Page 1

www.jornaldosudoeste.com.br Diretor: Nelson de Paula Duarte - Bissemanário de Circulação Regional - São Sebastião do Paraíso/MG, Sábado, 2 de Março de 2013 - ANO XXVII- Edição: 1667 - R$ 1,30

Presidente da ACEP diz não ter cometido erro e não renuncia A manifestação de mais de uma centena de universitários contra o presidente da ACEP (Associação Cultural e Educacional Paraisense), na Câmara de Vereadores de São Sebastião do Paraíso no dia 21, foi o estopim que reascendeu uma polêmica que perdura há anos. Os estudantes que viajam para instituições de ensino superior de outros municípios da região pediram a renúncia de Anderson Martins (o Carioca) sob a alegação de que ele, entre outras coisas, não prestaria contas do dinheiro arrecadado pela associação. Motivados pela taxa de anuidade cobrada de cada aluno (R$ 115) e pelo aumento no preço das mensalidades dos viajantes, o grupo levou sua indignação aos vereadores que apoiaram a causa e se prontificaram a ajudálos no que fosse necessário. página 5

Dívida da Prefeitura de Paraíso cai para R$ 9,5 milhões página 3

Aumenta o número de casos de dengue no Brasil, afirma Ministério da Saúde página 12

Prefeitura quita dívidas não empenhadas com Santa Casa e Gedor Silveira

Parecer pede arquivamento do pedido de cassação do vereador Valdir do Prado

pág. 3

página 7

PM recupera caminhonete roubada em fazenda página 9


página 2

Jornal do Sudoeste

CURT AS CURTAS AGITO Diferentemente da semana passada a sessão ordinária da Câmara Municipal de São Sebastião do Paraíso, realizada sempre as quintas-feiras , a partir das 18h30, foi bem mais light. No último dia 21 a casa estava lotada, e até com muita gente fora de suas dependências. Desta vez o clima estava mais ameno, menos pessoas, menos discursos, menos tribuna livre e projetos novos. Ainda assim alguns assuntos foram motivos de intensos debates e comentários. TRANSPORTE UNIVERSITÁRIO É um assunto que continua rendendo pauta para os amantes da polêmica. Há pelo menos três semanas que o tema virou questão de honra para alguns personagens dos bastidores políticos. Como tem quem goste do mal feito, não é preciso prato melhor. Até agora muito se falou e pouco se resolveu e há fortes indícios de que a situação não terá grandes mudanças em relação à direção da associação que representa os estudantes. Enquanto isso o combustível para o transporte segue sendo fornecido, com novas regras, sim, mas também com um pouco mais de critérios. DENÚNCIAS Em duas semanas na Câmara Municipal foram apresentadas duas denúncias acusando policiais militares de Paraíso de agressões e abusos de autoridade. É trabalho para a Comissão de Direitos Humanos que tem pela frente a missão de apurar estas circunstâncias. No final de 2012 também houve reclames, mobilização de vereadores, mas até hoje não se sabe no que deu. Agora novamente o Legislativo é chamado a ouvir as partes e chegar a alguma conclusão. Antes de eleições esses assuntos costumam ser tratados com maior celeridade. COMISSÃO O presidente da Câmara, José Luiz Correa, nomeou os vereadores, Dilma Aparecida de Oliveira, Jerônimo Aparecido de Oliveira e Walker Américo Oliveira para comporem a comissão que vai acompanhar todo o processo para a licitação das obras de construção da nova sede do Legislativo, no Jardim Mediterraneé. Estes vereadores não integram nenhuma outra comissão permanente da casa e são favoráveis a execução da obra. Por isso estão sendo chamados a ombrearem lado a lado com o presidente esta empreitada. REUNIÃO Já na próxima segunda-feira,4, esta comissão e demais vereadores que desejarem participar das reuniões de trabalho para a construção da nova Câmara já estarão trabalhando. Uma equipe ligada a uma empresa que fará o processo de licitação da obra vai estar na cidade. Na oportunidade serão dados os primeiros e importantes passos para que o projeto de fato, saia do papel. Mais do que dividir os vereadores, o assunto também reflete na opinião pública que se reparte entre os favoráveis e contrários. ELA VAI Segundo foi dito por vereadores na sessão da Câmara, o prefeito Rêmolo Aloise teria demonstrado disposição de também levar a sede do Executivo para a Praça dos Três Poderes, no Jardim Mediterraneé, onde o município já possui terreno reservado para esta finalidade. Reminho teria se manifestado no meio de semana quando da inauguração do prédio da Justiça do Trabalho, o primeiro a se instalar no local. Resta saber como é que fica a posição dos que defendem que a Câmara tem que continuar onde está ou nas proximidades, caso o prefeito decida realmente construir nova sede do Executivo. CALÇAS CURTAS A declaração é realmente surpreendente, considerando que alguns dos fiéis escudeiros do prefeito têm utilizado de todos os contra argumentos para defenderem a manutenção da Câmara perto da Prefeitura, na região da Lagoinha. O que não faltaram foram alternativas mirabolantes. Se a Prefeitura e a Câmara forem, juntamente com o Judiciário, como se prevê a proposta inicial e oficial, o povo também certamente dará um jeito de ir para lá. JURÍDICO Perueiros e caçambeiros que prestaram serviços para a prefeitura no final do ano passado e não receberam, vão ter que aguardar mais alguns dias. A princípio a informação era de que na última semana a situação deles seria resolvida, mas o mês de fevereiro já acabou e tudo está nas mãos do jurídico que é quem vai decidir quais medidas serão tomadas. Se a situação já estava “agarrada” para alguns, a correia apertou mais ainda. FUNCIONALISMO O clima é de expectativas entre os funcionários municipais e a diretoria do sindicato da categoria para as negociações da data base que acontece em março. A pauta já foi apresentada, acolhida e está sendo discutida com cautela, principalmente levando-se em consideração a situação delicada das finanças da Prefeitura. Os sindicalistas estão otimistas quanto a possibilidade de terem respostas positivas quanto a seus respectivos pleitos. O tempo é quem dará a resposta dizem os mais cautelosos. BASQUETE Com a participação de duas equipes mineiras, Ginástico e Minas, começou na sexta-feira, 1º de março a Copa Brasil Sudeste, uma das divisões da Supercopa Brasil, que corresponde à Liga B do Novo Basquete Brasil (NBB). O Ginástico procurou se reforçar e contratou o técnico Jefferson Louis Teixeira, ex-treinador do Paraíso Basquetebol e que comanda também a Seleção Brasileira Sub-19. Em outros tempos a equipe paraisense estaria no páreo e a cidade projetada no cenário esportivo nacional. O que se pode ver são atletas locais e que aqui estiveram brilhando em outras equipes. Será que Paraíso será também a terra que “já teve” uma equipe de basquete? ESPORTES Desportistas ligados as mais diversas modalidades estão na expectativa de quais projetos e competições locais, regionais, estaduais e interestaduais serão desenvolvidos neste ano tendo o apoio da administração municipal. Até agora não se teve notícias da realização ou participação de equipes paraisenses em algum campeonato envolvendo atletas de futebol, futsal, handebol, atletismo, natação, basquete e outros eventos. Em outros tempos numa época desta a bola já estava rolando e os atletas se movimentando nas mais diversas modalidades. Paraíso também é conhecida e famosa por ser a cidade do “já teve”. SEPULTADA A Procuradoria Jurídica da Câmara Municipal de São Sebastião do Paraíso sepultou pretensão do advogado Ronaldo Custódio que de por livre iniciativa, prefaciada com texto bíblico, encaminhou expediente àquela casa legislativa pedindo a cassação de mandato do vereador Valdir do Prado. Segundo consta, em seu mandato anterior – 2001 a 2004 – Valdir e outros vereadores foram condenados a devolver dinheiro aos cofres do município, e a ação ainda tramita na justiça local. O vereador já teria proposto um parcelamento que está sendo analisado. “CLAMOR” Custódio alega que com base “em clamor popular”, requer o “afastamento imediato” do vereador. O procurador da Câmara Marco Antonio Westin Oliveira foi taxativo: “O assunto narrado e como narrado, nos conduz à conclusão de sub judice” e observa que o juiz ainda vai definir o valor a ser descontado e pago mensalmente, sendo que após ouvir o vereador e também o Ministério Público em seguida terá a sua decisão. “Não é de bom tom atropelar o pronunciamento judicial. É pouco democrático”, ensina. Que diacho de clamor é esse?

São Sebastião do Paraíso-MG e Região 2 de Março de 2013

OPINIÃO

A imoralidade persiste O Estado de S.Paulo

Novidade propriamente dita não é, mas há que registrar que os parlamentares tornaram a passar a perna no povo. A rasteira consiste em fazer crer que, atendendo aos justos reclamos da sociedade, cortaram na carne para erradicar o obsceno pagamento dos dois salários anuais extras - o 14.º e o 15.º - que em tempos idos outros políticos se autoconcederam e legaram às gerações futuras de deputados e senadores. A história verdadeira é outra. Ainda em 1938, os congressistas instituíram uma ajuda de custo quadrienal para cobrir os gastos de mudança dos mandatários para a capital federal (o Rio de Janeiro à época) e dela para os seus Estados de origem, se o eleitor dispensasse os seus serviços ao término da legislatura. A paga seria perfeitamente aceitável se se limitasse aos parlamentares de primeira viagem que viessem a ter o infortúnio de refazer as malas ao cabo de quatro anos. Mas, já então, se tratava de uma esbórnia: o benefício se estendia, nas duas pontas, aos políticos que se reelegessem, não importando quantas vezes. O que eles fizeram, depois, foi anualizar a imoralidade, multiplicando-a assim por quatro, sob a forma de dois salários extras a cada exercício. (Os senadores, cujo mandato é de oito anos, recebiam 16 pagamentos.) E o que os seus sucessores acabam de fazer - fingindo ir ao encontro das cobranças da opinião pública por um mínimo de decoro também na apropriação dos recursos do contribuinte - foi restabelecer a prática original. Preservados, vai sem dizer, os privilégios daqueles que não precisam voltar aos seus pagos por terem sido despejados de suas cadeiras, mas para “ouvir as bases” - ou melhor, cuidar da reeleição. Para isso, aliás, os deputados recebem a afamada verba indenizatória de até R$ 34.258,50. A bolada se destina a ressarci-los das despesas com passagens aéreas, contas de telefone e correspondência e, cúmulo da exorbitância, com os seus escritórios políticos. Os seus funcionários, quando transferidos dos gabinetes no Legislativo, são pagos com dinheiro público. O político tem até R$ 78 mil mensais para remunerar, entre outros, os

C RÔNICA

funcionários que pode contratar para o seu gabinete. Acrescentem-se R$ 3,8 mil mensais a título de auxíliomoradia - como se o Congresso não dispusesse de apartamentos funcionais para alojar a ampla maioria de deputados e senadores. E por aí vai. Nessa macedônia de gastança e espertezas contábeis de todos os tamanhos, há o que evidentemente configura o equivalente ao proverbial assalto ao trem pagador. É inconcebível que parlamentares reeleitos recebam - a cada quatro anos, como era e voltará a ser, que diria anualmente - adjutórios para se instalar em Brasília ou dali regressar, quando instalados já estão e assim permanecem. É inaceitável a superlotação de seus gabinetes, bancada pelos impostos da população, de arregalar os olhos dos ocupantes dos principais Parlamentos do mundo democrático, o Congresso dos Estados Unidos e a Câmara dos Comuns da Grã-Bretanha. As suas mordomias são café pequeno perto das que se outorgam os seus colegas brasileiros. Com a fundamental diferença de que aqueles correm o risco real de perder os mandatos quando desandam. Em outros países cujos legisladores se sentiriam em casa se exercessem o ofício em Brasília, a indignação da sociedade chega a transbordar. Foi o que se viu nas recentes eleições italianas. Um em cada quatro eleitores votou no Movimento Cinco Estrelas, criado praticamente às vésperas do pleito pelo comediante Beppe Grillo, com uma radical plataforma antipolítica. Por ele, além de outras mudanças, o Estado simplesmente deixaria de financiar a atividade partidária. A demonização dos políticos e o desprezo pela instituição básica da democracia - o Parlamento - decerto constituem um perigoso equívoco. A denúncia dos abusos cometidos pelos mandatários eleitos para servir ao povo e não para se servir do seu dinheiro é um imperativo permanente, mas não substitui o debate sem ideias preconcebidas do quanto a população brasileira deve desembolsar para que a representem no corpo do Estado. Descartada a indecência das cifras atuais, não pode ser pouco a ponto de restringir a política aos abonados.

Joel Cintra Borges

Carta do Cacique Seattle ao Presidente dos EUA em 1855 Este documento - dos mais belos e profundos pronunciamentos já feitos a respeito da defesa do meio ambiente - vem sendo intensamente divulgado pela ONU. É uma carta escrita, em 1855, pelo Chefe Seattle ao Presidente dos EUA, Franklin Pierce, quando este propôs comprar grande parte das terras de sua tribo, oferecendo, em contrapartida, a concessão de uma “reserva” para os índios. Como é que se pode comprar ou vender o céu, o calor da terra? Essa ideia nos parece estranha. Se não possuímos o frescor do ar e o brilho da água, como é possível comprá-los? Cada pedaço desta terra é sagrado para meu povo. Cada ramo brilhante de um pinheiro, cada punhado de areia das praias, a penumbra da floresta densa, cada clareira e inseto a zumbir são sagrados na memória e experiência de meu povo. A seiva que percorre o corpo das árvores carrega consigo as lembranças do homem vermelho. Os mortos do homem branco esquecem sua terra de origem quando vão caminhar entre as estrelas. Nossos mortos jamais esquecem esta bela terra pois ela é a mãe do homem vermelho. Somos parte da terra e ela faz parte de nós. As flores perfumadas são nossas irmãs; o cervo, o cavalo, a grande águia, são nossos irmãos. Os picos rochosos, os sulcos úmidos nas campinas, o calor do potro, e o homem - todos pertencem à mesma família. Portanto, Grande Chefe de Washington manda dizer que deseja comprar nossa terra, pede muito de nós. O Grande Chefe diz que nos reservará um lugar onde possamos viver satisfeitos. Ele será nosso pai e nós seremos seus filhos. Portanto, nós vamos considerar sua oferta de comprar nossa terra. Mas isso não será fácil. Essa terra é sagrada para nós. Essa água brilhante que escorre nos riachos não é apenas água, mas o sangue de nossos antepassados. Se lhes vendermos a terra, vocês devem lembrar-se que ela é sagrada e devem ensinar às suas crianças que ela é sagrada e que cada reflexo nas águas límpidas dos lagos fala de acontecimentos e lembranças da vida de meu povo. O murmúrio das águas é a voz de meus ancestrais. Os rios são nossos irmãos e saciam nossa sede. Os rios carregam nossas canoas e alimentam nossas crianças. Se lhes vendermos nossa terra, vocês devem lembrar e ensinar a seus filhos que os rios são nossos irmãos e seus também. E, portanto, vocês devem dar aos rios a bondade que dedicariam a qualquer irmão. Sabemos que o homem branco não compreende nossos costumes. Uma porção da terra, para ele, tem o mesmo significado que qualquer outra, pois é um forasteiro que vem à noite e extrai da terra aquilo de que necessita. A terra não é sua irmã, mas sua inimiga, e quando ele a conquista, prossegue seu caminho. Deixa para trás os túmulos de seus antepassados e não se incomoda. Rapta da terra aquilo que seria de seus filhos e não se importa. A sepultura de seu pai e os direitos de seus filhos são esquecidos. Trata sua mãe, a terra, e seu irmão, o céu, como coisas que possam ser compradas, saqueadas, vendidas como carneiros. Seu apetite devorará a terra, deixando somente um deserto. Eu não sei, nossos costumes são diferentes dos seus. A visão de suas cidades fere os olhos do homem vermelho. Talvez seja porque o homem vermelho é um selvagem e não compreenda. Não há lugar quieto na cidade do homem branco. Nenhum lugar onde se possa ouvir o desabrochar das flores na primavera ou o bater das asas de um inseto. Mas talvez porque eu sou um selvagem e não compreenda. O ruído parece somente insultar os ouvidos. E o que resta da vida se um homem não pode ouvir o canto solitário de uma ave ou o debate dos sapos ao redor de

uma lagoa à noite? Eu sou um homem vermelho e não compreendo. O índio prefere o suave murmúrio do vento encrespando a face do lago, e o próprio verão limpo por uma chuva diurna ou perfumado pelos pinheiros. O ar é precioso para o homem vermelho, pois todas as coisas compartilham o mesmo sopro - o animal, a árvore, o homem, todos compartilham o mesmo sopro. Como um homem agonizante há vários dias é insensível ao mau cheiro. Mas, se verdermos nossa terra ao homem branco, ele deve lembrar que o ar é precioso para nós, que o ar compartilha seu espírito com toda a vida que mantém. O vento que deu a nosso avô seu primeiro aspirar também recebe seu último suspiro. Se lhes vendermos nossa terra, vocês devem mantê-la intacta e sagrada, como um lugar onde até mesmo o homem branco possa ir saborear o vento açucarado pelas flores dos prados. Portanto, vamos meditar sobre sua oferta de comprar nossa terra. Se decidirmos aceitar, imporei uma condição: o homem branco deve tratar os animais dessa terra como irmãos. Sou um selvagem e não compreendo outra forma de agir. Vi um milhar de búfalos apodrecendo na planície, abandonados pelo homem branco que o alvejou de um trem ao passar. Eu sou um selvagem e não compreendo como é que o fumegante cavalo de ferro pode ser mais importante que o búfalo, que sacrificamos somente para permanecermos vivos. O que são os homens sem os animais? Se todos os animais se fossem os homens morreriam de uma grande solidão de espírito. Pois o que ocorre com os animais, breve acontece com o homem. Há uma ligação em tudo. Vocês devem ensinar às suas crianças que o solo a seus pés é a cinza de nossos avós. Para que respeitem a terra, digam a seus filhos que ela foi enriquecida com as vidas de nosso povo. Ensinem às suas crianças o que ensinamos às nossas, que a terra é nossa mãe. Tudo o que acontecer à terra, acontecerá aos filhos da terra. Se os homens cospem no solo, estão cuspindo em si mesmos. Isto sabemos: a terra não pertence ao homem, o homem pertence à terra. Isto sabemos: todas as coisa estão ligadas, como o sangue que une a família. Há uma ligação em tudo. O que ocorrer com a terra recairá sobre os filhos da terra. O homem não tramou o tecido da vida, ele é simplesmente um de seus fios. Tudo o que fizer ao tecido, fará a si mesmo. Mesmo o homem branco cujo Deus caminha e fala como ele de amigo para amigo, não pode estar isento do destino comum. É possível que sejamos irmãos, apesar de tudo. Veremos. De uma coisa estamos certos e o homem branco poderá vir a descobrir um dia: nosso Deus é o mesmo Deus. Ele é o Deus do homem, e Sua compaixão é igual para o homem vermelho e para o homem branco. A terra lhe é preciosa, e ferila é desprezar seu Criador. Os brancos também passarão; talvez mais cedo que todas as tribos. Contaminem suas camas, e uma noite serão sufocados pelos próprios dejetos. Mas, quando de sua desaparição, vocês brilharão intensamente, iluminados pela força do Deus que os trouxe a esta terra e por alguma razão especial lhes deu o domínio sobre o homem vermelho. Esse destino é um mistério para nós, pois não compreendemos que todos os búfalos sejam exterminados, os cavalos sejam todos domados, os recantos secretos da floresta densa impregnadas do cheiro de muitos homens, e a visão dos morros obstruída por fios que falam. Onde está o arvoredo? Desapareceu. Onde está a águia? Desapareceu. É o final da vida e o início da sobrevivência.

COLUNA ESPÍRITA

A terapia do bem A Medicina, além dos cuidados que emprega no sentido de eliminar as doenças do ser humano, vem se ocupando, cada vez mais intensamente, em evitar que elas surjam. Com este objetivo, realiza saneamentos básicos, vacinações, orientações nutricionais e exercícios físicos, com reais benefícios para o corpo. A Doutrina Espírita esclarece que somos todos Espíritos imortais, temporariamente encarnados, em constante processo de evolução, e que somos responsáveis pelo corpo físico que a Providência Divina nos disponibiliza, devendo preservá-lo e mantê-lo em condições de boa saúde. Dentre os procedimentos, também ensinados pelo Espiritismo, com bons resultados para a saúde do corpo físico, está a prática do bem. Conhecemos a máxima: Fora da Caridade não há Salvação. E observamos que todos os que se empenham na prática da caridade, no sentido mais abrangente, além da paz de consciência que ela proporciona, alcançam

melhor disposição física e saúde, tanto para quem é destinada, como para quem a exercita. Assim, seguindo as propostas preventivas da Medicina: se cuidarmos do saneamento básico nos nossos pensamentos e sentimentos; se nos vacinarmos contra a maledicência e outros vícios de comportamento; se nos alimentarmos com ideias e emoções puras e nobres; e se nos exercitarmos na prestação de bons serviços em favor do próximo, colocando em prática o “Amai-vos uns aos outros”, como recomenda o Evangelho, estaremos praticando a terapia do bem, com reais benefícios para a saúde material, moral e espiritual do ser humano e da Humanidade. Não é sem razão que Jesus, depois de curar os enfermos que buscavam o seu socorro, sempre recomendava: “Agora vá, e não tornes a pecar.” NESTOR JOÃO MASOTTI – Presidente licenciado da FEB

FALECIMENTOS 26/02 - MANOELA ALVES DUARTE, 74 ANOS 27/02 - MARIA TEREZINHA FERNANDES, 54 ANOS 28/02 - VICTOR GABRIEL DA SILVA, 70 ANOS 28/02 - ARTUR DIMAS DE SOUSA, 51 ANOS

EXPEDIENTE

Jornal do Sudoeste

BISEMANÁRIO DE CIRCULAÇÃO REGIONAL Filiado: Adjori e Abrajori GRÁFICA E EDITORA DR LTDA. Av. Monsenhor Mancini, 212 - Sala 1 - Centro - Fone: (35) 3531.1897 CEP: 37950-000 / São Sebastião do Paraíso - MG E-mail: jornalsudoeste@yahoo.com.br e jornalsudoeste@paraisonet.com.br homepage: www.jornaldosudoeste.com.br Editor e Diretor Responsável: Nelson de Paula Duarte - MT 08199 Diagramação: Vasco Caetano Vasco REGISTRADO NO CARTÓRIO DE TÍTULO E DOCUMENTOS REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS JURÍDICAS SOB Nº 20 DO LIVRO B1 FOLHAS 024. Impressão: Sangaletti Editora e Gráfica Ltda EPP - GRAFISC Gráfica e Editora Rua Santa Isabel, 250 - Vila Isabel - São Carlos - SP - CEP: 13.570-790

Textos assinados são de responsabilidade de seus autores e não refletem, necessariamente, a opinião do jornal.


Jornal do Sudoeste

São Sebastião do Paraíso-MG e Região 2 de Março de 2013

página 3

Dívida da Prefeitura de Paraíso cai para R$ 9,5 milhões em 2013 Foto: Roberto Nogueira Por: Roberto Nogueira

A dívida da Prefeitura de São Sebastião do Paraíso que em 31 de dezembro era de mais de R$ 12 milhões caiu para R$ 9 milhões ao final do mês de fevereiro de 2013. O anúncio foi feito pelo contador do município Silvio Aparecido de Carvalho, na quarta-feira (27/02), durante a realização de audiência pública na Câmara Municipal. Ele foi questionado pelo contador do município Ug Queiroz em relação ao descumprimento da LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal) por ter adquirido despesas e não empenhá-las por falta de dotação orçamentária. Durante a apresentação da audiência pública, no quesito demonstrativo de restos a pagar, o contador da Prefeitura mostrou relatório da situação dos cofres municipais em 31 de dezembro de 2012, em relação às despesas legalmente empenhadas. A dívida na época era de R$ 12.519.952,59 sendo que até o 3º quadrimestre

Ug Queiroz apontou que Lei de Responsabilidade Fiscal foi infrigida

do ano passado foram pagos R$ 10.423.187,61, além de que no mesmo período houve o cancelamento de R$ 294.628,30. Referente ao ano passado foram pagos até o terceiro quadrimestre o volume de R$ 10.423.187,61. Da soma dos valores cancelados do período de setem-

bro a dezembro de R$ 294.628,30 e considerando o saldo a pagar em 31 de dezembro de 2012, já na casa de R$ 1.802.136,68, este valor acrescido dos restos a pagar empenhado e inscritos até o final do ano de R$ 10.672.961,78, temse o saldo de restos a pagar e despesas empenhadas de 2012.

No quadro demonstrativo de restos a pagar mostra que em 31 de dezembro do ano passado a Prefeitura tinha R$ 13.885.825,15 em dívidas e pagou até 27 de fevereiro de 2013 R$ 4.276.536,84. O que sobrou são os R$ 9.609.288, 31. O balanço destaca a existência de despesas não empenhadas avaliadas e R$ 3.212.863,37. Deste total já foram pagos R$ 739.233,74, sendo R$ 470.050,40 para a hemodiálise da Santa Casa e mais R$ 269.183,34, para a Fundação Sanatório Gedor Silveira. O contador Silvio esclareceu que houve estas despesas que vieram para a administração em 2013, mas que “não havia como empenhá-las em 2012, elas foram canceladas, isso é normal”, esclarece. Por isso que foi montado um processo de reconhecimento de dívidas que estão sendo analisadas e que serão pagas em seguida. Ele cita ainda que o processo de reconhecimento é somado com os restos a pagar por-

que são despesas realizadas em 2012, mas que por falta de dotação não foi empenhada. “Não significa que uma vez empenhado foi utilizado o recurso do orçamento. Prova disso é a dotação das despesas atualizadas somam R$ 115 milhões e o que foi empenhado foram R$ 112 milhões, ou seja, preservamos R$ 3 milhões que são recursos vinculados”, justifica. PREFEITOS INFRINGEM LRF O assessor contábil da Câmara Municipal, Ug Queiroz, teve participação efetiva durante a apresentação da prestação de contas, com várias interferências, onde narrou seu ponto de vista. Numa delas ele enfatizou que a administração anterior infringiu o artigo 42 da LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal). A legislação proíbe que o prefeito nos dois últimos quadrimestres de seu mandato contraia obrigação de despesa que não possa ser cumprida integralmente dentro dele, ou que tenha parcelas a serem pagas no exercício seguinte sem que haja suficiente disponibilidade

de caixa para esta finalidade. Ug também esclareceu que seu posicionamento não significa que ele seja contra ou a favor de qualquer administração. “É uma consideração técnica e na região a maioria dos municípios recebeu dívida que vai de 5 a 10%. Aqui em Paraíso este valor é menos que 10% da arrecadação, é como se nós tivéssemos devendo o salário de um mês, não é nada alarmante”, descreve. Ele também ressalta que a dívida está caindo, “eram R$ 12 milhões, agora são R$ 9 milhões, embora considerando os valores a longo prazo ela se torna maior, mas é algo administrável tanto aqui como nas cidades da região”, considera. Ele afirma que “há a infringência da lei como ficou demonstrado”, mas pondera que esta situação ocorre na maioria das prefeituras. “Infelizmente pela justiça deste País a gente nunca viu falar que um prefeito foi condenado por ter infringido a Lei de Responsabilidade Fiscal que está em vigência há 12 anos”, comentou.

Prefeitura quita dívidas não empenhadas com Santa Casa e Gedor Silveira Reminho Aloise espera resposta para encaminhar pacientes do SUS ao Hospital Regional do Coração Por Ralph Diniz

Diante do pedido de emergência, a prefeitura de São Sebastião do Paraíso, através de atos legais, realizou o pagamento de mais de R$ 1 mi (R$ 1.002. 611,71) referentes a serviços de hemodiálise, urgência e emergência e outros procedimentos laboratoriais e cirurgicos feitos pela Santa Casa no ano 2012 e que não haviam sido empenha-

dos. A dívida com a Fundação Gedor Silveira também foi paga: R$ 269.183,34 e a fatura referente janeiro foram liquidados. O prefeito Reminho Aloise afirma que o assunto está encerrado e que o município não deve mais nada ao hospital. Os outros R$ 301.525,28 das internações feitas através do SUS (Sistema Único de Saúde) no mesmo período também estão disponíveis para pagamen-

to e deve ser feita neste início de semana. Segundo informações a pendência era por causa de uma nota fiscal que foi entregue à prefeitura na tarde de sexta-feira. Em dia com essas contas, o prefeito disse que aguarda a direção da Santa Casa responda, com urgência, quais são os procedimentos disponíveis à população através do credenciamento do Hospital Regoinal do Cora-

ção. De acordo com Aloise, a fila de espera para a realização de consultas é grande. “Oficializamos a entidade para colocar à disposicão da Secretaria de Saúde os encaminhamentos em: cirugia cardiovascular; cirurgia cardíaca; consulta angiovascular; cirurgia vascular; exames ergométricos; colocação de holter, exames de ultrassonografia; eco; e dopler. Assim que recebermos a

contraparte de atendimento do hospital, os pacientes vão começar a ser atendidos. Eu não gostaria de ter que usar a ambulância-terapia cardíaca para outros centros para tratar esses procedimentos”. O prefeito afirma que o dinheiro para esses serviços também já está em caixa. Em reportagem publicada pelo Jornal do Sudoeste em meados de fevereiro, diretores

e o provedor da Santa Casa afirmaram que o município devia a ela pouco mais de R$ 1,4 mi referentes a diversos serviços prestados pelo SUS nos últimos meses do ano passado. Na ocasião foi dito que o não pagamento poderia paralisar parte dos atendimentos ao público. Além disso, a situação causaria reflexos no planejamento traçado para restabelecer o setor financeiro do hospital.

Guarda Municipal há um mês iniciou o “Projeto Povo” com patrulha ostensiva

Dr. Joel Cintra Borges Médico-veterinário - CRMV-MG 0343 Exames de brucelose e tuberculose, toques, partos, vacinações, clínica e cirurgia. CÃES E GATOS: ATENDIMENTO A DOMICÍLIO. CONSULTÓRIO: Rua da Bahia, 19 - Jardim Independência FONES: 3531-4549 e 9975-4549 SÃO SEBASTIÃO DO PARAÍSO - MG

A combinação dos impactos causados à sociedade face ao aumento da criminalidade, fez com que as organizações responsáveis pela segurança de modo geral, iniciassem um novo processo de se redescobrirem bem como qual seria o negócio dessas instituições. Mudanças são necessárias dos dois lados, o das organizações e da comunidade local. Com base nesta premissa, a Prefeitura de São Sebastião do Paraíso através da Secretaria Municipal de Segurança Pública, Trânsito e Transporte iniciou há aproximadamente um mês o “Projeto Povo” (patrulha ostensiva volante).

O projeto é direcionado ao atendimento nos bairros e tem objetivo de aproximar ainda mais a Guarda Municipal, junto a população, para que possa ser uma referência ao cidadão de bem; descobrir os anseios e as particularidades de cada bairro para uma melhor prestação de serviço à comunidadem além de ampliar o campo de atuação da Guarda Municipal nos locais mais carentes, buscando agregar conhecimentos de forma coletiva com a comunidade, alcançar a confiança das pessoas, baseando-se no fato da natureza humana considerar que quando é defendida coletivamente uma ideia, passa a exercer mai-

or influência do que quando é exposta solitariamente. Atualmente a Guarda Municipal conta com duas viaturas e quatro agentes para execução do atendimento à comunidade dentro do Projeto Povo. Foram definidas três rotas para execução do projeto que serão revistas periodicamente. As ações serão também para apoio a outros órgãos públicos, bem como outras secretarias municipais. Uma dessas ações será o apoio à Polícia Militar quanto à localização de veículos furtados no município. Outra ação será a intensificação da presença em escolas e bens patrimoniais, além do que a ostensividade proporcionará

maior segurança a toda comunidade. Também serão patrulhadas as ruas com maior incidência de acidentes de trânsito em 2012 (Pimenta de Pádua com 94, Angelo Calafiori com 75; Wenceslau Braz com 72, Oliveira Rezende e Zezé Amaral com 64, Placidino Brigagão com 51, Santa Luzia e Monsenhor Mancini com mais de 30). Estamos em estudo para verificar a possibilidade de se criar uma patrulha da Guarda Municipal, para apoiar os logradouros rurais onde há escola e patrimônio público municipal, diz nota distribuída pela Assessoria de Comunicação da Guarda Municipal.


Jornal do Sudoeste

página 4

Coluna Saúde Animal Recorte e colecione!

GATOS: INTOXICAÇÃO POR PARACETAMOL É muito comum que gatos se intoxiquem com Paracetamol (um dos medicamentos comerciais mais conhecidos é o Tylenol). Normalmente os proprietários estão bem intencionados, mas, obviamente não têm o conhecimento da medicina para medicar seus animais. O Paracetamol afeta negativamente a funcionalidade do fígado e da medula dos gatos, provocando anemia grave. Os primeiros sinais de toxicose por Paracetamol são: vômito e anorexia (falta de apetite). Há ainda alterações físicas, como mucosas cianóticas (azuladas), o que anuncia o início de um processo grave chamado metehemoglobinemia. É comum que ocorra edema da face e das patas. À medida que a anemia progride e agrava, as mucosas tornam-se pálidas e, em alguns casos, há icterícia (“amarelão”). A toxicose por Paracetamol em gatos pode ocasionar necrose hepática, o que significa lesão bastante grave nesse órgão. O tratamento para desintoxicação não é tarefa fácil para o Médico-veterinário. O animal deve ficar sob internação, recebendo medicamentos apropriados até que haja melhora clínica. Em determinados casos pode haver até a necessidade de transfusão sanguínea. O prognóstico para a intoxicação por Paracetamol em gatos é grave, quando for muito intensa a anemia e não houver resposta à terapia apropriada. *ROGÉRIO CALÇADO MARTINS – médico-veterinário – CRMV/MG 5492 *Especialista em Clínica e Cirurgia Geral de Pequenos Animais (Pós-graduação “lato sensu”) *Membro da ANCLIVEPA (Associação Nacional de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais) *Consultor Técnico do Site www.saude animal.com.br *Proprietário da Clínica Veterinária VETERICÃO (São Sebastião do Paraíso/MG)

cooperativa agropecuária paraisense ltda.

coolapa!

BEBA LEITE

Rua Noraldino Lima, 35 Fone: (35) 3539-4900 - FAX: (35) 3539-4927 - c. postal, 30

O que Deus ajunta em um casamento o homem consegue separar? “Assim não são mais dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem” (Mateus 19.6). Estamos vivendo em um momento em celeumas (agitação, desassossego, escândalo, inquietação...) de divórcios. Preparamos uma festa com a maior alegria, parece casamento de princesa. Chega o grande dia, os convidados se sentem como se fosse num grande sonho... Que escândalo! O casamento acabou! Por que disso?... Estudando o campo sociológico, nem mesmo sociólogos sabem explicar. Nesta simples coluna, como pastor e orador, vou explicar algumas coisinhas que são indispensáveis para que um casamento seja eterno e duradouro. Por favor, não ignore esse simples pastor que tem seu casamento há 27 anos sem traição, sem separação e amando cada vez mais sua “fofa”. Como escolher minha amada?! Uma abelha sobrevoa para achar o néctar da flor. A flor não pode sair do lugar, então ela envia seu perfume atraindo a abelha para tirar seu néctar e fazer a polarização, que é a fecundação vital do mundo da botânica. A roupa que você veste, o seu jeito é a mensagem enviada para atrair a pessoa que viverá ao seu lado, e que pode ser unido por Deus – só para lembrar, roupa não leva ninguém ao inferno, mas diz quem é você. Preparamo-nos para tudo na vida, mas não estamos preparados para nos casar. Nossa escolha do cônjuge começa pelo lado erradíssimo, pela aparência – No mundo do terror, uma bomba ao ser enviada, ou o antraz, por exemplo, traz um invólucro. Este é perfeito e agradável aos olhos. Uma aparência tão perfeita que embaça

São Sebastião do Paraíso-MG e Região 2 de Março de 2013

Inflação Antonieta Símaro Campos

por Cilas Campos

a visão para a morte. – Quando você vê uma pessoa bonita aparentemente não há erro algum em escolhê-la para viver ao seu lado o resto da vida, mas a beleza às vezes o cega e você não consegue ver o que existe dentro dela. Aos poucos ela vai te dominando e você perde o controle da situação, sua vida passa ser um inferno, porque sua escolha foi pelo que viu e não pelo que tinha dentro do “embrulho”. A bomba explodiu! O “antraz” o matou! Só resta agora o divórcio! “Porém seu pai e sua mãe lhe disseram: Não há, porventura, mulher entre as filhas de teus irmãos, nem entre todo o meu povo, para que tu vás tomar mulher dos filisteus, daqueles incircuncisos? E disse Sansão a seu pai: Toma-me esta, porque ela agrada aos meus olhos” (Juízes 14.3). O que me faz ter a certeza de um dia ser ajuntado por Deus?! Quando Deus fez o homem, Ele fez seu manual: a Bíblia. Tudo que é fabricado tem seu manual. A Bíblia é o manual do homem, mas infelizmente, muitos não consultam esse manual. Quando digo homem, estou me referindo à mulher também. Você encontra uma pessoa para namorar. A primeira coisa que deve analisar nesta pessoa não são as virtudes, mas sim seus defeitos. Por quê? Porque a beleza dessa pessoa pode cobrir seus defeitos. Então ignore a beleza e vá direto aos defeitos. Defeitos estes, que se você aceitar para viver com eles o resto da vida, terá que perdoá-los. Lembre-se, há defeitos que podem ser consertados, outros não, porque vêm do caráter e o caráter é a base para a construção de um ser perfeito ou imperfeito. Um abraço e até a próxima semana.

A inflação diminuiu um pouco quando tivemos uma queda na conta de luz. O índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, há pouco divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística é uma prévia da inflação oficial no Brasil. A principal pressão que contribuiu para a queda do indicador veio da energia elétrica resultante da política de redução de tarifas do governo federal que tem como objetivo controlar a alta de preços e estimular a produção. Assim as contas de luz ficaram quase 14% mais baratas de janeiro para feverei-

ro. Note-se que o grupo alimentação e bebidas tiveram alta nesse início de ano. Os problemas de calor e chuvas excessivos prejudicaram a lavoura aumentando os preços de certos produtos principalmente o tomate, a cebola, hortaliças e a batata inglesa. Também as despesas com uniformes, material escolar e matrículas pesaram nos bolsos do povo. A queda na conta de luz aliviou um pouco a inflação. Algo foi feito para o nosso bem. Que os responsáveis pela nossa vida pensassem sempre em fazer alguma coisa para melhorar a nossa vida.

Anjos de Patas Aos poucos, Paraíso vai entrando na nova ordem de comportamento humano que rege o terceiro milênio, e conscientizando-se de que o uso de animais como meio de transporte é aviltante, ultrapassado e improdutivo. Na tarde de segunda geira (25-02), nós membros da ong. ADAP fomos atender a uma ocorrência; uma égua que havia sido atropelada no sábado (23-02) e estava abandonada pelo dono em um terreno baldio. Quando chegamos ao local averiguamos que o sofrimento do animal era imenso, mais de dois dias depois do acidente a égua estava em pé, tremendo, sem poder se alimentar nem beber água e sem nenhum atendimento médico, causando revolta nas pessoas que presenciaram o fato. O Canil Municipal, com a sensibilidade do governo Rêmolo Aloise e a competência da nova coordenadora, Maiza Eliane de Oliveira, aos poucos, vai recebendo as adequações referentes ao bom atendimento à nossa população canina. O uso de animais em passeios e eventos recreativos como rodeios, é uma prática covarde e perversa realizada

por pessoas insensatas que, como Deuses Luciferianos, se comprazem com o sofrimento dos animais. Nós, membros da ADAP (Associação dos Protetores de Animais de Paraíso) estamos planejando por em pauta na Câmara Municipal, projeto de lei proibindo este tipo de evento em nossa cidade, bem como uma rígida regulamentação da postura humana diante da posse deles, e estamos convocando todas as demais pessoas de bom senso para unirem-se a nós nessa luta pois Paraíso tem que sair da era medieval. Já somos muitos, e com a adesão de todos os que querem o fim dessas atrocidades a vitoria é certa. Diga não aos rodeios e aos maus tratos cometidos aos “Anjos de Patas”. Existem milhares de outras formas de lazer sem o uso de animais, o uso do sedém nos rodeios é uma crueldade desumana, não haverá paz no mundo enquanto não estirparmos a violência que habita os corações trevosos destes seres perversos que se comprazem na dor, comportando-se como Deuses diante dos animais e como animais diante de Deus. NELSON GADI; VICE-PRESIDENTE DA ADAP – CEL. 8823-3018

por Gérson Peres Batista

Em andamento o 79º Brasileiro de Xadrez Depois de disputadas cinco rodadas do 79º Campeonato Brasileiro Absoluto de Xadrez, em Montenegro/RS, o paraisense Evandro Amorim Barbosa (20 anos) mantém excelente desempenho. Barbosa ganhou três partidas (contra Mateus Nakajo, Andrey Neves e o MF Maximo Iack Macedo), empatou uma (com o GM Krikor Mekhitarian) e perdeu outra (para MI Yago Santiago). A edição 2012 do Brasileiro Absoluto reúne os 12 melhores enxadristas do país. Começou em 25 de fevereiro e vai até 6 de março. A promoção é da Confederação Brasileira de Xadrez e a organização da Federação Gaúcha de Xadrez. Premiação oferecida: R$ 10 mil. Classificação parcial

NOVA PETRÓPOLIS A cidade gaúcha de Nova Petrópolis realizou de 22 a 24 de fevereiro uma das etapas do Aberto do Brasil, evento oficial da Confederação Brasileira de Xadrez. Tomaram parte no III Aberto do Brasil de Nova Petrópolis um total de 50 jogadores, em busca da premiação de R$ 4,2 mil oferecida pela organização e também de preciosos pontos no ranking internacional. Quatro jogadores fizeram cinco pontos e dividiram o primeiro lugar. O MI Evandro Amorim Barbosa foi um destes jogadores, ao vencer quatro partidas e empatar duas. No critério de desempate, Barbosa ficou com a terceira colocação e ganhou 6,8 pontos

Marcelo Konrath

Evandro Amorim Barbosa joga sua segunda Final do Brasileiro Absoluto

no ranking mundial. O campeão foi Rodrigo Borges, do RS. PARTIDA 79º Campeonato Brasileiro Absoluto Brancas: GM Mekhitarian, Krikor Sevag Mekhitarian (2546) Pretas: MI Evandro Amorim Barbosa (2422) Montenegro/RS: 1ª rodada – 25 de fevereiro de 2013 1. e4 c5 2. Cc3 e6 3. d4 cxd4 4. Cxd4 Cc6 5. Cc3 Dc7 6. Be3 a6 7. Dd2 Cf6 8. OO-O Bb4 9. f3 Ce5 10. Cb3 b5 11. De1 Be7 12. f4 Cg6 13. e5 Cg4 14. Ce4 Cxe3 15. Dxe3 O-O 16. Bd3 Bb7 17. The1 Bd5 18. Rb1 Tfc8 19. Cd4 Da5 20. Cb3 Dc7 21. Cd4 Da5 22. Cb3 1/2-1/2

e-mail: sergi.magalhaes@bol.com.br SERGIO MAGALHÃES

Não deu para Luiz Razia Divulgação

Luiz Razia está fora da Fórmula 1. A notícia pingou quando esta coluna já estava na redação do JS e falava do imbróglio que o piloto vivia com a Marussia por conta de seus patrocinadores não terem quitado o valor combinado. Uma tentativa mal sucedida e sem planejamento. Ninguém ficou sabendo quem, ou quais, eram os patrocinadores de Razia. Logo de cara causou estranheza quando o piloto anunciou que correria pela Marussia e não participou da cerimônia de lançamento do novo modelo MR02. E levou tempo até que o time confirmasse sua contratação. Foi o primeiro sinal de que havia alguma coisa errada. O segundo foi o impedimento de Razia treinar semana passada em Barcelona. Max Chilton foi escalado para conduzir os trabalhos de acerto do novo carro nos quatro dias de testes. O motivo? o óbvio. A Marussia não recebeu e por isso deixou o piloto de molho. E assim, pela primeira vez desde 1978 o Brasil terá apenas um piloto na Fórmula 1, Felipe Massa, na Ferrari. Jules Bianchi, francês que faz parte da academia de formação de jovens pilotos da Ferrari substituirá o brasileiro. Uma mudança de última hora porque Bianchi acabara de ser preterido pela Force India onde disputava a até então última vaga em aberto com Adrian Sutil. Assim funcionam os negócios na Fórmula 1, não pagou, não corre. Diferente do baiano, o brasiliense Felipe Nasr, uma das maiores esperanças brasileira no automobilismo, mostrou seu novo carro da GP2 fortemente apoiado pelo Banco do Brasil, OGX, de Eike Batista, e pela Sky. Um planejamento sério que vem sendo cumprido à risca com o objetivo de levá-lo à Fórmula 1 e certamente o fará entrar pela porta da frente em 2014. Razia terminou 2012 com o vicecampeonato da GP2 e não lhe restava outra escolha senão fechar com a Marussia. Depois de cinco temporadas na principal categoria de acesso esta era sua última chance de correr na Fórmula 1. Antes negociou com Force India e Caterham, mas todas as tentativas foram frustradas. E a vaga na Marussia só pintou depois que Timo Glock abriu mão de seu

Rubens Barrichello disputará toda a temporada da Stock Car com o carro 111 da Medley Full Time

contrato e foi correr no Campeonato Alemão de Turismo (DTM). Era pegar ou largar, o problema foi a falta de planejamento e o envolvimento com apoiadores obscuros. E Razia está pagando caro por isso. A Fórmula 1 realiza os últimos preparativos em Barcelona antes do embarque para a Austrália onde o campeonato começa no próximo dia 17. Os treinos que começaram na quinta-feira terminam neste domingo e fica combinado para a semana que vem uma analise geral do que foram os 12 dias de pré-temporada. STOCK CAR A principal categoria do automobilismo brasileiro dá a largada para a 35ª temporada na pista de Interlagos. Serão 12 corridas e a principal mudança está na programação televisiva. O SporTV se encarrega de mostrar tudo ao vivo, inclusive o treino classificatório de cada etapa. Desta vez a Globo transmitirá apenas três provas na íntegra. As outras novidades são a volta dos pneus Pirelli substituindo os Goodyear, a distribuição de dois pontos a mais para o vencedor de cada etapa, aumentando de 2 para 4 pontos a diferença para o 2º colocado, a presença de Rubens Barrichello com o carro 111 da Medley Full Times em todo o campeonato, e o fim dos treinos livres de sexta-feira. A largada para a etapa de Interlagos está prevista para as 11h deste domingo.


Jornal do Sudoeste

São Sebastião do Paraíso-MG e Região 2 de Março de 2013

página 5

Presidente da ACEP diz não ter cometido erro e não renuncia Anderson “Carioca” afirma que manifesto na câmara foi motivado por questões pessoais com um estudante Por Ralph Diniz

A manifestação de mais de uma centena de universitários contra o presidente da ACEP (Associação Cultural e Educacional Paraisense), na Câmara de Vereadores de São Sebastião do Paraíso no dia 21, foi o estopim que reascendeu uma polêmica que perdura há anos. Os estudantes que viajam para instituições de ensino superior de outros municípios da região pediram a renúncia de Anderson Martins (o Carioca) sob a alegação de que ele, entre outras coisas, não prestaria contas do dinheiro arrecadado pela associação. Motivados pela taxa de anuidade cobrada de cada aluno (R$ 115) e pelo aumento no preço das mensalidades dos viajantes, o grupo levou sua indignação aos vereadores que apoiaram a causa e se prontificaram a ajudá-los no que fosse necessário. Alguns vereadores chegaram a colocar a assessoria jurídica da casa à disposição. A criação de uma nova associação também foi sugerida. Diante disso, a reportagem do Jornal do Sudoeste entrou em contato com o presidente da ACEP, que se defendeu das acusações de estudantes e de alguns vereadores. De acordo com Anderson Martins, a manifestação realizada nos últimos dias de fevereiro teria sido organizada por um único jovem, o qual ele teria problemas pessoais. Conforme explica, a maioria dos universitários foi à câmara para solicitar maior apoio do município, contudo, a situação teria sido “virada de última hora”. “Existe um líder de linha contra a minha pessoa por motivos de prestação de serviços da família dele para a ACEP no passado. Fizeram politicagem em cima do meu nome, inclusive alguns verea-

dores. Existem boatos que vão se multiplicando, só que eu não posso admitir que isso aconteça”, declara. Carioca diz que já solicitou judicialmente cópias da gravação da referida sessão e de reportagens exibidas nos dois canais de tevê local. Também afirma que a ACEP não tomará nenhuma decisão “impensada”. ACEP COMO “MODELO” E A RENÚNCIA A possibilidade da criação de uma “nova ACEP” não preocupa Anderson Martins. Ele declara que essa situação faria com que os estudantes conhecessem de perto as dificuldades de administrar uma associação. Carioca fala em “modelo de gestão” para a formação de associações em outras cidades. “Já ajudamos estudantes em várias cidades e agora vamos para Ribeirão Preto auxiliar na montagem de mais uma associação. Tenho a consciência tranquila de que trabalho sério está sendo feito”. Sobre a “sugestão” de renúncia durante a sessão da câmara, Martins deixa claro que não abandonará seu posto de presidente. “Não vou renunciar, pois seria fraqueza da minha parte. Eu estaria reconhecendo um erro que eu sei que não cometi”, ressalta. ESTUDANTES COMO PRIORIDADE “O presidente da ACEP busca o melhor para os alunos”. Com essa afirmativa, Anderson Carioca defende sua permanência a frente da associação. Mesmo com os ataques, ele afirma que continua seu trabalho em prol dos universitários e cita algumas conquistas obtidas nos últimos dias. “Estamos em negociação com a Universidade de Franca

(Unifran) para conseguir descontos de até 40% de desconto para os estudantes. Também firmamos parceria com a Unifeg (Universidade Federal de Guaxupé), que vai bonificar nossos alunos com abates nas mensalidades”. PRESTAÇÃO DE CONTAS Martins ainda anuncia que o escritório contábil da associação concluirá nos próximos dias toda a prestação de contas dos últimos quatro anos da entidade. Os documentos devem ser entregues ao Ministério Público no início da próxima semana. “Vamos pedir essa intervenção, embora não seja de sua competência fiscalizar associações”, completa. No que diz respeito ao valor da anuidade, o presidente explica que o dinheiro é utilizado para custear o salário de funcionários, aluguel, contas diversas e assistência técnica e substituição de equipamentos. Anderson ainda afirma que a maioria dos universitários não mostra interesse em acompanhar o trabalho da ACEP. “É feito um balanço do ativo e passivo, e isso é afixado na associação no final de cada ano, porém, ninguém percebe. Tudo fica a disposição. Em 2008 ocorreu o mesmo problema e um promotor afirmou que vários alunos criticavam, mas deixavam de participar. Isso continua a acontecer. A maior dificuldade que nós temos hoje é de levar os alunos para participar dos cálculos mensais”. FRETE O valor das diárias de viagem também tem sido muito questionado pelos usuários do transporte. Para Franca, por exemplo, são cobrados R$ 510 por ônibus. A classe quer que esse preço seja reduzido. Cari-

Três vereadores de Paraíso participam de curso da Ameg ANA P. HORTA

Os vereadores paraisenses Jesu Paulo Araújo (Jesu da Adega), José Luiz do Érika e Marcos Antonio Vitorino participaram de curso promovido pela Associação dos Municípios da Microrregião do Médio Rio Grande – Ameg - realizado em Passos, durante os dias 26 e 27 de fevereiro. O curso foi ministrado por Luciano Adiel Lopes, especialista em Economia e Contabilidade do Setor Público, com o objetivo de orientar os vereadores, assessores e servidores de câmaras municipais, focando o desenvolvimento regional. Representantes de 14 municípios que integram a Ameg participaram do evento. Os três participantes de Paraíso ocupam pela primeira uma cadeira no Legislativo e afirmaram que o curso foi

esclarecedor no que se refere ao papel a ser desempenhado pelo vereador. Jesu destacou a importância das falas voltadas às responsabilidades do cargo: “Não podemos assinar nada sem antes ter conhecimento de causa, porque depois que assinar não adianta chorar se for algo que venha a ser prejudicial. Eu não vou assinar nada às pressas, com urgência. Melhor evitar erros do que se arrepender”, afirmou. Marcos Antonio Vitorino, o Marcão da Ambulância, disse que aprendeu muito sobre postura do vereador, regimento interno, lei orgânica e até normas de etiquetas que devem ser respeitadas dentro do Legislativo: “O curso me deu um norte. Vou aprimorar meu modo de trabalhar na Câmara, com atenção ao Código de Éti-

ca e às Leis que regem o Legisla-tivo”, comentou Marcão. José Luiz do Érika enfatizou que o curso levou aos seus participantes conhecimento jurídico a respeito do que se pode fazer enquanto vereador, dentro da moralidade e da imparcialidade. “O vereador precisa ser interessado para buscar conhecimento, pois só tentar resolver as coisas na boa vontade não basta; tem que se inteirar daquilo que está sendo discutido. A Ameg nos ofereceu a oportunidade de participar de um curso voltado ao conhecimento técnico na área Legislativa e antecipadamente já parabenizo pelo curso que será ministrado aos secretários municipais”, declarou José Luiz do Érika. (Ascom, Câmara Municipal)

CONSERTO DE TV LED, LCD E PLASMA, - SOM - MONITOR - MICROONDAS

A garantia do melhor conserto

Garantia de 4 meses TÉCNICO RESPONSÁVEL: Roberto

e-mail: eletronicadigital7@gmail.com - São Sebastião do Paraíso - MG Fone: 3558-1697- Av. Monsenhor Felipe, 129

oca diz que nada é impossível, contudo, conta que três empresas do ramo se recusaram a prestar serviços para a ACEP por causa do baixo valor. “O frete é como o aluguel: caro para quem paga, baixo para quem recebe”. De acordo com ele, o reajuste nos preços feito no início do ano pela empresa foi baseado no IGP-M (Índice Geral De Preços do Mercado) e ficou abaixo do aumento do salário mínimo. “É a metade (do reajuste) do salário, porém, todos os custos da firma subiram no mesmo patamar do salário mínimo. Até o ano passado eram todas microempresas e pagavam impostos mais baixos, porém, o governo exigiu que elas se transformassem em empresas de lucro presumido, com percentual de imposto maior”. Carioca também defende

que transportadoras que se propõem a fazer preços muito baratos costumam não atender todas as exigências dos órgãos reguladores. “Nós já tivemos problemas com isso no passado, com coisas clandestinas, erradas. A ACEP não pode ser parceira disso. Atrás desse frete existem vários encargos e autorizações”, conclui. Em reunião com o secretário municipal de Ciência, Tecnologia, Educação Profissional e Ensino Superior, Cícero Barbosa, na quarta-feira (27/02), um estudante apresentou documento com mais de 400 assinaturas de associados que desejam a realização de assembleia. Nesta semana, Anderson Martins apresentou ofício de esclarecimento à câmara e aos estudantes. Segue abaixo a reprodução do texto encaminhado aos universitários:

São Sebastião do Paraíso – MG, 28 de fevereiro de 2013 Ofício Nº 011 Com meus cordiais cumprimentos a todos, em respeito, que venho através deste manifestar sobre a atual situação. Estou sendo vítima de um desafeto pessoal com um Líder, no qual está tumultuando todo andamento da ACEP. Deixo-me a disposição para os questionamentos plausíveis de vocês associados, tendo em vista que o tumulto gerado não está trazendo benefício algum para as partes. Sendo (que) este presidente sempre ficou ao lado dos alunos e que está aberto a qualquer questiona-mento de vocês associados. Solicito aos alunos de cada linha que nos tragam seus questionamentos e dúvidas por escrito para que eu possa auxiliar tais questões. Estou prontamente aberto para quaisquer dúvidas.


Jornal do Sudoeste

página 6

Infraero e Setop discutiram novos aeroportos em Minas Presidente da Estatal e secretário Carlos Melles enfatizaram a importância do transporte aéreo para o desenvolvimento, emprego e renda

Melles e Giustavo do Vale - Infraero

O presidente da Infraero, Gustavo do Vale, recebeu na quarta-feira (27/02), em Brasília, o secretário de Transportes e Obras Públicas de Minas Gerais, deputado Carlos Melles, quando discutiram uma pauta de investimentos em infraestrutura aeroportuária no estado, incluindo o aporte de recursos previstos para o Programa de Investimentos em Logística: Aeroportos, lançado pela presidente Dilma Rousseff, e que prevê um investimento de R$ 7,3 bilhões em 270 aeroportos regionais. “Tanto na Infraero, como na Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República, estamos trabalhando em estreita parceria para que Minas tenha modernos aeroportos nos grandes centros urbanos, como também aeroportos mais estruturados para servir as cidades do interior”, comenta Carlos Melles. O novo modelo da aviação regional que está discutido é

dividido em aeroportos pequenos, médios e grandes, com o programa de implantação e construção da aviação regional sendo de responsabilidade do governo federal, o que liberará Estados e municípios para cuidar de outros investimentos correlatos ao setor. Apesar deste esforço, em Minas – cujo programa ProAero já investiu na pavimentação, ampliação e modernização de dezenas de aeroportos, o Governo do Estado anunciou um novo pacote de R$ 235 milhões, para atender às necessidades de modernização da malha aeroportuária mineira. “Estamos vendo uma mobilização grande tanto do Governo Federal, como do Governo de Minas, confirmando a importância do transporte aéreo como ferramenta para o desenvolvimento, emprego e renda”, pontuou o secretário Carlos Melles. (Paulo H. Delfante)

Prefeitura Municipal de São Sebastião do Paraíso – MG. Processo de Licitação, modalidade Pregão n.º 013/2013, Presencial, Processo n.º 00209/2013, Tipo Menor Valor Por Lote Objeto: Contratação de pessoa jurídica para prestação de serviços de coleta, transporte e tratamento dos redíduos oelosos provenientes das operações normais de posto de combustível, conforme termo de referência constante do anexo I do edital, pelo períoso de 12 (doze) meses. A abertura será dia 15 de março de 2013, às 09:00 horas. O edital completo e as demais informações relativas a presente licitação encontram-se à disposição no site: www.ssparaiso.mg.gov.br e na Prefeitura Municipal, Gerência de Compras e Licitações, na Praça dos Imigrantes, n.º 20, Lagoinha, (Anexo I) nesta cidade, fone (0xx35) 3539-7000 ou fone/fax (0xx) 3539-7015, diariamente das 08:00 às 11:00 e das 13:00 às 17:00 horas, onde poderão ser lidos, examinados e adquiridos. São Sebastião do Paraíso – MG, 21 de fevereiro de 2013. WELLINGTON BONACINI DE CARVALHO – Pregoeiro. Prefeitura Municipal de São Sebastião do Paraíso – MG. Processo de Licitação, modalidade Pregão Presencial n.º 011/2013, Processo n.º 0198/2013, Registro de Preços n.º 008/2013, Tipo Menor Valor Por Item Objeto: Contratação de pessoa jurídica, para prestação de serviços na locação de van, destinados a manutenção das atividades da Secretaria Municipal de Saúde e Ação Social, por um período de 12 (doze) meses. A abertura será dia 18 de Marco de 2013, às 09:00 horas. O edital completo e as demais informações relativas a presente licitação encontram-se à disposição no site: www.ssparaiso.mg.gov.br e na Prefeitura Municipal, Gerência de Compras e Licitações, na Praça dos Imigrantes, n.º 20, Lagoinha, (Anexo I) nesta cidade, fone (0xx35) 3539-7000, ou fone/fax (0xx35) 35397015, diariamente das 08:00 às 11:00 e das 13:00 às 17:00 horas, onde poderão ser lidos, examinados e adquiridos. São Sebastião do Paraíso – MG, 01 de março de 2013. Wellington Bonacini de Carvalho – Pregoeiro. Prefeitura Municipal de São Sebastião do Paraíso – MG. Processo Administrativo nº 0142/13, Chamamento Público nº 003/2013. Objeto: Credenciamento de profissionais formados na área de publicidade, comunicação ou marketing ou que atuem em uma dessas áreas, com o objetivo de que estes componham a subcomissão técnica que ficará a encargo da análise das propostas técnicas referentes ao processo de licitação de publicidade e propaganda, nos termos da lei federal nº 12.232/ 10. A Prefeitura Municipal de São Sebastião do Paraíso, Minas Gerais, informa a todos interessados, que foram credenciadas as pessoas constantes abaixo, com o intuito de que estas participem do sorteio que dará formação aos três membros integrantes da subcomissão técnica, responsável pelas análises das propostas técnicas dos futuros participantes do processo licitatório de publicidade e propaganda, que se encontra em fase de montagem. Informa-se ainda que a sessão pública para realização do sorteio acontecerá no dia 14 de março de 2013, na sala de licitações, localizada na Praça dos Imigrantes nº 20 – Lagoinha, as 09:00 horas, estando todos interessados convocados a participarem da presente. Ressalta-se que qualquer interessado poderá impugnar pessoa integrante da relação citada até 48 (quarenta e oito) horas antes da sessão pública destinada ao sorteio, mediante apresentação de fundamentos jurídicos plausíveis, devendo protocolar seu pedido no Protocolo Geral desta Prefeitura, localizado na Praça dos Imigrantes nº 100, Lagoinha, das 11:00 horas as 17:00 horas. Os interessados credenciados são: Rozirene Ozelim – CPF 438.931.711-34; Marco Túlio Busti Souza – CPF 100.715.16689; Letícia Rafaela Alves Pires – CPF 343.097.748-73; Fernando Dal Moro Teixeira da Silva – CPF 327.242.188-25; Eric Micael Petriks Barbosa – CPF 357.433.508-33; Juliane Ferreira Nunes da Silva – CPF 262.052.558-63; Renata Domingues Beneti Soares – CPF 215.464.938-67; Elvis Fabrício Ramos – CPF 418.636.195-0; Soraia Maria Nunes da Silva – CPF 112.257528-92; Daniel Faiad Barreto – CPF 215.465.088-05; Daniel Ramos Pacheco – CPF 329.858.418-52.Quaisquer dúvidas sobre o processo em questão poderão ser sanadas através dos telefones (35) 3539-7000 ramal 7143, diariamente das 08:00 às 17:00 horas e (35) 3539-7015. São Sebastião do Paraíso – MG, 01 de março de 2013. Arineu Teodoro Duarte – Presidente da Comissão Permanente de Licitações.

Condomínio Residencial Morada dos Ipês EDITAL DE CONVOCAÇÃO O Síndico do CONDOMÍNIO RESIDENCIAL MORADA DOS IPÊS, situado nesta cidade de São Sebastião do Paraíso, a Av. Zezé Amaral, 800, Jardim Acapulco, em cumprimento à Lei de Condomínios convoca os senhores condôminos para a Assembléia Geral Extraordinária, a ser realizada no dia 16 (Dezesseis) do mês de março de 2013 (dois mil e treze) – sábado, no Anfiteatro do CEDUC – Centro de Educação Profissional do Sudoeste Mineiro, situado na Av. Wenceslau Braz, n° 1018/1038, Lagoinha, em 1ª (primeira) convocação às 14:00 (quatorze) horas, com a presença de no mínimo 2/3 dos seus condôminos, não havendo “quorum”, em 2ª convocação às 14:15 (quatorze horas e quinze minutos), quando deliberará com a metade e mais 01 (um) dos condôminos, persistindo a falta de “quorum” em 3ª e última convocação, às 14:30 (quatorze horas e trinta minutos), no mesmo local e data com a presença de qualquer número de condôminos, para deliberar e aprovar a ordem do dia. Declaramos que o número de membros nesta data são 93 (noventa e três). Ordem do dia: 1 – Construção do 4º Bloco; 2 – Proposta de parcelamento e/ou financiamento do restante da construção do 4º, 5º e 6º blocos. 3 – Entrega da cópia da Convenção Coletiva; 4 – E demais assuntos de interesse. • È lícito aos senhores condôminos se fazerem representar na Assembléia ora convocada por procuradores, munidos com procuração específicas; • A ausência dos senhores condôminos não os desobrigam de aceitarem como tácita concordância aos assuntos que forem deliberados. São Sebastião do Paraíso, 01 de março de 2012. Everaldo Souza Marques - Sindico

São Sebastião do Paraíso-MG e Região 2 de Março de 2013

• São Tomás de Aquino •

APENAS UMA CASA VELHA Selma Braia

Sobre a encosta ergueu-se o arraial de São Tomás de Aquino. Aos poucos, do caos inicial, os contornos de uma pequena cidade delineava-se na exuberante paisagem mineira. Com o tempo, construções robustas e imponentes começaram a ser erguidas, resultado do rápido desenvolvimento do povoado, mudando a paisagem criada pelos casebres de paua-pique e ruas enlameadas. Em pouco tempo o pequeno vilarejo conseguia fazer sombra a sua vizinha São Sebastião do Paraíso e, paraisenses ilustres ali se instalaram alavancando, juntamente com outros moradores vindos de longe atraídos pela prosperidade do local, o desenvolvimento da cidadezinha. Fábrica, jornal, escola, hospital, cinema, fanfarra, teatro, hotel, banda no coreto da praça, enfim, cultura. Era preciso um local onde a Câmara Municipal se instalasse, uma construção imponente que fizesse jus à importância que São Tomás de Aquino conquistava no cenário regional. O local escolhido? O casarão da rua Alves de Figueiredo, 313. Casarão esse que resistiu heróica e imponentemente aos anos e moldou a paisagem do centro da simpática e hospitaleira cidade. Durante décadas, o casarão pertenceu aos meus tios Antônio e Aparecida. Recordo-me do meu encantamento quando entrei pela primeira vez naquela casa. Foi por ocasião do 6º aniversário de minha prima querida, Maria Alice, que viria a ser uma grande amiga ao longo de minha vida. Foi mágico quando atravessei os portais da entrada principal no alto, para mim, na época, pequeno que era, de uma grande escadaria. Senti-me entrando em um palácio como aqueles dos contos de fada dos livros que eu já lia. O escritório onde, alguns anos mais tarde, minha prima e eu, nos arroubos da juventude usamos, escondidos, lança-perfume, roubado do primo Francisco, substância proibida para crianças, mas “liberada” para adultos em um dos memoráveis carnavais do Clube Recreativo Aquinense. Perdoem-me queridos pri-

Casarão Tradicional da Rua Alves de Figueiredo

mos por “entregá-los”, mas não se preocupem o tempo já tratou de prescrever o crime se o houve, na verdade os tempos eram outros, de sentimentos verdadeiros, de valores enraizados, de uma deliciosa ingenuidade! A sala de TV; o imenso salão onde entre o fascínio e o desejo encontrava-se a mesa de doces e bolo de aniversário, a mais bela que os olhinhos tímidos do garotinho da roça já viu durante toda sua vida, por muito tempo guardei os papéis franzidos de cor azul que embalavam as balas de coco. Cenário, também, de importantes decisões tomadas pelos chefes políticos do passado; os quartos espaçosos e a infinidade de imensas janelas com vidros polidos com jornal, trabalho árduo de horas a fio executado por minhas primas e que se abriam para o céu e o refletia no vitrificado assoalho de madeira de lei. O barracão com a lavanderia, os fornos e fogão- à- lenha onde, magistralmente, meus tios transformavam matéria-prima em doces espetaculares. Sinto, ainda hoje, o cheiro de noz-moscada, ingrediente “secreto”. Foi paixão à primeira vista

e nunca fiz segredo disso, apesar de, secretamente, desejar possuí-la para que permanecesse eternamente imutável. Agora ela me pertence, pois a minha memória capitalista algum será capaz de demolir. Mas meu coração está em prantos. Hoje eu choro, choro de verdade! Não só pela casa velha que existirá na memória daqueles que a conheceram, mas choro, principalmente, pela falta de cultura, pela desfaçatez, pela falta de sensibilidade e de respeito à memória de inúmeras gerações que sempre tiveram a casa velha como referência, como história, como orgulho aquinense. A realidade, infelizmente, se concretiza nos versos de Sampa de Caetano Veloso: “A força da grana que ergue e destrói coisas belas”. Solidarizome com minhas primas, primos e descendentes e com todos os verdadeiros aquinenses que, hoje, com certeza, se sentem, como eu, traídos, apunhalados, como se a cidade bombardeada por inimigos cruéis (inacreditavelmente aquinenses quase como nós, por isso o sentimento de traição ) nos legasse uma imensa

ferida em seu coração e, no lugar da velha casa, memória do brilho que a cidade teve um dia, restasse apenas escombros, ruínas, nada mais... Que bom seria se nesse país a cultura não fosse privilégio de poucos, pois se o contrário fosse verdadeiro não estaria chorando, mas sim, rejubilando-me com a notícia da restauração da casa velha de nº 313 da rua Alves de Figueiredo, bem em frente do já descaracterizado Clube Recreativo Aquinense, no coração da triste cidade. Acredito que, por anos, não conseguirei passar por aquela região. A cidade morreu um pouco dentro de mim, com o desaparecimento da casa velha. Triste do povo que não preserva seu patrimônio, sua memória! JOSÉ MAURO SILVA, Aquinense, hoje com um pouco menos de orgulho, e profundamente indignado. Formado pela PUC Campinas e Analista Pedagógico pela Superintendência Regional de Ensino se São Sebastião do Paraíso. jmaurosilva1@hotmail.com

Arantes celebra iniciativa da UFLA em seminário mas alerta para o momento do café e do leite O deputado Antônio Carlos Arantes participou quinta-feira (28/02), do Seminário sobre “Gestão do Desenvolvimento Local e Possibilidades de Parcerias Entre a Universidade Federal de Lavras – UFLA - e as Prefeituras Municipais para Captação de Recursos Públicos”. A iniciativa visa buscar projetos e programas que venham colaborar com a captação de recursos em prol das cidades de quatro associações da região: Associação dos Municípios do Lago de Furnas (ALAGO), Associação da Microrregião do Alto Rio Grande (AMALG), Associação dos Municípios da Micro-Região do Baixo Sapucaí (AMBASP) e Associação dos Municípios da Microrregião dos Campos das Vertentes (AMVER). Arantes enalteceu a iniciativa da UFLA em amparar os municípios das associações representadas com projetos e programas e se recordou, inclusive, de sua experiência quando prefeito com 28 anos em Jacuí. “Naquela oportunidade conseguimos projetos

por meio da Fundação Getúlio Vargas e Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e melhoramos a vida da nossa cidade”. O parlamentar, que preside a Comissão de Política Agro-pecuária e Agroindustrial da Assembleia de Minas, mostrou sua preocupação sobre o futuro do café e o leite no Estado. Segundo Arantes, se não houver uma pressão em cima do Governo Federal, “o café

e o leite são a mola mestre da economia de Minas e com o preço da saca do café abaixo de R$ 300, não se cobre o custo de produção e os municípios poderão quebrar”. Salientou que os cafeicultores precisam se organizar para combater uma possível crise que se aproxima. Antônio Carlos lembrou que irá homenagear o atual ministro dos Esportes, Aldo Rebelo, que em grande parte das

discussões do Código Florestal Brasileiro, foi o relator do projeto. “É uma oportunidade para agradecermos ao ministro os avanços que tivemos no campo e de mostrarmos a união em torno do produtor”, ponderou também. O reitor da UFLA, professor José Roberto Scolforo frisou que a instituição acadêmica não tem bandeira política, mas que deseja ser um pilar nos projetos das prefeituras. O evento contou com a presença de secretários de Estado como Carlos Melles (DEM), Bilac Pinto (PR) e Nárcio Rodrigues (PSDB), deputados estaduais e federais, além de prefeitos da região, lideranças políticas e a comunidade acadêmica. No seminário houve a assinatura de ordens de serviço do parque científico e tecnológico de Lavras, a divulgação de obras estruturantes da universidade e exposição de políticos e técnicos para informar aos presentes quanto às exigências burocráticas na captação de recursos por meio dos projetos e programas.


Jornal do Sudoeste

São Sebastião do Paraíso-MG e Região 2 de Março de 2013

página 7

Parecer pede Campanha realizada no Salão do arquivamento do SENAC arrecada alimentos para pedido de cassação entidades assistenciais de Paraíso do vereador Valdir do Prado Alunos dos cursos de Cabeleireiro e Manicure realizam serviços no salão em troca de doações

Ana P. Horta

Vereador Valdir Donizete do Prado (PR) diz que acusação não o preocupa Por: Roberto Nogueira

A Procuradoria Jurídica da Câmara Municipal dos Vereadores de São Sebastião do Paraíso emitiu na manhã de sexta-feira, 1º de março, parecer que pede o arquivamento do pedido de cassação do vereador Valdir Donizete do Prado (PR). A proposta de cassação foi apresentada pelo advogado Ronaldo José Custódio e lida no plenário durante a sessão da quinta-feira, 28 de fevereiro. “Solicitei um parecer jurídico, antes de me posicionar e a decisão deverá ser levada ao conhecimento do plenário”, comentou o presidente da câmara, José Luiz Correa (PT). A acusação contra Valdir do Prado segundo o advogado requerente é motivada por uma dívida do vereador para com os cofres municipais, quando ele ainda atuava na gestão de 2001/2004. O advogado alega que Valdir fora condenado em ação popular, a devolver aos cofres públicos municipais, por ter feito uso indevido dos mesmos. “Com base no clamor popular, é que o ora requerente vem a esta casa, requerer o afastamento imediato do vereador”, descreve a correspondência lida na sessão ordinária da Câmara. Ainda conforme o advogado Custódio, a dívida do vereador com o município é de R$ 42.617,10, “em apenas uma das ações em que é executado pela fazenda pública municipal. A questão vem sendo discutida judicialmente e o vereador Valdir do Prado já teria proposto um parcelamento da dívida. O advogado acha “inadmissível” que Valdir esteja ocupando uma cadeira na Câmara e cobra providências, dizendo que a casa deve respeito aos munícipes e que seu pedido deve ser acatado de pronto. Ele frisa que a iniciativa do requerimento de cassação “não tem condão de pessoalidade, e sim por questão de justiça”, conclui. O presidente da Câmara, José Luiz Correa após determinar que o documento enviado pelo advogado fosse lido em plenário, comentou a situação. “Como medida prática solicitei um parecer jurídico para que possamos analisar e tomarmos uma posição”, disse. Ele não fez nenhum juízo de valor em relação à denúncia, mas fez ponderações, considerando que a situação do vereador Valdir do Prado ainda encontra-se em vias de negociação com a Justiça. “Sei que há uma proposta para amortizar a dívida, que ele reconhece, não é uma proposta definitiva e a própria Justiça vai deliberar se aceita ou não e ainda cabem novas discussões para a questão”, argumenta Correa. A princípio ele acredita que “o fato de haver uma dívida que está sendo discutida judicialmente, sem uma sentença definitiva, não é motivo para a cassação ou suspensão do mandato”, conclui. José Luiz acrescentou que aguarda o parecer do Procurador Jurídico da casa. “Vamos aguardar as instruções e todos vereadores, a imprensa e a população serão informados sobre os procedimentos a serem tomados”, finaliza. O vereador Valdir Donizete do Prado disse que trata-se de

uma denúncia sem fundamento e se diz com sua consciência tranquila. “Não sei qual a intenção dele em fazer uma proposta desta, são acusações sobre uma situação que está sendo tratada judicialmente, não existe nenhuma decisão ainda, estou negociando a forma de pagar os valores, então é uma questão ainda em aberto”, relata. Valdir disse ainda que fez a prestação de contas de sua campanha eleitoral e teve tudo aprovado. “Todos viram como foi a minha campanha, a luta e o sacrifício que fiz, contei apenas com ajuda da minha família e alguns amigos, então não há motivos para me preocupar, tenho minha consciência tranquila, gosto de fazer política e não tenho que dar satisfação a este cidadão, isso não muda nada o trabalho que estou realizando”, explica. Ele acrescenta que existem pessoas desequilibradas e cada um tem uma forma de agir e pensar. “Este moço tentou entrar na política algumas vezes, ele nunca teve sucesso, eu mais uma vez fui eleito, aprovado e consagrado pelo voto popular e vou continuar a minha trajetória, não vou agir como pessoas derrotadas e frustradas”, concluiu. ARQUIVAMENTO Na manhã de sexta-feira, 1º de março, o procurador da Câmara, Marco Antônio Westin de Oliveira, emitiu parecer sobre o assunto. O Jornal do Sudoeste teve acesso ao documento em que é descartada a cassação do mandato do vereador Valdir Donizete do Prado (PR). O parecer explica que o ordenamento jurídico brasileiro possibilita cassação de mandato por quebra do dever de decoro parlamentar e apresenta argumentações. “Decoro é vergonha, ou seja, se dá quando o cidadão se envergonha de seu representante. Vem em seguida a escândalo e o cidadão fica com o rosto corado de vergonha, de seu representante”, anuncia. O procurador descreve que esta não é a situação narrada na petição de Ronaldo Custódio. “O assunto narrado e como narrado, nos conduz à conclusão de sub judice” e observa que o juiz ainda vai definir o valor a ser descontado e pago mensalmente, sendo que após ouvir o vereador e também o Ministério Público em seguida terá a sua decisão. “Não é de bom tom atropelar o pronunciamento judicial. É pouco democrático”, ensina. Ainda conforme o procurador da Câmara, tomando como parâmetro o Decreto Lei nº 201/67, “ao dispor sobre o processo e procedimento, estabelece um rito procedimental, homenageando a Constituição Federal, que lhe recepcionou. É o chamado devido processo legal, cultuado por nós, os advogados, pelos juízes e membros do Ministério Público”, esclarece. O procurador sinaliza ainda que a petição “não está em termos, desmerecendo a acolhida, tanto na forma, como também no conteúdo. Com tais desideratos, posiciona-se, a procuradoria pelo arquivamento, intimados os interessados”, finaliza o parecer.

As turmas dos cursos de Cabeleireiro e Manicure do SENAC de São Sebastião do Paraíso realizam ação social durante as atividades do salão e arrecadam alimentos para entidades assistenciais da cidade. Mais que uma ação social, é um ato de cidadania, uma vez que os cursos oferecidos pelo SENAC Minas formam não só profissionais qualificados, mas cidadãos preocupados com o próximo. A campanha é realizada periodicamente no salão de cabeleireiro e manicure da unidade e consiste na doação de alimentos não perecíveis, menos sal e fubá, para receber os serviços oferecidos pelas alunas dos cursos em questão. A última campanha aconteceu de outubro de 2012 a janeiro deste ano, com a formatura das turmas participantes, e beneficiou famílias carentes atendidas pelo Centro de Referência de Assistência Social CRAS -, de São Sebastião do

Paraíso. Outra instituição beneficiada foi o Lar São Francisco, que atende crianças carentes e sempre necessita deste tipo de auxílio. Para o diretor da unidade, Guilherme Miliani Suait, além de auxiliar a população carente, a campanha enaltece a solidariedade. “O aluno do SENAC tem a oportunidade de aprender a prática das suas atividades durante o período que atende os clientes no salão e a campanha faz aflorar o espírito de auxílio mútuo, despertando a cidadania também na comunidade”, diz o diretor. Durante o período dos cursos de Cabeleireiro e Manicure e Pedicure, o salão fica aberto à população e os serviços são oferecidos a preços simbólicos. Durante a campanha, os valores cobrados são substituídos pela doação de alimentos não perecíveis. O corte de cabelo é gratuito e os demais serviços, como escova e hidratação são equivalentes a 2 Kg de

alimentos e a tintura, 5 Kg. Para os serviços de Manicure e Pedicure os preços são substituídos por 2 Kg de alimentos, tanto para mão quanto para o pé. O atendimento do salão é feito durante o período de realização dos cursos, portanto é importante saber os horários. Atualmente, estão sendo realizados cortes de cabelo nos horários da manhã, das 8h30 às 12h30, e à tarde, das 13h30 às 17h30. Não é preciso fazer agendamento, mas há um limite de atendimentos diários, por isso, é sempre bom chegar cedo. Para quem se interessa pela profissão, uma nova turma do Curso de Cabeleireiro tem início em 11 de março, com término previsto em 19 de setembro, e será ministrado no período noturno, das 19h às 22h, de segunda a sexta-feira. O investimento é R$ 2.544,00, com 10% de desconto para pagamento à vista ou parcelado em

até 12 vezes no cartão de crédito. O objetivo do curso é capacitar pessoal para executar atividades de lavagem, hidratação, corte, desondulação, relaxamento, coloração, mechas e reflexos, penteados dos cabelos e outras atividades relativas aos cuidados e arranjos dos mesmos, utilizando materiais e técnicas adequadas, a fim de embelezá-los de acordo com a moda. Ainda na área de Beleza, o SENAC disponibiliza o curso de Técnicas de Maquiagem, com início no dia 25 de fevereiro, e término em 6 de março, também no período noturno, das 19h às 22h, de segunda a sexta-feira. O investimento é de apenas R$ 170,00, com 10% de desconto à vista ou parcelado em até 2 vezes no cartão de crédito. O objetivo é aperfeiçoar conhecimentos e habilidades para realização de maquiagens, de acordo com técnicas específicas, visando embelezar o rosto das clientes.

Prefeitura realiza “Audiência Pública” do 3º quadrimestre de 2012 na Câmara Por: Roberto Nogueira

A Prefeitura de São Sebastião do Paraíso realizou na quarta-feira (27/02), na Câmara Municipal, a audiência pública referente ao 3º quadrimestre de 2012. O evento contou com a presença de funcionários do setor contábil da Prefeitura, do secretário de Gabinete, Luiz Médici, vereadores, contadores, assessores e funcionários do Legislativo. Durante 1h30 foram apresentados relatórios sobre o cumprimento da execução orçamentária e fiscal no município desde setembro do ano passado. A iniciativa atende ao que prevê o artigo 9º, § 4º, da Lei Complementar Federal nº 101/ 00. Através da audiência são apresentados relatórios sobre a gestão fiscal que possibilita assegurar transparência dos gastos públicos e a consecução das metas fiscais, com a observância dos limites fixados pela lei. Os relatórios são divulgados ao final de cada quadribimestre. A apresentação dos balanços foi feita pelo contador da Prefeitura, Silvio Aparecido de Carvalho. Por mais de uma hora

ele fez a demonstração do relatório contido em documento com 16 páginas. Sobre a execução orçamentária da receita em 2012 foram previstos R$ 110.494.320,00 e arrecadados R$ 109.886.813,91. Do IPTU (Imposto Predial, Territorial, Urbano) foram recebidos R$ 3.763.826,45, já o IPVA (Imposto sobre Veículos Automores) resultou na receita de R$ 2.688.624,28. De ICM’s (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) foram apurados R$ 18.657.322,61. No entanto a maior fonte de receita foi o FPM (Fundo de Participação do Município), que resultou na geração de R$ 23.973.197,79. Do volume total orçado ao final do ano passado verificou-se variação em -0,7% ou seja, R$ 812.102,50 que fez com que o valor arrecadado ficasse em R$109.886.813,91. Em relação às despesas fixas, o contador citou o cumprimento das metas principalmente em relação à saúde onde o exigida a aplicação de 15% e utilizouse 25,67%. Quanto a Educação o volume aplicado atingiu 25,16%. “No começo do ano nós fazemos uma previsão de

EDITAL DE CONVOCAÇÃO A Banda Municipal de São Sebastião do Paraíso, inscrita no CNPJ sob número 20.926.176/0001-86 por seu presidente abaixo assinado, de acordo com seu estatuto, convoca seus membros para a Assembleia Ordinária a ser realizada em sua sede, na Praça João Batista Teixeira, s/n, centro, São Sebastião do Paraíso MG, no dia 14 de março de 2013 às 20 horas, para a eleição da nova diretoria. São Sebastião do Paraíso, 01 de março de 2013. Sérgio Zamperini Abreu – Presidente.

COOPERATIVA AGROPECUÁRIA PARAISENSE LTDA Rua Dr. Noraldino Lima, 35 – C.N.P.J.: 24.897.548/0001-44 São Sebastião do Paraíso – Estado de Minas Gerais EDITAL DE CONVOCAÇÃO ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA O Presidente da COOPERATIVA AGROPECUÁRIA PARAISENSE LTDA, de São Sebastião do Paraíso – M.G., no uso das atribuições que lhe conferem os artigos 22,23 e 35 dos Estatutos Sociais, convoca os Senhores Associados para se reunirem em ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA, a ser realizada no dia 19(dezenove) de MARÇO de 2013 às 17:00 horas, na sede da Cooperativa, à Rua Dr. Noraldino Lima nº 35, em 1a (primeira) convocação, com a presença de 2/3 (dois terços) do número de associados; em 2a (segunda) convocação, às 18:00 horas, com a presença da metade e mais 1 (um) dos associados, ou ainda, em 3a (terceira) convocação, às 19:00 horas, com a presença de no mínimo 10 (dez) associados para deliberarem sobre o assunto seguinte, ORDEM DO DIA 1- Prestação de contas da Administração, relativas ao exercício de 2.012; 2- Destinação das Perdas relativas ao exercício de 2012; 3- Fixação do valor dos honorários para os membros da Diretoria Executiva (Presidente, Vice-Presidente e Diretor Secretário), cédulas de presença dos Conselhos: Fiscal(titulares) e Administração(Vogais); 4- Eleição dos membros do conselho Fiscal para o exercício de 2.013; 5- Autorização para contrair empréstimos bancários através de hipotecas, e ou alienar bens imóveis. NOTA: Para efeitos legais e estatuários, declara-se que o número de associados da Cooperativa é de 1.149 (Hum mil, cento e quarenta e nove). São Sebastião do Paraíso, 28 de Fevereiro de 2013. NILTON JOSÉ PIMENTA PRESIDENTE

Foto: Roberto Nogueira

Audiência de prestação de contas reuniu vereadores, contadores e assessores na Câmara

arrecadação que é encaminhada ao Tribunal de Contas do quanto estima-se arrecadar. Em seguida vamos complementando as informações de como a receita se comporta dentro do que é previsto”, avalia. Ao final do evento o presidente da Câmara anunciou que a apresentação cumpriu a finalidade proposta. Ele admitiu que tem dificuldades em

entender todo o conteúdo, mas considerou que de forma geral os números da execução orçamentária está dentro da normalidade. “Tenho dificuldade de entender e interpretar tantos números, pelo que entendi em relação a deixar despesas para o outro gestor não é normal, mas acredito que cumprimos a lei em realizar a prestação de contas”, comentou.

• Dos Leitores • Sou morador nas imediações do Auto Posto São Sebastião e sei bem que foi assinado (chamado TAC) um acordo entre o sr. promotor e o sr. proprietário do posto, porém noto que o mesmo não está sendo cumprido, uma vez que está havendo eventos (shows) aos sábados e domingos, assim havendo grande aglomeração de pessoas, fumando e bebendo próximo às bombas de combustível. E depois da fatalidade acontecida em Santa Maria - RS, a gente fica preocupado, acontecer algo naquele lugar, é bem possível que um quarteirão inteiro vá pro ar, inclusive a minha casa. Então caro Sr. jornalista gostaria de deixar registrado a minha indignação com autoridades / órgãos fiscalizadores sobre esse acontecimento; pois depois da desgraça feita, não se pode voltar atrás! Obrigado, JOSÉ SANTOS E-MAIL santosparaiso@yahoo.com.br Faltam sinais No Alvorada e Itamarati é impossivel assistir a programação de alguns canais, só pega a Globo e SBT, nem a TV Sudoeste pega bem, não assistimos a Band nem a Rede TV e muito menos a Canção Nova e Rede Vida, é uma vergonha, noticiem este fato. ANTÔNIO MARQUES antoniomarques89@hotmail.com Prezados, Gostaria de deixar aqui meu apelo ao Jornal do Sudoeste. Em relação a Rua Santa Luzia, no pedaço que compreende a Paraisoplex não haverá nenhuma modificação. É super difícil, quase impossível tirar o carro da garagem e estacionar em frente à nossa casa neste pedaço. Por favor, como sei que vocês pertencem a um jornal que busca garantir os direitos dos cidadãos paraisenses e que não concordam com injustiças, vejo em vocês um aliado para não deixarmos que isso aconteça. Muito obrigada! PATRÍCIA patyobs@yahoo.com.br


Jornal do Sudoeste

página 8

São Sebastião do Paraíso-MG e Região 2 de Março de 2013

Nova assessora jurídica do Procon esclarece mudanças no atendimento Procon não atende mais agentes financeiros representando clientes Cristiane Bindewald

Em 11 de janeiro de 2013, a advogada Flavia Inês Souza Pádua assumiu o cargo de assessora para assuntos jurídicos do Procon (Programa e Defesa ao Consumidor) de São Sebastião do Paraíso. O cargo era denominado anteriormente como “coordenador do Procon”. A partir de sua posse, Flávia está tomando algumas providências para promover a eficácia do serviço de atendimento ao consumidor. Atualmente, o Procon funciona de segunda à sexta- feira, das 8h30 às 12 horas e das 13 às 17 horas. A senha é distribuída até as 16h30. A recepção do UAI – Unidade de Atendimento Integrado, onde está situado o posto do Procon de Paraíso, informa que a pessoa deve retirar senha por ordem de chegada e aguardar os

atendimentos anteriores, que podem variar de trinta minutos a duas horas. Segundo Flávia, o número de atendimentos ultrapassava a capacidade do Procon, que chegava a atender 90 pessoas por dia. Atualmente, conta com três atendentes e disponi-bilizará mais um quarto, visando maior agilidade no serviço. “O que pode acontecer é que o atendimento pode demorar, mas nós tentamos atender todo mundo e o atendimento é pessoal.” A média de atendimentos diários atual varia entre 40 a 50. Em janeiro, foram formalizados 250 processos e realizadas 57 audiências, sendo que a maioria das reclamações são relativas as financeiras. A assessora informa que está senso elaborada uma portaria normativa para regular definitivamente os atendimentos.

Flávia Inês Souza Pádua

O ATENDIMENTO POR PROCURAÇÃO A reportagem do JS foi procurada durante esta semana por um cidadão paraisense que enfrentou problemas com o tempo de espera para ser atendido no Procon. Segundo seu relato, ele perdeu uma manhã de trabalho para fazer sua solicitação. Chegou às 8 horas para a reti-

rada da senha e foi atendido às 11 horas. Ao voltar à empresa, enfrentou problemas devido ao atraso. Para receber a resposta de sua reclamação, teria que comparecer novamente à instituição. Pensando em evitar novos problemas no trabalho, fez uma procuração para o advogado retirar a documentação, que não foi

aceita pelo órgão. A assessora jurídica explica que aceita procuração pública para o devido fim em casos específicos, mas realmente não aceita procuração particular, pois a maior parte dos documentos envolvidos nos processos são sigilosos. “Talvez o problema citado não tenha sido comigo, pois estou atendendo caso por caso. Desde que assumi, não deixei de entregar documento para ninguém, mesmo que seja alguém com procuração pública para o devido fim. Mas há documentos pessoais que exigem sigilo bancário, tenho que resguardar as pessoas, há a responsabilidade do órgão público. A procuração de firma reconhecida é muito vaga”, esclarece. “Se eu entrego um documento bancário para terceiros, corro o risco de

gerar uma reclamação até contra o órgão. É um documento bancário e aqui é um órgão administrativo. Apenas a Justiça pode quebrar o sigilo bancário”, justifica. Há também a questão de detalhamento de contas de celulares e telefone fixo. “Não posso passar a conta telefônica para terceiros. O proprietário tem direito a sigilo. Então, essa procuração pública é mais para resguardar a pessoa.” Flavia ressalta ainda que deixou de atender agentes financeiros que acompanhavam clientes, em geral idosos. “O Procon fornecia os documentos para esses agentes. Eu entendi que poderia estar favorecendo os fornecedores e, na verdade, tenho que atender os consumidores. Tudo o que faço aqui é pensando no bem do consumidor”, conclui.

Cícero esclarece posição da Prefeitura Canais de tevê sobre repasse de combustíveis à Acep fora do ar Roberto Nogueira

Por: Roberto Nogueira

O secretário municipal de Ciência, Tecnologia, Educação Profissional e Ensino Superior, Cícero Barbosa reuniu-se novamente nesta semana com representantes dos estudantes universitários de São Sebastião do Paraíso. Durante encontro realizado na quarta-feira (27/ 02), no Teatro Municipal ele reiterou o posicionamento da Prefeitura em continuar fornecendo combustível para o transporte universitário, mas também cobrou a prestação de contas da entidade. “Quanto à deposição da diretoria ou criação de uma nova associação nós não podemos interferir, o que permanece são as novas formas que adotamos para fazer os repasses, serão feitos os ajustes que se fizerem necessários”, disse. A reunião contou com a participação de cerca de 60 estudantes representantes de todas as linhas de transportes universitários que viajam para as cidades de Franca, Batatais, Passos e Guaxupé. O impasse surgido há cerca de 15 dias em relação aos valores cobrados continua sendo motivo de discussão entre os estudantes. A queixa é de que com a mudança na fórmula de repasse os preços cobrados pelo frete pelas empresas estão mais caros. Após as primeiras reuniões entre a ACEP (Associação, Cultural, Educacional Paraisense) e a Prefeitura, o município informou que havia o entendimento entre as parte a ponto do secretário Cícero Barbosa ter pedido a prorrogação do prazo em mais 30 dias para que a entidade fornecesse a documentação exigida. No entanto, a mudança na fórmula de concessão de combustível gerou reclamações por parte dos estudantes. O município optou por repassar o óleo diesel as empresas transportadoras de forma fracionada e não de uma só vez durante a semana. A justificativa é que a Prefeitura pretende ter um melhor controle em função de exigências do Tribunal de Contas. A diferença no sistema adotado que antes levava em consideração a quilometragem e não os dias rodados tem sido um dos motivos para as recla-

mações. Antes o volume que sobrava e era utilizado nas viagens era considerado como desconto a mais em favor dos estudantes. Segundo a Acep, em fevereiro de 2012 houve a liberação de 13 mil litros e neste ano inicialmente foram liberados apenas 380 litros. A discordância entre a presidência da associação e a prefeitura de Paraíso a respeito da prestação de contas e do repasse de combustível para o transporte daqueles que estudam em universidades localizadas em outros municípios da região tem causado muita polêmica e ganhado repercussão em toda a cidade. Conforme o secretário Cícero Barbosa o papel da Prefeitura é ofertar combustível dentro das regras que são estabelecidas e com transparência, de acordo com o decreto que regulamenta o assunto. “O critério gasto é o do combustível gasto no dia, temos a média de consumo e é o vai ser liberado todos os dias”, assegura. Ficou acertado que nos próximos dias seria feita a medição do trecho rodado nas cidades de partida e chegada e também nas estradas para se ter o valor exato da quilometragem rodada. Cícero também informou que a secretaria e a Prefeitura não pretendem interferir sobre a deposição do presidente da ACEP pedida por estudantes, ou da formação de nova associação. “Isso não é de nossa responsabilidade, é questão interna dos estudantes, não entramos no mérito”, acrescentou. Ele lembrou que há uma multa de R$ 10 mil a ser paga pela associação para as empresas prestadoras de serviço caso ocorra o rompimento do contrato. “Mostramos o nosso pa-

Sebastião Tadeu Ribeiro

Reunião de estudantes universitário com secretário Cícero Barbosa e vereadores

pel, não haverá o corte do fornecimento dos combustíveis, aguardamos o restante da prestação de contas e o restante é com os estudantes”, finalizou. REPERCUSSÃO Para a estudante de História, Débora Costa Dizaró a mudança da fórmula de cálculo foi prejudicial aos alunos. “A prefeitura vem cumprindo a parte dela, em algumas linhas até haverá redução dos valores, mas também podemos questionar o valor dos fretes que acredito pode ser mais barato, nós praticamente bancamos estas empresas e poderia haver um abatimento maior, seria mais do que justo”, avalia. Conforme Daniel Augusto, estudante em Passos, o volume de diesel repassado foi reduzido o que encareceu o valor das viagens. “O diesel entra como dinheiro e é abatido no valor da mensalidade, interessante seria voltar ao jeito antigo”, comenta. A ideia de se criar uma nova entidade também é descartada pelo vereador Walker Américo de Oliveira que foi um dos re-

DR. LINO CALAFIORI CIRURGIÃO DENTISTA CROMG 13.730

ESTÉTICA - PRÓTESE CLÍNICA GERAL Rua Tiradentes, 999-A Fone: 3531-2070

presentantes da Câmara Municipal que acompanhou a reunião. “A melhor saída é convocar assembleia e destituir a atual diretoria e depois recomeçar as negociações, a curto prazo não é viável criar uma nova associação. Teria que mudar o estatuto que já existe entre outras medidas burocráticas”, frisou. Daniel Augusto também partilha a mesma opinião. “Levaria dois anos para ter isenções municipais e outros benefícios não é viável”, aponta. O estudante compara que os preços das viagens em fevereiro para Franca em apenas nove dias ficou em R$ R$ 170,00. No caso de Passos, por 10 dias custará R$ 100,00. A previsão para março é de que ficará o custo em R$ 160,00 e se fosse no modelo anterior custaria R$ 120,00. “Precisamos rever este posicionamento, pois, do contrário não conseguiremos bancar este transporte”, completou.

Aqui no município de São Sebastião do Paraíso está novamente acontecendo um velho fato em relação à retransmissão de imagem e som de tevês abertas. Tempos atrás não podia nem se pensar em nuvens que os canais saíam do ar, problema que ocorria décadas atrás porque os equipamentos de retransmissão eram ainda precários, estavam em forma de teste, em fase experimental. Atualmente temos lembrado dos velhos tempos das retransmissões de sinais de baixa qualidade, pois alguns canais saem do ar. Quarta-feira, dia 27, por volta de 13 horas bastou formar algumas nuvens e a Record, Rede Vida e Bandeirantes saíram do ar, assim permanecendo por mais de 24 horas. Acredito que isso tem ocorrido por falta de investimento em aparelhagens mais eficientes e modernas por parte das emissoras de TV e também por falta de investimento da prefeitura. Não investem, como deveriam, em seus equipamentos, e, é só haver ameaça de chuva que saem do ar.

“Fedosão” insuportável Sebastião Tadeu Ribeiro

Um velho problema que tinha sido amenizado, está novamente atingindo e preocupando moradores da Mocoquinha e bairros adjacentes, ou seja, o mau cheiro insuportável. Tinha acabado, mas de uns dias para cá retornou, principalmente quando está chovendo, ou em altas horas da noite, quando o “fedozão” se espalha, deixando o ambiente insuportável até para se respirar. Precisa ser sanado, porque ninguém merece um sofrimento desse.


São Sebastião do Paraíso-MG e Região 2 de Março de 2013

Jornal do Sudoeste

página 9

PM recupera caminhonete roubada em fazenda Balanço da Operação Profauna da 18ª Cia PM Ind. Mat. No início de 2013 a 18ª Companhia Independente de Meio Ambiente e Trânsito, responsável pelo policiamento Ambiental e Rodoviário em 55 municípios do Sul e Sudoeste de Minas Gerias lançou a Campanha Profauna, cujo objetivo é prevenir e combater a caça de animais silvestres, pesca predatória no período da piracema e o tráfico de pássaros de diversas espécies. A Campanha foi amplamente divulgada, através da imprensa e dos Grupos de Policiamento Ambiental, sendo realizada campanha em jornais, rádios e também na televisão, o que fez que grande parte da população tivesse acesso às informações e pudesse colaborar fazendo as denúncias. Devido à ampla divulgação da campanha, a PM Ambiental recebeu inúmeras denúncias sobre caça, pesca e venda/tráfico de pássaros de diversas espécies em diversas regiões, que foram feitas diretamente aos Grupos da PM Ambiental e também através do DisqueDenúncia Unificado 181, garantindo assim o anonimato. Com base nas denúncias e informações recebidas a PM Ambiental agiu rápido e cumpriu durante o mês de fevereiro vários mandados de busca e apreensão, que resultaram na apreensão de 8 armas de fogo entre espingardas e revólveres, 3 armas branca, 395 munições de calibres diversos, 58 gaiolas, 5 armadilhas, 19 redes, 101 pássaros, 121 quilos de pescado, 4 porções de maconha, R$14.180,00 entre dinheiro e cheques e outros materiais utilizados na realização de rinha de galos e captura de pássaros. A Polícia Militar concita a população a colaborar na proteção dos animais silvestres. Não compre ou incentive a compra de animais silvestres. Denúncias sobre caça, tráfico e pesca ilegal podem ser realizadas através do Disque Denúncia Unificado pelo telefone 181. O sigilo será garantido. Já na cidade de Poços de Caldas e região as ligações para denúncias podem ser realizadas pelo telefone 37218330 e 3697-2341 durante as 24 h do dia.

Condutor teria acelerado veículo na direção de policiais, que responderam com tiros

Caminhonete só foi apreendida depois que suspeito chocou-se em um barranco Por Ralph Diniz

Uma caminhonete roubada em uma fazenda localizada na zona rural de São Sebastião do Paraíso foi recuperada na noite de quarta-feira (27/2). Guarnição da PM chegou a efetuar disparos de arma de fogo após o criminoso direcionar o veículo contra os policiais. Por volta das 21h45, militares foram acionados a comparecer na Fazenda Diamantina devido ao furto de uma cami-

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO ORGANIZACIONAL 18ª CIA PM IND MAT

nhonete Ford/F4000. Ao se dirigir para o local, a polícia avistou o referido veículo na rodovia Pedro Cerizze. O autor, ao notar a presença da PM, tentou fugir. Já no perímetro urbano do município, próximo ao bairro São Judas Tadeu, outros policiais tentaram abordar o suspeito, porém, o mesmo acelerou o carro na direção dos militares. Diante da tentativa de agressão, a PM disparou 13 vezes contra a caminhonete, a

qual não parou. As guarnições acompanharam o veículo por cerca de três quilômetros na estrada vicinal, quando, em determinado momento, o autor perdeu o controle direcional e chocou-se contra um barranco. O condutor desembarcou e fugiu a pé para um matagal. A PM efetuou buscas em meio a vegetação, mas não localizou ninguém. Além da caminhonete abandonada, uma bicicleta foi apreendida pelos policiais.

SEMPRE espera Prefeitura sobre reajuste salarial e a pauta de 2013 Por : Roberto Nogueira O SEMPRE (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de São Sebastião do Paraíso) aguarda para o dia 11 deste mês a realização de uma reunião para finalizar as negociações sobre o reajuste salarial da categoria. A expectativa é de que haja a reposição da inflação na casa de 7%, mais algum percentual de ganho real. “As conversações já foram abertas, o prefeito Rêmolo Aloise foi receptivo a nós, que somos conhecedores da situação financeira da Prefeitura, mas que também temos os nossos plei-

tos e reivindicações que esperamos sejam atendidas na database de março e ao longo do período”, comenta a presidente do sindicato, Maria Rejane Tenório de Araújo Santos. A categoria realizou assembleia geral em 17 de janeiro quando foi aprovada a pauta de reivindicações para o ano de 2013. Em 30 de janeiro o documento foi protocolado na Prefeitura de São Sebastião do Paraíso e desde então pelo menos duas reuniões já foram realizadas com os membros da diretoria do sindicato dos funcionários municipais e o prefeito Rêmolo Aloise e sua equipe. “Nós já antecipamos algu-

mas negociações e o prefeito nos fez algumas sinalizações positivas. Ele nos disse que todos os itens estão sendo analisados e serão atendidos na medida do possível”, informa Rejane. A presidente do SEMPRE relata que o prefeito demonstrou que está aberto ao diálogo. “Nas reuniões que fizemos ele nos deixou claro que irá trabalhar o tempo até esgotarem todas as possibilidades, antes de se dizer um não”, acrescenta. Maria Rejane diz que neste primeiro momento da nova administração estão sendo adequadas as novas metodologias. “A forma adotada até aqui nos dá esperança, com mais diálogo, abertura para as nossas colocações e receptividade positiva. As conversas e respostas estão saindo mais rápidas que na gestão anterior”, esclarece. Depois de já ter havido outras duas reuniões preliminares a expectativa da direção do sindicato é para a reunião do próximo dia 11 de março. “A principal reivindicação é em relação a reposição da inflação entre 6 a 7% e esperamos que ocorra algum acréscimo de ganho real. Entendemos que o município vive uma situação financeira delicada, foi pedido um prazo de 60 dias para se tomar pé da realidade, estamos na expectativa de que a situação do funcionalismo será vista de maneira positiva”, comenta a sindicalista. Uma das preocupações de Maria Rejane é em relação a correção salarial para algumas categorias que recebem abaixo do mínimo. “Existem agentes comunitários de saúde, agentes de combate à dengue cujo o salário base é de apenas R$ 622,00 quando o salário mínimo é de R$ 678,00. Tudo bem que existe o complemento com o auxílio alimentação de R$ 116,00 que é oferecido a todos os funcionários, mas queremos estudar uma melhoria nesta medida”, observa.

Arquivo Jornal do Sudoeste

tendo a viabilidade de implantação ao longo do ano”, conclui Rejane. PAUTA DE REIVINDICAÇÕES DO FUNCIONALISMO PUBLICO MUNICIPAL DE 2013

Durante debate com candidatos em 2012, Reminho assumiu compromissos registrados em cartório

A presidente citou que ainda não teve acesso à folha de pagamento. “É preciso que haja esta correção, esquecendo os penduricalhos das horas extras, os adicionais de produtividade e periculosidade, que fazem parte da remuneração, mas não é salário e isso reflete quando da aposentadoria”, descreve. Maria Rejane enfatiza que o SEMPRE não está parado. “Há a proposta para mudar a data base para janeiro, mas não temos um instrumento legal para isso. Fizemos esta tentativa no governo passado, não conseguimos, agora vamos retomar as discussões, para quem sabe no ano que vem”, relata. A presidente acrescenta que a pauta de reivindicação possui 11 itens a serem tratados (veja detalhes no box em anexo). “Além destes existem outros tópicos como o fornecimento de uniformes, auxílio transportes e outros itens extra pautas que continuarão sendo reivindicado”.

Conforme a sindicalista existem assuntos que serão tratados com o governo municipal ao longo do ano. “Tivemos vários temas que foram apresentados durante aquele debate que fizemos com os candidatos em setembro de 2012, na campanha eleitoral que foram registrados em cartório e que já nos foi sinalizado que serão atendidos, uns mais breves outros não de imediato”, informa. Entre os assuntos que farão parte dos debates e novas negociações consta a terceirização de funcionários, leis que regem os servidores como Plano de Cargos, Carreiras, Estatuto; respeito da administração ao sindicato, transparência da administração em ceder documentos, a dívida do INPAR (Instituto de Previdência dos Servidores Públicos Municipais) que encontra-se na casa de R$ 4,5 milhões. “São compromissos assumidos em público, registrado em ata e no cartório e que estaremos deba-

01 – Reposição da inflação mais ganho real; 02 – Correção salarial no mês de janeiro para quem recebe vencimento base abaixo do salário mínimo vigente no país, bem como as diferenças retroativas ao mês de janeiro, fevereiro e etc; 03 – Pagamento de 10 pisos salariais correspondentes ao vencimento base do servidor por ocasião da aposentadoria; 04 – Cumprimento da Lei 2105/93 que versa sobre seguro de vida; 05 – Auxílio saúde; 06 – Manutenção do auxílio alimentação durante os afastamentos por motivos de saúde; 07 – Agilidade no atendimento médico aos servidores em serviço visando economia ao erário; 08 – Fazer nova revisão do Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS), verificando somente os casos que foram prejudicados quando de sua implantação; 09 – Elaboração de uma “Agenda Positiva” voltada para os servidores públicos em parceria com o SEMPRE (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de São Sebastião do Paraíso) para os próximos quatro anos; 10 – Capacitação para a equipe responsável pelas avaliações de desempenho; 11 – Capacitação e treinamento específicos para todos os servidores públicos em atividade, visando o atendimento por excelência e humanismo no serviço público. Fonte: SEMPRE (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de São Sebastião do Paraíso)


Jornal do Sudoeste

página 10

São Sebastião do Paraíso-MG e Região 2 de Março de 2013

Aumenta o número de casos de dengue no Brasil, afirma Ministério da Saúde Departamento de Zoonose de Paraíso afirma que não existe mosquito contaminado no município. Quatros casos registrados na cidade são importados Por Ralph Diniz

O Ministério da Saúde divulgou na segunda-feira (25/ 02) um dado alarmante a respeito do número de casos notificados de dengue em todo o País. De acordo com o governo federal, no período entre 1º de janeiro e 16 de fevereiro de 2013, foram registrados 204.650 casos. No mesmo período de 2012 foram 70.489 notificações. Um acréscimo de 190%.

Para o Ministério da Saúde, a elevação na quantidade de casos de dengue se deve à circulação de um novo tipo da doença, o DENV-4, um dos quatro sorotipos existentes no país. Oito estados concentraram 84,6% do total de casos no começo deste ano: Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Goiás, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Mato Grosso e Espírito Santo. Em São Sebastião do Paraíso, até o momento, quatro casos já foram confirmados,

sendo que todos eles são importados de outros municípios. De acordo com o responsável pelo Departamento de Zoonose do município, Gustavo Bernardino, cerca de 30 agentes visitam as residências diariamente. Em razão ao alto número registrado no País, sua equipe tem realizado plantões nos finais de semana e feriado. Tudo para que a doença não se instale em Paraíso. “Nossa ação deve ser imediata, pois o mosquito necessita de uma pessoa infectada com o vírus para

transmiti-lo para mais pessoas. Uma única fêmea pode transmitir a dengue para cem pessoas”. Bernardino afirma que o DENV-4 ainda não chegou à região e, também, que os quatro casos importados dão a certeza de que não há mosqui-

tos contaminados no município. Contudo, ressalta que a população deve permanecer com os cuidados básicos para que não haja proliferação. Os sintomas da dengue são os mesmos para os quatro tipos da doença que circulam pelo país: febre alta, dores no

corpo e nas articulações, vômitos, manchas vermelhas no corpo, entre outros. Ainda de acordo com o MS os casos de mortes caíram. Foram 33 óbitos entre janeiro e fevereiro deste ano, contra 41 no mesmo período de 2012.

1362351378  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you