Page 1

www.eshoje.com.br

Vitória, 29 de setembro de 2017 J Ano XVII J Nº 664J Edição Gratuita Semana

DIVULGAÇÃO

Disputa para vice no Estadoj4

COLUNA

Instruídos não são corruptosj5

DAYANA SOUZA

POLÍTICA

DIVULGAÇÃO

Fundado em 19 de julho de 2000 por Carlos Roberto Coutinho

ESHOJE2

As músicas que Paula mais gosta

Saúde virou um caso de Justiça

HORÁRIO DE VERÃO DIVIDE OPINIÕES

Para o sono a mudança não agrada, mas nos negócios vale a penaj4

Espírito Santo registra mais de 40 processos judiciais a cada dia útil para a realização de exames, cirurgias e liberação de medicamentosj3

DIVULGAÇÃO

DIVULGAÇÃO CRM-ES

LENDAS DO SURF DO ES JUNTOS EM JACARAÍPE

Grandes nomes estarão na disputa do OndaOn de Surf Mastersj7

Pedido de socorro só aparece na morte Em 2016 o Governo do Estado gastou mais de R$ 80 milhões para atendimento das 11 mil demandas judiciais recebidas na área da saúde

Caso 'Milena' é mais comum e cruel do que a sociedade imaginaj4


2

Opinião

SEXTA-FEIRA, 29 DE SETEMBRO DE 2017 j WWW.ESHOJE.COM.BR

FOTO DA SEMANA

ESPAÇO DO LEITOR THAIS ROSSI

Hilário não é pai

A justiça, graças a Deus, acatou o último desejo da médica assassinada, Milena Gottardi. Ela que foi vítima de armação do próprio marido, escreveu uma carta dizendo que, se algo acontecesse com ela, que as suas duas crianças – de 9 e dois anos – ficassem com seu irmão e a sua mãe. E a justiça aceitou e deu a guarda aos dois. Fez o certo! Agora proíbam a presença nefasta do pai na vida das meninas. Este homem só pode dar seu pior a elas visto tê-las privado da própria mãe. Onde está seu amor de pai? Não existe!

De mãos dadas Douglas e Zilca Gottardi, irmão e mãe da médica morta, vão seguir com filhas de Milena

EDITORIAL

De mal a pior

Com o percentual de 77% de reprovação, o governo do presidente Michel Temer atingiu o maior patamar de avaliação “ruim/péssimo” de toda a série histórica da pesquisa CNI/ Ibope, iniciada em março de 1986. Antes desse resultado, o pior nível havia ficado em 70% nas avaliações de julho deste ano (governo Temer) e de dezembro de 2015 (governo Dilma Rousseff). O levantamento do Ibope, encomendado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), foi realizado entre os dias 15 e 20 de setembro e ouviu duas mil pessoas em 126 municípios. Outro ponto questionado pelo Ibope foi sobre a confiança dos entrevistados em relação ao presidente. De acordo com a pesquisa divulgada nesta quinta, 6% dos entrevistados disseram confiar em Temer, enquanto 92% afirmaram não confiar; 2% não souberam ou não responderam. Na pesquisa feita em julho, 10% disseram confiar em Temer, 87% afirmaram não confiar; 3% não souberam ou não responderam. Esse mesmo presidente, que tem apenas 3% de aprovação de seus governados, é alvo de denúncias e tem seu nome envolvido em escândalos juntamente com autoridades nacionais.

A opinião dos colunistas não reflete o posicionamento do veículo

Mas e se Dilma não tivesse conquistado o voto da maioria absoluta da população – estamos falando de mais de 52 milhões de eleitores – tudo estaria bem hoje? Quem sabe, afinal o maior concorrente e em segundo no pleito de 2014 era o senador Aécio Neves. E este também tem nome envolvido em diversas denúncias de corrupção e outros crimes. Uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) afastou Aécio de seu mandato como senador da República e impôs horários para que ele não saia de casa. Uma prisão que foi classificada como recolhimento fora do horário de trabalho. E, por onde andam os demais nomes que se colocaram como alternativa de mudança e melhoria para o Brasil? Alguns reconheceram terem se colocado como “laranja” nas eleições presidenciáveis, o que para qualquer bom brasileiro é assumir que faz parte dos mesmos esquemas de corrupção. Outros, no entanto, sumiram – mas logo aparecerão, porque extraoficialmente, a corrida eleitoral já foi iniciada.

Boa leitura! Boa semana!

tiragem: 5.000 exemplares circulação: Grande Vitória e digital periodicidade: Semanal

diretor geral Carlos Roberto Coutinho carlos@eshoje.com.br

Rua Paschoal Delmaestro, 260 Ed. Vila da Praia, Sl. 5 e 6 - Jardim Camburi - Vitória - Espírito Santo Cep. 29.090-460 Tel. 27 3395-1800/Fax. 3395-1801 www.eshoje.jor.br redacao@eshoje.com.br

diretora administrativa Bianca Coutinho bianca@eshoje.com.br

Yuri Apolinário

Reajuste3

Hahaha! Por que só em Março? Por que não deu antes? Por que deixou os servidores tanto tempo sem reajuste? Por que não quis nem mesmo dialogar com os servidores? Será que está usando a mesma tática de sempre que todos os políticos usam em final de mandato para tentar se reeleger? Ahhh PH, eu você não engana! Então estamos combinados, mesmo se você der 100% de aumento, não vamos votar em você. Fuiiii

Maria Cristina Mancini

Eraldo Ferreira Macedo

Caso Milena Gottardi

Política e moral

A policia trabalha sim! Mas quando querem. Quando querem achar alguém, vão como lobos. Estão de parabéns no caso da médica assassinada dentro do estacionamento do Hucam. Em uma semana todos os suspeitos foram em cana, sendo um deles um policial civil. Esta é a polícia que respeito. Leonardo M Del

Como seria bom poder dar boas notícias todos os dias. Infelizmente, estamos em um mundo, onde, cada vez mais isso está difícil. Além das crises, que causaram tantas tragédias – nas áreas da saúde, segurança, educação e econômica - o país está sem comando e a população não se sente representada.

anos? Vai esperando...

Reajuste 1

O reajuste dos servidores do governo do ES anunciado pelo governador Paulo Hartung está previsto – nenhuma certeza – somente no mês de março para avaliar o percentual. O governador vai esperar o outro percentual: o de intensão de voto s p ar a ent ã o d e ci d ir quanto vai ter que "devolver" em "reajuste" para tentar a reeleição. Ele acha que ninguém enxerga... Anderson Anders

Reajuste2

Paulo Hartung, agora, usa de um dever seu, que não foi cumprido até agora, para fazer campanha, dizendo que "poderá" nos conceder um reajuste. É muita cara de pau! Vários anos sem reajuste, após outros anos com reajustes abaixo da inflação e agora quer "dar um de bonzinho" pra tentar garantir votos em 2018. Vai conceder reajuste retroativo e que compense as perdas inflacionárias dos últimos

Segundo o descrito no Livro Teoria Geral da Política, de Norberto Bobbio, a política e a moral têm em comum o domínio sobre o qual se estendem, que é o domínio da ação ou da práxis humana. No entanto, nem sempre o que é obrigatório ou lícito em moral é obrigatório ou lícito na política. Assim, urge a necessidade de restabelecer a credibilidade política no Brasil através de mecanismos efetivos para combater a crise institucional que a nação vem enfrentando, com o expurgo desses corruptos e destruidores do nosso amado Brasil! Guilherme Coelho da Rocha

A arte de fazer arte

Pensar o sentido da arte e suas relações com a sociedade é um exercício rico de possibilidades. Diversos relatos apontam que, ao final da sessão do filme 'Polícia Federal: A lei é para todos', dirigido por Marcelo Antunez, o público costuma aplaudir. Mas será que ele está de fato louvando a obra de arte? Tudo indica que não. O que está sendo elogiado, de fato, é todo o processo envolvendo a Operação Lava-Jato e suas consequências. Essa breve reflexão pode nos ajudar a mergulhar nas densas e profundas águas do sentido de se manifestar artisticamente. Um fator essencial está na reflexão que vida e arte estão próximas, mas são distintas. Oscar D'Ambrosio

twitter: @eshoje / facebook: eshoje / instagram: /jornaleshoje/

projeto gráfico Renon Pena de Sá e Patrícia Araújo www.renondesign.com fotografias Arquivo redacao@eshoje.com.br

diagramação diretora de redação/editora Danieleh Coutinho - MTB/ES 2694-JP Jeferson Louis - MTB/ES 3605/ES danihcoutinho@eshoje.com.br

redação Dóris Fernandes Gustavo Gouvêa Thaís Rossi


Cidades

SEXTA-FEIRA, 29 DE SETEMBRO DE 2017 j WWW.ESHOJE.COM.BR

3

11 mil ações para garantir tratamento de saúde no ES

Na falta de medicamentos e de vagas para tratamento de doenças a solução é recorrer à Justiça GUSTAVO GOUVÊA gustavo@eshoje.com.br

M

ais de 1,3 milhão de brasileiro tiveram que recorrer à Justiça para terem seus direitos relacionados a procedimentos de saúde diversos respeitados. Os dados da judicialização da saúde no Brasil são do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e apontam, ainda, que o carro chefe dessa demanda esteve na falta de tratamento médico-hospitalar e na falta de fornecimento de medicamentos, ambos por parte do Sistema Único de Saúde (SUS). Juntos eles representaram 625.673 casos, praticamente metade do total. De acordo com a Secretaria de Saúde do Espírito Santo (Sesa), são recebidos a cada dia útil, em média, 42 processos judiciais para garantia de acesso à saúde. Em 2016 foram 10.969 processos, o que significou um gasto de R$ 80,9 milhões para o atendimento dos mesmos. Já este ano, até agosto, foram 7.330 demandas, sendo 36% relacionadas a internações e 16% requerendo medicamentos. As ações em 2017 já somaram R$ 58,8 milhões. “Isso provoca uma enorme mobilização de recursos humanos e financeiros para atender as demandas no prazo requerido, o que

nem sempre é possível em função da legislação administrativa do setor público”, informou a Sesa, por meio de nota. Entre 2011 e 2016, houve um crescimento de 347% no quantitativo de ações, segundo a Secretaria. “No mesmo período, houve crescimento da oferta desses serviços, muito além do crescimento populacional. As consultas especializadas cresceram 54,1%; os exames 30,4% e os medicamentos dispensados 198,4 %”. A vendedora Luciene Fitaroni, 44, teve que recorrer à Defensoria Pública do Espírito Santo (DPES) para que a sua mãe, de 63 anos, pudesse realizar uma cirurgia para tirar uma pedra da uretra. No total, entre a internação e a realização da cirurgia se passaram 17 dias, mesmo conseguindo na Justiça uma liminar. “Era coisa simples. Ela ficou internada oito dias em Aracruz, foi para o banco de dados e, como não estava agilizando entramos na Justiça para conseguir a vaga. A pessoa de idade, abatida, emagrecendo... Conseguimos o mandado no terceiro dia e ela só foi removida para o Hospital das Clínicas no oitavo dia. Lá no hospital esperamos mais oito dias pra fazer a cirurgia. Ela foi colocada quatro vezes em jejum e, na última vez, com muito custo, conseguimos”,

ESHOJE

A Secretaria de Estado de Saúde informou que este ano foram 2.428 processos solicitando internações lamentou a vendedora. TOMOGRAFIA A defensora pública Juliana Cardoso informou que, de janeiro a setembro deste ano, só com ela 113 demandas foram relacionadas a necessidade de atendimentos ou remédios na saúde pública. “Medicamentos, insumos e exames são as minhas maiores demandas. Seringas para pessoas que são diabéticas, fraldas para a pessoa que

está acamada, alimentação pastosa ou líquida e suplementos alimentares. Em relação a exames, são ressonância magnética ou tomografia. Tem pessoa que demora de seis a oito meses para ter consulta e quando pede um exame mais detalhado vai pra dois anos. Muitas vezes o estado de saúde da pessoa não permite que ela espere, então recorrem à Defensoria solicitando transferência imediata para UTI, CTI... As vagas

mais demandadas são para tratamento de câncer, que deve ser feito em hospitais de referência”, relatou a defensora. Ela avaliou que Estado e municípios não estão preparados para receber as demandas da população. “Quando a pessoa faz um tratamento de uso contínuo de medicamentos o Estado ou município já deveria ter aquela demanda registrada para atender e não é isso que acontece”.

Ações nos municípios por fralda geriátrica nas secretarias de Saúde dos municípios de Vitória, Cariacica e Serra, a maioria dos processos judiciais referentes à saúde se concentraram na demanda de fraldas geriátricas. Enquanto em Cariacica foram 38 sentenças relacionadas ao fornecimento das fraldas, no ano de 2017, na Serra foram 81. Em Vitória, essa é a segunda maior demanda, atrás apenas dos

atendimentos especializados, mas o número específico não foi repassado. Na Capital, em 2016, foram recebidas 165 processos judiciais e este ano eles chegam a 142. Os mandados judiciais relacionados a medicamentos, insumos e tratamentos recebidos em 2017 por Cariacica somaram 69, enquanto na Serra, apenas referentes a medicamentos são 113 de-

mandas sendo atendidas. A prefeitura de Vila Velha informou que lá, ao todo, são apenas oito mandados novos no ano de 2017. A Prefeitura da Serra informou que os medicamentos que eventualmente geram ações judiciais no município são relacionados a diabetes, dermatite/psoríase, Doença de Parkinson e hipertensão. A prefeitura de Cariacica infor-

mou que a burocracia é um dos principais motivos para a demora no cumprimento das decisões. “Na legislação brasileira o procedimento de compras de medicamentos e insumos hospitalares pela administração pública é realizado através de processo de licitação e dura cerca de oito meses, podendo em casos excepcionais a compra ser realizada por dispen-

sa de licitação, reduzindo o prazo para cerca de três meses”. Já a secretária de Saúde de Vitória, Cátia Lisboa, informou que parte das determinações judiciais são de competência do Estado. Ela informou que o município não protela as decisões judiciais. "Todas as decisões judiciais recebem encaminhamento legal devido e de forma imediata", concluiu.

Protelação do Estado e planos de saúde Mesmo com a determinação judicial, a defensora pública Juliana Cardoso afirma que há uma tendência de descumprimento das liminares. "Na minha experiência, cerca de 60% a 70% das liminares deferidas voltam". A alegação, segundo ela, é que o Judiciário viola o poder de decisão do Executivo. “Reiteradamente eles descumprem a decisão judicial. Alegam que isso infligiria uma ordem es-

tabelecida, furando a fila a pessoa que tem liminar. Alegam que têm a competência para avaliar com discricionariedade o que é mais importante”, revela Cardoso. O advogado Rafael Lazzari explica ainda que, em relação ao Estado, as vagas de UTI são o problema mais emblemático. "Isso é problema de política pública. Existe o risco morte de muitas pessoas que precisam do leito.

A maioria das vezes os magistrados dão procedimento para vagas de UTI. Mas elas nunca estão vazias, não existe vaga esperando alguém para ser atendido. Se existe leito, está ocupado 24 horas. Temos um sério problema, pois essa vaga vai para o diretor do hospital liberar. Só que, se o hospital não tem nenhuma vaga disponível, o diretor fica entre a cruz e a espada", elucida o advogado.

De acordo com relatório do CNJ, logo atrás dos processos relacionados ao SUS, vêm as demandas de direito do consumidor relacionadas aos planos de saúde. Em 2016, em todo o Brasil, foram 427.267 processos judiciais relacionados a este caso. Lazzari explica que alguns planos negam exames, mesmo em situação de urgência e emergência, em virtude da carência.

"Geralmente, quando há determinação judicial, alguns planos podem demorar alguns dias, mas acabam cumprindo. Em relação ao tratamento médico continuado, alguns tentam, de certa forma, não fornecer aquele tratamento. Nesses casos é preciso comunicar em juízo para aplicação da multa diária e oferecimento do tratamento adequado ou liberação para autorização de exames".


4

Geral

SEXTA-FEIRA, 29 DE SETEMBRO DE 2017 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Horário de verão divide opiniões

ASPECTO GERAL HINO SALVADOR L hinosal@terra.com.br

A medida começa a valer para dez estados brasileiros e o Distrito Federal entre 15 de outubro de 17 de fevereiro DIVULGAÇÃO

YGOR CÁSSIO redacao@eshoje.com.br

N

o dia 15 de outubro começa o horário de verão na maior parte do território brasileiro e segue até 17 de fevereiro do próximo ano. Durante o período, a população deve adiantar os relógios em uma hora. O autônomo Evandro Alves, que tem uma barraca de frutas no bairro Jardim Camburi, em Vitória, disse que a mudança “é horrível”. Isso porque ele acorda muito cedo. Porém, para os seus negócios “é ótimo”. Evandro contou que geralmente acorda 3h30 da madrugada, com o horário de verão dorme uma hora a menos. “Para as vendas é bem melhor. No horário normal fecho às 17h30 porque está escuro. No horário de verão fico até 19h30, quando tem muita gente andando na rua. As minhas vendas aumentam cerca de 40%”, comentou. “Eu amo! Sair do serviço ainda claro parece que o dia rende mais. Mesmo sabendo que está escuro quando eu acordo, eu gosto”, disse a administradora Fabíola Loureiro. De acordo com o Ministério de Minas e Energia (MME), com a adoção da medida há

O assassinato da médica Milena Gottardi não foi o primeiro e nem será o último! Sempre foi assim e pouca gente dá importância na história das mortes de mulheres no Estado do Espírito Santo, todas com requintes de crueldade. Antes de entrar no assunto da execução da médica, vou citar outro crime de mulher onde a polícia e a justiça nada puderam fazer para evitá-lo.

Evandro diz que suas vendas aumentam 40% no horário de verão uma redução significativa nas tarifas de energia. Nos últimos dez anos tem sido atingida uma média de 4,5% na redução da demanda de energia elétrica, e uma economia no consumo que gira em torno de 0,5%, o que equivale ao consumo mensal de energia de cidade com 2,8 milhões de habitantes. As análises técnicas demonstram que essa redução de demanda evita investimentos de cerca de R$ 7,0 bilhões. BENEFÍCIOS Segundo pesquisa conduzida pelo Ministério, 82,2% da população aprova o horário de

verão, porque proporciona benefícios, como o melhor aproveitamento da energia elétrica. Além disso, o horário de verão propicia o aumento de convívio familiar e mais tempo para praticar atividades de esporte e lazer. O horário de verão é usado no Brasil desde a década de 1930, com algumas pausas. A medida vale para 10 estados brasileiros e o Distrito Federal, entre eles estão Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

BASTIDORES DA POLÍTICA Com PH Tendo sido cortejado por nomes como Paulo Hartung e Renato Casagrande para compor chapa ao Governo do Espírito Santo nas eleições 2018, o deputado estadual, Amaro Neto é categórico: estou no palanque de Hartung. No comando Uma entrevista concedida pelo parlamentar a ESHOJE será publicada na próxima semana, inclusive da TV Web, onde ele destaca seus planos e a prioridade que é a candidatura ao Senado Federal. Amaro será o comandante do Solidariedade no que tange às candidaturas majoritárias, enquanto o presidente

Milena não será a última

do partido, Carlos Manato, vai capitanear as proporcionais. A saída O comentário no mercado político hoje é que, se quiser ser candidata ao Governo, Rose de Freitas terá que deixar o PMDB. Pau l o Ha r t u n g é o candidato do partido e repetirá comando de anos atrás: indicar nome de pouca expressão política para concorrer com ele no pleito de 2018. Orquestrando O prefeito de Serra, Audifax Barcelos, está montando para a próxima eleição, um quadro forte para fazer até dois deputados estaduais e três federais. Entre os

nomes estão Da Vitória e Guto Lorenzoni para a Câmara Federal. Já Roberto Carlos que deixou o PT e assinou com o Rede, Marcos Bruno e Euclério Sampaio. Rede Audifax também está em grandes conversas com o deputado Sergio Majeski, motivando-o a ser o nome do Rede para o Senado. Em tempo, o parlamentar ainda está dentro do ninho tucano. Serra Quem corre sério risco de não ter boas chances no pleito de 2018 é o também serrano Sergio Vidigal. Vale ressaltar que o maior colégio eleitoral do Espírito Santo é a Serra.

Disputadíssimo A briga boa vai ser entre os postulantes à vaga de vice-governador e senador da República. Esses cargos prometem para as p r óx i m a s e l e i ç õ e s disputas acirradas. Transporte público Se os governos municipais e estadual, na Grande Vitória, não se unirem, a região corre sério risco de ficar sem transporte coletivo. As empresas somam prejuízos constantes com insegurança, questões trabalhistas e econômicas. Resultado: carros sucateados, falta de verba para manutenção, menor número de carros nas ruas e usuários prejudicados.

Em 1977 uma mulher, que já nha medo de uma coisa ruim não suportava mais apanhar acontecer, pois estava se sepaquase diariamente do marido, rando do marido! E a Milena vivia sob ameaça. Sempre que chegou a registrar uma carta ele batia na mulher dizia: “se em um Cartório de Oficio, na você procurar a polícia eu te qual ela se mostrava insegura e mato”. Com muita coragem, com medo de alguma coisa ignorando as ameaças do ma- ruim acontecer com ela. rido, ela procurou a polícia na Quando a Milena iniciou o Chefatura de Polícia, na aveni- processo de separação, ela esda Nossa Senhora da Penha, tava se sentindo muito inseguem Vitória. Ela voltou para ca- ra. Tentava fazer um acordo sa e foi assassinada pelo mari- com o marido, mas acabava em do, naquele mesmo dia! brigas e discussões. Então, Compensou essa mulher de- quando resolveu tomar uma nunciar as agressões do mari- decisão, ainda que fosse contra do? É que o fato de que o mari- a vontade dele, ela resolveu esdo a “ameaçava de morte” ca- crever, relatar o que ela estava so procurasse a polícia, só che- passando e toda a angústia. Ela gou ao conhecimento das au- não divulgou essa carta e disse toridades depois do crime. É que ia reconhecer firma em muito difícil, porque as infor- cartório e deixar em lugar semações de que a mulher corria guro. Caso acontecesse alguma risco só aparece coisa com ela, essa quando o crime foi carta ia relatar o Muitas vezes que ela estava pasconsumado! Quantas vezes is- os defensores sando. Em deterto aconteceu de encontram minado trecho da 1977 até os dias de carta ela escreveu brechas hoje? O caso da “...Nas conversas na lei para ele sempre partia médica Milena Gottardi não é isosoltar esses para o lado das lado! A execução da ameaças. Falava bandidos médica com um tique não sairia de ro na cabeça no úlcasa, nem deixaria timo dia 14 envolveu uma rede as meninas, que se um dia me de pessoas e acordos. O crime, separasse ele declararia guerra, segundo a polícia, foi premedi- e se mataria. Me sinto uma retado e encomendado pelo ex- fém dentro da minha própria -marido dela, o policial civil casa...”. Mas esta carta só chegou ao Hilário Frasson, e pelo sogro Esperidião Carlos Frasson. Mas conhecimento da polícia dequem sabia disso? Só as pesso- pois que Milena foi morta. Esse as que planejavam o crime. grupo de assassinos precisa de Os Frasson, Pai e filho, utili- uma punição rigorosa, para zaram dois intermediários, que paguem pela barbárie que amigos da família há mais de 30 cometeram. É a hora de esqueanos, para acobertar os planos cer as nuances das leis, e fazer e contratar um matador Dio- prevalecer o espírito humano. nathas Alves Vieira. Tudo pla- Muitas vezes as decisões são nejado friamente. tomadas de maneira que os deAlguém tinha noção de que a fensores encontrem “brecha” médica corria risco de morte? na lei para soltar esses bandiBom, pelo menos pelas notícias dos. A lei tem rigor; só precisa da imprensa capixaba dão con- ser aplicada. Vamos aplicar os ta de que Milena falava que ti- preceitos do art. 312 do CPC.


5

SEXTA-FEIRA, 29 DE SETEMBRO DE 2017 j WWW.ESHOJE.COM.BR

HUGO BORGES POR CÉSAR HERKENHOFF L cesarherkenhoff@hotmail.com

Você abusou

“Que me perdoem se eu insisto nesse tema, mas não sei fazer poema ou canção que fale de outra coisa que não seja amor. Se o quadradismo dos meus versos vai de encontro aos intelectos que não usam o coração como expressão”. A psicopatia de Donald Trump e Nicolás Maduro é coisa para os fracos. Os fortes têm que lidar com a sociopatia de Lula da Silva, Michel Temer, Dilma Rousseff, Renan Calheiros, Rodrigo Maia, Aécio Neves e companhia. O brasileiro não pode reclamar da falta de emoções. É injusto falar em rotina num país em que todas as principais lideranças políticas nacionais estão presas, condenadas ou envolvidas em práticas irrefutáveis de corrupção. Mais uma semana empolgante na vida nacional, começando com o Rock in Rio, uma espécie de mais valia da favela da Rocinha. Não bastasse o

clima de guerra civil implantado no Rio de Janeiro pelo crime organizado (tráfico) e o desorganizado (forças policiais), Brasília não quis ficar fora do noticiário e compareceu com toda a vitalidade necessária aos meios de comunicação e às redes sociais. O festival de vexames começou com a defesa de Lula da Silva apresentando recibos forjados de alugueis nunca pagos de um imóvel que ele provavelmente nunca ocupou cujos proprietários provavelmente nunca conheceu. Tamanho o cinismo que nem se preocuparam em conferir se as datas eram compatíveis com o calendário gregoriano.

A culpa, certamente, é de dona Marisa Letícia, uma pobre senhora que, revoltada com as constantes traições do marido, decidiu deixar como legado um ambicioso plano de vingança pós-morte. Imagino que tenha sido necessário exumar o corpo da ex-primeira dama para localizar os recibos... Mas aí veio a carta do ex-ministro Antônio Palocci, um dos mais fieis escudeiros de Lula da Silva, ao longo de 25 anos, e que se transformou num traidor vigarista porque deveria ter a dignidade de apenas pedir a desfiliação do Partido dos Trabalhadores, mas teve o descaramento de

desnudar a vestimenta corrupta dos ex-presidentes Lula da Silva e Dilma Rousseff. O PT, é claro, aceitou o pedido de desfiliação. Afinal, Palocci deixou de ser bandido de estimação e se tornou apenas um bandido arrependido que em nada lembra o ex-presidente Getúlio Vargas, salvo o fato de ambos terem dado um tiro de misericórdia. E, num momento de sublimação institucional, o Supremo Tribunal Federal volta à cena para afastar o senador tucano Aécio Neves do exercício do mandato – no que me parece numa interferência absolutamente indevida e ferindo frontalmente os precei-

tos constitucionais. Mas nem isso vem ao caso. O que continua causando indignação é o tratamento diferenciado dado pelo Judiciário brasileiro aos bandidos de grife. Alguns presos por prática de corrupção ativa, outros por corrupção passiva, e ainda lavagem de dinheiro e obstrução da Justiça. O que me causa espanto, na verdade, é saber por que Lula da Silva, Aécio Neves, Dilma Rousseff e Renan Calheiros continuam em liberdade. O Brasil inteiro gostaria de vê-los na cadeia, e não em caravanas eleitorais Brasil afora. E o Brasil agora?

COLUNA FEU ROSA

ARTIGO

O alerta de Nuh

Chances perdidas

Dia desses, lendo o Jakarta Post, deparei-me com uma singular declaração do Ministro da Educação e Cultura da Indonésia, Mohammad Nuh: "Dirijo-me às pessoas instruídas: não se envolvam em corrupção. Vocês conseguiram um elevado nível educacional e ainda querem ser corruptas?".

A canção “Vai Passar”, do Chico Buarque, nos relembra que degradação moral da política e da gestão pública “vem lá de trás”: “Dormia nossa Pária Mãe, tão distraída, sem perceber que era subtraída em tenebrosas transações”.

Talvez seja este o alerta que falta ao Brasil, país no qual as elites se divertem contando a conhecida piada segundo a qual, quando da Criação, o Brasil teria sido privilegiado com riquezas imensas e poupado dos desastres naturais que atingem outros países para compensar o "Zé Povinho" que seria colocado aqui. É realmente curioso: a falência moral do nosso país, invariavelmente administrado por pessoas do mais elevado quilate intelectual, é culpa do "Zé Povinho"! Fiquei a pensar na sabedoria secular do Padre Antônio Vieira, de cujos ensinamentos aparentemente se esqueceram nossos luminares. Lá pelos idos de 1655, ao proferir o antológico "Sermão do Bom Ladrão", realizado na Igreja da Misericórdia de Lisboa, Conceição Velha, perante o Rei D. João IV e toda a sua corte, teve o Padre Vieira a coragem de disparar palavras firmes: "Levarem os Reis consigo ao Paraíso ladrões, não só não é companhia indecente, mas ação tão gloriosa e verdadeiramente real, que com ela coroou e provou o mesmo Cristo a verdade do seu reinado, tanto que admitiu na cruz

o título de rei. Mas o que vemos praticar em todos os reinos do mundo é, em vez de os reis levarem consigo os ladrões ao Paraíso, os ladrões são os que levam consigo os reis ao inferno". "O ladrão que furta para comer não vai nem leva ao inferno: os que não só vão, mas levam, de que eu trato, são outros ladrões de maior calibre e de mais alta esfera. Os ladrões que mais própria e dignamente merecem este título são aqueles a quem os reis encomendam os exércitos e legiões, ou o governo das províncias, ou a administração das cidades, os quais já com manha, já com força, roubam e despojam os povos. Os outros ladrões roubam um homem, estes roubam cidades e reinos". Decorridos já mais de 300 anos, continuam rigorosamente atuais as palavras daquele grande sacerdote. E com ele concluo: o culpado pela nossa falência moral não é o nosso pobre "Zé Povinho" - este, pelo contrário, é vítima. PEDRO VALLS FEU ROSA Desembargador do TJES

Na história recente, oportunidades de “correções de rumos” foram perdidas. A primeira foi o desvio de rota da Nova República, no pós-ditadura militar. Depois, quando o PT assumiu a Presidência, em 2002, prometendo moralizar a gestão pública e, ao final de 13 anos, levou o país a uma crise sem precedentes. Os escândalos relacionados ao “aparelhamento do Estado”, “mensalão”, “petrolão” e “propinoduto”, marcaram esse período por ter oficializado a corrupção no seio da administração pública. Além disso, decretou a falência do atual sistema eleitoral, ao patrocinar a grande fraude na eleição presidencial, de 2014, que, pelos seus desdobramentos, culminou no impeachment “da Presidenta” Dilma. Michel Temer/PMDB, escolhido Vice por duas vezes, assumiu a Presidência com o País dividido ao meio, num clima de extrema radicalização, mas, com boa parte da população acreditando ter chegado a hora de “passar o País a limpo” e promover as reformas inadiáveis. Desde 2014, os resultados da Operação Lava Jato foram crescendo, até cul-

minarem com as delações da Odebrecht, com sucessivas demissões e algumas prisões no 1º escalão do Governo Temer. O País já estava ingovernável, o governo sem nenhuma credibilidade, recordes nos níveis de desemprego, quando foram divulgadas as gravações do dono da JBS, seguidas das delações premiadas dos irmãos Batista e, sobretudo, das duas denúncias da PGR contra o Presidente, fazendo ruir, de vez, o que ainda restava do Governo Temer. Lamenta-se, portanto, que o Brasil tenha perdido mais uma oportunidade de ter jogado, no pós- impeachment, a “pá de cal” na corrupção institucionalizada. E Deus queira que a gravidade dos escândalos atuais não passe um “atestado de bons antecedentes” aos Governos anteriores, que tanta infelicidade trouxe à população e prejuízos à democracia. Acreditemos, pois, no dito popular: “Quando está muito ruim, está prestes a melhorar”, ao invés do pavoroso “nada está tão ruim que não pode piorar”. CLEBER GUERRA FJM/ES


CLASSIFICADOS COMPRAR • VENDER • ALUGAR • TROCAR • DIVULGAR

SEXTA-FEIRA, 29 DE SETEMBRO DE 2017 j WWW.ESHOJE.COM.BR j ESHOJE@ESHOJE.COM.BR j ANUNCIE: (27) 3395-1800

COMUNICADO CLARO S.A, CNPJ: 40.432.544/0001-47, torna público que requereu da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Vitória – ES, através do processo nº. 5845760/2017 a Licença Ambiental para atividade de Estação de Telecomunicação (Telefonia), na Rua Desembargador Euripedes Queiroz do Valle, 675, Jardim Camburi, Vitória – ES (ESVIT39).

COMUNICADO CLARO S.A, CNPJ: 40.432.544/0001-47, torna público que requereu da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Vitória – ES, através do processo nº. 5843988/2017 a Licença Ambiental para atividade de Estação de Telecomunicação (Telefonia), na Rua Doutor Agliberto Rodrigues Moreira, 220, Jabour, Vitória – ES (ESVIT19).

COMUNICADO CLARO S.A, CNPJ: 40.432.544/0001-47, torna público que requereu da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Vitória – ES, através do processo nº. 5843644/2017 a Licença Ambiental para atividade de Estação de Telecomunicação (Telefonia), na Avenida Maruípe, 1765, Maruípe, Vitória – ES (ESVIT07).

COMUNICADO CLARO S.A, CNPJ: 40.432.544/0001-47, torna público que requereu da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Vitória – ES, através do processo nº. 5842220/2017 a Licença Ambiental para atividade de Estação de Telecomunicação (Telefonia), na Rua Humberto Martins de Paula, 330, Enseada do Suá, Vitória – ES (ESVIT04).

COMUNICADO CLARO S.A, CNPJ: 40.432.544/0001-47, torna público que requereu da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Vitória – ES, através do processo nº. 5846272/2017 a Licença Ambiental para atividade de Estação de Telecomunicação (Telefonia), na Praça Costa Pereira, 52, Centro, Vitória – ES (ESVIT01).

COMUNICADO CLAROS.A,CNPJ:40.432.544/0001-47,torna públicoquerequereudaSecretariaMunicipal de Meio Ambiente de Vitória – ES, através do processonº.5845426/2017aLicençaAmbientalparaatividadedeEstaçãodeTelecomunicação (Telefonia), na Avenida Dante Michelini, 5500,ParqueIndustrial,Vitória–ES(ESVIT29).

COMUNICADO CLARO S.A, CNPJ: 40.432.544/0001-47, torna público que requereu da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Vitória – ES, através do processo nº. 5843799/2017 a Licença Ambiental para atividade de Estação de Telecomunicação (Telefonia), na Rua Maria Eleonora Pereira, 505, Jardim da Penha, Vitória – ES (ESVIT18).

COMUNICADO CLARO S.A, CNPJ: 40.432.544/0001-47, torna público que requereu da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Vitória – ES, através do processo nº. 5843111/2017 a Licença Ambiental para atividade de Estação de Telecomunicação (Telefonia), na Rua Chapot Presvot, 214, Praia do Canto, Vitória – ES (ESVIT06).

COMUNICADO CLARO S.A, CNPJ: 40.432.544/0001-47, torna público que requereu da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Vitória – ES, através do processo nº. 5841862/2017 a Licença Ambiental para atividade de Estação de Telecomunicação (Telefonia), na Avenida Leitão da Silva, S/N, Santa Lúcia, Vitória – ES (ESVIT03).

COMUNICADO CLARO S.A, CNPJ: 40.432.544/0001-47, torna público que requereu da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Vitória – ES, através do processo nº. 5842186/2017 a Licença Ambiental para atividade de Estação de Telecomunicação (Telefonia), na Rua Calixto Tomanini, 73, Bairro de Fatima, Vitória – ES (ESSER22).

COMUNICADO CLAROS.A,CNPJ:40.432.544/0001-47,torna públicoquerequereudaSecretariaMunicipal de Meio Ambiente de Vitória – ES, através do processonº.5843508/2017aLicençaAmbientalparaatividadedeEstaçãodeTelecomunicação(Telefonia),naRuaAliceBumacharNeffa,S/ N,JardimCamburi,Vitória–ES(ESVIT17).

COMUNICADO CLARO S.A, CNPJ: 40.432.544/0001-47, torna público que requereu da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Vitória – ES, através do processo nº. 5843077/2017 a Licença Ambiental para atividade de Estação de Telecomunicação (Telefonia), na Rua Bráulio Macedo, 417, Ilha do Boi, Vitória – ES (ESVIT05).

COMUNICADO CLARO S.A, CNPJ: 40.432.544/0001-47, torna público que requereu da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Vitória – ES, através do processo nº. 5841529/2017 a Licença Ambiental para atividade de Estação de Telecomunicação (Telefonia), na Rua Anselmo Serrat, S/N, Monte Belo, Vitória – ES (ESVIT02).

COMUNICADO CLARO S.A, CNPJ: 40.432.544/0001-47, torna público que requereu da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Vitória – ES, através do processo nº. 5841140/2017 a Licença Ambiental para atividade de Estação de Telecomunicação (Telefonia), na Rua do Rosário, 150, Centro, Vitória – ES (ESROS01).

COMUNICADO CLARO S.A, CNPJ: 40.432.544/0001-47, torna público que requereu da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Vitória – ES, através do processo nº. 5845381/2017 a Licença Ambiental para atividade de Estação de Telecomunicação (Telefonia), na Rua Teotônio Villela, 233, Fradinhos, Vitória – ES (ESVIT27). COMUNICADO CLAROS.A,CNPJ:40.432.544/0001-47,torna públicoquerequereudaSecretariaMunicipalde MeioAmbientedeVitória–ES,atravésdoprocessonº.5845192/2017aLicençaAmbientalparaatividadedeEstaçãodeTelecomunicação(Telefonia),naAvenidaSaturninoRangelMauro,230, JardimdaPenha,Vitória–ES(ESVIT26). COMUNICADO CLAROS.A,CNPJ:40.432.544/0001-47,torna público que requereu da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Vitória – ES, através do processo nº. 5845048/2017 a Licença Ambiental para atividade de Estação de Telecomunicação (Telefonia), na Avenida Fernando Ferrari,2213,Goiabeiras,Vitória–ES(ESVIT25). COMUNICADO CLAROS.A,CNPJ:40.432.544/0001-47,torna públicoquerequereudaSecretariaMunicipalde MeioAmbientedeVitória–ES,atravésdoprocessonº.5844879/2017aLicençaAmbientalparaatividadedeEstaçãodeTelecomunicação(Telefonia), na Avenida Nossa Senhora da Penha, 549,PraiadoCanto,Vitória–ES(ESVIT24). COMUNICADO CLARO S.A, CNPJ: 40.432.544/0001-47, torna público que requereu da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Vitória – ES, através do processo nº. 5844724/2017 a Licença Ambiental para atividade de Estação de Telecomunicação (Telefonia), na Avenida Adalberto Simão Nader, 425, Mata da Praia, Vitória – ES (ESVIT22). COMUNICADO CLARO S.A, CNPJ: 40.432.544/0001-47, torna público que requereu da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Vitória – ES, através do processonº.5845959/2017aLicençaAmbiental para atividade de Estação de Telecomunicação(Telefonia),naAvenidaBrigadeiroEduardoGomes,930,Tubarão,Vitória–ES(ESVIT21). COMUNICADO CLARO S.A, CNPJ: 40.432.544/0001-47, torna público que requereu da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Vitória – ES, através do processo nº. 5844490/2017 a Licença Ambiental para atividade de Estação de Telecomunicação (Telefonia), na Avenida Dante Michelini, 5500, Jardim Camburi, Vitória – ES (ESVIT20).

COMUNICADO CLARO S.A, CNPJ: 40.432.544/0001-47, torna público que requereu da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Vitória – ES, através do processo nº. 5843266/2017 a Licença Ambiental para atividade de Estação de Telecomunicação (Telefonia), na Rua João Nunes Coelho, S/N, Mata da Praia, Vitória – ES (ESVIT16). COMUNICADO CLAROS.A,CNPJ:40.432.544/0001-47,torna público que requereu da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Vitória – ES, através do processo nº. 5842806/2017 a Licença Ambiental para atividade de Estação de Telecomunicação(Telefonia),naRuaCândidoPortinari, 27, SantaLuiza, Vitória – ES (ESVIT14). COMUNICADO CLAROS.A,CNPJ:40.432.544/0001-47,torna público que requereu da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Vitória – ES, através do processo nº. 5842564/2017 a Licença Ambiental para atividade de Estação de Telecomunicação (Telefonia), na Rua Guadalajara, 409, SantaCecília, Vitória – ES (ESVIT11). COMUNICADO CLARO S.A, CNPJ: 40.432.544/0001-47, torna público que requereu da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Vitória – ES, através do processo nº. 5841907/2017 a Licença Ambiental para atividade de Estação de Telecomunicação (Telefonia), na Avenida Republica, 250, Centro, Vitória – ES (ESVIT10). COMUNICADO CLARO S.A, CNPJ: 40.432.544/0001-47, torna público que requereu da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Vitória – ES, através do processo nº. 5841673/2017 a Licença Ambiental para atividade de Estação de Telecomunicação (Telefonia), na Rua Monte das Oliveiras, S/N, Ilha das Caieiras, Vitória – ES (ESVIT09). COMUNICADO CLAROS.A,CNPJ:40.432.544/0001-47,torna público que requereu da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Vitória – ES, através do processo nº. 5841330/2017 a Licença Ambiental para atividade de Estação de Telecomunicação(Telefonia),naRuaDeozinoCorrêa, S/N, BelaVista, Vitória – ES (ESVIT08).

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO 13ª VARA CÍVEL ESPECIALIZADA EMPRESARIAL DE RECUPERAÇÃO JUDICIAL E FALÊNCIA DE VITÓRIA/ES RECUPERAÇÃO JUDICIAL DE TRANSGLEIDE TRANSPORTES DE CARGA LTDA ME PROCESSO Nº 0004941-29.2017.8.08.0024 EDITAL, para conhecimento de terceiros interessados, nos termos do art. 52, § 1º da Lei 11.101/05, passado na forma abaixo: O Exmo. Dr. PAULINO JOSÉ LOURENÇO, Juiz de Direito da 13ª Vara Cível Especializada Empresarial de Recuperação Judicial e Falência de Vitória/ES, FAZ SABER aos que o presente virem ou dele conhecimento tiverem que, devidamente instruído e depois de preenchidas as formalidades legais, foi, por decisão de folhas 330/332, datada de 02/08/2017, DEFERIDO O PROCESSAMENTO DA RECUPERAÇÃO JUDICIAL DE TRANSGLEIDE TRANSPORTES DE CARGA LTDA ME, cujo resumo do pedido inicial, da decisão e da relação de credores segue transcrito adiante: INICIAL: a requerente ajuizou ação de recuperação judicial, que veio instruída com os documentos exigidos na legislação em vigor, tendo sido formulado o pedido para que este MM. Juízo (I) deferisse o processamento da recuperação judicial, nos termos do art. 52 da Lei nº 11.101/2005; nomeasse o administrador judicial; dispensasse a apresentação de certidões negativas para que a requerente exerça suas atividades; (I.1) ordenasse a suspensão de todas as ações e execuções contra a requerente e seus sócios pelo prazo legal; (I.2) determinasse que os bens gravados com alienação fiduciária continuassem na posse da requerente; (I.3) determinasse a intimação do Ministério Público; comunicação das Fazendas Públicas Federal, Estadual e Municipal; e (I.4) determinasse a expedição do edital a que se refere o inciso V, § 1º do art. 52 da Lei nº 11.101/2005. DECISÃO: “Da atenta análise dos autos, verifico inicialmente que a requerente cumpriu com todos os requisitos formais elencados pelo artigo 48 da Lei 11.101/2005, haja vista que, como se extrai da documentação exibida, não é empresa falida, bem como não obteve concessão de recuperação judicial nos últimos anos. Além disso, não há notícia de que tenha havido condenação em relação aos crimes previstos na referida lei que regula a recuperação judicial, extrajudicial e a falência do empresário e da sociedade empresária. Em observância aos incisos do artigo 51 da Lei de Falência, a parte autora expõe satisfatoriamente na peça exordial as causas concretas da sua situação patrimonial, explicando as razões que levaram à crise econômico-financeira da empresa. Observo que a requerente instruiu o pedido com as demonstrações contábeis relativas aos últimos três exercícios sociais e as levantadas especialmente para instruir o presente pedido foram juntadas a tempo e a modo na inicial apresentada. Também se encontram nos autos a relação nominal dos credores; a relação integral dos empregados; certidão de regularidade do devedor no Registro Público de Empresas, o ato constitutivo atualizado; a declaração de bens dos sócios; os extratos das contas bancárias e as certidões dos cartórios de protestos de títulos e, por fim, a relação de todas as ações judiciais em que figura como parte. Ante o exposto, estando em termos a documentação exigida pela Lei 11.101/2005, DEFIRO O PROCESSAMENTO DA RECUPERAÇÃO JUDICIAL de TRANSGLEIDE TRANSPORTES DE CARGAS LTDA – ME, pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ 00.276.318/0001-08, com endereço à Rodovia BR 101 Norte, KM 267, S/Nº, Loja 04, Carapina, Serra/ES, devendo apresentar, no prazo de sessenta dias, seu plano de recuperação, nos termos do artigo 53 da referida Lei, determinando, desde já, as seguintes providências: a) nomeio como Administrador Judicial, em conformidade com o artigo 52, I, e artigo 21, caput, da Lei 11.101/05, o escritório BARRETO & SANT'ANNA ADVOGADOS ASSOCIADOS – BRUNO PEIXOTO SANT'ANNA – CNPJ nº 21122326/0001-61, com endereço à Rua José Alexandre Buaiz, 300, sala 1608, Ed. Work Center Office, Enseada do Suá, Vitória-ES 29050-545, Telefones 3322-1491 / 3324-4014 / 99994-4851 – e-mail brunovix@hotmail.com, bruno.santanna@advocacia-es.com, que deverá ser intimado por telefone para, no prazo de quarenta e oito horas, caso aceite o munus, assinar o termo de compromisso a fim de bem e fielmente desempenhar as funções inerentes ao cargo; a.1) antes de fixar a remuneração alusiva ao artigo 24 da LRF determino ao Administrador Judicial que apresente um plano de trabalho, indicando seus custos e sua equipe. b) determino a dispensa da apresentação de certidões negativas para que a requerente exerça suas atividades, exceto para a obtenção de benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, observando o disposto no artigo 69 da lei de regência; c) na forma do artigo 6º da LRF, determino a suspensão, pelo prazo de 180 dias, do curso da prescrição e de todas as ações e execuções contra a requerente, permanecendo os respectivos autos no juízo onde se processam, ressalvadas as ações previstas nos § 1º, 2º e 7º do mesmo artigo 6º, bem como as relativas a créditos excetuados na forma dos §§ 3º e 4º do artigo 49 da mesma lei, providenciando a requerente as comunicações aos juízos competentes; c.1) proíbo, durante o prazo de suspensão acima, a venda ou a retirada do estabelecimento do devedor dos bens de capital, móveis ou imóveis essenciais a sua atividade empresarial, sejam eles de proprietário fiduciário ou proveniente de contrato de Leasing; c.2) durante o período de suspensão, o titular da cessão deverá comprovar nos autos o registro da cessão fiduciária de crédito, dando conta de que a solenidade do registro se deu anteriormente ao ajuizamento da recuperação judicial, em conformidade com o disposto no § 1º do artigo 1.361 do Código Civil. d) determino que a requerente: d.1) comunique acerca desta Decisão a todos os juízos por onde tramitam ações nas quais figure como parte; d.2) apresente as contas demonstrativas mensais enquanto perdurar a recuperação judicial, sob pena de destituição de seus administradores; d.3) acrescente após seu nome empresarial a expressão “em recuperação judicial” (art. 69, caput, LRF). e) expeça-se o edital a que se refere o artigo 52, § 1º, da LRF, a ser publicado no Diário da Justiça (e-Diário), contendo resumo do pedido e da decisão; relação nominal de credores, em que se discrimine o valor atualizado e a classificação de cada crédito; e advertência acerca dos prazos para habilitação dos créditos, na forma do artigo 7º, § 1º e para que os credores apresentem objeção ao plano de recuperação judicial apresentado pelas requerentes nos termos do artigo 55, ambos dispositivos da mesma LRF; f) intime-se a requerente para publicação do mesmo edital a que se refere o artigo 52, § 1º, da LRF, em jornal de grande circulação; g) determino que todas as divergências aos créditos e/ou habilitações de créditos, sejam encaminhadas diretamente ao Administrador Judicial, independentemente de qualquer outra providência; h) objetivando facilitar a fiscalização das atividades da requerente pelos credores, Administrador Judicial, Ministério Público e Juízo, ordeno que os balancetes, que deverão ser apresentados até o dia 20 de cada mês seguinte ao vencido, sejam autuados em apartado, formando volume específico; i) comuniquem-se, por carta, as Fazendas Públicas Federal, Estadual e Municipal da sede da requerente; j) comunique-se ao Registro Público de Empresas (Junta Comercial) para a anotação da Recuperação Judicial no respectivo registro (Parágrafo único, artigo 69, da LRF). Quanto aos pedidos de suspensão dos efeitos dos protestos lançados em desfavor da requerente e suspensão das anotações nos órgãos de restrição ao crédito (SPC e SERASA), compartilho do entendimento do Colendo Superior Tribunal de Justiça, no sentido de que somente após a concessão da recuperação judicial, com a homologação do plano e a novação dos créditos, nos termos dos artigos 58-59 da LRF, é que pode haver a retirada do nome da recuperanda dos cadastros de inadimplentes. Nesse sentido: DIREITO EMPRESARIAL. RECUPERAÇÃO JUDICIAL. DECISÃO DE PROCESSAMENTO. SUSPENSÃO DAS AÇÕES E EXECUÇÕES. STAY PERIOD. SUSPENSÃO TEMPORÁRIA DA EXIGIBILIDADE DO CRÉDITO, MANTIDO O DIREITO MATERIAL DOS CREDORES. INSCRIÇÃO EM CADASTRO DE INADIMPLENTES E TABELIONATO DE PROTESTOS. POSSIBILIDADE. EN. 54 DA JORNADA DE DIREITO COMERCIAL I DO CJF/STJ. 1. “Na recuperação judicial, apresentado o pedido por empresa que busca o soerguimento, estando em ordem a petição inicial - com a documentação exigida pelo art. 51 da Lei n. 11.101/2005 -, o juiz deferirá o processamento do pedido (art. 52), iniciando-se em seguida a fase de formação do quadro de credores, com apresentação e habilitação dos créditos. 2. Uma vez deferido o processamento da recuperação, entre outras providências a serem adotadas pelo magistrado, determina-se a suspensão de todas as ações e execuções, nos termos dos arts. 6º e 52, inciso III, da Lei n. 11.101/2005. 3. A razão de ser da norma que determina a pausa momentânea das ações e execuções - stay period - na recuperação judicial é a de permitir que o devedor em crise consiga negociar, de forma conjunta, com todos os credores (plano de recuperação) e, ao mesmo tempo, preservar o patrimônio do empreendimento, o qual se verá liberto, por um lapso de tempo, de eventuais constrições de bens imprescindíveis à continuidade da atividade empresarial, impedindo o seu fatiamento, além de afastar o risco da falência. 4. Nessa fase processual ainda não se alcança, no plano material, o direito creditório propriamente dito, que ficará indene – havendo apenas a suspensão temporária de sua exigibilidade - até que se ultrapasse o termo legal (§ 4° do art. 6°) ou que se dê posterior decisão do juízo concedendo a recuperação ou decretando a falência (com a rejeição do plano). 5. Como o deferimento do processamento da recuperação judicial não atinge o direito material dos credores, não há falar em exclusão dos débitos, devendo ser mantidos, por conseguinte, os registros do nome do devedor nos bancos de dados e cadastros dos órgãos de proteção ao crédito, assim como nos tabelionatos de protestos. Também foi essa a conclusão adotada no Enunciado 54 da Jornada de Direito Comercial I do CJF/STJ. 6. Recurso especial não provido”. (REsp 1374259/MT, Rel. Ministro LUIS FELIPE SALOMÃO, QUARTA TURMA, julgado em 02/06/2015, DJe 18/06/2015). Assim, INDEFIRO o requerimento de suspensão da inscrição da recuperanda nos órgãos de proteção ao crédito e de protesto de títulos. INDEFIRO o pedido de suspensão das inscrições dos sócios em órgãos de proteção ao crédito e de protesto de títulos, assim como a suspensão das execuções e ações de cobrança movidas contra eles, tendo em vista que a recuperação judicial não alcança os direitos e privilégios dos credores em face dos garantidores (Art. 49, §1º, LRF). Intimem-se, mediante publicação do inteiro teor desta decisão; Abra-se vista ao representante do Ministério Público Estadual. Intimem-se. Diligencie-se.” RELAÇÃO DE CREDORES: CLASSE I (TRABALHISTA): BENDITO LUCIO SILVA MEIRA – R$ 6.661,62; CEDIMAR GAMA ZEFERINO – R$ 4.305,21; ELOISIO DIAS DOS SANTOS – R$ 5.630,13; FERNANDO U. ZAMPROGNO – R$ 5.718,39; GILCIMAR PEREIRA DE OLIVEIRA – R$ 5.660,52; ISAC CAMARGOS OLIVEIRA – R$ 4.714,69; JAKELINE B. DOS SANTOS MELO – R$ 3.367,54; JOANA ZALESKI – R$ 6.832,42; JOSE CARLOS COTIAS DE JESUS – R$ 5.284,14; KATIA CRISTINA DA SILVA – R$ 6.965,23; NELIOMAR GOMES DA SILVA – R$ 8.950,97; VALDENIR R. DE OLIVEIRA – R$ 3.499,42; TOTAL – CLASSE I – R$ 67.590,28. CLASSE II (GARANTIA REAL): BANCO BRADESCO S/A – R$ 262.769,04; BANCO DO BRASIL S/A – R$ 1.487.759,22; TOTAL – CLASSE II – R$ 1.750.528,26. CLASSE III (QUIROGRAFÁRIO): ADALTO MARTINS DOS SANTOS – R$ 30.000,00; CARTAO BNDES – R$ 12.988,00; BANCO ITAU – R$ 98.480,04; BANCO VOLKSWAGEN - R$ 16.923,75; BANCO TOYOTA – R$ 96.282,56; BANCO ITAU – R$ 1.243.732,24; BANCO MERCEDES – R$ 701.125,85; ENIVALDO DA CONCEIÇÃO – R$ 32.000,00; ENIVALDO SILVA DE OLIVEIRA – R$ 32.000,00; FRANCISCO HERMINIO DE ASSIS FILHO – R$ 138.698,12; GENUIR FALQUETTO – R$ 104.363,54; JEAN CARLOS DA CONCEIÇÃO – R$ 24.278,54; JK PNEUS LTDA – R$ 11.400,00; JOSEMAR GOMES DOS SANTOS – R$ 234.153,60; JMF COM. DE COMB. LTDA/POSTO COQUEIRO – R$ 286.889,18; TREVO DERIVADOS DE PETROLEO – R$ 27.127,69; VAGNEI FERREIRA NEVES – R$ 21.481,91; TOTAL DA CLASSE III – R$ 3.111.925,02. Ficam os credores advertidos de que terão o prazo de 15 (quinze) dias, a contar da publicação deste Edital, para apresentar ao Administrador Judicial, BRUNO PEIXOTO SANT`ANNA, com endereço na Rua José Alexandre Buaiz, nº 300, Sala 1.608, Ed. Work Center Office, Enseada do Suá, Vitória, ES, CEP: 29.050-545, de 09:00hs às 18:00hs, suas habilitações ou suas divergências quanto aos créditos relacionados, na forma do art. 7º, §1º da Lei 11.101/05, bem como poderão apresentar ao Juízo objeção ao plano de recuperação judicial a ser apresentado pela devedora, no prazo de 30 (trinta) dias, contados da publicação da relação de credores que trata o art. 7º, §2º da Lei 11.101/05. Caso não tenha sido publicado o aviso previsto no art. 53, parágrafo único, contar-se-á da publicação deste o prazo para as objeções. E, para que chegue ao conhecimento de todos os interessados, mandou expedir o presente edital que será publicado e afixado na forma da Lei. Cientes de que este juízo funciona no Ed. Fórum Moniz Freire, 7º andar, Vitória/ES. Dado e passado nesta cidade de Vitória/ES, aos seis dias de setembro de dois mil e dezessete. Eu, Analista Judiciário Especial, o subscrevo. MM. Dr. Paulino José Lourenço, Juiz de Direito.


7

Geral

SEXTA-FEIRA, 29 DE SETEMBRO DE 2017 j WWW.ESHOJE.COM.BR

São Pedro do Itabapoana faz 30 anos de sítio histórico

O distrito localizado em Mimoso do Sul tem o título de “Capital Estadual da Sanfona e da Viola” THAÍS ROSSI redacao@eshoje.com.br

P

atrimônio histórico desde 1987, São Pedro do Itabapoana, em Mimoso do Sul, completa 30 anos de tombamento. O distrito, com pouco mais de 1000 habitantes, já foi o mais populoso do Espírito Santo até o final dos anos 20, e é conhecido pela vida cultural e política. Para comemorar, São Pedro vai receber várias atividades neste fim de semana (29 e 30 de setembro). O processo de se tornar sitio histórico foi uma iniciativa do psiquiatra Pedro Antônio de Souza, que trabalhava a prevenção de doenças psíquicas através da “promoção cultural”. Devido ao apego dos moradores ao passado da cidade, ele percebeu uma necessidade de preservação pela presença da arquitetura de casarões e o ar de cidade do interior. A ação do médico foi mais que bem-sucedida: após 30 anos de tombamento, São Pedro de Itabapoana é o sítio histórico estadual mais organizado e bem preservado do estado. A ideia, segundo Balbino Miguel Nunes, é expandir fazer do distrito um patrimônio federal. “Há seis anos estamos em processo de tombamento junto ao Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). Quanto mais atenção dermos à história de São Pedro, maior será a preservação”. Nascido e criado no distrito, COMUNICADO SÃO DIOGO COM. DE MAT. DE CONSTRUÇÃO LTDA- EPP - CNPJ Nº 07.198.192/0001-31 torna público que requereu da SEMMA, através do processo n° 42207/2015 a Licença Municipal de Operação - exercer a atividade pátio de estocagem, armazém ou deposito para cargas gerais, em área aberta e/ou mista – galpão fechado + área aberta(exceto produtos/resíduos químicos e/ou perigosos e/ou alimentícios e/ou combustíveis), e materiais não considerados em enquadramento específico, incluindo armazenamento e escaneamento de carvão, e armazenamento de areia, brita e outros materiais de construção civil, sem atividade de manutenção, lavagem de equipamentos e unidade de abastecimento de veículos. No bairro – São Diogo- na cidade de Serra – ES.

COMUNICADO DISTRIBUIDORA PARAÍSO torna público que obteve da SEMDESU/PMVV através do processo n° 62351/2016, Licença Municipal Ambiental de Regularização – LMAR (LMS) nº 188/2017 para a atividade de Pátio de Estocagem, COD 18.05 (N), situada na Rodovia Carlos Lindenberg, nº 1580, Alecrim – Vila Velha/ES.

Balbino, de 62 anos, é só elogios ao local aonde mora. “Aqui vivemos de portas abertas, não existe roubo ou violência”, explicou. Toda essa paz tem atraído novos moradores. “Um médico carioca acaba de se mudar para cá, veio passear e se apaixonou. Toda semana ele vai ao Rio atender seus pacientes de volta”, conta. A aposentada Leni Castanheira, 78, que mora em São Pedro do Itabapoana há 56 anos, destacou os benefícios do tombamento. “Logo que vim para cá não era tão bom quanto hoje. Está melhorando muito após virar patrimônio histórico. Os casarões estão reformados”.

Leni comentou ainda que foi morar na cidade já casada, quando o local deixou de ser a capital de Mimoso do Sul, após a revolução do então presidente Getúlio Vargas, em 1930. “Logo que mudei para cá tinha muitos jovens. Hoje eles todos estudam fora. Tinha dancinha no clube. Gosto muito daqui. Já morei em Mimoso, mas sempre mantive minha casa aqui. Eu gosto do clima, que é bom, sem muito calor. Fora daqui não suportamos”. Entre outros títulos, São Pedro do Itabapoana recebeu da Assembleia Legislativa do Estado do Espírito Santo (ALES), em 2015, o título “Capital Estadual da Sanfona e da Viola”.

DIVULGAÇÃO

Sítio histórico de São Pedro é o mais organizado do Espírito Santo

Estado processa empresa por fraude em marmitas O Governo do Estado processou por fraude contratual a Cozisul – Alimentação Coletiva Eireli, acusada de fornecer refeições impróprias para cerca de 10 mil detentos do sistema prisional. A portaria sobre o Processo Administrativo de Responsabilidade (PAR) foi publicada em 28 de setembro no Diário Oficial. Segundo a Secretaria de Controle e Transparência (Secont), foi constatado que a empresa fornecia cardápio diferente do COMUNICADO IND. E COM. ATACADISTA PIUMBINI LTDA EPP, torna público que obteve da SEMDESU, através do processo n° 29.651/2016, Licença LMAR LMS nº 155/2017, para atividade de Pátio de estocagem, armazém ou depósito... - Cod. 18.05 (N), na localidade da Rua Viana, nº 419 - Loja 01 – Boa Vista, Vila Velha/ES. COMUNICADO "POSTO DE GASOLINA IDEAL LTDA", torna público que obteve do IEMA, através do processo n° 31435483, a Licença LO n°127/17, para posto de revenda de combustíveis na localidade Rua Valério Coser, n°100, Centro, Mun. de Itaguaçu/ES.

contratado, entre eles sete toneladas de máscara suína sem passar por processamento industrial; composto lácteo (semelhante ao leite) com valor nutricional menor e mais barato; e presunto estragado. As irregularidades atacaram o intestino dos detentos. “A empresa forneceu alimentos que não estavam previstos em contrato. Fornecia também alimentos impróprios para consumo. Isso foi identificado por fisCOMUNICADO CRISTIANO DA SILVA – ME torna público que obteve da SEMDEC/SUB-MA Cariacica, ES através do processo 2986/2017 Licença Simplificada N° 23/2017 para Manutenção e reparação de motocicletas e motonetas na localidade da Rua Vinte e Três, 8, Castelo Branco, Cariacica-ES. COMUNICADO Pequim Têxtil Ltda torna público que obteve da SEMDESU, através de processo n° 02625/2015, a LMAR (LMS) nº185/2017, para exercer a atividade de Pátio de estocagem, armazenagem ou depósito (18.07 N), localizado na Av. Jerônimo Monteiro n° 1311, Bairro Glória no Município de Vila Velha/ES.

ESPÍRITO SANTO FUTEBOL CLUBE S/A CNPJ/MF 09.241.653/0001-37 Extrato da Ata de Assembleia Geral Extraordinária realizada em 01/08/2017 ás 16:00 h na Avenida Nossa Senhora dos Navegantes, nº 451, Sala 1115- Enseada do Suá - Vitória/ES. QUORUM: Compareceram todos os acionistas representando a totalidade do capital social, conforme assinado no livro de presença, MESA: Presidente: Rogério Muniz Salume; SECRETÁRIA: “ad hoc” Solange Maria Rigotti. DELIBERAÇÕES: I) Saída de acionista; II) Venda de ações; III) Responsabilidade de acionista; IV) Quitação; V) Responsabilidade de eventuais dívidas. A ata em seu inteiro teor foi arquivada na JUCEES sob o nº 174987072 em 20/09/2017. Vitória-ES, 26 de Setembro de 2017. Rogério Muniz Salume - Presidente, Solange Maria Rigotti - Secretária “ad hoc”.

calização da Secretaria de Justiça (Sejus), que aprofundou as investigações com a Secont e detectou as infrações punidas pela Lei-Anticorrupção”, disse o secretário Eugênio Ricas A Cozisul tinha 13 contratos com a Sejus e fornecia 40 mil refeições diárias a presídios de Vila Velha, Viana, Guarapari, Cachoeiro de Itapemirim, Colatina e Linhares (a relação pode ser encontrada em eshoje.com.br). A Cozisul foi notificada em ju-

lho para rescisão de contrato, porém, conseguiu uma liminar na justiça para manter os contratos e firmar outros dois. A Secretaria de Justiça iniciou as apurações das irregularidades por meio da Gerência de Controle, Monitoramento e Avaliação da Gestão Penitenciária (Gefap), encaminhou as constatações a Secont. Disse que a Cozisul possuía 12 contratos (mais antigo de 2012 e mais novo de 2017). Todos foram rescindidos.

COMUNICADO BRASIL COMERCIO DE FERRAGENS E SUCATAS EIRELI- ME torna publico que obteve da SEMDESU, através do processo nº 35060/2017, Licença Nº 187/2017 LMAR, para atividade de Triagem e armazenamento de materiais sólidos, COD – 16.02, na localidade de Cobilândia, AV. Carlos Lindemberg, nº6049 – Vila Velha – ES.

COMUNICADO AR7 COMÉRCIO E PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS LTDA-ME,tornapúblicoqueRequereudaSEMDESU, através do processo n° 52441/2017, Licença LMAR, para ATIVIDADE DE SUPERMERCADOSEHIPERMERCADOSCOMATIVIDADESDECORTEELIMPEZADECARNES,PESCADOSESEMELHANTES(COMAÇOUGUE,PEIXARIAEOUTROS),COD.12.25(N),nalocalidadede ITAPUÃ, AVENIDA FORTALEZA, N° 747, CEP: 29.101-575, Município de VILA VELHA – ES.

COMUNICADO SAKA PRESENTES E UTILIDADES LTDA, torna público que obteve da SEMDESU, através do processo n° 60.769/2016, Licença LMAR LMS nº 199/2017, para atividade de Pátio de estocagem, armazém ou depósito...-Cod.18.05 (N), na localidade da Avenida Carlos Lindemberg, nº 2281 –Jardim Marilândia, Vila Velha/ES.

COMUNICADO RIO VERDE MERCANTIL LTDA - FILIAL, torna público que obteve da SEMDESU, através do processo n° 62.614/2014, Licença LMO nº 009/2017, para atividade de Supermercados e Hipermercados...Cod.12.25 (N), na localidade da Rua Ana Siqueira, nº 610–Alecrim, Vila Velha/ES.

COMUNICADO DISTRIBUIDORA NUTRIAL torna público que Obteve da SEMDESU/PMVV através do processon°62356/2016,LicençaMunicipalAmbiental de Regularização – LMAR (LMS) nº 184/2017paraaatividadedePátiodeEstocagem, COD 18.05 (N), situada na Rua Oswaldo CruzGuimarães,nº52,Alecrim–VilaVelha/ES. COMUNICADO CLAROS.A,CNPJ:40.432.544/0001-47,torna público que requereu da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Vitória – ES, através do processo nº. 5846083/2017 a Licença Ambiental para atividade de Estação de Telecomunicação(Telefonia),naRuaTacianoAbaurre, 25, Enseada do Suá, Vitória – ES (ESVIT91).


8 Esporte

SEXTA-FEIRA, 29 DE SETEMBRO DE 2017 j WWW.ESHOJE.COM.BR TALLES FREITAS

RUY MONTE DÁ O RECADO! rmonte@eshoje.com.br

A ausência do público É notória a ausência do público nas praças esportivas em dias de jogos dos campeonatos oficiais do Espírito Santo. Mesmo no interior, quando o time da cidade se destaca, o público ainda é reduzido. O que fazer para esse quadro melhorar? Renato já foi campeão brasileiro Master e mundial Universitário; ele vem de vitória no Circuito Estadual

Renato Coutinho busca 300º título

Lendas do surf capixaba estarão na disputa do OndaOn de Surf Masters, que vai acontecer em Jacaraípe, neste sábado GUSTAVO GOUVÊA gustavo@eshoje.com.br

P

ense em um cara que já ganhou de tudo em todas as categorias no esporte. Este cara é Renato Coutinho. Desde o final dos anos 80 o surfista coleciona títulos desde a categoria mirim até a master, na qual compete atualmente. Ao todo são 299 títulos comprovados. E neste fim de semana ele vai em busca do tricentésimo triunfo no Festival OndaOn de Surf Masters, que acontece na Praia do Solemar, em Jacaraípe, a partir das 8 horas, no sábado (30) e domingo. A competição vai contar com a presença de outras lendas do surf capixaba que marcaram seus nomes nas décadas de 80, 90 e 2000. E as disputas prometem ser dotadas de emoções. Coutinho, pra variar, vem de título consquistado na última etapa do Estadual de Surf, realizado nos dias 9 e 10 de setembro, e é atualmente o segundo colocado do ranking estadual, liderado por Leandro Moulin, que também vai participar do Festival OndaOn. O veterano avisa que chega com sede de consumar a sua 300º vitória. “Ninguém no Brasil tem essa marca. Pra mim é muito gratificante participar dessa etapa porque 'nasci' ali na praia do Solemar. É legal estar competindo, relembrando os velhos tempos, juntamente com ótimos atletas. A ex-

pectativa é a melhor. Está dando tudo certo. O último campeonato estadual eu ganhei e nessa etapa quero muito essa vitória”, avisou o surfista, que dentre as centenas de títulos, possui o tricampeonato Mundial Universitário e o Campeonato Brasileiro Master. COMPETIÇÃO A principal ameaça ao título de Coutinho parece ser outro grande nome capixaba: Leandro Moulin.

É gratificante pois "nasci" ali na Praia do Solemar. Quero muito essa vitória

RENATO COUTINHO, surfista

Eles se enfrentaram na bateria final da primeira etapa do Circuito Estadual Bahamas Surf-Pro, em 15 de agosto, e naquele embate, quem se deu a melhor foi Leandro, deixando Renato com o vice. Leandro Moulin, de 36 anos, é o atual líder do ranking estadual master. Local do Solemar, sua família é uma das principais fomentadoras do esporte no Estado, a partir do trabalho de base realizado pela Moulin Surf School, localizada no próprio pico e dirigida pelo irmão, Juliano. No início dos anos 2000, Leandro era um dos principais representantes capixabas no surf nacional se destacan-

do no SuperSurf, o Campeonato Brasileiro do esporte, na época. Em 2003, ele se tornou o primeiro e único surfista capixaba a estampar a capa de uma grande publicação especializada no mundo do surf: a revista Hardcore. Ao encontrar velhos amigos, a intenção do surfista, que começou a competir na categoria master no final de 2016, é a vitória no “quintal de casa”. “Pra mim é experiência nova. Estou começando na categoria, com 36 anos. É uma motivação estar competindo com pessoas que fizeram história. A previsão das ondas para o campeonato está boa e espero me dar bem de novo”, disse o lendário, que respeita o surf de Renato Coutinho. "Renato sempre foi favorito", diz. Outros nomes já confirmados no evento são Eduardo Sudré, Anderson Rangel, Gustavo Nogueira, Fabiano Rosa e vários outros. O Festival OndaOn de Surf Masters ainda vai contar com as categorias freesurf, kahuna, grand kahuna e super masters.

SERVIÇO: Festival OndaOn de Surf Masters w Data:

30/09 (sábado) e 01/10 (domingo) w Horário: a partir das 8 horas w Local: Praia do Solemar, Jacaraípe w Informações: http://www. ondaon.com.br/

Não sei o que passa pela cabeça dos dirigentes dos clubes. A coisa começa nos arbitrais: reunião de clubes onde sequer se fala da ausência do torcedor nos estádios. Nunca vi ou ouvi isso ser discutido. Ao contrário, assistimos algumas decisões tomadas de verdadeiros absurdos, como jogos no mesmo dia, hora e cidade – o que provoca divisão do pequeno público que comparece aos jogos. Nem mesmo quando joga Desportiva Ferroviária, no próprio Engenheiro Araripe, ou Rio Branco no Kleber Andrade, a presença do público é vista. E isso vem ocorrendo há anos. Torcedores em estádios só, mesmo, quando os times em campo são de outros estados. Alguns companheiros da crônica esportiva dão ideia da rodada dupla. Isso questionável, a não ser que esta rodada dupla seja partida com os dois times de maior torcida, no Estado, nos casos de Desportiva e Rio Branco. Fora a isso, vejo prejuízo duplo. A primeira coi-

sa a ser estudada é justamente atrativos para os jogos. Podem ser jogos de campeonatos oficiais da base juvenil ou júnior. Quem sabe criar um campeonato de veteranos ou, até mesmo, de futebol feminino? A criação dos carnês seria uma ideia. Antônio Perovano, dirigente da FES e do Vitória, sempre promove sorteio de prêmios nos intervalos dos jogos do time alvianil. Nem isso está sendo levado em conta. O campeonato estadual do ano que vem começa ser discutido desde agora. Por que não levar essa discussão como prioridade? Aliás, tomei conhecimento que o presidente da FES, Gustavo Vieira, está lutando para trazer de volta projeto de notas fiscais em troca de ingressos. Quando foi criado houve uma série de atos corruptíveis por dirigentes de clubes da época. Enfim, vamos alertar aos presidentes que priorizem esta discussão, ou vão continuar amargando prejuízos e pagando para jogar a cada partida realizada.

Santão e Itapemirim saem na frente

Espírito Santo e Atlético do Itapemirim são os grandes favoritos para decidirem o título da Copa Espírito Santo 2017. A Desportiva Ferroviária perdeu o primeiro jogo contra o Espírito Santo, realizado no Kleber Andrade, por 2 a 1. Foi justa a vitória do Santão. Na próxima partida o time do Espírito Santo joga por um simples empate. A Desportiva tem que vencer, embora isso não seja difícil porque joga em seus domínios. O Rio Branco perdeu o primeiro jogo para o Atlético por 1 a 0. No segundo jogo, no Kleber Andrade, o Atlético tenha a vantagem do empate. São dois times que sabem jogar e bem treinados.


S ES C G U A R A PA R I

INFRA-ESTRUTURA & BEM-ESTAR Parque aquático

togoáguas, chafariz, correntezas, hidromassagem

FAÇA SUA RESERVA E APROVEITE!

Restaurante Self-service Bares / Lanchonetes Salão de estar, tv e de jogos Playground e Recreação Ginásio de Esportes Quadra Poliesportiva coberta Loja de souvenir Estacionamento privativo Lavanderia e enfermaria Centro de Convenções

CENTRAL DE RESERVAS

27 3232-3131 www.sesc-es.com.br

8h às 17h, de seg à sex

Praça Misael Pena, 54 Parque Moscoso - Vitória / ES


Vitória, 29 de setembro de 2017 J Ano XVII J Nº 664J Edição Gratuita Semana

www.eshoje.com.br

Fundado em 19 de julho de 2000 por Carlos Roberto Coutinho

Paula Fernandes canta as suas prediletas com o público

Show acústico vai acontecer neste sábado (30), em VV e trará no repertório escolhido a dedo MARCIA ALMEIDA cultura@eshoje.com.br

U

m show para o público cantar junto e se deliciar com releitura de canções de artistas como Almir Sater, Skank, Nando Reis e Coldplay. Assim promete ser a apresentação que a cantora Paula Fernandes fará neste sábado (30), na Área de Eventos do Shopping Vila Velha. O repertório também vai contar com canções eternizadas na voz da artista mineira. Paula Fernandes conta em entrevista ao ESHOJE2 que o show acústico a aproxima do público. “Tem uma proximidade grande com o público. O repertório passeia por grandes sucessos da minha carreira, mas tem também algumas releituras e versões de músicas que gosto”, diz. A cantora, um dos grandes destaques da música nacional, afirma que não imagina que chegaria tão longe na carreira. “Realmente não imaginava, mas trabalhei desde pequena bastante e me dediquei muito para conquistar o meu espaço. Olho para trás hoje e tenho orgulho da carreira que trilhei”, destaca. Paula Fernandes, inclusive, acredita que ajudou a abrir portas para cantoras no mundo ser-

tanejo. “Quando comecei o espaço para as mulheres era muito pequeno, já sofri preconceito e hoje fico muito feliz em ver que estamos conquistando cada vez mais espaço”, enfatiza. Com a fama, veio também o interesse do público e das revistas voltadas para o mundo artístico em acompanhar os passos da cantora, mas não apenas os profissionais. Seus romances mais recentes, por exemplo, foram acompanhados pela mídia. “Acho que como figura pública isso faz parte. Lido bem com a exposição e não me incomoda muito, mas tem vezes que gostaria de poder ir à padaria sem maquiagem”, declara, aos risos. Sobre o relacionamento com a sua legião de fãs, Paula Fernandes garante ser muito bom e que busca ter uma proximidade cada vez maior com eles. “Busco contato cada vez mais através das redes sociais, que é um caminho ótimo para nossa relação”, afirma. Quanto aos haters, ela garante que já a incomodaram, mas agora, mais madura, sabe lidar melhor com isso. TRAIÇÃO EM PAUTA O amor sempre esteve presente nas canções interpretadas e compostas por Paula Fernan-

des. Mas, recentemente, o que chamou a atenção foi o fato de a cantora ganhar as paradas musicais com uma canção que traz versos como “o tempo já disse tudo e eu me livrei daquele que me enganava, por quem chorei”. A música “Traidor” causou burburinho e levantou a dúvida se a artista colocou no papel uma situação vivenciada por ela mesma. “A traição é um assunto que realmente chama atenção. Mas estou muito feliz que a repercussão tem sido maior em cima da música, da mensagem que ela passa, do que pelo fato em si”, decreta.

DIVULGAÇÃO

Paula Fernandes promete um show de mistura de ritmos,ao som de seu violão

SERVIÇO: Show Paula Fernandes - Acústico - Voz e Violão w Data:

30/09 (sábado), às 22 h Lounge (10 pessoas): R$ 3 mil | Mesa Diamante (04 pessoas): R$900 | Mesa Ouro (04 pessoas): R$800 | Mesa Prata (04 pessoas): R$700 | Cadeira Setor Outro: R$ 150 (inteira) e R$ 75 (meia entrada) | Setor Prata – R$ 120 (inteira) e R$60 (meia entrada) w Pontos de vendas: Jaklayne Joias e Soft Modas w Ingressos:

Os frutos de sua carreira DIVULGAÇÃO

Paula Fernandes tem mais de 10 discos em doze anos de carreira

Cantora, compositora e instrumentista, Paula Fernandes começou a cantar ainda criança e, aos 10 anos, lançou seu primeiro disco independente. Aos 12 anos, foi contratada por uma companhia de rodeios e, durante cinco anos, viajou por todo o Brasil como cantora da trupe. Em 2008, com quatro álbuns independentes gravados, a cantora foi contratada pela Universal Music e estourou nas paradas de sucesso de todo país com as canções “Pássaro de Fogo” e “Meu Eu Em Você”. Já em 2015, a artista deu um importante passo em sua carreira ao lançar

o disco “Amanhecer”, totalmente autoral. Este trabalho, inclusive, resultou na conquista do Grammy Latino em 2016. “Eu realizei vários sonhos durante a carreira, mas com certeza um dos maiores foi ter ganhado o Grammy Latino”, comemora a artista. Ao longo da carreira, já vendeu mais de 4,5 milhões de cópias de CDs e DVDs, emplacou 14 músicas em trilhas sonoras de novelas e fez parceria com grandes nomes da música internacional como Plácidos Domingos, Juanes, Taylor Swift, entre outros.

SAIBA MAIS Curiosidades:

w Mineira

de Sete Lagoas 12 anos integrou uma companhia de rodeios w Emplacou 14 trilhas sonoras de novelas w Lançou 11 Cds e 01 LP w Vendeu 4,5 milhões de cópias de CDs e DVDs w Fez parcerias com artistas como Plácidos Domingos e Juanes w Foi indicada ao Prêmio Tim de Música Brasileira em 2006 w Faturou um Grammy Latino em 2016 w Aos


2

Cultura

SEXTA-FEIRA, 29 DE SETEMBRO DE 2017 j WWW.ESHOJE.COM.BR CLOVES LOUZADA

CIRCUITO CULT MÁRCIA ALMEIDA L cultura@eshoje.com.br

Casa Porto sedia Vitória em Arte O trabalho de 70 artistas integram a mostra coletiva Vitória em Arte, que chega a sua 12ª edição com a meta de apresentar a diversidade das artes visuais no Espírito Santos. As visitações gratuitas acontecem até o dia 09 de dezembro, na Casa Porto, em Vitória.

DIVULGAÇÃO

Arquitetos e designers de interiores participam da exposição usando tapetes persas e acervo do antiquário

Aniversário com arte e decoração

Para criar os espaço, foram convidados arquitetos e designers de interiores, usando acervo do antiquário

P

ara comemorar os 15 anos de história, completados em setembro, o Empório das Artes realiza a sua 1ª Mostra de Artes e Decoração, que acontece até o dia 08 de outubro, no Espaço Cultural do Shopping Vitória. A exposição conta com mais de mil itens em cinco diferentes ambientes entre salas de estar e jantar, quarto, hall de entrada e jardim, todos assinados por renomados profissionais capixabas. Para criar os espaços, foram convidados nove arquitetos e designers de interiores, usando 100% do acervo histórico do antiquário. São eles: Joilma Ruberth e Alda Boechat, Fernanda Julião, Najla El Aouar, Aparecida Borges, Emília Lopes, Mariana Teixeira e Patricia Sepulcri, e Lucienne Fernandes Mussielo. Mais de 80 móveis de madeira

nobre, que datam dos séculos XVIII a XX, são utilizados, entre eles cômodas, sofás, cristaleiras, poltronas, aparadores, chapeleiras, mesas de jantar, oratórios, book case, guarda-roupas, escrivaninhas e porta-bibelôs de diversos estilos, como chipandelle, art nouveau, transição, renascence e art decor. “O leilão é como se fosse a nossa marca registrada, mas este ano decidimos preparar algo especial para marcar a data e vamos realizar a primeira mostra do antiquário. Para isto, convidamos arquitetos de peso para assinar os ambientes, onde são usadas peças-ícones do nosso acervo”, destacou o merchand Lélio Cimini. Entre as relíquias do antiquário que fazem parte da mostra estão duas esculturas do mineiro Alfredo Ceschiatti,

Empório das Artes a história da galeria teve início em 2002, quando o casal Lélio e Fernanda Cimini foi a um evento no Praia Shopping, na Praia da Canto. Como Lélio sempre foi colecionador, a mãe de Fernanda sugeriu dele aproveitar seu próprio acervo e de abrir seu antiquário. Em setembro do mesmo ano eles abriam a loja no Praia Shopping e, em dezembro, já realizavam o primeiro leilão do Empório das Artes.

Nestes 15 anos, já foram mais de 100 leilões, incluindo os virtuais, que atraem interessados de várias partes do Brasil e de outros países. Neste período, cerca de 15 mil peças foram leiloadas. Atualmente, o acervo do empório das Artes possui mais de duas mil peças, entre obras de arte, móveis de época, pratarias, objetivos decorativos e colecionáveis.

destacando a Ceará, em bronze, datada do século XIX, com aproximadamente 1,60cm, e Justiça, feita em granito; Maternidade, de Carybe, com cerca de 50cm de altura; a Mesa Baez, um móvel exclusivo de Sérgio Rodrigues; quadros de Hilal Sami Hilal, da série “Limites Oceano Atlântico, de 1997; o quadro Alados do Abaeté (1984), do pintor, desenhista e ilustrador baiano, Calasans Neto; o quadro em óleo sobre tela “Cristo”, de Décio Villares, artista que participou da concepção da bandeira nacional; cristais; imagens sacras; além de obras de artistas capixabas, como Guerreiro, de Penitência, e Pôr do sol, de Levino Fanzeres. Em todos os ambientes são utilizados tapetes persas, tais como shiraz, meshed, tabriz e nain.

SERVIÇO: 1ª Mostra de Artes e Decoração do Empório das Artes w Período

da Mostra: De 20 de setembro a 08 de outubro w Horários: das 10h30 às 21h30 (segunda a sábado) e das 14h30 às 19h30 (domingo). w Local: Espaço Cultural do Shopping Vitória w Entrada gratuita

A mostra coletiva é realizada pelo Sindicato dos Artistas Plásticos Profissionais do Espírito Santo (Sindiappes) e tem curadoria assinada por Celso Adolfo, Kênia Lyra e Marcela Belo. O projeto também propõe reflexões acerca da cultura e das produções artísticas contemporâneas produzidas no Estado, além de potenciali-

zar as conexões entre os artistas e a comunidade local. "O Vitória em Arte é uma grande celebração em torno da produção em artes visuais, evidenciando um lugar democrático de visibilidade da produção artística. Um espaço onde o público pode apreciar e conhecer, além de compartilhar olhares", diz Kênia Lyra.

Diálogo

Entre os artistas selecionados, estão nomes como André Arçari, Christina Lemos, e Zuilton Ferreira, e novos artistas, como Igor Maia e Rick Rodrigues. "Por mais diversa e múltipla que seja a produção artística presente na expografia desta edição, todos dialogam, de alguma forma ou aspecto, com a vida e obra de Marian Rabello, sendo este o recorte utilizado pela curadoria para a seleção das obras que serão expostas", declara Kênia Lyra. A mostra pode ser visitada de terça a sexta, das 13 às 19h, e sábados, das 10 às 14 horas.

Homenagem

A homenageada da 12ª edição do Vitória em Arte é a muralista Marian Rabello. Por meio de sua obra, a mostra pretende retratar o afeto à cidade de Vitória, tema constante no trabalho da artista, que representa em coloridos painéis nossa rica paisagem, folclore e devoções. A monumentalidade de seu trabalho está inserida na discussão da

Mostra Sesc de Cinema

arte pública capixaba e suas obras fazem parte da paisagem estética do estado. "Esta é uma justa homenagem à Marian, que muito bravamente deixa-nos agraciados com sua obra muralista e pictórica, distribuídas publicamente pela cidade, colorindo a paisagem urbana e fazendo parte definitiva de nossas memórias", defende Celso Adolfo.

Seguem abertas até este domingo (01) as inscrições para a segunda edição da Mostra Sesc de Cinema. Serão selecionadas 20 produções audiovisuais de curta e dez longa-metragens para exibição no evento organizado pelo Sesc.


3

SEXTA-FEIRA, 29 DE SETEMBRO DE 2017 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Social

Bianca Coutinho bianca@eshoje.com.br MARCIO GUIMARÃES/ALL LIVE

Estimulantes cerebrais A alimentação é uma forte aliada para uma mente mais ativa e mais jovem. Algumas mudanças no cardápio podem ajudar o cérebro a se manter mais concentrado e até diminuir o envelhecimento.

THUANNY LOUZADA

José Augusto Lemos, neurologista e médico preventivo, afirmar que alimentos como sementes, peixes, tomates, morangos, uva e até mesmo o chocolate, são capazes de melhorar o envio de mensagens entre os neurônios, e assim fortalecer a capacidade cerebral. “As substâncias encontrados nestes alimentos, em geral, são responsáveis por agir no Sistema Nervoso Central, promovendo estímulos no cérebro e melhorando a capacidade de armazenar informações na memória”, aponta o neurologista.

Caio Rocha e Priscila Legora em novo espaço de beleza em Vila Velha

Sabores. Ari Cardoso recebe os melhores chef capixabas no Hotel Fazenda China Park para o 3º Festival Gastronômico Montanhas Gourmet. Entre os convidados estão Juarez Campos, Evelize Fraga, Alessandra Alcure, Caio Lacerda, Henrique, Gilson Surrage e Hamilton Júnior.

Marriage. Raquel e Flávia Pacheco

desfilam a coleção de ternos para os noivos nesta sexta (29), na semana de desfiles de shopping em Vila Velha. Quem desfila também são Larissa Perovano, Nina e Eduarda Póvoa para a Carol Pedruzzi.

Açaí. O extrato de açaí pode ser usado nos Rodrigo, Marcela e Eduardo ladeando os pais, Carmem Dolores e Guilherme Souto em noite de comemoração BRUNA OLIVEIRA

Enjoos na gravidez

A duquesa de Cambridge, Kate Middleton, anunciou que sofre de hiperêmese gravídica, doença que se desenvolve e dura somente no período gestacional. Esse problema é um tipo severo de náuseas e vômitos que pode exigir até internação hospitalar para controle. Para Juliana Couto, obstetra e ginecologista, as causas da doença ainda não são claras entre especialistas, mas as alterações hormonais típicas da gravidez são os maiores responsáveis.

tratamentos antienvelhecimento, de acne e de dermatite tópica. Quem recomenda é Adriana Cavalcanti, da Mônica Manipulação, destacando que o ideal é a ingestão de uma ou duas cápsulas ao dia.

simultaneamente. Feio, né?

Ita Bazar. Com a proposta de dar boas-

-vindas à primavera, Milena Borini e Cristianne Dionísio preparam experiências sensoriais para os visitantes do Ita Bazar, que acontece entre os dias 05 e 08 de outubro.

Feliz aniversário Otaviano Campagna-

ro e Viviane Romanio (29); Ivana Sancio, Cacau Monjardim e a Moqueca Capixaba (30); Flávia Bicalho (1º); Licia Mesquita, Felipe Manno e Iris Figueiredo (02); Cristianne Dionísio, Luiza Coutinho, Amanda Fraga, Naralandes Langa e Carine Cardoso (03); Mary Martins (04); Janaria Kloss, Alessandro De Prá e Ana Cassani (05). ARQUIVO PESSOAL

Plim. Romis Carmos, parceiro em vários

projetos do ESHOJE, agora atende a médica Patrícia Friço com um novo posicionamento de mercado e campanhas nas redes sociais.

Vegano. Marina e Aline Frisso desenvolve-

ram um conceito de Hambúrguer Gourmet Vegano. Inspirado em artistas que marcaram épocas, os sandubas carregam características e sabores marcantes.

Bastidores. Uma assessoria de imprensa Julia e Kamila Dal Col com Lorena Motta em noite de “festa no motel”

já está acumulando cartela de clientes “desviados”. Na última semana outra empresa anunciou que estava deixando evento porque a concorrente fazia o mesmo trabalho,

Cacau Monjardim: moqueca só capixaba


4

Programe-se

SEXTA-FEIRA, 29 DE SETEMBRO DE 2017 j WWW.ESHOJE.COM.BR DIVULGAÇÃO

COLUNA DO VINHO FRANKLIN PINHEIRO L colunadovinho@eshoje.com.br

Brancos da Côte D’Or A Borgonha, rica em história, teve suas primeiras vinhas cultivadas pelos romanos. Parte de seus vinhedos pertencia a igreja católica e seus vinhos mais famosos foram produzidos pelos monges Cistercienses e, por esse motivo, alvos da revolução francesa.

DIVULGAÇÃO

Hamlet ressalta aspectos da obra-prima de Shakespeare que dialogam com conflitos contemporâneos

Comédia musical e drama, no teatro

Teatro Municipal de Vila Velha recebe a estreia de 'Do Re Mi Freiras' e no Teatro Universitário tem 'Hamlet' MARCIA ALMEIDA cultura@eshoje.com.br

O

pções de bons espetáculos teatrais não vão faltar neste fim de semana. Em Vila Velha e em Vitória estarão em cartaz as peças Do Re Mi Freiras, uma comédia musical e o drama Hamlet, da Armazém Companhia de Teatro. Nesta sexta-feira (30), o Teatro Municipal de Vila Velha recebe a estreia da peça Do Re Mi Freiras, montagem que destaca as aventuras de um grupo de freiras que são, misteriosamente, inscritas em um concurso de talentos. E tudo o que elas mais querem é vencer o concurso para usar o dinheiro do prêmio na reforma do convento. A comédia musical destaca os divertidos ensaios do grupo e a saga das superioras para descobrir quem inscreveu o convento no concurso. O entrosamento entre as freiras, muita música e descobertas poderão ser conferidos no decorrer do espetáculo. O espetáculo é estrelado pelos atores Gui Caliman, Heliomar Copertino, Karol Lopes, Marcelo Braga, Ritieli Ricardi, Sandra Góes e Wilian Vieira. Anderson Lima assina a adaptação do texto da montagem e José Celso Cavalieri a direção.

OBRA-PRIMA Já Hamlet, que será apresentado de sexta (30) e segunda-feira (02) no Teatro Universitário, ressalta aspectos da obra-prima de Shakespeare que dialogam com esse coquetel de conflitos contemporâneos que vemos todos os dias jorrando nas grandes cidades do mundo. Hamlet é o príncipe da Dinamarca. Seu pai morreu repentinamente de uma doença estranha, e sua mãe casou-se com o irmão do falecido marido, na frente de toda a corte, depois de apenas um mês. Hamlet tem visões de seu pai, que afirma que seu irmão o envenenou, e exige que ele se vingue e mate o novo Rei (seu tio e padrasto). O protagonista se finge de louco para esconder seus planos, e vai perdendo o controle sobre sua própria realidade no meio deste processo. Ou seja, a invenção teatral do século XVI de um príncipe que fingia loucura e o espírito inflamado do nosso século entraram inevitavelmente em colisão. Já não há mais fingimento. A loucura de Hamlet tornou-se a loucura do mundo. No palco, os atores Patrícia Selonk, Ricardo Martins, Marcos Martins, Lisa Eiras, Jopa Moraes, Isabel Pacheco e Luiz Felipe Leprevost dão vida aos

personagens de Shakespeare. O espetáculo foi indicado ao Prêmio Cesgranrio de Teatro 2017, nas categorias de Melhor Espetáculo, Direção, Cenografia, Iluminação, Figurino e Categoria Especial (pela Trilha Sonora Original) e também fez a abertura do FILO Festival Internacional de Londrina.

SERVIÇO: Do Re Mi Freiras w Data:

29/09, às 21 h Teatro Municipal de Vila Velha w Ingressos: R$30 (inteira) w Pontos de vendas: no site www.meuingresso.com/doremifreiras e na bilheteria do teatro (diariamente, das 13 às 18 h) w Classificação: livre w Local:

Hamlet

w M o n tag e m

da A r m a z é m Companhia de Teatro w Data: de 30/09 a 02/10 w Local: Teatro Universitário (UFES) w Ingressos: R$ 40 (inteira) w Pontos de vendas: bilheteria do teatro (de terça a domingo), de 15 as 20h ou no site www.tudus.com.br w Informações (27) 30292765/ www.wbproducoes. com w Classificação: 16 anos

Degustar vinhos brancos dos melhores vinhedos da Côte d’Or é mais do que garantia suficiente para quem deseja degustar um grande branco da Borgonha. Além de estar num daqueles terroirs privilegiados da região, um vinho realmente diferenciado precisa ter sido conduzido por um vinhateiro experiente e inspirado nos vinhos de monastérios uma grande tradição. Os Chardonnay da Côte D’Or Sul são extremamente delicados, aromas amanteigados pelas barricas que estagiaram, o que confere um toque lácteo com acidez moderada. Aromas de frutos de polpa branca, como maçã verde, pêssego quando jovens. A idade diminui a acidez, os aromas passam a frutos secos, algo de damasco e um leve toque defumado das barricas. São inigualáveis neste estilo de Chardonnay. Barricas no vinho: quando são essenciais? Quando são temperos, passam aromas de madeira e lhe conferem mais corpo, dando um toque amanteigado, cremosidade, fazendo ficar mais denso na taça. Vamos às quatro Comunas (pequenas vilas) de ouro? Relembrando a classificação dos vinhos na Côte D’Or: Grands Cru 1,4% da área total, Premiers Crus 10,1%, Appellations Villages 36,8% e Appellations Régionale 51,7%. Chassagne-Montrachet faz parte do destas especiais Comunas para a Chardonnay. A Comuna da região administrativa da Borgonha, no departamento Côte-d’Or, estende-se

por uma área de 6,53 km². Em 2010 a comuna tinha 353 habitantes e possuia três Grands Crus: Montrachet, Bâtard-Montrachet e Criots-Bâtard-Montrachet. Antes a região era dividida entre Chardonnay, a maior parte, e a Pinot Noir. É do trio a maior área disponível para os vinhedos plantados em alturas que variam de 200 a 350 metros com as tradicionais mudanças de solo a cada parcela de altura. O grande charme da Côte D’Or. Situada mais ao sul de Beaune, Chassagne-Montrachet tem climas mais frios o que nos traz uma Chardonnay com mais acidez e a Pinot com mais carga de taninos. Os brancos são de cor amarelo oliva, complexos, aromas marcados de grama molhada, frutas cítricas com acidez no ponto certo os que passam por barricas ganham notas de nozes e manteiga. Os tintos são poucos, mas feitos com a Pinot Noir e apresentam uma rusticidade bem maior que os seus primos da Côte D’Or. Aromas marcados de frutas vermelhas, coloração vermelho translúcido. Com tempo de garrafa ganham as famosas notas de couro. Harmonizam os maravilhosos Chardonnay com pratos de carne leves e delicados, como frango ou pato. Peixes de médio teor de gordura, como garoupa e espadarte - até mesmo Salmão - dependendo dos acompanhamentos. Como passam por barricas, vão bem com pratos à base de molhos brancos.


5

SEXTA-FEIRA, 29 DE SETEMBRO DE 2017 j WWW.ESHOJE.COM.BR

VéudeNoiva Novidades para o grande dia

Ariane Perovano veudenoiva@eshoje.com.br

Nossa resposta é sim!

A cerimonialista e celebrante de casamento, Janine Bess,a realizou o evento "Nossa resposta é SIM" em comemoração ao aniversário de um ano da empresa ZAMP comunicação e eventos. Foi na loja Prima Villa, com um bate papo entre casais, blogueira de casamentos e uma psicanalista. CLOVES LOUZADA

O universo dos casamentos é tão grande e com tantas vertentes que nem sabemos pra qual lado focar primeiro. Mas os profissionais envolvidos nele sabem e estão sempre inovando e apresentando as novidades. Por isso é que são tantos eventos voltados para o setor – sim, o casamento já virou um setor que reúne outros tantos... Nesta edição vamos falar do que passou ao longo de setembro e o que está por vir. Afinal, cada dia uma novidade! E isso foi visto, por exemplo, na 5ª Edição da “Feira Casamento & Cia”, no Shopping Norte Sul. A feira realizada em parceria com a empresa “Feiras ES” contou com a participação de diversos expositores que apresentaram seus produtos e todas as novidades que envolvem o casamento, desde vestidos de noivas, ternos para noivos, roupas de festa, lingeries, dama de honra, fotografias, filmagens, iluminação, doces, bolos, bem casados, decoração, música, joias, beleza, convites, serviço de cerimonial, apresentação de DJs, banda, móveis para decoração, lembrancinhas, estética facial e corporal, etc. Tudo o que os noivos precisam para o grande dia. Falando neles, se tem algo que não falta para os casais, diante dos preparativos, são as dúvidas. A cerimonialista Norma Marques DIVULGAÇÃO

prestou atendimento e palestras gratuitas para os noivos. Para os homens a empresa Terno.com levou marcas conceituadas para a feira com a Raffer, além das camisas da Dudalina. A Lageli Lingerie apresentou diversas opções de peças para o ‘Chá de Lingerie’ e de ‘Núpcias’ para as noivinhas. Para quem quer escolher um local para cerimônias, festas e tradicionais chás de lingeries e noite de núpcias o Hotel Comfort Suítes Vitória conta com estrutura completa para a realização desses eventos. Outro evento que está chegando para ajudar a vida das noivinhas é o "It Brides" 2017 que acontecerá dia 25 de outubro, na Casa Aberta. E para antecipar esse evento as organizadoras - Larissa Puppim e Rafaela Ziviani receberam noivinhas no Jardim Secreto, na Praia do Canto, em um bate papo com dicas especiais. “Tiramos dúvidas constantes que os casais têm e nos pedem orientações”, conta Larissa.

Francine e Rose Faé, Andromeda Campos, Janine Bessa e Margarida Eugenia juntas na Prima Villa

Cerimonialistas

Renata França reuniu cerimonialistas em café da manhã na loja Jogê, no Shopping Vitória, com muitas novidades e ideias para o mercado de casamentos. Isso porque a marca vem investindo em peças exclusivas para chás de lingeries e lua de mel. Por lá, Carolina Neves e Louise Lacourt também marcaram presença.

E as madrinhas, hein?

Ser uma das escolhidas para testemunhar o casamento é uma grande honra. Por isso, saber escolher o dress code perfeito é fundamental. Pensando em ajudar as madrinhas a acertar na hora de eleger o modelo ideal, Chris Trajano aposta na confecção de vestidos sob medida para a ocasião. A estilista faz uma consultoria com a cliente para entender o estilo de cada uma, propondo o melhor modelo de acordo com o biotipo e também com a paleta de cores indicada pela noiva.

As alianças ficam

Se todos os elementos do casamento vão ficando mais modernos com o tempo, as clássicas alianças raramente são substituídas. “O casal deve levar em consideração o gosto pessoal de ambos, sem se prender muito a modismos passageiros”, diz a designer de joias Ane Zorzanelli. Mas vale lembrar que sempre existem algumas tendências que podem ajudar aos mais indecisos na hora da escolha. As joias em ouro rosé, o acabamento fosco, a inserção de diamantes e as bordas chanfradas são as que mais atraem os noivos, segundo a designer.

Noiva da semana:

Raiany Tessarolo, que casou com Gilmar Salvador Filho no último fim de semana, no Steffen Centro de Eventos. FABIO TRAVEZANI

Novidades para os noivos

Dia 4 de outubro Flávia e Rachel Pach e co re ceb em para comemorar os 13 anos da RPacheco Noivos. Em breve novidades para os noivos, que também precisam arrasar no visual!

A noiva Raiany Tessarolo em clique de Fabio Travezani no Steffen Centro de Eventos


6

SEXTA-FEIRA, 29 DE SETEMBRO DE 2017 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Palcos e Atores cacaumonjardimphd@yahoo.com.br L

E

Cacau Monjardim

PEDRO DUTRA/SECOM-ES

m solenidade concorridíssima no Salão Verde do Palácio Anchieta, tomou posse como novo Secretario de turismo o empresário Nerleo Caus. Autentico representante do seguimento turístico, ele mereceu o apoio e a indicação do trade.

O governador em exercício, Cesar Colnago, que deixou as digitais de seu partido na indicação, empossou o novo titular e reafirmou apoio da administração ao processo de afirmação do turismo como fator de desenvolvimento econômico. Este conceito, sem duvida encontra em Nerleo, como empresário, administrador e hoteleiro experiente, o homem certo, na hora certa. Tudo realizado e aplaudido no Salão Verde, palco de grandes eventos e com o simbolismo da esperança que, em turismo, sempre foi uma constante. E preciso aproveitar este momento histórico do Estado, para colocar dentro dele, com prioridade, os reflexos econômicos do turismo. DIVULGAÇÃO

No Shopping Vitória, em área nobre e bem aproveitada, hoje temos uma loja que apresenta, valoriza e comercializa produtos artesanais de cerca de 70 artesões do Estado. É um projeto tecnicamente organizado e conduzido pelo Governo do Estado, Secretaria Municipal de Turismo, SEBRAE e outras lideranças turísticas, com zelo e visão artística. Não se pode deixar de registrar o apoio cultural e social que o Grupo Buaiz empresta ao artesanato e ao turismo cedendo, sem ônus, o grande espaço para um showroom de padrão e importância. Ali os visitantes e os próprios capixabas vão encontrar lembranças criativas e bonitas. O natal vem aí. Os custos de manutenção correm, sem verbas oficiais, custeado, corajosa e carinhosamente, pelos próprios artesãos. Os projetos socio- ambientais marcam presença do Grupo Buaiz, na grande catedral do consumo, da diversão, do lazer e da comercialização capixaba. Recomendaria aos consumidores e aos segmentos estudiosos e aos pesquisadores que façam uma visita a central de artesanato, no Shopping Vitória. ISABELA MONJARDIM

Despedida

O então Secretario de Turismo, José Sales Filho, que por decisão pessoal e familiar, deixava as funções, recebeu a solidariedade do trade e do Governo, pelo significativo e produtivo período de administração. Foi uma declaração de amor ao Espírito Santo. Empresário, que durante muitos anos atuou como Diretor da TAM no exterior, Sales é um profundo conhecedor dos inúmeros benefícios do turismo, pois no exercício bem sucedido no segmento de transporte e convivência com grandes mercado lhe emprestava uma visão fora dos padrões tradicionais, da importância do turismo. Sua atuação no Estado, segura, carinhosa e repleta de conquistas e definições arrojadas marcarão a sua passagem pela SETUR. Onde não lhe faltou o apoio pessoal do governador Paulo Hartung e de uma equipe pequena e voluntariosa. Ao fazer a sua justificativa de propósito, promessa agora cumprida com a família, Sales entra na aposentadoria, com um novo plano de vôo.

Visita

Artesanato

Moquecando

Esta semana também está marcada pelas comemorações culinárias, que festejam o Dia da Moqueca Capixaba, hoje comemorado no dia 30 de setembro, pessoalmente vivo a alegria das moquecas, no restaurante da especialidade. No fim de semana estaremos participando da programação do Restaurante Gaeta, de Meaipe, sob o comando de Nhozinho e Idalina, pois especialistas na arte que consagra o Gaeta como a melhor expressão em frutos do mar do litoral capixaba. Vamos contar tudo em próxima coluna. Afinal, vale repetir: moqueca só capixaba. O resto é peixada. E assim será. DIVULGAÇÃO

Por especial convite do Convention Bureau e da Infraero, ao lado de um grupo de empresários, jornalistas e agentes turísticos, visitamos o canteiro de obras e todas as instalações do novo aeroporto de Vitória. Com o comando seguro de Christiano Salarini, funcionário da empresa e profundo conhecedor de todo projeto do aeroporto. Depois de 17 anos de dolorosa espera, deverá estar concluído em dezembro. As obras do aeroporto eu tenho acompanhado dia-a-dia, desde 2000. Registrei tudo que marcou este longo período, mas posso confessar, após a visita técnica, que valeu a pena esperar, paciente e esperançosamente, a conclusão da obra. Teremos um dos mais modernos e confortáveis aeroportos do país, superando até os de Curitiba e Manaus, pois o arquiteto que arte finalizou aquelas unidades está em Vitória e garantiu o padrão do nosso. É impossível num simples relato de coluna descrever a beleza, a tecnologia, a diversidade operacional, o conjunto de lojas - a maioria já licitada - que servirá o publico. Teremos, ainda 1750 vagas de estacionamento, vamos voltar a este assunto. Por hora, rendo-me ao novo projeto, praticamente concluído.

30 de setembro, por legislação municipal e estadual é considerado o dia da Moqueca Capixaba


7

SEXTA-FEIRA, 29 DE SETEMBRO DE 2017 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Sabor ES

Porque comer com prazer é ainda melhor!

Marcela Bourguignon

É primavera!

FOTOS: PATRICK HELENO

A estação mais colorida e alegre do ano iniciou e vamos continuar a preparar dicas deliciosas para nossa época favorita do ano: a primavera. Como no inverno nosso organismo necessita de mais energia para manterse aquecido, é normal comermos mais e optar por preparações mais calóricos. Porém, com a chegada da primavera essa tendência se inverte. Optar por pratos leves, coloridos e com ingredientes com a cara da estação, como legumes e saladas. Entre no clima com a gente e confira essa dica clássica: Salada Caesar! Caesar Cardini deixou Roma para fundar o hotel "Caesar Place" em Tijuana, no extremo norte do México. Lugar que não foi escolhido por acaso. É que, por esse tempo, vigorava nos Estados Unidos a Lei Seca - que proibia fabricação, venda, transporte, importação e consumo de qualquer bebida alcoólica no país. Mas também floresceu a venda livre das bebidas em cidades da fronteira. Tijuana era uma delas, que ficava bem pertinho da próspera San Diego. Em 4 de julho de 1924, com seu hotel completamente lotado de escritores, políticos, atores de Hollywood, começava a faltar comida na despensa. O chef se viu então obrigado a improvisar, com os poucos ingredientes que lhes restavam. Para manter as aparências anunciou, que iria servir o mais novo prato do cardápio. A salada foi preparada em um palco, na frente de todos os clientes. Um verdadeiro show, para desviar a atenção dos poucos ingredientes a serem usados. Como novidade absoluta, acrescentou-se ao molho da salada gemas cruas de ovo - depois proibidas por produzir contaminação de salmonela. A salada ganhou o nome do próprio dono do hotel; e logo foi considerada, pela International Society of Epicures, de Paris, "a mais importante receita americana dos anos 50". Prenúncios da globalização. Uma das mais importantes receitas americanas, ironicamente, nasceu no México, criada por um chef italiano, para japoneses e outros clientes do mundo todo!

sabores@eshoje.com.br

A receita da Salada Caesar foi mais uma criação ao acaso que deu certo. Ela é carro-chefe em diversos restaurantes, ainda hoje

SALADA CAESAR (02 PORÇÕES)

Ingredientes: w 10

gramas de Alho g de Pão italiano ou de forma em cubos pequenos w 10 gramas de Anchova ou aliche picados w 15 gramas de gema de ovo cozida w 80

Modo de preparo: w Croûtons:

Fazer uma mistura de metade do alho, amassando com sal e passar no pão w cortar em cubos pequenos, levar para assar em fo r n o p ré-a q u e ci d o 160°C, assar até ficar seco e crocante. w Molho: Cozinhar o ovo e utilizar a gema. w Amassar o restante do alho com a anchova ou

10 ml de Limão g de Queijo parmesão w 60 ml de Azeite w 50 g de Maionese w 250 g de Alface americana w Q/B de Sal e Pimenta do reino w 30

aliche picados. as gemas cozidas, o suco de limão, a maionese e metade do parmesão ralado incorporando tudo. w Junte o azeite em fio, emulsionando no liquidificador. w Montagem: Higienizar as folhas de alface e rasgar w temperar com o molho e salpicar os croûtons e lascas de parmesão e servir. w junte


Ministério da Cultura e Banestes

apresentam

Barca dos Corações Partidos no musical

Uma encenação de

LUIZ CARLOS VASCONCELOS texto de BRAULIO TAVARES música de CHICO CÉSAR, BETO LEMOS

e ALFREDO DEL PENHO

direção de produção: ANDRÉA ALVES

07 DE OUTUBRO

PRAÇA DO PAPA - 19h30

ENTRADA FRANCA

info: (27) 3029-2765 ou wbproducoes.com

info: (27) 3029-2765 ou wbproducoes.com UM PRESENTE PARA VOCÊ!

Patrocínio

Produção Local

Apoio

Produção Nacional

Promoção

Realização

UM GRANDE ESPETÁCULO

Jornal ESHOJE_664  

Em 2016 o Governo do Estado gastou mais de R$ 80 milhões para atendimento das 11 mil demandas judiciais recebidas na área da saúde

Advertisement