violência com armas nos EuA. Entre os países mais ricos, os EuA lideram. Oscar Alejandro

Túnel

com as Leis e a justiça brasileira e a famigerada Audiência de custódia a violência só tem a crescer no brasil. os bandidos que foram pegos em São Paulo tentando roubar r$1 bilhão do banco do brasil são todos criminosos profissionais que recentemente foram presos fazendo a mesma coisa e a justiça já os colocou nas ruas. São os que assaltaram o banco central em Fortaleza, a empresa Prossegur. os bandidos não ficam presos. o povo que se exploda. Carlos Carvalho

twitter: @eshoje / facebook: eshoje / instagram: /jornaleshoje/

projeto gráfico renon Pena de Sá e Patrícia Araújo www.renondesign.com fotografias Arquivo redacao@eshoje.com.br

diagramação diretora de redação/editora danieleh coutinho - mTb/ES 2694-jP jeferson Louis - mTb/ES 3605/ES danihcoutinho@eshoje.com.br

redação dóris Fernandes Gustavo Gouvêa Thaís rossi


Cidades

SEXTA-FEirA, 13 dE OUTUbrO dE 2017 j www.EShOjE.cOm.br

3

426 crianças abandonadas na GV “Padrinhos afetivos” e “famílias acolhedoras” têm tornando os dias dos menores mais felizes Gustavo Gouvêa gustavo@eshoje.com.br

A

quantidade de crianças e adolescentes que foram negligenciadas ou abandonadas pelos pais ou responsáveis nos cinco principais municípios da Grande Vitória, entre os anos de 2016 e 2017, chega a 426 casos. Os dados são das prefeituras de Vitória, Vila Velha, Serra, Cariacica e Viana. Atualmente, 304 menores entre zero e 18 anos incompletos vivem nos 19 orfanatos espalhados por estas cidades. Eles estão sob a tutela dos municípios e parte está na fila da adoção. Outra parte não se encaixa no perfil tradicionalmente requisitado pelas futuras famílias adotivas e passam dias, meses, anos e até décadas vivendo em orfanatos públicos. Uma terceira parte dessas crianças e adolescentes nos orfanatos ainda aguarda decisão judicial sobre possibilidade de retorno ou não à família de origem, processo que pode durar até dois anos. Encerradas as possibilidades, entram na fila da adoção. Ao se deparar com a situação dessas crianças e adolescentes, certas pessoas se compadecem e, muito mais do que isso, sentem-

-se motivadas a serem agentes transformadores daquela realidade, já que os municípios oferecem outras oportunidades de convívio com os menores, como o apadrinhamento afetivo. Ao participarem de uma ação promovida pela igreja que frequentam no Lar Batista Albertine Meador, orfanato localizado em Laranjeiras, Serra, o casal Marciana e Marcelo Silva, conheceram T., na época com 16 anos. Hoje, completam um ano como "padrinhos afetivos" da adolescente, convivendo com ela nos finais de semana, feriados e férias, e não se imaginam mais longe dela. "Pensava igual todo mundo: quero pegar uma criança, já que minha filha tem 10 anos, ou alguém que, no mínimo, seja compatível para brincar com ela. Mas eu já fui adolescente e sei que você com 18, 19 anos não tem como trabalhar para se sustentar. En-

ela tem sido muito importante na nossa família, para nosso crescimento

Marcelo silva, gerente

bárbara grecco

o casal Marcelo e Marciana já apadrinha t., que tem 17 anos, há um ano e têm o desejo de adotá-la tão isso mexeu muito comigo. Daí conversei com Marcelo e ele concordou em apadrinharmos ela", lembrou Marciana. aprendizado O casal começou a ter contato com T. em outubro de 2016 sempre aos finais de semana e feriados. “Ela ficou com a gente 15

dias, do final de dezembro até o meio de janeiro. Ela já faz parte da nossa vida, lá em casa ela tem o quarto dela. Então ela já se sente em casa. Nada restrito". Marcelo afirma que, neste um ano que a família apadrinhou T., as mudanças vieram para fazê-los pessoas melhores. "Tratamos como nossa filha: conversa-

mos muito, damos orientações, falamos da importância da disciplina... Ela tem sido bastante importante na nossa vida, em nosso crescimento até como casal também. Está ensinando à Sunny (filha) que ela precisa conviver, dividir... Então ela trouxe uma nova convivência familiar", disse o gerente.

304 estão sob tutela dos municípios desde que T. foi apadrinhada por Marciana e Marcelo é notório o crescimento da adolescente de acordo com os funcionários do Lar Batista, passando de uma menina tímida, a uma menina mais confiante e decidida. Nas palavras da própria T., pela primeira vez ela se sente filha de pai e mãe verdadeiros. "Tem sido muito bom porque eles fazem um papel de pai e mãe que nunca tive o prazer de ter, então é uma experiência muito boa pra mim. Nossa convivência é ótima e eu tenho a oportunidade de viver numa casa normal",

conta ela, que se sente muito amada pelos "novos pais". O município de Vitória tem atualmente 85 crianças e adolescentes acolhidos em cinco Centros de Vivência. Além do apoio psicossocial da equipe técnica, quem participa do programa "Família Acolhedora" recebe um auxílio financeiro para custear algumas despesas em sua residência. "Ele chegou um pouco desconfiado, mas logo se integrou completamente ao convívio com as outras crianças aqui do prédio e com todos os moradores. Estamos aprendendo tudo com ele, e

nossa vida mudou completamente desde que ele chegou. É maravilhoso", diz Leomar Waiandt que, junto à sua esposa Jamille Rodrigues decidiu acolher o pequeno M., de 5 anos de idade, em maio. Em Vitória, Vila Velha, Serra, Cariacica e Viana, 304 crianças e adolescentes de zero a 18 anos estão sob tutela municipal. Destes, somente Vila Velha não possui apadrinhamento afetivo ou programa "Família Acolhedora". Na Serra e em Viana, o programa de apadrinhamento afetivo é feito de acordo com as determi-

nações do ato normativo 13/2015, de acordo com o qual só podem ser apadrinhadas crianças e adolescentes acima de sete anos de idade que não estejam em condição de adoção, destituídos ou suspensos do poder familiar e que tenham remotas possibilidades de reintegração à família de origem ou de inserção em família substituta. O processo deve ser autorizado judicialmente. "Participam também os que estão na condição de adoção, mas têm poucas possibilidades, como crianças que têm deficiência. Excepcionalmente, crianças de me-

nos de sete anos, que vivem em condições especiais de saúde, podem ser apadrinhadas, desde que devidamente autorizadas pelo juizado", explica a assistente social da Serra, Simone Castorino. Já em Vitória e Cariacica, o programa "Família Acolhedora" atendide crianças e adolescentes entre zero e 18 anos incompletos que sofreram algum tipo de negligência, violência ou abandono. As famílias que se dispõem a acolher passam por etapas até a habilitação, de forma a ajustar as necessidades dos assistidos à rotina da família acolhedora.

violência doméstica, sexual ou abandono violência doméstica, violência sexual, abandono ou negligência. Esses são os principais motivos que levam as crianças a ficarem impossibilitadas de retornarem à família e acabam tendo os abrigos como morada. Somente no ano de 2016 a quantidade de crianças e adolescentes de zero a 19 anos que sofreram algum desses quatro tipos de violência somou 424 casos só em Vitória, de

acordo com dados da Secretaria Municipal de Saúde. "Em 2016 tivemos 81 casos notificados como negligência e abandono de 0 a 19 anos e em 2017, de janeiro a junho temos 42 casos. Negligência também é violência. Observamos tendência de aumento. Nossos profissionais estão mais sensíveis em identificar os casos. Existe uma omissão em prover as necessidades e cui-

dados básicos para desenvolvimento físico e mental de uma pessoa. Quando trago isso pra criança e adolescente, se privo de cuidados com saúde, higiene, não garanto presença na escola... Encontramos bastante quedas, queimaduras, intoxicações, evasão de hospital e PA.... Tudo isso é negligência. E abandono é a mais extrema das negligências", explica Solange Drummond, referência

técnica do Núcleo de Prevenção da Violência e Promoção da Saúde (Nuprevi) da Semus. O gerente de Proteção Especial de Média e Alta Complexidade da Serra, Marlon Amorim afirma que existe números relativamente altos de crianças abandonadas ou negligenciadas em dois casos: logo no nascimento e a partir dos 13 anos. “Existem casos de famílias procurando juizado para entregar

filho como se esse filho fosse quase um bem, não tendo estrutura financeira e emocional para cuidar", explica. Já em Vila Velha, na maioria dos casos são mães solteiras ou famílias desestruturadas que acabam abandonando ou negligenciando os filhos por questões de drogadição e violência doméstica. Lá, são 50 crianças acolhidas nos quatro abrigos da cidade.


4

SEXTA-FEIRA, 13 DE OUTUBRO DE 2017 j WWW.ESHOJE.COM.BR

HUGO BORGES POR CÉSAR HERKENHOFF L cesarherkenhoff@hotmail.com

A Polícia acima da lei Talvez até por ser minha praia (modestamente sou pós-graduado em Criminalística, Política Criminal e Segurança Pública), evito abordar o tema de forma sistemática, embora reconheça ser o mais grave problema que aflige a população do Espírito Santo. Nem quero me imiscuir na discussão sobre a redução da maioridade penal, porquanto se trata de cláusula pétrea da Constituição da República. Nem mesmo um Supremo Tribunal Federal desmotivado como o nosso será capaz de legitimar ofensa dessa magnitude aos preceitos constitucionais. O que precisa ser enfrentado, portanto, é a questão da criminalidade, vinculada de forma estreita ao tráfico de drogas, mas não exclusivamente a ele. Aos elevadíssimos índices de homicídios, devem se somar centenas de mortes no trânsito todos os anos, além de roubos e furtos banais que nem fazem mais parte das estatísticas. Nossa polícia é despreparada, mal remunerada,

desvalorizada e indisciplinada, quebrando um dos pressupostos mais caros à instituição, que é a hierarquia. Há pouquíssimos dias procurei uma delegacia de plantão para denunciar a descumprimento reiterado de uma ordem judicial, crime tipificado no artigo 330 do Código Penal e que sujeita o infrator à pena de prisão. Ouvi de uma servidora de plantão, que eu devia procurar o Judiciário, mais especificamente a juíza autora da ordem descumprida: “Se ela deu a ordem por que não manda prender quem descumpriu?”.

Quase meia hora pedindo com uma delicadeza que nem me é habitual que a ocorrência fosse registrada exatamente para cumprimento de dispositivos do Código de Processo Penal. Tive que apelar e dizer que um idoso, com três infartos, diabético e hipertenso, teve que percorrer 8 quilômetros de bicicleta para exercer um direito de cidadão para encontrar uma servidora desidiosa que se negava a cumprir suas funções. Outro servidor, certamente consternado pelo meu relato dramático (mas absolutamente verdadeiro), dispôs-se a fa-

zer a ocorrência, e o fez com presteza e educação, ao contrário da não tão jovem senhora, que parecia estar contando os segundos para se aposentar. Fui orientado, por fim, a utilizar o registro on line, disponibilizado pela Secretaria de Segurança Pública evitar deslocamentos desnecessários. Até segui a orientação, fiz a ocorrência e continuo aguardando resposta porque os fatos precisam passar por análise (pela demora, imagino que do STF) e o recurso disponibilizado atende apenas a questões relativas a furto, roubo, perda e extravio de documentos.

Não sei se é pior pra mim ou para a magistrada que expediu a ordem, porque a depender da boa vontade das forças policiais às quais recorri, ela terá que se valer da máxima segundo a qual “quem quer, faz, quem não quer, manda fazer”. Fiz a minha parte. A Secretaria de Segurança Pública continua não fazendo a dela. Mas tenho mesmo que comemorar porque há dois meses fui assaltado, com arma colocada em meu peito e ouvi de quase todo mundo: ainda bem que só levaram o celular. Fui orientado a registrar ocorrência.Alguém acha que fiz?

COLUNA FEU ROSA

ARTIGO

A nossa geração

Homenagem: Veja

Há poucos dias foi lançada a edição de 2017 do Índice Global de Competitividade, um estudo amplo realizado pelo Fórum Econômico Mundial. São 393 páginas analisando indicadores econômicos e sociais de cada país. Dentre eles, os índices de corrupção - afinal, quem investiria em um país corrupto?

Concluímos com a excelente antologia de 50 entrevistas da mais prestigiosa seção da imprensa brasileira, intitulada “A história é Amarela”, trazendo novas síntese, que compõem um painel riquíssimo de boa leitura. Eis um grande gênio que conheci em Havana junto a outros reitores do Brasil: Fidel Castro (1987), que disse que“adotar represálias contra o Brasil por causa da maioria seria o mesmo que tentar apagar incêndio com gasolina”.

Estabeleceu-se, pois, a relação dos dez países mais afetados por esta praga. Em 10º lugar situou-se o México. Em 9º, o Iêmen. Na 8ª colocação, El Salvador. Na 7ª, a Nigéria. Seguiu-lhe o devastado Haiti, na 6ª posição. E eis que surge, então, logo abaixo, o Brasil! Sim, somos o 5º país mais corrupto do planeta! Após superarmos os países que acima listei, verifiquei que apenas fomos derrotados neste pouco honroso embate para o Chade, a República Dominicana, o Paraguai e a Venezuela. Que vergonha, Brasil! Fiquei a pensar em 2010, quando o Conselho Nacional de Inteligência dos EUA lançou um fascinante relatório sobre como estaria o mundo em 2025. Uma obra notável pelo nível de detalhes - considerou variáveis que vão desde o papel das mulheres na política do Oriente Médio até os eventuais conflitos gerados pela escassez de água doce. Sobre o Brasil, previram que a partir de 2020 seria um dos maiores exportadores de petróleo e de produtos agrícolas do planeta - o que poderia significar o início de um ciclo de desenvolvimento sustentável e de longo

prazo que nos levaria a padrões de vida próximos aos do dito "1º Mundo". A expressão "poderia" não foi utilizada à toa. Registrou-se que, para que todo este ingresso de recursos fosse corretamente aproveitado, seria necessária a redução dos índices de criminalidade de rua e corrupção - sob pena de desperdiçarmos a maior parte das riquezas e começarmos a seguir rumo a um país seriamente desigual e conflituoso. Pois é. Nossa geração falhou. Quase que silenciou no embate com os maus. Permitiu a impunidade dos corruptos. Foi covarde, omissa, em diversos momentos conivente até. Transfere para as gerações seguintes o 5º país mais corrupto do mundo. Para piorar, deixamos nosso agronegócio cada vez mais entregue a estrangeiros, assim como nosso petróleo - bem como o melhor do nosso parque industrial e de nossa infraestrutura. Que a história nos seja misericordiosa! PEDRO VALLS FEU ROSA Desembargador do TJES

Catherine Deneuve (1984), a maior estrela do cinema francês: “rio com facilidade e não sou tão fria e imperturbável como dizem”. Teme a concorrência da TV com o futuro do cinema. Luciano Pavarotti (1989): “o aplauso é o oxigênio”. O maior dos tenores fala da rivalidade no mundo da ópera, “a vaia e o contrário é o nosso viver”. Lech Walesa (1990): “vencem a civilização. A derrota do comunismo é definitiva, mas a transição para a democracia é bem mais difícil”. John Kenneth Galbraith (1990), o veterano economista americano: “vê o Brasil com esperança. Existem no mundo duas categorias de economista os que lutam pela verdade e os que lutam pelo aplauso”. Bill Clinton (2005): “o mundo é das ONGs e descrendo dos políticos. É possível criar riquezas sem destruir o meio ambiente”. Mario Vargas Llosa (2010): “queremos ser pobres. A América Latina é refém de clichês da esquerda que esterilizam a cultura e abominam a racionalidade econômica”.

Thomas Piketty (2014): “a desigualdade que os governos têm de agir para diminuir o abismo entre pobres e ricos não seja a revolução”. Muamar Kadafi (1971): “somos 2 milhões na Líbia, precisaremos ser 2 milhões de Kadafi: diplomacia é hipocrisia”. Betty Friedan (1971): “guerra às panelas, o trabalho caseiro, símbolo da opressão que ainda não chegou ao Brasil. Há forças que têm interesse em eternizar a sociedade do consumo no mundo”. Carl Sagan (1982): “a certeza me aborrece, prefere os excitantes mistérios do universo às verdades que Sagan em livro empoeirados”. Finalmente, uma justa sincera homenagem à dinâmica jornalista Danieleh Coutinho e ao ESHOJE pelos 17 anos de fundação, como bem diz Cesar Herkenhoff: “colocar um jornal independente em circulação, como que semanalmente, é como matar um leão por dia”. RÔMULO AUGUSTO PENINA Ex-reitor da UFES


Geral

SEXTA-FEirA, 13 dE ouTubro dE 2017 j www.EShojE.com.br

Horário de Verão: veja as vantagens

aspecto geral hino salvador L hinosal@terra.com.br

cuidados com o chuveiro e na manutenção do ar-condicionado ajudam a economizar na temporada

À

zero hora do dia 15 de outubro milhões de brasileiros terão que adiantar os relógios em uma hora. É o início da temporada 2017/2018 do horário de verão em 11 estados do Brasil, incluindo o Espírito Santo. O principal objetivo da medida é a redução da demanda de energia no período de ponta, entre as 18h e as 21h. Segundo o ONS, no horário de verão praticado em 2016/2017 a economia foi de R$ 159,5 milhões, valor abaixo período de 2015/2016, que foi de R$ 162 mi. Odiado por uns e amado por outros, o horário de verão está diretamente relacionado ao comportamento da sociedade, que em geral começa a chegar em casa a partir das 18 horas. “Sem o horário de verão, as pessoas costumam chegar em casa e tomar banho com o chuveiro elétrico ligado. Paralelo a isso, a iluminação pública também é

divulgação

Eu cursava a Escola de Cadetes da Força Aérea Brasileira. Seis meses antes do golpe militar de 1964, eu pedi desligamento da escola, depois de ter ficado dois anos na cidade de Barbacena, em Minas Gerais.

médica orienta dormir mais cedo para adaptar a saúde à mudança acionada, que somado ao consumo industrial e comercial, provoca um pico na demanda do sistema elétrico”, explica o engenheiro eletricista, João Bosco Anicio. economia Mesmo com tanto calor é possível contribuir para a redução do

uso de energia elétrica. Uma das dicas do consultor em Engenharia Elétrica do Crea-ES, Eduardo Altoé é colocar o chuveiro no modo “verão”, cuja economia é de 30%, bem como proteger a parte externa do ar-condicionado da exposição do sol e mantê-lo com os filtros limpos.

adapte seu corpo às mudanças enquanto muitas pessoas comemoram uma hora a mais de sol no fim da tarde, outras reclamam que sentem mais cansaço, dificuldade na hora de dormir e até falta de apetite. A especialista em Medicina do Sono, Jéssica Polese, explica que esses e outros sintomas são comuns devido à alteração no

relógio biológico, que vai precisar se adequar novamente. “Como escurece mais tarde, a produção da melatonina (hormônio que regula o sono) sofre uma diminuição. Nosso organismo pode levar até 14 dias para se adaptar à mudança, dependendo de cada pessoa”, diz a médica.

A principal dica é já acostumar o organismo a dormir mais cedo. “Comece a deitar 15 minutos antes, depois passe para meia hora, até conseguir dormir uma hora mais cedo. Assim o corpo não sente tanto impacto. Cerca de 30 minutos antes de dormir faça algo que te relaxe”, recomenda.

Bastidores da Política Grupo Um grupo de vereadores da Serra, capitaneados pela presidente da Câmara, Neidia Maura Pimentel, quer lançar o diretor Flavio Serri, a deputado federal. Segundo eles, a casa vai seguir o exemplo da Assembleia Legislativa, que lançou Amaro Neto e prepara uma chapa de candidatos a Brasília. Na Serra Em tempo, o prefeito da Serra, Audifax Barcelos, também tem seu candidato serrano a uma cadeira na Câmara Federal: o vereador licenciado e secretário de Serviços, Guto Lorenzoni.

Fim da democracia?

Lançamento Durante o lançamento do movimento de conscientização de combate à violência contra a mulher, no Palácio Anchieta, notou-se o surgimento de um novo grupo político criado no Espírito Santo, a partir do movimento palaciano. Membros dele discursaram, como os secretários Julio Pompeu, Andreia Lopes, André Garcia e Eugênio Riccas. Nomes possíveis no pleito de 2018. Pronta A candidata à prefeita de Luciano Rezende para receber de suas mãos o bastão, a secretária Lenise Loureiro, vai concorrer a deputada

estadual. Seu perfil conciliador tem agradado a todos os aliados. Ela não precisa estar em campanha, por exemplo, para receber as pessoas em seu gabinete, diferentemente de “importantes” secretários. Cacifado Otaciano Neto, secretário estadual de Agricultura, é hoje o político mais badalado do Espírito Santo. E nunca concorreu. Até a rejeição de nomes do PSDB aumentou seu cacife. Diversos partidos o convidaram para assinar ficha, mas ele garante que sua escolha pelo ninho foi atendendo a um pedido do vice-governador Cesar Colnago.

Blindado Falando em rejeição, há quem garanta que a ida de Otaciano para o PSDB seria benéfica ao partido nas eleições de 2018, garantindo que ele tem votos. Contudo, uma parte dos filiados não é contra ele, mas miram no secretário para atingir Paulo Hartung. Dividida A deputada estadual Luzia Toledo é uma das maiores defensoras de Rose de Freitas para concorrer ao Governo do Estado. Mas, como ficaria em caso de disputa entre a senadora e o governador Pau l o Ha r t u n g , d e quem Luzia faz parte da base na Ales?

Fui transferido para o Cam- tar um novo regime diferente po dos Afonsos, no Rio de Ja- do que já existe. neiro, para receber o espadim. Não precisamos ainda da Uma grande burrice, pois logo presença dos militares, a não depois da minha saída, veio o ser para ajudar a combater o golpe e as coisas nas escolas crime em todas suas formas. A militares melhoraram 100%. presença militar gera um resAntes de deixar a escola eu já peito maior para àqueles que ouvia rumores do tal golpe. insistem em viver às margens Mas muito jovem, nunca dei da lei e da ordem. O Brasil vem muita importância. Aí, aconte- de uma crise criada pelo Particeu. Vejo muita gente nas redes do dos Trabalhadores, que sasociais pedindo intervenção queou o país e o reflexo está militar. Para os que não enten- presente em tudo. As declaradem muito, e muito menos sa- ções dos generais fazendo leves be o que é, trata-se da volta dos ameaças precisam ser repudiamilitares que vão instalar um das pela sociedade organizada. regime diferenciado no país. Antes de aclamar pelo interNão posso negar que o Brasil venção militar, é bom fazer viveu bons dias durante o regi- uma avaliação profunda e das me militar. Muita coisa mudou. consequências que isso vai traOs generais que atuaram como zer para o país. Precisamos presidentes da Recom o nosso voto pública no período fazer uma triagem e Passei pelo morreram pobres. saber em quem voregime tar nas próximas Nã o s e d e s t a c a muita coisa negati- militar e sei o eleições. Precisa va, a não ser o eleque é isso. É mudar tudo. Tolos fante branco da são aqueles que bom refletir pensam em votar Transamazônica, antes de que foi um fracasso. em Jair Bolsonaro. Pela vontade do Apesar de o Bradesejá-lo sil ter um histórico Médice, seria uma ferrovia, mas o Geide sempre ter tido sel decidiu por uma rodovia, um militar no poder, hoje os que não serviu pra nada, e até tempos são outros. Passei pelo hoje está entregue às moscas. regime ditatorial. Sei muito O país andou. O PIB cresceu. bem o que é isso. Em 1978 eu Mas os militares não tinham era candidato a deputado estahabilidades políticas para gerir dual. Estive com o general Fia nação. Os militares estavam gueiredo, no Saldanha da Gasó observando o comporta- ma. Pude conversar com ele mento dos políticos brasileiros, por três minutos. Fiz-lhe alguque alguns líderes planejavam mas perguntas e todas me foinstalar no Brasil o regime co- ram respondidas. munista. O povo tinha o apoio Já como presidente, houve integral da igreja católica. Os um entrevero entre ele e Germilitares também sabiam que son Camata, que já era goverpodiam contar com esse apoio. nador. Enviei-lhe uma carta, Foi então que a igreja promo- como amigo do Camata, sendo veu a Marcha Pela Liberdade. o Camata do MDB e eu da AREMais de um milhão de pessoas NA. Ele respondeu. Figueiredo participaram pedindo a inter- foi o responsável pela anistia venção militar como agora. dos comunistas que estavam Foi então que as forças ar- fora do Brasil. Se não fosse o general Figueimadas decidiram assumir o controle da situação, que não redo, o Brasil estava até hoje se parecia com a de hoje. O nas mãos dos militares. Por isBrasil vive uma crise moral e so é bom refletir, antes de deética. Ninguém quer implan- sejar a ditadura de volta.

5


6 Economia

SEXTA-FEirA, 13 dE ouTubro dE 2017 j www.EShojE.com.br

45 anos de ótimos negócios No aniversário do Sebrae, quem comemora são os pequenos empresários, que expandem negócios Gustavo Gouvêa gustavo@eshoje.com.br

N

o último sábado (7), o microempresário Eduardo dos Santos, 27, inaugurou mais uma loja de seu negócio de esfihas em shopping de Vitória. Uma marca emblemática para quem, há cerca de cinco anos, iniciou seu empreendimento vendendo produtos na praia. Mas não é apenas isso. Hoje, ele também conta com uma fábrica própria e mais duas lojas: uma no aeroporto de Vitória e outra que será inaugurada dia 7 de novembro, ambas franqueadas à sua marca. Além disso, ele possui um food truck, que participa em eventos promocionais para a divulgação da marca. Mas, como se já não bastasse esse crescimento considerável em meio à maior crise econômica já enfrentada no Brasil, Eduardo ainda está viabilizando mais duas lojas em grandes shoppings de Vila Velha e nos próximos 12 meses a expansão da marca para São Paulo. O sucesso o microempresário credita fundamentalmente ao Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Espírito Santo (Sebrae-ES), que completa 45 anos capacitando empreendedores para o sucesso empresarial. No Sebrae, Eduardo recebeu cinco capacitações, além de dois planos de negócios. "Fiz os cursos do Sebrae e dois planos de negócios antes de abrir. Fiz alguns cursos de capacitação financeira, o "SEI controlar meu dinheiro", gestão de pessoas e outros. Pra mim o Sebrae foi fundamental,

divulgação

passando uma base muito boa para que eu pudesse começar a empreender, desde pensar todas as adversidades do meu negócio até conhecimentos para gerenciar pessoas e finanças", relata o microempresário. ExpansõEs De uma empresa familiar, na qual ele trabalhava com a esposa, o negócio cresceu e já é fonte de renda para 18 famílias. Com as novas expansões previstas, tanto produção quanto a geração de empregos vai aumentar. "Hoje nossa capacidade produtiva é de 12 mil esfihas por mês. Mas temos a capacidade instalada de produção de 70 mil. Inaugurando as próximas lojas, vamos aumentar a produção em 25% e essa proporção também de postos de trabalho. O mercado, mesmo na crise, está sendo favorável a nosso tipo de produto por ser tíquete baixo e produto de 'take away' rápido. Conseguimos atender da classe A à classe C", explica Eduardo. O Mister Esfiha trabalha com a comercialização de esfihas, quibes e pães de queijo, e o proprietário informou que a marca pesquisa o desenvolvimento de

NÚMEROS

o Mr. Esfiha começou como um empreendimento na praia; hoje já tem três lojas e mais duas previstas

190 mil

Microempreendedores individuais existem atualmente no Estado

306 mil

É a quantidades de MEis prevista para os próximos 5 anos no ES

novos sabores. O carro chefe é a esfiha de carne tradicional. Mesmo iniciando os negócios na praia e posteriormente nos food trucks, o ex-bancário e ex-jogador profissional de golfe não deixou as origens. "Começamos na praia, em Manguinhos, em 2012, mas até hoje a gente faz as vendas na

praia durante o verão. Lá trabalhamos com uma tenda e, como temos uma estrutura próxima da praia, lá manipulamos as esfihas e comercializamos na praia. Neste verão trabalharemos em Manguinhos e em shows com o food truck, em Guarapari", adianta o microempresário.

Capacitação para se diferenciar nesta última segunda-feira (09) o Sebrae completou seu quadragésimo quinto aniversário marcado pelo empoderamento dos pequenos negócios, por meio de atuações como formalização, inovação, redução da burocracia, ampliação do acesso ao crédito e melhoria do ambiente legal, favorecendo o surgimento de milhares microempreendedores em todo o Brasil. Só no Espírito Santo existem atualmente mais de 190 mil microempreendedores indivisuais (MEIs) e a estimativa, segundo o Sebrae, é de que nos próximos cinco anos esse número chegue a 306 mil MEIs, 83,6 mil Microempresas e 32,5 mil Empresas de Pequeno Porte. O diretor superintendente do Sebrae-ES, José Eugênio Vieira,

afirma que o Serviço vem trabalhando para promover a compe-

nos últimos tempos incentivamos os empreendedores a crescer e inovar

josé EuGênio viEiRa, Sebrae-ES

titividade e o desenvolvimento sustentável das micro e pequenas empresas no Espírito Santo, fomentando o empreendedorismo no Estado através de informações, capacitações e orientações sobre como se diferenciar no mercado e tornar o negócio competitivo.

"Dessa forma, ao longo de décadas, conseguimos transformar a história das pessoas e mudar a realidade de muitos empresários. Nos últimos tempos, marcados por uma economia restritiva, tivemos a responsabilidade de incentivar os empreendedores a manter o foco no crescimento, na inovação e na continuidade do trabalho que movimenta a economia do Espírito Santo", relata Vieira. Por meio de atendimentos individuais e coletivos, o Sebrae-ES identifica o potencial de mercado de cada iniciativa, fornece capacitação especializada e orientação para implantação e crescimento das empresas. Este ano, foram realizados diversos eventos com o objetivo de desenvol-

ver e qualificar os empreendedores capixabas, nas mais diversas áreas de atuação. "No Seminário Pensando Fora da Caixa, por exemplo, palestrantes de destaque nacional compartilham suas experiências sobre os benefícios de se diferenciar e investir na inovação. Com a palestra Era Exponencial e Novidades para Indústria, por sua vez, proporcionamos aos empresários a possibilidade de conhecer o cenário do mercado e como as novas tecnologias influenciam diretamente na gestão das empresas", explica o superintendente, adiantando que no dia 24 de novembro ainda acontecerá o "Seminário Empresarial de Turismo: por um empreendedorismo sustentável e inovador".

nova sede sustentável do sebrae em vitória

Visando ampliar a qualidade do atendimento, uma nova sede do Sebrae-ES está sendo construída em Vitória. o prédio será referência em sustentabilidade ambiental, com uma estrutura mais moderna e inovadora em 6.820 m² divididos entre salas, auditórios, vagas de garagem e bicicletário. Na área sustentável, o serviço investiu em 15 itens dentre os quais estão o aproveitamento da luz natural; ventilação cruzada e geração de energia solar. Além da capital, o Sebrae-ES está presente nos municípios de cachoeiro de itapemirim, colatina, Linhares, Venda Nova do imigrante, Guarapari, Nova Venécia, Aracruz e Guaçuí. As Agências de desenvolvimento regional (Adrs) estão posicionadas de forma estratégica para atender os 78 municípios do ES, visando garantir acesso à informação, capacitação e atendimento personalizado para quem deseja empreender. "Que possamos continuar produzindo mais e colhendo bons frutos do trabalho que desempenhamos para empreender de forma melhor a cada dia", finaliza josé Eugênio Vieira.


Esportes

SEXTA-FEIRA, 13 DE OUTUBRO DE 2017 j WWW.ESHOJE.COM.BR THIAGO VIEIRA

RUY MONTE DÁ O RECADO! rmonte@eshoje.com.br

Uma decisão sem público Em 2016, Carlos Kiill voltou do Mundial de Surf Adaptado com o ouro, conquistado pela equipe brasileira

Em busca da glória nas ondas da Califa

Carlos Kiill busca ajuda financeira para representar ES e o Brasil no Mundial de Surf Adaptado e trazer mais um ouro GUSTAVO GOUVÊA gustavo@eshoje.com.br

C

 K talvez seja uma das maiores provas do esporte capixaba de que limitações físicas não limitam a realização de sonhos. Pelo terceiro ano consecutivo, o surfista é convocado pela Confederação Brasileira de Surf (CBS) para participar do Campeonato Mundial de Surf Adaptado, que este ano acontecerá entre 29 de novembro e 3 de dezembro, na praia de La Jolla, na cidade de San Diego, na Califórnia-EUA. Só que, como aconteceu em 2016, ele ainda busca apoiadores, doadores e patrocinadores para que possa realizar mais essa façanha. No ano passado, o capixaba, que surfa deitado em virtude da paraplegia - sofrida após um acidente de carro - voltou da Califórnia com o ouro por equipes do mundial, quando a equipe brasileira, composta por oito atletas, sagrou-se campeã. Individualmente, o capixaba ficou com a sexta colocação entre 12 atletas de todo o mundo. Este ano, são dois os objetivos de Kiill: conseguir o pódio e, consequentemente, so-

mar pontos para representar o Brasil e o Espírito Santo nas Paralimpíadas de Tóquio 2020, quando o surf fará a sua estreia. "Estou treinando focado para conseguir um resultado melhor individualmente e ajudar a equipe brasileira a trazer novamente o primeiro lugar. Este ano o campeonato vai contar pontos para as Paralimpíadas 2020, estão vou dar o meu melhor para conseguir um pódio. Esse é o sonho", afirmou Kiill, que é convocado desde 2015. ARRECADAÇÃO Assim como em 2016, vários amigos e parceiros do surfista estão usando seus negócios e talentos para ajudar Kiill, que é o único representante internacional do surf adaptado capixaba, a realizar mais este sonho. Amigos que residem na Califórnia se juntaram e compraram a passagem do capixaba para participar do campeonato e também abrirão a casa para que o atleta não tenha despesas de acomodação. Porém, para se manter durante os 10 dias que ficará em San Diego, com custos de alimentação, locomoção e outros, o atleta calcula um gasto de US$ 1.000,00, o mesmo que gastou em

2016, quando ficou oito dias. Até o momento, ele já arrecadou pouco mais de US$ 450,00 através da ajuda de amigos como o surfista Marcos Vidigal, que junto com o cineasta e surfista José Augusto Muleta realizou um evento para angariar recursos para Kiill. Pelo segundo ano consecutivo a Usina Gourmet está comercializando o burger "Califa Kiill", do qual os lucros serão revestidos para a viagem do surfista. Além disso, o próprio surfista está realizando a rifa de R$ 5,00 que sorteará 6kg de suplementos. Também é possível fazer doação via depósito direto em conta. "É um sonho que divido com outras pessoas que conhecem minha história, fazendo dele um sonho coletivo. Meus amigos da Califórnia se mobilizaram e isso é muito gratificante. Estou na correria do dinheiro para me manter lá, com alimentação boa, nada de besteira, transporte e outras necessidades. Estou fazendo um treinamento bem específico para ter um resultado bem melhor do que no ano passado e concretizar um grande sonho de vida, que é participar de uma Paralimpíada", disse Kiill.

Sonhos realizados e façanhas   anos de surf adaptado Carlos Kiill já realizou algumas façanhas por onde passou. Em 2014, no primeiro Campeonato Nacional de Surf Adaptado, realizado na Barra da Tijuca, RJ, o capixaba sagrou-se campeão, entrando para a história do surf adaptado brasileiro. Ele surfou

várias ondas que sonhava em terras cariocas, como a Prainha, Grumari e Praia da Macumba. Em 2015, Kiill surfou Regência, um sonho para ele, o que aconteceu no Point 1. "Peguei um mar gigante e não pensei duas vezes. Pra mim foi um dos momentos mais especiais, tinha

o sonho de surfar aquela onda”. No ano passado estrelou o filme Paixão & Superação, juntamente com o surfista Ricardo Carneiro, que perdeu a perna após um acidente de moto. O filme conta como o surf contribuiu para ajudar os atletas a superarem suas limitações físicas.

O futebol do Espírito Santo tem dirigentes competentes. Não vou discutir isso, nunca! Porém, o que mais a gente vê são atitudes incoerentes dos que dirigem os clubes capixabas. Ações que nem de longe colaboram para mudar esta triste realidade de desvalorização esportiva. O Espírito Santo, por exemplo, é um clube que surgiu como grande promessa de força. Foi um projeto bem elaborado, dando ao futebol profissional condições aos seus atletas. Com certeza, o que vem sendo investido nos campeonatos, desde o ano passado, é um bom volume de dinheiro. Mas a equipe não conquistou títulos expressivos. Reconheço que o Santão obteve bons resultados em campo, mostrando ser uma equipe competitiva e com jogadores de qualidade. Só que nesses quase quatro anos de atividades não colocou em seu caixa nenhuma verba expressiva que supere o montante de seus compromissos. Ou seja, o clube vem mantendo suas obrigações financeiras rigorosamente em dia. Tudo efetivamente oriundo de patrocínios e esforço pessoal dos dirigentes. Mas e o retorno? O Espírito Santo é um clube que não tem ainda uma torcida que venha dar algum dividendo financeiro favorável em seu caixa. A meta é conquistar torcedores. Achei incoerente

Uma nova Desportiva

o time jogar sua primeira partida na decisão da Copinha no Estádio Kleber Andrade. Foram pouco mais de 550 pagantes. Com certeza o clube pagou para jogar. Vi zero a zero, um jogo morno, sem a presença de público e com os jogadores disputando aos lances sem nenhuma emoção, vindo das arquibancadas. O nosso futebol precisa ter gestores com decisões mais coerentes. Vamos evitar jogos no mesmo dia, hora, cidade, em locais diferentes. Isso é decidido em arbitral, com os dirigentes representantes dos clubes aprovando o regulamento e tabela das competições. Outro apelo feito aos diretores responsáveis pela presença dos times em campo é providenciar, sem nenhuma dúvida, o policiamento, ambulância e tudo o que for necessário para cada partida. Enfim, precisamos fazer do nosso futebol uma atividade séria. Neste ponto a Federação tem se conduzido a contento e não é justo cobrar da entidade situações que devem ser resolvidas pelos clubes.

Estou levando fé no Ediney Costa como novo presidente do clube grená. Ele é um cara com experiência comercial como empresário de sucesso. Ele tem visão de futebol e está formando uma equipe de gente competente à frente do futebol e da administração do clube. Paulo Renato foi uma das grandes aquisições. Ele é um desportista com grande conhecimento de administração e economia.

7


CLAssIfICADOs COMPRAR • VENDER • ALUGAR • TROCAR • DIVULGAR sexta-Feira, 13 de outubro de 2017 j www.eshoje.com.br j eshoje@eshoje.com.br j anuncie: (27) 3395-1800

1

VENDO

imóveis, automóveis, diversos

GRanDe ViTÓRia

troco casa, Vila Garrido – escadaria, 2 quartos, sala, cozinha, banheiro, sem garagem, sem escritura. 45 mil – 27997012376. VeNdo / troco casa, Vila Garrido – escadaria, 2 quartos, sala, cozinha, banheiro, sem garagem, sem escritura. 45 mil – 27-997012376. VeNdo casa, Vila Garrido – escadaria, 03 quartos, sala, cozinha, banheiro, varanda, quintal, sem garagem, sem escritura. 17 mil – 27-997012376. VeNdo apartamento, quarto, cozinha, banheiro, varanda, sala, área serviço, reformado, santo antônio, frente santuário, com recibo, 99603-7548 vivo VeNdo terreno darli santos VV, lado Gaivotas, 12m x 24m, comercial/residencial, rua asfaltada, documento em dia, plano/murado, aceito troca veículo r$85.000,00. 99812-2897 vivo. VeNdo imóvel 520m2, esquina, frente av. maruipe, laje, pé direito duplo, afastamento estacionamento 10 veículos, escriturado, área construída 290m2, legalizado, frente 25m. 99812-6199 vivo whatsapp. Vendo casa alagoano – começo escadaria, sem escritura, sem garagem – 5 cômodos – 75 mil Vendo j.Penha Kitnet, elevador, garagem, 180 mil 99973-1001. Vendo j.Penha 3 qts/ste, elevador, varanda 460 mil 9-9989-1243. Vendo j.Penha 2 qts conjunto / Varanda, 250 mil 9-9989-1243 seja um franqueado. Faça parte da maior rede de chocolates finos do mundo. Passamos o ponto: av. Presidente Vargas, 137 - centro Fundão. tel.: 11 94350-2770 Nayane Vendo casa – caratoíra (Vitória) – 1º pavimento (começo escadaria) - 02 quartos, sala, cozinha, banheiro e quintal. sem escritura e sem garagem. r$75 mil ou r$60 mil + parcelas – 99865-0734 Vendo apartamento – jardim da Penha – 70m² , 2° andar, 03 quartos com armários, dept de empregada e garagem – ed cataurus – atrás do sup. epa – 995270404 cOMunicaDO a D & G cOMeRciO De MÓVeiS LTDa Me (cNPj: 26.919.185/0001-26), torna público que OBTeVe da secretaria municipal de meio ambiente semmam/GcL/cLa de Vitoria/es,a LiceNÇa ambieNtaL, para a atividade de cOMeRciO VaReJiSTa De MÓVeiS, ref. ao processo nº 3677570/2017 situada na av. Fernando Ferrari, nº2225, Loja 01 terreo, Goiabeiras no município de Vitoria/es.

Vendo apartamento – jardim da Penha – 90m² , 03 quartos, suíte, elevador, varanda e Vaga. Próximo ao bicho Guloso estudo troca em imóvel de menor valor. 99989-1243/3071-0527 Vendo apartamento - jardim da Penha - 02quartos c/ suíte, varanda, elevador, 01 vaga, bicicletário, salão de festa com churrasqueira - prox. ao sesi – r$ 355 mil - 99973-1001/3084-5182 Vendo apartamento - jardim camburi – 03 quartos c/ suíte, varanda, elevador, ampla área de lazer - prox. a Vale – r$ 290 mil - 99989-1243/3071-0527 Vendo apartamento – jardim camburi - 02 quartos, 1 banheiro social, elevador sol da manhã, 01 vaga, 2 quadras do mar - r$ 245 mil.. 99973-1001/3084-5182 Vendo - telas pintadas à óleo - com temas florais de vários tamanhos e valores. angel art 999231 3143. Vendo casa – Vila Garrido (Vila Velha) – 2ª pavimento (começo da escadaria) – 02 quartos, sala, cozinha, banheiro, copa, varanda e terraço – r$ 44 mil ou troca por outro imóvel – 99701-2376 Vendo apartamento – jardim da Penha – ed centaurus - 2° andar, 03 quartos, armários, garagem, dependência de empregada – atrás do supermercado ePa – r$280 mil. 99527-0404

cOMunicaDO "M & M iMOBiLiaRia LTDa", torna público que obteve do iema, através do processo n° 52999890, a Licença Lar nº 023/2017, para Loteamento santa clara na localidade Pedro Vitali, colatina – es. cOMunicaDO Galwan construtora e incoporadora s/a, 31.705.692/0001-05, torna público que obteve da semdesu, através do processo nº 49649/2014, Licença Lmar 168/2017 classe iii, para a atividade de condomínios ou conjuntos, código 15.06(N). avenida estudante josé júlio de souza lotes 10, 11, 20 e 21,Praia de itaparica, Vila Velha-es

2

ALUGO

imóveis, automóveis, diversos GRanDe ViTÓRia

aLuGo - r$820,00 –sala 39 m² + 1 vaga de garagem no centro empresarial da serra – Laranjeiras, cond. r$275,00, (27)9811-5129 aluga-se casa e quitinete em jardim america - cel.: 27-99629-3378 alugo casa para temporada - meaípe (Guarapari) - duplex, 3 quartos, 2 suítes, 2 banheiros social, 2 salas, cozinha, despensa, área, churrasqueira, varanda, quintal e garagem coberta. acomoda até 20 pessoas. - maria 3022-2878 / 99928-1951 alugo apt° - morada de Laranjeiras - cond. Fechado - 3ª andar, 2 quartos, sala, banheiro, cozinha, Área de serviço, 1 vaga, port. 24hs, área de lazer, churrasqueira, salão de festas. r$700,00 – c/ cond. incluso – 99231-3143/ 3019-1918 cOMunicaDO SaMueL FaRiaS - Me torna público que requereu do iema, através do processo nº 79740898, Licença de Operação corretiva – LOc, para serraria e/ou fabricação de artefatos e estruturas de madeira, bambu, vime, junco, xaxim, palha trançada ou cortiça e afins, (ferramentas, móveis, chapas e placas de madeira compensada ou prensada, revestidas ou não com material plástico, entre outros, com pintura e/ou outras proteções superficiais.), exceto para aplicação rural, na localidade de Rua Mauro Roberto Lourencini, s/n, Jardim Jandira, município de iconha – eS. cOMunicaDO sba torres brasiL, Limitada torna público que obteve da semdec/ sub-ma cariacica, es através do processo nº. 36021/2016, a Licença ambiental simplificada (Ls) Nº. 16/2017, para atividade de estação de telecomunicação (telefonia), na rua saquarema, s/N, Vista dourada, cariacica – es (br73172).

editaL de iNtimaÇÃo Para assembLeia GeraL de credores aÇÃo de recuPeraÇÃo judiciaL da emPresa Norte suL comÉrcio de ParaFusos Ltda (cNPj 03.023.170/0001-80) Processo nº. 0028413-64.2014.8.08.0024. FaZ saber, aos que o presente edital virem ou dele tiverem conhecimento, especialmente os credores da recuperação judicial promovida pela empresa Norte suL comÉrcio de ParaFusos Ltda (cNPj 03.023.170/0001-80), que ficam coNVocados todos os credores a comparecerem à assembLeia GeraL de credores a se realizar na sala de eventos do hotel aruan, localizado na av. dante michelini, nº 1497, jardim da Penha, Vitória, es, ceP: 29.060-235, em primeira convocação no dia 06 de novembro de 2017, às 09:00 horas, ocasião em que a assembleia será instalada com a presença dos credores titulares de mais da metade dos créditos de cada classe; e, caso este quórum não seja atingido, em segunda convocação a ser realizada no mesmo local e horário no dia 13 de novembro de 2017, ocasião em que a assembleia será instalada com a presença de qualquer número de credores. a assembleia convocada tem como objetivo principal a deliberação pelos credores sobre a seguinte ordem do dia (a) aprovação, rejeição ou modificação do Plano de recuperação judicial; (b) votação sobre a constituição do comitê de credores; (c) outras deliberações de interesse da recuperanda e dos credores. os credores poderão obter cópia do plano de recuperação judicial junto ao administrador judicial bruNo Peixoto saNt'aNNa no escritório situado na rua josé alexandre buaiz, nº 300, ed. work center office, sala 1608, enseada do suá, Vitória/es, tel.: (27) 3324-4014 ou solicitar pelo e-mail: bruno.santanna@advocacia-es.com

3

sERVIÇOs

alimentação, consórcio, Reparos, etc.

GRanDe ViTÓRia

cotação online de seguro auto, residencial, moto, Viagem - Guarapari corretora de seguros. massagista, moreno, cariacica. atendimento diferenciado - segunda à sábado até 18:00 - 027-9-97441668 waNdersoN – climatização, instalação e manutenção de ar condicionado – 2799888-8667 – mig.wanderson@gmail.com

4

EMPREGO

Diversos

GRanDe ViTÓRia

advocacia: trabalhista, civil, Família e criminal - Fernanda Prates - 99964-3150 / 99745-5064

ofereço-me para trabalhar em consultório, clinicas ou escritórios - de 13 às 19 horas. sou aposentada, nível superior, facilidade em assimilar conhecimentos, aceito sal.mínimo – 30392202/997129889 ofereço-me para trabalhar como Porteiro ou aux de serviços Gerais – Possuo curso de Portaria, e resido em cariacica – 99949-0604 ivonete. ofereço-me para trabalhar como Garçon (Freelancer) para Festas e eventos. Formação senac – 99913-4971 – alessandro. ofereço-me para trabalhar como Pedreiro, área de construção civil ou serviços Gerais -disponibilidade para qualquer local 99717 2657 ofereço-me para trabalhar como Porteiro – Possuo curso de Portaria, auxiliar de escritório, informática básica, cNh ab, ensino médio completo-resido em Vila Velha – 99792-6780 99701-2376 Nilson. contrata-se pintor – entrar em contato com 99582-5353 ou cln.eddificaçoes@ hotmail.com.

cOMunicaDO teLeFÔNica brasiL s.a, torna público que requereu da semdec/ sub-ma cariacica, es através do processo nº. 32580/2017, a Licença ambiental simplificada (Ls), para atividade de estação de telecomunicação (telefonia), na rua da escelsa, Nº. 90, alto Lage, cariacica – es (aLaes).

cOMunicaDO teLeFÔNica brasiL s.a, torna público que requereu da semdec/ sub-ma cariacica, es através do processo nº. 32578/2017, a Licença ambiental simplificada (Ls), para atividade de estação de telecomunicação (telefonia), na travessa maria Paiva, Nº. 99, são Geraldo, cariacica – es (roPes).

sos Pronto socorro dos manequins – reformas de manequins, pinturas especiais, compra, vendo e alugo – 988285027 99246-1625 Funcionários da PmV que desejarem adquirir o cartão mastercard internacional gratuito do banco daycoval sem sPc ou serasa. Ligar para carvalho 27 – 995073978 Legalizamos alvará de Func. corpo de bombeiros; síndicos perante rFb –legalizevitoria@gmail.com.

eSTaDO DO eSPÍRiTO SanTO PODeR JuDiciÁRiO ViTÓRia - 1ª VaRa eXec uÇÕeS FiScaiSFÓRuM cÍVeL Rua TenenTe MaRiO FRanciScO De BRiTO, 420, SaLa 1804, enSeaDa DO SuÁ, ViTÓRia - eS, FOne: (27) 3345-0499 eDiTaL De ciTaÇÃO PRaZO De 30 DiaS nº DO PROceSSO: 0022680-59.2010.808.0024 aÇÃo: embargos de terceiro requerente: coNtauto - coNtiNeNte automoVeis Ltda embargado: Ga J inDÚSTRia cOMÉRciO e SeRViÇOS LTDa Me - cnPJ : 03.068.355/0001-00; GuSTaVO PiMenTeL De SÁ - cPF: 027.489.117-41 e anDRÉ PiMenTeL De SÁ - cPF: 024.839.077-39 mm. juiz(a) de direito da VitÓria - 1ª Vara execuÇÕes Fiscais do estado do espírito santo, por nomeação na forma da lei etc. FinaLiDaDe dar PubLicidade a todos Que o PreseNte editaL Virem que fica(m) devidamente citado(s): GaJ inDÚS TRia cOMÉRciO e SeRViÇOS LTDa Me - cnPJ: 03.068.355/0001-00; GuSTaVO PiMenTeL De SÁ - cPF: 027.489.117-41 e anDRÉ PiMenTeL De SÁ - cPF: 024.839.077-39,atualmente em lugar incerto e não sabido, de todos os termos da ação supracitada para querendo, oferecer constatação, no prazo de 15 (quinze) dias. DeSPacHO evento:114. 1 e, para que chegue ao conhecimento de todos, o presente edital será publicado na forma da lei. VitÓria-es, 25 de setembro de 2017. JuLiana HORTa ManSuR analista Jud.especial aut.pelo art.60 do código de normas


Vitória, 13 de outubro de 2017 J Ano XVII J Nº 666J Edição Gratuita Semana

www.eshoje.com.br

Fundado em 19 de julho de 2000 por Carlos Roberto Coutinho

PROGRAME-SE

Livre e cheio de projetos

Thor diz que volta com força total ao samba românticoj4

MODA

Pequenos grandes olhares

Os mini óculos viraram febre e ajudam a trazer uma pegada vintagej6

SABOR ES

Deliciosas, frescas e simples

As saladas são as grandes apostas dos dias mais quentesj7

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Sandy e seu canto no Estado A cantora encera a turnê “Meu Canto” em dezembro e promete álbum novo em 2018j3


2

Cultura

SEXTA-FEIRA, 13 DE OUTUBRO DE 2017 j WWW.ESHOJE.COM.BR

CIRCUITO CULT MÁRCIA ALMEIDA L cultura@eshoje.com.br

Folgazões de graça pela GV

DIVULGAÇÃO

Exposição I

Nos dois próximos fins de semana, a Folgazões Companhia de Artes Cênicas vai apresentar o espetáculo “O Pastelão e a Torta” em praças públicas de Vitória, Serra, Viana, Vila Velha e Cariacica. A ação integra a 9ª edição do Circuito Cultural Unimed. A farsa “O Pastelão e a Torta” foi escrita na Idade Média por autor desconhecido, tendo sido encenada por diversos grupos de teatro em todo o mundo. O enredo narra as aventuras e desventuras de dois mendigos, Julião e Balandrot, em busca de um suculento pastel e de uma apetitosa torta que são vistos na janela de um casal de pasteleiros, Joaquim e Marieta. Na adaptação da Folgazões, a ênfase recai na fome – uma das principais mazelas ainda presentes em nosso país, bem como nas formas criativas que a população mais carente encontra para superá-la.

Internacional

Esta montagem estreou em 2010 e já foi encenada em diversas capitais brasileiras, festivais nacionais e internacionais. Em 2013, representou o Brasil em dois festivais de teatro latino- americanos realizados na Colômbia. O elenco é formado pelos atores Duílio Kuster, Joãozinho Garcia, Foca Magalhães e Marina Malafaia.

Agenda

“O Pastelão e a Torta” será encenado nesta sexta (13), na Praça Don João Batista em São Pedro, em Vitória; neste sábado (14), na Pracinha do bairro Campinho da Serra 1, em Serra e neste domingo (15), na Praça Vila Betânia, em Viana. Todas as sessões terão início às 16 horas. Já dia 21, o espetáculo será apresentado na Praça Vale Encantado, em Vila Velha e dia 22, na Praça Vila Palestina, em Cariacica ES, às 16 horas.

Expondo pela primeira vez no estado, David Almeida apresenta, na OÁ Galeria, os trabalhos da série “Condutas de risco”. As pinturas do brasiliense radicado em São Paulo são baseadas em imagens de prédios e de blocos comerciais do centro de São Paulo. A mostra pode ser visitada até dia 20.

Exposição II

Devido ao grande sucesso, a exposição "Copo de Mar", em cartaz no Museu Histórico da Ilha das Caieiras “Manoel dos Passos Lyrio” (Museu do Pescador), foi prorrogada para visitação até o dia 12 de novembro. Além disso, foi lançado catálogo online da mostra.

SEMINÁRIO DE TURISMO QUEM NAVEGA PODE ESTAR A UM CLIQUE DE FAZER CHECK-INS Palestra “GESTÃO DA INOVAÇÃO, LIDERANÇA CRIATIVA E A TRANSIÇÃO DAS EMPRESAS DO SÉCULO XX E PESSOAS DO SÉCULO XXI". Com a globalização, o turismo está cada vez mais ligado ao marketing virtual para se manter competitivo. Aproveite esta tendência e seja inovador. Seu negócio pode virar destino certo para os turistas.

24 OUT TERÇA-FEIRA 2017

INÍCIO

13h30

INSCREVA-SE

es.sebrae.com.br 0800 570 0800

Palácio Cultural Sônia Cabral Praça João Clímaco, S/N, Centro, Vitória-ES (ao lado do Palácio Anchieta)

Apoio:

Gil Giardelli Estudioso da Cultura Digital, com 17 anos de experiência, Educador, Web ativista, difusor de conceitos e atividades ligados à sociedade em rede, colaboração humana, economia criativa e inovação digital.

Realização: GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

Secretaria de Turismo

Secretaria da Cultura


Matéria de capa

SEXTA-FEirA, 13 dE ouTubro dE 2017 j www.EShojE.com.br

3

“Nos shows eu me arrepio” declaração de Sandy, que mesmo super acostumada aos palcos, não perdeu o “frio na barriga” Marcia alMeida cultura@eshoje.com.br

D

ona de uma voz suave e inconfundível, Sandy tem uma das carreiras mais celebradas e consolidadas da música brasileira. Ela cresceu aos olhos do público e seu imenso fã-clube abraça todos os seus projetos, como o show “Meu Canto”, que volta a Área de Eventos do Shopping Vila Velha, neste sábado (14). A cantora explica o show, baseado no DVD “Meu Canto”, gravado em Niterói, é o mesmo apresentado para os capixabas no último ano, mas que o set list desta apresentação ganha uma nova música, “Mesmo Sem Estar”, gravada em parceria com Luan Santana. “Graças a Deus a turnê foi muito bem sucedida e as pessoas queriam que eu voltasse, e estou feliz de poder voltar a Vila Velha. O público capixaba sempre me recebe muito bem”, diz Sandy. O repertório inclui ainda canções como “Pés Cansados”, “Morada” e a linda “Me Espera”, gravada com Tiago Iorc, além de algumas releituras. Mesmo ao longo dos seus 27 anos de carreira, a cantora garante ainda sentir aquele frio

divulgação

na barriga antes de subir ao palco. Ela diz que isso não passa e que ela não consegue se acostumar tanto com o seu trabalho. “E isso é bom, tem shows que me arrepio várias vezes, e isso deixa o trabalho mais gostoso e satisfatório. Para mim é uma responsabilidade enorme e sempre vai ser. Depois de 27 anos, ainda permanece e acho que será para sempre. Não é um nervoso que me atrapalhe, mas que dá emoção”, declara. O show em Vila Velha vai começar às 22 horas. Os ingressos custam a partir de R$60,00 (cadeira setor bronze| meia entrada) e estão à venda nas lojas Metal Nobre Acessórios (Vitória, Vila Velha, Serra, Linhares e Cariacica), Jaklayne Joias (Vitória, Vila Velha e Serra) e Soft Modas (Guarapari). Privacidade Por ter crescido aos olhos do público, é inevitável a curiosidade a cerca da vida privada da artista, que ela tenta manter longe dos holofotes. Talvez por isto tenha optado por morar fora da badalação do eixo Rio São Paulo. Manter a sua privacidade, diz Sandy, foi uma coisa das mais difíceis ao longo do

"Meu canto", que está de volta a vila velha, será encerrado em dezembro, quando Sandy projeto novo tempo. “Apanhei muito, passei por situações em que me vi caluniada e exposta demais, notícias falsas e não tinha como defender e era muito difícil”, garante. Ela destaca que, antes não tinha rede social, que dá voz ao artista. “Fui aprendendo como e até onde eu po-

deria falar para não me expor mais do que aguento, ate onde eu desse conta. Ajo hoje em dia bem naturalmente, mas não posto minhas intimidades, não respondo coisas que não quero. Criei um limite possível para um artista e, no que depende de mim, consigo colocar li-

mite muito bem. Minha vida é bem normal, moro aqui em Campinas, levo e busco filho a escola, vou ao cinema, janto fora, vou a lojas, médico, farmácia, vida normal, mas shopping e lugares com maior aglomeração eu evito”, pontua a cantora.

relação aberta com os fãs sandy tem noção do tamanho do seu fã-clube e é grata por isso. E o respeito pontua esta relação. A cantora, inclusive, tem liberdade para falar abertamente quando algo a incomoda. “Saber colocar meus limites com delicadeza, com o coração, com educação e sem confronto foi algo que aprendi ao longo do tempo. Quem me acompanha sabe do meu jeito”, pontua. A cantora diz ficar impres-

sionada com as enormes demonstrações de amor e carinho que recebe dos fãs. Segundo ela, nesta turnê vem recebendo homenagens em quase todos os shows. “Já chorei no palco, é lindo ver a vontade deles de me agradarem”, diz. Outro fato que deixa Sandy muito feliz e emocionada é ver que alguns pais levam seus filhos para os seus shows e afirma, inclusive, que não precisa

mudar o repertório, já que os pais já apresentaram as músicas e ensinaram as crianças a gostarem das suas músicas

a inocência da criança é linda de ver, me emociona muito e não descarto projeto para elas

atuais. “Fico emocionada que os fãs vão passando para os filhos. São crianças que nem sequer me conheceram na infância e hoje gostam do meu trabalho”, conta. E a cantora entrega que tem vontade de fazer um projeto pontual para crianças da idade do filho Theo, hoje com três anos. “Seria muito divertido e gostoso para mim, um tipo de realização pessoal. A inocência da criança é linda de ver, me

emociona muito. Mas não tem nada concreto, não descarto e não posso demorar muito senão meu filho cresce e perco a chance”, garante a cantora. Para o futuro de Sandy, uma agenda repleta de compromissos profissionais. “Encerro esta turnê em dezembro e vou começar a preparar um disco novo com inéditas. Ano que vem, ainda no primeiro semestre, lanço e começo a viajar o país em nova turnê”, declara.


4

Programe-se

SEXTA-FEirA, 13 dE ouTubro dE 2017 j www.EShojE.com.br

Nunca é tarde para recomeçar

Franklin pinheiro L colunadovinho@eshoje.com.br

destaque no carnaval capixaba, Thor volta ao cenário artístico após 24 anos com novos planos

Umami: o 5º sabor

Coluna do vinho BarBara greco

Marcia alMeida cultura@eshoje.com.br

O

s anos 90 davam indícios de uma carreira promissora para cantor e compositor Wanderley da Silva Ferreira, então conhecido como Thor do Império. Em São Paulo, cantou em aniversários de artistas e dividiu o palco com o cantor Belo, estourado na época com o grupo Soweto. No Espírito Santo, abocanhava prêmios no carnaval capixaba como intérprete da escola Novo Império. Mas um crime interrompeu a trajetória do artista e, após 24 anos, ele volta ao cenário artístico. Agora intitulado Thor, o Pagodeiro do Amor, o cantor voltou com toda força para recuperar o tempo em que esteve afastado dos palcos. Nos planos, o relançamento do CD “Samba Linhares”, que foi a primeira produção musical fonográfica lançada dentro de uma unidade prisional no Estado. Ele também vai lançar o CD “Marca Registrada”, com 16 composições inéditas. A carreira artística teve início em 1979, aos 12 anos, quando foi levado por um amigo para um ensaio de es-

Tenho uma linda história na avenida e respeito muito isso

cola de samba. “O carnaval sempre despertou o meu interesse. Na Escola Novo Império comecei como batuqueiro, até que tive a oportunidade de cantar à frente da escola”, diz. Thor é pentacampeão pela escola: 1980 abocanhou o título como ritmista com o enredo “O Reino da Fantasia”, em 1985, com o enredo “De Lá pra Cá”, como intérprete ao lado de Jackson Cintra, em 1987, ao lado de Pôlha se tornou o primeiro campeão do sambódromo capixaba com “Sou Eu Sou Eu”. Já em 1988, garantiu o bicampeonato com o enredo “Magia da Noite” e, finalmente, em 1989, conquistou o tricampeonato com “Acorda Brasil”. Thor também ganhou destaque ao gravar diversos

A palavra umami vem do idioma japonês e significa algo com gosto agradável, saborosa ou deliciosa. E como fica harmonização de vinhos com esses sabores? divulgação

Thor está animado com o retorno e preparando novos discos inéditos jingles para políticos capixabas. Atualmente, na avaliação de Thor, o carnaval virou apenas uma empresa. “Tenho uma linda história na avenida e respeito muito isso. Mas hoje, se uma escola me convidar, vou defendê-la cobrando cachê”, garante. SonhoS Prestes a completar 50 anos de idade, o cantor garante que o período em que esteve prestando contas com a justiça, o que o motivava era a certeza de que um dia estaria novamente nos palcos. Lá, compôs mais de 400 canções. “Sempre projetei o meu futuro e meu objetivo é chegar em rede nacional”, afirma. Das canções autorais, ele diz que “Linhares é linda demais” e aposta no sucesso de “Marca Registrada”, que dá nome ao seu próximo álbum e “Cupido Virtual” como candi-

datas a conquistar as paradas de sucesso. Seu trabalho pode ser acompanhado no recém-criado canal no Youtube (Wander Silva Thor, o Pagodeiro do Amor).

Conquistas as principais conquistas na carreira são:

w 1980

- campeão do carnaval capixaba pela Gres Novo império (como ritmista) w 1985, 1987, 1988 e 1999 campeão do carnaval capixaba pela Gres Novo império (como intérprete) w 1985 – melhor intérprete do 1º Festival de Samba e Pagode da Gres mocidade da Praia w 1992 - melhor intérprete do 1º Festival de Samba e Pagode da Gres Novo império

O umami foi percebido pela primeira vez no dashi, um caldo típico da culinária japonesa composto de alga marinha seca, peixe bonito desidratado e cogumelo shiitake seco. Carnes (principalmente maturadas), aspargos, frutos do mar, queijos e cogumelos (champignon, shiitake e shimeji) são fontes de umami. Em 1908, na Universidade Imperial de Tóquio, no Japão, Professor Ikeda Kikunae estava jantando com sua família, quando ele sentiu algo diferente: os sabores eram diferentes do que tradicionalmente conhecia, parou e refletiu sobre os aromas identificados no gustativo. Depois de agitar algumas vezes ele percebeu a diferença, foi o sabor umami a partir da adição de alga marinha, e entendeu que alga marinha era o segredo para esse sabor. Daquele dia em diante, Kikunae estudou a composição química da alga marinha. Após meio ano de pesquisa, o professor descobriu que o sabor de alga marinha é derivado do glutamato de sódio. Este produto químico é a base química para o sabor de umami. O ato de degustação requer paciência e desenvolvimento de algumas técnicas a saber: Coloque um pedaço de tomate na boca, deguste lentamente, repita a operação com um pedaço de queijo parmesão, depois de sentir o gosto ácido e doce do tomate e o gosto salgado do parmesão, o que dá continuidade ao paladar é o umami, quinto gosto funda-

mental (junto com salgado, azedo, amargo e doce) reconhecido pela comunidade mundial no ano 2000. Ele aumenta a percepção de amargor, acidez e o efeito ardente do álcool no vinho, diminui a percepção de corpo, doçura e fruta no vinho. Muitos alimentos considerados de difíceis de harmonização contêm níveis altos de umami, mas sem o necessário sal para contrapor o efeito endurecimento que ele provoca no vinho. Estes alimentos incluem os aspargos, os ovos, os cogumelos e os queijos de pasta mole maduros. Outros alimentos que tem um nível alto e umami tendem a ter também um nível alto de sal, o qual pode contrapor o impacto do gosto umami no vinho. Estes alimentos incluem as carnes, mariscos curados ou defumados, e os queijos de pasta dura (especialmente o parmesão). Pratos com um nível alto de umami devem ser harmonizados com vinhos que sejam mais frutados do que tânicos que o umami presente na comida irá enfatizar o amargor dos taninos do vinho (Um bom Malbec argentino jovem, frutado e de médio corpo). Os níveis altos de umami de um prato podem ser equilibrados adicionando acidez ao prato. No entanto, a quantidade de acidez adicionada não deverá alterar o caráter básico do prato. Vamos praticar? Pratos bem preparados e deliciosos combinados com um bom vinho irão potencializar aromas e sabores da comida e da bebida. Santé!


5

SEXTA-FEIRA, 13 DE OUTUBRO DE 2017 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Social

Bianca Coutinho bianca@eshoje.com.br ARNALDO PERUZO

Prepare-se para o verão Com o ritmo acelerado que 2017 está seguindo, muita gente iniciou atividade física mais cedo. Já aquelas que ainda pensam no quê fazer, Jhonny Costa, educador físico, indica o Treinamento Intercalado de Alta Intensidade (Hiit), como uma ótima opção para secar até o verão. O Hiit é realizado em uma pequena série de exercícios de alta intensidade, como ciclismo, corrida, natação, pular corda, elevações de joelho, etc. seguidas de um intervalo para recuperação. O propósito desse período de recuperação é fazer com que seus batimentos

cardíacos voltem ao normal antes da próxima série explosiva de exercícios. "Por ser um treinamento de alta intensidade a queima calórica é grande, e o metabolismo fica acelerado por várias horas, auxiliando na queima de gordurinha a mais", disse. DIVULGAÇÃO

Dam Bianquim ao lado de Ariane Oliveira, nos 10 anos do CCVV

Curiosidade. Os motéis no Brasil são

confundidos com os chamados "Love Hotels". Esse modelo de hospedagem está muito presente em outros países no mundo, especialmente Japão, onde foram criados espaços com a finalidade de servir para encontros amorosos. "O primeiro motel brasileiro com essa finalidade surgiu em São Paulo, em plena ditadura militar", explica a empresária Júlia Dal'Col.

Pétalas. Patricia Teixeira se prepara para o lançamento de sua primeira coleção. Pétalas foi inspiradas na delicadeza, formas e cores das flores. Ela já atua no mercado de joias há 20 anos.

Halloween. Jorginho Santos prepara mais uma mega noite animada para a sociedade capixaba. Uma festa a fantasia, no Le Buffet Lounge, all inclusive, marcada para o dia 10 de novembro. Convites à venda.

Novidade. Camila Lima e Tereza Ro-

mero se uniram em um projeto voltado para noivas, com direito a clube de van-

tagens, workshops e eventos mensais exclusivos. O lançamento será dia 24.

Enlace. Thaís e Rodolfo Mai, Michely e

Juliano Tófoli, e Dudu Corona marcaram presença no casamento de José Luiz Malavasi Júnior e Vanessa de Souza Aquino, sábado (7), em Guaçuí.

Congresso. Pérsio Freitas, Carlos Re-

bello e Glauber Tebaldi participarão do XIX Congresso da Sociedade Brasileira de Radioterapia, no Rio, entre os dias 25 e 28.

Aniversariantes da semana.

Solange Belúcio Tetzner, Paula Pimentel, João Zanon Junior e Sergio Moraes Melo (13); Márcia Almeida, Luana Casagrande e Lene Gonçalves (14); Lorena Hombre, Elayne Borel, Marília Rebello, Rachel Pires, Christian Rissi, Selma Dáltio, Roges Morais e Fernando Carreiro (15); Josianne Nascimento, Camila Lacerda e Luciana Coutinho (16); Léo Zanotti, Juliana Cardoso, Cintia Moretto e Leonardo Bastos (18); Ricardo Aiolfi e Wladir Amâncio (19). Parabéns!

Marcela Calazans com Estela Pancieri em manhã de networking

Papa do branding vem aí

O IBEF-ES irá realizar, no dia 23 de outubro, no Vitória Grand Hall, mais uma edição do Fórum Temático sobre o tema “Marcas sem Propósito são Marcas sem Alma”. O convidado que falará sobre o tema é Jaime Troiano, um dos maiores especialistas do setor de marketing do Brasil. DIVULGAÇÃO

DIVULGAÇÃO

Luiza Larica e Julia Abikair, em homenagem na Câmara Municipal de Vitória

Rodrigo Vervloet foi homenageado pelo vereador Mazinho dos Anjos, pelo Dia do Empreendedor


6

SEXTA-FEIRA, 13 DE OUTUBRO DE 2017 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Moda

Lorena Vago

lorena@eshoje.com.br

Trend: mini óculos

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Pequenininho e super básico, ele dá um up em qualquer look, deixando-o mais estiloso com sua pegada vintage e misterioso. Seguindo o sucesso dos óculos de lente colorida, outra tendência tem roubado a atenção no look das celebridades. Os mini óculos viraram febre e ajudam a trazer uma pegada vintage, com carinha de anos 90 para a estação. Nas últimas temporadas, os óculos encolheram significativamente. Após algum tempo de excessos em tamanhos enormes, as passarelas começaram a trazer lentes cada vez menores, que foram rapidamente adotadas pelas celebridades. Bastou algumas famosas adotarem o acessório, como Gigi e

Bella Hadid, Rihanna e as irmãs do clã Kardashian-Jenner, para virar hit entre as fashionistas. Em diversos formatos, redondos, quadrados e releituras em miniatura do clássico gatinho, eles são os modelos mais buscados da vez, que devem aparecer com força para o próximo verão. Para as antenadas e que não tem medo de arriscar, esses acessórios são perfeitos para finalizar um look cheio de atitude e personalidade.

Surpresa!

Amantes da linha Floratta, do Boticário, podem comemorar e correr à loja mais próxima para conferir uma novidade fresquinha! A marca acaba de lançar mais um item para seu portfólio, o Floratta Flores Secretas. A nova fragrância antecipa uma tendência dos florais frutais, combinando notas de saída refrescantes, com nuances frutais suculentas, trazendo presença e sofisticação. Para complementar a perfumaç ã o, a f r a g r â n cia ch e g a acompanhada de um creme hidratante, com toque aveludado, absorção rápida e hidratação por até 48 horas.

Must have da estação!

Um dos acessórios que é revival dos anos 90 e virou febre no mundo da moda é a polêmica pochete. O modelo em nylon assinado pela Uncle K., marca de acessórios femininos e genderless, pode ser usado de duas formas: na cintura ou atravessado nos ombros. A peça, prática e descolada, complementa qualquer look básico e promete conquistar aos adeptos de acessórios com pegada cool. Ela revisita uma tendência da década de 90, mas tem modelagem atual e vem em três cores coringas que combinam entre si.

Conquistando a Europa

Bella Hadid e Kourtney Kardashian em look com o modelo Doris de Roberi and Fraud (abaixo e à esquerda); ao lado modelo gatinho “The Fugitive” da Le Specs e abaixo algumas aparições de Kendall Jenner com o acessório

A Maldivas, marca capixaba de beachwear, está chegando à Europa. Sua entrada no continente europeu aconteceu neste inicio de Outubro participando do MODtissimo, o maior evento de moda de Portugal, como expositora na feira voltada para o mercado atacadista. Por lá, foi a única brasileira levando nossos famosos biquínis para o evento. O sucesso foi tanto que rendeu o convite para desfilar sua coleção na In Beauty, feira internacional entre os dias 21 e 23 de Outubro, também em Lisboa.

Sabrina Sato e Bruna Marquezine no casamento de Marina Ruy Barbosa; Rihanna e o modelo assinado por Gigi Hadid para Vogue nas Óticas Paris


7

SEXTA-FEIRA, 13 DE OUTUBRO DE 2017 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Sabor ES

Porque comer com prazer é ainda melhor!

Marcela Bourguignon sabores@eshoje.com.br

Delícias tradicionais

Há duas edições viemos falando de deliciosas saladas. Afinal, com a chegada da primavera, precisamos de alimentos mais frescos. Para finalizar nossa temporada fresh e clássica, as duas últimas saladinhas beeem tradicionais.

As saladas que despontam hoje como pratos principais, especialmente nos dias mais quentes, como os que têm feito, devem ser valorizadas. Atualmente quase tudo pode entrar na saladinha. A rica variedade de legumes e verduras combina com frutas, frutos do mar e massas. E os molhos? Dá para usar e abusar.

Confira nossas receitas clássicas e prepare de várias maneiras. Bom Apetite! CAPRESE Tomate, mussarela de búfala, manjericão. Para temperar, sal, pimenta e azeite de oliva em abundância. Eis a Salada Caprese. Nada mais simples, nada mais delicioso.

Um prato super conhecido pelo mundo, saudável, reinventado por diversos chefs e fácil de fazer em casa. Uma belezinha gastronômica. A típica salada da cidade italiana de Capri tem até as cores da bandeira da Itália. Ela é elaborada com ingredientes muito simples em fatias, entre eles, tomate ita-

liano, mussarela de búfala e manjericão. Experimente usar os ingredientes inteiros, corte o tomate ao meio e coloque a mussarela entre os pedaços. NIÇOISE À moda da cidade francesa Nice (localizada na região da Provence), a salada reúne al-

guns ingredientes típicos da culinária provençal. É feita com favas verdes, batatas, tomates, atum, ovos, azeitonas... A receita, muito fácil de preparar, é leve, fresca e saudável. Tão simples como saborosa, a salada niçoise é um dos pratos mais emblemáticos da cozinha francesa, reproduzida mundo afora. FOTOS: PATRICK HELENO

SALADA CAPRESE (02 PORÇÕES)

Ingredientes w 100

g Tomates maduros italianos fatiados w 100 g Mussarela de búfala fatiada w 20 g Manjericão w 30 ml Azeite w 10 ml Vinagre w Q/B Sal e Pimenta do reino

Modo de preparo: w C

os tomates e a mussarela em fatias, sobrepor a mussarela e o tomate e cobrir com uma folha de manjericão. w F um vinagrete clássico e temperar a salada. Simples e saudável, a Caprese já ganhou diversas adaptações por chefs de todo o mundo

SALADA NIÇOISE (02 PORÇÕES)

Ingredientes w 50

g Vagem Francesa em cubos médios w 50 g Batata bolinha sem casca (inteira) w 50 g Tomate cereja cortado em quatro w 50 g Atum sólido em óleo w 30 g Azeitonas pretas fatiadas w 04 um Ovos de codorna cortados ao meio w 30 ml Azeite w 10 ml Vinagre w Q/B Sal e Pimenta do reino

Modo de preparo: w C

os legumes. a batata descascada e branquear a vagem. w F um vinagrete clássico. w M todos os ingredientes restantes ao vinagrete. w C sal e pimenta do reino e servir. w C

Fácil de preparar, a receita é tipicamente da cidade francesa de Nice


ALMOCE BEM

INFORMADO COM A GENTE

Facebook - 162,3K Twitter - 7,5 K Audiência Mídias Sociais - 05 a 11/10 - Horário 11 às 15hs

#eshoje

Jornal ESHOJE_666  

Programas de apadrinhamento podem mudar a realidade de mais de 300 menores que vivem nos orfanatos na Grande Vitória; Marciana e Marcelo apa...

Advertisement