Page 1

ALFENAS, SÁBADO, 22 DE FEVEREIRO DE 2014 - EDIÇÃO Nº 2958

Vaec e Alfenense prontos para a decisão do Master Está tudo pronto para a decisão do 1º Torneio Independente de Futebol Master, taça Edson Velano Dozza. Alfenense EC/Dental Minas e Vaec (Veteranos de Alfenas Esporte Clube) entram em campo às 9 horas para um tirateima que promete emoções. Os dois times se enfrentaram na primeira fase e o alviverde levou vantagem vencendo o adversário por quatro a três. Para a final de amanhã, no estádio do Alfenense (centro da cidade), as duas equipes entram em igualdade de condições; se houver empate, a decisão vai para as cobranças de pênaltis. E mais: os dois treinadores não terão problemas para escalar os seus times; há sombra de dúvidas no Alfenense, mas nada que possa preocupar. O jogo decisivo de amanhã terá transmissão ao vivo pela Rádio Cultura AM de Alfenas a partir das 9 horas. Sintonize 1180khz e acompanhe todos os detalhes do confronto.

ESPORTE - PÁG. 13

Lago de Furnas continua baixando Venício Scatolino

Nem mesmo as últimas chuvas que caíram na região foram capazes de fazer com que o lago de Furnas indicasse que o nível de água começaria a se recuperar. Ontem, a cota estava em 758,92 metros em relação ao nível do mar. A falta de chuva e a grande demanda por energia elétrica são as principais causas do esvaziamento. E a perspectiva é que chuvas “de verdade” só caiam em março. Isto, mais a previsão de aumento crescente do consumo, aumenta a preocupação do setor.

Alfenas já tem Base Comunitária Móvel Na manhã de ontem, sexta-feira, a 18ª Companhia de Polícia Militar Independente, com sede em Alfenas, recebeu a viatura Base Comunitária Móvel. O veículo será utilizada por militares para registro de ocorrência policial e atendimento ao público em geral.

POLÍCIA - PÁG. 12

Piscicultura cresce Apesar da incerteza quanto ao nível de água do lago de Furnas e da lentidão dos processos de legalização da atividade, a piscicultura cresce na região de Alfenas. Somente no município são 55 criadores. Juntos, eles possuem 1.250 gaiolas no lago.

CIDADE - PÁG. 5

CIDADE - PÁG. 6

De qualquer lugar, visão é de água recuando

Moradores do Santa Rita não querem trânsito pesado Venício Scatolino

Moradores do bairro Santa Rita reivindicam a transformação da Rua Joaquim Manso Vieira, em mão única. O local que dá acesso à Avenida Rui Martins, que teve trânsito liberado no ano passado, aumentou o número de veículos pesados. Como a via é muito estreita muitos motoristas não dão conta de fazer a conversão e acabam destruindo calçadas e batendo nas casas.

PÁG. 8

Venício Scatolino

Aula inaugural do curso de Direito conta com a presença de membro do PÁG. 10 TJMG

Opinião.......................2 e 3 Cidade...................... 3 a 11

O campo de futebol soçaite do Alfenas Náutico Clube (foto) será reaberto hoje, sábado. O local é aberto aos interessados, mas para usá-lo é necessários que se faça um cadastro

Bueiro fica constantemente destruído por causa dos caminhões que passam pelo local

antecipado. O campo ficou fechado para manutenção por um período de seis meses.

PÁG. 7

Polícia..............................12 Esporte..........................13 a 16 Geral.........................17 a 19 Editais.........................20 Esta edição: 20 páginas


Alfenas, sábado, 22 de fevereiro de 2014

2 Editorial

Sob risco de racionamento O governo federal não admite, mas o próprio Operador Nacional do Sistema Elétrico não descarta a necessidade de racionamento de energia elétrica, se os reservatórios não estiveram com volume útil de água acima dos 40% em abril. Do jeito que a coisa vai, não parece exagero pensar nisso, já que este volume hoje está em aproximadamente 35%. Se continuar chovendo pouco e se o consumo de energia elétrica mantiver a curva ascendente em que está, poderemos sim reviver o racionamento. Em 2001, o governo determinou metas de economia para a população. Agora, 13 anos depois, isto pode voltar a acontecer. Fala-se em termelétricas, nas chuvas de março, no fim da estiagem, mas a verdade é que o volume dos reservatórios está cada vez menor, o que significa que a produção de energia elétrica a partir de hidrelétricas pode ficar comprometida, uma vez que são elas as responsáveis pela maior parte da produção nacional. A geração pelas termelétricas, além de mais cara, também está no limite. Agora chega a notícia de que até a grande hidrelétrica Itaipu está gerando menos energia. As previsões climáticas não são nada animadoras. O calor não dá trégua e a chuva não dá as caras com a frequência necessária. Este é o quadro atual. Além das questões de água e energia, o clima vem causando grandes danos à agricultura e à pecuária. Produtos como milho, soja e hortaliças torram sob o sol. Os pastos acabaram. Criadores de peixes temem não poder encher seus tanques. E o que dizer dos segmentos comerciais ligados ao turismo, como hotéis, bares e restaurantes? Com o nível do lago de Furnas baixando cada vez mais, muitos turistas deixam de vir para a região. Os céus podem ter sua parcela de contribuição para este estado de coisas, mas no que se refere ao clima, os homens têm uma grande parte de responsabilidade. E quanto ao abastecimento de água e energia elétrica, os governos estão vendo agora que a falta de investimos traz consequências graves para a vida de todos. Tomara que o governo esteja certo e que o risco de racionamento não exista. Tomara que tenhamos temperaturas mais amenas, bastante água e muito energia elétrica. Tomara, tomara...

Jornal dos Lagos Publicação da UNIFENAS. Órgão oficial de publicações de editais do Fórum de Alfenas. EDITOR: Valdir Cezário - Reg. 6.321 - DRT-MG - EDITORAÇÃO GRÁFICA: Paulo Henrique Corsini. REDAÇÃO E PUBLICIDADE: Rua Bias Fortes, 191 Centro - CEP: 37.130-000 - ALFENAS-MG TELEFAX: 35 3299-3878 PUBLICIDADE (fone): 35 3299-3892. Home page: www.jornaldoslagos.com. br - e-mail: jlagos@unifenas.br

Impresso em offset, na Arte Gráfica Atenas Ltda *** As idéias e os conceitos emitidos em artigos assinados não representam necessariamente a opinião deste jornal, sendo de exclusiva responsabilidade dos autores ***

PADRE HOMERO HÉLIO DE OLIVEIRA, pároco da paróquia de Nossa Senhora de Fátima

Começam as Santas Missões Em Alfenas, as Paróquias de São José e Dores, São Pedro e Fátima estão dando início às Santas Missões Populares Redentoristas, com o lema “Unidos em Cristo, com Maria, Para viver e crescer em Comunidade”, incentivadas pelas palavras do maior dos missionários, São Paulo: “Como crer naquele de quem não ouviram falar dele, se não há quem o anuncie?” (Rom 10, 14-15). De acordo com o Jornal Santuário de Aparecida, as Santas Missões têm como objetivo levar todo o povo de uma paróquia ou comunidade à adesão fundamental e autêntica a Cristo e à sua Igreja. Para isso, usa como meio a evangelização vivencial, incluída numa ação pastoral extraordinária apta a atingir toda a comunidade local. A pregação das Santas Missões

Redentoristas está prestes a completar 120 anos no Brasil. A primeira aconteceu em 1897, na cidade de Areias (SP). De lá para cá, foram milhares as comunidade, de quase todos os Estados do Brasil, que foram evangelizadas por esse método de pastoral, seja pelas equipes missionárias da Província de São Paulo, como das outras unidades redentoristas do Brasil. O sistema missionário se consolidou e ganhou atualidade especialmente após a Conferência dos Bispos de Aparecida, em 2007. Hoje, é um eficiente método de pastoral, apto a ajudar uma paróquia a se transformar numa rede de comunidades, todas setorizadas e organizadas com suas Forças Vivas de Apostolado e Missão. A equipe missionária é formada por sacerdo-

tes, preparados para a missão por um curso de capacitação missionária, por religiosas, que pertencem a algumas congregações e atuam em sintonia com os missionários redentoristas, na preparação e realização das Santas Missões. As missões redentoristas seguem um método já consagrado de ação, que é adaptado, porém, a cada realidade, sobretudo diante dos desafios da sociedade moderna. Organizam a paróquia em comunidades e estas, por sua vez, em setores, em fases consecutivas de missão. É com muito amor que os Missionários Redentoristas evangelizam o Brasil através das Santas Missões. Por isso, deixamos a você esta lembrança deste tempo de graças e bênçãos de Deus. (cf. jornal Santuário de Aparecida).

RONALDO SABÓIA, Compositor intérprete e instrumentista - Alfenas – MG E-mail: ronaldosaboia@alfenas.psi.br

Ela chegou! Que bênção! Ela chegou! Que bênção! Quero partilhar com todos dessa alegria. Já há algum tempo atrás, nada tão longe assim, mas já há algum tempo, eu aprendi algo muito importante na vida. Aprendi e assimilei bem o quanto é importante vivermos em sociedade, em comunidade e compartilharmos de nossas lutas, vitórias, derrotas, conquistas e perdas com as pessoas que amamos e convivemos no dia a dia. Aprendi o quanto é importante partilhar, dividir momentos, acontecimentos, conhecimentos e experiência da vida, com amigos os quais conseguimos conquistar e alcançar através da busca e vivência diária. E é por ter conhecimento sobre essa importante experiência da partilha é que me disponho a compartilhar com meus amigos e amigas, nesta coluna, da minha alegria de poder estar aqui semanalmente junto a vocês e dar a todos, oficialmente, a notícia em primeira mão, que acabo de ter a alegria de ser avô. Sim, eu já sou avô! Deus agraciou nossa família nesta última quinta-feira, dia 20, ao entardecer, com a chegada de uma linda e graciosa princesa que se chama Tainara. Sim, foi nesta

última quinta-feira que o céu, junto ao sol, amanheceu mais radiante. O dia parecia um tanto quanto agitado, alegre e uma energia diferente tomava conta de todos os espaços e movimentos. E tudo nos levava a crer que algo estava para acontecer e que naquele instante toda ânsia e vontade de conquista deveriam estar voltadas somente para um ponto. O ponto de partida para dar largada rumo a uma vitória; vitória à qual nós não sabíamos o que realmente era até então e que, com certeza, viria. Mas não! Ali, naquele espaço e recinto de convívio social e familiar, todos já esperavam por alguém. Apenas o enredo do dia teimava em confundir as coisas. Mas nós, com certeza, já sabíamos que alguém chegaria a qualquer momento, durante aquele dia, e isso mexia com os nervos e com o emocional de todos, a todo o momento. Para nós, toda família, algo diferente iria acontecer, algo estava para acontecer, e qual não foi em termos a surpresa até então? A surpresa é que Tainara realmente chegou sem pedir licença, sem bater na porta, fechando o dia

e distribuindo alegria e felicidade para todos à sua volta. Tainara chega para fazer história e, juntos, somaremos forças e construiremos alicerces junto a uma instituição que se chama família. Tainara chega para dar um colorido todo especial ao nosso abençoado lar, com as bênçãos de Deus, e com a proteção de Maria, Mãe de Deus, a Rainha da Paz. Falo abençoado lar porque, apesar das dificuldades e entreveros do dia a dia, nós já conseguimos chegar até aqui; e isso é uma bênção de Deus. Valeu Nara, minha filha! Valeu Altair, futuro genro! Ela chegou! A Tainara chegou e quero partilhar dessa alegria que irá marcar uma nova era em nossas vidas e em nossa família. Mas, Deus tem um propósito a cada um de nós e providências divinas trarão a ordem do dia. Dia após dia. Deus está no controle. E Deus seja louvado! Que Tainara seja agraciada sempre com suas bênçãos. Amém! Um bom fim de semana a todos com muita paz e amor no coração. E salve, salve simpatia! A Tainara chegou e quero partilhar e compartilhar com todos dessa alegria!

Dr. MOZAR DE SOUZA CRP-MG 04.32025

Psicólogo Comportamental CONTATO COM O PSICÓLOGO: (35) 9924-4547 Consultório: Centro Multiprofissional Introcaso Rua Coronel Pedro Corrêa, 445 - centro Tels. (35) 3297-2020 // 3292-2899 Alfenas - Minas Gerais

Motivos para consulta psicológica: > Desejo de mudanças na vida. > Síndrome de pânico, solidão, estresse. > Ansiedade, depressão, angústia. > Falta de motivação, indecisão. > Dificuldade conjugal, e com os filhos. > Baixa estima, infelicidade, desânimo > Fraco desempenho no trabalho e sexual


Alfenas, sábado, 22 de fevereiro de 2014

3

Opinião

ILMA MANSO VIEIRA - Bacharel em Filosofia mansur@pitnet.com.br

WALDIR DE LUNA CARNEIRO Teatrólogo

A PROVIDÊNCIA - “Procuramos a assinatura de Deus nos acontecimentos, porém, muitas vezes, explicamos os acontecimentos de tal maneira que eles excluem esta assinatura.” (Maurice Nedoncelle) - “O medo é absurdo. É dar demasiada importância ao que eu faço; pensando bem, não faço nada, sois vós Senhor, que fazeis e dais um jeito para que tudo esteja bem, apesar da minha interferência.” (Rene Dupuy) - “Tudo o que nos acontece, acontece para nos ajudar a subir; são de graus escolhidos pelo próprio Deus.” (G. Hennett de Coutel) - “Senhor Deus! Dai-nos as coisas boas, ainda que não as imploremos, e recusai as perigosas, mesmo que as supliquemos.” (Montesquieu) RELEMBRANÇAS - O homem tem em si um instinto de transfiguração que nem os psicólogos jamais disseram qualquer palavra. Um instinto de ser diferente, de realizar algo diferente, de criar ambientes que se opõem à atmosfera de cada dia e que nascemos todos com este sentimento na alma. Somos seres essencialmente teatrais. Daí se explica a razão do teatro em Alfenas, existindo há vários anos. O segredo era captar rapazes e moças e transfigurá-los por alguns momentos no palco. Assim o fizemos e a teimosia varou mais de meio século. Tudo começou quando o cine Resck entrou em reforma e aproveitando a vaga lançamos no Centro Católico, incentivados pelo padre Bernard Ditters, uma pecinha em dois atos. Na imprensa local veio a primeira crítica assinada por “Sílvio Ricardo” (Newton Freire-Maia). Na terceira peça escrevia sobre ela Tânit Faria Magalhães. Anos depois João Luiz Lacerda botava tudo em livro, intitulado “Teatro de 55 anos”, que existe na nossa Biblioteca Municipal. GUEVARA - Saulo Ramos, grande figura da jurisprudência, ex-ministro da justiça, aproveitou a onda do “Código Da Vinci” e escreveu “O Código da Vida”, onde relata episódios notáveis e espantosos da política brasileira, e mesmo fora do Brasil, quando dá a entender que foi Fidel Castro quem dedou para a CIA o paradeiro de Che Guevara, para que o matassem. DECIDIR - “Nada é mais perigoso que a indecisão. A vontade, incapaz de fixar-se na aceitação ou na recusa de um projeto, hesita continuamente. É certo que toda decisão exige um exame leal e consciencioso das soluções possíveis. Mas é quimera procurar a solução perfeita e plenamente adequada. É neste sentido que a decisão vale mais que a precisão.” (Gerard Courtois, matemático) ADULTÉRIO - “Trindade que raramente consegue ser um mistério.” (Véron) ADULTO - “Pessoa que terminou de crescer nas extremidades e principia a crescer no meio.” (Renatro Taddei) O HOMEM - Um antigo professor vienense, Benedikt, dividiu os homens em três classes consideradas do ponto de vista ético: primeira o “homo nobilis” de que o mais belo tipo na história é Jesus de Nazaré; segundo o “homo mediocris, aut typicus”, no qual as virtudes e os vícios, a riqueza ética e a pobreza moral se encontram em tal equilíbrio que ora o torna merecedor de louvores, ora de censuras, sem que, entretanto, infrinja as leis penais ou ofenda gravemente o senso moral; a terceira e a última compreende três espécies: o “vicioso”, o canalha” e o “criminoso.” (de um ensaio de Eduardo Frieiro) Resta descobrir quais são os nossos políticos éticos.

De onde vem o carnaval? - Parte 1 Desde os tempos primordiais, o homem apresenta diferença entre os demais seres vivos. Tanto no campo da racionalidade quanto no campo da loucura. E das emoções em particular. As diferenças se faziam também entre a cultura dos povos. Entre essas manifestações culturais está o carnaval (do latim carne levare). A folia se manifestou entre os povos primitivos para fugir da aceitação da mortalidade. Como ser racional, o homem conhece as suas limitações, o que o diferencia dos demais seres vivos. Num ato heróico e inventivo ele resolveu criar danças, rituais, magias, celebrações e cânticos em louvor aos deuses e ao universo. Reconhecia, portanto, a sua insignificância diante das galáxias e dos mistérios que os envolvia. Até que criaram o carnaval, festa do corpo, embalado pelo espírito do deus Dionísio (*) carregado de orgia e luxúria a desafiar a inviabi-lidade da morte. E o homem então dança e canta chegando até Gon-zaguinha que imortaliza esse cantar nos tempos de hoje: “Eu sei que a vida devia ser bem melhor e será. Mas isto não impede que eu repita: é bonita! É bonita e é bonita”. O carnaval é uma festa que se originou (para alguns estudiosos) na Grécia entre os anos 600 a 520 a.C. Nesta festa os gregos realizavam cultos em agradecimento aos deuses

pela fertilidade do solo e pela produção das colheitas. Há, porém, pesquisadores que consideram que as raízes do carnaval vem de alguma orgia primitiva que acontecia para festejar a chegada da primavera. Outros supõem que a festa teria originado do Egito -2.000 anos a.C., com cultos a deuses, como os que ocorriam com a deusa Ísis. Os assírios festejavam o carnaval no mês de março, em homenagem a deusa Ísis, divindade de origem egípcia, responsável pela proteção dos navegantes. Os seus participantes usavam máscaras durante a procissão em um carro que transportava uma embarcação a ser oferecida à deusa. Entre os babilônios, a organização das festas anuais de verão, era conhecida como Saceias. Durante cinco dias, os servos podiam incorporar os gestos e comportamentos de seus superiores. Nestas manifestações, algum prisioneiro era escolhido para ocupar o lugar da autoridade real. O detento, nesse curto período, poderia vestir as roupas do rei, comer em sua mesa e até desposar as mulheres do mesmo. Após a experiência de regalo e alegria, o pobre detento era submetido a chicotadas e depois morto por algum ritual de execução. Assim se deu origem à figura do rei Momo,

sem, portanto, morrer no final dos festejos. No início da era Cristã, gregos e romanos introduziram bebidas nesta festa, além de práticas e atitudes sexuais, tornando o carnaval intolerável aos olhos da Igreja Católica, levando a festa a ser classificada como “festa pagã”. Já o carnaval romano, via-se corridas de cavalos, desfiles de carros alegóricos, lançamento de ovos e outros divertimentos. Posteriormente, a igreja deu nova orientação a essas festividades, punindo severamente os abusos. Por volta do ano 590 o carnaval foi domesticado e aceito pela própria Igreja Católica quando os festejos começaram a ser comemorados em 25 de dezembro, compreendendo o Natal, o Ano Novo e o Dia de Reis, predominando jogos de disfarces. Foi nesse período que se deu a anexação ao calendário religioso, pois o carnaval antecede a Quaresma. É uma festa de características pagãs que termina em penitência, na dor de quarta-feira de Cinzas. (*) Dionísio, na mitologia grega, ou Baco na romana, é o deus do vinho. Ele era o detentor de todo conhecimento e segredos do plantio e colheita da uva e da produção do vinho. Seu nome ficou associado às festas e atividades relacionadas com o prazer material.

Continua no próximo sábado

MÔNICA NAVES BARCELOS Farmacêutica Bioquímica Mestrado - Universidade Federal de Lavras (UFLA) monicanavesbarcelos@yahoo.com.br

Mas afinal, o que é qualidade de vida? Acho que a qualidade de vida é um importante assunto contemporâneo. Comumente, ouve-se em uma roda de amigos, pessoas dizerem que estão preocupadas com sua qualidade de vida e querem investir na mesma. Porém, não sabem por onde começar, por não saberem o significado de qualidade de vida. Mas afinal, o que é qualidade de vida? A qualidade de vida é influenciada por diversos parâmetros correspondentes a tudo que se relacione com o ser humano, sua cultura e seu meio. Pode-se dizer que se trata de um termo multidimensional, produto da interação entre as expectativas e realizações de uma pessoa, englobando características positivas e negativas da vida. Por exemplo: saúde e qualidade de vida são dois temas estreitamente relacionados. Dizer que saúde não é mera ausência de doença, já é um bom começo para a compreensão de qualidade de vida. Porém, pouco acrescenta à reflexão, uma vez que saúde é bem estar físico mental e social. Paz, renda, habitação, educação, alimentação adequada, ambiente saudável, recursos sustentáveis, equidade e justiça social são recursos indispensáveis para ter saúde! Isto implica no entendimento de que

qualidade de vida é resultado de um conjunto de fatores que se combinam. Enfim, parece que existe um consenso de que é algo bom falar em qualidade de vida, mesmo sem definir exatamente do que está se falando. Sobre esta questão nunca é repetitivo demais dizer que ter quantidade de vida é importante, mas é diferente de ter qualidade de vida! Fica a reflexão...


sábado, 22 de fevereiro de 2014

4 Reprodução

Sarai inicia ciclo de palestras de 2014 Da Redação

O

Sarai/Centro Espírita André Luiz inicia neste sábado, às 2 0 ho-

ras, o Ciclo de Palestras de 2014. O palestrante de hoje será Manolo Quesada que irá dispor sobre o tema “Levantate Manolo Quesada estará ministrando palestra no Sarai/Centro Espírita André Luiz

e Anda!”. A palestra será no salão da entidade, localizada na rua Rui Barbosa, 136. Manolo Quesada é professor de história e palestrante corporativo. Nasceu nas Ilhas Canárias - um arquipélago espanhol, no Oceano Atlântico. Trabalhador da Seara Bendita - Ins-

tituição Espírita, situada no bairro do Campo Belo, na cidade de São Paulo. Atua como palestrante e divulga a Doutrina Espírita, além de palestras corporativas sobre relacionamento e convivência na empresa. Autor dos livros “Parceria” e “Desafios Familiares”.


Alfenas, sábado, 22 de fevereiro de 2014

5

LAGO DE FURNAS

VOLUME ÚTIL Veja abaixo o volume útil do lago de Furnas em fevereiro de 2001 e 2013 Ano

Volume útil (%)

2001

22,25

2002

69,28

2003

94,54

2oo4

83,10

2005

96,81

2006

94,07

2007

96,72

2008

81,52

2009

97,46

2010

94,10

2011

95,50

2012

94,84

2013

50,26*

(*) Em 2013, o lago vinha de um grande esvaziamento, em que o volume útil chegou a 11,17% em dezembro de 2012. Mesmo assim, ainda registrou um percentual maior que a perspectiva Fonte para 2014. -

Na região do Cascalho, lago secou, ficando apenas um pequeno córrego

Foto: Venício Scatolino

ONS

Reservatório não registra recuperação do nível de água Majô de Souza Reportagem local

M

esmo com a ocor rência de chuvas nos últimos dias em toda a região, o nível de água do lago de Furnas continua caindo diariamente e, naturalmente, também cai o volume útil de água. Ontem, sexta, a cota estava em 758,92 metros em relação ao nível do mar, o que significa 10,08 metros abaixo da cota máxima, de 768 metros. O nível é o mais baixo dos últimos 13 anos nesta época do ano. Foi em fevereiro de 2001 que o país registrou um apagão e teve de fazer racionamento de energia elétrica. No Rio Grande há quatro usinas, localizadas no sul do Estado de Minas e norte do Estado de São Paulo. Delas, Furnas, Marimbondo e Água Vermelha estavam com volume útil de 38,60%, 12,85% e 33,86%, respectivamente, no dia 17 de fevereiro. E a tendência é baixar ainda mais, segundo o próprio ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico), que calcula que

todo o sistema de hidrelétricas do Sudeste e do Centrooeste estará com apenas 34,2% no final do mês. No início de fevereiro a previsão era de 41,5%. No Rio Grande apenas a hidrelétrica de Mascarenhas de Morais está com bom nível de água. No dia 17, o volume útil era de 75,85%. No caso de Furnas cuja capacidade é de 23 bilhões de metros cúbicos de água -, a preocupação é grande, pois ele é o maior reservatório do sistema, comumente chamado de caixa d´água. Nesta época do ano, o lago deveria estar se enchendo para enfrentar a estiagem que começa geralmente em maio e vai até setembro. A falta de chuva e o aumento do consumo de energia elétrica por causa das altas temperaturas são as causas do esvaziamento. Exatamente por ser uma espécie de reserva, um grande volume de água vem sendo usado para gerar energia. No dia 17, enquanto a água que entrou no lago - principalmente via chuva - foi de 278 metros cúbicos

por segundo, o volume utilizado na geração foi de 1.283 metros cúbicos por segundo. Segundo o INPE (Instituto Nacional de Pesquisa Espacial), a falta de chuvas no verão tende a se tornar cada vez mais frequente, em razão do aumento da temperatura de todo o planeta. Um bloqueio formado por massa de ar quente tem impedido a chegada de frentes

frias, que geralmente causam chuvas. A expectativa é que já em março este bloqueio seja dissipado totalmente, tornando as chuvas mais frequentes.

Perspectivas Pesquisa feita pela EPE (Empresa de Pesquisa Energética) mostra o aumento do consumo de energia elétrica de 2012 para 2013 e projeta o consumo para o decênio

2014/2023. Em 2013, o consumo doméstico de energia cresceu 6,1% em relação a 2012, chegando a 124.858 GWh (gigawatts por hora), num total de 63,9 milhões de consumidores desta categoria. O comércio registrou alta de 5,7% e a indústria 0,6%. O consumo total, somando domicílios, comércio, indústria e outros, foi de 463,7 GWh. A região Su-

deste liderou o consumo, com 276.108 GW/h. Para 2014, a projeção é que o consumo seja de 481.385 GWh. Em 2023, o consumo deverá chegar a 688.900GWh, numa variação média anual de 4%. Com estas perspectivas de consumo crescente, deverá haver grande pressão sobre as hidrelétricas, já que no Brasil a maior parte da energia consumida é gerada por elas.

JORNAL DA PRAÇA CONVITE FCDA A Fraternidade Cristã de Doentes e Deficientes de Alfenas convida você para participar da Celebração da Palavra do 7° Domingo do Tempo Comum, de reflexões sobre os temas: “Jesus, um novo estilo de vida comunitária” e “Mitos e Verdades sobre as pessoas com deficiência”; de homenagens ao Dia Mundial do Enfermo, dos aniversariantes dos meses de janeiro e fevereiro e outras datas comemorativas cíveis e religiosas destes dois meses. O evento terá animação do Coral Santa Cecília, com músicas sacras e com as famosas e inesquecíveis marchinhas carnavalescas que marcaram época. Tudo isto acompanhado de um lanche comunitário doado pelos sócios-contribuintes da FCDA e da comunidade Mãe Rainha, Jardim Aeroporto, da Paróquia São José e Dores. Essas atividades serão realizadas amanhã, domingo, dia 23, às 14 horas, no pátio do Colégio Sagrado Coração de Jesus. Mais informações pelo telefone: 35 9902-2324, com Maria Conceição Ferreira dos Anjos. Quem não puder comparecer a este encontro, faça uma prece a Deus pelos integrantes da FCDA.

OFICINAS DE ORAÇÃO E VIDA Oficinas de Oração e Vida na paróquia de São José e Dores de Alfenas já começaram na segunda-feira, dia 17, a partir das 19 horas, sob a responsabilidade das guias Celina e Jeane (telefones: 3291-6300 e 3291-2166), no Centro de Pastoral Cristo Rei (avenida São José, 1005, centro). Também há oficinas às quintas-feiras, às 14 horas, com as guias Maria Conceição e Sebastiana (telefones: 3291-2987 e 9902-2324). Participe!

NOITE ITALIANA A paróquia de São Sebastião e São Cristóvão vai realizar, no dia 22 de maio, uma noite italiano especial. O evento vai acontecer no Cafezal em Flor e haverá comidas especiais para animar a noite. A comissão organizadora convida toda comunidade para participar do evento. Os convites para mesas e individuais estão à venda na secretaria da paróquia, localizada na igreja matriz, no bairro Jardim Panorama. Informações pelo telefone 3292-7020.


sábado, 22 de fevereiro de 2014

6

Região conta com grande número de piscicultores

Município

Produção (ton/ano)

Piscicultores

Gaiolas

Alfenas

55

1.250

1.550,0

Alterosa

17

206

227,4

Areado

10

114

250,8

Boa Esperança

14

357

267,3

Campos Gerais

44

48

25,2

Campo do Meio

8

151

360,8

Cristais

4

31

42,8

Elói Mendes

3

55

38,9

Fama

6

151

256,4

Paraguaçu

8

166

236,6

Três Pontas

4

45

Venício Scatolino

Majô de Souza Da Redação

A

pesar dos riscos pela oscilação do nível de água da represa, das dificuldades para beneficiamento e problemas na comercialização, a piscicultura cresce na região do lago de Furnas. Segundo levantamento da Emater Regional/Alfenas, a criação de tilápias em tanques-rede atrai cada vez mais produtores. São 173 piscicultores na região que abrange Alfenas, Alterosa, Areado, Boa Esperança, Campos Gerais, Campo do Meio, Cristais, Elói Mendes, Fama, Paraguaçu e Três Pontas. No total, eles

Veja quadro da piscicultura regional

TOTAL

173

2.574

33,7 3.289,9

Cada vez mais tanques-rede são colocados na represa de Furnas

possuem 2.574 gaiolas com 3,1 milhões de tilápias alojadas. A produção anual é de 3.289,9 toneladas de pescado. Pelo estudo da

E-mater, há uma média de 120 peixes por metro cúbico. Somente em Alfenas são 55 piscicultores, 1.250

gaiolas, 1.490.736 tilápias alojadas e produção de 1,550 toneladas por ano. Segundo o coordenador regional da Emater, Fran-

cisco de Paula Vítor Alves, no momento a maior preocupação dos criadores é com o nível da represa. “Muitos estão com medo de colocar novos alevinos e juvenis nos tanques, porque a água está baixando diariamente.”

Os piscicultores também tentam legalizar os criatórios. Francisco Alves explica que muitos deles seguiram orientação do Ministério da Pesca e já enviaram documentação, mas até agora os processos não andaram.

Circuíto busca incrementar cadeia produtiva do peixe Reprodução

Majô de Souza Reportagem local

E

stão abertas as inscrições para o 1º Circuíto da Tilápia da região, promovido pela Alago (Associação dos Municípios do Lago de Furnas) e Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes). Elas podem ser feitas até o dia 1º de março. A ideia é fomentar toda a cadeia produtiva do peixe. Dezenas de bares e restaurantes devem participar, apresentando suas receitas especiais à base de tilápia.

Haverá degustação e escolha do melhor prato. Um caminhão cozinha show vai percorrer os municípios participantes. Segundo o secretário executivo da Alago, Fausto Costa, até agora já estão acertadas atividades em Alfenas, Fama, Boa Esperança, Carmo do Rio Claro, Capitólio, Pimenta, Varginha, Nepomuceno, Campo do Meio, Alpinópolis, Machado, Poço Fundo e Coqueiral. Ele ressalta que haverá um seminário, oficinas e visitas técnicas em criadouros e empresários do

Receitas especiais feitas com a tilápia estarão em avaliação setor de gastronomia, além de rodadas de negócios. “O foco será o piscicultor

familiar, que queremos capacitar para produzir mais e melhor. Os empresários e

seus funcionários também terão capacitação. E o consumidor final vai conhecer a riqueza gastro-nômica representada pela tilápia.” O secretário executivo afirma que a região de Furnas já produz com eficiência, mas há gargalos no beneficiamento e na comercialização. Além disso, o consumo ainda é pequeno. Um outro objetivo, explica, será incentivar o aproveitamento do couro de tilápia para a confecção de peças de artesanato. “A nossa ideia é mesmo incrementar toda a cadeia

produtiva”, resume. O circuito será de 7 a 25 de abril e várias parcerias estão sendo firmadas para sua realização. Será o primeiro evento deste porte e desta natureza. Como resultado, a Alago espera divulgar a região turística Lago de Furnas por meio de uma de suas maiores riquezas: a gastronomia. “É natural que haja um festival de tilápia. Temos quase 200 criadores no lago, que produzem mais de três mil toneladas de pescado por ano. E o potencial é ainda muito maior.”

FALECIMENTOS 31/01 - MARIA APARECIDA, 82 anos, viúva,

de Paraguaçu-MG. Residia na Rua Rodolfo Prado,

natural de Fama-MG. Residia na Rua José Pio da

620, em Alfenas-MG.

Silva, 775, bairro Pinheirinho, em Alfenas-MG.

perança, em Alfenas-MG.

12/02 - MARIANA DE ANDRADE BRITO, 83 anos, viúva, natural de Campo do Meio-MG. Re-

09/02 - LORENA VITÓRIA COELHO, dois

sidia na Rua Dom Silvério, 287, bairro Aparecida,

02/02 - OSIEL BATISTA DE SOUZA, 20 anos,

meses, natural de Alfenas-MG. Residia na Rua da

em Alfenas-MG.

31/01 - TEREZINHA ALVES OLÍMPIO, 66

solteiro, natural de Alfenas-MG. Residia na Rua dos

Liberdade, 417, bairro Vila Betânia, em Alfenas-MG.

anos, viúva, natural de Paraguaçu-MG. Residia na

Expedicionários, 711, em Serrania-MG.

Rua Delino Pereira Dias, 30, bairro Vista Alegre,

15/02 - ÁQUILA BERNARDES MARTINS, 10/02 - JOÃO LUIZ DA SILVA, 65 anos, ca-

85 anos, viúva, natural de Alfenas-MG. Residia

04/02 - ISABEL RIBEIRO DOS SANTOS, 94 anos,

sado, natural de Carmo do Rio Claro-MG. Residia

na Rua Ministro Salgado Filho, 189, centro, em

solteira, natural da Bahia. Residia na Rua Otobelo

na Rua da Concórdia, 416, bairro Vila Betânia, em

Alfenas-MG.

Singi, 41, bairro Morada do Sol, em Alfenas-MG.

Alfenas-MG.

05/02 - MERCEDES AUXILIADORA DOS

10/02 - SIRLEI MARQUES NUNES, 45 anos,

S. FERREIRA, 56 anos, divorciada, natural de

casado, natural de Alfenas-MG. Residia na Rua

01/02 - JOSÉ ANTÔNIO DA SILVA FILHO,

Alfenas-MG. Residia na Rua João de Camargo, 954,

Antônio Bruzadelli, 225, bairro Jardim América,

58 anos, casado, natural de Lagoa dos Gatos-PE.

bairro Santa Rita, em Alfenas-MG.

em Alfenas-MG.

05/02 - MARIA REGINA BRASIL, 73 anos,

11/02 - ADILSON JOSÉ DE MELO, 62 anos,

viúva, natural de Alfenas-MG. Residia na Rua Dom

casado, natural de Alfenas-MG. Residia na Rua

Silvério, 41, bairro Aparecida, em Alfenas-MG.

Antônio Ivo de Carvalho, 177, bairro Pinheirinho,

em Alfenas-MG. 01/02 - MARIA DOROTÉIA COSTA, 65 anos, viúva, natural de Alfenas-MG. Residia no sítio Rosa Branca, em Fama-MG.

Residia na Rua Dona Alzira Velano, 150, bairro Jardim América, em Alfenas-MG. 01/02 - CAMILO ROBERTO DE OLIVEIRA, viúvo, natural de Alfenas-MG. Residia na Rua João Pinheiro, em Alfenas-MG. 01/02 - MANOEL DE ALMEIDA MARQUES, 51

em Alfenas-MG. 08/02 - JAIME RUELA E SILVA, 58 anos, casado, natural de Serrania-MG. Residia na Rua

12/02 - NATIMORTO - mãe: Roseli dos Reis

José Teixeira de Resende, 305, em Varginha-MG.

Ribeiro. De Alfenas-MG. Endereço: Avenida José

anos, natural de Serrania-MG. Residia na Rua Venâncio da Silva Sobrinho, 110, em Alfenas-MG. 01/02 - JOÃO OLIVEIRA REIS SILVA, 79

Paulino da Costa, 461, em Alfenas-MG. 09/02 - MILTON FERNANDES, 83 anos, casado, natural de Alfenas-MG. Residia na Rua Rodolfo

12/02 - ALFREDO ANTÔNIO OLIVEIRA, 71

Prado, 444, bairro Campinho, em Alfenas-MG.

anos, casado, natural de Maiquinique-BA. Residia

anos, casado, natural de Serrania-MG. Residia na

15/02 - JOSÉ APARECIDO FERREIRA, 54 anos, casado, natural de Alfenas-MG. Residia na Rua Barão de Alfenas, 277, Alfenas-MG. 15/02 - MARIA BALBINA DA SILVA OLIVEIRA, 64 anos, casado, natural de Três Pontas-MG. 15/02 - PEDRO GOMES BOTELHO, 87 anos, natural de São João do Manhuaçu-MG. Residia na Alameda dos Eucaliptos, 231, em Alfenas-MG. 16/02 - GERALDO VICTOR PEREIRA, 76 anos, casado, natural de Alfenas-MG. Residia na Rua Florentino José Ribeiro, 155, bairro Jardim Nova América, em Alfenas-MG.

na Travessa Raimundo Corrêa, 240, bairro Jardim

17/02 - LEZIO DONIZETE GONÇALVES, 43

São Carlos, em Alfenas-MG.

anos, separado, natural de Areado-MG. Residia na

Rua João Paulino Damasceno, 717, em Alfenas-

09/02 - ELIANA CHINI PINOTTI, 55 anos,

-MG.

casada, natural de Alfenas-MG. Residia na Praça

01/02 - NOEMIA ALVES DE ÁVILA, 93 anos,

Getúlio Vargas, 84, centro, em Alfenas-MG.

12/02 - BRASILINA CRUVINEL FERREIRA,

viúva, natural de Alfenas-MG. Residia na Rua

09/02 - WOLNEY PEDRO DE BEM, 43 anos,

84 anos, viúva, natural de São Pedro da União-MG.

Carpas, 84, em Alfenas-MG

solteiro, natural de Alfenas-MG. Residia na Rua

Residia na Rua José da Silva Gomes, 130, bairro

02/02 - JOÃO B. DA SILVA, 58 anos, natural

Raquel Munhoz Leite, 469, bairro Jardim Boa Es-

Morada do Sol, em Alfenas-MG

Rua Américo José da Silva, 39, bairro Vila Esperança, em Alfenas-MG.

Gentileza: Funerária Municipal


sábado, 22 de fevereiro de 2014

7

Campo do Náutico será reinaugurado hoje Fotos: Venício Scatolino

Cláudia Cabral Reportagem local

C

erca de 90% das obras no Alfenas Náutico Clube está concluída. Hoje, às 9h, após seis meses de reforma, será reinaugurado um dos campos de futebol soçaite. Na próxima semana será a vez da sauna ser entregue à população que pode entrar na área de recreação gratuitamente. O diretor Wagner Cesário informou que as piscinas, que eram tratadas três vezes na semana, agora passam por este processo diariamente. O clube está localizado na região da rampa náutica e apesar do rebaixamento do lago de Furnas, a área é favorecida pelo verde. Durante o último ano, várias melhorias tiveram de ser feitas para que a população pudesse desfrutar do local. Um exemplo é o campo soçaite, a ser inaugurado hoje, que tinha gramado apenas nas laterais. Para colocá-lo em condições de uso foi necessária a retirada de grama de outras áreas dentro do clube e, por isso, a Prefeitura não teve nenhum gasto com essa reforma. Mas, antes disso, foi preciso o tratamento do solo e posterior cobertura com mais terra para oferecer maior conforto e segurança aos jogadores. O campo, com 66 metros de comprimento e 37 de largura, pode ser usado gratuitamente; porém, a utilização deve ser pré-agendada. O funcionamento ficou definido de terça a sexta-feira no horário de 18h às 21h, e aos sábados e domingos de 9h às 12h. A área é iluminada. O Náutico conta ainda com um campo com área menor que em breve também será reformado. Já a sauna deve estar liberada em apenas um dia na semana, provavelmente, conforme o diretor, durante às sextas-feiras. Mas quem quiser uti-

Diretor do Náutico, Wagner Cesário afirma que 90% das obras já estão concluídas Campo de futebol soçaite tem 66 metros de comprimento e 37 de largura: pode ser utilizado gratuitamente desde que seja agendado

Vestuários já estão em fase final de obras

AGENDAMENTO Quem quiser utilizar o campo deve ligar para o número 398-1786 no horário de8h às 11h e de 13h às 17h.

O clube conta com três piscinas lizar a área das piscinas, o clube está aberto todos os sábados e domingos, das 8h às 17h. Ainda não há uma lanchonete, por isso, os visitantes podem levar algo para comer, com exceção de bebidas alcoólicas. O Náutico conta com piscinas, salão de festas, quadras e campo de futebol. Antes de sua aquisição pela Prefeitura em 2007, só era permitida a presença do sócio. Com a compra do local, o espaço pode ser utilizado pela população em geral, gratuitamente, desde que a pessoa esteja com vestuário adequado. Porém, o diretor acrescenta que está sendo elaborado um estatuto com a intenção de cobrar mensalidade num valor simbólico para

manutenção da área. Antes, apenas uma corrente era colocada na entrada. Há alguns meses foram instalados dois portões de acesso para entrada e saída de pessoas. Um estacionamento de bicicletas também foi projetado do lado de fora do Náutico, pois, não é permitida a entrada de veículos dos visitantes. Por isso, Wagner Cesário avisa aos frequentadores que levem uma corrente e cadeado para deixar a bicicleta em segurança enquanto estiver dentro do clube. As pessoas com deficiência também tiveram acesso facilitado logo na entrada com a construção de uma rampa. Os banheiros também foram adaptados para cadeirantes.

Fechado há cinco anos Em 2012 o Governo Federal liberou a primeira parcela do repasse para a reforma e revitalização do Alfenas Náutico Clube. Conforme o então prefeito na época, Luiz Antônio da Silva, esse valor foi destinado para quitar a dívida com a empresa que está executando o serviço. O local ficou parcialmente fechado por cerca de cinco anos. Porém, com recursos próprios, como ocorre até hoje, o município reiniciou a reforma. E em 2012, o clube foi aberto para estudantes que participam do Projeto Cidade Escola (hoje Programa Trilhas Educativas). O restante do valor repassado pelo Governo Federal foi

Minas apresenta propostas para amenizar efeitos da seca Da Redação

O

secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais, Zé Silva, levou aos ministérios da Agricultura e do Desenvolvimento Agrário reivindicações de ações para amenizar a situação dos produtores rurais do Estado atingidos pela longa estiagem. Segundo ele, a seca atingiu todas as regi-

ões do Estado. A quebra da safra de milho será de 21%, o que representa 1,5 milhão de toneladas. A perda da soja será de 9%; do feijão 11% e leite 20%. Será criado um grupo técnico formada pelos Estados que tiveram prejuízos com a estiagem. No caso de Minas, vão integrar a equipe representantes da Fetaemg (Federação do

Trabalhadores na Agricultura do Estado de Minas Gerais), Faemg (Federação da Agricultura e Pecuária de Minas Gerais), Ocemg (Organização das Cooperativas de Minas Gerais), Unicafes (União Nacional das Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária), Ministério da Agricultura e Ministério do Desenvolvimento Agrário.

Propostas Entre as propostas apresentadas por Minas Gerais estão a renegociação imediata das dívidas dos agricultores e pecuaristas e disponibilidade de grãos para alimentação animal dos estoques governamentais a preços subsidiados para os avicultores, suinocultores, bovinocultores, caprinocultores e ovinocultores. Outro pedido é a dispo-

destinado para custear a construção de um vestiário próximo à área das piscinas e um local para lanchonete. Com a aquisição do local pelo município, a ideia era transformar o Náutico em um Centro de Lazer, Cultura, Esporte e Turismo, já que o Parque Municipal Manuel Pedro Rodrigues onde está o zoológico - está até hoje sendo revitalizado para atender a questões ambientais. O imóvel foi adquirido pelo município por R$ 1,1 milhão, através de lei aprovada pela Câmara de Vereadores. Inicialmente, com a negociação da compra do Náutico, o município deveria efetuar o pagamento em 40 parcelas mensais iguais. Pela lei, a partir de

março de 2008, a Prefeitura teria de repassar ao clube R$ 27,5 mil. Mas outro acordo, com o aval do Legislativo, repassou imóveis pertencentes ao município para o Clube. Durante a negociação de compra, o clube foi desapropriado. O local foi aberto em 22 de fevereiro de 1991. Na época começou com 650 sócios. E atualmente toda a população pode usufruir da área de 34 mil metros quadrados onde estão dispostos três piscinas, uma delas infantil; quadras esportivas, parque infantil, área de churrasqueiras e um campo de futebol. Do centro da cidade até o Náutico são aproximadamente três quilômetros.

nibilidade de grãos para alimentação animal dos plantéis dirigidos pelos agricultores familiares, além da ampliação de recursos para construção de barragens, barraginhas e cisternas.

Quanto ao seguro rural, José Silva pediu a ampliação dos recursos e revisão da forma de cobertura, de forma a beneficiar mais produtores, incluindo nesta lista os agricultores familiares.


sábado, 22 de fevereiro de 2014

8

Bairro Santa Rita

Moradores sofrem com o trânsito pesado Fotos: Venício Scatolino

Cláudia Cabral Reportagem local

M

oradores do bairro Santa Rita reivindicam melhorias no trânsito daquela região. Segundo alguns deles, várias carretas que trafegam na esquina das Ruas João Paulino Damasceno com a Joaquim Manso Vieira têm destruído as calçadas e oferece risco de colisão com algumas casas. Em uma delas mora a aposentada Ivone Luz. Toda vez que ouve o barulho de carretas passando pelo local, ela fica em frente sua casa para tentar impedir que o veículo bata na parede. O problema, segundo ela, é que muitos motoristas não dão conta de virar, pois a rua é muito estreita e acabam tendo que dar a ré em um espaço muito pequeno. Conforme ela, um ônibus chegou a colidir com o muro de sua casa durante a madrugada e assustou a todos. “Não pode continuar desse jeito, não temos sossego”, ressalta a aposentada. Além de caminhões e carretas, os moradores relatam que ônibus intermunicipais têm cortado caminho em direção à BR 491 por aquela rua.

De acordo com outro morador, Sebastião Marcondes, que reside no local há cinco anos, já ocorreram vários acidentes na esquina das duas ruas, principalmente envolvendo motos. Mas o maior problema são os

Calçada destruída pelo peso de um caminhão que não teve espaço para fazer a conversão veículos de grande porte que destroem as calçadas. Em frente à sua casa o piso foi várias vezes arrebentado, a última foi essa semana. Agora, o morador quer que a Prefeitura se responsabilize pelo conserto. Outro problema relatado pelos moradores é a falta de respeito dos motoristas com a sinalização e com o pedestre. Citam que no local há tráfego de muitas crianças e, por isso, o perigo de atropelamento é constante. Do outro lado da rua fica um supermercado onde foram instalados dois ferros para a proteção. Um deles já foi arrancado e o bueiro da esquina frequentemente fica todo destruído e sempre é preciso fazer reparos. O local fica próximo ao Hospital Imesa, há também tráfego de veículos intenso. Várias pessoas relatam que a liberação da Avenida Rui

Bueiro fica constantemente destruído com o peso dos veículos

Avenida Rui Martins foi liberada no ano passado Martins, que dá acesso à BR 491, no ano passado, agravou ainda mais o problema, pois o número de carros passando por aquela esquina aumentou consideravelmente. Os moradores querem então que a Superintendência Municipal de Trânsito transforme a Rua Joaquim Manso Vieira em mão única para quem vai sentido bairro Aparecida. Seria uma forma de impedir que os veículos sigam em direção à Avenida Rui Martins. O secretário municipal

de Defesa Social, Vander Cherry, responsável pela Superintendência de Trânsito em Alfenas, não tinha conhecimento do problema enfrentado pelos moradores. Afirmou que na próxima semana uma equipe da Prefeitura deve ir ao local para averiguar o porquê destes veículos maiores estarem trafegando naquela rua. Ressaltou ainda que deve ser feito um estudo para buscar melhorias do tráfego no trecho citado pela população.

Dona Ivone Luz teme que sua casa seja invadida por um destes veículos pesados

Sebastião Marcondes quer que a Prefeitura se responsabilize pelo conserto do seu passeio

Foram instaladas duas proteções de ferro, mas uma chegou a ser arrancada

DE VOLTA AOS PALCOS Cena Set abre inscrições para Escola de Teatro Denise Prado Reportagem local

C

om 25 anos de teatro e 15 de escola Cena Set, o ator e diretor teatral Nivaldo José Pio Martins está de volta aos palcos, depois de ter anunciado que largaria a profissão para dedicar à faculdade de Odontologia. Mas, como mesmo afirma o ator, “quem tem a arte nas veias”, não tem como abandonar as artes cênicas. Até 2012, Nivaldo mantinha a Escola de Teatro em Alfenas, Boa Esperança, Carmo do Rio Claro, Pouso Alegre e Varginha. Mesmo depois de anunciar sua “aposentadoria”, o ator continuou a ministrar aulas de oratória, na UNIFENAS, além de reapresentar algumas peças de sucesso. Mas agora, após vários pedidos de ex-alunos e de pessoas que sonham em entrar em uma companhia de teatro, Nivaldo

Paulo Henrique Corsini

Martins resolveu apostar novamente no teatro. Os cursos que serão oferecidos em 2014 são: Teatro para Principiantes (ludicidade e desinibição), para alunos a partir de seis anos; Profissionalização preparatória para Registro Profissional (a partir de 15 anos); Curso de Oratória com Técnica Teatral (a partir de 15 anos); Oratória Empresarial e Teatro para Terceira Idade. Segundo Nivaldo, todos os cursos têm duração de um ano e com Certificado de Conclusão a cada nível avançado, sendo que os alunos terão oportunidade de se profissiona-lizar, caso queiram, fazendo o exame exigido pelo Sindicato dos Artistas Profissionais, o qual ele é representante do Sul e Sudoeste de Minas. A pré-inscrição já pode ser feita pelo site www.farmaconsult.com.br ou, se o interessado preferir, pode deixar para o dia da inscrição que

Nivaldo Martins anunciar a reabertura da Escola de Teatro Cena Set será dia 25, terça-feira, de 8 às 11 horas e de 13h30 às 17 horas, na rua Pedro Silveira, 67, centro (em cima da loja Hering Kids). Mas informações pelo telefone (35) 9827-7215 ou (35) 9109.1389.


Alfenas, sábado, 22 de fevereiro de 2014

9 Entrevista: Aristides de Sousa Júnior

Novo coordenador do curso de Odontologia

da UNIFENAS fala de suas expectativas Everton Marques Assessoria de Comunicação da UNIFENAS

U

ma figura carismática e que conta com a simpatia de alunos, professores e colaboradores. Assim pode ser definido o professor doutor Aristides de Sousa Júnior. Essa constatação foi confirmada durante visita da reportagem à clínica odontológica da UNIFENAS para uma breve entrevista. Graduado pela antiga Efoa (Escola de Farmácia de Odontologia de Alfenas), hoje Unifal, Juninho, como é mais conhecido, assumiu recentemente a coordenação do curso de Odontologia da UNIFENAS, câmpus de Alfenas. Como experiência, traz mais de 20 anos como professor de dentística e clínica integrada; é especialista em dentística restauradora; mestre em Ciências da Saúde, á-rea voltada para Odontologia, e Doutor em Dentística. A constante busca pela qualificação profissional o levou, em 2013, a participar de um curso na área de gestão educacional, que ocorreu em Salvador - BA (em abril) e que teve sequência nos Estados Unidos (na Universidade de Harvard, no MIT - Massachusetts Institute of Technology, entre outras instituições, em novembro). “A reitoria não mede esforços em encaminhar os seus gestores e professores para que tragam um ensino de ponta para a UNIFENAS”, disse. Nesta entrevista, o professor Aristides fala sobre suas expectativas, o que os envolvidos com o curso de Odontologia podem esperar de sua gestão e cita o respeito que tem pelo professor Edson Antônio Velano, fundador da UNIFENAS; pela professora Maria do Rosário Araújo Velano, reitora da Universidade; Dra. Viviane Araújo Velano Cassis, vice-reitora, e Dra. Larissa Araújo Velano Dozza, presidente da Feta (Fundação de Ensino e Tecnologia de Alfenas). Como o senhor recebeu o convite para coordenar o curso de Odontologia da UNIFENAS, câmpus de Alfenas? Foi um convite que me

Reprodução

deixou muito lisonjeado, por fazer parte dessa instituição pela qual a gente tanto tem amor e carinho, além da consideração sem igual para com o professor Edson e agora para com a professora Maria do Rosário e as doutoras Viviane e Larissa. É um desafio que terei que dar sequência ao trabalho realizado pelo professor José Ronaldo Miranda [atual coordenador do curso de Odontologia da UNIFENAS, câmpus de Varginha] e, na medida do possível, torná-lo ainda melhor. Com a sua experiência na área educacional, já é possível falar em metas? A meta que temos é priorizar a excelência no ensino de Odontologia para que os nossos alunos possam estar preparados para exercer sua profissão com segurança e qualidade no seu dia a dia, engrandecendo ainda mais o nome da UNIFENAS.

pela qualidade do ensino que oferecemos. Qualidade que é atestada pelo conceito 4 junto ao MEC! Sim. Tivemos no ano passado um novo Enade [Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes], cuja nota ainda não foi divulgada. Mas, até então, o nosso conceito junto ao Ministério da Educação é 4 [escala que vai de 1 a 5]. Diante deste quadro, o senhor assume a coordenação com boas expectativas? As expectativas são as melhores possíveis, uma vez que nós temos um respaldo muito grande do corpo docente, da direção e da reitoria. Queremos dar sequência a esse trabalho e se possível conseguir melhorar ainda mais a qualidade do curso. Vamos tentar, dentro do possível, atender às demandas de que a sociedade necessita, com muito carinho e dedicação.

“A meta que temos é priorizar a excelência no ensino de Odontologia...” Diante do que acabou de nos dizer, como definir o profissional formado pela UNIFENAS? Eu o defino como um profissional que recebeu uma grande formação acadêmica, que o torna capacitado para enfrentar os problemas da profissão com muito afinco e sem temor nenhum. Eu diria que ele sai preparado, e muito bem, para o mercado de trabalho.

No panorama nacional da Odontologia, como a UNIFENAS se encontra? Muito bem! Nós temos hoje todas as vagas preenchidas no curso, uma realidade que não é comum em outras instituições, e temos candidatos excedentes em nossos processos seletivos; o que nos deixa muito felizes em saber que cada vez mais candidatos procuram a UNIFENAS

O que o corpo docente da Universidade e os alunos podem esperar da nova coordenação? Eles podem esperar muita dedicação e sinceridade para que possam desenvolver o seu papel da forma mais tranquila possível, propiciando uma boa integração com o corpo docente e discente. Ao assumir este novo cargo, pretende deixar de lecionar? Se houver disponibilidade de tempo, pretendo lecionar sim, pois eu acho

Galvone Oliveira

“As expectativas são as melhores possíveis, uma vez que nós temos um respaldo muito grande do corpo docente, da direção e da reitoria”, diz Aristides de Sousa Júnior que participou, em 2013, de um curso na área de gestão educacional na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos que é muito importante essa proximidade com os alunos. Porque você pode sentir como eles correspondem às expectativas. Cria-se um vínculo em que você pode ouvir o que têm

a dizer para melhorar. O que representa a Odontologia na sua vida? A Odontologia na minha vida é parte de um

todo que me comple-menta. É a profissão que escolhi e adoro. A docência em Odontologia mais ainda! Hoje a gente não consegue mais separar o lado pessoal do profissional.


sábado, 22 de fevereiro de 2014

10

Magistrado do TJMG ministra

aula inaugural na UNIFENAS Dr. Nicolau Lupianhes Neto conversou com calouros do curso de Direito Fotos: Davidson Eustáquio

Dr. Nicolau Lupianhes Neto, juiz auxiliar da presidência do TJMG

Professora Ivânia Oliveira; a juíza de Direito, dra. Adriani Freire D. Garcia; Dr. Nicolau Lupianhes Neto; professora Maria do Rosário Araújo Velano e o professor Ricardo Botega, coordenador adjunto do curso de Direito Calouros durante a aula inaugural no Salão de Eventos Prof. Edson Antônio Velano

Everton Marques Central de Jornalismo da UNIFENAS

Eu digo a cada um dos senhores, que estão nascendo para o mundo do Direito, que vejam a UNIFENAS como a mãe que lhes trouxe para o mundo jurídico, e nós temos que amar a nossa mãe.” Estas palavras foram direcionadas aos calouros do curso

de Direito pelo magistrado Nicolau Lupianhes Neto, juiz auxiliar da presidência do TJMG (Tribunal de Justiça de Minas Gerais), durante aula inaugural realizada no câmpus de Alfenas, no dia 7 de fevereiro. Ministrada no Salão de Eventos Professor Edson Antônio Velano, o juiz, que atuou por quase dez anos como professor na UNIFENAS, falou do respeito que

a instituição goza no meio jurídico nacional. Contou sobre uma entrevista que fez na capital paulista para ingressar no doutorado. De 40 minutos de sabatina, realizada por grandes juristas do país, 15 foram sobre a sua passagem pela Universidade e lembranças do professor Edson Antonio Velano (fundador da UNIFENAS). A aula inaugural abor-

dou o tema “Acesso à Justiça”. Como destacou a professora Ivânia Goretti Oliveira Pereira, coordenadora do curso de Direito, a proposta foi “demonstrar que o Estado tem um papel importante na garantia da paz social”. O convite para que a aula fosse ministrada pelo juiz se deve à sua experiência no meio jurídico como, por exemplo, a de juiz auxiliar no CNJ (Conselho Nacional de Justiça). Em relação ao tema proposto para sua aborda-

gem, o magistrado disse que, com a Constituição de 1988, mais precisamente nos últimos 10 anos, houve uma ampliação do acesso à justiça. Ele citou os juizados especiais, a arbitragem e as comissões de conciliação como “mecanismos que procuram não só solucionar o processo, mas também o problema”. Ao falar para os alunos sobre o futuro na área jurídica disse: “Sejam felizes, que estejam na escolha certa da profissão,

parabéns por terem escolhido a UNIFENAS e que possam daqui a alguns anos dizer que combateram um bom combate e venceram”. Presente à aula inaugural, a professora Maria do Rosário Araújo Velano, reitora da UNINFENAS, agradeceu a presença do magistrado em nome da Universidade, pela “gentileza de trazer o seu saber jurídico e sua experiência na magistratura ligada a uma corte respeitada como o TJMG”.


sábado, 22 de fevereiro de 2014

11

Profissionais ligados à UNIFENAS contribuem com programa do Governo Palestras esclareceram alunos do ensino médio sobre o campo de atuação de algumas profissões Galvone Oliveira

Everton Marques Assessoria de Comunicação da UNIFENAS

P

rofissionais ligados à UNIFENAS proferiram palestras para alunos do 1º ano do ensino médio, que a partir deste ano terão uma disciplina voltada para a área de empregabilidade. Por meio do projeto “Reinventando o Ensino Médio” do Governo de Minas, seis escolas estaduais de Alfenas passam a contar com disciplinas que não são profissionalizantes, mas que, segundo a Secretaria de Estado de Educação, “reforçam a base cognitiva dos estudantes e beneficiam a perspectiva para atuação no mercado de trabalho”. Os temas abordados nas apresentações enfocaram a questão do “meio ambiente e recursos naturais”, o “turismo”, a “comunicação aplicada”, a “tecnologia da informação” e a “gestão e empreendedorismo”. Destas cinco áreas temáticas, cada escola implantará três disciplinas a elas correlacionadas. Como destacou a supervisora pedagógica do projeto na E.E. Samuel Engel, Silvéria Maria Moreira Giovanini, os professores serão capacitados

Valdir Cezário, editor do Jornal dos Lagos, com alunos da E.E. Samuel Engel, durante palestra sobre Comunicação Aplicada para ministrar as aulas. Ela acredita que os estudantes terão “uma visão melhor de como se inserir no mercado de trabalho”. As palestras aconteceram na Universidade e em algumas escolas. De acordo com Rogério Prado, diretor de extensão e assuntos comunitários da UNIFENAS, cerca de 800 estudantes receberam as orientações. O objetivo foi ajudar os alunos na escolha de uma das novas disciplinas e esta fará parte da sua formação até a conclusão do ensino médio. “A Universidade foi convidada pelas escolas para participar do projeto e nos sentimos honrados”, disse.

UNIFENAS recebe lideranças do agronegócio Galvone Oliveira

Da Redação

A UNIFENAS (Universidade José do Rosário Vellano) recebeu no início desta semana lideranças do agronegócio (FOTO). O evento foi uma reunião preparatória para o encontro regional que ocorre em Alfenas, no próximo dia 27 de fevereiro. A iniciativa é da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais, cuja proposta é promover debates sobre o setor e elaborar uma agenda estratégica que direcione as políticas públicas para a área até 2030. O encontro em Alfenas fechará uma série de sete eventos, todos coordenados pelo secretário de Agricultura de Minas Gerais, Zé Silva. As reuniões começaram no dia 18, na cidade de Uberaba; dia 19, em Unaí; 21, em Almenara; 24, em Montes Claros; 25, em Governador Valadares e dia 26, em Divinópolis.

O “Reinventando o Ensino Médio” foi criado pelo

governo em 2011 e chegou a Alfenas em 2012, tendo

a E.E. Dr. Emílio Silveira como piloto. A partir des-

te ano passam a integrar o projeto os alunos das escolas Samuel Engel, Napoleão Salles, Prefeito Ismael Brasil Corrêa, Judith Viana e Pe. José Grimminck. Além das novas disciplinas, a carga horária que compõe os três anos de ensino médio aumentará de 2,5 mil horas/aula para três mil horas/aula, ou seja, cria-se o sexto horário. “É um meio para melhorar o currículo do aluno, que terá mais oportunidades e conhecimento”, afirma Silvia Helena Bueno Alves, diretora da E.E. Samuel Engel.

Hemodiálise do Alzira Velano recebe água extra por prevenção Fotos: Soloni Viana

Soloni Viana Marketing do HUAV

A

central de Hemodiálise do Hospital Universitário Alzira Vela-no está recebendo 14 mil litros de água da Copasa, diariamente, numa ação preventiva, para manter o estoque necessário, caso venha a ocorrer algum racionamento. A água é entregue pela manhã, em caminhão pipa e segundo informações da companhia, o abastecimento é feito na vizinha cidade de Alterosa por serem as fontes daquele município de excelente qualidade. Para o coordenador de enfermagem da hemodiálise, Denis de Paula Nogueira, a iniciativa é bem vinda. Segundo ele, o consumo diário de água no setor é em torno de 8 mil a 10 mil litros, mas é importante ter uma reserva, pois a água é essencial no serviço de hemodiálise. Dela dependem o tratamento e a saúde dos pacientes. A água é de fundamental importância no tratamento hemodialítico,diz Denis, explicando que é preciso ter quantidade e qualidade de água e que mesmo a água sendo boa, na hemodiálise ela é tratada passando por um processo especial.”Na central de hemodiálise há um local específico, chamado osmose reversa, onde a água é tratada sendo purificada e só após ficar com a

Sala de procedimentos da hemodiálise do Hospital Alzira Velano qualidade necessária para o tratamento é bombeada para as máquinas”. “A água auxilia no processo de filtragem do sangue e sua qualidade é de primordial importância para a boa execução do procedimento, pois “sem a água não conseguimos realizar o procedimento”, afirma o enfermeiro, comentando: “definimos que a água é a “alma” da he-modiálise, é de vital importância na vida do paciente dialítico e no seu tratamento. A saúde e sobrevivência do paciente dependem da boa qualidade da água”. A central de hemodiá-lise do Hospital Universitário Alzira Velano funciona em três turnos, de segunda-feira à sábado, atendendo 42 pacientes de Alfenas e da região que fazem três sessões semanais.

Enfermeiro Denis de Paula Nogueira na sala de hemodiálise (acima) e na sala de osmose reversa (foto abaixo)


sábado, 22 de fevereiro de 2014

12

PM de Alfenas recebe Base Comunitária Móvel Paulo Henrique Corsini

Denise Prado Editoria de Polícia

N

uma solenidade simples, realizada em frente à Prefeitura e que contou com a presença do presidente do Consepa, Osmar da Silva Bastos, e de funcionários e secretários municipais, além de militares, o prefeito Maurílio Peloso foi convidado para entregar as chaves da viatura para a 18ª Companhia de Polícia Militar Independente, com sede em Alfenas.

No início de janeiro, a companhia PM recebeu duas viaturas para a Patrulha Rural, além de uma motocicleta Tornado 150cc e duas bicicletas preparadas especificamente para a polícia e que iriam compor a Base Comunitária

A Base Comunitária Móvel foi entregue à Polícia Militar e deverá ser utilizada principalmente nos bairros Móvel, além de viaturas para a Patrulha Rural. Na época, em entrevista, o comandante da 18ª Companhia PM, major Adenísio Ferreira de Paula, havia adiantado

que além do veículo que seria utilizado na Base Comunitária Móvel, a companhia receberia mais cinco viaturas menores, destinadas às cinco cidades subordinadas

Acidentes no sul de Minas deixam mortos e feridos

Esforços De acordo com o co-

motocicleta. Para o comandante, a aquisição da base comunitária é um grande ganho para a população porque “o trabalho que será realizado é um melhor atendimento à comunidade onde esta terá um local para se dirigir e registrar sua ocorrência ou mesmo fazer uma solicitação”. Durante a solenidade de entrega da viatura, Maurílio Peloso falou sobre os esforços que seu governo, por meio da secretaria municipal de Defesa Social, tem feito para que haja mais segurança no município; ele ressaltou que a Base Comunitária Móvel marcará presença, principalmente nos bairros. Lembrou também que a viatura base poderá ser utilizada durante o período carnavalesco.

Veículo encontrado com indício de ligação direta Polícia Militar

Reprodução

Denise Prado

Editoria de Polícia

Editoria de Polícia

D

U

m grave acidente ocorrido no Km 370 da rodovia BR 265, próximo ao trevo do município de Nepomuceno, deixou dois mortos e cinco feridos. O acidente aconteceu na terça-feira, dia 18, e envolveu um veículo Gol e um Fiat Pálio. Um dos passageiros do Gol contou à polícia que o motorista transitava sentido Lavras/ Nepomuceno e, ao realizar uma curva, deparou com o Pálio que vinha sentido contrário e teria invadido a outra pista. A colisão foi frontal. De acordo com os bombeiros, os dois condutores, Benedito de Matos Filho, de 50 anos, e José Alan Kardec de Almeida, de 54 anos, morreram na hora. Já os cinco passageiros tiveram fraturas e foram levados para a Unidade Regional de Pronto Atendimento de Lavras. As vítimas foram socorridas

a ela e que tem menos de 30 mil habitantes, o que deve também chegar em breve.

mandante, a aquisição da viatura faz parte da política de governo, cujo planejamento vem de anos anteriores, principalmente devido aos custos das viaturas e equipamentos. Mas adiantou que a vinda da viatura para Alfenas antes do tempo previsto é devido a uma união de esforços políticos da Prefeitura, secretaria municipal de Defesa Social e deputados. A viatura será utilizada por militares para registro de ocorrência policial e atendimento ao público em geral. Segundo o major, à princípio, a Base Comunitária Móvel não será utilizada 24 horas por falta de efetivo, principalmente motorista. E o funcionamento terá apoio de outros policiais que fazem o patrulhamento de

Ocupantes do veículo Fiat Pálio tiveram ferimentos leves em acidente próximo a Três Pontas por equipes de resgate do Corpo de Bombeiros de Varginha e de Lavras.

Três Pontas Outro acidente, com menos gravidade, aconteceu na noite de terça-feira, dia 18, na rodovia MG 167, na entrada de Três Pontas. A motorista do Fiat Pálio, com placas de Guarulhos, perdeu o controle de direção em uma curva, bateu em uma vala e capotou várias vezes. Segundo informações,

a passageira e o ocupante do banco dianteiro tiveram sorte, uma vez que os airbags funcionaram. Todas as vítimas são de Três Pontas e foram liberadas após atendimento médico.

urante realização de Operação por militares da administração da 18ª Companhia de Polícia Militar Independente, na zona rural do distrito de Córrego do Ouro, militares observaram que havia um veículo com aspecto de abandono na estrada vicinal que liga o distrito ao município de Três Pontas. Segundo a PM, o carro estava abandonado na estrada, com aspecto de estar por lá há dias, fato esse comprovado por testemunha que passava no local naquele instante. O automóvel apresentava a fiação exposta, com indícios de ter sido realizada

O carro foi encontrado na zona rural, no Distrito de Córrego do Ouro ligação direta para removê-lo. A polícia encontrou ainda uma faca e uma tora de madeira com aproximadamente um metro de

comprimento dentro do carro. Até aquele momento não havia registro de queixa-crime quanto ao automóvel.

RELEVÂNCIA DO PROERD Comandante fala da importância do programa Da Redação

O

comandante da 18ª Companhia de Polícia Militar Independente, major Adenísio Ferreira de Paula, reuniu-se com os instrutores do Proerd (Programa Educacional de Resistência às Drogas), a fim de deliberar sobre as atividades do programa, no início do período letivo de 2014. Antes das considerações do comandante, os instrutores foram lembrados do regime de dedicação especial que eles devem conferir às crianças, da preocupação e preparo que devem ser dados à elaboração das aulas e palestras, além da

Foto: PM

importância de trazer os pais para próximo dessa atividade. Segundo o oficial, esta afinidade se dá através de reuniões e outras atividades que os pais participam com o propósito de inteirá-los dos ensinamentos que serão concedidos aos filhos durante os meses de realização do programa. Durante a reunião, o major Adenísio ressaltou a importância do Proerd, que é desenvolvido na área da Unidade há 13 anos, e destacou, ainda, o reconhecimento que a iniciativa tem na região sul do Estado, “recognição que se materializou com o recebimento - na décima edição

O Proerd é desenvolvido em Alfenas há 13 anos, sendo considerado um dos melhores projetos sociais da região do Prêmio Assis Chateaubriand de Responsabilidade Social - de um troféu e certificado que assinalou o Proerd da 18ª Companhia

PM Independente como um dos três projetos de maior relevância social nas regiões sul e sudoeste de Minas Gerais”.


Alfenas, sábado, 22 de fevereiro de 2014

13 Decisão - amanhã, 9 horas, campo do Alfenense Valdir Cezário

Otávio Borba

Alfenense EC (esquerda) x Vaec (acima) decidem com quem vai ficar a Taça Edson Velano Dozza; igualdade de condições

Alfenense e Vaec fazem final do Master Dois times entram em igualdade de condições e vão brigar pela Taça Edson Velano Dozza Otávio Borba Editoria de Esporte

O

estádio do Alfenense Futebol Clube, mais uma vez, será o palco para uma grande final do futebol amador de Alfenas. Amanhã, domingo, Vaec e Alfenense Esporte Clube/Dental Minas fazem a decisão do 1º Torneio Independente de Futebol Master, Taça Edson Velano Dozza. O jogo está marcado para às 9 horas e terá transmissão ao vivo pela equipe de esportes da Rádio Cultura AM de Alfenas (1180khz). De um lado, o Vaec (Veteranos de Alfenas Esporte Clube) sob o comando do médico Boaventura Passos Vinhas e João Car-los

Miranda, o Neguinho, que vai enfrentar o Alfe-nense Esporte Clube que tem como treinador Luiz Carlos Jacinto. Com campanhas semelhantes, as duas equipes deverão ir com força máxima para esta decisão. Para Boaventura, esta tem tudo para ser uma grande partida: “os times se equivalem e ambos têm jogadores de qualidade. Por isso, certamente, o torcedor que comparecer sairá satisfeito, independente do resultado”, comenta. Segundo Turinha, como é mais conhecido no mundo da bola, “o nosso time vai com a mesma disposição da partida anterior; jogando com garra e muita vontade. Mas,

acima de tudo, buscando mostrar um futebol alegre e envol-vente, tornando a decisão um espetáculo mesmo”, ressalta. “E é jogando sério e de forma compacta que vamos nos apresentar e, claro, sempre respeitando o adversário, pois conhecemos e sabemos que é uma equipe valorosa”, argumenta. De acordo com Turinha, a sua esquadra vai completa para este confronto, pois não tem problema de ordem disciplinar ou médica. O mesmo discurso é usado pelo treinador do Alfenense Esporte Clube, Luiz Carlos Jacinto. “É uma partida muito equilibrada e sem favoritismo algum, pois as duas equi-

pes têm jogadores de alta qualidade e que podem decidir a partida em questão de segundos ou de vacilo do adversário”, analisa. “Temos que ter calma, ter a mesma pegada, jogar para frente, sempre em busca do gol; mas com cautela, tranquilidade e confiança”, comenta. O time verde e branco do estádio das Duchas, segundo Luiz Jacinto, tem dúvidas em relação a dois jogadores. Trata-se do zagueiro Danilo e do meia-atacante Elivelton, que devido a suspensão automática, não esteve em campo nas semifinais. “Se ele se recuperar vai para o jogo, o mesmo ocorrendo com o Danilo, pois ambos estão se recuperando de

contusão... mas o time é o mesmo, apenas com estas dúvidas”, conclui.

Campanhas Na primeira fase, o Alfenense jogou quatro vezes e somou sete pontos: venceu duas (4x3 no Vaec e 2x1 no Operário), empatou uma (3x3 com a Floricultura) e perdeu outra (0x2 ABC). Terminou a fase na quarta colocação. Na semifinal, voltou a enfrentar o ABC e, desta vez, venceu por um a zero, gol antológico do ala Luizinho. Seu ataque fez dez gols e sua defesa sofreu nove. Já o Vaec jogou quatro vezes na primeira fase e somou nove pontos: venceu três partidas (7x1 no Point do Som; 3x1 no PS4; e 9x4

na Banca da Amizade) e perdeu uma vez: para o Alfenense, por quatro a três; terminou a fase na terceira colocação. Na semifinal jogou com a Floricultura Jardim do Eden: empatou em um a um no tempo normal e, nas cobranças de pênaltis, brilhou a estrela do goleiro Getúlio que defendeu duas penalidades e o Vaec ganhou a vaga com vitória por quatro a um. Por enquanto, o artilheiro do certame é o atacante Da Silva, do ABC, que marcou dez gols. Ele, muito provavelmente, não deverá ser alcançado por outro atleta. A defesa menos vazada também é do ABC, que sofreu apenas dois gols ao longo de toda a competição.

Megda recebe homenagem e fala sobre motocross Otávio Borba Editoria de Esporte

E

sporte um tanto quanto radical, o mo-tocross ganha novos adeptos a cada dia, não só em Alfenas, mas também em todo o país. Competições na cidade e região vêm abrindo caminho para que os atletas possam mostrar seu talento. Por aqui, muitos já aderiram à prática deste esporte da velocidade; além de trazer consigo a leveza da liberdade e da aventura, o MotoCross também aponta que nem tudo são flores ou sucesso para quem organiza, principalmente no que diz respeito a apoio. Um exemplo claro disso é o desportista Thaylor Megda, 39, natural de Campo do Meio, mas que mora em Alfenas há 25 anos. Ele é um dos maiores entusiastas deste esporte; já realizou dezenas

Venício Scatolino

de competições em Alfenas e também na região e, recentemente, foi homenageado pela Associação de Pilotos do Centro Oeste de Minas Gerais. E ele foi até a cidade de Arcos (a 205km de Alfenas) e lá recebem homenagem do presidente da Associação, Netinho Amilkar. Sobre a homenagem, Megda disse que ficou muito contente e até surpreso. “Gosto muito do que faço, mas a gente depara com muitas dificuldades no caminho. E quando ocorre isto, nos sentimos gratificados demais e ciente de que Deus está conosco, sempre nos dando guarida para que possamos dar continuidade naquilo que acreditamos e gostamos: o motocross bem feito e bem organizado, com grande público e pilotos de alto nível”, ressalta. Thaylor Megda disse

cidade de Arcos, Megda disse que se animou e que logo vai organizar uma competição em Boa Esperança, entre os dias 19 e 20 de julho. “Estamos nos preparando para que tudo corra bem e tenho fé que esta prova será mais um sucesso da nossa organização, brindando os presentes com grandes motociclistas”, informa. Ele lembra que brevemente também terá a Arena Cross Fama, em data ainda a ser definida.

Thaylor Megda busca alavancar o motocross e recebe homenagem na cidade de Arcos que infelizmente o apoio em competições em Alfenas tem sido insuficiente para grandes eventos, mas espera que, em breve, os responsáveis possam mudar de opinião e serem menos céticos ao moto-cross. “Isto também é um

esporte e devemos ter o apoio necessário também, pois não é só o futebol, futsal, vôlei e outras modalidades que têm torcedores e competidores não; acredito que brevemente isto vai mudar”, relata. Após a homenagem na

Segundo Megda, “as dificuldades aparecem sempre, até mesmo gente do meio do motocross tenta nos atrapalhar. Mas acreditamos no bom senso e no bem comum e esta situação tende a ser mudada, pois quando necessitamos de incentivo, não é coisa de outro mundo não. É uma questão estrutural e financeira, mas nada que venha ferir ou quebrar o cofre público de uma cidade;

é dentro do padrão normal que uma competição possa gastar”, ressalta. “O custo benefício é baixo em relação a muitas outras atividades, como por exemplo, shows de baixa qualidade que ocorrem em Alfenas”, explica. Taylor Megda já realizou cerca de 25 etapas de motocross, entre pilotos da nova e experiente geração. Além de Alfenas, as cidades de Campo do Meio, Três Pontas, Itutinga, Fa-ma, Machado, Guapé, Carmo do Rio Claro, Boa Esperança e Turvolândia foram contempladas com espetaculares competições que receberam grandes públicos. “Em todas as nossas provas, o público comparece e sai satisfeito com o que viu, pois o nível dos nossos competido res é muito bom”, en-

cerra. A firma Paramotos esteve presente em várias etapas, como nas cidades de Três Pontas, Guapé, Machado, Carmo do Rio Claro e Fama.


sábado, 22 de fevereiro de 2014

14

Copão de futsal tem semifinais na quarta Fotos: Otávio Borba

Otávio Borba Editoria de Esportes

T

rês jogos encerrariam, na noite desta sexta-feira, dia 21, a segunda fase da Copa Alfenas de Futsal, o tradicional Copão. O torneio, promovido e organizado pela Secretaria de Esportes, Lazer e Juventude, está sendo disputado no ginásio coberto do Sesi. Os jogos da noite de ontem definiriam posicionamento e último classificado para a fase semifinal. Seis equipes participaram da segunda fase. Os classificados da chave A (Paramotos, Pinheirense e Depósito de Bebidas do Alemão) enfrentaram os da B (Casas Coelho, Bar do Otávio/Comida de Boteco e Drogaria Renascer). Ao final da fase, os quatro melhores colocados, independente de chave, se classificariam para a semi. Paramotos, Pinheirense e Depósito de Bebidas do Alemão garantiram vagas na quinta. Os dois primeiros venceram e o terceiro empatou.

Terça Na primeira rodada da segunda fase, disputada na terça-feira, dia 18, três partidas. Na primeira, a Paramotos não encontrou dificuldades para golear

Jhon Erick (Depósito Alemão), com 12 gols, é o artilheiro do Copão; seguido por Cebolinha (Paramotos), com 10 gols a Drogaria Renascer pelo placar de nove a um, apesar das boas defesas do goleiro Gustavo Terra, pois o placar seria ainda mais dilatado. Alexandre Ávila (2), Diego (2), Renatinho (2), Rogério Cebolinha, Buguinho e Anderson “Ansão” marcaram para os comandados do treinador Luciano Assumpção; o único gol da Drogaria Renascer foi marcado por Braan Petry em cobrança direta de falta. No segundo confronto da rodada, partida mais equilibrada, mas que prevaleceu a melhor técnica e entrosamento do Pinheirense/Ótica Precisão que bateu o Bar do Otávio/Comida de Boteco pelo placar de cinco a um. João Paulo abriu o marcador para o time do treinador Valdivo

Bispo; William Tubão (2), Fabinho Graveto, Marcelinho Eduardo e Rodriguinho marcaram para o time comandado por Márcio Costa, o Dunga. A rodada se encerrou com um jogo bem equilibrado do início ao fim entre Depósito de Bebidas do Alemão e Casas Coelho, com vitória do Depósito por quatro a três. Jhon Erick marcou duas vezes, sendo acompanhado por Raphael Tarta e Gustavo Coelho, enquanto Luiz Eduardo marcou os três gols do time comandado pelo treinador e professor de Educação Física, Juliano Santos. A arbitragem de toda a rodada esteve a cargo de Wellington de Souza Ruela e Luciano Fernando de Souza. Na súmula, Van-

Lucas Cebola (esquerda): boa atuação para a Casa Coelho; e Lucas Pavão (direita) entra e marca dois gols no empate da Drogaria derlei Pereira.

Quinta Na noite de quinta-feira, dia 20, mais três partidas válidas pela segunda rodada da segunda fase. A rodada atrasou e começou por volta de 19h30. No primeiro encontro No primeiro confronto, o Pinheirense/Óticas Precisão bateu a Casa Coelho pelo placar de quatro gols a dois. Jonas Tavares e Danilo Henrique marcaram contra; Lutzemberg e Fabinho Graveto completaram para o time comandado pelo jogador e treinador Rodrigo Costa. Lucas Cebola e Vinicius Flausino descontaram para o time da Casa Coelho, que tem como treinador Juliano Santos.

No segundo jogo da noite, a maior goleada até o momento no Copão: a Paramotos fez 14 a um no Bar do Otávio/Comida de Boteco. Reginaldo (4), Rogério Cebolinha (4), Diego (3), Buguinho, Alexandre e Kadu marcaram para a esquadra de Lucia-no Assumpção, enquanto Otávio Russo fez o único tento do time de Valdivo Bispo. No encerramento da rodada de quinta-feira, partida bem movimentada entre Depósito de Bebidas do Alemão e Drogaria Renascer: empate em cinco gols. No primeiro tempo, o Depósito vencia por quatro gols a um. Na etapa final, principalmente após a entrada de Lucas Pavão, a Drogaria se encontrou e

buscou o empate, resultado este que poderá garantir-lhe nas semifinais. Jhon Erick (2), Hiago Duarte, Ademir Júnior e Raphael Duarte marcaram os gols do Depósito, enquanto Paulo Sérgio Tuty (2), Lucas Pavão e Braan Petry marcaram os gols da Drogaria. A arbitragem da rodada esteve a cargo de Wellington de Souza Ruela e Luciano Fernando de Souza. Na súmula, Vanderlei Pereira. Com os resultados da rodada de quinta-feira, Paramotos, Pinheirense e Depósito do Alemão estão assegurados para as semifinais. A terceira vaga ainda está em aberto e estão na disputa por ela as três equipes que vieram da chave B: Drogaria Renascer, Casa Coelho e Bar do Otávio. Quem vencesse o confronto de ontem (diante dos classificados da chave A) teria de torcer por derrotas de seus oponentes. Os jogos semifinais estão confirmados para a noite da próxima quarta-feira, dia 26, a partir das 19 horas, no ginásio coberto do Sesi. Os vencedores da fase semifinal farão a final do Copão na quinta-feira, 20 horas. Antes, às 19 horas, haverá decisão do terceiro lugar.

Árbitro alfenense faz estreia no Mineirão Reprodução

Otávio Borba Repórter Esportivo

O

ato de sonhar é por demais peculiar do ser humano. Cada um na sua profissão vai desfilando carreiras de sonhos; muitos são abortados antes mesmo de tornar-se embrião. No mundo do futebol estes sonhos são mais fluentes, corriqueiros até, pois a fama e o desejo andam de mãos entrelaçadas, assim como a desilusão. E um ilustre alfenense anda a passos largos nos gramados de Minas Gerais. Trata-se de Marco Aurélio Augusto Fazekas Ferreira, hoje morador de Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte. Ainda bem garoto, já iniciava sua trajetória nos gramados, só que na profissão mais difícil e crucificada pelos torcedores, diretores, jogadores e demais críticos. “Vou ser árbitro de futebol e não apenas em Alfenas; vou para longe se preciso for; se Minas não der certo, vou tentar em São Paulo ou outro Estado. Mas vou embora daqui consciente do que quero para o meu

futuro”, relatou-me certa vez, após mediar uma partida difícil e encrencada no tradicional estádio do Alfenense Futebol Clube. E assim, Marco Aurélio Fazekas se foi. Formado em Ciências de Computação e trabalhando em Betim, Fazekas se embrenhou em testes e mais testes, visando a arbitragem. De riso fácil e boa performance, aliadas ao desejo de vencer na vida, correu atrás do seu sonho maior. Há mais de um ano e meio na Federação Mineira de Futebol, o jovem de apenas 26 anos deu mais um grande passo na sua promissora carreira. Na última quarta-feira, dia 19, conforme ele, entrava pela primeira vez no gramado do estádio Magalhães Pinto, o Mineirão, onde o Cruzeiro venceu o Guarani pelo placar de dois a zero. “Foi incrível; não tem como explicar como é estar no gramado do Mineirão... espetacular mesmo. E agradeço a Deus por esta oportunidade e vou fazer de tudo para continuar e, quem sabe, galgar caminhos mais longos, como ser árbitro da CBF e

Do futebol amador de Alfenas para o profissional, em todo Estado; Fazekas apitou pela primeira vez no Mineirão até mesmo FIFA”, relatou, via telefone. Naquela partida, Fazekas foi mostrado diversas vezes pelo editor de imagem da Rede Globo; apresentou desenvoltura e aptidão com o que faz. Sempre perto do lance, não teve problemas em sua atuação; passou despercebido, o que é positivo para uma boa arbitragem. Marco Aurélio Fazekas é filho de João Lúcio Fer-

reira e Ana Maria Fazekas Ferreira e tem uma xodó em casa, que é a irmã Mariana Fazekas Ferreira. Ele é natural da cidade de São Paulo, mas disse se considerar alfenense, pois veio para esta cidade ainda muito garoto. “Minha família, meus grandes amigos, as pessoas que torcem pelo meu sucesso, estão em Alfenas e por isto me considero alfenense e faço questão de deixar isto

bem claro a todos os meios de comunicação de Belo Horizonte e do Estado”, ressalta. Ainda sobre o Mineirão, Fazekas disse que o estádio, num todo, ficou coisa de primeiro mundo. “Lindo; não tem como explicar a beleza daquela campo... fora de série mesmo e foi uma sensação muito grande, satisfação enorme e inexplicável mesmo. Só tenho que agradecer a Deus por tudo isto e, é claro, para toda minha família e meus amigos que sempre me deram forças para que eu continuasse na luta pelos meus sonhos”, explica. Sobre mediar uma partida do Cruzeiro, Fazekas disse que foi diferente sim, até a bola rolar. “Passada a grande expectativa de estrear no Mineirão, as coisas voltam ao normal e para nós árbitros, não tem cor de camisa, não tem clube grande ou pequeno, procuramos apenas aplicar as regras para os dois lados”, argumenta. Em Alfenas, Marco Aurélio foi peitado, desrespeitado, quase agredido muitas vezes, embora fosse um árbitro acima da média

e de qualquer suspeita. “Realmente, a segurança é a mais importante e tendo isto, você fica tranquilo e apita sossegado, pois os jogadores profissionais têm um respeito muito grande conosco e a recíproca é verdadeira e sempre procuramos acertar, mediando sem pressão e sem ameaças, coisas corriqueiras não apenas no futebol amador de Alfenas, mas em todo o país”, comenta. De acordo com Fazekas, o seu grande desafio será mediar um grande clássico como Atlético e Cruzeiro. “Sonho com este momento, mas com os pés no chão e enquanto isto vou me preparando cada vez mais para esta missão que há de vir. Mas é claro, dentro do seu tempo, sem atropelos e certamente estarei ainda mais preparado e seguro”, encerra. Marco Aurélio Augusto Fazekas volta a campo hoje para o trabalho. Ele vai apitar o confronto entre Betim x América de Teófilo Otoni, em Ipatinga, pelo campeonato mineiro da Primeira Divisão, Módulo 2. A partida está marcada para às 16 horas.


sábado, 22 de fevereiro de 2014 Foto: Reprodução/facebook

15

FORTALEZA MUSCULAR Atleta se dedica ao fisiculturismo e pede apoio

Foto: Paulo Henrique Corsini

Valdir Cezário Editoria de Esporte

A SERVIÇO Jeffino disputaria, também, em abril, uma outra etapa do campeonato mineiro, em Belo Horizonte. Porém, por falta de condições financeiras, não estará nesta disputa. Aliás, o atleta pede o apoio de empresários e pessoas interessadas em ajudá-lo. Quem quiser se manifestar neste sentido, pode entrar em contato com o atleta pelo telefone particular: 8865-9111. Ou pelo e-mail: jeffinho_top@hotmail.com

prática de exercícios físicos - em especial a musculação - como forma de apresentar um corpo perfeito, com músculos definidos e beleza externa, tem motivado muitos jovens e adolescentes a buscarem uma academia. É fato que a maioria quer obter resultados imediatos e durante grande parte do ano lá estão esses praticantes de musculação ‘malhando’ e suando a camisa para chegar ao objetivo desejado: exibir corpo escultural no verão. Esta é uma preocupação social, associada à procura pela beleza, por perder peso rápido e a ficar forte e tonificado a todo custo. Todos esses fatores acima podem até estar ligados diretamente ao jovem Jefferson Noé Pereira, de 25 anos, natural de Alfenas. Porém, a diferença básica é que ele executa treinamentos de musculação com o objetivo central de participar de competições em nível estadual e quem sabe até nacional e internacional. Jeffinho, como é conhecido, há cinco anos pratica treinamentos em academia e hoje pode ser considerado o único atleta alfenense de fisiculturismo. No mês de novembro do ano passado o atleta alfenense participou da Copa IFBB (International Federation of Bodybuilding ), campeonato mineiro da modalidade, categoria sênior, até 70kg, disputado em Manhuaçu, no norte do Estado (verificar isso). Jeffinho ficou em segundo lugar na classificação geral, resultado contestado por ele e pela maioria dos presentes no certame. “Foram postados comentários nas redes sociais como forma de revolta por causa da enorme diferença do seu físico, comparado com o outro competidor”, disse a namorada de Jeffinho, Karla Aparecida dos Santos.

Jeffinho treina durante duas horas, todos os dias; ele é o único atleta alfenense na modalidade e quer títulos

Paulo Henrique Corsini

De aparência tímida, de baixo tom de voz, tranquilo, porém ciente de que precisa de muito treino para chegar ao seu objetivo. Em entrevista à edi-toria de esportes do Jornal dos Lagos, Jefferson Noé Pereira contou toda sua trajetória de cinco anos de treinos em academia. No começo, apenas para manter a aparência e o físico bonitos, bem como forma de cuidar de sua saúde. Mas, depois, incentivado por amigos e pela namorada, se intensificou à prática da musculação e há seis meses está definitivamente imbuído de ganhar volume, simetria, proporção e definição muscular. Afinal, estes são os critérios levados em consideração e que contam pontos para a disputa de campeonatos de fisiculturismo. “Estou me dedicando diariamente aos treinos e meu ritmo é bastante puxado. Sei que posso melhorar a cada treino e é desta forma que encaro as duas horas de treinos diários, com muita vontade e disciplina”, disse o atleta que, durante o dia trabalha como motoboy. Ele é a-companhado de perto pelo seu treinador Charles Mário Soares, que também atua como atleta de fisiculturismo e já conquistou três títulos de torneios disputados em Ohio, nos Estados Unidos. “Desde agosto do ano passado ele (Charles) e seu assessor (Diego Henrique) me acompanham nos trei-

nos e eu ganhei muito mais confiança”, revela o atleta alfenense. Jeffinho, aos poucos, vai descrevendo toda sua rotina de treino. Ele conta que diferentemente da musculação - que tem seções predefinidas de treinos para cada parte do corpo -, os treinos de fisiculturismo procura trabalhar todos os músculos do corpo de forma homogênea. Pernas, braços, abdômen. Todos os músculos do corpo serão expostos e por isso devem estar todos bem trabalhados. “O que vai valer no campeonato é mostrar um conjunto homogêneo de músculos, pois é a aparência deles é que vai contar pontos no final”, resume o atleta. Por isso, completa, os treinos são muito puxados e seu treinador não dá trégua.

De ferro Aparentemente, Jefferson Noé Pereira tem um corpo de ferro. Longe - ou nem tanto - de se comparar aos campeões Lee Haney, Arnold Schwarzenegger, Dorian Yates e Ronnie Coleman, mas perto de se perceber que ele tem totais condições de representar, e bem, o município de Alfenas em competições de qualquer nível, seja estadual, nacional, ou até internacional. É de baixa estatura - apenas 1,67m de altura - e está inserido na categoria 70kg da Federação de Atletismo Internacional. Enquanto concedia en-

para os treinos. “A cada dia que treino me sinto como se fosse o primeiro; eu não me canso - apesar do desgaste físico diário - e encaro cada sessão como se fosse a primeira”, disse. Além disso, expressa, procura sempre levar a sério tudo o que seu treinador lhe recomenda. “Só assim a gente consegue alcançar nossos objetivos”.

Zero

Jefferson Noé e a namorada Karla Aparecida: unidos por um objetivo cheio de conquistas trevista, Jefferson Noé teve que se acostumar com os flashes da máquina conduzida pelo fotógrafo do Jornal dos Lagos. A cada flash, uma certeza: a de buscar forças para adquirir melhor forma para participar do campeonato mineiro que será disputado em junho, na cidade de Ribeirão das Neves. Mas, para que ele possa estar lá, ainda precisa de apoio. Está ‘juntando’ economias e ‘buscando’ apoio de amigos e empresários que, de repente, possam patrociná-lo no certame. “Não é barato participar de uma competição. As conquistas não dão retorno financeiro, mas a satisfação de ganhar, de subir ao pódio, de levar o nome da cidade, de ser um campeão; isso não tem

preço”, expressa Jeffinho, que não tem como arcar, sozinho, com as despesas de um campeonato. Ele afirma que quer se dedicar de corpo e alma ao fisiculturismo e conquistar títulos e pódios. Para a disputa de um Mineiro, como o que participou em novembro do ano passado, por exemplo, o custo gira em torno de R$ 3,5 mil. Para ir a Manhuaçu, ele contou com economias feitas durante todo o ano e também do apoio de amigos e da namorada. Jefferson Noé conta um pouco de sua vida e afirma que ao entrar para a prática do fisiculturismo melhorou de forma completa sua qualidade de vida. Hoje, sua saúde é “de ferro” e ele se sente cada vez mais entusiasmado

Só pela aparência muscular, percebe-se que no corpo de Jeffinho não há espaço para a gordura. E ele confirma: “é quase zero de gordura”. Porém, para manter o corpo de atleta que tem, a rotina dele não é fácil. A alimentação é completamente, e totalmente, balanceada. Nada de frituras, de bebidas alcoólicas, de massas. Ele segue, religiosamente, à base de proteínas e suplementos, bem como ovos, frango grelhado, arroz, batata doce, dentre outros alimentos propícios para a aquisição de um retorno imediato na sua preparação. A namorada Karla Aparecida dos Santos, 21, é a principal referência de uma excelente companhia no dia a dia do atleta. Ela supervisiona sua rotina de trabalho, de treino, de alimentação e acredita que os resultados alcançados até agora são frutos do esforço do namorado. “Ele é muito dedicado e focado naquilo que quer. Não perde tempo e é per-

Vice-campeonato contestado em Manhuaçu sistente no que faz”, revela a namorada, que chega a abrir mão dos encontros com o companheiro para o bem-estar dele. “Às vezes deixamos de ir em algum lugar que gostamos para que ele possa treinar. E isso não me incomoda, de for alguma”, apóia Karla. “Eu sempre falo para que ele seja bastante persistente naquilo que faz e quer e nunca desistir do sonho dele. Acredito que nele até mais que ele mesmo”, disse a namorada, que também pratica musculação na mesma academia que Jeffinho treina diariamente, a Top Fitness (localizada na avenida José Paulino da Costa, 81). “Eu agradeço muito a Top Fitness porque às vezes preciso treinar fora do horário e os proprietários confiam em mim e deixam a chave comigo; a academia é grande incentivadora nesta minha caminhada”, reconhece Jeffino.


sábado, 22 de fevereiro de 2014

16

Lutador alfenense treina para uma maratona de lutas Foto: Facebook/Wenderson Aparecido

Otávio Borba Editoria de Esporte

W

enderson Aparecido, o ‘Car neiro’, lutador alfenense de taekwondo, está se preparando para várias competições que vai ocorrer nesta modalidade. Neste ano, ele disse que está treinado cerca de quatro horas por dia, para poder estar bem preparado para os combates que serão realizados. De acordo com Carneiro, neste final de semana, dias 22 e 23, estará lutando na cidade de Belo Horizonte. “São cerca de 700 atletas que participarão e o meu objetivo é conseguir vaga para o campeonato brasileiro, que é o sonho de todo atleta de ponta”, ressalta. Além de representar Alfenas, Wenderson Aparecido estará representando também o Estado de Minas Gerais. “O ano de 2013 foi muito importante para mim, pois participei de várias competições de alto nível e hoje estou entre os 20 melhores do Brasil”, relata. Em abril, Wenderson estará no

Rio de Janeiro, nos dias, 4, 5 e 6, em torneio que valerá pontos para o ranking mundial. Uma semana depois, nos dias 11, 12 e 13, estará em São Paulo, pelo brasileiro de interclubes. E ele não para por aí, pois em maio, nos dias 16, 17 e 18, estará se apresentando em Porto Alegre, capital gaúcha, na Copa das Confederações. Lutadores de vários Estados estarão participando destes eventos, como por exemplo, Rio, São Paulo, Minas, Bahia, Pará, Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Distrito Federal, dentre outros. Em relação a incentivo, Wenderson ‘Carneiro’ disse que a iniciativa privada é um tanto quanto reticente a ofertar o devido apoio, mas que está ocorrendo uma sensível melhora sim. “Devagar vamos conquistando nosso espaço e fazendo com que os empresários possam confiar no nosso trabalho”, enfatiza. De acordo com Carneiro, ele tem recebido o apoio de vários amigos; dentre eles: Damião Molas, Drogalar, Dr. João Ricardo, Anderson

-Sexta rodada: sete gols, média de 1,4 gol por partida. Três empates em zero a zero e uma goleada. Resultados: URT 0 x 5 Atlético; Tombense 0 x 0 BOA; Nacional 0 x 0 Minas Boca; Tupi 0 x 0 Villa Nova; e Cruzeiro 2 x 0 Guarani. Entre os quatro primeiros colocados temos os dois representantes sul mineiros. O BOA tem 13 pontos (cinco jogos) e é o segundo; a Caldense tem nove pontos (cinco jogos) e é a quarta. O Cruzeiro lidera com 14 pontos em seis jogos. -Sétima rodada: hoje, dia 22, 16 horas, Tupi x Nacional. 18h30, Caldense x Villa Nova e BOA x Cruzeiro. Amanhã, dia 23, 16 horas, Atlético x América.

O lutador Wenderson ‘Carneiro’ treina e aposta em resultados positivos na temporada Dentista, Academia Spartas Fitness, Gil Gás, José Izael, do Sindicato dos Trabalhadores de Movimento de Mercadorias, e das Secretarias de Esportes e Juventude e Desenvolvimento Social, na pessoa de Maria Idalina Pacheco.

Reprodução

Otávio Borba

O

O

Módulo 1 da Primeira Divisão também teve rodada no meio de semana. Na quarta-feira, dia 19, alguns empates, como Nacional e

VENDO SÊNIC ANO 2005 COMPLETO ÓTIMO ESTADO DOCUMENTAÇÃO EM DIA TRATAR COM ROGÉRIO. TEL: (35) 3011-1214 (35) 8819-2915

***Campeonato Mineiro da Segunda Divisão: -No último jogo do turno em seu grupo, o Tricordiano, em Teófilo Otoni foi derrotado pelo América (4x1). Na abertura do returno, em Três Corações, empate sem gols com o mesmo América de Teófilo Otoni. O Tricordiano soma sete pontos em seis jogos. Faltam quatro. Amanhã, domingo, dia 23, 10 horas, o Tricordiano recebe o Social e só a vitória interessa para chegar próximo ao G3. ***Copa Libertadores: escrevi na última semana que o Atlético era o único brasileiro que jogaria no meio de semana. E isso não aconteceu, pois a emissora de TV responsável pela transmissão mudou o dia. -Brasileiros no meio de semana, dias 25 e 26 de fevereiro: GRUPO 1, dia 23, terça-feira, 19h45, Velez x Atlético-PR GRUPO 2, dia 26, quarta-feira, 19h45, Unión Española x Botafogo GRUPO 4, dia 26, quarta-feira, 22hs, Atlético x Santa Fé. GRUPO 5, dia 25, terça-feira, 17h30, Cruzeiro x Universidad Chile GRUPO 6, dia 25, terça-feira, 22 horas, Grêmio x Atlético Nacional GRUPO 7, dia 26, quarta-feira, 22 horas, Flamengo x Emelec.

MENSAGEM: “Vocabulário da Vida” - segunda parte

Primeira rodada da Copa foi realizada na quadra do bairro Pinheirinho estejam frequentando regularmente as suas respectivas escolas. No sábado, dia 15, na quadra do Pinheirinho, foram disputados quatro jogos. No primeiro, às 8 horas, o time da Chapada bateu o Santa Rita pelo placar de quatro a dois. No segundo jogo da manhã daquele sábado,

o Vila Formosa bateu o Apare-cida por sete a três. E a grande goleada desta rodada se deu no terceiro jogo: o Por do Sol goleou o Jardim São Carlos por dez a zero. Encerrando a rodada, o Pinheirense, no seu reduto, também venceu o Primavera pelo placar de oito a quatro. A próxima rodada acon-

tece na quadra do bairro Primavera; anteriormente estava marcada para o Caic, no bairro Vila Esperança. Vão se enfrentar: Pinheirinho x Chapa-da; Vila F ormosa x Por do

Sol; Jardim São Carlos x Aparecida e, encerrando a segunda rodada, o Primavera enfrenta o Santa Rita.

BOA Esporte recebe Cruzeiro hoje Editoria de Esporte

***Campeonato Mineiro da Primeira Divisão: -Quinta rodada: 12 gols, média de dois gols por partida.

URT. No clássico Atlético e Cruzeiro tivemos muita luta e pouca técnica e o empate por zero a zero fez justiça.

Editoria de Esporte

De acordo com informações vindas da própria secretaria, em cada final de semana ocorre uma rodada em um determinado bairro. Participam da Copa Interbairros apenas garotos nascidos entre 1998 e 2001 e que

(*) Pedro A. Souza

Resultados: Caldense 3 x 0 Tupi; BOA 1 x 0 Nacional; Minas Boca 2 x 1 América; Villa Nova 1 x 3 Tombense; e Guarani 0 x 1

Bairros recebem futsal de base futsal está ‘passeando’ por praticamente todos os bairros da cidade. É que a Secretaria de Esportes, Lazer e Juventude está realizando a Copa Interbairros de Futsal de Base, denominada Taça Fumanchú e a competição se encontra na segunda rodada da segunda fase. Esta etapa está reunindo garotos dos bairros Pinheirinho, Vila Esperança, Chapada, Santa Rita, Jardim São Carlos, Vila Formosa, Aparecida, Primavera e Por do Sol.

Batendo bola com o leitor

Minas Boca, Tupi e Vila Nova e Tombense diante do BOA Esporte; todos sem abertura de placar. No Minei-rão, o Cruzeiro venceu o Guarani de Divinópolis por dois a zero; e em Patos de Minas, o Atlético goleou a URT por cinco a zero. Hoje, sábado, começa a sétima rodada. Em Juiz de Fora, o Tupi recebe o Nacional de Muriaé, às 16 horas. No estádio Dilzon Melo, em Vargi-

nha, o BOA Esporte vai enfrentar o Cruzeiro, às 18h30, pela liderança do campeonato. O BOA tem 13 pontos, um a menos do que o time celeste - e um jogo a menos também. O preço do ingresso para o confronto é R$ 40. Há espaços nas arquibancadas ao valor de R$ 20. O Cruzeiro deve vir ao Sul de Minas com time misto. A Caldense, em casa, recebe o Villa Nova, às 19h30.

Amanhã, domingo, apenas uma partida às 16 horas. O Atlético fará o clássico com o América, no Independência. Na terça-feira, dia 25, em jogo adiado da primeira rodada, se enfrentam Nacional x Tombense, em Muriaé, às 19h30. Ainda na terça, Minas Boca x Caldense jogam no estádio Arena do Jacaré, às 20 horas, em partida antecipada da 11ª rodada.

-CIÚME: É quando o coração fica apertado porque não confia em si mesmo. -CARINHO: É quando a gente não encontra nenhuma palavra para expressar o que sente e fala com as mãos, colocando o afago em cada dedo. -CORDIALIDADE: É quando amamos muito uma pessoa e tratamos todo mundo da maneira que a tratamos. -LÁGRIMA: É quando o coração pede aos olhos que falem por ele. -MALDADE: É quando arrancamos as asas do anjo que deveríamos ser. -PERFUME: É quando, mesmo de olhos fechados, a gente reconhece quem nos faz feliz. -PAZ: É o prêmio de quem cumpre honestamente o dever. -SIMPLICIDADE: É o comportamento de quem começa a ser sábio. -VAIDADE: É quando a gente abdica da nossa essência por outra, geralmente pior. Desejo aos amigos leitores um abençoado final de semana. PAZ, ESPERANÇA e BONS PENSAMENTOS são os meus desejos. Conte aos amigos, espalhe por aí o Jornal dos Lagos. Um abraço a todos os leitores.

LEMBRETE: -SOLIDÃO: É quando estamos cercados por pessoas, mas o coração não vê ninguém por perto.

RECOMENDE A RÁDIO CULTURA AOS SEUS AMIGOS E AMIGAS. ESPALHE POR AÍ (AM ou OM = 1180 KHW)

RÁDIO CULTURA AM DE ALFENAS: A RÁDIO DO POVO! e-mail: jlagos@unifenas.br - Show do Esporte - Rádio Cultura AM. Horários: de segunda a sexta, das 11h às 12 horas. Sábado: de 11h às 13 horas.

(*) Cirurgião Dentista e Comentarista Esportivo da Cultura AM


Alfenas, sábado, 22 de fevereiro de 2014

17 PÉROLAS DO CLOVIS CLOVIS PEREIRA, Alfenense e professor em São Paulo-SP

DR. HÉLIO MOREIRA (*) O autor é alfenense, nasceu em Gaspar Lopes e reside em Goiânia; é membro da Academia Goiana de Letras; da Academia Goiana de Medicina; Instituto Histórico e Geográfico de Goiás

BAÚ LITERÁRIO - DEIXE-ME CONTAR ENQUANTO ME LEMBRO!

Entrevistando a imagem do Cristo Redentor Corcovado é um monte existente no Rio de Janeiro e sobre ele está a imagem do Cristo Redentor, uma das oitavas maravilhas do mundo. Visitantes brasileiros e de outros países fazem questão de visitarem ao vivo o monte “Corcovado,” a imagem do Cristo Redentor e aproveitam oportunidade para fotografar a maior parte da cidade do Rio de Janeiro. Recentemente a mídia nos colocou a par de que um raio - talvez pertencente a outro credo não católico -, ou enviado por um partido político da esquerda, deu um susto na imagem, causando-lhe danos materiais. Resolvi entrevistá-lo. Poderia subir mais de trezentos degraus e realizar o bate-papo ao vivo, porém minha carcaça quase centenária não aguentaria o tranco. Liguei o celular e a imagem prontamente me atendeu: “Alô, desejo falar com a imagem do Cristo Redentor. Soube da arte causada por uma faísca elétrica e quero outros pormenores e ‘pormaiores’ sobre seu passado de glória, inclusive detalhes que a turma espalha por aí...” - Manda ver, caro amigo; toda pergunta terá resposta, por mais esdrúxula que for! Respondeu. -Entre os terráqueos corria um boato de que a imagem com os braços abertos estaria desabafando: “Chega de baianos!”. Nas décadas de 30,40, e 50, o Rio de Janeiro recebia baianos músicos, artistas de rádio e teatro, jogadores de futebol, enfim, eram baianos que não acabavam mais. Tem fundamento? - Que horror! Pura maldade! Sempre adorei os nordestinos! Luiz Gonzaga me visitava e não vinha só; era acompanhado pelos ritmistas, todos da ‘Boa Terra’ me ofertando coco gelado, vatapá, caruru e outras iguarias nordestinas! Corta essa. Adoro baianos! Jamais tive preconceito contra nenhuma raça ou credo. Desminta, por favor, essa infâmia! - Então a imagem com os braços abertos é para servir de pouso para os pássaros? Concorda? - Em parte; os braços abertos representam minhas bênçãos aos povos carioca, brasileiro e do mundo inteiro; também servem de pouso aos pássaros que ‘trinam aos meus ouvidos, lindas melodias!’ Têm alguns pássaros nada higiênicos que sujam sobre minha cabeça, mas a turma da limpeza aparece e coloca as coisas no lugar. Tudo muito sugestivo. Cá de cima observo meus filhos, o Maracanã, as beldades nas praias, o time do Flamengo entrando em campo... - Vamos ao fato recente. Um raio - segundo a mídia- lhe atingiu de raspão. Como foi o susto? - Fui surpreendido quando, orando a Deus pela paz entre os povos, uma faísca elétrica atingiu minha mão, ferindo alguns dedos e dando um tranco na minha coluna. Fui socorrido e estou convalescendo. Logo estarei bom e o susto já passou. Houve especulação sobre a causa do ocorrido, alguns diziam que era ‘mandinga’ de outros credos e outros defendiam como obra ‘mandada’ por um partido político da esquerda. Nada disso; foi um fenômeno da natureza! - E a Copa do Mundo? Será o Brasil campeão? O beatíssimo deve saber os prognósticos... - Sei, mas não posso adiantar. Entre os religiosos há o segredo da confissão e o ‘bico - de - siri- funciona. Muitos me pedem as dezenas da mega sena. Tô por dentro dos números e não posso recomendar. Também não faço uma ‘fezinha’ senão quebro a banca! A vida de um civil é fogo, mas de um santo, põe fogo nisso! Você tem acesso às coisas e é obrigado a ficar na sua! Ó céus, ó vida! Vamos parar por aqui. Os cirurgiões estão chegando para medir pressão e trocar os curativos. Espalhe por aí que estou bom e pronto pra outra! Terminou o Cristo Redentor. Os terráqueos se queixam das mazelas da vida; também os santos têm sua parcela de ‘pepinos’ embora solteiros, nada de aturar sogra, cunhados manguaceiros, políticos ladrões, pagar impostos, tolerar esse calor abrasador com possível racionamento de água, amém!

drhmoreira@gmail.com www.heliomoreira.blogspot.com www.academiagoianadeletras.org

Ulysses de James Joyce - Um desafio! Ulisses, de James Joyce, é um livro enigmático e principalmente difícil de se ler, já “enfrentei-o” por três vezes, sendo a última delas iniciada há duas semanas ; a dificuldade que se antepõe ao pretenso leitor da obra não é definida somente pelo seu volume (quase 1.000 páginas), mas sim pelo seu hermetismo e perfeccionismo de criação. No Brasil o livro foi traduzido pela primeira vez em 1966 pelo dicionarista Antônio Houaiss e, segundo os que conseguem dominar o idioma inglês, a tradução ficou muito boa, tendo em vista o estilo do autor que dificulta este trabalho, com o uso abusivo de trocadilhos, jogos de palavras, neologismos, referências históricas e literárias, além de inclusão de muitas palavras “novas” inventadas pelo autor; quem leu Guimarães Rosa (Grande Sertão Veredas) sabe o que estou dizendo. Era estudante universitário em Curitiba quando o livro foi lançado no Brasil; lembro-me que minhas condições financeiras não me permitiram que o adquirisse, ficando somente no desejo, embalado pelas discussões frequentes a seu respeito na imprensa local. Envolvido por outras atividades, principalmente as profissionais, esqueci-me de Ulisses; somente em 1998, como atestam a minha assinatura, a data de compra e o local onde o adquiri, assinalados na página de rosto da sua 10ª. Edição. Naquela oportunidade “enfrentei-o” pela primeira vez; confesso que não consegui chegar à página 100 e desisti! Depois disto, há alguns anos, fiz nova tentativa frustrada de desvendar a esfinge que escondia Ulisses; ao revê-lo, recentemente, observei que havia marcações, como sempre faço, nas laterais do texto até a pagina 150; será que eu não conseguiria lê-lo por completo? Não faz muito tempo, ao ler o livro “Shakespeare and Company” de autoria da norte americana Sylvia Beach, resolvi, novamente, enfrentá-lo, motivado pela narrativa de como ela conseguiu ser a editora da 1ª. edição do livro na língua inglesa, embora impresso em Paris, onde ela era a proprietária da livraria que dá nome ao livro acima citado, uma vez que sua edição estava censurada, tanto na Inglaterra como nos Estados Unidos. Sylvia fala neste livro sobre a primeira vez que James Joyce foi a sua livraria (1920) atendendo a um convite que ela lhe fizera, alguns dias antes, para visitá-la - “Ele apontou na minha ruazinha íngreme, com um terno sarja azul-escuro, surrado, chapéu preto e calçando um par de tênis branco e girando uma bengala”; tornaram-se amigos e ele fazia-lhe visitas diariamente até que um dia ela lhe propôs fazer a impressão do Ulysses que estava, depois de sete anos, pronto; finalmente em fevereiro de 1922 o livro foi lançado oficialmente, com enorme repercussão no meio cultural, inicialmente francês, depois a notícia se espalhou pelo mundo todo. Depois disto, há alguns meses, recebi um “empurrão” que me reanimou: - tive acesso, via internet, a um “sebo” em Londres onde consegui “garimpar” o maravilhoso livro escrito pelo artista plástico (pintor) Inglês, Frank Budgen “James Joyce and the making of´ Ulysses - James Joyce fazendo Ulysses”. Frank Budgen, na época que escreveu este livro (1918), vivia em Zurique, onde trabalhava na embaixada britânica, com a função de angariar simpatia para a causa inglesa durante a 1ª. guerra mundial que estava em curso, quando um seu amigo o apresentou a James Joyce, nascendo deste encontro uma grande amizade, aliás uma das poucas amizades de Joyce, que era arredio à aproximação de pessoas. Como James Joyce vivia com “Ulysses” na cabeça, não havia como não transmitir ao interlocutor (no caso Budgen) esta sua obsessão, tendo revelado muitas curiosidades a respeito da criação

Edição inglesa - James Joyce em 1926 do livro que estava escrevendo e que Budgen descreveu neste seu livro a que estou me referindo. Os dois, pelo que observo nas palavras de Budgen e também nas do seu biógrafo Richard Ellmann no livro “James Joyce, 1982” tiveram, durante o tempo em que ambos moraram na cidade de Zurique, um relacionamento social muito próximo; encontravam-se quase todos os dias para caminharem, tomarem algumas taças de vinho e principalmente, para conversarem sobre a complexidade da novela Ulysses que estava em andamento e também sobre os livros já publicados por Joyce (O Retrato do artista quando Jovem, Fiinergans Wake). Conta Budgen que Joyce o interrogava, com frequência, sobre a estética e anatomia do corpo humano, aproveitando a expertise dele como pintor, mostrando com isto que ele , Joyce, vivia envolvido praticamente somente com a sua arte, abstraindo, quase que completamente, de outros aspectos da sua vida cotidiana. Em uma destas conversas entre os dois, leio no livro de Budgen este diálogo que dá uma pálida ideia do ritmo de trabalho de Joyce e do nível de discussão entre os dois: - Gostei de saber que você gostou do meu livro - Retrato do artista quando Jovem - , você riu daquela frase “ Um jovem gato arranhou, com unhas afiadas, a arvore da vida” acho que isto pode ser aplicado, também, ao jovem Stephen (um dos personagens de Ulysses) - Como está o andamento do livro? - Ontem trabalhei nele durante todo o dia Isto quer dizer que você escreveu muita coisa, não é verdade? Avancei duas sentenças! Para tentar aguçar a curiosidade dos leitores, tentarei dar um resumo do livro Ulysses Trata-se de uma interface com o poema “Odisseia” de Homero; toda a trama se desenrola na cidade de Dublin, no período de 18 horas. O personagem Sthephen Dedalus é Telêmaco; Leopold Bloom é Ulysses, e sua esposa Moly é Penélope (no poema grego Ulysses é casado com Penélope). Leopold é um Judeu livre pensador, porém com pouca cultura, trabalha como agenciador de anúncios de jornal. Os dois são infelizes no casamento. Na trama Bloom caminha pelas ruas de Dublin, visita um amigo que estava morto, vai à redação do jornal onde assiste um diálogo entre intelectuais, procura um lugar para almoçar, depois vai a biblioteca pública e depois vai a um bar, onde ouviu musica que não gosta, vai a um “pub” , visita um hospital, onde há uma comemoração e onde, também, conhece um individuo que o impressiona pela sua facilidade de comunicação; conversam por algumas horas sobre as falhas mútuas e o novo amigo convida-o para ir para sua casa dividir o leito conjugal. O clímax do romance é dado por Moly que antes de dormir, faz uma recapitulação da sua vida, em um monólogo surrealista extraordinário.

LUCIANA SIQUEIRA CARVALHO Professora de pintura ateliê ‘Fisarte’ blog: lumaosquefazem.blogspot.com

Se for pra ser amigo, que seja um bom! A cada dia que passa me convenço de que a amizade é um dos sentimentos mais sinceros pra se viver. Para ser amigo a gente só precisa ser. Lógico que me reporto a uma amizade verdadeira, longe de qualquer interesse. A amizade nasce da empatia, da identificação que temos com o outro. Dividir sua vida e somar à do outro. É uma troca. A verdadeira amizade tem o poder de acelerar o tempo. Podemos ter-nos conhecido ontem, mas parece fazer anos. Se entramos na vida do outro, precisamos vir para edificar. Amigo? Ajuda a transpor obstáculos... Fala na hora certa... e se cala quando não lhe convém. Amigo? Segura-nos pela mão na hora de atravessar as pontes das dificuldades. Quando somos amigos, saímos da nossa singularidade e passamos a ser plural. Amigos... nos atribuem qualidades que as vezes não vemos. Amigos... nos encontram quando estamos perdidos no oceano da vida. Amigos... jamais perdem seu significado dentro de nós. Mesmo que não estejamos juntos para sempre, o amor que há na amizade nos eterniza. Quem tem um amigo, tem anjos junto de si.


sábado, 22 de fevereiro de 2014

18 JONATHAN DOMINGUES DE SOUZA (TATO)

A pandemia da violência contra a mulher

Pastor da Igreja Presbiteriana Independente Graduado em Teologia pelo CESUMAR e Graduando em Psicologia pela UNIFENAS

Como você vai começar o ano? Como todo mundo fala: “O ano só começa depois do carnaval”. Este ano, vamos começar bem atrasados. Quase dois meses se foram. Uma correria enorme e só sentimos calor até agora. O que você está fazendo do seu ano e o que vai fazer? Gostaria de pensar junto com você a respeito da frase de Martin Luther King: É melhor tentar e falhar, que preocupar-se e ver a vida passar.

É melhor tentar, ainda que em vão que sentar-se, fazendo nada até o final. Eu prefiro na chuva caminhar, que em dias frios em casa me esconder. Prefiro ser feliz embora louco, que em conformidade viver. Toda vez que pensamos em fazer algo, logo vem o medo do fracasso. E, devido a este medo, acabamos vivendo uma vida medíocre, ou seja, uma vida nem abaixo nem acima da média. É o famoso “Tá ruim mas tá bão.” Deixar de reproduzir uma vida sem sentido e realizar algo novo não é fácil. Você recebe criticas, boicotes, é perseguido e será desanimado por muitos. Ser bom hoje no que fazemos exige esforço e muita dedicação. Diante de tantas dificuldades, você precisa responder como vai começar o seu ano? Como mais uma pessoa que viveu em 2014 ou como alguém que viveu pra deixar algo de significativo para as outras pessoas? Lembre-se de que o não tomar uma decisão já é tomá-la. I Co 2.9 diz; Nem olhos viram, nem ouvidos ouvirão, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus preparou para aqueles que o ama. Deus tem coisas excelentes demais para você não começar o ano como mais um que tem medo de fazer algo novo. Comece algo novo, faça o melhor, não tenha medo de fracassar. Não tenha medo de dar errado. Tenha medo de não tentar. Tenha medo de não crer em Deus e deixar sua vida simplesmente passar. Comece bem 2014, creia em Deus e faça o seu melhor para ele.

(*) Maria das Graças Martins A Organização das Nações Unidas (ONU) relatou no ano de 2013, que existe uma pandemia de violência contra a mulher. Essa realidade aponta um grande problema de saúde pública pelos próprios atos acerca da violência, bem como, por todas as inúmeras conseqüências que acarretam. Os números são chocantes, 7 a cada 10 mulheres no mundo são acometidas por estupros ou outras violências “físicas” ao longo da vida, sem falar nos outros tipos de violências os quais não estamos mencionando. Trata-se das dificuldades que ainda temos de lidar com as relações de poder, o que na verdade nem sabemos se podemos chamar de “relação” já que se trata do domínio das mulheres pela força masculina. Essa realidade se configura numa batalha injusta, onde há pouquíssimas chances de ser diferente. A força física masculina sempre irá sobrepor a força física da mulher pela questão estrutural e biológica. O relato também aponta que durante séculos o homem teve o poder entre a vida e a morte das mulheres, o que se tornou na pior escravidão de todos os tempos.

Não podemos falar apenas da escravidão de negros, mas das mulheres subjugadas e dominadas por um sistema violentíssimo, uma escravidão perversa e pior, silenciosa pelo fato de não expor os homens que as praticam, por não gerar interesses financeiros e políticos como foi na escravidão dos negros. Porém, não estamos questionando tipos de escravidão, todas, inquestionavel-mente são sofridas, desumanas. A questão é que a escravidão das mulheres não tem fronteiras, raças, classes sociais ou outras. Nesse sentido, configura-se numa grande dificuldade social para enfrentar esse problema, inclusive, para o governo. No governo Lula, por exemplo, houve uma consolidação da luta das mulheres que atravessou muitas décadas, foi criada a Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres e com isso, a implantação de várias políticas. Também ocorreu alterações positivas na Lei Maria da Penha. Mas diante de tamanhas atrocidades, os efeitos que a política e a legislação podem trazer são invisíveis. Trata-se de uma violência brasileira e mundial... Para ter resultados mais satisfa-

-tórios é preciso um trabalho árduo de conscientização social, participação das mulheres nos espaços de poder, independência financeira e é claro, participação dos homens nesses momentos. Afinal, existe uma confusão a respeito do feminismo. Não se trata de postura contra os homens, mas nos avanços nos direitos das mulheres. Os homens conscientes podem ajudar muito nessa conquista. É preciso ir além das simples indignação acerca dos atos de violência, é preciso que pessoas conscientes saibam o que fazer para punir os homens que vivem nessa penumbra, nessa ignorância absurda. Algumas mulheres desistem das lutas, mas outras se levantam, principalmente quando a violência e as dificuldades chegam até os filhos. Encarar a violência como uma pandemia é uma necessidade urgente para que a sociedade e as políticas possam fortalecer nas conquistas para amenizar esse grande mal que assola todos nós. (*) Enfermeira. Mestra em enfermagem. Especializada em Gerenciamen-to dos Serviços de Saúde do SUS e em Transferência de Recursos Financeiros. Professora saúde coletiva-Unifal/MG.

CARMEN DOS SANTOS E OLIVEIRA Presidente do COMDALF - Conselho Municipal das Pessoas com Deficiência de Alfenas/MG

Momentos de inclusão O ano se inicia! É tempo de renascer, acreditar, sonhar... É tempo de reafirmarmos nossos propósitos e projetos. É tempo de termos consciência que o COMDALF (Conselho Municipal das Pessoas com Deficiência de Alfenas) é cada um dos participantes, é o que dizemos, fazemos e pensamos. O COMDALF é a soma, é o reflexo daqueles que o

compõe. Quanto mais eficientes seus participantes, maior será o benefício para a Pessoa com Deficiência (PcD). Sabemos o que podemos fazer, melhorar, mudar, para que a PcD tenha a sua dignidade preservada. Tomar iniciativas, estar à frente de problemas a serem resolvidos, ser comprometido, ser otimista, perseverante, buscar parcerias, levar o

amor e a compreensão em cada caso que se apresenta é a nossa missão. Com atitudes corretas, boa vontade nos corações, faremos o melhor, o difícil e, às vezes, até o impossível, mas sempre com a certeza que não podemos desistir nunca. Conhecer, valorizar, participar, trata-se de um chamado a tomar consciência de nossa missão.

IVAN PEREIRA mineiro de Monte Belo, farmacêutico e professor universitário. http://estudosdeparasitas.blogspot.com.br/

Por que não conseguimos fazer cócegas em nós mesmos? A maior parte das pessoas tem um ponto do corpo em que sente mais cócegas. Para alguns, é na planta dos pés, para outros é atrás do pescoço e alguns têm bastante sensibilidade na região das costelas. Rir quando alguém nos faz cócegas é um reflexo natural. Cientistas descobriram que a sensação que temos quando nos fazem cócegas é de pânico e é uma espécie de defesa natural. Isso explica o certo “desespero” que as cócegas nos causam. Essa sensação nos coloca em estado de pânico e desencadeia uma reação de riso incontrolável se uma pessoa estiver nos fazendo cócegas. O momento que você menos espera as cócegas é aquele que vai fazer você se sentir extremamente aflito e em pânico, levando a uma intensa sensação de cócegas. Mesmo que você saiba que alguém vai lhe fazer cócegas, o medo e a aflição fazem com que você ria, mesmo daquela “cutucada” nas costelas. Pesquisadores europeus desco-

briram que a situação de antecipação das cócegas ativava as mesmas áreas que as cócegas reais. As áreas que se mostraram mais ativas foram o córtex sensorial primário e secundário, indicando que o cérebro é capaz de prever que tipo de sensação irá surgir, então, se o toque de uma pessoa pode nos dar cócegas, por que não conseguimos fazer cócegas em nós mesmos? Pesquisas mostraram que o cérebro é treinado para saber o que sentir quando a pessoa se move ou realiza uma atividade. Não nos damos conta de muitas das sensações geradas por nossos movimentos. Por exemplo, com certeza você não presta muita atenção nas suas cordas vocais quando está falando. Também não notamos os sapatos roçando nos pés a cada passo, nem a língua mexendo dentro da boca quando falamos, ou até os nossos movimentos respiratórias ou o piscar dos olhos (repare nesses movimentos!). Pelo mesmo motivo é que

não conseguimos fazer cócegas em nós mesmos. Se tivermos a intenção de nos fazermos cócegas, nosso cérebro antecipa esse contato e se prepara. Eliminando a sensação de desconforto e pânico, o corpo deixa de responder da mesma forma que responderia se uma outra pessoa ameaçasse nos fazer cócegas. Pesquisadores mostraram recentemente que o cerebelo é a parte do cérebro que impede que façamos cócegas em nós mesmos. O cerebelo é a região localizada na base do cérebro e é responsável por controlar nossos movimentos. Ele é capaz de distinguir sensações previsíveis das imprevisíveis. Uma sensação previsível seria a quantidade de pressão que seus dedos aplicam no teclado ao digitar. Uma sensação imprevisível seria alguém aparecer de repente atrás de você e cutucar seu ombro. Abraço a todos os leitores e até semana que vem, Professor Ivan


sábado, 22de fevereiro de 2014

19

ZAPPING

Por Caroline Borges

Os resumos dos capítulos de todas as novelas são de responsabilidade de cada emissora. Os capítulos que vão ao ar estão sujeitos a eventuais reedições - de 24/02 a 01/3/2014 MALHAÇÃO Globo – 17h35 Segunda (24/02) - Vera, Raissa e Bernardete são firmes com Anita e a estimulam a retomar seus valores. Raissa permite que Anita estude e refaça as provas. Julia e Serguei apoiam Anita e sentem alívio quando ela decide não atender o telefonema de Antônio. Sávio se encanta com a voz de Clara e Giovana reage com ciúmes, mas se esforça para apoiar a amiga. Raissa convida Frédéric para ser professor no colégio. Martin, Sidney, Meg, Ben e outros alunos organizam o bloco de Carnaval do Embaixada do Gol. Flaviana começa a se acostumar com sua nova vida. Anita dispensa Antônio. Um fiscal da Vigilância Sanitária interdita o novo negócio de Vera e Bernardete. Terça (25/02) - Vera, Bernardete e seus sócios se unem para resolver a burocracia da Vigilância Sanitária. Giovana repreende Clara e afirma que ela deve aceitar a proposta de Sávio e Rick para cantar em carreira solo. Guilherme pede para ir ao Havaí com Raquel e promete a João Luiz que nunca irá abandoná-lo. Antônio se desespera com a rejeição de Anita. Antônio escreve um falso e-mail para jornalistas, cobrando mais explicações sobre o atentado no Grajaú. Ben e Sofia se olham com interesse. Soraia e Bernardete ajudam Martin a preparar o bloco de Carnaval. João Luiz desabafa com Raissa. Maura obriga Sidney a ajudá-la a sabotar o casarão e Hernandez ouve. Antônio surpreende Anita e questiona a menina sobre seu silêncio. Quarta (26/02) - Anita explica para Antônio que precisa estudar e ele disfarça a raiva. Hernandez afirma a Maura que, se ela fizer algo contra a família de Vera e Ronaldo, ele a abandonará. Com um falso nome, Antônio divulga vídeos de seus projetos nas redes sociais. Para conseguir dinheiro para realizar seus planos, Antônio pensa em sabotar a venda das camisas do bloco do Embaixada. Clara faz sucesso como cantora e Giovana e Vitor temem perdê-la para sempre. Guilherme se prepara para viajar com Raquel. Todos se unem para compor o samba do bloco do restaurante. Frédéric repara que as janelas e a porta do casarão estão fora de prumo e teme que a estrutura do local esteja comprometida. Martin desabafa com Ben sobre Micaela. Antônio furta a bolsa de Soraia, que surpreende o menino. Quinta (27/02) - Antônio consegue despistar Soraia. Vitor termina o namoro com Clara. Sofia tem uma ideia para chamar a atenção de Ben no bloco. Frédéric percebe as rachaduras provocadas por Maura e se desespera, mas Pedro insiste que pode ser uma sabotagem. Antônio furta outras carteiras no Embaixada e planeja roubar Paulino. Sidney, Serguei e Júlia tentam convencer Anita a ir para o bloco. João Luiz prepara uma lista de medicamentos a que Guilherme tem alergia para Raquel cuidar enquanto estiver com o menino. Maura se prepara para danificar de vez o casarão. Guilherme se prepara para ir para o aeroporto, quando nota que Raquel deixou a lista preparada por João Luiz no chão. Sexta (28/02) - Guilherme desiste de viajar com Raquel e João Luiz acolhe o filho. Ignorando as suspeitas de sabotagem de Pedro, Vera e Frédéric esvaziam o casarão até a vistoria da Defesa Civil. Toda a família de Vera se aloja no apartamento de Bernardete. Maura se oferece para comprar o casarão e Pedro registra seus argumentos. Anita se incomoda com a insistência de Antônio e cogita acreditar em Ben. Pedro e Sofia encontram provas contra Maura e Hernandez fica chocado. Anita chega ao bloco e Ben comemora. Fantasiado, Antônio ataca Paulino e rouba o dinheiro da venda das camisetas do bloco.

JOIA RARA Globo – 18h15 Segunda (24/02) - Manfred recebe alta do hospital psiquiátrico. Valter e Ernest discutem por causa da acusação de que usavam crianças para trabalhar na carvoaria. Toni e Gaia contam a Peteleco que voltarão a viver como um casal. Ernest oferece a Laura um emprego na joalheria. Miquelina expulsa Volpina do cabaré. Odilon fica arrasado ao ver Nuno e Belmira se beijando. Iolanda começa a inscrever mulheres para o projeto de sua creche comunitária. Peteleco, Ernest e Valter depõem na delegacia sobre a carvoaria. Aurora e Fabrício se deparam com Lola e Davi no clube. Manfred procura Ernest na mansão. Terça (25/02) - Manfred discute com Ernest e diz que ele não deveria ter expulsado Gertrude da mansão. Pérola insiste para que Franz a leve à casa de Ernest. Aurora e Lola brigam no clube e os clientes aplaudem achando que era um número ensaiado. Na mansão, Pérola abraça Manfred, deixando-o emocionado. Peteleco diz a Hilda que gostaria que ela voltasse para Toni. Gertrude e Venceslau levam Manfred para casa. Laura decide aceitar a proposta de trabalho de Ernest na joalheria. Manfred segue Amélia e acaba atacando a mulher de Franz. Manfred diz a Amélia que contará para Franz que eles foram namorados. Quarta (26/02) - Amélia se assusta com os devaneios de Manfred sobre um possível romance entre os dois. Franz consegue o emprego de volta na livraria. Gaia aconselha Amélia a contar para Franz que saiu com Manfred antes de conhecê-lo. Manfred chama Cristina de Amélia e diz que quer levá-la para Nova Iorque e Paris. Ernest e Dália almoçam juntos. O dono de uma galeria convida Viktor para expor seus trabalhos. Um joalheiro famoso chama Sílvia para trabalhar com ele. Arlindo anuncia que haverá um baile de Carnaval no cabaré. Manfred diz a Ernest que é o verdadeiro pai de Pérola. Quinta (27/02) - Ernest se recusa a acreditar em Manfred, mas fica desconfiado. Amélia tenta contar para Franz sobre Manfred, mas é interrompida por Pérola. Viktor e Sílvia vão ao show de Hilda. Décio repreende a mãe por sair com Artur. Mundo sente ciúme de Iolanda. Hilda recebe o apoio de Odilon antes de entrar no palco. Aderbal Feitosa, um famoso cantor de rádio, vai ao cabaré para assistir ao show. Ernest chora de emoção ao ver Hilda cantar. Davi pede Lola em namoro. Pérola anuncia que Matilde está grávida de Sonan. Ernest pergunta a Amélia se Pérola pode ser filha de Manfred. Sexta (28/02) - Amélia afirma para Ernest que Pérola é filha de Franz. Benito chantageia Manfred para não contar o que sabe sobre ele. Iolanda se preocupa com o ciúme de Mundo. Toni pergunta a Hilda se ela está saindo com Aderbal Feitosa. Manfred se declara para Amélia e lhe dá um anel, que entala em seu dedo. Franz se irrita e avisa que devolverá o anel para Manfred. Pérola diz a Matilde que seu bebê é um ser especial. Manfred pede que Benito o agrida. Zefinha diz a Ernest que Amélia e Manfred tiveram um namoro. Manfred aparece ferido na casa de Amélia e desmaia na frente dela. Sábado (01/03) - Amélia e Apolônio socorrem Manfred. Cristina faz intriga de Amélia para Franz. Aurora se sente preterida por Arlindo por não ter sido escolhida como cantora para o baile de Carnaval. Franz fica irritado com Amélia por ela ter ajudado Manfred. Cícero confirma para Ernest o namoro de Amélia e Manfred. Dália aconselha Ernest a conversar com Amélia para esclarecer a verdade. O show de Lola é um sucesso. Ernest pergunta a Amélia por que ela nunca disse a Franz que teve um namoro com Manfred.

PECADO MORTAL RECORD - 22 horas Segunda a Sexta - Até o fechamento desta edição, a emissora não divulgou os capítulos. Sexta (21/02) - Carlão mantém um canivete no pescoço de Ramiro e ameaça sequestrá-lo se seu pai não fechar acordo. Lívia diz que entregará Picasso pelo estupro e tenta convencer Silvinha a contar a verdade para a corregedora. Carlão ameaça Ramiro e diz que ele só sairá vivo da fazendinha se desistir do acordo com Quim. Carlão e Otávio descobrem que Picasso violentou Silvinha. Dorotéia acerta Carlão com um golpe. Romeu descobre que foi Picasso quem violentou Silvinha. A notícia sobre a briga entre Dorotéia e Carlão no restaurante sai em manchete no jornal. Carlão descobre que o morro está sendo invadido e se desespera. Michelle não reconhece Carlão e diz que ele não deveria ter tomado seu lugar no comando do morro. Ele aponta um revólver para o filho e ameaça matá-lo.

ALÉM DO HORIZONTE

EM FAMÍLIA

Globo – 19h15

Globo – 21 h

Segunda (24/02) - André decide ir com William para a Comunidade. Hermes e Tereza armam um plano com Kléber para invadir a Comunidade. Marcelo reclama com Priscila por sua mãe ter reatado com Álvaro. Selma consegue um emprego no Rio de Janeiro. Marlon descobre uma forma de saber se uma pessoa passou pela máquina da felicidade. Hermes pensa em colocar LC na máquina. Rita é abordada por um homem na loja, mas fica decepcionada ao ver que ele tem namorado. Heloísa sofre por Thomaz. Kléber lidera a comitiva de Hermes pela mata. Marlon conta para Lili sua descoberta. Hermes invade o alojamento de LC. Terça (25/02) - Hermes captura LC e o leva para o laboratório. LC conta para Tereza que prendeu Angelique em uma cela. Vó Tita avisa a Lurdes para não contar para Fátima o que sabe sobre sua mãe. Tereza liberta Angelique, que fica preocupada ao saber de LC. Lili e Marlon veem Tereza e Angelique e decidem fugir da Comunidade. Thomaz e Heloísa tentam disfarçar o encantamento um pelo outro. Angelique consegue se comunicar com LC sem que ninguém perceba. Tereza manda Kléber pegar Lili. LC passa pela máquina e Hermes desconfia. Lili encontra Kléber ao tentar deixar o alojamento. Quarta (26/02) - Marlon e Lili conseguem fugir de Kléber. Hermes se convence do estado de LC, que é levado para a sala de recuperação. William e sua equipe se aproximam da Comunidade. LC não consegue fugir e Angelique fica contrariada. Paulinha avisa a Kléber da presença de Marlon e Lili em seu alojamento. Rita e Selma são presas. Heloísa e Thomaz se beijam. Marlon e Lili fogem da Comunidade. Úrsula fala para Rafa não fazer nada para chamar a atenção da cúpula. Kléber segue Marlon e Lili na mata. LC convence Hermes e Tereza de que está sob o efeito da máquina. LC fala para Angelique que precisa continuar fingindo para Hermes e Tereza. Líder Jorge se surpreende ao ver Hermes e Tereza ao lado e LC. Quinta (27/02) - Líder Jorge e Rafa tentam compreender a mudança de LC. Líder Jorge pensa em fugir da Comunidade. LC consegue explicar seu plano para Líder Jorge antes de ser levado para a máquina. Kléber avisa a Hermes que perdeu Marlon e Lili na mata. Carlos avisa a William que precisa levar Guto para a aldeia. Flávio fala com Heloísa e ela fica sem graça. Angelique finge colocar Líder Jorge na máquina. Selma e Rita contam o que aconteceu na festa para o delegado. Rose fica desanimada quando Marcelo começa a falar com Priscila. Marlon e Lili passam a noite na mata. Marlon e Lili são encontrados por guerreiros indígenas. Fátima consegue uma nova certidão de óbito de sua mãe e chora ao ver a causa da morte. Marlon e Lili reencontram William. Sexta (28/02) - Marlon e Lili correm para abraçar William. LC exige que Angelique convença Hermes e Tereza a libertar ele e Líder Jorge. Lili e William ficam abalados com a descoberta do namoro um do outro. Angelique consegue libertar LC e Líder Jorge. Lili não acredita que LC seja um vilão e Marlon fica preocupado. Hermes e Tereza se divertem com LC e Líder Jorge. Fátima e Keila vão a uma biblioteca pesquisar sobre a morte de Ana Rosa. LC tem um plano para colocar Hermes na máquina. Selma e Rita são liberadas da cadeia. LC e Líder Jorge começam a executar seu plano de vingança. LC e Líder Jorge conseguem pegar Hermes. Marlon pede para conversar com William sobre Lili. Angelique avisa a LC que consegue colocar Hermes na máquina. Sábado (01/03) - LC e Líder Jorge fogem da Comunidade. Tereza se desespera quando Hermes sai da máquina. William diz a Marlon que não gosta mais de Lili. LC e Líder Jorge fogem com o jipe e Assis. Tereza se enfurece ao ver Hermes sob os efeitos da máquina. Assis desconfia de Angelique. William não gosta de ver Lili e Marlon juntos. Lili se incomoda com o beijo que William dá em Celina. Tereza não acredita que Angelique esteja do lado de LC. Selma e Rita decidem voltar para Tapiré. William e Lili tentam conversar, mas acabam brigando e Celina assiste a tudo. Heloísa chora por causa de Thomaz. Fátima procura Kléber. Celina pergunta se William ainda quer ficar com ela.

Segunda (24/02) - Laerte leva Luiza para o hospital. André conversa com Sandra durante a aula de Dulce e provoca a mãe. Laerte observa de longe Helena e Virgílio chegarem ao hospital. Marina convida Clara para fazer um ensaio fotográfico com Cadu. Cadu encontra um local para montar seu restaurante. Branca dá um carro de presente para Gisele. Chica encontra Juliana no shopping e a apresenta para Ricardo. Luiza mente para os pais sobre Laerte e obriga Alice a confirmar sua história. Itamar decide voltar para Goiânia. Verônica ameaça abandonar Laerte. André se surpreende com a demonstração de carinho que faz para Dulce. Helena conversa com Luiza. Terça (25/02) - Helena e Luiza discutem por causa de Laerte. Chica e Ricardo passam a noite juntos pela primeira vez. Miss Lauren repreende Alice e Matias por estarem na casa de repouso à noite, fora do horário de visitas. Felipe se embriaga e liga para Silvia. Chica fica chocada com uma revelação que Ricardo faz sobre seu passado. Helena encontra Felipe desacordado em seu quarto. Ricardo tem seu cartão de crédito cancelado e fica furioso com Branca. Luiza gosta de ver André chegar à faculdade com Dulce. Laerte volta para Goiânia com a família. Marina vai para Angra dos Reis com Clara. Quarta (26/02) - Cadu e Nando discutem por causa do restaurante. Chica conta para Helena que passou a noite com Ricardo. Laerte cuida de Itamar. Laerte liga para Luiza e André e Verônica ficam enciumados. Itamar conversa com Laerte e Selma sobre seu testamento. Clara e Marina se divertem na lancha até chegarem à praia. Miss Lauren reclama da embriaguez do irmão de Helena. Ricardo manda flores para Chica. Branca exige que seu advogado tire do ex-marido tudo o que estiver em seu nome. Shirley volta para Goiânia. A cobra de estimação de Shirley passeia pelo avião e apavora os passageiros. Laerte deixa Itamar sozinho no barco de pesca. Shirley encontra Itamar morto. Quinta (27/02) - Shirley avisa a Laerte sobre a morte de Itamar. Selma se desespera com a morte do marido. Virgílio encontra Felipe embriagado e desacordado no banheiro. Helena ameaça denunciar o irmão. Cadu mostra a maquete de seu restaurante para Chica e Rosa. Luiza afirma à mãe que vai ao enterro de Itamar. Helena pede para Chica conversar com Felipe. Laerte fala para Selma voltar para o Rio de Janeiro com ele e Verônica. Jairo cobra de Juliana o dinheiro para entregar a guarda de Bia. Miss Lauren implica com Flora e Neidinha tenta apaziguar a situação. Helena acompanha Luiza à missa de Itamar e Laerte tenta conter a emoção. Sexta (28/02) - Helena e Luiza causam alvoroço na igreja. Clara pensa em Marina. Vanessa percebe a preocupação de Marina ao voltar de viagem. Shirley acredita que Luiza seja filha de Laerte. Cadu luta para conseguir o dinheiro para seu restaurante. Iolanda chega à casa de Juliana e Guiomar fica apavorada. Chica discursa depois da missa e se reconcilia com Selma. Luiza confidencia a Clara que sua mãe tem medo de que ela e Laerte se apaixonem. Ricardo ajuda Juliana a voltar para o Rio de Janeiro. Luiza tem uma séria conversa com Helena sobre Laerte. Juliana se desespera ao chegar em casa e saber que Iolanda levou Bia. Helena e Laerte se encontram. Sábado (01/03) - Helena e Laerte são hostis um com o outro. Chica fica tensa ao saber que Ricardo está ajudando Juliana. Luiza avisa a Helena que jantará na casa de Shirley. André critica Dulce por querer que ele saia com Sandra. Shirley apresenta Serafina, sua cobra de estimação, para os convidados. Clara pensa em ligar para Marina, mas desiste. Nando sofre pensando em uma conversa que teve com Juliana sobre filhos. Helena assusta Luiza e Laerte sai em socorro da jovem. Chica, Nando e Ricardo conversam com Juliana. Marina passeia com Clara. Jairo leva Bia para ver Juliana.

CHIQUITITAS SBT -20h30 Segunda (24/02) - No baile da escola, Mili e Duda são anunciados o rei e a rainha. Os dois ganham coroas e dançam uma valsa enquanto são admirados pelos colegas. Ao fim da música, todos pedem um beijo. Na diretoria, Cintia e Matilde pensam em uma solução para se livrar das chiquititas durante as férias escolares que irão começar. Na casa de Carol, Beto avisa a ela e a Tobias que Tomás Ferraz foi indicado ao prêmio de cantor revelação do ano. Duda descobre que Carmem colocou uma câmara e microfone escondidos no orfanato. A boneca Laura induz Maria a voltar no porão para descobrir o que Cintia, Ernestina e Armando estavam procurando. Matilde escuta Maria falar e entra no quarto para repreender a menina. Terça (25/02) - Chico pressiona Ernestina, que na verdade é Matilde, para saber sobre o falso psicólogo. Mosca e Rafa escutam a conversa e prometem não deixar Ernestina enganar Chico. Ernestina grita com Carol na sala e lhe chama de encrenqueira. Cris tenta descobrir o que Mili sente por Duda. Mili diz para Cris que não sabe exatamente o que sente por Duda. Mais uma vez, Gabriela tenta se comunicar através de desenhos. Cris diz para Duda que Mili não gosta de meninos que fiquem muito em cima dela. Beto tenta se reaproximar de Clarita, mas sem sucesso. Na mansão dos Almeida Campos, Valentina recebe uma carta de seu filho, Miguel, e fica em choque, pois acredita que o filho está morto. Miguel pede para eles se encontrarem na igreja abandonada. Quarta (26/02) - Pata quer que seu cabelo fique liso, pois nenhuma menina do orfanato tem cabelo enrolado. Carmem ameaça Matilde e diz que, se em 24 horas ela não trouxer alguma informação útil sobre Cintia, contará para todos que ela é Matilde e não Ernestina. Valentina vai até a igreja abandonada e fica emocionada ao perceber que Miguel está vivo. Pata compra produtos para alisar os cabelos e acaba desmaiando com o cheiro da química. Miguel diz para Valentina que, depois que seu helicóptero caiu na Floresta Amazônica, ele foi mantido prisioneiro de um grupo revolucionário guerrilheiro. Miguel revela para Valentina que a queda não foi um acidente, mas uma emboscada armada por José Ricardo para acabar com a vida dele. Miguel diz que ainda ama Gabriela e que precisam fazer de tudo para que ela volte ao seu estado normal. Quinta (27/02) - Glorinha maltrata e grita com Eduarda. Pata diz para Carol e Mili que achou que, se ela tivesse cabelos lisos, as pessoas gostariam mais dela. Carol diz que sempre admirou ela por ter personalidade e que o mundo seria chato se todos fossem iguais. Valentina conta para Miguel que José Ricardo criou um orfanato. Miguel diz que isso é estranho e que o filho dele com Gabi pode estar vivo e morando no orfanato. Maria Cecília volta para casa e Glorinha diz estar preocupada com Eduarda. Eduarda tenta mais uma vez falar para a filha que está sendo vítima de agressões morais. Na mansão dos Almeida Campos, Valentina diz para Gabriela que Miguel está vivo. Tomás Ferraz chega na premiação ao lado de Érica. Sexta (28/02) - Miguel consegue entrar no porão do orfanato Raio de Luz. Valentina diz que irá levar Gabriela para encontrar Miguel. Tomás Ferraz ganha a premiação de cantor revelação. Cintia avisa que todos irão para um acampamento de férias. Eduarda pede para Maria Cecília colocar uma câmara escondida na estante da sala para provar que Glorinha está lhe maltratando. Vivi vai até a mansão de Matias para avisar o namorado que todos do orfanato irão viajar para um acampamento de férias, mas é surpreendida com a notícia de que ele foi para os Estados Unidos e fica decepcionada. Os pais de Matias vão até o orfanato por acreditar que o menino foi atrás de Vivi.

Caixa de ideias Aos 50 anos, Antonio Calloni busca exercer o máximo de atividades artísticas em sua carreira. Atualmente no ar em “Além do Horizonte”, o intérprete do misterioso LC afirma que, mesmo gravando, nunca deixa de escrever e exercitar a mente. “Nunca paro de escrever. Mas não anoto minhas ideias. Se eu esquecer, é porque o pensamento não era bom”, argumenta ele, que acaba de lançar o livro ‘’50 Anos Inventados em Dias de Sol’’. Atualmente, o ator já trabalha em mais dois novos romances para após o fim da trama de Carlos Gregório e Marcos Bernstein. “São histórias que abordam o lado negro da vida. Tramas mais violentas e pesadas. Mas sem deixar a poesia de lado”, explica. Sem limite Após diversos anos dedicados à apresentação, Flávia Rubim deseja investir mais na carreira de atriz. No ar como a dissimulada Zelândia de “Malhação”, a jovem de 32 anos acredita que nunca estará plenamente realizada ao longo de sua trajetória. “A gente sempre quer algo novo. Não gosto de inércia. Quero fazer diversos papéis que sejam o oposto de mim, como uma roqueira ou drogada”, planeja. Com pouca experiência na teledramaturgia, a atriz busca sempre dicas com diretores de cena e atores mais experientes. “Sou muito exigente comigo. Gosto de ver onde melhorar. Vivo perguntando para todo mundo se está bom”, explica. Mais espaço A Record pretende expandir as fronteiras de seus estúdios. Por isso, a emissora negocia com a Prefeitura Municipal de Paulínia, no interior de São Paulo, a locação de um espaço. Quatro dos cinco estúdios disponíveis na cidade estão em vias de ser alugados para o canal de Edir Macedo. Lá, deverão ser produzidos alguns quadros da nova temporada de “O Melhor do Brasil”, do programa de Sabrina Sato e dos projetos de Rafael Cortez. Gente que chega Prestes a reestrear o “Agora É Tarde”, a Band fechou algumas das novidades do programa. A produção comandada por Rafinha Bastos contará com as participações de Marco Golçalves, considerado um dos maiores improvisadores do humor, e Gustavo Mendes, que imitava a presidente Dilma Rousseff no ‘’Casseta & Planeta Vai Fundo’’. Inclusive, o ex-global já aparece em uma chamada do “talkshow”. Troca-troca A Globo pretende iniciar um processo de renovação em sua teledramaturgia. A emissora fará rodízio de seus autores nos três principais horários de novelas. Nomes como Walcyr Carrasco, Aguinaldo Silva e Glória Perez, por exemplo, que pertencem ao principal time da Globo, vão escrever para outros horários além do de 21 h, nos próximos anos. Assim, não haverá mais dramaturgos fixos em horários. O clone O SBT não irá desistir dos “reality shows” de talento. A emissora pretende estrear, este ano, o “Esse Artista Sou Eu’’. Sucesso em mais de 20 países com o nome ‘’Your Face Sounds Familiar’’, o ‘’talent show’’ traz uma competição entre celebridades que precisam realizar performances semanais para imitar outros famosos, da caracterização a maneira de falar, cantar e até de dançar. Os participantes serão avaliados por jurados no decorrer de cada desafio para que, no final, apenas um seja escolhido como o melhor imitador. Maldades em dobro Para muitos atores, interpretar vilões é uma forma de extravasar o estresse do dia a dia. Não é à toa que Vitor Hugo decidiu encarar uma ‘’dobradinha’’ de vilanias na tevê e no teatro. Dando vida ao inescrupuloso Picasso, de ‘’Pecado Mortal”, o ator irá interpretar o clássico personagem Iago de “Otelo, O Mouro de Veneza”, de William Shakespeare. “Vilão na tevê e no palco. Gosto disso”, afirma ele, que será dirigido por Roberto Bomtempo, que foi seu primeiro professor de teatro. “Ele é o grande responsável pela minha trajetória”, completa o ator, que também será produtor da peça através de sua empresa, a Agarina Produções. Novo área Milton Neves ganhará um espaço exclusivo na grade da Band durante a Copa do Mundo no Brasil. O jornalista esportivo terá um programa diário no horário nobre com convidados especiais e interação com as cidades sede. A única pendência a ser acertada é relacionada ao horário que a produção ocupará. De volta Leonor Correa, ex-SBT, pode voltar a trabalhar na Record como diretora de programas. A irmã de Fausto Silva tem negociado com a emissora. Leonor já foi diretora de produções da RedeTV!, da Record e da Band. Seu último trabalho foi coordenando projetos especiais do SBT, de onde saiu no fim de 2013. Novo time O elenco de “Tá no Ar”, novo programa de humor da Globo, está em fase de definição. Luana Martau, atualmente em “Joia Rara”, e Georgiana Góes são os novos nomes que se juntam a Marcius Melhem e Marcelo Adnet. As gravações devem começar no próximo dia 24 e a estreia está prevista para abril. Procura-se A equipe do “Domingão do Faustão” começou a sondagem de artistas para participar do quadro “Dança dos Famosos”, que voltará ao ar depois da Copa do Mundo. Há uma dificuldade para escalar o elenco, já que muitos atores têm compromisso com futuras produções da emissora. A saída é procurar aqueles que terminarão de gravar perto da estreia. Bola nas alturas A Copa do Mundo será uma das grandes apostas da Band para 2014. A emissora terá uma aeronave que vai funcionar como uma espécie de ‘’reality show’’. O ‘’Avião da Copa’’ vai auxiliar os contratados do canal a se deslocarem e também servirá para produzir conteúdo para as produções como o ‘’CQC’’. Felipe Andreoli vai coletar situações divertidas entre as personalidades que ocuparão o avião, como Neto, Denílson e Edmundo. Diversas câmaras já foram instaladas em razão do ‘’reality’’. Virada de palco Thiaguinho está decidido a expandir sua área de atuação profissional para além dos palcos. A partir do dia 1° de abril, o cantor irá comandar o ‘’Música Boa Ao Vivo’’, a partir das 20:30 h, no Multishow. Na produção semanal, sempre exibida nas noites de terça, Thiaguinho receberá três artistas que vão fazer um show ao vivo de 1:30 h. Recentemente, Thiaguinho teve uma pequena experiência como apresentador nos domingos da Globo, comandando o especial ‘’Sai do Chão’’. Mudanças no cronograma O Multishow adiou a estreia do novo programa de Tatá Werneck e Fábio Porchat. Inicialmente previsto para abril, ‘’Tudo Pela Audiência’’ será lançado apenas em julho. O humorístico vai brincar com programas que são capazes de qualquer coisa por uns pontinhos a mais no Ibope, como o quadro ‘’Banheira do Gugu’’ ou o ‘’Teste de Fidelidade’’, que voltou a ser produzido na RedeTV!. Máquina do tempo João Falcão tem novos projetos em andamento na Globo. O criador do “Louco Por Elas” está desenvolvendo uma série sobre a passagem de tempo. O título provisório é ‘’Jovens e Velhos’’. Ele pretende apresentar a sinopse ainda no primeiro semestre para a direção da emissora. e-mails para esta coluna: redacao@tvpress.com.br


sábado, 22 de fevereiro de 2014

20 1ª VARA CRIMINAL, DE ATOS INFRACIONAIS DA INFÂNCIA E DA JUVENTUDE E DE CARTAS PRECATÓRIAS CRIMINAIS DA COMARCA DE ALFENAS/MG - EDITAL DE CITAÇÃO. PRAZO: 15 (QUINZE) DIAS - PROCESSO Nº 0135235-97.2013 EDITAL DE CITAÇÃO do acusado JOSÉ LUIZ DE OLIVEIRA, brasileiro, nascido aos 08/04/1962, filho de José Damásio de Oliveira e de Benedita Alves de Oliveira, residente na Rua Treze de Maio, 911, Centro, nesta cidade de Alfenas/MG, ATUALMENTE ENCONTRA-SE EM LUGAR INCERTO E NÃO SABIDO. A Dra. DENISE LUCIO TAVELA, MMª. Juíza de Direito da 1ª Vara Criminal, de Atos Infracionais da Infância e da Juventude e de Cartas Precatórias Criminais da Comarca de Alfenas/ MG, em pleno exercício do cargo, na forma da lei etc... FAZ SABER aos que virem o presente EDITAL DE CITAÇÃO ou dele conhecimento tiverem, que se processa por este Juízo e Secretaria Criminal a AÇÃO PENAL que a JUSTIÇA PÚBLICA move contra JOSÉ LUIZ DE OLIVEIRA, por crime praticado na cidade de Alfenas/ MG, no dia 12 de maio de 2013. Pela Promotora de Justiça foi denunciado como incurso nas sanções do art. 155, caput c/c art. 14, II ambos do Código Penal Brasileiro. E, constando dos autos que o réu está atualmente em lugar incerto e não sabido, mandou, na melhor forma de direito, expedir o presente EDITAL pelo qual CITA JOSÉ LUIZ DE OLIVEIRA para responder à acusação, por escrito, no PRAZO de 10 dias, através de advogado. Na resposta, poderá arguir preliminares, alegar tudo que interesse à sua defesa, oferecer documentos e justificações, especificar provas e arrolar testemunhas (qualificando-as) e requerendo sua intimação, se necessário. Caso não tenha condições financeiras de contratar advogado, deverá comparecer à Defensoria Pública, no Fórum de Alfenas -sala 108, no PRAZO de 03 dias, para providências cabíveis. Não apresentada resposta, ser-lhe-á nomeado advogado, cujos honorários advocatícios serão pagos pelo acusado. E, para que não alegue ignorância, expediu-se o presente Edital que será afixado no local de costume e publicado na forma da lei. Dado e passado nesta cidade de Alfenas, aos 20 de fevereiro de 2014. Eu,___________________________________ ____(JULIANO DE CARVALHO) escrivão Judicial em substituição, conferi e assino.

1ª VARA CRIMINAL, DE ATOS INFRACIONAIS DA INFÂNCIA E DA JUVENTUDE E DE CARTAS PRECATÓRIAS CRIMINAIS DA COMARCA DE ALFENAS - MG. PROCESSO Nº 016 09 097093-6 EDITAL DE INTIMAÇÃO DE SENTENÇA COM O PRAZO DE 60 DIAS Edital de Intimação de Sentença do réu GILSON FERREIRA DA SILVA, brasileiro, nascido aos 25/12/1970, filho de Antônio Ferreira Sobrinho e de Justa Pereira Sobrinho, residente na Rua São João , 167, casa 01, Centro, na cidade de Niterói/RJ, estando atualmente em lugar incerto e não sabido. A DRA DENISE LUCIO TAVELA, MMª. Juíza de Direito da 1ª Vara Criminal, de Atos Infracionais da Infância e da Juventude e de Cartas Precatórias Criminais da Comarca de Alfenas, MG, em pleno exercício do cargo, na forma da lei etc... FAZ saber aos que virem o presente ou dele tiverem notícia que, por este Juízo e 1ª Vara Criminal desta cidade, tem em andamento um processo movido pela Justiça Pública contra GILSON FERREIRA DA SILVA. Pelo presente, fica o réu GILSON FERREIRA DA SILVA intimado da sentença de fl. 249, datada de 16/10/2013, que julgou EXTINTA A PUNIBILIDADE. E, constando dos autos que o réu está atualmente em lugar ignorado, incerto e não sabido, mandou, na melhor forma de direito, passar o presente pelo qual INTIMA-O através deste Edital de Intimação de Sentença publicado com prazo de 60 dias, findo o qual correrá o prazo de cinco dias para apelação. Para conhecimento de todos será este publicado e afixado no saguão do Fórum desta cidade. Dado e passado nesta cidade de Alfenas, MG, 20 de fevereiro de 2014. Eu,______________________, (JULIANO DE CARVALHO), Escrivão Judicial, em substituição, mandei digitar e assinei. DENISE LUCIO TAVELA Juíza de Direito

DENISE LUCIO TAVELA Juíza de Direito

1ª VARA CRIMINAL, DE ATOS INFRACIONAIS DA INFÂNCIA E DA JUVENTUDE E DE CARTAS PRECATÓRIAS CRIMINAIS DA COMARCA DE ALFENAS - MG Processo nº 0079334-47.2013 - PRAZO DO EDITAL: 20 (VINTE) DIAS E D I TAL A DRA. DENISE LUCIO TAVELA, MMª. Juíza de Direito da 1ª Vara Criminal, de Atos Infracionais da Infância e da Juventude e de Cartas Precatórias Criminais da Comarca de Alfenas/MG, em pleno exercício do cargo, na forma da lei etc... FAZ saber aos que virem o presente ou dele conhecimento tiverem, que tem em andamento nesta Vara o Processo nº 0079334-47.2013. E, constando destes autos que foi remetido a este Juízo alguns objeto apreendidos, pelo presente, INTIMA o menor G. W. G., brasileiro, nascido em 17/02/1998, filho de Rovilson Ferreira da Cruz e de Angelita Gonçalves, e seus representantes legais para, no PRAZO DE 10 (DEZ) DIAS, manifestar interesse na restituição de 01 (uma) talhadeira e 01 (um) pé de cabra devendo comparecer nesta Secretaria, situada no Fórum Milton Campos, Praça Dr. Emílio da Silveira, nº 314, Alfenas, MG. Ficando esclarecido que decorrido o mencionado prazo, sem manifestação, o bem será doado a entidade de assistência social ou então destruído caso não haja interessados na doação, tudo nos termos dos artigos 9º e 10º do Provimento Conjunto nº 01/2003, editado pela douta Corregedoria Geral de Justiça deste Estado.

Para conhecimento de todos e bem como para ressalvar direitos e obrigações, expediu-se o presente que será publicado e afixado na forma da lei. Dado e passado nesta cidade de Alfenas, MG, aos 20 de fevereiro de 2014. Eu, __________________________,(JULINAO DE CARVALHO), escrivão Judicial, em substituição, mandei digitar e assino. DENISE LUCIO TAVELA Juíza de Direito

JUSTIÇA DE 1ª INSTÂNCIA 1ª VARA CRIMINAL, DE ATOS INFRACIONAIS DA INFÂNCIA E DA JUVENTUDE E DE CARTAS PRECATÓRIAS CRIMINAIS DA COMARCA DE ALFENAS - MG Fórum Milton Campos - Praça Dr. Emílio da Silveira 314, 2º andar, Fone (035) 3291-4540 EDITAL DE COMUNICAÇÃO AOS JURADOS A DRA. DENISE LUCIO TAVELA, MMª. Juíza de Direito da 1ª Vara Criminal, de Atos Infracionais da Infância e da Juventude e de Cartas Precatórias da Comarca de Alfenas, Estado de Minas Gerais, no pleno exercício do seu cargo, na forma da lei, etc... FAZ SABER aos que virem o presente Edital ou dele conhecimento tiverem, que foi designado o DIA 18/03/2014, ÀS 13 HORAS, para sorteio dos jurados que servirão que servirão às sessões de julgamento designadas a partir do dia 20 de maio de 2014. Pelo presente, COMUNICO a todos os jurados constantes da Lista Geral dos Jurados publicada no Jornal dos Lagos, na página 11, edição do dia 20 de dezembro de 2013, bem como a comunidade em geral. E, para que não aleguem ignorância, expediu-se o presente Edital que será afixado no saguão do Fórum desta cidade e publicado na forma da lei. Dado e passado nesta cidade de Alfenas, aos 17 de fevereiro de 2014. Eu, (JULIANO DE CARVALHO), Escrivão do Júri, em substituição, mandei digitar e assino. DENISE LUCIO TAVELA Juíza de Direito

PODER JUDICIÁRIO DE MINAS GERAIS - 1ª INSTÂNCIA COMARCA DE ALFENAS - MINAS GERAIS PRIMEIRA VARA CÍVEL EDITAL DE PRAÇA OU LEILÃO Pelo presente se faz saber a todos, que será (ão) levado (s) a arrematação, o (s) bem (ns) de propriedade do (a, s) devedor (a, s) COMERCIAL SERRINHA LTDA na seguinte forma: PRIMEIRA PRAÇA: Dia 18/03/2014 às 13:00 horas, por preço igual ou superior ao da avaliação. SEGUNDA PRAÇA: Dia 01/04/2014 às 13:00 horas, para a venda a quem mais der, não sendo aceito preço vil. LOCAL: Fórum Milton Campos, situado na Praça Dr. Emílio da Silveira, nº 314, 1º andar. PROCESSO: 001611001392-3-Ação de Execução Título Extrajudicial movida por: MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MINAS GERAIS X COMERCIAL SERRINHA LTDA BEM: 1 (uma) sorte de terras com a área de 67.33.00 hectares, sem benfeitorias, somente pastagem, situada neste município de Alfenas, no lugar denominado RETIRO, confrontando com: sucessores de Antero Romualdo Pereira, Sucessores de Ozório Ribeiro, José de Araújo Dias e Oswaldo Fonseca, de propriedade da firma COMERCIAL SERRINHA LTDA, portadora do CNPJ n.03 173801/0001-47, matriculado sobre o nº R/02/31.921 em 28/05/1999, no Cartório de Registro de Imóveis de Alfenas-MG. Avaliado em R$1.077.280,00 (um milhão, setenta e sete mil, duzentos e oitenta reais), sendo cada hectare avaliado em R$16.000,00(dezesseis mil reais), em 03/02/2012. ÔNUS: O bem acima referido, registrado sobre nº R/3/31.921-29/05/2009, encontra-se penhorado no Processo nº 0016.05.045.009-3 de Execução Fiscal, do Juízo da 2ª vara Cível da Comarca de Alfenas-MG. DEPOSITÁRIO: COMERCIAL SERRINHA LTDA, na pessoa de sua representante legal INTIMAÇÃO: Fica (m) desde logo intimado (s) o (s) devedor (es) COMERCIAL SERRINHA LTDA, na pessoa de sua representante legal, Marly Dias Araújo Vieira , através da publicação no Diário do Judiciário em 13/01/2014, bem como pelo presente edital. *** Não havendo expediente forense nos dias supra referidos, fica desde já designado o primeiro dia útil subsequente. Alfenas, 20 de janeiro de 2014. Eu, Maria Isabel de Oliveira, Escrivã Judicial, solicitei a digitação, conferi e subscrevi. O Juiz de Direito NELSON MARQUES DA SILVA

EDITAL DE CONVOCAÇÃO SINDICATO DOS PRODUTORES RURAIS DE ALFENAS Ref.: ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA O presidente do SINDICATO DOS PRODUTORES RURAIS DE ALFENAS, no uso de suas atribuições estatutárias, vem convocar todos os integrantes da categoria para comparecerem à assembleia geral extraordinária que irá ser realizada no 27 (vinte e sete) de Fevereiro de 2014, no auditório de sua sede, situado na Praça Melvin Jones, 154, Centro nesta cidade de Alfenas/MG, a instalar-se em primeira convocação às 19:30hs e, em segunda convocação às 20:30hs, tendo a seguinte ordem do dia: 1. Contribuição Sindical; 2. Valor de Taxa de manutenção por empregado junto ao Departamento Pessoal; 3. Valores de Armazenamento de Embalagem, para Terceiros, Parque de Exposição 4. Situação do Sindicato Rural de Divisa Nova; 5. Filiação a Arte Consultoria para prestação aos Produtores Rurais, com instalação junto a Salas do Sindicato; Alfenas , 20 de fevereiro de 2014 Sindicado dos Produtores Rurais de Alfenas

EDIÇÃO COMPLETA - JORNAL DOS LAGOS - 22 DE FEVEREIRO 2014  

*Vaec e Alfenense prontos para a decisão do Master; *Lago de Furnas continua baixando; *Alfenas já tem Base Comunitária Móvel; *Piscicultur...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you