Page 1

www.jornaldosudoeste.com.br Diretor: Nelson de Paula Duarte - Bissemanário de Circulação Regional - São Sebastião do Paraíso/MG, Sábado, 19 de janeiro de 2013 - ANO XXVII- Edição: 1656 - R$ 1,30

Santa Casa consegue avanço e tem hospital de “cidade grande”, diz administrador Nelson P. Duarte

Paraíso terá primeira colheita de temóia página 3

Cidade ganha três novos loteamentos

página 5

página 5

Feam vai selecionar municípios que terão apoio na coleta seletiva página 8

A Santa Casa de Misericórdia de São Sebastião do Paraíso vive momento histórico. Conseguiu um avanço em termos de prestação de serviço e atendimento médico hospitalar que no dizer de seu administrador, Jarle Adriano Klein Rinaldi, o deixa orgulhoso. “A população de Paraíso e de macrorregião tem um hospital de cidade grande, que às vezes não é encontrado em capitais”, afirma. Anteriormente médicos trabalhavam de sobreaviso. Hoje, vinte e quatro horas por dia a Santa Casa disponibiliza profissionais de oito especialidades em plantão presencial. A partir de fevereiro amplia para nove, quando uma empresa de Ribeirão Preto assume o setor de pediatria.

O administrador hospitalar Jarle Klein e o assessor da Santa Casa, Leandro Galvão

Prefeitura não irá bancar carnaval em Paraíso página 10

Reminho é eleito presidente da AMEG página 7


página 2

Jornal do Sudoeste OPINIÃO

CURT AS CURTAS SAIU Desde quarta-feira,16, circulou pela primeira vez neste ano de 2013 o Jornal Oficial do Município. A publicação possui atos administrativos do ex-prefeito, Mauro Lúcio da Cunha Zanin, que realizou cerca de 85 exonerações de funcionários lotados no primeiro e segundo escalão no governo que se encerrou em 31 de dezembro. Uma pequena parte volta para os as funções de origem que exerciam antes de serem promovidos e ocuparem cargos de confiança como secretário, diretor de departamento, gerência e chefe de setor. PRIMEIRAS O jornal também traz as primeiras publicações do prefeito Rêmolo Aloise. Entre as medidas consta através de decreto a concessão de progressão aos servidores públicos e do quadro do magistério. Ainda não apareceram as nomeações dos secretários e pessoal do segundo e terceiro escalão, o que deverá ficar para as próximas edições. Polêmica à parte a Portaria nº 1902 instaura processo administrativo para reconhecimento ou não de dívidas contraídas e não empenhadas no exercício de 2012, avaliadas em R$ 2,8 milhões. ABACAXI O imbróglio caiu nas mãos de três funcionários de carreira que foram nomeados para comissão de processo administrativo. São eles Sílvio Aparecido de Carvalho (presidente), além dos membros José Donizete Osmar Novaes e Maria Salete dos Santos Caetano. Referida comissão terá amplos poderes para requisitar documentos e outros procedimentos. Pelo que consta não foi definido prazo para a realização dos trabalhos de investigação. NOMEAÇÕES Já na parte do Legislativo, o Jornal Oficial do Município também traz as publicações referente a nomeações de oficiais parlamentares, leia-se assessores, chefe de gabinete e almoxarife. Também já consta a designação das comissões de licitação, pregoeiro, controle interno e outras funções. Para o ano de 2013, o orçamento da Câmara Municipal para o presente exercício é de R$ 4.800.000,00, sendo destinado ao corpo legislativo a bagatela de R$ 1.160.000,00 FACEBOOK A Câmara Municipal de São Sebastião do Paraíso está investindo em mais um mecanismo de comunicação. O órgão lançou neste início de ano a sua fanpage onde os internautas poderão acompanhar as atividades do dia a dia do Legislativo. As notícias sobre os vereadores que já são divulgados no site oficial da Câmara agora poderão ser acompanhados na nova mídia utilizada. É mais uma forma de fazer com que o trabalho desenvolvido pelos edis seja visto pela população. A propaganda é alma do negócio. COMEMOROU Reunião de representantes do segmento produtivo rural no meio de semana foi comemorada a criação da Secretaria Municipal de Agricultura pelo prefeito Reminho. Elogios não faltaram ao secretário Mauro Westin com a expectativa de que agora o setor possa ter maior independência e autonomia para ações que impulsione o setor. E se depender da disposição dele certamente os produtores rurais vão contar com um gestor atuante e que já apresentou além de boa vontade, propostas e metas a serem alcançadas que vão alavancar a atividade. EVASÃO A produção de tomate está em alta em duas regiões distintas do município, sendo Termópolis e o Distrito da Guardinha. No entanto, além do emprego da mão de obra para dezenas de famílias dois importantes fatores não estão ficando em Paraíso. O produto final é levado para outras cidades, uma inclusive no estado de São Paulo que é onde o produto é faturado com nota fiscal. Isso quer dizer que a receita está ficando para outros municípios, enquanto que na cidade de origem só restam os mananciais poluídos pelo uso dos agrotóxicos. ESTRADAS Desafio que já vai motivar reunião a ser intermediada pelo secretário de Agricultura, Mauro Westin, entre produtores rurais e o secretário de Obras, Maurício Marcolini, deverá ser agendada para os próximos dias. As recentes chuvas dos últimos dias, por sua intensidade castigaram boa parte das vias rurais. Muita gente ficou pelo caminho durante o começo de semana e o ir e vir ficou mais difícil, sobretudo para aqueles que necessitam escoar a produção, seja de leite ou outros produtos. Alguns já contabilizam os prejuízos. EM BAIXA Por falar em prejuízos tem produtor de leite no município amargando a atual situação, principalmente depois dos últimos dias em que os preços pagos pela cooperativa caiu em torno de quatro centavos, por litro. O desânimo é total, pela falta de incentivo, altos custos de produção e desvalorização na hora da comercialização. Conforme informações do setor existem movimentos no sentido de mudar a entrega sendo prestigiadas outras empresas de fora que oferecem um pouquinho a mais pelo ouro branco. VAGAS Desde a última sexta-feira,18, o estado passou a contar com a primeira unidade do Complexo Prisional Público Privado (CPPP), em Ribeirão das Neves, um projeto pioneiro do Governo de Minas Gerais . São 3.040 vagas em cinco módulos. Quem sabe só nesta primeira fase com todo o remanejamento que está ocorrendo nos presídios da região metropolitana, é possível que se libere vagas para a transferência de presos do interior. Em Paraíso a lotação é total e a expectativa é de que numa destas um ou outro que saia, já seja considerado um alívio para os que ficam. COMEMORA Depois do anúncio da habilitação do Hospital Regional do Coração, junto ao SUS (Sistema Único de Saúde) na semana uma outra boa nova foi divulgada. O primeiro procedimento realizado pelo sistema foi considerado um sucesso. Desde o período de preparação já foram realizadas mais de 300 angioplastias e 1.100 cateterismos e vem mais por ai. Demorou mais saiu, tomara seja o início de muitas outras conquistas para a população local e a comunidade regional. ELEITO O prefeito de São Sebastião do Paraíso, Rêmolo Aloise faturou mais uma eleição. É a terceira nos últimos quatro meses. Primeiro foi o pleito municipal, em outubro; depois veio a escolha para presidir o Consórcio Intermunicipal de Saúde do Sudoeste Mineiro. Já na quinta-feira, durante assembleia ordinária dos municípios do Médio Rio Grande, Reminho foi eleito presidente da AMEG para os próximos dois anos. É a segunda vez nos últimos cinco anos que um prefeito paraisense assume a presidência. Certamente será ele quem vai inaugurar a nova sede da entidade iniciada na gestão do ex-prefeito Mauro Zanin. Mais uma inauguração, além da escola do Bela Vista e do aterro sanitário. INTENSIVO A Câmara Municipal de Paraíso promoveu, no meio de semana mais um curso introdutório dirigido aos novos vereadores e seus assessores. Desta feita foi a vez do procurador jurídico Marco Antonio Westin Oliveira que apresentou palestra sobre o Legislativo e suas funções, explanando sobre os principais artigos da Lei Orgânica e do Regimento Interno. Entre os temas tratados, destacam-se a formação da Mesa Diretora, tipos de sessões, convocação de suplentes, entrada, análise e o processo de votação de projetos. Os cursinhos estão intensivos, as aulas práticas começam a partir de fevereiro com as reuniões ordinárias.

São Sebastião do Paraíso-MG e Região 19 de janeiro de 2013

Aperto nos planos de saúde O Estado de S.Paulo

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) acaba de dar mais uma demonstração de que está disposta a obrigar as empresas operadoras de planos de saúde a respeitar a resolução que baixou em 2011, estabelecendo prazos máximos para a marcação de consultas, exames de laboratórios e cirurgias. Por desobediência a essas regras, 28 operadoras foram proibidas de comercializar um total de 225 planos pelo prazo de três meses, quando uma nova avaliação será feita para verificar se elas se enquadraram. O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, garante que as pessoas atendidas pelos planos afetados - 1,9 milhão - não serão prejudicadas, a exemplo do que aconteceu por ocasião de medidas anteriores tomadas pela ANS contra outras empresas com o mesmo objetivo. É a terceira vez que a agência toma providências para garantir a obediência àqueles prazos. Em junho do ano passado, por exemplo, foi proibida a comercialização de 268 planos de 37 empresas. Em outubro foi a vez de 301 planos de 38 operadoras. Só 18 dessas empresas melhoraram seus resultados e poderão voltar a comercializar seus produtos. O que levou a ANS a agir de novo foi o elevado número de reclamações de clientes - 13,6 mil - pela demora no atendimento, registrado entre 19 de setembro e 19 de dezembro do ano passado. E dessa vez ela foi mais longe. Além do bloqueio das vendas de planos, a ANS colocou sob o regime de direção técnica, que é uma espécie de administração monitorada, 16 empresas consideradas reincidentes. É a primeira vez que tal punição, uma das mais duras previstas pela legislação, é aplicada nesses casos. As empresas colocadas sob esse regime passam a ser acompanhadas de perto por um diretor nomeado pela ANS, constituindo, portanto, uma forma de intervenção. Se as metas fixadas para a normalização da situação não forem alcançadas, medidas ainda mais severas poderão ser adotadas, entre elas - caso extremo - a liquidação da empresa. As outras 12 empresas atingidas tiveram de assinar um termo de compromisso, com metas e prazos para melhorar o

C RÔNICA

Joel Cintra Borges

Aprendendo a viver Há certas coisas na vida que são de grande importância para nossa felicidade e muitas vezes passamos quase que a existência toda sem nos apercebermos disso. Uma delas é o trabalho. Não o trabalho feito com má vontade, com mau humor, a pessoa contando as horas para acabar logo e ir embora para a frente da televisão. Mas, aquele feito com amor, do médico atendendo com paciência e boa vontade a seus pacientes; do enxadeiro que ao nascer do dia já está na leira cortando o mato, alegre por estar vivo e ter saúde para ganhar de forma honrada o sustento de sua família; do advogado que enxerga no cliente que lhe bate à porta um companheiro com um problema para ser resolvido da melhor forma possível, para todas as pessoas envolvidas; do artista que mistura suas tintas e que por vezes fica parado, absorto, como se estivesse no mundo da lua – e está mesmo, foi até lá em busca de inspiração! Observo que os meios de comunicação dão muita ênfase é ao sucesso, ao dinheiro (conseguido de uma forma ou de outra), mostrando carros de última geração, iates fantásticos e garotas maravilhosas. Isso cria uma sociedade consumista, na qual a ideia predominante é que o importante é vencer, não importando os meios. Como que incentivando o banditismo em todas as suas formas, porque trabalhar de forma honesta dificilmente traz sucesso rápido... Mas, em última instância, onde mora a felicidade? Dentro do iate, ao volante do BMW novo, com a modelo que faz a propaganda? É bem conhecida, mas não é demais repeti-la, a história do rei infeliz. De nada adiantavam as conversas com os psicólogos, os carros e iates mencionados linhas atrás. Nada. Até que chegou um grande sábio e deu a receita: – Enviem emissários por todo o reino e descubram o homem mais feliz. Peçam-lhe a camisa para que o rei a use por um dia inteiro! – Emissários enviados, a notícia correndo de boca em boca, logo é encontrado um rapaz feliz, que passava o dia trabalhando e cantando, de bem com a mulher, os filhos, a vida. Só houve um problema para os mensageiros do rei: ele não tinha camisa! Além do trabalho, há vários outros itens importantes para o bem viver, dos quais falaremos em outra oportunidade, só tocando de relance hoje na fé, na religiosidade, independentemente de qual seja nossa religião. Como viver nessa areia movediça que é nossa saúde, a saúde das pessoas que nos são caras, e a própria vida em sociedade, o correr dos anos, a chegada da velhice, da morte, sem a crença em uma Força Maior que dê significado a tudo, e que seja o alicerce de nossa casa, para que ela resista aos ventos e às tempestades?

PM prende traficantes e apreende drogas Um homem foi preso e dois menores apreendidos em operação realizada pela Polícia Militar no bairro Jardim Alvorada em São sebastião do Paraíso. Com os suspeitos foram apreendidas 26 buchas de maconha. Após denúncia anônima informando sobre o tráfico de drogas, a Polícia Militar montou uma operação e deslocou-se até a rua Sebastião Calza-vara, no bairro Jardim Alvorada. Três suspeitos ao perceberem a presença da viatura policial tentaram evadir, contudo foram abordados e submetidos a busca pessoal.

EXPEDIENTE

atendimento. Segundo o ministro Padilha, essas medidas devem ter um “efeito pedagógico”. E, para deixar claro que está disposta a apertar o cerco, a ANS passará a considerar, além do respeito àqueles prazos, também as reclamações sobre recusa de atendimento e de reembolso de despesas, que atualmente representam 60% do total das queixas. Esse endurecimento se justifica pela resistência de algumas empresas a se adaptar às regras traçadas pela ANS. Para a diretora de atendimento do Procon de São Paulo, Selma do Amaral, é elevado o número das que foram colocadas sob o regime de direção técnica. O que só acontece, é bom lembrar, em caso de reincidência. “O fato de operadoras aparecerem mais de duas vezes na lista de campeões de queixas mostra que ou as empresas não estão adotando as medidas adequadas ou não dispõem de estrutura para tal”, afirma. Por isso, acha que a curto prazo o setor terá de se ajustar: “Há uma grande probabilidade de que parte das empresas não tenha de fato condições de atuar no mercado”. A julgar pelo que representam as empresas agora punidas - apenas 4% do mercado -, este é o momento certo para atacar o problema, evitando que ele se agrave. O governo não deve perder de vista, porém, que tudo isso tem um alcance limitado, porque o verdadeiro problema a ser resolvido para que possam ser respeitados os prazos da Agência Nacional de Saúde Complementar é o do tamanho das redes de médicos, laboratórios e hospitais. Seu crescimento não acompanhou a forte expansão das empresas de saúde privada nos últimos anos. Elas assumiram compromissos que não poderiam cumprir, porque a capacidade dessas redes não suporta a demanda. Para aumentar a rede de laboratórios e hospitais é preciso tempo e altos investimentos, ou seja, a solução não virá da noite para o dia. Já o aumento da rede de médicos é mais fácil e depende exclusivamente das operadoras, porque não há falta desses profissionais. Erraram as empresas, que no mínimo foram imprevidentes, e errou o poder público, que acordou tarde para o problema.

COLUNA ESPÍRITA

Aos Quase Suicidas Emmanuel

Sim. É a dor fulminativa, a dor largamente suportada, aquela que se te acumulou no coração, qual represa de fogo e fel, e aquela outra que sempre temeste e que chegou, por fim, à maneira de tempestade, arrasando-te as forças. São elas, essas agonias indizíveis, para as quais os dicionários humanos não te fornecem palavras adequadas à necessária definição, que, muitas vezes, te fazem desejar a morte, antes do momento em que a morte aparece a cada criatura terrestre, à feição do anjo libertador. Ainda assim, compreendendo-te os ápices da angústia, em nome de todos aqueles que te amam, aquém das fronteiras de cinza, dos quais te despedistes na grande separação, rogamoste paciência e coragem. Ergue-te, acima dos escombros das próprias ilusões, e contempla os caminhos novos que a Infinita Bondade de Deus te reserva. Se amarguras te azedaram os sonhos, espera pelo tempo cujos filtros não funcionam debalde; se desenganos te buscaram, observa que ensinamentos te trazem; se dificuldades repontaram da estrada, estuda com elas qual a

melhor solução aos teus problemas de paz e segurança; se provações surgiram, atribulando-te as horas, enumera as lições de que se façam portadoras, em teu benefício; se prejuízos te dilapidaram a existência, recorda que o trabalho nunca nos cerra as portas; e se alguém te deixou a alma vazia de afeição, pensa no amor infinito que sustenta o Universo, na certeza de que outras almas te virão ao encontro, abençoando-te o dom de amar e de servir. Nunca esmoreças, ante as dificuldades que te surjam no caminho para a vanguarda. Quando estiveres a ponto de ceder à pior rendição de todas – aquela de recusar o dom da vida – detém-se a refletir em Deus que te criou para a Sabedoria e para o Amor. E Ele, cujo poder arranca a erva da semente sepultada no chão para o esplendor solar, te arrebatará igualmente a qualquer tribulação, a fim de que sobrepaires, além de todos os fracassos e de todas as crises, de modo a que brilhes e avances para a frente, aprendendo e trabalhando, servindo e amando, em plenitude de vida imperecível. (Do livro, “Mais Perto”, psicografia de Francisco Cândido Xavier)

PMs participam de treinamento envolvendo ocorrências sobre Lei Maria da Penha

Trata-se de um homem de 22 anos e dois menores de 16 anos cada um. Próximo aos abordados foi encontrado um pote plástico e dentro dele uma meia contendo em seu interior 26 buchas maconha embaladas e prontas para o comércio. Os suspeitos assumiram a propriedade das drogas e do dinheiro. O autor de 22 anos foi preso em flagrante delito e os menores apreendidos em flagrante de ato infracional, sendo encaminhados à delegacia de Polícia Civil, juntamente com os materiais apreendidos.

Jornal do Sudoeste

BISEMANÁRIO DE CIRCULAÇÃO REGIONAL Filiado: Adjori e Abrajori GRÁFICA E EDITORA DR LTDA. Av. Monsenhor Mancini, 212 - Sala 1 - Centro - Fone: (35) 3531.1897 CEP: 37950-000 / São Sebastião do Paraíso - MG E-mail: jornalsudoeste@yahoo.com.br e jornalsudoeste@paraisonet.com.br homepage: www.jornaldosudoeste.com.br Editor e Diretor Responsável: Nelson de Paula Duarte - MT 08199 Diagramação: Vasco Caetano Vasco REGISTRADO NO CARTÓRIO DE TÍTULO E DOCUMENTOS REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS JURÍDICAS SOB Nº 20 DO LIVRO B1 FOLHAS 024. Impressão: Sangaletti Editora e Gráfica Ltda EPP - GRAFISC Gráfica e Editora Rua Santa Isabel, 250 - Vila Isabel - São Carlos - SP - CEP: 13.570-790

Textos assinados são de responsabilidade de seus autores e não refletem, necessariamente, a opinião do jornal.

A violência doméstica e familiar contra a mulher e pedofilia foi tema de palestras realizadas nos dias 15 e 17 no auditório do CEDUC, em São Sebastião do Paraíso, dirigida a policiais militares da 20.ª Cia PM Independente. Ministradas pela delegada Rosaine Cecílio Justino Lunardeli, titular da Delegacia de Proteção a Mulher, as palestras abordaram temas sobre o cotidiano policial no atendimento de ocorrências específicas com

infrações previstas na chamada Lei Maria da Penha. De acordo com a assessoria de comunicação da 20.ª o tema escolhida pela Adjuntoria objetiva a busca constante pela melhoria do ensino e treinamento da tropa, para que paute sua atuação segundo as normas da legislação vigente. Segundo a assessoria, a palestra será realizada em todas as cidades que compõem a área de abrangência da 20.ª Cia PM Independente.


São Sebastião do Paraíso-MG e Região 19 de janeiro de 2013

Jornal do Sudoeste

página 3

Paraíso terá primeira colheita de atemóia São Sebastião do Paraíso conhecida como a capital nacional dos cafés finos, nos últimos 10 anos tem experimentado o cultivo de outras culturas como forma de diversificar a economia. Uma das mais recentes atividades que começa a ser explorada comercialmente no município é a atemó-ia. A fruta é da família das anonáceas, possui uma casca rugosa e pontiaguda, como a da graviola, trazendo em seu interior uma polpa branca com sementes negras, é resultante do cruzamento da pinha com a cherimóia, nativa das regiões tropicais do Peru, Equador e Colômbia. A atemóia vem sendo cultivada na propriedade do engenheiro agrônomo Mauro Westin, agora secretário municipal de Agricultura em Paraíso. “Fizemos o plantio em 2010 e agora vamos partir para a nossa primeira colheita, possivelmente até abril”, anuncia o produtor. Ele informa que somente em suas terras existem cerca de 2.300 pés plantados. “Já era para termos feito uma colheita anterior, mas a lavoura sofreu uma chuva de granizo que prejudicou a produção inicial”, comenta. Mauro está otimista com a atividade e aposta no mercado de frutas exóticas. Além da atemóia, juntamente com o irmão Flávio Westin, eles também cultivam lichia, com cerca de três mil pés plantados na Fazenda Boa Vista, em Paraíso. O clima ameno e altitude favorável são ingredientes que ajudaram na iniciativa. “Estamos pensando na diversificação da cultura com boas oportunidades de negócios, por isso iniciamos e estamos atuando nesta área”, acrescenta. A colheita pode ocorrer em dois períodos, sendo em abril e depois em outubro, mas, com a utilização de técnicas e ma-

Divulgação

Cultivo da atemoia já existe na zona rural de Paraíso

nejos culturais como poda e adubação, é possível produzir a atemóia durante todo o ano. O cultivo não exige muito trabalho em relação à mão de obra, mas mesmo assim Mauro está investindo em treinamento de seus funcionários que atuam na lavoura. Durante a semana ele recebeu um especialista em podas de atemóia que veio ensinar como é feito o manejo na planta. “Estamos buscando a experiência de quem já conhece e aprendendo o jeito certo de fazer, para que não tenhamos perdas ou prejuízos atuando de forma equivocada”, descreve. Mesmo sem definir a estimativa de produção Mauro Westin já antecipa que os frutos colhidos já possuem mercado certo. “Vamos comercializar junto ao Ceasa de São Paulo, nas redes de supermercado paulistas, o campo está aberto e queremos ocupar este espaço que existe, oferecendo produtos de qualidade com valor agregado”, de-

fine. No mercado, o quilo da fruta custa entre R$ 5 e R$ 10, dependendo da época e da oferta. Além dele, também há outra propriedade vizinha onde a atemóia foi plantada e deverá iniciar colheita em breve. ORIGEM A atemóia é uma fruta híbrida que é obtida através do cruzamento da cherimóia (Annona cherimola, Mill) com a fruta-pinha (Annona squamosa, L.), pertencentes à família das anonáceas (a mesma da graviola). O plantio através da propagação por sementes não é recomendada porque surgem grandes variações, visto que é uma híbrida. A observação é de que para o cultivo deve-se utilizar sempre mudas enxertadas e sadias. Ela possui aspecto rústico devido à casca rugosa e pontiaguda, semelhante à da graviola. No interior, a polpa branca e macia envolve sementes longas e pretas. Quan-

do madura, alcança até dois quilos, com grande variação entre os exemplares. A fruta possui alto teor de proteínas, açúcares, potássio e vitamina C, podendo ser consumida in natura, além de ser usada como polpa, sorvete, suco, doce e compota. No Brasil, as primeiras plantações datam da década

de 60, e a área cultivada atual é de mil hectares, com maior presença nas regiões Sudeste e Sul. Esse montante equivale a um milhão de caixas com três quilos da fruta cada uma. O Estado de São Paulo é o principal produtor, com 43,8% do volume comercializado, seguido por Minas Gerais, Paraná e Bahia. Embora o

cultivo comercial da atemóia esteja crescendo, há a ressalva de que trata-se de uma cultura exigente em irrigação, adubação, podas e pós-colheita, sem esquecer que por ser um híbrido (resultante de um cruzamento) as mudas só devem ser produzidas por métodos vegetativos (enxertia e estaquia).


Jornal do Sudoeste

página 4

Coluna Saúde Animal

Recorte e colecione!

AGILITY: DIVERTIMENTO CANINO

O Temor do Senhor

Reminiscências Antonieta Símaro Campos por Cilas Campos

PARTE I por Cilas Campos

Quem possui um cão, independente da raça e tamanho, certamente já deve ter visto ou ouvido falar das famosas “Provas de Agility”. Esse esporte canino, cada vez mais difundido, é definido como um jogo de disciplina no qual o cão deve passar por vários obstáculos reunidos em um percurso, sem guia e sem coleira. Inventado em 1978 na Inglaterra, o Agility inspira-se nas competições de salto de obstáculos para cavalos. Quem teve a idéia foi John Varley, o qual imaginou uma competição de provas reservada somente para cães. Essa nova modalidade teve rápida progressão e difundiu-se por toda a Europa. Em 1987 a Société Centrale Canine (SCC) incluiu o Agility como esporte legítimo e determinou suas regras: a participação de todas as raças caninas e a acessibilidade aos cães com ou sem “documentos”, propondo simultaneamente esporte, descontração e educação, de maneira aberta e democrática. As provas de Agility contam com vários campeonatos espalhados pelo mundo, entre eles os Masters anuais da Europa, Japão, América do Sul, África e países do Leste Europeu. Em relação à competição em si, a Federação Cinológica Internacional (FCI) impõe idade mínima de 15 meses para poder participar dos concursos. Para os cães com menos de 40 centímetros de altura, só estão autorizadas as participações no “Mini-Agility”. O percurso do Agility consiste em vários obstáculos dispostos de maneira padronizada e tem por objetivo, assim como na equitação, que o cão passe por todos eles sem cometer faltas. Para executar todas as provas com sucesso, deve-se ter um animal muito bem treinado, principalmente um cão que tenha “espírito brincalhão” mas que tenha bastante confiança no proprietário. Isso tudo faz do Agility um verdadeiro show, sendo muito atraente, pois envolve não só o cão, mas também seu proprietário. A diversificação desse esporte canino é tamanha que os clubes para cães já disponibilizam a separação entre “amadores” e “veteranos” (ou experientes), melhorando a qualidade para todos. Existem vários tipos de montagem de percurso e vários obstáculos à serem transpostos. Os obstáculos são: a Cerca, o Muro (ou Viaduto), o Pneu, o Salto em Distância (ou Sobre o Rio), a Mesa, a Zona de Parada no Solo, a Rampa, a Passarela, a Gangorra, o Slalom, o Túnel Aberto e o Túnel Murcho. Alguns canais de televisão transmitem provas de Agility, entre eles: o Animal Planet, o Discovery e a ESPN International. Vale a pena conferir. Caso você se interesse mais pelo assunto ou mesmo queira treinar seu cão, procure esclarecimentos com um Médico-veterinário ou com um adestrador profissional. *ROGÉRIO CALÇADO MARTINS

– médico-veterinário – CRMV/MG 5492 *Especialista em Clínica e Cirurgia Geral de Pequenos Animais (Pós-graduação “lato sensu”) *Membro da ANCLIVEPA (Associação Nacional de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais) *Consultor Técnico do Site www.saude animal.com.br *Proprietário da Clínica Veterinária VETERICÃO (São Sebastião do Paraíso/MG)

“Depois apareceu-lhe o Senhor nos carvalhais de Manre, estando ele assentado à porta da tenda, no calor do dia. E levantou os seus olhos, e olhou, e eis três homens em pé junto a ele...” (Gênesis 18.1-2).

Neste texto encontramos o grande patriarca Abraão frustrado e desanimado. O que você me diz: uma segunda-feira de trabalho duro, um calor intenso e uma pessoa sentada à frente de sua “tenda” cabisbaixo e pensativo... O que você acha?... Eu escolhi esse personagem por ser ele o Pai da Fé, e quando digo Pai da Fé, não é só dos cristãos. Os pais dos árabes é Ismael, que é filho de Abraão com Agar. Quero te lembrar que hoje no mundo existem mais de 1,5 bilhão de mulçumanos que têm Abraão como Pai da Fé. Sarracenos, sunitas, gregos e judeus ortodoxos têm Abraão como Pai da Fé; e não esquecendo dos católicos e protestantes, enfim, todos os cristãos da face da terra têm Abraão como Pai da Fé. Qual era a frustração de Abraão naquele dia? Qual a nossa frustração nesse ano que passou? Será que não estamos diante de nossa tenda, num dia de trabalho duro, onde todos estão lutando...? Ao invés de estarmos na luta, estamos de cabeça baixa e frustrados! Qual é a nossa frustração?! Quais foram as promessas de Deus que não foram cumpridas em nossas vidas?!... Deus havia chamado Abraão e prometido que estaria com ele em todos os momentos. O capítulo 18 de Gênesis, fala que a frustração de Abraão era porque sua mulher era estéril, já estava em idade avançada, e ele ainda não tinha filho. Chegou o ponto de Abraão dizer: “Quem vai herdar tudo o que tenho? Será Eliezer, o damasceno, escravo, nascido em minha

São Sebastião do Paraíso-MG e Região 19 de janeiro de 2013

casa?” Observe que quando ele estava com essa tristeza profunda, Deus compreende sua frustração e vem até ele, e olha o que o Senhorr diz em Gênesis 18.14: “Haveria coisa alguma difícil ao SENHOR? Ao tempo determinado tornarei a ti por este tempo da vida, e Sara terá um filho.” Se você está frustrado, chateado e amargurado esta é uma grande oportunidade para Deus se revelar a você. Lembre-se, o nosso fracasso é uma oportunidade para Deus atuar! Deus então cumpre, na vida de Abraão, uma das maiores promessas que nem mesmo a ciência e a medicina conseguem entender: Uma mulher estéril, que já havia passado a idade da menopausa e já em uma idade bem avançada engravida e dá à luz um filho. Sara na primeira instância não creu, e riu quando o Senhor disse que ela teria um filho. “Assim, pois, riu-se Sara consigo, dizendo: Terei ainda deleite depois de haver envelhecido, sendo também o meu senhor já velho?” (Gênesis 18.12). O Senhor realiza o milagre! Sara concede e dá à luz um filho e coloca o nome de Riso, que significa Isaque, em hebraico. Imagine o que podemos receber pela fé, se apenas crermos no Senhor?!... Saía desse desânimo, abra sua tenda, vá ao trabalho e a luta, porque 2013 será um ano de muitas bênçãos! Nossos sonhos se realizarão! É o que a palavra de Deus deseja a todos nós. Um abraço e até a próxima semana.

Ei, pessoal ... Estou de volta após uma temporada em que estive de cama até. Mas não morri e estou na luta! No casarão, da rua do Ouvidor, a faina começou. Numa cama de casal, tão velha como a casa, afundada no colchão de palha barulhento, entre as tias solteironas que ainda roncam, ouve os passos pesados do velho avô que fazem ranger as largas taboas do assoalho. Num hábito diário, às cinco da manhã ele vai à cozinha fazer o café. A menina acorda e daí a pouco escuta o reco-reco da colher mexendo o pó na água fervente, enquanto um aroma doce lhe penetra as narinas. Pula da cama descalça e saltitante e encarapita-se à velha caixa de madeira, tão comuns naqueles tempos. O velho tira de uma caixa

maior um pãozinho que ele mesmo fabricava nas suas folgas de domingos. Pica-o no canecão e derrama sobre ele farto café, ralinho e doce. A mesma colher amassa uma mistura deliciosa que a menina vai devorar com gosto. Já o avô veste o velho palito de brim caqui, chapéu na cabeça e vai tirar a chapa do fogão, sobre um papel de embrulho, os cigarros de palha que fizera à noite. Numa época em que não existiam as leis trabalhistas, qualquer minuto devia ser poupado para evitar demissão do trabalho. Assim, fazia os cigarros de palha grosados para tê-los à mão trabalhando, sem perder tempo. Há anos era o pedreiro oficial do manicômio. Velhos tempos! ... Que saudade! ...

A P.M. Itamogi/MG, , torna público para conhecimento dos interessados que as 09:00 hs do dia 04/02/20103, em sua sede a rua Olimpia E.M. Barreto 392, Bairro Lago Azul na sala de licitações e contratos se reunirá o Pregoeiro e equipe de apoio para recebimento dos envelopes de Proposta Comercial e Habilitação do Proc. Licit. 03/2013 Pregão Prenc. nº 01/2013, cujo critério de julgamento será o de Menor Preço unitário cujo objeto é Contratação de DJ e locação de equipamentos de som para a animação do carnaval/2013; locação de tendas piramidais; contratação de empresa de segurança e fornecimento de lanches e membros da Comissão Organizadora do Carnaval e demais pessoas envolvidas na realização dos festejos carnavalescos/2013 – Itamogi 16.01.2013 – Osmair Martins – Prefeito Municipal.

Prefeitura Municipal de São Sebastião do Paraíso – MG. Processo de Licitação, modalidade Pregão Presencial nº 002/2013, Processo nº 023/2013, Tipo Menor Valor Global Objeto: Contratação de empresa para prestação de Serviço Móvel Pessoal – SMP e fornecimento de 75 (setenta e cinco) acessos móveis com aparelhos comodatos, por um período de 12 (doze) meses. A abertura será dia 31 de Janeiro de 2013, às 09:00 horas. O edital completo e as demais informações relativas a presente licitação encontram-se à disposição no site: www.ssparaiso.mg.gov.br e na Prefeitura Municipal, Gerência de Compras e Licitações, na Praça dos Imigrantes, nº 20, Lagoinha, (Anexo I) nesta cidade, fone (0xx35) 3539-7000 ou fone/fax (0xx35) 3539-7015, diariamente das 08:00 às 11:00 e das 13:00 às 17:00 horas, onde poderão ser lidos, examinados e adquiridos. São Sebastião do Paraíso – MG, 18 de Janeiro de 2013. WELLINGTON BONACINI DE CARBVALHO – Pregoeiro(a). Prefeitura Municipal de São Sebastião do Paraíso – MG. Processo de Licitação, modalidade Pregão nº 003/13, Presencial, Processo nº 0034/13, Tipo Menor Valor Por Item Objeto: Aquisição de 02 (dois) Veículos Automotor, Tipo Van, 0 km e 01 (um) Veículo Popular, motorizado 1.0 flex, 0 km, conforme Convênio nº 855/2012 e 296/2012 celebrado com a Secretaria de Estado da Saúde e o Termo de Referência anexo ao processo. A abertura será dia 31 de Janeiro de 2013, às 14:00 horas. O edital completo e as demais informações relativas a presente licitação encontram-se à disposição no site: www.ssparaiso.mg.gov.br e na Prefeitura Municipal, Gerência de Compras e Licitações, na Praça dos Imigrantes, nº 20, Lagoinha, (Anexo I) nesta cidade, fone (0xx35) 3539-7000 ou fone/fax (0xx) 35397015, diariamente das 08:00 às 11:00 e das 13:00 às 17:00 horas, onde poderão ser lidos, examinados e adquiridos. São Sebastião do Paraíso – MG, 18 de janeiro de 2013, WELLINGTON BONACINI DE CARVALHO – Pregoeiro.

por Gérson Peres Batista

Como progredir no xadrez? Eduardo Sperb (Site Xadrez Educa)

Por Gérson Peres Batista

A PRÁTICA

A TEORIA No livro ‘K x K, a Perestroika no Tabuleiro', publicado em 1981, seu autor, o MI Rubens Filguth, informava que o ex-campeão mundial Anatoly Karpov reunia em sua biblioteca pessoal aproximadamente 8.000 títulos de livros de xadrez. Em 2007, numa matéria sobre Karpov – que é o jogador que mais ganhou torneios de alto nível na história – no site da ChessBase havia a informação de que o GM russo já detinha cerca de 20.000 títulos de livros de xadrez. No entanto, na mesma matéria era informado ainda que o número de obras de xadrez existentes no mundo era de aproximadamente 40.000 títulos! Com tanta literatura disponível, teríamos

SERGIO MAGALHÃES

Focados em 2014 Pole Position)

O célebre grande mestre, treinador e escritor especializado Alexander Kotov (19131981) sabiamente afirmou que para evoluirmos no xadrez é necessário “a determinação para o estudo e a prática constante”... Partindo dessa premissa, o que devemos então fazer no que diz respeito às questões práticas e teóricas do xadrez para gradualmente melhorarmos nosso nível técnico?

Na questão da prática é relativamente fácil. Podemos medir forças contra outros adversários seja em casa, na escola, nos Clubes de Xadrez, na internet... ou mesmo contra computadores, com forças as mais variadas. Entretanto, o local mais adequado é mesmo o ambiente dos torneios, onde encontramos outras variáveis que não só o conhecimento assimilado nos livros e posto em prática de forma amistosa. Há agora a pressão psicológica, temos de lidar com ritmos de jogo diferentes de acordo com o tipo de torneio (se relâmpago, rápido ou pensado), entramos no campo da vontade de vencer, da garra, do ego, enfim o adversário está ali em nossa frente e precisa ser derrotado. Ele nos olha, nos desafia, nos intimida... Em suma: não há lugar mais propício que as competições para exigir o máximo de nós, trazer à tona todo nosso potencial. Bom, se na prática já sabemos que o segredo é jogar exaustivamente (especialmente torneios), o que fazer então com a teoria?!

e-mail: sergi.magalhaes@bol.com.br

Prof. Gérson Peres Batista, editor do Clube de Xadrez Online

que viver várias vidas para ler tudo que se publicou sobre nossa modalidade, pois as poucas décadas que o ser humano passa por este mundo seriam poucas frente ao material a ser estudado. Assim, como assimilar um pouco de tudo o que há sobre xadrez de forma racional? Atingiremos esse objetivo dividindo em tópicos o que há de mais importante a ser aprendido. Chamaremos esses tópicos de “pilares”, em que haverá seis frentes de estudo. São elas: abertura, meio-jogo, final, estratégia, tática e análise. Assim, qualquer posição que o adversário nos colocar no tabuleiro teremos subsídios teóricos para iniciar um processo de leitura da situação e obter uma tomada de decisão adequada. Por fim, ao enxadrista interessado em evoluir na teoria do jogo segue uma relação de obras que se encaixam em cada pilar evolutivo: Abertura: O Espírito da Abertura (Gérson Peres Batista e Joel Cintra Borges); Meio-jogo: Meu Sistema (Aaron Nimzowitsch); Final: El Final (Miguel Czerniak); Tática: Xadrez Vitorioso: Táticas (Yasser Seirawan); Estratégia: Estratégia Moderna do Xadrez (Ludek Pachman); Análise: El Ajedrez de Torneo – Zurich 53 (David Bronstein). Bons estudos, bons jogos!

A pré-temporada de 2013 nem começou e a Fórmula 1 já está focada em 2014. É que no próximo ano haverá drástica mudança no regulamento com a volta dos motores turbo. E a Mercedes saiu na frente e apresentou semana passada o protótipo de seu novo propulsor V6 de 1,6 litros. Houve muita polêmica em torno dos novos motores turbo alimenta-dos. Os atuais V8 aspirados estão com desenvolvimento congelado desde o final de O novo motor V6 Turbo de 2006 e assim que a FIA 1,6 litros da Mercedes para 2014 (Federação Internacional de Automobilismo) estabeleceu as novas regras dos propulsores dependerão ainda mais do Kers, ‘Sistema causou revolta do presidente da Ferrari, de Recuperação de Energia’ que consiste Luca di Montezemolo, que ameaçou em uma pequena bateria que armazena retirar a mais tradicional equipe do grid a energia dissipada pelo calor das inconformado com a primeira especi- frenagens e a transforma em potência ficação adotada para motores de 4 para o motor. Atualmente o Kers oferece cilindros. Era uma ofensa aos princípios 80 cavalos durante 6 segundos por volta, da montadora italiana de construir mas no próximo ano serão 161 cavalos unidades de alta performance para seus durante 33 segundos por volta. Na visão carros de rua e não fazia sentido fabricar do engenheiro alemão, se já difícil ser um motor de 4 cilindros para competir na rápido sem o Kers, será impossível não utilizá-lo em 2014. principal categoria do automobilismo. A mudança de regulamento fará com A ameaça de Montezemolo fez a entidade rever a ideia inicial e adotar os que a maioria das equipes se concentre V6, mas não pôs fim à polêmica porque o mais no próximo ano do que nesta chefão da Fórmula 1, Bernie Ecclestone temporada. Stefano Domenicali, chefe da – também contrario a substituição dos Ferrari, disse que há um grupo trabalhanaspirados – se mostrou preocupado com do no modelo deste ano e outro no de o barulho dos motores. Um dos grandes 2014, e será importante saber a hora de baratos da Fórmula 1 é o barulho dos parar o desenvolvimento do modelo motores. Pergunte a qualquer pessoa que deste ano. Já Christian Horner, chefe da já viu uma corrida de perto o que mais Red Bull, acredita que o campeonato de lhe chamou atenção e certamente ouvirá: 2013 poderá ser decidido nas primeiras “o barulho indescritível e ensurdecedor corridas se uma equipe fizer um carro muito superior aos outros. Todas dos motores”. Mas Andy Cowell, diretor de motores abandonarão seus projetos para se da Mercedes, garante que não haverá empenhar no de 2014. Por conta da perda significativa dos níveis de ruído, disputa até a última prova do ano “eles serão barulhentos e os fãs vão passado contra a Ferrari, a Red Bull adorar”. Também garante que não haverá cogitou não participar da primeira sessão defasagem em relação a potencia dos de testes, em fevereiro, por atraso na atuais V8 de 2,4 cilindros que despejam construção do carro desde ano, mas conseguiu organizar seu cronograma e 750 cavalos de potência a 19.000 rpm. Cowell relata que os novos propulsores estará na pista dia 5 com o novo modelo.


São Sebastião do Paraíso-MG e Região 19 de janeiro de 2013

Jornal do Sudoeste

página 5

Santa Casa consegue avanço e tem hospital de “cidade grande”, diz administrador A Santa Casa de Misericórdia de São Sebastião do Paraíso vive momento histórico. Conseguiu um avanço em termos de prestação de serviço e atendimento médico hospitalar que no dizer de seu administrador, Jarle Adriano Klein Rinaldi, o deixa orgulhoso. “A população de Paraíso e de macrorregião tem um hospital de cidade grande, que às vezes não é encontrado em capitais”, afirma. Anteriormente médicos trabalhavam de sobreaviso. Hoje, vinte e quatro horas por dia a Santa Casa disponibiliza profissionais de oito especialidades em plantão presencial. A partir de fevereiro amplia para nove, quando uma empresa de Ribeirão Preto assume o setor de pediatria. A Santa Casa fez uma ação onde tem uma resolutividade muito grande, possivelmente a maior de sua história. Até no final do ano, trabalhou com plantões alcançáveis. Anteriormente no presencial havia o médico intensivista (UTI), o da UTI neonatal dos recém nascidos e pediátrica. Havia também médico ginecologista até porque é uma exigência para alta complexidade e maternidade, e o médico clínico, para receber e encaminhar pacientes para especialidades, quando for o caso. Como o estado criou modelo de atendimento de urgência e emergência, outras macro regiões já trabalhavam assim, mas na Sul, onde há a micro região de São Sebastião do Paraíso, mais recentemente começou a ser implantado o SAMU. Ambulâncias do estado, em várias circunstâncias socorrem pacientes e os leva para hospitais referência. Para a Santa Casa participar desta rede ela teria que ter, e o estado faz uma classificação de nível do hospital de um a quatro, dentro das especialidades oferecidas e das altas complexidades instaladas no hospital. “O hospital da Santa Casa conseguiu atingir o nível dois em termos de alta complexidade, mas para manter este

nível e fazer parte da rede é necessário que tenhamos os plantões presenciais de oito especialidades”, explica Leandro Galvão, assessor na Santa Casa. Foi um esforço sobre humano para a Santa Casa conseguir fazer isso porque demanda custo extremamente alto, e foi preciso se desdobrar para fazer plantões em valores que não estavam no orçamento, salienta o administrador hospitalar, Jarle Klein Rinaldi. Fruto desse esforço, o hospital passou a contar 24 horas por dia com médicos para clínica médica, cirurgia geral, ortopedia, anestesiologia, cardiologia, médico intensivista (UTI) neonatologia, ginecologia e obstetrícia e pediatria a partir de fevereiro. O estado oferece contrapartida, mas é muito pequena em relação ao gasto pela Santa Casa. O custo conforme explica o administrador, não é apenas com o profissional médico, de vez que envolve toda uma estrutura, como enfermeiros, equipamentos, manutenção, porteiros, secretários, copeiros, laboratórios, radiologia envolvidos no atendimento. O único laboratório e raio X e agência transfusional (fornecimento de sangue) que funcionam 24 horas são da Santa Casa, ressalta. A partir de fevereiro os serviços disponíveis para a população serão ampliados. “Fechamos contrato com uma empresa de Ribeirão Preto, especializada em médicos neonatologistas que irá gerenciar o setor de pediatria. É empresa renomada que presta serviço por todo o Brasil e se prepara para atender em outros países”, informa Jarle. “Fico muito lisonjeado de trabalhar num hospital com esta estrutura, com corpo clínico altamente qualificado, médicos capacitados com longa experiência. Não é mais preciso pegar um carro e ir à procura de médicos ou hospitais em outras cidades, porque temos estes serviços 24 horas com presteza e qualidade”, enfatiza.

Nelson P. Duarte

Além das especialidades que foram exigidas para adequar-se à rede de urgência e emergência, a Santa Casa também disponibiliza a de cardiologia que não era necessária. “Por estamos implantando e já termos iniciado as atividades do setor cardiológico da Santa Casa, também implantamos o presencial, 24 horas de cardiologia para dar suporte ao Hospital do Coração”, explica o administrador. Com o novo sistema a Santa Casa está preparada para atender usuários de planos de saúde referenciados, pacientes do SUS por intermédio de secretarias de Saúde da região, e pacientes particulares. A estrutura mais ampla, diz Jader Klein Rinaldi ao lembrar que há também outras equipes médicas para urgências e emergências que também cuidam da evolução dos pacientes. Há cirurgiões de sobre aviso, otorrinos, neurologia clínica e neurocirurgia e cirurgia vascular. Além disso há escala para médicos nefrologistas para emergências no setor de hemodiálise, e no Hospital do Coração que compreende a cirurgia cardíaca, médicos hemodinamicistas

Cidade ganha três novos loteamentos Em um momento de expansão e desenvolvimento territorial urbano São Sebastião do Paraíso se prepara para receber três novos loteamentos em 2013. Somados, os novos empreendimentos que segundo previsão começam a ser comercializados a partir da metade do ano somam cerca de 800 mil m² e vão estar divididos em praticamente 1.500 lotes. Atendendo a legislação municipal referente a ocupação, mobilidade e construção os novos loteamentos vão nascer com toda infraestrutura. Nos últimos anos Paraíso já vem experimentando uma espécie de explosão no setor de construção civil com o surgimento de mais de 10 loteamentos e condomínios. O crescimento pode ser observado em todas as regiões da cidade através dos novos bairros e outras áreas residenciais. Além dos novos territórios, algumas áreas que estavam paralisadas em função de questões burocráticas e pendências em relação a legislação, acabaram sendo liberados aumentando ainda mais os trechos em disponibilidade para a construção de novas moradias. Somente no final de 2012 a Prefeitura aprovou a construção de três novos loteamentos em diferentes áreas da cidade. O primeiro deles através do Decreto Municipal nº 4272, refere-se ao Loteamento Riveira, da empresa São Francisco Comércio de Café Ltda. O empreendimento mede 97.531, 82 m² está localizado na Zona Oeste em área que faz divisa

com o Jardim Itamaraty e o Residencial Belvedere, este último também lançado ano passado. Ao todo são 241 lotes concentrados em 11 quadras, alimentadas por ruas de acesso, sendo 56 mil m² de área habitacional, 22 mil m² de vias de circulação, 16 mil m² de área verde e perto de dois m² de área institucional. Já na Zona Leste Foi aprovado a partir do Decreto Municipal nº 4274, o Loteamento Vila Verde. Ele mede 72.625 m² e faz divisa com o Córrego Rangel, a Ferrovia Centro Atlântica e outros. O empreendimento possui 26,5 mil m² de área habitacional, mais de 14 mil m² em vias de circulação, além de 29 mil m² de área verde e outros 2.300 m² em área institucional. Ao todo serão 124 lotes a serem comercializados pela Incorporadora Bernardino Vieira. Através do Decreto Municipal nº 4280, foi aprovado um dos maiores loteamentos a ser construído no município, denominado Residencial Califórnia Gardem. De propriedade das empresas Mediterranêe Imobiliária Ltda e Objetiva Empreendimentos Imobiliários Ltda, o empreendimento localiza em faixa intermediária entre a zona leste e norte, com área de 533 mil m² em terrenos urbanos. A área faz divisa com o Condomínio Jardim de Athenas, o SESC, Córrego Rangel e outros. Todo o empreendimento é composto por 1.073 lotes, concentrados em 46 quadras, sendo 329.628,51 m² de área

habitacional. Consta no projeto 141 mil m² para vias de circulação, 40 mil m² de área verde, 9 mil m² em área institucional, além de 2.371 m² de preservação permanente, com 102,14 m² para implantação de depósito de água. Os proprietários são responsáveis por executar obras como abertura de ruas e avenidas, demarcação de lotes, quadras e logradouros. Também constam no projeto de execução a feitura de obras de escoamento de água pluvial, construção de galerias de água pluvial, meio-fio, sarjetas e canaletas conforme padrões técnicos. Os empreendedores ainda são responsáveis pelas construções de redes de energia elétrica e iluminação pública; arborização, sinalização de trânsito, adaptação das calçadas para acessibilidade de portadores de necessidades especiais. Para garantia da execução das obras previstas nos projetos apresentados pelos construtores foram causionados pelo município 121 terrenos no Loteamento Riviera; 60 no Loteamento Vila Verde e mais 537 lotes no Residencial Califórnia Garden. O prazo para o início das obras de arruamento e loteamento será de seis meses a partir da publicação dos decretos. A Secretaria Municipal de Obras e Planejamento Urbano expedirá o alvará de Loteamento, bem como o alvará de Licença para Execução das Obras e Serviços e Infraestrutura urbana.

(cateterismos, angioplastias) dentre outras. Pacientes do SUS precisam ser encaminhados pela secretaria municipal de Saúde, seja pelos PSFs pelo Pronto Socorro ou pela própria secretaria HOSPITAL DO CORAÇÃO No final do ano saíram portarias credenciando a unidade cardiovascular dentro do hospital da Santa Casa. No dia 2 de janeiro foi publicado. “Levamos alguns dias para comunicar todos os serviços e estruturarmos. Anteriormente já eram feitos atendimentos de forma particular e convênios e agora temos condições de fazer o serviço pelo SUS”, comemora o administrador. Nesta semana foram feitos os primeiros atendimentos no Hospital do Coração pelo SUS. “Vamos nos esforçar o máximo para atender. Há uma capacidade instalada. Vamos buscar recursos junto ao estado para construir nova UTI pois a atual conta com dez leitos, com taxa de cem por cento de ocupação, sai um entra outro, o que é limitador para atendimento no Hospital do

Coração” diz Jarle. Há também um teto financeiro disponibilizado pelo SUS para custear o serviços do Hospital do Coração, considerado baixo para procedimentos de alto custo. Há uma limitação imposta pelo teto, mas nesse primeiro momento a intenção é atender por se saber que há uma demanda reprimida da área de cardiologia. Há, no entanto, dois gargalos, que precisam ser equacionados para um atendimento capaz de atender às demandas. O primeiro deles o teto financeiro disponibilizado pela Secretaria de Saúde. “Precisamos que mais municípios referenciem o serviço para a Santa Casa, porque estamos começando o serviço com uma gama de municípios que se comprometeram conosco, sem que ainda tivéssemos o serviço. Outros sinalizaram que iriam referenciar com a Santa Casa, assim que o HCOr fosse credenciado pelo SUS. Agora é hora de batermos às suas portas”, informa Jader Klein Rinaldi. O segundo gargalo está relacionado à estrutura de leitos, leitos de CTI, de horas de

sala. Na opinião do administrador da Santa Casa, o mais difícil de ser resolvido é o físico, porque dentro da política do SUS há um limite que se for extrapolado o estado, o SUS, paga só que sem data prevista, e essa é uma insegurança. “Se existisse prazo certo poderíamos atender dentro de nossa capacidade física, mas como vamos pagar nossos fornecedores se não sabemos quando iremos receber pelo procedimento”, questiona. O valor é liberado pelo SUS é carimbado para procedimentos, na medida em que são executados e faturados. Não pode ser usado para pagamento de médicos, materiais, funcionários e medicamentos. Sem especificar o valor recebido, Jarle admite que o teto liberado pelo SUS especificamente para atendimento no Hospital do Coração está muito aquém da previsão de demanda. A intenção é buscar novas parcerias para atingir meta do HCOr atender, ou seja ser referência para um horizonte de 500 mil habitantes, e a Santa Casa já trabalha neste sentido . “É importante frisar que além de teto há meta de procedimentos. O dinheiro não pode ser usado, por exemplo, apenas em cateterismos e angioplastias. Há meta física mensal de consultas especializa-das em cardiologia, em cirurgia vascular, consultas, exames, inclusive os de diagnósticos. Daqui a seis meses seremos auditados pelo Estado e União para ver ser estamos cumprindo a meta”, explica o administrador. A Santa Casa quer ser prestadora de serviço para os consórcios intermunicipais de saúde, não apenas na área cardiovascular. “Temos interesse em toda a parte de diagnósticos e multiprofissional que temos na Santa Casa, que está preparada para prestar os serviços. Além de ter interesse estamos aguardando para servi-los em todas áreas. Temos estrutura e queremos ocupá-la cem por cento”, conclui.

Prefeito quer zerar demandas reprimidas dos municípios que integram o Consórcio de Saúde Na segunda reunião após a eleição da nova diretoria do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Sudoeste Mineiro (CISSM) – sexta-feira (4/01), o prefeito de São Sebastião do Paraíso e presidente do consórcio, Rêmolo Aloise, propôs aos municípios participantes do grupo zerar, no menor espaço de tempo possível, todas as demandas reprimidas apresentadas por eles. Reminho frisou por diversas vezes que espera resultados rápidos às demandas apresentadas, solucionando as novas solicitações em, no máximo, 72 horas. “Proponho um trabalho conjunto para que não haja demora nos atendimentos e na entrega de exames”, afirmou o presidente.

Outra proposta apresentada por Reminho aos representantes dos municípios, é abaixar a taxa administrativa que cada um deles contribui para a manutenção do Consórcio. Esta contribuição é feita de acordo com os repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Reminho destacou, ainda, que outras cidades precisam fazer parte do grupo e anunciou que Monte Santo de Minas passará a integrar o CISSM. Para atender, neste primeiro momento, parte das demandas reprimidas apresentadas na reunião, o próprio CISSM vai utilizar recursos do seu caixa. Um dos principais pedidos dos integrantes do grupo é a

contratação de mais médicos para oferta de serviços. Na pauta da reunião, o orçamento 2013 do Consórcio não teve suas contas fechadas. De acordo com a secretária executiva, Rosana Grillo Bottrel, o CISSM vai esperar a entrada de novos municípios ao grupo para refazer os números. Itamogi, Jacuí, Pratápolis, São Tomás de Aquino, São João Batista do Glória, Bom Jesus da Penha e Paraíso são as cidades que, atualmente, fazem parte do Consórcio, o que atende uma população estimada em 120 mil pessoas. Juntas, elas buscam uma ação conjunta para resolver problemas comuns no atendimento à saúde. TEXTO Adriano Rosa


Jornal do Sudoeste

página 6

São Sebastião do Paraíso-MG e Região 19 de janeiro de 2013

Secretário de Agricultura reúne-se com Associações de Produtores Rurais Roberto Nogueira

O secretário municipal de Agricultura, Mauro Westin realizou a primeira reunião com presidentes e representantes das Associações de Produtores Rurais de São Sebastião do Paraíso. O encontro ocorreu no início da tarde de quartafeira (16/01), na sede provisória da repartição no bairro Lagoinha.”Foi uma reunião de apresentação, para que pudéssemos expor as nossas ideias e propostas e também para podermos ouvir os anseios do setor. Existem muitas propostas e demandas que pretendemos trabalhar em conjunto e parceria”, definiu Westin. Logo de início o secretário fez uma explanação quando abordou sobre a importância do setor agrícola para o município e para o país. Ele citou que ainda existem questões pontuais para serem debatidas a nível nacional como é o caso do Código Florestal. “Os problemas existem, mas temos de combatê-los e procurar soluções e respostas”, disse. Mauro Westin falou aos produtores sobre o objetivo do primeiro encontro que visou trocar ideias e traçar metas para fortalecer o setor de produção rural do município. Cada presidente e representante das associações de produtores rurais também pôde falar sobre a realidade, projetos e dificuldades que estão enfrentando. O primeiro foi Sebastião Ribeiro de Morais, da Associação dos Produtores da Guardinha. “Temos lá uma grande produção de tomate, mas a mercadoria não está saindo para o município e sim pelo Estado de São Paulo e estamos perdendo receita. Há também problemas com as estradas que estão muito ruins”, observa. Marcos Roberto Soares, da região das Mercês deu as boas vindas ao secretário e enfatizou

Produtores rurais do município são recepcionados na Secretaria de Agricultura do município

Secretário de Agricultura Mauro Westin apresenta propostas aos produtores rurais

a importância do município voltar a ter uma Secretaria de Agricultura. “Você será um grande gestor, temos certeza de que Paraíso vai crescer muito com seu trabalho em apoio ao setor rural”. Sobre a região em que atua Marcos falou que a comunidade tem como forte a produção de banana. Ele salientou também a importância do trabalho em parceria com órgãos como a Emater, cooperativas e a associação comercial. Marcos Alberto de Souza, da Associação da Faxina, citou além de café e leite o cultivo de mandioca está se sobressaindo. “Já tentamos a olericultura, em 2005, o pessoal teve dificuldade, ficou receoso e agora é preciso um incentivo para engrenar, porque é muito difícil se manter apenas com o café. Também na comunidade foi instalada uma agroindústria que está atuando na fabricação de doces de goiaba, leite e produção de poupa. “O pessoal lá tem buscado material em ou-

tros lugares, por carência de produtos e matéria-prima”, ressalta. Erivelton de Pádua Silva, da região de Termópolis comentou que a associação é formada por moradores de área “urbana”. “A maioria do pessoal nosso, principalmente os mais jovens trabalha no hotel, outros são aposentados. Não temos muita coisa em termos de infraestrutura, somos atendidos pelo pessoal do Barreiro”, citou. Na região também se planta tomate, mas a situação é semelhante ao registrado no Distrito de Guardinha, a maior parte da produção está saindo para Fortaleza de Minas que fica na divisa. São pelo menos 30 famílias que atuam com a atividade. A Associação dos Produtores Rurais da Queimada Velha, das entidades é a que está melhor equipada e mais produtiva. Conforme Aparecida Reis Nunes de Sá a produção local é variada e vai desde mandioca

a ao figo e outras frutas. Somente em 2012 a associação gerou receita superior a R$ 320 mil com a venda do que foi colhido na comunidade e o que foi comprado e revendido de outras áreas. “Faltou mercadoria, se tivéssemos mais para vender teríamos negociado mais e feito mais receita”, disse. A associação dirigida por ela é a única no município que possui a DAP (Declaração de Aptidão ao Pronaf) que possibilita a venda direta de alimentos para instituições públicas de ensino. Segundo José Reis de Oliveira, da Associação dos Produtores dos Pimentas e Angola, na região que é formada por grandes propriedades existe um pouco de desmotivação. “Estou sozinho lá que é uma região produtora de café e leite, falta interesse em participar. Temos o trator que está bem conservado e outros equipamentos, material que serve para balizar o preço praticado por terceiros. Precisamos realizar nova eleição, mas faltam candidatos”, observa. Representantes de outras associações como Antinha e Volpes, Barreiro e Água Limpa também estiveram presentes e relataram as condições das localidades. PARCERIAS De acordo com o secretário de Agricultura um dos objetivos do seu trabalho será a busca de parcerias para incrementar e incentivar a produção. “Temos que produzir

com qualidade e quantidade, buscar sustentabilidade, além de buscar melhores condições de comercializar. Isso vai resultar na geração de emprego e renda, beneficiará os produtores, trabalhadores e suas famílias”, comenta. Mauro Westin se comprometeu promover em breve reuniões com os representantes das associações, com o secretário de Obras, Marcelo Marcolini, e também com o secretário de Indústria e Comércio, além de presidente da Associação Comercial e Industrial, Ailton Rocha de Sillos. “É determinação do prefeito Reminho para que possamos interagir na busca de soluções e propostas em todos os setores e eles também estarão conosco”, citou. Para o presidente do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural Sustentável (CMDRS), Marco Aurélio Alves de Paula, é importante que o setor agrícola tenha uma pessoa responsável à frente como Mauro Westin. “Lembro que o Eduardo Scarano fazia o que podia no Departamento, mas não havia autonomia como um secretário. Já percebemos a boa vontade dele em nos ouvir, debater sugestões e discutir propostas, estamos começando muito bem”, acrescentou. Marco Aurélio relatou as principais conquistas e dificuldades do setor. “Finalmente os telecentros começaram a funcionar no fim do ano passado, embora alguns tenham tido problemas por causa do período das chuvas, mas a manutenção está sendo feita”, relata. O secretário enfatizou a importância do uso da informática e dos meios tecnológicos disponíveis, para a realização de cur-

sos, treinamentos e outras ações em benefício do produtor e de suas famílias no campo, sem que tenham de vir para a cidade. Entre as propostas defendidas pelo presidente do CMDRS está a volta das plantações em estufa. “Teremos estufa dentro de 50 a 60 dias na Serrinha”, anunciou. Marco falou do programa de fornecimento de alimento nas escolas e também do Programa de Apoio a Agricultura Familiar, bem como da celebração do ano agrícola que já foi feito por dois anos no município com festividade. A visita a Agrishow Ribeirão também é outra iniciativa do conselho e já acontece há pelo menos dois anos seguidos. Conforme Mauro Westin são boas iniciativas já em desenvolvimento e existem propostas para novos empreendimentos. “Paraíso pode ter um centro de distribuição, um miniceasa, poderemos nos tornar compradores e vendedores regionais, havendo produção em escala, volume e variedade fazemos preço”, comentou. Ele também defendeu a criação de uma Associação dos Produtores Paraisenses, entidade que pode solucionar problemas relacionadas a nota fiscal registrada em algumas comunidades. O secretário defendeu ainda a realização de feiras para difusão de cultura. “Podemos aprimorar, buscar novas propostas, tecnologias, técnicas de produção. Tudo isso vem ao encontro ao nosso desejo de valorizar e fazer valer a força do homem do campo. Afinal de contas tudo vem da agricultura, vem do campo e nós que trabalhamos neste setor temos de ser respeitados”, finalizou.

CONSERTO DE TV LED, LCD E PLASMA, - SOM - MONITOR - MICROONDAS

A garantia do melhor conserto

Garantia de 4 meses TÉCNICO RESPONSÁVEL: Roberto

e-mail: eletronicadigital7@gmail.com - São Sebastião do Paraíso - MG Fone: 3558-1697- Av. Monsenhor Felipe, 129


São Sebastião do Paraíso-MG e Região 19 de janeiro de 2013

Jornal do Sudoeste

página 7

Reminho é eleito Canalizações de córregos foram limpas e tapadas bocas de lobo presidente da AMEG A AMEG (Associação dos Municípios do Médio Rio Grande) realizou na quinta-feira (17/01), a 142ª Assembleia Geral Ordinária. O evento contou com a presença de 12 prefeitos entre os 17 associados. Durante o encontro que teve na pauta a prestação de contas e eleição da nova diretoria para o exercício de 2013 o prefeito Rêmolo Aloise, de São Sebastião do Paraíso foi escolhido por aclamação como presidente. A assembleia contou com a participação dos prefeitos de Claraval, Capitólio, Carmo do Rio Claro, Delfinópolis, Fortaleza de Minas, Ibiraci, Itaú de Minas, Pratápolis, São João Batista do Glória, São José da Barra, São Sebastião do Paraíso e São Tomás de Aquino. O município de Guapé foi representado pelo vice-prefeito José Dalton Barbosa. Não compareceram os prefeitos de Capetinga, Guapé, Piumhi, e da cidade anfitriã, Passos. Os trabalhos foram conduzidos pelo prefeito de Guapé, gestão 2009/2012, Nelson Alves Lara e aconteceu no período da manhã na sede da associação em Passos. A reunião, que teve como pauta a prestação de contas do exercício 2012, eleição da nova diretoria e conselho fiscal para o exercício de 2013, entrega do relatório de atividades do exercício 2012 e a apresentação do calendário de assembleias deste ano. O contador da Ameg, Antonio de Pádua Cardoso, apresentou em uma breve explanação a prestação de contas do exercício 2012 que recebeu parecer favorável dos membros do conselho fiscal. A prestação de contas foi homologada pela assembleia geral. Em seguida, após a aprovação das contas foi realiza-

da a eleição da nova diretoria da Ameg para o ano de 2013. Por aclamação foi eleito presidente o prefeito de São Sebastião do Paraíso, Rêmolo Aloise. A prefeita de Carmo do Rio Claro, Maria Aparecida Vilela foi eleita para a 1ª vicepresidência e José Eduardo Terra Vallory, prefeito de Capitólio para a 2ª vice-presidência. Foi a terceira eleição vencida por Reminho desde outubro de 2012, quando foi eleito prefeito de Paraíso. Ele também foi escolhido para presidir o Consórcio Intermunicipal de Saúde do Sudoeste Mineiro. “Eu estou muito honrado por estar à frente desta importante entidade e me comprometo a trabalhar junto aos colegas e usar minha experiência em prol do desenvolvimento da região”, disse no encerramento da assembleia. Ainda durante a reunião, também houve a eleição para o conselho fiscal, que é composto por vereadores dos municípios afiliados. Após a indicação dos prefeitos presentes o conselho ficou constituído por Juliana Mattar, de Itaú de Minas, Edson Soares Domingos, de Pratápolis e Evair Messias Pereira, de Fortaleza de Minas como membros titulares. Para a suplência foram escolhidos Jane das Graças Silveira Castro, de São João Batista do Glória, Marcos Fontana Filho de São Tomás de Aquino e Maria Beatriz Pinto de Almeida de Delfinó-polis. A pauta da assembleia foi concluída pela secretária executiva da Ameg, Nydia Rezende, com a apresentação de um resumo das principais atividades desenvolvidas pela Associação no período de 2009 a 2012. Também foi entregue aos presentes o relatório das atividades da Associação no exercício de 2012.

Skatistas geram insegurança nas ruas de Paraíso Imprudência coloca em risco a vida dos praticantes do esporte Por Cristiane Bindewald

Motoristas de São Sebastião do Paraíso estão enfrentando problemas com a imprudência de alguns skatistas na cidade. Apesar de existir espaço apropriado para a prática do esporte, a busca pelas vias públicas é grande, principalmente nas avenidas centrais, como a Pimenta de Pádua, Ângelo Calafiori e Monsenhor Mancini. O comportamento tem gerado perigo iminente para os próprios skatistas. Alguns motoristas relatam a necessidade de manobras bruscas para evitar colisões ou atropelamentos. O problema acontece em muitas cidades brasileiras. Em Juiz de Fora (MG), os debates giram em torno da necessidade de regulamentar a exigência do uso de equipamentos de segurança para os praticantes do esporte. Em São Caetano (SP), o uso de skates nas vias públicas era proibido desde 1999. No entanto, a lei foi recentemente revogada pelos vereadores do município. O secretário de Segurança Pública, Trânsito, Transporte e Defesa Civil, Ronaldo Antônio Bernardes, afirma que não há regulamentação pertinente ao skate no Código de Trânsito Brasileiro. “Existe a área específica para a prática do esporte, mas a maioria utiliza a via urbana para se locomover até

esses espaços. A bicicleta, por exemplo, tem que seguir as normas de trânsito previstas para a via, mas o skate não é um veículo”, explica. Para Bernardes, medidas educativas seriam a melhor saída para evitar futuras fatalidades. “É uma questão de educação, não temos como punir. Existe a possibilidade de se fazer um trabalho educativo, poderemos verificar essa questão e, também, a possibilidade futura de regulamentação”, analisa. A engenheira de trânsito, Walquiria Caetano de Pádua Vieira, acrescenta que a fiscalização nestes casos é pertinente ao Código de Posturas do município. Rodrigo Fernandes Costa, chefe de Departamento de Fiscalização, afirma que até o momento não recebeu nenhuma reclamação sobre o comportamento dos skatistas. “Mas as pessoas podem fazer uma denúncia, protocolar a reclamação, com horário e local específico, no protocolo geral da prefeitura ou por telefone, para que possamos verificar e tomar providências”, afirma. O sargento Janser, da assessoria de comunicação da 20ª Companhia Independente da Polícia Militar de São Sebastião do Paraíso, também afirma que não recebeu nenhum chamado relacionado a skatistas, mas que o número 190 está à disposição para eventuais reclamações.

Sebastião Tadeu Ribeiro

Em edições passadas o Jornal do Sudoeste publicou matérias mostrando bocas de lobo sem tampas, na rua Tabajara Pedroso (Jardim Coolapa) e na rua José de Belo, na Vila Santa Maria. No início da semana passamos pelos locais e constatamos que a Secretaria de Obras mandou colocar as tampas e grades nos referidos locais que ofereciam sérios ris-

cos de acidentes para pedestres e veículos. Outro serviço importante que a Secretaria de Obras também fez nesta semana foi a limpeza de matos e detritos que estavam dentro da canalização do Córrego Coolapa a partir da rua Tabajara Pedroso até a rua Santa Luzia. A limpeza é de fundamental importância para evitar que águas das chuvas sejam represadas e provoquem inundações da canalização sub-

terrânea que se inicia na rua dos Italianos, na Mocoquinha e se estende debaixo do chão até chegar no início da canalização a céu aberto na rua Tabajara Pedroso. São serviços essenciais que precisam ser feitos permanentemente também na canalização que se iniciada na rua dos Antunes e se estende até o encontro com a canalização do Córrego Rangel na avenida Delson Scarano, no Projeto

Somma, logo abaixo do SESI. No trecho desta canalização, principalmente entre a rua Pinto Ribeiro e Tiradentes nesta época chuvosa tem acontecido enchentes que inundam ruas e casas. Pelas providências tomadas pela Secretaria de Obras, com a fundamental participação de funcionários municipais que trabalham no batente, todos, juntamente com o secretário de Obras merecem elogios.

Galhos encostados em fios de alta tensão oferecem riscos em vários locais

Sebastião Tadeu Ribeiro

Por falar em serviços urbanos que são de responsabilidade da prefeitura, tem chegado à redação do Jornal do Sudoeste vários pedidos, até apelos, para que o setor responsável mande podar árvores em vias públicas. Constatamos de perto a procedência

das reclamações, e que realmente galhos de árvores cresceram e “engoliram” fiações de alta tensão da rede de energia elétrica. Entre os vários locais podemos citar na avenida Dr. Delfim Moreira, quase no entroncamento com a rua José Marinzeck Filho, a uma quadra da prefeitura. Na rua São Miguel, proximidades com a

rua José Marinzeck há uma árvore com galhos atingindo fios de alta tensão. Na rua Alfredo Fidelis Marques entroncamento com a rua Dario de Oliveira Júnior galhos também já atingem os fios. Podas são necessárias para se evitar acidentes, de vez que não fica descartada a possibilidade do rompimento de cabos em caso de temporais. O re-

sultado é previsível. Alguém poderá ser eletrocutado, conforme lembra moradora na rua São Miguel. Ainda mais nesta época sujeita a temporais os cuidados precisam ser redobrados, pois os riscos são constantes de consequências irreparáveis. Espera-se que os setores responsáveis tomem as devidas providências.

Paraíso entra nas estatísticas de vítimas por raio em Minas A alta incidência de descargas atmosféricas durante as pancadas de verão tem provocado muitos acidentes em no Estado, muitas delas com vítimas fatais. Somente no período entre outubro de 2012 e 15 de janeiro de 2013, 22 pessoas foram vítimas de temporais e morreram por causa de descargas elétricas. Há exatos um mês um lavrador de 58 anos faleceu após ele e um colega serem atingidos por um raio, na zona rural de São Sebastião do Paraíso. Somente no período entre outubro de 2012 e 15 de janeiro de 2013, 22 pessoas foram vítimas de temporais e sete morreram por causa de descargas elétricas. Mais de 30% das mortes causadas pelas chuvas em Minas na atual temporada foram provocadas por raios. O número de raios teve um crescimento de 185% no estado em relação ao período anterior. A morte do lavrador José de Matos Soares, de 58 anos, no dia 19 de dezembro do ano passado, fez com que Paraíso entrasse para as estatísticas do Estado. Ele e outros trabalhadores faziam uma refeição sob uma árvore em uma plantação de café, na Fazenda Pituna, no Distrito da Guardinha. A descarga também atingiu o trabalhador rural Luciano Jacinto.

Ele foi socorrido e encaminhado para o Pronto Socorro, em Paraíso, onde passou por exames e depois foi liberado. Conforme levantamento realizado pela Cemig, Minas Gerais é um dos estados que mais registram a ocorrência de raios por ano. Historicamente, o Estado lidera a ocorrência do fenômeno nas regiões Sudeste, Sul e Nordeste Atualmente, Minas tem média anual de 3,3 milhões de descargas atmosféricas por ano. Na temporada 2011/2012, foi registrada a ocorrência de 307.871 descargas, e na atual, 879.411, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Entre as causas da alta incidência de raios em Minas estão o relevo acidentado e as condições climáticas características do estado. A existência de montanhas que favorecem formações rápidas de nuvens, aliados ao clima com temperaturas elevadas e tropicais, potencializa a ocorrência de descargas. Os raios são resultado da descarga elétrica entre as partículas negativas das nuvens e as partículas com carga positiva presentes no solo. As duas se atraem devido à diferença de potencial para equalização das cargas elétricas. A diferença entre os núme-

ros de raios que atingiram o solo em 2012 e 2011 pode ser entendida pela análise das características das chuvas nos dois períodos. Segundo os engenheiros da Cemig na temporada anterior, o tempo ficou muito quente e as chuvas ocorreram em forma de pancadas, com trovoadas e raios. Diferentemente de 2011, quando choveu de forma intensa e por dias seguidos, o céu em 2012 não ficou nublado durante um período longo de dias, mas com nebulosidade variável. De acordo o Inpe, o Brasil é o campeão mundial em ocorrência de raios. A cada 50 mortes no mundo por descargas elétricas, uma é registrada em solo brasileiro. Por ano, cerca de 130 pessoas morrem vítimas do fenômeno e mais de 200 ficam feridas. Dados do Inpe mostram que a probabilidade de morrer vítima de um raio é de 0,8 em um milhão por ano no Brasil. A probabilidade, no entanto, pode ser muito maior – de 1 em 1 mil – a depender do local. DICAS Alguns procedimentos básicos devem ser adotados durante as tempestades. Todos os equipamentos elétricos devem ser desplugados das tomadas,

evitando risco de queima ou contra a segurança das pessoas. Durante as chuvas, o raio pode cair na rede elétrica e pode chegar às residências por meio da fiação, inclusive o telefone e antenas de TV, podendo atingir os moradores. Quando a pessoa está na zona rural a orientação é para que se evite permanecer por muito tempo em locais descampados, como pastos. Também deve-se evitar estar próximo de tratores e outras máquinas agrícolas, nem mesmo próximo a cercas, pois essas podem conduzir descargas atmosféricas se não estiverem devidamente aterradas e seccionadas. Lugares como campos de futebol, piscina, lagos, praias, árvores isoladas, postes, mastros e locais elevados, pois nesses locais a pessoa pode ser o ponto mais alto e atrair o raio. A recomendação é que as pessoas procurem por locais seguros para se abrigar, como edificações de alvenaria. Os danos que as descargas elétricas podem provocar queimaduras gravíssimas no corpo humano e ocasionar parada cardiorrespiratória, que pode levar a vítima à morte. Em relação a fio elétrico partido, deve-se manter distância, isolar o local e acionar a Cemig pelo telefone 116.


Jornal do Sudoeste

página 8

São Sebastião do Paraíso-MG e Região 19 de janeiro de 2013

Segundo repasse do FPM tem leve aumento Os prefeitos que tomaram posse em 1º de janeiro e encontram-se em dificuldades financeiras neste início de ano tiveram uma boa notícia, nesta sexta-feira (18/01). No repasse do segundo decêndio do Fundo de Participação de Municípios (FPM) deste mês foi registrado um pequeno aumento nas receitas nos valores creditados. A medida representa um fôlego a mais aos administradores que enfrentam problemas com contas herdadas de seus sucessores. O segundo decêndio do Fundo de Participação de Municípios (FPM) do mês de janeiro foi pago aos mais de cinco mil municípios brasileiros na sexta-feira,18. O repasse é de R$ 810.861.128,62, já descontada a retenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). E em valores brutos, o montante é de R$ 1.013.576.410,78. O levantamento da Confederação Nacional de Municípios (CNM) calculou que o repasse está 11,5% maior que o

estimado pela Secretaria da Receita Federal (SRF) para o decêndio, 20,9% maior que o mesmo repasse do ano de 2012 em termos nominais e 14,5% maior em termos reais. O acumulado do primeiro e segundo decêndio soma R$ 3,8 bilhões em valores nominais. Em comparação com os anos anteriores, a CNM avalia que até este segundo decêndio o acumulado está no mesmo patamar de 2011. Para Confederação dos Municípios o fundo sinaliza uma recuperação lenta aos mesmos valores de 2011. A recomendação da entidade é para que os gestores planejem seus gastos e tenha cautela com as compras e os gastos em geral. O acumulado dos 1º e 2º decêndios soma R$ 3,8 bilhões em valores nominais. Confira o comparativo dos repasses deste e de anos anteriores para o período. REPASSE DO FPM Ano 2011 2012 2013

Valor 1º e 2º decêndio 3.753.929.809,35 3.158.997.643,26 3.822.180.385,25

Feam vai selecionar municípios que terão apoio na coleta seletiva Os municípios mineiros que têm interesse em receber o apoio do Governo de Minas na implantação ou ampliação dos serviços de coleta seletiva têm até o dia 31 de março para se manifestarem junto à Fundação Estadual de Meio Ambiente (Feam). Ao solicitar o apoio, os municípios passarão por um processo seletivo para receberem orientações sobre princípios, diretrizes e estratégias definidas no Plano Estadual de Coleta Seletiva (PECS). Há cerca de três anos São Sebastião do Paraíso vem tentando implantar o serviço através de projeto desenvolvido pela Acomarp (Associação dos Coletores de Materiais Reciclaveis de Paraíso). Conforme a gerência de Resíduos Sólidos Urbanos da Feam, a seleção dos municípios observa um sistema de classificação que permite à Fundação avaliá-los com relação às práticas adotadas para a gestão de resíduos sólidos urbanos. Anualmente é divulgada uma lista daquelas cidades que estão aptas a receberem o apoio do Estado para implantação ou ampliação da coleta seletiva. É prérequisito para receber o apoio do governo estadual a existência de sistema de tratamento ou disposição final adequada de resíduos sólidos urbanos no município devidamente regularizado junto ao órgão ambiental. Os municípios interessados são classificados em função da avaliação dos seis elementos facilitadores da coleta seletiva: nível da infraestrutura do galpão, população urbana, estágio do Plano de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos (PGIRS), modelo de gestão de RSU, a existência de organizações de catadores de materiais recicláveis e de instrumento legal para pagamento pelo serviço de coleta seletiva. As ações de apoio aos municípios selecionados incluem cinco etapas: diagnóstico da situação atual da coleta seletiva ou do potencial para sua implementação, análise da viabilidade e sustentabilidade econômica das alternativas, seleção do modelo mais adequado de

coleta seletiva, apoio na implantação da coleta seletiva e monitoramento. As prefeituras interessadas devem encaminhar à Feam um ofício manifestando o interesse em receber o apoio e informações complementares sobre a gestão dos resíduos sólidos urbanos do município. O Plano Estadual de Coleta Seletiva, a legislação relacionada ao tema, bem como os modelos de documentos que devem ser enviado pelo município estão disponíveis no site da Feam no link http:// www.feam.br/noticias/1/ 1122-feam-inicia-selecao-demunicipios-que-receberaoapoio-na-coleta-seletiva. Desde 2010 em Paraíso é desenvolvida campanha de coleta seletiva do lixo, nos bairros. A coleta é realizada semanalmente pela Associação de Coletores de Materiais Recicláveis de Paraíso (Acomarp). Todo o material recolhido é beneficiado e vendido à empresas de reciclagem. A renda é dividida entre os membros da Associação. A importância da separação do lixo tem como justificativa a contribuição para o meio ambiente de forma a reduzir o consumo de recursos naturais usados como matériaprima na produção de novos materiais, diminuindo significativamente a quantidade de lixo enviado ao aterro controlado. A medida também ajuda no bem-estar da população em termos de saúde pública, diminuindo o volume de lixo nas ruas e terrenos baldios, evitando a proliferação de insetos roedores transmissores de doenças, como o mosquito da Dengue. A cidade já está com a construção do aterro sanitário concluída e apenas aguarda a liberação da Feam, da Licença Operacional para ser inaugurado. O aterro está localizado no bairro rural dos Varões e mede 17,42 alqueires, com projeção de vida útil de 20 anos para tratamento do lixo bruto. Com o avanço da coleta seletiva o período de vida útil deverá ser ampliada. Paraíso gera cerca de 45 toneladas de lixo por dia e são recicladas aproximadamente 20 toneladas/ mês.

A bonita Clelia Maria Malaguti Ferreira, casada com Carlos Alberto Ferreira, exerce a mesma profissão do marido, dentista.


Jornal do Sudoeste

São Sebastião do Paraíso-MG e Região 19 de janeiro de 2013

página 9

SÃO TOMÁS DE AQUINO

por Selma Braia

ENTREVISTA

Vereador Libércio fala aos aquinenses sobre projetos, aspirações e política em São Tomás de Aquino Em entrevista realizada na Rádio Comunitária de São Tomás de Aquino, dia 14, o vereador reeleito Libércio Nogueira de Souza, teve a oportunidade de estar falando aos aquinenses sobre projetos, aspirações para a cidade, para o município e como entrou na política de São Tomás. Abaixo segue trechos da fala de Libércio Inicio da vida política em São Tomás “Na primeira eleição a gente viu uma carência política de um pessoal simples, sem respostas, sem definições da política em São Tomás de Aquino. Essa carência fez com que eu me elegesse. Já no segundo mandato foi a confiança e a transparência e a minha posição tomada na Câmara. Agora, nesta minha terceira eleição, o que eu mais digo é nunca deixar de lado a humildade a sinceridade com o eleitor. Pequenas coisas, simples, que o eleitor cobra e a minha posição firme na Câmara Municipal”. Apoio ao que for bom para São Tomás “Os projetos bons para São Tomás não importa de qual partido, de qual vereador, estarei presente, votarei favorável. Votar contra a um bom projeto quem estará perdendo é o município, e o povo de São Tomás de Aquino. Que todas as indicações sejam analisadas se é bom para São Tomás temos que dar o parecer favorável”. Metas para o terceiro mandato “Temos metas para

essa terceira legislatura. A gente tem algumas indicações que não foram atendidas nas gestões anteriores, talvez por falta de recursos, mas espero voltá-las para apreciação na Câmara e atendidas pelo prefeito”. Prioridade para São Tomás “Se eu fosse dar uma resposta globalizada, com uma visão de toda a sociedade, eu responderia: saúde, desemprego, habitação, educação. Mas a grande prioridade no meu ponto de vista é com as drogas em São Tomás de Aquino. É o que tenho visado nestes dois mandatos na Câmara. A droga vem se alastrando em nosso município descontroladamente. Há uma década a gente presenciava mães que chegavam às pessoas a procura de alimento para o filho, dar comida para o filho, hoje elas buscam essa solução. Temos que criar entidades para acolher crianças em situação de risco. As pessoas que têm esse problema na família sabem do que estamos falando. Isso pra mim, hoje, em São Tomás de Aquino é uma grande prioridade que a gente vai ter que enfrentar com pulso muito firme”. Composição da mesa diretora da Câmara “Nós vimos a composição da mesa diretora, como grande parte dos eleitores, como uma grande surpresa. Na história da política de São Tomás, como vereador de dois mandatos, eu fiquei surpreso com a de-

cisão tomada, mas respeito, isso é um direito, vivemos na democracia. Foi uma decisão tomada por alguns membros do Partido dos Trabalhadores, não foi uma aceitação de todos os componentes do partido, foi surpresa, porque foi uma decisão de última hora. Foi um susto, nós tínhamos seis vereadores em um grupo. Não é que tinha seis vereadores para fazer oposição ao prefeito. Porque a oposição tem que ser feita de um modo sadio, de um modo que não atrapalhe a administração seja o prefeito de que partido for. Até mesmo porque a oposição faz parte da democracia. É a oposição que faz as coisas acontecerem no município. Até mesmo na vida da gente, tem que ter alguém apontando os nossos erros, para estarmos ali, corrigindo o tempo todo, porque o ser humano é cheio de falhas, está sempre errando. O que eu mais tenho a pedir é que Deus ilumine a cabeça de cada um de nós, para uma boa administração, ninguém está ali para atrapalhar uma gestão do prefeito”.

de Educação Infantil), micro ônibus, através do deputado Odair Cunha”.

As conquistas do PT em São Tomás “O nosso município tem uma arrecadação baixa e depende do governo federal e estadual. E quando estamos na política não podemos dispensar nenhum recurso. Seja de que deputado for. O PT tem dado sua contribuição para São Tomás. Tem a Praça da COHAB, tem a verba para a CRECHE (Centro

Dois mandatos na Câmara de Vereadores “Com dois mandatos será que eu poderia ter feito mais por São Tomás? Mas muitas vezes a própria política segura a gente, prende a gente e não levamos essa situação ao eleitor. A contribuição do vereador, de cada prefeito de São Tomás de Aquino, eu acredito que ela foi feita dentro do possível, que

nal “O município é pequeno temos que compor parcerias para buscar recursos fora. Já é a segunda eleição que faço coligação com o PT. Para não partir a votação, trabalhamos com um deputado, no nosso caso Odair Cunha. Temos um grupo que trabalha junto ao deputado, e o município tem de volta benefícios importantes. São formas de trabalhar a política. Mais emprego para os jovens “A pergunta, se um dia fosse prefeito de São Tomás, se traria mais emprego para os nossos jovens. Eu digo que faria um esforço tremendo, teria que ter muita dedicação. Como vereador vou cobrar do prefeito, pois já temos um projeto aprovado para um barracão no bairro do Rosário e a promessa do empresário, de mais 150 empregos. Nas próximas reuniões da Câmara a gente vai cobrar providencias, pois já teria que ter iniciado. pode ser feita pra São Tomás. Eu jamais crítico um administração feita, porque eu tenho certeza que tanto os vereadores como qualquer prefeito, quando entram na política dão o melhor de si para contribuir com a nossa cidade. Vereador do PMN – Partido da Mobilização Nacio-

Ao encerrar a entrevista, o vereador Libércio disse que esperava ter esclarecido dúvidas com as respostas dadas aos ouvintes e que estava à disposição na Câmara, lembrando que as reuniões terão início em fevereiro. “Estamos lá para atender a todos, sermos cobrados, e fazer as indicações para atender o povo de São Tomás de Aquino”.

O SENAC Minas / Centro de Educação Profissional de São Sebastião do Paraíso / Guaxupé, busca identificar profissionais para o cargo de:

O SENAC Minas / Centro de Educação Profissional de Guaxupé / São Sebastião do Paraíso, busca identificar profissionais para o cargo de:

CONSULTOR DE NEGÓCIOS

SUPERVISOR PEDAGÓGICO

Rui Barbosa

Compõem o perfil do cargo os seguintes requisitos:

Compõem o perfil do cargo os seguintes requisitos:

Ensino Médio Completo; CNH B (IMPRESCINDÍVEL); Prática com direção; Residir em São Sebastião do Paraíso ou Guaxupé; ‰ Disponibilidade para viagens; ‰ Postura empreendedora e inovadora; ‰ Boa capacidade de negociação e persuasão; ‰ Capacidade de identificar oportunidade de negócios junto a clientes institucionais, privados e públicos; ‰ Experiência mínima de 6 meses na área de vendas, ter conhecimento em rotinas e técnicas de vendas. ‰ O profissional irá atuar como Consultor de Negócios nas unidades de São Sebastião do Paraíso, Guaxupé e municípios.

‰ Formação Superior completa em Pedagogia; ‰ Experiência mínima de 06 meses na função de Supervisor Pedagógico / Coordenação ou função correlata; ‰ Conhecimento de Legislação (processos educacionais); ‰ Conhecimento e domínio de procedimentos pedagógicos; ‰ Conhecimento e domínio em Educação Profissional; ‰ Desejável ter CNH – Categoria B; ‰ Disponibilidade para viagens; ‰ Domínio em Informática; ‰ Desejável residir em Guaxupé ou São Sebastião do Paraíso. ‰ O profissional realizará atendimentos externos das unidades de Guaxupé, São Sebastião do Paraíso e municípios.

Sinto Vergonha de Mim

Os interessados deverão cadastrar seus dados no site: www.mg.senac.br, link “Trabalhe Conosco”, no período de 07/01/2013 à 20/01/2013, selecionando a opção da vaga de Consultor de Negócios / São Sebastião do Paraíso / Guaxupé.

Os interessados deverão cadastrar seus dados no site: www.mg.senac.br, link “Trabalhe Conosco”, no período de 07/ 01/2013 à 20/01/2013, selecionando a opção da vaga de Supervisor Pedagógico / Guaxupé / São Sebastião do Paraíso.

‰ ‰ ‰ ‰

Sinto vergonha de mim, por ter sido educador de parte deste povo, por ter batalhado sempre pela justiça, por compactuar com a honestidade, por primar pela verdade, e por ver este povo já chamado varonil, enveredar pelo caminho da desonra. Sinto vergonha de mim, por ter feito parte de uma era que lutou pela democracia, pela liberdade de ser e ter que entregar aos meus filhos, simples e abominavelmente a derrota das virtudes pelos vícios, a ausência da sensatez no julgamento da verdade, a negligência com a família, célulamater da sociedade, a demasiada preocupação com o ‘eu’ feliz a qualquer custo, buscando a tal ‘felicidade’ em caminhos eivados de desrespeito para com o seu próximo. Tenho vergonha de mim pela passividade em ouvir, sem despejar meu verbo a tantas desculpas ditadas pelo orgulho e vaidade, a tanta falta de humildade para reconhecer um erro cometido, a tantos ‘floreios’ para justificar atos criminosos, a tanta relutância em esquecer a antiga posição de sempre ‘contestar’, voltar atrás e mudar o futuro. Tenho vergonha de mim, pois faço parte de um povo que não reconheço, enveredando por caminhos que não quero percorrer… Tenho vergonha da minha impotência, da minha falta de garra, das minhas desilusões e do meu cansaço. Não tenho para onde ir, pois amo este meu chão, vibro ao ouvir o meu Hino e jamais usei a minha Bandeira para enxugar o meu suor, ou enrolar o meu corpo na pecaminosa manifestação de nacionalidade. Ao lado da vergonha de mim, tenho tanta pena de ti, povo deste mundo! ‘De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantaremse os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude. A rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto’.


Jornal do Sudoeste

página 10

São Sebastião do Paraíso-MG e Região 19 de janeiro de 2013

Prefeitura não irá bancar carnaval em Paraíso A prefeitura de São Sebastião do Paraíso divulgou nesta semana não ter nenhuma condição para realizar o carnaval neste ano, alegando falta de recursos para destinar às escolas de samba. Uma forma alternativa que demandaria menor custo chegou ser estudada, mas mesmo o chamado carnaval popular não será realizado. “Infelizmente”, disse ao Jornal do Sudoeste o diretor de Esporte, Osvaldo Tosin, que também tem respondido pela Secretaria de Cultura. “A gente até demorou um pouco para tomar esta decisão, porque estávamos tentando ver se conseguíamos realizar, mas em função de custos, da própria situação financeira,

concluímos que não tem como”. Tentamos um “plano B” que seria promover o carnaval em ambiente fechado, seguro, com trio elétrico. Poderia ser no Parque de Exposições João Bernar-des Pinto Sobrinho - EXPAR -, ou no estacionamento, no fundo da Arena Olímpica, e ficaria mais barato, disse Tosin. Conforme explicou a ideia era conseguir patrocinadores junto a empresas, e algumas foram procuradas. “Aguardamos até o início da semana, e como não se pronunciaram ficou definido que não teremos o carnaval sob responsabilidade da prefeitura, mesmo porque não teríamos tempo há-

bil, pois falta menos de 30 dias para o carnaval”, justifica. O custo estimado da despesa para realizar o carnaval ficaria em torno de R$ 200 mil, dos quais R$ 140 seriam para as escolas. O restante para a montagem da estrutura necessária. O que definiram como “Plano B” foi orçado em torno de R$ 60 a R$ 70 mil, mas o assunto somente será retomado no segundo semestre deste ano. “Quando for por volta de agosto, setembro, a gente começa planejar para 2014”, disse Tosin. Sobre questionamento de dirigentes de escolas de samba, por não terem participado de reuniões onde se decidiu pela não realização do carnaval neste

ano, Tosin, explica: “Peço que me desculpem. Na verdade eles não foram convidados para esta decisão porque se tratava de assunto interno da prefeitura, e foi analisado o lado financeiro. Se tivéssemos

decido por realizar o carnaval, mesmo em condições diferentes, aí seriam chamados para discutir”. Participaram o prefeito Reminho Aloise, o diretor Osvaldo Tosin, o secretário de Planejamento e Ges-

tão, Luiz Mé-dice e o vereador Valdir do Prado. Para os próximos, segundo Tosin ainda não há nenhum estudo ou decisão a respeito. “O que for melhor para o carnaval paraisense será feito”, conclui.

1358716261  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you