Issuu on Google+

Distribuição gratuita

15 a 31 de janeiro de 2007

Ano 25 - nº 383

Pista vai ligar QE 46 ao Viaduto da Candangolândia Obra já está licitada e fica pronta em 90 dias e deve reduzir bastante os congestionamentos no acesso do Guará II via Zoológico Fica pronta até maio deste ano a via de ligação entre a QE 48 e a Via Epia (Viaduto da Candangolândia).

Além de oferecer economia e segurança aos moradores do chamando Guará-Sul, a obra vai representar uma redução no trânsito do acesso do Guará II.

A construção do acesso foi uma das promessas do governador José Roberto Arruda durante o Governo das Cidades, em agosto do ano passado (Página 3).

EDUCAÇÃO NO GUARÁ

Faculdade Projeção cria mais 450 vagas no Guará em nova sede Enquanto isso, o Unicesp retoma as aulas depois de uma greve de professores que paralizou a maior parte dos cursos do segundo semestre do ano passado. Os problemas financeiros foram resolvidos pelo novo dono da escola, o deputado mineiro Rui Muniz (Página 11).

A Faculdade Projeção passa a funcionar no Guará II, ao lado da Creche Sorriso de Maria, onde vai passar a oferecer 600 vagas ensino superior, quatro vezes que a capacidade atual. A escola investiu R$ 400 mil na reforma das instalação do prédio que abrigava o Unicesp até o ano passado. Bruno de Jesus, o destaque

Augusto, o novo técnico

Esportivo é Guará no Candangão 2008

O Clube Esportivo Guará começa no dia 20 de janeiro sua participação no Campeonato Brasiliense de 2008, contra o Legião, no Estádio Mané Garrincha, às 10h. Para tentar repetir o feito do ano passado, quando foi vice-campeão, o representante guaraense vem reforçado com uma parceria de empresários do interior de São Paulo e um retime com várias caras novas. Página 13

INUNDAÇÃO NUNCA MAIS Obras vão melhorar escoamento das águas pluviais nos locais mais críticos A Administração do Guará e a Novacap iniciaram as obras de ampliação da rede de captação de águas pluviais do Guará I, para evitar novos alangamentos

como os verificados em períodos de chuvas intensas. As obras vão chegar também ao Guará II, principalmente na EQ 33 (Página 3)

QEs 42 e 44 ganha rede de águas pluviais Até o final de janeiro começam as obras para a instalação da rede de captação de águiuas pluviais nas QEs 42 e 44. A antiga reivindicação dos moradores deve canalizar as enxurradas e evitar enchentes e a destruição do asfalto. Por se tratar de uma

grande obra, diversas ruas precisarão ser cortadas e interditadas. Por um breve período os moradores precisarão ter muita paciência com a lama, a sujeira e os enormes buracos nas ruas. Os investimentos nas mais novas quadras do Guará serão

muitos em 2008. A obra na 42 e 44 custará aos cofres públicos quase R$ 800 mil. A QE 38 e a QE 46 também vão receber a rede de águas pluviais. Com a obra as bocas de lobo estarão presentes em toda a cidade. Página 3


15 a 31 de janeiro de 2007

Ano 23 - nº 364

Distribuição gratuita

Administrador regional do Guará

Gilson Arraes, o interino O servidor de carreira do GDF Gilson de Sousa Ar raes, técnico em Edificações, responde pela Administração Regional do Guará até a indicação do administrador efetivo. Gilson pode ficar no cargo até fevereiro, quando o Gover no Arruda deve fechar as negociações para completar o staff do governo. Com 37 anos de GDF, Gilson trabalha na Administração do Guará desde 1981 (página 3).

Depois de completado o primeiro escalão, o Governo Arruda se preocupa agora com o segundo escalão, onde estão os cargos mais cobiçados pelos políticos, principalmente as administrações regionais. Por isso, é que há uma preocupação do governador em não errar mais depois do episódio da nomeação do deputado distrital Benício Tavares para administrar Ceilândia, em que a população se revoltou e o próprio deputado desistiu de assumir. A ordem é não descontentar nem a população nem os aliados. Negociar até haver consenso. No caso do Guará, o leque de candi-

datos ficou reduzido a cinco nomes, mas ainda não há consenso entre o interesse de três grupos. O deputado Alírio Neto tenta emplacar o líder comunitário Joel Alves, mesmo depois de apadrinhar a ida de seu amigo Cléber Monteiro para a direção da Polícia Civil. O deputado federal Augusto Carvalho luta pelo nome de Antonio Girotto. E Deverson Letieri, que também tem a simpatia de Alírio, Luciano Lima e seu pai João Paixão estão na lista do próprio governador Arruda. Veja na página 5 quais as nuances que envolvem a indicação do administrador do Guará.

ESPORTIVO É GUARÁ NA PRIMEIRONA

Boa comida Girotto está de volta Novo restaurante preserva a qualidade do antigo Girotto Restaurante, mas com novidades, inclusive culturas (Página 12)

Leque reduzido a cinco nomes

Alírio na presidência da Câmara Legislativa O guaraense Alírio Neto assumiu com o compromisso de resgatar a imagem da casa (Página 7)

Time estréia no dia 21, domingo, às 16h, no Cave, contra o Gama (página 13).


1 a 15 de fevereiro de 2007

Ano 23 - nº 365

Distribuição gratuita

Temos administrador regional

DEVERSON LETTIERI

O empresário do ramo de clínica médica e ex-subsecretário de Desenvolvimento Econômico Deverson Lettieri é o novo administrador do Guará. Deverson, 41 anos, foi uma escolha pessoal do governador José Roberto Arruda mas com respaldo dos dois principais líderes políticos da cidade, o deputado distrital e presidente da Câmara Legislativa Alírio Neto e o deputado federal e secretário de Tecnologia Izalci Lucas.

Considerado um técnico competente e de trato fácil, Deverson venceu a disputa contra outros quatro candidatos ao cargo. Para ajudar na escolha, o governador Arruda encomendou uma pesquisa na comunidade para ver quem era o preferido entre os cinco nomes apresentados. Deu Lettieri. A ordem de Arruda ao novo administrador é para apertar o cinto, ouvir a comunidade e trabalhar muito.

FUTEBOL

Posse muito concorrida

Time empatou os dois primeiros jogos, contra dois dos favoritos ao título: Gama e Brasiliense. Próximo jogo é contra o Ceilândia, dia 4 de fevereiro, no Abadião. Página 13

Foto Adalberto Marques

Esportivo Guará tem início animador

Cerca de 600 pessoas prestigiaram a posse do novo administrador Deverson Lettieri, entre amigos, lideranças e autoridades. O próprio governador Arruda e o vice Paulo Octávio fizeram questão de comparecer, assim como o presidente da Câmara Legislativa Alírio Neto, secretários de estado e parlamentares. Foi o maior público presente numa posse de administrador regional do Guará na história da cidade. Páginas 3, 5, 6, 7 e 9


Ano 23 - nº 366

1 a 15 de março de 2007

Distribuição gratuita

A Administração do Guará, com o respaldo do governador Arruda, começou a atacar as invasões de áreas públicas na Região do Guará. Mapeamento aéreo mostra o descontrole das ocupações. Operação para retirada das ocupações irregulares deve acontecer até final de março. Página 7

SQB - luxo conforto e segurança O condomínio Super Quadra Brasília, ao lado da EPTG, desfaz o mito de que não há demanda para ofertas de melhor qualidade fora do eixo Plano PilotoSudoeste. 98% está vendido antes da conclusão do projeto.

Operação recolhe 5 mil ton. de lixo e entulho da cidade Numa operação que envolveu cerca de 300 caminhões e máquinas do GDF, foram recolhidas mais de cinco mil toneladas de lixo das redondezas do Guará. A sujeira estava acumulada desde o início do ano, porque o governo não tinha equipamentos e pessoal para o recolhimento depois que os contratos com o ICS foram encerrados. A Administração Regional pretende controlar as áreas de desova através de fiscalização e conscientização dos carroceiros e moradores (Página 3).

João Paixão assume Parque da Cidade Líder comunitário do Guará quer revitalizar principal área de lazer do brasiliense (Página 12).

Luciano Lima vai para Secretaria da Juventude

Assessor de Arruda deixa subsecretaria de Cultura para assumir projeto voltado para a juventude (Página 6).

Esportivo Guará já é 5º Depois de vencer o Paranoá, time sobe na tabela e enfrenta o Luziânia no Cave, dia 3 (sábado) - Página 13.


16 - 15 a 31 de março de 2007

JORNAL DO GUARÁ

ESPORTE

quer “ressuscitar” Esportivo perde mas Grupo o Clube de Regatas Guará continua com chances Time leva gol bobo quando dominava o Brasiliense no estádio do Cave mas ainda é 3º Logo depois de perder um gol feito após a bola bater na trave, o Esportivo Guará levou um gol bobo e perdeu o jogo por 1 a 0 para o Brasiliense no Estádio do Cave. Até levar o gol do meia Adrianinho, que enganou o goleiro Halisson, o Esportivo era melhor no jogo. Na ânsia de recuperar o prejuízo o time da cidade atacou de forma desordenada, mas prevaleceu a maior experiência do Brasiliense, que tinha em campo três jogadores com passagem por grandes clubes do futebol brasileiro: Carlos Alberto (Botafogo e São Paulo), Dimba (Botafogo e Flamengo), Warlei (Palmeiras, Atlético -PR e São Paulo), Adrianinho (Flamengo e Corinthians). Mesmo perdendo, o Esporti-

Time guaraense jogou bem mas perdeu numa bobeira vo continua com muitas chances de conseguir uma das duas vagas do DF para a Série “C” do Campeonato Brasileiro - Brasiliense e Gama estão na Série “B”. O

time guaraense empatou com o Gama em 13 pontos ganhos e joga em casa contra Ceilândia (31/03) e Paranoá (14/04), mas sai para enfrentar D.Pedro II (8/04), Luziânia (22/04) e Unaí (29/04).

Agonizando depois de abandonado pelo grupo ligado ao PMDB que o controlou durante nove anos, o Clube de Regatas Guará pode ressurgir das cinzas. Pelo menos é a vontade do administrador regional Deverson Lettieri com o apoio de um grupo de pessoas ligadas ao clube mas sem ligação com a diretoria anterior. Sem patrimônio e dÍvidas avaliados em mais de R$ 3 milhões, o tradicional Guará, o clube profissional mais antigo do futebol brasiliense, foi rebaixado para a segunda divisão no ano passado depois de ser considerado durante muitos anos uma das três forças do futebol brasiliense. A decadência começou em 1997, quando o grupo peemedebista assumiu o clube campeão de 1996 - os três presidentes do período, Márcio Antonio da Silva, Fábio Simão e Márcia Fernandez, são do Diretório Regional do partido, assim como o presidente do Conselho Deliberativo, Divino

Alves. Fábio Simão e Márcia Fernandez ficaram apenas três meses cada um no cargo e Marcinho foi responsável pelo restante, quando o clube vendeu o restante do seu patrimônio e perdeu outra parte na Justiça por causa de dívidas (ônibus e apartamentos) - Depois do rebaixamento, Marcinho se demitiu antes da assembléia para escolha da nova diretoria. Parte das dívidas com a Justiça foi perdida à revelia porque o clube não se defendeu. Somente com o Sesc, que reclama o cancelamento do contrato que repassou o Clube de Vizinhança para o Clube do Comerciário, são quase R$ 1 milhão. Cerca de R$ 2 milhões são dívidas de contratos mal feitos ou não defendidos na Justiça Trabalhista. Mas essa situação não assusta o grupo, que pretende negociar o passivo e buscar apoio da iniciativa privada para retornar o clube para a Primeira Divisão já a partir do próximo ano.

Ano 23 - nº 367

15 a 31 de março de 2007

Distribuição gratuita

Operação para retirar o

MORADOR DE RUA Mais uma iniciativa tenta resolver o problema do morador de rua do Guará. Com a participação das polícias Civil e Militar, órgãos de assistência social e de fiscalização e Organizações Não Governamentais que atuam na cidade, a Administração Regional está desencadeando uma operação para tentar retirar essa população da rua e encaminhá-la para casas de abrigo ou devolvê-la à sua região de origem. A primeira tentativa não deu o resultado esperado porque faltou “clientela” - de manhã, o horário escolhido os moradores de rua estão dispersos em busca de comida, álcool ou droga - e a participação de alguns órgãos do próprio governo que se comprometeram a acompanha a operação. A ação vinha sendo reclamada pela população há muito tempo, incomodada com o constrangimento, atentados ao pudor e violência praticados pela população de rua.

A PÁSCOA PERTO DE VOCÊ

Páginas 8 e 9

Guerra às faixas

A Administração Regional resolveu agir para despoluir a cidade. Arrastões duas a três vezes por semana recolhem todas as faixas espalhadas nas áreas públicas. Enquanto isso, os anunciantes estão sendo

notificados e multados. Outro alvo da operação são os muros pintados com propaganda, principalmente os da passarela do metrô. Página 3

Grilhagem no Lúcio Costa Terreno de 20 mil metros é cercado com muro. Responsável desrespeitou em-

bargo e a própria liminar que conseguiu na Justiça (Página 5)

Fábrica de talentos no Guará Academia Corpo Arte é bi-campeã de judô do Distrito Federal.

A academia é formadora de talentos, mas sofre com falta de patrocínio (Página 13).


Ano 23 - nº 368

15 a 30 de abril de 2007

Distribuição gratuita

PUXADINHOS ENQUADRAD0S

A Administração do Guará quer disciplinar o uso de área pública utilizada para ampliar as lojas comerciais. Além da parte estética, a preocupação da medida é recuperar o espaço do pe-

Esportivo na Série C

Representante do Guará, caçula do futebol brasiliense, o Clube Esportivo Guará adquiriu o direito a uma das vagas do DF para a Série C do Campeonato Brasileiro. Página 11

destre nas calçadas. Mas, de acordo com o administrador Deverson Lettieri, as medidas serão discutidas antes com os empresários(Página 3).

Conselho para cuidar do morador de rua Representantes de associações, clubes de serviços, Maçonaria e do governo vão integrar o Conselho Comunitário Social, proposto pela Administração do Guará para tratar, entre outros assuntos sociais, da questão do morador de rua. Página 13

CÂMARA LEGISLATIVA

Os primeiros 100 dias de Alírio Neto Em pouco mais de três meses no cargo, o presidente da Câmara Legislativa Alírio Neto tomou medidas importantes para recuperar a imagem da casa, desgastada por escândalos e denúncias de mau uso do dinheiro (Página 7).

Hospital do Guará ganha mais 129 leitos

Página 7


Ano 24 - nº 369

1 a 15 de maio de 2007

Distribuição gratuita

ESPECIAL nas páginas 9, 11, 13 e 15

Cristiano quer mais agilidade da Câmara Página 6

Esportivo Guará é vice do DF Página 13

Segurança recebe mais 9 viaturas Página 19

Área pública

Administração cadastra ocupação Página 3

Lettieri espera mais consciência dos moradores Página 7


12 - 1 a 15 de junho de 2007

JORNAL DO GUARÁ

ESPORTE

Esportivo Guará reforçado para Série C

Welington Dias, ex-ídolo do Brasiliense, e Giovane, um dos maiores artilheiro do DF, são alguns dos reforços. Estréia será 8/07 em Itumbiara Vice-campeão candango deste ano, o Clube Esportivo Guará quer surpreender também na Série “C” do Campeonato Brasileiro. O time que desbancou Gama e Ceilândia, considerados “grandes” do futebol do DF, está sendo reforçado para tentar uma das duas vagas para a Série “B” do Brasileirão. A base vice-campeã foi mantida. Ficaram os goleiros Welder e Anderson, os zagueiros Natan, Moacri, Clein, e Robson Pirapora, os meias Rafael, Bira, Leandro Porto e Maninho, e os atacantes Leandro Porto e Haroldinho. Os reforços são os zagueiros Samir, exBotafogo-RP, Jakson, ex-Portuguesa-SP,

Mauro, ex-Conrinhians, Alexandre, exItuano, Paulinho, ex-Flamengo-SP; e os meias Marcelinho, ex-CFZ e Paranoá, André Bahia, ex-D.Pedro, Daniel, ex- Unaí, e os atacantes André Borges, ex-Gama, Giovane, ex- Ceilândia, Erivelto, ex-Goiás e Santos, Paulo, ex-Corinthians-AL, e Wellington Dias, ex-Brasiliense. Mas o Esportivo perdeu o técnico Marquinhos Bahia, que preferiu aceitar proposta do mvmvmvmvmv, e foi substituito por Mozair Barbosa, que comandou o Unaí no último Campeonato Brasiliense. Wellington Dias Considerado o ponto mais fraco do

time, o ataque está sendo reforçado com Wellington Dias, que chegou a ser ídolo do Brasíliense de 99 a 2003, mas caiu de produção após operação no joelho. Depois de disputar o campeonato foiano pelo Inhumas, o jogador preferiu aceitar a proposta do Esportivo como um desafio para recuperar o seu bom futebol atuando no DF, onde se projetou. O ataque do time guaraense pode receber outros dois importantes reforços. Segundo o presidente José Neto, estão bem adiantantas as negociações com o veterano Maurílio, que atuou por vários times grandes do futebol brasileiro, e Cléber, ex-Vitória-BA.

JOGOS DO ESPORTIVO GRUPO 10 8 de julho (domingo) - 16h

Itumbiara (GO) x Esportivo Em Itumbiara 15 de julho (domingo)- 16h

Esportivo x Jaciara-MT Estádio do Cave

18 de julho (quarta)- 20h30

Esportivo x Vila Nova-GO Estádio do Cave No segundo turno, os mandos de campo serão invertidos

Carro pode ser comprado por menos de R$ 1 mil Já imaginou comprar um Fiat Pálio 0 km por menos de R$ 1 mil. Ou, até por pouco mais R$ 1? Essa oportunidade está sendo oferecida pela promoção Menor Lance Único no Guará, promovida pelo Clube Esportivo Guará. A promoção é um leilão, mas ganha quem oferecer a menor e única oferta, até R$ 1 mil. Por

exemplo: leva o carro ou a tv de plasma de 42 polegadas, quem oferecer R$ 1,01 (Um real e um centavo), desde que seja o único lance oferecido. Para concorrer, basta ligar para o número 011.7456.6881 e dar o lance. O custo é da ligação para celular. Os recursos provenientes da parte que lhe couber

serão utilizados pelo Clube Esportivo Guará para custear a campanha do time no Campeonato Brasileiro da Série “C” (ver matéria acima) e montar a estrutura do clube para as próximas competições. O leilão será aberto no dia 28 de junho, quando serão conhecidos os vencedores. Veja detalhes abaixo.

Que tal comprar uma TV de Plasma com preço que você quiser? Bom, né? E um carro Zero Km, já imaginou? Fácil, basta pegar o telefone agora mesmo e ligar:

011 -7456 6881 *custo de uma ligação para celular

Dê o menor o lance até R$ 1 mil. Até o final da venda se seu lance for o único a TV e o CARRO 0 km são seus. Ao realizar a ligação, você receberá em reposta mensagens de voz, que qualificam seu lance. Exemplo:

Ligue 0xx.11.7456.6881

“Parabéns! O seu lance é o menor e único até agora. Se até o encerramento da venda, não houver nenhum outro lance menor e único, você terá o direito de comprar o produto pelo valor que ofertou!” Ótimo, né? Então não perca mais tempo e dê o seu lance. Uma TV de plasma e um CARRO zero km podem ser seus!Conheça melhor o regulamento acesse: www.menorlanceguara.com.br

1 a 15 de junho de 2007

Ano 24 - nº 370

Distribuição gratuita

Controle das carroças

Mais uma tentativa

Pela 4ª vez, o governo tenta disciplinar a atividade dos carroceiros no Guará. A iniciativa desta vez é da 4ª Delegacia de Polícia, que está cadastrando todos os carroceiros, que terão que trabalhar com colete padrozinado e as carroças foram pintadas nas cores amarela e preta Depois de concluído o cadastramento começa a fiscalização. Quem não estiver dentro das normas será multado e a carroça recolhida (Páginas 6 e 7).

SUJEIRA DEMAIS A reclamação é geral. A cidade nunca esteve tão suja. É lixo e entulho jogados por todos os lados. O problema foi provocado pela troca de prestadoras de serviço de limpeza pública.

A Administração Regional tenta amenizar a situação, mas não tem gente nem equipamentos suficientes. Mas o SLU promete regularizar a limpeza até o final do mês, quanto entram em operação as novas empresas contratadas (Pag. 3).

Esportivo se reforça Está de volta a para a Série C Revista do Guará Wellington Dias, ex-ídolo da torcida do Brasiliense de 99 a 2003, é a grande aposta do Esportivo Guará para a disputa da Série “C” do Campeonato Brasileiro. A base vice-campeã do DF foi mantida, mas o técnico Marquinhos Bahia foi substituido por Mozair Barbosa. O time guaraense estréia dia 8 de julho, contra o Itumbiara-GO e depois enfrenta Jaciara-MT e Vila Nova-GO. Página 12

Quatro anos depois de deixar de circular, a Revista do Guará volta a par tir de junho. A revista é uma publicação do Jornal do Guará. (Página 12)

JUNHO/2007


15 a 31 de junho de 2007

Ano 24 - nº 371

Distribuição gratuita

Guará em ritmo de obras REFORÇO NA ILUMINAÇÃO Toda a iluminação da orla e das vias centrais do Guará está sendo toda trocada por uma mais moderna e mais econômica. A obra, gerenciada pela CEB em parceria com a Administração do Guará, será concluida em julho. Os postes atuais, de aço, estão

sendo substituidos por postes de concretos, de 16 metros, e as lâmpadas de 250 watts estão sendo trocadas por outras de 400 watts, mais econômicas. A nova iluminação está sendo instalada no centro dos canteiros, com menor risco para os motoristas. Página 7

REFORMA NO ASFALTO Com quase 40 anos de existência, o asfalto das vias principais do Guará está sendo trocado. A obra é o primeiro dos grandes investimentos para o Guará no primeiro ano do Governo Arruda. Serão gastos R$ 2,2 milhões com o serviço. Página 7

Alírio consegue R$ 9 milhões no Orçamento para o Guará

A Região do Guará vai receber nos próximos três anos mais de R$ 9 milhões. Esses recursos foram incluídos pelo deputado Alíriono Neto (PPS), presidente da Câmara Legislativa, no Plano Plurianualdo DF (PPA). (Pag.6)

Administração mais próxima dos moradores Administrador e equipe vão ouvir a comunidade in loco (Pag.5)

“Laranjinhas” chegam para limpar a cidade Após seis meses de muita reclamação dos moradores, finalmente a sujeira da cidade está com os dias contados. A equipe da limpeza dobrou no Guará. Página 3

Esportivo pronto para a Série C Depois da participação do Clube de Regatas Guará em 1993, a cidade volta a ter um representante na Série C do Campeonato Brasileiro. Vice-campeão brasiliense de 2007, o Esportivo Guará estréia dia 8 de julho contra o Itumbiara, no interior de Goiás. O segundo jogo, dia 15 de julho, será no Estádio do Cave, que está sendo reformado para os jogos do representante guaraense. Página 9


Distribuição gratuita

15 a 31 de julho de 2007

Ano 25 - nº 372

Foto: Ronaldo Nascimento

MAIS LUZ Além das principais vias, que estão recebendo nova iluminação, mais econômica e mais funcional, outros pontos da cidade que tinham iluminação precária estão sendo melhor iluminados. A CEB e a Administração Regional estão reaproveitando os postes antigos para reforçar a iluminação de algumas praças e Página 3 quadras.

Guaraense no Mundial de Futevôlei

Márcia Negreiros, da dupla Márcia/Lana, é uma das representantes brasileiras e guaraenses no Mundial de Futevôlei, na Itália (Página 13).

Guará exporta projeto das carroças O GDF resolveu adotar o projeto criado pela 4ª DP e Administração do Guará que controla o trânsito e o uso das carroças (Página 7).

Alírio aproveita recesso para visitas Enquanto a maioria dos parlamentares prefere viajar durante os recessos da Câmara Legislativa, o deputado Alírio Neto está utilizando o período para visitar e ouvir eleitores (Página 6).

Presa quadrilha que furtava residências A polícia prendeu uma quadrilha responsável por boa parte dos furtos a residências no Guará nos últimos meses (Pag.9)


Carro fácil, fácil Na W & A você encontra ótimas ofertas de veículos usados, de ótima procedência, e bem conservados

SIENA 2000

UNO 03

ELX, 1.3, prata, Completo - ar, 4 pts

Fire, branco, 2 pts, IPVA pago, só do DF

R$ 17.800

R$ 13.500

BIG BROTHER

Cidade vai ganhar 45 câmeras inteligentes O programa de policiamento comunitário do GDF vai implantar 45 câmeras filmadoras em pontos estratégicos da cidade, para inibir a cri-

GL, 2 pts, preto, novíssimo

R$ 13.300

Fire, 2 pts, preto, só do DF

R$ 12.400

KADETT 93

Página 5

GSI, 2.0, Completo, painel digital

As novas medidas de segurança foram apresentadas aos empresários Página 4

R$ 10.500

OUTRAS OFERTAS: Kadett 98, verde, completo, impecável - R$ 15.500 Suzuki Samurai Kanvas, 95, 1.3, branco - R$ 18.900 Moto Yamaha XT 600, azul, novíssima - R$ 11.300

Sortudo da MegaSena divulgou o Guará

UNO 05 Fire, 4 pts, branco, modelo novo

R$ 17.300

Página 3

Serão implantados também mais dois postos policiais - um na QI 20, em frente à QE 7 e outro em frente ao Pólo de Moda -, com 30 policiais cada.

E também compra seu carro ou recebe na troca. Ou financia seu próprio carro

UNO 02/03

minalidade. O sistema já funciona, com ótimos resultados, em Sobradinho, Cruzeiro/Sudoeste e Ceilândia

E mais dois postos policiais

Que podem ser financiados com as melhores taxas do mercado em até 100% do valor

FIESTA 2000

Distribuição gratuita

1 a 15 de agosto de 2007

Ano 25 - nº 373

3381.1686 QE 15 15 Bloco Bloco BB Guara Guara IIII QE

A notícia de que um morador da cidade foi o ganhador do prêmio de R$ 18,9 milhões da Mega-Sena divulgou o Guará para todo o País. Lotérica onde foi feito o jogo virou romaria para quem busca uma sobra da sorte do jornalista Roberto Kuppé, que apostou apenas R$ 12 para ficar milionário. Ganhador diz que o destino o levou ao prêmio depois de ganhar também na Lotomania. Página 9

RECAPEAMENTO DO ASFALTO

Começou no Guará II A exemplo do Guará I, todo o asfalto da via contorno e central será recapeado. Obra será concluída em dois meses. Sobra do asfalto será destinada aos acessos das colônias IAPI e Bernardo Sayão.

Vexame do Esportivo: time é o pior da Série C O representante do Guará fez a pior campanha da primeira fase da Série C do Campeonato Brasileiro, ao perder todos os seis jogos que disputou. Time foi desmontado e será refeito para a disputa da Copa do Brasil, no segundo semestre (Página 13). Enquanto um sai o outro entra. O Clube de Regatas Guará começa sua participação na segunda divisão candanga dia 2 de março, no Cave, contra o Samambaia. O representante da cidade vai disputar uma das vagas para a primeirona contra Samambaia, Renovo, Ceilandense, Brazlândia, Cruzeiro, Legião, Capital e CFZ/Católica.


16 -

15 a 31 de agosto de 2007

ESPORTE

Dois clubes do Guará na segundona do DF Campeonato começa em setembro e oferece duas vagas à primeirona

Guaraense é campeão de jiu-jitsu O guaraense Artur Santos Trajano, 22 anos, é o novo campeão mundial de jiujtsu na sua categoria. O título foi conquistado durante a Copa do Mundo da modalidade, realizada em julho, em Teresópolis (RJ). Como o jiu-jitsu não é esporte olímpico, Artur está fazendo carreira também no judô, com o objetivo de participar de competições nacionais e internacionais. “Quem sabe não vou à próxima Olimpíada?”, diz ele, num desafio a si próprio. Os treinamentos são divididos entre as duas modalidades, durante toda a semana.

Depois da excelente participação do Esportivo no Campeonato Brasiliense (foi vice-campeão), mas da péssima campanha no Brasileiro da Série C (perdeu todos os seis jogos), o torcedor guaraense volta a ter a oportunidade de acompanhar os representantes da cidade numa competição oficial de futebol. Clube de Regatas Guará, outrora um dos clubes mais tradicionais do DF, e o Capital, antigo Maringá, começam a disputar a Segunda Divisão do Campeonato Brasiliense de Futebol, em que estão em jogo duas vagas para a primeirona do próximo ano. O Guará, depois de ter sido rebaixado no ano passado pela primeira vez na sua história e abandonado pelo ex-presidente Márcio Antonio da Silva, o Marcinho, tem nova diretoria. O novo presidente Renato Barros, franqueado da Escolinha do Fluminense no DF, ainda busca meios para formar um time capaz de lutar por uma das vagas. Por enquanto o que conseguiu foi uma parceria com empresários que controlam o Bandeiran-

te, que vai emprestar metade do time ao Lobo. A única contratação de maior impacto, pelo menos para o torcedor brasiliense, é o atacante Cássio, que jogou pelo Brasiliense e Ceilândia. O técnico é Evilásio, ex-jogador e técnico de vários times do DF. Na parceria, os empresários do Bandeirante vão se responsabilizar pelos salários e todos os custos com alimentação e transporte de seus jogadores, enquanto o Guará se encarregará das despesas do seu pessoal. Falta de apoio Renato reclama que ainda não conseguiu o patrocínio necessário para custear as despesas com o time, com a arbitragem e a estrutura necessária para a disputa da terceirona com chances de voltar para a primeira divisão. “Estamos buscando apoio pelo menos para zerar os custos. Se conseguirmos mais, vamos atrás de reforços”, anuncia. O Guará estréia dia 2 de setembro, no Cave, às 15h30, contra o Samambaia.

JORNAL DO GUARÁ

Capital aposta em Mozair Barbosa O técnico mais experiente do futebol candango é a aposta do Capital para conseguir uma das vagas. Mozair Barbosa foi escalado pelo presidente Ademilton Pavão para montar e dirigir o time na segundoMozair: muita na. experiência Como pode inscrever apenas cinco jogadores acima de 23 anos, o time investiu em nomes conhecidos do futebol local para dar a experiência aos mais novos. Clein, Nilmar e Robson Pirapora, que disputaram o Brasiliense e a Série C pelo Esportivo, são os destaques. O restante do elenco foi garimpado nas categorias de base de outros times do DF e nas peneiras promovidas pela comissão técnica e outros indicados por empresários. O Capital é o mesmo Maringá, um dos clubes mais tradicionais do futebol amador do Guará e que se profissionalizou há três anos. Depois de disputar o campeonato de 2005, mudou o nome para Capital no campeonato do ano passado. O Capital estréia dia 25 de agosto (sábado), no Abadião, às 15h30, contra o Ceilandense.

15 a 31 de agosto de 2007

Ano 25 - nº 374

Distribuição gratuita

Convocado pelo governador Arruda para desenvolver dois projetos importantes no Detran, Deverson Lettieri deixa a Administração do Guará e é substituido pelo seu ex-chefe de Gabinete Joel Alves. Lettieri ficou apenas seis meses no cargo, período em que a cidade recebeu obras significativas, como o recapeamento do asfalto e o reforço da iluminação pública. Joel Alves é afilhado político e amigo pessoal do deputado e presidente da Câmara Legislativa, Alírio Neto. Páginas 3, 4, 5, 7 e 8

Adonai é o Empresário do Ano no Guará Página 12

Escolas públicas ganham padrinhos Página 11

Via Engenharia apresenta residencial no Guará Página 13


Ano 25 - nº 375

1 a 15 de setembro de 2007

Distribuição gratuita

GOVERNO NAS CIDADES

R$ 26 MILHÕES PARA O GUARÁ

Os moradores do Guará têm muitos motivos para comemorar a passagem do Governo Arruda pela cidade. De uma tacada só foram anunciados R$ 26 milhões em obras, maior investimento do GDF na história da cidade de uma única vez. O governador atendeu a maioria das reinvidicações da comunidade, formuladas em reuniões com as lideranças comunitárias. Entre as reinvidicações atendidas estão a construção de uma ciclovia, reforma de praças, urbanização da Vila Tecnológica, via

de ligação da QE 46 ao Viaduto da Candangolândia, entre outras. Mas, os anúncios de maior impacto foram os da implantação das seis novas quadras e a construção da segunda estação do metrô na cidade. O deputado guaraense Alírio Neto foi o cicerone do governador e o principal responsável pelo atendimento das reivindicações. Páginas 3,4,5e7

Mais luz Os 11 quilômetros da Avenida Contorno do Guará II e a avenida central do Guará I estão melhor iluminados. A nova iluminação, mais potente e mais econômica, custou R$ 1 milhão. De acordo com o vice-presidente da CEB, o guaraense Haroaldo Brasil, a redução de custos de energia será de 30%. Página 7

Novo shopping no Guará A JC Gontijo inaugurou o Flórida Mall, um shopping nos conceitos dos famosos malls americanos, localizado na EPTG, região do Guará. São 81 unidades entre salas e lojas. Página 13


Distribuição gratuita

15 a 30 de setembro de 2007

Ano 25 - nº 376

ENTREVISTA

JOEL ALVES

Rotina: a Invasão do Grêmio está de volta

Administrador Regional do Guará

“Queremos o morador mais próximo do governo” Páginas 6 e 7

CARROCEIROS DISCIPLINADOS A 4ª Delegacia de Polícia e a Administração do Guará querem controlar ainda mais a ação dos carroceiros na cidade, através do projeto Carroça Legal. Além de seguir normas, os carroceiros recebem colete, treinamento e vão ter um curral comunitário (Página 6).

Pouco mais de um mês de removida pela fiscalização, a Invasão do Grêmio resiste e cada vez aumenta mais. Já são cerca de 80 barracos, a maioria

montada por catadores de produtos recicláveis. A área está sendo transformada num lixão (Pag.9).

Representantes do Guará perdem na Segundona A situação do Clube de Regatas Guará e do Capital, os dois representantes da cidade, complicou na segundona do futebol brasiliense. O Capital perdeu em casa para o Legião por 1 a 0 e o Guará para o Brazlândia, fora, por 2 a 1 (Página 11).

Começam obras anunciadas por Arruda e Alírio

Assinada Ordem de Serviço para reforma das praças. Outras obras estão sendo licitadas (Página 3).


12

-

1 a 15 de outubro de 2007

JORNAL DO GUARÁ

ESPORTE

CAMPEONATO BRASILIENSE - 2ª DIVISÃO

Corpo Arte é destaque em Um dos dois clubes do brasileiros de judô e jiu-jitsu Guará cai para a terceirona Academia guaraense volta a pontuar em competições nacionais

Em 2008, o torcedor guaraense vai poder acompanhar as três divisões do Campeonato Brasiliense de Futebol. Com a permanência do Esportivo Guará na primeira divisão - foi o vice-campeão deste ano - a cidade terá obrigatoriamente um representante na segundona e outro na terceirona do próximo ano. Dos dois clubes da cidade que disputam a segunda divisão, um será rebaixado. Clube de Regatas Guará e Capital disputam com o CFZ/Upis uma das duas vagas para a terceira - o Renovo já está rebaixado. O Guará tem 6 pontos e joga sua última partida contra o CFZ, o penúltimo colocado, com 4 pontos. O Capital enfrenta o Renovo, o laterninha, e basta ganhar para se livrar da forca. Neste caso, ou Guará ou CFZ caem. Teoricamente, a missão mais difícil é a do Guará, embora esteja na melhor colocação dos três. É que o CFZ é seu adversário direto para escapar da degola e o Capital enfrenta o já rebaixado Renovo. Campanhas pífias Do Clube de Regatas Guará não se esperava muita coisa, tanta foi a improvisão e a falta de apoio desde o início do campeonato. A grande decepção foi o

Capital, que montou uma razoável estrutura, teve apoio de patrocinadores e montou um grupo de jogadores conhecido do futebol brasiliense. A decepção começou no comando do time, entregue ao experiente Mozair Barboza. Dos 29 pontos disputados nos dois turnos, o time do presidente Ademilton Pavão fez apenas cinco. O Guará não poderia fazer mais do que fez. Rebaixado no ano passado e abandonado pelo presidente anterior Márcio Antonio da Silva, o clube correu o risco de não disputar a segundona por falta de alguém que o assumisse. A única alternativa foi entregar o comando aos sócios da Escolinha do Fluminense no DF, Roberto Miranda e Renato Barros, até então com experiência apenas com a formação de garotos. Sem o apoio prometido pelo grupo que controla o Conselho Deliberativo do Clube, os dois formaram parceria com um grupo de empresários que controla o Bandeirante. No acordo, o próprio presidente do clube dos empresários assumiu a comissão técnica do Guará, uma situação surreal se não acontecesse no futebol brasiliense. Resultado de tanta improvisação: apenas 6 pontos em 29 disputados.

A academia guaraense Corpo Arte voltou a se destacar em competições nacionais de judô e jiu-jitsu. Desta vez foi no 18º Campeonato Brasileiro Interclubes de Jiu-jitsu, realizado em setembro em Araxá(MG), e nas Olímpiadas Brasileiras Escolares, realizadas em Poços de Caldas, no final de setembro e início de outubro. No judô, o grande destaque da academia foi Gabriel Pedro Lima, 14 anos, bicampeão da categoria infanto (12 a 14 anos) o que lhe deu o direito de participar do Sul Americano de Judô, realizado em Viña del Mar (Chile) em que ficou em terceiro lugar na sua categoria. Isadora Pinheiro, 12 anos (2ª colocada), e Lucas Samir, 13 anos (3º colocado), foram os outros destaque da equipe guaraense.

No Jiu-jitsu, a Corpo Arte fez bonito durante o 18º Campeonato Brasileiro Interclubes, em Araxá(MG). Três atletas da academia - Robert Almas, Lúcio Zeidam e Marcus Vinicius - ficaram com a medalha de ouro na suas categorias; Priscilia Barbosa foi a segunda colocada e Murilo Brito foi o terceiro, todos da equipe guaraense. Os cinco estão classificados para o Campeonato Mundial de Jiu-Jitsu de 2008, que será realizado nos Estados Unidos ou no Brasil. A academia guaraense, coordenada por Oswaldo e Renata Navarro, tem se destacado em quase todas as competições locais e nacionais nos últimos anos e é a primeira do ranking brasiliense por equipe no judô e passa a ser também do jiu-jitsu.

Ano 25 - nº 377

Nova diretoria para salvar Creche da 38

Mais uma vez muda a direção da Creche Comunitária da QE 38 com promessa de resolver os antigos problemas de má gestão (Página 9).

1 a 15 de outubro de 2007

Vai começar a construção da 2ª estação do Metrô Em um ano deve ficar pronta a segunda estação do metrô, prometida pelo governador Arruda no final de agosto durante o Governo nas Cidades em visita ao Guará. As obras serão iniciadas em novembro e devem

Mais invasões removidas Já virou rotina. Pelo menos a cada dois meses a fiscalização remove invasões na Região do Guará. Os migrantes são atraídos pelas grandes áreas verdes sem urbanização em , pela fama de solidário do guaraense e pela localização centralizada da cidade. Desta vez foram derrubados cerca de 40 barracos.

Equipe de jiu-jitsu, destaque do Campeonato Brasileiro

Distribuição gratuita

ser concluídas em outubro de 2008, de acordo com informações do presidente do Metrô ao deputado Alírio Neto, o administrador Joel Alves e representantes da comunidade. A nova estação será construída ao lado da QE 24 (Pag.4).

Uma muda para mudar

Mas a do Grêmio ainda não A operação, entretanto, não chegou à Invasão do Grêmio, que, apenas dois meses depois de removida, já conta com mais 80 barracos. Maioria das famílias vive da venda de material reciclável (Página 7)

Nas horas vagas, o dentista Bruno Plazzi se dedica à divulgação do projeto Amigos da Escola, que, através de palestras e distribuição de sementes, procura conscientizar alunos da rede pública da importância de plantar árvores para salvar o futuro do Planeta (Página 6).


16

-

15 a 31 de outubro de 2007

JORNAL DO GUARÁ

ESPORTE

CAMPEONATO BRASILIENSE - 2ª DIVISÃO

Cidade mal na segundona Pelo menos vai servir como brincadeira: Guará é a única cidade do DF com representantes nas três divisões do futebol local. O Esportivo Guará se manteve na primeira divisão foi inclusive o vice-campeão de 2007 - o Clube de Regatas Guará escapou do rebaixamento na última rodada, mas o Capital foi rebaixado para a terceira divisão. Os dois clubes do Guará fizeram campanhas decepcionantes, mas a surpresa foi o Capital, que montou uma boa estrutura fora de campo, um time conhecido e acabou caindo. O Guará desde o início era um dos favoritos ao rebaixamento pela precariedade da sua estrutura e a inexperiência da diretoria e da comissão técnica. O Capital montou um time de jogadores conhecidos no futebol brasiliense e entregou o comando ao experiente técni-

Ademilton Pavão (Capital) ficou furioso com a queda. Já Roberto Miranda e Renato Barros comemoraram permanência do Guará

Distribuição gratuita

15 a 31 de outubro de 2007

Ano 25 - nº 378

Capital foi rebaixado para a terceirona. CR Guará escapou na última rodada. Torcida não prestigiou

Cidade se antecipa para

evitar estas cenas

O Guará conseguiu escapar, mas o Capital decepcionou e caiu co Mozair Barbosa. Sem os resultados esperados, o presidente e único dirigente Ademilton Pavão dispensava e contratava jogadores a cada rodada e acabou demitindo Mozair no meio do campeonato. Na bacia das almas O Guará, campeão brasiliense de 1996 e três vezes vice-

campeão do DF na década de 90, preferiu apostar em nomes desconhecidos e na parceira com o Bandeirante, time controlado por empresários e que vai disputar a terceira divisão. A sorte do lobo da colina é que CFZ/Upis e Renovo eram muito ruins e fizeram campanhas piores e salvaram o time guaraense de uma das três vagas da

barca da terceirona. Mas o alívio só veio no último jogo, ao ganhar, de virada, do CFZ por 2 a 1 no Cave. Legião e Brazlândia subiram Legião, clube montado por fãs da Banda Legião Urbana, foi a grande sensação do campeonato. A estrutura, proporciona-

da por um profissional trabalho de marketing que arrebanhou vários patrocionadores e torcida, e uma competente comissão técnica, deu ao time uma das duas vagas. A outra ficou com o Brazlândia.

Bocas de lobo, galerias e terrenos públicos estão sendo limpos antes do período intenso de chuvas. Defesa Civil recomenda cuidados dos moradores.

GUERRA À PIRATARIA

Administração e polícia deflagram operação para combater venda de produtos ilegais na cidade Uma ação integrada entre fiscais da Administração Regional e polícias Civil e Militar está combatendo o comércio de produtos piratas no Guará. Os alvos são os vendedores de CDs e DVDs piratas, principalmente os que atuam na QE 7 e na Feira do Guará (Página 3)

FEIRA LIMPA

Administração está preocupada com a proliferação de quiosques ao redor da Feira do Guará. E com a falta de espaço para os consumidores (Página 4)

Prevenção pretende evitar as cenas de alagamento verificadas no ano passado em vários pontos da cidade e acidentes no trânsito e em casa. Página 5

Licitada segunda Estação do Metrô Começa nos próximos dias a construção da segunda estação do Metrô no Guará, ao lado da QE 24. Obra ficará pronta em um ano. (Página 6).

Capital cai. Guará se salva Capital, um dos dois clubes da cidade na Segunda Divisão candanga, é rebaixado para a Terceira Divisão. Guará escapa (Página 16)

Adiado julgamento de matadores do bancário Página 7

Latinha nova

Garotas do Guará no Caldeirão do Huck As irmãs Carine e Sabrine foram as atrações do quadro Latinha Velho do Caldeirão do Huck na comemoração do Dia da Criança. Crinho foi todo reformado Página 11


1 a 15 de novembro de 2007

Ano 25 - nº 379

Distribuição gratuita

Recapeamento vai continuar

A sinalização da via contorno do Guará II levou os moradores a pensar que as prometidas obras de recapeamento de todo o asfalto da cidade não ia mais acontecer. Mas a Administração Regional garante que a sinalização foi

providenciada apenas como medida de segurança, atendendo a recomendação do Detran. Enquanto isso, está sendo providenciada nova licitação para a conclusão do restante da obra (Página 5).

De volta as flores dos flamboyants Menos intensa do que nos anteriores, por causa do longo período de estiagem, a floração dos flamboyants da via contorno do Guará II volta a encantar os moradores e visitantes.

Aluguel quase simbólico Localiza paga 50 vezes menos o valor de aluguel corresponde no Guará por área nobre ao lado da Epia Por apenas R$ 2.300 a empresa ocupa uma ára pública em frente ao Free Park, na Região do Guará, de 4 mil m2. A cessão e a renovação do contrato teria contado com a gentileza da Administração do Guará, de acordo com a direção do shopping. Página 9

GUARÁ NA GUERRA OPERAÇÃO RESGATE ONG do Guará usa esporte CONTRA A DENGUE para ocupar jovens carentes A Administração do Guará deflagrou uma operação de combate e prevenção a dengue na cidade, através da limpeza de áreas propícias à proliferação do mosquito transmissor e conscientização dos moradores para os cuidados que devem ser tomados nesta época. Página 4

Uma Organização Não Governamental encontrou no esporte uma forma de promover a inclusão social e evitar que jovens carentes do Guará se inclinem para a criminalidade. Mas apoio do governo e da iniciativa privada. Página 13

Líderes comunitários discutem reivindicações com administrador

Página 7


Ano 25 - nº 380

15 a 30 de novembro de 2007

Distribuição gratuita

Lançados 11 edifícios em apenas um ano Depois de ignorar o potencial da região durante muitos anos, as construtoras descobriram no Guará um novo filão imobiliário. Somente em 2007 foram lançadas seis projeções e outras cinco estão previstas para o início de 2008, que representam cerca de 2.500 imóveis novos. O foco dos empreendedores é o investidor jovem ou de família pequena. Tamanho médio dos apartamentos é de 60m2. Mas, um empreendimento foge, e muito, dessa média. Páginas 6 e 7

Operação Tapa-buraco recupera asfalto O motorista guaraense não vai do que reclamar neste período de chuvas. Os asfalto que é não recapeamento está sendo recuperado através de operações tapa-buraco. A primeira operação já aconteceu e Administração promete outras quando houver necessidade. Página 5

Morador não deve dar esmolas

A Administração do Guará está solicitando aos moradores que não dêem esmolas na rua ou na porta de casa, para evitar o aumento da população de rua e invasões na época natalina. As doações devem ser encaminhadas a instituições sociais. Página 5

Revista do Guará está de volta

O Jornal do Guará está relançando a Revista do Guará, que circulou 1999 a 2002. Com circulação bimestrel, a revista de 32 páginas reinicia sua circulação a partir da primeira quinzena de dezembro. O principal foco da revista são as pessoas do Guará. Página 10

Continua greve no Unicesp A maior instituição de ensino superior do Guará continua fechada. Os professores do Instituto Científico de Ensino Superior e Pesquisa - Unicesp resolveram continuar fora das salas até que recebam os salários atrasados. A crise não envolve somente o atraso no pagamento dos salários, mas divergências na gestão da escola. Página 11


Distribuição gratuita

15 a 31 de dezembro de 2007

Ano 25 - nº 381

CENA MAIS QUE REPETIDA

A cada chuva forte cidade sofre com alagamentos

Assim que as chuvas se intensificam, a cidade mostra velhos e novos pontos de alagamentos. Em alguns locais a situação tem piorado por causa da sobrecarga e do mau uso da rede de águas pluviais. Ädministração do Guará anuncia pacote de medidas para conter novos alagamentos, mas os resultados somente para daqui a um ano. Enquanto isso, o guaraense pode se preparar para mais transtornos.

Página 5

Quiosque da droga é demolido na QI 2 Página 10

O que Alírio conseguiu para o Guará em 2007 Página 6

Três novos postos policiais para o Guará Página 13

Localiza não terá contrato renovado Página 11


Distribuição gratuita

15 a 31 de dezembro de 2007

Ano 25 - nº 382

O que aconteceu no Guará de mais importante

Unicesp tem novo dono e aulas recomeçam

Acabou a angústia dos 4 mil alunos do Unicesp, a maior escola de ensino superior do Guara. A universidade foi vendida ao grupo mineiro controlado pelo deputado estadual Ruy Muniz, proprietário da maior faculdade de Montes Claros (MG). A venda põe fim à greve de professores e funcionários que se arrastava desde setembro por falta de pagamento de salários. As aulas perdidas serão repostas de 21 de janeiro a 21 de março. Ano letivo começa em abril. Vestibular em fevereiro.

A cidade nunca havia recebido tantas obras de uma única vez como em 2007. E teve o terceiro maior ganhador da Mega Sena. Mas os dois clubes de futebol profissional da cidade foram muito mal no Brasiliense. Esses e outros destaques na Retrospectiva 2007. Páginas 7, 10, 11, 12 e 13

Administração impõe mais rigor aos carroceiros Os carroceiros que trabalham na Região do Guará terão que respeitar regras impostas pela Administração do Guará para evitar o acúmulo de sujeiro e riscos no trânsito (Página 4)

Um pacote de obras de presente de fim de ano para o Guará

Página 7

Economia e muitas obras no primeiro ano do Governo Arruda

Asfalto para a Vila Tecnológica, reforma das praças e calçadão, do Estádio e Kartódromo do Cave. Veja o que mais.

Para o Governo Arruda, 2007 foi o ano para arrumar a casa. Além da reestruturação funcional, com o corte de funcionários e de secretarias, GDF pagou mais de R$ 500 milhões de dívidas anteriores. Governador deu atenção especial ao Guará.

Página 3

Página 7


Jg2007