Page 1

Ei,Táxi

ANO III . Número 37 . SETEMBRO 2013 . Salvador-BA

A voz de todos em uma só voz.

Setembro 2013. Salvador - Bahia | ANO III - nº 37

www.eitaxi.com.br

Edição mensal. Distribuição Gratuita. 10.000 exemplares

Sinditaxi está na mira de Ministérios Públicos

Provocados, os Ministérios Públicos Estadual e Federal poderão investigar denúncia contra o Sindicato dos Condutores Autônomos de Veículos Rodoviários de Salvador (Sinditaxi). Além de cobrar indevidamente um valor superior ao determinado pelo Ministério do Trabalho e Emprego para a Contribuição Sindical 2013, a entidade terá que explicar porque os valores arrecadados eram depositados em uma conta bancária que não lhe pertence. Por isso, a Justiça determinou o bloqueio de R$ 132 mil pagos por taxistas. Só que o dinheiro sumiu e pode virar caso de polícia. Pág. 09 Foto: Ei,Táxi

Semut ensaia o enroleicho Taxistas cobram da prefeitura cumprimento de promessas, como reajuste da tarifa e o novo Setax que deveria vigorar em 30 de julho último Pág. 13

Faltam fiscais na Getax A Getax continua operando com número reduzido, o que dificulta o trabalho desses profissionais e prejudica os taxistas

Pág. 10

Esses veículos abandonados em frente ao Sinditaxi podem ser compradados ao que a entidade faz pela categoria

Vereador quer o fim das locadoras de táxis

O veredaor Odiosvaldo Vigas (PDT) tenta aprovar na Câmara Municipal de Salvador, um projeto que veda o repasse de alvarás para empresas e quer o fim das locadoras de táxis na capital baiana. Pág. 08

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

Café da manhã com negócios Guebor Toyota promove café da manhã e apresenta a tecnologia da marca aos taxistas da Atalema, no aeroporto

Pág. 12


Ei,Táxi

www.eitaxi.com.br

Editorial Mais um ano Chegamos aos três anos de vida e até parece que foi ontem que tudo começou. Pois bem, após uma caminhada de muito empenho, criatividade e vontade, o Ei, Táxi atinge esta marca importante. Não só alcançar esta marca está sendo uma realização, mais chegar amadurecendo, crescendo, literalmente, é muito melhor. Quando idealizamos o projeto e arregaçamos as mangas, sabíamos que enfrentaríamos adversidades como a maioria dos negócios. Contudo, as barreiras que esperávamos nada mais eram do que desafios a serem superados e comemorados, posteriormente. Para retribuir a sua confiança, amigo taxista, e auxiliar ainda mais os nossos anunciantes que ofertam serviços e benefícios para a categoria, comemoramos com novidades para ambos os parceiros. A partir desta edição, 37ª, um novo projeto gráfico, assinado pelo profissional Paulo Braga. Mais ainda, um novo formato, Berliner, mais prático, bonito e gostoso de ler. O Berliner (ou Germânico) foi criado na Europa e introduzido no mercado nacional, há cerca de sete anos, por grandes

impressos do Brasil. Agora, chegou a vez do Ei, Táxi seguir uma tendência que trouxe benefícios não só para os anunciantes, os quais ganharam em espaço, mas também, e principalmente, para o nosso leitor fiel, você, amigo taxista, com mais conteúdo. As novidades contemplam também a logística do Ei, Táxi. Além da tradicional distribuição, ponto a ponto, a categoria poderá pegar os exemplares em expositores, os quais estarão espalhados pela cidade em pontos estratégicos. Inicialmente, serão vinte pontos de apoio, mas, em breve, nosso objetivo é ampliar esse número. Nesta edição, publicamos a relação dos locais que você poderá pegar o seu Ei, Táxi. Portanto, não só o Ei, Táxi tem a comemorar, mas os nossos parceiros que apostam num projeto que caminha em busca de melhorias. Respeito ao nosso leitor e à confiança do nosso anunciante. São com estes princípios que norteamos a nossa missão e visão, onde pretendemos nos tornar o veículo de comunicação referência quando se fala em táxi na Bahia. Muito obrigado parceiros, taxistas e anunciantes

Adriano Rios adriano@eitaxi.com.br Fazendo a sociedade conhecer os nossos problemas e anseios,

estaremos compartilhando os nossos objetivos e colaborando

para uma cidade melhor. Após a sua leitura, ofereça o seu Jornal Ei, Táxi ao passageiro, amigo ou familiar.

Construa o Ei, Táxi conosco. Envie sua mensagem, entre em

contato pelos canais 71 3498-9731 | 9152-2172 | jornalismo@ eitaxi. com.br e www.eitaxi.com.br

Expediente CNPJ: 12.987.045/0001-80 Diretor Executivo e Editor: Adriano Rios - CRA 2-00306, Jornalista: Clécio Max - DRT-BA 1279 , Revisão: Anariel Rios, Diagramação: Abel Marcelino, Edição: mensal Tiragem: 10.000 exemplares Distribuição Gratuita em toda Salvador e região metropolitana. Impressão: A TARDE. O conteúdo das colunas, dos anúncios e in- formes publicitários são de responsabilidade dos autores e não, necessariamente, expressão a opinião do jornal. Comercial: (71) 3498-9731 / 9116-5095 / 9152-2172 comercial@ eitaxi.com.br. Jornalismo: jornalismo@eitaxi.com.br.

02

ANO IIIANO . Número 37 . SETEMBRO 2013 .2013 Salvador-BA III . Número 36 . Agosto . Salvador-BA

Ei, Táxi agora conta com expositores pela cidade A partir de agora, vai ficar mais fácil pegar o seu jornal Ei, Táxi. Além da tradicional distribuição, ponto a ponto, os exemplares estarão disponíveis em expositores, em pontos de apoio (PA), espalhados pela cidade. Inicialmente, serão contemplados postos de combustíveis com GNV e com fluxo de táxis, além de estoques de filas. Fique atento onde você, amigo taxista, poderá descolar o seu Ei, Táxi: Aeroporto: Posto Coopmetro Paralela/Aeroporto:Posto BR (Alphaville) Paralela/Rodoviária: Posto BR no fim da Paralela Rodoviária: Estoque da fila Av. ACM: Posto Mataripe em frente à Rodoviária Iguatemi: Estoque da fila Av. Tancredo Neves: Posto Escola Jardim Armação: Posto Coopmetro Pituba: Posto BR da Orla Amaralina/Rio Vermelho: Posto Gás Online Amaralina/Pituba: Posto Gás Online Federação: Posto Coopmetro Bonocô/Iguatemi: Posto Menor Preço Bonocô/Iguatemi: Postos Mataripe Bonocô/Comércio: Posto Metrô Av. Heitor Dias: Posto Gás Online Ferry Boat: Início da fila Rua Nilo Peçanha: Posto Coopmetro BR 324 (Salvador/Feira): Posto BR Após o Porto Seco Av. Luís Eduardo Magalhães: Posto Shell

ANO III . Número 37 . SETEMBRO 2013 . Salvador-BA

EDITORIA 03


04

superação

ANO III . Número 37 . SETEMBRO 2013 . Salvador-BA

Taxistas falam dos três anos do Ei,Táxi O Ei, Táxi, único jornal exclusivamente voltado para os taxistas, completa três anos de muita informação e luta ao lado destes profissionais, que continuam reivindicando dos poderes públicos, especialmente a Prefeitura de Salvador, um pouco mais de atenção para seus anseios e necessidades. Abaixo, temos depoimentos de integrantes desta importante categoria, parceira do periódico, que, apesar do pouco tempo de estrada, já tem muita história para contar. Especialmente sobre as conquistas que os profissionais da praça vêm acumulando nos últimos anos. A todos os taxistas o Ei, Táxi agradece a parceria e confiança em nossa linha editorial. Continuaremos juntos, por muito mais anos. Isso é fato.

“A categoria não tinha um veículo de comunicação dessa importância. O jornal é imprescindível para o taxista, que fica informado quando ler o Ei,Táxi” Mário Lima (SBT)

“Através do Ei, Táxi a categoria fica informada e as empresas conseguem se comunicar com o taxista. Sem esquecer que o jornal leva aos gestores públicos as reivindicações dos taxistas” Fernando Eugênio (VIP Táxi)

“É um meio de comunicação importante para o taxista, que deve criar o hábito de ler o jornal quando ele chega às ruas. Sempre traz informações importantes para a categoria” Gilberto Silva (Coastaxi)

“Veículo com comunicação voltada para o segmento táxi, que deixa a categoria sempre informada. Isso é muito bom” Marcos Gondim (Elitte)

“O Ei, Táxi tem sido muito importante para o taxista. Enquanto o poder público não nos dá a atenção devida, o jornal faz um excelente trabalho pela categoria. Através dele, podemos falar sobre os nossos problemas e anseios. Parabéns!” Reginald Cohim

“O Ei, Táxi é o único jornal que representa o taxista hoje. Está sendo imprescindível na vida do taxista, pois traz informações sobre a categoria informando aos gestores públicos nossas reivindicações” Vicente Barreto (Coometas)

“Apesar do pouco tempo no mercado, o Ei, Táxi tornouse um meio de informação importante para a categoria. Tem credibilidade entre os taxistas” Heleniel Fernandes (Comtas)

“Pergunte ao taxista e você ficará sabendo da importância do Ei, Táxi. O jornal está ao lado da categoria, informando e defendendo seus interesse junto aos órgãos públicos” Ruy Santos “Os taxistas de Mata de São João, Camaçari e Praia do Forte ficam me perguntando quando a nova edição do Ei, Táxi vai sair. O jornal deixa a categoria informada e defende seus interesses. Um veículo de grande importância para o taxista” Edson Fernandes (Sintac/Camaçari)

ANO III . Número 37 . SETEMBRO 2013 . Salvador-BA

EDITORIA 05


06

ANO III . Número 37 . SETEMBRO 2013 . Salvador-BA

ANO III . Número 37 . SETEMBRO 2013 . Salvador-BA

EDITORIA 07


08

política

ANO III . Número 37 . SETEMBRO 2013 . Salvador-BA

Projeto de lei quer o fim das locadoras de táxi

Foto: Divulgação

Projeto de lei que vereador Odiosvaldo vigas (PDT), que tramita na Câmara Municipal de Salvador, tem como objetivo acabar com as frotas de táxi que exploram o serviço na capital baiana. Com o projeto, o edil pretende vedar a concessão de alvarás a pessoas jurídicas. “A exceção seriam as cooperativas”, diz o pedetista, que também questiona a forma como as empresas existentes (10 no total) tratam os taxistas diaristas. Há profissional que considera a relação como a de patrão e escravo. Para Odiosvaldo Vigas a proposta reflete sua preocupação com a realidade social dos vários taxistas. “Destina-se a corrigir os absurdos e distorções observadas no cotidiano do setor de táxi. O abuso das empresas frotistas para com o motorista de táxi diarista tornou-se crescente. A relação motorista X empresa, antes considerada como relação de emprego, tornou-se desproporcional e despropositada”, alerta.

O vereador ressalta ainda as distorções verificadas no segmento táxi, justamente por conta “da descaracterização da relação de emprego por parte das frotas, que firmam com os motoristas contratos de locação de veículos”. Odiosvaldo Vigas lembra que “o antigo taxista empregado de frota tornou-se locatário, obrigado ao pagamento de elevadas diárias, as quais impõem jornadas de trabalho degradantes e exaustivas, que chegam a 15 ou 16 horas diárias”. Ainda sobre o projeto, o vereador afirma que a proposição sugere que os termos de permissão e alvarás de circulação e estacionamento das pessoas jurídicas terão duração de seis meses, a contar da data da publicação da nova legislação, sendo automaticamente revogados após esse prazo. “Sem que disso decorra qualquer direito oponível à administração pública”. “Os alvarás de Circulação e Estacionamento

que forem revogados serão emitidos por meio de seleção pública para pessoas físicas, motoristas e cooperativas”. O parlamentar frisa que, para participar do processo de seleção o candidato não poderá ter outro alvará para táxi, bem como qualquer outra permissão ou concessão para operar modalidade de transporte de passageiro ou de carga. Odisovaldo Vigas destaca ainda que a regulação ideal do setor requer homogeneidade dos regimes de prestação de serviço. Um número considerável de taxistas prestam serviços no sistema de frotas, enquanto os demais são motoristas profissionais autônomos. Para a seleção pública dos profissionais que terão direito aos novos alvarás, contará pontos a experiência no ramo. Resta agora a Câmara desengavetar o projeto, promover discussões sobre ele e votá-lo. O alvará dos táxis de locadoras começa com a letra B

Locadoras teriam feito pressão Após discussão que envolveu técnicos da Secretaria de Urbanismo e Transportes (Semut) e taxistas, surgiu o texto final que seria o novo regulamento para Serviço de Táxis e Transportes Especiais de Passageiros (Setax), para substituir

o que está em vigor desde 1992. “A prefeitura prometeu enviar uma cópia aos taxistas integrantes da comissão que participou dos debates e que no dia 30 de julho o Setax entraria em vigor. Nem uma coisa, nem outra. Há quem garanta que as locadoras de

táxis fizeram pressão para alterar partes do texto do novo Setax, de forma a serem beneficiadas. A categoria não vai aceitar isso”, denuncia um taxista que, por temer represálias, pediu para não ser identificado. “Um dos pontos ac-

ertados é que as locadoras não receberiam mais alvarás da prefeitura. Diante disso, os empresários que exploram o serviço de táxi, concorrendo de forma desproporcional com o taxista, fizeram pressão e conseguiram alterar pontos anteriormente ac-

ertados para o Setax”. A fonte disse ao Ei, Táxi que a categoria já se mobiliza para dizer não a alterações no Setax que venham prejudicar o taxista e beneficiar o empresariado.

justiça

ANO III . Número 37 . SETEMBRO 2013 . Salvador-BA

Coastaxi requer do Ministério Público que investigue Sinditaxi O que começou com um pedido de liminar para garantir aos taxistas de Salvador pagar a Contribuição Sindical 2013, no valor de R$ 5,70 e não os R$ 60, cobrados pelo Sindicato dos Condutores Autônomos de Veículos Rodoviários de Salvador (Sinditaxi), evoluiu para determinação de bloqueio da conta corrente número 294179-1 na agência 1449-4 da Caixa Econômica Federal. E não para por aí, o advogado Cleifson Dias Pereira, que representa a Cooperativa Associativa de Assistência dos Taxistas (Coastaxi), autora da ação, requereu ao Ministério Público (Estadual e Federal) que proceda investigações sobre como o Sinditaxi vinha agindo na cobrança da Contribuição Sindical, uma vez que o dinheiro pago por taxistas estava sendo depositado em uma conta bancária que não pertence ao Sinditaxi. Com a determinação do bloqueio da conta bancária, o objetivo da Justiça foi o de assegurar que os R$ 132 mil pagos indevidamente por taxistas fossem bloqueados para garantir a devida restituição. Aí vem o mais interessante: a conta do Sinditaxi está zerada. “O dinheiro cobrado dos taxistas que pagaram a contribuição para fazer a vistoria anual do táxi foi desviado para uma conta da Associação dos Taxistas

da Bahia (ATB), cujo presidente é o mesmo presidente do Sinditaxi, Carlos Augusto Ramos Dias, o Assanhaço”, denuncia Gilberto Silva, presidente da Cooperativa Associativa de Assistência dos Taxistas (Coastaxi). Também indignado está Mário Lima, presidente da Salvador Bahia Táxi (SBT), que ingressou na Justiça ao lado da Coastaxi. A liminar garantindo aos taxistas o pagamento de apenas R$ 5,70 pela Contribuição Sindical foi deferida pela juíza Maria da Graça Antunes Varela, da 28ª Vara do Trabalho de Salvador, que também entendeu ser necessário bloquear o dinheiro já pago por alguns taxistas. A juíza também obrigou o Sinditaxi a se abster de emitir boletos para pagamento da contribuição no valor de R$ 60. Outra decisão da magistrada foi endereçada à Gerência de Táxis e Transportes Especiais (Getax), que terá que aceitar, durante a vistoria do táxi, o boleto pago com o valor de R$ 5,70 e não o de R$ 60 como queria impor o Sinditaxi. Lembrando o Artigo 578 da Constituição Federal, a juíza fez ver ao Sinditaxi que não lhe cabe determinar o valor a ser cobrado para a Contribuição Sindical, o que é competência da União. “Acompanhamos o oficial de Justiça até a agência da Caixa, na Ladeira dos Bandeirantes, onde ficamos

09

Foto: Ei,Táxi!

Os R$ 132 mil arrecadados com a Contribuição Sindical superfaturada foiram depositados em conta bacária que não pertence ao Sinditaxi

sabendo que a conta do Sinditaxi estava zerada e que o dinheiro arrecadado indevidamente estava sendo depositado na conta da ATB”, ressalta Gilberto Silva, para quem a questão já passa a ser de investigação policial. “Acredito que o Sinditaxi terá que prestar explicação ao governo federal sobre os repasses dos percentuais devidos da arrecadação com a Contribuição Sindical. Há quem acredite que o Sinditaxi recolhia R$ 60, mas fazia os repasses com base no R$ 5,70. E, pelos visto, isso é apenas o começo de muita coisa errada que deverá ser

descoberta”, frisa o presidente da Coastaxi. Para garantir a redução do valor da Contribuição Sindical o Ministério Público do Trabalho na Bahia firmou com o Sinditaxi um Termo de Ajuste de Conduta (TAC). Ficou determinado ainda que os taxistas que pagaram R$ 60 devem cobrar diretamente do Sinditaxi, caso queiram receber a diferença paga a mais. “É muito estranho o MPT firmar um TAC prevendo obrigações que já tinham sido determinadas em reuniões anteriores envolvendo taxistas e o

Sinditaxi. Desde março que o MPT sabia das ações do Sinditaxi e ficou inerte, não apurou nada. O Sinditaxi e a Getax descumpriram determinações judiciais e ao meu ver, essa questão não poderia ser objeto de um TAC e quem errou deveria ser punido”, destaca o advogado Cleifson Dias Ribeiro.

ISENÇÃO TOTAL

IPI E ICMS

•6º BANCO TRASEIRO SUPLEMENTAR LADO PASSAGEIRO •CHAVE CANIVETE •AR CONDICIONADO •HSD – AIR BAG DUPLO E ABS COM EBD •COMPUTADOR DE BORDO •TRAVAS ELÉTRICAS •VIDRO ELÉTRICO DIANTEIRO •KIT XINGU •RÁDIO CD MP3/WMA

Oferta válida até 15/10/2013. Venda sob encomenda. Carros não disponíveis no estoque.

TELEVENDAS >

@CresautoFiat

/CresautoFiat


10

Infraestrutura

ANO III . Número 37 . SETEMBRO 2013 . Salvador-BA

Getax precisa ampliar número de fiscais A falta de fiscais da Gerência de Táxi e Transportes Especiais (Getax) prejudica bastante o trabalho dos taxistas, principalmente por conta da atuação irregular e inescrupulosa de alguns integrantes da categoria que aproveitam a ausência de fiscalização para, por exemplo, furar a fila. Na fila do Shopping Iguatemi esses “profissionais” se aproveitam da irregularidade na presença dos fiscais para tirar vantagens. “A fiscalização precisa ser continua, de segunda a sábado, do momento em que o shopping abre às 9h até quando fecha às 22h. Tem taxista que não respeita os

diretos dos colegas e abusam. Se reclamamos podemos ser até mesmo agredidos. Por isso, precisamos muito da presença constante da fiscalização”, diz Manoel Santos (A-3043). Na verdade, a Getax conta com um número reduzido de fiscais e isso sempre foi colocado durante as duas administrações do exprefeito João Henrique (PP), que passou pelo cargo e nada fez para mudar essa situação. Por conta disso, absurdos continuam acontecendo, como a bagunça generalizada na região do Porto de Salvador durante a chegada de navios com turistas e durante a realização de grandes shows musicais na cidade.

Questionado pelo Ei, Táxi, o secretário municipal de Urbanismo e Transporte, José Carlos Aleluia, disse ter conhecimento da situação e que “o aumento do número de fiscais somente poderá ocorrer mediante a realização de concurso público”. Ainda de acordo com Aleluia, “para os eventos mencionados, são remanejados fiscais de outras áreas para reforço operacional”. O que, já ficou comprovado, não vem funcionando como esperado pelos taxistas.

Thelma Calasans

thelma@calasansconsultoria.com.br

Foto: Ei,Táxi!

Há anos na profissão, Manoel ressalta a importância da fiscalização da Getax

Foto: Ei,Táxi!

Nelmo Oliveira pede pintura de faixas no estoque e filas do Shopping Iguatemi

11

RH em dia Coluna

Prefeitura deve organizar a sinalização do estoque Iguatemi O estoque e as filas que há cinco anos trabalha do Shopping Iguatemi, um na coordenação do estoque dos mais movimentados de e das filas do Shopping IguSalvador, com uma rotativi- atemi. Nelmo Oliveira lemdade diária de mais de 80 bra ainda que é táxis, sendo que preciso reforçar aos sábados o “ O estoque a sinalização número chega a das duas filas dobrar, precisam do Iguatemi é são alimenu r g e nt e m e nt e fundamental para que tadas pelo esde uma visita toque. A falta de da Gerência de atender o grande faixas demarSinalização da T r a n s a l v a d o r número de clientes cando o espaço facilita abusos (Gesin), órgão da do shopping” como os que Gerência de Táxi e Transportes Esocorrem na fila peciais (Getax) encarregado próximo ao Centro Empreda sinalização horizontal e sarial Iguatemi. “É muito covertical dos pontos oficiais. mum o taxista ter problemas “A falta de sinalização difi- com donos de vans e o pesculta o trabalho do taxista, soal que lava carros na área, pois é comum motoristas de pois invadem o espaço que, carros particulares pararem por determinação da própria no local, e quando são alerta- prefeitura, deve ser ocupado dos que o espaço é para o táxi pelo taxista”, destaca. muitos não gostam e ficam bravos”, diz Nelmo Oliveira,

comportamento

ANO III . Número 37 . SETEMBRO 2013 . Salvador-BA

Possibilidades do Coaching Quando surgem os obstáculos em nossas vidas enxergamos apenas sob um ponto de vista e desta forma estamos vendo apenas um ângulo de todo o processo, ou seja, onde sua visão alcança. Com o estreitamento da visão normalmente focamos no problema, sem olhar para a solução; é uma visão fragmentada da realidade e das possibilidades. Ampliar a nossa visão nos permite conhecer nossa capacidade de resolver os obstáculos cotidianos com que nos deparamos. O coach (profissional) não vê problema, acolhe e promove o coachee (cliente) enxergar as possibilidades. As sessões de coaching vão impulsionar o coachee (cliente) a buscar estratégias desconhecidas

por ele para solucionar as questões evidenciando sua única responsabilidade no processo. Cada sessão é um marco, o indivíduo nega ou amplia a visão de si mesmo. O crescimento é gradativo e depende de cada coachee (cliente), a chave do sucesso está na determinação de querer fazer, querer mudar, querer algo; enquanto esta vontade ainda estiver no desejo ela permeia a área dos sonhos e não da realização. Desejo e vontade são formas diferentes de sentir. Quando tenho vontade dou força e faço acontecer; quando desejo me parece uma possibilidade de acontecer, não movo ação para isso. O desejo utiliza artifícios e artimanhas, a vontade só depende do próprio indivíduo.

Por essa razão, o coachee (cliente) que está no desejo não realiza e encontra desculpas para sua falta de atitude diante das dificuldades, ele fica no externo dos acontecimentos, meio que: “a vida me leva não tenho culpa”. No entanto, quando se tem vontade, busca as possibilidades, pondera e luta para vencer suas limitações, sabe que as habilidades podem ser desenvolvidas e busca atravessar sua trajetória de vida na real necessidade de realização. Onde quer que exista uma possibilidade suprimida, ou uma ação não executada, existe uma vontade insatisfeita. Vontade é a capacidade à procura de expressão, e ação à procura de desempenho. Se você tiver determinadas habilidades bem desenvolvidas,

você se dará melhor naquilo que quer realizar para impulsionar sua vontade. Os resultados das experiências são importantes para nosso crescimento, não podemos desprezar as dificuldades e muitas vezes temos que observar se não contribuímos para que este fosse o resultado. Porém devemos buscar nossas habilidades de fazer acontecer. As sessões de coaching promovem estas mudanças, deixando claro que, em todo processo, o único responsável é o coachee (cliente); ele precisa ter a vontade de fazer acontecer, caso contrário, ele boicota as sessões e permanece no que chamo de “patinando em torno de um círculo vicioso”. Por volta da quinta sessão é o momento do coach (profis-

sional) ser claro e decidir não continuar se o coachee (cliente) ainda estiver patinando. Fica evidente que não houve o movimento do cliente em querer o apoio para a mudança, precisamos ser firmes e mostrar a importância do processo de coaching na alavancagem dos recursos internos que vão ajudar o cliente a se perceber como individualidade autônoma. Thelma Calasans é diretora da Calasans Consultoria Organizacional Profissional Coach Certification pela Sociedade Latino Americana de Coach


12

economia

ANO III . Número 37 . SETEMBRO 2013 . Salvador-BA

Guebor Toyota promove café da manhã na Atalema Fotos: Ei,Táxi!

Com um café da manhã, realizado no estoque da Atelema, no Aeroporto Internacional Luís Eduardo Magalhães, a Guebor Toyota promoveu uma confraternização entre os taxistas da associação, presidida por João Paim Filho. Marcos Benites, gerente de vendas direta da concessionária, apresentou aos profissionais os diferenciais competitivos da marca Toyota. O Ei, Táxi marcou presença no evento.

Promessas que cheiram a enrolação oficial

Bandeirada 13

ANO III . Número 37 . SETEMBRO 2013 . Salvador-BA

Foto: Divulgação

Lá se vãos os nove primeiros meses da administração do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), e os cerca de 15 mil taxistas continuam a esperar pelo cumprimento de algumas promessas feitas nos primeiros dias de gestão. No estilo do cantor Léo Santana, o titular da Secretaria Municipal de Urbanismo e Transportes (Semut), José Carlos Aleluia, já ensaia o “enrolechio” quando se trata de atender às reivindicações importantes dos taxistas. “A competência do reajuste da tarifa do táxi é da Semut, que analisa o assunto”, garantiu Aleluia e só. O último aumento da tarifa em Salvador ocorreu em 2011 e a categoria tem seus ganhos corroídos por com uma inflação acumulada de 12,34%

(referente a 2011 e 2012). Para muitos, Aleluia já faz parte do quadro “me engana que eu gosto”. Enquanto isso, prefeitos de várias capitais brasileiras e grandes cidades

“A competência do reajuste da tarifa do táxi é da Semut” concederam o aumento. Até porque, reajuste de táxi não é igual aumento de ônibus como alguns insistem em afirmar. E não cabe argumentar a revolta popular nas ruas para massacrar o taxista. Respondendo a questões apresentadas pelo Ei, Táxi, o secretário disse ainda que a data base para o reajuste da tarifa vem sendo analisada por sua pasta. Isso

também já é fato em outras grandes cidades brasileiras. A velocidade em que o assunto está sendo tratado pela prefeitura, lembra um carro com a roda presa, travada. Sem esquecer, é claro, o novo regulamento do Serviço de Táxis e Transportes Especiais de Município (Setax), que seria entregue no dia 30 de julho último. Olha o “enrolechio” mais uma vez com digitais oficiais. E o “embromechio” não para por ai. Também se falou que a prefeitura iria atuar com rigor no combate aos clandestinos, especialmente em pontos como o aeroporto e a Estação Rodoviária. Também seria ágil na requalificação de pontos oficiais. No estoque do Iguatemi, só pra lembrar, os dois banheiros destinados aos taxistas continuam sem

energia. Se isso não se resolve, imagine o resto. Com a palavra o secretário.

José Carlos Aleluia, Secretário de Urbanismo e Transportes


14

confraternização

ANO III . Número 37 . SETEMBRO 2013 . Salvador-BA

Coometas confraterniza em aniversário

Fotos: Ei,Táxi!

empresa

ANO III . Número 37 . SETEMBRO 2013 . Salvador-BA

VIP Táxi Bahia oferece VIP Mobile A VIP Táxi Bahia, a empresa de táxi baiana que está sempre atenta às novidades tecnológicas para melhor atender seus clientes/ parceiros, sai mais uma vez na frente e passa a operar também com o aplicativo VIP Mobile, que possibilita encaminhar mensagens por meio de SMS. “Através do aplicativo, nossos clientes

poderão solicitar seu táxi e acompanhar de forma online o status da sua solicitação, sabendo em tempo real o deslocamento do veículo que vai conduzi-lo e isso lhe é mostrado sobre o mapa de Salvador”, ressalta o diretor Fernando Luís lembrando que por esse pioneirismo nada será cobrado dos clientes/parceiros.

Essa é mais uma arrojada iniciativa da VIP Táxi Bahia, que passa a oferecer aos clientes/parceiros as vantagens do SMS, apenas nove meses depois de seu lançamento no mercado. “Agora é possível solicitar o táxi pelo VIP Móbile com apenas um clique”, acrescenta o diretor lembrando que a empresa já encaminha SMS a todos os

seus clientes/parceiros informando o número do carro, o modelo e o tempo estimado pelo motorista para chegar até o local da solicitação. “Com este aplicativo a VIP Táxi Bahia mantém o seu maior princípio empresarial que são a transparência e honestidade para com seus clientes no momento de informar a disponibilidade

Classificados Com uma missa em Ação de Graças celebrada às 8h30 do dia 3 de setembro, na Igreja de Irmã Dulce, a Coometas deu início às comemorações dos seus 34 anos de existência e serviços de qualidade prestados a baianos e turistas. À noite, na churrascaria Sal e Brasa, na orla, Vicente Barreto (presidente), Gilmar Mendes (Diretor Administrativo) e Paulo Bispo (Diretor Financeiro) receberam cooperados, auxiliares, parceiros e familiares para confraternizar e cortar o bolo. O Ei, Táxi fez o registro do evento. Da esquerda para a direita: Paulo, Vicente e Gilmar pilotam a Coometas

EXIJA SEU CUPOM.

Rua Ájax Baleeiro, 63 Jardim Brasília Pernambués SSA/BA Telefone (71) 3495-7303

15

de atendimento dos seus veículos”, destaca Fernando Luís acrescentando que “nosso aplicativo já se encontra disponível para celulares com sistema operacional Android, além da versão para iOS (Iphone). Na busca pelo aplicativo o cliente escreve viptaxisalvador. Seja VIP! Solicite um VIP Táxi com um clique”.


ANO III . Número 37 . SETEMBRO 2013 . Salvador-BA

Jornal Ei, Táxi edição 37 set 2013  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you