Issuu on Google+

www.jornaldosudoeste.com.br Diretor: Nelson de Paula Duarte - Bisemanário de Circulação Regional - São Sebastião do Paraíso/MG, quarta-feira, 14 de Agosto de 2013 - ANO XXVII - Edição: 1714 - R$ 1,30

Delegado Zucoloto permanece internado em estado grave

página 7

Roberto Nogueira

Redução de curvas não tira o perigo na MG 050 em Paraíso página 6

Paraíso soma 9º caso positivo de H1N1 página 5

Índice de acidentes deve tirar carros de autoescolas da avenida Dárcio Cantieri página 7

Aldo Rebelo reúne prefeito e vereadores para debate sobre Centro de Excelência Esportiva

pág. 3


Jornal do Sudoeste

página 2

CURT AS CURTAS

OPINIÃO

Quem precisa de reforma política?

FILIAÇÕES O prazo final para filiações partidárias visando as eleições de 2014 é de até 4 de outubro deste ano que cairá numa sextafeira, caso não haja plantão especial, no sábado,5. Alguns políticos já iniciam algumas movimentações. O deputado estadual Antônio Carlos Arantes (sem partido) pode ser nome certo no PMDB e as conversações estão bem adiantadas, mas falta definição final. Quem deixou a legenda foi Márcio Calafiori que no ano passado disputou as eleições a prefeito de Paraíso pelo partido. Agora ele se encaminha para o PMN, onde pretende disputar ano que vem para deputado. A dança das cadeiras está apenas começando, vêm mais surpresas por aí nos próximos dias. TENSÃO Os últimos acontecimentos envolvendo polícia e bandidos, Polícia Civil de Minas e de São Paulo serviu para aumentar ainda mais o clima de tensão em relação a criminalidade e a segurança pública na região. O atropelamento do delegado de São Sebastião do Paraíso, em Ribeirão Preto, que quase custou sua vida, não vai ficar barato. Para a polícia agora é mais do que questão de honra a prisão de Wellington Fernando André de Souza, acusado de chefiar quadrilha com várias passagens por crimes violentos na região. Ele continua foragido, mas está sendo procurado e poderá ser pego a qualquer momento. SUPREMACIA Muitas perguntas ainda estão em aberto em relação a este episódio no Centro de Detenção Provisória em Ribeirão Preto, na sexta-feira passada. A abordagem ao bandido ainda dentro do carro teria sido precipitada é um dos questionamentos. Apesar da supremacia de força policial nove contra um, o infeliz ainda conseguiu se safar. Será que faltou planejamento é outra questão. Muito se fala em operação conjunta, mas a soma de forças somente teria ocorrido após o atropelamento e reuniu além dos policiais civis de Minas, militares, civis e Polícia Federal de Ribeirão Preto, com ajuda de cães farejadores e helicóptero E o gajo conseguiu escapar. UNIDA Outro fato que ficou bastante caracterizado é a união familiar no crime. O filho foi buscar o pai no CDP, sendo que o homem fora beneficiado pela (lei besta) saidinha do Dia dos Pais. Se saiu ou ficou retido depois do ocorrido, ninguém mais teve notícias. A mãe do bandido foi presa na tarde de sexta-feira em Jardinópolis e na casa dela encontrada a arma do delegado atropelado. Até então não foi explicado em quais circunstâncias a pistola foi parar nas mãos da mulher. Sabese que ela acompanhava o filho no carro na porta do presídio no momento da abordagem. Pai, mãe e filho a serviço da criminalidade. E havia um menor na história que ninguém mais soube do paradeiro. CAIXA ELETRÔNICO Também na semana passada bandidos explodiram caixa eletrônico em Santo Antonio da Alegria, em situação semelhante a ocorrida no fórum de Paraíso e na Cooparaiso, dias antes. Sem muito estardalhaço a Polícia Militar já conseguiu prender os três acusados apontados como autores. A princípio, pela maneira de agir, chegou-se a suspeitar que teriam sido os mesmos que agiram em Paraíso, as investigações continuam, lá mais avançadas que aqui, porque já botaram a mão na massa, sem dar tempo aos bandidos. Aguardam-se novidades para os próximos dias. Enquanto isso o fórum segue fechado com tapumes nas portas e janelas danificadas pelas explosões. UPA Outro assunto que promete dar o que falar nos próximos dias e semanas é a construção da UPA (Unidade de Pronto Atendimento). Apesar das informações vindas da Secretaria de Estado da Saúde de que ao lado do Pronto Socorro o serviço não será aprovado, a secretária municipal de Saúde assegurou com todas as letras que a construção vai ser mesmo no local anunciado. O projeto segundo o prefeito Reminho já foi enviado para o Ministério da Saúde e as obras de construção começarão em breve. Parece ser um imbróglio sem fim estas questões. COMPLEXO O adiamento da vinda do ministro do Esporte, Aldo Rebelo a Paraíso, no final de semana, também teve desdobramentos. O anúncio de sua vinda e convite para recepcioná-lo foi do deputado Carlos Melles, secretário estadual de Transporte e Obras. Ao que consta, o prefeito Reminho se sentiu melindrado e teria entrado em contato com a assessoria do ministro. Melou a vinda. A assessoria de Melles preferiu não se manifestar sobre o caso que tomou novo rumo. Conforme foi dito, nesta quarta-feira,14, acontece reunião no final da tarde, em Brasília, entre representantes do Ministério do Esporte, o prefeito Reminho e o presidente da Câmara, José Luiz Corrêa, para tratarem do assunto. SEM MÚSICA Mais uma vez o público paraisense que aguardava pela realização de um evento artístico musical, desta feita na Praça da Fonte, ficou ser ver a apresentação. Reclamações de vizinhos à polícia contra o som alto de Dj’s que se apresentariam no local, resultou em boletim de ocorrência e o fim da exibição por volta das 20h30. A falta de consenso entre a alegria de alguns e o desassossego de outros pôs fim a esta etapa do Música na Praça. Em menos de um mês é o segundo episódio que marca de forma negativa apresentações artísticas na cidade. O primeiro foi no que seria um show dos Detonautas, mas em outro local. RELATÓRIO Conforme a deliberação normativa do Conselho Estadual de Políticas Ambiental – COPAM de número 118/2008, os municípios mineiros têm até o dia 31 de agosto para apresentar os relatórios técnicos anuais da evolução da disposição de resíduos sólidos urbanos. Os relatórios precisam ser entregues a Fundação Estadual de Meio Ambiente – FEAM. É necessário lembrar que os aterros sanitários controlados são alternativas provisórias, o que obriga as prefeituras que utilizam desta ferramenta a se regulamentarem conforme a Lei Federal nº 12.305. A lei estabelece uma correta disposição final para os resíduos sólidos urbanos em até 4 anos contado a partir da publicação da lei. Desta forma, as cidades que ainda utilizam aterros controlados têm até agosto de 2014 para se regulamentarem. CHORO E a Petrobras por sua diretoria financeira pediu ao Ministério das Minas e Energia aumento para o preço da gasolina e diesel, ao argumento de que o mesmo está defasado em 25% em relação ao praticado no mercado internacional. O último aumento foi em janeiro, na ordem de 10,5%. Há ainda a justificativa que caso não seja concedida majoração no preço, a Petrobras não poderá dar continuidade ao seu plano de investimentos. Pelo visto, o consumidor é quem continua sendo o sacrificado, e com esse balão de ensaio, não é de se duvidar que o aumento será concedido. DEZ VEZES O que muita gente não sabe é que em 2005 a Petrobras adquiriu uma refinaria no Texas, nos Estados Unidos, pagando dez vezes mais pelo seu valor de mercado, o que veio à tona. Mas até agora ninguém foi responsabilizado, e esta coluna duvida que alguém será. Fazem bandalheiras, e o consumidor paga a conta. Sim senhor.

São Sebastião do Paraíso-MG e Região 14 de Agosto de 2013

PAULO G. M. DE MOURA *

Se todos são a favor da reforma política, por que ela não é feita? Simples: quem quer mudar as regras do jogo deseja alterar o resultado do jogo. Se os parlamentares que deveriam votar essa reforma se elegeram com as regras que estão aí, por que quereriam mudá-las? A construção de consensos quanto às regras de acesso e distribuição do poder é difícil. O consenso que instaurou a ordem política em vigor foi construído na Constituinte de 1988, que não foi exclusiva - isto é, os próprios parlamentares a votaram. Mudá-lo não é tarefa simples. Muito menos é algo que se consiga às pressas. A lógica que orientou a legislação vigente visava a construir condições de governabilidade. Uma das explicações para o golpe militar de 1964, mais do que conter a ameaça comunista, foi o impasse paralisante no Parlamento. A fragmentação dos partidos e o veto das minorias impedia o governo de governar. Por isso a Constituinte previa a implantação do parlamentarismo. Mas o povo vetou esse projeto no plebiscito de 1993. Existem vários sistemas eleitorais, todos com vantagens e desvantagens. Apesar das especificidades que marcam cada um deles, há uma clivagem central que diferencia os regimes de tipo consensual dos regimes de tipo majoritário. O sistema majoritário (Inglaterra) baseia-se no predomínio da maioria sobre a minoria e minimiza a busca da maioria qualificada. Nesse sistema quem ganha leva tudo e o poder das minorias fica limitado à tentativa de vetar as decisões da maioria. No sistema consensual (Brasil) ocorre o contrário, ou seja, as regras induzem a busca do consenso envolvendo uma complexa engenharia de construção de maiorias. A lógica é da ampla participação dos partidos na coalizão de governo para construção do mínimo denominador comum possível em torno dos objetivos que devem ser perseguidos pelo Executivo. A literatura sobre o tema sugere que o sistema majoritário se adapta mais a nações com menor clivagem social - baixa diversidade e baixo nível de conflitos regionais, culturais, religiosos, étnicos ou de outra natureza. Isso porque a lógica da imposição da maioria ante a minoria em sociedades com alta diversidade tenderia a acirrar conflitos e desestabilizar a democracia. Convém observar que boa parte dos países que adotam o sistema majoritário é parlamentarista. Nesses regimes a escolha do Gabinete de governo cabe apenas ao partido que elegeu a maioria. O povo vota nos parlamentares e o partido majoritário “escolhe” o Gabinete e o primeiro-ministro. A lógica do sistema majoritário tende a prejudicar os pequenos partidos e a organizar a disputa pelo governo em torno de duas ou três grandes legendas que conseguem montar estruturas em todos os distritos eleitorais. Já o sistema consensual se adapta a nações com maiores diversidade e clivagens sociais. A necessidade de compor maioria exerce interessante coerção sobre a lógica desse sistema: para compor maioria eleitoral ou coalizões de governo os parti-

Ao pé da orelha, com Pais e Professores Enforcando aula? Você já parou para analisar a quantidade de alunos com uniformes de várias escolas pelas ruas da cidade em horário de aula? Quantas vezes me deparei já com “turmas” de alunos e alunas perambulando por praças, ruas e até em casas dos chamados alunos do “mal”. Muitos perguntam: Existe alguma lei que possa responsabilizar alunos e pais sobre tal situação? O chamado enforcamento de aulas? Vai depender muito de como cada escola quer agir diante da situação. Não querer assistir uma aula é um ato de vontade do aluno, que muitos podem entender não ser passível de punição, porém, o que dizer por exemplo, de casos de amigos que incitam os demais a não assistirem as aulas também? Isso é imposição, constrangimento e deve ser passível sim de punição. Estamos presenciando ultimamente uma inversão de papéis, em que até mesmo cobrar destes alunos, que façam o normal, que é a frequência na escola para não sofrerem nenhuma punição está em condição de análise e críticas por aqueles que deveriam agradecer uma posição mais firme da escola nos casos, que seriam os pais, mas contrariamente a isso, a inversão passa a ser clara de que qualquer ato ou

punição sobre isso será instalado uma crise entre escola/família/aluno. Mas o que nós, simples cidadãos, podemos fazer quando presenciarmos alunos em horário de aula pela cidade principalmente em grupos? O primeiro passo é fazer nossa parte, tentar identificar o nome da escola, ligar na mesma, comunicar onde estão todos os alunos e passar o problema para quem tem que fazer algo. Após isso a escola deve comunicar imediatamente a PM para agir no fato, até porque, se acontecer algo com esta criança de uniforme na rua e os pais achando que eles estão na escola quem poderá ainda ter que responder na Justiça sobre o fato é a direção da escola por omissão. Fica a dica, afinal, antes errar pelo excesso do que pela omissão não é mesmo?

PROFESSOR MARCELO MORAIS

marcelomorais2@bol.com.br

Todos juntos por uma causa maior Ajude as instituições de caridade de nossa cidade. Doe um quilo de alimento e Deus proverá sua vida. Palestra beneficente: Tema “Minha família se perdeu no Facebook” Venha participar e saber o tamanho do impacto da Internet em sua forma de pensar e viver. Ela mudou o seu futuro. Palestrante: Benedito José. Natural de Passos, residiu 22 anos no Canadá. É escritor, ministra cursos na área de felicidade tais como Bioplenitude, Néctar, Despertando a Consciência. Loca: Arena Olímpica João Mambrini Dia 16/08/2013 – Sexta- Feira às 20 horas. Sua geladeira está sempre cheia mas tem gente que nem geladeira tem. Se o seu coração está cheio de amor, precisamos desua doação de alimentos. Fazer o bem, nos faz bem também, e nos lembra que podemos fazer a diferença na vida dos necessitados com tão pouco. Doe. Deus abençoa quem ajuda.

dos são forçados a abandonar projetos radicais para construir os consensos possíveis. O mérito desse sistema, portanto, consiste na contenção dos extremos. A adoção do sistema majoritário num país de tradição autoritária como o Brasil, ou mesmo a adoção de regras eleitorais que assegurem maioria parlamentar a um partido político apenas, dispensando-o de negociar as bases da coalizão de governo, deveria levar instituições como a Ordem dos Advogados do Brasil, por exemplo, a refletir seriamente antes de embarcarem em aventuras institucionais como a mudança das regras eleitorais às pressas, na véspera de uma eleição. O projeto ideológico do PT para a sociedade brasileira é um projeto radical, de cunho socialista, que não se esgota nos limites das políticas públicas do governo Dilma Rousseff. Sua estratégia de implantação é gradualista. Observe-se a lenta substituição dos fundamentos do Plano Real pela política econômica atual, ao longo dos três mandatos presidenciais petistas, por exemplo. O próximo passo do roteiro estratégico petista seria a conquista da hegemonia no Parlamento, com o deslocamento do PMDB de sua posição atual na coalização governista para uma posição subalterna. Com o PMDB menor e a bancada petista, aliada a outros partidos de esquerda, maior, o PT almeja o controle do Congresso para fazer a “revolução” por meio da aprovação de novas leis de cunho socializante. Dentre elas, leis eleitorais e sobre a ordem política que assegurem sua perpetuação no poder e a eliminação dos adversários. A marca PT é top of mind entre os eleitores brasileiros. Logo, a aprovação do voto em lista levaria ao aumento da bancada petista. O critério de distribuição do fundo público de financiamento eleitoral, obedecendo à mesma lógica da distribuição do tempo do horário eleitoral gratuito, favoreceria os partidos com maior bancada, enchendo os cofres do PT e esvaziando os de seus concorrentes. Chegamos, então, às razões do impasse político atual. O PMDB e o PSB perceberam qual seria seu destino em caso de vitória da estratégia hegemonista do PT e acionaram os mecanismos de freios e contrapesos do regime consensual vigente. Isso ocorreu antes mesmo de as manifestações populares de junho evidenciarem o fracasso das políticas públicas petistas, notadamente da política econômica. Isso significa que o sistema político e eleitoral vigente não precisa ser aperfeiçoado? Não. Mas um dos pressupostos da democracia é o respeito às regras do jogo. Não há tempo hábil para mudar essas regras sem violentar o calendário eleitoral, apenas para atender a uma demanda de um jogador. A voz das ruas pede mudanças e o caminho das mudanças, na democracia, é a urna. Essa é a razão da pressa de quem quer mudar as regras antes de o povo começar a mudar o País nas urnas de 2014. * PAULO G. M.DE MOURA É CIENTISTA POLÍTICO E COORDENADOR DO CURSO DE CIÊNCIAS SOCIAIS DA UNIVERSIDADE LUTERANA DO BRASIL.E-MAIL: PROFESSORPAULOMOURA@GMAIL.COM. BLOG: HTTP://PROFESSORPAULOMOURA.BLOGSPOT.COM.BR/.

Nuances Livros “receita de bolo” estão cada vez mais em alta, à medida em que as crises também. Automotivação vende. De todas as formas. Espiritual, material, sexual... O desespero leva ao consumo voraz de soluções fáceis. Que não existem. É um grande nicho de mercado, e os produtos acabam te alcançando. Puro escapismo. O que se aplica a um caso, dificilmente se aplica a outro, embora pareçam semelhantes. São as nuances que tornam a vida e seus caminhos complicados e únicos. Agora chega ao mercado brasileiro mais um destes cadernos de “receitas”, voltado para um segmento que começou a ser explorado com o sucesso do mega-hit literário “ Cinquenta Tons de Cinza”. Trata-se do livro “Pequenas Delicadezas - Conselhos sobre o Amor e a Vida”. A autora Cheryl Strayed tem uma coluna virtual onde dispara conselhos como uma metralhadora e acerta corações e mentes desesperadas, como um sopro de alento e possibilidades inexploradas, garantindo o sucesso em cima das pequenas desgraças alheias. Seus “melhores” conselhos ganharam as prateleiras das livrarias, reunidos em um compêndio que para muitos virou livro de cabeceira e tábua da salvação. São histórias que em algum ponto encontram ressonância nos problemas do leitor que busca a raiz impressa de sua tribulação. E Strayed não poupa ninguém, distribuindo conselhos de maneira afirmativa, mesmo que este seja exatamente o oposto do conselho de algumas páginas anteriores. Desta forma o acerto está garantido, pois a mente mediana se deslumbra com aquilo que parece ser o “toque mágico” da autora, calando fundo no seu subconsciente, total e desesperadamente mergulhado na busca da redenção. Mentes fracas são mentes perigosas e neste terreno fértil cresce a lista dos livros de autoajuda mais vendidos, como foi este “Pequenas Delicadezas” nos EUA e que certamente fará sucesso aqui também. Strayed tem talento, já havia escrito outro best-seller, “Livre”, um livro de memórias muito elogiado e que agora vai virar filme. Destoa dos demais autores do segmento, mesmo porque fala sem medo a um público específico. Oferece exemplos e conselhos com os quais muitos se identificam. Como conselho, se fosse bom seria vendido, os milhões que Strayed já ganhou mostram que para muitos, seus conselhos tem valor. Mas são apenas histórias desesperadas analisadas por quem já viveu o desespero. A vida é muito complicada para ser analisada com jurisprudência. As nuances invalidam a receita. Ainda bem.

EXPEDIENTE

Jornal do Sudoeste

BISEMANÁRIO DE CIRCULAÇÃO REGIONAL Filiado: Adjori e Abrajori GRÁFICA E EDITORA DR LTDA. Av. Monsenhor Mancini, 212 - Sala 1 - Centro - Fone: (35) 3531.1897 CEP: 37950-000 / São Sebastião do Paraíso - MG E-mail: jornalsudoeste@yahoo.com.br e jornalsudoeste@paraisonet.com.br homepage: www.jornaldosudoeste.com.br Editor e Diretor Responsável: Nelson de Paula Duarte - MT 08199 Diagramação: Vasco Caetano Vasco REGISTRADO NO CARTÓRIO DE TÍTULO E DOCUMENTOS REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS JURÍDICAS SOB Nº 20 DO LIVRO B1 FOLHAS 024. Impressão: Sangaletti Editora e Gráfica Ltda EPP - GRAFISC Gráfica e Editora Rua Santa Isabel, 250 - Vila Isabel - São Carlos - SP - CEP: 13.570-790

Textos assinados são de responsabilidade de seus autores e não refletem, necessariamente, a opinião do jornal.


São Sebastião do Paraíso-MG e Região 14 de Agosto de 2013

Jornal do Sudoeste

página 3

Aldo Rebelo reúne prefeito e vereadores para debate sobre Centro de Excelência Esportiva Por Roberto Nogueira

O Ministro do Esporte Aldo Rebelo recebe hoje a tarde em seu gabinete em Brasília, o prefeito de São Sebastião do Paraíso, Rêmolo Aloise e o presidente da Câmara, José Luiz Corrêa. Eles devem conversar sobre o projeto complementar da Arena João Mambrini que deve ser transformada em um Centro de Excelência Esportiva abrigando espaços para a construção de piscinas, pistas de atletismos e outras quadras. O encontro acontece uma semana após o cancelamento da visita do ministro da cidade, que chegou a ser anunciado e depois foi adiado e deu ensejo a uma série de informações desencontradas. A audiência do prefeito e do vice-presidente da Câmara com o ministro foi agendada por intermédio do deputado federal Odair Cunha. Os contatos vinham sendo mantidos desde a semana passada, mas a agenda livre foi confirmada para esta quarta-feira, às 17h30. Inicialmente foram convidados apenas o prefeito e o presidente da Câmara, mas posteriormente foi divulgado que outros membros do Legislativo paraisense também vão a Brasília. Até o final da tarde de ontem a reportagem havia

confirmado que os vereadores Valdir Donizete do Prado, líder do prefeito; José Luiz da Graças, Jesu Paulo Araújo e Jerônimo Aparecido Silva haviam viajariam para a capital federal. Outros vereadores, segundo informações não puderam ir em virtude de compromissos previamente agendados. Há pelo menos dois anos o deputado federal Carlos Melles havia oficializado a solicitação de recursos federais para o término das etapas complementares da Arena Olímpica João Mambrini, de São Sebastião do Paraíso, formando o Centro de Excelência Esportiva. Segundo o parlamentar, Rebelo foi receptivo ao conhecer o amplo projeto complementar da Arena, que visa a construção de uma pista oficial de atletismo, piscinas olímpicas, quadras cobertas para treinamento, entre uma série de outras infraestruturas esportivas. “A Arena João Mambrini foi um sonho realizado e que hoje é uma referência esportiva em Minas e no Brasil, vamos agora buscar novas parcerias para a conclusão do projeto original idealizado no ano 2000, que é a criação de um Centro de Excelência da Área de Esporte. É um benefício para atletas profissionais, para que a região possa sediar eventos de alto nível e ainda

NOSSOS VELHOS - Martha Medeiros Pais heróis e mães heroínas do lar. Passamos boa parte da nossa existência cultivando estes estereótipos. Até que um dia o pai herói começa a passar o tempo todo sentado, resmunga baixinho e puxa uns assuntos sem pé nem cabeça. A heroína do lar começa a ter dificuldade de concluir as frases e dá de implicar com a empregada. O que papai e mamãe fizeram para caducar de uma hora para outra? Envelheceram... Nossos pais envelhecem. Ninguém havia nos preparado pra isso. Um belo dia eles perdem o garbo, ficam mais vulneráveis e adquirem umas manias bobas. Estão cansados de cuidar dos outros e de servir de exemplo: agora chegou a vez deles serem cuidados e mimados por nós, nem que pra isso recorram a uma chantagenzinha emocional. Têm muita quilometragem rodada e sabem tudo, e o que não sabem eles inventam. Não fazem mais planos a longo prazo, agora dedicam-se a pequenas aventuras, como comer escondido tudo o que o médico proibiu. Estão com manchas na pele. Ficam tristes de repente. Mas não estão caducos: caducos ficam os filhos, que relutam em aceitar o ciclo da vida. É complicado aceitar que nossos heróis e heroínas já não estão no controle da situação. Estão frágeis e um pouco esquecidos, têm este direito, mas seguimos exigindo deles a energia de uma usina. Não admitimos suas fraquezas, seu desânimo. Ficamos irritados e alguns chegam a gritar se eles se atrapalham com o celular ou outro equipamento e ainda não temos paciência para ouvir pela milésima vez a mesma história que contam como se acabassem de tê-la vivido. Em vez de aceitarmos com serenidade o fato de que as pessoas adotam um ritmo mais lento com o passar dos anos, simplesmente ficamos irritados por eles terem traído nossa confiança, a confiança de que seriam indestrutíveis como os super-heróis. Provocamos discussões inúteis e os enervamos com nossa insistência para que tudo siga como sempre foi. Essa nossa intolerância só pode ser medo. Medo de perdêlos, e medo de perdermos a nós mesmos, medo de também deixarmos de ser lúcidos e joviais. Com todas as nossas irritações, só provocamos mais tristeza àqueles que um dia só procurou nos dar alegrias. Por que não conseguimos ser um pouco do que eles foram para nós? Quantas noites estes heróis e heroínas passaram ao lado de nossa cama, medicando, cuidando e medindo febres. E nós ficamos irritados quando eles se esquecem de tomar seus remédios, e ao brigar com eles, os deixamos chorando, tal qual crianças que fomos um dia. É uma enrascada essa tal de passagem do tempo. Nos ensinam a tirar proveito de cada etapa da vida, mas é difícil aceitar as etapas dos outros... Ainda mais quando os outros são nossos alicerces, aqueles para quem sempre podíamos voltar e sabíamos que estariam com seus braços abertos, e que agora estão dando sinais de que um dia irão partir sem nós. Façamos por eles hoje o melhor, o máximo que pudermos, para que amanhã quando eles já não estiverem mais aqui conosco... Possamos lembrar deles com carinho, de seus sorrisos de alegria e não das lágrimas de tristeza que eles tenham derramado por nossa causa. Afinal, nossos heróis de ontem... Serão nossos heróis eternamente... Carlos A. Kley, Consultor Empresarial — Áudio no site: www.aparfm.com.br consult@paraisonet.com.br — www.consultoriakley.com.br

FOTO: Divulgação

Projeto do Centro de Excelência prevê construção de quadras, piscinas e pistas de atletismo

um instrumento de inserção social por meio da atividade esportiva para dar apoio sobre tudo à juventude” pontuou Melles na época. O deputado também havia convidado o ministro para visitar São Sebastião do Paraíso para conhecer a Arena Olímpica e a área no seu entorno, onde está sendo proposta a criação do Centro de Excelência. A visita chegou a ser anunciada para acontecer no último dia 10 de agosto, quando seria anunciada a liberação de recursos federais para a expansão da infraestrutura esportiva na área no

entorno da arena. Em seguida ele seguiria para a sede da Cooparaiso (Cooperativa Regional dos Cafeicultores de São Sebastião do Paraíso) onde seria realizada homenagem em conjunto com outras cooperativas da região a Rebelo, por sua atuação como relator do novo Código Florestal Brasileiro. No entanto ambos os eventos foram adiados, na véspera. No final de semana algumas informações divulgadas nas redes sociais tentavam justificar o cancelamento da visita do ministro. Numa delas atribuiu-se a interferência

do prefeito Reminho que teria negado a verba que o ministro iria disponibilizar, sob alegação de não ter sido consultado por nenhuma parte sobre o projeto. “Eu não tenho poder para isso, aliás não tenho conhecimento do projeto. Fui convidado, aceitei e estou indo a Brasília conhecer do que se trata”, disse o prefeito à reportagem do “JS” ontem à tarde. VISITAS Além da audiência com o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, o prefeito Rêmolo Aloise anunciou que pretende aproveitar a viagem à ca-

pital federal para manter contatos com outras lideranças políticas. “Vou ver como está a agenda dos meus amigos deputados, dos senadores e amigos ministros. Pretendo trocar ideias sobre o orçamento de 2014 é tempo de propor emendas e temos o que reivindicar e buscar recursos para a nossa cidade”, anunciou. Um dos encontros que era tido como certeiro é com Antônio Andrade, da Agricultura. Reminho disse que retorna nesta quarta-feira à noite e amanhã atenderá normalmente em seu gabinete em Paraíso.

Sete municípios terão novos ônibus para a Saúde Veículos serão doados pelo Governo de Minas ao Consórcio Intermunicipal de Saúde A área de Saúde da região poderá contar, em breve, com mais sete novos ônibus para atendimento e transporte de pacientes. São Sebastião do Paraíso, Jacuí, Itamogi, Pratá-

polis, São Tomás de Aquino, São João Batista do Glória e Bom Jesus da Penha serão os municípios contemplados. Nos próximos dias, o Governo de Minas, por meio da

Secretaria de Estado de Saúde, entregará os sete veículos que foram conquistados graças ao trabalho e ao empenho do ex-prefeito Janoário Arantes à frente da presidência do

Consórcio Intermunicipal de Saúde, que atende aos sete municípios. A notícia foi dada pelo deputado estadual Antônio Carlos Arantes ao ex-prefeito de Itamogi, Janoário Arantes, e aos vereadores Joubert (Cotinha), João Alberto (Preguinho) e Donizete (Macarrão) durante visita dos políticos de Itamogi ao gabinete do deputado, em Belo Horizonte, nesta terça-feira (13/ 08). Na ocasião, o deputado Antônio Carlos agradeceu o apoio dos parceiros políticos de cada um dos municípios contemplados e destacou as importantes conquistas para a região como resultado desse trabalho em parceria. “Enquanto Janoário Arantes foi presidente do Consórcio de Saúde, mais de R$ 1 milhão foram investidos para melhorar as condições da saúde nos sete municípios atendidos pelo consórcio, principalmente no que diz respeito à aquisição de novos equipamentos de saúde, realização de exames e consultas, e agora os novos ônibus para atendimento e transporte de pacientes. Uma gestão competente que fortaleceu muito o Consórcio de Saúde”, destacou o deputado. Um dos aspectos mais elogiados pelo deputado na gestão de Janoário Arantes à frente do Consórcio Intermunicipal de Saúde foi sua capacidade de promover a união dos prefeitos dos municípios integram o consórcio. Na avaliação de Antônio Carlos, graças a essa união de forças foi possível viabilizar a doação dos sete ônibus e muitos equipamentos. “Foi o apoio do deputado que possibilitou o fortalecimento do consórcio e as conquistas na área da saúde”, disse o ex-prefeito de Itamogi. (Ricardo Gandra, Assessoria do deputado Antonio Carlos Arantes)


Jornal do Sudoeste

página 4

São Sebastião do Paraíso-MG e Região 14 de Agosto de 2013

Paraíso realiza Conferência de Assistência Social Foi realizada em São Sebastião do Paraíso, no dia 6 a X Conferência Municipal de Assistência Social. O evento aconteceu no anfiteatro do Ceduc e contou aproximadamente com 100 pessoas representando os órgãos governamentais e também sociedade civil. O objetivo foi o de mobilizar a população para discutir e traçar diretrizes para o futuro da assistência social no município. Com o tema “Gestão e Financiamento na Efetivação do SUAS”, o evento teve sua a abertura oficial com os pronunciamentos da presidente do Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS) Paula Martins Pimenta, a gerente de Ação Social, Rosi Mari Bulgari e em seguida a secretária municipal de Saúde e Ação Social. Em segui-

da houve a apresentação cultural do “grupo de dança Associação Casa São Francisco”. Palestra com o conselheiro estadual de saúde, Volney Lopes de Araújo Costa, abordou a situação do município conforme dados do IBGE 2010 e norteou as propostas dos seis temas elencados na conferência: “O Cofinanciamento Obrigatório da Assistência Social”, “Gestão do Suas: Vigilância Socioassistencial, Processos de Planejamento, Monitoramento e Avaliação”, “Gestão do Trabalho”, Gestão dos Serviços, Programas e Projetos”, Gestão dos Benefícios no SUAS” e “Regionalização”. No período da tarde, os presentes se dividiram em grupos para discutir o tema, debater as propostas, que po-

deriam ser de cinco a dez e organizá-las para a plenária final. Na plenária, cada grupo explanou suas propostas e todas foram aprovadas para ser enviadas a Conferência Estadual de Assistência Social, que será realizada no mês de outubro, em Caeté, cidade próxima a Belo Horizonte, onde, os seis delegados eleitos, três representando o governo e três a sociedade civil estarão presentes. A conferência é a oportunidade que a população tem para propor novas diretrizes, no sentido de consolidar e ampliar os direitos socioassistenciais dos usuários do serviço. Os debates foram coletivos, assegurados momentos para discussão e avaliação das ações governamentais. Abaixo segue lista das propostas votadas:

• JACUÍ •

Jacuí Esporte Clube

O Jacuí Esporte Clube jogou contra o Palestra Futebol Clube, de Passos, no dia 04 de agosto no estádio Starling Soares em Passos, e perdeu de 2 X 0. Domingo (11/08) a

partida aconteceu em Jacuí no estádio José Borges da Silva contra a equipe do Nacional, de São João Batista do Glória. Com o gol do Kleuber, o resultado ficou em 1 X 0 para o Jacuí Es-

porte Clube, que ocupa agora a liderança na tabela do Campeonato Regional de Futebol 2013 que tem apoio total da Secretaria de Esportes do Município de Jacuí.

Homenagem

PM em Jacuí prende estelionatários em flagrante

exercício 2011, sendo este apreendido. E ao vistoriar o interior do mesmo, constatou que havia vários produtos adquiridos ilegalmente no comércio local. Em continuidade ao rastreamento, a PM encontrou a mulher envolvida no golpe. Ela foi abordada, presa em flagrante delito juntamente com seu comparsa. Durante o registro do boletim de ocorrência, a PM foi procurada por diversos comerciantes alegando que os autores estiveram em seus estabelecimentos e efetuaram compras, utilizando também as folhas de cheques falsificados como pagamento, as quais eram do Banco do Brasil da agência

EIXO 1.Cofinanciamento Obrigatório da Assistência Social 1- Elaboração de um projeto de lei municipal destinando um percentual fixo mínimo para a assistência social , dentro do orçamento municipal . Ações junto ao estado para aumentar o repasse aos municípios . 2 - Participação efetiva dos usuários na elaboração do orçamento anual . 3 - Flexibilização na utilização dos recursos federal e estadual para despesas de custeio, contratação de servidores e pequenos investimentos . 4 - Atualização periódica dos valores dos pisos. EIXO 2: Gestão do SUAS: Vigilância Socioassistencial, Processos de Planejamento, Monitoramento e Avaliação 1 - Criar uma coordenação de interação e divulgação de informações , utilizando os meios de comunicação: televisão, rádio, mala direta, etc. 2 - Aumentar e aperfeiçoar o nível das informações e comunicação entre os diversos segmentos da rede de assistência social; e entre os segmentos da assistência social e os usuários . 3 - Elaboração de diagnóstico social do município, levando-se em conta sazonalidade econômica (por conta da economia cafeeira). 4 - Melhor aproveitamento das ferramentas do sistema de informação. 5 - Implementação do sistema Viver em âmbito municipal. 6 - Sensibilizar toda a rede pública e toda a rede privada (instituições filantrópicas) de trabalhar melhor a educação, capacitação e independência dos usuários. 7 - Estabelecer uma rotina de troca de informações entre as várias unidades de saúde da família e a rede de assistência social através dos diversos segmentos. EIXO 3: Gestão do Trabalho 1 - Capacitação continuada e educação permanente para trabalhadores públicos e de entidades. 2 - Avaliação psicológica no ato da contratação após concurso público específico para a área da assistência social. 3 - Acesso as informações/ situações tratadas nos conselhos municipais . 4 - Contratação de profissionais (técnicos) conforme o aumento da demanda. 5 - Formação de uma equipe técnica de profissionais do SUAS para dar apoio às instituições. 6 - Participação de membros das entidades e/ou capacitação de equipe do SUAS. 7 - Promover a intersetorialidade articulando a rede. 8 - A maior abertura a contratação de estagiários.

As pastorais da Paróquia Imaculada Conceição e São Carlos Borromeu de Jacuí, prepararam uma festa surpresa para o padre Adirson da Costa Morais. A festa aconteceu no sábado dia 10 de agosto em comemoração ao 3º aniversário de sua ordenação.

Sábado (10/8)por volta das 16h, a Policia Militar foi solicitada, à rua Prefeito Carlos Augusto de Oliveira em Jacuí, onde A.S.C de 30 anos, e S.J.R. de 45, estavam fazendo compras em um estabelecimento comercial utilizando folhas de cheques clonados como pagamento. Ao perceber a chegada da viatura policia um dos suspeitos correu em direção a seu veículo GM\Corsa, placa GOA-6070 São Sebastião do Paraíso, que estava estacionado nas proximidades e evadiu do local em direção à Praça Presidente Vargas. Os militares fizeram acompanhamento visual ao mesmo, até conseguir abordar o veículo na rua Prudente de Moraes. O suspeito informou aos policiais que realmente estava fazendo compras no comércio de Jacuí juntamente com a autora utilizando como pagamento as folhas de cheques falsificados e, que os cheques lhes foram entregues pelo autor J.A.S. 28 anos, residente e natural de Jacuí. A PM ao vistoriar o veículo, constatou que sua documentação não estava regularizada, que portava o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo do

Manoel Ribeiro dos Santos

de Jacuí em nome de um correntista. Com a ação da PM foi possível proceder a prisão de dois estelionatários e a identificação e qualificação do mentor do golpe, a apreensão do veículo e recuperação de parte dos produtos adquiridos ilegalmente no comercio que estava no interior do veículo. A ação policial foi realizada pelos militares. Sgt PM Fernandes, Cb Luciano, Cb Sérgio e Sd PM Gonçalves.

9 - Realizar pesquisas com usuários para conhecer a realidade social de cada área e a partir daí promover frente de trabalho dirigidas. EIXO 4: Gestão dos Serviços, Programas e Projetos 1 - Realizar pesquisa de opinião para conhecer quais os serviços os usuário querem que sejam oferecidos. 2 - Que as equipes do CRAS se dirijam até os bairros para facilitar o desenvolvimento na realização das atividades junto à população , facilitando assim acesso da mesma. 3 - Planejamento de ações integradas envolvendo áreas da saúde , educação , social, com cronograma anual , para a realização das atividades a toda a comunidade enfatizando parcerias de motivação e independência dos usuários. 4 - Que a união e os estados , através de seus órgãos competentes, exijam que os município se adequem as normas e regras de acessibilidade , incluindo principalmente os programas de atendimento aos idosos e pessoas com deficiência no prazo de doze meses. 5 - Criação de um portal da transparência via internet e via impressa , divulgando a destinação orçamentária das verbas destinadas à assistência social do município, bem como divulgação dos trabalhos que estão sendo executados pela equipe. EIXO 5: Gestão dos Benefícios do SUAS 1 - Capacitação de multiplicadores em parceria com o INSS para maior divulgação dos benefícios . 2 - Capacitação de equipe de profissionais especializados na área de benefícios assistenciais para atender a demanda (equipe de referência). 3 - Recadastramento anual do bolsa família. 4 - Colocar como condicionalidade do bolsa família a participação de ao menos um membro da família em um curso profissionalizante como o Pronatec e Senac. 5 - Fortalecer a participação de beneficiários do bolsa família nos grupos de convivência ofertados pelo CRAS. 6 - Divulgação à população dos benefícios eventuais oferecidos pelo município. EIXO 6: Regionalização 1 - Abrir diálogo com os municípios circunvizinhos sobre a regionalização . 2 - Assistência Social seja a intermediária para o início do diálogo das cidades circun-vizinhas que usufruem dos serviços do município. 3 - SUAS conceda recursos financeiros para as cidades de médio porte para acolher usuários de cidades circunvizinhas de pequeno porte. 4 - Exigir que todo o município tenha pelo menos um CRAS, visando a garantia de acesso às proteções. (Ascom Prefeitura)


Jornal do Sudoeste

São Sebastião do Paraíso-MG e Região 14 de Agosto de 2013

página 5

Paraíso soma 9º caso positivo de H1N1 Por Roberto Nogueira

A Secretaria Municipal de Saúde de São Sebastião do Paraíso confirmou ontem a tarde o recebimento de mais três resultados de amostras da gripe H1N1. Os exames foram analisados pela Funed (Fundação Ezequiel Dias) que anunciou mais dois casos confirmados e um descartado, elevando para nove os casos positivos no município neste ano. Trata-se de duas mulheres que residem no bairro Paraíso do Bosque e Jardim Itamarati, que foram medi-

cadas e tiveram alta hospitalar. Também foi confirmado no município uma caso positivo de hantavirose. A partir destes resultados recebidos nesta semana a Secretaria Municipal de Saúde confirma que Paraíso agora totaliza 16 notificações em 2013. Deste total, nove casos são positivos e dentre eles três pessoas tiveram óbito e sete casos deram resultado negativo. Outra informação divulgada é que não existe mais nenhum caso suspeito esperando resultado. Os dois exames que deram positivos são de mulheres, sen-

do uma de 17 anos a outra de 47 que foram internada nos dias 21 e 22 de julho respectivamente. A primeira mais jovem é uma estudante moradora no bairro Paraíso do Bosque, que foi internada em 22 de julho e recebeu alta no dia seguinte. O segundo caso refere-se a uma professora moradora no Jardim Itamarati, que foi hospitalizada em 21 de julho e teve alta dois dias depois. Nenhuma delas possui histórico de comorbidade, ou seja, diagnóstico de duas patologias na mesma paciente. Elas não precisaram de suporte de oxigênio.

Mesmo com a redução de ocorrências de casos suspeitos de H1N1 que motivasse a coleta de amostra para análise pela Funed, a Secretaria Municipal de Saúde alerta a população para os cuidados sobre medidas de higiene e comportamento público que devem ser mantidos ao longo do ano. Lavar bem as mãos com água e sabão frequentemente, evitar contato íntimo com pessoas que estejam com febre ou tosse, desinfetar as mãos com álcool em gel, não compartilhar copos, talheres ou objetos de uso pessoal, evitar aglomerações estão entre

as medidas preventivas. Também é recomendável manter hábitos saudáveis como se alimentar corretamente, realizar atividades físicas e dormir bem são condições mínimas para que as pessoas possam ser ver distante do vírus influenza H1N1 ou algumas de suas variações. HANTAVIRUS São Sebastião do Paraíso teve um caso positivo de hantavirose confirmado pela Funed (Fundação Ezequeil Dias). Trata-se de uma doença infecciosa aguda grave, transmitida pelo hantavírus,

que está presente nas fezes e urina de ratos contaminados. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde trata-se do segundo caso registrado no município desde 2010, sendo uma doença mais característica da zona rural. As pessoas que podem se contaminar com mais facilidade são os agricultores, pescadores, trabalhadores em áreas de reflorestamento, pessoas que vivem ou trabalham no campo e que varrem locais fechados como galpões, paióis, armazéns e casa de campo fechadas e pouco ventiladas.

Paraíso comemora na Expar do 9º Dia Nacional do Campo Limpo Fotos: Divulgação

Por Roberto Nogueira

A nona edição do Dia Nacional do Campo Limpo será comemorado em São Sebastião do Paraíso na próxima sexta-feira,16, no Parque de Exposição João Bernardes Pinto Sobrinho. Várias atrações estão programadas envolvendo as escolas ao longo do dia juntamente com a realização de campanhas de orientação aos estudantes e a comunidade em geral. Levantamento realizado pelo INPEV (Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias) aponta que Minas Gerais destina 1,8 mil toneladas de embalagens vazias de defensivos agrícolas no primeiro semestre de 2013. O Dia Nacional do Campo Limpo, em sua nona edição, reunirá em todo o País os envolvidos no Sistema Campo Limpo (logística reversa de embalagens vazias de agrotóxicos) e a comunidade do entorno das centrais de recebimento de embalagens vazias, sob a coordenação do InpEV – instituto que representa a indústria fabricante de defensivos agrícolas na destinação desse

VOLUME E HISTÓRICO

Dia Nacional do Campo Limpo reuniu centenas de estudantes ano passado material. O objetivo é compartilhar os resultados desse sistema que é referência no Brasil e no mundo. As atividades terão início no dia 16 de agosto, dois dias antes da data oficial, para favorecer a participação de alunos da rede escolar. A comemoração deve envolver mais de 100 unidades de recebimento espalhadas por 24 estados brasileiros. Para marcar a data, a cen-

tral de recebimento de embalagens vazias de agrotóxicos de São Sebastião do Paraíso, promoverá o tradicional dia de portas aberta. No entanto as comemorações acontecerão no Parque de Exposições João Bernardes Pinto Sobrinho, que receberá atividades no período vespertino e matutino. Na programação constam ações educativas como palestras e apresentações lúdicas e teatrais.

Estudantes de Paraíso participam do Dia Nacional do Campo Limpo O evento tem o apoio e é uma parceria desenvolvida pela APACASS (Associação de Preservação Ambiental das Cooperativas e Associação dos Distribuidores de Produtos Fitossanitários do Sul e Sudoeste de Minas Gerais). Na sexta-feira,16, a partir das 8h está prevista a chegada dos alunos das escolas municipais Ibrantina Amaral, Maria de Lourdes Dizaró “Caic” e

Morro Vermelho. Além de apresentações teatrais com Agripino e Campino, também haverá palestras, realização de gincana e distribuição de lanche. No período da tarde será a vez dos estudantes das escolas municipais Francisco Daniel, Bruno Scarano, Napo-leão Volpe e Termópolis. Na sequencia também acontecerão os mesmos atrativos programados para a parte da manhã.

No primeiro semestre do ano, o Sistema Campo Limpo (logística reversa de embalagens vazias de defensivos agrícolas), formado por agricultores, fabricantes - estes representados pelo INPEV, canais de distribuição e com apoio do poder público, encaminhou para o destino ambientalmente correto 1.829 toneladas de embalagens vazias de defensivos agrícolas em Minas Gerais. A quantidade é 4% maior, se comparado ao mesmo período de 2012. Na época foram recolhidas em igual período do ano passado 1.754 toneladas. Os números nacionais também aponta crescimento no volume arrecadado em 9%, passando de 19.552 para 21.382 toneladas. O Dia Nacional do Campo Limpo foi instituído no calendário brasileiro em 18 de agosto, por meio da Lei Federal 11.657 de 16 de abril de 2008. Desde sua 1ª edição, mais de 600 mil pessoas participaram do Dia Nacional do Campo Limpo em todo o país.

Superintendente da Cooparaíso afirma Dr. LUIZ FERREIRA CALAFIORI que medidas do governo são tardias Maior plano econômico da história do café no Brasil teria sido lançado com 60 dias de atraso. Oito milhões de sacas da safra já foram comercializadas Por Ralph Diniz

Durante visita ao município de Varginha na semana passada, a presidente da República, Dilma Rousseff, anunciou três medidas de apoio ao setor cafeeiro, que enfrenta crise por causa dos baixos preços de comercialização. De acordo com um levantamento da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), nos últimos meses, os preços pagos aos cafeicultores pela saca de 60 quilos têm ficado abaixo dos custos de produção e do preço mínimo. Na safra 2012/2013, os preços do grão caíram, em média, 24% nas principais regiões produtoras. Depois de muita expectativa por parte dos produtores e cooperativas, o governo autorizou o lançamento de contratos de opção de venda de três milhões de sacas do grão (os cafeicultores esperavam seis milhões), com pagamento de R$ 343 para cada uma e vencimento em março de 2014. Com os contratos de opção de venda, o cafeicultor garante a comercialização antecipada da safra ao governo. O contrato com data de vencimento futura permite também que o produtor venda sua safra no mercado, caso encontre preço melhor. A segunda medida para os cafeicultores anunciada por Rousseff em solo mineiro foi a liberação de crédito para financiar a estocagem de café até

que os preços de venda ao mercado melhorem. “Vocês não precisam comercializar imediatamente sua produção, porque vão dispor de recursos para manter estocada na expectativa de aumento de preço da safra nos próximos meses”, disse aos produtores. A presidente também anunciou a liberação de recursos para a política de preço mínimo para compra do grão, o que beneficia diretamente os pequenos produtores. Com isso, o governo espera evitar que a classe, que precisa do recurso no curto prazo, venda por um preço ruim. Superintendente da Cooparaíso, Francisco Ourique afirma que este será o maior plano da história do café no Brasil. Caso se concretize, o pacote de R$ 5,7 milhões anunciados impactará cerca de 20 milhões de sacas do produto arábica. O montante representa 57% das sacas do tipo produzidas no País. Contudo, ele afirma que o plano foi lançado com, pelo menos, 60 dias de atraso. Este fato teria prejudicado milhares de produtores, já que cerca de oito milhões de sacas da nova safra já foram comercializadas ao valor de R$ 290. Ourique conta que o argumento usado pelo governo para justificar a demora foi que Congresso só teria aprovado o orçamento da União em maio. “Enquanto esse debate vai correndo em esfera federal, o produtor continua com suas despesas correntes

acontecendo. Nada para na vida real enquanto Brasília resolve seus assuntos internos”, ressalta. O superintendente ainda comenta que o governo federal cometeu um equívoco ao fixar o preço mínimo do café em R$ 307, quando a Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) havia indicado o custo da produção em R$ 337. “O preço mínimo é o balizador de vários programas por estrutura legal. O preço mínimo teria que sair igual ao preço de custo da produção”, explica. PREÇOS Francisco Ourique diz que o plano anunciado por Dilma Rousseff ocasionará uma “curva” nos preços do café. De acordo com ele, a medida foi tomada para que o produtor tenha condições de escoar sua produção de forma mais racional. Além disso, outro fator que deve melhorar os valores do grão é o cenário internacional. Honduras e Peru, dois importantes produtores das Américas e concorrentes diretos do Brasil, enfrentam problemas em suas lavouras. Soma-se a isso o aumento na demanda mundial, que cresce cerca de 2,5% ao ano (cerca de 4,5 milhões de sacas). “Esses países sofrem com problemas de ferrugem e ficarão com a produção comprometida pelos próximos dois anos. A Colômbia, que também sofreu com o mesmo problema há cinco anos, está replantando e terá um retorno, mas será lento”, completa.

Troca de ministérios Por se tratar de um segmento econômico de alta concentração de poderio financeiro, Ourique defende que seria melhor se as questões que envolvem o café deixassem de ser tratadas pela pasta da Agricultura e passassem às mãos do Ministério da Indústria e Comércio. “É um produto que depende do mercado internacional. O Ministério da Agricultura, por definição e competência do seu regimento, está mais atento à produção, e o produtor só consegue rentabilizar o produto quando ele o vende. É um produto muito mais vinculado ao comércio do que a produção em si”, opina. Ainda de acordo com o superintendente, o Ministério da Agricultura já não conta mais com profissionais com formação experiência necessária para administrar o setor cafeeiro. Além disso, as constantes mudanças na equipe da pasta prejudicam o melhor entendimento da causa. “Não há ninguém que realmente entenda das questões. Não porque são pessoas incultas, e sim porque o café tem toda uma tecnologia que leva anos para se perceber e entender. (...) É preciso ter instituições sólidas e permanentes, que precisam ser conservadoras no tempo e em sua qualificação. Hoje, lamentavelmente, temos uma degradação violenta de capital humano na área de conhecimento do setor café”, conclui.

Advogado OAB-MG 13327 INVENTÁRIOS - ARROLAMENTOS Rua Tiradentes, 999 - Fone: (35) 3531-1563


Jornal do Sudoeste

página 6

São Sebastião do Paraíso-MG e Região 14 de Agosto de 2013

Redução de curvas não tira o perigo na MG 050 em Paraíso Fotos: Roberto Nogueira Por: Roberto Nogueira

A Concessionária Nascentes das Gerais liberou dois trechos da rodovia MG-050 que foram reformulados com eliminação de curvas fechadas e inserção de terceiras faixas. As obras foram realizadas entre os quilômetros 390 e 392, onde anuncia-se investimentos de R$ 4 milhões. Os trabalhos continuam na região da chamada “curva da morte”, entre os kms 396,9 e 399 na chegada em São Sebastião do Paraíso. As obras realizadas pela concessionária fazem parte do programa de investimentos da empresa realizadas no início deste ano. A remodelação segundo a Nascentes das Gerais possibilita a melhoria do traçado nas curvas bastante sinuosas e a implantação da terceira faixa dará mais fluidez ao tráfego e mais segurança nas viagens. Durante o período de obras foram realizados desvios para a construção de novas pistas o que demandou maiores cuidados dos motoristas. O trânsito no trecho foi liberado na semana passada e o fluxo de veículos, caminhões e ônibus ganhou mais agilidade. Apesar da eliminação de algumas curvas o novo traçado continua perigoso, mesmo com a existência de curvas menos acentuadas onde alguns motoristas abusam do excesso de velocidade por estarem trafegando em pista nova, plana e mais retilínea. Mesmo com a liberação das pistas ainda é possível deparar com operários trabalhando na realização de pequenas intervenções de drenagem, plantação de grama e colocação de placas de sinalização. Os desvios que foram implantados a dois quilômetros do pedágio na divisa entre Paraíso e Pratápolis foram desativados. Com isso os motoristas passaram a utilizar a nova pista. A iniciativa segundo a Concessionária Nascentes das Gerais proporcionará

mais segurança aos usuários da via. Depois de concluídas todas as intervenções, os motoristas encontrarão um trecho menos sinuoso na rodovia, o que aumenta a sensação de conforto. Em outubro de 2011 o Jornal do Sudoeste anunciou que a Concessionária Nascentes das Gerais havia iniciado as obras de melhorias entre os quilômetros 396,9 e 399, na chamada “curva da morte” da MG-050 em São Sebastião do Paraíso. Na época conforme anunciado pela empresa seriam implantadas novas pistas de tráfego, com o objetivo de melhorar as condições das curvas que são muito fechadas em um trecho bastante sinuoso da rodovia, onde frequentemente havia o registro de acidentes, muito deles com vítimas fatais. Os trabalhos no local estão em andamento há 22 meses, depois de paralisação em algumas temporadas. A expectativa é de que ocorra a pavimentação das pistas do novo traçado antes do início do período das chuvas ainda em 2013.

Apesar da eliminação de curvas novo traçado continua perigoso na MG 050

Concessionária Nascentes libera novos trechos com terceira faixa próximo ao pedágio em Paraíso

INVESTIMENTOS Há cerca de 45 dias o Governo de Minas Gerais, através da Setop (Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas) assinou termo aditivo ao contrato de concessão da PPP (Parceria Público Privada) da MG-050. No total serão investidos R$ 524 milhões em obras de melhorias na rodovia. Após a assinatura dos documentos foi divulgado que a existência de perspectivas de início de novas frentes de trabalho e obras previstas ocorrerem a partir do biênio 2013-2014. No caso de São Sebastião do Paraíso estão previstas obras de construção de interseção de acesso ao município, no quilômetro 402 da MG-050. Até o momento não foi informado nenhum detalhe do empreendimento como início das obras, valor do investimento e

Construção de terceira faixa desafoga o trânsito em trecho de subida próximo ao pedagio na MG050 Novo traçado continua em obras na curva da morte da rodovia MG 050

prazo para a execução dos trabalhos. A medida deverá beneficiar diretamente cerca de oito mil motoristas que trafegam diariamente na rodovia além de uma população aproximada de 260 mil habitantes de toda a região de Paraíso. Também estava previsto para o ano passado a realização de correções no traçado e implantação de terceira faixa na BR-265 a partir do km 639,4 em trechos variados até o km 655,8. O serviço deverá contemplar a região da chamada

curva da pedra onde periodicamente são registrados graves acidentes com saldo de vítimas fatais. Ainda consta a implantação de interseção de acesso a Itamogi, entre os quilômetros 648,45 a 648,85 da BR-265 e rotatória tipo alongada de acesso ao Distrito de Guardinha, no km 650,4 da mesma rodovia. Também consta do relatório criação de acostamento a partir do km 639,4 ao 659,5 da BR-265.O conjunto de obras ainda não tem data marcada para iniciar.

Obras eliminam sequencia de Curvas na MG 050 na divisa entre Paraíso e Pratápolis


Jornal do Sudoeste

São Sebastião do Paraíso-MG e Região 14 de Agosto de 2013

página 7

Delegado Zucoloto permanece internado em estado grave Família afirma que quadro clínico do policial apresenta melhoras Por Ralph Diniz

Atropelado durante ação policial na semana passada, o delegado Leadro Zucoloto permanece internado em estado grave no setor de Emergências do Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto.

Na sexta-feira, 9, o titular da Delegacia de Roubos de São Sebastião do Paraíso, participava de operação com objetivo de prender Wellington Fernando André de Souza, acusado de liderar uma quadrilha que cometeu diversos roubos em Paraíso, outros municípios da região e também no interior paulista.

Wellington foi buscar o pai (presidiário com direito à saída temporária para as comemorações do Dia dos Pais) quando foi abordado por policiais de Paraíso e Mococa na porta do presídio. Ao receber voz de prisão, o foragido avançou com o carro e atropelou Zucoloto, que foi arremessado com violência para o alto.

Na manhã de segunda-feira, 12, a reportagem do Jornal do Sudoeste entrou em contato com a assessoria de imprensa do Hospital das Clínicas, que informou que o delegado continuava internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da instituição em coma induzido. Seu quadro clínico, segundo a assessoria,

ainda era grave, porém, estável. Informações extra-oficiais dão conta que, na tarde de segunda, ele foi submetido a um exame de tomografia, que descartou qualquer suspeita de existência de sequelas. Os médicos do Hospital das Clínicas também teriam iniciado o pro-

cesso de diminuição dos sedativos que o mantém desacordado. Na manhã de ontem (terça-feira (13/8), em contato telefônico com familiares de Zucoloto esta reportagem foi informada que o quadro do delegado ainda é grave, mas já apresenta melhoras.

Índice de acidentes Mais de mil casas populares estão deve tirar carros garantidas no município em 2013 de autoescolas da avenida Dárcio Cantieri Por: Roberto Nogueira

Delegacia de Trânsito estuda novo local para realização de aulas práticas e exames do Detran Por Ralph Diniz

Preocupada com alto índice de acidentes registrados na avenida Dárcio Cantieri nos últimos meses, a Delegacia de Trânsito de Sào Sebastião do Paraíso estuda a possibilidade de um novo circuito para que candidatos à CNH (Carteira Nacional de Habilitação) possam realizar aulas práticas de direção e o exame do Detran (Departamento Nacional de Trânsito). Conforme explica o delegado Vinícius Zamó, por se tratar de uma via coletora, muitos condutores desrespeitam a velocidade máxima da avenida, que é de 60 km por hora. A imprudência, somada à inexperiência dos alunos das autoescolas, aumentam consideravelmente o risco de acidentes no local. “É fácil presenciar veículos em alta velocidade cruzando a avenida. A gente já testemunhou acidentes com motos, caminhões e carros, que só não tiraram vidas ou geraram danos irreversíveis por obra do acaso”, afirma o delegado Zamó,

que conta ainda que já informou a banca examinadora do Detran em Paraíso e o delegado regional Marcus Piedade sobre sua intenção. Com a mudança, ficará proibida a realização de qualquer tipo de exame de trânsito ou aula prática em toda a extensão da Dárcio Cantieri. Zamó pretende levar alunos e instrutores para um local mais seguro e reservado, contudo, a nova área ainda não foi definida. Espera-se que o novo espaço conte com banheiros e bebedouros para os candidatos. A delegacia já iniciou testes no Jardim Europa e no estacionamento do Parque de Exposições João Bernardes Pinto Sobrinho (Expar). “Me parece que as aulas neste primeiro local sugerido foram bem sucedidas, mas ainda é um teste que estamos realizando. Ainda não há nada confirmado”, ressalta. A substituição sugerida pela Delegacia de Trânsito e a banca examinadora do Detran devem colocar o assunto da substituição em pauta ainda nesta semana.

Na avaliação de praticamente 230 dias de administração o prefeito Rêmolo Aloise (PSDB) avaliou que aos poucos está conseguindo implementar a sua forma de ser governo no município. Ele informa já ter quitado mais de 70% da dívida herdada da gestão anterior e que agora várias ações vão se destacar como é o caso da construção de casas populares, realização de festas culturais, religiosas, eventos esportivos. “Vamos tomar o caminho do desenvolvimento com melhorias em todos os setores, inclusive com medidas que resultarão na geração de emprego e renda para a população”, informa. Conforme Reminho a Prefeitura está com os pagamentos em dia de fornecedores e prestadores de serviço. “Desde janeiro nunca pagamos a folha salarial depois do dia 30, todos foram feitos antes”, comemora. Ele conta que saldou dívidas e que pretende até o final de 2013 zerar o déficit. “Vejo a minha gestão de maneira favorável, foi uma fase de reconhecimento, já foi matéria vencida e estamos num processo de readaptação para poder desenvolver o máximo possível em todas as áreas,

estamos com as contas em dia, não temos credores batendo na porta, saldamos débitos não empenhados, quatro milhões de Reais, temos várias ações na cidade, folha de pagamento em dia”, avalia. Dentre as ações estruturais implementadas o prefeito enumera desde a assinatura de convênios ao patrolamento de mil quilômetros de estradas. “Vamos começar a implantação dos novos semáforos, inclusive com sinalizador de pedestres, recuperamos a frota de veículos, na área educacional rodamos 10 mil quilômetros/dia levando os alunos e queremos armar locais para implantar duas creches, uma na parte baixa e outra no alto porque temos uma demanda de 400 vagas necessitadas”, enumera. Em termos de esporte e lazer o funcionamento da Escolinha Zico Nota 10 atende a 750 crianças, sendo cerca de 150 no Distrito da Guardinha. “Fizemos uma parceria com o Sindicato Rural e então teremos de volta a realização da festa da Expar em outubro com várias atrações. Em alguns dias enviarei uma lei autorizativa para a aprovação na Câmara para que possamos liberar a verba”, anuncia. O prefeito antecipou que pretende revitalizar as festas da Congada e do carnaval que terão o seu

apoio para serem enfatizadas. Para o final do ano a intenção do prefeito é promover na cidade um verdadeiro Natal de Luz. Serão vários pontos da cidade que receberão iluminação especial com colocação de enfeites natalinos. Foram citados locais como a Praça da Abadia, Praça da Fonte, Praça da Matriz, Rodoviária, Praça do São Judas, Casa da Cultura e trechos das avenidas Angelo Calafiori e Dárcio Cantieri que serão enfeitadas. “Será um fim de ano diferente, um natal mais festivo e alegre, de paz e amor em Jesus Cristo”, comentou. DESENVOLVIMENTO

Depois do acerto e definição para a construção de 312 casas populares no Jardim Belvedere e mais 280 no Jardim Rosentina, Reminho assegura que a prefeitura continua empenhada em diminuir o déficit habitacional no município. “A nossa meta é conseguir cerca de 1.110 casas nestes 12 meses iniciais do governo, sabemos que existem outros empreendedores pretendentes e este número poderá ser elevado ainda mais”, comenta o prefeito. Para atingir a meta ele antecipa que nos próximos dias terá início as obras de terraplanagem para iniciarem as obras no Jardim Diamantina. O

loteamento que será construído do lado esquerdo da avenida que dá acesso à igreja da Noca é de responsabilidade da empresa Bille Empreendimentos Imobiliários, que pretende fazer mais 500 moradias no local. Em termos de economia já está sendo desenvolvido a reestruturação do Parque Industrial I e II. “Fizemos levantamento das áreas, que poderão ser usadas, para que a gente possa abrir o mercado para empresas de fora” descreve. Ele cita como exemplo a empresa Cremer que solicitou uma área de 30 mil m² para a sua instalação no município. “Estamos em fase de definição, acredito que nos próximos dois anos ela já estará instalada em Paraíso com um volume altíssimo de produção”, aponta o prefeito. Também está em fase de estudo a reserva de um local para a construção do terceiro parque industrial no município. “A grande demanda que temos são das próprias empresas locais que estão se expandindo”, observa. Nos próximos dias, segundo o prefeito será enviado para a Câmara um projeto de lei regulamentando a entrega de aproximadamente 30 terrenos para empresas locais que já fizeram proposta de ampliação da área de produção.

Futsal feminino entre os líderes na Liga Rio Pardense O time do SESI/ACISSP de futsal feminino está disputando a Liga Rio Pardense de Futsal nas categorias sub-19 e sub-15. Já em início de segundo turno a categoria sub19 teve pela frente dois adversários fortes: o líder Itapira, e Caconde, Contra o líder as meninas perderam o jogo por 3x1. O técnico Betinho salienta que “foi um jogo muito bom onde tivemos maior posse de

bola e maiores chances de gol, estamos no caminho certo continuaremos treinando forte pra melhorar nossa colocação e irmos bem para as finais”. Logo depois enfrentaram Caconde e saíram com uma vitória maiúscula pelo placar de 8 a 2 com gols de Marcela, Bárbara, Larissa (3), Sabrina, Janaína e Amanda. Com essa vitória esta categoria mantém a terceira colocação e com

certeza vai brigar pelo título no final, salienta o técnico. A categoria sub-15 manteve o bom desempenho com duas vitórias, sobre CacondeSP e São João da Boa Vista, 10 a 2 e 6 a 2 respectivamente com gols de Janaína(5), Larissa Cristina(3), Laura(2), Taíssa, Júlia(2) e Larissa(3). Com estes resultados essa categoria assume a liderança da Liga Rio Pardense. “Saímos bem no sub-15 e vamos

em busca do título, quero ressaltar o espírito de equipe e determinação da grupo e não posso deixar de agradecer a Prefeitura Municipal pelo apoio com o transporte e alimentação já que este é totalmente apoiado pela Secretaria de Esportes”, diz Betinho. As próximas partidas acontecerão em Mogi-Mirim com a categoria sub-15 enfrentando Porto Ferreira neste final de semana.

CAFÉ COLONIAL SONO BELLO • COLCHÕES DE MOLAS; • COLCHÕES DE ESPUMAS; • CONJUNTO BOX • TRAVESSEIROS RUA DR. PLACIDINO BRIGAGÃO, 1.151 FONE: (35) 3531-4603

A diretoria da Associação de Combate ao Câncer – ACCa, agradece a todos que prestigiaram e colaboraram com o 11º Café Colonial realizado dia 04 de agosto. Copasa, Matsuda Minas, Sival Supermercado, GP Supermercado, Mercado Aro Íris, Hortifruti Lazinho, Supermercado Tonin

I e II, Doces Bertozzi, Nésia Borges Campos, Zada Turismo, Capítulo Demolay, Mariângela, Paulo César Abrão, Guilherme Som, Imperial Presentes, Subtenente Daniel (TG), Fama Fotos, João Roberto, Ana Dutra, Liliamar, Paraíso das Novidades e Voluntários.


Jornal do Sudoeste

página 8

Fechamento: Terça-feira, 15 horas

FORD FIESTA GL 2001. Vende-se motor rocan, bem conservado, carro de família 92 mil KM original, cor cinza metálico, único dono. R$ 10.500 mil reais. Contato: 8815-5991 (TIM) / 9223-4032 (OI) João Dias. SIENA 2010 Vende-se completo menos ar, único dono, super novo, abaixo da tabela Fip. Contato: (35) 35220948 falar com Morvan Passos – M.G. CELTA LIFE Vende-se ano 2006, flex 1.0, 2 portas, branco, alarme, trava elétrica e ar condicionado. R$ 12.900,00. Contato: 9976-0430.

TERRENOS À VENDA Jardim das Acácias 250 m² R$ 20.000,00 Cód.: 3199 Alto Bela Vista 225 m² R$ 26.000,00 Cód.: 2797 Jardim Alvorada 200 m² R$ 27.000,00 Cód.: 3431 São Sebastião 180 m² R$ 35.000,00 Cód.: 3197 Alto Bela Vista 180 m² R$ 40.000,00 Cód.: 3066 Portal dos Ipês 300 m² R$ 47.000,00 Cód.: 2515 Vila Helena 205 m² R$ 50.000,00 Cód.: 2979 Jardim Mediterranee 250 m² R$ 50.000,00 Cód.: 3417 Vila Mariana 270 m² R$ 50.000,00 Cód.: 3169 Jardim Daniela 250 m² R$ 50.000,00 Cód.: 3131 São José II 250 m² R$ 55.000,00 Cód.: 2548 Jardim Morada do Sol 360 m² R$ 55.000,00 Cód.: 2814 Jardim Europa 300 m² R$ 55.000,00 Cód.: 3049 Jardim America VII 267 m² R$ 60.000,00 Cód.: 3406 Centro 250 m² R$ 60.000,00 Cód.: 3194 São Judas Tadeu 300 m² R$ 60.000,00 Cód.: 2199 Jardim Planalto 300 m² R$ 70.000,00 Cód.: 2395 Santa Maria 250 m² R$ 70.000,00 Cód.: 3270 Jardim Vitória 400 m² R$ 75.000,00 Cód.: 2586 Centro 312 m² R$ 75.000,00 Cód.: 2850 Jardim Acapulco 280 m² R$ 80.000,00 Cód.: 2915 Jardim Europa 360 m² R$ 80.000,00 Cód.: 3288 Jardim Ouro Verde 414 m² R$ 85.000,00 Cód.: 2691 Jardim América 350 m² R$ 100.000,00 Cód.: 3094 Jardim Coolapa 352 m² R$ 120.000,00 Cód.: 3198 Centro 360 m² R$ 162.400,00 Cód.: 1375 Jardim das Paineiras 300 m² R$ 170.000,00 Cód.: 3378 Avenida Zezé Amaral 338 m² R$ 270.000,00 Cód.: 2715 Centro 13589 m² R$ 2.000.000,00 Cód.: 1504 APARTAMENTOS À VENDA Avenida Zezé Amaral 2 dorm, sala, coz, ban, lavanderia, entrada de garagem . Em construção. R$ 89.000,00 Cód.: 3149 Avenida Zezé Amaral 2 dorm, sala, coz, ban, lavanderia, entrada de garagem. R$ 120.000,00 Cód.: 3402 Bela Vista Área construída: 130 m2 3 dorm sendo 1 suíte, sala, coz, copa, ban, dependência de empregada com ban, lavanderia, garagem para 2 carros. Laje e piso frio. Recém reformado. R$ 180.000,00 Cód.: 3358

HONDA CIVIC Vende-se ano 2004, completo, cinza escuro. R$ 25 mil reais. Contato: 9928-9476 (VIVO)/ 9248-2750 (TIM)/ 8475-6186 (CLARO). CAMIONHONETE – vendo, ano 86/87, cabine dupla, vermelha, tratar 9113-2853 (Tim) ou 9926-5458 (vivo) PÁLIO 2004 Vende-se cor prata, FIRE, 2 portas, pneus novos. R$ 13 mil reais. Contato: 8439-5341/91768364 falar com Bruno.

Ribeirão Preto Área construída: 80,21 m2 - 2 dorm sendo 1 suíte, sala para 2 ambientes, coz com armários, 2 ban, garagem. Ardósia R$ 225.000,00 Cód.: 3314 Ribeirão Preto - Centro 2 dorm com armários sendo 1 suíte, sala, coz, ban, 2 ban, área de serv, garagem. Excelente localização. R$ 250.000,00 Cód.: 3433

FALCOM: vendo, 208/2008 preta, ótimo estado, 17 mil km original. Nota Fiscal de fábrica, manual, cópia de chave, sem detalhe, preço R$ 11.400,00. Tratar 9816-8467 PALIO WEEKEND 1.6 STILE, vendo completa, 2001 em ótimo estado de conservação Excelente mecânica, R$ 15.000,00, 8857.3889 Particular.

CASA, vende-se com 03 dormitórios (sendo 02 suítes), escritório, sala, cozinha, banheiro social, lavanderia, área coberta no fundo, área aberta na lateral, garage coberta p/ 2 carros e s/ cobertura p/ 4 carros, excelente acabamento, portão eletrônico, cerca elétrica; sistema de segurança c/ câmaras de gravações sofisticados, estrutura para construção de sobrado. Terreno 300 mts – construção: 240mts. R$ 310.000,00 – fones: TIM: 9214-4039 / VIVO: 9970-1340 – OI: 8701-6998.

FOX 1.0 ANO 2009 Vende-se preto, flex, completo, menos ar. 39.000 KM única dona. Contato: 98511442/3558-1404. CORSA CLASSIC – Vende-se, 2009/2010 preto, superconservado. R$19,5 mil. Tratar (35) 9119-5789. CORSA HATCH MAXX - Vendese ano 2011/2011 flex, completo, cinza metálico, c/ 7.600 quilômetros, único proprietário. R$ 25 mil. Tratar tel. 3531-3299 c/ Eurípedes. VECTRA GLS MPFI vendo, ano 00/ 00, cor azul, completo, documentação 2013 OK. Carro super conservado. Tratar pelos telefones 353531-7244 ou 35-8862-1075. CARAVAN COMODORO vendese 1988 prata, bem conservada, 4cc, álcool, direção hidráulica c/ regulagem de altura, ar quente, som, insufilm. tratar fone: oi 8836-1411 / TIM 9143-6118 CAMINHÃO CHEVROLET D 60 Vende-se ano 78, ótimo estado de conservação. R$ 14 mil reais. Contato 9191-3630 (TIM) falar com Pedro. CORSA WIND 95, 2 portas, preto, revisado e bem conservado. 98114653 ou 9990-8987 OPALA COMODORO 87 Vendese álcool, branco, 2 portas. R$ 8 mil reais. Contato: 9808-3668 SAVEIRO 2003 vende-se: super surf 1.6, prata, flex, completa. R$23.000,00 Vectra 2010, vinho 2.0, expression, flex, 4 portas, completo R$38.000,00 Terras ( 9 alqueire, possui água e casa simples) localiza-se ente Cássia e Capetinga a 400 m do asfalto. R$ 145.000,00. Tel: (16) 8181-0041 ou (16) 8186-6716

COROLLA XEi 2009, cor cinza galático, completo, troco por outro Corolla ano 2003 a 2005 completo. Contato: (35) 9122-9395 (TIM) / (35) 3531-4150 falar com Francisco.

Lagoinha 3 dorm sendo 1 suíte, sala para 2 ambientes, lavanderia, garagem para 2 carros. Piso frio e assoalho. R$ 350.000,00 Cód.: 2729

MOTO CG 150 – Vende-se, ano 2008 KS, cinza chumbo. Ótimo preço, documentação 2012 Ok. Falar c/ Leandro 9966-7063.

PAMPA VENDE-SE, ANO 1997. ÚNICO DONO. TRATAR – 88233150

Centro 3 dorm com armários sendo 1 suíte, sala para 2 ambientes, coz, ban, lavanderia, garagem. R$ 220.000,00 Cód.: 2252

Lagoinha 3 dorm com armários sendo 1 suíte, sala para 2 ambientes, coz, ban, lavanderia, garagem. R$ 280.000,00 Cód.: 3332

BROZ 150 ES, 2010/2011 preta/ flex, 3.200km. Tratar fone 84590323

TERRENO vende-se ou troca por materiais de construção os direitos de um terreno no Alto Bela vista, R$ 13.500,00. Tratar Av. Antônio Rodrigues da Silveira, 283 fone: 9143-7312 (tim)

TITAN KS: vendo, cor preta, 2008, 10 km rodados, em ótimo estado. R$ 4.000,00. Tratar 8851-5749.

Jardim Europa 2 dorm, sala, coz, ban, lavanderia, entrada para garagem. R$ 130.000,00 Cód.: 2259

VENDE-SE CASA RECEM CONSTRUIDA Terreno 250 m², 69 m² de construção de laje. 3 quartos, sala, cozinha, banheiro, garagem descoberta para 2 carros. Contato: 9966-1764 falar com Donizete.

COROLLA XEI 2009 Vende-se com 69 mil KM rodados, câmbio mecânico, ótimo estado de conservação, revisado na concessionária, cor cinza. R$ 45 mil reais. Contato: 88560595.

Centro 3 dorm sendo 1 suíte, suíte e 1 dorm com armários, sala coz, ban, lavanderia, garagem. Assoalho R$ 220.000,00 Cód.: 3331

Centro Duplex - 4 dorm com armários sendo 1 suíte com closet, sala para 2 ambientes com bar, coz com armários e churrasqueira, lavanderia, garagem para 2 carros. R$ 600.000,00 Cód.: 2730

Número: 952

VOYAGE 1.0 – vendo, modelo 2012 com 17 mil km rodados, cor prata Egito, Tratar 9900-1442 e 35584942

CAMINHÃO MERCEDES BENZ vende-se ou troca. ano 1967, toco. Diferencial novo. Tratar (35) 35411849 ou 9918-9293. R$ 15 mil. Gilson.

CHEVETTE SL Vende-se ano 1989, marrom, álcool, documentação Ok, R$ 5.000,00. Contato: 9881-7780 / 3558-7559 ( depois das 17:00 hs) PALIO BRANCO 98: Vende-se, 4 portas, ótimo estado de conser vação, vidro e trava, alarme. Tratar 9120-1861 com Shirley PÁLIO : Fire Flex, 4 portas, prata, 2006/2007 (trava e vidro). Tratar Tiago Portugal 35 9184-6061 e 8407-1728 GM/CELTA vendo, ano 2003, cor prata, vidro e trava elétrico, sufilm, desembaçador traseiro, escapamento esportivo. SEGUNDO DONO. R$ 15 mil. Tratar 8445-9413 ÔNIBUS ANO 95/96 Vende-se motor 1620 em ótimo estado. Contato: 9812-7368. Baú 6008 - Vende-se, ano 82, excelente estado, R$35 mil. Aceita-se automóvel como parte do pagamento. Falar com Wilson pelos telefones: (35) 9156-0949 ou (35) 3556-1061.

São Sebastião do Paraíso-MG e Região 14 de Agosto de 2013

TERRENO Vende-se com 300 m², bairro Portal dos Ypês. R$ 65 mil reais. Contato: 9976-0430. TERRENO Vende-se no Mediterranee, rua: Vereador Antônio Capátio lote 03 quadra 31. R$ 53 mil reais. Contato: 9808-3668. PONTO COMERCIAL – aluga-se, 100m², na rua La Salles, 141, próximo à Unimed, falar com Caio (TIM) 9222-6040 (VIVO) 9947-9431 ALUGA-SE SUÍTES MOBILIADAS com cozinha e sala comunitária também mobiliadas. Rua: La Salles próximo á Unimed. Contato: 99479431/9222-6040(TIM) Caio. ÓTIMA CASA Aluga-se no Jardim Coolapa, com 04 dormitórios, 02 banheiros, sala, cozinha,ampla garagem, e demais dependencias, em excelente localização .Av,. Juscelino Kubscheck, número 275, . Tratar pelo telefone 3531 2148 no horário comercial. Excelente Imóvel Comercial: Alugo, Localização: Av. Oliveira Resende, 887. Contato: 3531-5101 - 8857-2940 Tratar com André – Hor. Coml. TERRENO VENDE-SE ou troco por carro. Terreno no bairro Portal dos Ypês, boa localização no centro do loteamento. 300m² todo murado com portão, com altura de 2.50m plano. R$ 55 mil reais. Contato: 9928-9476(VIVO)/ 9248-2750 (TIM)/ 8475-6186(CLARO). SÍTIO VENDE-SE 5 e ½ ou vendo 2 alqueires com a sede com mina e córrego. Aceito troca. Contato: 91127972/3558-6022. 2 TERRENOS– vendo, murado, com pomar nos fundos, 480m² cada. localizado no Jardim Europa próxima a Expar. Tratar 9182-7177 (Tim) CASA ALUGA-SE com 2 quartos, sendo 1 suíte, sala, cozinha, banheiro, garagem para 2 carros, área de serviço. Próximo ao centro rua Domingos José Ramalho, 4. Valor 1 salário mínimo R$ 678,00. Contato: 3531-8098/9135-6727/8841-9144. CASA NO CENTRO DE PARAÍSO - Vende-se casa no centro da cidade, contendo 3 quartos sendo 2 suítes (todos com armários), 3 salas, 2 cozinhas, banheiro social, jardim de inverno, ampla área de serviço, dependências para empregada, garagem para 4 carros. E mais: em cima, um apartamento com 4 quartos, banheiro, cozinha, área externa. Contato pelo tel. (35) 8898-5181. LOJA CENTRO PASSOS/MG Vende-se, por motivo familiar, uma linda loja de calçados super bem montada, informatizada, monitorada e com clientela formada. Ótima oportunidade. Tratar (16) 9215 6901 CASA vendo, na rua Geraldo Frões, 115, Lagoinha, preço R$ 170 mil. Tratar 9957-6805 e 3558-4031 CASA VENDE-SE Jardim Europa, Av. Itália. 3 dormitórios, garagem para 3 carros coberta, área de chur-

rasco, fogão a lenha. Terreno com 300 m². R$ 280 mil reais particular. Contato: (35) 3411-8369 fixo local. 02 TERRENOS: no bairro Portal dos Ipês, com área total de 600 m2. Ótima localização. Interessados entrar em contato pelos fones 91557330 e 9975-2304. TERRENO PLANO Vende-se com área de 528m², na rua Dr. Placidino Brigagão, 200m da Casa da Cultura, com casa edificada. R$ 860 mil. Tratar pelo fone 3531-8708 ou 88594919 VENDE-SE CHÁCARA COND. CAMPO ALEGRE: Terreno: 5 Mil M2 Todo Murado, CONSTRUÇÃO: 350 M2 (sala, copa, cozinha modulada, 4 quartos, sendo um suíte, banheiro social, varanda, área de churrasco, lavanderia), Com canil, jardim, pomar, aquecimento solar, portão eletrônico, banheiras nos 2 banheiros, VALOR: 600 mil reais (aceita-se troca em imóvel em Ribeirão Preto) FONE: (16) 8122-4662/ (16) 2111-1910 TERRENO – Vende-se 250m², Jardim América VII, valor de R$ 59 mil. Tratar 9972-6748 e 9163-6669 CASA– Vende-se na Rua Eire, 115, Jd. Europa. Quatro cômodos grandes, sendo 2 quartos, sala, cozinha, banheiro, garagem, varanda na frente. Terreno c/ 300 m2. No fundo há uma edícula c/ sala, cozinha, banheiro, quarto e área de serviço. Valor R$ 210 mil. Tratar no local ou pelo te. (35) 3558-6174 ou 8866-6174. VENDE-SE 2 CASAS de frente Rua: Prof° Notel Bernardes,n° 238, n° 240. Vila operário. Aceita carro na troca. R$ 90.000,00 as duas. Falar com Célio 9195-6712

nheiro, garagem, churrasqueira pré moldada, estrutura para sobrado R$ 115 MIL. Contato: 99832266 /8401-9652 CASA: Vendo na rua Stela nº790 Bairro S. José , prox. Igreja S. Jose, sendo 4 quartos ,2 salas,2 banheiros, cozinha,área de serviço,garagem para 3 carros,2 dispensas.Necessário acabamentos. 8819-8494 / 91225345/9869-1623 Ricardo Aceito troca. 2 CASAS vendo, rua Benedito Mariano, 87 próximo ao SICOOB da Coolapa. Fone 3531-6235 e 9957-5316 CASAS E TERRENOS – Vendo terrenos e casas novas e usadas. Interessados falar com Valdir tel:91061539 ou 9835-6470 TERRENO Vende-se na Vila Helena na Av. Oliveira Rezende. Tratar: Elias 8811-1852(OI). TERRENO Vende-se 250 m². Jardim Mediterrane. Rua: Jornalista João Borges de Moura. Fone: 35584785 / 9232-1139 falar com Geraldo. TERRENO EM TERMÓPOLIS vendo, com 337m2, ótima localização. Tratar 3531-2476 com Paulo. TERRENO - Vendo, Paraíso do Bosque 358 m². Tratar 3531-2658. IMÓVEL COMERCIAL, Vendo na Placidino Brigagão, com 300m², faturamento de R$ 70 mil mês. Tratar pelo fone 8857-5774 PIZZARIA, vendo, no melhor ponto da cidade. Tratar pelo fone 88575774

CASA VENDE-SE na rua Antônio Borges,102 Centro. 3 quartos, sala, cozinha, copa, banheiro, garagem, quintal. Área construída 101 m², terreno 202 m². R$ 180 mil reais. Contato: (35) 9903-7639 / (35) 87047303.

VENDE-SE LANCHONETE melhor ponto de São Sebastião do Paraíso. Espaço para 20 mesas 2 banheiros cozinha grande depósito excelente para Milk shake ao lado da praça. Tratar: as 9:00h da manhã 9112-7972 / 3558-6022.

APARTAMENTO VENDE-SE Centro Edifício Washington Martoni 3 quartos sendo 1 suíte com Box, todos com armários, sala 2 ambientes, cozinha ampla, dependência para empregada, banheiro social, garagem e Box. Contato: 3531-2520 / 88321096

BAR – Vende-se, bem montado na esquina da Av. Brasil com Av. Rui Barbosa, bairro São Judas Tadeu, com área de 130 m². Ótimo ponto. Tratar no local.

1 LOTE DE TERRENO - vendese, no Jardim Coolapa, na Nilo Peçanha, ao lado do nº 60, + - 300m². Tratar com Marta pelo telefone 3531-4954 ou 9131-3698. CASA ANTIGA EM PASSOS vende-se, na região central de Passos, na rua Paraná, 130. Tratar com Marta pelo telefone 3531-4954/ 9131-3698 ALUGA-SE PONTO COMERCIAL Av. Zezé Amaral, 620. Contato: 9900-6868 falar com Daiana ou Marco Túlio. CASA Vende-se terreno com 300 m², 2 quartos, sala, cozinha, banheiro, + 1 sala de escritório. No fundo um sobrado no térreo: sala, copa, cozinha, 1 banheiro. Parte superior 2 quartos, sala, 1 banheiro. Contato: 8401-6503 / 9145-8425. TERRENO NO VILLAGE, vendese, o valor de entrada é de R$ 13.000,00 + 77 parcelas de R$ 352,00. Contato Paulo, (35) 88460920. APARTAMENTO - PARTICULAR. Vendo - 01 suíte c/AE + 02 quartos + sala 02 ambientes + copa/ cozinha + dep. Empregada + lavanderia+ 01 vaga + área de lazer/piscina + portaria 24 horas. Andar alto. Linda vista para Rua dos Antunes . Local: CENTRO. Contato (35) 8853-9858. VIVO (35) 9134-8161 TIM. CASA VENDE-SE de esquina com salão para 15 carros, em Ribeirão Preto, Jardim Procópio. Troco por uma casa em S.S. do Paraíso. Aceita-se caminhão ou trator. Contato: (35) 3558-2159 CASA VENDE-SE no bairro São José II. 4 cômodos mais edícula com 2 quartos, sala, cozinha, ba-

LOJA - Vende-se, no centro da cidade, com boa clientela no ramo de tortas (doces e salgadas) e chocolates. Loja de renome na cidade. Tratar: (35) 3558-9832 ou (35) 91469033. CHÁCARA - Vendo Campo Alegre, ótimo ponto na rua Jatobá, casa com 3 quartos, 2 banheiros,área, churrasqueira, piscina e campinho de futebol, quase toda murada. Tratar Valdir 9106-1539 e 9835-6470 RANCHO - Vende-se rancho no bairro Cantinho , São José da Barra, frente p/ represa, com 2000m², casa nova mobiliada, com varanda, 3 dormitórios, sala, cozinha, 3 banheiros, área serviço, garagem p/ barco. Tratar c/ Maria Elvira: (35) 9133-6019 ou (11) 5572-6408 SITIO: Vendo São Sebastião do Paraíso, 10 alqueires, 02 casas simples, mina d’água, energia cachoeira, rico em água, curral, 20 mil pés de eucaliptos, pasto consorciado, alicerce para galpão. Ideal para hotel fazenda, acampamento, igrejas. Tratar: 16 3635.2634 ou 16 92755582 SÍTIO - no bairro Areias, próx. a Caieira, município de Jacuí, 3 alqueires em pasto, sem benfeitorias, terra de cultura, documentação em ordem. R$ 95.000,00 - sendo 60.000,00 de entrada e restante (aceito carro ou imóvel).Tratar : 11 - 6434-8512 e 11 - 3063-3736. SÍTIO - Vendo região perto São Tomás, 2 alqueires ¼, com 2 casas, chiqueiro, tulia, eletricidade, 8 mil pés de café + pomar, perto do asfalto. Tratar Valdir 9106-1539 e 98356470 R$ 200 mil. SÍTIO – Vende-se casa, plano, pasto formado, energia, 6 alqueires, próximo da cidade (Guapé). Tratar com Sr. Francisco 3558-6408 de manhã e 9936-6408 após as 18 horas.

FIORINO FIRE Vende-se ano 2005, particular, com 58 mil KM. CONTATO: (35) 3531-1309/9187-8879.


São Sebastião do Paraíso-MG e Região 14 de Agosto de 2013

Jornal do Sudoeste

página 9

CONDOMÍNIO CACHOEIRA

VIVA TRANQUILO E FELIZ NAS 3 FONTES A CHÁCARA DOS SEUS SONHOS: CASA, MUITA ÁGUA DE MINA, ARVOREDO-PASTINHO. FRENTE PARA RODOVIA E PARA RUA ASFALTADA. FUDNOS PARA O RIO SANTANA. TROCO POR CASA OU VENDO. ORDENHADEIRA WESTFALIA RPS 300 vendo com dois conjuntos completos, com 1 tambor de 40 litros, toda revisada. Tratar com Rodrigo (35) 9824-0378 VENDE-SE COZINHA PRÉ MONTADA em MDF, branca, com detalhe em aço escovado e vidro. São 6 módulos parte superior e inferior. Em ótimo estado de conservação. R$ 600,00. Contato: 91135071. CAMA KING vendo, cama colonial + colchão, semi-nova. Valor R$ 500,00. Tratar 35581913 com Rosa CORTADOR DE FRIOS vendo Bermar Automático semi-novo. Tratar 3558-4330 BERÇO DE MADEIRA MACIÇA, vendo, feito por marcineiro, cor de madeira neutra. R$ 200,00, 8857.3889 Particular. CADEIRINHA DE BEBÊ: “Vendo uma até 13 kg, estado de nova, R$ 100,00, 8857.3889”

MÁQUINA DE LAVAR MARCA BRASTEMP Vende-se, c/ seletor em perfeito estado de conservação e funcionamento. Tratar pelo Tel: 8867 6171OI com Marcelo DIVERSOS - Vendo a preços excepcionais - Mesa pequena, poltrona reclinável, grill, mesa de computador, carro conversível para criança, triciclo, torradeira, furadeira e uma bicama – temos outros produtos – confiram – 9953-5088 DITO

BEAGLE DOA-SE 5 ANOS CASTRADA. TRATAR COM RICARDO 9147-1832 CLARO

VENDE-SE Prateleiras e Gôndolas, usadas em bom estado. Tratar: (35) 8419-5580 / 9123-7184

OFEREÇO MEUS SERVIÇOS para tomar conta de Sítio ou Fazenda. Sendo o casal experiência em máquinas agrícolas e ela serviços domésticos. Contato: 8874-6386/ 9925-0760 falar com Wagner.

MONTAGEM SEMINOVA completa e moderna de prateleiras, com iluminação, para mercado, drogaria, perfumaria etc. Apenas R$ 15.000,00. Parcelado. (35) 98971530. TECLADO CASSIO CTK 560 Vende-se, novo, com suporte. R$ 450,00. Entrar em contato pelo tel: (35) 3531-1394.

VENDE-SE FREEZER Horizontal, 2 portas Metalfrio. Contato: 91263708 TARRAFAS – Vende-se redes e tarrafas de pesca. Tratar na rua Duque de Caxias 220 tratar com Darci Ferreira após às 17 horas ou pelo telefone 3558-8394. GUILHERME ELETRICISTA Serviços de eletricidade em geral, instalação de antena, telefones e etc. Tratar 3531-7557 e 9701-8128 PIANO Vende-se Yamaha DG x 640 2012 – 88 teclas (GHS). R$ 2.900,00 ( menor preço no Google é R$ 3.400,00. Tratar: 3558-2297 / 9188-5022

VENDE-SE OU TROCA POR CASA DE MENOR VALOR OU CHÁCARA: Uma casa na Av Andorra ,45 jd Europa, Excelente localização, estrutura e material de primeira linha, 120m de construção, sendo 3 quartos, sala, 2 banheiros, cozinha, garagem p/ 2 carros, área de churrasco, casa de fundo c/ banheiro , fogão a lenha e forno completo. Tratar com Sr Francisco. Tel.: 35 35318710 (horário comercial) Ou 35 88558266

A L ZIRO

Corretor de Imóveis

Creci 14.167-MG Fones: (35) 9915-1593 * 35-8838-9229 * 35-8417-3949 * 35-9157-3385

Se você tem intenção de comprar sua casa própria através de financiamento da Caixa Econômica Federal, ou de outras instituições financeiras, procure-nos e lhe daremos toda assessoria necessária para que você faça um excelente negócio. PREÇOS

RESIDÊNCIAS

R$ 30 mil R$ 130 mil

Lote Jd Alvorada, murado, rua asfaltada, 135m2 02 Terrenos Jd Mediterranee, com 500m2, rua asfaltada, murado de dois lados. Terreno Vila Helena, com 240m2, rua asfaltada, murado nos fundos. Terreno Lagoinha

R$ 65 mil R$ 150 mil PREÇOS R$ 25 mil R$ 50 mil R$ 90 mil R$ 140 mil

PREÇÕS R$ 140 mil R$ 250 mil

PREÇOS R$ 85 mil R$ 115 mil R$ 105 mil R$ 105 mil R$ 115 mil R$ 115 mil R$ 115 mil R$ 115 mil R$ 130 mil R$ 195 mil R$ 220 mil R$ 230 mil R$ 240 mil

TRATAR 3531-1563

OFEREÇO MEUS SERVIÇOS internos e externos. Contato: 35584929 / 9128-7450 falar com Wagner.

RECREADOR OU MONITOR DE LAZER PRECISA-SE, COM EXPERIÊNCIA. TRATAR 35312476 OU 3531-1653 COM PAULO HENRIQUE CARRETEIRO- PEDRINHO CARRETEIRO. Faz carreto, limpeza de quintal e retirada de entulhos. Contato: 9907-9559. AULA PARTICULAR de matemática de ensino fundamental , ensino médio, ensino superior. Preparação para concurso público e vestibular. Contato: (35) 9177-1308 / 34118845 falar com Priscila. AULA PARTICULAR de matemática, (6º ano ao 9º ano), química e física. Contato com Flávia no fone 99257771 e 9185-7730 ou 3531-4941 CASAL SEM FILHOS com experiência, procura uma chácara para tomar conta e que tenha serviço para os dois. Contato 98540625 e 8465-1016 falar com José dos Santos ou Maria COMPRO PRODUTOS CASEIROS - Artesanais e de origem animal. Interessados entrar em contato

pelo telefone: (35) 3531-8710 em horário comercial AULAS PARTICULARES - Matemática para Ensino Fundamental de (1ª a 4ª) e de (5ª a 8ª) séries, Ensino Médio, Vestibular e Concurso Publico. Fale com Priscila. Informação pelo telefone: (35) 9177-1308. GANHE DINHEIRO - Compro cartuchos vazios, HP-LEXMARKXEROX-CANON. Retiro no local, pago em dinheiro até R$ 25,00. Tratar: (35) 3558-5492. (Garantimos o melhor preço na cidade).

QUER COMPRAR UM VEÍCULO OU TROCAR? • Corsa Sedan 99, verde, FILÉ • Uno 99, verde, 4 portas, segundo dono. • Uno Mille, 95, 2 portas, branco. • Titan KS 2001, Cinza.

COMPRA - VENDE TROCA - FINANCIA TRATAR COM RODRIGO FONES: (35) 8835-0900 - oi (35) 9906-6408 - vivo

Dr. LUIZ FERREIRA CALAFIORI

Comunica todos os condomonos para Assembléia Geral no dia 25/08/2013 às 9:00hrs da manhã. A Diretoria.

• LIMA LIMÃO CONTRATA-SE COSTUREIRAS com experiência em malha e tecido plano. Interessados falar com Ana ou Letícia. 3531-8413 na rua: Geraldo Marcolini, 1195. • MAX VAN Locação de Van, Transporte Escolar. Contato: Luiz Carlos (35) 9129-0955 / Ely Cristina (35) 9174-4700 Fixo: (35) 35587190 www.maxvan.com.br e-mail maxvan locadora@hotmail.com • ALUGA-SE CASA na rua Juscelino Kubitschek,275. 4 quartos, 2 banheiros, sala, cozinha, garagem, quintal. R$ 750,00. Contato: 3531-2148. • FUSCA – vende-se, ano 75. branco, R$ 2.500,00, bom estado, documentos em dia. Tratar 9228-1715 e 8711-6951 • CAMIONETE MERCEDES BENZ vendese ou troca. ano 67, toco. Tratar (35) 35411849 ou 9918-9293. R$ 15 mil. Gilson. • TERRENO PLANO Vende-se com área de 528m², na rua Dr. Placidino Brigagão, 200m da Casa da Cultura, com casa edificada. R$ 160 mil. Tratar pelo fone 3531-8708 ou 8859-4919 • 25 VACAS GIROLANDAS VENDE-SE, + 16 VITELAS/ NOVILHAS GIROLANDAS. TRATAR 8409-5354 • MONTAGEM DE PONTO COMERCIAL VENDE-SE, BALCÕES, ESTANTES, GONDOLAS, PRATELEIRAS E OUTROS. TRATAR COM JOÃO BATISTA 3539-8421 • CORCEL II ano 81 Vendo Álcool por R$2.200,00 Cel. 8846-0948 • TAPEÇARIA BEIRA RIO ESTOFAMENTOS P/ AUTOS. Av. Brasil,178 A – V. Helena. Tel: 9838-4767 /8427-7668. • SAX vende-se (2 Saxfone Alto). Contato: 9914-7358 • FAÇO ADESTRAMENTO e transportes de cães. Tratar 3558-1404 / 9851-1442 falar com Nilson.

Advogado OAB-MG 13327 INVENTÁRIOS - ARROLAMENTOS Rua Tiradentes, 999 Fone: (35) 3531-1563

R U RAI S CHÁCARA no Cond. Matrinchâ, área de 2.275m2 CHÁCARA no Cond. Matrinchâ, área de 4.550,00m2 Rancho região de Furnas, 03 dormit(01 suíte) sala, cozinha, banh solcial, varanda, barco, mobiliado Sítio, em Jacuí, 4,5 alqueires, plano, formado em pasto, água, casa simples com 02 qtos, sala, copa, coz, banh, energia eletr. 110/220, 10 kva, 29km dist. Paraíso(13km asf e 16km estr.de terra) APARTAMENTOS Apto 02 dormit, sala, cozinha, banh soc, vaga de garagem 01 auto Apto Praia Grande-SP, 02 qtos (01 suíte), sala de visitas, cozinha e sala de jantar conjugados, banh social, lavanderia, garagem 01 auto, piscina aquecida e coberta, edif frente p/mar RESIDÊNCIAS Casa Nova Jd Hortências, 02 dormit, sala, cozinha, banheiro, garag, lavand Casa Lot São Sebastião, 03 qtos, sala, cozinha, banh.social, garagem descob, lavand. cob., rua asfaltada. Casa Jd Alvorada, 02 dormit, sala, cozinha, banh social, garagem cob, lavanderia cob. Casa NOVA Jd Alvorada, 02 dormit, sala, cozinha, banh social, garagem descob, lavanderia cob. Casa NOVA Lot Santa Tereza, 03 qtos, sala, cozinha, banheiro soc, garag 02 autos, lavand terr 290m2. Casa NOVA Lot São Sebastião, 03 qtos, sala, cozinha, banheiro soc, garag 02 autos, lavand terr 180m2. Casa NOVA Lot São Sebastião, 02 qtos, sala, cozinha, banheiro soc, garag coberta, lavand coberta, terr 180m2. Casa NOVA Jd Itamarati, 03 qtos, sala, cozinha, banheiro soc, garag 02 autos descoberta, lavand , terr 250m2. Casa Nova Vila Muschioni (acima da rodovia), 03 qtos, sala, cozinha, banheiro soc, garag 02 autos, lavand Casa Vila Helena, 03 qtos (01 suíte), sala, copa - cozinha, banheiro soc, garag cob 02 autos, lavanderia cob, portão eletr., interfone, terr 250m2. Casa Jd Coolapa, 02 qtos (01 suíte), sala de visitas e de jantar, cozinha, banheiro soc., garag cob. 01 auto e descob 01 Casa Nova Jd São José II, 03 qtos (01 suíte), sala de visitas, cozinha, banheiro soc., garag div autos, terr + 300m2 Casa Nova Jd América, 03 qtos (01 suíte), sala dois ambientes, cozinha, banh soc., lavand cob, garag cob. 02 autos, piso e revestimento de paredes porcelanato, cerca elétr, portão eletr. c/motor, etc...

* Planos disponíveis somente para internet via cabo - Venda e instalação sujeita a viabilidade técnica - Oferta valida até fev/2013.


Jornal do Sudoeste

página 10 São Sebastião do Paraíso-MG e Região - 13 de Agosto de 2013

Cooperativa de Crédito de Livre Ad RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO

BALANÇOS PATRIMONIAIS PARA OS SEMESTRES FINDOS EM 30 JUNHO DE 2013 E 2012

Senhores Associados, Submetemos à apreciação de V.S.as as Demonstrações Contábeis do semestre findo em 30/06/2013 da Cooperativa de Crédito de Livre Admissão da Região de São Sebastião do Paraíso Ltda. – SICOOB PARAISOCRED, na forma da Legislação em vigor. 1. Política Operacional Em 2012 o SICOOB PARAISOCRED completou 16 anos mantendo sua vocação de instituição voltada para fomentar o crédito para seu público alvo, os cooperados. A atuação junto aos seus cooperados se dá principalmente através da concessão de empréstimos e captação de depósitos. 2. Avaliação de Resultados No 1º semestre de 2013, o SICOOB PARAISOCRED obteve um resultado de R$ 447 mil representando um retorno anual sobre o Patrimônio Líquido de 11,23%. 3. Ativos Os recursos depositados na Centralização Financeira somaram R$ 5.857 mil. Por sua vez a carteira de créditos representava R$ 13.165 mil. A carteira de crédito encontrava-se assim distribuída: Carteira Comercial R$ 13.165 100 % Os Vinte Maiores Devedores representavam na data-base de 30/06/2013 o percentual de 24,69% da carteira, no montante de R$ 3.251 mil. 4. Captação As captações, no total de R$ 14.874 mil., apresentaram uma evolução em relação ao exercício anterior de 19,42%. As captações encontravam-se assim distribuídas: Depósitos à Vista R$ 1.719 11,56 % Depósitos a Prazo R$ 13.155 88,44 % Os Vinte Maiores Depositantes representavam na data-base de 30/06/2013 o percentual de 69,71% da captação, no montante de R$ 10.199 mil. 5. Patrimônio de Referência O Patrimônio de Referência do SICOOB PARAISOCRED era de R$ 3.942 mil. O quadro de associados era composto por 1.706 Cooperados, havendo um acréscimo de 30,63.% em relação ao exercício anterior. 6. Política de Crédito A concessão de crédito está pautada em prévia análise do propenso tomador, havendo limites de alçadas pré-estabelecidos a serem observados e cumpridos, cercando ainda a Singular de todas as consultas cadastrais e com análise do Associado através do “RATING” (avaliação por pontos), buscando assim garantir ao máximo a liquidez das operações. O SICOOB PARAISOCRED adota a política de classificação de crédito de sua carteira de acordo com as diretrizes estabelecidas na Resolução CMN nº 2.682, havendo uma concentração de 87,72% nos níveis de “A” a “C”. 7. Plano de Negócios No exercício de 2010 a cooperativa elaborou o plano de negócio e estudo de viabilidade econômica com vistas à concessão de autorização para funcionamento ou alteração estatutária para cooperativa de livre admissão, em conformidade com o disposto no artigo 11º da Resolução CMN nº 3.859/2010. O plano de negócio, elaborado com projeções para os exercícios de 2010 a 2013. Atualmente há necessidade de adequação em relação às metas não atingidas nos seguintes unidades: disponibilidades, outros créditos e Empréstimos /Repasse.

Disponibilidades Empréstimos Outros Créditos Outros valores e bens Permanente Ativo total Depósito a vista Depósitos remunerados Relações Interfinanceiras Empréstimos/ Repasse Outras obrigações Patrimônio Liquido Capital Reservas Sobras Passivos totais

Projetado

Realizado – 06/2013

6.223 9.478 426 6 284 16.417 1.581 10.583 1.236 573 2.444 1.133 954 357 16.417

6.066 12.475 396 36 613 19.586 1.719 13.155 734 3.978 2.122 1.409 447 19.586

**

** valor acumulado de Dezembro/2012 a junho/2012. As sobras projetadas do período de janeiro/2013 a junho/2013 é de 180 mil. 8. Governança Corporativa Governança corporativa é o conjunto de mecanismos e controles, internos e externos, que permitem aos associados definir e assegurar a execução dos objetivos da cooperativa, garantindo a sua continuidade, os princípios cooperativistas ou, simplesmente, a adoção de boas práticas de gestão. Nesse sentido, a administração da Cooperativa tem na assembléia geral, que é a reunião de todos os associados, o poder maior de decisão. A gestão da Cooperativa está alicerçada em papéis definidos, com clara separação de funções. Cabem ao Conselho de Administração as decisões estratégicas e à Diretoria Executiva, a gestão dos negócios da Cooperativa no seu dia a dia. A Cooperativa possui ainda um Agente de Controles Internos, supervisionado diretamente pelo SICOOB CENTRAL CECREMGE, que, por sua vez, faz as auditorias internas. Os balanços da Cooperativa são auditados por auditor externo, que emite relatórios, levados ao conhecimento dos Conselhos e da Diretoria. Todos esses processos são acompanhados e fiscalizados pelo Banco Central do Brasil, órgão ao qual cabe a competência de fiscalizar a Cooperativa. Tendo em vista o risco que envolve a intermediação financeira, a Cooperativa adota ferramentas de gestão. Para exemplificar, na concessão de crédito, a Cooperativa adota o Manual de Crédito, aprovado, como muitos outros manuais, pela confederação SICOOB e homologado pela Central. Além do Estatuto Social, são adotados regimentos e regulamentos, entre os quais destacamos o Regimento Interno, o Regimento do Conselho de Administração, o Regimento do Conselho Fiscal, o Regulamento Eleitoral. A Cooperativa adota procedimentos para cumprir todas as normas contábeis e fiscais, além de ter uma política de remuneração de seus empregados e estagiários dentro de um plano de cargos e salários que contempla a remuneração adequada, a separação de funções e o gerenciamento do desempenho de todo o seu quadro funcional. Todos esses mecanismos de controle, além de necessários, são fundamentais para levar aos associados e à sociedade em geral a transparência da gestão e de todas as atividades desenvolvidas pela instituição. 9. Conselho Fiscal Eleito a cada três anos na AGO, com mandato até a AGO de 2016, o Conselho Fiscal tem função complementar à do Conselho de Administração. Sua responsabilidade é verificar de forma sistemática os atos da administração da Cooperativa, bem como validar seus balancetes mensais e seu balanço patrimonial anual. Os membros efetivos do Conselho Fiscal participaram de curso de formação ministrado pelo SICOOB CENTRAL CECREMGE, com o objetivo de detalhar as responsabilidades dos conselheiros fiscais e as formas de exercê-las. 10. Código de Ética Todos os integrantes da equipe do SICOOB PARAISOCRED aderiram em 18/08/2008 por meio de compromisso firmado, ao Código de Ética e de Conduta Profissional proposto pela Confederação Nacional das Cooperativas do SICOOB – SICOOB CONFEDERAÇÃO. A partir de então, todos os novos funcionários, ao ingressar na Cooperativa, assumem o mesmo compromisso. 11. Sistema de Ouvidoria A Ouvidoria, constituída em 2007 representou um importante avanço a serviço dos cooperados, dispõe de diretor responsável pela área e de um Ouvidor. Atende às manifestações recebidas por meio do Sistema de Ouvidoria do SICOOB, composto por sistema tecnológico específico, atendimento via DDG 0800 e sítio na internet integrado com o sistema informatizado de ouvidoria tendo a atribuição de assegurar o cumprimento das normas relacionadas aos direitos dos usuários de nossos produtos, além de atuar como canal de comunicação com os nossos associados e integrantes das comunidades onde estamos presentes. No 1º semestre de 2013 a Ouvidoria do SICOOB PARAISOCRED não registrou nenhuma manifestação de cooperados sobre a qualidade dos produtos e serviços oferecidos pela Cooperativa. 12. Gerenciamento de Risco 12.1 Risco operacional a) O gerenciamento do risco operacional da Cooperativa de Crédito de Livre Admissão da Região de São Sebastião do Paraíso Ltda. – Sicoob Paraisocred objetiva garantir a aderência às normas vigentes e minimizar o risco operacional, por meio da adoção de boas práticas de gestão de riscos, na forma instruída na Resolução CMN nº 3.380/2006. b) Conforme preceitua o art. 11 da Resolução CMN nº 3.721/2009, a Cooperativa de Crédito de Livre Admissão da Região de São Sebastião do Paraíso Ltda. – SICOOB PARAISOCRED aderiu à estrutura única de gestão do risco operacional do Sicoob, centralizada na Confederação Nacional das Cooperativas do Sicoob Ltda. - Sicoob Confederação, a qual se encontra evidenciada em relatório disponível no sítio www.sicoob.com.br. c) O processo de gerenciamento do risco operacional do Sicoob Consiste na avaliação qualitativa dos riscos objetivando a melhoria continua dos processos. d) O uso da lista de verificação de conformidade (LVC) tem por objetividade identificar situações de risco de não conformidade, que após identificadas são cadastradas no sistema de Controles Internos de Riscos Operacionais (Scir) e) As informações cadastradas no sistema de Controles Internos e Riscos Operacionais (Scrir) são mantidas em banco de dados fornecidos pelo Sicoob Confederação. f) A documentação que evidencia a efetividade, a tempestividade e a conformidade das ações para tratamento dos riscos operacionais, bem como as informações referentes as perdas associadas ao risco operacional são registradas e mantidas em cada entidade do Sicoob, sob a supervisão da respectiva entidade auditora (se cooperativa singular, da cooperativa central; se cooperativa central e Bancoob, do Sicoob Confederação). g) Para situações de risco identificadas são estabelecidas planos de ação, com a aprovação da Diretoria Executiva, que são registrados em sistema próprio para acompanhamento pelo Agente de controles Internos e Riscos (ACIR) h) Não obstante a centralização do gerenciamento do risco operacional, a Cooperativa de Crédito de Livre Admissão da Região de São Sebastião do Paraíso Ltda. – SICOOB PARAISOCRED possui estrutura compatível com a natureza das operações, a complexidade dos produtos e serviços oferecidos e é proporcional à dimensão da exposição ao risco operacional. 12.2 Risco de mercado a) O gerenciamento do risco de mercado da Cooperativa de Crédito de Livre Admissão da Região de São Sebastião do Paraíso Ltda. – SICOOB PARAISOCRED objetiva garantir a aderência às normas vigentes e minimizar o risco de mercado, por meio das boas práticas de gestão de riscos, na forma instruída na Resolução CMN nº 3.464/2007. b) Conforme preceitua o art. 11 da Resolução CMN nº 3.721/2009, a Cooperativa de Crédito de Livre Admissão da Região de São Sebastião do Paraíso Ltda. – SICOOB PARAISOCRED aderiu à estrutura única de gestão do risco de mercado do Sicoob, centralizada no Banco Cooperativo do Brasil S.A. (Bancoob), a qual se encontra evidenciada em relatório disponível no sítio www.sicoob.com.br. c) No gerenciamento do risco de mercado são adotados procedimentos padronizados de identificação de fatores de risco, de classificação da carteira de negociação (trading) e não negociação (banking), de mensuração do risco de mercado, de estabelecimento de limites de risco, de testes de estresse e de aderência do modelo de mensuração de risco (backtesting). d) Não obstante a centralização do gerenciamento do risco de mercado e de liquidez, a Cooperativa de Crédito de Livre Admissão da Região de São Sebastião do Paraíso Ltda. – SICOOB PARAISOCRED possui estrutura compatível com a natureza das operações, a complexidade dos produtos e serviços oferecidos, sendo proporcional à dimensão da exposição ao risco de mercado da Entidade. 12.3 Risco de crédito a) O gerenciamento de risco de crédito da Cooperativa de Crédito de Livre Admissão da Região de São Sebastião do Paraíso Ltda. – Sicoob Paraisocred objetiva garantir a aderência às normas vigentes, maximizar o uso do capital e minimizar os riscos envolvidos nos negócios de crédito por meio das boas práticas de gestão de riscos. b) Conforme preceitua o art. 10 da Resolução CMN nº 3.721/2009, a Cooperativa de Crédito de Livre Admissão da Região de São Sebastião do Paraíso Ltda. – SICOOB PARAISOCRED aderiu à estrutura única de gestão do risco de crédito do Sicoob, centralizada no Banco Cooperativo do Brasil S.A. (Bancoob), a qual se encontra evidenciada em relatório disponível no sítio www.sicoob.com.br. c) Compete ao gestor a padronização de processos, de metodologias de análises de risco de clientes e de operações, de criação e de manutenção de política única de risco de crédito para o Sicoob, além do monitoramento das carteiras de crédito das cooperativas. d) Não obstante a centralização do gerenciamento de risco de crédito, a Cooperativa de Crédito de Livre Admissão da Região de São Sebastião do Paraíso Ltda. – SICOOB PARAISOCRED possui estrutura compatível com a natureza das operações e com a complexidade dos produtos e serviços oferecidos sendo proporcional à dimensão da exposição ao risco de crédito da entidade. 12.4 Gerenciamento de capital a) A estrutura de gerenciamento de capital da Cooperativa de Crédito de Livre Admissão da Região de São Sebastião do Paraíso Ltda. – SICOOB PARAISOCRED objetiva garantir a aderência as normas vigentes e minimizar o risco de insuficiência de capital para fazer face aos riscos em que a entidade está exposta, por meio das boas praticas de gestão de capital, na forma instruída da Resolução CMN 3.988/2011. b) Conforme preceitua o artigo 9 da Resolução CMN 3.988/2011, a Cooperativa de Crédito de Livre Admissão da Região de São Sebastião do Paraíso Ltda. – SICOOB PARAISOCRED aderiu à estrutura única de gerenciamento de capital centralizada na Confederação Nacional das Cooperativas do Sicoob Ltda. (Sicoob Confederação), a qual se encontra evidenciada em relatório disponível no sítio www.sicoob.com.br. c) O gerenciamento de capital centralizado consiste em um processo continuo de monitoramento do capital, e é realizado pelas entidades do Sicoob com objetivo de: I. Avaliar a necessidade de capital para fazer face aos riscos a que as entidades do Sicoob estão sujeitas; II. Planejar metas e necessidades de capital, considerando os objetivos estratégicos das entidades do Sicoob; III. Adotar postura prospectiva, antecipando a necessidade de capital decorrente de possíveis mudanças nas condições de mercado. d) Adicionalmente, são realizadas também simulações de eventos severos em condições extremas de mercado, com a conseqüente avaliação de seus impactos no capital das entidades do Sicoob. Agradecimentos Agradecemos aos nossos associados pela preferência e confiança e aos funcionários e colaboradores pela dedicação. São Sebastião do Paraíso 15 de Julho de 2013. Mauricio Mafra Presidente Carlos José Reis Diretor Financeiro Adriano Dizaró Gonçalves Conselheiro Administrativo Paulo Piccirillo Diretor Administrativo Marco Antonio Pelucio Conselheiro Administrativo Ivani Oliveira Queiroz Conselheiro Administrativo Vilma Vieira Mião Oliveira Conselheira Administrativa Orlane de Souza Gontijo Franchi Contadora – CRC nº: MG 075520/0

Mauricio Mafra - Presidente

30/06/2013

Circulante

30/06/2012

12.391

10.425

Disponibilidades Relações Interfinanceiras (Nota 4) Operações de Crédito (Nota 5) Outros Créditos (Nota 6) Outros Valores e Bens (Nota 7)

210 5.856 6.206 83 36

335 4.413 5.586 67 24

7.195

7.196

6.582 6.270 312

6.730 6.428 302

613

466

302 247 64

203 226 1 36

19.586

17.621

30/06/2013

30/06/2012

Não Circulante Realizável a Longo Prazo Operações de Crédito (Nota 5) Outros Créditos (Nota 6) Investimentos (Nota 8) Imobilizado em Uso (Nota 9) Diferido (Nota 10) Intangível (Nota 11) TOTAL

PASSIVO Circulante

15.296

3. Resumo das principais práticas contábeis a) Apuração do resultado Os ingressos e dispêndios são registrados de acordo com o regime de competência. A resgate, e os ingressos e dispêndios correspondentes ao período futuro são apresen dispêndios de natureza financeira são contabilizados pelo critério “pro-rata temporis” títulos descontados, que são calculadas com base no método linear. As operações d As receitas e despesas são reconhecidas na demonstração de sobras em conformid são reconhecidas na demonstração de sobras ou perdas quando da prestação de se despesas e os ingressos e receitas operacionais, são proporcionalizados de acordo co ato não-cooperativo, quando não identificados com cada atividade. b) Estimativas contábeis Na elaboração das demonstrações contábeis faz-se necessário utilizar estimativas para contábeis da Cooperativa incluem, portanto, estimativas referentes à provisão para cr imobilizado, provisões necessárias para passivos contingentes, entre outros. Os result A Cooperativa revisa as estimativas e premissas, no mínimo, semestralmente. c) Caixa e equivalentes de caixa Caixa e equivalentes de caixa, conforme Resolução CMN nº 3.604/08, incluem as rubr e de alta liquidez, com risco insignificante de mudança de valores e limites, com praz

14.391

Depósitos (Nota 12) Depósito à Vista Depósito a Prazo Obrigações Por Empréstimos e Repasses (Nota 13) Outras Obrigações (Notas 14 e 15) Cob. e Arrec. de Trib. e Assemelhados Sociais e Estatutárias Fiscais e Previdenciárias Diversas

14.874 1.719 13.155 422 35 206 30 151

Não Circulante Exigível a Longo Prazo Provisões Para Riscos Fiscais (Nota 16)

312

302 302

3.978

2.928

2.122 1.409 447

1.590 1.189 149

19.586

17.621

Capital Social Reserva de Sobras Sobras Acumuladas TOTAL

12.455 1.793 10.662 1.692 244 6 85 26 127

312

O caixa e equivalente de caixa compreendem:

Descrição Caixa e depósitos bancários Relações Interfinanceiras (Centralização Financeira) Total

As Notas Explicativas são parte integrante das demonstrações contábeis.

DEMONSTRAÇÕES DE SOBRAS OU PERDAS PARA OS SEMESTRES FINDOS EM 30 DE JUNHO DE 2013 E 2012 Em Milhares de Reais Descriminação

30/06/2013

30/06/2012

INGRESSOS DA INTERMEDIAÇÃO FINANCEIRA

1.862

1.563

Operações de Crédito

1.862

1.563

DISPÊNDIOS DA INTERMEDIAÇÃO FINANCEIRA

(699)

(785)

Operações de Captação no Mercado Operações de Empréstimos, Cessões e Repasses Provisão para Operações de Créditos

(401) (10) (288)

(449) (29) (307)

RESULTADO BRUTO INTERMEDIAÇÃO FINANCEIRA

1.163

778

OUTROS INGRESSOS/REC. (DISPÊNDIOS/DESP.) OPERACIONAIS

(714)

(618)

Ingressos/Receitas de Prestação de Serviços Dispêndios/Despesas de Pessoal Outros Dispêndios/Despesas Administrativas Dispêndios/Despesas Tributárias Outros Ingressos/Rendas Operacionais Ingressos de Depósitos Intercooper. Outros Dispêndios/Despesas Operacionais

252 (540) (523) (15) 12 177 (77)

175 (426) (496) (11) 11 163 (34)

RESULTADO OPERACIONAL

449

RESULTADO NÃO OPERACIONAL

160

-

RESULTADO ANTES DA TRIBUTAÇÃO E PARTICIPAÇ��ES

-

449

IMPOSTO DE RENDA E CONTRIBUIÇÃO SOCIAL

160

(2)

SOBRAS LÍQUIDAS DO SEMESTRE

(11)

447

149

As Notas Explicativas são parte integrante das demonstrações contábeis.

5. Operações de crédito a) Composição por tipo de operação, e classificação por nível de risco de acordo com m R$ mil

Em Milhares de Reais Capital

Reservas de Sobras

Sobras ou Perdas Acumuladas

Totais

2.500 (56) -

Capital Subscrito

Capital a Realizar

Legal

1.315

(59)

1.114

130

73

(56) (73)

Saldos em 31/12/2011 Destinação de Sobras Exercício Anterior Ao FATES Constituição de Reservas Movimentação de Capital: Por Subscrição/Realização Por Devolução ( - ) Sobras ou Perdas Líquidas Destinação Resultado Não Operacional

d) Operações de crédito As operações de crédito com encargos financeiros pré-fixados são registradas a valor fut fixadas são registradas a valor presente, calculadas “pro rata temporis”, com base na e) Provisão para operações de crédito Constituída em montante julgado suficiente pela Administração para cobrir eventuais perd das operações em aberto, as garantias existentes, a experiência passada, a capacida apresentados em cada operação, além da conjuntura econômica. A Resolução CMN nº 2.682/09 introduziu os critérios para classificação das operações crédito, as quais estabelecem nove níveis de risco, de AA (risco mínimo) a H (risco má f) Depósitos em garantia Existem situações em que a cooperativa questiona a legitimidade de determinados passiv judicial ou por estratégia da própria administração, os valores em questão podem ser de g) Investimentos Representados substancialmente por quotas do SICOOB CENTRAL CECREMGE e açõ h) Imobilizado Equipamentos de processamento de dados, móveis, utensílios e outros equipamentos, demonstrados pelo custo de aquisição, deduzido da depreciação acumulada. A deprecia valores residuais de acordo com as taxas divulgadas em nota específica abaixo, que l i) Diferido O ativo diferido foi constituído pelas benfeitorias realizadas nas propriedades de terc benfeitorias e pelo custo de aquisição, respectivamente, e classificados nessa conta co método linear no período de 05 anos. Conforme determinado pela Resolução CMN nº 3.617/08, devem ser registrados no a resultado de mais de um exercício social. Os saldos existentes em setembro de 2008 j) Intangível Correspondem aos direitos adquiridos que tenham por objeto bens incorpóreos destinad intangíveis com vida útil definida são geralmente amortizados de forma linear no deco compreendem softwares adquiridos de terceiros e são amortizados ao longo de sua vi k) Obrigações por empréstimos e repasses As obrigações por empréstimos e repasses são reconhecidas inicialmente no recebime dos empréstimos tomados são acrescidos de encargos e juros proporcionais ao perío contratados até o final do contrato, quando calculáveis. l) Demais ativos e passivos São registrados pelo regime de competência, apresentados ao valor de custo ou de real auferidos, até a data do balanço. Os demais passivos são demonstrados pelos valores encargos e das variações monetárias incorridos. m) Provisões São reconhecidas quando a cooperativa tem uma obrigação presente legal ou implíc econômico seja requerido para saldar uma obrigação legal. As provisões são registr n) Passivos contingentes São reconhecidos contabilmente quando, com base na opinião de assessores jurídicos, fo gerando uma provável saída no futuro de recursos para liquidação das ações, e quando o com chance de perda possível são apenas divulgadas em nota explicativa às demonstra o) Obrigações legais São aquelas que decorrem de um contrato por meio de termos explícitos ou implícitos, d tem por diretriz. p) Imposto de renda e contribuição social O imposto de renda e a contribuição social sobre o lucro são calculados sobre o res resultado apurado em operações realizadas com cooperados é isento de tributação. q) Segregação em circulante e não circulante Os valores realizáveis e exigíveis com prazos inferiores a 360 dias estão classificados r) Valor recuperável de ativos – Impairment A redução do valor recuperável dos ativos não financeiros (impairment) é reconhecida co e bens, for maior do que o seu valor recuperável ou de realização. As perdas por “impairm identificadas. Em 30 de junho de 2013 não existem indícios da necessidade de reduçã s) Eventos subseqüentes Correspondem aos eventos ocorridos entre a data-base das demonstrações contábeis · Eventos que originam ajustes: são aqueles que evidenciam condições que já existiam · Eventos que não originam ajustes: são aqueles que evidenciam condições que não Não houve qualquer evento subsequente para as demonstrações contábeis encerradas

4. Relações interfinanceiras Referem-se à centralização financeira das disponibilidades líquidas da Cooperativa, de no art. 37, da Resolução CMN nº 3.859/10.

DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO PARA OS SEMESTRES FINDOS EM 30 DE JUNHO DE 2013 E 2012

Eventos

1. Contexto operacional A Cooperativa de Crédito de Livre Admissão da Região de São Sebastião do Paraís instituição financeira não bancária, fundada em 12/08/1996, filiada a Central das Coope CECREMGE e componente da Confederação Nacional das Cooperativas do SICOO regulamentados pela Lei nº 4.595/64, que dispõe sobre a Política e as Instituições Mo Nacional do Cooperativismo, pela Lei Complementar nº 130/09, que dispõe sobre o Si do Conselho Monetário Nacional, que dispões sobre a constituição e funcionamento A Cooperativa de Crédito de Livre Admissão da Região de São Sebastião do Paraíso Ltd nesta cidade na Av. Zezé Amaral 288. A Cooperativa de Crédito de Livre Admissão da Região de São Sebastião do Paraíso Ltd na área creditícia, tendo como finalidade: I. O desenvolvimento de programas de poupança, de uso adequado do crédito e de acessórias próprias de cooperativas de crédito; II. Prover, através da mutualidade, prestação de serviços financeiros a seus associado a produtividade e a qualidade de vida, bem como a comercialização e industrializaçã III. A formação educacional de seus associados, no sentido de fomentar o cooperat Em 16/07/2010 ocorreu à transformação da Cooperativa de Crédito de Livre Admissão d entidade de “Livre Admissão de Associados”; aprovada junto ao Banco Central do Br

2. Apresentação das demonstrações contábeis As demonstrações contábeis são de responsabilidades da Administração da Coopera Brasil, consideradas as alterações exigidas pelas Leis nº 11.638/07 e nº 11.941/09 instruções do Banco Central do Brasil – BACEN, bem como apresentadas conforme Consideram ainda, no que for julgado pertinente e relevante, os pronunciamentos, orient Contábeis – CPC. Desta forma, as demonstrações contábeis foram revisadas e apro Em aderência ao processo de convergência às normas internacionais de Contabilida Pronunciamentos Contábeis (CPC), as quais serão aplicadas às instituições financ Pronunciamentos contábeis já aprovados pelo Banco Central do Brasil são: CPC Conc Valor Recuperável de Ativos - Resolução CMN nº 3.566/08; CPC 03 (R2) - Demonstraçõe sobre Partes Relacionadas - Resolução CMN nº 3.750/09; CPC 10 (R1) - Pagamento Ba Mudança de Estimativa e Retificação de Erro. – Resolução CMN nº 4.007/11; CPC 24 Passivos Contingentes e Ativos Contingentes – Resolução CMN nº 3.823/09.

As Notas Explicativas são parte integrante das demonstrações contábeis.

Patrimônio Líquido (Nota 18)

Acompanhamento Bacen Projeções para Livre admissão Descrição

Em Milhares de Reais ATIVO

-

306 (30)

59

Saldos em 30/06/2012

1.591

-

1.188

150

2.929

Saldos em 31/12/2012

1.797

(14)

1.161

495

3.439

(248) (247)

-

1

365 (30) 149 1

149

Nível / Percentual de Risco / Situação AA A B B C C D D E E F F G G H H

0,5% 1% 1% 3% 3% 10% 10% 30% 30% 50% 50% 70% 70% 100% 100%

Emprést. / /Tít. Desc. *

Financiamentos

3.456 3.005 191 836 142 12 3 11 25 85 34 140

-

2.645 1.276 450 102 389 15 118 12 218

7.334 606 7.940

4.035 1.190 5.225

Normal Normal Normal Vencidas Normal Vencidas Normal Vencidas Normal Vencidas Normal Vencidas Normal Vencidas Normal Vencidas

Total Normal Total Vencido Total Geral Provisões

T 30/0

Total Líquido

Destinação de Sobras Exercício Anterior (Nota 18 - c) Constituição de Reservas Ao Capital Movimentação de Capital: Por Subscrição/Realização Por Devolução ( - ) Estorno de Capital

248

247 160 (48)

-

(20)

Sobras ou Perdas Líquidas Saldos em 30/06/2013

2.156

(34)

1.409

140 (48)

447

447

447

3.978

Descrição

Até 90

Empréstimos Títulos descontados Cheques Descontados Financiamentos

812 254 1.103 497

Total

2.666

DEMONSTRAÇÕES DOS FLUXOS DE CAIXA PARA OS SEMESTRES FINDOS EM 30 DE JUNHO DE 2013 E 2012 Em Milhares de Reais 30/06/2013

30/06/2012

Obs.: Não inclui Adiantamento a Depositantes, Cheque Especial e Conta

30/06/2013

Setor Pub.Fed. Ad. Direta Setor Pub. Fed. Atv. Emp. Comercio Setor Pub. Est. Outros Serviços Setor Pub. Munic.At. Empr. Comercio Setor Priv.Atv. Emp. Agropecuaria Setor Privado – Industria Setor Privado – Comercio Setor Privado _ I.M.S Comp.Seguros Setor Privado – Outros Serviços Pessoa Física Outros

% d

4 32 432 1.812 1.586 7.855 -

Total

Atividades Operacionais

D

c) Composição da carteira de crédito por tipo de produto, cliente e atividade econô Descrição

As Notas Explicativas são parte integrante das demonstrações contábeis.

DESCRIÇÃO

* Em Empréstimos estão contidos os valores das Operações Renegociadas. ** Existem provisões no percentual de risco, porém inferiores a 1 mil. b) Composição da carteira de crédito por faixa de vencimento – operações vincendas

11.721

d) Movimentação da provisão para créditos de liquidação duvidosa de operações de

Sobras/Perdas do Semestre

449

160

IRPJ / CSLL Provisão para Operações de Crédito Depreciações e Amortizações

(3) 118 25

(11) 213 23

589

385

Descrição Saldo Inicial Constituições/Reversões no período Transferência/Reversões para Prejuízo no período Total e) Concentração dos Principais Devedores:

Aumento (redução) em ativos operacionais Descrição

Operações de Crédito Outros Créditos Outros Valores e Bens Aumento (redução) em passivos operacionais Depósitos a Vista Depósitos a Prazo Outras Obrigações Obrigações por Empréstimos e Repasses Caixa Líquido Aplicado em Atividades Operacionais

(47) (38) (21)

(3.211) 45 (11)

(465) 3.533 (1.046) (706)

338 2.299 (1.009) 1.689

1.799

525

Caixa Líquido Aplicado / Originado em Investimentos

Caixa Líquido Aplicado / Originado em Financiamentos

(2) (19) (35) -

(123)

(56)

139 (48)

364 (30) -

-

(56) 1

91

279

Aumento / Redução Líquida das Disponibilidades

1.767

748

Modificações em Disponibilidades Líquida No Ínicio do Período No Fim do Período (Nota 3 - c)

4.299 6.066

3.999 4.747

Variação Líquida das Disponibilidades

1.767

748

Carlos José Reis - Diretor Financeiro

Adriano Dizaró Gonçalves - Conselheiro Administrativo

Descrição Saldo inicial Valor das operações transferidas no período Valor das operações recuperadas no período Total 6. Outros créditos Valores referentes às importâncias devidas a Cooperativa por pessoas físicas ou

(35) (38) (51) 1

Atividades de Financiamentos Aumento por novos aportes de Capital Devolução de Capital à Cooperados Estorno de Capital Destinação de Sobras Exercício Anterior Ao FATES Destinação Resultado Não Operacional

% C

252 1.984 5.929

f) Créditos Baixados Como Prejuízo, Renegociados e Recuperados:

Atividades de Investimentos Alienação de Investimento Aplicação no Intangível Inversões em Imobilizado de Uso Inversões em Investimentos Outros Ajustes

30/06/2013

Maior Devedor 10 Maiores Devedores 50 Maiores Devedores

Paulo Piccirillo - Diretor Administrativo

Descrição Rendas a Receber (a) Devedores por Depósito e Garantia (b) Títulos e Créditos a Receber (c) Diversos Provisão p/outros créditos Total

(a) Em Rendas a Receber estão registrados: receita sobre saldo mantido na Central a receber da previdência social – INSS (R$ 11 mil.) e outras (R$ 8 mil); (b) Em Devedores por Depósito em Garantia estão registrados depósitos judiciais Cooperativos (R$ 261 mil). (c) Em Títulos e Créditos a Receber estão registrados os valores a receber de tarifas de crédito no valor de (R$ 8 mil). (d) Em Diversos refere-se a adiantamento de 13º salário no valor de (R$ 15 mil), im para pagamentos de nossa conta no valor de (R$ 6 mil).

7. Outros valores e bens Registram-se no grupo, as despesas antecipadas, no montante de R$.36 mil, refer 8. Investimentos O saldo é representado por aportes de capital e o recebimento de distribuição de sob do BANCOOB, conforme demonstrado: Descrição

Central das Cooperativas de Economia e Crédito de Minas Gerais Ltda.. – SICOOB Banco Cooperativo do Brasil S.A. – BANCOOB TOTAL

Marco Antonio Pelucio - Conselheiro Administrativo nº: MG 075520/0

Ivani


Jornal do Sudoeste

página 11 São Sebastião do Paraíso-MG e Região - 13 de Agosto de 2013

de Crédito de Livre Admissão da Região de São Sebastião do Paraiso Ltda.

ministrativo

CNPJ: 01.657.678/0001-04 NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS PARA OS SEMESTRES FINDOS EM 30 DE JUNHO DE 2013 E 2012 (Em R$ mil) 1. Contexto operacional A Cooperativa de Crédito de Livre Admissão da Região de São Sebastião do Paraíso Ltda. – SICOOB PARAISOCRED é uma cooperativa de crédito singular, instituição financeira não bancária, fundada em 12/08/1996, filiada a Central das Cooperativas de Economia e Crédito de Minas Gerais Ltda.. – SICOOB CENTRAL CECREMGE e componente da Confederação Nacional das Cooperativas do SICOOB – SICOOB CONFEDERAÇÃO. Tem sua constituição e o funcionamento regulamentados pela Lei nº 4.595/64, que dispõe sobre a Política e as Instituições Monetárias, Bancárias e Creditícias, pela Lei nº 5.764/71, que define a Política Nacional do Cooperativismo, pela Lei Complementar nº 130/09, que dispõe sobre o Sistema Nacional de Crédito Cooperativo e pela Resolução CMN nº 3.859/10, do Conselho Monetário Nacional, que dispões sobre a constituição e funcionamento de cooperativas de crédito. A Cooperativa de Crédito de Livre Admissão da Região de São Sebastião do Paraíso Ltda. – SICOOB PARAISOCRED possui 01 Posto de Atendimento (PA) localizado nesta cidade na Av. Zezé Amaral 288. A Cooperativa de Crédito de Livre Admissão da Região de São Sebastião do Paraíso Ltda. – SICOOB PARAISOCRED tem como atividade preponderante a operação na área creditícia, tendo como finalidade: I. O desenvolvimento de programas de poupança, de uso adequado do crédito e de prestação de serviços, praticando todas as operações ativas, passivas e acessórias próprias de cooperativas de crédito; II. Prover, através da mutualidade, prestação de serviços financeiros a seus associados em suas atividades específicas, buscando apoiar e aprimorar a produção, a produtividade e a qualidade de vida, bem como a comercialização e industrialização dos bens produzidos; III. A formação educacional de seus associados, no sentido de fomentar o cooperativismo. Em 16/07/2010 ocorreu à transformação da Cooperativa de Crédito de Livre Admissão da Região de São Sebastião do Paraíso Ltda. – SICOOB PARAISOCRED para entidade de “Livre Admissão de Associados”; aprovada junto ao Banco Central do Brasil - BACEN em 31/08/2010. 2. Apresentação das demonstrações contábeis As demonstrações contábeis são de responsabilidades da Administração da Cooperativa e foram elaboradas de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, consideradas as alterações exigidas pelas Leis nº 11.638/07 e nº 11.941/09, adaptadas às peculiaridades da legislação cooperativista e às normas e instruções do Banco Central do Brasil – BACEN, bem como apresentadas conforme o Plano Contábil das Instituições do Sistema Financeiro Nacional – COSIF. Consideram ainda, no que for julgado pertinente e relevante, os pronunciamentos, orientações e as interpretações técnicas emitidos pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis – CPC. Desta forma, as demonstrações contábeis foram revisadas e aprovadas pelo Conselho de Administração em 16/07/2013. Em aderência ao processo de convergência às normas internacionais de Contabilidade, algumas Normas e suas Interpretações foram emitidas pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC), as quais serão aplicadas às instituições financeiras quando aprovadas pelo Banco Central do Brasil. Nesse sentido, os Pronunciamentos contábeis já aprovados pelo Banco Central do Brasil são: CPC Conceitual Básico (R1) - Resolução CMN nº4.144/12; CPC 01(R1) - Redução ao Valor Recuperável de Ativos - Resolução CMN nº 3.566/08; CPC 03 (R2) - Demonstrações do Fluxo de Caixa - Resolução CMN nº 3.604/08; CPC 05 (R1) - Divulgação sobre Partes Relacionadas - Resolução CMN nº 3.750/09; CPC 10 (R1) - Pagamento Baseado em Ações - Resolução CMN nº 3.989/11; CPC 23 – Políticas Contábeis, Mudança de Estimativa e Retificação de Erro. – Resolução CMN nº 4.007/11; CPC 24 - Evento Subsequente - Resolução CMN nº 3.973/11; e CPC 25 – Provisões, Passivos Contingentes e Ativos Contingentes – Resolução CMN nº 3.823/09. 3. Resumo das principais práticas contábeis a) Apuração do resultado Os ingressos e dispêndios são registrados de acordo com o regime de competência. As operações de crédito com taxas pré-fixadas são registradas pelo valor de resgate, e os ingressos e dispêndios correspondentes ao período futuro são apresentados em conta redutora dos respectivos ativos e passivos. Os ingressos e dispêndios de natureza financeira são contabilizados pelo critério “pro-rata temporis” e calculados com base no método exponencial, exceto aquelas relativas a títulos descontados, que são calculadas com base no método linear. As operações de crédito com taxas pós-fixadas são atualizadas até a data do balanço. As receitas e despesas são reconhecidas na demonstração de sobras em conformidade com o regime de competência. As receitas com prestação de serviços são reconhecidas na demonstração de sobras ou perdas quando da prestação de serviços a terceiros, substancialmente serviços bancários. Os dispêndios e as despesas e os ingressos e receitas operacionais, são proporcionalizados de acordo com os montantes do ingresso bruto de ato cooperativo e da receita bruta de ato não-cooperativo, quando não identificados com cada atividade. b) Estimativas contábeis Na elaboração das demonstrações contábeis faz-se necessário utilizar estimativas para contabilizar certos ativos, passivos e outras transações. As demonstrações contábeis da Cooperativa incluem, portanto, estimativas referentes à provisão para créditos de liquidação duvidosa, à seleção das vidas úteis dos bens do ativo imobilizado, provisões necessárias para passivos contingentes, entre outros. Os resultados reais podem apresentar variação em relação às estimativas utilizadas. A Cooperativa revisa as estimativas e premissas, no mínimo, semestralmente. c) Caixa e equivalentes de caixa Caixa e equivalentes de caixa, conforme Resolução CMN nº 3.604/08, incluem as rubricas caixa, depósitos bancários e as relações interfinanceiras de curto prazo e de alta liquidez, com risco insignificante de mudança de valores e limites, com prazo de vencimento igual ou inferior a 90 dias. O caixa e equivalente de caixa compreendem: Em R$ mil Descrição

30/06/2013

30/06/2012

Caixa e depósitos bancários Relações Interfinanceiras (Centralização Financeira)

210 5.856

335 4.413

Total

6.066

4.748

d) Operações de crédito As operações de crédito com encargos financeiros pré-fixados são registradas a valor futuro, retificadas por conta de rendas a apropriar e as operações de crédito pósfixadas são registradas a valor presente, calculadas “pro rata temporis”, com base na variação dos respectivos indexadores pactuados. e) Provisão para operações de crédito Constituída em montante julgado suficiente pela Administração para cobrir eventuais perdas na realização dos valores a receber, levando-se em consideração a análise das operações em aberto, as garantias existentes, a experiência passada, a capacidade de pagamento e liquidez do tomador do crédito e os riscos específicos apresentados em cada operação, além da conjuntura econômica. A Resolução CMN nº 2.682/09 introduziu os critérios para classificação das operações de crédito definindo regras para constituição da provisão para operações de crédito, as quais estabelecem nove níveis de risco, de AA (risco mínimo) a H (risco máximo). f) Depósitos em garantia Existem situações em que a cooperativa questiona a legitimidade de determinados passivos ou ações movidas contra si. Por conta desses questionamentos, por ordem judicial ou por estratégia da própria administração, os valores em questão podem ser depositados em juízo, sem que haja a caracterização da liquidação do passivo. g) Investimentos Representados substancialmente por quotas do SICOOB CENTRAL CECREMGE e ações do Bancoob, avaliadas pelo método de custo de aquisição. h) Imobilizado Equipamentos de processamento de dados, móveis, utensílios e outros equipamentos, instalações, veículos, benfeitorias em imóveis de terceiros e softwares, são demonstrados pelo custo de aquisição, deduzido da depreciação acumulada. A depreciação é calculada pelo método linear para baixar o custo de cada ativo a seus valores residuais de acordo com as taxas divulgadas em nota específica abaixo, que levam em consideração a vida útil econômica dos bens. i) Diferido O ativo diferido foi constituído pelas benfeitorias realizadas nas propriedades de terceiros, e pelos softwares adquiridos, registrados pelos custos incorridos nas benfeitorias e pelo custo de aquisição, respectivamente, e classificados nessa conta conforme determinação do COSIF. Esses gastos estão sendo amortizados pelo método linear no período de 05 anos. Conforme determinado pela Resolução CMN nº 3.617/08, devem ser registrados no ativo diferido, exclusivamente, os gastos que contribuirão para o aumento do resultado de mais de um exercício social. Os saldos existentes em setembro de 2008 são mantidos até a sua efetiva realização. j) Intangível Correspondem aos direitos adquiridos que tenham por objeto bens incorpóreos destinados à manutenção da Cooperativa ou exercidos com essa finalidade. Os ativos intangíveis com vida útil definida são geralmente amortizados de forma linear no decorrer de um período estimado de benefício econômico. Os ativos intangíveis compreendem softwares adquiridos de terceiros e são amortizados ao longo de sua vida útil estimada. k) Obrigações por empréstimos e repasses As obrigações por empréstimos e repasses são reconhecidas inicialmente no recebimento dos recursos, líquidos dos custos da transação. Em seguida, os saldos dos empréstimos tomados são acrescidos de encargos e juros proporcionais ao período incorrido, assim como das despesas a apropriar referente aos encargos contratados até o final do contrato, quando calculáveis. l) Demais ativos e passivos São registrados pelo regime de competência, apresentados ao valor de custo ou de realização, incluindo, quando aplicável, os rendimentos e as variações monetárias auferidos, até a data do balanço. Os demais passivos são demonstrados pelos valores conhecidos ou calculáveis, acrescidos, quando aplicável, dos correspondentes encargos e das variações monetárias incorridos. m) Provisões São reconhecidas quando a cooperativa tem uma obrigação presente legal ou implícita como resultado de eventos passados, sendo provável que um recurso econômico seja requerido para saldar uma obrigação legal. As provisões são registradas tendo como base as melhores estimativas do risco envolvido. n) Passivos contingentes São reconhecidos contabilmente quando, com base na opinião de assessores jurídicos, for considerado provável o risco de perda de uma ação judicial ou administrativa, gerando uma provável saída no futuro de recursos para liquidação das ações, e quando os montantes envolvidos forem mensurados com suficiente segurança. As ações com chance de perda possível são apenas divulgadas em nota explicativa às demonstrações contábeis e as ações com chance remota de perda não são divulgadas. o) Obrigações legais São aquelas que decorrem de um contrato por meio de termos explícitos ou implícitos, de uma lei ou outro instrumento fundamentado em lei, aos quais a Cooperativa tem por diretriz. p) Imposto de renda e contribuição social O imposto de renda e a contribuição social sobre o lucro são calculados sobre o resultado apurado em operações consideradas como atos não-cooperativos. O resultado apurado em operações realizadas com cooperados é isento de tributação. q) Segregação em circulante e não circulante Os valores realizáveis e exigíveis com prazos inferiores a 360 dias estão classificados no circulante, e os prazos superiores, no longo prazo (não circulante). r) Valor recuperável de ativos – Impairment A redução do valor recuperável dos ativos não financeiros (impairment) é reconhecida como perda, quando o valor de contabilização de um ativo, exceto outros valores e bens, for maior do que o seu valor recuperável ou de realização. As perdas por “impairment”, quando aplicável, são registradas no resultado do período em que foram identificadas. Em 30 de junho de 2013 não existem indícios da necessidade de redução do valor recuperável dos ativos não financeiros. s) Eventos subseqüentes Correspondem aos eventos ocorridos entre a data-base das demonstrações contábeis e a data de autorização para a sua emissão. São compostos por: · Eventos que originam ajustes: são aqueles que evidenciam condições que já existiam na data-base das demonstrações contábeis; e · Eventos que não originam ajustes: são aqueles que evidenciam condições que não existiam na data-base das demonstrações contábeis. Não houve qualquer evento subsequente para as demonstrações contábeis encerradas em 30 de junho de 2013.

9. Imobilizado de uso Demonstrado pelo custo de aquisição, menos depreciação acumulada. As depreciações são calculadas pelo método linear, com base em taxas determinadas pelo prazo de vida útil estimado conforme abaixo: Em R$ mil Descrição

Nível / Percentual de Risco / Situação AA A B B C C D D E E F F G G H H

0,5% 1% 1% 3% 3% 10% 10% 30% 30% 50% 50% 70% 70% 100% 100%

Financiamentos

Total em 30/06/2013

Provisões 30/06/2013

Total em 30/06/2012

Provisões 30/06/2012

3.456 3.005 191 836 142 12 3 11 25 85 34 140

2.645 1.276 450 102 389 15 118 12 218

6.101 4.281 641 938 531 27 3 11 25 203 46 358

31 43 6 28 16 3 1 3 13 142 46 358

8.438 2.203 447 410 451 5 17 3 104 123 6 80 91

42 22 4 12 13 ** 2 1 31 62 4 80 91

7.334 606 7.940

4.035 1.190 5.225

Normal Normal Normal Vencidas Normal Vencidas Normal Vencidas Normal Vencidas Normal Vencidas Normal Vencidas Normal Vencidas

Total Normal Total Vencido Total Geral Provisões

11.369 1.796 13.165 (689)

Total Líquido

148 541 689

11.139 1.239 12.378 (364)

157 207 364

12.476

12.014

* Em Empréstimos estão contidos os valores das Operações Renegociadas. ** Existem provisões no percentual de risco, porém inferiores a 1 mil. b) Composição da carteira de crédito por faixa de vencimento – operações vincendas (dias): Descrição

Em R$ mil

Até 90

De 91 a 360

Acima de 360

Total

Empréstimos Títulos descontados Cheques Descontados Financiamentos

812 254 1.103 497

1.516 38 109 1.122

2.664 — — 3.606

4.992 292 1.212 5.225

Total

2.666

2.785

6.270

11.721

Obs.: Não inclui Adiantamento a Depositantes, Cheque Especial e Conta Garantida.

% da carteira

30/06/2012

% da carteira

4 32 432 1.812 1.586 7.855 -

0,03% 0,27% 3,69% 15,46% 13,53% 67,02% -

63 338 94 78 19 143 1.878 7 911 7.796 15

0,55% 2,98% 0,83% 0,69% 0,17% 1,26% 16,56% 0,06% 8,03% 68,74% 0,13%

11.721

100%

11.342

100%

Total

d) Movimentação da provisão para créditos de liquidação duvidosa de operações de crédito: Descrição Saldo Inicial Constituições/Reversões no período Transferência/Reversões para Prejuízo no período Total

Em R$ mil 30/06/2013

30/06/2012

571 282 (164)

152 246 (34)

689

364

e) Concentração dos Principais Devedores: Descrição

Em R$ mil 30/06/2013

% Carteira Total

30/06/2012

% Carteira Total

252 1.984 5.929

1,91% 15,07% 45,04%

356 1.994 5.776

2,88% 16,11% 46,67%

Maior Devedor 10 Maiores Devedores 50 Maiores Devedores

338

(130)

(112)

247

226

TOTAL

10. Diferido Nesta rubrica registram-se as benfeitorias realizadas nas propriedades de terceiros, e pelos softwares adquiridos, registrados pelos custos incorridos nas benfeitorias e pelo custo de aquisição, respectivamente: Em R$ mil Descrição

Taxa de Amortização

30/06/2013

30/06/2012

20%

8

15

8

15

(8)

(-14)

-

1

30/06/2013

30/06/2012

47 76

47 40

Benfeitorias TOTAL Amortização acumulada TOTAL

11. Intangível Nesta rubrica registram-se os direitos que tenham por objeto os bens incorpóreos, destinados à manutenção da companhia, como as licenças de uso de softwares. Em R$ mil Descrição

Taxa de Amortização

Sistema de Processamento de Dados – Software Direito de Uso

20% 10%

TOTAL

123

87

Amortização acumulada

(59)

(51)

64

36

TOTAL

O valor registrado na rubrica “Intangível” refere-se a licenças de uso do Sistema de Informática do Sicoob - SISBR, adquirida em junho de 2009, da Confederação Nacional das Cooperativas do Sicoob Ltda. - Sicoob Confederação. Na mesma data, a Central cedeu exclusivamente às suas filiadas (cooperativas singulares associadas), devidamente autorizado pelo Sicoob Confederação, com prazo de até 31 de maio de 2019, o direito de uso do SISBR. 12. Depósitos Os depósitos à vista não são remunerados. Os depósitos a prazo recebem encargos financeiros contratados. Descrição

Em R$ mil

30/06/2013

30/06/2012

Depósito à Vista Depósito a Prazo

1.719 13.155

1.793 10.662

TOTAL

14.874

12.455

Os depósitos, até o limite de R$ 70 mil (Setenta mil reais), por CPF/CNPJ, estão garantidos pelo Fundo Garantidor do SICOOB - FGS, o qual é um Fundo constituído pelas Cooperativas do Sistema SICOOB regido por regulamento próprio. 13. Relações interfinanceiras / Obrigações por empréstimos e repasses São demonstradas pelo valor principal acrescido de encargos financeiros e registram os recursos captados junto a outras instituições financeiras para repasse aos associados em diversas modalidades (art. 37, da Resolução CMN nº 3.859/2012) e Capital de Giro. As garantias oferecidas são a caução dos títulos de créditos dos associados beneficiados. Em R$ mil Instituições

30/06/2013

30/06/2012

Sicoob Central Cecremge

-

1.692

Total

-

1.692

14. Outras Obrigações - Sociais e estatutárias Em R$ mil Descrição

30/06/2013

30/06/2012

FATES - Fundo de Assistência Técnica, Educacional e Social (a) Cotas de capital a pagar (b)

178 28

60 25

Total

206

85

(a) O FATES é destinado a atividades educacionais, à prestação de assistência aos cooperados, seus familiares e empregados da cooperativa, sendo constituído pelo resultado dos atos não-cooperados e 10% das sobras líquidas, conforme determinação estatutária. A classificação desses valores em contas passivas segue determinação do Plano Contábil das Instituições do Sistema Financeiro Nacional – COSIF. (b) Refere-se à devolução de capital a pagar para ex associados. 15. Outras Obrigações - Diversas Em R$ mil Descrição

30/06/2013

30/06/2012

35 30 1 1 72 50 27

6 26 2 17 67 21 4 16

216

159

Cobrança e Arrecadação de Tributos e Assemelhados Fiscais e Previdenciárias Cheques administrativos (a) Obrigações por aquisição de bens e direitos Despesas de Pessoal Outras Despesas Administrativas (b) Credores Diversos – País Cheques Descontados (c) Total

(a) Refere-se a cheques emitidos pela Cooperativa contra o próprio caixa da instituição, porém não compensados até a data-base de 30/06/2013. (b) Refere-se à provisão para pagamento de despesas com alugueis (R$ 5 mil), processamento de dados (R$ 1 mil),manutenção e conservação de bens (R$ 1 mil), transporte (R$ 5 mil), seguro (R$ 34 mil) e outras (R$ 4 mil); (c) Refere-se a cheques depositados, relativo a descontos enviados a compensação, porém não baixados até a data-base de 30/06/2012. 16. Outras Obrigações - Diversas - Provisões para riscos tributários Considerando a avaliação dos consultores jurídicos quanto às chances de êxito em determinados questionamentos fiscais em que a cooperativa é parte envolvida, foram constituídas as seguintes provisões: Em R$ mil 30/06/2013

30/06/2012

Provisão para Contingências

Depósitos Judiciais

Provisão para Judiciais

Depósitos Contingências

51 261 312

51 261 312

50 252 302

50 252 302

PIS COFINS Total

PIS e COFINS - quando do advento da lei no. 9.718/98, a cooperativa entrou com ação judicial questionando a legalidade da inclusão de seus ingressos decorrentes de atos cooperados na base de cálculo do PIS e COFINS. Consequentemente registrou as correspondentes obrigações referentes ao período de março de 1999 a julho de 2004, sendo que os valores equivalentes foram depositados em juízo e estão contabilizados na rubrica Depósitos em garantia. 17. Instrumentos financeiros O SICOOB PARAISOCRED opera com diversos instrumentos financeiros, com destaque para disponibilidades, relações interfinanceiras, operações de crédito, depósitos a vista e a prazo, empréstimos e repasses. Os instrumentos financeiros ativos e passivos estão registrados no balanço patrimonial a valores contábeis, os quais se aproximam dos valores justos, conforme critérios mencionados nas correspondentes notas explicativas. 18. Patrimônio líquido a) Capital Social O capital social é representado por cotas-partes no valor nominal de R$ 1,00 cada e integralizado por seus cooperados. De acordo com o Estatuto Social cada cooperado tem direito em um voto, independente do número de suas cotas-partes. b) Reserva Legal Representada pelas destinações estatutárias das sobras, no percentual de 20%, utilizada para reparar perdas e atender ao desenvolvimento de suas atividades. c) Sobras Acumuladas As sobras são distribuídas e apropriadas conforme Estatuto Social, normas do Banco Central do Brasil e posterior deliberação da Assembleia Geral Ordinária (AGO). Atendendo à instrução do BACEN, por meio da Carta Circular nº 3.224/06, o Fundo de Assistência Técnica, Educacional e Social – FATES é registrado como exigibilidade, e utilizado em despesas para o qual se destina, conforme a Lei nº 5.764/71. Em Assembléia Geral Ordinária, realizada em 21 de março de 2013, os cooperados deliberaram pelo aumento do Capital Social com as sobras do exercício findo em 31 de dezembro de 2012, no valor de R$ 247 mil, e o restante de R$ 247 mil destinado à Reserva Legal. 19. Partes Relacionadas As partes relacionadas existentes são as pessoas físicas que têm autoridade e responsabilidade de planejar, dirigir e controlar as atividades da cooperativa e membros próximos da família de tais pessoas. As operações são realizadas no contexto das atividades operacionais da Cooperativa e de suas atribuições estabelecidas em regulamentação específica. As operações com tais partes relacionadas não são relevantes no contexto global das operações da cooperativa, e caracterizam-se basicamente por transações financeiras em regime normal de operações, com observância irrestrita das limitações impostas pelas normas do Banco Central, tais como movimentação de contas correntes, aplicações e resgates de RDC e operações de crédito. As garantias oferecidas em razão das operações de crédito são: avais, garantias hipotecárias, caução e alienação fiduciária. Montante das operações ativas e passivas no 1º semestre de 2013: Em R$ mil MONTANTE DAS OPERAÇÕES ATIVAS R$ 433

% em relação à carteira total 4%

MONTANTE DAS OPERAÇÕES PASSIVAS R$ 1.429

% em relação à carteira total 21%

Em R$ mil OPERAÇÕES ATIVAS NATUREZA DA OPERAÇÃO DE CRÉDITO

VALOR DA OPERAÇÃO DE CRÉDITO

Cheque Especial Conta Garantida Empréstimo Títulos Descontados

PCLD (PROVISÃO PARA CRÉDITO DE LIQUIDAÇÃO DUVIDOSA)

1 144 151

% DA OPERAÇÃO DE CRÉDITO EM RELAÇÃO À CARTEIRA TOTAL

**

0,01% 1,09% 1,15%

1 1

**Existe provisão no percentual de risco, porém inferiores a 1 mil. Em R$ mil OPERAÇÕES PASSIVAS Aplicações Financeiras

% em relação à carteira total

Taxa Média - %

3.314

25%

87% a 106% do CDI

Foram realizadas transações com partes relacionadas, na forma de: depósito a prazo, cheque especial, conta garantida, cheques descontados, empréstimos, dentre outras, à taxa/remuneração relacionada no quadro abaixo, por modalidade: Em R$ mil NATUREZA DAS OPERAÇÕES ATIVAS E PASSIVAS

TAXAS APLICADAS EM RELAÇÃO ÀS PARTES RELACIONADAS

TAXA APROVADA PELO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO / DIRETORIA EXECUTIVA

4,5% 7,20% 1,84% 1,98% 87% a 106%

4,5% 4,5% 1,60% 1,50% 87% a 106%

Cheque Especial Conta Garantida Desconto de Cheques Empréstimos Aplicação Financeira RDC Pós CDI

Em R$ mil PERCENTUAL EM RELAÇÃO À CARTEIRA GERAL-MOVIMENTAÇÃO NO 1º SEMESTRE DE 2013

f) Créditos Baixados Como Prejuízo, Renegociados e Recuperados:

Em R$ mil

Descrição Saldo inicial Valor das operações transferidas no período Valor das operações recuperadas no período Total

30/06/2013

30/06/2012

912 164 (9)

903 34 (8)

1.067

929

6. Outros créditos Valores referentes às importâncias devidas a Cooperativa por pessoas físicas ou jurídicas domiciliadas no país, conforme demonstrado: Em R$ mil Descrição

30/06/2013

30/06/2012

Rendas a Receber (a) Devedores por Depósito e Garantia (b) Títulos e Créditos a Receber (c) Diversos Provisão p/outros créditos

53 312 14 24 (8)

47 302 76 16 (72)

Total

395

369

(a) Em Rendas a Receber estão registrados: receita sobre saldo mantido na Centralização Financeira do SICOOB CENTRAL CECREMGE.(R$ 35 mil), rendas a receber da previdência social – INSS (R$ 11 mil.) e outras (R$ 8 mil); (b) Em Devedores por Depósito em Garantia estão registrados depósitos judiciais para: PIS sobre Atos Cooperativos (R$ 51 mil) e COFINS sobre Atos Cooperativos (R$ 261 mil). (c) Em Títulos e Créditos a Receber estão registrados os valores a receber de tarifas (R$ 6 mil) e de títulos e créditos a receber com característica de concessão de crédito no valor de (R$ 8 mil). (d) Em Diversos refere-se a adiantamento de 13º salário no valor de (R$ 15 mil), impostos e contribuições a compensar no valor de (R$ 3 mil), adiantamento para pagamentos de nossa conta no valor de (R$ 6 mil). 7. Outros valores e bens Registram-se no grupo, as despesas antecipadas, no montante de R$.36 mil, referentes a prêmios de seguros e licença de uso do antivírus. 8. Investimentos O saldo é representado por aportes de capital e o recebimento de distribuição de sobras efetuadas pelo SICOOB CENTRAL CECREMGE e aquisição de ações do BANCOOB, conforme demonstrado: Em R$ mil Descrição

30/06/2013

30/06/2012

Central das Cooperativas de Economia e Crédito de Minas Gerais Ltda.. – SICOOB CENTRAL CECREMGE Banco Cooperativo do Brasil S.A. – BANCOOB

266 36

175 28

TOTAL

302

203

Marco Antonio Pelucio - Conselheiro Administrativo nº: MG 075520/0

377

Em R$ mil

30/06/2013

Setor Pub.Fed. Ad. Direta Setor Pub. Fed. Atv. Emp. Comercio Setor Pub. Est. Outros Serviços Setor Pub. Munic.At. Empr. Comercio Setor Priv.Atv. Emp. Agropecuaria Setor Privado – Industria Setor Privado – Comercio Setor Privado _ I.M.S Comp.Seguros Setor Privado – Outros Serviços Pessoa Física Outros

61 149 105 17 6

Operações ativas e passivas – saldo em 30/06/2013:

c) Composição da carteira de crédito por tipo de produto, cliente e atividade econômica: Descrição

30/06/2012

65 182 107 17 6

Depreciação acumulada

Descrição

Emprést. / /Tít. Desc. *

30/06/2013

10% 10% 20% 10% 10%

TOTAL

4. Relações interfinanceiras Referem-se à centralização financeira das disponibilidades líquidas da Cooperativa, depositadas junto ao SICOOB CENTRAL CECREMGE, conforme determinado no art. 37, da Resolução CMN nº 3.859/10. 5. Operações de crédito a) Composição por tipo de operação, e classificação por nível de risco de acordo com a Resolução CMN nº 2.682 de 21/12/1999: m R$ mil

Taxa de Depreciação

Instalações Móveis e Equipamentos Sistema de Processamento de Dados Sistema de Segurança Sistemas de Comunicação

Ivani Oliveira Queiroz - Conselheiro Administrativo

Conta Corrente (adiantamento a depositantes, cheque especial e CG) Empréstimos e Financiamentos Títulos Descontados e Cheques Descontados Aplicações Financeiras

0,59% 3,70% 5,80% 16,60%

No 1º semestre de 2013, os benefícios monetários destinados às partes relacionadas foram representados por honorários apresentando-se da seguinte forma: Em R$ mil Benefícios monetários – 1º Semestre ou Exercício Honorários Cédulas de presença INSS

97 9 21

20. Central das Cooperativas de Economia e Crédito de Minas Gerais Ltda. – SICOOB CENTRAL CECREMGE A SICOOB PARAISOCRED, em conjunto com outras cooperativas singulares, é filiada à Central das Cooperativas de Economia e Crédito de Minas Gerais Ltda. – SICOOB CENTRAL CECREMGE, que representa o grupo formado por suas filiadas perante as autoridades monetárias, organismos governamentais e entidades privadas. O SICOOB CENTRAL CECREMGE é uma sociedade cooperativista que tem por objetivo a organização em comum em maior escala dos serviços econômico-financeiros e assistenciais de suas filiadas (cooperativas singulares), integrando e orientando suas atividades, de forma autônoma e independente, através dos instrumentos previstos na legislação pertinente e normas exaradas pelo Banco Central do Brasil, bem como facilitando a utilização recíproca dos serviços, para consecução de seus objetivos. Para assegurar a consecução de seus objetivos, cabe ao SICOOB CENTRAL CECREMGE a coordenação das atividades de suas filiadas, a difusão e fomento do cooperativismo de crédito, a orientação e aplicação dos recursos captados, a implantação e implementação de controles internos voltados para os sistemas que acompanhem informações econômico-financeiras, operacionais e gerenciais, entre outras. As demonstrações contábeis do SICOOB CENTRAL CECREMGE, em 31 de dezembro de 2012, foram auditadas por outros auditores independentes que emitiram relatório de auditoria sobre as demonstrações contábeis, datado de 01/03/2013, que apresenta opinião sem ressalva. As demonstrações contábeis de 30 de junho de 2013 são auditadas por outros auditores independentes, cujo trabalho está em andamento.

RELATÓRIO DE AUDITORIA SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Ao Conselho de Administração e Cooperados da COOPERATIVA DE CRÉDITO DE LIVRE ADMISSÃO DA REGIÃO DE SÃO SEBASTIÃO DO PARAÍSO LTDA. SICOOB PARAISOCRED São Sebastião do Paraíso - MG Prezados Senhores: Examinamos as demonstrações contábeis da Cooperativa de Crédito de Livre Admissão da Região de São Sebastião do Paraíso Ltda. – SICOOB PARAISOCRED, que compreendem o balanço patrimonial em 30 de junho de 2013 e as respectivas demonstrações de sobras ou perdas, das mutações do patrimônio líquido e dos fluxos de caixa para o semestre findo naquela data, assim como o resumo das principais práticas contábeis e demais notas explicativas. Responsabilidade da administração sobre as demonstrações contábeis A administração da Cooperativa de Crédito de Livre Admissão da Região de São Sebastião do Paraíso Ltda. – SICOOB PARAISOCRED é responsável pela elaboração e adequada apresentação dessas demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil e pelos controles internos que ela determinou como necessários para permitir a elaboração de demonstrações contábeis livres de distorção relevante, independentemente se causada por fraude ou erro. Responsabilidade dos auditores independentes Nossa responsabilidade é a de expressar uma opinião sobre essas demonstrações contábeis com base em nossa auditoria, conduzida de acordo com as normas brasileiras e internacionais de auditoria. Essas normas requerem o cumprimento de exigências éticas pelos auditores e que a auditoria seja planejada e executada com o objetivo de obter segurança razoável de que as demonstrações contábeis estão livres de distorção relevante. Uma auditoria envolve a execução de procedimentos selecionados para obtenção de evidência a respeito dos valores e divulgações apresentados nas demonstrações contábeis. Os procedimentos selecionados dependem do julgamento do auditor, incluindo a avaliação dos riscos de distorção relevante nas demonstrações contábeis, independentemente se causada por fraude ou erro. Nessa avaliação de riscos, o auditor considera os controles internos relevantes para a elaboração e adequada apresentação das demonstrações contábeis da Cooperativa para planejar os procedimentos de auditoria que são apropriados nas circunstâncias, mas não para fins de expressar uma opinião sobre a eficácia desses controles internos da Cooperativa. Uma auditoria inclui, também, a avaliação da adequação das práticas contábeis utilizadas e a razoabilidade das estimativas contábeis feitas pela administração, bem como a avaliação da apresentação das demonstrações contábeis tomadas em conjunto. Acreditamos que a evidência de auditoria obtida é suficiente e apropriada para fundamentar nossa opinião. Opinião Em nossa opinião, as demonstrações contábeis acima referidas apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira da Cooperativa de Crédito de Livre Admissão da Região de São Sebastião do Paraíso Ltda. – SICOOB PARAISOCRED em 30 de junho de 2013, o desempenho de suas operações e os seus fluxos de caixa para o semestre findo naquela data, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil, aplicáveis às instituições autorizadas a funcionar pelo Banco Central do Brasil.

21. Coobrigações e riscos em garantias prestadas Em 30 de junho de 2013, a cooperativa é responsável por coobrigações e riscos em garantias prestadas, no montante de R$ 86 mil (30/06/2012 - R$ 97 mil, referentes a aval prestado em diversas operações de crédito de seus associados com instituições financeiras oficiais. 22. Seguros contratados – Não auditado A Cooperativa adota política de contratar seguros de diversas modalidades, cuja cobertura é considerada suficiente pela Administração e agentes seguradores para fazer face à ocorrência de sinistros. As premissas de riscos adotados, dada a sua natureza, não fazem parte do escopo de auditoria das demonstrações contábeis, consequentemente, não foram examinadas pelos nossos auditores independentes. 23. Índice de Basiléia O Patrimônio de Referência (PR) da Cooperativa encontra-se compatível com o grau de risco da estrutura dos ativos, apresentando margem para o limite de compatibilização de R$ 2.185 mil, em 30 de junho de 2013. São Sebastião do Paraíso, 15 de Julho de 2013. Mauricio Mafra - Presidente do Conselho de Administração Carlos José Reis - Diretor Financeiro

Vilma Vieira Mião Oliveira - Conselheira Administrativa

Paulo Piccirillo - Diretor Administrativo Orlane de Souza Gontijo Franchi - Contadora – CRC nº: 075520/00

Orlane de Souza Gontijo Franchi - Contadora – CRC

Belo Horizonte, 05 de Agosto de 2013. Antonio Alberto Sica Contador CRC/MG 080.030/O-0 CNAI 1845


página 12

Jornal do Sudoeste

Churrascaria Zambiasi continua um sucesso durante a toda semana, principalmente aos domingos no almoço. O melhor rodízio da região num amplo e moderno espaço, além do ótimo atendimento. São clientes que escolhem essa churrascaria para se deliciarem no almoço self-service, e rodízio. Churrascaria Zambiasi oferece todos os dias deliciosos rodízios de carnes, variedade de saladas, pratos quentes e sobremesas. Estrutura moderna, playground. Aos sábados peixe à parmegiana e aos domingos leitoa assada. Aos sábados e domingos no jantar rodízio completo. Aceita-se reservas para festas e confraternizações - Rodovia MG 050 Trevo saída para Itaú de Minas - Fone 3531-1518. Vejam os cliques do almoço de domingo (11/08).

Mais um final de semana agitadíssimo no mais original dos bares, o Original Chopp como mostramos nos cliques do domingo 11 de agosto ao som do pagode 3RE. E nesse badalado point paraisense onde se encontra muita gente bonita não só de Paraíso, mas de toda a região, você tem a qualidade da cerveja Kaiser em dobro, várias e deliciosas porções, chope Kaiser, cerveja Heineken e muito mais. Programação da semana: sexta-feira (16/08) Wellinson e Wellington, sábado (17/08) Ele, Ela e Batera e (18/08) domingo Marina Melles e Banda. Original Chopp - 3558-6641

São Sebastião do Paraíso-MG e Região 14 de Agosto de 2013


São Sebastião do Paraíso-MG e Região 14 de Agosto de 2013

Jornal do Sudoeste

Espaço Dayana Terra avenida Zezé Amaral, 620 Fone: 3411-5000. Aberto todos os dias para almoço self-service de 11h às 15 horas e nas sextas-feiras sempre uma noite especial. R$ 32,90. CARDÁPIO ORIENTAL: ENTRADA - Missoshiru - Sunomono . PRATOS FRIOS E QUENTES: Sushi (sashimi, temaki, niguiri, hot Califórnia) - Yakimeshi, Hobatas: pimentão vermelho, cebolinha, alho, bacon com acelga, espinafre ou palmito, filé, frango e lombo. SOBREMESA: Tempurá de sorvete - Banana caramelizada.

Cantina Vó Lica Delicioso almoço é na Cantina Vó Lica, uma culinária mineira que é referência na cidade, tudo muito bem preparado com todo o carinho diariamente para sua extensa clientela. Comida caseira, almoço de segunda a domingo, das 11 às 15h, self-service que é um sucesso. Possui também o atendimento de marmita ou marmitex entregue em domicílio. No cardápio variado, especialidades da casa, massas caseiras produzidas diariamente no restaurante. Oferece também irresistíveis sobremesas, compostas de vários sabores mineiros. Estacionamento exclusivo para clientes. CANTINA VÓ LICA Rua dos Antunes, 1.124- Centro - Telefone: 3531-1709

Em tempo os cumprimentos mais que especiais ao Dia dos Pais, gostaríamos de agradecer por ter você Osvaldo Cunha em nossas vidas. Um pai e marido maravilhoso. Feliz Dias do Pais, Marlei e filhos.

página 13


Jornal do Sudoeste

página 14

Dia Solidário Confeitaria Santa Paula ajudando quem necessita, da forma que precisa Pelo terceiro ano consecutivo, a diretoria da Confeitaria Santa Paula em comemoração ao aniversário da empresa, promove o Dia Solidário, evento beneficente em parceria com o Hospital Regional do Câncer de Passos. Seguindo os moldes dos anos anteriores, a confeitaria converte em doação o valor da renda bruta arrecadada neste dia. ”Pra nós da Confeitaria Santa Paula é uma enorme satisfação poder ajudar o HRC de Passos. Nós escolhemos esta instituição porque muitos paraisenses são usuários deste serviço, e o hospital conta com doações para aprimorar seus atendimentos. É uma causa nobre onde os beneficiados nem sempre têm tempo pra

Coluna

esperar. Nós vimos uma oportunidade de ajudar, e ficamos muito contentes em poder contribuir”, explica Fábio Sebastião da Silva, diretor da Confeitaria Santa Paula. Dia Solidário será realizado nesta sexta-feira (16/08). A meta da confeitaria é que este ano consiga doar um valor maior que nos anos anteriores, e para isso está convidando a todos para participar, seja na confeitaria ou na lanchonete, das 6h da manhã às 22h, com o intuito de somar forças. O Hospital Regional do Câncer de Passos foi inaugurado em dezembro de 2009, atende pacientes de todas as idades abrangendo 52 municípios. “Hoje, estamos com a meta de ampliar os nossos serviços,

Mauro

DR. MAURO ALVES FERREIRA CD. USP- RIBEIRÃO PRETO | BIOLOGIA SÃO SEBASTIÃO DO PARAISO E-MAIL MAUROALVESF@PARAISONET.COM.BR

Ferreira UNIFRAN

Os sete médicos essenciais ao homem com mais de 50 anos Agendar uma consulta e fazer exames antes de adoecer é um desafio para eles. Envelhecer é inevitável, mas esse processo pode acontecer de maneira mais natural e sem limitações que afetem a sua qualidade de vida. Para isso, acompanhamento médico é fundamental desde cedo recuperar a saúde pode dar muito mais trabalho do que se prevenir de problemas. Enquanto as mulheres estão habituadas a ir ao médico com frequência e ficam alertas ao surgimento de qualquer sinal estranho, o assunto é tabu entre os homens. “Homens acima dos 50 anos não agendam uma consulta mesmo quando já apresentam sintomas de uma doença. Listamos as principais especialidades que ele deve visitar a partir dos 50 anos de idade. OFTALMOLOGIA Após os 50 anos, doenças como a catarata e o glaucoma têm maior incidência, daí a necessidade de uma visita anual ao oftalmologista. “Grande parte das doenças dos olhos são irreversíveis, então identificar o problema precocemente pode eliminar a necessidade de cirurgias. É possível identificar outras doenças silenciosas, como o diabetes e a hipertensão, apenas por meio de exames oculares. “E mesmo quem já sabe que é portador dessas doenças pode melhorar o controle clínico delas em uma consulta oftalmológica. ODONTOLOGIA Ir ao dentista apenas uma vez ao ano é arriscado demais nessa idade. “Os problemas mais comuns são a gengivite, inflamação das gengivas, e distúrbios de oclusão, como o bruxismo”. O intervalo entre um check-up e outro diminui caso o paciente tenha diabetes, seja fumante ou apresente outra condição que possa afetar a saúde bucal. CARDIOLOGIA “Após os 40 anos, o risco de infarto ou insuficiência cardíaca aumenta muito. Por isso, recomenda-se uma visita anual ao médico, que fará uma análise clínica do paciente, avaliando se ele apresenta fatores de risco como obesidade e gordura abdominal. Na visita ainda será solicitado o histórico familiar de doenças cardiovasculares e exames laboratoriais de rotina para avaliar o colesterol e os triglicérides. Após essa primeira bateria, os resultados indicarão a necessidade ou não de se fazer exames mais elaborados, envolvendo até mesmo ultrassom. PNEUMOLOGIA “O câncer de pulmão não é o mais prevalente em homens, mas, certamente é o que mais mata, por ser um tipo mais agressivo. . Por isso, se o indivíduo é ou foi fumante, deve visitar um pneumologista anualmente para detecção desse problema. De acordo com a especialista, o risco da doença permanece mesmo após largar o cigarro. A visita ao pneumologista também deve acontecer sempre que o homem de mais idade for vítima de gripes ou resfriados. “O risco de o problema evoluir para uma pneumonia é maior e pode levar o paciente à morte”. Outro cuidado fundamental é tomar as vacinas contra infecções respiratórias (gripe e pneumonia, por exemplo) disponíveis para pessoas de mais idade em postos públicos. UROLOGIA A partir dos 45 anos, todo homem deve marcar uma consulta com um urologista anualmente. Na consulta é feito o exame de toque retal que, na verdade, não leva mais do alguns segundos. “Por meio deste e de outros exames é possível diagnosticar diversos cânceres, como o de próstata, bexiga e rim, além de doenças que podem causar infertilidade”. A periodicidade pode mudar caso o paciente tenha histórico de familiares com doenças do trato urinário. COLOPROCTOLOGIA “O câncer de intestino é o que mais mata o homem depois do câncer de pulmão e do câncer de próstata. Isso porque esse tumor tem, entre os principais fatores de risco, a idade. O consumo de álcool, o tabagismo e uma dieta pobre em fibras e rica em gordura são outros fatores de risco para esse tipo de câncer - a cada cinco anos, portanto, é indicado fazer uma colonoscopia para detectar o problema precocemente. O exame consegue identificar alterações da mucosa do intestino que podem evoluir para um câncer e o tratamento dessas alterações já reduz o risco da doença. ENDOCRINOLOGIA “A incidência do diabetes aumenta conforme a idade. Por isso, é fundamental analisar a glicemia do paciente idoso regularmente. Outro ponto importante é a avaliação do perfil lipídico, que mostrará se houve aumento do colesterol LDL (prejudicial) ou diminuição do colesterol HDL (benéfico), fator de risco para doenças cardiovasculares. É recomendado ainda um exame de TSH para verificar possíveis problemas da tireoide. “Embora eles sejam mais comuns em mulheres, também podem acometer o público masculino”, afirma. Por fim, uma análise clínica poderá identificar efeitos colaterais da andropausa, fase similar à menopausa feminina. “Se necessário, é indicada a reposição hormonal para aumentar a libido e a disposição do homem”. Não deixe de consultar o seu médico.

PARAISONET A VERDADEIRA INTERNET – SÓ PARAISONET PODE OFERECER CONEXÃO COM SEGURANÇA TOTAL

LIGUE - 3531-6200 E PRONTO

Dr. Joel Cintra Borges Médico-veterinário - CRMV-MG 0343 Exames de brucelose e tuberculose, toques, partos, vacinações, clínica e cirurgia. CÃES E GATOS: ATENDIMENTO A DOMICÍLIO. CONSULTÓRIO: Rua da Bahia, 19 - Jardim Independência FONES: 3531-4549 e 9975-4549 SÃO SEBASTIÃO DO PARAÍSO - MG

pois a demanda é grande e crescente. Por outro lado, sentimonos orgulhosos por estarmos realizando a nossa missão de promover a saúde de nossa gente. Para continuarmos oferecendo um tratamento digno e de qualidade a estes pacientes, ações como o Dia Solidário da Confeitaria Santa Paula, nos dão força para conseguirmos atualizar métodos de tratamento, implantar novas tecnologias, oferecer apoio psicológico, manutenção de aparelhos e principalmente de adquirir medicamentos oncológicos. Nossa meta é ser um hospital de referência nacional de qualidade no tratamento do câncer”, diz Elidiane Rodrigues Lima, coordenadora do Setor de Captação de Recursos do HRC.

Dia Solidário Confeitaria Santa Paula ajudando quem necessita, da forma que precisa Pelo terceiro ano consecutivo, a diretoria da Confeitaria Santa Paula em comemoração ao aniversário da empresa, promove o Dia Solidário, evento beneficente em parceria com o Hospital Regional do Câncer de Passos. Seguindo os moldes dos anos anteriores, a confeitaria converte em doação o valor da renda bruta arrecadada neste dia. ”Pra nós da Confeitaria Santa Paula é uma enorme satisfação poder ajudar o HRC de Passos. Nós escolhemos esta instituição porque muitos paraisenses são usuários deste serviço, e o hospital conta com doações para aprimorar seus atendimentos. É uma causa nobre onde os beneficiados nem sempre têm tempo pra esperar. Nós vimos uma oportunidade de ajudar, e ficamos muito contentes em poder contribuir”, explica Fábio Sebastião da Silva, diretor da Confeitaria Santa Paula. Dia Solidário será realizado nesta sexta-feira (16/08). A meta da confeitaria é que este ano consiga doar um valor maior que nos anos anteriores, e para isso está convidando a todos para participar, seja na confeitaria ou na lanchonete, das 6h da manhã às 22h, com o intuito de somar forças. O Hospital Regional do Câncer de Passos foi inaugurado em dezembro de 2009, atende pacientes de todas as idades abrangendo 52 municípios. “Hoje, estamos com a meta de ampliar os nossos serviços, pois a demanda é grande e crescente. Por outro lado, sentimonos orgulhosos por estarmos realizando a nossa missão de promover a saúde de nossa gente. Para continuarmos oferecendo um tratamento digno e de qualidade a estes pacientes, ações como o Dia Solidário da Confeitaria Santa Paula, nos dão força para conseguirmos atualizar métodos de tratamento, implantar novas tecnologias, oferecer apoio psicológico, manutenção de aparelhos e principalmente de adquirir medicamentos oncológicos. Nossa meta é ser um hospital de referência nacional de qualidade no tratamento do câncer”, diz Elidiane Rodrigues Lima, coordenadora do Setor de Captação de Recursos do HRC.

São Sebastião do Paraíso-MG e Região 14 de Agosto de 2013


1376473527