Page 1


www.jornaldoreboucas.com.br

JO

Novembro/2021

JR

do REBOU AL Ç RN

JO

RN

AL

AS

JORNAL do REBOUÇAS

AS

2

do REB O


JO

AL

www.jornaldoreboucas.com.br

Novembro/2021

JORNAL do REBOUÇAS

AS

AS

JO

JR

do REBOU AL Ç RN

RN

do REB O

P

Viu uma lâmpada que precisa de reparo? Informe ao 156

ara garantir bem-estar e qualidade de vida e contribuir com a segurança da população, a Prefeitura de Curitiba, por meio da Secretaria Municipal de Obras Públicas, investe constantemente em manutenção, ampliação e modernização do sistema de iluminação pública. A substituição das luminárias de vapor de sódio metálico e de alta pressão por luminárias com tecnologia de LED e os serviços contínuos de recuperação de equipamentos deixam os bairros melhor iluminados e mais bonitos. Curitiba possui aproximadamente 160 mil pontos de iluminação pública distribuídos entre ruas, praças, avenidas, jardins, estradas, passarelas, abrigos de usuários de transportes coletivos e outros logradouros de domínio público, de uso comum. Mantê-las em bom funcionamento é uma das atribuições do Departamento de Iluminação Pública, que trabalha com agilidade para conservar a cidade às claras, mas o cidadão pode colaborar. Para isso, basta entrar em contato com a Central 156 e solicitar reparos sempre que perceber quando uma lâmpada se apaga, se permanece acessa mesmo durante o dia, piscando ou se apresenta algum tipo de problema que necessite reparo. A solicitação pode ser feita pelo telefone 156; via Central de Atendimento 156 (chat online), com link em Serviço

online; e pelo aplicativo Curitiba 156. Esta plataforma mobile é disponibilizada nas versões Android na loja Google Play e iOS na Apple Store. Detalhes sobre o aplicativo estão no endereço https://www. curitiba.pr.gov.br/servicos/aplicativo-curitiba-156/667. Entre 2017 e outubro de 2021 foram realizados 380.423 atendimentos para serviços de manutenção em luminárias do sistema de iluminação. Os consertos são realizados em espaços públicos. A manutenção de luminárias em condomínios fechados é de responsabilidade dos proprietários.

3

Cobrança de tarifa mínima de água pode acabar em 2022

O

valor atual cobrado é de R$ 43,11 por unidade consumidora com o direito de uso de cinco metros cúbicos. O debate sobre a permanência da taxa já está ocorrendo em audiências públicas, mas também não se descarta um possível reajuste tarifário para o próximo ciclo com validade até 2024. O assunto não é novo, mas voltou a ser questionado com maior intensidade nos últimos meses devido à necessidade, mais do que nunca, do uso consciente da água. Com a crise hídrica que ainda afeta todo o país devido ao volume baixo nos reservatórios, o rodízio no abastecimento se tornou frequente e necessário nas residências. Além disso, o custo mensal cobrado na fatura virou motivo de discussão, pois algumas pessoas não utilizaram o mínimo de litros necessário de cinco metros cúbicos, ou seja, 5 mil litros, e foram obrigadas a pagar o mesmo valor de quem atingiu esse volume. Ou seja, deixando de incentivar a eco-

O

nomia e consumo consciente. Outra questão que se discute é a empregabilidade do dinheiro recebido por essa taxa pela Sanepar. De acordo com a empresa, a receita proveniente da tarifa mínima mantém serviços de água e de esgoto e obras de ampliação dos sistemas, além do programa Tarifa Social, que beneficia 210 mil famílias no estado. No balanço de resultados realizado em agosto, a Sanepar registrou alta de 16,7% no lucro do segundo trimestre de 2021 em relação ao mesmo período do ano passado para R$ 331 milhões. Já a receita líquida subiu 10,7%, indo a R$ 1,2 bilhão. Vale lembrar que em 2017 a Sanepar alterou o sistema da cobrança da tarifa mínima. Antes, a taxa permitia o consumo de 10 metros cúbicos e passou a ser de cinco metros cúbicos de água. Em junho daquele ano, o preço era de R$ 32,90. Quatro anos depois, o valor é de R$ 43,11, ou seja, aumento de 31,03% no bolso de cada família.

Matrículas Abertas

colégio Estadual Lamenha Lins situado no bairro Rebouças está com matrículas abertas para o ensino fundamental do 6º a 8º ano e para o ensino médio e médio técnico integrado com duração de 03 anos.

Cursos Técnicos de administração e desenvolvimento de sistemas. Matrículas abertas para o ano de 2022 Fundamental, Médio e Técnico Informações: 3332-6634 ctalamenhalins@escola.pr.gov.br


www.jornaldoreboucas.com.br

JO

Novembro/2021

JR

do REBOU AL Ç RN

JO

RN

Coluna Tudo no Seu Tempo! por

Jarbas J. Silva

A moça na chuva

N

oite. A rua corria iluminada. As pernas ligeiras esperavam os sinais verdes. O ar cantava entre os prédios. Prenunciava chuva. As marquises como galinhas se preparavam para aninhar as pessoas-sem-guarda-chuvas. Era uma linda noite de verão. Eu não tinha o que fazer naquela noite. Encostei-me a uma marmórea parede de um prédio empresarial e pensei que poderia por ali ficar um pouco mais e assistir ao correr das pessoas apressadas devido aos grossos pingos de chuva que logo cairiam. Trovejava. A cada mudo raio seguia-se agora um ensurdecedor estrondo fragmentado. Percebi que se corresse, todo o meu terno de linho amassado também ficaria molhado. Resignei-me. Não estava com pressa. Meus pés me suportariam. Comecei minha observação acurada, sinto necessidade de estudar as pessoas, observar suas reações diante de determinadas situações. Sob a chuva de frente quente era uma dessas situações, ela vem caudalosa, oblíqua, iluminada e ensurdecedora. Era sexta-feira, dia em que parece que todos vão para suas casas , trabalharam toda a semana, e agora merecem o justo descanso dos Trabalhadores... Já pingoleava fortemente. Grossos, os pingos como bolas de gude líquidas atingiam alguns transeuntes ou estatelavam-se nas calçadas mornas. Uma mulher de olhar oriental apertava o passo e a bolsa, e num curvar-se protetor parecia proteger todo o seu corpo. O ataque da chuva intensificava-se. Um clarão iluminou todas as faces e fez todas as pernas se apressarem. Trovejou. Correria de mães e filhos, de secretárias, de office-boys, de advogados, de maridos, de gente de bem, de de mal. A chuva agora parecia um caldo entornado do céu, grosso. Meus sapatos enchiam-se de pingos salpicados pela calçada. Não havia como salvá-los. Deixei-os. Meus olhos subiram até o horizonte e sorriram com a cena de um rapaz que parecia sorver toda a chuva, não se importava com os outros, não se aninhou embaixo da galinha, ao contrário, viveu todo aquele momento diluvial, a camisa, a calça, os tênis, carne ossos e alma encharcados, e eu preocupado com o meu terno que já era amassado! Uma senhora tentava proteger... proteger... você já viu alguém se protegendo de uma chuva dessas? Outro clarão e eu vi, do outro lado da rua, dois olhos negros, clareados pelo raio, pareciam luzes, que se apagaram com o raio, queria vê-los de novo, não me arriscaria a atravessar aquele rio vertical, esperaria outro raio, fixei o olhar nos dois pontos negros outrora luminosos à espera de novo clarão... esperei... esperei... veio! Como uma foto! Linda, molhada, os olhos, a boca, leve sorriso, leve sorriso? Ri, mas como, pra mim? Nem a conheço!... Quem sabe... Não esperaria outro raio surdo. Atravessei o rio para ver de perto aquela obra de Rodin, intrigado cerrava os olhos para ver os olhos negros que me sorriram, e à medida que me aproximava, encharcava-me. Vislumbrei a marquise, a loja, uma chapelaria... e ela! Sorria-me ainda! E continuava a sorrir a foto na chapelaria que dizia: Se você ainda não tem um dos nossos guarda-chuvas, sorria, nem tudo são flores! Jarbas J. Silva é Professor de língua portuguesa, especialista em leitura e interpretação de texto, Pastor, Escritor e Compositor. Contato: (41) 99235-5117

AL

AS

JORNAL do REBOUÇAS

AS

4

do REB O

Pandemia afastou ainda mais os homens do médico

N

inguém nega que a pandemia de Covid-19 provocou uma enorme transformação em nossas vidas. Apesar dos avanços nas tecnologias – como a que permitiu o sequenciamento genético do novo coronavírus em poucas semanas, sofremos com a falta de conhecimento diante de uma situação inédita. Como essa doença poderia evoluir, de que forma tratar os pacientes infectados, o que agravava a condição, como diminuir a velocidade de disseminação do vírus até termos vacinas seguras e eficazes? A possibilidade do colapso dos sistemas de saúde com o aumento da demanda era uma realidade. Quarentenas tiveram de ser impostas e o medo se abateu sobre todos nós. Paralisamos nossas vidas em vários aspectos e, infelizmente, os cuidados necessários para diagnosticar e tratar outras doenças ficaram em segundo plano. Hoje, com a imunização, o maior controle sobre a Covid-19 e a expectativa pelo fim da pandemia, podemos olhar para trás, sem se descuidar, e fazer um levantamento dos estragos desse período, que vão além das vidas perdidas para a infecção. Quando deixamos de caminhar no diagnóstico precoce e no tratamento adequado de tantas outras doenças devido ao receio de ir ao médico e pelas restrições no sistema de saúde? O câncer de próstata gera uma preocupação especial. É o tumor mais frequente no homem (excetuando o câncer de pele não melanoma) e, de acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), são esperados 65 840 novos casos para 2021. Muitos, porém, nem sequer foram diagnosticados, porque as consultas com o urologista diminuíram consideravelmente após a pandemia. Segundo dados do Sistema de Informações Ambulatoriais do SUS (SIA/SUS), do Ministério da Saúde, em 2019 foram realizadas 4 232 393 consultas urológicas. Em 2020, esse número caiu para 2 816 326 e, até julho deste ano, somente 1 812 982 consultas foram realizadas. Ou seja, a diminuição de consultas urológicas na rede pública entre 2019 e 2020 foi de 33,5%. Tem mais: o número de cirurgias de retirada da próstata devido ao câncer caiu 21,5%. Chegamos ao Novembro Azul e a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) vem alertar para a conscientização sobre o câncer de próstata e a importância de retomar os cuidados com a saúde e ir ao médico através de uma campanha que tem como slogan “Saúde também é papo de homem”. O diagnóstico precoce do câncer de próstata é fundamental para se ter uma maior chance de cura e reduzirmos a mortalidade pela doença. Segundo dados do Ministério da Saúde, as mortes por esse tipo de tumor aumentaram cerca de 10% em cinco anos, subindo de 14 542 (2015) para 16 033 (2019). O que fazer, então? Homens a partir de 50 anos devem procurar um profissional especializado para uma avaliação individualizada, tendo como objetivo a detec-

ção precoce do câncer de próstata. Caso tenha algum parente de primeiro grau com a doença, ou seja, da raça negra, essa investigação deve acontecer a partir dos 45 anos. A avaliação é feita levando-se em consideração o histórico do paciente, a coleta do PSA no sangue e o exame de toque retal. Caso seja identificado algo suspeito, é indicada uma biópsia. Se o câncer for considerado indolente, é possível seguir com o tratamento conservador, sem cirurgia, a chamada vigilância ativa – a doença é acompanhada sem intervenções, que entram em cena caso se perceba uma evolução. Em tumores mais agressivos, podemos lançar mão de cirurgia ou radioterapia, e, nos casos mais avançados, hoje contamos com medicamentos que atuam no controle e melhoram a qualidade de vida. Lembre-se: outras doenças não deixaram de existir com a Covid-19. Que o Novembro Azul sirva de inspiração para a retomada dos cuidados com a saúde e a prevenção do câncer de próstata. Alfredo Canalini é urologista, secretário-geral da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) e presidente eleito da entidade.


JO

AL

www.jornaldoreboucas.com.br

Novembro/2021

JORNAL do REBOUÇAS

AS

AS

JO

JR

do REBOU AL Ç RN

RN

do REB O

População recebe atendimento jurídico gratuito na ALEP

É

comum a população procurar os gabinetes parlamentares em busca de apoio jurídico. Mas, impedidos de realizar tal contribuição para a sociedade, os deputados estaduais e a Assembleia Legislativa do Paraná buscavam uma alternativa para poder ajudar àqueles que necessitam da Justiça para resolver algum problema. Pensando nisso, em setembro foi inaugurado, na sede do Poder Legislativo, um posto de atendimento da Defensoria Pública do Paraná. A parceria entre as duas instituições é parte de um projeto piloto de descentralização e funciona como um braço da Defensoria, e que pretende aproximar ainda mais a população carente da justiça gratuita e também da Assembleia Legislativa. O posto, que fica na entrada do prédio do Plenário, é aberto ao público e o horário de funcionamento é das 9 às 17 horas, de segunda a sexta-feira. Duas advogadas fazem o atendimento inicial, com acolhida e escuta da situação, identificação da demanda, orientação jurídica, tentativa de resolução extrajudicial,

encaminhamentos aos órgãos e instituições responsáveis pelo atendimento com devido acompanhamento, bem como a prestação de informações processuais administrativas ou judiciais já existentes em nome do cidadão. “A nossa ideia é desafogar o Poder Judiciário. Faz parte das atribuições da Defensoria. Identificamos a demanda, orientamos e fazemos a tentativa de resolução extrajudicial, através de conciliação, mediação ou tentativa de resolução administrativa do problema junto ao órgão responsável. Não sendo possível, faremos a análise documental, toda a instrução do procedimento e o encaminhamento para a instituição”, explica o defensor público e coordenador de projetos especiais da Defensoria Pública, Matheus Cavalcanti Munhoz. Serviço: Posto de Atendimento da Defensoria Pública na Assembleia Legislativa do Paraná Endereço: Praça Nossa Senhora de Salete, s/n - Centro Cívico Curitiba

S

Compra segura na Black Friday: O produto está demorando para chegar!

e você fez tudo certo na hora da compra e ainda assim o produto demorar demais para chegar ou, na verdade, nunca chegar? E em Black Friday, saber se a empresa vai cumprir mesmo o prazo de entrega prometido, é um mistério. Entretanto, se você comprou em uma loja confiável, já é meio caminho andado. Comprar na Black Friday é uma tentação, né? Mas exige muita atenção por que: tem oferta por tudo quanto é lado, muitas lojas novas, uma oferta é mais imperdível que a outra e parece que as lojas “sabem” o que você está procurando e uma vai entregar mais rápido do que a outra. Por isso, toda atenção na hora da compra, é preciso! Inclusive guardar documentos que comprovam a compra, pagamento de mercadoria, e-mails de confirmação de compra enviados pela loja, vale até conversas de chat e prints de tela onde está o prazo de entrega, por exemplo! Mas e se a mercadoria demorar ou nem chegar, o que fazer? Dicas básicas para você não esquecer na hora da compra que podem ser úteis e deixá-lo tran-

quilo enquanto espera a mercadoria chegar na sua casa. .Peça um código de rastreio da mercadoria Sempre que fizer uma compra online, fique atendo ao prazo de entrega. Peça para a loja um código de rastreio para acompanhar o caminho que a mercadoria faz da loja até a sua casa. . Guarde todos os comprovantes possíveis da compra Ao fazer a compra: guarde a Nota Fiscal, imprima ou salve em um lugar que você tenha à mão. Guarde e-mails que confirmam a compra. Se em alguma etapa da compra você verificar uma informação importante, faça um print da tela. Print também qual o prazo de entrega está sendo divulgado, fique amparado com documentos que comprovem a compra e o acordo feito com a empresa. .Verifique de quem você comprou e quem vai entregar o produto É importante notar também se você comprou de um e-commerce marketplace. Nem sempre a loja de quem você comprou é a mesma empresa que vai fazer a entrega para você. Às vezes,

1

2

3

5

nos marketplaces (lojas que trabalham com outras lojas), a loja maior pode anunciar o produto e vender o item escolhido por você, mas pode não ser ela quem vai fazer a entrega. Nem sempre são as mesas. Por isso, atenção na hora de tirar qualquer dúvida ou cobrar um posicionamento da loja por conta de problemas na entrega! . Tenha à mão todos os contatos da loja Se passar demais o prazo de entrega que foi combinado na hora da compra, entre em contato com a loja e questione o não cumprimento do prazo. Converse para entender o que pode ter acontecido e como localizar seu produto, por isso é importante saber quais os canais de comunicação essa empresa tem e se estão todos funcionando. Caso esses canais não resolvam, o Reclame AQUI está pronto para ajudar os consumidores brasileiros. Lembre-se: há que se levar em consideração também o alto volume de compras que é feito nesse período de Black Friday, o que pode alterar a logística planejada pela empresa.

4


JO

www.jornaldoreboucas.com.br

Novembro/2021

JR

do REBOU AL Ç RN

JO

RN

AL

AS

JORNAL do REBOUÇAS

AS

6

do REB O

Natal de Curitiba - Luz dos Pinhais Natal do Palácio Iguaçu Decoração do Largo da Ordem, feiras, Vila de Natal e balão abrem programação 2021

A

maior programação gratuita de fim de ano do Brasil convida todos a celebrar, se emocionar e viver a cidade como nunca antes. A abertura oficial do Natal de Curitiba Luz dos Pinhais 2021 ocorre, na quinta-feira (18/11), com o acendimento da decoração do Largo da Ordem (Centro Histórico). Até o fim de semana também vão estrear as feiras natalinas das praças Osório e Santos Andrade, a Vila de Natal Electrolux no Mercado Municipal e o inédito Voo de Balão Ademicon no Jardim Botânico. Todas as atrações do Natal de Curitiba seguirão os protocolos sanitários do município para evitar aglomerações e contágios pela covid-19, como distanciamento social, obrigatoriedade do uso de máscara, controle de público e agendamento on-line para assistir a espetáculos como autos, concertos, óperas, passeios e apresentações drive-thru ou drive-in. Na quinta-feira (18/11), às 19 horas, ocorre a cerimônia de abertura da temporada natalina 2021, no Largo da Ordem, com

o acendimento das árvores de luz do Memorial de Curitiba e a externa "viva" decorada com cinco mil vasinhos de sálvias vermelhas. Também estão previstas nas fachadas de prédios históricos da região, como a Igreja da Ordem e a Casa Hoffmann, guirlandas gigantes coloridas e estrelas de Belém. A decoração poderá ser apreciada até 9 de janeiro. As tradicionais Feiras Especiais de Natal começam na sexta-feira (19/11), às 10h, nas praças Osório e Santos Andrade, no Centro. As mais de 60 barraquinhas vão ganhar uma decoração bem no clima de fim de ano e irão oferecer, até 23 de dezembro, centenas de opções de produtos natalinos confeccionados de forma artesanal e com preços atrativos. Fim de semana No sábado (20/11), a partir das 10h, a Vila de Natal Electrolux chega ao Mercado Municipal, no Centro. Além da decoração natalina com uma árvore de Natal com mensagens festivas, o espaço de compras da Prefeitura irá receber a Casa do Papai Noel com realidade aumentada, maquete

de pão de mel com projeção de luz, contações de história e aulas-show com chefs renomados transmitidas ao vivo nas redes sociais. A atração ocorre de terça a domingo, até 24 de dezembro. Com patrocínio da administradora de consórcios Ademicon, o Jardim Botânico ganha a partir de domingo (21/11), às 16h, uma das atrações inéditas deste ano. Além da estufa com contornos luminosos, trilhas sonoras de Natal pelo Jardim Francês e árvore de Natal “viva” de 11 metros de altura, o espaço terá voos cativos (preso ao solo) de 40 metros, equivalente à altura de um prédio de 12 andares. Os passeios são por agendamento e todas as vagas do primeiro lote se esgotaram. Novos lotes serão abertos nos dias 19 e 26 de novembro. Os passeios irão ocorrer até 9 de janeiro, quartas e sextas (das 17h às 19h) e sábados e domingos (das 16h às 19h). Confira a programação completa no site: natal.curitiba.pr.gov.br A programação está sujeita a alterações.

Terá espetáculo musical, projeções 3D e fogos de artifício

C

ores, luzes, músicas, solidariedade e muita alegria farão parte da rotina do Palácio Iguaçu neste fim de ano. A sede do Executivo Estadual será palco do espetáculo Natal do Palácio Iguaçu, que integra a retomada dos festejos da capital paranaense e irá contar com uma série de apresentações para celebrar o Natal de 2021. O evento é promovido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Comunicação Social e Cultura e da Governadoria, em parceria com a Prefeitura de Curitiba. As apresentações, no estacionamento do Palácio Iguaçu, começam no dia 19 de novembro e vão até 18 de dezembro, sempre às sextas e sábados, a partir das 20h. O espetáculo terá apresentações da Orquestra Sinfônica do Paraná e dos corais da Copel e da Sanepar, além de projeções mapeadas em 3D na fachada do Palácio e queima de fogos de artifício. A previsão de duração é de 55 minutos por espetáculo e a expectativa é que cerca de 10 mil pessoas acompanhem as apresentações. O secretário estadual da Co-

municação Social e da Cultura, João Evaristo Debiasi, destaca que com a melhoria dos indicativos da pandemia da Covid-19, graças ao avanço da vacinação, as famílias se preparam para se reunir novamente para os festejos natalinos. Natal Solidário O evento é gratuito, mas o público poderá fazer a doação de brinquedos novos que serão entregues a crianças em situação de vulnerabilidade social do Estado. Duas Tendas da Solidariedade serão montadas no local para a arrecadação dos itens. A ação faz parte da campanha Natal Solidário Paraná, idealizada pela Superintendência Geral de Ação Solidária e pela presidente do Conselho de Ação Solidária do Paraná, a primeira-dama do Estado, Luciana Saito Massa. Os brinquedos arrecadados serão distribuídos para os municípios paranaenses com baixo IDH, conforme os critérios estabelecidos pela Superintendência da Ação Solidária, para então serem entregues às crianças.

O PARANÁ TEM O MAIOR PROGRAMA DE 1º EMPREGO DO BRASIL. Transforma o futuro de jovens em jovens de futuro.

O EMPRESÁRIO GANHA UM AUXÍLIO MENSAL DE ATÉ R$ 450,00 POR MÊS.

R$ 58 MILHÕES INVESTIDOS

35 MIL JOVENS BENEFICIADOS

CADASTRE SUA EMPRESA: WWW.CARTAOFUTURO.PR.GOV.BR OU LIGUE (41) 3210-2818 Fonte de recurso: Fundo da Infância e Adolescência (FIA) e Fundo Estadual de Combate à Pobreza (Fecop).


JO

AL

AS

AS

JO

JR

do REBOU AL Ç RN

RN

do REB O

www.jornaldoreboucas.com.br

Novembro/2021

JORNAL do REBOUÇAS

7


www.jornaldoreboucas.com.br

JO

Novembro/2021

JR

do REBOU AL Ç RN

JO

RN

AL

AS

JORNAL do REBOUÇAS

AS

8

do REB O


Millions discover their favorite reads on issuu every month.

Give your content the digital home it deserves. Get it to any device in seconds.