Issuu on Google+

A Saúde em Barbalha/Ce

Hospital e Maternidade São Vicente de Paulo de Barbalha completa 40 anos de bons serviços Pág. 05

Edição 33, ano VI, Maio/Junho/Julho 2010 | O Melhor do Brasil é o brasileiro! [www.jornaldomedico.med.br]

A Academia Cearense de Medicina vira mais uma página de uma linda história ainda a ser contada! IV Congresso Cearense de Neurologia e Neurocirurgia IV Simpósio Cearense de Neurorreabilitação

A

comunidade médica e de saúde de um modo geral foram presenteadas pela SOCENNE - Sociedade Cearense de Neurologia e Neurocirurgia, com a realização nesta cidade, no Hotel Vila Galé, do IV Congresso Cearense de Neurologia e Neurocirurgia e o IV Simpósio Cearense de Neurorreabilitação ...continua pág. 03

NESTA EDIÇÃO Pág. 02 - Um novo IJF para a população - Hospital da Mulher aumenta ritmo das obras e garante novos recursos Pág. 03 - IV Congresso Cearense de Neurologia e Neurocirurgia

Pág. 04 Dr. Marcelo Gurgel - Os esportes na medicina da UFC nos anos setenta

é um referencial médico.

- HSMM é premiado no XIV Congresso Brasileiro de Qualidade em Serviços de Saúde

Pág. 05 SAÚDE FORA DA CAPITAL Dr. Napoleão Tavares - Hospital e Maternidade São Vicente de Paulo de Barbalha completa 40 anos de bons serviços

- Centro de Pneumologia e Alergia

Prof. Dr. Herculano Silva

- Marco maior na MEDICINA e Saúde no Cariri -Bebês de Tocantins voltam pra casa Pág. 06 A Academia Cearense de Medicina vira mais uma página de uma linda história ainda a ser contada!

XXV Outubro Médico, de 14 à 16 de outubro em Fortaleza. O Jornal do Médico far-se-á presente, participem! [85] 8670.0973


02 | Jornal do Médico, edição 33, ano VI,Maio/Junho/Julho 2010 [www.jornaldomedico.med.br]

Editorial Na medicina tudo é alegria com o brilhantismo de sua Academia

A Saúde em Fortaleza/Ce

Um novo IJF para a população Por: Jorn. Juvenal Menezes - Editor-Chefe | juvenalferreira@hotmail.com | Móvel: [85] 8762.2207

A

sensibilidade dos dirigentes municipais, verificando as carências no atendimento hospitalar oferecidos pelo maior hospital da cidade para emergências médicas,o IjF,constataram que a deterioração daquele hospital tinha uma razão lógica, pois desde 1993 nada lhe era acrescentado em termos de recuperação ou ampliação de sua estrutura física. A nossa Prefeita Luiziane Lins, determinou que fossem tomadas as medidas legais e que se iniciasse de imediato obras de recuperação e ampliação daquela unidade

hospitalar. Para satisfação da população foi-lhe entregue praticamente um novo hospital, destacando-se do que foi feito em obras de recuperação e ampliação o que se segue: * Nova emergência pediátrica * Três novas salas cirúrgicas * Dois novos tomógrafos e dois novos aparelhos de Ultrassom com Doppler As obras ainda prosseguem com a construção do HELIPORTO que agilizará no socorro as vítimas em estado grave. Parabéns Exma Sra. Prefeita, quem sabe faz a hora e não espera acontecer.

Por: Jorn. Juvenal Menezes - Editor-Chefe juvenalferreira@hotmail.com - 8762.2207

A

Saúde da Mulher em Fortaleza/Ce

Hospital da Mulher aumenta ritmo das obras e garante novos recursos Fonte: Scretaria Municipal de Saúde de Fortaleza/Ce

E

m 284 anos de história, é a primeira vez que a cidade de Fortaleza terá um equipamento de saúde totalmente voltado para atender as mulheres. Além de chamar atenção por ser uma obra de grandes dimensões, o Hospital da Mulher tem se destacado por sua proposta inovadora: atender a saúde da mulher e seus direitos sexuais e reprodutivos, garantindo uma assistência universal, sem distinção de classe, raça, credo, nacionalidade, orientação sexual. Mais um projeto ousado que a prefeita Luizianne Lins garante concluir e entregar o equipamento funcionando até o fim de seu mandato, em dezembro de 2012. Desde o início da obra, em maio de 2008, já foram investidos aproximadamente R$ 27 milhões. O investimento possibilitou a construção de 40% do prédio e instalações, que representa o estágio atual da obra. Dos recursos aplicados, 27,88% foram de origem do Tesouro Municipal e o restante, 10,91%, repassado pelo Ministério da Saúde. A construção completa do equipamento terá um custo de aproximadamente R$ 70 milhões. O Hospital está sendo construído em um terreno de 70.746,32 metros quadrados, onde funcionava o antigo Jóquei Clube. Para se ter uma ideia da dimensão do terreno, o espaço equivale a pouco mais de sete campos de futebol oficiais. A área total construída representa 26.465 metros quadrados e será dividida em quatro blocos. O primeiro bloco, o mais avançado do projeto, será dividido em duas etapas. A primeira parte, onde funcionarão a

EXPEDIENTE O Jornal do Médico é um veículo independente editado pela Junah desde 18 de Outubro de 2004, (Dia do Médico). Sua viabilização é feita através dos amigos da Categoria Médica. Redação/Administração: Junah Publicidades & Comunicação Visual CNPJ: 69.715.563 /0001-62 Filiada à ACI (Associação Cearense de Imprensa) Rua Pedro Borges, Sala 1022 | Ed. Palácio Progresso Centro | CEP: 60055-120 | Fortaleza | Ceará Fone: (85) 3088.2567 | Fax: 3198.9917 | Móvel: 8670.0973 Portal: www.jornaldomedico.med.br E-mail: publicidade@junah.com.br

Administração, Consultórios, Laboratórios e Centro de Imagens, está 90% concluída e encontra-se em fase de acabamento. A segunda parte do bloco está com 50% dos trabalhos executados. Nela, funcionarão: Pronto-Atendimento; Parto Cirúrgico; Centro Cirúrgico; Parto Normal; UTIs Neonatal, Médio Risco e Adulto; e Centro de Terapias Alternativas. Os demais blocos já foram erguidos e a construção segue normalmente, sem nenhuma paralisação em 734 dias de obra. Nesses blocos, serão instalados enfermaria (com 184 leitos), Farmácia, Almoxarifado, Necrotério, além das salas de oficina e manutenção. A área externa do Hospital terá um bosque urbanizado com vários equipamentos, como Solarium (local descoberto reservado para banhos de sol), playground, banheiros, Praça da Farmácia Viva, área para atividades físicas, anfiteatro, caramanchão com mesas para jogos, posto da Guarda Municipal, além de um auditório e um espaço para celebrações ecumênicas. O Hospital da Mulher de Fortaleza, com sua proposta de novo modelo assistencial e integrado em suas diversas atividades e com o sistema de saúde municipal, poderá dar novas respostas às questões e necessidades das mulheres do município até o momento não contempladas. Isso o tornará uma referência para as redes pública e privada, não somente de Fortaleza, mas para outros estados e municípios brasileiros. Uma equipe de 175 funcionários trabalha atualmente na construção do Hospital. A expectativa da Coordenadoria de Projetos Especiais, responsável pelo

Luizianne Lins Prefeita de Fortaleza/Ce acompanhamento do projeto, é que ainda este mês o número de colaboradores chegue a 230, dando mais celeridade ao andamento das obras. Outro reforço que o projeto está prestes a receber é o aporte de R$ 46 milhões, através de um convênio em tramitação com o Ministério da Saúde. A Prefeitura reconhece o atraso na entrega da obra, mas assegura que os trabalhos não sofreram paralisação e seguem um ritmo estável. "Uma obra desta complexidade requer um cuidado maior para que os serviços possam ser realizados com a segurança necessária. Esperamos atender milhares de mulheres por ano e queremos assegurar que todas serão bem tratadas, inclusive aquelas com necessidades especiais de qualquer natureza, que encontrarão todo o hospital equipado para a acessibilidade", afirma Geraldo Accioly, coordenador de Projetos Especiais.

Twitter: jornaldomedico Skype: jargollo.ppg.br

Editor-Chefe e Diretor Responsável: Jorn. Juvenal de Menezes | Reg. Prof. 1947 DRT/CE

Apoio e Fonte de Notícias: Secretarias de Saúde (Ceará, Fortaleza, Sobral, Juazeiro do Norte e Iguatú), HGF - Hospital Geral de Fortaleza, HGWA Hospital Geral Dr. Waldemar Alcântara, HM Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart Gomes, HSMM Hospital de Saúde Mental de Messejana, HGCC Hospital César Cals, HUWC (Hosp. Universitário Walter Cantídio), IJF - Instituto Dr. José Frota, AHECE - Associação dos Hospitais do Ceará, FENAM - Federação Nacional dos Médicos, UFC (Faculdade de Medicina), UECE (Faculdade de Medicina), FMJ (Faculdade Medicina Juazeiro) entre outras.

Jornalista Responsável: Paulo Afonso de Paiva Cavalcanti Reg. Prof. 18613 DRT/RJ Dir. Atendimento & Criação: Josemar Argollo de Menezes Comunicação Visual: J. Argollo Comunicação & Marketing (85) 96673827 | Skype: jargollo.ppg.br www.jargollo.ppg.br | argollo@jargollo.ppg.br

inda paira no coração de todos as emoções vividas nos meses de Março e Maio próximos passados pelos eventos ocorridos na Academia Cearense de Medicina. Os citados eventos foram alvos de matéria na edição recente da Revista Histórias da Saúde e agora no Jornal do Médico. São registros importantes, pois fazem parte da História da Saúde no Ceará. Todos estão de Parabéns, a Diretoria que sai, a Diretoria que assume, os Acadêmicos e a Sociedade como um todo, que não deixa de prestigiar aquele sodalício. Como a saúde no Ceará não está sendo esquecida pelos seus governantes, a alegria vai continuar. Vamos aplaudir, incentivar para que continue pairando no coração de todos a chama da esperança por uma saúde com melhor qualidade é facilidade para a população. A saúde está melhorando e com perspectiva, de melhorar mais ainda com a construção de novos hospitais, policlínicas e reforma de outros hospitais como aconteceu com o HGF – Hospital Geral de Fortaleza, Hospital Albert Sabin, Hospital de Messejana e outros. A saúde precisa muito mais, pois ela por muitos anos ficou carente de tudo, com a população sofrendo para ser atendida. O Jornal do Médico que, como um jornal independente, tem acompanhado este desenvolvimento, concorda que é preciso fazer muito mais pela saúde, mas ao mesmo tempo parabeniza o Exmo. Sr. Governador Cid Gomes e a Exma. Prefeita Luiziane Lins pelo que foi feito até agora que é uma boa resposta ao tempo que se passou sem nada de positivo acontecer em termos de melhorias para a saúde.

Editando seu sucesso!

www.junah.com.br

Consultor Jurídico: Dr. Giancarlo Menezes OAB/TO 2918 Móvel: (63) 9224.2829 | MSN: gian_menezes@hotmail.com Repórter Fotográfico: Rui Norões, João Justino, Raimundo Araújo, Jeová Dourado, Fernando Farias, Marcelo Holanda e Banco de Imagens de Entidades e Hospitais. Atendimento Publicitário: Depto. de Atendimento da Junah Administração: Nahimi Argollo de Menezes A responsabilidade dos textos publicados são de seus autores, não exprimem a opinião da redação.

FMJ - Faculdade de Medicina de Juazeiro do Norte, um orgulho para a medicina cearense!


Jornal do Médico, edição 33, ano VI, Maio/Junho/Julho 2010 Especial [www.jornaldomedico.med.br] | 03 A medicina cearense em evidência

IV Congresso Cearense de Neurologia e Neurocirurgia IV Simpósio Cearense de Neurorreabilitação Um presente médico cultural científico para a comunidade médica Fonte: Revista Histórias da Saúde edição 22/2010

A

comunidade médica e de saúde de um modo geral foram presenteadas pela SOCENNE Sociedade Cearense de Neurologia e Neurocirurgia, com a realização nesta cidade, no Hotel Vila Galé, do IV Congresso Cearense de Neurologia e Neurocirurgia e o IV Simpósio Cearense de Neurorreabilitação. Um evento médico cultural científico, com uma programação bem elaborada pela comissão organizadora composta pelos médicos José Artur Costa D'almeida (Presidente) Paola Lima Lemos, Glauber de Menezes Ferreira, Gabriela Joca Martins, Jackson Augusto Gondim de Oliveira, Margarida Fernanda V. P. de Medeiros e George de Lima Malveira. Para a comissão científica foram designados os Doutores de notório saber, Jackson Augusto Gondim de Oliveira, (Presidente), Otoni Cardoso do Vale, Carlos Augusto Ciarlini Teixeira, José Lucivan de Miranda, Silvia Maria Lima Lemos, José Arnaldo Motta Arruda. O Congresso e o Simpósio foram presididos pelo neurocirurgião, Presidente da SOCENNE, Doutor José Artur Costa D'almeida Como homenagem póstuma, foi concedido o título de Presidente de Honra do evento para o inesquecível Doutor Carlos Mauricio de Castro Costa (in Memoriam), exPresidente da SOCENNE, um dos maiores pesquisador científico cearense e celebrado professor titular de Neurologia/Neurofisiologia da UFC; O saudoso Professor Doutor Carlos MAURICIO é um orgulho para a medicina mundial, com destaque para o Ceará, que foi seu habitat profissional. A composição da mesa que coordenou os trabalhos do Congresso e Simpósio ficou

assim constituída: Doutores Gerson Linard, Mairton Lucena, Francisco Flavio Leitão de Carvalho e Marcelo Sobreira. O planejamento físico e a execução das atividades dos eventos foi de responsabilidade da experiente empresa Reunir Eventos Médicos que tem em sua direção-geral o médico cirurgião plástico e membro Titular da Academia Cearense de Medicina, Wladimir Távora a quem desde já parabenizamos pelos excelentes serviços prestados por sua competente equipe de trabalho, Acreditamos que os temas escolhidos para nortear a parte médico cultural e científica dos eventos em questão, motivou aos palestrantes e ministrantes de cursos a darem tudo de si,como aconteceu. Os temas foram; Expansão e Conhecimento, Avançando para o Futuro e Uma Abordagem Integral e Multidisciplinar do Paciente Neurológico. Os médicos designados para proferir palestras e cursos foram; Doutores José Artur Costa D'Almeida, João José Freitas Carvalho, Francisco José Arruda Mont'Alverne, George Linard Silva Malveira, José Hortencio dos Santos Neto, Norberto Anizio Ferreira Frota, Antonia Rosivalda T. Marinho, Pedro Henrique Lopes Silva, Debora Lucia de Oliveira Diniz, Tulio Cicero Spindola de Almeida, Glauber de Menezes Ferreira, Gabriela Joca Martins, Cleonizio Leite Rodrigues, Vera Lucia Menezes Sales Brum, Prof. Pedro Felipe Carvalhedo de Bruim, Rosana Cardoso Alves, Harley Brito Silva, Tiago Pinho Feijó, Eliseu Becco Neto, Jackson Augusto Gondim de Oliveira, José Italo Soares Mota, Ana Rosa Pinto Quidute, Monica Fiterman Albano, Dayse Maria Studart Leitão Cutrim, Erika Ferreira Gomes, Pablo Picasso de Araujo Coimbra,

José Daniel Vieira de Castro, Tulio Cicero Spindula de Almeida e Roberto Guido dos Santos Paiva. Como ministrantes dos diversos cursos, tivemos a participação dos experientes médicos de notório saber neuro científico: Gerson Zafalon Martins, Ursula Elizabeth Wille Campos, Silvia Bolognani, Otoni Cardoso do Vale, Wagner Goes Horta, Luiz Augusto F. Andrade, Prof. Dr. Paulo Eurípedes Marchiori (USP-SP), André Luiz Pinheiro Borges, Aline de Almeida Xavier Aguiar, Francisco Marcos Bezerra Cunha, Silvia Maria Lima Lemos, José Lucivan Miranda, Luiz Santos Pessoa, Charles Marques Lourenço, João Paulo Vasconcelos Matos, Otoni Cardoso do Vale, Celso Vilela Matos, Luiz Edmundo Teixeira Arruda, José Ibiapina Siqueira Neto, Danielle de Menezes Ferreira, Gerardo Cristino Filho, Jose de Menezes Ferreira, José Fernando Bastos Moura, Francisco Helder Cavalcante Felix, João Renato Figueiredo de Souza, Ines Tavares Vale e Melo, Flavio Belmino Barbosa Evangelista, Stelio da Conceição A. Filho, João Antonio Pinheiro Marques, Daniel Freire de Figueiredo, José Hortencio dos Santos Neto Tulio Osterne, Neusa Maria Falcão Lopes, Josenilia Maria Alves Gomes, Francisco Eriston Nogueira, Janete Mourão Carvalho, Juliana Lemos Garcia, Natalia Bezerra Mota Quental, Melyssa Brandão Mota, Socorro Galdino de Souza, Rebeca Albuquerque Quezado, Maria Aparecida Chagas Rocha, Marisol de Araujo Cavalcante, Ricardo Regis de Oliveira, Constancy Tavares Roldam Amorim. O IV Simpósio Cearense de Neurorreabilitação contou com a participação de palestrantes de invejáveis

Faculdade Christus, trilhando um caminho de conquistas há 15 anos.

currículos, cujo notório saber científico ficou comprovado pelos participantes do simpósio, aos médicos abaixo cabe-lhes todas honrarias dos colega; Doutores Nilson Becker, Jorge Silveira Brandão, Cintia Pontim Carrareto, Valdeci de Almeida Xavier, Maria Luiza Pereira de Melo, Tushenka Roldan Tavares, Bruno Tavares de Lima Guimarães e Francisco Flavio de Leitão Carvalho. Música também é cultura Uma grande atração estava reservada para os congressistas a exibição da Orquestra Filarmônica do Ceará dirigida pelo seu excepcional maestro Gladson Carvalho Acredito que com aquela magistral exibição, todos seus ouvintes tiveram momentos inesquecíveis de descontração, esquecendo as agruras da vida navegando... navegando... sonhando... e aplaudindo. Com um farto coquetel, musica e alegria geral todos confraternizavam-se, despedindo-se com olhares saudosos onde as lágrimas também se faziam presentes Parabéns aos dirigentes da SOCENNE, todos já sonham com o V congresso.

... foi concedido o título de Presidente de Honra do evento para o inesquecível Doutor Carlos Maurício de Castro Costa (in Memoriam) ...


02 | Jornal do Médico, edição 33, ano VI, Maio/Junho/Julho 2010 [www.jornaldomedico.com.br]

Os esportes na medicina da UFC nos anos setenta Marcelo Gurgel Carlos da Silva, Da Academia Cearense de Medicina [Médico graduado pela UFC em 1977] E-mail: marcelo@hospcancer-icc.org.br

O

s alunos admitidos na Universidade Federal do Ceará (UFC), pelo vestibular de janeiro de 1972, foram reunidos em um prédio anexo da antiga sede da Escola de Engenharia, no Benfica, no qual a UFC instalara o rotulado Ciclo Básico. Não havia área para lazer, entretenimento ou qualquer atividade desportiva, ficando a “socialização” do alunado restrita à cantina. Esse prédio, situado no quadrilátero delimitado pelas avenidas Carapinima e Treze de Maio e ruas Teresa Cristina e Juvenal Galeno, foi posteriormente vendido pela UFC a um grupo privado, que o demoliu, para erguer, no terreno, um shopping center. Do outro lado da Av. Carapinima, ocupando parte do quarteirão vizinho, achava-se o Clube Estudantil Universitário (CEU), cujas tertúlias, na conhecida “Quadra do Céu”, nos anos sessenta, além de famosas, eram um atrativo às jovens casadoiras, desejosas de fisgar um “incauto” rapaz universitário, para fins matrimoniais; esse equipamento esportivo não era quase freqüentado por alunos do Ciclo Básico, dada à sua condição de calouros, e, por conseguinte, tratados pelos colegas veteranos, como “bichos”. No segundo semestre de 1972, aconteceram os Jogos Universitários internos, apresentando-se o Ciclo Básico, na competição, com equipe própria, embora alguns dos seus alunos

optassem por integrar times das faculdades que viriam a cursar. Em 1973, a nossa turma de Medicina passou a ter aulas no campus do Porangabuçu, reduto da área de saúde da UFC, disposto em terreno densamente ocupado por edificações, com poucas áreas verdes, excetuando a das frondosas mangueiras, defronte à Patologia, despojado o local de equipamentos ou instalações devotadas a atividades mais hedonistas ou a práticas esportivas. Viviase, então, sob o regime de exceção, com o povo submisso ao tacão militar, e até o Centro Acadêmico XII de Maio estava desativado, dele não restando sequer um salão de jogos. Em todo o campus, subsistia o resquício de uma pseudo quadra de futebol de salão, posicionada ao lado do curso de Farmácia, raramente utilizada porque era descoberta e o piso irregular causava escoriações, amiúde, nos que ousavam ali pelejar. Diferentemente da década de sessenta, quando a Medicina se rivalizava com outros cursos tradicionais, na acirrada disputa por medalhas nos Jogos Universitários, em nossos tempos acadêmicos, a participação dos estudantes da Medicina nas competições esportivas empalidecera, com os times, das várias modalidades de esportes, formados de última hora, e inscritos sem prévio treinamento, desarticulados, e

apenas dependentes dos valores atléticos individuais. Em 1976, quando estávamos no quinto ano de Medicina, a UFC inaugurara o seu parque esportivo no campus do Pici, e, talvez, para pôr o mesmo em funcionamento e/ou para dar serviço aos docentes de Educação Física recémcontratados, introduziu duas disciplinas obrigatórias, de dois créditos cada, a Educação Física I e II, em nossa grade curricular, exigindo o cumprimento delas, para a obtenção do diploma. Para a nossa turma, que vinha passando por necessidade de conciliar a pouca oferta e a exaustiva demanda de créditos disciplinares, a fim de alçar o Internato, havia, em geral, um distanciamento de quase seis anos dos exercícios e das práticas desportivas, já que o curso era em tempo integral e exigia estágios extracurriculares, não restando tempo para prevalecer, em nós, a locução latina: “mens sana in corpore sano”. A gritaria foi geral, com protestos estudantis contra a medida imposta ecoando nos diferentes campi, e, sob pressão, a UFC fez algum recuo, flexibilizando a obrigatoriedade das disciplinas aludidas, ao acatar algumas exceções, como motivo para dispensa de cursá-las, figurando, dentre elas, alunos(as) com as seguintes especificações: grávidas ou possuidoras

Dr. Marcelo Gurgel Médico graduado pela UFC em 1977 de prole, maiores de trinta anos de idade, portadores de deficiência física incompatível com a prática de exercícios, recrutados ou engajados em serviço militar etc. É bom frisar que, apesar das dificuldades inerentes à excessiva carga horária em disciplinas e à extenuante jornada de estudos, em domicílio, às quais se sobrepunha o esforço de fazer estágios extracurriculares, ainda tínhamos colegas que logravam compartilhar, com êxito, as práticas desportivas. E isso sem sacrificar a condição de aluno de bom rendimento acadêmico.

Hospital de Saúde Mental de Messejana é premiado no XIV Congresso Brasileiro de Qualidade em Serviços de Saúde

Centro de Pneumologia e Alergia é um referencial médico.

Fonte: Governo do Estado do Ceará

Centro de Pneumologia e Alergia, situado na Rua Rui Barbosa, 1349 - Aldeota em Fortaleza, que tem na direção a competente médica pneumologista e alergista Dra Lorena Madeira,o mesmo consagrou-se por sua atuação no longo dos anos, como uma clinica de referência médica para tratamento das doenças respiratórias. O Centro de Pneumologia e Alergia, foi idealizado e fundado pelo incomparável especialista em doenças pulmonares, Doutor Geraldo Madeira, genitor da Doutora Lorena Madeira, que com maestria e sabedoria dá seqüência ao ideário do seu genitor, hoje afastado das lides do atendimento consultorial por motivos totalmente alheios a sua vontade, pois referem-se a sua saúde que está fragilizada. O Centro de Pneumologia e Alergia dispõe de um corpo clínico homogêneo de especialistas em doenças respiratórias e alérgicas que usam da fisiologia Trabalho, Amor e Crença, no desempenho de suas atividades profissionais.. Destacamos entre os competentes especialistas do referido corpo clínico, o médico cientista estudioso, Doutor Fabio Benevides, um exímio e incansável pesquisador sobre doenças pulmonares

O QUE É CQH? É um Programa de adesão voluntária, cujo objetivo é contribuir para a melhoria contínua da qualidade hospitalar. Estimula

Foto: Meireles

O

Hospital de Saúde Mental de Messejana (HSMM) foi premiado pelo CQH, em 1º lugar como menção honrosa, com o Trabalho “O P r o c e s s o d e Construção da Matriz de Indicadores de Gestão e m H o s p i t a l Psiquiátrico”. Esse trabalho foi apresentado no XIV Congresso Brasileiro de Qualidade em Serviços de Saúde CQH 2010, dias 25 e 26 de maio de 2010, em São Paulo, pelo Diretor Geral do HSMM, Marcelo Theophilo, e pela Gerente do Setor de Nutrição e Dietética, Ana Patrícia Moura Lima. O HSMM apresentou 4 trabalhos (em forma de banner) no Congresso, tendo em vista que o trabalho premiado será publicado na próxima edição da Revista RAS (http://www.cqh.org.br/).

Fonte: Revista Histórias da Saúde edição 22/2010

Mesa Diretora do Evento

a participação e a auto-avaliação e contém um componente educacional muito importante, que é o incentivo à mudança de atitudes e de comportamentos. Incentiva o trabalho coletivo, principalmente o de grupos multidisciplinares, no aprimoramento dos processos de atendimento. MISSÃO DO CQH É contribuir para a melhoria contínua da qualidade do atendimento nos serviços de saúde mediante metodologia específica. HSMM - Hospital de Saúde Mental de Messejana Rua Vicente Nobre Macêdo, s/n Messejana - CEP: 60841-110 Fortaleza - Ceará

O

Esq/Dir (em pé): Dra. Fabíola Nogueira, Dr. Fábio Benevides, Dra. Lorena Madeira e Dr. Magno Eric. Esq/Dir (sentados): Dra. Ana Maria Dantas, Dra. Tânia Brígido Dra. Claudinete Gomes.

Doutor Fábio Benevides é um freqüentador “habitué” de congressos “sui generis”, que com sacrifício, abdicando muitas das vezes de interesses pessoais, comparece aos mesmos, não importando em qual cidade ou país vão acontecer É uma vida dedicada a ciência médica, que aliada a dedicação,determinação e decisão da doutora Lorena, fazem com que o Centro de Pneumologia e Alergia, já tenha uma linda história a ser contada. Que a comunidade continue feliz pelo que o Centro de Pneumologia e Alergia oferece-lhes com carinho e amor e todos tenham sempre nos seus “dia a dia”, a proteção do Senhor e as bênçãos da Virgem Maria.

Na edição comemorativa do Dia do Médico [18 de Outubro] é a sua oportunidade em parabenizar os médicos. [85] 8670.0973


Jornal do Médico, edição 33, ano VI, Maio/Junho/Julho 2010 Especial [www.jornaldomedico.med.br] | 05 A saúde em Barbalha/Ce

Hospital e Maternidade São Vicente de Paulo de Barbalha completa 40 anos de bons serviços Por: Doutor Napoleão Tavares Neves. (01 de maio de 2010)

N

o dia 1º de Maio próximo passado (dia do trabalho), o Hospital São Vicente de Paulo de Barbalha, completou 40 (quarenta) anos de efetivo funcionamento, sob o zelo das Irmãs Beneditinas Missionárias. 1º. de Maio de 1970, eu, Napoleão Tavares estava lá; 1º. de Maio de 2010, eu ainda estou aqui! 40 anos de portas sempre abertas, FAZENDO O BEM SEM OLHAR A QUÉM! O Hospital e Maternidade São Vicente de Paulo, foi fundado pelo médico, Dr. Antonio Lyrio Callou, no já distante ano de 1943, foi concluído pelo Padre Eusébio de Oliveira Lima SDS,então pároco de Barbalha, com dinheiro da MISEREOR, entidade católica da Alemanha, para ajudar os países subdesenvolvidos, sobretudo no setor de saúde. Padre Eusébio de Oliveira Lima, hoje Monsenhor, residindo em BARBALHA,

aposentado recebeu pelo Centro Social Santo Antônio, 300 (trezentos) mil marcos da MISEREOR, aplicando tudo criteriosamente. Hoje o “Hospital Maternidade São Vicente de Paulo” tem: 14.246 metros quadrado de área construída; 228 leitos; 157 médicos no seu eclético corpo clínicos; 567 funcionários. Sendo referenciado para atendimentos por 45 (quarenta e cinco) cidades de cinco Micro-Regiões de Saúde e recebendo clientes por demanda espontânea de mais 60 (sessenta) cidades do Ceará, Pernambuco, Piauí e Paraíba. É a única Oncologia da metade Sul do Ceará. No ano de 2009, fez uma média de 323.932 atendimentos por mães, sendo uma referência regional da saúde hospitalar, a ponto de haver atraído para Barbalha a

Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará (UFC). O seu entorno, em Barbalha, tornou-se região cosmopolita pela afluência de pessoas de todo o nordeste. Recentemente, em uma semana, foram contadas 15 (quinze) ambulâncias de diferentes cidades nordestinas no seu entorno. Tudo isto junto, significa dizer que o “Hospital Maternidade São Vicente de Paulo” é uma casa de amor verdadeiro, amor cristão, desinteressado, FAZENDO O BEM SEM OLHAR A QUÉM! SALVE “HOSPITAL E MATERNIDADE SÃO VICENTE DE PAULO”, QUARENTÃO, MITIGANDO A DOR, AJUDANDO A NASCER BEM, SALVANDO VIDAS, SUBLIMANDO A DIGNIDADE HUMANA, ONTEM SOB O COMANDO DA IRMÃ EDELTRAUT LERCH. AGORA DIRIGIDO PELO DINAMISMO DA IRMÃ ROSA MARIA DE LIRA.

IRMÃ EDELTRAUT LERCH faz parte desta história

IN MEMORIAN

Luto na medicina com a partida do doutor Oziel de Souza Lima OZIEL DE SOUZA LIMA Nascimento: 23/08/1951 Falecimento: 02/07/2010 Pres. da SBA: 1997, Mat. SBA: 4710 Admissão: 11/06/1977. Realizou sua especialização no CET do Serviço de Anestesia do Instituto José Frota no período de 01/02/1977 a 01/02/1978 TSA obtido em 1987 - Reg. SAEC No dia 02 de Julho próximo passado, as

comunidades cearenses, a Sociedade de Anestesiologia do Ceará e toda a categoria Médica, foram abaladas em seus sentimentos, com a nefasta noticia da partida para o alem do Médico Anestesiologista Oziel de Souza. O já saudoso Doutor Oziel de Souza, deixa uma herança com uso e frutos por todos,face a sua determinação do amor ao próximo em todos os seus procedimentos, sua dedicação extrema em defesa da medicina, da dignidade e respeito ao médico em qualquer

circunstância. Sua vida é uma linda história a ser contada. Como ponto marcante de sua despedida, tivemos no dia 24 de Junho próximo passado, o lançamento do livro de sua autoria em parceria com o Doutor Dalgimar Menezes, intitulado “Reflexões Espinhosas” O Doutor Oziel de Souza coordenou a página Fato Médico que era divulgada no caderno Ciência & Saúde do Jornal O Povo.

A Saúde em Quixadá

Hospital do Cariri em Juazeiro do Norte

Bebês de Tocantins voltam pra casa

Marco maior na MEDICINA e Saúde no Cariri

Fonte: Diário do Nordeste

A

equipe da UTI Neonatal do Hospital Maternidade Jesus Maria José (HMJMJ) comemora o retorno dos dois bebês de Tocantins para sua terra natal. Eles chegaram no início de abril passado em Quixadá. Haviam sido encaminhados pela Central de Leitos daquele Estado. Nasceram prematuros e necessitavam de cuidados especiais. O menino, Wendel Correia, chegou com 720 gramas. Hoje, está com dois quilos. A menina, Renata Vitória, pesava 850 gramas e ontem voltou para casa com 1,735 quilo. As mães, Claudiene Correia Sousa, de Gurupí, e Euriane Barbosa Reis, de M i r a c e m a d o To c a n t i n s , f i c a r a m emocionadas. Não sabiam como agradecer o carinho, a generosidade e a dedicação da pediatra Silvana Tenório de Brito e sua equipe. Além dos filhos prematuros, elas foram acolhidas nestes 78 dias no HMJMJ. Não tiveram nenhum tipo de despesa. Nem

teriam como pagar. Foram mais de R$ 2 mil com alimentações e R$ 62 mil na assistência médica aos bebês. Segundo o diretor do Hospital, José Luis da Mota, a Secretaria de Saúde do Tocantins confirmou o ressarcimento das despesas dos bebês. O valor será transferido para a Secretaria de Saúde de Quixadá. Quanto às mães, ele explicou que a unidade, mantida pela Diocese de Quixadá, tem como essência a filantropia. Não poderiam abandonar nenhuma delas, mesmo sendo de outro Estado. O retorno das mães e dos bebês a Tocantins ocorreu ao meio-dia de ontem, com partida do aeroporto de Quixadá. Um avião estava sendo fretado pelo Governo daquele Estado. O mesmo tipo de transporte foi utilizado na transferência deles para o Interior do Ceará. São pelo menos seis horas de viagem aérea até Palmas. Essa foi a

Prof. José Herculano da Silva

As mães, Claudiene Correia Sousa, de Gurupí, e Euriane Barbosa Reis, de Miracema do Tocantins, ficaram emocionadas primeira vez que a Maternidade Jesus Maria José recebeu pacientes de outro Estado. O Diário do Nordeste fez a cobertura, na edição do dia 10 de abril.

Grande é a expectativa do povo Caririense, principalmente os residentes em Juazeiro do Norte, Crato e Barbalha, no sul do Ceará. Encontra-se na contagem regressiva para o início da nova era na Saúde, e consistentemente na Medicina em toda região. Segue com uma perspectiva inteligente, aguardando, um funcionamento voltado para segurança, humanização, respeito, competência e comprometimento com a causa na defesa e qualidade de vida dos pacientes. Acredito que iremos quase eliminar a grande demanda de pacientes portadores de mutilações provocadas por inúmeras doenças degenerativas e doenças outras, com a criação de serviços especializados.

Marketing Político Web-Marketing Comunicação Corporativa Campanhas Publicitárias Móvel: [85] 9667.3827 Portal: jargollo.ppg.br E-mail: argollo@jargollo.ppg.br Twitter: jargollo Skype: jargollo.ppg.br

Eugênio Celular, conserta qualquer tipo de celular. Rua Torres Câmara, 644 loja 02 Fones: [85] 3082.0195 - 8803.4843


06 | Jornal do Médico, edição 33, ano VI, Maio/Junho/Julho 2010 [www.jornaldomedico.med.br]

A Academia Cearense de Medicina vira mais uma página de uma linda história ainda a ser contada! Fonte: Revista Histórias da Saúde Ed. 22/2010

N

o dia 14 de Maio próximo passado, a família médica viveu mais um dia de glória e emoção com a SESSÃO SOLENE realizada no Auditório Castelo Branco da Reitoria da UFC, promovida pela ACADEMIA CEARENSE DE MEDICINA, conforme convite da Presidência para os acadêmicos, familiares e outros convidados especiais Os motivos que determinaram a realização da referida sessão foram: I - Nomeação de PATRONOS para novas cadeiras; II - Diplomação de novos MEMBROS HONORARIOS do sodalício; III - Transmissão do cargo de Presidente e Posse do Novo Presidente da Academia Cearense de Medicina para o Biênio 2010 a 2012. Com o auditório lotado, foi composta a mesa com as pessoas que vão coordenar a sessão solene. O orador oficial foi o Dr. Francisco Flavio Leitão de Carvalho, que com seu domínio total da oratória e notório saber referente aos assuntos que foi convidado a discorrer, fez a alegria de todos estremecendo corações emotivos, principalmente quando falou sobre o saudoso imortal Doutor Carlos Mauricio de Castro Costa. A coordenação da sessão solene ficou a cargo do médico imortal Dr. Wladimir Távora, que com sua experiência e competência fez com que tudo transcorresse sem alterações. Um auditório com predominância de Médicos imortais e familiares dos mesmos, estando por lá também o Doutor Eudoro Santana da Assembleia Legislativa do Ceará.

Com a composição da mesma o Presidente Paulo Picanço declarou estar aberta a sessão solene, passando ao Dr. Vladimir Távora, como responsável pelo cerimonial, a incumbência de projetar as atrações subseqüentes. A cada instante as emoções afloravam entre os presentes, nos reencontros com velhos e novos colegas, um espetáculo a parte que mais enobrecia a referida Sessão. Através do Dr. Wladimir Távora, seguindo o cerimonial, foi fornecido o nome dos acadêmicos novos patronos das cadeiras como se segue: Josa Magalhães, Cadeira n° 57; José Alves Fernandes, Cadeira n° 58; José Gomes da Frota, Cadeira n° 59; Ocelio Pinheiro, Cadeira n° 60; Thomas Pompeu de Sousa Brasil Filho, Cadeira n° 61. Foi noticiado e dado posse aos novos membros honorários do sodalício Valton Miranda Leitão, José Elízio de Holanda e Carlos Mauricio de Castro Costa. A Sessão desenvolveu-se em ritmo bastante alegre, mas eivado de emoções que se extravasavam com a presença de familiares dos acadêmicos agraciados com cadeiras de patronos ou com a posse como membros honorários do sodalício Depois de complementadas as cerimônias respectivas acima enumeradas, foi dado seqüência a sessão solene que chegava ao seu ponto culminante, a passagem de cargo do Presidente. Com um discurso bem objetivo como prestação de contas de sua Presidência, o Doutor Paulo Picanço, encantou a todos,

sensibilizando até o futuro novo Presidente. Alem de enumerar os principais feitos de sua gestão o Dr. Paulo Picanço externou sua gratidão para todos os funcionários pela dedicação com que desempenharam suas missões A seguir foi dada posse ao novo Presidente para o biênio 2010 a 2012, Doutor Antero Coelho Neto que fez o uso da palavra, apresentando os componentes de sua Diretoria e agradecendo ao Doutor Paulo Picanço pelos ensinamentos que lhes passou que lhe encorajou a, sem medo, assumir a Presidência da Academia Cearense de Medicina Seguindo o ritual do cerimonial e atendendo a normas estatutárias o Doutor Paulo Picanço passou para o Doutor Antero Coelho Neto, novo Presidente, o tradicional colar que acompanha o Presidente no período de sua gestão. A alegria entre imortais, familiares e convidados consolidou-se quando todos foram saborear o coquetel oferecido pela Presidência e os bate papos saudosistas

Acessem www.jornaldomedico.med.br e deixem suas impressões!

Dr. Paulo Picanço e Dr. Antero Coelho Neto momento tradicional de transmissão do colar que acompanha o presidente durante sua gestão dominaram o final de festa Parabéns ao doutor Paulo Picanço que com os feitos de sua gestão grava em definitivo seu nome na história da Academia Cearense de Medicina e parabéns também ao doutor Antero Coelho Neto que já demonstrou o carinho e dedicação com que vai gerir este sodalício, reduto do saber médico.


Jm 33 posse academia cearense de medicina bienio 2010e2012 2010