Page 1

www.eshoje.com.br

Vitória, 2 de dezembro de 2016 J Ano XVI J Nº 621J Edição Gratuita Semanal

Capixaba cria antiincêndioj4

Preparação das escolas de sambaj5

ESHOJE2

As várias faces de Suzanaj4

DIVULGAÇÃO

CARNAVAL

DIVULGAÇÃO

M. AMBIENTE

DIVULGAÇÃO

Fundado em 19 de julho de 2000 por Carlos Roberto Coutinho

Décimo terceiro para organizar as finanças O 13º salário injetará cerca de R$ 3 bilhões na economia do Espírito Santo, podendo ajudar as mais de 87 mil famílias endividadas a acertarem as contasj3 DAYANA SOUZA

TUDO PRONTO PARA A VIRADA

DIVULGAÇÃO

j6

VETERANO DAS ONDAS PRÓXIMO DO TÍTULO

DÓRIS FERNANDES

Casas de festas, clubes e hotéis nos municípios da Grande Vitória divulgam suas programações para os festejos da virada do ano

“Sou contra tudo que atrapalha a Lava Jato” Afirmação é do deputado federal Lelo Coimbra, que votou contra mudanças em pacote anticorrupçãoj9

Alex Kundera briga pelo título estadual de bodyboard na Barra do Jucuj11

RESULTADO DA GESTÃO FEITA COM DESCASO

Crise no país é efeito da desorganização administrativaj7


2

Opinião

SEXTA-FEirA, 2 dE dEzEmbro dE 2016 j www.EShojE.com.br

fOTO DA SEmAnA

ESPAÇO DO LEITOR reproduçãp

Estacionamento gratuito 1

o plenário da Assembleia Legislativa do Espírito Santo não deveria se intrometer em questões como estacionamento privado, shoppings e etc. como esse projeto de lei, que proíbe a cobrança na taxa de estacionamento para quem não gasta até 20 vezes esse valor, em compras, afeta o bem estar da população? Qual é o impacto social desse projeto? Ele só atende uma população específica que estaciona nos shoppings de Vitória e Praia da costa, em Vila Velha, por que os outros da Grande Vitória já têm gratuidade. Fernando Silveira Kiepper

Estacionamento gratuito 2 A tragédia que vitimou a delegação do time brasileiro, Chapecoense, uniu o mundo em solidariedade

EDITORIAL

Não é um jogo

Willian Alcantara

A nação brasileira não cansa de ser surpreendida por seus governantes. São governadores e ex-chefes do Executivo presos envolvidos em corrupção, desvio de dinheiro público e outros crimes que, no fundo não passam de assaltos - como o que estamos sofrendo todos os dias nas ruas do Espírito Santo. Com ou sem armas de fogo, estamos na mira. A capacidade de serem irresponsáveis e inescrupulosos ultrapassa toda imaginação. Homens que usam a inteligência para pedirem votos e chegarem ao Congresso Nacional com apenas um objetivo: enriquecerem. E, quaisquer que sejam os artifícios para isso eles usam e criam - caso ainda não exista. E, se algo entrar no caminho, eles não se fazem de rogados e dão um jeito de amordaçar, aniquilar. Um pacote anticorrupção só dará resultado se as pessoas usarem a simples regra de fazerem com os outros o que querem que façam consigo. É simples e as leis já existem. Mais até que as brechas, que tiram o sono dos que vivem para as maracutais. A falta de respeito com os eleitores é tamanha que, num momento em que se chora por uma tragédia que matou - não foi acidente com apenas feridos leves - quase cem pessoas do próprio Brasil, políticos que foram eleitos para defender o Brasil se aproveitaram para trair a nação. Para compactuar com regras que buscam impedir que os mesmo ladrões corruptos que estavam em nosso Congresso Nacional votando, paguem pelos crimes que cometem sem a menor cerimônia. Estupro coletivo é o que os brasileiros vivem

A opinião dos colunistas não reflete o posicionamento do veículo

Gastar vinte vezes o valor dos estacionamento no shopping para não pagar para estacionar? isso é um roubo e mais: com o tempo máximo de 3 horas, ultrapassando se torna o valor normal. com uma lei dessas é melhor nem ir em shoppings.

todos os dias. Afinal, votar para que haja auxílios financeiros a tudo o que querem e precisam, esses nada honrados políticos sequer discutem. Ao passo que, enquanto têm direito a receber verbas para cuidarem de suas saúdes e de seus familiares, deputados federais ganham salários altíssimos, quanto o assalariado aquele que recebe hoje R$ 880 - dorme na fila de uma unidade de saúde para conseguir uma senha e só então uma consulta. Ah, ele não é para amanhã ou daqui a uma semana, mas em alguns meses um profissional da saúde vai olhar esse doente. A corrupção precisa ser combatida dentro das casas das pessoas, mesmo elas sendo vítimas de um sistema que só cria a necessidade de ela ser multiplicada. É uma briga forte, mas, talvez, assim, em gerações futuras tenhamos orgulho de nossos governadores. Hoje não dá. Eles são corruptos, defendem a corrupção, os auxílios, os caixas 2... Ah, sobre o Natal, se o seu 13º salário chegar completo, pague dívidas - aquelas que incluem os impostos que pagamos a troco de nada Boa semana! Boa leitura!

tiragem: 5.000 exemplares circulação: Grande Vitória e digital periodicidade: Semanal

diretor geral carlos roberto coutinho carlos@eshoje.com.br

rua Paschoal delmaestro, 260 Ed. Vila da Praia, Sl. 5 e 6 - jardim camburi - Vitória - Espírito Santo cep. 29.090-460 Tel. 27 3395-1800/Fax. 3395-1801 www.eshoje.jor.br redacao@eshoje.com.br

diretora administrativa bianca coutinho bianca@eshoje.com.br

Estacionamento gratuito 3

mais um exemplo estúpido da intervenção estatal desmedida no brasil e particularmente retrógrada no comércio do ES. Prevejo estacionamentos mais caros. Breno J. H. Pereira

Estacionamento gratuito 4

Acho excelente que haja esta discussão, pelo menos em nível estadual. Não sei é certo quanto à eficácia, mas acredito que já traga uma mudança na postura dos shoppings, principalmente o de Linhares, e que sejam pela fiscalização ou cobrança popular. Vamos aguardar o início da vigência! Alecio Da Ros

Estacionamento gratuito 5

o código de defesa do consumidor previa a proibição de cobrança de estacionamento, salvo se essa fosse a atividade fim

da empresa!!!! Espertamente, shoppings, supermercados e aeroportos e rodoviárias, terceirizavam seus estacionamentos como forma de legalizar essa pratica ridiculamente abusiva!!! Gabriel Natali

Leitão da Silva

Esta história de mais dois anos de obra e mais 13 milhões de reais investidos na ampliação da avenida Leitão da Silva, em Vitória é mais roubo. Eita, que políticos bandidos! E tome desvio do dinheiro público. Thiago Campos

Protesto dos rodoviários

Essa história de paralisação, greve e protestos suspendendo o atendimento ao usuário do transporte público está virando uma palhaçada. Não quer trabalha, não atrapalha quem quer! imagina na situação em que uma pessoa vai iniciar o seu primeiro dia de trabalho e chega atrasado? Esse povo reclama de barriga cheia, tem seu salário e benefícios em dia. Protestar por falta de segurança, eu concordo, mas por aumento de salário e palhaçada. Quer ganhar mais? Vai estudar! Joenilson Furtado Conceição

Cumprimentos por artigo publicado

Em um tempo que noticias negativas passam a ocupar todos os meios de comunicação, registrando a triste realidade destes tempos turbulentos, foi gratificante ler neste jornal EShojE o artigo do ex-reitor da UFES, rômulo Augusto Penina. Trouxe em seu tex to uma oportuna analise de barack obama, com tópicos de muita lucidez conceituando sua atuação como um líder que faz a diferença neste mundo globalizado. com sua liderança sensata e carismática, deixa um legado marcante neste planeta onde a mediocridade política cresce a cada dia. Parabenizo o autor deste artigo e os editores deste jornal por um momento de reflexão. Suzana Villaça

twitter: @eshoje / facebook: eshoje / instagram: /jornaleshoje/

projeto gráfico renon Pena de Sá e Patrícia Araújo www.renondesign.com fotografias Arquivo redacao@eshoje.com.br

diagramação diretora de redação/editora danieleh coutinho - mTb/ES 2694-jP jeferson Louis - mTb/ES 3605/ES danihcoutinho@eshoje.com.br

redação dóris Fernandes Gustavo Gouvêa hanna carolina Larissa barcelos Thaís rossi


3

Economia

SEXTA-FEirA, 2 dE dEzEmbro dE 2016 j www.EShojE.com.br

13º injetará R$ 3 bilhões no ES Para economistas a prioridade é sanar dívidas; 70% das famílias capixabas estão endividadas Gustavo Gouvêa gustavo@eshoje.com.br

O

13º salário já foi sinônimo de presentes de Natal e gastos com férias para os brasileiros. Mas, há alguns anos isso já não é mais uma realidade para todos e, a partir do início da crise econômica nacional, em meados de 2014, as prioridades com o aditivo passaram a ser outras. Sobretudo relacionadas às dívidas. O número de capixabas inadimplentes e de famílias endividadas no Espírito Santo só vem crescendo durante o ano de 2016. De acordo com pesquisa divulgada em novembro pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Espírito Santo (Fecomércio-ES), 68,8% (87 mil ) das famílias capixabas estão endividadas. Já a inadimplência atingiu o maior percentual de toda a série histórica desde 2010, chegando a 37,4% das famílias que possuem contas ou dívidas em atraso. Apesar disso, estimativa do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômico (Dieese) é de que o 13º salário injete R$ 196,7 bilhões na economia brasileira - R$ 3 bilhões só no Espírito Santo. E, se os endividados seguirem os conselhos dos especialistas, esse aditivo deve ser uti-

lizado, prioritariamente, para pagar as dívidas, sobretudo aquelas que estão em atraso e acumulando juros. O economista especialista em finanças pessoais e professor universitário, Laudeir Frauches, explica que, diante das incertezas da economia brasileira, a dica é montar um orçamento, identificar as dívidas e juros que tem maior peso, e saná-las. "Não existe aplicação financeira que dê um retorno para cobrir os juros cobrados do devedor. Portanto o endividado precisa fazer dever de casa: montar um orçamento e identificar as dívidas e juros que têm maior peso. Orçamento implica não só saber receita e despesas, mas também saber despesas que vão acontecer no futuro. A ideia de procurar um banco e renegociar a dívida é boa, mas não pode se esquecer de que janeiro e fevereiro chega um tsunami de dívidas, como IPTU, IPVA, imposto de renda, material escolar, entre outros", explica o economista. Contas em dia Frauches afirma ainda que a crise pode ter um fator pedagógico nos gastos familiares e na forma como utilizar o 13º. Para ele, já passou da hora de as famílias pararem de viver em um status irreal, gastando mais do que podem,

divulgação

a dica dos economistas é montar orçamento, identificar as dívidas com juros de maior peso e quitá-las para começarem o ano com as contas em dia e viverem de acordo com a sua realidade financeira. "Nos últimos tempos subiu muito o nível da aspiração da sociedade brasileira, mas baseada em crédito e não em renda. Com a crise, o crédito sumiu. A crise obriga pessoas a fazerem mudanças, muitas vezes extremamente dolorosas, como a realidade do empobrecimento, cair de status. O que está acontecendo com o brasileiro é que ele está saindo da ilusão, de viver acima das possibilidades. O presente, este ano, po-

de ser de outra forma. Por exemplo, juntar os irmãos e dar um presente único para os pais", exemplificou o economista. Para a doutora em economia e professora da Fucape, Arilda Teixeira, muito mais do que utilizar o 13º para pagar as contas atrasadas, a grande lição que a crise vem ensinando é a reflexão sobre o que levou a família a acumular dívidas e a mudança de atitudes com relação ao gasto do dinheiro no ano que vai iniciar. "Se a dívida está dificultando, a melhor coisa que se faz é pagá-la

para que nos próximos meses esse dinheiro possa ser utilizado de uma forma mais racional. As pessoas precisam olhar para trás e ver o que levou elas a se endividarem. Se foi uma situação imprevista, que não tinha como não gastar, é uma coisa. Agora, se se tiver sido por descontrole, é preciso olhar pra trás e ver como situação está incomodando ela. E perceber que é muito melhor comprar pouco do que ficar angustiado por conta de gastos que as pessoas não podem cumprir", analisou a economista.

Criatividade nos presentes

Presentes até R$ 100

mesmo na crise, fica difícil não presentear os entes queridos no Natal. E nessa hora, a criatividade e as intenções podem contar mais. A doutora Arilda Teixeira, sugere presentes baseados no verdadeiro simbolismo do Natal. "Não está escrito que tem que ser um gasto alto para dar presente. A lembrança pode ser feita de outra forma, usando a criatividade e valorizando o espírito do Natal, que é o da fraternidade e da amizade. , sugere a economista.

para o diretor da Fecomércio-ES, José Carlos Bergamin, os consumidores já postergaram demais as compras para este ano e tendem a consumir no Natal, mesmo em meio à crise. Por isso ele afirma que o setor está preparado para oferecer os produtos que os consumidores "querem e podem comprar hoje". "São os produtos do uso cotidiano, como vestuário, calçado, cosméticos e cuidados pessoais, alimentos e pequenos presentes

A analista de RH Ludmila Barbosa, 28, que também trabalha de forma autônoma vendendo doces, afirmou que o seu 13º salário está todo comprometido com o pagamento da faculdade de seu marido e uma dívida. Por isso, está buscando soluções alternativas e criativas para demonstrar o apreço aos seus parentes. "Vou dar lembrancinhas para a família do meu marido e faremos doces juntos com os primos e irmão do meu marido como uma

forma de passar tempo juntos e agradá-los com algo (os doces são para eles)", disse Ludmila. Já a publicitária Amanda Tito, 31, vai guardar o 13º e o presente será simbólico. "O clima de instabilidade política me deixa insegura. Antes, aproveitava para viajar e presentear pessoas próximas. Neste ano, peso em criar um calendário de mesa com algumas fotos antigas da família, para ficar bem original, aproveitando os meus dotes publicitários".

que não ultrapassem os R$ 100. Isso conseguimos fazer, pois indústria também passa dificuldade e precisa escoar produtos. Apesar da inflação, os produtos não vão estar mais caros. Estamos nos esforçando para dar parcelamentos de até cinco vezes, pelo cartão no preço de à vista. Nosso esforço é de manter o faturamento, não fechar lojas e não desempregar mais. Como em 2015, nós não estamos atrás de margem de lucro. O negócio, hoje é não perder".


4

Meio Ambiente

SEXTA-FEirA, 2 dE dEzEmbro dE 2016 j www.EShojE.com.br dayana souza

aspecto geral hino salvador L hinosal@terra.com.br

O mesmo Brasil de antes

o hold Fire faz com que a ação da água seja potencializada, evitando que se evapore com facilidade

Produto capixaba contra queimadas

morador de Vila Velha desenvolveu produto inédito no País que retarda incêndio em matas; bombeiros aprovam hanna Carolina redacao@eshoje.com.br

U

ns dizem que junto com a crise, vem à criatividade. E foi exatamente o que fez o administrador de empresas, José Renato Rocha Fávaro: estudou, criou e desenvolveu o Hold Fire. Trata-se de um retardante de incêndio que, de acordo ele, não existe nenhum produto parecido com fabricação no Brasil. Os que aqui são vendidos são todos vindos de fora do país. Motivado por um período longo de estiagem, em que o Espírito Santo registrou muitos focos de incêndio, ele passou a ocupar seu tempo com o que poderia ajudar a evitar e/ou controlar o fogo. “Há um ano cheguei a um produto final, patenteei e também fiz o laudo de toxicidade e de biodegradabilidade, que concluíram que ele é biodegradável e atóxico, ou seja,

não faz mal nem para o ser humano, animais ou plantas”. O produto serve para conter e retardar chamas de incêndios florestais e em materiais sólidos. Seus efeitos fazem com que a ação da água seja potencializada, evitando assim que se evapore com facilidade. José destaca que ele é para ser diluído em água nas proporções de 0,7 a 1,5% (07ml a 15ml por litro de água) dependendo da severidade do incêndio. “Quando ele é diluído na água forma-se um gel, que faz o efeito durar por mais tempo, ao contrário da água pura”, salientou. testes Para provar os efeitos do Hold Fire, José Renato conseguiu realizar alguns testes, dentre eles um com o Corpo de Bombeiros do Espírito Santo, em São Domingos do Norte. A ação foi para o controle do fogo que atingia uma mata ras-

teira. Com o produto criado pelo capixaba, os bombeiros conseguiram resolver o problema em menos de um minuto. “Com a crise hídrica e sem chuva, como ficamos nos últimos meses, os focos de incêndios aumentam. O Hold Fire poderá minimizar muito os efeitos devastadores dos incêndios”, afirmou José Renato. O major Benicio Ferrari Junior, da diretoria de operações e coordenador do Comitê de Desenvolvimento da Atividade de Combate a Incêndio do Estado, também fez testes e garantiu que a invenção do capixaba é um produto que realmente agrega valor ao trabalho dos bombeiros. “Eu fiz o teste, e ele tem variadas formas de aplicação. O interessante é que com o produto, uma vez extinto o incêndio, o risco de voltar a acontecer é mais baixo. Para apagar é eficiente”, declarou o major.

dificuldades no projeto mesmo desenvolvendo um produto que pode facilitar no combate a incêndios florestais, José Renato encontra dificuldades de levar o projeto para frente. Para ele, o ideal seria encontrar uma empresa que pudesse desenvolver o produto, já que continua desempregado. “Eu já apresentei o projeto para um deputado estadual, da Comissão de Meio Ambiente da Assembleia

Legislativoa; para o Instituto Estadual de Meio Ambiente (Iema), mas ainda não tive nenhuma resposta. O produto está pronto, só não tenho empresa para fazer uma parceria”, lamentou. O major Benicio, ressaltou que o Corpo de Bombeiros ainda precisa avaliar melhor o custo beneficio, já que com o Hold Fire, a técnica de combate de incêndio, muda um pouco. “O

produto foi apresentado para o Corpo de Bombeiros e está sendo conversado. Já sabemos que funciona, porém é preciso adaptar e identificar como vamos usar no combate. Não adianta comprar um produto sem saber usar, e acabarmos colocando a culpa no produto porque não sabemos usar. Além de ter que ver a questão de valores”, finalizou.

O próprio presidente da República, Michel Temer, está preocupado com a situação da sua administração, que parece ter começado com o pé esquerdo. Tudo que ele faz vira chacota dos adversários, que não são nada bobos. Dava para melhorar, com certeza! Com a Dilma já estava uma esculhambação, e quando ela foi cassada eu disse que ia mudar para melhor. Porém, o que estava meio ruim parece que piorou. Aquele ditado que diz "nada seja uma pessoa de bons anteé tão ruim, que não possa pio- cedentes, e não essas porcarias rar" está caindo como uma lu- que estão dando vexames e cova para o Presidente Michel Te- locando cada vez mais em rismer. O que esperar dele? Do co a governança de Temer. Não jeito que vai, com o presidente se iludam se ele for cassado tropeçando nas próprias per- também, por burrice. Ele está nas, sem ninguém lhe dar uma com o queijo e a faca na mão, se rasteira na sua administração, não aproveitar. é brincadeira! O inimigo, que é A queda de Geddel mal foi malandro até demais, está ti- concretizada e já começaram rando proveito. a surgir os nomes de prováveis Já se foram cinco ministros substitutos. Alguns deles são em tão pouco tempo de gover- Moreira Franco, o atual secreno. O caso mais recente, que tário responsável pelo progranão deve ter sido o último, a ma de privatizações do Goverdemissão do ministro Geddel no, os ex-deputados Sandro Vieira Lima, da secretaria de Mabel e Rodrigo Rocha LouGoverno de Temer deu com- res, e os deputados federais bustível para a oposição tentar Darcídio Perondi e Jovair emplacar um pedido de impe- Arantes. Desses todos ventilaachment e fez com dos até o momenque os aliados do to, apenas Jovair Temer ainda não é do PMDB, é presidente minimizassem o uso do tem tempo, filiado ao PTB. Se cargo público para Temer se decidir e deverá interesses pessoais. por ele, terá levado mostrar, E agora, a preocuem conta não só a rápido, a pação da gestão petroca de seu artiemedebista é que as que veio, na culador político, votações no Conpresidência mas também busgresso Nacional, da cará fazer uma proposta de emencostura política pada constitucional do Teto de ra acalmar sua base no LegisGastos, no Senado, e a das Dez lativo, já que Jovair é um dos Medidas Contra a Corrupção, fortes nomes do grupo denona Câmara dos Deputados – minado Centrão na disputa possam sofrer alguma influên- pela presidência da Câmara cia diante da crise gerada pela em fevereiro do ano que vem. queda de um dos homens de Temer ainda tem tempo e confiança do presidente. precisará mostrar, rápido, a Ao perder o seu sexto minis- que veio ao chegar à Presidêntro em seis meses, o Palácio do cia. Já deu um sinal de que está Planalto diz que o demissioná- comprometido a ajustar a rio não soube avaliar o tama- questão fiscal, por exemplo, nho da crise e diz que ele deve- mas, com todo o respeito, do ria ter se demitido antes, prin- jeito que vai, há muito temor. cipalmente para não atrapalhar Ninguém pode negar que tem uma agenda positiva que Te- uma equipe econômica de primer queria implementar no meira, mas ele está no governo seu Governo até o fim do ano. desde 2011 e teve muito tempo, Contra Geddel existiam pre- como vice, participando ativacedentes. Agora, Temer tem de mente das decisões do Goverfazer substituição rápida e que no Dilma, para estudar.


Matéria de Carnaval

SEXTA-FEIRA, 2 DE DEZEMBRO DE 2016 j WWW.ESHOJE.COM.BR

5

Barreiros quer voltar à elite

Rebaixada este ano, escola de São Cristóvão inicia série de reportagens sobre o Carnaval de Vitória

A

  do desfile das escolas de samba capixabas, em 2017, as agremiações já estão com as apresentações em processo de produção, criação e busca de apoio. Acompanhando todas as etapas, ESHOJE inicia, a partir desta edição, uma série de reportagens com os membros das escolas, organizadores do evento e apaixonados pelo samba. Serão informações sobre os preparativos e notícias dos bastidores, com a coluna “Abre alas”, assinada pelo jornalista Lucas Rezende. Os desfiles vão acontecer nos dias 17 e 18 de fevereiro de 2017, no Sambão do Povo. O Grupo de Acesso, que se apresenta na primeira noite, é formado por Independentes de São Torquato (São Torquato, Vila Velha), Chegou O Que Faltava (Goiabeiras, Vitória), Rosas de Ouro (Serra Dourada III, Serra), Chega Mais (Morro do Quadro, Vitória), Andaraí (Santa Martha, Vitória), Tradição Serrana (Féu Rosa e Vila Nova de Colares, Serra), Imperatriz do Forte (Forte São João, Vitória) e Unidos de Barreiros (São Cristóvão, Vitória). A grande noite do Grupo Especial ficará por conta de Novo Império (Caratoíra, Vitória), Jucutuquara (Jucutuquara, Vitória), Mocidade Unida da Glória (Glória, Vila Velha), Pega no Samba (Consolação, Vitória), Unidos da Piedade (Morro da Fonte Grande, Vi-

ARQUIVO/ESHOJE

tória) e Independente de Boa Vista (Itaquari, Cariacica). SUPERAÇÃO Se o ano de 2015 foi de crise, a situação não foi diferente no Carnaval e o grande símbolo desta triste fase foi a Unidos de Barreiros. Há alguns anos longe de um título e boa colocação entre as grandes escolas, a agremiação de São Cristóvão teve um dos piores momentos no desfile deste ano – cujos preparativos e busca por parceiros e patrocinadores, no ano passado, foram sucessões de dificuldades. A vermelho e branco foi a que abriu a noite do grupo especial, com um atraso de mais de 30 minutos, sem comissão de frente e integrantes para completar suas alas. O resultado foi o rebaixamento. Com o enredo 'Uganda, a pérola África' a escola busca a superação, segundo informou Igor Nonato, diretor de bateria. De acordo com ele, a ideia é mostrar algo inovador sobre o continente. "A gente tinha uma leque de três enredos e esse foi o que o grupo mais achou que se identificou com o momento. Fala da beleza nacional da África, porque é um continente que é muito falado no Carnaval, mas com músicas tristes. Então a gente resolveu abordar ele de uma forma diferente, mais alegre, porque a África não é só tristeza, com to-

Abre alas Máfia do samba

Barreiros promete muito colorido no Sambão, expressando a fauna e a flora do país africano de Uganda das as coisas que mostre o continente africano", comenta. O mestre de bateria, Reginaldo, fala que o samba enredo da escola foi composto por uma equipe com sambistas de Vitória, São Paulo e Florianópolis, e que a expectativa é levar em torno de

900 à 1300 pessoas para desfilar em 16 alas, três carros alegóricos e dois tripés. "Como a gente está falando de Uganda, da fauna, da flora, a escola vai ter um colorido muito especial", afirma. Reginaldo também afirma que a novidade de 2017 estará na co-

Água na Chegou o que faltava   'Chegou o que faltava' irá entrar na pista com o enredo 'Lendário das águas: Místico, Sagrado e Elemental'. O tema foi escolhido pela equipe por se tratar de um assunto relevante para o momento, mas também para mostrar importância da água em outros aspectos. De

acordo com o carnavalesco Jorge Mayko, a ideia é abordar o tema água de uma de uma maneira diferente, de forma que nunca foi contada. "Nós resolvemos falar da água pela importância que ela tem na cultura, nas religiões, na parte histórica também. Desde a sua

Lava-Jato no sambódromo Há indícios de que as tais escolas de samba citadas estejam realizando cruzamento de cheques, desviando dinheiro público e beneficiando a empresa especializada em artigos carnavalescos Babado da Folia, do Rio de Janeiro. Fala-se

em denúncias de monopólio na contratação da empresa responsável pela sonorização dos desfiles no Sambão do Povo em carnavais passados e em relação a venda casada de bebidas alcoólicas - daí vem a inserção da AmBev no processo.

origem, nas civilizações, as lendas e os costumes. Até chegar de fato nessa questão da preservação, que a gente não pode deixar de falar. Até porque estamos em um momento de racionamento, de seca, então está tudo dentro do enredo", explicou o carnavalesco.

Lucas Rezende abrealas@eshoje.com.br

Só a nata

JUH ALVES

Márcio Ribeiro, da Outros 500, será um dos responsáveis pelos mais novos camarotes do Sambão do Povo. Serão dois espaços inéditos que estão em fase de “formatação de produto”.

Chegou a fase de citação dos réus e apresentação das defesas à ação do MP-ES contra a chamada máfia do samba Movida pelo promotor Saint Clair do Nascimento Jr, ela investiga a LIESES, Rogério Sarmento, MUG, Piedade, Boa Vista, Barreiros, Jucutuquara, Pega no Samba, Ivan Jr, José Roberto Brandão, Ambev, Babado da Folia, JR Brasil Eventos e a LICES. Com valor de causa fixado em R$ 30 milhões, a ação, que está na 5ª Vara Cível, versa, oficialmente, sobre improbidade administrativa. A coluna descobriu que o processo - de 7 volumes tange denúncias feitas a partir de cartas anônimas.

missão de frente. "Uma das novidades é o casal de porta-bandeira e mestre sala, que são o Tony e a Renatinha, que vão desfilar pela primeira vez com a gente. Mas a grande atração vai estar na comissão de frente. Quem viver, verá", garante o mestre.

Correspondência Lorena Bragatto, nossa musa, usa look feito com garrafa pet para sambar em Cariacica

O próximo, por favor

O juiz inicial do caso do MP-ES abandonou a ação alegando "foro íntimo".

Não é comigo

Procurado para falar sobre a morosidade do processo aberto em julho de

2014, o Ministério Público do ES preferiu passar a bola para o Tribunal de Justiça.

O carnavelesco Cid Carvalho, que mora no Rio, estará na quadra da MUG dia 11, quando a escola lançará os protótipos das fantasias para 2017. Como o enredo é “MUG dá as Cartas”, até cartinhas para Papai Noel devem dar as caras. Tudo bem lúdico.

Feito um jabuti

Juristas de outros Estados foram bem pessimistas ao analisar o caso. Pelo alto número de réus do caso e a morosidade da Justiça, os culpados só devem pagar pelos crimes em uma outra reencarnação.


6 Geral

SEXTA-FEirA, 2 dE dEzEmbro dE 2016 j www.EShojE.com.br

Grande Vitória na virada do ano

hotéis, clubes e boates já têm programações definidas e ingressos à venda para o réveillon 2017 Hanna Carolina redacao@eshoje.com.br

P

ara a maioria das pessoas Natal é uma festa familiar. Então a decisão é quem vai levar o que na casa da avó ou da madrinha, onde será a ceia natalina. Mas a virada do ano não. Esta festa é liberada, e o momento é este para definir onde passar o réveillon. Na Grande Vitória não faltam opções. São várias as casas de shows, clubes e buffets, com diferentes opções de música, comida e bebidas, para romper o ano. No Ilha Buffet haverá o Réveillon Sensations 2017 e a novidade vai ficar por conta de um show de sensações visuais, culinárias, pessoais e interpessoais, com o tema "Paz, Amor, Alegria e Flores". Entre as atrações está a One Nice Experience que explora todas as possibilidades da música, som, iluminação e imagem. Um show de tecnologia e arte a serviço do sonho e da felicidade, produzido pelo deco-

rador Cássio Domingues, da Maison Rosée. A Banda Flashback interpreta o melhor da black music, do pop, do rock, do sertanejo, axé e muito mais. O cardápio fica por conta do Chefe Emerson Anunciação. O Réveillon do Ilha ainda terá queima de fogos. Os ambientes foram divididos em três setores: um mais formal, com mesas/cadeiras pré-definidas; lounges exclusivos; e outro mais à vontade, com bistrôs, sofás e puffs a serem ocupados por ordem de chegada. Os ingressos variam entre R$ 200 e R$ 20 mil. No hotel Golden Tulip Porto Vitória vai ter festa com música ao vivo, DJ e queima de fogos. O evento começa a partir das 20h, do dia 31. O buffet é composto por estação de frutos do mar, queijos e frios, carnes e aves nobres, salada e sobremesa, além de bebidas incluídas. Os ingressos custam R$ 290 por adulto, e R$ 145 por criança (5 a 10 anos). Para dar boas vindas ao novo

ilustrativa

as festas oferecerão espetáculos de música e luzes, shows pirotécnicos e buffets fartos e completos ano, o Iate Clube, em Vitória organiza festa ao som da banda Evidance e do DJ JFernando. Na gastronomia, o Itamaraty Hall vai oferecer um cardápio exclusivo e o ambiente contará, também, com um espaço kids. Os ingressos já estão à venda na secretaria do clube pelo valor de R$ 400 para sócios e R$ 450 não sócios.

Com área para embarcações e praia exclusiva o Nook Beach Club, em Vila Velha, terá ano novo no clima sertanejo e eletrônico com a presença da dupla Nando & Michel e os DJ’s Ferris (Special Guest) e Guga Prates. A festa será no formato all inclusive, com diversos ambientes e ingressos a partir de R$ 300.

Prefeituras Na Grande Vitória os municípios de Serra, Viana, Vitória e Vila Velha, ainda não definiram a programação para o Réveillon. Em Cariacica não haverá programação, enquanto em Guarapari a festa da virada terá shows e queima de fogos na praia do Morro, Centro, Nova Guarapari, Santa Mônica e Setiba.


7

SEXTA-FEIRA, 2 DE DEZEMBRO DE 2016 j WWW.ESHOJE.COM.BR

HUGO BORGES POR CÉSAR HERKENHOFF L cesarherkenhoff@hotmail.com

Pombos e estátuas

“Dormia, a nossa pátria-mãe tão distraída, sem perceber que era subtraída, em tenebrosas transações”. Nunca a poesia de Chico Buarque de Hollanda esteve tão atual na história republicana brasileira. O problema é que, a cada dia, tem menos gente acreditando que vai passar. “Num tempo, página infeliz da nossa história, passagem desbotada na memória das nossas novas gerações”. O mais grave de tudo é que a composição de Chico Buarque trata dos anos obscuros da ditadura militar. A ditadura não se sustentou, mas os anos obscuros continuaram de forma particular com Fernando Collor de Mello, José Sarney, Luiz Inácio Lula da Silva, Dilma Rousseff e, agora, Michel Temer. É o que a gente pode dizer que “tem o DNA de formação de quadrilha”. O Brasil foi às ruas para promover um expurgo. Preferia colocar Lula da Silva e Dilma Rousseff na cadeia. Mas não foi possível ainda, então ter colocado na sua já é uma grande

conquista. E aí veio Michel Temer uma mistura de Conde Drácula com mordomo de casa mal-assombrada, que podia ter feito a diferença, mas preferiu fazer tudo igual. Montou um ministério suspeito, não teve autoridade para enfrentar as aves de rapina que corroeram os cofres públicos e, pior, aliou-se aos bandidos do CPF que há décadas dominam o poder político no País. Temer seria nosso ídolo se, ao primeiro sinal de envolvimento de qualquer auxiliar com a corrupção, promovesse o imediato expurgo. Mas foi conivente – cúmplice, até. E

diante de um presidente fraco, o Congresso Nacional, capitaneado pelo Al Capone das Alagoas, Renan Calheiros, com a inestimável contribuição do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, decidiu que tem o direito de “fazer cocô” na cabeça do povo brasileiro, como os pombos fazem com as estátuas a quem, lamentavelmente, é negado o direito de reagir. Manobras sórdidas realizadas nos porões do parlamento madrugadas afora são uma profunda e lamentável demonstração de desprezo pela sociedade civil, organizada

ou desorganizada. Temer não tem coragem de enfrentar os inimigos do povo, até porque se tornou um deles. Com a ameaça do impeachment, com as contas sob apreciação do Tribunal Superior Eleitoral e politicamente incapaz de conduzir o Brasil, virou refém de bandidos. Ou cúmplice. O mais grave, sempre, é que tudo isso acontece sob os olhares omissos e coniventes do Supremo Tribunal Federal, muito mais preocupado em preservar e ampliar benefícios dos magistrados. E foda-se o povo! Desculpem-me. Nunca usei

palavrões em meus textos jornalísticos, embora meu linguajar nas relações pessoais e virtuais seja muito chulo. Mas alguém tem que dizer: fodam-se vocês, presidente, deputados, senadores, ministros e demais bandoleiros. Nesse momento, tenho certeza de que o único sentimento real do povo brasileiro é o de perda, diante do trágico acidente que da Chapecoense. Não há um único brasileiro que não preferisse que naquele avião estivessem 513 deputados, 81 senadores, presidente e, no compartimento de bagagem, ministros e outros inúteis.

COLUNA FEU ROSA

ARTIGO

Nossos escravos

Eficiência administrativa

Nos idos de 2010 escrevi: "Há poucos dias todo o planeta acompanhou, comovido, o resgate dos 33 mineiros chilenos que quase perderam a vida tentando ganhá-la, extraindo minérios centenas de metros sob o solo.

A desorganização da administração pública federal, nos últimos anos, trouxe como consequência uma profunda crise econômica, com redução drástica das receitas da União, estados e municípios. Na maioria dos estados, os governos já não conseguem cumprir suas obrigações mais urgentes, como pagamento de pessoal, prestadores de serviço e fornecedores. Alguns já não pagam dívidas junto à União.

Praticamente na mesma data quatro outros mineiros foram vítimas de um acidente no Equador – acabaram presos debaixo da terra, a 150 metros da superfície. Na Colômbia, também naqueles dias, chorava-se a morte de quatro mineiros que trabalhavam em uma galeria 60 metros debaixo da terra. Os corpos de dois deles sequer resgatados foram – ficaram por lá mesmo. Poucas horas depois, do outro lado do mundo, uma explosão em uma mina de carvão lá da China vitimou outros 276 mineiros. 239 deles conseguiram escapar e chegar à superfície, mas 37 outros não tiveram a mesma sorte. Naquele mesmo país, há alguns meses, 115 mineiros ficaram presos no fundo de uma mina, somente tendo sido resgatados uma semana depois. Alguns deles chegaram a comer carvão, na busca desesperada pela sobrevivência. Diante de tantos e tão frequentes acidentes, decidi pesquisar um pouco mais o assunto. Constatei, chocado, que para cada um dos 33 mineiros chilenos resgatados, cerca de 400 outros morrerão ainda neste ano. Estima-se que a cada ano morram 12.000 mineiros pelas galerias escuras e insalubres das minas.

É assim que minérios os mais preciosos, arrancados das entranhas do planeta ao custo do sangue de tantos semelhantes nossos, vão sendo vendidos a preço de banana para sustentar o que orgulhosamente chamamos de “economia de mercado”. A quem duvidar de minhas palavras, sugiro comparar o preço de uma tonelada de minério com o de uma única barra de chocolate suíço, ou o de um barril de petróleo com o de um simples litro de uísque escocês”. Pois é. Uns quatro anos se passaram. Lembrei-me dessas linhas ao ler, semana passada, que 282 semelhantes nossos morreram em uma mina na Turquia. Olho para minha mesa, e vejo um telefone celular. Quantos vidas terá ele custado? Vejo, pela janela, um avião passando. Quantos foram para baixo da terra para que ele pudesse alçar voo acima dela. Talvez, nestes portais do século XXI, nossa tão avançada civilização devesse meditar sobre as palavras do Marquês de Maricá: “a escravidão avilta o escravo e barbariza o senhor”. PEDRO VALLS FEU ROSA Desembargador do TJES

Nesse mar revolto, só os entes da federação que antes da crise tinham uma situação equilibrada entre receita e despesa e se prepararam para enfrentar momentos de turbulência, conseguem hoje navegar com alguma segurança. Foi o que aconteceu no Espírito Santo entre 2011 e 2014, quando tive a responsabilidade e a honra de governar. Enfrentamos o debate sobre mudança dos critérios de distribuição de royalties e participação especial da exploração do petróleo e gás natural, que afetava diretamente a arrecadação. Perdemos uma receita anual de R$ 1,2 bilhão, em decorrência de alterações na legislação do ICMS incidente sobre produtos importados. E sofremos as consequências das maiores enchentes deste século, que arrasaram cidades inteiras e exigiram um orçamento extra de R$ 400 milhões para minorar o sofrimento da população. Mesmo assim, realizamos os maiores investimentos em infraestrutura da história recente do Estado, colocamos em prática inovadores programas na área social, implantamos a previdência complementar dos servidores públicos e resolvemos pendências que ameaçavam as contas estaduais, como o recolhimento do PASEP e o passivo devido ao não repasse, pelo governo estadual, da parte do ICMS que os empresários optaram por destinar ao Fundo de Recuperação Econômica do Espírito Santo.

Sem esquecer outra medida importante, que foi a mudança do perfil da dívida estadual. Com os recursos do financiamento subsidiado junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) como contrapartida à aprovação da Resolução 13 no Senado, liquidamos operações mais onerosas feitas no passado, aliviando o caixa do estado em pagamentos futuros. O que realizamos no Espírito Santo, nesse período, foi um verdadeiro e efetivo ajuste fiscal que nos permitiu, ao final do governo, entregar aos capixabas um dos estados mais equilibrados do país, com recursos em caixa, baixo endividamento e pleno cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Um estado que, além de manter suas contas em dia, ocupava a primeira colocação nacional em transparência da gestão. Hoje, diante da crise nacional, a palavra de ordem das administrações públicas passou a ser 'ajuste fiscal'. Mas o ajuste de verdade não se resume a corte de investimentos e à adoção da política de reajuste zero para servidores. É preciso continuar funcionando e garantindo serviços e investimentos para o bem-estar da população. RENATO CASAGRANDE Ex-governador do Espírito Santo presidente da Fundação João Mangabeira


8 Política

SEXTA-FEirA, 2 dE dEzEmbro dE 2016 j www.EShojE.com.br

Cavaglieri vai priorizar saúde Prefeito eleito em Aracruz, jones cavaglieri encerra série de entrevistas sobre as eleições do Estado

E

ncerrando a série de entrevistas com prefeitáveis e eleitos, iniciada por ESHOJE ainda no mês de outubro, nesta edição quem falou de seus projetos para a cidade de Aracruz, no litoral norte capixaba, foi o futuro prefeito, Jonas Cavaglieri (SD). Ele, que já ocupou vagas de vice-prefeito, prefeito interino e vereador, terá o primeiro mandato, efetivamente, como prefeito eleito. ESHOJE: O que mais pesou para o resultado: e rejeição do candidato da atual gestão (Erick Musso) ou as suas propostas? Jones Cavaglieri: As duas coisas. A população estava cansada da gestão e havia um clamor e necessidade de mudar. Nossa proposta, como venho de movimentos sociais, defendeu a gestão compartilhada. Outra coisa positiva é que nós fizemos uma campanha pé no chão e com compromisso com a comunidade e não com compromissos escusos, como o que aconteceu no passado.

Como pretende usar sua experiência política em prol da cidade? Eu venho de base social de comunidade e sou militante político há 30 anos. Já fui vereador e vice-prefeito por dois mandatos; fui diretor na Assembleia (Ales) por dois anos, tive oportunidade de ser Secretário de Agricultura e prefeito por seis meses. Essas experiências me dão base sólida para desenvolver um projeto que sempre imaginei durante 20 anos. Vamos ter uma gestão transparente, responsável, valorizando o funcionário para que possa ter um melhor desempenho e respeito à sociedade como um todo. Qual é, hoje, o principal problema de Aracruz e como pretende solucioná-lo? A saúde. Temos uma saúde precária e em todos os lugares pretendemos valorizar o funcionário para obtermos um melhor serviço para atender nossa demanda. Na saúde, a pessoa tem que chegar e ser bem atendida, e isso já tem um ganho, que é a pessoa sair

satisfeita. Mas também temos a educação, que é fundamental para o futuro do município, e vamos trabalhar forte na qualificação de professores, e também nos equipamentos públicos. Qual é o maior desafio da sua gestão nos próximos quatro anos? É a saúde, pois é a área mais questionada e a mais difícil. É um grande desafio. Sabemos que não vamos conseguir solucionar 100% dos problemas, mas vamos minimizá-los. Não cabe a mãe ficar com a criança doente, tem que ter todo o acompanhamento necessário, ter remédio para que possa voltar para casa curado. Qual será o seu primeiro ato administrativo? O município de Aracruz é litorâneo, então vamos assumir dentro de um período de verão e Carnaval. Estamos na transição, preparando para ver se tem condição do prefeito atual nos deixar algo pronto e encaminhado, pois não temos condição de fazer licitações para pequeno prazo. Isso seria

prioridade em função da tradição e da necessidade imediata. Mas antes disso, a primeira ação é verificar as coisas emergenciais que não podemos deixar para frente, como a garantia da merenda escolar, condições dos professores, se está tudo ok com os DTs, limpeza pública, combustível... Pretende cortar secretarias e cargos comissionados? Vamos iniciar no máximo com 50% dos cargos comissionados para fazer um caixa, ou seja, metade será cortada. Estamos tentando juntar algumas secretarias, com subgerência e subsecretarias... Nos próximos 90 dias a intenção é dar continuidade à maquina e não parar nenhum serviço. Queremos fazer caixa e dar início à gestão concluindo as obras paradas. Nessa época de crise, como fazer para atrair investimentos? Temos um município com logística interessante e podemos oferecer algumas coisas. A Lei de Responsabilidade Fiscal não per-

divulgação

mite a renúncia de receita, mas posso reduzir o ISS (Imposto Sobre Serviço), que é um dos atrativos para novos investimentos. Podemos ceder espaço para novas empresas e incentivar novos investimentos. Queremos a desburocratização, para melhorar a nossa receita através do ISS.


Política 9

SEXTA-FEirA, 2 dE dEzEmbro dE 2016 j www.EShojE.com.br

“Sou contra minar a Lava Jato” Afirmação é do deputado Lelo coimbra, que quer o fim da taxa de marinha e o sucesso da operação Danieleh Coutinho danihcoutinho@eshoje.com.br

E

ntre o processo eleitoral, as denúncias que envolvem o PMDB, polêmicas do Congresso Nacional e agendas capixabas, o deputado federal Lelo Coimbra teve um 2016 bastante movimentado. Candidato derrotado nas eleições para a prefeito de Vitória – pleito que concorreu sem apoio unânime do partido que preside no Espírito Santo – Lelo conversou com a reportagem de ESHOJE sobre o ano, o mandato, o partido e a conjectura nacional. O peemedebista falou sobre o pacote anticorrupção, taxa de marinha e a Operação Lava Jato, que chama de “marco” da história atual do Brasil. “Tudo que fragilize, nesse momento, o caminho da Lava Jato, que precisa ter o seu curso e conclusão, não é bom, não está em sintonia com aquilo que a sociedade deseja nesse momento!”, disse. eShoJe: o que o processo eleitoral deixou de marca? lelo: A vivência eleitoral que nos traz boas informações, boas reflexões e o seu resultado é fruto do desejo da sociedade. Eu acho que essa eleição foi pautada, primeiro, por um ambiente absolutamente novo, embora venha sido crescente, de combate à corrupção. A sociedade está muito sensível às questões da política, acompanhando intensamente, em busca dos resultados. A segunda coisa é a legislação especial, com características totalmente novas, como no tempo (de 90 dias pra 45), na forma da campanha e no financiamento. Coisas que privilegiam quem é conhecido ou quem está mais de poder em mãos. As eleições para a prefeitura de Vitória, para mim, considero que foram muito positivas. Pessoalmente me sinto fortalecido pela experiência. Embora os meus votos em Vitória terem sempre sidos em maior numero nas minhas eleições desde deputado estadual, essa eleição criou uma relação minha com a cidade que eu entendo ser útil, de crescimento e fortalecimento pessoais. embora seja presidente do PMDB, o partido não caminhou de forma unânime com o senhor e nem o seu governador... A relação com a liderança do partido, é uma relação saudável, uma relação que não tem abalo nesse sentido, até porque a história de sustentação e de consolidação partidária em todo o estado tem sido muito preciosamente cuidada por mim e por todos nós. Ou seja, o processo municipal em geral envolveu muita gente. Nós

elegemos 17 prefeitos, 12 vices e 68 vereadores. Fomos o partido que fez o segundo maior numero de vereadores. Acho que nessa eleição o PMDB saiu fortalecido pelo conjunto da obra. Acho que consegui um ambiente capaz para fortalecer à minha atividade, o meu dia a dia de mandato e minha relação com a política em geral. no espírito Santo, nem bem acabou o pleito de 2016 já se fala em 2018. o senhor será candidato? Eu acho que a antecipação de 2018 é desserviço ao esforço e as responsabilidades desse momento. Estamos remontando a economia e institucionalidade brasileira. Acabamos de sair de uma eleição. A sociedade ainda nem digeriu e está preocupada com os resultados. Enfiar uma nova eleição é um equívoco. A democracia perde o seu sentido se não leva à sociedade a satisfação quanto a seus interesses e necessidades. A discussão antecipada induz arranjos políticos e eles, muitas vezes, não são bons para a gestão. no segundo turno o senhor apoiou a reeleição de luciano. Criaram parceria para a defesa de alguma pauta de Vitória no Congresso? Estou comprometido com as questões gerais do Estado, mas no caso de Vitória estou envolvido em buscar interlocução com o Governo Federal nos temas importantes, envolvendo as áreas de investimentos, estrutura e serviços. Mas sou deputado do Espírito Santo e luto por investimentos em nosso aeroporto, BR 262, a retomada das atividades da Samarco... Quando o aeroporto estiver pronto, teremos um outro problema que são os acessos a ele. Os bairros no entorno passarão por mudança e isso precisa de investimento e planejamento. Além disso, nós temos a questão da Samarco que é uma negociação que está em curso. A empresa representa no Estado 20% da arrecadação. Ela tem um impacto naquela região (Anchieta) muito grande. Houve um dano que deve ser punido, deve ser cobrado em todas as formas de contas sociais, financeiras e jurídicas, mas ela estar funcionando com segurança da extração da fonte do mineiro é importante para os capixabas. a sua relação com presidente Michel temer facilita a conquista de resultados para o eS? A minha relação é boa, mas isso é um movimento coletivo, bem elaborado, para que tenhamos uma negociação maior. Tanto o governador quanto o conjunto da bancada. Sendo do mesmo partido de temer, qual sua avaliação do seu governo? Eu acho que o primeiro mo-

mento foi muito positivo, abriu-se uma janela de oportunidades. A equipe econômica é muito boa, disciplinada, tem um perfil com o qual nós compartilhamos. Na relação com a politica tem muitas complexidades, porque o ambiente da política ainda não está muito bem ordenado. O presidente não é uma liderança no sentido popular e é preciso que a ele tome decisões e faça movimentos que possam fortalecer o seu papel. Eu entendo que a função desse governo deva ser de entregar o Brasil de cabeça para cima em 2018, fazendo as reformas principais. Mas Temer precisa fortalecer sua autoridade presidencial em uma interlocução em grandes temas com a sociedade. Concorda com todas as escolhas dos ministérios? Ele tem escolhas boas. A média dos ministros é equilibrada, mas tem alguns personagens com problemas envolvendo processos, como o caso do Romero Jucá, que trabalha muito, é muito aplicado, mas tem denúncias em seu entorno. São contradições com as quais o governo convive, mas são com elas que ele vai ter que tomar conta do recado. apoia plenamente a PeC 241 (55 no Senado)? A 241 foi gestada desde o começo do segundo mandato da Dilma, mas ela não conseguiu base política para fazer acontecer porque, como se ajusta despesas e receita pra pagar uma conta de um rombo de R$ 170 bilhões? A 241 é a ação necessária para fazer esse choque. Vivenciei o plano real como deputado estadual e acho que nós construímos um conjunto de coisa pela estabilidade da moeda, da lei de regularidade fiscal e os seus complementos, muitos bons que foram sendo desmontados vigorosamente. Vamos refazer esse caminho em um ambiente que o tema da corrupção tomou um protagonismo grande. Falando em corrupção, como avalia a operação lava Jato? Ela vem desde o mensalão sendo buscada. No mensalão usou-se uma figura chamada “teoria do domínio do fato”. Quando começa a Lava Jato entra um novo instituto, que é a delação premiada, que gerou um conjunto de provas formais que levanta debate até no mundo jurídico. Porém a operação traz ao país algo que precisava enfrentar, que é o tema da corrupção, organizado em grande escala a partir de 2004 e 2005. o senhor votou contra as mudanças do pacote de medidas contra a corrupção, aprovado na Câmara... As medidas são frutos da mobilização da sociedade em torno do tema anticorrupção. O mundo ju-

divulgação

lelo Coimbra foi candidato a prefeito de Vitória nas eleições 2016

a operação (lava Jato) precisa concluir seu rito e no que depender de mim, vou colaborar

rídico veio buscando onde estavam as lacunas para que pudessem ser enfrentadas, para que brechas na corrupção não se processassem. A conjuntura política instável, as denuncias de corrupção que vieram à tona fortaleceram e trouxeram uma sociedade repaginada na relação com a política e mais indignada. Eu voto contra tudo o que desqualifica o acumulado jurídico e social em torno do tema, especialmente corrupção. Acho que tudo que fragilize o caminho da Lava Jato, que precisa ter o seu curso e conclusão, não é bom e não está em sintonia com aquilo que a sociedade deseja nesse momento. Precisamos dar um passo adiante, com as reformas da politica. A operação precisa concluir o seu rito e no que depender de mim, vou colaborar. essa operação chegará no espírito Santo? As informações que temos, em algum momento quando se falou das obras superfaturadas envolvendo a construção aqui (prédio da Petrobras), não ganhou forma. Depois se falou em relação às instalações de captação de gás, Ca-

cimbas, mas também não evoluiu. Eu não sei o que vem nesse procedimento da delação premiada dos executivos da Odebrecht, mas estou tranquilo. O fato é que ela já chegou ao Estado, com a prisão do ex-presidente da Funcef - Guilherme Lacerda. uma de suas bandeiras, a luta do eS contra a taxa de marinha, ganhou mais um round... Acho que a União, todos os governos – estados e município -, onde puderem puxar dinheiro, puxarão. O conceito acaba sendo como gerar mais dinheiro para fazer mais coisas que a sociedade deseja. Quanto mais puder arrecadar melhor, mas essa taxa não é um imposto, porque não é algo que se paga para receber serviço em contrapartida. Defendemos que é bitributação, que é um abuso constitucional. Conseguimos a suspensão do recadastramento e ganhamos tempo de buscar alternativa de negociações. Mas o que estamos propondo é que sejam criados aglomerados urbanos, preservando-se as áreas de interesses ambiental, de desenvolvimento e segurança nacional, porque elas fazem parte do interesse econômico nacional e precisam ter a presença da União. Esse é um tema não só do Espírito Santo, mas que envolve mais 17 estados. Não é uma luta simples, não é do Governo Temer, não foi do Governo Lula e nem do Fernando Henrique. É um negócio que vem lá de trás e precisamos fazer enfrentamento em todos os cantos.


CLAssIfICADOs COMPRAR • VENDER • ALUGAR • TROCAR • DIVULGAR

sexta-Feira, 2 de dezembro de 2016 j www.eshoje.com.br j eshoje@eshoje.com.br j anuncie: (27) 3395-1800

1

VENDO

imóveis, automóveis, diversos

GRanDe ViTÓRia

Vendo j.Penha Kitnet, elevador, garagem, 180 mil 99973-1001. Vendo j.Penha 3 qts/ste, elevador, varanda 460 mil 9-9989-1243. Vendo j.Penha 2 qts conjunto / Varanda, 250 mil 9-9989-1243 seja um franqueado. Faça parte da maior rede de chocolates finos do mundo. Passamos o ponto: av. Presidente Vargas, 137 - centro Fundão. tel.: 11 94350-2770 Nayane Vendo casa – caratoíra (Vitória) – 1º pavimento (começo escadaria) - 02 quartos, sala, cozinha, banheiro e quintal. sem escritura e sem garagem. r$75 mil ou r$60 mil + parcelas – 99865-0734 Vendo apartamento – jardim da Penha – 70m² , 2° andar, 03 quartos com armários, dept de empregada e garagem – ed cataurus – atrás do sup. epa – 995270404 Vendo apartamento – jardim da Penha – 90m² , 03 quartos, suíte, elevador, varanda e Vaga. Próximo ao bicho Guloso estudo troca em imóvel de menor valor. 99989-1243/3071-0527 Vendo apartamento - jardim da Penha - 02quartos c/ suíte, varanda, elevador, 01 vaga, bicicletário, salão de festa com churrasqueira - prox. ao sesi – r$ 355 mil - 99973-1001/3084-5182 Vendo apartamento - jardim camburi – cOMunicaDO “auTO SaLeS SeRViÇOS auTOMOTiVOS LTDa - Me”, 26.214.319/0001-03, torna público que requereu da semma, através do processo n° 64935/2016, Licença municipal de regularização (Lmr), para atividade de oficina mecânica, na rodovia mario covas, 282, rosário de Fátima, serra – es. cOMunicaDO “cenTRO auTOMOTiVO auTO SaLeS LTDa”, 00.471.715/0003-94, torna público que requereu da semma, através do processo n° 64939/2016, Licença municipal de regularização (Lmr), para atividade de comércio de peças e acessórios automotivos na rodovia Governador mario covas, 282, rosário de Fátima, serra – es. cOMunicaDO cOnDOMÍniO DO eDiFiciO naGiB caROne, torna público que obteve da semdesU, através do processo no. 30303/2014, Licença Lmar 206/2016 para atividade de condomínio ou conjuntos habitacionais Verticais, cÓd. 15.06(N), na localidade da av. antônio Gil Veloso, lotes 09 e 11- itapoã, município de Vila Velha-es. cOMunicaDO cOnDOMÍniO LOnDOn ViLLe ReSiDence, torna público que obteve da semdesU, através do processo no. 22792/2014, Licença Lmar 203/2016 classe i)para atividade de condomínio ou conjuntos mistos, cÓd. 15.07(N), na localidade da av. da Praia, s/No., Praia de itaparicamunicípio de Vila Velha-es.

03 quartos c/ suíte, varanda, elevador, ampla área de lazer - prox. a Vale – r$ 290 mil - 99989-1243/3071-0527 Vendo apartamento – jardim camburi - 02 quartos, 1 banheiro social, elevador sol da manhã, 01 vaga, 2 quadras do mar - r$ 245 mil.. 99973-1001/3084-5182 Vendo - telas pintadas à óleo - com temas florais de vários tamanhos e valores. angel art 999231 3143. Vendo casa – Vila Garrido (Vila Velha) – 2ª pavimento (começo da escadaria) – 02 quartos, sala, cozinha, banheiro, copa, varanda e terraço – r$ 44 mil ou troca por outro imóvel – 99701-2376 Vendo apartamento – jardim da Penha – ed centaurus - 2° andar, 03 quartos, armários, garagem, dependência de empregada – atrás do supermercado ePa – r$280 mil. 99527-0404 Vendo apartamento – jardim da Penha– 03 quartos, suíte, armários, elevador, varanda e Vaga. Próximo ao banco banestes –estudo veículo como forma de pagamento. 99989-1243/3071-0527 Vendo apartamento – jardim da Penha - 02 quartos, suíte, armários, elevador, varanda, piscina e 01 Vaga. Próximo ao bicho Guloso -99973-1001/3084-5182 Vendo apartamento – jardim camburi – amplo, 03 quartos, suíte, armários, 02 elevadores, varanda e 02 vagas. Próximo ao shopping Norte sul -999731001/3084-5182 Vendo 2 camas de madeira (1casal-r$170 e 1 solteiro-r$100) – 99231-3143 Vendo 02 casas – bairro de Lourdes – 03 quartos - r$ 590 mil ou troco por apto em jardim camburi – 99989-1243/30710527 cOMunicaDO aROMÁTica FaRMÁcia De ManiPuLaÇÃO LTDa-Me, torna público que requereu da semdesU, Lmar, através do proc. n° 59312/12, para a atividade “Farmácia de manipulação” (cod 19.04), na localidade de rua henrique moscoso, 833, loja 03, centro, VV, es. cOMunicaDO BaTiSTa LOGiSTic a LTDa , cn PJ 22.124.071/0001-39, torna público que requereu da semdesU, através do processo nº 57305/16, Licença Lmar para atiVidade de PÁtio de estocaGem, cod. 18.07(N) na localidade do Polo industrial Novo méxico, na av. daly santos nº 2.650 no município de Vila Velha - es. cOMunicaDO calmontec caldeiraria e Montagem Ltda, torna público que requereu junto a semdec, através do Processo 22151/2016, a Lar para atividade de Fabricação de Peças metálicas sem pintura por aspersão e tratamento superficial ou termoquímico na rua dois, nº 195, bairro serra do anil, cariacica, es. cOMunicaDO LaBORaTORiO PaiVa & LaBORTeL LTDa, cNPj/cPF nº 27.414.515/0011-66, torna público que obteVe da semma, através do processo n° 71040/2015, a Licença municipal de operação (Lmo) nº 048/2016, para atividade de LaboratÓrios de aNÁLises PatoLÓGicas e de bioLoGia moLecULar, na localidade da avenida dido Fontes, nº 10, bairro jardim tropical, município da serra – es.

2

ALUGO

imóveis, automóveis, diversos GRanDe ViTÓRia

aluga-se casa e quitinete em jardim america - cel.: 27-99629-3378 alugo casa para temporada - meaípe (Guarapari) - duplex, 3 quartos, 2 suítes, 2 banheiros social, 2 salas, cozinha, despensa, área, churrasqueira, varanda, quintal e garagem coberta. acomoda até 20 pessoas. - maria 3022-2878 / 99928-1951 alugo apt° - morada de Laranjeiras cond. Fechado - 3ª andar, 2 quartos, sala, banheiro, cozinha, Área de serviço, 1 vaga, port. 24hs, área de lazer, churrasqueira, salão de festas. r$700,00 – c/ cond. incluso – 99231-3143/ 3019-1918 alugo Kitnet - Praia do canto - em frente ao boulevard - residencial bali, mobiliada, r$ 795 + condomínio. 99989-1243 alugoapt°- jardim da Penha (Novo) – Póximo a Ufes e ao sup. carone. 2 quartos, sala, cozinha, elevador e garagem - 27 99981-0691 jorge. alugo apt°- cachoeiro – 3 quartos, sala cozinha, sala e garagem - 28 3522 9099. alugo Kitnet - centro de iriri – mobiliado com garagem. aluguel anual - 28 999351341/ 3533-1117. alugo terreno - Goiabeiras - localizado em frente a sempre Verde, esquina, com 662,0 m2, todo murado. contato: 99907-6841. alugo sala comercial - enseada do suá ed. master tower, (em frente ao tribunal de contas) com 50m² e garagem. contato 99711-3343 / 3014-5114. cOMunicaDO “aRLinDO PaiVa MOR aeS - Me” torna público que requereu do ieMa, através do processo nº 59707925, a renovação da Licença Única (Lu nº 171/2012), para o transporte rodoviário Fracionado de Produtos Perigosos, no estado do espírito santo. cOMunicaDO "sorVeteria bertoLi Ltda me", torna público que requereu do iema, através do processo n° 49916319 a renovação da Licença Lo n°114/13, para fabricação de sorvete e tortas geladas, inclusive coberturas, na localidade de rua Principal, inhaúma, mun. de iconha/es. cOMunicaDO Galwan construtora e incorporadora s/a, 31.705.692/0001-05, torna público que requereu da semdesU, através do processo nº49644/2014, Licença Lmar, para a atividade de condomínios ou conjuntos, código 15.07(N). rua Pena medina com rua humberto serrano, Praia da costa, Vila Velha-es. cOMunicaDO Galwan construtora e incorporadora s/a, 31.705.692/0001-05, torna público que requereu da semdesU, através do processo nº49655/2014, Licença Lmar, para a atividade de condomínios ou conjuntos, código 15.07(N). rua annor da silva com rua sete de junho, coqueiral de itaparica, Vila Velha-es.

3

sERVIÇOs

alimentação, consórcio, Reparos, etc.

GRanDe ViTÓRia

waNdersoN – climatização, instalação e manutenção de ar condicionado – 27-99888-8667 – mig.wanderson@ gmail.com sos Pronto socorro dos manequins – reformas de manequins, pinturas especiais, compra, vendo e alugo – 98828-5027 99246-1625 Funcionários da PmV que desejarem adquirir o cartão mastercard internacional gratuito do banco daycoval sem sPc ou serasa. Ligar para carvalho 27 – 995073978 Legalizamos alvará de Func. corpo de bombeiros; síndicos perante rFb –legalizevitoria@gmail.com. advocacia: trabalhista, civil, Família e criminal - Fernanda Prates - 999643150 / 99745-5064 Faço coxinhas congeladas (tamanho médio) para seu lanche - Pronta entrega. 9.9811-5523 manutenção e instalação elétrica residencial. Ligue: (27) 99967-2221 - Gabriel recicla Loja - reforma-se, compra-se e Vende-se: manequim de fibra. Laminados, pinturas especiais em decoração de vitrines, adesivos, placas, estofados e etc – cláudio 9988-2857 98121-9779. cOMunicaDO TRieSTe VeÍcuLOS, torna público que requereu da semdesU, através do processo n° 58188/2016, Licença Lmar para atividade de reparação, retífica ou manutenção de máquinas, aparelhos e equipamentos industriais e mecânicos diversos, inclusive motores automotivos, com ou sem pintura por aspersão, incluindo oficinas mecânicas, cod 20.07 (i), na localidade de av carlos Lindenberg, nº 2570, bairro Nossa sra da Penha, Vila Velha-es.

4

EMPREGO

Diversos

GRanDe ViTÓRia

ofereço-me para trabalhar em consultório, clinicas ou escritórios - de 13 às 19 horas. sou aposentada, nível superior, facilidade em assimilar conhecimentos, aceito sal.mínimo – 30392202/997129889 ofereço-me para trabalhar como Porteiro ou aux de serviços Gerais – Possuo curso de Portaria, e resido em cariacica – 99949-0604 ivonete. ofereço-me para trabalhar como Garçom (Freelancer) para Festas e eventos. Formação senac – 999134971 – alessandro. ofereço-me para trabalhar como Pedreiro, área de construção civil ou serviços Gerais -disponibilidade para qualquer local - 99717 2657 ofereço-me para trabalhar como Porteiro – Possuo curso de Portaria, auxiliar de escritório, informática básica, cNh ab, ensino médio completo-resido em Vila Velha – 997926780 99701-2376 Nilson. cOMunicaDO Galwan construtora e incorporadora s/ a, 31.705.692/0001-05, torna público que requereu da semdesU, através do processo nº49649/2014, Licença Lmar, para a atividade de condomínios ou conjuntos, código 15.06(N). avenida estudante josé júlio de souza lotes 10, 11, 20 e 21, Praia de itaparica, Vila Velha-es. cOMunicaDO Galwan construtora e incorporadora s/a, 31.705.692/0001-05, torna público que requereu da semdesU, através do processo nº49658/2014, Licença Lmar, para a atividade de condomínios ou conjuntos, código 15.06(N). avenida estudante josé júlio de souza, lotes 10 ao 13, 17 ao 22, Praia de itaparica, Vila Velha-es.

estado do esPÍrito saNto Poder jUdiciÁrio ViLa VeLHa– 3ª VaRa cÍVeL FÓrUm des.aFoNso cLÁUdio eDiTaL De ciTaÇÃO PeLO PRaZO De 30 DiaS nº DO PROceSSO: 0001019-83.2013.8.08.0035 aÇÃO: 72 – Procedimento comum requerente: distribUidora Gama Ltda Requerido: DiSTRiBuiDORa GaMa LTDa mm. juiz(a) de direito de ViLa VeLha – 3ª Vara cÍVeL do estado do espírito santo, por nomeação na forma da lei etc. FinaLiDaDe DaR PuBLiciDaDe a TODOS Que O PReSenTe eDiTaL ViReM que fica(m) devidamente citado(s) reQUerido(a): Requerido: DiSTRiBuiDORa GaMa LTDa – Documento(s): cnPJ: 03.921.380/0001-95, atualmente em lugar incerto e não sabido, de todos os termos da presente ação para, querendo, oferecer contestação. aDVeRTÊnciaS a) PRaZO: o prazo para contestar a presente ação é de 15 (quinze) dias, a partir do prazo supracitado, b) ReVeLla: Não sendo contestada a ação, presumir-se-ão aceitos pela parte requerida como verdadeiros os fatos alegados na inicial, salvo no que diz respeito aos direitos indisponíveis. DeSPacHO: Fi: cite-se em edital, com prazo de 30 dias. e, para que chegue ao conhecimento de todos, o presente edital vai afixado no lugar de costume deste Fórum e, publicado na forma da lei. Vila Velha-es, 08/07/2016 marta do carmo oLiVeira teixeira cheFe de secretaria


Esportes 11

SEXTA-FEirA, 2 dE dEzEmbro dE 2016 j www.EShojE.com.br astolphi fotografia

ruy monte dá o recado! rmonte@eshoje.com.br

O ES na série D Vamos aguardar para ver o que acontece com os dois clubes que vão representar o Estado na série D do Brasileiro 2017. Certamente que as diretorias do Espírito Santo e Desportiva Ferroviária devem se empenhar para formarem times fortes a fim de almejar avançar nesta quadradona do Brasileiro.

o veterano Alex Kundera venceu as duas etapas do Circuito estadual de 2016 na categoria Master

Kundera a uma bateria do título

Estadual de bodyboard chega à última etapa; se avançar na primeira rodada, veterano garante título na master GustAvo GouvêA gustavo@eshoje.com.br

I

nvicto na categoria Master do Circuito Estadual de Bodyboard durante a temporada 2016, Alex Kundera é o homem a ser batido na terceira e última etapa do campeonato, que acontece nos dias 10 e 11 de dezembro, no pico do Barrão, na Barra do Jucu. Kundera venceu as duas primeiras etapas - no Coral do Meio (também na Barra) e na Praia do Morro - e segue confiante para fechar o circuito como campeão da temporada, pela primeira vez desde o seu retorno ao esporte, que se deu em 2014. O Barrão, inclusive, traz boas lembranças ao veterano, de 42 anos, já que no fim de 2014 venceu a última etapa do Estadual daquele ano no pico, seu primeiro título depois que voltou a competir. Além disso, ele está invicto na Barra desde esta época. Caso ele se consagre o campeão, será um

presente de aniversário adiantado, pois na segunda-feira (12) ele completa o seu 43º aniversário. "Será a consagração de uma caminhada de superação, após tantos anos e tantas coisas ocorridas em minha vida. Estou me preparando e treinando o máximo que posso para ser campeão. Isso traz muita motivação", disse Kundera, que foi um dos principais bodyboarders capixabas da década de 90, com destaque nos circuitos brasileiro, mundial e nos principais regionais do país. O atleta acabou de voltar do Rio de Janeiro, onde competiu a etapa de fim de ano do Rio Master Series de Bodyboarding, com o segundo lugar no evento, que foi por equipes e aconteceu na clássica praia de Itacoatiara, no município de Niterói. Na equipe campeã, estava o capixaba Léo Moreira, campeão capixaba Master 2015, e que está atualmente na quarta colocação do ranking, mas já sem chances da alcançar o líder.

título MAster Para sagrar-se campeão Master na temporada, Kundera precisa somente avançar na primeira rodada da etapa, o que lhe garantirá cerca de 450 pontos, impossibilitando o segundo colocado do ranking, Leôncio Pitanga, de alcançá-lo, mesmo que vença a etapa - o título da etapa garante 1000 pontos ao vencedor. Kundera, lidera o Estadual Master com 2.000 pontos, 100% de aproveitamento, e Leôncio vem logo atrás com 1.415 pontos. "Leôncio Pitanga, é o mais próximo em pontos e o Léo Moreira, que é o atual campeão e é uma ameaça ao título da etapa pois está surfando muito, rei das esquerdas com um back-flip potente como manobra principal... Mas eu estou focado e cheio de vontade por este título. Todos irão com tudo afim de um lugar no pódio da etapa", disse o líder, que também vai disputar a competição na categoria profissional.

Campeões 2016 serão definidos a terceira e última etapa do circuito capixaba de bodyboarding da temporada é denominada de INC Bodyboard Open 2016 e marca a estreia da pentacampeã mundial Neymara Carvalho na organização de eventos esportivos. No evento serão conhecidos os campeões das 11 categorias em disputa do circuito (Profissional Mas-

culino e Feminino, Master, Open Masculino e Feminino, Sub 18, Sub 16, Sub 14, Estreante Masculino e Feminino e Grommets). Em todas as categorias o ranking permanece aberto após duas etapas e os campeões da temporada serão conhecidos na Barra do Jucu. Na Open Masculino são quase 20 atletas com chan-

ces de fechar o circuito como campeões. Quem lidera é Lucas Santos (1000 pontos), seguido de Marcyus Thompson (860) e Bruno Pereira (730). Já na Open Feminino, a líder Carolina Majevski (1000 pts) vai ter concorrência da vice Nívea Borghi (860) e de Isabela Moraes, que com 730 pontos é a terceira colocada.

Participou ainda o Rio Branco, Itapemirim e Real. Confesso que esse time do Santão que atuou nos jogos da seletiva não é o ideal para a campanha do ano que vem. O Vagner Nascimento é um treinador bastante inteligente para saber que isso é a mais pura realidade. Da equipe do Espírito Santo, pelo menos, tem de ser contratados cinco jogadores de qualidade. O problema é que, como todos sabem, para uma competição como essa, a equipe carece de jogadores experientes. De qualquer maneira, ouvimos do presidente, André, que o clube começou a projetar neste sentido. E a Desportiva? Eis a questão! Ninguém sabe de nada. O presidente, Wilson de Jesus, diz que vai ficar à frente do clube até 31 de dezembro. Tem elei-

A marca da tristeza

ção marcada para o dia 15, mas ninguém apareceu para se candidatar. Resta prorrogar o mandato do presidente atual, que é o mais sensato, ou criar uma junta para presidir o clube, o que acho inviável. E os dirigentes que atuaram no Capixabão, e que fizeram parte da cúpula que conquistou o título? Será que não é hora de convocar Alcemir Pimentel, Márcio de Almeida, Armando Zanata e outros que podem angariar recursos? Tudo é uma questão de conversar. Só que está demorando tomar essas providências, mesmo porque a Federação de Futebol do Espírito Santo (FES) projetou dar tempo aos clubes que vão disputar a competição de nível nacional. Não podem acontecer decisões apressadas e de afogadilho.

O futebol capixaba também foi abalado com a tragédia que aconteceu com a delegação da Chapecoense, na queda do avião em território colombiano. No acidente, que culminou com a morte de atletas, treinadores, jornalistas e dirigentes do clube de Santa Catarina, quando o grupo seguia para a decisão do Sul Americano contra o Nacional de Medelin, o mundo ficou abalado, sentido e emocionado. O futebol capixaba também! Entre os atletas estavam Kempes, campeão pelo Vitória em 2006, e Canela, que jogou no ano passado no clube alvianil. É importante citarmos o exemplo da Chapecoense de uma cidade com pouco mais de 500 habitantes. O povo de Chapecó abraçou o time e em cinco anos da série D passando para A, se mantendo regular durante três anos. O time da camisa verde ia decidir um título internacional, fato inédito entre os clubes catarinenses. Os dirigentes da Chapecoense deram uma aula de como fazer um time modesto ficar forte. Seria bom que nós, aqui do Estado, nos miremos no time para que as equipes capixabas recebam o calor do povo capixaba.


“EU REPITO SEMPRE: ME DÁ A NOTA VITÓRIA, POR FAVOR.” ALAN / ENFERMEIRO

O Nota Vitória já é sucesso há dois anos e conta com grande adesão da população. Isso, porque beneficia você,

Peça mais. Ganhe mais.

PEÇA MAIS. GANHE MAIS.

que recebe 30% do valor do imposto de volta em créditos na sua conta bancária ou em descontos de até 100% no seu

Q u e m p ag a p o r s e r v i ço s re ce b e p a r te d o di n h e i ro d e volta .

IPTU. E beneficia a cidade, que tem mais arrecadação e serviços públicos cada vez melhores. Quando pagar por um serviço, continue pedindo o CPF na nota fiscal. Todo mundo sai ganhando.

Mais informações:

www.vitoria.es.gov.br


Vitória, 2 de dezembro de 2016 J Ano XVI J Nº 621J Edição Gratuita Semanal

www.eshoje.com.br

Fundado em 19 de julho de 2000 por Carlos Roberto Coutinho DIVULGAÇÃO

Eles voltaram Turnê dos Novos Baianos chega a Vitória na próxima semanaj3

PROGRAME-SE

As várias faces de uma mulher

Suzana Pires volta ao ES com a peça ‘De perto ela não é normal’j4

MODA

Os óculos reinam absolutos

Estilosos e cada vez mais seguras, as lupas transformam looksj7

SABOR ES

Mais sabor, (e saúde) por favor

Temperos deixam as receitas bem gostosas e mais saudáveisj8


2

Cultura

SEXTA-FEIRA, 2 DE DEZEMBRO DE 2016 j WWW.ESHOJE.COM.BR DIVULGAÇÃO

CIRCUITO CULT MÁRCIA ALMEIDA L cultura@eshoje.com.br

O maestro e os poetas Após apresentação aplaudidíssima, o Maestro Hariton Nathanailidis volta, nesta sexta-feira, 2, com o show “O Maestro e os Poetas”, ao palco do Spirito Jazz Café, na Praia do Canto A apresentação conta com músicas de Tom Jobim com Vinícius de Moraes e com Chico Buarque, ícones da música brasileira e, conforme título do show, conhecidos como o maestro (Jobim) e os poetas (Buarque e MoraPianista Ederson Urias acompanhará o contratenor Sérgio Anders será na "Série de Concertos Virtuosi"

Sesc Glória recebe talentos mineiros Renda dos ingressos será revertida para projetos de desenvolvimento em comunidades de baixa renda

N

  04 de dezembro, às 18H30m, o Sesc Glória recebe mais uma apresentação da “Série Concertos Virtuosi”. No recital o contratenor Sérgio Anders será acompanhado pelo pianista Ederson Urias e apresentará obras de grandes compositores como Purcell, Pergolesi, Porpora, Handel, Rossini e Schubert. Os ingressos serão vendidos a preços populares na bilheteria do SESC Glória e parte da renda será revertida para os projetos do “Ateliê de Ideias”, ONG de Vitória dedicada ao desenvolvimento de comunidades de baixa renda. Promovida pela Virtuosi Produções Artísticas, produtora cultural de Belo Horizonte, a “Série Concertos Virtuosi” tem por finalidade divulgar o talento de músicos no Brasil e no exterior. Lançada no mês de junho de 2016, a série já promoveu diversos recitais em Belo Horizonte e Vitória é a primeira cidade a receber a série nesse processo de expansão. “É um prazer trazer a nossa série para Vitória. O nosso primeiro concerto foi realizado em setembro e tivemos como solista o pianista Luís Rabello. A experiência foi tão positiva, que resolvemos organizar este con-

certo em dezembro e já estamos organizando a temporada de 2017”, explica o pianista Ederson Urias, o idealizador da série. Para este concerto, a produtora faz uma parceria com a organização Ateliê de Ideias, reconhecida por desenvolver um trabalho de aperfeiçoamento comunitário, habitacional, financeiro, além de promover a difusão de tecnologias sociais na capital capixaba. De acordo com o diretor da Virtuosi Produções, Ederson Urias, a iniciativa alia arte e desenvolvimento social: “Com a parceria junto ao Ateliê de Ideias, conciliamos a parte artística, nosso espetáculo, à benfeitoria social, levando cultura e incentivando projetos que beneficiam quem precisa”. TALENTO E TÉCNICA No recital, o público pode esperar um espetáculo de talento e técnica. Cantor de sólida formação, Sérgio Anders é reconhecido como um dos principais nomes do canto lírico mineiro. Professor de canto da Escola de Música da UEMG, Anders é doutorando em Música pela UFMG, onde também cursou Bacharelado e Licenciatura. O contratenor estudou também nos Estados Unidos, onde concluiu o mestrado na Universidade da Dakota do

Norte e recebeu o Performance Diploma na Universidade de Indianna. Membro efetivo do Coral Lírico de Minas Gerais, já interpretou grandes personagens em óperas importantes no Brasil e no exterior, dentre elas, “As Bodas de Figaro” de Mozart, e “L'Orfeo” de Monteverdi. Recentemente, foi um dos protagonistas da ópera “Marco Antônio e Cleópatra”, de Johann Hasse. Premiado no Concurso Internacional de Brest (França 2011), o pianista Ederson Urias é Mestre em Musicologia pela USP e Bacharel pela Escola de Música da UEMG. Já se apresentou em diversos países, como Áustria, Alemanha, França e Itália. O pianista é o diretor da Virtuosi Produções, produtora cultural responsável pela criação da série “Concertos Virtuosi”, do “Pianofest – Festival Internacional de Belo Horizonte”, “Movimento Violão - BH” e vários outros projetos.

SERVIÇO w D:

04/12/2016 w H: 18h30 w I: R$ 30,00 (inteira) R$ 15,00 (meia-entrada). w L: Sesc Glória w E : Rua Jerônimo Monteiro, 428, Centro

Trio de forró

es). O grupo que vai tocar as composições é formado por Hariton (violino) e Roger Bezerra (teclado), Victor Biasutti (guitarra), Eliel Moura (baixo), Marlon Aloyr (bateria) e no vocal Anderson Chagas e Eliane Gonzaga.

DIVULGAÇÃO

No dia 10 de dezembro, Vitória vai parar em um só canto por amor ao forró. Os forrozeiros têm encontro marcado com Luiz Gonzaga e a música nordestina. O Bloco Viva Lua Luiz, que reúne músicos capixabas apaixonados pela música nordestina, sairá pelo terceiro ano consecutivo pelas ruas de Jardim da Penha. O evento também celebra o rei do baião, que completaria, no dia 13 de dezembro, 104 anos, com muito forró pé-de-serra em cima do trio elétrico. A concentração é às 16 horas em frente ao Clube 106.

Próxima parada...

... o Museu Vale. Os interessados em fazer uma visita guiada à exposição, que comemora os 18 anos do Museu - Acaso Controlado, de Daniel Feingolg, ganhou um aliado. Um ônibus estará disponível, gratuitamente nos fins de semana, saindo do Parque Botânico, em Jardim Camburi. A visita se estenderá também ao acervo permanente da instituição. As inscrições são gratuitas e serão feitas presencialmente no dia do passeio, até o limite das vagas - 45 lugares por viagem, um ônibus por dia. O passeio só não acontecerá nos fins de semana de Natal e Ano Novo.

Banda em livro

Falando em ônibus...

Já imaginou entrar no ônibus escolar e, ao invés de chegar ao colégio, começar uma viagem por outros planetas? Essa é a inspiração para o novo curta-metragem “No Caminho da Escola”, produzido por alunos da rede pública de ensino de Vitória, no Espírito Santo. A obra é resultado do Projeto Animação, uma realização do Instituto Marlin Azul/Animazul, com apoio do Instituto EDP (IEDP). Nos dias 6 e 7 as exibições acontecerão, respectivamente, no EMEF Otto Ewald Júnior, em Itararé, e na EMEF Professor João Bandeira, no Bairro Consolação.

‘Colecionadores de história’, que chega às livrarias de todo país pela Editora Planeta, tem como objetivo a partilha com o público de histórias de fãs da banda católica Rosa de Saron com as músicas da banda. “Não houve um dia sequer, em todos estes últimos anos, que não tenha chegado algum testemunho de alguém que teve sua vida tocada pelo doce toque do amor de Deus”, garante Rogério Feltrim, baixista da banda, responsável pelo livro.


3

Matéria de capa

SEXTA-FEIRA, 2 DE DEZEMBRO DE 2016 j WWW.ESHOJE.COM.BR

"Novos" Novos Baianos vêm aí O grupo, na formação original, se reúne para show inédito no Espírito Santo, dia 10 de dezembro MÁRCIA ALMEIDA cultura@eshoje.com.br

O

 N Baianos - Moraes Moreira, Baby do Brasil, Pepeu Gomes, Paulinho Boca de Cantor e Luiz Galvão – estão de volta. Eles se reúnem especialmente para a inédita turnê “Acabou Chorare os Novos Baianos se encontram”, que já passou por São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, e chega a Vitória. O palco será a Arena Vitória, no dia 10 de dezembro, às 23h. O sucesso do grupo começou nos anos 70, ápice da ditadura militar, no cenário da repressão e censura e moraram juntos por dez anos. Conforme retratado no trecho da música “Anos 70”, que leva o nome do período, um verdadeiro hino da época, apesar das dificuldades enfrentadas, eles acabaram “Deixando marcas na imagem e no som”. São raras as bandas que podem dizer que suas músicas atravessam gerações como os Novos Baianos. Seus trabalhos são atuais em todos os tipos de análises possíveis soam contemporâneos musical e historicamente. E essa renovação do grupo percebe-se também pela quantidade de fãs que o acompanham e estão em êxtase por poder ver a formação original reunida novamente. “É muito forte isso, eles entendem o que vivemos, sabem que a nossa música é fruto da nossa vida juntos. Queriam estar conosco naquela época. Eles amam essa proposta de viver em amor, harmonia e paz todo dia e que vivemos por 10 anos. Eles sabem que é possível e nos honram também por isso. Sabem que é algo único em todo o mundo. Eles sabem tudo de nós”, diz Baby do Brasil em conversa com ESHOJE2. Sobre o encontro do grupo, a cantora garante que eles tinham uma noção de que seria muito festejado, mas que as expectati-

DIVULGAÇÃO

vas foram superadas por tudo que já aconteceu. “A recepção a este trabalho está sendo maravilhosa. Temos tido o privilégio de ver a emoção o carinho e o reconhecimento de todos”, garante. O carinho do público tem emocionado o grupo de veteranos. “Ainda nos emociona muito, pois entendemos que esse é o tempo da colheita. Fomos reconhecidos muitos anos depois. As duas últimas gerações foram as que mais nos sacaram, eles se achegam a nós com muito amor e respeito e isso nos emociona muito”, afirma Baby. SUCESSO A Revista Rolling Stone convocou estudiosos, produtores e críticos para eleger os maiores discos da música brasileira de todos os tempos. “Acabou Chorare” foi eleito o melhor. A música dos Novos Baianos é única. A contemporaneidade da arte os torna atemporais. Os “novos” Novos Baianos permanecem tão joviais quanto em 1969, no show “O desembarque dos bichos depois do Dilúvio Universal”, o primeiro show do grupo. Talvez o destino tenha feito tudo isso pensado: o começo, o conceito, o hiato e a reencontro.

Baby, Luiz Galvão, Moraes Moreira, Paulinho Boca de Cantor e Pepeu Gomes formam os Novos Baianos

Para os capixabas   receber o show depois de um breve descanso do grupo. Será a apresentação que deu início a turnê, que estrou no Citi Bank Hall, em São Paulo. No repertório, sucessos c o m o “ B r a s i l Pa n d e i r o ” , “Acabou Chorare”, “Mistério do Planeta”, "Preta Pretinha”, “A Menina Dança”, “Swing do Campo Grande”, "O Samba da Minha Terra", entre tantos outros hits. Nessa nova etapa estão previstos mais 10 shows, podendo ir até depois do Carnaval.

“Tivemos muitos pedidos para levar o show para diversos lugares do Brasil”, comemora Baby. Além da continuação da turnê, os Novos Baianos também vão gravar um DVD e um CD para registrar esse encontro histórico. “Provavelmente vamos morar juntos por um período para compor algumas músicas novas e gravar o novo trabalho. Vai ser maravilhoso estarmos novamente juntos, como no Sítio de Jacarepaguá”, confidencia Baby do Brasil.

SERVIÇO Novos Baianos – Acabou Chorare os Novos Baianos se encontram

w L: Arena Vitória (Av. Marechal Mascarenhas de Moraes, 2100, Vitó-

ria)

w D: 10 de dezembro, às 23 horas

w I: 1º lote: Arquibancada Central A: R$80,00 (meia) e R$160,00

(inteira) - Arquibancada Central B: R$60,00 (meia) e R$120,00 (inteira) - Arquibancada Central C: R$60,00 (meia) e R$120,00 (inteira) - Arquibancada Lateral Direita: R$40,00 (meia) e R$80,00 (inteira) - Arquibancada Lateral Esquerda: R$40,00 (meia) e R$80,00 (inteira) - Pista Premium: R$90,00 (meia) e R$180,00 (inteira) - Mesa A: R$1.000,00 (mesa para 4 pessoas) w P de vendas: Arena Vitória, das 09h às 12h e das 14h às 17h, Jacklaine Joias (Shopping Vitória, Shopping Praia da Costa, Shopping Mestre Álvaro, Laranjeiras e Campo Grande), Acesso Vip Shopping Vitória e pelo site www.blueticket.com.br w C: 16 anos


4

Programe-se

SEXTA-FEIRA, 2 DE DEZEMBRO DE 2016 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Suzana Pires é MULTIMÍDIA moderna e versátil Atriz desembarca em Vitória com o espetáculo ‘De perto ela não é normal’, que será apresentado no Sesc Glória

DIVULGAÇÃO

MÁRCIA ALMEIDA cultura@eshoje.com.br

A

  Suzana Pires é concorrida. Multitalentosa, ela se divide nos papeis de atriz, autora, produtora, roteirista e, atualmente, co-autora da novela Sol Nascente, da TV Globo. Ainda assim encontra tempo para rodar o país com a peça ‘De perto ela não é normal’, que será apresentada em Vitória no dia 08 de dezembro. No monólogo ela dá vida a 10 personagens que representam força, fé, atitude, doçura e outras centenas de qualidades do perfil feminino. No espetáculo, que já foi visto por mais de 500 mil pessoas, a protagonista Suzi passa por diversos tipos de experiências que a ajudam a fazer suas escolhas de vida: a Robertinha (mulher casada), Daisy Maria (mulher inteligente), Claudiona (mulher de atitude), Naninha (mulher gostosa), Haramarishna (mulher iluminada), Maria Pia (mulher bem sucedida) e o fenômeno das redes sociais Tia Suely (a mulher livre). “Na peça sempre mudo detalhes, piadas e falas de acordo com acontecimentos daquela semana”, diz Suzana, que também assina o texto do espetáculo. Além de assistir a peça, o público capixaba é convidado a participar do “Encontro e Celebração” com a atriz ao final do show. Trata-se de um pequeno estúdio em que o público tira sua selfie com a atriz, tendo a opção de se caracterizar criando seus próprios personagens. REALIZAÇÃO Atualmente, Suzana integra a equipe de co-autores do novelista Walter Negrão na novela Sol Nascente, da Rede Globo. Mas

“Adote uma Estrela”

DIVULGAÇÃO Da intenção de contribuir com o trabalho realizado pela Fundação Beneficente da Praia do Canto e proporcionar um natal mais feliz para as 120 crianças, atendidas pela instituição, surgiu a campanha “Adote uma Estrela”.

A ação produzida pela Aldeia Marketing de Conteúdo para a concessionária Vitória Motors Mercedes-Benz envolveu a criação de bolas de natal com o símbolo da marca de carros de luxo alemã. Cada uma das bolas contou com informações das crianças para que fossem adotadas pelos convidados durante evento de lançamento, realizado no dia 5. Em 15 dias mais de 80 bolas já foram adotadas. Os presentes arrecadados serão entregues em evento de natal da concessionária, que irá contar com apresentação do coral da fundação.

Existe vida após comer o Mega Stacker 4.0

No monólogo, atriz dá vida a 10 personagens de diferentes humores esta não é sua primeira vez por trás das câmeras. Em 2010 e 2011 integrou a equipe de autores do programa de humor ‘Os caras de pau’. Entre 2006 e 2009, trabalhou para a Conspiração Filmes, na qual, além de assinar o roteiro do seriado ‘As pegadoras’, integrou a equipe de criação de programas de TV da produtora. Para ela, ver seu texto ganhando vida nas mãos de outros atores é gratificante. “Me realizo imensamente com isso. Não sei nem descrever em pa-

lavras essa emoção, só agradeço e me inspiro com o talento deles”, diz. Sobre as críticas em relação ao folhetim, ela garante tirar de letra. “Os críticos estão fazendo o trabalho deles e eu o meu. Cada um no seu quadrado, mas é revigorante receber uma crítica, mesmo que negativa, que provoque um diálogo, uma discussão, quando o crítico analisa horário, público da faixa e aí avalia a entrega de trama que está sendo feita”, declara.

Uma carreira premiada   com desenvoltura pela televisão, teatro e cinema. Nos folhetins, deu vida a personagens hilários, como a fogosa Ivonete, da novela Caras e Bocas, que logo caiu nas graças do público. No cinema, atuou em filmes como "Tropa de Elite", “Mulheres do Brasil”, "Polaróides Urbanas" e “O Cobrador”, além de ter sido única atriz brasileira convidada para participar do Sundance Direc-

BIANCA COUTINHO L bianca@eshoje.com.br

tors Lab - 2008, programa de apoio a artistas independentes coordenado por Robert Redford, sendo a co-protagonista do longa “Casa Grande”. Suzana também integrou o elenco do filme “A grande vitória”, que lhe rendeu o prêmio de melhor atriz na sétima edição do Los Angeles Brazilian Film Festival, reconhecido como um dos mais importantes festivais de cinema brasileiro fora do país.

SERVIÇO De perto ela não é normal - Comédia com Suzana Pires

w D:

08 de dezembro, às 20 h Teatro Sesc Gloria w I: R$ 40 (inteira) R$ 20 (meia entrada) w P de vendas: bilheteria do teatro de terça a domingo até às 20h. w L:

O Burger King lançou a campanha digital “O Efeito Mega Stacker” para promover o maior lanche da rede no Brasil, o Mega Stacker 4.0. Com uma proposta super divertida, o filme mostra um grupo de amigos curtindo a vida depois que

um deles come o Mega Stacker e entra em estado de êxtase. Ao som do funk “Um morto muito louco” o grupo vive diversas aventuras com o amigo “morto” até que ele volte ao normal. A campanha leva a assinatura da agencia DAVID.

Essa é a sua nova sintonia

A web rádio Transmissão está em funcionamento, em caráter experimental, sob a comunicação do radialista Sandro Gomes. O endereço para acesso é radiotransmissao.com.br. Vale conferir essa nova sintonia!

Alimentação orgânica para crianças

O designer paulista Thiago Pereira é quem assina a criação da logo da Yom Yom! Comidinha Orgânica, da Sylvia Bumachar. A colher representa um elemento fundamental em todo o processo de alimentação infantil e até de introdução à coordenação motora, e a árvore simboliza a importância dos alimentos saudáveis, naturais e orgânicas. Já a escolha do nome brinca com a onomatopeia de uma sensação de satisfação ao experimentar uma comidinha gostosa, mas do ponto de vista da criança.


5

SEXTA-FEIRA, 2 DE DEZEMBRO DE 2016 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Social

Bianca Coutinho bianca@eshoje.com.br

Lá vem o verão...

WANDERSON LOPES

Daniela Barreto criou uma coleção de verão para a sua Empório Life e lançou, em alto nível. Em parceria com a Hagaef, desenvolveu a estamparia exclusiva da “Sal, sol e mar”, recheada de saídas de praia, bodys, lounge wear e vestidos. LEONARDO GURGEL

Diego Gripa, Barbara e Samara Krohling, e André Benkei na abertura do Substância em Vila Velha

Encontro. Está marcado para 09 e 10 de dezembro, Dani Barreto, com um dos modelos sensação da campanha Resort 2017 Em sua terceira coleção, Dani escolheu o flamingo como símbolo da campanha, já que, assim como as peças da grife, o animal reflete beleza e delicadeza e remete ao clima de pool party ao estilo californiano. Peças suaves e sensuais em contraponto à típica fluidez foram destaques com em looks nos tons nude, rosé, pre-

Falando nisso...

to e branco. O toque final ficou por conta dos babados, conferindo movimento às peças. Escolhidas a dedo, as modelos-clientes-it-girls, já costumam fazer fotos para as campanhas da loja, cuja tal foi fotografada pela Lari Dias, na Ilha do Frade. CAMILA BAPTISTIN

... o alto verão 2017 das irmãs Hinglyd e Heglay Fonseca chegam com tudo nas lojas Açúcar Moreno. Intitulada de “A-mar” as novidades são cangas, bodys e saídas de praia exclusivas. “Criamos peças com print da marca, estampas e design exclusivos”, conta Hinglyd.

o movimento Jardim Coletivo, encontro de economia criativa, no espaço físico do salão Studio Prime, em Jardim Camburi. Exposição, workshop de maquiagem, foods trucks, entre outros estão confirmados.

Autógrafo. Jorginho Santos convida para o coquetel

do lançamento de seu livro “40 Anos de Colunismo”, dia 08, na Audi Center Vitória. Um momento de comemoração e encontro de várias personalidades capixabas.

Expansão. Raquel Tresmann promete abrir uma nova Agoraa Hortifruti, em fevereiro, na Praia do Canto, Vitória. A proposta é de produtos exclusivamente orgânicos.

Enquanto isso... O Banco do Brasil aprovou a redução

de agências em todo país, até o final de 2017, alegando queda de lucros. Por aqui, o Banestes continua comunicando lucros recordes, aberturas de novas agências e por aí vai. E quanto ao dinheiro dos “aventureiros do Etanol”?

Visita técnica. As irmãs Alessandra e Carla Maria-

RAFA TEX

nelli e o arquiteto Eduardo Trigo estiveram no Clube A, para uma visita técnica e trocas de ideias. Vem coisa bonita por aí!

Festa da posse. Diego Lobato vai comemorar um

ano da Vitória Harley-Davidson, sábado (3), com shows, espaço food & beer, área kids e passeio de volta à ilha com os harleyros. Durante a comemoração acontece a posse da nova diretoria do H.O.G Chapter Vitória.

Capixabão 2017. A Federação Capixaba de Futebol

lançará o campeonato estadual de 2017, dia 13, no Palácio Anchieta. Essa data hein, sei não! Tomara que emplaque.

Solidariedade. A edição de Natal da Loja Vazia, do

Hinglyd Fonseca ‘modelou’ no editorial da coleção A-mar

Raquel e Miquele Tresmann inauguraram rede de hortifruti no Estado com lojas em Laranjeiras, na Serra, e Campo Grande, em Cariacica. Na rede as seções de açougue, padaria, cereais e mercearia, são supervisionados por nutricionistas

Shopping Vitória está de volta. Mariana Buaiz convidou Danilo Leonel para ser o embaixador do espaço neste sábado, das 18 às 20 horas. O economista contará com o apoio da Japa San, Farmácia Alquimia, American Coffee Cake e da Heliany Brigadeiros.

Feliz aniversário para Lucia Marins e Felipe Bel-

trane (02); Thaís Livramento e Carla Pedreira (03); Erika Bragatto Rebuzzi, Luany Lima, Ada Bortoluzzi e Amaro Neto (04). Parabéns!!!


6

SEXTA-FEIRA, 2 DE DEZEMBRO DE 2016 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Palcos e Atores cacaumonjardimphd@yahoo.com.br L

N

Cacau Monjardim FOTOS DIVULGAÇÃO

o dia 5 de dezembro, em homenagem ao Dia Mundial da Propaganda - cujo dia, de fato é 04/12 -, estaremos lançando a publicação “Turismo – O começo e o Sonho”. Com apoio do Sindicato das Agencias de Propaganda, trata-se de um documento que produzimos para resgatar um dos mais importantes ciclos do nosso processo de desenvolvimento e afirmação, cobrindo o período 1967/1975, A Pousada dos grandes eventos quando estivemos presidindo os destinos da EMCATUR (Empresa Capixaba de Turismo), criada no Governo de Christiano Dias Lopes, pela Lei Delegada nº 7.

Literatura

O nosso Estado vem vivendo, contra todas dificuldades tradicionais, um bom momento em torno de leitura, de lançamentos de obras, reuniões técnicas, artigos e comentários da mídia, com o ganho de crescentes espaços. Leio artigo de Anaximandro Amorim, defendendo com total conhecimento e clareza, a importância de valorizar os nossos escritores. Focando um conhecimento sobre a nossa legislação fiscal sobre livros e livrarias, Anaximandro aponta o elevado grau de impostos estaduais sobre a literatura. E preciso corrigir essa distorção o mais rápido possível. A relação livraria, escritor e Governo deve entrar na mesma sintonia fiscalizadora justa e fundamental para que as nossas livrarias aceitem livros de autores capixabas, sem correrem os riscos de elevada tributação. Estou com Anaximandro, certo de que a cultura capixaba merece este voto de confiança.

Destaques

Esta legislação, ao lado de outras, iniciou o corajoso e competente processo de mudança das estruturas arcaicas do velho Estado. Registro este aspecto, sobretudo, porque ele reflete o nascimento de uma empresa e de uma filosofia turística que secundava, no país, o próprio nascimento da EMBRATUR, um ano antes. Fomos o primeiro Estado a criar uma empresa de turismo, em moldes modernos, sob planejamentos dentro da nossa realidade socioeconômica.

Autógrafo Durante a tarde de autógrafos, no dia 5, no Centro da Praia Shopping, que mantém sua tradicional viabilidade no segmento, a partir das 16 horas estaremos por lá, abraçando os amigos e principalmente esta nova e numerosa geração que está freqüentando os novos cursos de turismo e gastronomia oferecidos pelas nossas principais Faculdades e Universidades. Ao lado do lançamento, também estará a disposição dos interessados, o livro “Memória da Propaganda”, posters e folders sobre uma tarde de promoção e afirmação das potencialidades estaduais. Também estaremos distribuindo um conjunto de receitas da culinária capixaba.

Aeroporto

Tudo que se refere ao nosso sonhado aeroporto tem sido por mim registrado no curso dos últimos 16 anos. É realmente uma novela do tamanho daquela histórica “O direito de Nascer”. Noticiamos, recentemente que um grupo francês – Leroy Merlin – estava interessado em abrir uma avenida de lojas especializadas em material de construção e decoração em área do nosso aeroporto. Isto ao lado de interesse anunciado pelo grupo da CVC, um dos mais conceituados no setor de turismo, viagens e hotelaria. Tudo isto – anotem – após a conclusão das atuais obras, que antecederão o processo de privatização do aeroporto. Todas as informações têm sido acompanhadas em Brasília pela senadora Rose de Freitas. Isto está me parecendo mais um complicador.

Historia

Uma das mais importantes obras históricas e resgatadoras das ações de todos os mais recentes governadores do Espírito Santo ganham expressão na obra lançada pelo escritor e membro do Instituto Histórico, Paulo Stuck Moraes, cobrindo todos os governadores do Espírito Santo, de 1535 a 2016. Repleta de dados e fatos inéditos, ele empresta uma nova força ao estudo e a pesquisa da própria historiografia capixaba. É bom colocar, após ler, este volume na sua biblioteca tradicional.

PH: ganhando o respeito nacional

PP: experiência e gestão pousaram em Pedra Azul Com competência, simpatia e visão de futuro, o prisedente da Petrobras, Pedro Parente, disse: “o meu Estado, Rio Grande do Sul, inveja o comportamento e a ação do governador capixaba”. Ele sucede na sua avaliação, declaração pioneira do empresário Ivan Zurita, presidente da Nestlê, que aqui declarou, respeitado o mesmo conceito: “O Espírito Santo poderia emprestar o seu Governador ao Brasil”. E tem mais gente na fila.

Lideranças

Na Pousada Pedra Azul, que vem liderando os grandes acontecimentos sociais e empresariais, foi realizado um importante encontro de lideranças do Estado, contando com a presença, em grande destaque, do atual presidente da Petrobrás, Pedro Parente, anunciando investimentos de alguns bilhões, nos próximos anos, no Espírito Santo. Destaque, ainda, para o pronunciamento do governador Paulo Hartung e para a palestra-conferência da competente Ana Paula Vercovi, Secretária do Tesouro Nacional, além de convidados especiais. Mas, não se pode deixar de destacar, em termos nacionais, como participantes dos debates de alto nível e inegável importância para o Espírito Santo e o Brasil, as presenças da economista Zeina Lafit, Gilberto Occhi, presidente da Caixa Econômica Federal, Rodrigo Maia e a jornalista Dora Kramer, comemorando o seu ingresso na equipe da Revista Veja. Todos – destaco – impressionados com a beleza da Pedra Azul, detentora do terceiro melhor clima do mundo. Isto para não falar na culinária da região e, na passagem pela Ilha, a nossa imbatível moqueca.

"Turismo Capixaba": Lançamento dia 5 às 16 horas no Centro da Praia Shopping


7

SEXTA-FEIRA, 2 DE DEZEMBRO DE 2016 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Moda

Lorena Vago

lorena@eshoje.com.br

Eles reinam absolutos no verão

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Sempre à mão, no verão são os óculos de sol que reinam absoluto. Os acessórios já viraram parte obrigatória do visual. Sem contar que são imprescindíveis nos dias mais ensolarados, pois muito além de diferenciais no look, ajudam a proteger os olhos contra os raios UV. Os óculos de sol seguem as principais tendências da moda e estão passando, recorrentemente, por diversas mudanças, levando em conta as cores e temas do momento. Para essa temporada, não é diferente. Os modelos chegam com formatos ousados, expressando vivacidade, movimento e ousadia para os

mais diversos estilos. Assim que o inverno chega ao fim, as fashionistas já aparecem nas ruas com os modelos queridinhos para a estação seguinte. Entre eles estão armações coloridas, formatos irregulares e divertidos, em tamanhos maxi ou mini, lentes espelhadas e muitos outros detalhes.

Não podemos esquecer ainda dos modelos que fazem referências às duas décadas que estão em alta, os anos 80 e 90. Rihanna inclusive, em sua coleção cápsula para Dior ousou num modelo futurista inspirado num personagem de “Star Trek”. Escolha seu modelo preferido e se proteja com muito estilo! Rihanna e sua coleção para Dior; vermelho da T-Charge; modelo gatinho verde Helena Bordon para Dona Santa; com detalhes dourados Jimmy Choo para Óticas Paris

Inspiração francesa O Boticário foi buscar no Sul da França um toque especial e autêntico para criar My Lily, novo eau de parfum da marca. Além do enfleurage de lírios, o lançamento traz a flor de Narciso, que cresce espontaneamente nos campos franceses e dá um toque de fresco para esse floral verde. My Lily tem a assinatura do perfumista francês Clemente Gavarry e traz sofisticação em cada detalhe.

Batom ou Blush? Produto bom é aquele que é versátil e você escolhe como vai usá-lo. O chamado Chubby, da SD Make-up, é batom e blush num único bastão. São duas funções que promovem acabamento perfeito com efeito natural matte. Sua fórmula, enriquecida com hidratantes e emolientes, previne o ressecamento da pele. O Chubby pode ser encontrado na Sobrancelhas Design Jardim Camburi.

Hidratante refrescante

Thássia Naves com aviador de lente espelhada bicolor; de armação furtacor Maria Dolores by Aglaia Pavan; redondo com ponta gatinho Atitude para Go Eyewear e modelo com aplicação de cristais Miu Miu

Que o chá verde funciona como um excelente detox para o organismo todo mundo sabe, mas você sabia também que as substâncias contidas na erva/iguaria também são poderosas aliadas para a pele? Além de trazerem uma deliciosa sensação refrescante, cosméticos à base de chá verde também são excelentes hidratantes, além de terem ação antioxidante. Eles também ajudam a evitar alergias tópicas por contato e até a repelir bactérias que causam espinhas. A Leite de Rosas, desenvolveu um delicioso hidratante corporal refrescante que combina chá verde e erva doce, ideal para deixar a pele saudável, cheirosa, bem fresquinha e muito mais bonita!


8

SEXTA-FEIRA, 2 DE DEZEMBRO DE 2016 j WWW.ESHOJE.COM.BR

Sabor ES

Marcella Salles

Porque comer com prazer é ainda melhor!

nutrisalles@hotmail.com DIVULGAÇÃO

Apimente o seu paladar Receitas poderosas, gostosas e nutritivas, são bem temperadas. Alimentação saudável tem gosto de verdade, ou seja, não usa temperos industrializados. Na coluna anterior vimos os cuidados com o consumo do sal. Pois saibam que temperos naturais substituem o sal de cozinha.

Comida bem temperada, não quer dizer com excessos, mas com boas escolhas e sal na medida

SAL DE ERVAS

Ingredientes: w1

colher (sopa) de alecrim desidratado colher (sopa) de salsinha desidratada w 1 colher (sopa) de manjericão desidratado w 1 colher (sopa) de orégano desidratado w 1/2 xícara (chá) de sal rosa (ou sal marinho) w1

Modo de preparo: w Misturar

bem todos os ingredientes e guardar em pote de vidro.

As ervas podem ser usadas em todas as preparações e refeições, dando um sabor diferenciado aos alimentos. Uma das principais vantagens é uma comida bem temperada é rica em substâncias antioxidantes, prevenindo contra o envelhecimento precoce, auxiliando na melhora da circulação sanguínea, na digestão e são excelentes para o bom funcionamento do organismo. Temperos e ervas contêm uma boa quantidade de sais minerais, como potássio, manganês, ferro e magnésio. O potássio é um componente importante de células e fluidos do corpo que ajuda a controlar a frequência cardíaca e a pressão arterial. O manganês é usado pelo corpo como um co-fator para a enzima antioxidante superóxido dismutase. Podem ser categorizados como: folhas das plantas aromáticas incluem a folha de louro, alecrim, tomilho entre outras. “Frutos ou sementes” incluem funcho, coentro, mostarda e pimenta do reino. Raízes e tubérculos incluem alho, cúrcuma, gengibre entre outras. Todos contêm

uma impressionante lista de compostos químicos e derivados de plantas, sendo conhecidos por prevenir doenças com propriedades promotoras de saúde. Os princípios ativos das ervas e temperos podem aumentar a motilidade do trato intestinal, como também aumenta o poder de digestão por enzimas de estimular secreções gastrointestinais copiosas. Tomilho por exemplo, pode ser usado como um antisséptico para o tratamento da cárie e gengivite. Além de saudáveis, as ervas, podem ser fervidas com água e utilizadas por via oral para o tratamento de resfriados, gripe, febre leve, indigestão, dores de estômago e cólicas menstruais. Também são conhecidos por ter anti-helmintos naturais (controle de infestação por vermes) função em medicamentos tradicionais. Temperar os alimentos com as ervas vai muito além de gosto: os temperos dão perfume, deixam tudo mais saboroso, além de gerar cor, ser uma composição natural e ainda possuir diversos benefícios para a saúde.

Jornal ESHOJE_621  

O 13º salário injetará cerca de R$ 3 bilhões na economia do Espírito Santo, podendo ajudar as mais de 87 mil famílias endividadas a acertare...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you