Page 7

7

G ER AL

Bons motivos para cães e gatos comerem apenas ração

Deu na Folha: Richa atinge limite de gastos com salários e congela obras Eleito com a promessa de gastar menos e melhor, o governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), elevou as despesas com pessoal ao limite, com reflexos negativos no investimento e nas metas de gestão. O montante pago ao funcionalismo já representa cerca de metade dos gastos. No fim de 2012, o Paraná atingiu o limite prudencial da Lei de Responsabilidade Fiscal: mais que 46,55% da receita é destinada à folha de pagamento. Com isso, não pode mais contratar ou reajustar salários. O aumento do piso de professores e policiais, em 2012, foi o responsável pelo baque. Richa assumiu promessa de que equipararia o salário dos docentes ao dos demais servidores. No caso dos policiais, foi forçado a cumprir lei aprovada na gestão anterior, e enfrentou ameaça de greve até aumentar o piso. O governo diz que está cumprindo suas obrigações, e culpa as transferências federais. Por causa de desonerações, esses repasses subiram só 0,95% neste ano,

contra 12% das receitas estaduais. Representam 14% do caixa, mas, segundo o governo, causam “falta de liquidez”. “Não tem dinheiro em caixa. O dinheiro entra e sai, não há sobra”, diz o secretário da Fazenda, Luiz Carlos Hauly. A gestão, porém, reconhece fragilidades: gastos têm crescido mais que receitas. Despesas com custeio, por exemplo, devem atingir 20% do total este ano. Com o cobertor curto, o governo cortou 25% do orçamento restante do ano. Reformas de escolas, presídios e construção de moradias foram canceladas. Para obter recursos e cumprir metas, Richa está recorrendo a PPPs (Parcerias Público-Privadas) e até a um polêmico acordo com o Tribunal de Justiça, que propôs emprestar parte dos depósitos judiciais ao Estado. A gestão também pleiteia oito financiamentos, em avaliação no Tesouro Nacional, responsável por liberar as operações aos Estados. Os empréstimos são como “bote

salva-vidas” para o governo. Aprovados por organismos como Banco Mundial e BNDES, somam R$ 4,1 bilhões. Para o Tesouro, porém, o Paraná já ultrapassou o teto de gastos com pessoal, de 49%, o que o impede de tomar empréstimos. O órgão desconsidera uma exclusão de gastos com aposentados e Imposto de Renda autorizada pelo Tribunal de Contas do Paraná. Sem ela, a despesa com pessoal sobe a 54%. O governo acusa Brasília de agir politicamente --lá está uma das prováveis rivais de Richa em 2014, a ministra Gleisi Hoffmann (Casa Civil), do PT. “É evidente que é político”, diz o secretário de Planejamento, Cassio Taniguchi.O Tesouro não quis comentar. A Casa Civil nega atuação política e diz que o Estado não consegue os empréstimos por questões técnicas. Além da petista Gleisi, deve concorrer com Richa o senador Roberto Requião (PMDB). Fonte: Folha de São Paulo

Imagine a cena: você está na mesa, almoçando tranquilamente, e de repente seu pet chega, faz aquela cara de “dó’ e você, que tem um coração mole, cede aos desejos dele e oferece um pedacinho de carne aqui, outro ali... Pois é, infelizmente a situação é menos inocente do que se pensa, e segundo os veterinários, é uma atitude que não deve acompanhar donos responsáveis. A médica veterinária do Hospital Veterinário Pró Vita, Rhéa Cassuli Lima dos Santos, listou alguns bons motivos para alimentar os cães e gatos apenas com ração. Segundo ela, os pets precisam de uma alimentação especial e algumas comidas dadas irregularmente podem causar danos como alterações hormonais, diarreias e inflamação no pâncreas. “As rações têm as quantidades corretas de vitaminas e tudo que o animal precisa”, explica. • O principal motivo para cães e gatos comerem só ração é que esse alimento já vem balanceado. A ração tem a medida correta de nutrientes, vitaminas, cálcio, ou seja, não tem por que não oferecer esse tipo de alimento a eles. Ração é fundamental! • As rações são alimentos práticos, tanto as secas quanto as úmidas. • Os donos devem seguir

a orientação de um veterinário. Há vários tipos de rações (rações para raças, idade, peso, entre outros), então, o médico poderá definir qual é o melhor para o seu animal. Quando um paciente tem uma dieta muito desbalanceada, a tendência é que o bichinho tenha gastroenterite. Segundo a veterinária, os animais não enjoam da ração, como normalmente se pensa, e é importante manter a comida caseira longe dos animais. “Cães e gatos que comem comida caseira desenvolvem com mais facilidade a pancreatite. É comum recebermos animais que, depois de um churrasco em casa, passam mal. Possivelmente os donos deram pedaços de carne ou gordura a eles. As gorduras podem ocasionar a pancreatite – inflamação no pâncreas – , que pode ser aguda ou crônica.”, finaliza Rhéa. A ração é sempre o melhor alimento para o seu amigão. Portanto, nada de “esquecer” o que seu veterinário recomendou. Quando seu pet se alimenta corretamente, ele só tem a ganhar!

Serviço: Hospital Veterinário Pró Vita End.: Rua Victório Viezzer, 209 – Vista Alegre Telefone: (41) 3024-0816.

Jornal do Povo PR - ed. 74 - Agosto  

As principais notícias do Paraná no mês de agosto você encontra na edição 74 do Jornal do Povo Paraná. Acesse o nosso site e fique por dentr...

Jornal do Povo PR - ed. 74 - Agosto  

As principais notícias do Paraná no mês de agosto você encontra na edição 74 do Jornal do Povo Paraná. Acesse o nosso site e fique por dentr...

Advertisement