Page 1

w w w . j o r n a l e d i c a o d o b r a s i l . c o m . b r

Belo Horizonte/Brasília

De 26 de dezembro de 2010 a 2 de janeiro de 2011

Nº 1447

R$ 1,00 Governo de Minas

Minas é Anastasia No dia 1º de janeiro, o governador Antonio Anastasia e seu vice, Alberto Pinto Coelho, serão empossados para quatro anos de mandato. A solenidade se dará no plenário principal da Assembleia Legislativa, às 14h30. Por todas as regiões de Minas, há uma expectativa positiva quanto a essa nova era no Estado, por se tratar de um chefe de Executivo extremamente conhecedor dos meandros do governo mineiro. Anastasia é reconhecido nas diferentes camadas como um cidadão de exímia habilidade política, sem perder de vista a ética para comandar as coisas públicas. Ao ser entrevistado pelo Jornal Edição do Brasil, o empresário Fernando Coura, presidente do Sindiextra e vice-presidente da Federação das Indústrias, diz acreditar que o setor produtivo também estará ao lado do governador para garantir um Estado ainda mais desenvolvido, através de uma convivência mútua entre poder político e iniciativa privada. Ex-prefeito de BH, ex-governador, senador e deputado federal eleito, Eduardo Azeredo comenta a importância da reeleição de Antonio Anastasia para Minas e o Brasil.

AnAStASIA e Alberto Pinto Coelho vão comandar Minas Gerais por quatro anos Política

LAUR DIURI chama atenção para os métodos mais utilizados pelos ladrões nos arrombamentos

Cidades

PÁGINA 10

Empresário exige redução da carga tributária no País Para continuar gerando emprego, o setor industrial carece de mais atenção dos governos, especialmente no que tange à redução da carga tributária. Esta é a síntese de uma entrevista com José Agostinho da Silveira Neto, novo presidente do Centro Industrial e Empresarial de Minas (Ciemg). Segundo ele, a indústria mineira cresceu mais de 11% nos últimos meses, mostrando recuperação depois dos problemas econômicos de dois anos atrás.

Opinião

PÁGINA 2

PÁGINA 8

Povo mineiro está animado com os dois novos senadores

Dormir mal pode gerar muitos problemas para o dia-a-dia, inclusive na hora de dirigir. Por isso, a American Academy of Dental Sleep Medicine (Aadsm) estabeleceu a campanha “Dentistas contra a sonolência na direção”, com a finalidade de sensibilizar as pessoas sobre os perigos decorrentes dos distúrbios do sono. Segundo o dentista Eduardo Duarte, dirigir sonolento pode ser tão perigoso quanto dirigir embriagado.

“Muitos condutores desconhecem o problema e não reconhecem os sinais dos distúrbios do sono”

Vida

O deputado Dilzon Melo (PTB) destaca a importância da audiência para a mobilização do setor cafeeiro

Economia

Dirigir com sono prejudica a atenção dos motoristas

Eduardo Duarte:

ALMG

O deputado Dilzon Melo se reuniu com representantes do setor produtivo rural na Assembleia Legislativa do Estado, para, entre outras coisas, solicitar mais apoio aos cafeicultores de Minas Gerais. O parlamentar garante que é preciso haver mais compromisso por parte do Governo Federal com relação ao setor, principalmente promovendo a revisão da dívida dos cafeicultores.

Divulgação

Antes de arrumar as malas para as férias com a família, o belo-horizontino deve tomar aquelas precauções de sempre para evitar surpresas na volta, como não deixar objetos de valor no interior de casas e apartamentos, especialmente joias e aparelhos eletrônicos mais expressivos. É importante avisar aos amigos e parentes sobre sua ausência. Os especialistas repetem: em caso de suspeita, a polícia deve ser chamada com urgência.

Deputado defende os cafeicultores mineiros Dfreire Comunicação

Reforce a segurança de sua casa antes de viajar

PÁGINAS 2,3,4 E 5

PÁGINA 8

Aécio Neves e Itamar Franco serão empossados senadores na próxima semana. Para os mineiros, esse é um motivo de orgulho e alegria, pois ambos são experientes e bem vistos em todas as regiões do país. Enquanto Aécio vem de uma família de tradicionais políticos, Itamar já foi até presidente do Brasil. Conheça a biografia de cada um.

Política

PÁGINA 5


NOTA DEZ Eficiência O desembargador Kildare Gonçalves Carvalho, presidente do Tribunal Regional Eleitoral (foto), mostrou grande eficiência ao presidir o pleito eleitoral de 2010 em Minas Gerais. São muitos os elogios dirigidos a ele nos corredores do TRE.

O P I N I Ã O

Economia se recupera da crise, mas sofre com a carga tributária José Alves Neto

O

EDITORIAL

ouropretano José Agostinho da Silveira Neto é o novo presidente do Ciemg (Centro Industrial e Empresarial de Minas Gerais). Experiente no ramo industrial, ele apresenta um balanço positivo da recuperação da economia mineira, mas faz um alerta quanto à política nacional para o setor. “Não podemos interromper a discussão sobre a redução da carga tributária e a alteração na política de juros altos e real valorizado”, diz. Como pontos fundamentais de sua gestão, ele cita o assistencialismo e a representatividade das empresas.

Insistência

A

inda há muita decepção porque no Brasil atual existem inúmeras pessoas que não conseguem encontrar um emprego. Todos esperam que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva volte a defender, nestes últimos dias de governo, seus pontos de vista do passado. O Governo Federal não conseguiu tomar uma providência para melhorar a situação. Agora cabe a Dilma Rousseff, que assumirá a presidência dentro de poucos dias, se destacar para que haja no Brasil, em um futuro próximo, um bom número de empregos em todos os Estados. Antes de se juntar à classe política, Lula se mostrava insistente na defesa do trabalhador. Como presidente, ele se mostrou arredio. Durante todo o seu governo, não houve criação de novos empregos e nem a sustentação dos que já existiam. Diante disso, há muita decepção na maioria das cidades brasileiras, especialmente entre os que acreditavam na filosofia que deu origem ao Partido dos Trabalhadores. Entre os empregados de empresas nacionais e direções de sindicatos, esta ocorrência ainda prossegue muito criticada. Agora, cabe à presidente eleita Dilma Rousseff se fixar na filosofia de seu partido, que defende a criação de empregos. Assim que ela assumir o cargo em Brasília, poderá dar destaque aos brasileiros que vêm insistindo que o Governo Federal melhore o mercado de trabalho.

EDIÇÃO DO BRASIL Julho Editorial Ltda Cooperativa de Comunicação Social

ARTHUR LUIZ FERREIRA Diretor-Editor EUJÁCIO ANTÔNIO SILVA Diretor-Responsável ESCRITÓRIO CENTRAL - BELO HORIZONTE AV. FRANCISCO SÁ, 360 - PRADO CEP 30.411-145 TELEFONE: (0 xx 31) 3291-9080 Endereços Eletrônicos: jornaledicaodobrasil@terra.com.br e.brasil@yahoo.com.br Site: www.jornaledicaodobrasil.com.br

EDIÇÃO DO BRASIL

De 26 de dezembro de 2010 a 2 de janeiro de 2011

Como o senhor avalia as atividades industriais em Minas? Estimamos, no Sistema Fiemg, um crescimento médio anual no faturamento das empresas industriais da ordem de 11,44% para 2010. Isso mostra como a indústria mineira se recuperou do baque que sofreu há dois anos, com a grande crise financeira e econômica que assolou o mundo e reduziu os valores dos produtos fabricados aqui. Temos uma economia recuperada e perspectivas positivas para a atividade industrial em Minas Gerais, mas não podemos interromper a discussão sobre a redução da carga tributária e a alteração na política de juros altos e real valorizado. Isso aumenta o impacto das importações sobre a indústria brasileira e mineira. O Conselho de Política Econômica e Industrial do Sistema Fiemg já identifica, inclusive, pressão de concorrência estrangeira sobre setores que, historicamente, não sofrem com ela, como construção civil, metalurgia e setor de chapas para linha branca.

de acordo com a demanda das empresas do Estado. Essa ação do Ciemg complementa e é complementada pela atuação do Senai-MG, que oferece dezenas de cursos profissionalizantes montados para atender a indústria mineira. O empresário encontra um amparo para necessidades de mão-de-obra. E o trabalhador da indústria tem na instituição um lugar seguro para se desenvolver profissionalmente. Em Contagem, o Ciemg tem contato direto com o governo municipal para que a população local possa contar com os nossos produtos e serviços. As parcerias da instituição com a prefeitura e o bom relacionamento com a prefeita Marília Campos são reflexos do bom trabalho desenvolvido.

Como o senhor vê a atual política de concessão de créditos aos empresários? Ela atende a demanda necessária ou falta boa vontade governamental nesse ponto? O que precisamos ter é critério para concessão dos empréstimos. Sabemos que existe crédito disponível no mercado e que nossas empresas podem ter acesso a ele. Um ponto importante que deve ser trabalhado é a facilitação do acesso ao crédito para as pequenas e médias empresas. Muitas delas enfrentam dificuldades para atender todas as exigências e obter financiamento.

Qual ponto o senhor considera fundamental em sua gestão à frente do Ciemg? O ponto fundamental é ter a certeza de que o Ciemg está firme no cumprimento de seus objetivos estratégicos. São eles que têm levado a instituição ao sucesso, que é o reconhecimento do empresariado de que aqui eles têm um porta-voz e um local de encontro, de debate e de representatividade. Continuarei atuando com foco no associativismo e na representatividade das empresas que atendem a indústria, como foi feito pelo presidente Olavo Machado Junior, que hoje está à frente do Sistema Fiemg. Além do associativismo e da representatividade, o Ciemg atuará também na promoção de negócios e na capacitação empresarial. Esses são os outros dois objetivos estratégicos da instituição. Os quatro, claro, estão ligados entre si. Ciemg

2

O cenário industrial recuperou-se da crise econômica recente? Ainda há vestígios dessa instabilidade financeira? Sim. Estamos recuperados. Os preços das commodities se recuperaram e voltaram a níveis próximos de antes da crise. Isso é importantíssimo para a economia mineira. As empresas do Estado têm, hoje, crédito disponível. Várias linhas podem ser usadas para investimento do empresariado. Acreditamos que o grande problema financeiro enfrentado em decorrência da crise recente não existe mais para o mercado mineiro. Exatamente por isso, é importante que a indústria e a sua cadeia produtiva possam enxergar a possibilidade de agregar valor nos produtos fabricados. É temerário ficarmos o tempo todo torcendo a favor da valorização das commodities. Se tivermos uma economia mais diversificada, conseguiremos nos fortalecer e driblar com mais facilidade eventuais flutuações de preços e humor dos mercados internacionais.

Um dos fatores que dificultam o processo de desenvolvimento industrial é a falta de mão-de-obra qualificada. O Ciemg procura desenvolver parcerias para tentar erradicar essa demanda? Um dos pilares de atuação do Ciemg é a qualificação profissional para empresários e a cadeia produtiva da indústria mineira. Durante este ano, por exemplo, desenvolvemos dezenas de cursos voltados para a capacitação dessas pessoas, em áreas como contabilidade, recursos humanos, meio ambiente, financeiro e outras. Tudo criado

AGOSTINHO da Silveira Neto: “Não podemos interromper a discussão sobre a redução da carga tributária”

Os desafios de Anastasia A reeleição de Antonio Anastasia para o Governo de Minas Gerais se reveste de grande importância, na medida em que se garante a continuidade, com inovações, da busca de investimentos para o nosso Estado. Tudo isso visando impulsionar o crescimento da economia, sempre tendo em vista a melhoria da qualidade de vida da população e a geração de empregos em todas as regiões mineiras. Acredito que o desafio do governador Anastasia será no sentido de conseguir a união de todas as forças políticas para que Minas tenha os investimentos e recursos necessários para o desenvolvimento social e econômico. Esta união é de fundamental importância para o crescimento econômico e social do Estado. Para citar um exemplo do descaso do Governo Federal nos últimos anos, basta

lembrar que, desde que o PT assumiu a presidência da República, o Metrô de Belo Horizonte não teve sequer um metro construído. Ressalto que o Metrô é uma das soluções mais adequadas para o transporte de massas nas grandes cidades, beneficiando especialmente as pessoas mais pobres. O próximo governo deverá dar atenção especial à criação de uma infraestrutura do Estado para dar suporte ao crescimento econômico mineiro. Daí a necessidade de buscar recursos e investimentos para a conclusão do asfaltamento das estradas regionais e, especialmente, a duplicação da BR-381, no trecho entre Belo Horizonte e João Monlevade. Também o Anel Rodoviário de Belo Horizonte é outro desafio para o próximo Governo de Minas.

Por outro lado, a melhoria da qualidade da educação, a descentralização do atendimento de saúde e o enfrentamento dos problemas da segurança pública são outros desafios permanentes da sociedade atual. Estou certo de que o governador Antonio Anastasia, que vem demonstrando habilidade política ao longo do tempo, além de sua competência administrativa, dará continuidade ao grande governo de Aécio Neves e terá um relacionamento respeitoso e federativo com a presidente Dilma Rousseff.

Senador e deputado federal eleito, Eduardo Azeredo


P O L Í T I C A

EDIÇÃO DO BRASIL

De 26 de dezembro de 2010 a 2 de janeiro de 2011

V I G Í LI A S

Setor produtivo também aposta no Governo Anastasia Tércio Amaral Quando o plenário da Assembleia Legislativa se reunir neste 1º de janeiro de 2011, a partir das 14 horas, haverá a posse do governador, que já

está sendo considerado, tecnicamente, como o mais preparado das últimas décadas para governar Minas Gerais. Antonio Anastasia, como chefe do Executivo estadual, terá ao seu lado como vice-

-governador um cidadão dito por muitos como “iluminado”. Alberto Pinto Coelho, deputado de várias legislaturas, presidente da Assembleia por quatro anos, hoje é uma unanimidade entre 70 dos

3 Sucessão na AMM Embora o atual presidente pouco tenha falado sobre o assunto, a verdade é que setores do Palácio do Governo mineiro já trabalham para substituir José Milton na presidência da Associação Mineira de Municípios, a poderosa AMM.

77 deputados, seus colegas, além de reconhecido e respeitado por lideranças de diversos segmentos, inclusive da imprensa, que sempre é bem recebida pelo vice-governador mineiro.

Eleições II Também na Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Belo Horizonte (Granbel) existe a expectativa para saber quando a atual diretoria irá marcar a data da eleição. O presidente e prefeito de Lagoa Santa, Rogério Avelar, é candidatíssimo à reeleição. Este deve ser o motivo principal que o levou a presentear vários colegas prefeitos na festa de fim de ano da entidade com modernos notebooks. Que beleza, hein.....

Prefeito de prestígio Quem circulou nos gabinetes mais influentes da Cidade Administrativa nestes últimos dias do ano ouviu que o prefeito de Uberlândia, Oldemo Leão, terá muita força política junto ao novo governo. É aguardar para conferir...

Divisão de grupos O grupo de Itamar Franco não abre mão de Djalma Morais na presidência da Cemig. Por sua vez, o grupo de Aécio Neves não quer abrir mão de Osvaldo Borges na presidência da Codemig. Assim, o Governo Anastasia começa a ter suas primeiras indigestões políticas.

PR na Agricultura Se depender de José Santana, seu filho, Bernardo Santana, recém-eleito deputado federal, será o secretário de Agricultura de Minas Gerais, na conta do Partido da República (PR).

Desleixo completo

O vice-presidente da Fiemg, Fernando Coura, levou o seu apoio ao governador Anastasia

Os eventos na Serraria Souza Pinto, na Praça da Estação, em BH, poderiam ser frequentes e mais badalados, não fosse a falta de segurança nas imediações, especialmente no período noturno. E também tem a questão das paisagens do prédio, que estão mais para o desleixo do que para atrativo.

Fernando Coura As manifestações dirigidas ao governador Anastasia e seu vice Alberto Pinto Coelho surgem das pequenas lideranças dos rincões distantes aos meios univer-

sitários, chegando à classe política, culminando com falas entusiasmadas de líderes empresariais. Um destes líderes ouvidos pela reportagem do

Jornal Edição do Brasil foi Fernando Coura. Para ele, “o governador Anastasia tem a inteligência dos grandes, a simplicidade dos mineiros, a compe-

tência dos estudiosos e a perseverança dos vencedores. Já o vice-governador Alberto Pinto Coelho é a síntese de um político vencedor”, diz.

Como líder empresarial, Fernando Coura deposita as esperanças e acredita que Minas terá mais quatro anos de sucesso, até porque Anastasia vem sucedendo o grande líder Aécio Neves. Coura é empresário, presidente do Sindicado da Indústria Mineral de Minas (Sindiextra) e, recentemente, foi eleito vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado (Fiemg). A respeito do presidente do Sindiextra, quando ainda estava na presidência da Assembleia, Alberto Pinto Coelho comentou: “Dr. Fernando representa o setor mineral de Minas. E negar a mineração é negar as raízes de Minas”. Virtual presidente eleito da Assembleia, deputado de inúmeras legislaturas, Dinis Pinheiro reconhece que o Estado estará ainda mais fortalecido com a presença de Anastasia e Alberto Pinto Coelho no comando do governo mineiro. Segundo Dinis, o vice-presidente da Federação das Indústrias tem todas as qualificações de líder empresarial para falar sobre o futuro governo. “Fernando Coura é uma pessoa de fundamentos sólidos e

precisos para o enfrentamento dos desafios que as atividades empresariais requisitam. De relacionamento aberto e franco, cultiva amizades e a elas é fiel, assim como aos compromissos do desenvolvimento de Minas e do Brasil”. Reconhecendo que Minas tem, sob o comando do professor Anastasia, condições de se manter no topo do prestígio nacional, o deputado Fábio Avelar também acredita na parceria com o vice-governador Alberto Pinto Coelho, a quem ele caracteriza como um “político ético e de uma capacidade imensa de articulação”. Avelar, na qualidade de presidente da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, teve a oportunidade de conviver com o presidente do Sindiextra. Como político, ele avalia como muito importante a manifestação de Fernando Coura sobre o futuro governo mineiro. “Fernando Coura se destaca no cenário econômico e político de Minas, como personagem importante da representatividade sindical vinculada ao segmento da atividade extrativista”, finaliza Fábio Avelar.

Divulgaçãor

Qualidades do entrevistado

Problema de cem milhões O renomado advogado Orlando Vaz Filho, defendendo os antigos sócios do Jockey Club, está convicto de uma vitória na Justiça em relação a uma ação impetrada contra a cúpula do mesmo. No processo, o causídico pede uma revisão dos valores pagos pela indenização do terreno onde atualmente está funcionando a Cidade Administrativa, sede do Governo Mineiro. Segundo Vaz Filho, os sócios do clube pediram uma revisão de valores com aumento de R$ 18 milhões para algo próximo a R$ 100 milhões a título de indenização. Uma senhora briga, com certeza.

OAB que se cuide Segundo levantamento de diferentes fontes, os cursinhos que treinam advogados para fazerem as provas da OAB pertencem, em sua grande maioria, a desembargadores. Enquanto isto, na Câmara dos Deputados, em Brasília, correm projetos acabando com a obrigatoriedade do exame em questão, tudo porque, no país, milhares de pessoas pagam a taxa de R$ 180 e pouquíssimas conseguem ter resultados positivos. “Um horror”, reclamam os advogados recém-formados.

Político esperto

O tucano Dinis Pinheiro espera que Anastasia seja um novo marco na administração mineira

Diretor da Copasa e vivendo a vida que pediu a Deus, Juarez Amorim, um dos dirigentes do PPS, é daquelas figuras carimbadas, como político de Copa do Mundo, que só surge de quatro em quatro anos. Este foi o comentário ouvido na porta do tradicional Café Nice, na Praça Sete, em Belo Horizonte, onde Amorim sempre aparece quando precisa pedir votos. Depois desaparece de lá, preferindo curtir os fins de semana em sua bela fazenda.


4

P O L Í T I C A Unimed problemática Este período de fim de ano tem sido extremamente complicado para quem deseja marcar consultas médicas, principalmente com especialistas. Se for cliente particular, tudo bem, mas quando é pela Unimed aí só tem vaga para o final de janeiro. Uma verdadeira embolação. Ou a direção dessa empresa toma providências para punir estes profissionais ou acontecerão migrações pesadas para outros planos de saúde, podem acreditar.

Adeus Elbe... Tendo começado sua vida pública como simples secretária-executiva da Amams, no Norte de Minas, até que Elbe Brandão, que deixa de ser deputada neste fim de ano, foi longe demais. No Governo Aécio Neves, chegou, inclusive, a ser secretária de Estado por sete anos. Agora, quer ser prefeita de Janaúba, no Norte de Minas. Difícil será esquecer a vida boa na Zona Sul da Capital mineira, para voltar a conviver com a pobreza da população de seu sofrido município, no extremo norte do Estado. Mas político populista sempre termina aceitando qualquer situação, mesmo que a considere incômoda.

Restaurante do desassossego É grande o número de reclamações enviadas a esta coluna com relação à falta de estrutura da Cidade Administrativa para atender os milhares de servidores ao mesmo tempo. O restaurante popular, no horário de pico, se vê obrigado a receber 10 mil pessoas de uma só vez, sem a mínima condição. Vamos lá pessoal do governo, vamos olhar para o funcionário mais humilde...

Burguês X PT No que diz respeito à possibilidade de conviver bem com os petistas, como foi dito pela imprensa na semana passada, o novo presidente da Câmara de Vereadores de BH, Léo Burguês, atalha: “Quem precisa conversar com o PT é o prefeito Marcio Lacerda. Eu não sou prefeito, não recebi votos da bancada e não tenho compromissos nenhum com a turma. Os petistas, inclusive, se negaram a participar da Mesa Diretora. Devido a isso, eu não posso fazer muito para melhorar a situação”, confessa o novo presidente.

Clésio em Brasília O presidente da Confederação Nacional dos Transportes, Clésio Andrade, foi um dos primeiros a receber o convite para a festa de Diplomação da presidente Dilma Rousseff, para desespero de muitos políticos mineiros que sequer foram lembrados. Ufa.

Mudanças profundas Até segunda-feira, dia 20, ainda tinha gente especulando sobre o secretariado do Governo Anastasia. Foi aí que alguns políticos mais experientes adiantaram: “O governador está muito mais preocupado em fazer uma reforma pesada do que simplesmente indicar secretários”. As estatais e entidades como a Emater, Ruralminas e Cohab sofrerão modificações profundas”.

Desportistas milionários Enquanto Atlético e Cruzeiro lutam para se destacar nas diversas competições mineiras e nacionais, seus presidentes se consolidam como homens afortunados. Alexandre Kalil é empreiteiro e Zezé Perrella entrou para o ramo de alimentação. Já tem até um restaurante no miolo da Cidade Administrativa, sede do Governo Mineiro.

Curinga da política Nos meandros da política mineira, Alberto Pinto Coelho está sendo considerado uma espécie de curinga. Seu nome é lembrado para disputar os cargos de senador, governador, prefeito de BH, entre outros. Ele próprio responde com uma pilhéria: “Eu ainda nem me tornei oficialmente vice-governador. Vamos com calma”, atalha o presidente da Assembleia.

Governador e vice: duas pérolas da política mineira Antonio Augusto Anastasia (PSDB) foi eleito governador de Minas ao lado do vice Alberto Pinto Coelho (PP) com 62,72% dos votos válidos. Esse número representa o reconhecimento dos mineiros ao jeito de governar, baseado na eficiência, na probidade ética e na responsabilidade. Que os dois são conceituados e queridos em Minas não é novidade, mas a história de vida pessoal e profissional de ambos mostra que eles são, além de grandes políticos, exemplos a serem seguidos de honestidade, luta e competência. O governador Anastasia nasceu em Belo Horizonte em 1961. Formou-se em Direito pela UFMG, onde também obteve o título de mestre, tornou-se professor universitário, servidor de carreira da Fundação João Pinheiro e político. Faz parte de uma família de servidores. Pai, mãe e irmãs seguiram esse caminho. Ao longo de sua carreira, especializou-se na formulação e gestão de políticas públicas, bem como na articulação de programas dos poderes Legislativo e Executivo. Ficou conhecido pela coordenação da implantação do Choque de Gestão. Antonio Anastasia tem 20 anos de experiência na administração pública. Exerceu os cargos de secretário-adjunto de Planejamento, secretário estadual de Cultura, secretário estadual de Recursos Humanos e Administração e de presidente da Fundação João Pinheiro, todos na administração pública do Estado de Minas Gerais. No Governo Federal, exerceu os cargos de secretário-executivo do Ministério do Trabalho e do Ministério da Justiça. Foi ministro interino do Trabalho no Governo Fernando Henrique Cardoso. No primeiro mandato de Aécio (2003-2006), foi secretário de Defesa Social. Eleito vice-governador em 2006, na chapa que recebeu 7,48 milhões de votos, assumiu o Governo de Minas em 31 de março deste ano, após a desincompatibilização de seu antecessor. No novo governo, coordenou a segunda geração do Choque de Gestão, conhecida como “Estado para Resultados”. Em recente discurso, Aécio resumiu o caráter do seu sucessor em poucas palavras: “Anastasia representa o que nós temos de melhor, do ponto de vista de qualidade, seriedade, honradez e, principalmente, eficiência”.

Governo de Minas

V I G ÍLIAS DOBRADAS

EDIÇÃO DO BRASIL

De 26 de dezembro de 2010 a 2 de janeiro de 2011

Alberto e Anastasia: novos tempos no comando de Minas

Conheça o perfil do vice-governador vice-governador eleito, Alberto Pinto Coelho, recebeu o apoio de grande parte dos deputados mineiros. Antes mesmo de oficializado como candidato, muitos parlamentares se colocavam abertamente a favor da dobradinha Anastasia-Alberto. Ele foi muito importante na campanha, arrematando apoio nos quatro cantos de Minas Gerais. Nascido em 1945 em Rio Verde, no Estado de Goiás, desenvolveu sua vida política nas Al-

terosas. Formou-se em Administração em Belo Horizonte, acumulando mais de 30 anos de experiência no setor de telecomunicações. Seu pai também foi político, deixando para o filho como herança a habilidade, a ponderação, o gosto pela articulação política, a capacidade de trabalho, o amor pelos livros e o espírito público. Seus primeiros passos na política foram orientados pelo saudoso embaixador José Aparecido de Oliveira. Foi eleito deputado pela primeira vez em 1994. Está no quarto manda-

to como estadual e há dois mandatos consecutivos é presidente da Assembleia Legislativa de Minas. Atualmente, também preside o diretório regional do PP/MG. Como em 2014 Anastasia não poderá ser reeleito, Alberto Pinto Coelho já é considerado um candidato em potencial. Segundo o governador, “Alberto se articula politicamente com diversos partidos e vários deputados, tem um perfil adequado para o cargo de vice, tem uma larga experiência legislativa, foi líder dos governos Aécio e Itamar e é muito respeitado”.


5

P O L Í T I C A

EDIÇÃO DO BRASIL Divulgação

De 26 de dezembro de 2010 a 2 de janeiro de 2011

A experiência de Itamar e o talento de Aécio Neves No rosário político mineiro está escrito. Depois de muito tempo, os três senadores do Estado vão ser oposição ao Governo Federal. Até este mês de dezembro, só existia o senador Hélio Costa como governista. Mas veio o pleito de outubro e a consequente eleição do tucano Aécio Neves e de seu

parceiro de aliança, Itamar Franco, que retorna ao Senado Federal através do PPS. Em vários estados brasileiros, o nome do ex-governador Aécio é tido como uma esperança para quem sonha com um político arrojado, oriundo de uma das famílias mais tradicionais das Alterosas. “É um político de muito

talento e vai terminar, um dia, sendo eleito presidente do Brasil”, antecipa o senador Eduardo Azeredo. O outro senador por mais quatro anos, Eliseu Resende, do Democratas, espera apenas a chegada dos dois outros colegas para traçarem em conjunto uma ação política em favor dos mineiros.

Biografia de Aécio Neves Aécio Neves, eleito com 7.565.377 votos, vem de uma família de tradicionais políticos mineiros. Seu avô materno, Tancredo Neves, foi governador de Minas Gerais e presidente eleito do Brasil por via indireta (colégio eleitoral), tendo morrido antes de assumir o cargo. Do lado paterno, tanto seu avô Tristão Ferreira da Cunha quanto seu pai, Aécio Cunha, foram deputados federais. Aécio é economista formado pela PUC-MG. Iniciou sua carreira política aos 22 anos, em 1983, como secretário particular de seu avô Tancredo

Neves, então governador de Minas Gerais. Em 1986, foi eleito deputado federal pela primeira vez. Em 1992 foi candidato a prefeito de Belo Horizonte, ficando em terceiro lugar. Foi eleito deputado federal em 1994, sendo, em 1998, reeleito deputado federal com maior número de votos do seu Estado. Nesse último mandato, foi presidente da Câmara dos Deputados, de 2001 a 2003. Em outubro de 2002, Aécio Neves venceu a disputa pelo Governo de Minas no primeiro turno, com

58% dos votos válidos. Foi reeleito, em 2006, também no primeiro turno, com 77,27% dos votos válidos. Em seu governo, implantou um novo sistema de gestão, com o objetivo de regularizar as finanças estaduais de Minas Gerais. Com a reeleição, Aécio Neves, em 2008, tornou-se o segundo governador a permanecer mais tempo no Palácio da Liberdade, só sendo superado por Benedito Valadares. Em 31 de março de 2010, renunciou ao cargo de governador para poder concorrer ao Senado Federal.

ITAMAR e Aécio serão pedras no sapato de Dilma Rousseff

Biografia de Itamar Franco Itamar Augusto Cautiero Franco, eleito com 5.125.455 votos, foi o 33º presidente do Brasil, de 1992 a 1994, vice-presidente de 1990 a 1992, sena-

dor por Minas Gerais de 1975 a 1978, 1983 a 1987 e 1987 a 1991, além de governador do Estado de 1999 a 2003. Bacharelou-se em Engenharia

Civil na Escola de Engenharia da Universidade Federal de Juiz de Fora em 1955. Ingressou na carreira política em 1958.

Os 53 representantes de Minas na Câmara Federal até 2014 Os 53 parlamentares federais eleitos por Minas Gerais estão divididos em relação ao apoio ao governo estadual. Vários deles aplicaram o Dilmasia, ou seja,

votaram em Dilma Rousseff para presidente e Anastasia para governador. Os representantes do PT na Câmara Federal vão ter como referência a presidente

da República, enquanto os representantes do PSDB e Democratas fazem coro ao senador eleito, Aécio Neves, virtual líder da oposição no Senado.

Maioria dos estaduais apoiará o governo O deputado estadual mais jovem é do PMDB: Luiz Tadeu Filho, que tem como base a região de Montes

Claros. Dos 77 parlamentares, 85% já definiram pelo apoio ao governo a partir da posse, em 1º de fevereiro. E

mais uma vez o tucano Dinis Pinheiro liderou a votação para a bancada da Assembleia.

Eis os eleitos, seus respectivos partidos e número de votos Rodrigo de Castro PSDB Lael Varella DEM Weliton Prado PT Eros Biondini PTB Alexandre Silveira PPS Gilmar Machado PT Jaiminho Martins PR Toninho pinheiro PP Reginaldo Lopes PT Odair Cunha PT Marcus Pestana PSDB Dimas Fabiano PP Domingos Sávio PSDB Leonardo Quintão PMDB Newton Cardoso PMDB Gabriel Guimarães PT Carlaile Pedrosa PSDB Marcio Reinaldo PP Eduardo Azeredo PSDB Eduardo Barbosa PSDB Antônio Andrade PMDB Bilac Pinto PR Bernardo Santana PR Miguel Correa PT Padre João PT Zé Silva PDT Lincoln Portela PR Aelton Freitas PR Jô Moraes PC do B Luiz Fernando PP Paulo Abi Ackel PSDB Renzo Braz PP João Magalhães PMDB Narcio PSDB Mário de Oliveira PSC Carlos Melles DEM Fabinho Ramalho PV Marcos Montes DEM Mauro Lopes PMDB George Hilton PRB Paulo Piau PMDB Diego Andrade PR Saraiva Felipe PMDB Antônio Roberto PV

votos 268.994 votos 243.722 votos 234.185 votos 207.614 votos 198.821 votos 192.574 votos 179.584 votos 179.464 votos 174.053 votos 165.637 votos 161.814 votos 145.975 votos 142.907 votos 141.399 votos 136.515 votos 135.481 votos 127.910 votos 123.892 votos 123.413 votos 120.480 votos 117.401 votos 117.103 votos 117.061 votos 113.233 votos 111.309 votos 108.978 votos 108.531 votos 106.105 votos 105.770 votos 105.320 votos 103.880 votos 102.137 votos 101.606 votos 101.066 votos 100.676 votos 100.320 votos 95.130 votos 94.061 votos 92.963 votos 92.041 votos 90.879 votos 89.573 votos 88.726 votos 88.014

DIEGO Andrade, um dos jovens federais de Minas Gerais Geraldo Thadeu PPS Walter Tosta PMN Leonardo Monteiro PT Aracely de Paula PR Margarida Salomão PT Vitor Penido DEM Bonifácio Andrada PSDB João Bittar DEM Jairo Ataide DEM

votos 87.824 votos 85.858 votos 85.597 votos 81.124 votos 79.382 votos 79.236 votos 73.967 votos 73.781 votos 72.463

Dinis Pinheiro PSDB Marques PTB Mauri Torres PSDB Arlen Santiago PTB Tiago Ulisses PV Bráulio Braz PTB Gil Pereira PP Sargento Rodrigues PDT Agostinho Patrus Filho PV Zé Henrique PMDB Paulo Guedes PT Elismar Prado PT Dalmo Ribeiro PSDB Durval Ângelo PT Luiz Humberto Carneiro PSDB Dr. Hely PV Gustavo Correa DEM João Leite PSDB Gustavo Perrella PDT Antonio Genaro PSC Doutor Viana DEM Carlos Mosconi PSDB Lafayette Andrada PSDB Dilzon Melo PTB Luiz Henrique PSDB Antonio Carlos Arantes PSC Zé Maia PSDB Gustavo Valadares DEM Dr. Wilson Batista PSL Alencar Da Silveira Jr PDT Bruno Siqueira PMDB Mourão PSDB Délio Malheiros PV Rosângela Reis PV Pastor Vanderlei Miranda PMDB Inácio Franco PV Wander Borges PSB Célio Moreira PSDB Antonio Julio PMDB Rômulo Viegas PSDB Joao Vitor Xavier PRP Leonardo Moreira PSDB Tadeuzinho PMDB Pompilio Canavez PT Neilando Pimenta PHS Jayro Lessa DEM Adalclever Lopes PMDB Bispo Gilberto Abramo PRB Paulo Lamac PT Luzia Ferreira PPS Carlin Moura PC do B Ivair Nogueira PMDB Duarte Bechir PMN Tenente Lúcio PDT

votos 159.422 votos 153.225 votos 106.519 votos 105.859 votos 103.677 votos 102.530 votos 95.450 votos 94.312 votos 93.656 votos 93.622 votos 92.710 votos 92.027 votos 90.538 votos 89.811 votos 88.963 votos 85.973 votos 85.504 votos 84.316 votos 82.864 votos 81.159 votos 80.419 votos 79.705 votos 78.302 votos 77.846 votos 77.740 votos 74.542 votos 72.336 votos 71.568 votos 70.106 votos 68.709 votos 68.437 votos 68.323 votos 68.254 votos 67.559 votos 64.929 votos 63.662 votos 62.810 votos 62.582 votos 59.739 votos 57.691 votos 56.956 votos 56.945 votos 56.898 votos 56.263 votos 55.398 votos 54.594 votos 53.629 votos 52.994 votos 50.966 votos 50.620 votos 50.221 votos 50.114 votos 49.619 votos 49.248

JEditorial

Divulgação

Os eleitos para a Assembleia Legislativa

LUIZ Tadeu Filho, o mais jovem estadual Carlos Pimenta PDT Neider Moreira PPS Rogério Correia PT Sávio Souza Cruz PMDB Celinho do Sinttrocel PC do B André Quintão PT Hélio Gomes PSL Liza Prado PSB Sebastião Costa PPS Duílio de Castro PMN Ulysses Gomes PT Adelmo Leão PT Almir Paraca PT Lerin PSB Fred Costa PHS Anselmo José Domingos PTC Fábio Cherem PSL Maria Tereza Lara PT Deiró Marra PR Cássio Soares PRTB Pastor Carlos Henrique PRB Bosco PT do B Fabiano Tolentino PRTB

votos 49.133 votos 46.818 votos 45.939 votos 45.415 votos 45.373 votos 45.324 votos 44.704 votos 43.810 votos 43.376 votos 41.727 votos 41.265 votos 40.562 votos 40.521 votos 40.426 votos 38.419 votos 38.109 votos 37.885 votos 37.442 votos 36.527 votos 36.067 votos 35.983 voto 31.455 votos 31.182


6

G E R A L

EDIÇÃO DO BRASIL

De 26 de dezembro de 2010 a 2 de janeiro de 2011

JORNAL DO ACIR ANTÃO O dinâmico empresário mineiro Cláudio Calonge Soares de Sá tem se destacado no comando da Briskcom Business Technology, empresa de telecomunicações que já se tornou referência nacional no setor. O empresário também é representante da Johnson Fitness em BH.

Divulgação

EMPRESÁRIO DE SUCESSO

CIDADE ADMINISTRATIVA DE BH – O prefeito Marcio Lacerda quer entrar para a história, criando a Cidade Administrativa Municipal, juntando todos os órgãos da administração direta e indireta de Belo Horizonte. Marcio Lacerda encomendou estudos para a criação desse centro, que poderá ser construído num terreno que pertença à prefeitura. Vai ser difícil o prefeito encontrar esse terreno. Nos últimos anos, uma coisa que inexistiu na PBH foi planejamento. Por isso nada foi reservado na cidade para um centro administrativo. Ele pode optar também por usar prédios que estão quase abandonados no centro, revitalizando o hipercentro, melhorando a qualidade de vida e as condições de meio ambiente da região, hoje maltratada com a fumaça e o barulho, depois que a BHTrans resolveu colocar todas as linhas de ônibus passando pelo local. O prefeito também pode desapropriar o Estado na região do Horto, onde existe um terreno que foi usado pela antiga Febem. Mais aí ele iria comprar uma briga com a própria prefeitura, que é intransigente quando o assunto é meio ambiente. E ali está próximo do Museu de História Natural, única reserva florestal preservada em nossa cidade.

A NI V E RS A RI A NT E S Domingo, 26 de dezembro Jornalista Milton Naves – Rádio Itatiaia Lívia Figueiroa

Segunda-feira, dia 27 Sra. Glaydes Costa Martins (esposa do desembargador Lúcio Urbano) Adilson Leite de Sousa Vilma Pereira Dias

Terça-Feira, dia 28 PEDRO LEOPOLDO – Se o prefeito Marcelo Gonçalves, não der um banho de loja na cidade, pode perder o apoio do povo. Com as obras que a Copasa realizou em todo o município, estabelecendo uma nova rede de esgotos, as estradas asfaltadas estão num verdadeiro buraco, com barro, água e poeira. A população está ficando irritada porque a imagem que fica é de uma cidade abandonada, sem prefeito!

BALANÇO POSITIVO – O ano de 2010, que está terminando, foi muito bom para o governador Antonio Augusto Anastasia, que conseguiu se reeleger e vai comandar o Estado por mais quatro anos. Ele vai surpreender a todos pela sua capacidade de gerenciamento político, já que tecnicamente é indiscutível sua competência, que gerou oito anos de muita prosperidade em Minas no Governo Aécio Neves. Anastasia tem uma marca importante que é a paciência política. Sabe ouvir e decide sem emoções, naturalmente usando a balança da justiça para medir o tamanho das necessidades das pessoas e das cidades beneficiadas com qualquer tipo de decisão que toma. Sabemos que Minas vai seguir seu caminho de sucesso e Anastasia está consciente de que muita coisa ainda tem que ser feita. Ele vai implementar uma nova política para o turismo e a cultura, que precisam de uma administração arrojada com treinamento de pessoal, melhorando a qualidade de nossa hospitalidade, o que trará mais turistas, girando a economia do interior. Também tenho certeza que Anastasia está de olho na interiorização do desenvolvimento de Minas, com melhor distribuição das indústrias que chegam a nosso Estado.

Ex-deputado José Luiz Bacarini Jornalista Vera Godoy Dr. José Ribeiro de Oliveira

Quarta-feira, dia 29 Ênio José Alves Augustinho Carlos da Silva Luiz Gherardi

DA COCHEIRA

Quinta-feira, dia 30 Ex-deputado Samir Tannus Professor Roberto Messias Franco

O jornalista Jader de Oliveira esteve na cidade, onde autografou seu livro contando a história de BH dos anos 50. É a segunda edição do livro, esta comercial, já que na primeira o livro foi distribuído gratuitamente.

Sexta-feira, dia 31 Jornalista Francisco Brant Moacir Rosa Ochalina Valesca Torres

O coronel Jonas Cruz está se despedindo da presidência do Clube do Choro, entidade que ajudou a fundar e comandou com muita competência até agora. O novo presidente é o músico Marcelo Giran, que tem uma boa diretoria para auxiliá-lo.

Sábado, 1º de janeiro de 2011

Gervásio Horta é o compositor mineiro mais lembrado quando o assunto é o aniversário de Belo Horizonte. Gervásio já fez várias composições falando da cidade.

Manoel Victor Edmundo César Ramos Joaquim Quirino Ferreira Arthur Luiz Ferreira – Edição do Brasil

O PSB de Minas não anda muito satisfeito com o prefeito Marcio Lacerda, que é do partido, mas não governa como se fosse um deles.

A todos, os nossos Parabéns!

LAZER E TURISMO SESC promete animação nas miniférias de janeiro

As duas colunas cilíndricas e paralelas, únicas no mundo, a beleza dos quatro salões, suas formas e suas cores em 220 metros de extensão fazem da Gruta Rei do Mato um dos principais atrativos turísticos de Minas Gerais. Foi isto que descobriram os jogadores Sub-17 do DC United (Estados Unidos), Club America (México) e Mamelodi Sundowns (África do Sul), que foram recebidos no dia 19 de dezembro pelo diretor-presidente da Seltur, Luciano Lyra. “Sejam bem-vindos. O prefeito Mário Márcio Campolina pediu que eu dissesse a todos que é um prazer recebê-los em Sete Lagoas”, saudou o dirigente da empresa de turismo. Siya Mose, jovem capitão da equipe sul-africana, se disse surpreso com o que viu na gruta. “Não esperava ver tantas belezas. De longe não se imagina que pode haver tantas coisas”, afirmou. O jogador, de fala pausada e olhos atentos, dialogou por um bom tempo e ficou aparentemente surpreendido ao saber que Minas Gerais tem cerca de 3 mil das 5 mil cavernas existentes no Brasil. Ele disse, também, que gostou muito das estalactites e das estalagmites, mas admitiu que, além da beleza, a gruta desperta um certo medo, “pois os salões são escuros e fechados”. Mas, impressionado com as raras formações que pôde ver,

Quim Drummond/PMSL

Gruta Rei em Sete Lagoas atrai delegações estrangeiras

Para a garotada, férias é tempo de descanso apenas dos livros e cadernos. Ao contrário dos adultos, a meninada, cheia de energia, quer mais é encontrar muitas atividades para fazer. Por isso, o Sesc Minas vai realizar as miniférias em suas unidades da Capital mineira e Região Metropolitana. São oferecidas atividades recreativas, esportivas, culturais e de lazer. Associados e não-beneficiários podem participar. Em algumas unidades, as inscrições já estão abertas. Confira a programação.

Capital: Sesc Desportivo No dia 04 de janeiro a unidade promove as miniférias Radicais, com atividades recreativas e sociais. As inscrições já estão abertas e devem ser feitas na unidade. Informações: (31) 3279-1443

Sesc Floresta De 17 a 28 de janeiro a unidade realiza atividades com oficinas de artes, piscina recreativa, voleibol, futsal, brincadeiras, gincanas, discoteca e passeios. As inscrições podem ser feitas a partir do dia 05 de janeiro. Informações: (31) 3279-1433

Sesc Santa Quitéria De 17 a 28 de janeiro o Sesc Santa Quitéria realiza as miniférias. Na programação, festival de sorvete, brincadeiras na piscina, gincanas, oficina de customização, luau havaiano e espetáculo teatral. As inscrições devem ser feitas a partir do dia 3 de janeiro, na unidade, e custam R$ 50 para matriculados e R$ 60 para não-matriculados. Informações: (31) 3279-1423

Sesc Venda Nova

A DELEGAÇÃO foi recebida pelo presidente da Seltur, Luciano Lyra Mose revelou seu desejo de retornar ao Brasil, especialmente em 2014, ano da Copa do Mundo. Sentimento este compartilhado pelos atletas norte-americanos do DC United, Collin Martin, meio-campista, e Alec Dacksar, goleiro. Eles revelaram que, nas imediações de onde moram, há uma gruta que atrai a atenção de turistas de todo o mundo, a Caverna Lawrey, localizada a apenas duas horas da cidade em que residem. Uma diferença, porém, faz da Rei do Mato mais interessante

do que a outra: as pinturas rupestres de, aproximadamente, 11 mil anos. Sobre Belo Horizonte e Sete Lagoas, eles manifestaram surpresa. “Antes da viagem, a expectativa era de encontrar cidades não tão grandes, mais natureza e animais”, declararam. Esporte e turismo proporcionaram aos jogadores das delegações internacionais a integração latino-americana. “Sim, é importante”, destacou o capitão do Club America, Juan Bojaras. “No futuro, alguns dos atletas podem estar

jogando futebol profissional”, ressaltou o jovem. Quanto ao atrativo turístico, Juan não economizou elogios à Gruta Rei do Mato. “É muito bonita. Eu não conhecia uma gruta, é muito impressionante. Quero retornar”, afirmou a jovem promessa do time mexicano. As delegações estrangeiras visitaram o Monumento Natural Estadual Gruta Rei do Mato logo após o encerramento do Torneio Future Champions, realizado em Belo Horizonte, cidade-sede da Copa do Mundo de 2014.

A unidade não realiza a atividade, mas no mês de janeiro disponibiliza o parque aquático para os matriculados, de 2ª a 5ª, aos sábados e domingos, com atividades de lazer na piscina. Informações: (31) 3048-7412

Laces Contagem-Betim No Laces Contagem-Betim, as crianças de 04 a 13 anos terão duas semanas de muita diversão. De 17 a 21 e de 24 a 28 de janeiro, o Laces oferece oficinas culturais e de artes plásticas, jogos e atividades na piscina, torneios e gincanas, apresentação teatral, festa a fantasia e brinquedos infláveis. As inscrições começam no dia 03 de janeiro e custam R$ 40 para matriculados do Sesc/ MG e R$ 50 para não-matriculados. Informações: (31) 2108-4504 / 2108-4505  

Sesc Tupinambás De 17 a 21 de janeiro, o Sesc Tupinambás realiza as miniférias na Escola Municipal Deputado Milton Sales, com inúmeras atividades, como apresentações teatrais, oficinas diversas e circuito recreativo. O evento é aberto à comunidade e não é necessário inscrições. Nas unidades do interior do Estado, o Sesc Minas também realiza as atividades das miniférias. Acesse www.sescmg.com.br e fique por dentro de tudo que acontece.


S O C I A L

EDIÇÃO DO BRASIL

De 26 de dezembro de 2010 a 2 de janeiro de 2011

7

Editada por Emilienne Santos

mili.edicaodobrasil@globo.com

Fotos: Eloy Lanna

EnCOntRO HOMEnAGEM AO GOVERnADOR

OS ADVOGADOS e sócios da Andrade, Antunes & Henriques Advocacia e Consultoria, Leandro Henriques Gonçalves, Gabriel Guimarães de Andrade e Rafael Antunes Frederico, no Café De La Musique. O encontro aconteceu durante a confraternização de final de ano da empresa, que contou com a presença de autoridades, políticos e personalidades.

O DIRETOR da Sudecap, Nourival Resende, reuniu, no dia 1º de dezembro, alguns amigos em seu aconchegante apartamento, no Bairro de Lourdes, para prestigiar e cumprimentar o mais novo presidente eleito da ACMinas, Roberto Fagundes. Juntamente com Nourival, sua esposa Maria e seu filho Rodrigo recepcionaram os convidados com um coquetel delicioso.

Thiago Poncherello

O TRADICIONAL Automóvel Clube de Belo Horizonte reunirá sócios e convidados no dia 5 de janeiro, para uma homenagem ao governador Antonio Anastasia. O diretor Vicente Amorim, juntamente com a diretoria do clube, irá oferecer um jantar sofisticado com o intuito de desejar ao governador um 2011 sensacional.

EntRE AMIGOS

COnFRAtERnIZAÇÃO DE FIM DE AnO

Eloy Lanna

Eloy Lanna

ACONTECEU, no dia 18 de dezembro, a última festa da ABAV-MG em 2010, no Hotel Bristol. Foi um almoço, que teve como prato principal uma deliciosa feijoada. Os agentes de viagem puderam comemorar o final de mais um ano com muita música e diversão. Além disso, foram sorteados diversos prêmios, incluindo passagens para o Panamá e Miami.

AlMOÇO PORtUGUÊS

O VICE-PRESIDENTE da ABAV-MG, Peter Mangabeira, e o diretor José Carlos Vieira

O PRESIDENTE da Prominas, Martin Andrade, e sua esposa

E-Htl A E-HTL fechou o ano em grande estilo. A agência de viagens reuniu seus principais parceiros em um jantar sofisticado de final de ano. A reunião aconteceu no dia 14 de dezembro, no restaurante Berha & Bar Gourmet, no Bairro Sion. A anfitriã Aline Bebiano ficou satisfeita com os resultados de 2010 e encerrou o ano agradecendo os agentes pela grande parceria.

A FAMÍLIA Orquimaq: Patrícia, Daniel Capelão, Maria Amélia Capelão, Maria Vitória Capelão, Luiz Capelão, Juliana Capelão, Luiz Gonzaga Capelão e Juliana Coutinho

PROJEtO GOURMEt FAMÍLIA reunida: o presidente José Maurício de Miranda Gomes, sua esposa Fátima e as duas filhas, Marina e Tatiana

RODRIGO Tavares, Andréia Arnout, Antônio da Mata, Márcia e Ione

O BH ESPERA Por Você 2011 preparou para os mineiros e turistas que decidirem visitar a Capital durante os meses de janeiro e fevereiro um roteiro gastronômico de dar água na boca. PARA COMEÇAR, um projeto deliciosamente mineiro, o Cachaçatur – Roteiro da Cachaça Artesanal Mineira. Uma opção para encantar moradores e visitantes que apreciam a degustação de uma boa cachaça. O roteiro reúne 16 bares, restaurantes, lojas e alambiques, em torno de um serviço diferenciado. Os estabelecimentos participantes

apresentam no mínimo 50 marcas da bebida e o cardápio traz um prato ou petisco que tem como um de seus ingredientes a cachaça escolhida. OUTRO FESTIVAL gastronômico, também representado pela bebida tipicamente mineira, é o Cachaça Gourmet. Em parceria com o Belo Horizonte Convention & Visitors Bureau (BHC&VB), o Clube Minero de Cachaça apresenta uma edição especial para o BH Espera Por Você 2011, a ser realizado de 05 de janeiro a 28 de fevereiro. São 21 restaurantes participantes que

irão elaborar um prato tradicional da culinária mineira preparados com a cachaça das Minas Gerais. Cerca de 20 marcas participarão do projeto. ACOMPANHANDO, será realizado o 3º Concurso de Coquetéis com Cachaças de Minas Gerais. Cada restaurante irá criar um coquetel à base de cachaça, para servir juntamente ou não com os pratos feitos com o mesmo ingrediente. Em cada restaurante será feita uma votação para que os clientes possam eleger o melhor prato e coquetel.

Eloy Lanna

DESPEDIDA ÉRICA DRUMOnD ÉRICA DRUMOND sendo homenageada

n o l l i Reve 011 2 2010/

JOSÉ MAURÍCIO, Martin Andrade e Reinaldo Fleming

Venha curtir o mais elegante

Reveillon da cidade.

Sócio: R$ 120,00 Não Sócio: R$ 150,00 Incluindo bebidas e ceia.

Este ano, o traje é Esporte Fino, mas o requinte e a animação continuam os mesmos.

Av. Afonso Pena, 1394 - Centro - Belo Horizonte - Minas Gerais Telefone: (31) 3222-5416 - acmg@automovelclubemg.com.br www.automovelclubemg.com.br

SUELY GUERRA, Paulo Queiroga, Eujácio Silva e Claret Guerra

ARRAIAL D`AJUDA 1km PRAIA

:: Passagem aérea :: 7 noites de hospedagem :: Café da Manhã :: Traslados :: Bolsa :: Seguro de Viagem

POUSADA BEM VIRÁ A partir de R$ 1.325, à vista ou R$ 335 , + 9x R$

110,

POUSADA TORORÃO A partir de R$ 1.372, à vista ou R$ 346, + 9x R$

114,

PARAÍSO DO MORRO A partir de 1.717, à vista ou R$ 430, + 9x R$

143,

CAMINHO DO MAR

A partir de R$ 1.372, à vista ou R$ 346, + 9x R$

114,

AQUARELA

A partir de 1.447, à vista ou R$ 367, + 9x R$

120,

SAINT TROPEZ

A partir de 2.025, à vista ou R$ 513, + 9x R$

168,

MARAMBAIA

A partir de 1.372, à vista ou R$ 346, + 9x R$

114,

HOTEL MAR PARAÍSO A partir de R$ 1.690, à vista ou R$ 430, + 9x R$

140,

MAITEI

A partir de R$ 2.198, à vista ou R$ 551, + 9x R$

183,

Compre com seu agente de viagens e peça por pacotes da Master Operadora. Prezados clientes, os preços são por pessoa em apto duplo, para saídas janeiro de 2011 e estão sujeitos a reajuste sem prévio aviso. Passagens aéreas: ilidade de lugares em voos e hotéis. Material liberado para publicação em 18/11/2010.

ERVA DOCE

A partir de R$ 1.372, à vista ou R$ 346, + 9x R$

114,

BAIXÚ VILLAGE

A partir de 1.792, à vista ou R$ 451, + 9x R$

149,

POUSADA PITINGA

A partir de R$ 2.301, à vista ou R$ 582, + 9x R$

191,


8

V I D A

EDIÇÃO DO BRASIL

De 26 de dezembro de 2010 a 2 de janeiro de 2011

Distúrbios do sono podem causar acidentes de trânsito

Cuidado: comer na frente do computador pode engordar Se você trabalha no computador ou navega na internet ao mesmo tempo em que come, cuidado. Saiba que o hábito pode fazer com que você engorde, principalmente se isso é constante, seja trabalhando ou se divertindo com algum de seus jogos. De acordo com uma pesquisa da Universidade de Bristol, na Inglaterra, o ato faz com que a ingestão de alimentos ao longo do dia aumente sem a pessoa se dar conta. Para chegar a essa conclusão, os cientistas dividiram os voluntários em dois grupos. Um deles saboreou uma refeição que incluía nove itens enquanto jogava Paciência no computador. O outro recebeu o mesmo almoço, mas o consumiu sem distração alguma. A equipe descobriu que os participantes que jogaram baralho ficaram menos satisfeitos e os efeitos foram duradouros. Trinta minutos mais tarde, por exemplo, tinham comido cerca de duas vezes mais petiscos que o restante. No fim da sessão de testes, todos tiveram de dizer o que haviam almoçado. Os que jogaram apresentaram memória pior. Os resultados indicam que distração ao se alimentar interfere na quantidade de comida. Nutricionistas são unânimes ao proibir este hábito quando o assunto é emagrecer. As horas das refeições devem ser agradáveis e o alimento deve ser o foco.

Divulgação

A

American Academy of Dental Sleep Medicine (Aadsm) estabeleceu a campanha Dentistas contra a sonolência na direção, com a finalidade de sensibilizar as pessoas sobre os perigos decorrentes dos distúrbios do sono. Problemas como ronco e apneia desencadeiam algo bastante conhecido pela maioria dos motoristas: sonolência na hora de dirigir, já que a principal causa da sonolência diurna é uma noite mal dormida. Portanto, pacientes que sofrem de apneia do sono, ronco ou bruxismo estão mais propensos a causar acidentes de trânsito, pois esses distúrbios fragmentam o sono e impedem que ele seja profundo e reparador. A pessoa não descansa o suficiente para exercer todas as suas atividades físicas e mentais durante o dia. Segundo dados da American Academy of Dental Sleep Medicine (Aadsm), os distúrbios do sono podem causar até 15 vezes mais acidentes fatais e custar cerca de R$ 48 bilhões em custos médicos ao ano. “Dirigir sonolento pode ser tão perigoso quanto dirigir embriagado. A atual legislação recomenda que os motoristas façam ações preventivas e busquem tratamento para a apneia do sono”, diz Eduardo Rollo Duarte, especialista em Odontologia do Sono. “Muitos condutores desconhecem o problema e  não reconhecem os sinais dos distúrbios”. Muitas pessoas ainda têm a falsa impressão de que o ronco é sinal de sono profundo, quando na verdade é o contrário – o barulho e a dificuldade de respirar deixam o indivíduo num estado que não permite que o corpo recarregue as energias da forma necessária. A boa notícia é que ronco, a apneia, o bruxismo e os problemas na ATM têm tratamento. Trata-se de uma escolha valiosa, e que pode mesmo evitar acidentes nas ruas e estradas. O diagnóstico é feito através da polissonografia ou estudo do sono, realizado por médico especializado. O tratamento pode ser oral, através da odontologia do sono. O aparelho é usado para mover a mandíbula e a língua para frente, abrindo assim as vias aéreas. “Com isso, a interrupção da respiração não acontece durante o sono, evitando a apneia”, afirma o especialista. “O dentista verifica a necessidade de cada paciente e adapta o aparelho, obtendo assim um melhor resultado”, completa. Informações: www. eduardorollo.com.br / www.dormirbem.zip.net 

EDUARDO DUARTE: Dirigir sonolento pode ser tão perigoso quanto dirigir embriagado

E C O N O M I A

ALMG

Produtores rurais reclamaram de endividamento, baixa renda e falta de investimentos na cafeicultura mineira durante audiência pública realizada pela Comissão de Política Agropecuária e Agroindustrial da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, no dia 13 de dezembro. A produção de leite no Estado também foi abordada pelos deputados na segunda parte da audiência. As reuniões foram solicitadas pelo presidente da O DEPUTADO Dilzon Melo comissão, deputado Antônio defende os cafeicultores Carlos Arantes (PSC), e pelos deputados Dilzon Melo, Carlos Gomes e Duarte Bechir (PMN). O presidente do Conselho Nacional do Café (CNC), Gilson Ximenes Abreu, criticou a falta de investimentos para a cafeicultura e de articulação política para resolver os problemas dos produtores. Gilson mencionou que, atualmente, o preço no mercado chega a R$ 400 a saca, mas o valor ainda é insuficiente se considerados os gastos dos produtores. “Enquanto o endividamento crônico não for sanado, não há como falar em política de renda”, pontuou. Ele afirmou ainda que o Brasil poderia ter peso maior no mercado mundial, mas isso não ocorre por falta de políticas específicas. Gilson sugeriu que o Governo Federal volte a praticar a estocagem do café para melhorar os preços no mercado interno. “Isso deu certo no passado e pode funcionar de novo”, apostou. O superintendente de Política e Economia Agrícola, João Ricardo Albanez, citou dados que mostram o país como um dos grandes produtores de café no mundo, sendo responsável por 35% da safra. Ele apresentou algumas das ações governamentais para ajudar os cafeicultores, como a adequação das áreas de proteção ambiental à legislação mineira e o Certifica Minas, um programa que concede certificado aos produtos que seguem os critérios determinados pelo Estado. De acordo com Albernaz, 1.200 propriedades receberam o documento este ano. Os produtores enfatizaram a falta de crédito e o crescente endividamento para manter as fazendas. O deputado Dilzon Melo (PTB) destacou a importância da audiência para mobilização do setor cafeeiro. Segundo ele, quando os produtores enfrentam problemas, toda a economia regional é impactada, como no Sul de Minas, onde a produção de café é grande. Varginha, por exemplo, é centro de industrialização e comercialização da produção regional, tanto de café como de leite. Para ele, é preciso mais compromisso do Governo Federal com o setor, principalmente promovendo uma revisão da dívida dos cafeicultores e implantando políticas de garantia de renda. O economista do CNC, Francisco Ourique, salientou a ausência do Governo Federal em relação às estratégias para melhorar a situação dos produtores. “Se não fosse o Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé), o tema não estaria na agenda do Governo Federal”, pontuou. Francisco afirmou que, em curto prazo, é preciso que os produtores estabeleçam parcerias ou convênios para fortalecer sua rede de relações comerciais. Além disso, seria importante identificar as origens dos recursos para possibilitar investimentos na produção. “O próximo concorrente do Brasil será a África, que recebe muitos recursos europeus e chineses”, alertou.

Burocracia e taxas continuam prejudicando as microempresas Tatiana Rocha Uma pesquisa realizada recentemente pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro mostra que os altos valores das taxas e a burocracia no Brasil continuam sendo os grandes vilões para aqueles que desejam começar um negócio. Segundo os dados, o custo médio para abertura de empresas no país é de R$ 2.038. Em contrapartida, no Canadá, esse valor não passa de R$ 400. Além dos custos, abrir uma empresa demanda tempo. Os procedimentos burocráticos passam por seis a oito etapas, com o pagamento de 12 a 16 taxas de emissão e 43 documentos. Segundo o analista de planejamento do Sebrae, Eduardo Amat, as cargas tributárias também pesam muito na hora de manter um negócio que acaba de ser criado. Dados do Sebrae e do Dieese mostram que as pequenas e microempresas representam cerca de 99% do total de empresas no Brasil, gerando 57% dos empregos e sendo responsáveis por 20% do PIB. Esses números mostram o quanto elas são importantes e precisam ser respeitadas e incentivadas no mercado. Eduardo Amat acredita que, apesar da burocracia existente, o governo tem criado incentivos, como a Lei Geral da Micro e Pequena Empresa e o Programa do Empreendedor Individual, que são importantes para formalizar este segmento. Ele alerta que muitas vezes as empresas recém abertas têm problemas devido à falta de conhecimento gerencial por parte dos novos empreendedores. Para o diretor e sócio de uma agência de comunicação na Capital mineira, Fábio Camilo dos Santos, os impostos complicam o dia-a-dia do empresário, sem falar no alto custo para se manter um funcionário. Apesar disso, ele lembra que existem alguns incentivos que viabilizam o negócio. “Os sócios podem optar pelo Simples Nacional, que oferece menores taxas para as microempresas que estiverem adequadas aos requisitos básicos exigidos”.

Questionado sobre qual seria a solução para mudar essa dura realidade, o analista de planejamento do Sebrae diz que uma medida de apoio ao segmento seria a criação do Cadastro Positivo. “Isso facilitaria a concessão de crédito para as micro e pequenas empresas”. Outra solução seriam as Sociedades Garantidoras de Crédito (SCG). “Elas são instituições formadas pela iniciativa privada e entidades apoiadoras para a concessão de garantias complementares e assessoria técnica àqueles que pleiteiam financiamento junto a instituições financeiras”, explica Eduardo Amat. Outro ponto importante é o Plano de Negócio, capaz de organizar o começo da empresa em meio a tanta burocracia. “Muitas vezes o empreendedor tem uma boa ideia, mas encontra dificuldades na busca de crédito e na elaboração do caminho a seguir. Esse Plano sinaliza a direção correta, evitando muitos problemas”, diz o analista. Vale lembrar que o Sebrae disponibiliza consultorias gratuitas para os empreendedores iniciantes, bem como para os já constituídos, basta fazer um agendamento.

Para concluir, o microempresário Fábio dos Santos diz acreditar que as maiores dificuldades para se abrir uma empresa passam pela elaboração de um bom planejamento estratégico, que estabeleça metas bem definidas para serem alcançadas nos prazos determinados. “A definição da visão e da missão da empresa deve constar no planejamento. Seguindo esse esquema, é possível superar as dificuldades iniciais, impostas pela burocracia brasileira”, finaliza.

Segundo Eduardo Amat, é preciso capacitar o empresário e fornecer treinamentos para que a empresa torne-se produtiva e eficiente

Divulgação

Assembleia discute situação dos cafeicultores mineiros


EDIÇÃO DO BRASIL

De 26 de dezembro de 2010 a 2 de janeiro de 2011

C I D A D E S

9 MARIANA

Aspectos artísticos conferem beleza e charme à Basílica do Santo Cura D’ars

Prefeitura entrega obras na cidade e nos distritos

A Basílica Menor do Santo Cura D’ars chama a atenção por sua beleza arquitetônica e pelo charme de sua decoração. Localizada na região Oeste de Belo Horizonte, sua harmoniosa relação entre fé e arte pode ser verificada em sua expressão mais natural. Foi fundada em 1949 por Dom Cabral e se tornou Basílica Menor em 1986. Peças decorativas, pinturas e esculturas conferem a ela simplicidade e beleza. O arquiteto Júnior Piacesi explica que, em arquitetura, basílica significa um grande espaço coberto destinado à realização de assembleias. “Embora tenha sido um modelo desenvolvido pelos romanos, a Basílica foi incorporada à arquitetura cristã e passou a abrigar os cultos grandiosos do Cristianismo”. O título Basílica Menor é concedido pelo Papa a igrejas consideradas importantes por sua beleza artística (arquitetura e decoração), pela veneração dos devotos e por sua transcendência histórica. O Padre José Fernando de

JEditorial

Fernanda Campos

DIVERSAS imagens cristãs se destacam na basílica

Melo, reitor da Basílica Cura D’ars há sete anos, explica que em todo o mundo existem sete Basílicas Maiores, sendo todas as outras consideradas Menores. Em Belo Horizonte são apenas duas: a Basílica Menor de Nossa Senhora de Lourdes e a Basílica Menor do Santo Cura D’ars. No que diz respeito às especificidades das basílicas, o reitor aponta que a posição do batistério é definida por um documento (liturgia) contido

no Vaticano II, assim como a posição da cátedra e do altar central. “Existe também o símbolo da basílica, que é uma umbrella (sombrinha) ao lado de uma campanela. Este símbolo está relacionado ao acesso do Papa (símbolo de proteção) e é da cor do Vaticano, ou seja, amarelo”. Em relação às particularidades da Basílica Menor do Santo Cura D’ars, vale citar uma impressionante escultura barroca de Jesus Cristo feita

Élcio Rocha/PMM

BELO HORIZONTE

em madeira. Por todo local, estão espalhadas lindas peças de tapeçaria nas paredes que representam a Via Sacra. Os confessionários e o altar são feitos de pedra sabão, o que causa um efeito visual ao mesmo tempo leve e charmoso. Destaque também para as duas imponentes imagens do Santo Cura D’ars e de Nossa Senhora do Prado, esculpidas em madeira, feitas em um único tronco, inspiradas em uma pintura de Rafael e assinadas pelo artista Giafrando Cavedoni. Outro detalhe curioso são as luzes neon no Sacrário. Quando ligadas, parece que o branco altar está azul. “Mas pretendo modernizar e trocar essas luzes por lâmpadas de LED verdes”, explica Pe José Fernando. Elza Soares Baptista, frequentadora da basílica, resume: “O ambiente é muito lindo e agradável. Sentimos-nos orgulhosos com este espaço dedicado ao Santo Cura D’ars. Aqui, fé e arte convivem em harmonia”. A Basílica está localizada na Rua Cura D’ars, número 185. São realizadas missas aos sábados e domingos.

O SECRETÁRIO Helerson Freitas e a coordenadora do CRIA, Cláudia Dionísio, descerraram a placa A Prefeitura de Mariana realizou a entrega de diversas obras na cidade e nos distritos. A primeira delas foi a reforma da quadra do Centro de Referência da Infância e da Adolescência – CRIA. O local teve sua cobertura, antes de lona, trocada por telhas galvanizadas. Além disso, foi colocada uma estrutura metálica cobrindo as laterais. Com essas intervenções, as chuvas, que antes atrapalhavam a prática esportiva, não serão mais problema. No domingo, foram cinco entregas, iniciadas pela Ponte do Moinho, que, devido à sua ruína parcial e às constantes enchentes, recebeu um novo canal para passagem das águas, aumentando a área de vazão. A ponte também teve toda sua estrutura lateral reconstruída, mantendo-se as características originais. Em seguida, foi a vez da Pedra Fundamental das futuras instalações da Sede da Sociedade São Vicente de Paula e da Associação de Amigos e Moradores do Bairro São José ser lançada aos marianenses. “Quero agradecer ao prefeito Raimundo Horta e a todos os que colaboraram, inclusive nos ajudando a cobrar essa obra, por tudo o que tem sido feito”, disse a presidente da Associação de Moradores do Bairro, Rita Dias de Souza. O prédio será construído no terreno ao lado da Toca do Zé Pereira. Segundo o prefeito Raimundo Horta, já está tudo pronto para a construção ser iniciada. “O projeto está pronto, o dinheiro está em caixa e já houve a licitação para a construção. O próximo prefeito estará apto a iniciá-la”, afirmou. Ainda no local, foi entregue a reforma da quadra da Toca do Zé Pereira, uma das principais da cidade no momento. A cobertura recebeu um reforço estrutural e um fechamento lateral, o que vai garantir mais segurança aos usuários. De acordo com o secretário municipal de Desportos, Helerson Freitas, a realização da obra deveu-se muito à postura atuante dos moradores. “Havia muita cobrança da população para que a cobertura fosse feita. Em conversa com o prefeito Raimundo Horta, ele deu todo apoio para que a fizéssemos com urgência”, contou. Já a presidente do Zé Pereira da Chácara, Maria José Chaves, falou da satisfação em ver uma intervenção no local ser finalizada. “Estou aqui há 34 anos e a reforma desse local é a maior homenagem”, afirmou. Também foram entregues à população dos distritos obras de pavimentação asfáltica.

CORONEL FABRICIANO

A população de Coronel Fabriciano acaba de ganhar mais um novo e agradável espaço de lazer, bate-papo e convivência. A Praça JK, localizada no Centro, foi totalmente revitalizada e inaugurada em solenidade especial com show do Grupo de Seresta Raio de Luz. As obras somaram o investimento de R$ 269 mil e foram executadas com recursos do Ministério do Turismo, do Governo Federal e contrapartida da prefeitura. Além de valorizar o centro da cidade e oferecer mais uma opção de

lazer aos fabricianenses, a Praça é o mais novo cartão postal do município. “Esta inauguração é apenas uma das diversas obras e melhorias que serão promovidas. Nos próximos anos, outros espaços que vem recebendo melhorias também serão inaugurados, como creches, escolas, unidades de saúde, entre outros. Estimular a convivência social e outras atividades que proporcionam entretenimento é um caminho saudável para que nossa cidade se torne cada dia melhor”, afirma o prefeito de Fabriciano,

PMCF

População ganha praça revitalizada no Centro

AS OBRAS somaram o investimento de R$ 269 mil

Chico Simões. Como parte das reformas, a Praça também recebeu um busto do ex-presidente Juscelino Kubitschek de Oliveira, doado ao município pela viúva Eunice Mol Figueiredo, de 79 anos, e seus sete filhos. O monumento pertencia ao ex-bancário Didier Figueiredo, falecido há 20 anos, um grande admirador de Juscelino, que cuidou para que a imagem de JK ficasse sob o zelo de sua família por mais de 43 anos. A obra é originária da cidade de Jequeri, que fica a cerca de 50 quilô-

metros de Ponte Nova, na Zona da Mata. A Praça JK recebeu este nome porque a antiga praça, que ficava no mesmo local, abrigou um busto homenageando o ex-presidente. “Já que não temos o busto original, este poderá representar melhor a história do que se fizéssemos uma nova estátua, e com isso outras pessoas como a família Figueiredo serão inseridas na história de Fabriciano. Agradeço este presente em nome de toda a população da nossa cidade”, finaliza o prefeito.


10

C I D A D E S

EDIÇÃO DO BRASIL

De 26 de dezembro de 2010 a 2 de janeiro de 2011

BELO HORIZONTE

Felipe José de Jesus om a chegada do fim do ano e as comemorações do Ano Novo, muitas famílias se preparam para viajar e passar as festividades com parentes. Algumas aproveitam para dar uma esticada em cidades históricas ou nas praias. Entretanto, uma preocupação é que as residências viram alvos fáceis para os ladrões, que promovem arrombamentos e furtos. Segundo dados da Allianz Seguros, nas férias, crimes deste tipo costumam aumentar cerca de 30%, devido à falta de precaução dos proprietários ao saírem de suas casas. Sendo assim, para evitar surpresas desagradáveis na volta da viagem, é necessário estar atento a conselhos e dicas de especialistas em segurança. Em entrevista ao Jornal Edição do Brasil, o diretor-executivo de sinistros da Allianz Seguros, Laur Diuri, fala dos períodos propensos a roubos e ressalta os métodos mais utilizados pelos ladrões nos arrombamentos. “O número de roubos e furtos a residências aumenta cerca de 30% nos meses de dezembro e janeiro, temporada de férias escolares, quando as famílias normalmente viajam. Para saber se existem pessoas na casa, os ladrões utilizam como método acionar as campainhas, fazer ligações telefônicas e percorrer ruas do entorno”, adverte. Já sobre objetos de valor deixados em casa, o especialista afirma que

é viável ter muita atenção, manter a amizade com vizinhos e utilizar como guarda-volumes somente cofres de bancos ou de empresas privadas. “Os ladrões costumam atuar em dias úteis, horário comercial, depois de constatarem a ausência dos moradores. A dica é manter contato com os vizinhos. Geralmente, os ladrões preferem furtar eletrodomésticos, armas, DVDs, cheques, dinheiro e aparelhos telefônicos. Não deixem joias e dinheiro dentro da casa ou apartamento, mesmo que seja em um cofre pessoal. No período da viagem, utilize cofres de bancos ou de empresas privadas. Em casos suspeitos, peça para algum vizinho chamar a polícia”, salienta. O publicitário Ricardo Gonçalves foi furtado duas vezes durante festas de fim de ano. Segundo ele, isto ocorreu pela falta de zelo e por desconhecimento de dicas de segurança. “A primeira vez foi no final de 2004 e a segunda em 2007. Levaram todo o dinheiro que estava em uma estante, era para o pagamento da fatura da faculdade. Na segunda vez, levaram minha moto. Se na época eu tivesse o conhecimento de algumas dicas, talvez não tivesse sido tão lesado. Agora tenho receio quando o assunto é viajar, pois não sei como lidar antes de sair de casa para viagens mais longas”, ressalta o publicitário.

Dfreire Comunicação

ladrões usam as férias para praticar furtos em residências SEGUnDO laur Diuri, é importante manter contato com os vizinhos Regras antes de viajar Além das dicas deixadas sobre os procedimentos mais utilizados pelos assaltantes durante a ausência de moradores, o diretor Laur Diuri afirma que é necessário que o dono siga algumas regras importantes antes de sair de casa. “O primeiro passo é desligar a campainha. Assim você deixará em dúvida quem utilizá-la apenas para verificar se há alguém em casa. Outra dica é suspender a entrega de jornais ou revistas, pois esta também é uma forma de demonstrar que a casa está

vazia. Não deixe as luzes acesas durante o dia. Isso significa ausência de moradores. Se possível, instale um aparelho de fotocélula para acender as luzes externas à noite e apagá-las durante o dia. Reforce as portas com fechaduras auxiliares e instale equipamentos eletrônicos de segurança. Para terminar, procure carregar seu veículo dentro da garagem evitando que pessoas estranhas saibam que você irá se ausentar”, conclui o diretor-executivo de sinistros da Allianz Seguros.

SABARÁ

MONTES CLAROS

Cidade inicia festa para comemorar seus 300 anos

Município apresenta números invejáveis como Destino Indutor

apresentadas, às 19h30, no Teatro Municipal. O objetivo é que moradores e turistas possam comemorar os trezentos anos de elevação à Villa Real da cidade mãe de muitas cidades mineiras, entre elas Belo Horizonte. Aliás, nos primeiros anos de vida, a Capital dependia interinamente do município sabarense para sua sobrevivência. Para facilitar o fornecimento de materiais de construção, alimentos e outros, foi construída a rede ferroviária que liga Belo Horizonte a Sabará.

História om 335 anos de fundação, Sabará é o primeiro povoamento de Minas e tem raízes nos primórdios da colonização do Brasil. Está intimamente relacionada à lenda do Sabarabuçu, região de limites imprecisos, que atraiu inúmeros aventureiros para seu sertão. A busca dos sertanistas era pela riqueza das serras: prata e pedras preciosas. Em 1674, chegou à região a bandeira de Fernão Dias Paes, dando início ao que iria se tornar o mais importante arraial fundado pelo bandeirante paulista. O Arraial da Barra do Sabará, centro comercial estratégico diretamente ligado à Estrada Real, já por volta de 1700, possuía intensa movimentação, sendo um dos mais populosos das Minas. Em 1711, foi elevado à condição de Villa Real de Nossa Senhora da Conceição do Sabará. Três anos depois, tornou-se sede da extensa Comarca do Rio das Velhas, cuja jurisdição alcançava os limites de Goiás, Pernambuco e Bahia. O fastio de ouro fez a Coroa Portuguesa instalar as casas de Fundição, a fim de serem cobrados os impostos sobre a produção aurífera. Contudo, terminado o Ciclo do Ouro, Sabará manteve uma relativa atividade comercial até boa parte do século. Ainda hoje, o ouro é explorado no município. A chegada da Ferrovia Central do

Brasil à Sabará inaugurou o Ciclo do Ferro, que também persiste até os dias atuais. Muitos resquícios do período colonial esperam por serem descobertos. Recentemente, foram feitas prospecções ao longo da Estrada Real e do Caminho da Bahia. Algumas edificações e ruínas merecem destaque, como é o caso do Calçamento e do Forno de Cal, encontrados no Conjunto Paisagístico do Morro São Francisco, das ruínas do Arraial Velho e do dito Cemitério dos Ingleses, na mata da Serra da Piedade, próximo ao Arraial de Pompéu. No Centro Histórico está localizada a maioria dos atrativos históricos e arquitetônicos: igrejas do século XVIII, o Teatro Municipal, Museu do Ouro, chafarizes e o casario de arquitetura colonial. Há igrejas em Sabará que mesclam características artísticas de diferentes fases do barroco mineiro. A Matriz de Nossa Senhora da Conceição apresenta características de três períodos da Arte Barroca, fato raro nas cidades históricas de Minas Gerais. Primeiro povoado colonial de Minas, foi a maior comarca do Brasil colonial, mãe da Capital do Estado, terra da jabuticaba e do ora-pro-nobis. É a cidade referência da Cozinha Mineira (Abrasel), possui o 2º teatro mais antigo do Brasil, a única casa de Intendência e Fundição ainda de pé no país.

Com índices acima da média estadual e se destacando em critérios como capacidade empresarial, aspecto social, acesso e infraestrutura, Montes Claros ficou em evidência no relatório final do Estudo de Competitividade Turística, apresentado no dia 15 de dezembro, em Belo Horizonte. O estudo foi feito pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), a pedido da Secretaria de Estado de Turismo. O trabalho abrangeu municípios que têm o título de Destino Indutor, que é como o Ministério do Turismo classifica as cidades que possuem infraestrutura básica e turística, atrativos qualificados e que são capazes de atrair e distribuir turistas em seu entorno, dinamizando a economia da região. Fábio Marçal/PMC

Sabará entrou oficialmente em seu ano jubilar. No dia 17 de julho de 2011, o primeiro povoamento mineiro completa três séculos de elevação à condição de Villa Real, mas a prefeitura prepara um ano inteiro de comemorações. A solenidade de abertura aconteceu no último dia 15, com apresentação das ações do PAC das Cidades Históricas no município. No dia 21, a festa continuou na Praça Melo Viana, com o show gratuito do grupo 14 Bis. Já no dia 27, todas as ações que serão desenvolvidas para comemorar esta importante data serão

MONTES Claros ficou em evidência no relatório final do Estudo de Competitividade Turística

C r I T É r I o S

Montes Claros teve notas acima da média mineira em 8 dos 13 itens avaliados, recebendo, por isso mesmo, uma nota geral mais elevada (55,5 x 54,5). No aspecto ambiental, foram avaliados itens como estrutura e legislação municipal, distribuição de água e tratamento de esgoto, coleta e destinação de resíduos. A média dos municípios mineiros foi de 71,5 pontos, enquanto a cidade obteve 75,4. No critério aspecto social, que engloba o acesso à educação, empregos gerados pelo turismo e cidadania, obteve nota 69,4, contra 62,8 da média mineira. No quesito cooperação regional, que analisa governança, projetos de cooperação regional, planejamento turístico, roteirização e promoção, a média estadual (63,9) foi superior à local (58,2). No item capacidade empresarial, a média mineira foi de 53 pontos, contra 63 de Montes Claros. Este tópico faz um estudo sobre a capacidade de qualificação e aproveitamento do pessoal local, a presença de grupos nacionais ou internacionais do setor de turismo, a concorrência, barreiras de entrada e a presença de empresas de grande porte. Nos critérios aspectos culturais, economia local, marketing, acesso e infraestrutura, MOC também teve

Aqui você encomenda seu sonho, nós realizamos, respeitando a magia do momento.

Luciana Cyrino Pinto Coelho ADVOGADA

RUA ERÊ, 125 - 1º ANDAR - BAIRRO PRADO CEP 30.410-450 - BELO HORIZONTE / MG

Tel: (31) 3316-6692 Cel.: (31) 9932-5289

Av. Bandeirantes, 2323 Bairro Serra - CEP 30210-420 Belo Horizonte - MG Telefones: 3287-4422 / 3287-1293 www.buffetsausalito.com.br

uma pontuação superior à média estadual, enquanto que em serviços e equipamentos turísticos, políticas públicas, atrações turísticas e monitoramento sua nota foi inferior. O secretário de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Tecnologia, Edgard Santos Filho, explicou que as questões identificadas pelo estudo da FGV, assim como as sugestões dadas pelos técnicos, serão usadas para otimizar o setor de turismo no município, através de parcerias com empresários e com a participação da sociedade civil organizada. “É interessante destacar que a cidade de Montes Claros foi classificada como Destino Indutor este ano, enquanto que outros municípios receberam a classificação em 2007 e 2009. Daí já terem participado de outros diagnósticos e implementado algumas melhorias em infraestrutura e em processos relacionados ao setor”, frisou Santos Filho. Além de Montes Claros, os municípios de Araxá, Juiz de Fora, Camanducaia (Monte Verde), Sete Lagoas, Itabira, Brumadinho, Santana do Riacho, Poços de Caldas, São Lourenço, Maria da Fé, Capitólio, Caxambu, Caeté, Uberlândia, Ipatinga e Governador Valadares foram certificados como Destino Indutor e participaram do estudo.

e lo Y lanna Fotógrafo Profissional

FoTo - JornalISMo - CongreSSoS - eVenToS SoCIaIS

TELEFONES: 3450-0980 / 9603-4396

Rua Tamóios, 62 - Sala 100 - Centro Belo Horizonte / Minas Gerais


C I D A D E S

EDIÇÃO DO BRASIL

De 26 de dezembro de 2010 a 2 de janeiro de 2011

11

BELO HORIZONTE

Projetos importantes do deputado Fábio Avelar

FÁBIO Avelar chega ao fim de seu 3º mandato

Medição individualizada O Projeto de Lei 973/07, que instituiu as diretrizes para a medição individualizada do consumo de água nas edificações prediais residenciais, comerciais e de uso misto, foi transformado na Lei Nº 17.506/08. A proposição determina que as prestadoras de serviço de abastecimento de água façam a medição de forma individualizada do consumo nas edificações, mediante requerimento do síndico ou responsável. A adaptação das instalações para a

medição também é de responsabilidade do requerente e obedecerá aos padrões e critérios técnicos definidos pelo prestador de serviço. “Trata-se de um avanço significativo na conquista dos direitos dos usuários e consumidores dos serviços de água e esgoto, servindo como referência para o aprimoramento permanente das relações entre clientes e prestadores de serviços”, destacou Fábio Avelar.

O número de consumidores que compram por impulso aumentou e atingiu o maior patamar de todas as Sondagens de Orçamento Doméstico do Consumidor, realizadas pela Fecomércio Minas. Segundo o último levantamento realizado pela entidade, referente a novembro, mais de 63% dos consumidores admitiram que compram por impulso. É a primeira vez que esse índice ultrapassa os 50%. Na pesquisa anterior, referente a setembro, a taxa ficou em 42%. Apesar do forte aumento, 81,7% dos entrevistados afirmaram que fazem o planejamento dos gastos, ainda que esse planejamento, para alguns, não saia do papel. A pesquisa também revela que os gastos com cartão de crédito voltaram a subir, depois de uma leve queda em setembro. Nessa sondagem, o cartão de crédito alcançou 63,2% dos compromissos financeiros. As compras não planejadas, também chamadas de compras emocionais ou de oportunidade, são estimuladas pela conjugação preço, prazo e qualidade dos produtos oferecidos. A proximidade do Natal, naturalmente, estimulou a antecipação das compras, feitas muitas vezes de forma não planejada. De acordo com a coordenadora do Departamento de economia da Fecomércio Minas, Silvânia Araújo, o consumidor foi incentivado pela avaliação prospectiva favorável do mercado de trabalho para 2011. “Mas o alto nível de endividamento exige acompanhamento desse indicador”, alerta. O planejamento dos gastos é uma realidade para quase todos os consumidores. Entretanto, apenas 31,8% afirmaram que seguem a risca o que planejam. Uma parcela maior, 44,1%, planeja e consegue seguir parte desse planejamento. Poucos consumidores disseram que nada do que foi planejado é feito na prática, so-

JEditorial

Almg

O deputado estadual Fábio Avelar (PSC) chega ao fim de seu 3º mandato com a certeza do dever cumprido. Ao longo dos últimos 12 anos, como legítimo representante do povo no parlamento mineiro, apresentou inúmeros Projetos de Lei, que buscaram beneficiar toda a população de nosso Estado. Entre os projetos de sua autoria que foram transformados em leis, estão alguns de grande importância, como a Lei da Pesca, de proteção às águas subterrâneas e o projeto que ampliou os objetivos sociais da Companhia de Saneamento do Estado de Minas Gerais (Copasa-MG). Com essa ampliação, a Copasa passou a processar e comercializar produtos e subprodutos dos sistemas de água e esgoto, processar e comercializar produtos e subprodutos do lixo e exercer, além das atividades mencionadas, serviço de consultoria e assistência técnica. Com essa lei, a empresa tornou-se mais forte e sólida. Na atual legislatura, entre 2007 e 2010, o deputado estadual Fábio Avelar continuou apresentando projetos para o desenvolvimento do Estado de Minas Gerais. Muitos foram aprovados com a contribuição dos seus Pares no Legislativo, sendo que alguns deles, como veremos a seguir, foram de grande destaque.

Número de consumidores que compram por impulso aumenta

A PESQUISA também revela que os gastos com cartão de crédito voltaram a subir mando 5,8%. Aqueles que não fazem nenhum plano para as finanças representam 18,3%. O líder absoluto dos compromissos financeiros foi o cartão de crédito. E ele voltou a subir, depois de ter registrado 59,3% em setembro. Com relação a essa forma de pagamento, houve outro recorde: 61,1% dos 400 consumidores entrevistados disseram que usam o cartão para substituir o dinheiro em espécie. Na sondagem anterior, foi registrado 49,6%. Isso, conforme afirma a economista da Fecomércio Minas, comprova a busca do consumidor por maior comodidade e menor risco.

JUIZ DE FORA

Barragens de barragens. “Esse projeto é muito importante para Minas Gerais, pois trará benefícios econômicos e sociais para as regiões mais sofridas. Assim, essas pessoas terão uma melhoria de vida e poderão viver com dignidade. Outro fator importante será a melhoria da qualidade da água, pois muitas pessoas nessa região retiram água, até mesmo para cozinhar, de locais onde ela é suja”, declarou Fábio Avelar.

Fitoterapia Já o PL 568/07, que dispõe sobre a política de incentivo à pesquisa, preparação e utilização de produtos fitoterápicos, foi transformado na Lei Nº 18.551. Entre as competências da nova lei, estão alguns pontos importantes referentes ao Estado, como dar suporte técnico, financeiro e operacional aos municípios que desenvolvam ações, projetos e programas de cultivo de plantas fitoterápicas e estimular, por meio de parcerias, convênios, acordos

ou ajustes, sua transformação em medicamentos; promover a pesquisa científica voltada para a identificação e classificação de plantas e para a análise de suas qualidades terapêuticas, entre outros. Vale ressaltar que tanto o projeto das barragens como o da fitoterapia foram de grande importância para a geração de emprego e renda nas regiões norte e nordeste do Estado.

Óbitos O PL 3.005/2009 torna obrigatório o envio ao Detran-MG de relação de registros de óbitos para fins de cancelamento da Carteira Nacional de Habilitação. Após a sanção, o projeto passou a ser a Lei Ordinária 18.703/2.010. Com a nova Lei, os Oficiais de Registro Civil das Pessoas Naturais do Estado encaminharão mensalmente ao Detran-MG a relação dos registros de óbitos ocorridos no período, para fins de cancelamento da CNH das pessoas falecidas. Segundo o deputado Fábio Avelar, o intuito

dessa Lei é acabar com as fraudes, muitas vezes cometidas por estelionatários que se aproveitam dos documentos das pessoas falecidas. “Espero que essa nova Lei dificulte, ao máximo, a ação dos fraudadores que se utilizam dos documentos das pessoas falecidas para cometerem crimes, principalmente contra estabelecimentos comerciais”, declarou Fábio Avelar. O descumprimento dessa Lei, por parte dos Cartórios de Registro Civil, irá ocasionar ao infrator o pagamento de multa no valor de R$ 1.000,00 (mil reais).

MATEUS LEME

O superintendente da Funalfa, Toninho Dutra, oficializou a doação de livros a 13 bibliotecas comunitárias, sociais e institucionais de Juiz de Fora. As instituições inicialmente beneficiadas recebem um total de 2.011 livros, dentre as 7.733 obras arrecadadas em quatro eventos promovidos pela prefeitura, através da Funalfa, durante 2010: Gincana 160 anos Juiz de Fora Jovem, 4º Festival Nacional de Teatro de Juiz de Fora, Corredor Cultural e 2º Festival Nacional de Dança de Juiz de Fora. Na ocasião, o repasse simbólico dos livros às bibliotecas foi realizado pelo superintendente da Funalfa, Toninho Dutra, através da entrega das obras à Associação de Moradores de Santa Luzia, representada pela presidente da Associação, Aparecida de Cássia dos Santos Silva, e à Biblioteca Comunitária da Casa Espírita Caminheiros de Jesus, da Vila Ozanan, representada pela presidente da entidade, Maria Imaculada Pinheiro Marques. Toninho Dutra destacou

BIBLIOTECAS receberam a doação de livros que a troca de ingressos por livros tem funcionado como um filtro para os eventos. Segundo ele, essa prática melhorou a frequência às atividades promovidas pela fundação. “A ideia é transformar um livro morto, esquecido em um canto da casa, em um livro vivo, na tentativa de fazer com que a leitura seja cada vez mais uma atividade cidadã”, afirmou o superintendente.

Cada instituição foi contemplada, em média, com o repasse de 150 títulos, direcionados de acordo com a demanda de cada local. Os títulos incluem romances, poesias, ficções, biografias, enciclopédias, religiosos, pesquisas históricas e fotografias, entre outros. Há opções para leitores mirins e para o público adulto, de autores brasileiros e estrangeiros. A escolha das instituições foi feita a partir de levantamento realizado pela Biblioteca Municipal Murilo Mendes, sob a coordenação de seu diretor, Vanderlei Tomaz, por indicações de funcionários da Funalfa e por iniciativa das próprias entidades, que procuraram a fundação para receber as doações. Todos os locais foram visitados pela Funalfa para verificação do funcionamento, condições de preservação do acervo, atendimento ao público e aos usuários de cada biblioteca. As demais obras arrecadadas permanecem na Funalfa para novos repasses a instituições interessadas.

Conheça os melhores restaurantes das seguintes cidades:

Prefeitura entrega mais uma obra à população

SANTA LUZIA: Rest. e Lanchonete Colher de Chá Espaguete na Chapa Bar Ltda PMML

No dia 18 de dezembro, a Prefeitura de Mateus Leme entregou mais uma obra à população. Foi inaugurada a quadra poliesportiva do Bairro Central, que beneficiará os moradores com mais um espaço para o lazer e a prática esportiva. O evento contou com a participação do prefeito Marlon Guimarães, a secretária de Esportes, Josiane Alves, e várias autoridades políticas do município. Ao som dos tambores da Associação da Cavalhada Feminina, o público apreciou a bela apresentação dos integrantes, com vários estilos de toques. Em seguida, houve o corte da fita e logo após aconteceu a primeira partida amistosa entre Finamax e a Seleção do Bairro Central. O time visitante venceu por 12 x 4 a equipe da casa. A quadra construída na metragem oficial poderá sediar competições do JEMG, JIMI e outros eventos esportivos. É a atual administração investindo cada vez mais no esporte, lazer e entretenimento para a população.

Funalfa oficializa doação de livros para bibliotecas PMJF

O Projeto de Lei 566/2007, que dispõe sobre a política estadual de estímulo à construção de barragens e de desenvolvimento econômico do Norte e Nordeste de Minas, e que estabelece como objetivos combater os efeitos da seca, além de melhorar a oferta e a distribuição de água no semiárido, foi transformado na Lei 18404/2009. Com isso, as regiões mais pobres poderão ser beneficiadas, pois o Estado instituiu, a partir da sanção, a política estadual de estímulo à construção

Foi inaugurada a quadra poliesportiva do Bairro Central

Montes Claros: Churrascaria Chimarrão Churrascaria e Pizzaria Papaula Bar do Toco Churrascaria Restaurante Sabor e Saúde Chicos Pizzaria e Churrascaria Uai Tchê Cervejaria Lumas Churrascaria Armandos Restaurante Restaurante Favorito Ipatinga Restaurante Tempero Mineiro Restaurante Sabor e Aroma Restaurante Bom Apetite Restaurante D’Lucas Restaurante Vovó Efigênia Restaurante Popular Sabará Restaurante e Pizzaria 314 - Sabarabuçu Barroco Cekisabe

Restaurante PauTerra Coronel Fabriciano Restaurante Angra Restaurante Cantina da Nona Restaurante Amigão Pizzaria do Jayme Juiz de Fora: Restaurante Bacco Restaurante Brazão Restaurante Belas Artes Restauante Bertu’s Vespasiano Restaurante Vespagril Restaurante Taberna Restaurante Vovó Marguerita Restaurante Tropic Restaurante B&N Betim Restaurante e Pizzaria Hudson Churrascaria Carro de Boi Cantina da Vovó Ana


Jornal Edição do Brasil  

de 26 de dezembro de 2010 a 2 de janeiro de 2011

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you